Page 1

© London 2012 Ano 01 Edição 04 2012

comunicação integrada

comunicação integrada

capa.indd 1

26/07/12 16:35


Entre EntrenonoJogo Jogo por uma fração dodo preço dada concorrência por uma fração preço concorrência

Os sistemas de câmera lenta e replay instantâneo 3Play da Newtek, lhe permitem brindar uma cobertura ao estilo da Copa Os sistemas de câmera lenta e replay instantâneo 3Play da Newtek, lhe permitem brindar uma cobertura ao estilo da Copa do Mundo, seja criando um momento ou examinando uma jogada controversa, a tecnologia de câmera lenta interpolada da do Mundo, seja criando um momento ou examinando uma jogada controversa, a tecnologia de câmera lenta interpolada da

Os s do M

• Servidor de replay instantâneo com 6 canais que suportam gravação simultânea de até 4 fontes e 2 canais completamente • Servidor de replay instantâneo com 6 canais que suportam gravação simultânea de até 4 fontes e 2 canais completamente independentes para reprodução. independentes para reprodução. • Upconvert e downconvert em cada canal. • Upconvert e downconvert em cada canal. • Gravação em 100 Mbit full HD. • Gravação em 100 Mbit full HD. • Suporte completo para vídeo progressivo em todos os seus frame rates incluindo 24fps. Visite-nos no • Suporte completo para vídeo progressivo em todos os seus frame rates incluindo 24fps. Visite-nos no • Timecode Linear (LTC) para uma captura perfeitamente sincronizada de todas as fontes. estande #E3 • Timecode Linear (LTC) para uma captura perfeitamente sincronizada de todas as fontes. estande #E3 • Importação e exportação de clips com uma grande variedade de formatos. • Importação e exportação de clips com uma grande variedade de formatos. • Listas de reprodução múltiplas. • Listas de reprodução múltiplas. • 2 unidades de rack. • 2 unidades de rack.

• Se inde • Up • Gr • Su • Ti • Im • Li •2

Para mais informação consulte: Para mais informação consulte:

2_capa.indd 2

Para m

26/07/12 16:31


Especial Locação para Esporte > Servidores e Sistemas

Como parte da atualização de servidores, a Globo selecionou dois servidores de produção EVS XT3 e um EVS XTnano com suporte a 22 canais de vídeo

Globo equipa estúdios A emissora está investindo em soluções EVS para os seus estúdios HD em São Paulo e Brasília. Os produtos da fabricante belga também serão usados na nova unidade móvel de produção em alta definição, baseada no Rio de Janeiro. Cliente há mais de 15 anos, a TV Globo atualizou os seus servidores em standard definition (SD) com dois servidores de produção EVS XT3 e um servidor EVS XTnano. Os novos servidores suportam um total de 22 canais de vídeo e fazem parte do processo de migração de SD para HD. Em Brasília, ela investiu no primeiro servidor para os estúdios da emissora, optando por um servidor XT3 controlado por MulticamLSM. Os servidores serão usados tanto para cobertura jornalística quanto na produção de esportes e entretenimento. Para a nova unidade móvel HD do Rio de Janeiro, a Globo também optou por utilizar soluções EVS. A nova UM conta com cinco XT3 de oito canais, com o EpsioLive, para a inserção ao vivo de gráficos de análise durante o jogo, com o conjunto de aplicações de gerenciamento de produção IPDirector e com o XFile (Solução de arquivamento). Usando a nova tecnologia U-Motion, um servidor XT3 pode ser integrado à nova câmera X10 da I-MOVIX, permitindo a gravação de até 38 horas interruptas em ultra câmera lenta. Além do uso para cobertura de esportes, o caminhão será usado no maior evento ao vivo da Globo: o carnaval do Rio de Janeiro. Os servidores também estão na unidade móvel HD de São Paulo. “Escolhemos a solução baseada na experiência de mais de 15 anos usando seus sistemas em nossos estúdios e unidades móveis”, disse José Manuel Marinho,

Os estúdios de Brasília passarão a contar com um servidor XT3 controlado pelo MulticamLSM

A nova unidade móvel da emissora conta com cinco servidores XT3 de oito canais e com o sistema EpsioLive, para a inserção ao vivo de gráficos de análise durante o jogo

diretor de engenharia da divisão de Jornalismo e Esportes da Rede Globo. “Os novos servidores XT3 nos deram a velocidade e a confiabilidade que precisamos para a cobertura de esportes ao vivo e produção de entretenimento, ao mesmo tempo em que apoia nossa migração dos estúdios pra HD”. O XT3 é uma solução “future-proof” de servidores de gravação e produção de vídeo. Seus recursos, como capacidade de gravação/reprodução de 8 canais em loop, suporte nativo a múltiplos codecs e gerenciamento embarcado de mídias em alta e baixa resolução, permitem o aproveitamento máximo de cada frame gravado. A nova plataforma XT3 é o primeiro servidor do mercado página 3

evs_REV.indd 3

27/07/12 11:42


Especial Locação para Esporte > Servidores e Sistemas

Com a nova tecnologia U-Motion, o XT3 pode ser integrado a uma câmera de ultra slow motion I-MOVIX X10 para a gravação contínua de 300 quadros em 1080i ou 600 quadros em 720p

que possui seis canais para entrada e saída contínuas de vídeos a 3Gbps, possibilitando produções ao vivo ou “quase ao vivo” em 3D ou 3G. “Temos muito orgulho em continuar nosso relacionamento de longa data com uma das maiores redes de TV do mundo”, disse Benjamin Mariage, gerente de vendas da EVS para a America Latina. “Ao longo dos anos temos trabalhado junto com a equipe da Globo dando o suporte para as suas produções mais exigentes. O fato deles acreditarem nas nossas soluções para as suas maiores produções e de mais alto nível é uma prova da confiabilidade dos nossos sistemas de seus recursos, como a integração com a I-MOVIX X10 para fazer o sistema de câmera ultra lenta”. A EVS é uma das mais respeitadas empresas envolvidas no desenvolvimento de sistemas para produção de mídia para esportes, jornalismo e entretenimento. O seu sistema inovador “live slow motion” revolucionou a transmissão ao vivo, e suas soluções “tapeless” in-

tegradas e confiáveis têm sido amplamente utilizadas para produção de conteúdo baseadas em edição não linear e produções em 3D HD em todo o mundo. Os sistemas da empresa oferecem uma plataforma de produção com replays ao vivo (incluindo super e ultra câmara lenta), criação de clipes, edição em tempo real, produção e gerenciamento de conteúdo, time delay, gravação de múltiplas câmeras (ou entradas), logging, gráficos para análise ao vivo, transmissão digital, ingestão e exibição em múltiplos formatos e entrega de conteúdo para plataformas alternativas (second screen). A EVS também possui algumas aplicações (como o IPDirector e o MulticamLSM) desenvolvidas para controlar os servidores da série XT. Entre os seus clientes estão as redes de TV e produtoras NBC, BSkyB, FOX, RTBF, RTL, NHK, CANAL+, ABC, ESPN, TF1, CCTV, PBS, CBS, BBC, ZDF, Channel One, Channel7, RAI, TVE, NEP, MEDIAPRO, EUROMEDIA, BEXEL, ALFACAM, entre outras. www.evs.tv - www.videosystems.com.br

Também fará parte da nova unidade um conjunto de aplicações para gerenciamento de produção IPDirector com a solução de arquivamento XFile

página 4

evs_REV.indd 4

27/07/12 11:42


Conectados com o Brasil Broadcasters do Brasil, e de toda América do Sul, são extremamente bem informados sobre a arte e a ciência da radiodifusão – desde a criação de conteúdo até a captura e transmissão.

Os produtos e marcas do Grupo Vitec foram amplamente usados por muitos anos e nosso novo escritório no Brasil nos deixa mais próximo dos nossos distribuidores e clientes. ■ Oferecendo recursos globais com suporte local ■ Apoiando nossos parceiros para melhor atender nossos clientes ■ Fornecendo os melhores produtos para complementar as necessidades da sua câmera

Contacte-nos para todas as questões técnicas e requisitos de manutenção www.vitecbrasil.com.br

evs_REV.indd 5

27/07/12 11:42


Especial Locação para Esporte > 3D

Neste ano a produção deixou de lado a operação com fitas, passando a se basear integralmente na sua tecnologia HDCAM SR Master. A empresa posicionou as suas câmeras nos melhores pontos do estádio

Mesmo em países como o Brasil, onde o tênis está longe de ser a preferência nacional, existe um público cativo para as transmissões de eventos em 3D

Esporte e cinema se Grandes emissoras e redes de cinema dos cinco continentes exibiram em 3D as finais do Torneio de Wimbledon 2012 graças às tecnologias desenvolvidas pela Sony e seus parceiros. Pelo segundo ano, a Sony fez a distribuição de sinais em 3D ao vivo a partir de Wimbledon para todo o mundo com a supervisão da SuperVision Media, oferecendo uma rara experiência para os fãs do tênis. A empresa também contou com o apoio da All England Lawn Tennis Club (AELTC) e da Lawn Tennis Association (LTA) para levar os equipamentos de captação e produção para o estádio de Wimbledon. Cinco redes de TV fizeram as transmissões ao vivo dos jogos mais esperados do torneio, além de sessões públicas em salas de cinema e outros espaços destinados à divulgação da tecnologia. Segundo David McIntosh, vice-presidente sênior da Sony Digital Cinema, “este é um momento muito importante para o esporte com salas optando cada vez mais por exibir eventos em suas telas. Os fãs querem sentir a energia e a velocidade de um jogo, e os cinemas com exibição em 3D são capazes de oferecer isso perfeitamente. A demanda dos exibidores por Wimbledon mostra que há um enorme interesse dos espectadores em assistir a este e outros jogos em 3D”. O espetáculo chegou às salas de cinema em mais de 20 países. Foram mais de 170 salas de cinema no Reino Unido, Irlanda, Espanha, Itália, Noruega, Grécia, Turquia, Por-

tugal, Bélgica, Alemanha, Áustria, EUA, Canadá, China, Hong Kong, Indonésia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru. No Brasil, a final masculina foi exibida em salas da rede Cinemark. As emissoras envolvidas estavam no Reino Unido, EUA, Alemanha, Itália, Holanda e Suécia. Mick Desmond, diretor comercial da All England Lawn Tennis Club, afirmou: “Estamos muito satisfeitos com nossa parceria com a Sony 3D e estamos ansiosos para trabalhar com eles novamente. A Sony esteve numa posição privilegiada para captar as finais do campeonato em 3D, levando a alegria de Wimbledon para o mundo. Estamos orgulhosos de estar na vanguarda deste enorme movimento tecnológico, e acredito firmemente que oferecemos a melhor experiência imersiva”. Neste ano a produção deixou de lado a operação com fitas, passando a se basear integralmente na sua tecnologia HDCAM SR Master. Dentro da unidade de produção, todas as gravações foram feitas diretamente em cartões de memória SR. A câmera 3D portátil da Sony PMW-T300 também foi usada nas entrevistas e nos demais conteúdos gerados no estádio, sempre usando o gravador SR-R1. www.sonypro.com.br

página 6

sony_REV.indd 6

27/07/12 11:57


sony_REV.indd 7

27/07/12 11:57


Especial Locação para Esporte > Velocidade

As câmeras Hi-Motion II multiplicam os detalhes durante a transmissão do Super Bowl

Detalhes A nova câmera para super-slow motion desenvolvida pela Ikegami e a NAC estreou na final do campeonato de futebol americano. Com três sensores CMOS e integração total com os controladores de repetição EVS Multicam LSM, o modelo pode ser incluído em unidades móveis de qualquer dimensão. Entras as atrações que marcaram a transmissão da final do Super Bowl neste ano, estavam os replays em ultra-slow motion capturados com absoluta perfeição pelos sistemas de captação Hi-Motion II, desenvolvidos pela Ikegami em parceria com a NAC Image Technology. A NAC é uma das líderes mundiais no desenvolvimento e fabricação de soluções para gravação e análise de imagens em alta velocidade. Os seus modelos Hi-Motion usam três sensores CMOS e uma memória embutida na cabeça da câmera que são capazes de dar vazão a um fluxo de dados dez vezes maior que o das câmeras HD convencionais. Essa capacidade permite realizar a reprodução das imagens a um décimo da velocidade real sem afetar a qualidade da imagem. O resultado é a reprodução dos melhores lances com um nível de detalhe pouco visto até então. A câmera Hi-Motion II pode ser usada em resoluções 1080i ou 720p em velocidade normal ou para reprodução em câmera lenta. Existe uma saída dedicada a cada função, de forma que ela pode ser usada como uma câmera tradicional de produção, que pode trabalhar ao lado de

outros modelos da fabricante japonesa. Naturalmente, o modelo atende com mais frequência as demandas de transmissões esportivas ao vivo, mas pode ser usado em espetáculos e outros eventos que precisem mostrar detalhes de uma imagem em alta velocidade. “Os sistemas de câmera Hi-Motion II estão trabalhando com perfeição logo que são tirados da caixa, o que nem sempre acontece com novos produtos, por isso estamos muito felizes”, afirma Dan Grainge, vice-presidente da Fletcher Câmera & Lentes, que alugou as câmeras para a transmissão do Super Bowl. Quatro das doze Hi-Motion II recentemente adquiridas pela Fletcher foram inauguradas no Super Bowl XLVI. Grainge lista várias razões pelas quais sua companhia investiu US$ 3,5 milhões na nova tecnologia. “Primeiro por conta da imagem superior que encontramos nas câmeras Hi-Motion II durante os testes lado a lado com outras câmeras de alta velocidade”, diz. “Você pode obter grandes cenas com as câmeras de um chip ou de três chips, mas eu posso dizer que os três sensores CMOS

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

A alta taxa de frames reduz consideravelmente a quantidade de luz disponível em cada frame gerado pelas câmeras de super slow motion, por isso a sensibilidade é um fator preponderante

PHA e tec Pha

página 8

ikegami_REV.indd 8

27/07/12 11:58


Especial Locação para Esporte > Velocidade

destas câmeras proporcionaram mais nitidez e riqueza de detalhes que os seus concorrentes”. “O segundo motivo é a integração completa que a Ikegami oferece a este importante nicho de mercado, em termos de apoio material para fazer o sistema de câmera Hi-Motion II trabalhar nas unidades móveis de produção”, acrescenta Grainge. “Na operação de vídeo, os equipamentos de CCU e OCP são da Ikegami e são bem conhecidos pelos engenheiros do caminhão. Quando eles veem o nome Ikegami, já sabem como usá-los. Também é importante dizer que a Hi-Motion II foi projetada para trabalhar com a interface de fibra da Ikegami, podendo ser levada a mais de 1,8 km”. Dan Grainge ainda lembra que a câmera não deixa de lado a ergonomia para os operadores, posicionando corretamente os botões de intercomunicação, por exemplo. “O viewfinder LCD de nove polegadas também foi considerado pelos operadores como um dos melhores já vistos. Definitivamente é um visor que você quer ter ao usar lentes HD 86x1 e fazer o foco em situações de baixa luminosidade”, conta. O empresário ainda lembra que os três chips CMOS facilitam bastante na hora achar o melhor ângulo, com a melhor qualidade, em HD. “A melhor reprodução de cores é conseguida com maior rapidez do que as câmeras que usam apenas um chip”, diz. “Este modelo anula qualquer diference que possa existir entre uma câmera HD e uma câmera de alta velocidade”. Finalmente, Grainge lembra que essa escolha para o Suan_phase_vislink_230x150mm.pdf 15:34 per Bowl levou em conta1 a 12/12/11 tranquilidade transmitida aos

ENG

www.ikegami.com - www.phase.com.br

NewsLite 6000 Terminal Satcom

M

Suporte à Comunicação em MO, Celular e Wi-Fi Modulação DVB-S2

Y

CM

MY

SSPA/BUC integrados de 25W Ku

CY

K

clientes da sua empresa quando veem a marca Ikegami. “Eles respeitam muito a qualidade final do trabalho”. Desde 1958 a NAC Image Technology está envolvida no desenvolvimento de tecnologias e produtos ligados à captação de imagens para reprodução em baixas velocidades. Ela também é uma das pouquíssimas fabricantes a produzir sistemas completos para esta finalidade, integrando sistemas muito sensíveis à luz, sem que isso implique em grandes cabeças de câmera.

HDTV ACESSÍVEL

C

CMY

As câmeras Hi-Motion II aceitam lentes com encaixe B4 (ENG ou EFP), que podem ser engatadas sem qualquer adaptador adicional. Para os casos em que as lâmpadas do estádio causam interferência com o efeito flicker, o modelo conta com corretor para reduzir que reduz os impactos durante a reprodução em câmera lenta

Alta Portabilidade, 23Kg Antena FLA-120 Fly-Away de 1.2m Banda Ku Aprovada pelo Intelsat 30Kg

XP L1310 Transmissor SD/HD para Wireless Camera Codificação H.264 0,8Kg www.phase.com.br

PHASE Engenharia, há trinta anos oferecendo com exclusividade produtos de primeira linha e tecnologia de ponta para as mais variadas aplicações em Broadcasting e Telecomunicações. Phase Engenharia. Experiência em inovação.

ikegami_REV.indd 9

phase@phase.com.br

(21) 2493.0125

27/07/12 11:58


Especial Locação para Esporte > Baterias

As baterias DIONIC HC vão equipar câmeras como AG-3DP1

Anton/Bauer Empresa fornecerá as baterias DIONIC HC para as câmeras da Panasonic que serão utilizadas na captação do evento, incluindo a AG-3DP1. Desde 1992, a Anton/Bauer tem apoiado a Panasonic nos Jogos Olímpicos, e este ano não será uma exceção. A Anton/Bauer voltará a assumir este papel, fornecendo baterias DIONIC HC para as câmeras de broadcast da Panasonic, incluindo a AG-3DP1. “Sem baterias, você não pode ligar as câmeras, por isso valorizamos nosso parceiros de negócios, como a Panasonic. Por sua vez, enquanto a Panasonic desenvolver câmeras para as emissoras que incluem o engate Gold Mount da Anton/Bauer, com certeza iremos continuar a recomendar as nossas soluções que atendam aos requisitos de energia das mais recentes câmeras”, afirmou Shin diz Minowa, vice-presidente de marketing e desenvolvimento de negócios da Anton/Bauer. A AG-3DP1 é uma câmera de ombro da série P2HD com sistema de lentes 3D integrado, que é portátil e fácil de manusear. A AG-3DP1 vem com um sistema de lentes de 17x zoom duplo que apresenta uma extensa gama, tanto para configurações de grande angular e telefoto quanto para fornecer um ângulo de visão para filmar em situações diversas. A combinação de alta sensibilidade, sensores 3MOS de 2,2 megapixels de alta resolução e codec de alta qualidade AVC-Intra criam um formato 3D HD com resolução full-pixel 1920 x 1080 e amostragem completa de 10 bits-4: 02:02. A bateria DIONIC HC foi selecionada para fornecer aos usuários energia portátil durante a captura dos  jogos. Oferecendo 91Wh, ela pode operar uma câmara de alta definição de 40-watt por mais de duas horas. As emissoras que viajam por via aérea para os Jogos Olímpicos podem facilmente transportar a DIONIC HC como bagagem de mão, sem restrições.

“Além de ter produtos de confiança, a nossa experiência acumulada ao longo dos anos nos posiciona como um parceiro valioso durante esses grandes eventos”, acrescenta Minowa. “Não só as emissoras recebem equipamentos de alto nível, mas eles também têm acesso ao nosso suporte ao cliente, caso necessitem enquanto estiverem no local do evento”.

Transmissão sem fio

A fabricante também anunciou recentemente a disponibilidade do AB-HDTX, um compacto sistema RF COFDM de 5,8 GHz com capacidade de transmitir um sinal de alta definição robusto a longas distâncias, sendo alimentado por baterias Anton/Bauer. A novidade surgiu da colaboração entre empresa do Grupo Vitec e sua companhia-irmã Integrated Microwave Technologies, criando um sistema que facilita o envio de imagens em produções, eventos ao vivo e até mesmo jornalismo, com maior mobilidade para as câmeras. A modulação COFDM com largura de banda de 5,8 GHz garante o envio do pequeno transmissor AB- HDTX até o receptor AB-HDRX com diversidade duplicada, de forma a afastar os riscos de uma interferência. Os sinais também podem ser recebidos pelo monitor/receptor de mão DirectVu. www.antonbauer.com

O pequeno transmissor AB-HDTX é a nova proposta da empresa para apoiar as transmissões sem fio

página 10

vitec_REV.indd 10

27/07/12 11:59


Codec : a solução! Codec a Codec Sua externa com:: qualidade a solução! solução! de estúdio! Sua externa com qualidade de estúdio! COMMANDER G3 Sua externa com qualidade de estúdio! COMMANDER G3 COMM O mais avançado codificador de áudio IP para rádio e televisão. Tem 6 COMMANDER G3

O mais avançado codificador de áudio IP para rádio e televisão. Tem diferentes opções de transmissão no mesmo equipamento (3G/4G - IP6O mais- avançado codificador de IP para rádio e televisão. Tem diferentes opções de transmissão no mesmo equipamento (3G/4G - IP6POTS ISDN e X21) .Simples de áudio usar, permite qualquer pessoa diferentes opções de .Simples transmissão no mesmo equipamento (3G/4G - IP POTS - ISDN e X21) usar, permite qualquer pessoa não-técnica operá-lo com totalde confiança. Dispõe de todos os recursos POTS ISDN e X21).Simples usar, permite qualquer pessoa não-técnica operá-lo com totalde confiança. Dispõe de todos os recursos para as- transmissões externas. não-técnica operá-lo externas. com total confiança. Dispõe de todos os recursos para as transmissões para as transmissões externas.

Link IP ponto a ponto ou multiponto. Linkmais IP moderna pontoema codec ponto ou multiponto. A tecnologia via IP para aplicações profissionais Link IP ponto a ponto ou multiponto. A tecnologia moderna emConexão codec via IP para aplicaçõesDuas profissionais ponto a pontomais ou multiponto. estável e confiável. entradas A tecnologia mais moderna emConexão codec via para aplicações profissionais ponto a ponto ou balanceadas multiponto. estável eAES/EBU. confiável. Duas entradas e saídas de áudio mic/linha eIP uma Resposta de a ponto ou multiponto. Conexão estável e confiável. Duas entradas eponto saídas de áudio balanceadas mic/linha e uma AES/EBU. Resposta de frequência de 20 à 20kHz, distorção harmônica total menor que e0,03% saídas@de+4dBu, áudio mic/linha uma AES/EBU. Resposta de frequência de 20 àbalanceadas 20kHz, distorção harmônica total menor quePCM16. diversos algoritmos deecompressão ou linear frequência de 20 à diversos 20kHz, distorção harmônica total quePCM16. 0,03% @ +4dBu, algoritmos de compressão essãomenor ou linear 0,03% @ +4dBu, diversos algoritmos de compressão ou linear PCM16.

MICROFONE SEM FIO MICROFONE SEM FIO MICROFONE SEM FIO

R400A TRANSMISSOR: Miniatura com potência de R400A saída selecionávelMiniatura (50 / 100com ou 250mW). TRANSMISSOR: potência de R400A

RECEPTOR: Tripla conversão sintetizador saída selecionável (50 / 100com oue250mW). TRANSMISSOR: Miniatura potência dede frequência. Processamento de áudio com DSP RECEPTOR: Tripla conversão e sintetizador de. saída selecionável (50 / 100 ou 250mW). frequência. Processamento de áudio com DSP RECEPTOR: Tripla conversão e sintetizador de. frequência. Processamento de áudio com DSP.

UWP-V SERIES UWP-V -V SERIES UWP-V SERIES

SEM FIO - UHF-R SEM FIO - dUHF-R - 2400 frequências e 470 - 698MHz SEM FIO UHF-R - Potência RF: 50 / 100 ou 250 mW 2400 frequências de 470 - 698MHz - Potência RF: 50 / 100 ou 250 mW 2400 frequências de 470 - 698MHz - Potência RF: 50 / 100 ou 250 mW

Receptor Receptor Receptor

Sistema sem fio para câmeras. -Sistema Frequências: 758 - 782MHz sem fio para câmeras.e 782 - 806MHz -Sistema Frequências: 758 782MHz sem fio para câmeras.e -- 782 Resposta de Freq.: - 18.000Hz 806MHz Frequências: 758 - 50 782MHz e Potência RF: 30mW - 782 Resposta de Freq.: 50 - 18.000Hz - 806MHz - Potência 30mW50 - 18.000Hz Resposta RF: de Freq.: - Potência RF: 30mW

HMD26 HMD26 HMD26 vitec_REV.indd 11

HMD280 HMD280 HMD280

RETORNO SEM FIO RETORNO SEM FIO RETORNO SEM FIO

Transmissor Transmissor Transmissor

IFBR1A / IFBT4

Projetado para uso em radiodifusão e aplicações IFBR1A / IFBT4 em que alta qualidade áudio e cobertura são Projetado para uso em de radiodifusão e aplicações IFBR1A / IFBT4 fundamentais. Faixa de 537.6 769.9 MHz, em que alta qualidade áudio e cobertura são Projetado para uso em de radiodifusão e aplicações potência RF:qualidade 250 mW. receptor até fundamentais. Faixa deO 537.6 - 769.9 MHz, são em que alta de áudio e armazena cobertura 5 frequências diferentes. potência RF: 250 mW. receptor armazena fundamentais. Faixa deO537.6 - 769.9 MHz, até 5 frequências diferentes. potência RF: 250 mW. O receptor armazena até 5 frequências diferentes.

HMD281 HMD281 HMD281

EW100 G3 Series EW100 G3 de Series - Frequência operação: 516 - 558MHz, 566 608MHz e 626 - 668MHz EW100 G3 de Series - Frequência operação: 516 - 558MHz, -- 566 Resposta de Freq.: 25- -668MHz 18.000Hz - 608MHz e 626 Frequência de operação: 516 - 558MHz, - 566 Potência RF: 30mW Resposta de Freq.: 25- -668MHz 18.000Hz - 608MHz e 626 - Potência 30mW25 - 18.000Hz Resposta RF: de Freq.: - Potência RF: 30mW

Countryman E6 Countryman E6 Countryman E6

TX37A TX37A TX37A

Entrada universal para microfone, linha balanceada/desbalanceada, e alto-falante. Entrada universal para microfone, linha Cobre uma área de mais de m². balanceada/desbalanceada, e60.000 alto-falante. Entrada universal para microfone, linha Tem tom de teste para fácil sintonia do Cobre uma área de mais de e60.000 m². balanceada/desbalanceada, alto-falante. receptor. Faixa dede 72mais a fácil 76MHz (VHF). Tem tom deárea teste para do Cobre uma desintonia 60.000 m². 37 30m. receptor. depara 72 a@ 76MHz (VHF). Temcanais. tom Faixa de8000µV/m teste fácil sintonia do 37 canais.Faixa 8000µV/m 30m. (VHF). receptor. de 72 a@76MHz 37 canais. 8000µV/m @ 30m.

Receptor Receptor Receptor

SMQV SMQV SMQV

Transmissor Transmissor Transmissor

BRIDGE-IT BRIDGE-IT BRIDGE-IT

21 2523-0004 21 2523-0004 apoiotecnico.com 21 2523-0004 apoiotecnico.com apoiotecnico.com

27/07/12 11:59


Especial Locação para Esporte > Conexões

A Nemal possui soluções de cabeamento e interconexão adequadas para aplicações externas, como jogos de futebol e outros eventos que necessitem de maior robustez e durabilidade, além de infraestruturas broadcast

Comunicação A Nemal do Brasil fornece há mais de uma década infraestrutura e soluções de conectividade para o mercado de broadcast profissional e redes de dados. Além de fabricar produtos próprios nos Estados Unidos, a Nemal representa e distribui algumas das mais respeitadas marcas do mercado, como a Neutrik, Switchcraft, Advanced Fiber Products, Belden, Allen Avionics, Signamax, Times Microwave, Audio Acessories, Trompeter, Schill e GoPro. Seu estoque tem mais de 400 produtos para o mercado de broadcast. Sediada em São Paulo, a Nemal do Brasil  tem uma equipe de profissionais que atende todo o território nacional, além de contar com uma oficina especializada para reparos e montagens especiais, incluindo manutenção de cabos de fibra óptica. Na linha de cabos para HDTV, a empresa conta com os cabos SDI/HD RG6 1580, que são usados em todo o mundo para cabear estúdios de broadcast. Disponível em várias cores, o 1580 é capaz de levar sinal HDTV a distância superiores a 100 metros e é compatível com os conectores BNC Nemal NE8010 e KINGS NE8010-H ou 2065-10-9. Na última Broadcast & Cable, a empresa demonstrou a segunda geração de sua linha de cabos de vídeo coaxiais HDTV, montando um conjunto com um waveform Tektronix  WFM700M e uma câmera Ikegami HD GFCAM HDS-V10 ligados a um patch panel da Audio Acessories e com jacks HD da Trompeter. A câmera enviava um sinal para o patch panel de vídeo, que então era jumpeado para um dos cabos (modelos 1191, 1570 e 1580) e finalmente tinha a qualidade do sinal medido pelo waveform. Os cabos atenderam ou ex-

cederam às especificações 1.5Gb/s SMPTE 292< HD-SDI e 3.0Gb/s SMTPE 424< 1080P/60 e se mostraram aptos a servir como base para qualquer projeto de instalação de infraestrutura HDTV de broadcast. Os cabos usados para o sinal gerado pela câmera foram 1.5 Gb/s SMPTE 292M Nemal código 1191, cabo de vídeo RG59 coaxial23AWG miniatura HD/SDI (69 metros), cabo de vídeo coaxial 20AWG RG59 HD/SDI (92 metros) e cabo de vídeo coaxial 18AWG RG6 HD/ SDI (114 metros). A empresa também conta com cabos de fibra óptica padrão SMPTE para câmeras de alta definição compatíveis com modelos Sony, Ikegami, Grass Valley e Panasonic. São cabos híbridos com duas fibras monomodo, dois condutores elétricos de alta voltagem e dois condutores de sinal, com malha trançada de proteção e alma de aço, que podem ser fornecidos avulsos ou com os respectivos conectores montados nas pontas. Existem ainda as opções de cabo triax 1/2” (meia polegada) próprios para  aplicações  externas, como jogos de futebol, eventos esportivos e outros eventos que necessitem de maior robustez e durabilidade, bem como os cabos triax de 3/8 de polegadas, adequados para aplicações em estúdio ou que requerem maior flexibilidade e menor peso na operação. A versão de 3/8 é uma cabo bastante resistente e flexível, sendo excelente para aplicações onde a câmera fica no ombro do operador. Ambas são compatíveis com os conectores Triax Kings e Lemo. www.nemal.com.br

página 12

An23x3 nemal_REV.indd 12

27/07/12 12:00

An23x3


E nós dada Nemal dodo Brasil achamos isso ótimo! Porque quando você precisa sese preocupar com a infraestrutura durante uma E nós Nemal Brasil achamos isso ótimo! Porque quando você precisa preocupar com a infraestrutura durante uma E transmissão nós da Nemal dovivo, Brasil achamos isso ótimo! Porque você precisa se preocupar com a infraestrutura durante uma transmissão aoao vivo, é porque algo deu muito errado. Aquando Nemal do Brasil oferece háhá 1515 anos soluções dede ponta em conectivié porque algo deu muito errado. A Nemal do Brasil oferece anos soluções ponta em conectivitransmissão ao vivo, épara porque algo deu muito errado. A Nemal do Brasil oferece há 15 anos soluções de ponta em conectividade e infraestrutura broadcast e produção audio visual profissional. Contamos com excelentes profissionais e muita dade e infraestrutura para broadcast e produção audio visual profissional. Contamos com excelentes profissionais e muita dade e infraestrutura para broadcast e produção audio visual profissional. Contamos com excelentes profissionais e muita experiência para oferecer as melhores soluções em interconexão para os nossos clientes. experiência para oferecer as melhores soluções em interconexão para os nossos clientes. experiência para oferecer as melhores soluções em interconexão para os nossos clientes.

AA dvanced dvanced A dvanced

Products Products Products

An23x31.indd 1 1 An23x31.indd

An23x31.indd 1 nemal_REV.indd 13

06/04/12 00:22 06/04/12 00:22 06/04/12 00:22 27/07/12 12:00


Especial Locação para Esporte > Alta velocidade

A SprintCam Vvs HD tem sido usada com muito sucesso em transmissões esportivas e espetáculos para exibir detalhes que passam despercebidos

Um novo padrão A I-Movix apresentou em Las Vegas o sistema X10, uma evolução das suas soluções para câmera ultra lenta que está baseada na gravação de altas taxas de frame em alta definição. O X10 é capaz de gravar continuamente imagens que poderão ser usadas para ilustrar uma jogada ou uma ultrapassagem com todos os seus detalhes. São 300 frames por segundo em 1080i ou 600 fps em 720p, o que permite exibir uma cena numa velocidade de, pelo menos, dez vezes menor que o tempo real. Concebida para ser usada em conjunto com o servidor de produção ao vivo EVS XT3, o X10 ultrapassa o desempenho dos sistemas existentes até o momento, que costumam estar restritos a uma reprodução três vezes mais lenta que o tempo real, ou 75 FPS. O modelo abre espaço para um novo padrão de desempenho e versatilidade em uma variedade de situações em transmissões ao vivo, pois os produtores podem criar continuamente sequências em câmera lenta de alta qualidade. “Ao longo dos últimos anos, as tomadas em câmera ultra lenta ganharam maior importância na cobertura esportiva graças à qualidade que alcançaram. Isso tem proporcionado alguns dos momentos mais emocionantes para o público”, disse o CEO da I-Movix, Laurent Renard. “Agora, com a possibilidade de gravação continua, o produtor não perde nenhuma ação tudo pode ser repetido em câmara lenta. Isto estende o potencial de criatividade, e aumenta o valor do conteúdo produzido em um evento em que o sistema X10 é usado”. Capaz de gravar continuamente por até 18 horas em ultra-slow motion no servidor de produção EVS XT3, o sistema X10 é uma solução totalmente integrável ao mundo broadcast, que inclui a câmera de alta velocidade, unidade de controle remoto e um painel de controle operacional. Para armazenar as imagens e reproduzi-las em câmera lenta, a câmera trabalha em conjunto com o servidor da EVS e o controle remoto LSM. É possível conecta-la à unidade de controle (CCU) por um cabo de fibra óptica no padrão SMPTE, o que possibilita a

transmissão por longas distâncias e o controle através de uma conexão única. De acordo com a filosofia da I-MOVIX de criar sistemas para câmera super lenta prontos para serem usados por qualquer equipe de produção, o X10 é fornecido como uma solução completa que requer pouco ou nenhum treinamento, com todos os controles principais e fluxo de trabalho bastante familiares. O sistema é facilmente integrado a unidades móveis, sendo totalmente compatível com a configuração típica usada em externas, sendo capaz, inclusive, de ser empregado em produções 3D.

SprintCam Vvs HD na MotoGP

O último campeonato de MotoGP realizado na Catalunha, Espanha, foi uma nova ocasião para a Logo2 Producciones aproveitar as facilidades da SprintCam Vvs HD, outra solução para câmera da I-Movix lenta, que gerou imagens em slow motion nunca vistas pelos fãs da motovelocidade. A equipe da produtora usou a SprintCam com taxas de quadro que iam de 750 a até 2.000 frames por segundo, oferecendo tomadas de tirar o fôlego. www.i-movix.com - videosystems.com.br

Gravando 300 frames por segundo em 1080i ou 600 fps em 720p, a X10 amplia muito as possibilidades de reprodução em câmera super lenta

página 14

I-MOVIX_REV.indd 14

27/07/12 12:01


I-MOVIX_REV.indd 15

27/07/12 12:01


Especial Locação para Esporte > Produção

Dos estádios Equipe de basquete do Miami Heat cria conteúdos exclusivos para os seus torcedores acompanharem o time antes e depois das partidas usando o TriCaster 850. Há pouco mais de três anos, LeBron James e Chris Bosh se juntaram ao time de basquete norte-americano Miami Heat para ampliar a popularidade da equipe e tornar os seus fãs ainda mais fieis. Ambos conquistaram muito espaço e fizeram do Miami Heat um produtor de conteúdos que se preocupa muito com o conteúdo além dos jogos oficiais. Ali tudo vira espetáculo: os treinamentos e partidas secundárias também são acompanhadas pelos fãs dentro e fora do estádio. Na última temporada da NBA, a diretoria do time passou por um dilema por não contar com a emissora regional que transmite as partidas para também fazer a transmissão dos conteúdos pré e pós-jogo – muito valorizados pelos fãs. A solução veio com a criação de um canal ao vivo na internet, o HEATV na HEAT.com. O Miami Heat decidiu usar a sua equipe de produção, normalmente dedicada a fornecer conteúdo apenas para os telões e o site, para produzir programas após cada partida para exibi-lo no site HEAT.com. A solução adotada se espelhou na solução que a NBA usa há vários anos para colocar os jogos de algumas das ligas de basquete na web, o NewTek Tricaster 850. “Nos nossos esforços em viabilizar o empreendimento da HEATV, nós exploramos todos os tipos de soluções, incluindo grandes instalações para produção remota, transmissão via satélite e diversas opções de streaming”, diz o diretor executivo de broadcast do HEAT, Ted Ballard. “Como nossas alternativas tornaram-se complicadas e caras, Steve Hellmuth, VP de Operações e Tecnologia da NBA, sugeriu o uso do TriCaster. Uma semana depois de nossa conversa, eles enviaram-nos um para experimentar, e pouco depois a HEATV era uma realidade”. Com as oito entradas HD do TriCaster 850 e o sistema de ro-

teamento do qual o time já dispunha, foi possível integrar um grande número de fontes, sistemas de edição, câmeras e VTRs. O sistema da NewTek também é capaz de gerar gráficos, GCs, reproduzir arquivos de DDRs, entre outras funções. “Escolhemos o TriCaster por duas razões: este empreendimento precisava ser auto financiado e transmitido na internet”, disse Ed Filomia, Diretor Sênior de Serviços de Broadcast do Grupo HEAT. “O sistema superou as nossas expectativas. Sem o seu preço atraente e desempenho, nós não daríamos sequência a este projeto e teríamos perdido uma oportunidade de capitalizar os momentos mais emocionantes da nossa equipe.” Agora, na segunda temporada deste empreendimento, o Heat foi adiante e também produz um programa pós-jogo ao vivo que é exibido simultaneamente por uma rede TV paga local e pela internet (neste caso, só quem está fora da área de cobertura da emissora pode ver o programa pela web). “Esta capacidade de fornecer alta qualidade tanto para uma transmissão broadcast quanto para banda larga é essencial”, observa Ballard. As equipes do Miami Heat dispõe de câmeras Sony EX XDCAM e PDW 700 XDCAM, algumas delas com transmissão sem fio, para esta cobertura. Também são usados decks para leitura de discos e duas estações de edição Avid. Cerca de uma hora antes do Miami Heat entrar em quadra, os visitantes da página HEAT.com já podem ver os seus jogadores prediletos em imagens ao vivo e pré-gravadas, além de entrevistas com os torcedores que estão na American Airlines Arena (a casa do Heat), destaques dos jogos anteriores, estatísticas dos jogadores e muito mais. www.newtek.com

página 16

newtek_REV.indd 16

27/07/12 12:01


newtek_REV.indd 17

27/07/12 12:01


© London 2012

Especial Locação para Esporte > Integração Velocidade

A BBC integrou diversas soluções da Harris no seu Centro de Produção dedicado à cobertura dos Jogos Olímpicos

BBC usa solução integrada Sediada no Reino Unido, a integradora de sistemas Dega Broadcast Systems foi a responsável pela construção do Centro de Produção da BBC, que será usado na cobertura das Olimpíadas de Londres. A empresa baseou grande parte da infraestrutura em soluções da Harris Broadcast Corporation. Durante o período crítico que antecedeu os jogos, a BBC reuniu uma equipe de especialistas em projeto de sistemas e integradores, colocando a Dega Broadcast Systems na liderança dos trabalhos. A empresa projetou o fluxo de produção incorporando componentes de um único fornecedor, a Harris, para simplificar a integração de sistemas e suporte ao produto. Entre os diversos itens, a Harris forneceu a plataforma para convergência de mídias Selenio e a nova solução para multivisualização e gerenciamento de telas HView SX Pro. A plataforma Selenio vai lidar com todas as necessidades de processamento de vídeo e áudio, a partir de uma estrutura única que simplifica a implantação e o uso. Já o multiviewer HView SX Pro está alocado em um roteador Platinum, para permitir o monitoramento do sinal com qualidade superior de imagem e opções de controle. No núcleo do processamento também serão usados modulares 6800+ e equipamentos de medição e teste Videotek. “Nossa escolha pela Harris foi baseada na qualidade de suas tecnologias, combinadas com sua capacidade de fornecer um pacote abrangente de produtos com boa relação custo benefício”, disse John Cleaver, gerente de

projetos da Dega Broadcast Systems. “O mais importante é que a empresa trabalha em estreita colaboração com a gente para garantir que a utilização das instalações seja maximizada, que nós compreendemos os seus produtos e que os produtos sejam suportados com eficiência durante os Jogos Olímpicos.” “Na posição de emissora oficial das Olimpíadas no Reino Unido, os exigentes padrões de qualidade da BBC demandam uma solução confiável e integrada”, disse Harris Morris, presidente da Harris Broadcast Communications. “Estamos orgulhosos em apoiar emissoras líderes mundiais ao longo deste evento global.”

Soluções

A solução para multivisualização HView SX Pro é uma opção compacta para processamento de sinal e monitoramento em salas de controle. Seu design de alta densidade acomoda mais entradas e saídas em menos unidades de rack, para reduzir custos de sistema e de instalação. Já a plataforma Selenio combina processamento de áudio e vídeo em formato tradicional de banda base, compressão de áudio e vídeo e redes IP em uma estrutura de três unidades de rack. www.broadcast.harris.com

página 18

harris_apoio-REV_final.indd 18

30/07/12 15:07


Especial Locação para Esporte > Áudio

As soluções da Tieline para transmissões ao vivo garantem a qualidade do sinal e são utilizadas por centenas de emissoras em todo o mundo

Das externas Sempre que é preciso cobrir um evento sem as facilidades disponíveis no estúdio, é importante ter à mão uma solução leve e de fácil configuração para entrar no ar sem sobressaltos e mantendo a qualidade. Entre as soluções mais utilizadas para o envio de áudio em externas estão os equipamentos da família Tieline G3, composta pelo Commander G3 Field, i-Mix G3 Mixer/Codec e Commander G3 Studio Rack Mount. O Tieline Commander G3 é uma unidade para codificação por IP, que pode ser montada em rack ou usada em externas, fazendo parte do dia a dia de milhares de emissoras de rádio e televisão em todo o mundo nas suas transmissões remotas, STLs (studio-to-transmitter links) e distribuição de áudio. O codificador de áudio pode se conectar a uma grande variedade de redes, de acordo com exigências específicas de cada emissora. Os slots disponíveis permitem enviar áudio ao vivo e com baixo atraso sobre 3G/4G, POTS/PSTN, linhas telefônicas analógicas, ISDN, X.21, redes GSM e via satélite B-GAN. As duas entradas intercambiáveis de microfone (phantom incluído) e linha, e as suas duas saídas de fones de ouvido com controle independentes também facilitam a operação. O Commander G3 pode compor uma maleta de reportagens externas para eventos, transmissões de jogos de futebol, jornalismo, shows, comícios políticos, eventos comerciais externos ou “rádio móvel” com qualidade de áudio de 15KHz através de uma linha telefônica normal (discada). A sua fonte de alimentação é chaveada e automática. Para aplicações móveis, basta ligar o equipamento a uma bateria de carro ou moto (12V). Já o i-Mix é um codificador de áudio resistente e com diversos recursos, que pode ser usado como mixer, unidade de controle de comentários full-duplex ou codec de áudio. Ele também tem um codec IP e um codec POTS (telefonia analógica) incorporados, uma saída de PA e um acoplador telefônico para controle de chamadas ao vivo. É indicado para transmissões esportivas, entrevistas, eventos musicais e outros eventos ao vivo. Um slot de expansão aceita módulos de hardware da Tieline, permitindo enviar áudio com alta qualidade, ao vivo, com baixo atraso, em diversos tipos de redes IP com fio, 3G/4G sem fio, linhas telefônicas analógicas POTS/PSTN, ISDN, X.21, GSM e redes via satélite B-GAN. O Commander G3 Studio Rack Mount por sua vez é uma unidade de estúdio que ocupa duas unidades de rack e vem com duas entradas XLR balanceadas e saídas para fone de ouvido, além de outras conexões. Ele é a porta de comunicação entre a emissora e os equipamentos externos. www.apoiotecnico.com.br página 19

harris_apoio-REV_final.indd 19

30/07/12 15:07


Especial Locação para Esporte > Áudio Velocidade

No áudio, um dos desafios será coordenar a chegada de sinais vindos de múltiplas origens e mixa-los para 5.1 e estéreo

Studer nas A emissora britânica BBC transmitirá os Jogos Olímpicos de Londres a partir do International Broadcast Centre (IBC), no Parque Olímpico, usando nada menos que sete consoles Harman Studer Vista e OnAir juntamente com uma rede Route 6000. Essa estrutura permite que a BBC tenha fluxos de áudio vindos dos 34 locais de competição para transmitir através da sua rede. Seguindo a promessa de transmitir “cada disputa de cada esporte todos os dias”, ela acumulará cerca de 2.500 horas de cobertura esportiva. Andrew Hills, diretor estratégico de produto da Studer, destaca que a integração das mesas foi realizada pela Dega Broadcast Systems, empresa que está fornecendo e integrando soluções para diversas emissoras durante o evento. A relação da Studer com a BBC já dura mais de dez anos. Embora a Olympic Broadcasting Services (OBS), entidade responsável pelo sinal oficial de áudio e vídeo que é transmitido para todo o mundo, proporcione grande suporte no espaço 42 mil metros quadrados do IBC, a concepção do espaço BBC dependeu muito da colaboração entre a emissora e o líder de projetos da Dega, John Cleaver. A instalação recebeu três consoles Vista 9 com 62 faders cada, um console Vista 5, além de três mesas OnAir (duas OnAir 3000 e uma OnAir 1500). A chegada dos sinais vindos da OBS e dos estúdios da BBC serão distribuídos entre as mesas através do roteador Route 6000 – um equipamento que suporta até 192 entradas e saídas de sinais microfone, linha, AES/EBU, MADI, ADAT, TDIF, SDI e Dolby E, sozinhos ou combinados. De acordo com Pete Bridges, líder dos supervisores de áudio nesta operação, que também vai cuidar de todas as comunicações, os consoles Vista 9 serão concentrados na transmissão de três canais em alta definição e 5.1 canais. Os demais equipamentos irão gerenciar e distribuir 24 rotas de sinais para Internet, vídeos on

demand e outras plataformas, incluindo Freesat, Sky e Virgin Media; estes últimos serão produzidos em estéreo usando dois consoles OnAir 3000s. Já a mesa OnAir 1500 proporcionará o submix dos microfones do estádio de atletismo. Com tantos eventos acontecendo ao mesmo tempo e com tantos sinais chegando, foi preciso aumentar o número de canais de transmissão e combinar a programação ao vivo com gravações das competições e de participações feitas fora dos estádios.

Gary Clarke e Pete Bridges (ao lado): supervisores de áudio da BBC foram os responsáveis pela configuração dos consoles

página 20

studer-REV.indd 20

30/07/12 15:08


Especial Locação para Esporte > Áudio

Experiência

Sobre a experiência de usar os modelos Vista 9 pela primeira vez, Bridges observa que será muito fácil reconfigurar os equipamentos para acomodar a grande variedade de sinais que chega a cada momento, criando uma ambientação em 5.1 combinada com os sinais dos 24 microfones que estão nos estúdios e com outras fontes. Colocado em uma sala separada, o console Vista 5 será utilizado como backup dos controles principais e também pode receber os sinais de programas e competições pré-gravadas. Para dar uma ideia do volume de sinais suportados, uma Vista 9 oferece na galeria principal 16 entradas de linha, 72 saídas de linha, 52 entradas de microfone (através do compartilhamento Relink) com 112 entradas e saídas AES (o grande número de portas é o resultado de muitas fontes serem 5.1). Uma característica útil da Vista 9 será a capacidade de fazer o upmix de fontes estéreo para 5.1 e downmix de 5.1 para estéreo.

Recursos

Já o roteador Route 6000 (que pode acomodar até 1728 x 1728 entradas e saídas) vai fornecer 40 entradas de linha, 40 saídas de linha, quatro entradas de microfone e acomodar duas placas HD-SDI de-embedder/embedder. Finalmente, o uso do recurso de compartilhamento Studer RELINK I/O permitirá que os técnicos compartilhem os sinais dos microfones entre todas as mesas de controle. “Este é um benefício importante,” disse Bridges. “Nós podemos temos a interligação entre os núcleos de cada mesa via CAT5, com 96 linhas bidirecionais entre os quatro consoles Vista compartilhando as mesas fontes e saídas.”

Deasafio

A integração destes componentes tem sido um triunfo para a integradora Dega, afirma Cleaver. “Uma das realidades de um evento desta escala é que você está construindo um centro de televisão inteiro, não apenas uma unidade móvel. Nossa especialização é em instalações permanentes e essa estrutura é tão grande, que poderia ser usada por qualquer emissora. Fazer isso em um prédio provisório, para utilização durante um período de 3 semanas, considerando o número de pessoas que vão usá-lo, foi certamente um desafio.” Cleaver acrescentou: “Como se trata de uma competição feita na nossa casa, precisamos cobri-lo de forma mais abrangente, o fato de que nós construímos três salões, com interação entre eles, para que os três consoles Vista 9 fiquem em permanente comunicação e possam compartilhar recursos. Essa é uma vantagem tremenda. Sem dúvida, essa capacidade era algo que a emissora queria. “ A BBC Sport colocou em campo 20 técnicos de som no IBC, geridos por Jon Sweeney, Gerente Técnico de Operações e Richard Morgan, Engenheiro Chefe. www.studer.ch www.libor.com.br

página 21

studer-REV.indd 21

30/07/12 15:08


Especial Locação para Esporte > Comunicações

As montanhas e a neve são um desafio adicional na transmissão na Copa do Mundo de Esqui

Vencendo Um sistema composto por equipamentos Ridel MediorNet, Artist e RockNet foi usado para distribuir vídeo, áudio e comunicação durante a renomada Copa do Mundo de Esqui, realizada na Suíça. A etapa de Adelboden é a mais importante da Copa do Mundo de Esqui por contar com uma das mais difíceis provas de slalom gigante do mundo. As demandas do evento incluem a instalação de uma infraestrutura de comunicação que garanta a distribuição de áudio e vídeo por todo o percurso e até as centrais de exibição e os telões. Pela primeira vez, a produtora Rivella AG, parceira da Ridel no evento, usou o sistema MediorNet para levar os sinais de vídeo ao vivo até o telão instalado na linha de chegada. “No passado, sempre ligamos os vídeo walls e os alto-falantes através de cabos de cobre. Devido às grandes distâncias maiores, estava ficando cada vez mais difícil usar este tipo de cabeamento, pois ele é muito propenso a falhas. Com o MediorNet fomos capazes de distribuir todos os sinais de vídeo e áudio sem quaisquer problemas. Fiquei especialmente surpreso com a facilidade que é configurar um sistema complexo como o MediorNet. Todo o sistema foi instalado e estava funcionando em pouco tempo”, disse Mark Sturzenegger, gerente de esportes e eventos da Rivella AG. Para estabelecer a estrutura de comunicações do evento, a produtora usou dois mainframes Artista Digital ,64 mainframes de intercomunicação Artist 64 Digital Matrix, sendo um instalado em Chuenisbärgli – uma das montanhas onde a prova acontece – e outro próximo à área de premiação. A Rivella usou ainda alguns painéis complementares Artist CCP1116 para atender os comentaristas e narradores. Estes painéis se combinavam com o intercomuni-

cador de maneira que dois comentaristas pudessem usar um único módulo. Para levar os sinais de áudio do evento até o sistema de PA, a produtora usou uma rede de áudio digital. A estrutura com cabos CAT5 e fibra óptica e as interfaces RockNet permitiram eliminaram qualquer restrição a distância no evento.

MediorNet

O MediorNet é a solução criada pela Riedel para uma rede de vídeo 3G/HD-SDI, áudio, comunicações e dados com transferência em tempo real, que amplia os limites criados pelas conexões e redes tradicionais. Além do transporte de sinais, o MediorNet também pode realizar o processamento e conversão de sinais, reduzindo o número de equipamentos adicionais. Na NAB 2012 foram apresentadas algumas opções adicionais para o sistema, como conversão ascendente, descendente e cruzada entre sinais SD, HD e 3G com múltiplas taxas de frame. Entre as novas opções de entrada e saída estão placas que podem receber sinais SDI, independente da resolução, e podem ser configuradas para atuarem como entrada ou saída. www.riedel.net

Pela primeira vez o sistema Ridel MediorNet foi usado no evento para transportar vídeo 3G/ HD-SDI, áudio, comunicações e dados em tempo real

página 22

riedel_maxicomm_REV_FINAL.indd 22

27/07/12 12:26


Especial Locação para Esporte > Baterias

A Maxicom também fabrica o carregador inteligente CRLI9600-2 para carga de duas baterias simultaneamente, que conta com a aprovação da UL.

Maxicom reforça A empresa trouxe para o mercado brasileiro uma nova opção de bateria de 9V recarregável que atende os requisitos de microfones e demais equipamentos que precisam de alimentação por bateria. A novidade da Maxicom é a bateria RLI9600, do tipo 6RL1, feita de Íons de Lítio com capacidade de 600mAh. Essa composição permite atingir mais que o dobro da capacidade de carga de um modelo de 9V convencional, enquanto a vida útil ultrapassa os 300 ciclos de carga e descarga, sem sofrer com o “efeito memória”. Isso foi possivel porque a mudança do sistema eletroquímico maximizou a capacidade e o desempenho da bateria em relação às suas antecessoras recarregáveis e com relação às bateria alcalinas tradicionais. Até hoje utilizadas, as baterias recarregáveis tipo 9V de NiCd e NiMH muitas vezes têm sido deixadas de lado por apresentarem o “efeito memória” característico do material utilizado em sua composição, e também pela baixa capacidade oferecida. Segundo o fabricante, em relação às baterias 9V alcalinas tradicionais, testes comparativos ratificam que o modelo RLI9600 supera com folga as baterias alcalinas, mesmo aquelas de melhores marcas e procedência. As baterias de 9V tem sido muito utilizadas pelos profissionais das áreas de broadcast e produção audiovisual, principalmente em gravações externas, por isso esta bateria encontra um grande campo de uso na alimentação de microfones, retornos, mixers e pequenos transmissores, entre outros itens. A Maxicom também produz baterias recarregáveis para radiocomunicação, vídeo profissional (câmera e VT), instrumentação portátil, telefone celular, computadores portáteis, coletores de dados, ferramentas especiais e equipamentos portáteis em geral, além de fontes de alimentação, equipamentos, acessórios, peças de reposição, acessórios, carregadores e analisadores de baterias. www.maxicom.com.br

página 23

riedel_maxicomm_REV_FINAL.indd 23

27/07/12 12:26


Especial Locação para Esporte > Produção e Transmissão

-nos

Visite

no

st a c d a Bro able &C 5

Casablanca Online: Stand

A

Soluções Integradas Integrated Real-Time Solutionsem Tempo Real grandes eventos

for Mobile Production Stadiums Móveis e Estádios para Estúdios,&Produções

A empresa do grupo Casablanca é um dos mais completos provedores de serviços de transmissão ao vivo via satélite do país, e nos últimos dez anos participou de milhares de eventos nacionais e internacionais.

Entre as suas coberturas mais relevantes estão as três últimas edições da Copa América, os Jogos Pan-americanos de Guadalajara e a Copa do Mundo da África do Sul. A empresa também utilizou oito unidades móveis para fazer a distribuição internacional da edição brasileira do UFC, além de apoiar as operações da Cinelive - outra empresa do grupo - nas transmissões de eventos internacionais para salas de cinema. Neste último, quesito destacam-se as finais de Roland Garros, da Copa UEFA, da Copa do Mundo de 2010, show e espetáculos, bem como a transmissão das Olimpíadas de Londres para rede de cinema Cinépolis.

A produtora é pioneira na implantação e integração das tecnologias HD e 3D em produções brasileiras, bem como no desenvolvimento de suas próprias unidades móveis

P&D

A Casablanca Online transmite eventos esportivos e notícias ao vivo, para redes de televisão nacionais e internacionais, além de possuir soluções exclusivas para agências de notícia e de informação, onde a mobilidade é o maior diferencial. Isso é possível graças à maior frota de unidades DSNG do mercado, que abrange todo território SIGNAL TRANSPORT & ROUTING VIDEO PROCESSING INTERCOM brasileiro e grande parte da América do Sul. Estes veículos TRANSPORTE E ROTEAMENTO PROCESSAMENTO DE Cross-Conversion VÍDEO INTERCOMUNICADOR •e MEDIORNET • HQ Up- /Down-/ • ARTIST são equipados adptados pela divisão industrial Ibrasat, Fiber-based Real-Time Media Network Digital Matrix Intercom • Quad Split DE SINAL um centro de pesquisa e desenvolvimento que aprimora • Conversão Up-e /Down-/ Cross • ARTIST • PERFORMER • ROCKNET • Frame Store Synchronizer diferencia• as operações empresa. Performanceda Audio Network Digital Partyline Intercomunicador DigitalIntercom Matrix MEDIORNET • Quad Split • Embedder/De-Embedder Nesta divisão já foram • de PURE • ACROBAT Rede mídiacriadas baseadaantenas em Fibrade fibra de carbono • Test Pattern Generator • PERFORMER Tactical Fiber Cable móveis da empresa e suporDigital Wireless Intercom específicasem para as unidades • Sincronizador Frame Store Tempo Real • On-Screen Display Intercomunicador Digital Partyline tes especiais (rigs) para câmeras 3D, utilizados na trans• Timecode Insertion & Display • Embedder/De-Embedder • ROCKNET missão da corrida Indy 300, em São Paulo. • ACROBAT Rede de Desempenho de Áudio Em 2012, por exemplo, a empresa esteve no •UFC 147, de realiGerador Testes Padrão Intercomunicador Digital Wireless zado em • Belo Horizonte, PURE NOVO para fazer a distribuição doméstiDisplay Tela ca e internacional sinal; esteve na corrida•Indy 300nacom Cabo de do Fibra Tático três DSNGs HD e uma antena para downlink de 3,20emeA Casablanca Online capta e transmite mais de • Inserção Visualização • RILINK e NOVO tros de diâmetro; está envolvida em inúmeros jogos do 1400 jogos por ano no Brasil e América do Sul de Timecode Serviço de Fibra Global campeonato brasileiro e dos campeonatos regionais.

Estrutura

Além das divisões Ibrasat e Cinelive, a Casablanca Online também conta com uma estrutura proópria dentro do WTC Convention Center, o maior Centro de Convenções da América Latina. Ali estão instalados antena para transmissão e recepção ao vivo, projeção HD/3D e equipamenpágina 24

casablanca_REV.indd 24

TWO-WAY RADIO

RÁDIO BIDIRECIONAL • RIFACE Universal Radio Interface

• RIFACE • AIR / PRO / MAX Radiode Headsets Interface Rádio Universal • JUGGLER Interface TETRA de Rádio • AIR / PRO / MAX Headsets de Rádio • MOTOROLA Aluguel de Rádio Bidirecional

LineUp Engenharia & Sistemas (São Paulo) tos para sonorização, iluminação e vídeo. www.lineup.com.br Também fazem parte da estrutura mais de vinte unidades móveis de captação HD/SD e uplinks (DSNGs),Systec teleportos Telecom (Tatuapé) que funcionam 24 horas por dia, flyaways, estações fixas e www.systec-telecom.com.br soluções para videoconferência. www.casablancaonline.com.br

KFG Vídeo e Comunicacao (Santo Andre) www.kfgvideocomunicacao.com.br

WUPPERTAL | BEIJING | BERLIN | GLENDALE | LONDON | MOSCOW | SINGAPORE | SYDNEY | VIENNA | ZURICH

www.riedel.net

27/07/12 12:04


s no teo-snnoo i s i n V Visite te-nos no Visi

st a t c s d a a oraoodaCcdaclbealset BrB B CaCtbaan5dbAl5e &r& & Sd A Stan nd A5 Sta

Soluções Integradas emTempo TempoReal Real Integrated Real-Time Solutions Soluções Integradas em Integrated Real-Time Solutions Soluções Integradas em Tempo Real Integrated Real-Time Solutions forMobile Mobile Production & Stadiums para Estúdios, Produções Móveis eEstádios Estádios for Production & Stadiums para Estúdios, Produções Móveis e for Mobile Production Stadiums Móveis e Estádios para Estúdios,&Produções

RADIO

CIONAL

io Interface AX ts io Universal

de Rádio

dio

o Bidirecional

ão Paulo) p.com.br

Tatuapé) m.com.br

o Andre) o.com.br

edel.net

SIGNAL TRANSPORT & ROUTING VIDEO PROCESSING INTERCOM SIGNAL TRANSPORT & ROUTING VIDEO PROCESSING INTERCOM TRANSPORTE E ROTEAMENTO PROCESSAMENTO DE Cross-Conversion VÍDEO INTERCOMUNICADOR • MEDIORNET • HQ Up- /Down-/ • ARTIST SIGNAL TRANSPORT & ROUTING VIDEO PROCESSING INTERCOM TRANSPORTE PROCESSAMENTO DE VÍDEO INTERCOMUNICADOR • MEDIORNET E ROTEAMENTO • HQ Up- /Down-/ Cross-Conversion • ARTIST

TWO-WAY RADIO TWO-WAY RADIO RÁDIO BIDIRECIONAL • RIFACE TWO-WAY RADIO RÁDIO BIDIRECIONAL • RIFACE

Fiber-based Real-Time Media Network Digital Matrix Intercom Universal Radio Interface • Quad Split DE SINAL E ROTEAMENTO PROCESSAMENTO DE VÍDEO INTERCOMUNICADOR RÁDIO BIDIRECIONAL Fiber-based Real-Time Media Network Matrix Intercom Universal Radio Interface • • HQ Up- /Down-/ Cross-Conversion • • • Conversão Up/Down-/ Cross • ARTISTDigital • RIFACE • Quad Split DETRANSPORTE SINAL • MEDIORNET ROCKNET • ARTIST PERFORMER • RIFACE AIR / PRO / MAX • Frame Store Synchronizer /Down-/ Cross • ARTIST • PERFORMER • RIFACE Fiber-based Media Network• Conversão UpDigital Intercom Radio Interface • SINAL ROCKNET • AIR /Universal PROde /Headsets MAX • Quad Split DEMEDIORNET PerformanceReal-Time Audio Network Digital Matrix Partyline Intercom Radio • Frame Store Synchronizer Intercomunicador Digital Matrix Interface Rádio Universal • • Embedder/De-Embedder Performance Audio Network • ROCKNET • MEDIORNET • de PURE mídia baseada em Fibra Performance Network • Rede MEDIORNET • de PURE Tacticalbaseada Fiber Audio Cableem Rede mídia Fibra em Tempo Real Tactical Fiber Cable • de PURE mídia baseada em Fibra em Rede TempoTactical Real Fiber Cable em Tempo Real • ROCKNET • ROCKNET de Desempenho de Áudio • Rede ROCKNET Rede de Desempenho de Áudio Desempenho de Áudio • Rede PURE deNOVO • PURE NOVO deNOVO Fibra Tático • Cabo PURE Cabo de Fibra Tático Fibra Tático • Cabo RILINKde NOVO • RILINK NOVO de Fibra Global • Serviço RILINK NOVO Serviço de Fibra Global Serviço de Fibra Global

• Conversão /Down-/ Cross • ARTISTDigital • RIFACE Quad Split UpPartyline Radio Headsets • • AIR /Rádio PRO / MAX DigitalIntercom Matrix Interface de Universal • Frame Store Synchronizer Intercomunicador • PERFORMER ACROBAT • Quad Split • Embedder/De-Embedder • Test Pattern Generator Digital Partyline Intercom Radiode Headsets Intercomunicador Digital Matrix Interface Rádio Universal • ACROBAT • PERFORMER • JUGGLER Digital Wireless Intercom • Embedder/De-Embedder • Test Pattern Generator • Quad Split Sincronizador Frame Store • On-Screen Display • PERFORMER • JUGGLER Digital Wireless Intercom • ACROBAT Digital Partyline • Interface TETRA de Rádio • Test Pattern • Sincronizador Frame Store • On-Screen DisplayGenerator • Intercomunicador PERFORMER JUGGLER Digital Wireless Intercom • Timecode Insertion & DisplayIntercomunicador Digital Partyline Interface TETRA de Rádio • Sincronizador Frame Store • On-Screen Display Embedder/De-Embedder • Timecode Insertion & Display Digital Partyline • Interface • Intercomunicador ACROBAT AIR / PROTETRA / MAXde Rádio • Embedder/De-Embedder • Timecode Insertion & Display • ACROBAT • AIR / PRO / MAX • Embedder/De-Embedder Gerador de Testes Padrão Digital Wireless • Headsets de Rádio • Intercomunicador ACROBAT AIR / PRO / MAX • Gerador de Testes Padrão Intercomunicador Digital Wireless Headsets de Rádio • Gerador deTela Testes Padrão Intercomunicador Digital Wireless • Headsets de Rádio Display na MOTOROLA • Display na Tela • MOTOROLA Aluguel de Rádio Bidirecional • Inserção Display nae Tela • MOTOROLA Visualização Aluguel de Rádio Bidirecional • Inserção e Visualização Aluguel de Rádio Bidirecional de Timecode Inserção e Visualização de• Timecode de Timecode

LineUp Engenharia & Sistemas (São Paulo) LineUp Engenharia & Sistemas (São Paulo) www.lineup.com.br LineUp Engenharia &www.lineup.com.br Sistemas (São Paulo) Systec www.lineup.com.br Telecom (Tatuapé) Systec Telecom (Tatuapé) www.systec-telecom.com.br Systec Telecom (Tatuapé) www.systec-telecom.com.br www.systec-telecom.com.br KFG Vídeo e Comunicacao (Santo Andre) KFG Vídeowww.kfgvideocomunicacao.com.br e Comunicacao (Santo Andre) KFG Vídeo e Comunicacao (Santo Andre) www.kfgvideocomunicacao.com.br www.kfgvideocomunicacao.com.br WUPPERTAL | BEIJING | BERLIN | GLENDALE | LONDON | MOSCOW | SINGAPORE | SYDNEY | VIENNA | ZURICH www.riedel.net WUPPERTAL | BEIJING | BERLIN | GLENDALE | LONDON | MOSCOW | SINGAPORE | SYDNEY | VIENNA | ZURICH www.riedel.net WUPPERTAL | BEIJING | BERLIN | GLENDALE | LONDON | MOSCOW | SINGAPORE | SYDNEY | VIENNA | ZURICH www.riedel.net

casablanca_REV.indd 25

27/07/12 12:04


Dissemine informações para o mercado Desenvolvemos estratégias de divulgação e estabelecemos relações confiáveis e sólidas com os meios de comunicação.

Assessoria de Imprensa

Criação de releases

Clipping

Coletivas de imprensa

Divulgação

Estratégia de comunicação

Tradução técnica Relações públicas

www.vpgroup.com.br contato@vpgroup.com.br Solicite uma visita (11) 4197-7500 comunicação integrada

casablanca_REV.indd 26

27/07/12 12:04


3_capa.indd 12

26/07/12 16:32


4_capa.indd 12

26/07/12 17:05

Soluções para Esportes  

Suplemento de Soluções para Esportes encartado na revista Panorama Audio Visual de julho de 2012. A revista Panorama Audiovisual e o site -...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you