Issuu on Google+

VOZ METALÚRGICA

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos de Lorena, Guaratinguetá e Região

Distribuição Gratuita - Ano XXVII - Fevereiro de 2.013

Entenda os benefícios de fazer parte do seu sindicato MATÉRIA DE CAPApág. 5

 Sindicalizar-se é valorizar sua profissão  Como sindicalizado, você tem acesso a uma série de convênios para a aquisição de produtos e serviços

Presidente do STIMMMEL, José Luiz Azevedo, negocia PLR com trabalhadores.

EM FOCOpág. 3

Centrais farão marcha a Brasília em março Sindicato abre sub-sede em Guaratinguetá

PERFILpág. 6

José Carlos Tavares, o advogado especialista em trabalhador

SAÚDEpág. 7

DORES NA COLUNA Novas técnicas prometem tratamento sem necessidade de cirurgia.


2

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

SERVIÇOS PARA ASSOCIADOS

EDITORIAL

José Luiz Azevedo Presidente do Sindicato

D

eus fez o homem a sua imagem e semelhança, mas acho que por alguns instantes ele se arrependeu, porque o homem fez de sua imagem a ganância e a falta de respeito com os seus semelhantes, da ganância ele tira o poder e o dinheiro custe o que custar pisa nos outros passa por cima até conseguir o seu objetivo e faz de seu semelhante a sua vitima, mas quem somos nós

para julgarmos a todos,mas olhem em alguns políticos claro que não são todos,mas outro dia uma emissora de TV exibiu em seu programa dominical uma matéria que mostrava a seca no nordeste Brasileiro onde os animais estão morrendo de fome e sede, e o coitado do vaqueiro sem nada poder fazer a não ser ver seu rebanho morrer ele fica simplesmente chorando de tristeza sendo que as águas do Velho Chico esta tão perto e ao mesmo tempo tão longe,também mostrou uma senhora que a menos de mil metros de sua casa existe uma Usina Hidrelétrica e a coitada não tem energia em sua casa, e enquanto isto alguns políticos só fazendo maracutaia e corrupção e ainda se acham, já no Sul do Pais muitos jovens morrendo dentro de uma boate por falta de segurança, Deus tenha pena do homem eles pensam que te enganam ■

Zé Marreta

Segunda-feira: 13h às 17h Terça e Quinta-feira: das 7h às 11h30 e 18h às 20h30 Quarta e Sexta-feira: das 13h às 17h e 18h às 20h30

LORENA

  ADVOGADOS

Dr. Tavares ∙ Toda Segunda e Quarta-feira das 18h às 19h. Dr. Geraldo Donizeti ∙ Toda Terça e Quinta-feira das 9h às 11h. Dr. Reis Martins ∙ Toda última Sexta-feira do mês das 18h às 19h.

  DENTISTA

Todas as terças-feiras. Agendar horário na sede do sindicato.

  PSICÓLOGA

Agendamento: Lorena (12) 3153-1821 :: 3153-1825 e Guaratinguetá (12) 3133-4022

  SALÃO DE CABELEIREIRA UNISSEX "Bete"

Corte gratuito para associados e dependentes Atendimento na sede do Sindicato NOVOS HORÁRIOS LORENA: Segunda-feira: fechado Terça, Quarta e Quinta-feira: das 9h às 12h e 13h30 às 18h. Sexta-feira: das 9h às 12h e 13h30 às 17h30 Sábados: das 9h às 12h30. GUARATINGUETÁ: Terça e Quinta-feira: das 9h às 12h e 13h30 às 18h. Sexta-feira: das 9h às 12h e 13h30 às 17h30 Sábados: das 9h às 12h30.

Xará em pleno século vinte e um o jumento do cara do RH recebe o informativo do Sindicato e não distribui para o trabalhador só porque ele saiu na foto,se liga meu vamos falar a mesma língua.

Chefe meia boca O garotão você é esperto que eu sei,não só porque você é chefe meia boca que você pode ficar perseguindo os outros dentro da fabrica,você sabia perseguição da processo dos bão.

COLÉGIO DA VINCI OBJETIVO Av. São Pedro, 34 - B. Olaria CEP 12607-000  ( 12 ) 3153-5315 ANGLO VESTIBULARES R. Joaquim de Azevedo Figueira, 98 V. Zélia - CEP 12606-310  ( 12 ) 3153-2286 CATEDRAL FESTAS R. Nossa Senhora da Piedade, 29 Centro - CEP 12600-190  ( 12 ) 3153-1347 FATEA Av. Peixoto de Castro, 535 - V. Zélia CEP 12606-580  ( 12 ) 2124-2888 BUFFET SANTA EDWIRGES R. D. Pedro II, 354 - V. Passos CEP 12605-180  ( 12 ) 3153-1503 ou 9604-4401 MANIA DE LIMPEZA Av. São José, 6 - Centro CEP 12600.560  ( 12 ) 3153-3047

GUARATINGUETÁ

NOTA: lembramos a todos que os horários poderão ser alterados de acordo com a demanda para melhor atendê-los.

O jumento do RH

MANIA DE LIMPEZA R. Visconde de Guaratinguetá, 485 Centro - CEP 12501-290  ( 12 ) 3132-6625 ÓTICA PAULISTA R. Morais Filho, 50 - Centro CEP 12500-290  ( 12 ) 3122-3176 ODONTOLOGISTA - DRA. VALÉRIA R. Lamartine Delamari, 185 Centro - CEP 12501-400  ( 12 ) 3132-6671

SORTEIO DE BRINDES PARA OS ASSOCIADOS O sorteio foi realizado no dia 7 de Fevereiro de 2013, na sede do STIMMMEL (academia) pelo Sr. Ednei Marcondes, na presença da Srta. Veridiana Alves, professora da academia, da Sra. Wanda Ferreira da Silva, esposa do Sr. Francisco Lopes da Silva, associado da empresa Avibras e do Sr. Nelson Pereira da Silva Junior, associado da empresa Liebherr.

1. MARCELO AUGUSTO DOS REIS MOTTA, da empresa Tekno SA, foi o ganhador do ventilador; 2. DAVID MOTTA DE MORAIS, da empresa Metallince, ganhou um cafeteira; 3. JOSÉ CARLOS FABIANO, da empresa Perfilor, contemplado com um forno elétrico; 4. ELIEZER MARTINS DE SOUZA, da empresa Liebherr, ganhou uma batedeira;

PLR PLR(Participação nos Lucros e Resultados)pois bem de acordo com a Lei 10101 que fala do referido premio existe empresas em que o Sindicato negocia o premio, mas também existe empresas em que há eleições para os representantes do premio e são eles quem participam das negociações, e neste caso há um representante do Sindicato mas como Fiscal e quem negocia são os representantes eleitos por vocês.

VOZ METALÚRGICA

CONVÊNIOS

  MUSCULAÇÃO TERAPÊUTICA

5. SÉRGIO MANOEL DE SOUZA, da empresa Apolo Tubulars, ganhou uma bicicleta.

ESCREVA PARA A REDAÇÃO

EXPEDIENTE

COMERCIAL: (12) 9750-3459

Site: www.sindmetallorena.com.br

deborazaccaro@gmail.com

Tiragem: 5 mil exemplares / Distribuição gratuita O jornal Voz Metalúrgica circula mensalmente nas cidades de Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Guaratinguetá, Lorena e Potim.

Realização: Sindicato dos Trabalhadores nas Ind. Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região. Administração e Comercial: Débora Zaccaro Jornalismo: Débora Zaccaro (MTB 65970/SP) Fotografia: Flávio Meireles/João Athaíde (colaborador) Projeto Gráfico: Luiz Carlos Verza Frias

PARABÉNS AOS GANHADORES!

Sindicato dos Trabalhadores nas Ind. Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região.

CNPJ 51.784.429/0001-58

Rua Odila Rodrigues, 137 | São Roque | Lorena-SP CEP 12601-080 | Tel.: (12) 3153-1825 | Fax: (12) 3153-1821 www.sindmetallorena.com.br


3

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

EM FOCO

João Athaíde

Flávio Meireles

Sindicato inaugura a sua sub-sede em Guaratinguetá O sindicato dos Metalúrgicos de Lorena, o STIMMMEL, para a maior comodidade de seus associados, inaugurou uma sub-sede em Guaratinguetá.

Centrais farão marcha a Brasília no dia 6 de março A Força Sindical em conjunto com as centrais CUT, CTB, Nova Central, UGT e CGTB decidiram que realizarão no próximo dia 6 de março a “Marcha das Centrais pela cidadania, desenvolvimento social e valorização do trabalho”, que irá a Brasília pressionar pela aprovação das reivindicações dos trabalhadores. Como afirmou Miguel Tor-

res, vice-presidente da Força Sindical, a marcha será “uma ação forte do movimento sindical e dos movimentos sociais” e irá “mostrar a força do sindicalismo e do movimento social, fazendo com que as reivindicações dos trabalhadores se tornem prioridade, tanto no Congresso como no gabinete da presidente Dilma”. Foi reclamação unânime

entre os sindicalistas que a presidente Dilma, durante sua campanha eleitoral, fez diversas promessas aos trabalhadores que não está cumprindo. As centrais decidiram ainda que farão um documento político com a visão dos trabalhadores sobre as mudanças necessárias na economia e na legislação do país. Além disso, aprovaram as seguintes bandeiras:

NOSSAS BANDEIRAS

1 2 3 4 5 6 7 8

FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO; JORNADA DE 40 HORAS SEMANAIS, SEM REDUÇÃO DE SALÁRIO; 10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO; 10% DOS IMPOSTOS DA UNIÃO PARA A SAÚDE; REGULAMENTAÇÃO DA CONVENÇÃO 151 E APROVAÇÃO DA CONVENÇÃO 158 DA OIT; POLÍTICA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DAS APOSENTADORIAS; REFORMA AGRÁRIA; MAIS DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO.

O endereço é rua Lamartine Delamare, 43, Centro. O telefone para contato é o (12) 3133-4022. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 17h. Nas sextas-feiras o horário de atendimento encerra-se às 16 horas. Dentre os diversos serviços que o STIMMMEL oferece ao associado estão: esclarecimentos sobre a Comunicação de Acidentes no Trabalho (CAT), rescisão contratual e encaminhamento de denúncias.

A sub-sede também oferece: ■  Salão de Cabeleireiro: com o funcionamento as terças e quintas-feiras, das 9h às 12h e das 13h30 às 18 horas. Nas sextas-feiras, o atendimento termina às 17 horas. Vale ressaltar que o corte é somente para sócios e seus dependentes legais. ■  Dentista: com o atendimento realizado na rua Lamartine Delamare, 185, Centro. O agendamento de horário deve ser feito através do telefone (12) 3133-6671. ■  Assessoria Jurídica: com agendamento na secretaria da sub-sede. Venha desfrutar dos benefícios de seu sindicato e participar de nossas conquistas!

jornal

VOZ METALÚRGICA

Circulação mensal nas cidades de Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Guaratinguetá, Lorena e Potim. Distribuição gratuita.

Tiragem: 5 mil exemplares.

ANUNCIE

Telefone (12) 9750-3459

WALQUIRIA PIMENTEL BUFFET Aceitamos encomendas de salgados para festas

 (12) 3153-1642 (12) 9617-3220 Avenida Marechal Argoulo, 661 - Santa Edwirges - Lorena


4

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

VIDA DE TRABALHADOR Direito&Deveres DR. GERALDO DONIZETE SILVA

a opinião do

OAB/SP 269.207

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS

ClaudioMagrão • positivo

Lei 10.101/00; Art. 7º, XI, da CF; CLT, art. 621

Presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

O STIMMMEL comemora acordo com a Unimed Vitória

A Unimed, apresentou uma proposta de um percentual de 30% de aumento nos valores combrados de seus associados. O STIMMEL, em negociação com a empresa, conseguiu que o percentual ficasse em 12%.

Inauguração da sub-sede em Guaratinguetá Ampliando

Inaugurada a sub-sede do STIMMEL em Guaratinguetá, trazendo mais benefício e comodidade ao trabalhador. A sub-sede está localizada próximo a rodoviária do município.

Zé Marreta solta o verbo e manda o recado Diretas

Irreverêcia, bom humor e ética. É a Coluna do Zé Marreta, que traz a alegria do trabalhador nas horas de descontração

Linha Direta para o trabalhador Democracia

Interaja com o jornal Voz Metalúrgica através da coluna Caixa Postal. Envie suas idéias, críticas ou sugestões. Sua mensagem pode ser enviada por carta ou e-mail.

“Nos últimos oito anos, metalúrgicos acumulam 28% de aumento real.” A cada ano novas metas são traçadas para que se conquistem melhorias à categoria metalúrgica. Muito se avançou em 2012. Fechamos a Campanha Salarial dos Metalúrgicos com a reposição das perdas inflacionárias e aumento real. Nos acordos também asseguramos os abonos de até 24% e cláusulas sociais importantes em nossa Convenção Coletiva. Para um parâmetro do trabalho realizado, nos últimos

oito anos de Campanha Salarial, os metalúrgicos acumularam 104,56% de reajustes salariais, sendo 28,1% de aumento real. Na prática do dia a dia, esses valores incorporados aos salários dos trabalhadores, revertem-se em melhor qualidade de vida. Representa mais acesso a serviços como educação, saúde, lazer, moradia, dentre outros que compõem a vida da família metalúrgica. Além dos valores conquis-

tados no período da Campanha Salarial, os Sindicatos negociam, ao longo do ano, benefícios como o pagamento da PLR – Participação nos Lucros e/ou Resultados. Todo esse montante de dinheiro melhora a vida do trabalhador e tem papel importante na economia. São milhões de reais injetados principalmente no comércio do município. Nesse sentido, todos crescem: a família metalúrgica, a cidade e o Brasil ■

esporte&lazer OLIMPÍADA DO TRABALHADOR

Incentivando o esporte, e trazendo lazer e recreação ao trabalhador, estamos retomando o projeto "Olimpíada do Trabalhador", que acontece todo ano no mês de Maio. Agora em 2013, começará com um torneio de Futsal, no dia 19, com a participação de 8 times sendo dois de cada do sindicato: do Comércio, Metalúrgicos, Químicos e 2 da Prefeitura Municipal de Lorena. O local do evento é no CSU (Centro Social Urbano) de Lorena, localizado na Rua Alcides da Costa Vidigal, S/N, bairro Nova Lorena. A entrega dos troféus será realizada no mesmo dia e local do evento. Apoio da Prefeitura Municipal de Lorena e ADPM. Mais informações no STIMMMEL - Tel.: (12) 3153-1821

Desde o começo do século passado, no final da segunda década, tentou-se implantar no Brasil o instituto da Participação nos Resultados, porém, sem sucesso. Somente em meados do século é que, efetivamente, teve sua previsão legal, na constituição de 1946, em seu art. 157, inclusive, com aplicação de forma compulsória. Daí então, sempre foi incluída nas demais normas constitucionais, de 1967 no art. 158, II; na EC nº 1, de 1969, art. 165, II; no âmbito da legislação ordinária, contida em preceitos genéricos como o art. 621, da CLT, e por fim, no art. 7º, XI, da Constituição de 1988. Contudo, a regulamentação exigida nas demais versões constitucionais, só veio tratar da matéria através da Medida Provisória nº 794, de 29/12/94, sendo reeditada por várias vezes, até o advento da Lei 10.101 de 19 de dezembro de 2000. Vários são os termos utilizados para denominar o abono, como PR (Participação nos Resultados); PLR (Participação nos Lucros e Resultados); PL (Participação nos Lucros) entre outros. Entretanto, vale destacar a necessidade de distinguir a gratificação (abono), que não exige a existência de lucros para o seu pagamento, podendo ser objeto de negociação direta, da Participação nos Lucros, que deve ser regulada nos termos da Lei 10.101/00. Nesta exige-se regras determinadas como o prazo de pagamento, indicação de uma comissão mista e paritária, competente para ajustar os termos, tendo a inclusão de um representante do sindicato da categoria; possibilidade de indicação de um mediador ou árbitro, para o caso de impasse, eventualmente surgido. Caso em que o sucesso ou fracasso depende, no mais das vezes, do desempenho das comissões indicadas (podendo a comissão que representa os empregados, ser eleita) etc. Ao passo que naquela, as negociações são travadas diretamente, entre empregados e patrões, representados por seus prepostos e sindicatos, ou sindicatos patronais e sindicatos de categorias profissionais, através de Acordo Coletivo ou Convenção Coletiva, respectivamente. Nossa convenção coletiva sugere que sejam implantadas as comissões de negociação da Participação nos Lucros ou que sejam negociadas as gratificações diretamente através de Acordos ou Convenções Coletivas. Para o trabalhador, pouco importa a forma de implantação ou termo utilizado. O que realmente se leva em conta é a geração do “abono”. O sindicato da categoria, por sua Diretoria, na medida do possível vem organizando a implantação do sistema, seja nos termos da Lei 10.101/00, ou através de Acordo ou Convenção Coletiva, seja a gratificação (abono) ou a participação nos lucros e Resultados (PLR). Atualmente, em nossa base, contamos com 3 acordos negociados através de Comissões, regidos pela Lei 10.101/00 e 14 Acordos Coletivos assinados. Lembrando que os Acordos Coletivos são firmados mediante aprovação em Assembléia com os trabalhadores.


5

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

MATÉRIA DE CAPA

Conheça seu sindicato  EM UM SINDICATO O TRABALHADOR ENCONTRA APOIO E ESTRUTURA.

Festa promovida pelo STIMMMEL em comemoração ao Dia das Crianças.

O

grande desafio de um sindicato, é defender o trabalhador, com diplomacia e honra, fortalecendo os vínculos empregatícios, e mantendo assim, o melhor relacionamento entre empresa e trabalhador. No STIMMMEL temos essa meta, e queremos você do nosso lado. Em nosso sindicato, você encontra apoio e estrutura. Além de nossos tradicionais convênios, acessoria jurídica, centro desportivo com academia especializada em musculação terapêutica, salão de cabeleleiro, dentista, psicólogo, exercemos a democracia consciente. Convenções Coletivas de trabalho, Luta por melhores salários, negociação

de PLR, e vantagens que melhoram o rendimento dentro e fora da indústria: esses são alguns dos benefícios que você tem sendo sindicalizado. A serviço do trabalhador, sempre em busca de melhorias e conquistas para nossa classe, o STIMMMEL renova seu informativo.Somos agora um jornal moderno e dinâmico, mas como sempre, você trabalhador será nosso foco principal. Aqui você encontra: caderno de saúde, coluna jurídica, o já tradicional Zé Marreta, Ponto Positivo com as conquistas do sindicato, e ainda, uma Caixa Postal, onde você poderá interagir conosco, enviando dicas, sugestões, dúvidas; enfim, o que estiver acontecendo no seu mundo.■

Arauto nas lutas por melhores condições de vida aos trabalhadores da região, o STIMMMEL - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região, surgiu por volta de 1960, decorrente da instalação em nosso município, da Empral (empresa de produtos de alumínio) onde hoje está instalada a empresa Nexans. Pasccal Manuel, José Bravo, Vicente Jofre, Nelson Bisolli e Elcio Mattos, são alguns dos nomes responsáveis pela criação desta entidade de classe, fundada inicialmente como “Associação dos Metalúrgicos de Lorena”. As reuniões desses primeiros idealistas (todos empregados da Empral, única empresa metalúrgica na época) aconteciam geralmente aos domingos de manhã, sob as tradicionais palmeiras imperiais localizadas em frente da catedral da cidade. Em fins de 1960, a Associação dos Metalúrgicos de Lorena passou a existir de fato e direito, com a eleição de sua primeira diretoria e a instalação de uma sede, situada à Rua Frederico Ramos, nº 18, no quarteirão onde hoje está situado o Edifício Guaypacaré.

De Associação a Sindicato O dia 25 de junho de 1963, marca a data da transformação da Associação em Sindicato, através de carta enviada pelo Ministério do Trabalho. Em 1º de setembro deste mesmo ano, a primeira diretoria do agora sindicato, tomava posse, tendo como presidente o Sr. Benedito de Almeida. Cláudio de Azevedo e José Antonio Pinho sucederam-se na liderança da entidade que começava a dar seus primeiros passos na conquista de seus ideais.

Palavra do Patrão

“Desde

que assumi a empresa e comecei a me relacionar com o STIMMMEL, estabeleceu-se entre nós um relacionamento saudável e uma parceria de sucesso. Sempre que preciso do sindicato, sou muito bem assessorada e com a ajuda deles, consigo excelentes negociações tanto para a empresa, quanto para nossos trabalhadores”

Kátia Miyashiro,

proprietária da Miyashiro Indústria Mecânica

Os ex-Presidentes do Sindicato Benedito de Almeida Filho (1963 a 1965), José Bravo (1965 a 1967), Cláudio Azevedo (1967 a 1969), Vicente Jofre (1969 a 1972 e 1975 a 1978), Firmino Cruz (1972 a 1975 e 1978 a 1990), Plácido Tadeu Damião (1990 a 2002), Geraldo Donizeti da Silva (2002 a 2008)

O Sindicato de hoje O atual Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, José Luiz de Souza Azevedo, iniciou sua vida sindical por volta de 1996, ocupando o cargo de Suplente do Conselho Fiscal. Em 2008, José Luiz foi eleito para o cargo de presidente, com um mandato de 4 (quatro) anos e reeleito em 2012, por mais um quadriênio. Flávio Meireles

Flávio Meireles

O aparecimento do Sindicato dos Metalúrgicos

Suspen Car SUSPENSÃO - HOMOCINÉTICAS CAIXA DE DIREÇÃO - AMORTECEDORES E AGREGADOS

Especializada em suspensão de Fusca, Kombi e Brasília há 25 anos no mercado.

☎ 3122 - 3201

Av. JK, 730 - Campo do Galvão - Guaratinguetá


6

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

GENTE DE OPINIÃO

caixapostal

PERFIL

Eu & a Empresa

Leitor, esse espaço é para você dar seu recado.

As cartas devem ser dirigidas à: Jornal Voz Metalúrgica, rua Odila Rodrigues, 137 - Lorena/SP CEP 12601-080, ou pelo correio eletrônico para o email stimmmel@uol.com.br, informando nome, RG e endereços completos e um telefone para contato.

Frederico Salmi, consultor de negócios para empresas de pequeno e médio porte, professor, palestrante e escritor da obra ‘Por Pessoas Melhores’ www.mettagestao.com.br

Então vamos ao nosso primeiro tema do ano. Vamos aproveitar que estamos no início do ano, onde as empresas já definiram suas metas anuais, ou estão em fase final de definição das mesmas, e consequentemente novas metas de produtividade são desdobradas para cada departamento e área, para cada gerente, supervisor e até mesmo para cada funcionário. Se você foi apresentado para uma meta, e sempre

ficou com raiva dela, agora fique calmo. As metas existem para serem alcançadas, e provavelmente você já tenha escutado isso. Mas no final das contas, todos ganham, pois quando uma meta é atingida, o empresário e você ganham. Sim, você também ganha! A cada ano que as metas são alcançadas por você, e por todo seu departamento, o empresário tem mais recursos para retornar e investir, seja na própria empresa, seja em melhores benefícios para você. Em períodos de crise, como no momento atual do Brasil e do mundo, as metas são extremamente importantes para que a empresa tenha saúde financeira para pagar suas contas, seus impostos, fornecedores, e no final sua remuneração. Você é parte da empresa, você é um empresário dentro da empresa na qual trabalha. Então, quanto mais eficiente você for, mais a empresa irá crescer, e mais benefícios irão retornar para você. Essa pode ser uma nova maneira de ver as coisas, mas é como todas as partes estão envolvidas e conectadas para que todos ganhem. Portanto, quanto mais conhecemos o que acontece ao nosso redor, mais conhecemos o porquê das coisas, mais condições de nos organizarmos para uma vida melhor, nós teremos, e assim alcançarmos nossos objetivos de modo mais produtivo ■

PADARIA E CONFEITARIA SÃO JOSÉ PÃES, SALGADOS, BOLOS, ROSCAS

ACEITA-SE ENCOMENDAS

(12) 3153-1892 Rua Barão da Bocaina, 257 - Centro - Lorena/SP

Reconhecimento e credibilidade

João Athaíde

Primeiramente gostaria de agradecer a diretoria e a todos que organizam este jornal para que eu faça parte deste, agora, renovado e importante meio de comunicação. Como colunista deste jornal irei contribuir para tornar a vida de todos, de algum modo, melhor. O objetivo é mostrar os diferentes pontos de vista de todos que estão envolvidos direta ou indiretamente com a indústria, seja dentro ou fora dela. Compartilharei aqui dicas úteis, pontos positivos e negativos de leis, de tipos de administração e de relacionamentos. Irei colocar minha experiência de mais de 20 anos de mercado compartilhando as visões de cada parte. Já fui empregado, empresário, fornecedor, cliente, já participei de sindicados, outras associações de classes e governos, auditor independente, prestador de serviços, enfim, de tudo um pouco.

JOSÉ CARLOS DA SILVA TAVARES Advogado especialista em Direito Trabalhista IDADE: 63 anos ONDE NASCEU: Guaratinguetá/SP PROFISSÃO: Advogado ONDE ESTUDOU: Unitau - Taubaté/SP ESPORTES: Futebol HOBBY: Criação de aves exóticas, em especial o faisão. DESTAQUES: Diretor Regional da Secretaria de Estado de Relações do Trabalho de São Paulo. Especialista em direito do trabalho, advogado de diversos Sindicatos de Trabalhadores do Vale do Paraíba, em especial do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região. Na vida profissional, tornouse um advogado conceituado perante as autoridades local e regional, destacou-se quando exerceu o Cargo de Diretor Regional da Secretaria de Estado de Relações do Trabalho de São Paulo, com Sede na cidade de São José dos Campos, com jurisdição em todo Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, nos governos de Franco Montoro, Orestes Quércia e Fleury. Na juventude foi ator de teatro, com participação em vários festivais teatrais ; foi Presidente do Conselho do Clube Literário e da Associação Esportiva de Guaratinguetá. Possui uma vida política atuante desde os movimentos estudantil até os dias de hoje.

Trabalho na indústria há quase cinco anos e desde o início de minha jornada venho percebendo o quanto o espaço de homens e mulheres é diferente neste mercado. Nós mulheres temos que nos desdobrar muito mais do que homens que exercem a mesma função para conseguir um pouco de reconhecimento e credibilidade. Algumas vezes, só o fato do funcionário ser do sexo masculino já garante um salário maior e condições melhores de trabalho, ou então esse pode ser o critério de desempate durante um processo seletivo. Assistir a essa injustiça gera uma revolta em mim e em algumas amigas que passam pela mesma situação que eu. Estudamos nas mesmas escolas que os homens, aprendemos exatamente as mesmas coisas e por muitas vezes somos desvalorizadas por um preconceito besta! Acredito que já passou da hora das empresas mudarem este pensamento e enxergarem que nós somos tão boas ou até melhores que ELES Lurdes da Silva, por e-mail

Confiar somente na rádio peão? No mundo de hoje não sabemos mais em quem e até quanto confiar nas pessoas. Vejo que a rádio peão não deve mais ser considerada como única fonte de notícia. O "diz que me diz" não leva a nada e ainda pode trazer a informação errada. Amigos, valorizemos as entidades de classe que nos representam. Vamos usar de nosso sindicato, intermediando a paz entre a empresa e o trabalhador. Pedro Rodrigues, Lorena/SP

H O M E O PAT I A MANIPULAÇÃO

ÉTICA E QUALIDADE DE VIDA DESDE 1984 HOMEOPATIA, FLORAIS, FÓRMULAS MÉDICAS, VETERINÁRIAS ODONTOLÓGICAS E PRODUTOS NATURAIS DIETÉTICOS

FARMACÊUTICA E NUTRICIONISTA PARA ATENDIMENTO PERSONALIZADO SEM CUSTO

(12) 3133 - 3431

✆ (12) 3122 - 2888

Rua São Francisco, 101, Centro Guaratiguetá - SP E- mail: vitaeguara@ig.com.br

Tupperware 3132-6567 Revendedora: VANDA Tel: 9236-1433


7

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

Coluna

VIVA COM SAÚDE

DORES NA

Palavra do Doutor

Dr André Solon de Carvalho, é especialista no tratamento da hérnia discal e atende em seu consultório em Guaratinguetá

www.drcoluna.com

Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 85% da população mundial deverá ter problemas relacionados a patologias da coluna durante a vida, dados este que coincidem com o Ministério do Trabalho, chegando a ser o primeiro lugar em afastamento do trabalho, atingindo principalmente trabalhadores na faixa etária do 30 aos 50 anos, fase mais produtiva da vida do profissional.

Pesquisa revela que somente 10% dos casos de hérnia de disco precisam de operação. A grande maioria é curada com terapias não agressivas. Os números dão o tamanho do sofrimento: cerca de 5,4 milhões de brasileiros sofrem de hérnia de disco, um problema caracterizado pelo deslocamento do disco articular que existe entre as vértebras da coluna, sendo responsável por grande dor e, em vários casos, exige o afastamento dos pacientes das atividades diárias. Em geral, é muito comum que eles sejam logo encaminhados para uma cirurgia corretiva, o que implica riscos inerentes a qualquer operação, como o de sofrer rea-

90% dos casos não é

necessário a cirurgia. A Osteopatia é a nova técnica usada.

ções à anestesia ou ser vítima de infecções. Um estudo divulgado na semana passada mostrou que esta deveria ser a última estratégia a ser pensada. Publicado na Revista da Academia Americana de Cirurgiões Or-

topédicos, o trabalho afirma que cerca de 90% dos indivíduos portadores de hérnia de disco podem se recuperar se fizerem uso da Osteopatia, técnica esta muito difundida na Europa e recentemente usada no Brasil com resultados surpreendentes de cura. Ou seja, apenas 10% têm verdadeiramente indicação para cirurgia. A conclusão foi baseada em uma ampla revisão de diversas pesquisas que haviam sido realizadas sobre o tema. O resultado vem ao encontro do que têm defendido médicos mais especializados no assunto. A cirurgia só deve ser um opção quando não há resposta terapêutica a um tratamento de no mínimo oito semanas envolvendo a osteopatia. O osteopata Dr André Solon, que já se acostumou a receber em seu consultório pacientes em busca de uma segunda opinião, após ouvirem de seus médicos que precisavam submeter-se a uma operação, afirma: "Posso dizer com certeza que pelo menos 70% dos doentes que me procuram com hérnia, dizem ter tido indicação cirúrgica". O advogado Norberto de Lima e Souza foi um deles. "A idéia de ficar imobilizada na cama depois da cirurgia

me assustava", conta. "Além disso, não havia certeza de que seria curado com a cirurgia". Após sessões de Osteopatia e RPG, voltou a realizar atividades que não conseguia mais fazer, como dirigir ou fazer caminhadas e após o tratamento esqueceu a cirurgia. Norberto tocou em um ponto importante. Além de todo o desgaste que causa ao paciente do ponto de vista físico e emocional, a operação nem sempre é sinônimo de recuperação total. Pelo menos 50% dos pa-

Divulgação

A

Divulgação

 NOVAS TÉCNICAS PROMETEM TRATAMENTOS SEM CIRURGIA

A Osteopatia une os movimentos manuais para reposicionamento articulares e estimulam o fortalecimento muscular do abdome e das costas. cientes que passam por uma cirurgia voltam a ter dor após dois anos do procedimento.

hérnia de disco

COMO PREVENIR

uma pos1 Mantenha tura correta durante o seu trabalho;

2 Evite ganhar peso; exercícios físi3 Faça cos regularmente. "Essa associação reduz a dor e melhora a postura, contribuindo para resolver o problema". Foi a esse recurso que recorreu a jogadora de vôlei de praia Larissa França, tricampeã mundial. Em 2002, uma crise a deixou longe das quadras e sem andar por 22 dias. Provocado por excesso de esforço físico repetitivo, seu caso teve uma primeira indicação para cirurgia. "Meu médico me disse que mesmo fazendo a intervenção não poderia voltar a jogar", conta. A atleta não fez a operação e passou quatro meses submetendo-se ao tratamento com a Osteopata. "Voltei a competir e, desde então, vivo em paz com minha coluna"■


8

VOZ METALÚRGICA  ■  FEVEREIRO 2013

SEJA UM ASSOCIADO Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região Reconhecido pelo Ministério do Estado dos Negócios do Trabalho e Previdência Social em 25/06/1963 C.N.P.J. 51.784.429/0001-58 - Declarado de Utilidade Pública pela Lei Municipal n° 1.387, de 17 de maio de 1979.

Associado n°:

FICHA DE ASSOCIADO

Nome completo: Data de nascimento:

Estado Civil:

Naturalidade:

RG:

CPF:

Filiação: (Pai): (Mãe): Endereço: Bairro:

Número: Cidade:

CEP:

Empresa onde trabalha: Cargo:

Data de Admissão:

CPTS:

Série:

Dependentes Data de Nascimento Cônjuge: Filho(a): Filho(a): Filho(a): Mensalidade Associativa: Para os Efeitos do Artigo 545, da CLT autorizo a Empresa, acima mencionada, a descontar do meu salário base 2% (dois por cento) referente a mensalidade associativa. Os benefícios que o Sindicato oferece são somente para o Titular e os seus Dependentes Legais, não podendo ser repassado para terceiros de acordo com o Estatuto Social da Entidade.

Lorena(SP),__________de______________________de_______________.

Ciente/Empresa

Assinatura do Associado

Para os efeitos do Artigo 545 da CLT, autorizo a empresa________________________________________________________________________________________________________________ a descontar do meu salário base 2% (dois por cento) referente a mensalidade associativa, devido ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Lorena, Guaratinguetá e Região na qualidade de Associado. Lorena(SP),_________de___________________de___________________. Nome do Associado Assinatura do Associado Matrícula n°:__________________

www.sindmetallorena.com.br

A VOZ METALÚRGICA


Jornal Voz Metalúrgica