Page 1

Página-1

Sábado, 07 de Dezembro de 2013 EDIÇÃO

309

Eduardo reassume como prefeito

EDITOR-CHEFE: JODI TANAKA • IBIÚNA 07 DE DEZEMBRO DE 2013 • COM O POVO E A VERDADE • EXEMPLAR R$ 1,00

Professor Eduardo toma posse como prefeito O Juiz Wendell Lopes Barbosa de Souza expediu no início da noite desta sexta-feira (06) o diploma do prefeito Professor Eduardo (PT) e seu vice, Adalberto Marcicano (PV). No mesmo documento, ele tornou nulo o ato que empossou prefeito Fábio Bello (PMDB) e seu vice Tadeu Antônio Soares. Na mesma noite o presidente da Câmara Municipal de Ibiúna, Carlinhos Marques (PT) e os demais vereadores realizaram a cerimônia de posse do novo prefeito. O plenário ficou totalmente lotado de cidadãos ibiunenses, que aplaudiram em pé o discurso de posse de Eduardo. O professor retornou ao cargo exatamente 90 dias depois de ter deixado o cargo de chefe do executivo. Com a cassação da liminar que permitia a Fábio Bello (PMDB) exercer o posto de prefeito, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), na quinta-feira, os tramites de diplomação e posse foram realizados rapidamente, garantindo o cumprimento das leis eleitorais. Em seu discurso de posse, o Professor ressaltou o quanto aprendeu nos últimos meses e

Desmatamento na Bunjiro deixa população indignada

ressaltou sua sede pelo trabalho. “Agora é hora de governar para todos”, frisou. O prefeito se eximiu da responsabilidade sobre a instabilidade política vivida por Ibiúna até o momento, ressaltando que Fábio Bello foi condenado não por sua causa, mas pelo Ministério Público, “Que fique claro que eu não persegui ninguém”. Já o vice-prefeito, Adal Marcicano, preferiu fazer um discurso mais curto e claro, revelando desejo de trégua em relação a quem está deixando o governo. “Não precisamos perseguir e provocar ninguém, chega disso. A maior provocação que podemos fazer é realizar um bom trabalho”. Também falou sobre a consciência do momento de instabilidade, que acaba incomodando a população. “Não é momento de aplausos. Ficarei mais feliz se formos aplaudidos ao final do mandato”. Presidente da Câmara, Carlos Marques, ressaltou o bom

comportamento do público presente. “Estou vendo um grande público aqui hoje, com uma educação exemplar”. Carlinhos lembrou os momentos difíceis em que foi, segundo ele, injustiçado, quando o ex-prefeito tomou posse. “Fiquei aqui sozinho sendo chamado de mensaleiro, mas agora a justiça foi feita”, disse o vereador. Fábio Bello Na manhã de ontem(06), o ex-prefeito Fábio Bello havia reunido os funcionários públicos da prefeitura, afirmando que cumpriria todo seu mandato e ameaçando quem, segundo ele, apoiasse o grupo do Professor Eduardo. Já o ex- Secretário de Assuntos Jurídicos, Douglas Bigarelli, havia garantido à revista Vitrine Ibiúna, que a situação do governo em Ibiúna estava definida. A reportagem da Revista, entretanto, não ouviu a outra versão da história, promovendo, o que se chama em jornalismo, de “barriga”, termo usado para designar matéria com informações falsas ou erradas.

Acesse nosso site: www.jornalvozdeibiuna.com.br

Entenda porque a justiça barrou Fábio Bello Confira a trajetória de processos de Fábio Bello desde que foi denunciado pelo Ministério Público até sua última derrota em Brasília, que o deixou inelegível para os próximos anos. Página 03

Orçamento da prefeitura será de R$ 127 milhões em 2014

Página 02

ONGs, representantes públicos, cidadãos. Em várias frentes, a população se indignou com o desmatamento realizado às margens da Rod. Bunjiro Nakao,

km 67. Além de exemplares da mata atlântica devastados, numa área com cerca de 130 mil metros, muitos animais silvestres, como bugios, foram mortos ou

obrigados a procurarem abrigo até em condomínios vizinhos. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente do município tem sido cobrada por omissão.Página 08


Página-2

Sábado, 07 de Dezembro de 2013 Editorial

A culpa é de quem? Um novo acontecimento promete mexer com a política ibiunense nos próximos dias. O prefeito Fábio Bello sofreu nova e definitiva derrota no Superior Tribunal de Justiça (STJ), tendo sua liminar cassada e seus recursos negados. Na prática, isso quer dizer que teremos novo prefeito ainda neste ano em Ibiúna. Enquanto alguns comemoram e outros protestam, parte neutra da população se coloca incomodada com a dança das cadeiras do cargo político mais importante do município. A partir deste contexto, cabe uma reflexão: dos seis candidatos a prefeito de 2012, um tinha problemas com a Lei da Ficha Limpa, lei criada para proteger o cidadão de políticos corruptos, que foi justamente o que recebeu o maior número de votos. Diante disso, fica a pergunta: de quem é a culpa pela instabilidade política que Ibiúna vive? A responsabilidade do que está acontecendo não pode ser transferida para o professor Eduardo, da mesma forma como deveria ser com outro candidato ficha limpa, caso tivesse na mesma situação do segundo colocado nas últimas eleições. Aliás, o que o político do PT fez foi o que qualquer outro faria: lutar pelos seus direitos. Se Fábio Bello foi julgado, condenado, posteriormente teve liminar cassada, foi porque ele foi responsabilizado por atos de improbidade que cometeu no passado. O Professor não tem nada a ver com isso. E se parte da população ainda acredita que não deveria haver nova mudança, é porque algo muito estranho acontece com a sociedade ibiunense. Infelizmente, os votos nas urnas mostraram isso. É inadmissível que, no momento em que o povo brasileiro mais luta contra a corrupção, fechemos os olhos para a gravidade do fato de que o atual prefeito é condenado por ter praticado atos ilícitos durante oito anos em que ficou no poder. Retomemos a pergunta, então: a culpa é de quem? A resposta é complexa. Não podemos atribuir a culpa às pessoas que votaram no Fábio Bello de Oliveira. Na realidade, quem votou no candidato ficou refém de um sistema de desinformação que tinha a seguinte estrutura: Informações diferentes da realidade por parte do candidato e de seu grupo + disseminação do discurso irreal por veículos de comunicação que, para não dizer que foram comprados, multiplicaram informações sem apurar a veracidade dos fatos + uma fatia da população carente de consciência política, facilmente convencida pela emoção ou pelo discurso genérico, evasivo, mas apaixonado. O fato é que, com a iminente posse do Professor Eduardo, ele terá de começar do zero e governar para todos, provando, com os atributos que fizeram com que tivesse mais de 16 mil fotos, de que é digno da confiança de toda a população ibiunense.

Exposição sobre “Projeto Vargem do Salto” Fantástica! Foi um dos adjetivos usados para definir esta atividade que era prevista no Projeto que vem sendo realizado na Região da Vargem do Salto. A Exposição apresentou os trabalhos que foram desenvolvidos durante este ano relacionando saúde, meio ambiente, recursos hídricos, saneamento e educação. O Projeto intitulado “Medidas e ações educativas no controle das parasitoses intestinais e na preservação do meio ambiente em comunidade rural sub-bacia ribeirão Vargem do Salto – Ibiúna-SP”, aconteceu entre inúmeras atividades com a comunidade escolar, pais, alunos, professores, funcionários e comunidade dos

bairros escolhidos que foram: Vargem, Salto, Saltinho, L ageado e Samano. Foi feito o diagnóstico de saneamento, seguido de palestras, avaliação parasitológica, implantação de fossas sépticas e monitoramento hidrológico. Tudo foi realizado em parceria com a equipe técnica do projeto e com a comunidade escolar de cada bairro. Muitos foram os resultados apresentados aos professores que de for ma lúdica e pedagógica, transmitiram para os alunos das escolas envolvidas. Desses estudos e reflexões resultou a Exposição do Projeto, com a participação

e envolvimento de alunos desde a Educação Infantil até o 5º ano. O objetivo foi a possibilidade do aprendizado e da mudança de compor tamentos e hábitos, vivenciados e adotados pelos participantes, relacionados à educação sanitária e ambiental. A exposição nas escolas contou com cartazes, mensagens, maquetes, panfletos, apresentação de poemas, vídeos, paródias, apresentações musicais e teatro. Tantos talentos dos alunos e professores. O Projeto de responsabilidade da Ação da Cidadania - Comitê Ibiúna, contou com recursos do Fehidro e com os seguintes parceiros: Instituto Adolfo Lutz - Laboratório Sorocaba, Ufscar - Campus Sorocaba, Uniso, Fapec, Supermercado Ibiúna, Cosfito Extratos Vegetais, Os Hamnes, Caisp e Feusp - Faculdade de Educação da USP, que neste momento registramos agradecimentos por todo apoio recebido. Sobre esse Projeto há muito para contar, porém, muito mais para fazer. “É preciso mais PROJETOS de ações concretas, reflexões e convicção de que as mudanças são necessárias e possíveis”, encerra Cida Ribas – responsável e coordenadora do Projeto.

Anuncie no Fone-Fácil 2014 Últimos dias (15) 3241-1325 (15) 99779-1396

DIRETORA: Júlia Tanaka JORNALISTA RESPONSÁVEL: Paulo Cesar Bueno - MTB 14305-53/18 - SP CONSULTORIA. JURÍDICA: Delícia Fernandes dos Santos ARTE E DIAGRAMAÇÃO: Jamila Tanaka e Geovane Vinicius de Moraes CONS. REDAÇÃO: José Gomes (Linense), Ana Cristina e Claudino Piletti e Luiza Pontes

REVISOR GERAL: Jamila Tanaka ADMINISTRAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO: Jornal VOZ DE IBIÚNA Rua Peru, 20 - Ibiúna - SP - CEP: 18150-000 TELEFAX.: (15) 3241-1325 www.jornalvozdeibiuna.com.br REDAÇÃO: Rua Peru, 20 - Ibiúna - SP IMPRESSÃO: Gráfica Neograf TIRAGEM: 10.000 exemplares T. ACUMULADA: 3.014.000 exemplares

As matérias assinadas são de inteira responsabilidade dos autores.

Prefeitura terá R$ 127 milhões para gastar em 2014 A Câmara Municipal de Ibiúna aprovou na sessão do dia 26 de Novembro o Orçamento da Prefeitura de Ibiúna para 2014, estimado em R$ 127.355.388,00. Duas emendas ao projeto original também foram aprovadas: uma do vereador Jair Marmelo (PC do B), que garante mais recursos para manutenção de estradas rurais e outra de Israel Zaia (PSDB), que aumenta em R$ 100 mil a verba para o Fundo Social de Solidariedade. A modificação mais polêmica, que retiraria a liberdade do prefeito em poder remanejar até 6% do Orçamento (famoso artigo 4º), foi rejeitada, inclusive com o voto do presidente Carlinhos Marques (PT), considerado oposição ao ex-prefeito Fábio Bello, mas que desta vez foi favorável a um mecanismo que irá facilitar as movimentações financeiras da administração municipal no ano que vem. A pasta com maior investimento será a de Saúde, com R$ 48,5 milhões, ou seja, mais de 40% do Orçamento; em seguida, Administração, com R$ 18.820.000,00; depois vem Educação, com R$ 14.161.800,00; Urbanismo R$ 10.433.200; Segurança Pública R$ 7.232.000,00; Legislativo R$ 6,5 milhões; Encargos R$ 4.580.000,00; Gestão Ambiental R$ 3.198.123,00; Assistência Social R$ 2.648.903,00; Justiça R$ 2.215.000,00; Esporte e Lazer R$ 1,9 milhão; Agricultura R$ 1,7 milhão; Habitação R$ 1,7 milhão; Comércio e Serviços R$ 1,5 milhão; Cultura e Turismo R$ 1 milhão; e Reserva de Contingência R$ 1 milhão. De acordo com o vereador Pedrão da Água (PROS), o orçamento ainda

é muito abaixo para a realidade do município. “Infelizmente, é como se fosse um cobertor curto, se cobre uma parte, descobre outra. Então fica complicado para realizarmos emendas e outras modificações. Por isso que os secretário bons são aqueles que vão buscar recursos com os Governos Federais e Estaduais, assim como alguns vereadores aqui tem feito. Vamos esperar que o prefeito saiba utilizar corretamente os recursos e a população tenha os serviços públicos atendidos satisfatoriamente”, declarou. Carlinhos Marques também alertou o prefeito para que desenvolva maneiras de aumentar a arrecadação. “Apesar de parecer alto, o orçamento ainda está abaixo do necessário para as necessidades do município. Por isso, se torna fundamental que a administração busque novas formas de aumentar estes recursos, principalmente com uma política voltada na fomentação da nossa economia, com a vinda de novas indústrias para geração de empregos e renda para a população. É um trabalho que vínhamos fazendo desde janeiro, quando conseguimos a vinda da multinacional Norac e tínhamos mais três empresas (Afetiva Cosméticos, Embalaplast e Blister) já prontas para iniciares suas obras aqui. Entretanto, com a mudança na administração, tal projeto está paralisado por pura vaidade do atual prefeito”, protestou Carlinhos. O projeto original do Orçamento 2014 foi elaborado ainda na gestão do prefeito Professor Eduardo (PT), mas passou por Audiência Pública e não recebeu modificações por parte da gestão Fábio Bello (PMDB).

Gincana do Terror do Objetivo Solidariedade X Integração

Agregar conhecimento, entretenimento, esporte, desenvolvimento pessoal, expressão ar tística e solidariedade estão entre as propostas da Gincana do Terror do Colégio Objetivo de Ibiúna. Realizada no dia 09 de novembro nas dependências do colégio, a atividade reuniu alunos das três séries do Ensino Médio, em tarefas que promoveram competição e integração. Neste ano, os alunos

arrecadaram mais de duas toneladas de alimentos para diversas instituições de caridade, entre elas a Casa Santa Rita, a Casa da Criança, a Pastoral da Promoção Humana e Ibigospel. Gincana esta que já se tornou tradição no colégio, neste ano contou com uma vigorosa participação das três séries. O troféu de 1º lugar foi para a 2ª série do EM. Diante do grande êxito, esperamos que no próximo ano o sucesso se repita.


Página-3

Sábado, 07 de Dezembro de 2013

Entenda porque a justiça barrou Fábio Bello

Em agosto de 2012 Fábio Bello de Oliveira requereu registro de sua candidatura á Prefeito de Ibiúna, o qual foi impugnado pela Coligação Desenvolvimento e Progresso, encabeçada por Paulinho da Saúde. Citada impugnação se deu com base na Lei Complementar n.º 64/90, com introduções da Lei Complementar n.º 135/2010 (Lei da Ficha Limpa), uma vez que Fábio Bello de Oliveira era condenado, em segunda instância (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), por ato doloso de improbidade administrativa, suspensão dos direitos políticos e devolução de valores aos cofres púbicos. Tal condenação ocorreu por conta de Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual contra Fábio Bello, Processo n.º 2380120060001951, que teve seu início no ano de 2006. A impugnação apresentada na esfera eleitoral pela Coligação Desenvolvimento e Progresso foi julgada procedente pelo MM. Juiz Wendell Lopes Barbosa de Souza, indeferindo o registro de candidatura de Fábio Bello. Dessa sentença, Fábio recorreu ao TRE/SP, sendo

mantido o indeferimento pelo Juíza Clarissa Campos Bernardo. Durante essa tramitação do processo eleitoral, Fábio Bello, com o intuito de se livrar da condenação da esfera cível por ato de improbidade administrativa, interpôs o Recurso Especial n.º 1.339.309/SP junto ao Superior Tribunal de Justiça, o qual através da Medida Cautelar n.º 19.843/SP, concedeu efeito suspensivo a tal recurso especial, suspendendo-se, assim, os efeitos da condenação por improbidade administrativa, ambos de Relatoria do Ministro Napoleão Nunes Maia Filho. Da decisão do TRE/SP, Fábio Bello interpôs o Recurso Especial Eleitoral n.º 43.886.2012.626.0191 junto ao Tribunal Superior Eleitoral, no qual, em 27 de junho de 2013, a Ministra Laurita Vaz, deferiu seu registro de candidatura sob condição do julgamento e revogação da medida cautelar. Tentando modificar ou retirar a condicionante, Fábio Bello de Oliveira opôs Embargos de Declaração, o que foi acolhido somente para esclarecimentos. Diante disso tem-se que o registro da candidatura está vinculado ao julgamento do Recurso Especial n.º 1.339.309/ SP em trâmite no STJ, como

descreveram os Ministros do TSE. Fábio efetuou a execução do julgado, o que gerou o pedido de apuração de eleição na comarca de Ibiúna, onde o Juiz Eleitoral Bruno Cassiolato indeferiu a diplomação do requerente. Antes, outras condenações supervenientes ao registro da candidatura, contaminando a chapa, uma vez que a superveniente suspensão dos direitos políticos de candidato configura situação de inelegibilidade ou incompatibilidade prevista no artigo 262, inciso I, do Código Eleitoral. Inconformados com tal situação, ingressaram com Mandado de Segurança n.º 30331/2013 junto ao TRE/SP, alegando descumprimento da decisão proferida pelo TSE, quando a Juíza Clarissa Campos Bernardo deferiu parcial liminar para que fosse procedida a retotalização dos votos. Porém o Juiz Eleitoral de Ibiúna procedeu a retotalização e ato contínuo, diplomou Fábio Bello de Oliveira e Tadeu Antonio Soares, os quais tomaram posse em setembro de 2013. Ocorre que em 05/12, os Ministros da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça não conheceram, por ser de deficiente formação, do Recurso Especial interposto por Fábio Bello, condenando-o por ato doloso de improbidade administrativa, suspensão dos direitos políticos e devolução de quantia aos cofres públicos, cassando a liminar concedida na Medida Cautelar. Assim, não mais perdura o registro de candidatura de Fábio Bello, pois, como descrito pelos Ministros do TSE, tal registro da candidatura, ou seja, da chapa (Prefeito e vice) está condicionado ao julgamento do recurso ou revogação da medida cautelar, o que ocorreu no dia 05/12. Ressalte-se que Fábio Bello de Oliveira está sendo condenado por ato doloso de improbidade administrativa, em ação movida pelo Ministério Público, a qual iniciou-se em 2006, ou seja, há mais de sete anos. Teve seu registro de candidatura impugnado pela Coligação Desenvolvimento e Progresso, encabeçada pelo então Paulinho da Saúde, não sendo o Professor Eduardo o mentor de qualquer recurso ou impugnação á Fábio, que está sendo penalizado e condenado por atos que ele mesmo cometeu.

Anuncie na edição especial de Natal do VOZ 20/12/2013 (15) 3241-1325 (15) 99779-1396

Brasil é dez! Claudino Piletti Na escola, dez é nota máxima. Por isso, quando se quer elogiar alguém, diz-se: “Esse cara é dez!”. O mesmo pode-se dizer de um país. O Brasil, por exemplo, é dez, quando visto sob a ótica do dinheiro. Ele é dez reais, por ser o máximo que rendem, por dia, as latinhas que meninos da zona norte do Recife conseguem coletar no canal do Arruda. Para tanto, passam o dia imersos no lixo e na água suja, com restos de comida e bichos mortos, sujeitos a todo tipo de doença. O Brasil é dez mil reais, por ser essa a quantia que o casal Vanessa Alcântara e Luís Alexandre Magalhães gastava, por noite, com restaurante e hotel. Luís é um dos servidores da prefeitura de São Paulo cujas fraudes causaram um prejuízo de 500 milhões em ISS não recolhido. Ele, cujo salário mensal é de 14 mil reais e tem um patrimônio de 18 milhões, costumava jantar, com sua amada, num restaurante onde gastava 4 mil reais com o vinho, 1 mil reais com a refeição e 5 mil reais com o hotel. O Brasil é dez milhões de reais, por ser essa quantia aproximada que o deputado Natan Donadon surrupiou dos cofres da Assembléia Legislativa de Rondônia. Ele, mesmo condenado à cadeia, conquistou o direito de continuar deputado. Assim será prisioneiro e parlamentar ao mesmo tempo. Isso porque, seu mandato de deputado, foi preservado em uma sessão secreta do Congresso que ignorou seus crimes. O Brasil é dez bilhões de reais, por ser esse o total de empréstimos contratados pelo grupo EBX, de Eike Batista, desde 2005. O problema é que quase 80% desses empréstimos foram feitos com dinheiro público, ou seja, 6 bilhões do BNDS e,

aproximadamente 2 bilhões da CAIXA. E, como sabemos, as empresas do Eike perderam, de outubro de 2010 a outubro de 2013, 99% do valor. É calote na certa e mais dinheiro público saindo pelo ralo. Os Eikes do país, porém, continuarão nadando em suas piscinas de águas transparentes. E, aos meninos de Recife, restarão as águas putrescentes que escorrem de uma sociedade, também, putrescente. O Brasil é dez trilhões de reais, por ser essa a quantia que o governo federal recolheu, no decorrer dos últimos sete anos, de impostos. A maioria dos brasileiros - eu junto - nem consegue imaginar o colossal tamanho dessa quantia. Para se ter uma ideia do que isso representa, basta considerar que, o campo de petróleo de Libra, recém leiloado, vai render 1 trilhão em 35 anos. Isso a partir de quando começar a produzir, que pode demorar até 10 anos. Ora, o impostômetro, até 23/10/2013, contabilizava 1 trilhão e 266 bilhões. Assim, em 10 meses, o governo arrecadou mais do que Libra renderá em 35 anos. Dez trilhões certamente poderiam ter colocado o país nos trilhos. Mas, crianças brasileiras, ainda são obrigadas a passar o dia imersas na lama para poder sobreviver. Enquanto isso, à semelhança da galinha, que de grão em grão enche o papo, os corruptos, de milhão em milhão, vão jogando o país pro buraco. O Brasil, portanto, é dez... em desigualdade, desonestidade, descaso, desrespeito, desmatamento, desalento... Enfim, repetindo palavra usada por Kassab e Haddad referindo-se à prefeitura de São Paulo – é um descalabro.

A diretoria (foto) da Casa de Santa Rita agradece a todos os seus colaboradores, patrocinadores e participantes que prestigiaram a Noite Italiana, ocorrido no dia 30 de novembro. A sociedade ibiunense compareceu em peso no Centro Cultural de Ibiúna para saborear as massas típicas italianas, carnes

e saladas, servido pela GNanni Food Service, comandada pelos irmãos Giovani e Gilmar Nanni, sempre com a qualidade que caracteriza os irmãos Nanni. Toda a renda será revertida em prol dos 55 idosos da Casa de Santa Rita. Torne-se sócio (15) 3241-1109 ou acesse www.casadesantarita.com.br.

Noite Italiana reune sociedade em solidariedade ao asilo


Página-4

Sábado, 07 de Dezembro de 2013

Prontos para recomeçar? Prof. Luiza Mais um ano letivo se encerra e já começamos a pensar no que está por vir. Este não foi um ano fácil para a Educação de Ibiúna, principalmente ao que se refere desse segundo semestre. Dentre tantos problemas enfrentados podemos dizer que a ausência dos vicesdiretores nas escolas trouxe um verdadeiro caos. Em certas situações seria correto afirmar que estivemos abandonados à própria sorte. Não podemos deixar de lado também a situação um tanto crítica dos diretores de núcleos que ficaram excessivamente sobrecarregados cuidando de duas e até três escolas ao mesmo tempo. Por esses e outros motivos é que afirmo já estarmos preocupados com o ano que está por vir. Tudo o que desejamos para 2014 é que seja um ano tranqüilo e com

verdadeiras condições de desempenharmos nosso trabalho como deve ser. Não podemos mais conviver com esse cenário de descasos e desordem. Estamos cansados de ter nossos alunos pagando o preço da desorganização. Ora o transporte público “para”, e a educação sofre. Ora o transporte escolar não vai mais “rodar”, e a educação volta a sofrer. O efeito dominó dos profissionais em sala de aula representa uma das maiores manifestações da falta de respeito da administração tanto para com os alunos como para com os professores. Enfim, dentro de muitos profissionais da educação deste município o encerramento do ano letivo representa um bálsamo que vem para aliviar as dores de quem sofre com as deficiências de uma educação que grita por socorro.

Mariah Cabelo e Estética completa mais 1 ano

No dia 16 de Novembro, a equipe do Salão da Mariah comemorou mais um aniversário em grande estilo, oferecendo aos seus clientes que estiveram presentes na data festiva um show com música ao vivo, abrilhantado pelo músico Paulo Meola, acompanhado de deliciosas guloseimas, proporcionando um ambiente agradabilíssimo.

Mariah Cabelo e Estética, juntamente com os seus parceiros Badu, Karen e a própria Mariah, agradecem a todos os seus clientes e amigos, pelo apoio e prestígio, que permitiram mais um ano de sucesso do Salão.

Desejamos Boas Festas a todos e que as alegrias de Natal os acompanhem no ano de 2013.

Ensino Superior no Brasil – Tendências e Desafios Ana Cristina Piletti De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP, set. 2013), no ano de 2012 o número de alunos matriculados no ensino superior brasileiro foi de aproximadamente 7 milhões, o que representa um aumento de 4,4% em relação ao ano de 2011. Ainda, de acordo com as informações, estes alunos estão distribuídos em 31.866 cursos, oferecidos por 2.416 instituições, sendo 304 públicas e 2.112 particulares. Diante destes números, podemos refletir sobre duas tendências e desafios centrais para a educação superior no Brasil: 1. D e m o c r a t i z a ç ã o: Refere-se aos movimentos e políticas públicas que visam tornar o ensino superior acessível para todas as classes sociais. Alguns programas governamentais conhecidos com esta finalidade são o PROUNI (Programa Universidade para Todos) implantado em 2005 com o objetivo de conceder bolsas integrais e parciais para estudantes de baixa renda em Instituições de Ensino Particulares e o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) criado em 1999 para financiar a graduação na educação superior de estudantes que não apresentam condições financeiras para realizar seus estudos. Tais programas colaboram para o ingresso e permanência dos estudantes na graduação, no entanto, não garantem a qualidade na formação destes alunos. Segundo o sociólogo José Pastore “Ocorre que a explosão de escolas superiores não foi acompanhada pela melhoria da

HENTONA

qualidade. A grande maioria das novas faculdades é ruim”. 2. Qualidade: Em matéria publicada na BBC Brasil (out. 2013) foi ressaltado o descompasso entre o número de formandos no ensino superior brasileiro e a dificuldade de encontrar mão de obra qualificada para ocupar vagas no mercado de trabalho. De acordo com Maíra Habimorad que atua em uma empresa de recrutamento: “Cadastramos e avaliamos cerca de 770 mil jovens e ainda assim não conseguimos encontrar candidatos suficientes com perfis adequados para preencher todas as nossas 5 mil vagas”. Neste sentido, por mais que as políticas públicas tentem avaliar e monitorar a qualidade do ensino superior ainda há grandes lacunas neste campo. Conforme dados do Instituto Paulo Montenegro, órgão de pesquisa vinculado ao Ibope, o número de analfabetos funcionais, ou seja, pessoas que não conseguem interpretar o que leem, chega a 38% entre universitários brasileiros. Desta forma, o professor Tristan McCowan da Universidade de Londres, que estuda o sistema educacional brasileiro afirma que o ensino superior acaba “sendo mais uma extensão do ensino fundamental”. Para McCowan, esses cursos trazem “muito pouco para a sociedade: não aumentam a capacidade de inovação da economia, não impulsionam sua produtividade e acabam ajudando a perpetuar uma situação de desigualdade, já que continua a ser vedado à população de baixa renda o acesso a cursos de maior prestígio e qualidade”. Assim, fica a questão: É possível promover a democratização do

ensino superior com qualidade? Com certeza, há muitos fatores que implicam na disparidade entre qualidade e democratização, em especial as atuais condições da educação básica pública no Brasil e as leis da economia de mercado que, para sobreviver, pressionam as instituições de ensino superior em sentidos opostos: a) Oferecer preços baixos, selecionando minimamente os ingressantes e ofertando um ensino de qualidade básica ou b). Cobrar preços altos, selecionando ao máximo os ingressantes e ofertando um ensino de qualidade superior. Enfim, não há milagres, como já explicava o sociólogo Pierre Bourdieu: “É provável por um efeito de inércia cultural que continuamos tomando o sistema escolar como um fator de mobilidade social, segundo a ideologia da ‘escola libertadora’, quando, ao contrário, tudo tende a mostrar que ele é um dos fatores mais eficazes de conservação social (...)”

Porco no Rolete 14 de Dezembro A Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe convida a todos para participar do Porco no Rolete, dia 14, sábado, a partir das 18h. Convites por R$ 5,00 com Isabel (15) 3248-3244 ou Moacir (15) 99807-1130. A renda será revertida em prol da construção da igreja.

Anuncie no Fone-Fácil 2014 Últimos dias (15) 3241-1325 / 99779-1396


Sรกbado, 07 de Dezembro de 2013

Pรกgina-5


Página-6

Sábado, 07 de Dezembro de 2013

1ª Festa da Criança no Campo Verde

No sábado, dia 30 de novembro, o casal Lidia e Mauricio Godinho, proprietários do Mercado Campo Verde, juntamente com amigos, parceiros e a comunidade do bairro, organizaram uma festa de final de ano para as crianças do Campo Verde, mostrando a todos que boa qualidade de vida é obtida quando as pessoas se juntam e compartilham o mesmo objetivo. Para animar a criançada, churros, pipoca, cachorro-quente, pastel, sorvetes, doces, refrigerantes, sucos e 200 prêmios com medalhas para a gincana foram distribuídos, além dos brinquedos infláveis. As crianças ganharam sacolinhas com doces e brinquedos e para os adultos, foram sorteados uma panela elétrica de arroz, um ventilador e um liquidificador. Todos os presentes foram doações do Mercado Campo Verde e amigos.

O evento ainda foi abrilhantado com shows das duplas Mauricio e Fabiano e Renan e Jairo e da dupla infantil Mauricio Jr. e Gabriel. Vale destacar que estas crianças tem uma trajetória musical e uma história de vida que encantam as pessoas. Mauricio Jr, que herdou o talento do pai, faz a segunda voz com perfeição para o irmão Gabriel, que mesmo nascendo com má formação dos lábios e sem o palato, venceu a deficiência e demonstra musicalidade ao cantar e se expressar, emocionando a todos. Lídia, uma das organizadoras do evento, agradece a presença de todos e finaliza: “Que Deus abençoe a cada pessoa que pôde transformar em realidade, este evento. Esperamos que tenhamos a participação de mais pessoas no próximo evento.

Ser missionário é viver o mandato de Cristo

No último dia 1º, a Comunidade Eclesial de Base (CEBS) realizou um almoço beneficente, com o delicioso porco no rolete, na Fundação Campo Cidade, com a presença de vários representantes de outras Cebs. A renda do almoço será destinada para ajudar na viagem dos delegados da Cebs da Diocese de Osasco que irão par ticipar do Encontro Intereclesial de Cebs que ocorrerá de 7 a 11 de janeiro de 2014, na cidade de Juazeiro do Norte, Ceará, cujo tema será “Justiça e Profecia a serviço da vida”. José Moacir França, um dos

missionários do grupo da Cebs da região de São Roque, morador de Ibiúna, diz que “todo cristão tem que fazer algo em prol das pessoas excluídas da sociedade”. Ele levará sua experiência sobre segurança alimentar e agricultura familiar para uma das comunidades mais carentes do nordeste. Pretende adquirir outras experiências durante o encontro e trazê-las para sua comunidade. A comitiva será composta de nove delegados e três padres, todos missionários da Diocese de Osasco, que levarão suas experiências em prol das comunidades carentes de Juazeiro do Norte.

Nova portaria do CCI é inaugurada

Ricardo Kawakami Com memorável cerimônia seguida de suculento almoço comemorativo, foi inaugurada no último sábado, dia 1º de dezembro, a nova portaria do CCI – Centro Cultural de Ibiúna (Nobuki Takano, presidente). Com muita pompa e circunstância, a cerimônia contou com a presença de ilustres convidados entre autoridades, colaboradores eméritos, a imprensa, além dos associados. Esta nova portaria será de agora em diante a única entrada de acesso ao complexo de instalações do CCI, onde funcionam não só a sua sede social, como também o amplo salão de festas conhecido como Kaikan e seus anexos, os campos de atletismo, beisebol, mallet golf e gateball, a quadra poliesportiva, a escola de língua japonesa, a quadra de treinamento do taikô, as residências funcionais e outros mais recentes como a moderníssima quadra de tênis com iluminação noturna. Além de atividades próprias, o CCI abriga também as atividades de entidades

conveniadas como o Sindicato Rural de Ibiúna e a CETRIL, resultando daí um intenso movimento de entrada e saída de veículos e pessoas, tanto de dia como de noite. Se somarmos a tudo isso a freqüência daqueles que demandam o Kaikan quando locado a terceiros, como em casos de casamentos, festas, reuniões, cursos, encontros, formaturas e numerosos outros eventos, o movimento de pessoas e veículos se multiplicam e aumentam ainda mais a responsabilidade daqueles que trabalham na área de segurança. Não é a toa, a implantação de moderno sistema computadorizado de controle que irá funcionar naquele local chamou a atenção das nossas autoridades como o CONSEG-Ibiúna, cujos presiden-tes, atual e ex, respectivamente Marcelo Zambordini e Carlos Tadeu Ribas compareceram além da Cida Ribas, coordenadora geral da

Ação da Cidadania - Comitê Ibiúna. Os vereadores Paulinho Sassaki (PTB) e Rozi da Farmácia (PV). A cerimônia inaugural foi realizada defronte a nova portaria, formando-se uma comissão de honra composta de diretores e conselheiros do próprio CCI, coadjuvados pelas autoridades presentes, pelos convidados de honra e pelo monge Sakurai, residente do Templo Jodoshu localizado no Bairro do Murundu. A inauguração iniciou-se quando o Monge Sakurai oficiou a sua bênção segundo o rito budista, seguido pelas palavras de Lincoln Kawakami, diretor do CCI que preside a Comissão de Assuntos Relativos à Segurança que, marcando o término das obras civis, fez a entrega simbólica ao uso público. Após palavras finais de agradecimento do presidente Nobuki Takano, a inauguração terminou com corte da fita pela diretoria, autoridades, o monge e crianças estudantes do CCI.

VIII Exposição Cultural da Escola Lino Vieira Ruivo A Escola Lino Vieira Ruivo realizou ontem sua VIII Exposição Cultural. Para este ano, o tema idealizado pelos alunos dos 2ºs anos do Ensino Médio e desenvolvido por todos os educandos da escola foi “125 Anos de Abolição, algum dia de liberdade?”, pois em 2013 é comemorado os 10 anos da implantação da lei 10639/03, que torna obrigatório o ensino da história da África e da cultura Afro no Brasil. O currículo do estado de São Paulo contempla esta Lei em praticamente todos os seus conteúdos, dada à importância dos negros nos segmentos sociais, políticos, educacionais e econômicos do mundo, lembrando que a população brasileira conta hoje com 51,7% de afrodescendentes. Ao longo do ano letivo, os trabalhos realizados relembraram a história de luta e resistência desse povo para se firmar numa sociedade de mestiços. O mito da democracia racial permanece vivo no Brasil. É irônico falar em democracia racial num país de mestiços onde o preconceito ainda é latente. A escola procurou em todos os momentos valorizar a importância e a contribuição do negro na formação da nação brasileira,

através de suas práticas religiosas, culinárias, danças, visões de mundo, bem como enfatizar a necessidade de ações afirmativas para a autoestima dos indivíduos.

A gestão agradece a colaboração de todos os envolvidos no projeto: alunos, professores, pais e funcionários da escola que se empenharam para sua realização.

20º Karaokê interbairros do Centro Cultural de Ibiúna O torneio anual de Karaokê Buraku Taikoo e Koohaku Utagassem foi realizado no dia 1o, domingo, durante Bonenkai (festa de final de ano) do Centro Cultural de Ibiúna. A disputa ocor reu entre os melhores cantores dos bair ros do município e ao mesmo tempo, entre equipes feminina e masculina. Neste ano, 16 bair ros

participaram: Campo, Campo Verde, Capim Azedo, Cupim, Feital, Pintos, Paruru, Ressaca, Rio de Una, Salto, Verava, Vila 1-A, Vila 1 –B, Vila 2, Vila-3 e Votorantim. O bairro da Ressaca sagrou-se campeão, o Feital ficou em segundo lugar e o Vila 1-B (bair ro do Centro) em terceiro lugar. Na disputa entre equipes feminina e masculina, a vitória foi da masculina.


Página-7

Sábado, 07 de Dezembro de 2013

Do Povo Para Prefeitura Bairro dos Pintos (Rua Angel, 523) – O morador Danilo Talarico reclama que o lixeiro não passa no referido bairro há semanas. Relata que a rotina era que toda segunda-feira havia a coleta, no entanto o caminhão chega até o condomínio West Lake e não chega até o seu bairro. Não sabe mais a quem recorrer, pois já reclamou na Prefeitura e na Cidal e o lixo só se acumula. Bairro do Veravinha x Caçamba de Lixo – os moradores afirmam que a caçamba é inadequada para jogar o lixo e além disso, está posicionada ao lado da escola, sempre transbordada de sujeira espalhando o lixo e causando mal cheiro às crianças. Pedem providências urgentes para a Prefeitura remover a caçamba,

que está há semanas sem ser esvaziada. Bairro do Piaí x Lixo – Há lixo acumulado por todos os lados, especialmente perto das escolas e padaria. Os moradores reclamam da falta da coleta de lixo, que há dias não passa no bairro. Bairro Domingues, Escola Cristina Domingues de Souza x Falta de água – Sonia Aleixo e outras mães constataram que desde que o prefeito Fábio Bello assumiu a Prefeitura, a escola recebeu apenas 3 vezes um caminhão pipa, obrigando a direção da escola a dispensar seus 82 alunos devido à falta de água, por várias vezes. As merendeiras tem que recorrer aos vizinhos para lavar as louças. Já questionaram a Secretaria de Educação, mas nada foi feito.

Do Povo Para Empresa Vivo Bairro do Veravinha – Há um cabo de telefone caído próximo a Escola do Bairro do Veravinha, consequentemente os moradores que possuem telefone fixo estão sem condições de usar. Já pediram para Vivo consertar, mas até agora nada foi arrumado. Internet Vivo – O leitor

Estevão Veículos

Dagoberto Silva, residente no Residencial Arapongas, no Bairro do Piaí, reclamou na operadora, Anatel, Procon de Ibiúna e no Juizado de Pequenas Causas sobre a falta de sinal da Vivo no bairro inteiro, há mais de 2 meses e até agora nada foi resolvido. Clama a Vivo por providências urgentes.

Beisebol brasileiro e ibiunense fazendo histórias internacionais O primeiro time de beisebol feminino brasileiro é Ibiunense!

O time, formado há 1 ano e 9 meses começou como amador, já que as meninas estavam treinando apenas para praticar o esporte. Logo foram confederadas e passaram a participar de campeonatos infantis com meninos, já que não havia outros times femininos para competirem. Neste ano, Erick Nakano

organizou o 1º Torneio Feminino no Brasil, realizado no Centro de Treinamento da Yakult, nos dias 15, 16 e 17 de novembro. Como jogadoras femininas são escassas, o organizador convidou meninas de diferentes times e cidades que jogam beisebol em times masculinos, para fazer um “All Star Feminio”. O time de Ibiúna foi formado com meninas das cidades de Belo Horizonte, Vargem Grande Paulista, Rio de Janeiro e dos times Pirituba e Farmime. Foi uma experiência diferente para todas as meninas, que até então, só tinham jogado com os meninos e times de adultos. Parabéns a todas as atletas de

Ibiúna: Bianca Nanni, Laura Takahashi, Laura Kaneko, Carol Antunes, Gabriela Martines, Beatriz Orikassa, Kaori Yamashita, Ana Beatriz Mochizuki, Isabelle Gatto, Lorena Passini, Fernanda Osalo, Gisele Amaro e Gabriela Urushimoto. Também é destaque nesta modalidade: Pela primeira vez este time de beisebol masculino brasileiro participa do WBC World Baseball Classic, que é o equivalente a Copa do Mundo do Beisebol. Além disso, temos dois brasileiros jogando na MLB Major League Baseball, que é a maior e mais importante liga mundial e ainda, mais de 80 atletas brasileiros jogando em ligas menores no Japão, na Venezuela, nos Estados Unidos, entre outros países.

Petistas se reunem com o ex-presidente Lula

O Professor Eduardo (PT) – que reassumiu a Prefeitura ontem (dia 6) – e o presidente da Câmara Municipal de Ibiúna, vereador Carlinhos Marques (PT), estiveram reunidos com o ex-presidente Luiz

Inácio Lula da Silva, em Santo André, no dia 21 de novembro. A reunião contou também com a presença do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do senador Eduardo Suplicy, do prefeito de São Paulo, Fernando Hadad, do presidente do PT, deputado Rui Falcão, além de outras lideranças do partido. Durante o encontro, os ibiunenses debateram com Lula os projetos do partido visando às eleições 2014, a elaboração de projetos do Governo Federal para a região, além de comentarem sobre o momento político que Ibiúna vem passando. “O Lula é uma pessoa fantástica e nos deu muita atenção. Tenho certeza que

com o apoio dele conseguiremos conquistar muitas coisas boas para a população ibiunense, como, por exemplo, o programa ‘Mais Médicos”, destacou Carlinhos.


Página-8

Sábado, 07 de Dezembro de 2013

População exige respostas sobre o grande Desmatamento na Bunjiro Nakao

Fernando Salles Eng. Ambiental No dia 24/11/2013, domingo, foi efetuada uma autuação da Polícia Militar Ambiental com relação ao crime ambiental de grandes proporções que foi executado em propriedade particular às margens da Rodovia Bunjiro Nakao, Km 67, ao lado direito, sentido São Paulo. O desmatamento de aproximadamente 130 mil metros quadrados de vegetação nativa do bioma Mata Atlântica inevitavelmente despertou indignação, especulações e averiguações de boa parte da população ibiunense, que se chocou ao presenciar tal ato e suas consequências sobre a flora e a fauna local. Desde então, o assunto circulou pelas mídias sociais e jornais locais e regionais, deflagrando esta covarde devastação executada sem a devida autorização dos órgãos ambientais competentes,

infringindo a Lei de Crimes Ambientais nº 9605/98. Depoimentos confirmam que mesmo após a data da autuação, viaturas da Polícia Militar Ambiental foram avistadas no local. Tal cenário vem gerando expectativa com relação às providências tomadas pelos órgãos ambientais, inclusive a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. No último dia 5, uma nova viatura da Polícia Ambiental esteve no local com demais profissionais e ambientalistas, e as averiguações constataram que a área desmatada seria maior do que até então havia sido noticiada. Ao que tudo indica deverá ser aberto boletim de ocorrência policial na delegacia de Ibiúna, visando a abertura de inquérito penal para apuração dos fatos e dos culpados, buscando o indiciamento dos mesmos com relação a prática do Crime Ambiental. Além disso, foram protocoladas representações junto ao Ministério Público, através da Promotoria de

Justiça do Meio Ambiente, visando dar início a um inquérito civil, que pode resultar, de imediato, no Embargo de Urgência da área e das atividades. A partir do inquérito civil o Ministério Público deverá apurar a extensão do dano, e com base na legislação e nos atos praticados pelas autoridades, poderá oferecer denúncia para sustentar Ação Civil Pública que obrigue os responsáveis a reparar os danos ambientais. Destaca-se que os fatos estão ocorrendo na Área de Proteção Ambiental (APA) Itupararanga e que o ocorrido também vem interferindo sobre a percepção daqueles que passam por aquele local e não reconhecem àquela paisagem como a sua casa, como todos os outros animais que lá habitavam. Segue apresentada uma imagem de satélite anterior ao desmatamento, juntamente com fotos do local após a execução do crime ambiental.

Vereador questiona prefeitura e Polícia Ambiental sobre desmatamento na Bunjiro O presidente da Câmara Municipal de Ibiúna, vereador Carlinhos Marques (PT), apresentou dois requerimentos na sessão do dia 3, questionando a Prefeitura e a Polícia Militar Ambiental sobre as providências que tais órgãos tomaram com relação ao desmatamento ocorrido numa uma área de mais de 130.000 m² às margens do km 67 da Rod. Bunjiro Nakao, no bairro Curral. No documento, o vereador pede informações sobre as medidas tomadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e se procede à informação de que o setor teria emitido uma autorização para corte de eucaliptos no local. “Estive na área com a Polícia Ambiental e fui informado que a Prefeitura autorizou o desmatamento, sem ter competência para isso. Além disso, a área é reserva de mata atlântica da APA de Itupararanga”, explicou Carlinhos. Ele prometeu se empenhar para que os responsáveis sejam punidos. “A área já esta embargada, mas isso é pouco. O dano é irreparável, mas os responsáveis serão punidos. Devastação ambiental é crime e da cadeia. A população quer saber quem são esses monstros que cometeram esse crime”, desabafou. Explicações Nos documentos, Carlinhos pede que a prefeitura informe ainda qual o nome do proprietário da gleba onde ocorreu o desmatamento; que se a Secretaria de Meio Ambiente autorizou o corte de eucaliptos no local, que envie

cópia de todo processo administrativo, contendo justificativas, autos de vistoria e demais documentos referentes à autorização; quais as providências tomadas pela municipalidade, através da Secretaria de Meio Ambiente, com relação a este desmatamento; cópia na íntegra dos autos de infração e demais procedimentos que a prefeitura, por eventualidade, tenha tomado com relação ao este caso. Para a Polícia Ambiental, o vereador pede que seja informado se realmente existia algum tipo de autorização para corte de árvores ou retirada de eucaliptos ou outro tipo de vegetação do local e qual órgão emitiu esta autorização; quais as providências tomadas pela Polícia Militar Ambiental com relação a este desmatamento e cópia na íntegra dos autos de infração, Boletim de Ocorrência, Relatórios e demais procedimentos que os policiais tomaram com relação ao caso. Tanto a prefeitura, quanto a Polícia Ambiental tem até 15 dias para apresentarem as respostas, bem como enviarem os documentos solicitados pelo vereador.


Edição - 309  

Edição - 309

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you