Issuu on Google+

MENSAL • 8 • NOVEMBRO 2013

LOCAL

RIBEIRAS DE JOÃO GOMES E SANTA LUZIA JÁ ESTÃO UNIDAS NA FOZ

REGIÃO

INVESTIMENTO NO CABO GIRÃO TEM RETORNO EM DOIS ANOS

TURISMO

ENTREVISTA | PAULO SILVA

II CONGRESSO INTERNACIONAL, O DESPORTO E O MAR

PERFIL

DANNY: O ESPELHO DO TALENTO REGIONAL

REGIÃO

GALP ABRE PRIMEIRO POSTO GPL AUTO

“O Centro Internacional de Negócios representa ainda hoje a mais original tentativa de desenvolvimento regional.” DESPORTO

CAMPEÃO DO MUNDO RUI COSTA APADRINHA CICLISMO DO MARÍTIMO

www.vozdamadeira.pt

CULTURA

PHOTOGRAPHIA - MUSEU “VICENTES”


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SUMÁRIO

2

3 Diretor Convidado 4 Editorial 6 Região 10 Nacional 12 Internacional 14 Opinião 16 Entrevista 22 Política 24 Economia 26 Finanças 28 Turismo 30 Cultura 32 Saúde 34 Ciência e Tecnologia 37 Desporto 42 Flash 44 Cinema 48 Música 50 Espetáculos 52 Livros 54 Vinhos 57 Frase 58 SMS 60 Perfil 62 Pessoas 64 O Outro Lado... 66 Aquintrodia 68 Humor 70 Passeios 72 Gastronomia 74 Porto Santo 76 Local 78 Autonomia 82 História 84 Diáspora 86 Social 90 Publicidade

FICHA TÉCNICA Edição: Voz da Madeira http://www.vozdamadeira.pt vozdamadeira@vozdamadeira.pt Propriedade: Letras e Vírgulas - LDA Diretor/Editor: Maurício Pereira Distribuição: Gratuita Online Periocidade: Mensal Registado na ERC: 126332 ISSN: 2182-8786 NIPC: 510 564 690 Sede/Redação: Rua Nova Levada do Cavalo, Nº1, Fração- C 9000-721 Funchal

ESTATUTO EDITORIAL

1 - “Voz da Madeira” é uma publicação online, actualizável a qualquer hora, acessível na World Wide Web através do endereço www.vozdamadeira.pt, que disponibiliza informação generalista, dando enfase às questões ligadas à Região Autónoma da Madeira. 2 - “Voz da Madeira” defende a liberdade de expressão e a liberdade de informar. 3 - “Voz da Madeira” publica informação credível, objetiva e atual. 4 - “Voz da Madeira” distingue entre géneros informativos, opinativos e interpretativos. 5 - “Voz da Madeira” assume o compromisso de respeitar sempre o sigilo das suas fontes de informação e de nunca quebrar esse princípio fundamental. 6 - “Voz da Madeira” é concebido, redigido e produzido no cumprimento das orientações e princípios definidos neste Estatuto Editorial e pela sua Direção.


DIRETOR CONVIDADO Portugal Rural. É membro da Assembleia Geral da TuriPortugal, uma organização associativa de direito privado sem fins lucrativos. Entre 2007 e 2008 foi responsável por um projeto de acompanhamento social de crianças e jovens em risco na Crescer sem Risco – IPSS. É L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PEDRO COELHO

Presidente do Município de Câmara de Lobos

O I Ç A

PRÓXIMO DIRETOR CONVIDADO

S E

Colaborou com a Mundo Rural entre 2003 e 2008 Desde 2012 é vice-secretária da Mesa do Congresso como Júnior Marketeer, no desenvolvimento do PPD/PSD Madeira. de projetos de e-marketing e no arranque do

Q U E

Em 2011 é eleita Deputada à Assembleia da República. Integra as Comissões de Economia e Obras Públicas e Comissão de Assuntos Europeus. Iniciou o seu percurso profissional na Direção Faz parte dos Grupos de Trabalho de Turismo, Regional de Turismo da Madeira após ter completado Transportes Aéreos e Elaboração de um Lei de o estágio curricular, entre 2004 e 2006, nas áreas de Bases da Qualidade, Inovação, Competitividade e Empreendedorismo. Marketing e Estatística.

P A R A

No âmbito autárquico foi membro da Assembleia de Freguesia de São Roque e deputada à Assembleia Municipal do Funchal.

A L T O

É licenciada em Sociologia pela Universidade do Minho e pós-graduada em Comunicação e Marketing pelo Instituto Politécnico de Leiria. Participou no programa ERASMUS-Itália na área de Sociologia das Organizações e Desenvolvimento Local.

F A L A R

Iniciou a sua atividade política em 1997 na Juventude Social-Democrata da Madeira. Na estrutura foi vogal BIOGRAFIA do núcleo de freguesia de São Roque, vogal e viceCláudia Sofia Gomes Monteiro de Aguiar, nasceu no presidente da Concelhia do Funchal. Foi também Funchal a 8 de Abril de 1982, é natural de São Pedro. vogal da Comissão Política da JSD Madeira.

P R E C I S O

Em 2008 integra a equipa de Marketing de Porto Bay Hotels & Resorts até 2011, altura em que suspende a atividade para assumir o cargo de Deputada à Assembleia da República.

CLÁUDIA MONTEIRO DE AGUIAR Deputada na Assembleia da Republica

3


EDITORIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

desafiantes, de sempre, da história do país em termos de consolidação de contas públicas. Há todo um ajustamento que urge ser feito para que consigamos recuperar, paulatinamente, o crescimento económico.

4

UM EXERCÍCIO FINANCEIRO EXIGENTE

Importa sempre relembrar que estamos a tentar corrigir uma série de erros gravíssimos que foram cometidos num passado não muito distante, de um Governo anterior que não se preocupou em travar o descontrolado endividamento em que colocou Portugal, nem tão pouco de o atirar para gerações futuras. De um Governo que não se empenhou, na altura, junto da União Europeia, em assegurar um prolongamento de prazos para que pudéssemos, agora aos poucos, alcançar a redução do défice.

Há quem esteja condenado a repetir os erros do passado porque teima obstinadamente em não querer aprender com os mesmos mas os Este ano Novembro é um mês ainda mais exigente. portugueses, independentemente das suas É exigente porque se aproxima o fecho de mais um escolhas partidárias, não querem que se repita o ano, e como sabemos o encerramento de um ano, desaire do passado. seja em que sector for, implica balanço de atividade e cálculo de ganhos e perdas. A Região Autónoma da Madeira está a cumprir de forma exemplar, um também exigente Plano Em política há um instrumento, não para fecho de Ajustamento Financeiro. O esforço brutal e os de um ano, mas para preparação do próximo, a sacrifícios dos madeirenses face a este momento nível governamental, que se traduz num dos mais demonstram além de um elevado empenhamento importantes documentos, elaborado através de um coletivo uma vontade de ajudar a fechar com processo moroso e com intervenientes diversos, sucesso os pesados Programas de Assistência a que de orientação e com diretrizes política, jurídica estamos sujeitos. e económicas para um Estado. Em Novembro, a política do nosso País gira em torno do Orçamento É humanamente compreensível que ninguém goste de Estado. de ver os seus rendimentos diminuídos, que se perca algum poder de compra mas não nos podemos A Proposta de Lei elaborada pelas finanças, alhear que 70% das despesas do Estado incidem aprovado pelo Governo chega à Assembleia da sobre remunerações de funcionários, pensões e República para discussão e aprovação final, no mês apoios sociais. Paralelamente é importante lembrar de Novembro. A discussão tem lugar na Comissão que o próprio setor privado fez esta redução. especializada e aí são entregues propostas de alteração por todos dos deputados, eleitos pelos Em qualquer negociação, seja no mundo dos vários distritos do País. Ainda que se discutam estas negócios seja na política ou até mesmo nas propostas em Novembro importa ressalvar que são relações pessoais há processos negociais que matérias trabalhadas ao longo de toda uma sessão decorrem e que devem ser realizados em ambiente legislativa ou até mesmo da legislatura e que vão de diálogo saudável. Importa em qualquer uma das sendo adaptadas em conformidade com realidade circunstâncias não comprometer a viabilização das do momento. nossas pretensões, não procurar mediatismo mas sobretudo não abdicar do propósito final. Este é um Orçamento de Estado exigente porque Portugal atravessa uma das alturas mais Num Novembro tão exigente como este, onde


EDITORIAL se procuram ver aceites as propostas que dizem respeito à Região Autónoma da Madeira impõese-nos, não só assegurar os compromissos que fizemos com a população que nos elegeu, como também não nos demitirmos da solidariedade que nos é pedida num quadro nacional.

Somos parte desta Nação e quando colocamos a “sinceridade das posições acima dos interesses pessoais estamos a fazer política que vale a pena” e a preparar um futuro melhor. Cláudia Monteiro de Aguiar É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

5


REGIÃO euros pela União Europeia, ou seja, a parte regional ronda um milhão de euros.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Contas feitas, o somatório das rendas mensais dos sete espaços colocadas em hasta pública, ascende aos 34.450 euros, o que perfaz um montante anual na ordem dos 413.400 euros.

6

Face a estes números o Governo Regional consegue um retorno do investimento, em pouco mais de dois anos. Com a abertura dos estabelecimentos comerciais, estima-se que sejam criados mais de 20 postos de trabalho diretos.

INVESTIMENTO NO CABO GIRÃO TEM RETORNO EM DOIS ANOS

Sabe-se que o Governo Regional pretende manter a gratuidade das entradas na área do Cabo Girão, sendo da responsabilidade dos adjudicatários a O Governo Regional estima que, em pouco mais manutenção, conservação e limpeza dos espaços, de dois anos, o investimento realizado no Cabo usufruindo para isso das receitas com a exploração Girão seja totalmente pago pelas rendas dos dos sanitários públicos. estabelecimentos comerciais construídos naquela área. A infraestrutura que mudou por completo toda a área envolvente de um dos ex-libris turísticos O custo do investimento público foi de 2.245.469,56 da Região foi executada pela Vice-Presidência do euros, tendo sido comparticipado em 1.286.742,76 Governo Regional.


REGIÃO

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

salientando que a Região recebe os investidores de “braços abertos”.

A Galp Energia inaugurou o primeiro posto de abastecimento GPL Auto na Madeira, inserido na Neste âmbito, realçou que “nos últimos tempos nova estação de abastecimento de combustíveis, algumas empresas de grande dimensão a nível no Caminho do Poço Barral, no Funchal. nacional decidiram investir na Madeira”, apontando os casos do Continente-Modelo e da Galp, o que Para Luís Palha, administrador da empresa nacional, considerou “um bom sinal para a economia da “as grandes vantagens vão para além da liberdade Região, que também luta arduamente para sair de escolha que é dada ao consumidor”, destacando desta grave crise que assola o País”. Sobre o primeiro o facto do GPL Auto ser comercializado a 0,795 posto de combustível GPL na Região, disse ser “mais euros por litro, o que é metade do preço da gasolina. uma oferta, da mesma forma que já temos postos A cerimónia de inauguração foi apadrinhada para fornecimento a veículos elétricos espalhados pelo Vice-Presidente do Governo Regional da pela ilha”, salientando que a RAM está “a preparar-se Madeira, que enalteceu o investimento realizado, para os automóveis do futuro”.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

GALP ABRE PRIMEIRO POSTO GPL AUTO

7


REGIÃO CÂMARA DIGITAL MAIS PEQUENA DO MUNDO FOI DESENVOLVIDA NA MADEIRA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A AWAIBA, Lda, empresa com sede na Ilha da Madeira, deu os seus primeiros passos em 2004 na incubadora de empresas do CEIM – Centro de Empresas e Inovação da Madeira / BIC Madeira. Dedica-se a uma área muito específica, com pouco historial em Portugal, designadamente ao desenvolvimento de sensores de imagem em tecnologia CMOS (Complementary Metal Oxide Semiconductor) com aplicações específicas na inspeção industrial, na endoscopia médica, no sistema de vídeo de alta velocidade e nas câmaras de bordo para o sector automóvel. No âmbito da sua actuação, recentemente, fruto de uma parceria com a Universidade da Madeira e com o INOV, desenvolveu, com o apoio do sistema de incentivos +Conhecimento, a NanEye 2C, a câmara digital mais pequena do mundo. Esta câmara com 1mm faz filmagens a cores com uma resolução de 250 x 250 pixels e tem inúmeras aplicações, especialmente no campo da medicina, permitindo o alcance de interfaces de alto débito em imagiologia. A empresa teve inicialmente algumas dificuldades em fixar a sua estrutura e em recrutar quadros nacionais para desenvolver a sua atividade devido à necessidade de mão-de-obra altamente qualificada. Contudo, volvidos 9 anos, foram alcançados progressos relevantes, bem evidenciados nas várias filiais existentes na Alemanha, Suíça, Japão, Coreia do Sul, França, República Popular da China, Tailândia e Israel.

REGIÃO AUMENTA NÚMERO DE DORMIDAS O número de dormidas cresceu na Madeira 9,9 por cento no mês de Setembro, comparativamente ao mês homólogo de 2012. Estamos a falar de números que rondam as 617,7 mil dormidas, contra as 562 mil de igual período do ano passado. Isto significa mais 55.696.

No acumulado do ano, até Setembro, as 4,8 milhões de dormidas registadas nas diversas unidades Sem dúvida, um caso de sucesso. Com origem na hoteleiras insulares traduziram uma evolução Madeira. de 8,2% em relação ao mesmo período do ano transato, quando obteve 4,4 milhões. Neste domínio, feitas as contas, houve um ganho efetivo de 361.152 dormidas nos primeiros nove meses de 2013, comparativamente a 2012. Outro dado a ter em conta nos dados divulgados pelo INE prende-se com a taxa de ocupação na Madeira que foi de 71,5% em Setembro último. Uma subida de 5,6% em relação a Setembro de 2012, quando teve uma taxa de 65,9%.

8


REGIÃO CNN DIZ QUE A MADEIRA TEM UM DOS AEROPORTOS MAIS ASSUSTADORES

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A

“Para quem não sabe a pista do aeroporto da Madeira foi ampliada em 2000... e esta preparada para receber até um B747, frequentemente um O site da CNN divulgou, em Outubro último, um A330, aterra e descola de e para Caracas. No dia trabalho de Tom Jordan, em que o Aeroporto da inauguração da pista aterrou nesta pista um da Madeira é colocado entre os dez mais a310, e 3 A340, vindos do Caracas, São Paulo, Nova assustadores do mundo. A descrição do aeroporto Iorque e Johannesburgo...“. Fica a nota e o reparo do de Santa Catarina, aos olhos de Tom Jordam, é cibernauta Helder Maurício. feita desta forma: “Prensado entre uma colina e o mar, o Aeroporto de Madeira tem uma pista Os outros nove aeroportos mais assustadores, extremamente curta que se estende sobre as águas segundo a opinião de Tom Jordan da CNN para dar uma pequena margem de erro aos aviões. são: Aeroporto de Courchevel, França; Pista de As frequentes turbulências sobre o Arquipélago de Matekane, Lesoto; Aeroporto Juancho E. Yrausquin, Madeira colaboram para fazer as aterragens difíceis Saba, Antilhas Holandesas; Aeroporto Internacional e assustadoras”. de Gibraltar, Gibraltar; Aeroporto Internacional de Barra, Escócia; Aeroporto de Paro, Butão; Aeroporto Reproduzido em vários outros sites, a apreciação Internacional Kansai de Osaka, Japão; Aeroporto de Tom Jordan já foi contestada por várias pessoas, de Harstad/Narvik, Noruega; Aeroporto de Malé, com vários comentários, dos quais destacamos: Maldivas.

Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

9


NACIONAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Fotos Lusa

CONTA SOLIDÁRIA PARA VÍTIMAS DO TUFÃO NAS FILIPINAS A Cáritas Portuguesa abriu uma conta bancária, que tem o número 324 10.001215.6 e o NIB 0036 0324 99100012156 23, para recolha de donativos para as vítimas do tufão Haiyan, que atingiu as Filipinas no dia 08 de Novembro. Impressiona a generosidade do povo português. Conhecemos os graves problemas que a nossa gente está a atravessar. Sentimos que as pessoas já vão tendo dificuldades em ajudar internamente os seus concidadãos. Mas, quando aconteceu isto, eram constantes os telefonemas a perguntar se não íamos fazer nada a favor do povo que sofreu aquela enorme tragédia. Isto é de uma nobreza muito grande”, disse Eugénio Fonseca, presidente da instituição.

NASA PREMEIA INVESTIGADORA DA UNIVERSIDADE DO MINHO A investigadora Ângela Abreu, do Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho, foi premiada pela Agência Aeroespacial Norte Americana (NASA) e pela Agência Espacial Europeia (ESA) por ter criado um processo inovador de produção biológica de hidrogénio. O trabalho agora distinguido, “Biohydrogen production using bionanocoatings for immobilizong highly efficiente hydrogen production bacteria”, conta com a colaboração da Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, e o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia. De acordo com Ângela Abreu, sendo a produção de hidrogénio feita, sobretudo, a partir de combustíveis fósseis, o novo processo tem a maisvalia de “recorrer a resíduos orgânicos e a efluentes, ou seja, matéria 100% biológica”. “Este biohidrogénio é um vetor energético que poderá ser usado em células de combustível para produção de eletricidade, entre outras aplicações”.

10


NACIONAL NOVA LEI DO TABACO SÓ EM 2014 A nova lei sobre o tabaco só deve ser aprovada em 2014, após conclusão de uma diretiva europeia sobre a matéria, afirmou o Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde.

P A R A Q U E

O grupo criminoso fabricava e fornecia documentação contrafeita a imigrantes ilegais de diversas nacionalidades, a troco de elevadas quantias em dinheiro.

A L T O

Elementos de uma rede criminosa de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos foram detidos e condenados, no âmbito de uma investigação levada a cabo pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

F A L A R S E

A investigação, conduzida pelo SEF, levou à realização, em 22 de maio de 2012, de uma operação em que foram cumpridos 10 mandados de detenção, 16 de busca domiciliária, 3 em estabelecimentos e 7 em viaturas.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Três outros arguidos foram também condenados a penas de prisão, que variaram entre um ano e dois meses e três anos, cuja execução ficou suspensa.

|

O principal arguido foi condenado a uma pena única de 5 anos e 6 meses de prisão, enquanto um segundo arguido viu-lhe ser aplicada a pena única de 5 anos e 3 meses de prisão.

L O N G E

Em comunicado, o SEF explica que os criminosos agora condenados também se dedicavam à angariação de cidadãs nacionais em situação económica e social precária para, a troco de dinheiro, contraírem casamentos de conveniências com estrangeiros tendo em vista a sua legalização.

O I Ç A

Agora, e porque foram feitos “investimentos vultuosos e que têm de ser respeitados”, a lei vai introduzir uma moratória que pode ser de oito anos para que seja completamente proibido fumar em restaurantes, bares e discotecas onde hoje ainda se pode fazê-lo. É importante que se saiba que os sistemas de extração (de fumos) existentes não são perfeitos, frisou. No entanto, a nova lei, assegurou o secretário de Estado, não irá proibir que se fume em automóveis particulares com crianças a bordo, nem que se fume em espaços ao ar livre. “Temos de legislar pacientemente e com senso”.

ELEMENTOS DE REDE CRIMINOSA DE AUXÍLIO À IMIGRAÇÃO ILEGAL FORAM CONDENADOS

P R E C I S O

Quando sair a diretiva, e porque a lei do tabaco em vigor “é uma lei errada”, o Governo vai fazer alterações, uma delas a proibição de fumar em espaços públicos, incluindo de restauração. Segundo o secretário de Estado, a não proibição total foi o “principal erro” da atual lei, que prevê a existência de espaços para fumadores.

É

Leal da Costa, que falava numa conferência internacional sobre prevenção e controlo do tabaco, explicou aos jornalistas que a nova lei está pronta, mas que vai aguardar a conclusão da diretiva europeia.

A ação decorreu em Lisboa, Odivelas, Loures, Seixal e Queluz e levou à aplicação da medida de coação mais gravosa - prisão preventiva - a cinco dos detidos, os mesmos que foram agora condenados. 11


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

INTERNACIONAL

TINA TURNER RENUNCIA À CIDADANIA AMERICANA De acordo com o jornal “Washington Post”, Tina Turner, de 73 anos, renunciou no final de outubro à cidadania americana. A viver na Europa há mais de 20 anos com o marido, APARELHOS ELETRÓNICOS VÃO PODER ESTAR o produtor alemão Erwin Bach, Tina Turner deixou LIGADOS DURANTE TODO O VOO de ser norte-americana, de forma voluntária, a 24 de outubro, em Berna, depois de em abril ter adquirido Os aparelhos eletrónicos vão passar a poder ser também a nacionalidade do país de acolhimento. utilizados nos aviões comerciais em todas as fases do voo, ao contrário do que sucede atualmente, em A diva da música “soul” afirmou, num documento que é proibido utilizar “tablets” e consolas de jogos divulgado pela embaixada dos EUA na Suíça, não durante a descolagem e a aterragem, por motivos ter vínculos fortes com o país de origem, à exceção de segurança. da família, e que num futuro próximo não tinha planos para residir nos Estados Unidos da América. Depois da agência de aviação civil dos EUA (Federal Nascida no estado do Tennesee, a cantora ganhou Aviation Administration) ter anunciado, há duas oito prémios Grammy e vendeu mais de 100 semanas, que iria deixar de restringir a utilização de milhões de discos em toda a sua carreira. aparelhos eletrónicos, é a vez da Agência Europeia para a Segurança da Aviação dizer que “até ao final de novembro” serão divulgadas novas regras para aligeirar as restrições nos voos europeus. Para além de suavizar as medidas ainda em vigor, a agência que rege a aviação europeia também acrescenta que pretende, no futuro, permitir que os telemóveis sejam utilizados durante os voos. Contudo, para já, a agência europeia refere que os aparelhos eletrónicos ainda terão de ser utilizados obrigatoriamente nos modos “de avião”, isto é, caso tenham ligação a um serviço telefónico esse serviço terá de estar desligado durante a viagem.

12


INTERNACIONAL MILHARES DE MORTOS NAS FILIPINAS

Fotos Lusa

As autoridades das Filipinas elevaram para 3.681 o número de mortos provocados pelo tufão Haiyan, numa altura em que a ajuda chega às zonas mais remotas nas províncias centrais do arquipélago. É

O tufão atingiu as Filipinas com ventos que atingiram os 279 km/h, causando um cenário de devastação no centro do país.

P R E C I S O F A L A R

No total, mais de quatro milhões de pessoas foram afetadas. Há centenas de milhares de desalojados e muitos filipinos estão a lutar para sobreviver sem comida, abrigo ou água potável.

A L T O P A R A

As Nações Unidas, que estimaram 4.460 vítimas mortais, preveem um aumento do número nos próximos dias, à medida que forem sendo removidos os corpos que se encontram sob os escombros.

Q U E S E

De acordo com o mais recente relatório do Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres, há mais de dez milhões de afetados, 12.544 feridos e 1.186 desaparecidos.

| W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Musharraf é acusado em quatro grandes processos relativos ao tempo que esteve no poder, entre o golpe de Estado que liderou, em 1999, e a sua destituição, em 2008. Num desses processos, Musharraf é acusado de ter ordenado o assassínio da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto.

L O N G E

O Paquistão anunciou que vai julgar, por traição, o ex-presidente Pervez Musharraf. Um crime punível com pena de morte ou prisão perpétua, ao ter imposto o estado de emergência em 2007, tendo na altura suspendido a Constituição e o Parlamento, e afastado os juízes do Supremo, que declararam as suas medidas inconstitucionais e ilegais.

O I Ç A

EX-PRESIDENTE PAQUISTANÊS ENFRENTA PENA DE MORTE

Depois de ser destituído, em 2008, o general exilouse no Reino Unido, regressando ao Paquistão em março passado para se candidatar às eleições gerais de maio seguinte, mas foi acusado e colocado sob prisão domiciliária e, em abril, impedido de se candidatar. 13


OPINIÃO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Mas, a partir de 2014, Portugal deverá conseguir apresentar excedentes orçamentais primários: ou seja, conseguirá receitas superiores às despesas, excluindo os juros da dívida. Estarão criadas condições para começar a reduzir o stock de dívida pública, que só em 2017 passará para menos de 120% do PIB. O caminho vai ser longo e exigente, mas impõe-se e, sobretudo, tem de valer a pena. Temos perigos internos que devemos controlar e factores externos que nos podem prejudicar.

O CAMINHO TEM DE VALER A PENA O povo português tem feito um esforço brutal para que Portugal cumpra o memorando da Troika e assegure as condições necessárias para recuperar a sua soberania financeira. As famílias portuguesas têm feito enormes sacrifícios que vão continuar nos próximos anos. As empresas, e nomeadamente as pequenas e médias empresas, têm-se reajustado. Falta a reforma do Estado. Espero que traga poupanças significativas, sem prejudicar os serviços essenciais. Estamos a pagar caro as asneiras que fizemos no passado. É evidente que temos responsabilidades em parcerias público-privadas desastrosas, na gestão danosa no BPN e no facto de andarmos a consumir mais de 10% ao ano do que poderíamos. E foi neste clima de défices sucessivos que atingimos o descontrolo da dívida pública, que passou dos 68,4% do PIB no final de 2007 para os 123,8% em 2012: um aumento de 55,4 pontos percentuais.

A coesão social é outra condição essencial. Em tempos de dificuldades, os mais pobres e frágeis têm de ter atenção e acção redobradas. Neste domínio, o papel do Estado e a proximidade dos autarcas e das instituições de solidariedade social é fundamental. Como sempre, mantenho-me um municipalista convicto e defensor dos benefícios da proximidade.

A par do volume da dívida, outro dos factores mais preocupantes para a vulnerabilidade orçamental em Portugal são as necessidades de financiamento anuais. Para 2013, 2014 e 2015, Portugal tem como necessidade de financiamento a quantia de 111.094,99 mil milhões de euros (38.533,31 em 2013, 37.176,84 em 2014 e 35.384,85 em 2015). Segundo o FMI, em termos de relação com o Produto Interno Bruto (PIB), somos o quarto país no mundo com mais necessidades de financiamento, depois de Japão, EUA e Itália.

14

Em termos internos, devemos manter a estabilidade política e cumprir com os compromissos a que nos propusemos. Caso contrário, os credores não confiam e os juros sobem, como demonstra a crise política deste Verão. Neste domínio, é importante manter o consenso político dos partidos que assinaram o memorando da Troika. Hoje, o Partido Socialista ‘lava as mãos’ como Pilatos, procurando fazer esquecer que foi quem negociou esse memorando, sendo o principal responsável pelo buraco financeiro que temos.

JOSÉ MANUEL FERNANDES Deputado ao Parlamento Europeu


OPINIÃO É importante que, após a saída da Troika, em Junho, Portugal regresse aos mercados e possa aceder a um programa cautelar ao abrigo do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE). Um segundo resgate cola-nos à Grécia. Um programa cautelar coloca-nos no grupo dos triunfantes, a par da Irlanda.

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A

tem feito o seu trabalho, de que são exemplo o Mecanismo Europeu de Estabilidade, a União Bancária (cujo mecanismo de supervisão único foi aprovado dia 15 de Outubro, e cujo mecanismo de resolução de bancos progride a grande velocidade), o BCE (com o seu programa OMT e outras cedências de liquidez no mercado), entre outras acções Um programa cautelar obtido ao abrigo do MEE decisivas no âmbito União Económica e Monetária. toma a forma de linhas de crédito, que permitem Mas é ainda necessário prosseguir e avançar. aos países pertencentes ao MEE beneficiar do Defendo a mutualização da dívida, ou seja, que haja suporte deste mecanismo, prevenindo situações uma verdadeira solidariedade na partilha do risco de crise e garantindo a normal condução das das dívidas dos Estados-Membros da Zona Euro. Esta suas políticas económicas. Acompanhando este medida obrigará a um maior rigor, solidariedade e programa cautelar acordado com o MEE, Portugal responsabilidade. A fragmentação dos mercados poderá ainda ter o seguro da linha disponibilizada financeiros é ainda um grave problema: num pelo BCE de compra de dívida dos países que estão a mercado único, numa zona euro, uma empresa não sair de programas de resgate (compra em mercado pode competir com outras de Estados-Membros secundário) e que estão a reiniciar o acesso aos que pagam taxas de juro muitíssimo inferiores. mercados: o programa de compra de obrigações (OMT - Transacções monetárias definitivas). Sou cada vez mais federalista. Considero que a UE só tem a ganhar em se unir, partilhar êxitos e Portugal tem cumprido, o que nos trouxe problemas, ter acções verdadeiramente solidárias e credibilidade, e, por isso, a UE tem de continuar a responsáveis. Este será o caminho do sucesso: um ajudar-nos e compensar-nos. caminho que implique definitivamente mais união, uma Europa onde todos ganham! Precisamos de novas soluções europeias. A UE

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

15


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ENTREVISTA

O CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS REPRESENTA AINDA HOJE A MAIS ORIGINAL TENTATIVA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL Voz da Madeira: O Paulo Silva está já há muitos anos em Bruxelas, tendo começado por trabalhar na REPER Portuguesa. Quer recordarnos um pouco do seu percurso pessoal antes de chegar a Bruxelas e explicar-nos como surgiu a oportunidade de sair da Madeira?

VM: Uma das matérias mais discutidas, nem sempre com o foco correcto, é a presença da Madeira junto das instituições comunitárias e a frequência com que os representantes das

Paulo Silva: Iniciei a minha carreira como dirigente de um gabinete do Governo Regional de apoio ao investimento dos madeirenses não residentes na Madeira que julgo já não existir. Nessa altura, concluí uma pós-graduação em Direito da EU pela Universidade de Coimbra que creio ter potenciado o convite que mais tarde vim a receber para integrar a Representação Permanente de Portugal junto da EU como funcionário indigitado pelo Governo Regional. VM: Na REPER de Portugal, apesar de não estar especificamente adstrito às questões mais directamente ligadas à Madeira, esteve obviamente muito envolvido nestas matérias. Como avalia a importância do trabalho que é desenvolvido na REPER no desenlace dos dossiers? PS: Enquanto funcionário da REPER tive a oportunidade de participar, em representação de Portugal, em todas as negociações que conduziram na década de 1990 à adopção de textos

16

fundamentais para o estatuto da Madeira no seio da EU tal como o artigo 349 do Tratado de Lisboa sobre as Regiões Ultraperiféricas (ex-Artigo 299 nº 2 do Tratado de Amsterdão), o POSEIMA, o regime de auxílios de Estado do Centro Internacional de Negócios da Madeira, várias derrogações fiscais, etc Foi uma época extraordinária em que se conseguiu construir aquilo que ainda hoje são as bases da integração bem sucedida da Madeira no conjunto da União Europeia. A minha participação nestas negociações assumiu um carácter eminentemente activo através não só do aconselhamento das entidades nacionais e regionais em relação aos vários dossiês relativos à Madeira mas também na apresentação de textos concretos de propostas relativas a possível legislação comunitária, que mais tarde vieram a ser apresentados pelas autoridades portuguesas às instituições da EU e por elas aprovadas. Tenho um grande orgulho e estou muito agradecido pela oportunidade de ter podido servir e ajudar a minha terra desta forma.

PAULO SILVA

Funcionário da Comissão Europeia Direccção Geral do Mercado Interno


ENTREVISTA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

17


ENTREVISTA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

autoridades regionais se deslocam a Bruxelas. Da sua experiência pessoal, considera que esta presença física e o contacto pessoal em Bruxelas é vantajoso ou pelo contrário um desperdício de recursos?

18

PS: Como ficou demonstrado no caso recente da renegociação do regime de auxílios de Estado do CINM, muitas decisões da competência das instituições comunitárias têm um impacto directo na actividade económica da Região e na Madeira de uma maneira geral. Isto torna absolutamente indispensável que os interesses da Madeira possam ser atempadamente comunicados através dos canais adequados, designadamente através dos representantes madeirenses no Comité das Regiões, no Parlamento Europeu e na REPER portuguesa. Bruxelas é um centro de confluência das mais variadas entidades territoriais e organizações profissionais que asseguram um contacto permanente com as instituições europeias com vista a fazer valer os seus interesses. Frequentemente, uma intervenção adequada, junto da Instituição relevante, no “timing” certo pode poupar imensas horas de negociações e mesmo evitar resultados

menos favoráveis aos interesses que se pretendem defender. VM: Caso houvesse disponibilidade financeira e recursos orçamentais, concordaria com a instalação de uma representação permanente da região em Bruxelas, à semelhança de outras regiões europeias, como por exemplo Canárias? PS: Tenho constatado que as regiões que dispõem de uma representação permanente em Bruxelas como as Canárias não têm a possibilidade de designar um seu funcionário para as representações permanentes nacionais como é o caso da Madeira e dos Açores. Contudo esta circunstância não inviabiliza, em minha opinião, que se possa criar uma representação da Madeira, e em particular do sector privado madeirense, em Bruxelas desde que se assegure uma boa coordenação entre todos os intervenientes nos dossiês que interessam à Região. VM: A DG Concorrência é a DG responsável pela gestão de um dos dossiers mais relevantes do ponto de vista da Madeira: o Centro Internacional de Negócios da Madeira.


ENTREVISTA

F A L A R A L T O P A R A Q U E S E

Dito isto, cabe reconhecer que existe por vezes uma tensão entre por um lado a aplicação das políticas da EU e por outras certas derrogações às mesmas solicitadas pelas RUP e respectivos Estados membros. Creio que nestes casos impera sobretudo estabelecer um diálogo intenso e permanente entre responsáveis da EU e representantes regionais e nacionais com vista a encontrar soluções criativas e inovadoras que permitam compatibilizar de forma tanto quanto possível harmoniosa os interesses em PS: Admito que por vezes essa possa ser a impressão jogo.

P R E C I S O

VM: Como madeirense e conhecedor da realidade regional e dos condicionalismos que afectam a sua economia – mercado pequeno, fortemente dependente do exterior e de um número limitado de produtos – considera correcto afirmar que os decisores políticos em Bruxelas decidem por vezes de forma cega, sem ter em conta a diferença de estatuto e os constrangimentos de uma região ultraperiférica?

das populações das regiões ultraperiféricas em particular devido ao seu distanciamento geográfico e à sua realidade insular. Contudo, devo dizer que as RUP conseguiram juntas criar uma máquina de lobby em Bruxelas que permite veicular de uma forma particularmente eficaz os seus problemas e preocupações e que tem conseguido obter as medidas da EU adequadas à sua resolução. Noto também que as RUP são, presentemente as regiões mais estudadas a nível europeu tendo a Comissão financiado inúmeros estudos cobrindo praticamente todos os sectores de actividade económica.

É

Crê que, para além da complexidade técnica do dossier, houve um problema reputacional – na sequência da decisão do anterior governo da República de encerrar o dossier – que complicou a tramitação processual e complicou a tomada de decisão? Eu iniciei a minha carreira na Comissão na Direcção geral do Mercado Interno e Serviços aonde continuo aliás a exercer funções. Participei nas precedentes renegociações do regime de auxílios de Estado do CINM em representação de Portugal mas não na última pelo que estou impossibilitado de me pronunciar sobre a mesma.

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

19


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ENTREVISTA

20


ENTREVISTA

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PS: A Madeira faz parte da minha identidade, é o espaço aonde pela primeira vez dei conta de mim e aonde construí uma grande parte daquilo que sou. A Madeira é também um espaço de memórias e de afectos que continuam no tempo. E será também, sem dúvida, um dia, o local de regresso.

S E

PS: A minha experiência na DG MARKT tem sido muito enriquecedora do ponto de vista profissional e humano. Tenho tido a possibilidade única de contribuir para o aprofundamento do Mercado Único que é hoje um dos maiores sucessos da EU. Mais especificamente, tive a oportunidade de trabalhar na elaboração e negociação de uma Directiva sobre a adjudicação de contratos de concessão que deverá ser adoptada brevemente

Q U E

VM: Para terminar, uma pergunta simples: para alguém com certeza já habituado ao clima sombrio de Bruxelas, a Madeira continuará a ser apenas destino de férias e de saudade da família, ou um dia mais tarde encara o regresso?

PS: A Madeira mudou muito nos últimos tempos. Durante longos anos tive o privilégio de contribuir, na “frente europeia”, para essa mudança. Agora, limito-me a acompanhar as mudanças que continuam a ocorrer com um olhar atento e muito interessado até porque assim exigem as minhas presentes funções enquanto funcionário responsável por Portugal no âmbito dos contratos públicos.

P A R A

VM: Actualmente está na DG Markt, Mercado Interno. Deve ser fascinante trabalhar numa instituição que está a gerir um mercado de 500 milhões de habitantes e um dos grandes colossos do comércio internacional...

VM: A Madeira que deixou há já alguns anos está hoje muito diferente, em todos os sentidos. Continua a acompanhar a realidade regional ou a distância também se faz sentir neste domínio?

A L T O

Mas o Mercado Único é uma realidade em constante evolução. Daí que tenha sido lançado o Mês do Mercado Único que é uma iniciativa do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia e que entre 23 de Setembro a 23 de Outubro do corrente ano permitiu aos cidadãos da UE o envio de ideias sobre o futuro do Mercado Único e a participação em conversações temáticas online com peritos e responsáveis políticos.

F A L A R

PS: O CINM representa ainda hoje a mais original tentativa de desenvolvimento regional de que tenho conhecimento em todas as RUP e não só. A importância do seu contributo para o desenvolvimento da Madeira está abundantemente documentada e não necessita de ser reafirmada. Mas o CINM assenta num regime de auxílio de Estado que periodicamente tem de ser submetido à aprovação da Comissão. Neste contexto, considero extremamente relevante o facto da Madeira juntamente com as outras RUP dispor de uma referência especifica no Artigo 107 do Tratado de Lisboa em matéria de auxílios de Estado que lhes permite entre outros aspectos manter uma intensidade de auxílios às respectivas economias regionais superiores aos de outras regiões da EU. Admito que tal por si só não resolva todos os problemas nem constitua um argumento final em todas as negociações relativas ao CINM mas como referi anteriormente, haverá sempre que buscar, conjuntamente com os responsáveis da Comissão, as soluções mais adequadas à realidade regional fazendo necessariamente prova de criatividade e de flexibilidade negocial.

P R E C I S O

pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho. Esta Directiva, que há cerca de 20 anos se vinha tentando adoptar sem sucesso, constitui uma peça fundamental para disciplinar a nível europeu a adjudicação de concessões e de garantir que as mesmas se processam em termos de transparência e de igualdade de tratamento dos concorrentes, contribuindo assim para a boa aplicação do dinheiro dos contribuintes e para a prevenção de possíveis casos de fraude e mesmo de corrupção.

É

VM: O CINM levou anos a construir uma praça competitiva, sendo um instrumento adequado ao crescimento e sustentabilidade económica da Madeira, particularmente num contexto de grave crise nacional, que se estende ao território regional, também ele sujeito a um plano de ajustamento económico e financeiro. Na sua opinião, faz sentido prescindir de receita fiscal por esta via, para tentar obtê-la depois por via de aumento de impostos?

21


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

POLÍTICA

22

PS REFORÇA URGÊNCIA EM ALTERAR PAEF O PS está a preparar a sua participação no Orçamento da Região para 2014 e vai reunir com várias entidades. A primeira entidade com quem o presidente e líder parlamentar do PS se encontraram foi a ACIF. No final do encontro, Victor Freitas voltou a defender a necessidade urgente de rever o PAEF, proposta apresentada pelos socialistas, em sede de Orçamento do Estado, para a qual o presidente do PS espera a adesão do PSD e do CDS. Victor Freitas lembra que, se nada for feito, a partir de 2015, a Região terá um serviço da dívida superior a 500 milhões de euros por ano. Um valor incomportável para os cofres públicos.

PSD EXIGE BILHETE CORRIDO ENTRE PORTO SANTO E LISBOA O PSD/Madeira não aceita as condições impostas aos porto-santenses para deslocações a Lisboa. Por isso, apresentou à Assembleia Legislativa da Madeira um projeto de resolução para que o Governo da República “desenvolva as diligências junto da atual Autoridade Nacional da Aviação (ex-INAC), da companhia área nacional TAP e demais operadores, para a criação das condições necessárias para que volte a ser implementado o bilhete aéreo corrido entre Porto Santo-Funchal-Lisboa e vice-versa”. O PSD diz, a propósito do fim da ligação, durante o Inverno IATA: “Foi uma decisão unilateral da TAP com a qual não podemos concordar ou aceitar, uma vez que a mesma implica graves transtornos sociais e económicos quer aos habitantes e às empresas do Porto Santo, quer aos turistas que regularmente visitam esta ilha. Com esta nova política adotada pela TAP só é possível sair ou chegar ao Porto Santo via Funchal com o acréscimo do bilhete inter-ilhas que custa mais 170 euros para não residentes e mais 110 euros para residentes”.


POLÍTICA CDS INSISTE EM MEDIDAS DE VALORIZAÇÃO DO PARLAMENTO

BE-MADEIRA CRIA GRUPO DE TRABALHO AUTÁRQUICO

A L T O P A R A Q U E

Para o coordenador nacional autárquico do partido” pretende-se criar um grupo de trabalho próprio para a intervenção autárquica na região e conseguir concretizar a execução dos programas eleitorais, quer o Bloco esteja no executivo ou na oposição”, afirmou Pedro Soares, notando que “há muita aquela ideia de que os políticos fazem promessas e não as cumprem e isso cria uma degradação da imagem do exercício da política”.

F A L A R

O Bloco de Esquerda vai criar na Madeira um grupo de trabalho para coordenar a estratégia de intervenção dos seus eleitos.

P R E C I S O

Desse conjunto de propostas, o deputado e líder regional do CDS destacou: redução da subvenção parlamentar aos partidos (‘Jackpot’) em 30%; criação do registo de interesses para os deputados; adaptação do Regimento, de forma a que a resoluções voltem ao plenário na sequência de uma decisão do Tribunal Constitucional; ida obrigatória do presidente do Governo, uma vez por mês, a debate; presença frequente dos secretários; novo regime jurídico para as comissões parlamentares de inquérito e criação de um regime de incompatibilidades dos deputados.

É

O grupo parlamentar do CDS apresentou um conjunto de propostas que tem por objetivo a valorização da Assembleia Legislativa da Madeira. Propostas que, nas palavras de José Manuel Rodrigues, visam “introduzir mais democracia e mais transparência na vida política regional”.

S E O I Ç A

PAN QUER PROMOVER ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PELOS CONCELHOS

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O Partido dos Animais (PAN) pretende sensibilizar a população madeirense efetuando, “se possível, em todos os municípios” da Região um ‘workshop’ idêntico aquele que levou a efeito no centro do Caniço, no concelho de Santa Cruz, promovendo a culinária vegetariana. Rui Almeida do PAN explicou que o propósito foi “alertar para os malefícios da saúde humana de um consumo excessivo, baseada em carnes”. Rui Almeida explicou que a mensagem desta iniciativa pretende chamar a atenção para a existência de outras formas de alimentação bem diferentes das tradicionais e que podem, considerou, serem “alternativas saudáveis” na dieta dos cidadãos.

23


ECONOMIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

em 1,5 pontos percentuais (p.p.) face ao observado no trimestre anterior (18,8%) e em 0,2 p.p. se comparado com o trimestre homólogo de 2012 (17,5%). Esta mesma taxa em Portugal fixou-se nos 15,6% (16,4% no trimestre anterior).

24

Já no que concerne ao Turismo, assinale-se o facto de as dormidas terem atingindo as 739 mil, o número mais elevado de sempre no mês de agosto (o máximo anterior era de 2008, com 689 mil dormidas) desde que existe compilação de estatísticas do turismo a nível regional.

EMPREGO E TURISMO COM BOA PERFORMANCE NA MADEIRA No mesmo sentido dos dados de 2013 que apontam para o crescimento da actividade económica em Portugal pelo 2.º trimestre consecutivo (a economia portuguesa, segundo estimativa do Instituto Nacional Estatística, cresceu 1,1% face ao trimestre anterior e contraiu 2,1% em termos homólogos), Emprego e Turismo na Madeira apresentaram bons desempenhos.

Em termos percentuais e comparativos, as estimativas para o mês de agosto de 2013 apontam para um acréscimo nos principais indicadores da hotelaria, com variações homólogas de 8,5% nas dormidas, 9,8% nos proveitos totais e 9,9% nos proveitos de aposento. Para esta evolução contribuíram o crescimento dos turistas oriundos do mercado nacional (+15,3%) e também do internacional (+7,3%), onde se evidenciam sobretudo as dormidas britânicas (+35,7%).

Globalmente, nos primeiros oito meses de 2013, Assim, os resultados do Inquérito ao Emprego comparativamente ao período homólogo, as relativos ao 3.º Trimestre de 2013 indicam uma dormidas cresceram 7,7%, enquanto os proveitos Taxa de Desemprego estimada em 17,3%, inferior totais 8,7% e os de aposento 11,0%.


ECONOMIA

É P R E C I S O F A L A R A L T O S E O I Ç A L O N G E

O site da DRE refere, contudo, “que o saldo em agosto e setembro foi positivo, embora insuficiente para compensar o saldo fortemente negativo do mês de julho.” e que a “evolução no 3º trimestre e no ano de 2013 está em grande medida condicionada pela dissolução de sociedades que exerciam atividade no âmbito do Centro Internacional de Negócios da Madeira.”.

Q U E

Os dados divulgados pela Direcção Regional de Estatística (DRE), relativos à constituição e dissolução de sociedades e ao 3º trimestre de 2013, confirmam o período difícil que a economia regional continua a atravessar. Assim, tal como no trimestre anterior, registaram-se mais dissolu��ões (192) do que constituições (157), que contribuem para um saldo acumulado no presente ano de -139

sociedades (resultante de 752 dissoluções contra 613 constituições).

P A R A

ECONOMIA REGIONAL APRESENTA SALDO NEGATIVO ENTRE CONSTITUIÇÕES E DISSOLUÇÕES DE SOCIEDADES

| W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Da análise por municípios, destaque-se o saldo científicas, técnicas e similares” (- 144 sociedades) fortemente negativo do Funchal e os desempenhos e de “comércio por grosso e a retalho; reparação positivos do de Santa Cruz e Calheta. de veículos automóveis e motociclos” (-49) e, por outro, das actividades de “alojamento, restauração Já no que diz respeito à análise por atividades e similares” (+90) e de “informação e comunicação” económicas, são de salientar, em termos anuais, por (+13). um lado, a evolução das atividades de “consultoria,

25


FINANÇAS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

de euros, o que representa uma redução de 7% face ao orçamento de 2013. O acordo implica mais 500 milhões do que era pretendido pelos governos, reunidos no conselho de ministros da UE, e menos 900 milhões do que desejava o PE.

26

Apesar da redução, votaram contra o Reino Unido, Holanda, Suécia e Dinamarca, que queriam um montante ainda mais baixo.

UE APROVA ORÇAMENTO PARA 2014

A importância deste acordo, que será confirmado pelo PE e pelo Conselho de Ministros da UE a 19 e 20 de Novembro, reside no facto de desbloquear a aprovação do quadro orçamental plurianual até 2020 uma vez que os eurodeputados faziam depender a sua luz verde de um acordo sobre o orçamento de 2014 e de um orçamento rectificativo para 2013.

Os 28 Estados-membros da União Europeia e o Parlamento Europeu (PE) chegaram a acordo sobre o Orçamento Comunitário de 2014, após Uma vez aprovado quadro plurianual a 19 de uma prolongada disputa de mais de 15 horas de Novembro, no PE, os Governos dos Estados negociações. Membros poderão começar a apresentar os seus planos para a utilização dos fundos europeus. O montante ajustado ascende a 135,5 mil milhões


FINANÇAS

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

máximo de acções foi fixado em 2.500.

Neste contexto, tomando por base o preço médio No âmbito da privatização de 70% do capital social de 4,81€, o Estado arrecadará cerca de 505 milhões dos CTT, S. A, o Governo da República aprovou o de euros. preço unitário das ações CTT - Correios de Portugal, S. A. a alienar através de oferta pública de venda Recorde que, nesta matéria, vários políticos de (OPV): não pode ser inferior a 4,10 euros nem diferentes partidos locais têm invocado o Estatuto superior a 5,52 euros. Determinou, igualmente, Político Administrativo da Região Autónoma que o preço unitário das ações destinadas à venda da Madeira, nomeadamente o seu artº 108º, direta institucional não pode ser inferior ao preço onde se refere que “constitui receita da Região unitário das ações a alienar no âmbito da OPV. Autónoma da Madeira o produto das privatizações, reprivatizações ou venda das participações O Governo definiu ainda que os investidores patrimoniais ou financeiras públicas existentes, no particulares que decidam participar nesta operação todo ou em parte, no arquipélago”, para reivindicar poderão dar ordem para comprar no máximo 25 uma percentagem do valor da privatização. mil acções. Quanto aos trabalhadores, o número

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESTADO ENCAIXA ENTRE 430 E 579,6 MILHÕES DE EUROS COM PRIVATIZAÇÃO DOS CTT

27


TURISMO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A sessão de abertura teve lugar no Colégio dos Jesuítas e contou com a presença do Sr. Secretário do Mar, Professor Doutor Manuel Pinto de Abreu, do Magnífico Reitor da Universidade da Madeira, Doutor José do Carmo, e da Presidente do Clube Naval do Funchal, Dra. Mafalda Freitas.

28

II CONGRESSO INTERNACIONAL, O DESPORTO E O MAR

Este congresso esteve subordinado a quatro painéis. O 1º painel – Turismo Náutico - contou com a colaboração da Plataforma “Semear Futuro 2020” e do Grupo PPE no Parlamento Europeu, sendo moderado pelo Eurodeputado Nuno Teixeira. A conferência de abertura contou com o Dr. Tiago Pitta e Cunha, consultor de Sua Excelência o Presidente da República para os assuntos do Mar. Seguiu-se Rafael Moreno – Sanchez, da Federação Espanhola de Estações Náuticas e o Comandante Aldino Santos de Campos, da Estrutura de Missão para Extensão da Plataforma Continental.

O 2º painel – Formação e Mar - foi moderado por João Santos, Diretor Regional da Juventude e Desporto, tendo preletado, em diversas conferências, Luís Teve lugar entre os dias 1 a 3 de Novembro, o Carvalhinho da Escola Superior de Desporto de Rio II Congresso Internacional, o Desporto e o Mar, Maior, António Cunha do Clube Naval do Funchal, organizado pelo Clube Naval do Funchal e pela Vanda Pinto, Paulo Guerreiro da Disabled Divers Universidade da Madeira. O objetivo do evento International, João Taborda Lopes da ONGA SOS esteve ligado à continuidade do debate e reflexão Salvem O Surf e Associação Portuguesa de Surf em torno dos recursos naturais, do desporto e do Adaptado, José Manuel Ramos, João Prudente, turismo náutico e das suas contribuições para a Catarina Fernando e Hélder Lopes. Região Autónoma da Madeira.


TURISMO

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

Diretor Oceanográfica (Las Palmas), Rui Caldeira da Universidade da Madeira, e João Rodrigues, Velejador Olímpico, como oradores.

Houve, ainda, espaço, neste evento, para comunicações livres de Catarina Fernando, Jorge Soares, João Clode, Paulo Nunes, Carlos Rebelo, Avelino Silva, João Apolinário, António Costa e Cristina Pereira, e para uma sessão de posters de Rui Finalmente, o 4º painel – Mar/Desafios e Ornelas, António Cunha, Albino Bárbara e Eduardo Oportunidades contou com Ana Lima, CEO ALC Andrade. Comunicação, como moderadora e Frederico Duarte Cardigos, Assistente de Investigação Centro do Vera Fotos: Facebook / Clube Naval do Funchal IMAR da Universidade dos Açores, Arturo Boyra,

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O 3º painel – Inovação e Empreendedorismo – foi moderado por Rui Cunha, Professor Universitário, e, no âmbito das conferências adjacentes, foram oradores: Dília Menezes do Parque Natural da Madeira, Catarina Fagundes da Madeira Windbirds, Mafalda Freitas e Pedro Gomes do Clube Naval do Funchal e Ruth Ferrony, da ONGA SOS Salvem O Surf.

29


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CULTURA

30


CULTURA PHOTOGRAPHIA - MUSEU “VICENTES”

P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A

Com o passar dos anos, o arquivo fotográfico e todo o núcleo museológico têm vindo a crescer, através de doações de colecções de fotógrafos amadores e profissionais (Photographia Vicente, Russel Manners Gordon, Aluízio Bettencourt, João Francisco Camacho, Joaquim Augusto de Sousa, João António Bianchi, João Anacleto Rodrigues, Perestrellos Photographos, Alexander Lamont Henderson, Francisco João Barreto, Alberto Camacho Brandão, Álvaro Crawford Nascimento Figueira, Major Charles Courtnay Shaw, Augusto João Soares, Foto Figueiras, Gino Romoli, Foto Arte, Foto Joaquim Figueira, Foto Sol, Carlos Fotógrafo, Artur Campos) Em 1979, o Governo da Região Autónoma da e aquisições de diversa índole. Paralelamente, está Madeira adquiriu o recheio deste espaço, com o disponível uma vertente dedicada ao Cinema, da intuito de construir uma unidade museológica que qual faz parte o espólio da antiga “Delegação de viria a ser aberta ao público, em 1982. Hoje, todo o Turismo da Madeira”. imóvel pertence a esta entidade governativa. A riqueza deste espaço está disponível para visitas, Na altura da primeira aquisição por parte do guiadas ou autónomas, de segunda à sexta. Governo, a colecção disponível albergava cenários, livros técnicos de fotografia, máquinas fotográficas, Saiba mais em: cerca de quatrocentos mil negativos e mobiliário www.photographiamuseuvicentes.com.pt do antigo atelier, que testemunham a história de Duarte inúmeras famílias madeirenses, de visitantes e de Vera Fotos: www.photographiamuseuvicentes.com.pt outras actividades daqueles tempos.

É

Vicente Gomes da Silva, retratista madeirense nascido em 1827, adquiriu, em 1865, o prédio, na Rua da Carreira, onde, hoje, está instalado Photographia – Museu “Vicentes”. Este imóvel considerado como património de “valor cultural regional”, em 1991, e como “imóvel de interesse público”, em 2004, nasceu, na época, como atelier fotográfico do retratista. Depois, em 1887, sob as rédeas do filho, Vicente Júnior, foi ampliado, mantendo-se, até a actualidade, a sua arquitectura. Este ex-líbris viu, por si passar, sempre ligadas ao mundo da fotografia, quatro gerações da Família Vicentes.

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

31


CAFÉ VERSUS DIABETES O Instituto de Informação Científica sobre Café revelou, baseado numa das suas investigações, que o consumo regular e equilibrado de café pode diminuir até 25% o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, uma vez que a cafeína estimula o metabolismo e aumenta o gasto de energia, o que resulta num equilíbrio dos níveis de glucose.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SAÚDE

32

TECIDO: DE ESTAMINAL A CARDÍACO Um grupo de cientistas da Universidade de Pittsburgh (Pensilvânia) utilizou células estaminais para criar tecido cardíaco humano. Tal feito foi conseguido com a utilização de células estaminais pluripotenciais induzidas geradas a partir de células da pele humana. Estas células são reprogramadas para um estado dito primitivo, a partir do qual podem ser reutilizadas.


SAÚDE O OURO CURA!

É

Uma equipa multidisciplinar da Universidade do Porto (constituída por investigadores do Laboratório de Engenharia de Processos Ambiente e Energia (LEPAE) da FEUP, da FMUP, do IBMC e do IPATIMUP – e do Departamento de Química e Engenharia Biológica da Universidade Técnica de Chalmers (Suécia), do University of Nebraska Medical Center (EUA) e do Department of Radiation Biology - Oslo University) utiliza nanopartículas de ouro para o tratamento do cancro.

P R E C I S O F A L A R A L T O

Estas partículas não são tóxicas para o organismo humano e podem ser conciliadas com outros medicamentos, pois tendem a exaltar as suas capacidades e a promover a eficiência do tratamento.

P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

Uma investigação da responsabilidade de diversos centros europeus e da Universidade de Northwestern (Chicago) desenvolveu uma vacina que pretende travar a deterioração da mielina, através da transfusão de glóbulos brancos. A chamada desmielinização é responsável pelo desenvolvimento dos sintomas que caracterizam a esclerose múltipla e com este tratamento evitar-seia que o organismo tivesse respostas auto-imunes e destruísse a mielina.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

BOAS NOTÍCIAS PARA QUEM SOFRE DE ESCLEROSE MÚLTIPLA

33


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

34

TELEMÓVEL ASSEGURA 13% DAS VISITAS A SITES PORTUGUESES DE NOTÍCIAS O número de acessos a sites noticiosos realizado a partir de dispositivos móveis está a crescer em ritmo acelerado, constata o autor do livro Notícias e Mobilidade, que antecipa grandes oportunidades para o sector neste segmento. O professor da Universidade da Beira Interior, João Canavilhas, analisou os acessos móveis aos sites de notícias com maiores níveis de audiência e apurou que 13% dos ouvintes da TSF acedem ao site da rádio via telemóvel. No caso do jornal Público, o número de acessos realizados através do telemóvel ascende a 11%, número idêntico ao verificado para o Correio da Manhã e Diário de Notícias (10%). Expresso e Rádio Renascença têm 4% dos leitores a chegarem ao site através de telemóvel. Os números em questão não levam em conta os acessos realizados através de aplicações móveis

próprias para cada sistema operativo, mas esses dados também revelam uma adesão crescente de quem vê notícias online às plataformas móveis. Em relação às apps móveis, o investigador apurou que a aplicação do público foi descarregada já 421 mil vezes e a app do Expresso 157 mil vezes, sendo que 45 mil utilizadores subscreveram a versão paga. As aplicações de meios como a TSF ou o Diário de Notícias também ultrapassaram os 100 mil downloads: 126 mil no caso da TSF e 124 mil no caso do DN. Face aos dados revelados à Lusa, o investigador João Canavilhas antecipa que os acessos móveis a sites de notícias dupliquem nos próximos dois anos, impulsionados pela redução de preço nos planos de dados e pela banalização do uso de smartphones e antecipa novas oportunidades de negócio para as empresas da área. Fonte: Tek


CIÊNCIA E TECNOLOGIA

É

segundo declarações de um responsável da loja. As chamas do equipamento provocaram tanto fumo que se espalhou por toda a loja e foi preciso chamar uma equipa de bombeiros por precaução.

P A R A Q U E S E O I Ç A

Os relatos de iPhone que explodiram ou arderam já Uma loja da Vodafone na Austrália teve que ser aconteceram, mas o caso australiano aparenta ser o evacuada depois de um iPad Air ter explodido. primeiro que envolve um iPad. Segundo escreve o Daily Mail o tablet da Apple começou por deitar algumas faíscas e fumo, tendo O novo tablet da marca da maçã chegou a Portugal acabado por ficar a arder. no dia 1 de novembro e é o tablet mais fino da Apple, a par da segunda geração do Mini. O problema terá começado na entrada Lightning do equipamento que começou a deitar faíscas, Fonte: Tek

A L T O

A Apple ainda não comentou oficialmente o caso.

F A L A R

O perigo está onde menos se espera e ninguém esperava que um iPad da nova geração começasse a deitar faíscas e fumo. O modelo de demonstração chegou mesmo a ficar em chamas.

P R E C I S O

IPAD AIR EXPLODE E OBRIGA A EVACUAÇÃO DE LOJA NA AUSTRÁLIA

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

35


MTV EMA

EPISODES

O MTV EMA é uma renomeada premiação musical com perfomances ao vivo imperdíveis e você começa a votar nos vencedores! Artistas internacionais que vão desde U2 a Lady Gaga para Jay Z e Justin Bieber já subiram aos palcos da nossa espetacular premiação. Este ano, a festa acontece em Amsterdam, na Holanda, no dia 10 de novembro de 2013. Não perca as últimas novidades, fotos e conteúdos exclusivos e divertidos do aplicativo!

Um óptimo compromisso entre as mais completas (e pagas) e as gratuitas (e por isso mais básicas) porque a base de dados é vasta e actualizada além de ter alertas, contagem e resumos de cada episódio, é gratuita.

FLIPBOARD

QUEM QUER MILHÕES

JOGO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Flipboard é a sua revista personalizada. É a maneira O jogo mais popular de cultura geral está agora virtual de estar a par das notícias que lhe interessam, disponível para iPhone e Android. Totalmente em descobrir coisas interessantes e manter contato português! com seus amigos. Agora, com Flipboard 2.0, você pode salvar e colecionar em suas próprias revistas, tudo aquilo que gosta. Selecione qualquer tópico, como “Viagens dos Sonhos” ou “Decoração”, para criar suas próprias revistas. Ao entrar no Flipboard pela primeira vez, escolha os assuntos do seu interesse, como notícias do mundo, desporto, turismo, entre outros. Pode ainda adicionar jornais, revistas e blogs nacionais e internacionais. Com Flipboard, você tamb��m pode consolidar todas as suas redes sociais num só lugar. Adicione Facebook, Twitter, Instagram, Tumblr e outras redes para ver todas as suas atualizações sociais em formato de revista.

36


DESPORTO

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A

no passado dia 10 de novembro, a recém formada equipa de ciclismo do Marítimo. Na oportunidade, em declarações à Marítimo TV, o atleta congratulou Carlos Pereira pela iniciativa, deixou votos de sucesso aos ciclistas verde-rubros e também um conselho: “Muito treino, esforço e sofrimento”. É, de resto, sabido que Rui Costa mantém uma forte ligação ao Marítimo, desde o tempo em que esteve entregue ao departamento médico do clube, para recuperar de uma lesão contraída na Volta a França. Por seu turno, Carlos Pereira afirmou ser uma honra ter o campeão do mundo como padrinho de uma modalidade que confidenciou ser “uma paixão antiga”. O presidente verde-rubro vincou, ainda, que somando esta secção à sua já vasta panóplia de modalidades, o Club Sport Marítimo CAMPEÃO DO MUNDO RUI COSTA vem reafirmar o seu ecletismo. A equipa estrearAPADRINHA CICLISMO DO MARÍTIMO se-á na competição em fevereiro do próximo ano, disputando os campeonatos regionais de ciclismo O campeão do mundo de ciclismo e sócio de estrada e de cross country, apontando, também, maritimista Rui Costa apadrinhou oficilamente, à Volta aos Açores.

Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

37


DESPORTO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

MARÍTIMO VAI “ANDAR PELA SAÚDE, PELA PAZ E PELO DIREITO À VIDA”

38

O Club Sport Marítimo promove, no próximo dia 8 de dezembro, Dia da Imaculada Conceição, uma caminhada solidária que pretende juntar mais de mil mulheres a “andar pela saúde, pela paz e pelo direito à vida”. A iniciativa realiza-se no âmbito do programa comemorativo, que tem lugar todos os anos, em honra da padroeira do clube, e insere-se no plano de ação da Fundação Marítimo Centenário. O programa é vasto, contemplando várias atividades desportivas nas instalações de Santo António, entre as 9h e as 13h, sendo que, pelas 12h, será celebrada uma missa na Capela Centenário. A caminhada solidária deverá partir do complexo desportivo às 13h, rumo ao Estádio do Marítimo, nos Barreiros, onde um almoço-convívio antecederá o dérbi regional, agendado para as 16h. Todas as mulheres participantes estão convidadas a assistir ao jogo e a “dançar pela vida” numa festa que se prolongará FUTEBOL PROFISSIONAL MARITIMISTA noite afora, após o apito final. Importa referir que REGRESSA ÀS VITÓRIAS o Marítimo oferece um euro por cada mulher que aderir a esta causa, sendo o valor total angariado O coletivo de Pedro Martins apurou-se para os distribuído por várias instituições de solidariedade oitavos de final da Taça de Portugal, no passado social da Região Autónoma da Madeira. domingo, dia 10 de novembro, ao derrotar por 3-0 a AD Oliveirense, num jogo disputado no Estádio do Marítimo. Foi o tão almejado regresso às vitórias, depois de um ciclo de resultados atípicos que, no entanto, nunca abalaram a confiança do grupo. Em Alvalade, ante o Sporting, os verde-rubros já haviam demonstrado evolução, nomeadamente, na capacidade de resposta operada dentro de campo, sendo que, no último desafio, os golos, finalmente, aconteceram. Com um interregno no campeonato, por conta da disputa do play off da seleção nacional, a equipa só voltará a competir no próximo dia 24 de novembro, altura em que receberá o Gil Vicente, em partida relativa à décima jornada da Liga Zon Sagres. O Marítimo B também assinou o regresso aos triunfos, ao receber e vencer por 2-1 o Leixões. Na próxima jornada, a décima terceira (em atraso) da Liga 2 Cabovisão, agendada para 17 de novembro, a turma de Ivo Vieira joga novamente em casa, desta feita, contra o Portimonense. Os “Bês” ocupam, neste momento, a sétima posição da tabela classificativa, com 24 pontos, mas, ganhando o encontro, o grupo ascende ao quinto lugar, actualmente ocupado pelo conjunto algarvio.


DESPORTO DIOGO ABRANTES VENCE 4ª GALA MADEIRA FIGHTING CHAMPIONSHIP

É P R E C I S O F A L A R

O atleta verde-rubro Diogo Abrantes venceu, no passado dia 3 de novembro, a 4ª edição da gala Madeira Fighting Championship, iniciativa organizada pela secção de Muay Thai do Club Sport Marítimo, que, à semelhança dos anos anteriores, foi um sucesso. O pavilhão do clube praticamente lotou para ver subir ao ringue uma nova geração praticante desta arte marcial de origem tailandesa, treinada pelo campeão nacional maritimista. Se o triunfo de Abrantes sobre João Tiago não surpreendeu o público, já acostumado ao seu

talento e estilo peculiar, as exibições dos debutantes conseguiram, definitivamente, fazê-lo. Mérito, claro está, dos lutadores, mas também do treinador, pelo trabalho desenvolvido em prol de uma modalidade que fomenta a filosofia eclética do Marítimo, como fez questão de relevar o Presidente Carlos Pereira, após o combate. Refira-se que, neste evento, Diogo Abrantes protagonizou a sua 41ª luta, tendo esta servido de preparação para a disputa do título europeu, prevista para o final de março do próximo ano. Entretanto, o atleta já se encontra na Tailândia, onde, a 5 de dezembro, irá competir no Torneio do 86º Aniversário do Rei, uma das mais prestigiadas e exigentes provas do Muay Thai a nível mundial.

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

39


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

DESPORTO

40

FILIPA MENDONÇA ATINGIU O QUADRO PRINCIPAL DO CAMPEONATO DO MUNDO DE PADEL

última ronda - Filipa Mendonça/Helena Medeiros venceram Dominguez Arana/Alonso Obregon por 61 60

A atleta do CD Nacional, Filipa Mendonça, esteve em bom plano no Campeonato do Mundo de Padel Aberto para Duplas, evento organizado pela Federação Internacional de Padel na cidade espanhola de Bilbao.

Na prova de qualificação conseguiram o pleno e o apuramento para o quadro principal, depois de terem conseguido os seguintes resultados:

A atleta nacionalista fez dupla com Helena Medeiros mas em virtude de não possuírem classificação internacional a dupla insular foi obrigada a começar a competição no Pré-Qualifying, onde estiveram em plano de destaque alcançando a qualificação para a prova de qualificação após terem conseguido os seguintes resultados:

1ª ronda - Filipa Mendonça/Helena Medeiros venceram Tubet Aretxaga/Larrondo Suquia por 61 60

2ª ronda - Filipa Mendonça/Helena Medeiros venceram Arriola de Rabago/Corcuera Vijande Diaz por 60 60

Uma prestação mesmo assim notável e a merecer os maiores elogios.Jota distinguido com prémio ‘Mais’

Qualificação

última ronda - Filipa Mendonça/Helena Medeiros venceram Bilbao Gomes/Fuster Cigaran por 62 61

Apuraram-se assim para o quadro principal, Pré-Qualificação defrontando na 1ª ronda a dupla Duran Marcos/ Berenguer Gonzales-Aller, a quem conseguiram 1ª ronda - Filipa Mendonça/Helena Medeiros vencer, acabando por perder apenas na segunda venceram Azaola Zorrilla-Lequerica/Goxeaskoa ronda, diante de Gomez Lopez e Olano Iriarte, por Zubiaga Garteiz por 60 60 6-1 e 6-0.


DESPORTO O ATLETA DO NACIONAL, JOTA, ESTÁ A VIVER UM ANO MEMORÁVEL.

É

Depois de ter sido o vencedor do prémio instituido pela RTP-Madeira através da sua página no facebook, e de ter sido considerado o ‘atleta revelação’ nos prémios DIÁRIO/Powerade, o jovem jogador foi agora distinguido com o prémio ‘Revelação’ de os ‘Mais de 2012’.

P R E C I S O F A L A R

Esta iniciativa do DIÁRIO, TSF e o www.dnoticias.pt conheceu este ano a sua 3ª edição e visa distinguir madeirenses, pessoas e instituições, locais e serviços que se destacaram durante o ano passado, tendo sido distinguidas 22 pessoas/instituições.

A L T O P A R A

Jota começou por agradecer à mãe, presente na sala, todo o apoio sempre dado, deixando ainda duas outras referências: “Muito obrigado a todos os que votaram em mim e também ao meu clube, o Nacional, e a todos os que me ajudaram a chegar até aqui” salientou, confessando-se motivado para continuar a trabalhar cada vez mais e melhor para que no futuro possa ganhar outras distinções.

Q U E S E O I Ç A L O N G E

Os objetivos deste estágio foram progredir tecnicamente na aprendizagem e consolidação de elementos, ligações, 1/2 ou exercícios simplificados visando os exercícios competitivos previstos para o CE e para o CM (seniores) 2014, melhorar a Condição Física Geral e Específica e ainda observar os ginastas com vista à seleção para as competições preparatórias do CE e CM (seniores) de 2014, nomeadamente, Torneios Internacionais e Taças do Mundo (seniores).

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No âmbito do Sistema de Alto Rendimento de Ginástica Artística Masculina, o atleta do CD Nacional, Rafael Sá, foi convocado para o Estágio nacional que decorreu entre 18 e 22 de novembro de 2013, no Centro de Alto Rendimento da Anadia.

|

RAFAEL SÁ PRESENTE EM ESTÁGIO DAS SELEÇÕES NACIONAIS JUNIORES E SENIORES

41


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

FLASH

42


FLASH

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Outono!

Santana, 23 de Outubro de 2013

43


CINEMA NOTÌCIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

pinto, já distinguido nos festivais de locarno e doclisboa.

44

Fora de competição, serão ainda exibidos em turim “cacheu” e “the embassy”, duas curtas-metragens da artista plástica filipa césar, a primeira com a inclusão de uma performance de joana barrios, a segunda com a participação do arquivista armando lona.

OITO FILMES PORTUGUESES SELECIONADOS PARA O FESTIVAL DE CINEMA DE TURIM Oito filmes portugueses, entre os quais os premiados “e agora? lembra-me”, de joaquim pinto, e “carosello”, de jorge quintela, foram selecionados para o festival de cinema de turim, em itália, previsto de 22 a 30 de novembro. De acordo com a programação, divulgada esta semana, a competição internacional de documentários inclui “os caminhos de jorge”, de miguel moraes cabral, um retrato de um país em crise a partir da história de um amolador, e “e agora? lembra-me”, diário filmado, biográfico, de joaquim

A direção do festival criou ainda um programa dedicado ao cinema português, intitulado “portuguese waves”, com quatro filmes: “bibliografia”, dos irmãos joão e miguel manso, “carosello”, de jorge quintela, “mohjong”, de joão pedro rodrigues e joão rui guerra da mata, e “rei inútil”, de telmo churro. “Carosello”, filme sobre um homem que revisita a sua vida, sentado num banco em frente a um carrossel, valeu este ano a jorge quintela o prémio máximo do festival de curtas de vila do conde. Em busca de financiamento e co-produção internacional, os realizadores gabriel abrantes e daniel schmidt estarão em turim com o projeto cinematográfico “tristes monroes”.” Fonte: JN


CINEMA SUGESTÃO FILMES RAPTADAS Prisoners Realização: Denis Villeneuve É

Atores: Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Viola Davis

P R E C I S O F A L A R

Sinopse: O carpinteiro Dover Keller é um homem de fé, regido por princípios de justiça e rectidão. A sua vida, até aí calma, é virada do avesso no momento em que a filha de seis anos e uma pequena amiga são raptadas, depois dos festejos de Acção de Graças. Quando Loki, o detective responsável pelo caso, é obrigado a libertar o único suspeito por falta de provas, Keller sente-se à beira da ruptura. Decidido a encontrar as crianças com vida seja a que preço for, localiza e sequestra o suposto autor do crime, de modo a conseguir uma confissão. É assim que, ao deparar-se com a mais desesperante das situações, um homem de bem se vê subitamente transformado num monstro, capaz das maiores crueldades para proteger a sua família.

A L T O P A R A Q U E S E L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Sinopse: Muito perto dos montes Apalaches, numa região inabitada, vive Benjamin Ford (Robert De Niro), um ex-coronel que fez carreira na NATO e que ali chegou determinado a retirar-se do mundo e entregar-se à solidão. Certo dia, a caminho da cabana onde vive, encontra Kovač (John Travolta), um turista europeu perdido na montanha depois de uma caçada, no que se presume ser um encontro casual. Porém, nada é o que parece e há já vários anos que aquele encontro tem vindo a ser planeado. O viajante é, na verdade, um soldado sérvio que percorreu milhares de quilómetros com um único objectivo em mente: vingar-se de um homem que combateu duas décadas antes, durante os terríveis anos da Guerra na Bósnia. Assim se desencadeia uma caçada sanguinolenta entre dois homens altamente treinados, que apenas terminará com a morte de um deles.

O I Ç A

Um filme dramático, realizado pelo canadiano Denis Villeneuve (detentor de uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro com o filme “Incendies KILLING SEASON - A Mulher que Canta”), segundo um argumento Temporada de Caça original de Aaron Guzikowski. No elenco, os actores Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Viola Davis, Maria Realização: Mark Steven Johnson Bello, Terrence Howard, Melissa Leo e Paul Dano, entre outros. Atores: Robert De Niro, John Travolta, Milo Ventimiglia

45


ATÉ AMANHÃ, CAMARADAS Até Amanhã, Camaradas

NUNCA DESISTAS Won’t Back Down

Realizador: Joaquim Leitão

Realizador: Daniel Barnz

Atores: Leonor Seixas, Marco D’Almeida, Paulo Pires

Atores: Holly Hunter, Maggie Gyllenhaal, Oscar Isaac, Ving Rhames, Viola Davis

Sinopse: Portugal, 1944. Num país oprimido pela ditadura, há quem resista e se organize para mobilizar o povo para a luta pelo pão e pela liberdade. Mesmo que isso lhe possa custar a prisão, torturas, ou até a vida. Pessoas como Vaz, Ramos, António e Paula militantes e funcionários do Partido Comunista, que desenvolvem a sua acção na clandestinidade, reorganizando o Partido nas zonas dos arredores de Lisboa e do ribatejo, ao mesmo tempo que preparam uma grande jornada de luta, com greves e marchas contra a fome.

Sinopse Maggie Gyllenhaal e Viola Davis são duas determinadas mães que não desistem perante nenhum obstáculo até conseguirem transformar o decadente sistema de ensino que os seus filhos frequentam. Lutando contra hábitos instalados, uma poderosa e enraizada burocracia e um sistema de ensino tradicional e ultrapassado, as duas amigas arriscam a sua vida pessoal e profissional para conseguirem fazer a diferença no futuro de milhares de alunos.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CINEMA

LAST VEGAS - DESPEDIDA DE ARROMBA Last Vegas

Douglas, Morgan Freeman, Robert De Niro

Sinopse: Um grupo de reformados são convidados por um dos amigos mais mulherengos a participar na sua festa de despedida de solteiro na cidade do Atores: Kevin Kline, Mary Steenburgen, Michael pecado: Las Vegas! Realização: Jon Turteltaub

46


CINEMA THOR: O MARTELO DOS DEUSES Thor: Legends of Valhalla/Hetjur Valhallar Realizador: Óskar Jónasson, Toby Genkel, Gunnar Karlsson Liz Lloyd Nicola É P R E C I S O

Atores(vozes): Justin Gregg Coughlan

F A L A R

Sinopse: O jovem ferreiro Thor (Justin Gregg) sonha com grandeza, honra e respeito mas a sua mãe tem outros planos, mais práticos, para ele. Diz a lenda que ele é filho de Ódin, o Rei dos Deuses, e os aldeões acreditam que ele vive sob a proteção dourada de Ódin.

A L T O P A R A

O que ninguém sabe é que a Rainha do Mundo subterrâneo está a preparar um plano maléfico que põe em perigos humanos e deuses. Por mero acidente, ou talvez por obra do destino, a arma mais poderosa do mundo, o martelo Esmagador, acaba nas mãos de Thor. Quando os gigantes arrasam pela Terra capturando, entre outros, Edda, a melhor amiga de Thor ele vê-se forçado a dominar-se e ao seu novo amigo, de forma a ter alguma hipótese na batalha contra as forças do mal.

Q U E S E

Sinopse: Tonto, um ameríndio de espírito guerreiro, relata as incríveis aventuras do Velho Oeste que transformaram John Reid, um homem da lei, num lendário e obscuro justiceiro, determinado a ajudar os pobres e indefesos. Com os destinos cruzados, os dois homens formarão uma equipa improvável que tudo fará para combater o crime e a corrupção, numa época e lugar onde a lei predominante é a do mais forte.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Atores: Johnny Depp e Armie Hammer

|

Realizador: Gore Verbinski

L O N G E

O MASCARILHA The Lone Ranger

O I Ç A

SUGESTÃO DVD

Baseado na célebre novela radiofónica com o mesmo nome, criada, em 1933, por George W.Trendle e Fran Striker, um “western” co-produzido pelos estúdios Walt Disney Pictures e Jerry Bruckheimer Films, que conta com realização de Gore Verbinski (“The Ring - O Aviso”, “Piratas das Caraíbas”, “Rango”). 47


MÚSICA

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SUGESTÃO SINGLE

LORDE ROYALS

ONE REPUBLIC NATIVE COUNTING STARS

EMINEM - THE MONSTER (FEAT. RIHANNA)

JOHN LEGEND LOVE IN THE FUTURE

SUGESTÃO ÁLBUM

JAMES ARTHUR JAMES ARTHUR DELUXE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

JOHN LEGEND ALL OF ME

ARCADE FIRE REFLEKTOR 48

AMOR ELECTRO REVOLUÇÃO


MÚSICA NOTÌCIA FILIPE PINTO VENCE PRÉMIO DA MTV PORTUGAL

P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E

Para os restantes prémios, os artista mais nomeados são Justin Timberlake, e Macklemore & Ryan Lewis, que concorrem em cinco categorias, cada. A cerimónia contará com as atuações ao vivo de Katy Perry, The Killers, Miley Cyrus, Robin Thicke, Imagine Dragos, e Snoop Dogg & Afrojack.

A L T O

O vencedor do Best Global Act será anunciado na gala dos MTV Europe Music Awards, a realizar durante o mês de novembro em Amesterdão.

F A L A R

A vitória na votação da MTV Portugal significa que Filipe Pinto está agora na corrida pelo título de Melhor Artista Global dos MTV Europe Music Awards.

P R E C I S O

«Cerne» é o nome do disco de estreia que Filipe Pinto lançou em 2012, depois de ter sido o vencedor do concurso televisivo de talentos «Ídolos», dois anos antes.

É

O cantor de 25 anos foi o mais votado numa categoria que incluía ainda os nomes dos The Gift, Richie Campbell, Os Azeitonas e Mónica Ferraz.

| W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

49


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

FNAC MADEIRA ENCHEU PARA OUVIR AMOR ELECTRO

50

No passado dia 17 de Novembro, a banda Amor Electro deu uma “amostra” do seu novo álbum, “(R) Evolução”, num “showcase” na FNAC Madeira, com casa cheia, onde cantaram quatro temas do disco recentemente lançado, nomeadamente “O Dia Mudou”, “Cem Medos”, “Só é fogo se queimar” e “A nossa Casa”. A terminar, interpretaram “A Máquina”, do primeiro álbum.


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

51


LIVROS ÍNCLITA GERAÇÃO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Autor: Isabel Stilwell

52

A HISTÓRIA DE UMA SERVA Autor: Margaret Atwood Sinopse: Uma visão marcante da nossa sociedade radicalmente transformada por uma revolução teocrática. A História de Uma Serva tornou-se um dos livros mais influentes e mais lidos do nosso tempo. Extremistas religiosos de direita derrubaram o governo norteamericano e queimaram a Constituição. A América é agora Gileade, um estado policial e fundamentalista onde as mulheres férteis, conhecidas como Servas, são obrigadas a conceber filhos para a elite estéril. Defred é uma Serva na República de Gileade e acaba de ser transferida para a casa do enigmático Comandante e da sua ciumenta mulher. Pode ir uma vez por dia aos mercados, cujas tabuletas agora são imagens, porque as mulheres estão proibidas de ler. Tem de rezar para que o Comandante a engravide, já que, numa época de grande decréscimo do número de nascimentos, o valor de Defred reside na sua fertilidade, e o fracasso significa o exílio nas Colónias, perigosamente poluídas. Defred lembrase de um tempo em que vivia com o marido e a filha e tinha um emprego, antes de perder tudo, incluindo o nome. Essas memórias misturam-se agora com ideias perigosas de rebelião e amor.

Sinopse: Era feita de luzes e de sombras. O pintor flamengo Van Ecky havia entendido a sua essência como ninguém e pintado as linhas do seu rosto e o seu caráter, em dois quadros distintos, para mostrar ao noivo Filipe III, duque da Borgonha. Um feito de luzes, outro feito de sombras. Isabel, tal como a sua mãe, D. Filipa de Lencastre, casava tarde. E a ideia de deixar Portugal, o pai envelhecido, os cinco irmãos em constante desacordo, e Lopo, irmão de leite e melhor amigo, para partir para um país longínquo e gelado atormentava-lhe o coração. Era a terceira mulher de Filipe, já duas vezes viúvo, esperava vir a dar-lhe o herdeiro legítimo de que Borgonha tanto precisava. A sua fama de mulherengo atravessava fronteiras… Mas Isabel sabia que nascera para cumprir um destino, ser a Estrela do Norte, que firme no céu indica o caminho. Saberia mudá-lo, torná-lo num homem diferente, acreditava Isabel. Na manga levava um trunfo que apenas partilhava com o seu irmão Henrique e com o seu fiel Lopo, na esperança de se tornar senão amada, pelo menos indispensável. Mas ao longo da sua vida, as sombras foram ganhando terreno e os acontecimentos precipitaram-se numa espiral que Isabel não conseguia travar, e de que apenas o seu filho a podia salvar. Isabel Stilwell, a autora de romances históricos mais lida em Portugal, regressa à escrita com a surpreendente história de Isabel de Borgonha, a única mulher da chamada Ínclita Geração. A geração perfeita, filhos de Avis, cantada por Camões, que marcou, cada um à sua maneira, a História de Portugal. Um romance empolgante que acompanha a vida desta mulher do século XV, que assumiu com inteligência e determinação o seu papel no governo de Borgonha urdindo alianças com França e Inglaterra, que procurou salvar Joana d’ Arc da morte, abriu os braços aos sobrinhos fugidos de Portugal, num período de tumultos e divisões. Uma mulher que nunca esqueceu que era filha de Filipa de Lencastre e princesa de Portugal.


LIVROS A SENTINELA

SUGESTÃO INFANTO/JUVENIL Autor: Richard Zimler

Autor: Jean-Yves Ferri, Didier Conrad

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A

Autor: Luísa Ducla Soares

F A L A R

POESIA PARA TODO O ANO

P R E C I S O

Sinopse: Desta vez, Astérix e Obélix vão ser chamados a demandar o território dos Pictos, esses povos da antiga Escócia conhecidos pelas suas qualidades de temíveis guerreiros e pelos seus múltiplos clãs, cujo nome, dado pelos Romanos, significa literalmente “homens pintados”. Na melhor tradição das aventuras do mais célebre de todos os Gauleses, Astérix entre os Pictos é pois uma viagem épica a um país rico em tradições, durante a qual os nossos heróis irão descobrir um novo povo, cujas diferenças culturais se traduzirão em piadas e trocadilhos memoráveis.

É L O N G E

Sinopse: Até que ponto um único assassinato pode iluminar a crise moral em que se encontra o país? 6 de julho de 2012. Henrique Monroe, inspetor-chefe da Polícia Judiciária, é chamado a um luxuoso palacete de Lisboa para investigar o homicídio de Pedro Coutinho, um abastado construtor civil. Depois de interrogar a filha da vítima, Monroe começa a acreditar que Coutinho foi assassinado ao tentar defender a perturbada adolescente do violento assédio sexual de algum amigo da família. Ao mesmo tempo, uma pen que o inspetor descobre escondida na biblioteca da casa contém alguns ficheiros com indícios de que a vítima poderá também ter sido silenciada por um dos políticos implicados na rede de corrupção que o industrial montara para conseguir os seus contratos.Tendo como pano de fundo o Portugal contemporâneo, um país traído por uma elite política corrupta, que sofre sob o peso dos seus próprios erros históricos, Richard Zimler criou um intrigante policial psicológico, com uma figura central que se debate com os seus demónios pessoais ao mesmo tempo que tenta deslindar um caso que irá abalar para sempre os muros da sua própria identidade.

ASTÉRIX ENTRE OS PICTOS

|

Autor: Haruki Murakami Sinopse: Há dezassete dias que não durmo.» Assim tem início a história que Haruki Murakami imaginou e escreveu sobre uma mulher que, certo dia, deixou de conseguir dormir. Pela calada da noite, enquanto o marido e o filho dormem o sono dos justos, ela começa uma segunda vida. E, de um momento para o outro, as noites tornam-se de longe mais interessantes do que os dias... mas também, escusado será dizer, mais perigosas.

Sinopse: Esta antologia, dirigida especialmente a crianças do 1.° Ciclo do Ensino Básico, é certamente uma bela iniciação à poesia e constitui um apoio para professores e encarregados de educação. Inclui poemas de todos os livros presentes nas Metas Curriculares de Português para este nível de ensino e muitos dos que figuram no Plano Nacional de Leitura.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SONO

Através dos mais reconhecidos poetas do passado e contemporâneos, abrange temáticas abordadas nos quatro primeiros anos de escolaridade, procurando estimular o prazer de ler e o gosto pela poesia e pela língua portuguesa. 53


VINHOS estão intimamente relacionadas com o vinho:

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

• Seminário “Portuguese Wines & Food Pairing”: uma palestra apresentada por um Chef e um Sommelier, dirigida a 60 profissionais e que constituirá uma oportunidade para dar a conhecer os vinhos portugueses a importantes decisores de compra.

54

VINHOS PORTUGUESES REFORÇAM PROMOÇÃO NOS EUA Participação no International Chefs Congress 2013, de 29 de Setembro a 1 de Outubro, e no American Cancer Society Wine & Spirits Gala, no dia 7 de Outubro, ambos em Nova Iorque, EUA. Os vinhos de Portugal reforçam a promoção nos EUA, o mercado montra mundial que projecta as tendências a nível internacional e continua a ser o alvo prioritário do plano de investimento da ViniPortugal. Focando as atenções no canal Horeca e nos profissionais do sector do vinho, os vinhos portugueses vão marcar presença no International Chefs Congress 2013, de 29 de Setembro a 1 de Outubro, e no American Cancer Society Wine & Spirits Gala, no dia 7 de Outubro, ambos em Nova Iorque.

• Sommelier Slam: apresenta-se como um dos principais eventos do congresso, decorre ao longo dos três dias do evento, e consiste numa competição entre 12 dos mais promissores sommeliers. 15 Vinhos Portugueses integram a selecção de vinhos que será degustada ao longo das várias etapas da competição. Os concorrentes efectuarão uma apresentação dos vinhos e realizarão provas cegas, provas de food & wine pairing, entre outras. • Sommelier Bar: os vinhos de Portugal serão degustados, ao lado dos melhores vinhos de todo o mundo. Neste espaço de grande tráfego e procura um sommelier estará dedicado a promover os vinhos portugueses. No dia 07 de Outubro, os Vinhos de Portugal associam-se à 36ª edição do American Cancer Society Wine & Spirits Gala como o patrocinador exclusivo de vinhos. A qualidade e a diversidade dos vinhos de Portugal serão apresentadas a um público muito restrito de profissionais do sector, neste que é um dos mais prestigiados eventos para os profissionais de vinhos nos EUA.

Os diversos prémios serão atribuídos ao sector de Wine & Spirits pela American Cancer Society, no The Fortalecer a ligação dos vinhos portugueses à Pierre, em Nova Iorque, a partir das 18h30. gastronomia e aumentar a sua notoriedade no mercado norte-americano, nomeadamente junto No American Cancer Society Wine & Spirits do canal Horeca, são os motivos que impulsionam Gala todos os anos marcam presença e donos e a participação da ViniPortugal no International compradores das mais importantes empresas de Chefs Congress. Este é um evento culinário de importação e distribuição de vinhos, assim como três dias que reúne mais de 140 dos mais criativos representantes das lojas especializadas e dos e reconhecidos chefs, gastrónomos, barmen e principais restaurantes de Nova Iorque, como de sommeliers, que apresentam as suas novas criações diferentes estados americanos. ao sector. Serão ainda realizadas apresentações, demonstrações e workshops com profissionais de O seminário “Portuguese Wines & Food Pairing” várias áreas. desempenhará a função paralela de disseminar mais informação sobre os vinhos portugueses e realçar a Com o intuito de criar associações positivas do sua relação harmoniosa com a gastronomia. vinho português com a gastronomia a ViniPortugal está envolvida em três iniciativas cujas temáticas


VINHOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

55


VINHOS NO TOPO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Memorias Alves de Sousa

56

Quinta do Vallado Reserva

Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo

Grande Reserva Referência

Ano: 2005-2009

Ano: 2011

Ano: 2011

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Região: Douro

Região: Douro

Região: Douro

Castas: Mistura de quatro colheitas

Castas: Vinhas Velhas (65%) - Tinta Roriz, Tinta Amarela, Touriga Franca e outras, e vinhas Novas (35%) - Touriga Nacional Álcool: 14,5%

Castas: Proveniente da vinha velha e de Tinta Roriz

Álcool: 14,5 %

Álcool: 14.5 %

SELEÇÃO

Antonio Madeira Vinhas Velhas 2011

Leo d’Honor

Mirabilis

Nossa Senhora do Carmo

Grande Reserva

Ano: 2011

Ano: 2008

Ano: 2011

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Região: Dão

Região: Península de Setúbal

Região: Douro

Castas: Field blend de castas autoctones esquecidas, onde predominam a Tinta Pinheira, o Negro Álcool: 13.5 %

Castas: Castelão “Periquita”

Castas: Tinta amarela, tinto cão e touriga franca, vinha velha e selecção de pequenos lotes

Álcool: 14,5%

Álcool: 14,5 %

DO SUPERMERCADO

Má Partilha

Herdade Grande

Torais

Ano: 2012

Ano: 2011

Ano: 2012

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Tipo: Branco

Região: Península de Setúbal

Região: Alentejo

Região: Alentejo

Castas: Merlot

Castas: Aragonez, Trincadeira, Touriga Nacional e outras

Castas: Arinto, Antão Vaz e Verdelho

Álcool: 14 %

Álcool: 14 %

Álcool: 14,5 %


FRASE

É P R E C I S O F A L A R Q U E S E O I Ç A L O N G E

Em 1830 foi estudar para o colégio Christ Church, Oxford, mas por dificuldades financeiras do seu pai, teve que sair e tentar estudar noutra instituição. Em 1833 conseguiu uma bolsa de estudo para o Lincoln College.

P A R A

William Ward nasceu em 21 de Março de 1812 em Londres e faleceu em 6 de Julho de 1882. Teólogo católico romano e, também, um grande matemático. A sua carreira ilustra o desenvolvimento da opinião religiosa num momento de crise na história do pensamento religioso Inglês”.

A L T O

“O pessimista queixa-se do vento, o otimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas.”

William George Ward

|

No entanto em 1844 defendeu que a única esperança para a Igreja da Inglaterra estava na submissão à Igreja de Roma, à qual aderiu em Setembro de 1845. Em 1851 tornou-se professor de Filosofia Moral no Colégio de St Edmund, Ware, e no ano seguinte foi nomeado para a cátedra de Teologia Dogmática. Em 1868 tornou-se editor da Revista Dublin.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Pertenceu à Igreja Anglicana tendo sido ordenado sacerdote em 1840.

Apoiou a promulgação do dogma da Infalibilidade Papal em 1870. Após ingressar na Igreja Católica Romana casou e passou por muitas dificuldades económicas que conseguiu ultrapassar.

57


SMS

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Foto Lusa

S E

O I Ç A

“Não conheço nenhum profissional melhor do que ele. Estar num clube com Cristiano Ronaldo é o melhor que me podia acontecer.” José Mourinho em relação a Cristiano Ronaldo, in Jornal de Notícias

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

Foto Lusa

58

“Pensei que ia ser um painel de três pessoas e pensei que me fosse divertir muito com o meu amigo de longa data, o Randy Jackson. Mas não foi isso que aconteceu. Era como se fosse trabalhar todos os dias com o demónio”, Mariah, referindo-se à colega de júri Nicki Minaj, do “American Idol”, in Noticias ao Minuto

“Falta pouco para a ministra das Finanças andar na rua com dois homens encorpados a virar as pessoas ao contrário para ver se caem trocos” Ricardo Araújo Pereira, in SIC Noticias


SMS “Eu quero viver e quero que meus fãs vivam. Não quero que eles se torturem da forma que eu me tenho torturado. Quero mostrar às pessoas que vou passar dos 27 anos e que vou viver mais tempo.” Lady Gaga, depois de afirmar que ia deixar de consumir marijuana, in rádio Z100 É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Foto Lusa

“Nunca senti tanta alegria como ontem! Foi sem dúvida o melhor dia da minha vida, toda a minha carreira trabalhei para este objectivo e ontem à noite concretizou-se e superou todas as minhas expectativas.” Sara Sampaio, depois de participar no desfile da Victoria’s Secret, in facebook“

59


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PERFIL

O conhecido Danny, chama-se, na verdade, Daniel Miguel Alves Gomes e nasceu em Caracas, em 1983, no seio de uma família portuguesa. A Madeira acolheu-o quando era, ainda, bastante novo e foi esta terra que serviu de palco para que se iniciasse nas lides futebolísticas. O Marítimo foi o primeiro clube da sua vida. Passou pelas camadas jovens e ingressou na equipa principal, na época 2001/2002. Deixou uma marca de goleador, tendo conseguido, em vinte jogos, marcar cinco golos. Apesar de ter assinado pelo Sporting Club de Portugal, regressou, emprestado, ao clube regional. O seu destino mudou quando viajou até a Rússia, em 2005. Foi distinguido como melhor jogador do Dínamo e marcou o futebol russo, naquela que foi a transferência mais cara naquele país, ao assinar pelo Zenti São Petersburgo, por trinta milhões de euros. Mostrou o que vale, logo na sua estreia, marcando um golo e revelando-se o melhor em campo O seu valor foi, igualmente, transferido para a Selecção Portuguesa. Quer na equipa Sub-21 ou na equipa A, alcançou várias internacionalizações e muitas vitórias. Danny é o espelho do talento regional. Da ilha para o Mundo, continua a trilhar um caminho de sucesso e é mais um jogador com a garra da Madeira no pé. Vera Duarte

60


PERFIL

Fotos Lusa

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Danny

61


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PESSOAS

62

JOSÉ GASPAR

Empresário

EMANUEL ALVES Psicólogo

JOÃO JOSÉ

Campeão Nacional de Florete


PESSOAS

SANDRA FERNANDES Treinadora de Andebol

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

63


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O OUTRO LADO...

JOSÉ P

64


O OUTRO LADO...

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PRADA

65


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

“AQUINTRODIA”

66

Deputado ao Parlamento Europeu

NUNO TEIXEIRA


“AQUINTRODIA”

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

67


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

HUMOR

68


HUMOR

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

69


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PASSEIOS

70


PASSEIOS

http://tuktukmadeira.com/

Q U E

Fonte: tuktukmadeira.com Fotos: Facebook \ Tuk Tuk Madeira

P A R A

Venha conhecer a Cidade do Funchal e arredores a bordo de um veículo diferente!(…) A ideia é tornar qualquer evento num momento inesquecível por isso, dia de casamento, batismo, aniversário ou festa da empresa são ocasiões que

A L T O

A Tuk Tuk Madeira dá-lhe ainda a possibilidade de personalizar a sua própria visita num tour personalizado que poderá ter como destinos o Caniço/Garajau ou Câmara de Lobos.”

F A L A R

Nada melhor do que visitar a cidade do Funchal e arredores de Tuk Tuk, numa experiência divertida e descontraída.

Quanto à escolha dos percursos a fazer, a Tuk Tuk Madeira deixa algumas sugestões. Para os que preferem descobrir os locais mais típicos e “A Tuk Tuk Madeira é uma empresa de circuitos característicos da cidade opte pelo Funchal Old Time turísticos focada nos seus clientes. (…) – Zona Velha da Cidade, Mercado dos Lavradores, Sé do Funchal e caves da Madeira Wine. Pode também Aliando a tradição de bem receber dos Madeirenses, escolher um belo passeio pelos miradouros com o a Tuk Tuk Madeira presta um atendimento circuito Funchal Seaside – Parque de Santa Catarina personalizado, proporcionando o conforto, a e miradouro junto ao Hotel Panorâmico. Outra opção segurança, a diversão e a tranquilidade necessários será subir até ao Monte a «Sintra» da Madeira, e fazer para desfrutar em pleno dos vários circuitos.(…) um circuito pelos deslumbrantes jardins e quintas.

P R E C I S O

podem servir de mote a esta aventura.

É

CIRCUITOS TURÍSTICOS TUK TUK MADEIRA

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

71


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

GASTRONOMIA

72

WINE & CHOCOLATE HOUSE

(ilustrada numa gastronomia de fusão).

A ementa abarca iguarias como as Tapas de enchidos grelhados com ananás, as Tapas de queijo do Alentejo, entre outras; assim como, pratos mais elaborados como, por exemplo, a Farinheira em cama de espinafres com ovos de codorniz; o Queijo de Azeitão gratinado em orégãos e azeite de oliva acompanhado por salada verde com figos Situado na Rua Velha da Ajuda, esta casa que aromatizados com mel; e as tão apreciadas Rosas abriu portas em Outubro, concilia o melhor da de brie e chèvre acompanhadas com salada verde, vida: a doçura (através do chocolate artesanal), a uva e nozes e regadas com vinagre balsâmico e boa disposição (através do vinho) e a boa comida aromatizadas com mel. O Wine & Chocolate House é um projeto que resulta de conversas e sonhos de dois amigos que têm em comum o gosto pela mesa, o apresso por conhecer novas culturas e partilhar esses conhecimentos e sabores, com quem, tal como eles, aprecia um bom vinho, um bom petisco e um bom dialogo.


GASTRONOMIA

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

do Alentejo (como a Herdade da Ervideira, Adega Mayor, Herdade das Pias), além do Vinho Madeira, representado pela Ponta do Tristão, Barbusano, Palmeira e voltas, Xavelha e Atlantis.

Embora, a Wine & Chocolate House seja um projecto recente, é um conceito que faz parte de um propósito mais abrangente que visa a criação de outras casas com a mesma matriz mas com vinhos Uma vez que o chocolate e o vinho resultam numa de outras regiões. Além disso, será palco de eventos mistura de sabores e paladares únicos, todas as temáticos subordinados ao vinho, ao chocolate e à refeições poderão ser acompanhadas por uma cozinha de fusão. seleção de vinhos Alentejanos Brancos, Tinto, Vera Duarte Rosés e Espumantes de Herdades prestigiadas Fotos: Facebook / Wine & Chocolate House

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No que diz respeito às sobremesas, todas têm como base o chocolate. Do simples Brownie, aos Brigadeiros, às Mousses, ao Petit gateu, à Espetada de fruta servida em fondue de chocolate, ou até ao simples café acompanhado com um bombom artesanal “Mestre Cacau,”, a certeza será sempre de que o chocolate que abrilhanta estes pratos contém 70% de cacau puro.

73


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PORTO SANTO

ANIVERSÁRIO DO ACHAMENTO DO PORTO SANTO No dia 1 de Novembro, tiveram lugar as cerimónias oficiais de comemoração do 595º aniversário do achamento da Ilha do Porto Santo, que contaram com a presença dos autarcas locais e demais entidades regionais. Como habitual, colocouse uma coroa de flores junto ao Padrão dos Descobrimentos, na Alameda infante D. Henrique, onde também decorreu uma parada militar em homenagem aos mortos. Após esta celebração, Lucília Sousa, foi a preletora da conferência “Porto Santo – uma ilha a descobrir”, que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal. Neste dia comemorativo, destacou-se a importância dos recursos marinhos no futuro e na economia insulares, na ilha onde precisamente se iniciou a rota das descobertas portuguesas. Reza a história que o Infante D. Henrique “ (…) enviou João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz, cavaleiros de sua casa, num pequeno navio, com instruções para percorrerem a costa até vencer aquele formidável cabo (…). Antes de chegarem à costa de África passaram tais trabalhos que temeram ser tragados pelas ondas. O vento obrigou-os a afastar-se e foram ter sem saber (…) à ilha a que deram o nome de Porto Santo, porque assim lhes pareceu ele depois da tormenta por que passaram” (Faria e Sousa). Hoje, a ilha passa também por outras tormentas, pertencentes aos tempos modernos, nos quais o desemprego impera. Vera Duarte

74


PORTO SANTO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

75


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

LOCAL

76

RIBEIRAS DE JOÃO GOMES E SANTA LUZIA JÁ ESTÃO UNIDAS NA FOZ

passará a dispor de 24x7metros na zona mais estreita.

A leste da foz das Ribeiras de João Gomes e Santa Luzia, até o Forte de São Tiago, está a ser executada uma proteção marítima, que oferecerá maior segurança ao Campo Almirante Reis, às instalações A intervenção nos troços terminais das Ribeiras de do Teleférico, à Estação de tratamento de águas João Gomes e Santa Luzia prossegue a bom ritmo, residuais e ao Hotel Porto Santa Maria. permitindo que já se consiga perceber o resultado final dos trabalhos que ali decorrem. O terrapleno constituído pelo depósito de inertes (vulgo aterro) será valorizado com espaços verdes, As ribeiras terão um funcionamento hidráulico mais zonas de estadia e percursos pedonais. eficiente, com um leito mais aprofundado (7 metros), maior inclinação (2%), e uma foz mais larga, que As obras deverão estar concluídas até final de 2014.


LOCAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

77


AUTONOMIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

na ilha eram conduzidas para Lisboa e usadas em empreendimentos,como o do porto de Leixões.

78

O debate afogou-se no Estado Novo, que procurou apagar as reivindicaçõesautonomistas trazendo para o seu seio alguns dos principais arautos, como foi ocaso de Manuel Pestana Reis. A autonomia ficou adormecida até que a nova mudança política reavivou a ancestral reivindicação que possibilitou as armaspara vencer os desafios do presente e projectar os rumos do futuro. A autonomia, finalmente conseguida com a Constituição de 1976, foi a segundadescoberta da Madeira. Isto é, a Europa descobriu o estatuto de DOS DISCURSOS DA AUTONOMIA E diferença e omadeirense revelou-se a si próprio IDENTIDADE INSULAR - PARTE 3 nas capacidades de auto governo. Aautonomia combina com descobrimento e a coincidência num A 20 de Outubro de 1922 lia-se no Diário de Notícias só dia decomemoração não deve ser entendida que “ no dia em que for decretada a completa como ocasional. Abril de 1976 trouxe asegunda autonomia, ter-se-á descoberto a Madeira pela descoberta. segunda vez “. Omomento era oportuno para esta associação. Comemorava-se o V Centenário A autonomia pode ser enquadrada na tradição dodescobrimento da Madeira e o discurso histórico localista, materializada nomunicipalismo. A criação apelava a esta reivindicação faceà desilusão que desta estrutura de poder obedece à necessidade havia sido a República. Os jornais abriram-se deaproximação dos governados aos governantes ao debate,marcado pela defesa de uma ampla e da participação directa dosvizinhos. Antes das autonomia, condição necessária para osucesso da transformações ocorridas no século dezanove evocação dos cinco séculos de História. Foi aqui que reconhecia-seao município o carácter autónomo de surgiu a ideiados partidos regionalistas, mas toda administração, sendo o poder baseado na jurisdição esta ambiência desfez-se em 1926 com aesperança local, definida pelo foral e posturas, e no exercício do Estado Novo, que fez atrasar a concessão da dos magistrados eleitos. autonomia para asmudanças políticas ocorridas em 1974. No folheto evocativo do quintocentenário A verdadeira consciência da autonomia nasceu do descobrimento da ilha, coordenado pelo Padre na ilha no primeiro quartel donosso século e FernandoAugusto de Silva, Manuel Pestana Reis tem, de certeza como vaga de fundo o processo fez o panegírico da autonomia,apresentando desencadeadonos Açores a partir de 1895 e a ingente pela primeira vez um projecto. A evocação crise económica que então se vivia. Oarquipélago, da descobertahenriquina serviu de mote no limiar do primeiro quartel do século, estava a para o programa, pois a História estabelece a braços com umaprofunda crise: a aguardar solução relaçãoumbilical e fundamenta a autonomia, para as exportações (vinho, bordados evimes) com considerada a carta de alforria dosmadeirenses. uma agricultura moribunda a aguardar por grandes projectos deaproveitamento hídrico e traçado A década de vinte foi um dos momentos mais viário, ficará por algum tempo entregue a siprópria. memoráveis da HistóriaContemporânea da ilha, Algo se avançou neste domínio mas muito mais marcado pelo debate e reivindicação da autonomia. ficou a aguardarsolução. Tardavam as soluções mas Acrise económica foi o pano de fundo de tudo isto, também os gritos lancinantes do ilhéu nãochegam porque nestes momentos maisse fazia sentir o ao Terreiro do Paço. Esta conjuntura de crise foi o opressivo abandono a que a ilha fora votada pela alento gerador dosideais autonómicos, o cadinho metrópole. Asituação era ainda mais grave quando onde germinou a consciência política daautonomia, se sabia que as receitas arrecadadas peloEstado brevemente abafada pelo Estado Novo. As opções


AUTONOMIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

79


AUTONOMIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

estavamperfeitamente delineadas. A concentração e distância do poder não favoreciama pronta resposta aos problemas e geravam nos madeirenses a desconfiança aospolíticos centralistas.

80

O centralismo, que ficou conhecido pela designação de Terreiro do Paço -porque aí se concentravam a maioria dos ministérios do Governo, é o estigmaque cavou o fosso multissecular entre insulares e a terra mãe. Esta condição foiconsiderada pelos liberais madeirenses como uma forma de escravidão. E parasoltar os grilhões que mantinham esta histórica servidão, o madeirense bateu-seem diversos momentos sem o alcançar. Na Madeira a autonomia ganhou letrade forma no plano constitucional em 8 de Agosto de 1901, quando Hintze Ribei-ro assinou o primeiro decreto concedendo à Madeira o estatuto atribuído em1895 aos distritos de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo.

sua organização e funcionamento. Todavia esta autonomiaadministrativa não convenceu os madeirenses. À crise política junta-se a económica, esta última agravada com a primeira grande guerra. O isolamento aque ficou votada a ilha testemunha mais uma vez a orfandade da mãe-pátria.Em 1917 a autonomia surge como uma emanação prática. A solução da crisepassa por uma autonomia, aqui considerada como a via para a solução dessesproblemas. No post-guerra mantiveramse os problemas a acalentar a opçãoautonómica. As comemorações do descobrimento da ilha em 1922 serviram depano de fundo para nova reivindicação da autonomia. No folheto, evocativo daefeméride, Manuel Pestana Reis lançou o mote. O debate passou para às pági-nas dos jornais. Foi o responsável da comissão executiva da Junta Geral, Dr.Fernando Tolentino da Costa, quem reclamou perante o presidente da Repúbli-ca de passagem na ilha, a revisão do estatuto de autonomia das ilhas.

A Junta Geral é a expressão da nova realidade, adquirindo nas ilhas uma estru-tura distinta na A intenção era criar um grande movimento em prol


AUTONOMIA

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Na constituição de 1933 [título VI, artigo 124] as ilhas deixaram de ser adjacen-tes e adquiriram um estatuto, com direito a regulamento especial., aprovadoapenas em 1940. A revisão constitucional de 1971 faz-se referência à «Autonomiadas províncias ultramarinas». A autonomia política das ilhas só foi alcançada pelaconstituição de 1976, que as define como «regiões autónomas» [título VII, artigos227 a 236]. Com a Constituição de 1976 A partir da revolução liberal a situação jurídico- ficou definida a autonomia das ilhas nosmúltiplos constitucional ficou definidanos diversos textos domínios: política [art. 6/2, 225, 231], normativa constitucionais aprovados no parlamento. A [art.112/1, 228, 232]administrativa [art. 22] constituição de1822 [título II, artigo 20] estabelece económica e financeira [art. 164/7, 229/3]A “. pela primeira vez a separação das ilhas dascolónias, Alberto Vieira anexando-as ao continente, mas esta total

|

passagem da ilha de provín-cia ultramarina a do reino só aconteceu em 1834. Pela primeira vez em 1838reconhece-se a necessidade de leis especiais para as províncias ultramarinas,mas só com a República ficou estabelecido em 1911 um regime de descentrali-zação.

L O N G E

da autonomia, trazendotambém os açorianos para esta causa. Em 16 de Dezembro os madeirenses, con-vocados pela Junta Geral, reuniram-se em assembleia para discutir a questão daautonomia. Das opções postas na mesa sobressai a de Manuel Pestana Reis queremete para uma autonomia administrativa muito mais ampla. Uma das apostas era a capacidade de legislar, só conseguida em 1976. Este entusiasmo levoumesmo à ideia de criação de partidos regionais. Todavia, a conturbada vidapolítica nacional fez acicatar as rivalidades e intriga política, esmorecendo aautonomia. Deste modo as intenções de revisão do estatuto das ilhas ficaramadiadas até ao Governo saído do golpe de estado de 1926.

81


HISTÓRIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O século XVII ficou marcado pela instalação de mercadores ingleses que conseguiram colocar sob os seus poderes o comércio vinícola. De forma paralela, o Funchal revigorava-se, vendo-se nele nascer casas senhoriais urbanas.

82

No século seguinte, a cidade cresceu até ao Monte, também com residências desta índole, embora mais pequenas, mas com características peculiares que deram origem à chamada quinta madeirense. Por estas e outras características, o Funchal transformou-se no dito “mito romântico europeu”, por onde passaram distintas personalidades, sendo, posteriormente, integrado no Grand Tour turístico, a nível internacional.

FUNCHAL

Os séculos XIX e XX foram marcados pela chamada revolução dos transportes (marítimos e aéreos), passando, com conquistas como estas, a ser um importante centro de turismo internacional.

O povoamento do Arquipélago da Madeira iniciouse alguns anos após a sua descoberta. Uma vez que foi feita uma divisão, o Funchal, fragmentado como uma capitania, ficou sob a alçada de João Gonçalves Nos dias de hoje, o Funchal é a cidade com mais Zarco. população da Região e está dividida em dez freguesias. Desde cedo, a cidade que deve o seu nome à existência de funcho por todo o anfiteatro, afirmou- Vera Duarte se como o principal núcleo populacional de todo o arquipélago. Entre 1452 e 1454, teve o seu primeiro foral, elevando-se à categoria de vila. No século XV, D. Manuel incentivou o desenvolvimento desta vila, mandando construir os Paços do Concelhos e dos Tabeliães, uma igreja (agora a Sé Catedral), um hospital e uma alfândega. Em 1508, o Funchal é elevado à categoria de cidade, crescendo por uma rua que recebeu diversos nomes ao longo da história, e a partir da qual muitas outras (Direita, Caminho do Palheiro, ligação ao Monte, Santa Luzia, Calçada de Santa Clara, da Carreira, entre outras), em torno das ribeiras, se foram desenvolvendo. Entretanto, a economia da ilha havia evoluído em torno da cultura sacarina, sendo o Funchal, o local na ilha que mais ganhava com os dividendos advindos deste negócio. Simultaneamente, a agora cidade funchalense transformou-se num centro de passagem de rotas comerciais, que trouxeram e fixaram, de forma consequente, estrangeiros em busca de melhores condições de vida.


HISTÓRIA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

83


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

DIÁSPORA

MADEIRENSES NA VENEZUELA JÁ VIVEM O NATAL O Centro Português, em Caracas, já celebra o Natal. Entre os dias 20 e 24 de Novembro, as portas deste espaço abrem-se para que os madeirenses possam participar no “Gran Bazar de Navidade 2013”. A 27 de Novembro, celebra-se o Dia de Acção de Graças, no qual muitas famílias se juntam para festejar esta época, aliando os costumes madeirenses às novidades venezuelanas. Ainda em Novembro, a 29, o Pai Natal visita este Centro para fazer as delícias das crianças lusovenezuelas.

CASA “ILHA DA MADEIRA” EM SÃO PAULO CELEBRA SÃO MARTINHO Os madeirenses que residem em São Paulo, no Brasil, não esquecem a tradição e, durante este mês de Novembro, vão celebrar o São Martinho, em festividades que terão lugar na Casa “Ilha da Madeira”. Esta casa nasceu do sonho de um grupo de madeirenses que queria, no início, criar “uma sociedade civil, cultural, beneficente e recreativa sem fins lucrativos, com personalidade jurídica própria para divulgação dos costumes das tradições, da cultura e do folclore da Ilha da Madeira, e para maior contacto social entre madeirenses de São Paulo”. Passados mais de quarenta após a sua constituição, esta sociedade continua a promover, com eventos todos os meses, a cultura madeirense junto das gerações mais novas, que embora nascidas no Brasil, têm sangue de ilhéu.

84


DIÁSPORA “PÉROLA DA MADEIRA” CELEBRA SEGUNDO ANIVERSÁRIO O Grupo Folclórico “Pérola da Madeira” celebra, este mês, o seu segundo aniversário.

cartaz. Além da vertente musical, esta festa de aniversário fica marcada pela presença de iguarias portuguesas. CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO PORTUGUÊS DE LONDRES JUNTA DEZENAS DE EMIGRANTES

É P R E C I S O F A L A R

Este grupo nasceu da iniciativa de um grupo de emigrantes madeirenses a residir em Littlehampton, no Reino Unido, com o intuito de divulgar e O Centro Cultural e Desportivo Português, enaltecer a cultura tradicional madeirense. em Londres, recebeu Márcio Amaro, cantor madeirense, para assinalar o seu 31º aniversário, As comemorações oficiais levam da Madeira até St. num convívio transmitido em directo na Rádio Catherine’s Church Hall, diversos grupos folclóricos Cantinho da Madeira. e outros artistas, sendo Miro Freitas o cabeça de

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

85


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SOCIAL

86


SOCIAL GAROTAS DE IPANEMA NO CAFÉ TEATRO No passado dia 19 de Outubro decorreu no Café do teatro, um evento com muito glamour e animação.

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

87


SOCIAL 100 CATS AND A WOLF

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

The Ritz Café Madeira promoveu no dia 01 de Novembro, a sua festa de Halloween.

88


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

89


SOCIAL MEGA HALLOWEEN

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 1 de Novembro decorreu no Café do Teatro, festa de Halloween é já uma tradição e foram muitas as pessoas que não quiseram faltar com os seus disfarces divertidos e assustadores.

90


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

91


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PUBLICIDADE

92


PUBLICIDADE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

93


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PUBLICIDADE

94


PUBLICIDADE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

95


VOZ DA MADEIRA MOBILE

VOZ DA MADEIRA VERSÃO IMPRESSA

Aceda ao Voz da Madeira através do seu dispostitivo móvel. Digite no seu browser http://m.vozdamadeira.pt e adicione a página ao ecrá principal para consultar a nossa publicação de forma mais cómoda e com acesso mais célere.

Através do nosso portal http://www. vozdamadeira.pt poderá imprimir o Voz da Madeira. Terá de descarregar o ficheiro e guardar a versão PDF no seu ambiente de trabalho. Assim ficará apto a imprimir o documento.

www.vozdamadeira.pt


Voz da Madeira | Novembro 2013