Issuu on Google+

MENSAL • 4 • JULHO 2013

CINEMA

QUENTIN TARANTINO: DIRECTOR, ACTOR E ARGUMENTISTA

REGIÃO

FUNCHAL MAIS SEGURO E MAIS ATRATIVO

INTERNACIONAL

ENTREVISTA | RICARDO SOUSA

O DIA QUE EUROPEUS PERDOARAM E PAGARAM AS DÍVIDAS DOS ALEMÃES

PERFIL

LEONARDO JARDIM É UMA VOZ DA MADEIRA

DESPORTO

SUK NEGÓCIO DAS ARÁBIAS PARA O MARÍTIMO

“A lamentação e o criticismo não ajudam a desenvolver a economia regional” ESPETÁCULOS

SAÚDE

MERCADO QUINHENTISTA, NA CIDADE DE MACHICO

TRANSPLANTE DE MEDULA FAZ DESAPARECER VÍRUS DA SIDA EM DOIS PACIENTES

www.vozdamadeira.pt


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SUMÁRIO

2

3 Diretor Convidado 4 Editorial 6 Região 14 Nacional 17 Internacional 24 Opinião 28 Entrevista 32 Política 36 Economia 38 Finanças 40 Turismo 44 Cultura 46 Saúde 48 Ciência e Tecnologia 51 Desporto 58 Flash 60 Cinema 68 Música 70 Espetáculos 82 Livros 84 Vinhos 87 Frase 88 SMS 90 Perfil 92 Pessoas 94 O Outro Lado... 96 Aquintrodia 98 Humor 100 Passeios 102 Gastronomia 104 Porto Santo 106 Local 108 Autonomia 112 História 114 Diáspora 116 Social 128 Publicidade

FICHA TÉCNICA Edição: Voz da Madeira http://www.vozdamadeira.pt vozdamadeira@vozdamadeira.pt Propriedade: Letras e Vírgulas - LDA Diretor/Editor: Maurício Pereira Distribuição: Gratuita Online Periocidade: Mensal Registado na ERC: 126332 ISSN: 2182-8786 NIPC: 510 564 690 Sede/Redação: Rua Nova Levada do Cavalo, Nº1, Fração- C 9000-721 Funchal

ESTATUTO EDITORIAL

1 - “Voz da Madeira” é uma publicação online, actualizável a qualquer hora, acessível na World Wide Web através do endereço www.vozdamadeira.pt, que disponibiliza informação generalista, dando enfase às questões ligadas à Região Autónoma da Madeira. 2 - “Voz da Madeira” defende a liberdade de expressão e a liberdade de informar. 3 - “Voz da Madeira” publica informação credível, objetiva e atual. 4 - “Voz da Madeira” distingue entre géneros informativos, opinativos e interpretativos. 5 - “Voz da Madeira” assume o compromisso de respeitar sempre o sigilo das suas fontes de informação e de nunca quebrar esse princípio fundamental. 6 - “Voz da Madeira” é concebido, redigido e produzido no cumprimento das orientações e princípios definidos neste Estatuto Editorial e pela sua Direção.


DIRETOR CONVIDADO Ordem dos Médicos em Clínica Geral - Grau de Consultor, Medicina Desportiva e Medicina Legal com Competência em Dano Corporal. Médico responsável pelo Departamento Clínico do Clube Sport Marítimo entre 1992/2003.

O I Ç A

Vice-Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira

S E

PAULO FONTES

Q U E

PRÓXIMO DIRETOR CONVIDADO

P A R A

José Manuel Freitas Morna Ramos, 62 anos, casado, Diretor-Clínico da Empresa de Medicina Desportiva dois filhos. “Avasad” desde 1999. Licenciado em Medicina e Cirurgia em 1978 pela Universidade Nova de Lisboa e Especialista pela Praticante desportivo de atletismo-corrida, natação, padel e ski-alpino

A L T O

Membro do Conselho Médico da R.A.M. da Ordem dos Médicos entre 2000/2011.

F A L A R

BIOGRAFIA

P R E C I S O

Membro do Colégio de Especialidade de Medicina Desportiva desde 1999.

É

Dirigente do Clube Naval do Funchal com os cargos de Vice-Presidente e Presidente da Direção entre 1993/2005.

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

JOSÉ MANUEL RAMOS Médico

3


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

EDITORIAL

4

de prestação de serviços, quem recebe pessoas em sua “casa”, tem de estar sempre, mínimamente preparado, para dar respostas, ás solicitações. Temos que pôr de parte o exagero de direitos e o “batalhão” de falta de deveres. Um aeroporto duma terra de turismo, não pode abrir ás seis da manhã e as lojas e quiosques abrirem ás sete e meia ou oito conforme a “pachorra” ou o “calor da cama”! Nem podem os táxis de uma ilha, se permitir a não estar no porto e aeroporto nas horas previstas de desembarque! Tudo isto faz parte dum serviço público, que tem de ser cumprido!

“UM RECADO PERTINENTE”!

Sempre tivemos fama e proveito, de bem receber os nossos visitantes,. e parece que assim continuamos a ser conhecidos. Mas, de entre aqueles serviços que nos solicitam, alguns, não devem ter horários fixos. Disse e repito: se estamos a receber “em casa”, temos de estar sempre disponíveis. Há tamanha concorrência no mercado do turismo, que, tudo e algo mais se inventa, para melhor fazer vender um destino. No nosso caso, a nossa “pérola”, aquilo que tem para oferecer, nós bem o sabemos e devemos procurar esmerar, ainda mais, essa oferta. O nosso clima é moderado, o ano inteiro. As nossas levadas são inigualáveis! Os nossos jardins são lindíssimos! As nossas serras são admiráveis! O nosso mar é fresquíssimo, temperado, e “pacífico”! Só falta melhorar a nossa parte do problema, a nossa prestação, o nosso trabalho. A população turística que nos visita, é idosa sobretudo É para eles, idosos, que devemos virar as nossas opções de receptividade e fazer para eles aquilo que mais gostam. Nem que seja, deixá-los simplesmente em paz e a descansar!

Vivemos um País, onde, ainda felizmente se paga catorze ordenados em cada ano, quando há na realidade doze meses contabilizados. E onde, se tem ainda felizmente direito, a um mês de merecidas férias, ao fim de cada ano de trabalho. Também, felizmente, temos, quase um mês de dias feriados, durante esse mesmo espaço de tempo. E não falo em “pontes”, tolerâncias, baixas, atestados e afins, para não baralhar as contas que estou fazendo! Temos também os sábados e os domingos, que para uma maioria, felizmente, não são dias de trabalho, e que prefazem, mais ou menos três meses em cada ano. Assim sendo e se a minha matemática não me engana, em doze meses - quantos um ano tem - recebe-se, felizmente, catorze ordenados, e realmente trabalha-se sete, isto é, metade! E não é que, nesta paz de espírito e serenidade, em que hoje se vive, estamos ainda sujeitos a ouvir dizer, na porta dum restaurante: “já não servimos, porque a cozinha está fechada”! E a nossa terra tem de oferecer necessáriamente, paz, bem estar e repouso. E música clássica! Os Ao que percebo e também por ouvir falar quem espetáculos de música clássica, estão sempre disso entende, um País vale, por tudo aquilo que repletos de turistas, predominantemente idosos, produz, mais aquilo que exporta, que deve ser com alguns madeirenses á mistura. Com o jazz menos do que importa... para depois, feitas as passa-se o mesmo! A qualidade dos nossos eventos contas, poder gerar alguma riqueza. Portanto, musicais é muito grande, quer á custa da nossa o trabalho, realizando produção, gera riqueza. orquestra clássica, quer pelo plantel de músicos que Quanto mais desemprego houver, menos trabalho habitualmente são convidados, para o Festival de haverá, que irá resultar em menor produção e Jazz. A música será sempre boa aposta desde que menor riqueza final. E com o espectro de haver mais se adapte ao tipo de visitante mais predominante desemprego, com a produção a diminuir, será que ... a cozinha vai continuar fechada? A pouco e pouco vamos ter de perceber, que a nossa linda terra, com as suas extremas belezas naturais, Quem vive do turismo, como prioritária opção vale por isso mesmo, vale pela simplicidade dos seus


EDITORIAL habitantes, e tem de valer por uma receptividade exclusiva e esmerada para esses nossos visitantes. E para sermos mais visitados, vamos ter de mostrar essas capacidades e oferecer a segurança necessária, para sermos sempre rotulados, como um pacífico destino turístico. As horas a que se faz o

trabalho não podem contar! Ter um trabalho, já é á partida, uma grande riqueza! E se houver clientes, a cozinha vai ter de estar aberta! Ou então fechar de vez! José Manuel Ramos

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

5


REGIÃO

FUNCHAL MAIS SEGURO E MAIS ATRATIVO Obras da lei de Meios avançam a bom ritmo com garantias de maior segurança. Baixa da cidade Lei de Meios, em que o Governo Regional pretende ficará mais aprazível. melhorar o funcionamento hidráulico das três A frente-mar da baixa do Funchal está a receber ribeiras, permitindo o aprofundamento do seu leito, obras de recuperação e beneficiação após os o fortalecimento das paredes que o suportam e um estragos verificados com as intempéries de 20 de melhor escoamento, graças à maior amplitude das Fevereiro de 2010. São intervenções ao abrigo da seções de vazão.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Aspeto geral da baixa da cidade do Funchal, entre o Cais e a Zona Velha da Cidade, após a conclusão das obras da Lei de Meios.

Aspeto da futura Praça da Autonomia, com a junção das fozes das Ribeiras de Santa Luzia e João Gomes no seu interior. 6


REGIÃO

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Esta junção, já concretizada, aumentará substancialmente a secção de vazão dos anteriores A intervenção que decorre nos troços terminais das 12 x 3 metros em S. Luzia, e 9 x 3 metros em J. Ribeiras de João Gomes e Santa Luzia vai permitir Gomes, para os 24 x 7 metros, na zona mais estreita. o aumento da profundidade do leito das referidas ribeiras. Dos atuais 3 metros, a profundidade passará De maneira a permitir um melhor escoamento, a foz para os 7 metros, com uma inclinação que aumentará das duas ribeiras será canalizada 80 metros para o de 0,7 % para 2 % (+ 1,3%). Esta inclinação (a máxima interior da baía do Funchal, sendo que a remoção possível de acordo com os estudos efetuados periódica dos sedimentos depositados, por forma e as características das bacias hidrográficas a garantir o bom funcionamento hidráulico para o intervencionadas) permitirá que os materiais sólidos qual o projeto foi concebido, será feita a partir do ganhem maior “velocidade” na sua deslocação em mar, fora da zona da foz. direção à foz, procurando evitar o que aconteceu a 20 de Fevereiro de 2010, onde a acumulação de Rotunda da Autonomia com três faixas de rodagem resíduos verificou-se nas cotas mais baixas, na zona antes da foz, com inclinações quase nulas, e que fez Quanto à Rotunda da Praça da Autonomia, a com que o imenso volume de resíduos sólidos que circulação automóvel será desenvolvida em três ali ficou depositado diminuísse drasticamente a faixas de rodagem, assegurada pela construção secção de vazão, e permitisse facilmente que a água de três pontes rodoviárias (Ruas 31 de Janeiro, transbordasse do leito das ribeiras. Brigadeiro Oudinot e faixas Sul da Avenida do Mar)

O I Ç A

A junção das duas ribeiras (João Gomes e Santa Luzia) far-se-á no interior da Praça da Autonomia, a céu aberto, diminuindo significativamente a área coberta, o que facilitará as operações de manutenção e de desassoreamento.

S E

Praça da Autonomia juntará fozes das ribeiras

Foz das ribeiras passará a ter 24x7metros na zona mais estreita

Q U E

O trabalho que está ser feito na baixa do Funchal, tem sido complementado com a canalização/ regularização, a montante, de várias dezenas de linhas de água, e com a construção de açudes, onde se procura reter grande parte do caudal de inertes, principalmente as pedras de maior dimensão, como nos explicou o Diretor Regional de Infraestruturas e Equipamentos, Eng.º Daniel Figueiroa.

7


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

REGIÃO

8

“Obras da Lei de Meios deixarão Funchal mais seguro e mais bonito.” Opinião manifestada pelo VicePresidente do Governo no final da visita de acompanhamento aos trabalhos que estão a ser realizados na baixa da cidade.

garantido que nessas pequenas secções cobertas o caudal de água das ribeiras não encontre obstáculos.

Segundo o Diretor Regional de Infraestruturas e Equipamentos, face ao elevado volume de material depositado, decidiu o Governo não retirar dali os inertes (por forma a evitar o elevado custo e fortes Proteção marítima para leste do Funchal perturbações da passagem de centenas de camiões através da cidade) e contê-los com recurso a um A leste da foz das Ribeiras de João Gomes e Santa novo cais acostável, por forma a salvaguardar a Luzia, até o Forte de São Tiago, está a ser executada operacionalidade do porto e ao mesmo tempo uma proteção marítima, com recurso ao calhau valorizar urbanística e paisagisticamente o rolado resultante das escavações das referidas terrapleno assim constituído. ribeiras, calhau esse que começa já a ficar contido com a construção de dois quebra-mares destacados Essa valorização será feita com uma grande praça, da marginal, os quais dissiparão a energia das na zona frontal à Assembleia Legislativa, em ondas, e que permitirão a constituição de uma praia empedrado, que atravessará transversalmente a de calhau rolado, cujo equilíbrio será assegurado ao Avenida do Mar. A restante área, como extensão da longo dos anos com recurso ao calhau transportado zona de lazer da Avenida do Mar e usos múltiplos, pelas ribeiras. terá enormes espaços verdes, com zonas de estadia, percursos pedonais rodeados por plantações Protege-se, assim e inclusive, o Campo Almirante arbóreas e um bar/café esplanada de apoio. Reis, as instalações do Teleférico, a Estação de tratamento de águas residuais e o Hotel Porto Santa Cais aumenta capacidade de acostagem do Porto Maria. do Funchal Funchal terá uma nova área verde no coração da cidade

Quanto ao cais, com a extensão de cerca de 300 metros (situa-se em cota inferior em 2 metros, relativamente ao cais da cidade), permitirá na face Como consequência dos temporais de 20 de exterior a atracagem de navios de cruzeiro e na bacia Fevereiro de 2010, e decorrentes do imprescindível interior a atracagem e operação das embarcações e urgente desassoreamento dos troços terminais das atividades marítimo-turísticas. Desenvolvedas três ribeiras que desaguam no interior do Porto, se a leste do cais da cidade (que ganhará na face foi necessário constituir um depósito temporário de leste as condições de acostabilidade que já teve inertes a leste do Cais da Cidade, entre este e a foz antigamente), até a foz das Ribeiras de Santa Luzia da Ribeira de Santa Luzia. e João Gomes.


REGIÃO OBRAS GARANTEM SEGURANÇA NA RIBEIRA DE SÃO JOÃO

Leito da ribeira será reposicionado

F A L A R

De acordo com o projeto, melhorar o O objetivo principal desta intervenção centra-se, comportamento hidráulico desta ribeira implica, essencialmente, na necessidade de garantir que o também, o prolongamento da mesma para o mar,

P R E C I S O

A nova solução de regularização proposta para a Ribeira de São João apresenta a alteração do traçado da ribeira para sudoeste, bem como o reposicionamento, o alargamento da secção e o aprofundamento do leito em grande parte da extensão da zona intervencionada.

É

Mais a Oeste, máquinas e homens trabalham já no troço final da Ribeira de São João. O leito será reposicionado, aprofundado e reforçado, com mais áreas a céu aberto e um funcionamento hidráulico bem mais eficiente, permitindo um melhor escoamento na foz da ribeira.

leito da ribeira não transbordará durante uma cheia, como aquela ocorrida a 20 de Fevereiro de 2010.

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Aspeto geral da intervenção no troço final da Ribeira de São João. 9


REGIÃO

Pormenor de como ficará a área junto ao Dolce Vita, após a intervenção em curso. garantindo o devido transporte dos materiais arrastados e a adaptação das estruturas de contenção existentes, bem como a execução de novas obras de contenção e de guiamento. Nas áreas ao longo das quais se manterá o atual traçado, proceder-se-á apenas a trabalhos de alargamento, aprofundamento, reparação e reforço de muros. A nova solução de regularização proposta para o troço final da Ribeira de São João procurará diminuir os trajetos cobertos, mas naqueles que permanecerão tapados, as lajes de cobertura terão uma folga em relação à superfície livre do escoamento, suficientemente elevada para evitar a

retenção de detritos sólidos flutuantes. A intervenção de montante a jusante A intervenção inicia-se junto à Rua da Alegria, terminando em São Lázaro, com as obras necessárias ao estabelecimento do canal de descarga da ribeira. No troço compreendido entre a Rua da Alegria e a Rua da Ponte de São Lázaro, a ribeira ficará destapada quase na sua totalidade, à exceção de uma pequena área coberta que permitirá a passagem rodoviária da Rua Brito Câmara, de modo a evitar qualquer intervenção sobre as áreas envolventes das superfícies comerciais existentes.

O leito da Ribeira de São João será aprofundado entre os seis e os oito metros.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O novo traçado da Ribeira de São João, redirecionado e mais aprofundado.

Obras já revelam novo traçado da Ribeira de São João até à foz. 10


REGIÃO A nova foz da Ribeira de São João situar-se-á em São Lázaro, com um funcionamento hidráulico bem mais eficiente e uma maior capacidade de vazão.

É P R E C I S O F A L A R A L T O W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A ribeira atravessará a Avenida do Mar e desaguará em São Lázaro, sendo que a placa central da “nova” Rotunda Sá Carneiro ficará parcialmente Atividade náutica acautelada descoberta. Por forma a privilegiar a atividade náutica em São Em termos de circulação todas as vias são mantidas Lázaro, os clubes e associações ficarão acomodados com um perfil transversal semelhante ao existente, em novos espaços, por debaixo do passeio pedonal mantendo-se também os sentidos atuais de da Avenida Sá Carneiro, ocupando na totalidade trânsito. uma área de 1.450 m2.

|

A fim de compensar a redução da área perdida no varadouro de São Lázaro e, por outro lado, aumentar a capacidade de acostagem das embarcações ao serviço do Porto do Funchal (nomeadamente as lanchas dos pilotos, rebocadores, etc.), o projeto preconiza, também, a criação de um cais a partir do extremo poente do molhe de abrigo da doca de S. Lázaro. Este cais terá um comprimento total de 138 m, obtendo-se uma área adicional de terrapleno de 4.350 m2.

L O N G E

Desde a Rotunda do Infante até à Avenida do Mar a ribeira segue a céu aberto, integrada num talude com revestimento vegetal, mantendo-se a via de acesso entre a Avenida do Mar e a Rotunda do Infante (Rua Cónego Jerónimo Dias Leite). Esta solução implica, no entanto, a demolição parcial do estacionamento do Edifício Marina Fórum, como se já pode constatar no local.

O I Ç A

Atualmente, tanto o limite exterior deste terrapleno como o extradorso do molhe de abrigo da doca de S. Lázaro são constituídos por talude e de enrocamentos, sem qualquer aproveitamento de carácter portuário.

S E

A necessidade de assegurar o trânsito automóvel entre a “nova” Rotunda Calouste Gulbenkian e a Rotunda do Infante obriga a que este curto trajeto do curso de água seja coberto.

Na zona da Marina, a intervenção será mais profunda em função da alteração do posicionamento da foz da ribeira. Efetivamente, o troço terminal da ribeira de São João será implantado de uma forma que atravessa o atual varadouro de S. Lázaro.

Q U E

Ampliação da capacidade de acostagem

P A R A

Está prevista ainda a reposição da rotunda (Calouste Gulbenkian) que existia antes das cheias, junto ao centro comercial Dolce Vita, com duas vias de circulação e uma zona de paragem a montante, sobre o eixo da ribeira, para possível estacionamento de viaturas de apoio à limpeza à linha de água.

11


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

REGIÃO

12

Os açudes das Ribeiras de João Gomes e Santa Luzia ficarão concluídos este ano. Na Ribeira de São João, as obras deverão avançar após o Verão.

DOZE AÇUDES SEGURAM FUNCHAL As construções dos açudes (ver imagens) inserem-se num conjunto de ações que visam a implementação de medidas capazes de minimizarem os efeitos associados aos escoamentos torrenciais que regularmente assolam a Região e de que a aluvião de 20 de Fevereiro de 2010 é o último. O projeto teve como enquadramento científico os princípios constantes do “Estudo de Avaliação do Risco de Aluviões na Ilha da Madeira”

do tipo aberto teve também em conta a experiência adquirida em países como o Japão, Taiwan e Áustria. A intenção foi construir barreiras capazes de travar os materiais sólidos e impedir que os mesmos chegassem à foz e à baixa do Funchal. Este conceito permitiu dimensionar estruturas que assegurem a passagem do escoamento líquido e dos sólidos com menor dimensão, enquanto os blocos com maior potencialidade destrutiva ficam retidos.

Apoiando-se na pesquisa de um conjunto de Ao todo serão doze os açudes que ajudarão a reter soluções de controlo ou de correção torrencial do o material sólido a montante das ribeiras, evitando escoamento sólido, a definição da solução de açude que o mesmo chegue à baixa do Funchal. A construção de doze açudes a montante das ribeiras do Funchal ajudará a conter a deslocação de material sólido.


REGIÃO ACHADOS ARQUEOLÓGICOS PRESERVADOS P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A S E O I Ç A

Parte das ruínas do Forte de São Filipe serão preservadas, enquadradas e valorizadas no projeto de intervenção nos troços finais das Ribeiras de João Gomes e Santa Luzia.

Q U E

Todo o espólio encontrado foi devidamente acautelado e catalogado, sabendo-se agora que parte das ruínas do Forte de São Filipe será preservada e integrada no projeto de intervenção para aquelas duas Ribeiras, valorizando um património histórico e cultural importante para a cidade. Isso mesmo assegurou o Vice-Presidente do Governo, após as visitas que efetuou, com o intuito de inteirar-se do andamento dos trabalhos realizados ao abrigo da Lei de Meios, dos quais tem a responsabilidade de coordenar.

É

As obras que estão a ser levadas a cabo no Funchal, nomeadamente a intervenção nos troços finais da Ribeira de João Gomes e Santa Luzia, tiveram a particularidade de revelaram achados arqueológicos importantes, datados do séc. XV, XVI e XVII.

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

13


NACIONAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Se o Governo salvaguardar os direitos adquiridos, manter-se-ão os 30 e os 20 dias de compensação por cessação de contrato de trabalho nos períodos em que eram esses os limites em vigor.

14

Em causa estão os regimes que estabeleciam, em leis anteriores, 30 e 20 dias, respetivamente, e os novos regimes anunciados, que definem 18 e 12 dias.

CORTE NAS INDEMNIZAÇÕES POR DESPEDIMENTO

Os novos contratos permanentes vão passar a ter um limite de 12 dias por cada ano de trabalho e, para todos os outros contratos, o limite passa a ser de 18 dias por cada ano de serviço nos três primeiros anos e 12 dias por cada ano de antiguidade nos seguintes.

Independentemente destes cálculos, desde A proposta de lei que reduz o cálculo das novembro 2011, com a passagem das indemnizações indemnizações em caso de despedimento para de 30 para 20 dias, também ficou definido um doze dias por cada ano de trabalho foi aprovada na limite máximo para o valor das indemnizações, que generalidade, com os votos favoráveis do PSD e do não podem ultrapassar 12 vezes o valor do salário CDS. auferido. No âmbito do compromisso assumido pelo Governo da República com o Fundo Monetário Internacional, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia, a partir de Outubro deste ano alteram-se novamente as fórmulas de cálculo das indemnizações aos trabalhadores em caso de despedimento.

Com todas estas regras, haverá situações em que um trabalhador terá de aplicar quatro regimes diferentes. A proposta está agora na Comissão de Segurança Social e Trabalho onde será discutida na especialidade.


NACIONAL

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Também contém uma alteração à ação executiva, que impede a penhora do montante equivalente a um salário mínimo quando o devedor não tem outros rendimentos. Exceção feita quando o crédito exigido na ação é devido a pensões de alimentos.

L O N G E

Devido ao aumento de situações de sobreendividamento, é admitida a celebração de um plano global de pagamentos entre exequente, executado e credores reclamantes, envolvendo, designadamente, moratórias ou perdões, Outra das alterações prende-se com uma mais substituição, total ou parcial de garantias, com a cuidada e racional calendarização das testemunhas, consequente suspensão da execução. evitando-se que sejam convocadas mais de uma para a mesma hora, num determinado dia. No que respeita à ação declarativa, uma das principais alterações do Processo Civil reside na A reforma do Processo Civil contempla também introdução de um novo modelo de audiência prévia a impossibilidade de penhorar mais do que um (audiência a realizar após a fase dos articulados), terço do salário e, no que respeita aos depósitos assente num “princípio de oralidade e concentração bancários, acaba com a necessidade de despacho dos debates, com intervenção ativa de todos os judicial. intervenientes”.

O I Ç A

O reformulado Código de Processo Civil reúne um conjunto de alterações, com o objetivo de diminuir os atrasos nos julgamentos, responsabilizando os agentes forenses.

S E

O novo Código do Processo Civil, inserido nas reformas estruturais da Ministra da Justiça, foi publicado em Diário da República e entra em vigor no dia 01 de setembro.

Para evitar que as ações executivas se prolonguem no tempo, a reforma estabelece que três meses depois do início das diligências para penhora, a execução será extinta no caso de não serem encontrados bens penhoráveis, sem prejuízo de renovação da mesma, caso o exequente venha a indicar bens que possam ser penhorados.

Q U E

NOVO CÓDIGO DO PROCESSO CIVIL ENTRA EM VIGOR A 1 DE SETEMBRO

Com isto, o legislador pretende delimitar aquilo que é verdadeiramente essencial para a compreensão e resolução do litígio. O Código do Processo Civil sucede aos já aprovados Código Penal e Código de Processo Penal. 15


NACIONAL A população estrangeira residente em Portugal diminuiu 4,5% em 2012, tendo contribuído para esta redução os quase 6.000 brasileiros que abandonaram o país, segundo um relatório do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). No entanto, a comunidade brasileira continua a ser a mais representativa em Portugal, onde residem 105.622, destacando o relatório a tendência decrescente verificada desde 2011. Os brasileiros também foram a comunidade estrangeira que mais beneficiou, no ano passado, do programa de apoio ao retorno voluntário, que permite aos imigrantes sem recursos regressarem aos países de origem.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

20 MIL IMIGRANTES DEIXARAM PORTUGAL EM 2012

A Ucrânia permanece como a segunda comunidade estrangeira mais representativa (44.074), seguida de Cabo Verde (42.857), Roménia (35.216), Angola (20.366) e Guiné-Bissau (17.759). O SEF justifica a tendência de diminuição da população estrangeira residente em Portugal, sem alterar o elenco das comunidades mais representativas, com “a alteração dos fluxos migratórios, o regresso ao país de origem e a aquisição da nacionalidade portuguesa”. Foto Lusa

Foto Lusa

ADVOGADOS ESCOLHEM NOVO BASTONÁRIO A 29 DE NOVEMBRO As eleições para os diversos órgãos da Ordem dos Advogados (OA) para o triénio 2014/16 foram marcadas para 29 de Novembro pelo atual bastonário, Marinho Pinto. A apresentação de candidaturas a Bastonário e Conselho Geral, Conselho Superior, Conselhos Distritais, Conselhos de Deontologia e Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores far-se-á até 30 de Setembro. Para já, as próximas eleições registam um recorde de candidaturas anunciadas, para suceder a Marinho Pinto, que termina o segundo e último mandato como bastonário. Jorge Neto, Vasco Marques Correia, Guilherme Figueiredo, Elina Fraga, Raposo Subtil, Jerónimo Martins e António Praga Colaço são os atuais candidatos a bastonário.

16


INTERNACIONAL para os primeiros cinco anos, durante o qual apenas se pagariam juros. Na antevéspera da reunificação alemã (Outubro de 1990) o governo emitiu as últimas obrigações para pagar a dívida contraída na década de 1920.

A L T O Q U E

de 50% da dívida, reescalonamento do prazo e condicionamento do pagamento à capacidade de cumprimento do país.

P A R A S E W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A União Europeia, e em especial a Alemanha, elevados. Entre os países que perdoaram 50% da deveriam refletir sobre as medidas que preconizam, dívida alemã estavam a Espanha, Grécia e Irlanda. comparando-as com as estipuladas no Acordo de O montante final fixou-se nos 32 mil milhões Londres. Parece aconselhável, por exemplo, ter em de marcos, representando cerca de 150% das conta as críticas do economista norte-americano Paul Krugman, Prémio Nobel da Economia, que exportações da Alemanha em 1950. considera errada a estratégia da União Europeia de O pagamento foi calendarizado para o período combate à crise, bem como os cortes acentuados entre 1953 e 1983, com um período de carência na despesa pública.

|

Após o Acordo de Londres, a Alemanha Ocidental conheceu um “milagre económico”, com o problema da dívida solucionado e sucessivos anos de crescimento económico.

L O N G E

Ficou ainda assegurada a possibilidade de suspensão e de renegociação dos pagamentos em caso de dificuldade. O montante afeto ao serviço da dívida nunca poderia ultrapassar 5% do valor das exportações alemãs e as taxas de juro foram estudadas para viabilizarem o bom funcionamento da economia situando-se entre 0 e 5 %. Os credores concordaram que seria inaceitável reduzir o consumo interno para pagamento da dívida, exatamente o oposto das políticas que hoje são impostas pela Troika.

O I Ç A

Há somente 60 anos, em 27 de Fevereiro de 1953, celebrou-se em Londres, com representantes de 26 países, um acordo que concedeu o perdão de metade da dívida da Alemanha pós-guerra. Estados Unidos, Reino Unido, França, Holanda e Suíça contavam-se entre os países com créditos mais

F A L A R

A verdade inconveniente... para que ninguém esqueça!

P R E C I S O

O DIA EM QUE OS EUROPEUS PERDOARAM E PAGARAM AS DÍVIDAS DOS ALEMÃES

É

Ao contrário da política atualmente seguida pela Troika, o Acordo de Londres de 1953 previa condições a cumprir pelos países credores, que se obrigavam a garantir a capacidade de recuperação económica da Alemanha. Para alcançar esse objetivo, o acordo definiu três medidas fundamentais: perdão

17


INTERNACIONAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESPANHA EXIGE MENOS AUSTERIDADE

18

Pela primeira vez, o Presidente do Governo Espanhol foi a um Conselho Europeu mandatado com uma Mariano Rajoy foi a Bruxelas mandatado por 90% resolução aprovada por 317 dos 350 votos possíveis do Congresso, para exigir uma mudança da política do Congresso. económica da União Europeia, que fomente o crescimento e diminua a austeridade. Espanha quer que Banco Central Europeu injete fundos na economia dos países membros da Trata-se de uma posição de força dos espanhóis, União Europeia, que facilite o crédito às pequenas que poderá não surtir em medidas concretas no e médias empresas, e que aprove um plano para seio da Europa, mas que não deixa de ter o mérito o emprego jovem, convenientemente dotado de de reunir o consenso da maioria das sensibilidades políticas e meios financeiros capazes de obter políticas de Espanha, constituindo um sério aviso resultados positivos. às rígidas políticas orçamentistas que estão a ser seguidas. Foto Lusa


INTERNACIONAL Foto Lusa

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A

Segundo a televisão Sky TG-24, os três homens são suspeitos de fraude e corrupção. Segundo o jornal La Stampa, o bispo teria feito um acordo com o funcionário dos serviços secretos italianos Giovanni Maria Zito para trazer da Suíça 20 milhões de euros em notas, que pertenceriam a amigos de Scarano, num jacto privado. Como pagamento por este serviço, Zito teria recebido 400 mil euros, acrescenta o “Corriere della Sera”.

Ao longo dos anos, a reputação do IOR foi abalada devido ao aproveitamento feito por meios criminosos para branqueamento de fundos. O escândalo financeiro mais conhecido que envolveu o Vaticano foi a falência, em 1982, do Banco Ambrosiano.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O prelado detido é monsenhor Nunzio Scarano, bispo de Salerno, no Sul da Itália, avança a imprensa italiana.

|

Um bispo, um membro dos serviços secretos italianos e um intermediário financeiro foram detidos no âmbito de investigações da justiça italiana ao Instituto para as Obras Religiosas (IOR) – o banco do Vaticano.

Estas detenções decorrem de uma vasta investigação lançada em 2010 que visava o então presidente do IOR, Ettore Gotti Tedeschi, e o director-geral, Paolo Cipriani, entretanto afastados. Eram suspeitos de não terem respeitado uma lei para evitar o branqueamento de dinheiro, omitindo nomes de envolvidos em duas transações financeiras consideradas suspeitas pelas autoridades. Por causa dessas transações, 23 milhões de euros foram congelados.

L O N G E

INVESTIGAÇÃO AO BANCO DO VATICANO

O Instituto para as Obras Religiosas é uma instituição privada com sede da Cidade do Vaticano, fundada em 1942 pelo Papa Pio XII. 19


INTERNACIONAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Foto Lusa

SÍRIA: UMA GUERRA CIVIL COM CEM MIL MORTOS

estrangeiros, na maioria jihadistas, e 2.015 desertores das forças leais ao regime.

Mais de cem mil pessoas, na sua maioria civis, foram mortas na Síria desde o início da revolta contra o regime do Presidente Bashar al-Assad.

As tropas de Bashar al-Assad são apoiadas por milícias, que perderam 17.311 membros, acrescentando-se 169 mortos dos combatentes do Hezbollah xiita libanês.

Os números são do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), uma organização nãogovernamental, que se baseia numa larga rede de militantes, fontes médicas e militares em todo o país.

O OSDH refere-se ainda a 2.571 mortos não identificados e afirma que o destino de mais de 10.000 detidos e o de várias centenas de soldados capturados pelos rebeldes continua desconhecido.

O número de mortos, contabilizado até ao final de A revolta contra o regime sírio, iniciada em 2011, Junho, inclui, entre os civis, 3.330 mulheres e 5.144 degenerou numa guerra civil. Os últimos dados crianças com menos de 16 anos. das Nações Unidas apontam para mais de 90.000 mortos no conflito e milhões de deslocados e O número de rebeldes mortos ronda os 13.539 refugiados. civis que pegaram em armas, 2.518 combatentes 20


INTERNACIONAL O grande júri federal acusou formalmente, Dzhokhar Tsarnaev da morte de quatro pessoas e de uso de armas de destruição massiva, revelou a Procuradoria da cidade de Boston, que poderá pedir a pena capital.

Tamerlan foi morto, mas Dzhokhar manteve-se em fuga durante quase 20 horas, acabando por se refugiar no interior de uma embarcação de recreio, estacionada no quintal de uma casa em Watertown, arredores de Boston.

F A L A R A L T O P A R A Q U E

Os irmãos Dzhokhar e Tamerlan Tsarnaev são Moribundo, Dzhokhar Tsarnaev acabou detido e, suspeitos de terem levado a cabo o atentado desde então, permanece numa unidade hospitalar, bombista da maratona de Boston, a 15 de abril, que no interior de uma prisão na zona oeste de Boston. provocou três mortos e 264 feridos. “O suspeito poderá ser condenado a prisão perpétua Três dias após a explosão das duas bombas ou, possivelmente, à pena de morte”, explicou artesanais (panelas de pressão cheias de esferas Carmen Ortiz, a procuradora federal que liderou as metálicas e pregos), perto da linha de meta da investigações ao atentado, numa conferência de prova, ambos indivíduos foram intercetados pelas imprensa. autoridades. A primeira sessão de pré-julgamento realiza-se a 10 Seguiu-se uma intensa perseguição policial durante de Julho. a madrugada de 19 de Abril. Num desses confrontos,

P R E C I S O

um polícia seria gravemente ferido, acabando por falecer dias mais tarde.

É

BOMBISTA DE BOSTON PODE SER CONDENADO À MORTE

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Foto Lusa

21


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

INTERNACIONAL

22 Foto Lusa

Foto Lusa


INTERNACIONAL MADIBA: O ÚLTIMO DOS GRANDES LÍDERES

P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E

Foto Lusa

A L T O

Foi o mais poderoso símbolo da luta contra o regime segregacionista do Apartheid, sistema racista oficializado em 1948, e modelo mundial de resistência. No dizer de Ali Abdessalam Treki, exPresidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, “um dos maiores líderes morais e políticos de nosso tempo”.

F A L A R

Até 2009, havia dedicado 67 anos de sua vida a serviço da humanidade, como advogado dos direitos humanos e prisioneiro de consciência, até tornar-se o primeiro presidente da África do Sul livre, razão pela qual, em sua homenagem, as Nações Unidas instituiu o Dia Internacional Nelson Mandela, no dia de seu nascimento, como forma de valorizar em todo o mundo a luta pela liberdade, pela justiça e pela democracia.

P R E C I S O

Nelson Rolihlahla Mandela nasceu a 18 de Julho de 1918. Foi advogado, líder rebelde e Presidente da África do Sul. Madiba é considerado o mais importante líder da África Negra, vencedor do Prémio Nobel da Paz, pai da moderna Pátria e Nação Sul-Africana.

É

O Mundo aguarda expectante pelos últimos dias de Nelson Mandela. Hospitalizado desde o dia 8 de Junho, os relatórios clínicos são cada vez mais clarificadores do débil estado de saúde de “Madiba”. O Homem que deixa um tremendo legado de luta contra a segregação racial. Um exemplo incomparável de tenacidade, de coragem, em prol da Liberdade e dos Direitos Humanos.

Nascido numa família de nobreza tribal, numa pequena aldeia do interior, onde possivelmente viria a ocupar o cargo de chefia, Mandela abandonou este destino aos 23 anos, quando rumou para Joanesburgo e iniciou a sua carreira política. Passando do interior rural para uma vida rebelde na faculdade, transformou-se em jovem advogado na capital, líder da resistência não-violenta, réu num infame julgamento por traição, foragido da polícia, e o prisioneiro mais famoso do mundo. Depois acabaria por tornar-se no político mais galardoado em vida, responsável pela refundação de seu país, em moldes de aceitar uma sociedade multiétnica. Criticado muitas vezes por ser um pouco egocêntrico e pelo seu governo ter sido amigo de ditadores que foram simpáticos ao Congresso Nacional Africano, a figura do ser humano que enfrentou dramas pessoais e permaneceu fiel ao dever de conduzir seu país, suprimiu todos os aspetos menos positivos.

| W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

23


OPINIÃO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

um terreno fértil. Há um enorme potencial para o “crescimento azul”, ou seja, para a valorização do potencial inexplorado dos oceanos, dos mares e das costas da Europa com o objectivo do crescimento económico e do aumento do emprego. Os desafios e as oportunidades colocados à Região Atlântica, no sentido desta contribuir significativamente para o “crescimento azul”, podem ser agrupados em cinco temas: - Aplicar uma abordagem ecossistémica; - Reduzir a pegada de carbono da Europa; O MAR E OS OCEANOS - UMA PRIORIDADE PARA PORTUGAL Os oceanos representam 71% da superfície do nosso planeta. A União Europeia tem o maior território marítimo do Mundo e 22 dos seus 27 Estados-Membros são banhados pelo mar. As regiões marítimas da UE acolhem quase metade da sua população e representam quase metade do seu PIB. Se contabilizarmos todas as actividades económicas que dependem do mar, a economia azul da UE representa 5,4 milhões de empregos e um valor acrescentado bruto de quase 500 mil milhões de euros por ano. Até 2020, os sectores marinho e marítimo podem representar 7 milhões de postos de trabalho na UE, dado o potencial de crescimento das áreas emergentes e a revitalização dos sectores marítimos tradicionais. No total, 75 % do comércio externo da Europa e 37 % do comércio interno da UE são efectuados por mar.

- Responder a situações de emergência; - Promover o crescimento inclusivo. Para ter sucesso, esta estratégia do Atlântico exige o empenho dos Estados Membros, das regiões, das autoridades locais, do sector privado e investigadores. Defende-se um plano de acção que tenha como prioridades: - Promover o empreendedorismo e a inovação; - Proteger, assegurar e desenvolver o potencial do meio marinho e costeiro do Atlântico; - Melhorar a acessibilidade e a conectividade; - Criar um modelo de desenvolvimento regional sustentável e socialmente inclusivo.

Face à escassez de recursos, o Mar pode ser a solução para fornecer-nos alimentos, energia e matérias-primas, respeitando a sustentabilidade, preservando a biodiversidade e a protecção do meio marinho e criando, em simultâneo, riqueza, crescimento económico e emprego. A modernização dos portos permite incrementar o transporte marítimo e, assim, reduzir as emissões de gases com efeito de estufa. A produção de energia renovável a partir das ondas e do vento também permite reduzir as emissões e contribuir para a nossa independência energética. A investigação e a inovação têm no domínio do Mar

24

- Explorar de forma sustentável os recursos naturais dos fundos marinhos do Atlântico;

JOSÉ MANUEL FERNANDES Deputado ao Parlamento Europeu


OPINIÃO

É P R E C I S O F A L A R A L T O L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Para Portugal, o Mar é trabalho, lazer e, ainda, oportunidade para crescermos e criarmos riqueza. A economia do Mar representa para Portugal cerca de 2,5% do PIB, mas pretende-se que atinja os 4%

O Mar dá-nos massa crítica, é multissectorial, tem a lógica da rede, agradece o empenho conjunto e articulado de autoridades nacionais e locais, empresas e universidades. O Mar, as costas, os portos, as comunidades costeiras constituem um enorme potencial que deve ser trabalhado de forma integrada e articulada para gerar o máximo de riqueza e contribuir para o crescimento e o emprego.

O I Ç A

Espera-se também que o Banco Europeu de Investimento (BEI) mobilize os seus instrumentos de financiamento e as suas competências especializadas em apoio de projectos adequados.

S E

Registe-se ainda os programas “Copernicus” e “Conhecimento do Meio Marinho 2020” que permitem acções de colaboração com outros Estados-Membros com vista ao intercâmbio de informações e boas práticas.

Portugal tem as condições e as particularidades naturais, humanas e técnicas para se tornar líder nas actividades económicas marinhas e marítimas. Para além da herança marítima, que nos formou e vai formando como povo, o mar coloca-nos numa localização geográfica estratégica e apresenta-se como um mundo de oportunidades no emprego e na criação de riqueza, mas também de desafios. Por seu lado, o arquipélago dos Açores e a Região Autónoma da Madeira são, em si, laboratórios naturais para o desenvolvimento das actividades ligadas à economia azul.

Q U E

No âmbito dos fundos do Quadro Estratégico Comum (QEC), os programas Horizonte 2020, LIFE, COSME e Erasmus para Todos podem ser utilizados, assim como o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) na parte que é gerida directamente pela Comissão Europeia.

em 2020. Note-se que Portugal tem a maior Zona Económica Exclusiva da UE. Face às alterações previstas nas rotas marítimas mundiais, podemos tirar partido da nossa localização geográfica e posicionarmo-nos como uma plataforma logística relevante no novo equilíbrio mundial.

P A R A

No que toca aos financiamentos e mecanismos de apoio para executar este plano de acção, considero que podem ser muito úteis os “investimentos territoriais integrados” (ITI) ou o “desenvolvimento local orientado para as comunidades” (DLOC). São duas ferramentas de carácter multifundo que implementam uma estratégia territorial integrada.

25


OPINIÃO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PRECISAM-SE JOVENS EMPREENDEDORES!

26

Da qualificação a uma oportunidade de futuro

escola para vir tomar um café ao Funchal: “Oh... isso da política não me interessa, não percebo nada, nem tão pouco gosto”.

É um lugar-comum ouvir dos jovens sentados nas esplanadas ou nos muros dos passeios marítimos, aquilo que há anos eu já ouvia (ainda que com maior frequência) na “camionete” quando saía da

Mas pergunto-me e abordo-os sempre que possível sobretudo àqueles jovens inquietos e hesitantes quanto ao seu futuro académico e profissional: Quer a política vos interesse ou não, a verdade é


OPINIÃO que todas as questões que vos afetam, nas mais variadas áreas da sociedade, são reguladas por leis decididas pelo processo político. Não acham que é por isso que se torna tão importante a vossa participação na tomada de decisões?

É P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Há muito que o empreendedorismo jovem deixou de ser uma questão de moda ou um cliché e passou a ser de facto essencial a uma nação e às suas economias regionais. É importante que todos trabalhemos e procuremos, cada um na sua área

A L T O

Há obstáculos? Sim, há! Existem burocracias, sim existem. Mas hoje, os jovens têm ao seu alcance meios, alguns até apenas à distância de um click, que lhes permite chegar aos decisores políticos. A tecnologia abriu novos canais de comunicação, a internet dá acesso directo às instituições, aos políticos, e os jovens podem e devem, mais do que nunca, participar na política e contribuir para que se ultrapassem obstáculos fomentando a emancipação de uma Região e de um País que tem espaço para o empreendedorismo.

F A L A R

Mas é também importante que ultrapassemos a barreia cultural da alma e do fado português e que tomemos consciência, sobretudo os mais jovens, que hoje como nunca, são a geração mais bem preparada de sempre, com mais conhecimentos e apta transformar a forte aposta na qualificação, em projectos inovadores e empreendedores, em verdadeiras oportunidade de futuro. Se já aprendemos a pescar, se já nos forneceram uma cana de pesca mas, ainda assim, somos capazes até de conseguir um novo sistema de pesca, inovador e com maior alcance… porque teimamos, tanta vez, Dir-me-ão os pessimistas de alma e fado português: em “assobiar para o lado” criticando facilmente a Ora, pois! Que comparação, esses são exemplos de cana de pesca do vizinho? países desenvolvidos, com economias maduras e cuja cultura e educação formou-os para tal. Aqui está Precisam-se jovens empreendedores! Estou certa o que me leva ao tema deste singelo artigo; estar que já os temos! Falta-nos muitas vezes a garra, ciente que os jovens, em 2013, estão bem melhor a determinação, baixar o som do triste fado. preparados, mais informados e mais conscientes da Precisamos encarnar a alma de descobridores, necessidade e importância, além da participação ter espírito de risco e de aventura e encontrar nas decisões políticas, em criar oportunidades de no empreendedorismo a necessidade ou a futuro e fazer-nos dar o salto para a consciência que oportunidade de singrar na vida e de alterar a tal temos tudo para ser comparados a um Americano, placa à porta do nosso País, por uma em que esteja a um Sueco ou a um Islandês, e porque não pelo inscrito: Somos empreendedores em Portugal! empreendedorismo jovem?

P R E C I S O

E tomar decisões implica participar de forma activa, ter iniciativa e com atitude, isoladamente ou em conjunto, procurar encontrar oportunidades que possam ser transformadas e que possam gerar valor. Em 2013, preparando já o futuro, é de jovens com atitude, que se esforcem por deter conhecimento e que prezem a sua independência e realização pessoal que a Região e que o País precisam… Atrevo-me a imaginar um Americano, um Sueco ou um Islandês a dependurar, à porta de entrada do nosso País e com lettering apelativo, uma placa de advertência: Portugal precisa de jovens empreendedores!

de intervenção, auxiliar os jovens no processo de transição do meio escolar para o mercado de trabalho; criar mais e melhores competências para os jovens que queiram criar o seu próprio emprego; promover medidas complementares de combate ao desemprego jovem e fomentar modernização da nossa economia.

CLÁUDIA MONTEIRO DE AGUIAR Deputada na Assembleia da Republica

27


ENTREVISTA sempre com espírito empreendedor no bom caminho para o sucesso. Foi, e continua a ser um percurso único, que sem qualquer dúvida, vale a pena percorrer.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

VM: Que diferenças destacaria entre a altura na qual iniciou a sua carreira e os tempos atuais?

“SÓ COM INOVAÇÃO E INVESTIMENTO TEREMOS O DESENVOLVIMENTO NECESSÁRIO PARA CONSEGUIR ULTRAPASSAR A CONJUNTURA ATUAL” Voz da Madeira: Quando iniciou a sua vida empresarial?

RS: Vivemos hoje uma crise financeira, económica e política que em nada se compara com a conjuntura mais favorável que existia quando iniciei a minha carreira. Na altura com trabalho, esforço e dedicação os objectivos eram superados e os resultados visíveis. Actualmente, para além disso, é também necessário uma enorme capacidade de resistência às adversidades, ser flexível e conseguir adaptar-se à realidade de forma rápida. VM: Recebeu a Insígnia Autonómica de Bons Serviços, por parte do Governo Regional. Como encara este reconhecimento? RS: Com muito orgulho. Foi para mim uma atribuição inesperada, uma vez que sempre trabalhei sem nunca esperar qualquer reconhecimento público. Na minha opinião este reconhecimento foi dado à

Ricardo Sousa: Iniciei a minha vida empresarial, aos 18 anos, como sócio da empresa Transmadeira. Uma empresa de transitários e agente de navegação, onde dois anos mais tarde vendi a minha quota para constituir a empresa Bitrans transitários que, posteriormente, deu origem à Bitranlis e Bitranorte. RS: Em que áreas desenvolveu a sua actividade? Inicialmente a actividade principal foi o transporte marítimo complementando com a actividade de hotelaria, transportes terrestres e logística. Actualmente através das empresas do Grupo Quinta do Lorde, desenvolvo também actividades em hotelaria, imobiliária, exploração de marinas, reparação náutica e exploração de actividades marítimo-turísticas. VM: Como caracterizaria o seu percurso neste meio? RS: Um percurso construído com muita dedicação e trabalho. Muita persistência e alguma teimosia,

28

RICARDO SOUSA Empresário‎


ENTREVISTA

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

data em que se justificou, aquando da inauguração VM: A Quinta do Lorde, Resort, Hotel & Marina é da Quinta do Lorde Resort, um dia muito especial o seu projeto mais recente. Como foi o caminho da minha vida. percorrido até a atualidade, desde a conceção da ideia, e quais as expectativas futuras? VM: A conjuntura atual prejudica a inovação e a existência de maior investimento? RS: Em 1998, quando criámos a Sociedade da Quinta do Lorde, tive a certeza de que estávamos RS: A conjuntura actual limita e restringe muito o a iniciar um projecto com enorme potencial. investimento e a inovação. É quase que obrigatório Desde o início sempre procurei o melhor, e para tal recorrer à imaginação para conseguir inovar e pôr encomendei o projecto a uma das mais prestigiadas em prática novas ideias, sempre com grandes riscos. empresas de arquitectura do mundo. Foi, só por si, Mas acredito, que só com inovação e investimento uma mais-valia em todo o projecto, ao qual juntei teremos o desenvolvimento necessário para o conceito de Eco-Resort, uma marina de recreio conseguir ultrapassar a conjuntura actual. e hotel de qualidade com uma equipa que prima pelo bem estar dos seus clientes. As perspectivas de VM: Alguma vez a crise foi um impedimento para desenvolvimento e de projecção do nome Madeira, a execução prática das suas ideias? que tenho sentido em contacto com entidades de diversas nacionalidades fazem-me expectar um RS: Não a qualificava como impeditiva, mas é futuro próspero para os vários sectores do Resort. certamente um factor limitador. Estive envolvido em alguns projectos que não deixaram de existir VM: É presidente da sociedade responsável por devido à crise, mas que acabaram por ficar este empreendimento e um dos mentores da sua limitados aos que era possível investir e não ao que realização. Que obstáculos teve de ultrapassar? eu verdadeiramente gostaria.

29


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ENTREVISTA

30


ENTREVISTA

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

RS: Devem assumir um papel mais interventivo promovendo a criação e exploração de actividades turísticas, procurando qualificar o turismo regional e ao mesmo tempo investindo no sector empresarial de modo a criar mais postos de trabalhos. A lamentação e o criticismo sobre a actual conjuntura, não ajudam a desenvolver a economia regional.

Q U E

VM: Que papel podem assumir os madeirenses em prol do turismo regional e do setor empresarial?

P A R A

RS: Sempre quis crer que um dia seria cumprimentado pela generalidade dos madeirenses, uma vez compreendidas as bondades deste projecto e as mais-valias que traz ao desenvolvimento da Região. Agora que o Resort é uma realidade aos olhos dos mais incrédulos, é evidente a importância da Quinta do Lorde como um produto turístico diferenciado e como centro gerador de emprego para a população.

A L T O

VM: Este investimento está intimamente ligado ao turismo. Sente que a Região e a sua população estão cientes da sua importância neste setor?

F A L A R

RS: Acredito que sim. Estando o País e Região numa conjuntura desfavorável, acredito que só através da interacção com os restantes países do mundo será possível tornar a situação mais favorável ao nível nacional. Exemplifico com o sector imobiliário existente no Resort, que procura capitais estrangeiro para investimentos na Região, promovendo a entrada de divisas estrangeiras.

P R E C I S O

VM: Este Resort é uma forma de ligar a Madeira ao Mundo? O futuro passa, cada vez mais, por esta dinâmica e interação?

RS: Espero ter a capacidade de continuar a criar novas empresas de modo a gerar mais emprego e fortificar a economia local e regional. Arranjar novos projectos e novos desafios que me ajudem a promover o nome da Região, não só a nível nacional mas também internacional. É

RS: A degradação da situação geral do País e da Europa, e fundamentalmente a inesperada paragem da obra representaram um enorme peso financeiro, tendo sido provavelmente o maior e mais difícil obstáculo ultrapassado. Surgiram ainda algumas dificuldades, agruras e desilusões de menor importância dada a garantia e total respeito pela completa legalidade do projecto. Em suma, obstáculos ultrapassados graças à persistência e teimosia que tão bem me caracterizam.

VM: Para terminar, que espera da sua vida empresarial futura? 31


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

POLÍTICA

32

país mergulhou, que o contencioso da Autonomia seja resolvido definitivamente, em termos de todos se sentirem bem na mesma Pátria, e que Portugal seja um verdadeiro Estado democrático de Direito, de Justiça despolitizada, sem autogestões, de segurança para todos e completamente livre de toda a burocracia que afeta o progresso”, referem as conclusões do Conselho Regional do PSD. Sobre as autárquicas de 29 de Setembro, cujas listas foram já aprovadas, os conselheiros do PSD, que lançaram críticas à oposição, sobretudo ao PS e CDS, pedem à população que “não confunda” este ato eleitoral “com a errada situação na República” e denunciou “ambições pessoais de gente PSD QUER RESOLVER CONTENCIOSO DA inqualificável que, ao abrigo de uma hipocrisia AUTONOMIA que pretende organizadamente minar” o PSD/M, procura fazer listas contra o próprio partido e até Reunido o seu Conselho Regional, o PSD/Madeira apoiar os seus adversários. anunciou que a proposta de revisão constitucional a ser apresentada pelos deputados sociais- A este propósito, o Conselho Regional determinou democratas eleitos pela Região, na Assembleia aos órgãos do partido o cumprimento dos estatutos da República, quer resolver o contencioso da nesta matéria – “a inevitável expulsão de todos, autonomia, para “todos se sentirem bem na mesma sem exceção, que lesem eleitoralmente” o PSD/M Pátria”. – decidindo, igualmente, manter o calendário do partido até ao próximo congresso, no final de 2014, “O PSD/Madeira, com a formalização da sua proposta, “independentemente de exibicionismos traquinas pretende que os portugueses identifiquem quem de alguns sem estatuto para exigir do PSD/Madeira quer e quem não quer mudar a situação em que o seja o que for”.


POLÍTICA Foto Lusa

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E |

O projecto de revisão constitucional, apresentado pelo CDS-PP e aprovado em Maio na Assembleia Legislativa da Madeira, foi publicado em Diário da República, propondo, entre “oito grandes alterações”, a extinção do cargo de Representante da República.

e defende o aumento dos poderes legislativos das Regiões Autónomas e o alargamento das competências em matéria fiscal.

Outras das mudanças preconizadas pelos deputados democratas-cristãos no parlamento regional refere-se à “necessidade dos estatutos político-administrativos, da lei das Finanças Regionais e das leis eleitorais dos Açores e da Madeira terem de ser aprovadas por dois terços dos O projecto contempla, neste âmbito, que as deputados nas respetivas Assembleias Legislativas competências de regulação do sistema legislativo e na Assembleia da República”. regional passem para o Presidente da República

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PROJECTO DE REVISÃO CONSTITUCIONAL DO CDS/M JÁ FOI OFICIALMENTE PUBLICADO

33


O BLOCO DE ESQUERDA PEDE ELEIÇÕES ANTECIPADAS

pouca vergonha em que o governo do PSD e CDS/ PP meteram o país”.

O coordenador regional do Bloco de Esquerda defendeu a realização de eleições como “única solução para nos tirar da crise política, económica e social”, pois “só devolvendo a voz aos eleitores é que podemos acabar com este forrobodó e esta

No entender de Roberto Almada, só com um governo de esquerda, que defenda a valorização das pensões e dos salários, será possível acabar com a “irresponsabilidade reinante”. Foto Lusa

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

POLÍTICA

34

PS/M ACHA QUE O ACTUAL REGIME DO PSD ACABA EM 2013 “Este regime do PSD, com mais de 30 anos, acaba neste ano de 2013”. É uma promessa feita por Victor Freitas no encerramento das jornadas parlamentares do PS-M.

do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro da Região (PAEF) foi o tema central.

Para os socialistas, o PSD e o CDS têm de aprovar a proposta de revisão do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF) que o PS-Madeira tem na Assembleia da República, sendo para isso necessário que os partidos, na Região, apoiem o O líder socialista acredita que depois das eleições projecto de resolução do PS/M, convencendo os de Setembro haverá, na Região, “autarcas de várias seus partidos, ao nível nacional, por ser o único cores partidárias” porque, assegura, “temos uma caminho possível para devolver a esperança à sociedade que rompeu com o PSD e com o medo”. Madeira e Porto Santo. Nestas jornadas parlamentares do PS-M, a revisão


POLÍTICA PND E PDA MULTADOS POR NÃO APRESENTAREM CONTAS DE 2011

É

O Tribunal Constitucional (TC) multou o Partido Democrático do Atlântico (PDA) e o Partido da Nova Democracia (PND) em 12 mil euros cada, e os respetivos responsáveis financeiros em 3 mil euros, por não terem apresentado as contas partidárias de 2011.

P R E C I S O F A L A R

No acórdão, com data de 18 de Junho, o TC frisou que a obrigação de apresentação das contas é “essencial ao controlo da legalidade do financiamento dos partidos políticos” e não pode ser “ignorada ou menosprezada”.

A L T O P A R A

Por outro lado, acrescenta-se,“se é certo que partidos mais pequenos podem ter meios mais escassos, tal não os isenta da obrigação de apresentar contas, tanto mais que as suas contas serão, à partida, bem menos complexas e extensas que as de um partido de maior dimensão”.

Q U E S E

Segundo o acórdão do TC, nenhum dos visados exerceu o direito de resposta.

O I Ç A

Foto Lusa

Edgar Silva, que efetuou uma ronda pelas praias de Santa Cruz, no âmbito da assistência e socorro a banhistas e vigilância nas infraestruturas balneares, referiu que, no conjunto dos complexos balneares na orla costeira da Região “era imperioso haver sinalética e informação, um dispositivo de apoio para garantir a segurança nas praias”.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O PCP diz que “o Governo tem tido uma política negligente e irresponsável, no que concerne à segurança nas zonas balneares” e, por isso, defende “uma alteração de postura” no que diz respeito ao socorro e segurança nas praias.

|

PCP QUER SEGURANÇA NAS PRAIAS

L O N G E

Foto Lusa

“Este não é um problema exclusivo do concelho de Santa Cruz, as praias daqui servem de exemplo para o todo regional”, acrescentou. 35


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ECONOMIA

36

Este foi o culminar de um longo processo na sequência do pedido de adesão em 2003. Agora será necessário aprofundar o processo de integração, visando a adesão ao Espaço Schengen e ao euro logo que a economia da Croácia satisfaça os critérios requeridos em matéria de inflação, finanças públicas, estabilidade da taxa de câmbio e das taxas de juro. Note-se que a Croácia não tem o direito de não adoção da moeda única, ao contrário do que acontece com a Dinamarca e o Reino Unido.

CROÁCIA: O NOVO ESTADO-MEMBRO DA UE Desde o dia 1 de Julho que a União Europeia conta com mais um estado-membro, o 28º. Trata-se da Croácia que se torna, assim, a segunda parcela da antiga Jugoslávia, após a Eslovénia, em 2004, a concretizar a adesão ao espaço europeu. Naquela data, os seus 12 eurodeputados foram já acolhidos na sessão plenária do Parlamento Europeu, realizada em Estrasburgo.

A Croácia, um país com cerca de 4.5 milhões de habitantes e um poder de compra 39% abaixo da média europeia, vai receber, nos próximos sete anos, 14 mil milhões de euros de fundos comunitários, o que constituirá um incentivo para inverter o ciclo económico negativo por que atravessa e determina uma taxa de desemprego de 18.1%. Ano de adesão à União Europeia: 2013 Capital: Zagreb Superfície total: 56 594 km² População: 4 398 150 habitantes Moeda: kuna


ECONOMIA

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E

A Expomadeira, que decorre entre 5 e 14 de julho, completa este ano 30 edições, número que poderá ser considerado significativo e revelador da Relativamente à animação, haverá, entre outros, um dinâmica da própria feira, mas também do tecido show cooking diário, demonstrações desportivas de várias modalidades com a presença de algumas das empresarial madeirense nas últimas três décadas. personalidades bem conhecidas deste meio, vários De acordo com a ACIF-CCIM, ano após ano, “tem momentos de música e dança e ainda animação havido a preocupação de tornar esta exposição infantil. um espaço de referência, quer para os expositores que, com todo o afinco, agarram esta oportunidade para apresentarem os seus produtos e serviços e aumentarem o seu leque de potenciais clientes, quer para os visitantes que procuram neste espaço momentos de conhecimento mas também de lazer.”

Destaque-se ainda, na edição deste ano, para além da habitual presença dos membros do governo regional, a visita de 11 embaixadores de diversos países da américa latina, o que constituirá uma excelente oportunidade para estabelecer parcerias com países terceiros.

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

profissionais e um Business Lounge que poderá ser utilizado pelos expositores para encontros, reuniões e apresentações.

|

EXPOMADEIRA FAZ 30 ANOS

Nesse sentido, este ano estão previstas algumas novidades como um horário exclusivo para 37


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

FINANÇAS

38

objetivos fundamentais: • Desmaterializar os documentos de transporte, substituindo os documentos em papel por comunicações electrónicas; • Combater mais eficazmente a fraude fiscal e a economia paralela, assegurando que as transações envolvendo transporte de mercadorias são efetivamente registadas e faturadas pelas empresas. O sistema informático de gestão dos documentos de transporte foi disponibilizado no Portal das Finanças, a título experimental, desde o passado dia 2 de abril, proporcionando às empresas a possibilidade de testarem o seu funcionamento e adaptarem-se para a entrada em vigor deste ESTADO IMPLEMENTA REFORMA DA novo regime. Contudo, tendo em conta o carácter FATURAÇÃO E DO PROJETO E-FATURA totalmente inovador desta reforma e de modo a permitir às empresas uma adaptação mais gradual, Até ao próximo dia 15 de outubro não serão o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, por aplicadas quaisquer sanções despacho de 28 de junho, determinou que até ao próximo dia 15 de outubro não serão aplicadas Conforme já havia sido noticiado na edição de Maio, quaisquer sanções (coimas ou apreensão) nos casos entrou em vigor no passado dia 1 de julho o sistema de ausência de comunicação electrónica prévia dos de comunicação electrónica dos documentos de documentos de transporte por parte das empresas, transporte, o qual corresponde à 2ª fase da Reforma desde que essa comunicação seja efetuada até da Faturação e do projeto e-fatura, e tem dois àquela data.


FINANÇAS Foto Lusa

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ajustamento económico e financeiro (PAEF), das intransigências que manifestou, nomeadamente na fixação das taxas de IVA, e do controlo apertado Apesar da contestação crescente às medidas de às finanças regionais, onde sempre mostrou austeridade, bem como à sua eficácia, foi de modo resistência e pouca celeridade em desbloquear algo surpreendente que se registou a demissão de verbas acordadas, mesmo apesar dos relatórios de Vítor Gaspar do ministério das finanças. avaliação da troika sublinharem o bom desempenho orçamental do governo madeirense. Vítor Gaspar fica associado ao plano de resgate português que permitiu ao país recuperar alguma Maria Luís Albuquerque, até há bem pouco tempo credibilidade no exterior, em particular junto secretária de Estado do Tesouro, é agora a nova dos principais decisores no panorama da União responsável das Finanças e terá pela frente a dura Europeia, mas também, a nível interno, a várias tarefa de fazer baixar o défice em percentagem do polémicas, entre as quais os acórdãos desfavoráveis PIB para os 5,5%, depois deste indicador, de acordo do Tribunal Constitucional às medidas orçamentais como o Instituto Nacional de Estatística, ter atingido propostas e os frequentes falhanços das suas 10,6% no primeiro trimestre deste ano. previsões macroeconómicas. Estas situações minaram a sua credibilidade e foram, aliás, motivos Vítor Gaspar sai, assim, ao fim de dois anos de invocados para justificar a sua decisão. mandato, numa altura em que a polémica acontecia em torno dos “swaps”, os contratos de derivados Em relação à Madeira, Vítor Gaspar ficará sempre financeiros sobre taxas de juro realizados por ligado às difíceis negociações do plano de empresas públicas.

L O N G E

VÍTOR GASPAR: A DEMISSÃO ANUNCIADA DO MINISTRO DAS FINANÇAS

39


TURISMO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A história deste espaço com dezasseis hectares remonta aos anos 60, quando John Talbot, um Lorde inglês, construiu aqui uma moradia. Décadas depois, após ter sido local de culto e reflexão pelas mãos da Congregação dos Cónegos Regrantes de Santa Cruz, é adquirido pela Quinta do Lorde, S.A..

40

O projeto turístico como hoje o conhecemos, depois de ultrapassar por diversas fases, começou a ser posto em prática em 2007. Foi concebida pela WATG – Wimberly Allison Tong & Goo e pela IN.ARQ e inaugurado a 28 de Junho deste ano, numa cerimónia que contou a com a presença do Presidente do Governo Regional, Dr. Alberto João Jardim, e de cerca de seiscentos convidados.

QUINTA DO LORDE A Quinta do Lorde situa-se no Sítio da Piedade, no Caniçal. É um empreendimento que contempla um resort de cinco estrelas, vinte e três moradias, cento e três apartamentos, restaurantes, bares, praças, uma capela, diversas piscinas, court de ténis, putting green e driving range, bem como, um circuito pedonal e uma marina.

Ricardo Sousa, Presidente do Conselho de Administração deste empreendimento, investiu cerca de cem milhões de euros num projeto que pretende aliar a inovação, o conforto e um conjunto de serviços à beleza e às potencialidades da paisagem natural que o envolve. Além disso, é considerado um verdadeiro motor da economia regional, garantindo cerca de uma centena de postos de trabalho diretos e outros tantos indiretos.


TURISMO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

41


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

TURISMO

42


TURISMO

Q U E S E

Vera Duarte

P A R A

O Hotel é constituído por cinco edifícios interligados por espaços verdes, fundindo o requinte com

A Quinta do Lorde, Resort, Hotel & Marina surgiu com o intuito de marcar a diferença. Pelo glamour, pelo cuidado em receber e pelo conjunto de serviços que oferece, este empreendimento assume-se como projeto arrojado de excelência.

A L T O

Além destas valências, existem diversos restaurantes, já em funcionamento, que oferecem pratos de diferentes tipos de cozinha; tratamentos de SPA disponíveis a turistas e residentes; serviços eficazes para reuniões; um conjunto de espaços para casamentos; e, ainda, atividades desportivas ao dispor de qualquer utente.

F A L A R

A Marina, um dos marcos deste empreendimento, presta diversos serviços técnicos de apoio às embarcações e funciona como um porto seguro para os que querem partir para passeios de observação de cetáceos, idas às Ilhas Desertas ou até ao Cais do Sardinha, entre muitos outros. Está provida de instalações modernas e seguras e hasteia a Bandeira Azul, como reconhecimento do trabalho em torno de um modelo de Desenvolvimento Sustentável baseado na Proteção do Ambiente, execução de boas práticas ambientais e promoção de Ações de Educação e Informação Ambiental.

A componente imobiliária do empreendimento oferece unidades mobiladas e equipadas confortável e luxuosamente, perfazendo um total de mais de uma centena de apartamentos e duas de moradias.

P R E C I S O

a simplicidade e o conforto que emanam da decoração realizada pela WATG, pela ABA e pela Square Peg Design.

É

A sua essência estava inerente às atividades náuticas mas os tempos e a vontade de inovar obrigaram a que se reestruturasse o conceito. À beira-mar plantado, este aldeamento turístico proporciona uma série de experiências, sensações e atividades únicas que podem ser usufruídas a partir de qualquer uma das áreas adjacentes, sempre com o mar e a terra de mãos dadas, unidos pelas águas cristalinas que banham este local.

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

43


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CULTURA

Fotos: museuartesacrafunchal.org

44


CULTURA MUSEU DE ARTE SACRA

está intimamente ligada à Diocese do Funchal, que encomendou diversas obras dos séculos XV até XVIII, e aos artistas estrangeiros que trabalharam em solo luso.

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Paralelamente aos serviços principais, o Museu disponibiliza, desde 1994, serviços educativos A coleção atual do Museu contempla, na sua que dispõem de material em Braille, em diversos maioria, arte flamenga e arte portuguesa. A primeira idiomas, e imagens em relevo, desenvolvidos com o ilustra as relações entre a Madeira e Flandres, de Serviço Técnico de Educação da Deficiência Motora/ forma primordial, desde 1444. Esta ligação dá-se Deficiência Visual. Além disso, possui áreas técnicas, por conta do comércio do açúcar e da instalação de conservação e restauro e de museografia. da feitoria portuguesa em Bruges, responsável pela compra de diversas obras de arte. A segunda Vera Duarte

F A L A R

Além desta exposição permanente, o Museu de Arte Sacra do Funchal oferece exposições temporárias. Já passaram por este espaço, obras de referência dos Museus da Madeira, “Remains” de Graça Pereira Coutinho, “Copycat” de Adriana Molder, entre outras.

P R E C I S O

O Museu propriamente dito, foi inaugurado em Junho de 1955. Acolheu, no início, pinturas flamengas da Diocese do Funchal, que haviam sido estudadas a mando do Conservador do Palácio da Ajuda, Dr. Manuel Cavola Zagallo e mandadas restaurar pelo então Bispo do Funchal e pela Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal.

É

O Museu de Arte Sacra situa-se entre a Rua do Bispo e a Praça do Município, no Funchal. A construção que o acolhe comporta uma longa história, tão rica A arte flamenga abarca nove peças de escultura, quanto as peças que, hoje, protege. todas do século XVI; treze pinturas, dos séculos XV e XVI; e duas obras de ourivesaria, também do século Este edifício, que na atualidade mantém o corpo XVI. poente e as armas reais (em cantaria da ilha), as linhas maneiristas, o pátio de honra, o chão com A componente artística portuguesa contempla motivos geométricos e a escadaria monumental, doze esculturas, dos séculos XVI, XVII e XVIII; sete sofreu diversas alterações ao longo dos tempos. pinturas dos séculos XV a XVII; trinta e cinco peças de ourivesaria, datadas dos séculos XV a XVIII; e, Pensa-se que a sua construção se tenha iniciado em finalmente, cinco paramentos, dos séculos XVII a 1600. Foi uma sede episcopal; depois incorporou XVIII. Nesta secção encontra-se uma área dedicada os espaços do Colégio de São Luís; sofreu com o à “Arte do Encontro das Culturas” que compreende terramoto de 1748, foi reconstruído e funcionou sete peças, maioritariamente, indo-portuguesas. como Liceu do Funchal.

45


SAÚDE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ser tratados. “Vamos precisar de acompanhar [os casos] durante mais tempo” Já existe um caso de cura do HIV na sequência de um transplante. Com efeito, o vírus foi definitivamente eliminado do organismo de Timothy Brown depois de receber células da medula de um dador resistente ao HIV, algo raro. Este caso sugere que o que aconteceu com Timothy Brown, [que ficou conhecido como] «o paciente de Berlim», pode não ter sido caso único”, refere Michael Brady, diretor médico do Terrence Higgins Trust, à BBC.

TRANSPLANTE DE MEDULA FAZ DESAPARECER VÍRUS DA SIDA EM DOIS PACIENTES

No entanto, mesmo que se confirme a eliminação Um transplante de medula fez desaparecer, pelo definitiva do vírus, Terrence Higgins revela que o menos temporariamente, o vírus da SIDA de dois transplante de medula não é um tratamento que pacientes, revelaram recentemente médicos norte- possa ser aplicado a todos os doentes com SIDA. americanos na conferência da International AIDS “Um transplante de medula é um procedimento Society. complexo e caro, que envolve riscos significativos”, Os dois homens foram infetados há mais de 30 explica. “Para a maior parte das pessoas com HIV, anos e foram submetidos a transplante porque seria mais perigoso ser submetido a um transplante desenvolveram linfoma. Na sequência deste do que controlar o vírus com medicação diária”. procedimento cirúrgico, que envolve a transferência de células medulares saudáveis de um dador, foi parado o tratamento com antirretrovirais, tendo decorrido 7 e 15 semanas, respetivamente, sem que as análises sanguíneas acusem a presença do vírus da imunodeficiência adquirida.

Kevin Frost da Foundation for AIDS Research concorda, considerando que, ainda assim, seria um avanço importante “Embora o transplante de células estaminais não seja uma opção viável para pessoas com HIV a grande escala devido aos custos e complexidade, estes novos casos podem A medula constitui um reservatório de HIV e a BBC conduzir-nos a novas abordagens para tratar e, em explica que a medula transplantada foi protegida última instância, até erradicar o HIV”. da infeção pelas drogas antirretrovirais e, no organismo recetor terá atacado a medula infetada. Por outro lado, “Se [o vírus] voltar a aparecer, isso quer dizer que há outros reservatórios importantes No entanto, e apesar de otimistas, os médicos são [para além da medula] e serão necessárias novas cautelosos quanto à aparente eliminação definitiva abordagens de medição das reservas em locais relevantes para orientar o desenvolvimento de do vírus nos dois pacientes. estratégias curativas”, afirmou Timothy Heinrich. “É muito cedo para usar a palavra começada por «C» [cura]” afirma Timothy Heinrich, médico do Brigham and Women’s Hospital, onde os doentes estão a

46

Os dois pacientes vão continuar a ser seguidos no hospital norte-americano. “Se o vírus se mantiver ausente durante um ano ou mesmo dois depois de pararmos o tratamento, as hipóteses de que reapareça serão extremamente baixas”, afirma Timothy Heinrich”.

Fonte: naturlink.sapo.pt


SAÚDE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

47


CIÊNCIA E TECNOLOGIA A empresa de Mark Zuckerberg já prometeu uma solução para breve.

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O Facebook também já disse a vários meios de comunicação que os números recolhidos de forma involuntária já foram apagados dos servidores.

48

FACEBOOK PARA ANDROID CORRIGIDO PARA EVITAR RECOLHA DE NÚMEROS DE TELEFONE

A polémica estalou quando a empresa de segurança Symantec descobriu que a aplicação do Facebook para Android permitia o envio do número de telefone do utilizador para os servidores da empresa sem que houvesse uma indicação dessa tarefa. Para isso bastava que a pessoa executasse a aplicação móvel, não sendo necessário sequer o processo de autenticação.

A maior rede social do mundo já corrigiu o problema numa versão beta da aplicação e vai disponibilizar a Mais uma polémica que envolve a rede social e versão final dentro de pouco tempo, como escreve questões de privacidade. O Facebook estava a o “The Next Web”. recolher milhões de números de telefone de forma automática através da aplicação para Android. Ainda não é certo quantas pessoas terão sido afetadas e quantos números reunidos, mas tendo A aplicação Facebook para Android tem uma falha em conta a base de utilizadores mobile - mais de no software que faz com que os utilizadores com 500 milhões - e a predominância da aplicação a “app” instalada no telemóvel, mesmo sem terem do Facebook nas tabelas das aplicações mais perfil na rede social, tenham os seus números de descarregadas da Play Store, terão sido milhões de telefone carregados de forma automática e sem utilizadores em todo o mundo. consentimento Fonte: Tek


CIÊNCIA E TECNOLOGIA

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

na qual eram expostas determinadas preocupações de privacidade relacionadas com a utilização dos Google Glass. Os governantes procuraram saber até Os óculos inteligentes da Google podem revolucionar que ponto a tecnologia de reconhecimento facial o mercado dos dispositivos móveis, mas têm ativado seria explorada no equipamento e até onde poderia alertas sobretudo na área da privacidade. A Google invadir a privacidade do cidadão alheio. ainda tem muito para explicar. A Google defende-se ao dizer que a privacidade das Alguns congressistas norte-americanos estão pessoas é uma prioridade de topo para a empresa desagradados com as respostas dadas pela Google e que o facto de a gravação de vídeos e captação relativamente às preocupações dos governantes de fotografias só ser possível através de ativação sobre as políticas de privacidade dos Google Glass. por voz, é um exemplo de como o dispositivo foi pensado para não ser disfarçadamente intrusivo. O representante do estado do Texas foi um dos mais críticos à atitude da gigante dos motores de Todos os ficheiros do Google Glass vão poder busca. Joe Barton diz que houve questões que ser geridos à distância - neste caso, eliminados foram respondidas de forma inadequada e outras em caso de roubo ou perda - o que garante que nem sequer tiveram direito a uma resposta. conteúdos que tenham imagens de terceiros possam ser salvaguardados no sentido de limitar a A atitude da Google está a condicionar os “Glass”, sua disseminação, escreve o “ZDNet”. na opinião do congressista, que considera os óculos inteligentes como um produto com potencial para A questão da privacidade dos Google Glass está mudar a forma como as pessoas comunicam e longe de terminar: recentemente, trinta e sete interagem. Joe Barton considera que os direitos das autoridades de proteção de dados, incluindo pessoas e a sua privacidade devem ser protegidos Portugal, assinaram uma carta enviada à Google acima de tudo. onde pedem explicações sobre os óculos inteligentes. As reações são um resultado às respostas da Google Fonte: Tek a uma carta de oito congressistas norte-americanos,

Q U E

PRIVACIDADE DOS GOOGLE GLASS PREOCUPA CONGRESSO DOS EUA

49


CIÊNCIA E TECNOLOGIA PHOTOSYNTH

A Jet Radar é um motor de busca de passagens Aplicação da Microsoft que permite a realização aéreas, que filtra os bilhetes pelo valor mais barato, de fotos a 360 graus, que uma interface simples e em mais de 700 companhias aéreas. objectiva que simplifica o processo de construção de fotografias envolvente e a sua extrapolação em ambientes tridimensionais GREEN KITCHEN

BATTERY DOCTOR

Esta aplicação é uma fonte inspiradora para a confeção de deliciosos pratos vegetarianos, com ingredientes vindos diretamente da natureza, usando grãos integrais e sementes, as gorduras saudáveis, açúcares refinados e sem carne. Aproveite para se deliciar com receitas criativas e fáceis de seguir.

Esta aplicação tem o registo da utilização da bateria no smartphone. Ou seja, podemos consultar qual a percentagem de bateria utilizada em chamadas, na utilização do WiFi, das redes moveis e do Blutooth, etc.

JOGOS GRU - O MALDISPOSTO

bananas, faz malandrices, e derrota vilões para ganhares o título de Minion do Ano! THE SIMS FREE PLAY

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

JETRADAR

Os leais servos amarelos de Gru, de fala confusa e chamados Minions, estão a postos para o seu mais duro desafio em GRU. Joga no papel de um Minion e compete com outros em hilariantes e acelerados É considerado um dos jogos disponíveis mais desafios, para impressionares o teu patrão (ex?) viciantes e bem feitos. Construa a sua cidade de supervilão, Gru! Salta, voa, evita obstáculos, apanha sonho. 50


DESPORTO mesmo com jogadores diferentes, vamos formar uma equipa competitiva».

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E

Derley o “matador” Em termos de saídas, o plantel do Marítimo perdeu alguns jogadores que foram importantes no conceito de Pedro Martins, como Rafael Miranda, Salin e Roberge. Para além destes, deixaram ainda o clube, Olberdam, Adilson, João Guilherme, David Simão e Rodrigo António. Ao nível das entradas, destaque para as aquisições de Vanderley (“Derley”) e de Rodrigo Lindoso, uma dupla oriunda do Madureira. O avançado “Derley” é considerado um “matador” já com provas dadas, enquanto o médio Lindoso é tido como um excelente executante que MARÍTIMO JÁ TRABALHA COM A NATURAL poder fazer esquecer rapidamente Rafael Miranda. AMBIÇÃO EUROPEIA Para além destes, estão também contratados Thiago “Carioca”, Sidney (ambos ex:Angra dos Reis- Brasil), Num ano em que a contenção financeira é cada vez Jorge Chula (ex:Moreirense). O médio Vinicius maior, o Marítimo regressou ao trabalho no dia da (ex:Braga) tem tudo acertado com o Marítimo Região, 1 de julho de 2013. O técnico Pedro Martins mas aguarda a desvinculação dos bracarenses. De perdeu algumas pedras importantes da época regresso está o guarda-redes Marafona (esteve passada, mas já conta com algumas caras novas, emprestado ao D. Aves onde foi considerado como que no seu entender, podem voltar a formar uma o melhor na II Liga) e o defesa Fábio Santos (jogou equipa competitiva e com ambições europeias. por empréstimo no Leixões). Assim, para o líder verde-rubro, «os sócios do Marítimo já estão habituados a que o objetivo Para fechar o plantel (caso não se registe nenhuma para a nova época, seja a luta por um lugar que dê saída) é esperado nos próximos dias um defesa acesso à Liga Europa”. Para o treinador maritimista, central, havendo ainda a hipótese da entrada de «esta temporada é um grande desafio para nós, mas mais um extremo.

| W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

51


DESPORTO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CARLOS PEREIRA CONTINUA À FRENTE DA NAU MARITIMISTA

52

Tomaram posse no passado dia 24 de junho os novos corpos sociais do Club Sport Marítimo para os próximos quatro anos. Foi numa sala repleta, no Teatro Baltazar Dias, que Luís Miguel Sousa (presidente da Assembleia Geral), Rui Adriano Freitas (presidente do Conselho Fiscal) e José Carlos Pereira (presidente da direção) foram reconduzidos nos seus cargos, encabeçando uma lista que apresentou apenas duas modificações em relação ao mandato anterior. O timoneiro da nau maritimista, Carlos Pereira, na oportunidade recordou os primeiros tempos como dirigente do C. S. Marítimo, em 1983/84, e historiou os últimos 16 anos sob a sua presidência. A 4 de Julho de 1997 foi desafiado a assumir a presidência do Marítimo, “com a nau a ter um rombo muito grande e quase a afundar”, recordou, fazendo a ponte para os tempos atuais, também de enormes dificuldades. Mas, como salientou Carlos Pereira, houve sempre a preocupação de ter as contas equilibradas pelo que há confiança no futuro. “Pensar no futuro é pensar

Marítimo”, destacou aquele que ficará na História como um dos mais empreendedores presidentes do C. S. Marítimo. SER SÓCIO DO MARÍTIMO TEM AGORA (MUITO) MAIS VANTAGENS O C. S. Marítimo apresentou publicamente as vantagens em ser associado verde-rubro. Isto simultaneamente com um novo cartão de sócio ao qual estão ligadas inúmeras vantagens, com uma vasta lista de empresas colaborantes, fruto de várias parcerias rubricadas. São, de facto, muitas as vantagens que os sócios do C. S. Marítimo passam a dispor, o que pode ser confirmado no sítio www.vantagensmaritimo.com. O novo cartão de sócio do C. S. Marítimo está disponível nas três Lojas Verde-rubras: na sede ao Almirante Reis, Loja/Museu junto ao Estádio dos Barreiros e no Complexo Desportivo em Santo António.


DESPORTO SUK SAI APÓS 6 MESES

É P R E C I S O F A L A R

a Madeira, na sequência de um negócio que será, seguramente, um dos mais proveitosos de sempre do clube do Almirante Reis. O valor total A venda do avançado coreano configura negócio da transferência rondará os três milhões de Euros, das arábias para o MARÍTIMO montante que certamente permitirá ao MARÍTIMO respirar de alívio e sacudir um pouco a pressão que É a crónica de uma saída anunciada. O avançado suldecorre das dificuldades financeiras que assolam os coreano Suk Hyun-Jun está a caminho do Al-Ahli da diversos clubes regionais e às quais os verde-rubros Arábia Saudita, clube que é treinado, a partir desta não estão certamente imunes. época, pelo técnico português Vitor Pereira, antigo treinador do FC Porto e actual campeão nacional. Tanto quanto pôde apurar o VOZ DA MADEIRA, à partida o MARÍTIMO não deverá estar à procura de Seis meses após chegar ao MARÍTIMO, período nenhum jogador para suprir a lacuna deixada pela marcado pela participação em 13 jogos e pelos saída do jogador asiático, até porque a mesma era golos apontados ao FC Porto, Sporting CP, CD previsível e havia sido acautelada com a contratação Nacional e Vitória FC, o ponta-de-lança deixa do brasileiro Derley.

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O sorteio da Liga Zon Sagres 2013/2014 caprichou no que toca ao Marítimo… É que logo nas duas primeiras jornadas, marcadas para 18 e 25 de agosto, os pupilos de Pedro Martins terão pela frente nada mais nada menos que o vice-campeão (Benfica, no Estádio dos Barreiros) e campeão (F. C. Porto, no Dragão) em título. Mais: nas cinco primeiras rondas, o Marítimo só atua apenas mais uma vez em ‘casa’, na terceira jornada com o Olhanense, já que de seguida desloca-se aos recintos do Setúbal (4ª) e do Belenenses (5ª). “Temos de jogar contra todos”, desdramatiza Pedro Martins, enquanto o presidente Carlos Pereira acredita que até “poderá ser bom” ter um começo “previsivelmente difícil”.

Foto Lusa

L O N G E

SORTEIO DITOU ARRANQUE… EM FORÇA!

Já o Marítimo B inicia a II Liga a 11 de agosto recebendo, no Estádio da Imaculada Conceição, o Sporting da Covilhã. Com uma curiosidade: se a equipa A começa o campeonato com o Benfica, o Marítimo B termina a sua prova jogando com o Benfica B. 53


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

DESPORTO LIGA ZON SAGRES 2013-2014: CALENDÁRIO

54


DESPORTO NACIONAL INICIA ÉPOCA A PENSAR NA “EUROPA”

É P R E C I S O

Bruno Moura (lateral-direito), Zainadine Junior (defesa-central), Sequeira (lateral-esquerdo) e Rafa (médio defensivo) são as novidades até agora integradas num plantel que aparece assim sem O Nacional parte para a época 2013/14 com um grandes mexidas. plantel sem grandes mexidas. Dos habituais titulares na época passada, apenas Moreno saiu, Mas porque até 31 de agosto é sempre possível uma saída à qual se junta as de Edgar Costa, Manuel mudar, resta esperar para ver o que dita a lei do da Costa e Keita, nem sempre a primeira opção na mercado, na certeza porém de que com estes, há todas as condições para voltar a colocar a equipa na época agora finda. “rota europeia”

F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

55


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

DESPORTO

56


DESPORTO

É P R E C I S O F A L A R P A R A Q U E S E

No passado dia 30 de Junho, o Câmara de Lobos sagrou-se Campeão Regional da Divisão de Honra. A final decorreu nos Estádios dos Barreiros, e o vencedor foi encontrado após a marcação de grandes penalidades. O Câmara de Lobos fez a festa com um triunfo por 4-3 sobre o Canicense.

A L T O

CAMPEÃO DA DIVISÃO DE HONRA REGIONAL

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

57


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

FLASH

58


FLASH

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Machico, 07 de Junho de 2013

Baía de Machim

59


QUENTIN TARANTINO

memoráveis e o uso de violência que trouxeram uma vida nova ao padrão de filmes familiares norteamericanos.

Nascido em Knoxville a 27 de Março de 1963, é um peculiuar director, actor e argumentista de cinema dos Estados Unidos da América. Alcançou rapidamente a fama no início da década de 1990 pelos seus argumentos não-lineares, diálogos

Ele é o mais famoso dos jovens directores por detrás da revolução de filmes independentes dos anos 90, tornando-se conhecido pela sua forma eloquente de falar, pelo seu conhecimento enciclopédico de filmes, tanto populares como os considerados “cinema de arte”.

COMO REALIZADOR

1992

1994

1995

CÃES DANADOS

PULP FICTION

QUATRO QUARTOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CINEMA

Reservoir Dogs

60

Pulp Fiction

Four Rooms


CINEMA 2003

2004

JACKIE BROWN

KILL BILL - A VINGANÇA Kill Bill: Vol. 1

KILL BILL - A VINGANÇA 2

Jackie Brown

2005

2007

2009

CIDADE DO PECADO

À PROVA DE MORTE

SACANAS SEM LEI

É

1997

P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E

Kill Bill: Vol. 2

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Sin City

Grindhouse: Death Proof

Inglourious Basterds

61


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CINEMA 2012

62

DJANGO LIBERTADO Django Unchained


CINEMA SUGESTÃO FILME

É P R E C I S O F A L A R A L T O O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Sinopse: Um jovem rapaz descobre que tem poderes extraordinários e que não é deste planeta. Enquanto jovem adulto, ele viaja para descobrir de onde veio e para saber porque foi enviado. O herói dentro dele tem de emergir se quiser salvar o Mundo da aniquilação e tornar-se num símbolo de esperança para toda a Humanidade. O filme conta também com a participação de Amy Adams como

S E

Atores: Amy Adams, Diane Lane, Henry Cavill, Kevin Costner

Q U E

Realização: Zack Snyder

a jornalista do Daily Planet, Lois Lane e Laurence Fishburne como o seu editor Perry White. Os pais adotivos de Clark Kent, Martha e Jonathan Kent, são Diane Lane e Kevin Costner. Contra o superherói estão dois outros sobreviventes Kryptonianos, o vilão General Zod, interpretado por Michael Shannon, e Faora, a parceira maléfica de Zod, interpretada por Antje Traue. Também de Krypton estão Lara Lor-Van, a mãe biológica do SuperHomem e Jor-El, o pai biológico, interpretado por Russell Crowe. A completar o elenco está ainda Christopher Meloni como o Coronel Hardy, Harry Lennix como o General Swanwick, Michael Kelly como Steve Lombard e Richard Schiff como Dr. Emil Hamilton.

P A R A

O HOMEM DE AÇO

63


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CINEMA

64

AMOR À PROVA DE ROUBO Realizador: Rob Minkoff Atores: Patrick Dempsey, Ashley Judd, Tim Blake Nelson Sinopse: Quando, numa tarde, Tripp Kennedy (Patrick Dempsey) decide ir ao banco trocar dinheiro, está longe de imaginar no que se vai meter. Enquanto trata dos seus assuntos com Kaitlin (Ashley Judd), a atraente rapariga que o atende, o banco é assaltado não por um, mas por dois grupos distintos de assaltantes. Tudo se agrava quando os

dois “gangs” - um claramente profissional e o outro constituído por dois idiotas - decidem competir pelo “produto” do assalto, algo que, como seria de esperar, não tende a ser consensual. Entretanto, o sistema de bloqueio prende assaltantes e reféns dentro do edifício. Atentos a tudo o que se passa à sua volta, Tripp e Kaitlin acabam por compreender que aquilo que aparentemente não passava de uma extraordinária - e infeliz - coincidência faz parte de um plano muito bem arquitectado do exterior e que cada um deles nada mais é do que uma peça na engrenagem... Ao mesmo tempo que tentam desesperadamente salvar as suas vidas, ainda encontram maneira de desafiar o amor.


CINEMA

É P R E C I S O F A L A R A L T O Q U E

Realizador: Peter Webber Ator

questão para paira sobre o país: deverá o Imperador Japonês, adorado pelo seu povo, ser salvo ou castigado por crimes de guerra?

P A R A

IMPERADOR

S E L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Sinopse: Enquanto detentor do poder real sobre uma potência estrangeira, o General Douglas MacArthur designa o general Bonner Fellers - um perito em cultura japonesa e em inteligência militar, para secretamente encontrar uma resposta à

Dividido entre a precária situação política da sua urgente missão e uma demanda pessoal que o leva a tentar encontrar uma professora primária, o verdadeiro motivo que o levou ao Japão, Fellers apenas tem uma certeza: a de que as movimentações que se desenrolam à sua volta irão mudar, para sempre, o seu coração e a história entre duas nações.

O I Ç A

Atores: Aaron Jackson, Kaori Momoi, Matthew Fox, Tommy Lee Jones, William Wallace

65


CINEMA GARFIELD - UM FESTIVAL DE COMÉDIA

Sinopse: Garfield, há muito o campeão de talentos do Festival de Comédia, acredita que este ano só poderá ganhar como sempre com seu número de comédia habitual. O problema é que a sua parceira (e namorada) Arlene quer mudar o número. Quando Garfield, se recusa, Arlene junta-se ao super charmoso novo gato da cidade, Ramone, para um tango de fazer parar a ação. Não sendo feito para números a solo, Garfield perde o seu espírito de comediante! Com o tempo contado até ao espetáculo, Garfield, com o seu amigo Odie, partem à procura do Santo Graal das Gargalhadas, o lago mágico da água das gargalhadas, na Floresta Mística, cuja existência leu num livro de contos. Numa viagem cheia de enigmas, piadas, personagens engraçados e um guru da comédia (Freddy o Sapo, o primeiro ser engraçado!), conseguirá Garfield aprender as lições da verdadeira comédia e regressar a tempo de resgatar o primeiro prémio, e recuperar Arlene?

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Realizador: Eondeok Han, Mark A.Z. Dippé

66

MONSTROS: A UNIVERSIDADE Realizador: Dan Scanlon Atores: (Vozes) Bruno Ferreira, Fernando Luís, João Baião, José Raposo Sinopse: Desde que o universitário Mike Wazowski era um pequeno monstro, que sonhava em ser Assustador e sabe melhor que ninguém que os melhores Assustadores vêm da Universidade dos Monstros (MU). Mas durante o seu primeiro semestre na MU, os planos de Mike vêem-se subitamente alterados quando conhece o grandalhão James P. Sullivan, “Sulley”, um Assustador com um talento natural. O espírito competitivo fora de controlo de ambos faz com que sejam expulsos do prestigiado curso de Sustos da Universidade. Para piorar a situação, eles percebem que vão ter de trabalhar juntos, juntamente com um estranho grupo de monstros inadaptados, caso queiram que as coisas dêem certo


CINEMA SUGESTÃO DVD ANA KARENINA Realizador: Joe Wright

P R E C I S O F A L A R A L T O

Sinopse: História de amor adaptada do clássico de Leo Tolstoy por Tom Stoppard. A história desenrolase na Rússia, final do século XIX, no seio da altasociedade e explora a capacidade para amar que surge através do coração humano, da paixão entre adúlteros à ligação entre uma mãe e o seu filho. Quando Anna (Keira Knightley) questiona a sua felicidade, grandes mudanças ocorrem na sua família, amigos e comunidade.

É

Atores: Matthew Macfadyen, Keira Knightley, Jude Law | See full cast and crew

P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

67


MÚSICA

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SUGESTÃO SINGLE

ROBIN THICKE - BLURRED LINES FEAT. T.I., PHARRELL

PASSENGER – THE LAST UNICORN

NINA NESBIT - BOY

ALICIA KEYS VH1 STORYTELLERS

SUGESTÃO ÁLBUM

EMPIRE OF THE SUN ICE ON THE DUNE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

CALVIN HARRIS - FEEL SO CLOSE

TOM ODELL LONG WAY DOWN 68

JOHN SCOFIELD ÜBERJAM DEUX


MÚSICA NOTÌCIA

DIANA KRALL NO EDP COOL JAZZ 2013

A L T O P A R A Q U E S E

Local: Jardim do Palácio Marquês de Pombal

F A L A R

Data: 24 de Julho

P R E C I S O

Tal como o novo disco, também o espetáculo que Diana Krall traz a Portugal será diferente do que a artista já nos habitou nas suas passagens recentes pelo nosso país, esperandose um misto entre a ousadia e a intimidade que farão deste concerto um dos pontos altos da agenda cultural de Verão.

É

A Diva do Jazz, Diana Krall está de volta a Portugal para um concerto preenchido pelos temas do seu mais recente álbum, «Glad Rag Doll», uma emocionante e destemida exploração de novas sonoridades e instrumentações, uma tremenda evolução e uma progressão natural no percurso da cantora e pianista.

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

69


FESTIVAL DO ATLÂNTICO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESPETÁCULOS

70

Incluídos no Festival do Atlântico, realizaramse durante todos os fins de semana do mês de Junho, no Funchal, os Espectáculos Piromusicais da Madeira 2013.


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

71


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESPETÁCULOS

72


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

73


ESPETÁCULOS MERCADO QUINHENTISTA, NA CIDADE DE MACHICO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 7 de Junho, cerca de mil figurantes ressuscitaram, em Machico, o “Portugal de Quinhentos”, convidando a uma viagem ao passado da cidade, com homenagem ao Rei D. Manuel I.

74


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

75


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESPETÁCULOS

76


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

77


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ESPETÁCULOS

78


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

79


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

ORQUESTRA CLÁSSICA DA MADEIRA FECHA COMEMORAÇÕES DO DIA 1 DE JULHO

80

Sob a batuta do maestro convidado, Rui Pinheiro, no passado dia 1 de Julho, a Orquestra Clássica da Madeira, no Parque de Santa Catarina, deu um concerto comemorativo do Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses.


ESPETÁCULOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

81


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

LIVROS

82

coberto por água, e a temperatura, à superfície, intolerável, restou ao Homem subir aos céus. Mas essa ascensão é literal (não é alusiva ou simbólica): a Humanidade, reduzida agora a um par de milhões de pessoas, habita aldeias suspensas e cidades flutuantes dirigíveis gigantescos denominados Tóquio, Xangai ou São Paulo -, e os mais pobres navegam o ar BRAND SENSE em pequenas balsas rudimentares. Carlos Benjamim Moco é o narrador da história. Tem 16 anos e nasceu Autor: Martin Lindstrom numa aldeia, Luanda, que junta mais de cem balsas. Sinopse: No livro mais O desaparecimento do pai fará com que Benjamim importante e criativo decida partir à sua procura. sobre a forma como os sentidos afetam as nossas decisões de UMA VERDADE INCÓMODA compra diária, o guru do branding Martin Lindstrom revela como as empresas e os produtos mais bemsucedidos do planeta integram o tato, o sabor, o cheiro, a visão e o som para criar marcas que os consumidores não conseguem esquecer - literalmente! Com uma abordagem inovadora, reveladora e muito surpreendente, Brandsense demonstra a importância da ligação multissensorial no comportamento consciente e subconsciente do consumidor. Prepare-se: depois de ler este livro, a sua Autor: John Le Carré perceção dos mais variados produtos quotidianos - desde os ténis que usa no ginásio ao carro que Sinopse: Uma operação de contraterrorismo, batizada conduz - vai alterar-se por completo. com o nome de código Vida Selvagem, está a ser montada na mais preciosa colónia britânica – Gibraltar. O seu objetivo: capturar e raptar um importante A VIDA NO CÉU comprador de armas jihadista. Os seus autores: um ambicioso ministro dos Negócios Estrangeiros e um Autor: José Eduardo Agualusa fornecedor privado de equipamentos de defesa que Sinopse: A Vida no Céu é um romance distópico, num é também seu amigo íntimo. A operação reveste-se futuro que se segue ao Grande Desastre, e em que o de tal delicadeza que nem o chefe de gabinete do Mundo deixou de ser onde e como o conhecemos. ministro, Toby Bell, tem acesso a ela. Suspeitando de Encontrando-se o globo terrestre inteiramente uma desastrosa conspiração, Toby procura prevenila, mas é rapidamente colocado no estrangeiro.


LIVROS

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Sinopse: O Tim está quase a fazer nove anos. Mora com os pais e os dois irmãos. Frequenta a escola, adora andar de skate, sonha ter um canguru como animal de estimação e tenciona ser astronauta. Todos os dias visita os avós maternos, que moram muito perto, e costuma ficar a ver o avô a trabalhar numa oficina que tem na garagem. Na verdade, o avô Jerónimo e o Tim são grandes companheiros! E por causa dessa grande cumplicidade entre os dois, aquele dia foi o pior da vida do Tim... quando o avô morreu! Foi nessa altura que a avó Paula lhe fez um desafio inesperado!

Q U E

Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez

P A R A

O MEU AVÔ FOI PARA O CÉU

A L T O

Sinopse: No elitista Bairro das Legações, os residentes aguardam impacientemente pelo inevitável. As tropas japonesas já ocuparam a Manchúria e preparam-se para rumar a Sul. A ansiedade aumenta a cada dia que passa, quer entre os chineses, quer entre os estrangeiros que se encontram no interior das antigas muralhas da cidade. Numa dessas muralhas, existe uma enorme torre de vigia – assombrada, segundo os locais, por espíritos-raposa, que caçam mortais inocentes – e é aí que, numa noite fria e amarga, é largado o corpo de Pamela Werner, filha de um ex-cônsul britânico na China. Os detalhes da sua morte chocam Pequim. Setenta e cinco anos depois, Paul French retoma as investigações deste caso que nunca foi resolvido pelas autoridades, e dá aos acontecimentos o desfecho que lhes foi negado durante todo este tempo. Meia-Noite em Pequim é a história verídica e frenética de um homicídio que o fará agarrar-se aos que ama, e é também uma narrativa plena de um tempo passado que marcou o fim de uma era.

F A L A R

Autor: Paul French

P R E C I S O

MEIA-NOITE EM PEQUIM

de Peter Pan leva Jake e os seus piratas à caça de un tesouro na Rocha Caveira. Lá, esconde-se um tesouro muito especial e Peter Pan deu a chave a Jake! Mas o Capitao Gancho rouba-lha e Jake persegue-o pelos mares da Terra da Nunca. Conseguirão Jake e a sua tripulação recuperar a chave que lhes permitirá encontrar o tesouro? Para além desta emocinante história, também te esperam doze divertidas páginas de atividades e um monte de autocolantes! Yo, ho, ho! Vamos a isso!

É

Três anos decorridos, chamado por Sir Christopher SUGESTÃO INFANTO/JUVENIL Probyn, um diplomata britânico aposentado, ao seu arruinado solar da Cornualha, e seguido de perto pela filha de Probyn, Emily, Toby vê-se obrigado a escolher JAKE E OS PIRATAS DA TERRA DO NUNCA - A entre a sua consciência e o dever para com o serviço. CHAVE DA ROCHA CAVEIRA Mas, se a única coisa necessária para o triunfo do mal é que os homens bons nada façam, como pode ele Autor: Disney manter-se calado? Sinopse: Um recado

83


VINHOS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

importante na vida do setor: a proclamação do ano Vintage, algo que só se verifica duas a três vezes por década. Numa cerimónia simbólica, o Chanceler da Confraria do Vinho do Porto, George Sandeman, chama cada um dos confrades (representantes das empresas de Vinho do Porto) para juntar o

84

VINTAGE 2011 VAI CORRER MUNDO Grande Prova e Proclamação de Ano Vintage. São 55 os Vintages 2011 que vão ser provados, em conjunto e pela primeira vez, por 30 especialistas internacionais. Jornalistas, bloggers e imprensa oriunda de países tão diferentes como o Canadá, a Polónia, a China, os Estados Unidos ou o Brasil juntam-se para provar o resultado de um dos melhores anos do século para a Região Demarcada do Douro. A esta Grande Prova, organizada pela Associação de Empresas do Vinho do Porto (AEVP) e Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), com o apoio da CCDRN, segue-se a Proclamação de Ano Vintage, pela Confraria do Vinho do Porto. Após a prova, exclusiva para os 30 especialistas convidados, as empresas responsáveis pelos Vintage inscritos vão poder contactar com o grupo de provadores. A ideia é que, depois de provarem os sabores de um ano excecional para o Vinho do Porto, tomem contacto com o processo de produção, segredos e métodos que fazem deste néctar um dos mais apreciados em todo o mundo. O final da Grande Prova e do contacto entre produtores e especialistas vai ficar marcado por um momento muito


VINHOS seu Vintage num copo gigante, criando, assim, a simbiose de todos os Vintage 2011, agora declarados. A Câmara de Provadores do IVDP é a responsável por aprovar todas as amostras de Vinho do Porto, para que as empresas possam declarar os seus Vintage e, posteriormente a Confraria possa

declarar Ano Vintage. A Grande Prova e a Cerimónia de Proclamação de Ano Vintage realizam-se no espaço BH - Belo Horizonte, na Avenida Brasil, na Foz do Douro, Porto. Fonte: revistadevinhos.pt

É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

85


VINHOS NO TOPO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Casa Ferreirinha Reseva Especial

86

Legado

Redoma

Ano: 2003

Ano: 2008

Ano: 2010

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Região: Douro

Região: Douro

Região: Douro

Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca

Castas: Tourigas Nacional e Franca, Tinta Rodiz,Tinta Amarela, Donzelinho, Tinta Barroca, Tinta da Barca, Rufete Álcool: 14 %

Castas: Tinta Amarela, Touriga Franca, Tinta Roriz, e outras.

Álcool: 14,5 %

Álcool: 13,5 %

SELEÇÃO

Pontval

Quinta da Leda

Meruge

(Reserva) Ano: 2012

Ano: 2009

Ano: 2008

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Tipo: Tinto

Região: Alentyejo

Região: Douro

Região: Douro

Castas: Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah

Castas: Touriga Nacional, Tinta Franca e Tinta Rodiz

Castas: Tinta Roriz e Vinhas Velhas com Várias Castas

Álcool: 14,5 %

Álcool: 14,5%

Álcool: 14 %

DO SUPERMERCADO

Terra a Terra

Duas Quintas

DOM RAFAEl

(Reserva) Ano: 2009

Ano: 2012

Ano: 2010

Tipo: Tinto

Tipo: Branco

Tipo: Tinto

Região: Douro

Região: Douro

Região: Alentejo

Castas: Touriga Franca, Tinta Roriz , Touriga Nacional e Tinta Barroca

Castas : Viosinho, Rabigato e Arinto

Castas: Aragonez Alicante Bouschet Trincadeira

Álcool: 14 %

Álcool: 13,5 %

Álcool: 14 %


FRASE

É P R E C I S O A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

com a Europa, e esteve na origem da construção do Canal do Panamá (1904-1914). Roosevelt recebeu o Prémio Nobel da Paz em1906, pela mediação que pôs fim à Guerra Russo-Japonesa, com o tratado de Portsmouth.

F A L A R

“O único homem que nunca comete Theodore Roosevelt erros é aquele que Theodore Roosevelt, nasceu em 1858, em Nova Iorque, e morreu em 1919, na mesma cidade. nunca faz nada. Vigésimo sexto presidente dos Estados Unidos da América (de 1901 a 1909), membro do Partido escritor e explorador. Chefiou a polícia Não tenha medo Republicano, nova-iorquina (1895-97), foi secretário assistente da Marinha(1897-98), tenente-coronel do regimento de errar, pois “Rough Ryders” durante a guerra de independência e vice-presidente de William McKinley. aprenderá a não cubana Externamente, praticou uma política imperialista e intervencionista. cometer o mesmo A sua política, conhecida por “big stick”, aumentou poderes do governo federal americano, erro duas vezes.” ospromoveu os negócios do seu país com a Ásia e

87


S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SMS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

“Tendo testemunhado esta decisão em primeira mão, acho que a escolha da Angie, assim como a de outras mulheres como ela, é absolutamente heróica. (…)”Tudo o que quero é que ela tenha uma longa e saudável vida, comigo e com os nossos filhos.” Brad Pitt relatiavmente à mastectomia que a mulher, Angelina Jolie, foi submetida - In The New York Times

‘A Harper vai ser como a Rapunzel: trancada no cimo da torre. (…) não significa que ame mais a minha filha, mas os rapazes são mais independentes.” David Beckam em relação à filha de 22 meses - in The Sun 88

“Os riscos e desafios dos próximos tempos são enormes. Exigem a coesão do Governo”. Vítor Gaspar, Ex-Ministro das Finanças, na carta de demissão enviada ao primeiro-ministro. In Público


SMS “Já sei que o Presidente está a tentar falar comigo. Estou em roaming e vai sair caro, mas quando acabar estas entrevistas todas, claro que vou responder, claro”, Michelle Brito sobre a hipótese de falar com Cavaco, in Expresso É P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A Q U E S E

Fotos Lusa

O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

“Lisboa foi mágica! Obrigada pela vossa energia tão bonita e por me darem as boas-vindas cada vez que nos encontramos.” Alicia Keys in Facebook 89


PERFIL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

pela primeira em Portugal, a Camacha.

90

Depois da Associação Desportiva local, saiu da Região e integrou o Desportivo de Chaves, conseguindo conduzir o clube à Liga de Honra. Fruto do seu bom trabalho, o reconhecimento foi surgindo e o convite para comandar o S. C. Beira – Mar não tardou. Mais uma vez, a passagem por este clube fica marcada por uma promoção, desta feita, para a Primeira Liga. Mais tarde, em 2011, é apresentado como treinador do S. C. Braga. Em 2012, sai de Portugal, rumo ao Olympiacos F.C., clube no qual permanece até Janeiro de 2013. Em Maio deste ano, já de regresso da Grécia, surge Leonardo Jardim é uma voz da Madeira. Foi na como treinador de um dos “grandes” portugueses, terra onde se jogou futebol pela primeira vez, em do Sporting Club de Portugal. Portugal, que iniciou a sua carreira de treinador. Da Madeira para o Mundo (do futebol). Leonardo Jardim é retratado como uma pessoa ambiciosa, organizada, mas, sempre, realista. As Leonardo Jardim nasceu na Venezuela, onde os ilusões não o assombram e entende a vida no e pais emigrantes se haviam estabelecido, mas, ainda do futebol como uma evolução, não receando os muito novo, veio para a Madeira. problemas, mas encarando-os e crescendo com eles. A sua carreira de treinador ilustra isto mesmo: Desde sempre demonstrou o seu gosto pelo desporto a sua capacidade de liderar, de gerir, de organizar rei, sendo na ilha que o viu crescer que se iniciou, aos e de vencer. Com a humildade que só os grandes 27 anos, como treinador principal de futebol. Durante (madeirenses) podem ter. cinco épocas, treinou na terra onde se jogou futebol Vera Duarte

LEONARDO JARDIM


PERFIL

Fotos Lusa

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

91


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PESSOAS

92

CARLOTA OLIM

Estudante de Medicina

JOSÉ Ven

GREGÓRIO NÓBREGA

Chefe de Cozinha


PESSOAS

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

S E

O I Ç A

Ambulante ndedor

Q U E

RODRIGUES

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SILVA

Barmen

93


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

O OUTRO LADO...

NELSON M

94


O OUTRO LADO...

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

MANDELA

95


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

“AQUINTRODIA”

96


“AQUINTRODIA”

RUI ALVES

Presidente do Clube Desportivo Nacional

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

97


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

HUMOR

AH – A AFA tem capela? JA – Não… O Dolce Vita tem? AH – Naãã… Para o nosso caso temos a igreja da Ribeira Seca, do padre Martins, ou esta, do reverendo Ricardo Sousa. JA – Vai ser melhor esta, porque aqui, pelos vistos, fazem-se milagres!

98


HUMOR

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

99


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PASSEIOS

100


PASSEIOS MERGULHO A prática de mergulho na Madeira tem vindo a ganhar cada vez mais importância junto daqueles que visitam a ilha.

F A L A R A L T O P A R A Q U E

Texto: http://www.madeira-web.com Fotos: Pedro Gomes

P R E C I S O

Existem diversas escolas de mergulho ou empresas de lazer, situadas principalmente no Funchal e no Caniço de Baixo, que leccionam cursos de mergulho para todos os níveis, excursões de mergulho para praticantes mais experientes e até aluguer de equipamento.

É

O clima ameno durante todo o ano, a temperatura da água do mar a rondar os 18 e 23°C, dependendo da altura do ano, as águas cristalinas e a grande probabilidade de ver espécies como golfinhos, raias e até mantas são as principais razões que levam os amantes deste desporto a considerar a ilha da Madeira para as suas férias.

S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

101


GASTRONOMIA

CAFÉ DEL MAR

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

Quem descobre o Café del Mar, embarca, como diria Luís de Camões, por “mares nunca dantes navegados”.

102

Esta antiga casa de bordados da Rua Dr. José de Almeida renasceu como um local onde tomar um simples (e saboroso) café é embarcar numa viagem entre o passado e o presente, entre o glamour e o conforto. Giano Gonçalves, autor da decoração do Café del


GASTRONOMIA Mar, e toda a equipa responsável pela conceção do projeto mantiveram a fachada e o interior do estabelecimento adequando-as às suas novas funções. Toda a ornamentação, desde o mais ínfimo pormenor, respeita as memórias dum cenário inerente à história do bordado na Região.

P R E C I S O F A L A R A L T O P A R A

Vera Duarte

É

Os snacks contemplam, por exemplo, as saladas com produtos frescos (sempre que possível de origem madeirense); a pastelaria tem a sua essência em receitas caseiras reinventadas e adaptadas à inovação atual, onde não faltam ingredientes típicos da região; os gelados, sempre frescos, têm um sabor único; e, por último, os cocktails agradam De mãos dadas com a cidade do Funchal, este a gregos e troianos, quer pela magia com que são espaço, de portas abertas desde o dia 6 de Junho, concebidos, quer pela diversidade apresentada. prima por um ambiente agradável, descontraído, relaxante, sempre, ao ritmo do chill out. Embora seja um projeto recente, o Café del Mar tem recebido inúmeros madeirenses e turistas que As iguarias são, simultaneamente, uma das imagens elogiam a audácia em arriscar numa ideia desta de marca deste espaço que prima pela qualidade e índole, principalmente, em tempos como os atuais. pelo máximo rigor na confeção alimentar que se Este local é de (e para) madeirenses. É para todos espelha em diversas vertentes. Ao dispor dos que o os que quiserem nele navegar. Pela história que em visitam, todos os dias, estarão os colaboradores do si comporta, pelas viagens que proporcionará, pela del Mar para fazê-lo embarcar numa viagem entre lufada de frescura que emana dos seus pratos, pelo os requintados snacks, a pastelaria caseira ou, até que pretende fazer pela ilha e pelos seus… este mesmo, o serviço especial de cocktails. barco também é seu!

Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

103


PORTO SANTO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

A descida do rendimento das famílias portuguesas e de alguns países europeus pode explicar, em parte, este decréscimo, mas não poderá ser a única justificação para o fenómeno, já que para tal bastará comparar os voos oferecidos pela então empresa concessionária com os números atuais.

104

TRANSPORTES AÉREOS CONDICIONAM PORTO-SANTENSES A primeira aterragem na Região Autónoma da Madeira, a 28 de Agosto de 1960, na ilha de Porto Santo, trouxe aos seus habitantes a primeira esperança de desenvolvimento. Se há perto de cinquenta e três anos, essa esperança aterrou aos comandos de Amadeu da Cunha, hoje os transportes continuam a ser a maior aflição dos residentes na segunda ilha do Arquipélago.

Os transportes aéreos para o Porto Santo poderiam e deveriam beneficiar de uma outra estratégia, que colocasse o aeroporto da Madeira como “hub” à infraestrutura porto-santense. O que se tem notado é um total alheamento ao potencial desta estratégia, facilmente constatável com o cruzamento dos horários de chegada dos voos com origem em Lisboa ou com destino à capital, com os que têm origem ou destino no Porto Santo. Muitas vezes, por causa de míseros 15 ou 30 minutos, os passageiros oriundos ou que querem chegar a Porto Santo têm que esperar horas a fio, com especial incidência no Inverno, para poderem efectuar o voo de ligação. Outro dos grandes problemas apontado pela população do Porto Santo prende-se com a liberalização do transporte aéreo para a Região Autónoma da Madeira. Para a maioria da população local, embora concordando com essa liberalização, são várias as vozes críticas que se levantam quanto ao facto de esta ter sido estendida ao anterior serviço público entre Lisboa e a ilha dourada. Ao ser liberalizada a linha aérea Lisboa/Porto Santo, os porto-santenses passaram a ser duplamente penalizados, isto porque deixaram de usufruir do estatuto de igualdade, através do denominado “bilhete corrido”. Hoje, os madeirenses que vivem na ilha de Porto Santo pagam em qualquer situação, pelo menos, mais 120 euros do que os outros madeirenses para chegar à capital do país.

Nem os seis milhões de euros pagos pelo Governo da República à empresa concessionária de transporte aéreo, na linha Madeira/Porto Santo/Madeira, são suficientes para ter um serviço que beneficie, efectivamente, quer o tão desejado turismo, quer os residentes que, por razões de variada ordem, necessitam de deslocar-se à ilha maior para resolver A continuidade territorial consagrada da assuntos do seu quotidiano. Constituição da República Portuguesa, não chega aos 42 quilómetros do primeiro território Muitos são os motivos que justificam aquilo que descoberto pelos navegadores portugueses. os porto-santenses consideram como o principal entrave ao desenvolvimento socioeconómico da A linha aérea, Lisboa/Porto Santo, que ao que ilha dourada. Começando logo pelas elevadas consta passará a existir apenas pontualmente, taxas aeroportuárias, principal motivo da redução por via da supressão dos voos a partir do próximo do número de passageiros que desembarcam no Inverno IATA, teve sempre um papel fundamental moderno aeroporto da ilha dourada. A verdade é no desenvolvimento do Porto Santo, mesmo com que com valores idênticos aos agora praticados, no apenas dois voos semanais. Este revés, argumentado ano de 2000, desembarcaram perto de duzentos pela alegada falta de passageiros (o que deverá mil passageiros. Passados pouco mais de dez anos, corresponder à realidade), carece, no entanto, de nota-se uma redução de quase 50%.


PORTO SANTO

Hoje, chegam a Porto Santo pouco mais de cem mil passageiros, mas esperança mantém-se tal como em 1960, com apenas 1774 passageiros desembarcados no primeiro ano de operação do Aeroporto de Porto Santo, maioritariamente para serem transportados por via marítima para ilha da Madeira.

F A L A R

Se antigamente os porto-santenses viam os passageiros passarem, hoje vêm os aviões a passar.

P R E C I S O A L T O

Há perto de seis anos começaram a aparecer os chamados voos “charters”, o que cada vez mais parece ser a solução para o desenvolvimento turístico da ilha dourada. Fortes incentivos públicos

trouxeram novas companhias a Porto Santo, ainda de forma periclitante, algo que demonstra a falta de agressividade promocional e estratégica junto dos possíveis mercados emissores.

É

outras justificações, nomeadamente, a aplicação de elevadas tarifas, as quais são incomportáveis, em termos concorrenciais e mesmo económicos para turistas e residentes locais. Tarifas essas sempre exponencialmente superiores às aplicadas no percurso Lisboa/Madeira, em tudo idêntico à rota Lisboa/Porto Santo, quer em termo de duração de voo, quer nos custos de operação. Daí que os portosantenses tenham dificuldades em compreender as justificações oficiais (ou a ausência delas) da companhia de bandeira.

P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

105


LOCAL A Ponta do Sol apresenta este Verão atividades de canoagem, que terão lugar na praia da vila, numa iniciativa que conta com a colaboração da Associação Regional de Canoagem da Madeira e do Clube Naval do Funchal.

“O MUNDO DOS ORIGAMIS” EM EXPOSIÇÃO NO ESTREITO C.LOBOS

De Julho a Setembro, todos os interessados terão disponíveis os equipamentos necessários para divertirem-se, praticarem exercício físico e ganharem uma visão diferente daquele que é conhecido por ser o concelho mais soalheiro da Madeira. A atividade está dividida por duas fases, de 2 de Julho a 9 de Agosto e de 2 a 13 de Setembro, entre as 9 e as 12h30 e das 14 às 17h30, podendo as inscrições ser feitas através do endereço eletrónico desporto@clubenavaldofunchal.com ou através dos telefones 291701770 e 291972846.

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

CANOAGEM DINAMIZA PRAIA DA PONTA DO SOL

TABUA EM FESTA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

A freguesia da Tábua comemora o seu 270º aniversário. Jogos tradicionais, torneios de futebol, grupos de dança e cantares, comédia e insufláveis para crianças, são algumas das propostas de atividades que vão preencher os dias 13 e 14 de Julho.

O Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos acolhe, até ao dia 31 de Julho, uma exposição de Origamis denominada “O Mundo dos Origamis”. A mostra é da autoria de Vítor Sé, que ocorre pela primeira vez na Madeira. A palavra japonesa Origami é composta por dois caracteres. O primeiro, ori, deriva do desenho de uma mão e significa dobrar. O segundo, kami, deriva do desenho de seda e significa papel.

106


LOCAL Grupos de folclore e de música tradicional madeirense também se apresentam para alegrar o programa de animação, que à semelhança de anos anteriores convida alguns músicos nacionais para cabeça de cartaz. Este ano, as honras caberão a Paulo Gonzo, que vai atuar na noite de sábado, dia 13.

SEMANA GASTRONÓMICA DE SANTANA A PARTIR DO DIA 15

por várias atividades, representativas do trabalho cultural, musical e etnográfico, desenvolvido pelas diversas associações do município. Para a edição de ano, a organização escolheu como cabeça-decartaz, o artista brasileiro “Marcus Machado”.

F A L A R

A vila do Porto Moniz promove anualmente a Semana do Mar, evento que assinala o início do Verão. De 12 a 14 de Julho, esta localidade do norte da ilha da Madeira serve de palco a um conjunto de atividades lúdicas e desportivas, desde jogos náuticos a regatas de canoas e caiaques, e outras

P R E C I S O

competições desportivas, as quais contam com a participação de equipas dos vários municípios da Região.

É

SEMANA DO MAR NO PORTO MONIZ

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

De 15 a 18 de Julho, Santana mostra as suas especialidades gastronómicas, num evento marcado

107


AUTONOMIA O tema parece-nos atual, num quadro de dificuldades que vivemos, uma vez que poderá ser o necessário incentivo ou alento, vindos do passado, para o enfrentar de novos desafios e batalhas que nos conduzam à concretização dos nossos sonhos. Recordo que a diáspora dos madeirenses, como de todos os povos e regiões, foi uma desafio e a busca incessante de um lugar aprazível para viver.

A MADEIRA NA CONSTRUÇÃO DE PORTUGAL, DA EUROPA E DO MUNDO -PARTE I

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

um mundo inteiro para morrer, que a pequenez do espaço obriga e o protagonismo em diversos momentos e situações da História define.

ALBERTO VIEIRA CEHA/SRCTT-RAM.MADEIRA

Nascer pequeno e morrer grande, é chegar a ser homem. Por isso nos deu Deus tão pouca terra para o nascimento, e tantas para a sepultura. Para nascer, pouca terra; para morrer toda a terra: para nascer, Portugal: para morrer o mundo. VIEIRA, Pe. António, Sermão de Santo António, Roma, na Igreja de Santo Por tradição, somos encarados apenas como um António dos Portugueses, 1670, § IV episódio da expansão europeia que começou Fazendo nossas as palavras do padre António Vieira, nos séculos XIV e XV, esquecendo-se o nosso poderemos afirmar que Deus deu aos madeirenses protagonismo como interventores diretos no um berço estreito para nascer e o mundo inteiro para processo de descobrimento e de abertura de morrer. Tudo isto porque a Madeira e os Madeirenses novas rotas e mercados, assim como na assunção chegaram aos quatro cantos do mundo e tiveram de diversos papeis na divulgação de produtos, uma intervenção, desde os primórdios do processo conhecimentos e técnicas que colhemos nos dois de mundialização iniciado no século XV, com os sentidos do movimento que a expansão europeia chamados Descobrimentos de que hoje somos gerou. Em qualquer das circunstâncias, na maioria plenos fruidores, e que merece ser, aqui e agora, dos estudos e dos manuais, as ilhas são a periferia, o destacado. Partindo desta constatação, seguimos espaço de fronteira entre a Europa e o novo espaço à descoberta dos madeirenses no mundo e dos atlântico. Pouco mais. múltiplos papéis que protagonizaram, porque afinal a ilha foi um cais de permanentes chegadas De acordo com os chineses, o império português assentou em ilhas. De acordo com um provérbio e partidas. chinês, os espaços insulares são um dos pilares da Não queremos fazer da ilha o centro do mundo mas expansão, porque os portugueses são como peixes, apenas chamar a atenção de todos para o facto de que morrem quando se lhes tira a água. que em quase todos os recantos do mundo há um pedaço da ilha, que se afirma pela presença atual ou no passado de madeirenses. Daí esta ideia de

108

Raras foram as vezes em que vimos valorizados esta situação e este papel dos madeirenses. Insistese num cada vez mais dominante protagonismo europeu-peninsular, ignorando quase sempre a função e a importância das ilhas. É certo que alguns dos mais destacados fazedores da História da Europa e da sua Expansão não esquecem as ilhas, e de forma especial a Madeira, mas a História está quase só voltada para os europeus e para os grandes centros, portos e cidades europeias, ignorando-se as ilhas ou apenas considerando-as como episódios. Muitas vezes, são mesmo a periferia da Europa, esquecendo que alguns centros que se geraram no espaço atlântico tiveram, por epicentro os espaços insulares.

A Madeira, de forma especial, assumiu um protagonismo inusitado, afirmado pela História,


AUTONOMIA

F A L A R

Atente-se que esta injustiça para com os que

P R E C I S O

Por outro lado, há que mudar a forma de fazer a História da Madeira, pois esta é quase sempre feita a partir daquilo que acontece apenas dentro do seu perímetro reduzido, ignorando as suas extensões por todo o mundo, através das comunidades

madeirenses. Ela não pode continuar a ser apenas a História dos que ficaram, sem se entender a presença e a posição dos que partiram. Parte significativa da nossa História fica, assim, esquecida. Na verdade, a História da Madeira aconteceu dentro e fora do arquipélago. É esta História feita com os de dentro e de fora da ilha que queremos fazer. Neste contexto, a Nissologia, nova ciência das Ilhas, que insiste na ideia de uma História global vista de dentro para fora, sem descurar as suas interconexões e mobilidades, é um caminho seguro, no sentido do aparecimento da Nova História da Madeira.

É

uma importância que importa resgatar e divulgar. Fomos e continuamos a ser obreiros do mundo que nos rodeia, um lugar que, a partir do século XV, ajudamos a conhecer e a unir. Cabe a nós, insulares, chamar a atenção para essa verdade e exaltar os papéis que a História nos atribuiu e valoriza, de forma clara, caso queiramos conhecê-los e divulgálos.

A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

109


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

AUTONOMIA

110

partiram e não deixaram memória registada, mais se torna evidente no caso dos madeirenses que, partindo, raras vezes cortaram os vínculos umbilicais que os ligam à ilha. A atitude da partida nunca foi fácil, porque afinal muitas incógnitas acompanhavam o percurso e algumas vezes o destino ficava-se por uma miragem. Mesmo assim saiam, por múltiplas razões, mas sempre na mira do ambicionado momento de glória do retorno. E a ilha está sempre de braços abertos para os receber, como aconteceu no processo de descolonização das ex-colónias africanas em 1974-75 e, depois, com as situações especiais da Venezuela e África do Sul.

e as maçarocas são uma evidência que marcam e denunciam a presença do madeirense no mundo. É claro que ao orgulho, à exaltação dos valores que corporizam a nossa madeirensidade, deveremos contrapor o preconceito, a pequenez dos que fizeram do seu nascimento na ilha, um mero episódio muitas vezes negativo. São aqueles que renegam e escondem a sua origem debaixo de um pretenso universalismo, esquecendo-se que ser madeirense é ser universal, porque a ilha se abriu ao mundo a partir da Europa e a todos deu oportunidade de abertura de caminhos para novas realidades. O Madeirense é universal, quer pela sua abertura ao novo e ao avançado, quer pela sua Na verdade, o madeirense, aquele que mantem disponibilidade e adaptação a outros mundos. É orgulho em sê-lo, nunca renega as suas origens e por isso que tem mundo inteiro para morrer. está sempre disponível para o retorno, quando as condições o permitem. A imagem da ilha e do seu Há uma ideia e algumas evidências da tradição quotidiano mantem-se presente e atuante em todos cultural mediterrânea cristã que apontam para a os destinos de acolhimento, sejam na Jamaica, ilha uma relação com o mundo primordial, com o Demerara, Hawaii ou Moçâmedes. As presenças paraíso, de acordo com Gaspar Frutuoso (1590?): do culto à Nossa Senhora do Monte, as tradições A ilha da Madeira, (...) por ser tal e parecer nele um culinárias da carne de vinho e alhos, o milho frito único horto terreal tão deleitoso, em tão bom clima


AUTONOMIA situada ou criada, disse um estrangeiro que parecia que, quando Deus descera do Céu, a primeira terra em que pusera seus santos pés fora ela. Esta foi uma ilha abençoada que espalhou sorte e fortuna a todos e que parece ter aberto as portas a outros tesouros terrenos ao mundo europeu.

F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

E o primeiro cais de ancoragem foi a Madeira. É certo que, desde o século XIV, são insistentes as expedições e disputas pela posse das Canárias, assim como da realização das primeiras expedições de ocupação, nos alvores da centúria seguinte, mas tardou muito até que se conseguisse pacificar (?) Ir ao encontro desta História e protagonismo a população aborígene e consolidar a ocupação é uma forma de homenagear aqueles que nos efetiva do arquipélago. antecederam no usufruto desta ilha, mas também o ponto de partida para a descoberta de novas fontes A Madeira estava próxima e tinha múltiplas de energia, para outros combates de afirmação e vantagens: era a abundância de arvoredo e de continuidade da madeirensidade. água; era o facto de não estar, naquele momento, ocupada por qualquer população. As portas do A luz da esperança num futuro próximo melhor, paraíso abriram-se e permitiram que o arquipélago assim como a força para os atuais e futuros desafios fosse o primeiro passo efetivo na concretização do está presente no discurso da História e tem que ser plano europeu de conquista do mundo, o primeiro afirmada e extremada, através do nosso orgulho de passo conducente aos desafios da globalização, ser madeirenses. afirmados na sua plenitude, séculos depois. Desta forma, a Madeira é tanto o primeiro exemplo de Pegando no texto de Eduardo Nunes, Porque me uma realização de sucesso como a referência e o orgulho de ser Madeirense, partimos à procura modelo para posteriores iniciativas. Daí podermos daquilo que nos ufana e afirma, no mundo de hoje afirmar, com alguma propriedade, que a Madeira e na História, continuando a prosseguir novos foi o começo do processo dos descobrimentos protagonismos e plena afirmação no presente e europeus, quanto da mundialização que eles futuro. Porque queremos insistir e afirmar esta trouxeram. epopeia humana e insular e dar-lhe continuidade, aqui estamos a sinalizar e relevar o protagonismo A condição da ilha da Madeira como espaço de da ilha e dos madeirenses, trazendo um pouco do sucesso dos europeus fora da Europa foi muito nosso orgulho em ter nascido, ser e continuar a ser importante, em termos de afirmação da Madeira, madeirenses. nos séculos XV e XVI, assim como da sua projeção aos novos espaços, entretanto revelados aos europeus Que isto seja apenas o alento para uma partida e alvo de ocupação e exploração económica. rumo a novos desafios, uma forma de nos voltamos a irmanar com os espaços envolventes dos madeirenses no mundo. Ter e sentir orgulho em ser madeirense é saber posicionar, no lugar correto em CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO

P R E C I S O

Com os navegadores quatrocentistas e quinhentistas, partimos à descoberta deste mundo novo, que equaciona as ilhas e a Madeira de uma forma distinta, que olha e reflete sobre as ilhas de dentro e não de fora. Se insistirmos nesta postura, vamos constatar que o processo de mundialização que partiu da Europa no século XV tem um suporte relevante nas ilhas, primeiro as do Atlântico e, depois, as demais. E não devemos esquecer que o século atual é o das ilhas, aquele em que estas se vão afirmar cada vez mais, pela sua posição estratégica e pelo seu espaço de mar.

É

A nossa história e a dos outros insulares, fala de momentos de glória, de plena afirmação e protagonismo em diversos momentos, uma página ainda não devidamente revelada e afirmada, mas também de situações de dificuldades, pautadas pela violência dos assaltos de corsários e da guerra, do abandono e esquecimento de senhores, monarcas e políticos, de miséria, fome e espoliação da riqueza. Em todos os casos, porém, temos sabido responder de forma pertinaz, encontrar forças e meios para nos levantarmos e seguir em frente na construção da ilha e do mundo madeirense, um pouco por todo o planeta.

relação aos outros, a nossa adequada afirmação.

111


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

HISTÓRIA

112

Com o desenvolvimento do transporte aéreo e a diminuição do peso do transporte marítimo de passageiros, o Funchal perdeu parte da sua importância como porto de escala no Atlântico, assistindo ao decréscimo do movimento de navios e de passageiros. Contudo, a Madeira nunca deixou de ser um ponto de escala dos navios de cruzeiro, e, com o ressurgimento recente da actividade dos cruzeiros turísticos ao nível mundial, a região temse afirmado como uma referência importante nesta área do Atlântico e como um destino em crescimento. A importância da Madeira como ponto de escala regular dos grandes paquetes de passageiros iniciou-se muito antes do boom dos cruzeiros PORTO DO FUNCHAL turísticos. Nas décadas de 40 e 50, os navios a vapor da linha Southampton - Cape Town, que Pela sua posição a meio do Atlântico, a Madeira foi, asseguravam uma ligação regular quinzenalmente durante décadas, ponto de passagem dos grandes com a colónia inglesa na África do Sul, faziam escala paquetes oceânicos, tendo constituído, até à II na ilha da Madeira, transportando muitos turistas Guerra Mundial, um importante porto de escala ingleses para a ilha. das rotas entre a Europa e os continentes africano e americano. Entre os navios de passageiros e A Greg Line foi uma das primeiras companhias de mercadorias que escalavam regularmente o Porto cruzeiros a operar com regularidade, nos princípios do Funchal, destacavam-se os das linhas que da década de 60, uma linha entre a Inglaterra e a estabeleciam a ligação entre Portugal Continental Madeira, onde existia uma comunidade inglesa e as suas ex colónias africanas e entre a Inglaterra e importante. Esta linha teve, contudo, uma curta a África do Sul.


HISTÓRIA duração, pois foi encerrada poucos anos após o seu estabelecimento, devido às repercussões de um incêndio num dos navios da empresa - o Lacónia – que ocorreu a cerca de 150 MN Norte da ilha do Porto Santo.

F A L A R A L T O P A R A Q U E S E O I Ç A

As linhas de tráfego que fazem regularmente escala nos portos da Região, inserem a Madeira nos circuitos de cruzeiros que se desenvolvem entre os Arquipélagos da Madeira e das Canárias e o Norte de África. Existem também alguns circuitos que operam a partir do Mediterrâneo Ocidental ou da Posteriormente, a partir dos anos 80, e sobretudo na fachada atlântica da Europa, nomeadamente a década de 90, a indústria dos cruzeiros registou uma partir de Lisboa. fulgurante expansão, inicialmente circunscrita aos Estados Unidos da América e, depois, abrangendo O Funchal surge também como um importante a Europa. porto de escala de viagens transoceânicas, nomeadamente ligadas ao reposicionamento anual Na Madeira rapidamente se fez sentir este efeito, dos navios entre os E.U.A. e a Europa e vice-versa. tendo-se assistido ao aumento do número de linhas Figueira de Sousa, João - O Arquipélago da Madeira na Rota dos de cruzeiro, bem como de navios e de passageiros, ao Fonte: Cruzeiros Turísticos

P R E C I S O

As décadas de 60 e 70, nesta zona do Atlântico, foram dominadas pelos navios soviéticos de cruzeiros, que, apesar de possuírem bandeira e tripulações soviéticas, tinham uma clientela oriunda, maioritariamente, dos países nórdicos.

A forte tradição turística, a existência de equipamentos e serviços de apoio aos visitantes, a convivialidade do seu povo, a tranquilidade e a estabilidade política são chave para o sucesso de mercado turístico de cruzeiros na Região Autónoma da Madeira. Um outro conjunto de factores a relevar são os de ordem geográfica: o ambiente, o clima, o apelo das ilhas e a sua localização geográfica.

É

Ainda nos primeiros anos da década de 60, começaram a frequentar a Madeira os navios Camberra da PYO Orient Lines e, iniciava-se então, a “época de ouro” para os navios Soviéticos da Black Sea Ship Companie, os quais operavam a partir de St Petersburg.

mesmo tempo que se têm concretizado iniciativas com vista ao desenvolvimento sustentado da actividade nos portos da região.

L O N G E | W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

113


DIÁSPORA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

cana-de-açúcar. Entre eles encontram-se cinco dos nomes que ficaram ligados à história da introdução da braguinha no Havai. Dois tocadores (João Fernandes e José Luís Correia) e três construtores (Manuel Nunes, Augusto Dias e José do Espírito Santo).

114

De acordo com um relato da época feito à revista “Paradise of the Pacific”, de Janeiro de 1922, ao desembarcar, João Fernandes trazia na mão o braguinha com que entretivera os demais companheiros na longa viagem. Para festejar o fim de uma longa e dura viagem, que demorou mais de 4 meses e 22 dias, saltou do navio e começou a tocar músicas da sua terra natal. Os havaianos, quando ouviram João Fernandes a tocar o pequeno instrumento, ficaram encantados e logo lhe deram o nome de “ukulele” – que significa “pulga saltadora” – representando o modo peculiar como era tocado. Seguidamente, João Fernandes generalizou o seu A braguinha foi introduzida no Havai pelo uso em danças, festas e serenatas locais, tendo madeirense João Fernandes depois formado um conjunto com Augusto Dias e José Luís Correia. Tocou assim para o Rei Kalakaua, as João Fernandes (Madeira, 1854 - Honolulu, 1923) foi Raínhas Emma e Lili’uokalani, o Príncipe Leleiohoku um emigrante madeirense que viveu e trabalhou e a Princesa Likelike. no Havai. Quando o navio “SS Ravenscrag” chegou a Honolulu na tarde de 23 de Agosto de 1879, levava Com este envolvimento da realeza local, era 419 imigrantes portugueses a bordo, oriundos inevitável que o “ukulele” seria aceite pelas pessoas, da ilha da Madeira, para trabalhar no cultivo de tanto assim que se tornou o “instrumento do povo”.

BRAGUINHA EM TERRAS DE HONOLULU


DIÁSPORA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

115


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SOCIAL

116

DANCE FESTIVAL 2013 NA CALHETA A Antena 3 e a Câmara Municipal da Calheta levaram a efeito, no dia 21 de Junho, na praia de areia, o“Dance Festival 2013”, iniciativa inserida nas festas do concelho.


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

117


SOCIAL TOMADA DE POSSE DO C. S. MARÍTIMO

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 24 de Junho decorreu no Teatro Municipal Baltazar Dias a cerimónia de tomada de posse dos novos corpos sociais do C. S. Marítimo.

118


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

119


SOCIAL QUINTA DO LORDE RESORT, HOTEL & MARINA

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 29 de Junho, no Caniçal, numa cerimónia com grande pompa e circunstância, foi inaugurada a Quinta do Lorde Resort, Hotel & Marina.

120


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

121


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

SOCIAL

122


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

123


SOCIAL WHITE PARTY - NOVA GENTE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 29 de Junho, o Café do Teatro foi o espaço escolhido pela Revista Nova Gente para o evento Whity Party, que contou com a presença de várias figuras públicas, entre elas Dânia Neto e Cláudia Jacques.

124


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

125


SOCIAL INSÍGNIAS HONORÍFICAS MADEIRENSES

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

No passado dia 1 de Julho, decorreu no Salão Nobre do Governo Regional, a sessão de imposição solene das Insígnias Honoríficas Madeirenses, a seis personalidades da Região.

126


SOCIAL

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

127


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PUBLICIDADE

128


PUBLICIDADE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

129


É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

PUBLICIDADE

130


PUBLICIDADE

É

P R E C I S O

F A L A R

A L T O

P A R A

Q U E

S E

O I Ç A

L O N G E

|

W W W . V O Z D A M A D E I R A . P T

131


VOZ DA MADEIRA MOBILE

VOZ DA MADEIRA VERSÃO IMPRESSA

Aceda ao Voz da Madeira através do seu dispostitivo móvel. Digite no seu browser http://m.vozdamadeira.pt e adicione a página ao ecrá principal para consultar a nossa publicação de forma mais cómoda e com acesso mais célere.

Através do nosso portal http://www. vozdamadeira.pt poderá imprimir o Voz da Madeira. Terá de descarregar o ficheiro e guardar a versão PDF no seu ambiente de trabalho. Assim ficará apto a imprimir o documento.

www.vozdamadeira.pt


Voz da Madeira | Julho 2013