Page 1


Audrey Araújo, médica do Hospital Municipal Odilon Behrens.

QUando a prEfEItUra ErgUE UM projEto,

MIlHarEs dE vIdas sE ErgUEM jUnto. 10 MIl novos alUnos nas Escolas IntEgradas.

10 novas UMEIs, UnIdadEs MUnIcIpaIs dE EdUcação InfantIl.

2

Diagramação Final do MP.indd 21 FatoRelevante 410x275.indd

1 d

aMplIação do prograMa saúdE da faMílIa.

volta do bolEtIM Escolar.

7 novos núclEos do prograMa bH cIdadanIa.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:57:38


Alceino Pacheco, taxista há 30 anos.

Bianca da Silva Santos, aluna da UMEI Águas Claras.

Em 2009, a prefeitura de belo Horizonte deu continuidade a grandes projetos. criou vários outros. E conseguiu o mais importante: fez de cada trabalho concluído o início de uma nova vida para milhares de pessoas.

1064 novos apartaMEntos do vIla vIva.

12 novas acadEMIas da cIdadE.

constrUção dE MaIs UM rEstaUrantE popUlar.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 3

dUplIcação da avEnIda antÔnIo carlos.

prefeitura de belo Horizonte. Investindo cada centavo do dinheiro público na transformação da qualidade de vida das pessoas.

3

23/12/2009 12:57:39 12/1/09 9:21:51 AM


sumário

52 O que é Felicidade? A busca pela resposta leva brasileiros a conhecer o que ensinam os monges do Butão. Será que funciona?

Revista Vox Objetiva® é uma publicação conjunta entre a Vox Domini Comunicação Ltda, sediada à rua João de Paula, 600, Belo Horizonte, MG, Cep 31035-340 e Mix Soluções em Comunicação, sediada à rua Tiradentes, 1640, sl 302, Contagem, MG, Cep 32230-020

23 Capa “Não vai dar tempo! As pessoas precisam entender que os prejuízos ambientais são irrecuperáveis. Precisamos parar de atacar o meio ambiente ou vamos morrer!” Nelmara Arbex, diretora da Global Reporting Initiative.

“...O povo que conhece o seu Deus se tornará forte e ativo”. (Daniel 11:32)

40 Tecnologia

14 Economia

Proteja seu computador dos males da Internet.

Poupe dinheiro, Janeiro vem aí.

45 Moda Verão

09 Entrevista

Rosa Chá prioriza conforto na coleção 2010. Inspire-se.

O talento, o charme e a vida fora das telas de Zé Mayer

22 Veículos Júnior Brasil fala sobre a vantagem do automático.

56 Gastronomia Natal à francesa: Conheça as delícias de um gourmet francês e aprenda uma receita para este Natal.

expediente

42 Redes Sociais Novas redes e microblogs ameaçam o reino do orkut

59 Vox Cultural No mês em que Belo Horizonte faz 112, a Vox traz um guia com as melhores dicas de lazer na cidade.

EDITOR E JORNALISTA RESPONSÁVEL Carlos Viana EDITORA ADJUNTA Patrícia Brum DIRETORIA DE REDAÇÃO Méltsia Mendonça DIAGRAMAÇÃO Cristopher Kennedy Kenneth Anderson Lucas Lopes Luma Mendonça Marcos Paulo Viana CAPA Marcos Paulo Viana FOTOGRAFIAS Odilon Lage REPORTAGEM Luciana Hübner Wander Veroni COLABORADORES Leo Pinheiro - Rio de Janeiro Marcelo Torres - Dinamarca DIRETOR COMERCIAL Geraldo Mendonça ATENDIMENTO, ANÚNCIOS comercial@voxobjetiva.com.br (31)3082-8092 SUGESTÕES, CRÍTICAS E RECLAMAÇÕES contato@voxobjetiva.com.br WEBSITE Cristopher Kennedy João Paulo Brum www.voxobjetiva.com.br IMPRESSÃO Gráfica e Editora Del Rey Tiragem: 20 Mil exemplares Os textos publicados nesta edição da Vox Objetiva, em forma de reportagens, são de responsabilidade direta dos editores. Os textos publicados em forma de Colunas, produzidos por colunistas convidados, expressam o pensamento individual e são de reponsabilidade dos autores. Todos os direitos reservados. Os textos publicados na Revista Vox Objetiva só poderão ser reproduzidos com autorização dos editores.

4

Diagramação Final do MP.indd 4

Vox Objetiva

23/12/2009 12:57:52


editorial

Carlos Viana, editor-chefe da Revista VOX Objetiva, recebendo a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo.

O Preço de uma medalha

A

foto que ilustra esta página revela um desses momentos da vida em que paramos para pensar em tudo o que já fizemos. Das mãos do deputado estadual Heli Tarquínio, recebi uma homenagem inesperada, e que, sinceramente, nunca imaginei ser um dia escolhido ou merecedor. Passada a surpresa do convite, sobrevieram pensamentos e meditações. Receber uma medalha… meu Deus, nesses tempos em que políticos são filmados colocando dinheiro em cuecas e meias, isso não é um convite… é uma armadilha, pensei comigo mesmo. Minhas divagações ficaram ainda mais profundas quando descobri quem seria o orador oficial do evento em Belo Horizonte. Ninguém menos que o governador de Brasília, o mineiro José Roberto Arruda. Isso mesmo! Arruda seria o orador que nos brindaria com um discurso enaltecendo as virtudes da honestidade, da sinceridade, da ética e do respeito à coisa pública. Era inimaginável. Antes mesmo de anunciar minha desistência fui informado de que ele não mais viria. Havia sido atingido em cheio pela repercussão do escândalo televisivo com imagens de maços e maços de dinheiro reluzente e sem origem conhecida. Que alívio! Chegado o dia da homenagem, ouvi atentamente os nomes de cada um dos escolhidos. Éramos verdadeiramente, um retrato do Brasil.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 5

Desembargadores, juízes, promotores, policiais, jornalistas, gente humilde, do povo, e é claro, muitos nomes duvidosos. E bota dúvida nisso! Na verdade, grandes “picaretas” do mundo empresarial e político. Na mente, me vieram sussurros de um passado, cada vez mais distante, e de onde recordei o texto em voz alta que um de meus professores sempre lia... “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86) .

Receber uma medalha… meu Deus, nesses tempos em que políticos são filmados colocando dinheiro em cuecas e meias, isso não é um convite… é uma armadilha, pensei comigo mesmo.

Quando menino, era uma chatice! Mas, ali, naquele momento, era impressionante. As palavras ganharam outros ares e entendimentos. Corruptos, desonestos, bajuladores, todos ali em meio a homens e mulheres conhecidamente corretos e merecedores do metal sustentado por fitas vermelhas e de luxo. Entre os holofotes, busquei alento em minha família. Estavam felizes me vendo naquele palco… distantes da minha angústia. Foi neste momento que me dei conta do que realmente acontecia. Os maus têm força, mas os bons também existem e sobrevivem ao tempo. Um parlamento, uma democracia, se constroem com todo tipo de gente. Em nenhuma geração nos livraremos dessa verdade. O deputado estadual, Welington Prado, que me ofereceu a medalha, era quem eu deveria ter observado desde o início. Batalhador, político de bases, pensamentos claros e transparentes, cujas ideias e projetos sempre tiveram o respeito ao eleitor como princípio básico. Realmente, Rui Barbosa estava certo. Os maus se agigantam às vezes, principalmente nessa era de câmeras escondidas nos gabinetes, de onde são revelados tramóias e ardis contra o povo, cuidadosamente planejados. Os maus sobrevivem sim! Mas os bons precisam estar sempre de cabeça erguida e de pé. Neles, as medalhas nunca perderão seu brilho verdadeiro e o futuro do Brasil será mais reluzente e cheio de esperanças.

5

23/12/2009 12:57:54


vox do leitor

Dentre as sugestões de pauta, críticas ou elogios que chegam a nossa redação, selecionamos alguns comentários de leitores a respeito da última edição da Revista Vox Objetiva. Para participar, envie um e-mail para contato@voxobjetiva.com.br. Leia e fique à vontade! MARCA BRASIL Quero parabenizar toda equipe da Revista Vox – em especial ao repórter Marcelo Torres, pela matéria sobre a “marca” Brasil no exterior. Sou professora de Geografia e durante as minhas aulas sempre procuro contextualizar meus alunos sobre o que acontece no mundo e como o nosso país é visto. A reportagem, de uma forma muito didática, nos mostra que o Brasil, após anos se colocando “para baixo”, resolveu mostrar também os seus atributos. Não se trata de ser otimista ou pessimista em relação ao futuro. Não é isso. Assim como qualquer outra nação temos as nossas qualidades e defeitos. Creio que na próxima década o Brasil será o país do futuro.

ticos respeitem o dinheiro público. No mais, parabenizo a toda equipe da revista pela qualidade da publicação que fala com propriedade de Minas Gerais para todo o Brasil. Hélio Schieberwein, 42 anos – Publicitário – bairro Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

Confesso que, assim como a maior parte da população brasileira, comemorei o fato do Brasil sediar dois eventos esportivos mundiais que são capazes de deixar um legado importante ao esporte nacional. Mas, ao mesmo tempo, após ler a matéria publicada na última edição, fiquei pensando se o nosso país está realmente preparado para tal feito. Temos muita corrupção e o evento dos Jogos Pan-Americanos foi uma experiência um tanto desastrosa do ponto de vista do superfaturamento de obras. Espero, sinceramente, que a palavra de ordem seja a fiscalização e que os polí-

6

Diagramação Final do MP.indd 6

Tânia Alencar Moreira, 35 anos – empresária –bairro Gutierrez – Belo Horizonte (MG)

TUNING

Rosana Grimbald, 51 anos – Professora universitária – bairro Lourdes – Belo Horizonte (MG)

COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS

vítimas de um sistema que inverteu os valores. Está na hora de toda sociedade repensar o que vamos deixar para os nossos filhos.

GERAÇÃO Y Falar dos nossos jovens e das nossas crianças é sempre uma tarefa complicada. Querendo ou não, acaba que sempre comparamos a nossa geração com a atual. Sou mãe de uma criança e de um adolescente e confesso que o especial que a Revista Vox trouxe na última edição sobre educação me ajudou a entender a influência da mídia na nossa juventude. Depois de conversar com meu marido, chegamos a conclusão de que essa geração incentiva muito o consumo e isso, nem sempre, traz valores sadios. Da out r a ponta, estão os professores que ficam numa situação complicada, quando na verdade querem corrigir os alunos e são

Sou um alucinado por carros tunados! O artigo sobre carros tunados foi muito bem feito e explicou para o grande público uma verdadeira paixão que só quem admira essa modalidade entende. Não tem nada mais prazeroso do que colocar um carro do jeito que você sonhou! O filme “Velozes e Furiosos” ajudou muito na divulgação do tuning pelo mundo, mas já era algo visto nas ruas, de uma certa forma. Parabéns a toda equipe da revista que a cada edição traz sempre um conteúdo de primeira! Ronaldo Salazar Martins, 27 anos – gerente de vendas – bairro Bigorrilho, Curitiba – Paraná

TWITTER Adorei a seção “Vox no Twitter”! O que mais me chamou atenção foi o fato da Revista Vox mesclar frases de pessoas famosas com a de usuários do Twitter, afinal o microblogging não é usado só por celebridades, como muitos veículos de comunicação fazem questão de enfatizar. Acaba que a seção nos faz ler um “resumão” bem humorado de assuntos que foram mais debatidos no último mês.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:58:00


Sou twiteira de carteirinha e, depois de ler a seção, comecei a seguir um monte de gente que não conhecia, mas que passei a admirar pelos post’s relevantes. Ah, também estou seguindo a Vox no Twitter! Parabéns pelo excelente trabalho da revista e continuem caprichando, viu! Priscila Alcântara Zapatero – 21 anos, universitária – bairro Sion – Belo Horizonte (MG)

Israel Minha família é de tradição judia e me encantou profundamente a matéria sobre Israel. É muito comum vermos matérias relacionas ao país como um lugar de guerra e de tragédia. Já fui algumas vezes a Israel e vi que não é tão violento como a grande imprensa costuma mostrar. Grosso modo, comparo com a minha cidade e com o Rio, que são lugares onde a violência também é um problema perturbador. Claro que Israel, que nasceu sob um conflito religioso por Jerusalém, também possui os seus lugares de risco. Para mim e, acredito que para toda comunidade judia no Brasil, foi um prazer ver Israel retratada de outra ótica. Viajei na descrição dos lugares e nas fotos. Parabéns a equipe da Revista Vox pela sensibilidade. Vera Lúcia Zimmermann, 39 anos - funcionária pública, bairro Pinheiros, São Paulo (SP)

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 7

FICHA LIMPA A entrevista feita pelo jornalista Carlos Viana com o desembargador Almeida Melo, que também atua como presidente do TRE-MG, me fez refletir sobre uma situação preocupante no nosso país: o legislativo e o judiciário não falam a mesma língua, ou seja, alguns membros dessas Casas que – aparentemente, são independentes, não respeitam a sociedade como deveriam. A sugestão de Almeida Melo é um exemplo louvável. Temos que colocar todos os candidatos aos cargos públicos, que possuam ficha suja, na mira da próxima eleição, em 2010, para que sejam divulgados para o grande público. Isso é uma contribuição sem preço para a democracia do Brasil, pois será uma forma fidedigna da população buscar informações precisas a respeito de quem pretende dar o seu voto na urna. Deixo registrado aqui o meu elogio a toda equipe da Revista Vox, a qual tive o prazer de conhecer na época de Diário de Bordo. A cada edição a qualidade editorial tem se superado, parabéns. Roberto Andrada, 53 anos – advogado – bairro Alvorada – Nova Lima (MG)

NÃO TEM COMO NÃO SER SUCESSO Não posso deixar de tecer minha breve consideração. A Revista Vox Objetiva tem um belíssimo conteúdo editorial, carinho na produção da capa, e um time de colunistas de primeira como o professor Robson Sávio, Emerson Romano no Esporte, Kênio no direito imobiliário, entre outros. Tudo isso aliado à excelente qualidade gráfica. Não tem como não ser sucesso...

e claras. Até que enfim, um editor que se preocupa com os leitores, pois de revistas que falam “babozeiras” estamos fartos!! Valéria Lopes - Jornalista

SESSÃO GOURMET Esta ultima edição (capa do presidente Lula) tem matérias interessantes, que estão bem atuais, com uma linguagem objetiva e simples. Apenas acho que poderia ter uma sessão de gourmet, onde chefes dariam dicas e falariam de comida saudável. Gláucia S. Guedes – Contagem – MG

A REVISTA É MUITO BOA Escrevo para dizer que fiquei impressionado com o caso do rapaz que saiu na capa da primeira edição de Vox, ele mora perto de mim. Depois disso, fiquei ainda mais curioso para ver as próximas edições. E notei que na última o material ficou ainda melhor. Trabalho num sindicato e todos lá concordaram comigo. A revista é muito bonita. Parabéns à equipe. Luis Ricardo Bentivoglio - Bairro Aparecida Belo Horizonte (MG)

Valdir Nobre - Jornal Balcão - Belo Horizonte(MG)

MATÉRIAS SENSACIONAIS Sensacionais as matérias da edição 07, em especial “O Sucesso da Marca Brasil” e “Israel Muito Além da Guerra”. Parabéns! Espero que vocês continuem a fazer boas matérias, que tragam informações precisas

7

23/12/2009 12:58:03


Wander Veroni (@wanderveroni)

Confira as frases que mais se destacaram no “site do passarinho azul” no mês de novembro 2009 e aproveite e siga @vox_objetiva no Twitter! @Jagatah Twitter é proibido na Uniban porque o texto é muito curto.

@bqeg Bom dia você que poderia dormir até as 7h mas acorda as 05h30 e fica tuitando.

Piada sobre o Caso Uniban que resultou na humilhação pública da estudante Geisy Arruda.

Sobre o vício de alguns internautas com o uso do Twitter.

@huckluciano Agora o Gugu quer “se inspirar” também no Lata Velha!!! Hahahaha...ô falta de imaginação!!!! Tem gente que acha que povo é burro, né não? Apresentador global alfineta programa da Record e o acusa de plágio.

@HSalles Nunca tive vergonha de adaptar bons quadros...mas tem de ser homem e assumir... Em resposta, o diretor da emissora da Barra Funda provoca Huck com uma série de posts afirmando que o programa dele imita reality shows gringos.

@JulianaDB O maior problema da impunidade na internet é o anonimato e sempre vai ser. Psiquiatra e dona de um dos blogs mais acessados do Brasil critica o anonimato na internet.

@rosana Só toma unfollow quem está twittando. Ninguém discorda do silêncio. Jornalista e blogueira do Portal R7 pondera sobre o fato do Twitter ser uma rede social que promove o debate.

@compulsivo Porque o Google não cria uma pagina própria para o seu messenger ao invés de enfiar no Orkut dos outros? Problogger critica o fato do Google incorporar o GTalk ao Orkut.

@palomadoss O jornalismo mineiro perde um grande ícone. Aos 85 anos faleceu Camilo Teixeira da Costa http:// migre.me/cFjQ Homenagem da humorista do grupo de stand up comedy em BH ao falecimento do jornalista mineiro.

@kikoklb Agora sou “comendador” kkkkk Ahhhh Tahhhhh to muiito chique!! O q faz um comendador??? rsrsrsr Vou tentar tirar foto da mealha com cel mesmo

@OCriador Jesus morou com os pais até 30 anos, mas não era blogueiro! Personagem que reproduz as falas de Deus no Twitter puxa a orelha dos twiteiros balzaquianos que ainda moram com os pais.

@realwbonner O que aconteceu ontem é muito legal, mas o risco de ter passado despercebido nesse turbilhão é grande. Então, g1.com.br/jn é o caminho. Sobre o fato do jornalista ter ganho uma sugestão de pauta pelo Twitter e a ter transformado em matéria para o JN.

Cantor do KLB comemora prêmio, mas não sabe o significado do título.

@Cardoso Mulheres: se um homem passou por vocês e estava de óculos escuros, acredite: a conferida foi geral.

Um dos personagens mais famosos do Twitter alfineta pessoas que não conseguem lidar com a fama. V

Problogger mais famoso do Brasil, conhecido por suas frases polêmicas e temperamento difícil, alerta a mulherada perante os galanteios masculinos.

@walterlongo A privatização do setor elétrico fracassou no Brasil. Acabaram com as estatais, mas mantiveram o monopólio... Sem concorrência não vai!

Colunista crítica a falta de vergonha na cara dos políticos ao uso do dinheiro público.

Crítica do ex-consultor de Roberto Justus no reality “O Aprendiz” sobre a privatização no Brasil.

Diagramação Final do MP.indd 8

Sobre a repetição de palavras do jornalista e locutor esportivo no programa de TV paga.

@HugoGloss As pessoas conseguem o sucesso e ñ conseguem lidar com isso, sentem-se ameaçadas qdo, na verdade, deveriam estar agradecidas...

@millorfernandes Dinheiro público é o dinheiro que o governo tira dos que não podem escapar e dá aos que escapam sempre.

8

@kibeloco A palavra “imponderável” foi dita 73 vezes (56 delas pelo Cléber Machado) durante o último “Arena Sportv”. Podem contar.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:58:11


entr evista

Zé Mayer Leo Pinheiro

TV GLOBO/Rafael França

Vivendo a vida aos 60...

Q

uando Zé Mayer nasceu, a enfermeira se chamava Helena. O resto da história você já sabe… A piada tirada da internet poderia ser o começo desta entrevista se José Mayer Drumond de Araújo, mineiro, de Jaraguaçu, fosse uma personagem de novela. Afinal, de tantos papéis que interpretou os de maiores destaque foram os protagonistas das tramas do autor Manoel Carlos, que, invariavelmente, terminam com a personagem Helena no final. Porém, nesta entrevista exclusiva para Revista Vox, o galã de maior sucesso do Brasil revelou passagens desconhecidas ou pouco comentadas de sua vida e obra; como o fato de ter sido, durante sete anos, administrador do teatro do Senac de Belo Horizonte. Lá ele montou diversas peças de autores nacionais e foi uma espécie de faz tudo: trabalhou como ator, diretor, produtor, e, até, cenógrafo do teatro. A primeira oportunidade na tevê foi interpretando um burro! Não estamos falando de uma pessoa com, digamos, dificuldades de aprendizado. Mas, sim, um bicho de um seriado infantil da emissora onde Mayer começou há 30 anos e de onde não pretende sair. Também pudera; do começo difícil para cá, se tornou um dos artistas mais bem pagos do país e recentemente se tornou garoto-propaganda da empresa mineradora Vale, com a qual teria fechado um contrato de R$ 800 mil. Uma pesquisa apontou o ator como um dos nomes de maior credibilidade no mercado publicitário, dentre as mais de 100 celebridades avaliadas, devido ao fato de ser – como ele mesmo diz – criterioso na escolha de campanhas publicitárias. Sem dúvida, José Mayer convive bem com a exposição de sua imagem. Seu retorno à novela das oito fez “Viver a Vida” estrear com audiência de 42 pontos, o maior índice de um primeiro capítulo entre as cinco últimas novelas do horário nobre da Globo.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 9

9

23/12/2009 12:58:16


entr evista

Mas certamente não é a imagem do galã que seduz e se casa com uma mulher 30 anos mais jovem que a Vale está interessada. O que está em jogo é o impacto que ele é capaz de causar entre os mais diversos públicos. Não é à toa que ele se tornou hit entre os jovens, inclusive do sexo masculino, no microblog da Internet Twitter. Zé Mayer se tornou em poucos dias a segunda expressão mais digitada no site em todo o mundo! No dia do terceiro capítulo de “Viver a Vida”, variações do seu nome apareceram em segundo e quinto lugar do Trending Topics (o ranking de aparições) do Twitter; ficando atrás somente do aniversário de 17 anos do cantor americano Nick Jonas, cantor da banda de rock Jonas Brothers. Nada mal para um senhor de 60 anos do interior de Minas Gerais.

VOX: Nem todos sabem ou pouco se comenta, mas a sua carreira começou no Teatro ainda em Minas Gerais, conte como foi essa iniciação profissional. MAYER: De 1968 a 1971, enquanto estudava na Fafi (Faculdade de Filosofia de Minas Gerais) e me formava em Letras, fiz muitos trabalhos interessantes como ator e, sem me fixar em nenhum grupo, trabalhei com grandes encenadores como Ronaldo Brandão, Jota Dângelo, Paulo Cézar Bicalho e outros mais. A partir de 1972, abandonei o trabalho paralelo como professor, assumi a direção do pequeno Teatro Senac da Rua Tupinambás, em Belo Horizonte, e desenvolvi ali, cheio de energia e de vigor, um trabalho de produção de 11 espetáculos que foram a forja da minha formação. VOX: E foi a partir da administração do teatro do Senac de BH, que você começou a se sustentar da carreira artística e não parou nunca mais? MAYER: Sim. Ali eu mesmo criei as condições pra realizar um trabalho contínuo e com ampla liberdade na escolha dos autores e diretores. Dos 11 trabalhos, 10 foram de autores nacionais. Alcione Araújo foi meu parceiro mais frequente. VOX: O que levou o filho de um enfermeiro com uma cabeleireira, de Jaraguaçu, interior de Minas Gerais, a se mudar para o Rio de Janeiro para arriscar a sorte na carreira artística? MAYER: Talvez o encantamento com a arte barroca de Congonhas (do Campo,

10

Diagramação Final do MP.indd 10

“Essa longevidade

da minha função romântica na tevê surpreende até a mim mesmo. Daqui a pouco passo a fazer padre, juiz ou avô. (Risos)”

onde Mayer morou na juventude). VOX: No início da carreira você sofreu preconceitos por sua “mineirice”? MAYER: Não, nunca. Mineiros são paparicados e respeitados no Brasil inteiro. VOX: Seu primeiro contrato na TV Globo foi como dublador do Burro Falante, do Sítio do Pica-pau Amarelo. Nessa época você já não tinha mais sotaque? (Risos) Fez outras dublagens na carreira? MAYER: Nunca tive sotaque carregado. O Teatro nos treina para uma fala mais neutra. Não gosto de dublar. Tive que fazer no início da carreira porque a necessidade faz o sapo pular. VOX: Na tevê você interpretou muitas figuras dramáticas fortes, como cinco papéis do dramaturgo Nelson Rodrigues, na adaptação para a televisão de “A Vida Como Ela É”, além, é claro, de seis protagonistas de Manoel Carlos. Qual dessas personagens foi o mais importante para você? MAYER: No “Pagador de Promessas”, de Dias Gomes, eu tive a minha oportunidade decisiva. Mas o personagem que eu mais gostei de fazer foi o Comissário Mattos, em “Agosto”. VOX: E no Cinema. Depois de Bufo & Spallanzani, de 2001, você ficou oito anos longe da “telona”, mas em 2009 reapareceu em Divã. Retomou o gostinho pela sétima arte? MAYER: Foi muito divertido filmar o “Divã”. Pena que a produção de filmes no Brasil seja tão irregular e inconstante.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:58:28


VOX: No teatro seu último trabalho foi “Um boêmio no céu”, em 2007, mas seu nome já é cogitado para a montagem de “Gabriela”, do diretor pernambucano João Falcão. Você atuará neste ou em outro espetáculo em 2010? MAYER: Não tenho planos pra voltar ao teatro, mas ser pensado ou convidado para um projeto como esse do João Falcão parece bom, né? VOX: Voltando a tevê... Sua personagem atual está no centro de uma trama que aborda preconceitos raciais, de idade, financeiro e contra deficientes físicos. Você acha que o mote da história é este: superação de preconceitos? MAYER: O tema da superação em “Viver a Vida” não se restringe aos preconceitos. Manoel Carlos quer abordar a superação cotidiana, os pequenos combates do dia a dia, essas batalhas miúdas que todos nós enfrentamos em nossas vidas. VOX: Ao completar 60 anos você se acha um exemplo de superação de rótulos, ao interpretar personagens que mantém casos amorosos com mulheres muito mais jovens? MAYER: Essa longevidade da minha função romântica na tevê surpreende até a mim mesmo. Daqui a pouco passo a fazer padre, juiz ou avô. (Risos) VOX: Com o sucesso da novela seu nome voltou a ser cogitado para estrelar novas campanhas publicitárias. É hora de faturar ou você pretende se preservar para não desgastar a sua imagem? MAYER: Publicidade não é pecado, mas não sou de encher a paciência das pessoas vendendo de tudo. Sou criterioso na escolha de campanhas publicitárias. VOX: Após uma piada postada no Twitter, fãs brasileiros repercutiram o seu nome milhões de vezes, alçando você ao posto de celebridade mundial na internet. Você chegou a ver algumas dessas postagens? O que achou?

TV GLOBO/Rafael França

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 11

MAYER: Achei divertidíssimo! O Brasil inteiro se tornou um imenso Casseta & V Planeta e a gozação foi geral!

11

23/12/2009 12:58:39


Wander Veroni

Confira as últimas notícias que movimentaram os sites, blogs, redes sociais e estão na boca dos formadores de opinião por todo o mundo.

Acordou Quem se lembra do conto da Bela Adormecida? Ao que parece, o belga Rom Houben passou 23 anos diagnosticado em estado vegetativo e viveu de perto esse drama. O diagnóstico de coma foi feito após Rom Houben ter sofrido um acidente de carro. A descoberta de que ele nunca perdeu a consciência foi feita por um especialista que utilizou uma espécie de scanner cerebral que não existia na década de 1980, quando Houben sofreu o acidente. Hoje o paciente pode se comunicar por meio de um equipamento. Em entrevista à imprensa de seu país, Houben disse que passou décadas de solidão, impotência e que agora faz questão de se comunicar com todo mundo.

Peladão Pelado, pelado, nu com a mão no bolso. A frase que foi bordão musical na década de 1980, serve para ilustrar a confusão que se meteu o norteamericano Joey Wallace, de 20 anos. Ele foi preso em Prescott Valley, no estado do Arizona (EUA), após ser flagrado nu ao pedir comida em um “drive-in” de um restaurante, segundo reportagem do jornal “Daily Courier”. Ao ser questionado pelos policiais sobre o por quê de tirar a roupa, o jovem disse que só queria ganhar um sorriso das atendentes. Wallace foi preso.

Saudável A logo da rede de lanchonetes McDonald’s vai mudar de vermelho para o verde, de acordo com o blog Querido Leitor, da jornalista Rosana Hermann, no Portal R7. De acordo com o post, cerca de 100 lojas vão alterar a cor do símbolo para dar uma imagem de “amiga do meio ambiente”. No final do artigo, a blogueira do portal de notícias da Rede Record ainda provoca. “Falta só o McDonald’s trocar aquele mundo de frituras por grelhados, diminuir o açúcar, cortar os carboidratos para ficar amigo das nossas artérias”. Será?

AIDS Dia 1º de dezembro é comemorado o Dia mundial de combate à AIDS. Com intuito de alertar a população mundial, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Programa Conjunto da ONU para HIV/ Aids (Unaids) divulgou que 33,4 milhões de pessoas no planeta estão infectadas pelo vírus HIV. O número representou um crescimento em comparação a 2007, quando foi registrado um total de 33 milhões de casos. O relatório também confirmou melhora no tempo de vida dos infectados devido aos medicamentos, além de mostrar queda de mais de 10% no total de mortes associadas à doença nos últimos cinco anos, enquanto o acesso aos remédios aumentou.

12

Diagramação Final do MP.indd 12

Vox Objetiva

23/12/2009 12:58:51


Nova doença Tudo que é feito em excesso pode causar sérios problemas, já dizia o ditado popular. Especialistas em nutrição já alertam para uma nova doença dessa “geração saúde”. Trata-se da ortorexia, uma espécie de transtorno alimentar que ainda não tem um diagnóstico oficial, mas que surge quando a pessoa se torna obsessiva por comer alimentos saudáveis. Ao contrário da anorexia ou bulimia, a pessoa come, mas fica tão obcecada com a alimentação saudável que chega a ter desnutrição. O transtorno foi descrito pela primeira vez pelo médico Steven Bratman, em 1997, e é frequentemente associado a dietas de vegetarianas ou de alimentos crus.

Blogosfera E por falar em blogs, o blogueiro e estudante de jornalismo Emílio Moreno da Silva Neto, de 33 anos, morador de Fortaleza (CE), foi condenado pela Justiça cearense, no mês de julho, a pagar uma indenização de R$ 16 mil a uma freira por causa de um comentário anônimo ofensivo publicado em seu blog. O caso começou em março do ano passado, quando o universitário repercutiu em seu blog uma briga entre dois estudantes do Colégio Santa Cecília, na capital cearense. No comentário, um internauta insultou a diretora, e criticou sua atuação na intermediação da briga dos estudantes. A Justiça brasileira entende que tudo o que é postado no blog é de responsabilidade do autor. Certo ou errado, todo cuidado é pouco no que for publicar ou aprovar na internet.

Mentiroso Todo mundo sabe que a busca em sites de pesquisa como Google, Yahoo!, Alta Vista e tantos outros, pela internet, é feita por palavra-chave. Mas por essa, o Itamaraty não esperava. O maior site de pesquisas do mundo, o gigante Google, associou a palavra “mentiroso” ao presidente Lula, conforme repercutiu vários jornalistas na internet, no final de novembro. Em resposta, o Google disse que o vínculo de Lula com a palavra “mentiroso” ocorre devido a uma distorção chamada “Efeito Bomba” e que logo voltaria ao normal. Será que vem processo por aí?

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 13

13

23/12/2009 12:58:59


economia Luciana Hübner

Quando janeiro chegar

Os dois últimos meses do ano são sempre a mesma coisa: a cidade fica enfeitada, as lojas decoradas e as pessoas ficam de olho no que está na vitrine... E tudo isso em pleno espírito fraterno. Essa sensação é potencializada a partir do recebimento da primeira parcela do 13° salário. É que a conta bancária fica mais “gordinha” e, com isso, muita gente entra no clima das festas e descuida das finanças. O problema é que quando chega janeiro...

D

esde que começou a trabalhar, aos 17 anos de idade, Mário Alex Santos controla as finanças. Nessa época, tudo era feito à mão, em folhas de papel que eram reunidas mês a mês. Tudo de forma simples. “Eu anotava o quanto ganhava e, do valor, diminuía o quanto gastava e com o quê. O que sobrava, ia para o lazer”, conta ele. A disciplina influenciou na escolha da formação superior. Hoje ele é administrador de empresas e especialista em gestão de negócios. E a organização das finanças pessoais é feita com softwares especializados. “Uso um programa que permite não só o acompanhamento regular do orçamento, mas também o cálculo de investimen-

14

Diagramação Final do MP.indd 14

tos em aplicações e faz projeções para o futuro. Sempre fui preocupado com a questão financeira”, confessa ele. O controle mais rígido veio a partir do nascimento do filho Arthur, hoje com 3 anos. A partir daí, ele e a esposa, a enfermeira Fernanda Lima, precisaram assumir novos compromissos. O foco do orçamento mudou e o casal passou a fazer um planejamento familiar. A primeira mudança foi a troca do carro. “Eu tinha um carro novo e percebi que, dentro do meu orçamento, ele era o que me dava mais gasto. Por isso, decidi vender o novo e comprar um usado. Com isso, consegui um equilíbrio melhor das finanças”, analisa. Fernanda avalia que o planejamento é importante, mas prefere

deixar as atualizações por conta do marido. “Ele anota tudo e isso me deixa despreocupada”, conta ela. Mário afirma que faz o acompanhamento das finanças, semanalmente, através da consulta ao banco via internet. E na primeira semana de cada mês, faz uma análise mais criteriosa. Principalmente no mês de dezembro. Ele conta que faz o planejamento para festas, presentes, férias, uniforme e material escolar, além dos impostos. “Na primeira semana de dezembro já sei quanto vou poder gastar em presentes e com as festas de fim de ano. Assim fica mais fácil controlar os gastos e evitar as compras por impulso. Quando o assunto é finanças, trabalho menos com a emoção e mais com a razão”, salienta.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:04


Mário Alex e sua esposa, a enfermeira Fernanda Lima, cuidando das finanças da família.

E quando sai às compras, ele tem o hábito de consultar os preços dos produtos na internet. “Se meu filho quer determinado brinquedo, já olho a média de preços antes de sair de casa. Isso facilita a negociação na hora da compra”, afirma. Mesmo com tanto planejamento, Mário afirma que as finanças da família ficam mais apertadas nos três primeiros meses do ano. “A carga tributária é alta e por isso o planejamento é importante. O controle me dá a garantia de que o ano vai correr bem. Sei que o planejamento me dá a chance de só fazer a coisa certa”, enfatiza. De acordo com a sócia-diretora da Rede Três, consultora em Finanças Pessoais e Consumo Consciente, Adriana Fileto, o planejamento finan-

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 15

ceiro é fundamental durante o ano todo. E nesta época de maior apelo comercial, o cuidado com os gastos deve ser redobrado. “Sabemos da importância do consumo e, principalmente, que ele gera emprego e renda. Mas o consumidor deve ter em mente que o Natal não é mais feliz por causa de presentes caros. Pelo contrário, antes de sair de casa, as pessoas devem fazer uma lista de presentes que caiba no bolso e evitar as compras de última hora. Aconselho também o planejamento para a ceia, de forma que a data seja celebrada sem exageros”, salienta. A especialista afirma ainda que, em alguns casos, menos pode significar mais. “Natal é tempo de paz, mas festejar não é sinal de gastança. Compras desnecessárias fazem mal para o bolso e para o planeta. Um bom exemplo disso é a comilança da ceia. Depois das comemorações, as pessoas passam dias requentando o que não foi consumido sendo que, em alguns casos, é preciso jogar comida fora. Com planejamento, situações como essas podem ser evitadas”, conta. Poupar parte da renda extra para arcar com os tributos de janeiro é outra dica da especialista. “A Prefeitura de Belo Horizonte concede desconto para quem para o IPTU à vista, bem como o governo do Estado em relação ao IPVA. São descontos que valem a pena”, avalia ela. Para quem está com dívidas, o conselho é tentar pagar, o quanto antes, as dívidas mais caras. “Normalmente, as dívidas com cartão de crédito e cheque especial têm juros mais altos. As pessoas que têm esse tipo de dívida devem concentrar os esforços no pagamento delas e nunca pagar só o valor mínimo de cada fatura. É importante lembrar que quem paga só o valor mínimo da fatura durante um ano, ao final desse período, a dívida estará 4 vezes maior”, alerta a especialista. Mas nem todo mundo recebe o 13° salário ou bonificações extras de fim de ano. É o caso, por exemplo, da cabeleireira Cristina Luciana Ferreira Nunes, que trabalha por conta própria. “Nunca fui de gastar demais e não anoto nada. Mas não passo do orçamento. Meu planejamento é na cabeça”, conta. Casada há 14 anos, ela afirma que o marido, o administrador de empresas e instrutor de autoescola Edeval

Consultora em finanças pessoais e consumo consciente, Adriana Fileto

Nunes, sempre foi mais controlado. “Ele sempre trabalhou por conta própria, mesmo antes de se formar em Administração de Empresas. Ele tem medo de dívidas, gosta de comprar só quando pode pagar à vista e anota tudo num caderninho. Esse controle dá mais segurança”, diz. Cristina conta ainda que, pelo fato de não ter um dia certo para receber o salário do mês, acaba fazendo as compras que precisa aos poucos. “Recebo o dinheiro depois de atender cada cliente. Por isso, compro roupas e sapatos para mim e para minha filha, Luciana, no carnê ou no cartão. É mais prático. E, na maioria das vezes, meu marido não sabe”, confessa. Para honrar esses compromissos, ela guarda pequenos valores ao longo do mês para quitar as prestações seguintes. “Quando meu marido encontra algum carnê, logo diz que eu não tenho jeito. Mas ele leva na esportiva”, relata Cristina aos risos. O lema da família é mesmo pagar à vista. “A rematrícula da Luciana foi feita em novembro e mantemos o equilíbrio das finanças o ano todo para enfrentar o mês de janeiro com tranquilidade. Nunca aconteceu de ficarmos apertados”, comemora ela. De acordo com a especialista Adriana Fileto, o pagamento à vista é sempre uma boa opção. “Sempre que pagar à vista, o consumidor deve insistir no desconto porque essa condição permite. Além disso, é possível economizar dinheiro e se livrar de dívidas futuras”, destaca.

15

23/12/2009 12:59:07


economia

Uma pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Minas Gerais mostra que mais da metade dos consumidores da Capital consegue quitar todas as contas e ainda sobra algum dinheiro no final do mês. O levantamento mede o endividamento do consumidor. Tratase do maior percentual obtido desde que a pesquisa começou a ser realizada, em setembro de 2006. Nos meses de setembro e outubro de 2008, período em que a crise financeira provocou os primeiros impactos na economia, o percentual era de 40%. E os dados mostram outra boa notícia: a inadimplência caiu. Passou

de 8,7%, nos meses de julho e agosto de 2009, para 8,3% em setembro e outubro. O comprometimento de renda para os próximos meses também diminuiu de 60% para 58%. Cerca de 80% das pessoas entrevistadas disseram que o comprometimento chega, apenas, até 30% da renda. O cartão de crédito, que é sempre o campeão entre os compromissos financeiros, manteve o seu posto, mas numa proporção bem menor: Saiu dos 50,5%, para 39,5%. O consumidor também mostra mais responsabilidade, já que, dentre os endividados, o percentual de consumidores

que não tomaram nenhuma medida para saldar suas dívidas caiu pela metade. Em julho e agosto de 2009, eles eram 13%, já neste bimestre o número caiu para 7%. E essa é uma tendência, já que vem diminuindo desde o segundo bimestre do ano. Em contrapartida, as contas em atraso subiram 6,5%, para 50,9% das respostas, mas a maioria (37,1%), está há menos de 30 dias com contas em atraso, e 53,9% pretendem saldar suas dívidas em menos de 1 mês. Foram entrevistadas 300 pessoas entre os dias 3 e 9 de novembro. A margem de erro é de 5,6%.

$ Quais dessas situações mais se aproxima da sua realidade fnanceira? consigo planejar meu orçamento familiar e ainda sobra algum dinheiro

52,4%

consigo pagar minhas contas em dia, mas não me sobra nada

31,4%

não recorro a nenhum tipo de financiamento, mas devo muito

9,8%

sempre tenho que recorrer a algum tipo de financiamento (cheque especial, cartão etc.) sempre recorro a algum tipo de financiamrento, mas mesmo assim fico devendo

5,4% 1,%

$ Dez dicas financeiras para o fim de ano 2009 está chegando ao fim e com ele vêm muitas festas, confraternizações, compras e mais compras. Por isso, a especialista Adriana Fileto alerta: é preciso cuidado para que a felicidade de agora não se torne um problema em janeiro, quando chegam as faturas de cartões de crédito das compras de Natal, de réveillon e ainda surgem os pagamentos de início de ano como IPTU, IPVA, matrículas escolares, material escolar e os gastos adicionais de férias. Fique atendo às dicas para não entrar 2010 no vermelho.

Nesta época do ano, o CDL e o Telecheque ofere6) Antes de ir às compras, faça uma lista do que V Vcem1) bons em os pagament r descontos para regulariza você pretende comprar e utilize a internet para pesquiatraso. Tente quitar as dívidas aproveitando os juros menores e limpar o nome: Evite exageros. Tenha em mente que celebrar, 2) festejar, reunir a família e amigos é ótimo, mas vivemos em um tempo em que “Menos É Mais”, ou seja, o chique e justo é viver bem sem desperdiçar; Guarde parte das rendas adicionais de final 3) de ano como 13° salário e bonificações para pagamento de IPTU e IPVA. Os descontos compensam! Além disso, em janeiro, vêm as contas de material escolar e matrículas; 4) Faça as contas e verifique quanto você pode gastar com o Natal e as festas de fim de ano. Lembre-se que os parcelamentos no cartão de crédito custam caro; Planeje a ceia de Natal e evite a fartura; assim 5) você não joga comida no lixo e faz um bem enorme ao seu bolso e ao planeta;

sar preços. Desta forma, você terá uma ideia do valor de mercado dos produtos; 7) Faça as compras com antecedência para escolher com calma e pesquise preços e opções. Uma boa dica é realizar as compras aos poucos, ao longo do ano, aproveitando as promoções; Evite comprar por impulso. Pense se o produto 8) é necessário, se ele é ecologicamente correto, se o preço é justo e exija nota fiscal; Sempre que puder, prefira pagar à vista com 9) desconto. Insista no desconto. Assim, você economiza dinheiro e ainda se livra de dívidas futuras; 10) Jamais empreste o seu nome na abertura de crediários para terceiros. É preferível você perder um “amigo” agora do que ser gravemente prejudicado no futuro.

V

V

V

V

V

V 16

Diagramação Final do MP.indd 16

V

V

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:11


PLANILHA DE FINANÇAS PESSOAIS

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 17

MAI

JUN

RECEITAS

ABR

0,00

0,00

0,00

0,00

Despesas pessoais

DESPESAS

Despesas somésticas

0,00

Despesas FinanceirasTransporte

Saldo do mês anterior Salário Comissões/gratificações Aluguéis a receber Benefícios (ticket alimentação, transporte) Retiradas de Aplicações Empréstimos (parcelas a receber) 13º Salário Férias a receber Restituição (Imposto de Renda a receber) Outros 0,00 TOTAL RECEITAS Aluguel ou prestação habitacional Condomínio IPTU Água Luz Gás Telefones Internet TV por Assinatura Supermercado, padaria, feira, acougue ... Empregada ou faxineira Outros Plano de Saúde, médico,dentista Medicamentos Higiene, cosméticos, salão, barbeiro Academia / Esportes Vestuário (roupas, sapatos, acessórios) Condomínio de clube esportivo Restaurantes, cafés, bares, lanches Jornais, revistas, livros, discos, DVDs Locadora de Vídeo Presentes, festas, comemorações Passagens (avião, ônibus, trem, barco ...) Passeios, viagens Telefone Celular Anuidades (categoria de classe, sindicato) Outros Coletivo (ônibus, metrô, táxi, trem ...) Prestação de financiamento ou consórcio Seguro Combustível IPVA Manutenção (limpeza, revisões ...) Multas Outros Previdência Complementar Prestações de empréstimos ou crediários Penhor de jóias Anuidades de cartões de crédito Tarifas bancárias Imposto de renda a pagar Seguro de vida Outros Pensão alimentícia e mesada Escola/Faculdade/Cursos Material escolar e uniformes Lanches Transporte escolar Passeios/Férias Vestuário (roupas, sapatos, acessórios) Saúde/Medicamentos/Dentista Doações Animais de estimação Outros TOTAL DE DESPESAS 0,00 SALDO = RECEITAS - DESPESAS 0,00

Dependentes

Domésticas Pessoais

DESPESAS

Transporte Financeiras Dependentes

por Adriana Fileto

SAIBA COMO CONTROLAR SUAS FINANÇAS EM 2010

RECEITAS

(Elaborada por Adriana Fileto) JAN FEV MAR

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

17

23/12/2009 12:59:12

Saldo d Salário Comiss Alugué Benefíc Retirad Emprés 13º Sal Férias a Restitu Outros TOTAL Alugue Condom IPTU Água Luz Gás

Interne TV por Superm Empreg Outros Plano d Medica Higiene Academ Vestuár Condom Restau Jornais Locado Presen Passag Passeio Telefon Anuida Outros Coletivo Prestaç Seguro Combu IPVA Manute Multas Outros Previdê Prestaç Penhor Anuida Tarifas Imposto Seguro Outros Pensão Escola/ Materia Lanche Transpo Passeio Vestuár Saúde/ Doaçõe Animais Outros T SALDO


PLANILHA DE FINANÇAS PESSOAIS (Elaborada por Adriana Fileto) JUL AGO SET

Despesas pessoais Despesas FinanceirasTransporte Dependentes

0,00 0,00

Internet TV por Assinatura Supermercado, padaria, feira, acougue ... Empregada ou faxineira Outros Plano de Saúde, médico,dentista Medicamentos Higiene, cosméticos, salão, barbeiro Academia / Esportes Vestuário (roupas, sapatos, acessórios) Condomínio de clube esportivo Restaurantes, cafés, bares, lanches Jornais, revistas, livros, discos, DVDs Locadora de Vídeo Presentes, festas, comemorações Passagens (avião, ônibus, trem, barco ...) Passeios, viagens Telefone Celular Anuidades (categoria de classe, sindicato) Outros Coletivo (ônibus, metrô, táxi, trem ...) Prestação de financiamento ou consórcio Seguro Combustível IPVA Manutenção (limpeza, revisões ...) Multas Outros Previdência Complementar Prestações de empréstimos ou crediários Penhor de jóias Anuidades de cartões de crédito Tarifas bancárias Imposto de renda a pagar Seguro de vida Outros Pensão alimentícia e mesada Escola/Faculdade/Cursos Material escolar e uniformes Lanches Transporte escolar Passeios/Férias Vestuário (roupas, sapatos, acessórios) Saúde/Medicamentos/Dentista Doações Animais de estimação Outros TOTAL DE DESPESAS 0,00 SALDO = RECEITAS - DESPESAS 0,00

18

Diagramação Final do MP.indd 18

OUT

NOV

DEZ

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

por Adriana Fileto

DESPESAS

Despesas somésticas

0,00

Saldo do mês anterior Salário Comissões/gratificações Aluguéis a receber Benefícios (ticket alimentação, transporte) Retiradas de Aplicações Empréstimos (parcelas a receber) 13º Salário Férias a receber Restituição (Imposto de Renda a receber) Outros TOTAL RECEITAS 0,00 Aluguel ou prestação habitacional Condomínio IPTU Água Luz Gás

SAIBA COMO CONTROLAR SUAS FINANÇAS EM 2010

RECEITAS

JUN

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:12


imóveis

Nova lei do inquilinato prestigiará bom pagador

E

Kênio de Souza Diretor da Caixa Imobiliária Rede Netimóveis*

m janeiro de 2010 as locações terão novas regras quanto ao despejo por falta de pagamento e à fiança. Regulam a possibilidade do fiador, após o vencimento do prazo determinado do contrato, pleitear a sua exoneração, caso este venha a vigorar por prazo indeterminado, ou seja, quando não ocorrer a renovação através de um termo aditivo ou novo contrato. Não tendo o fiador interesse em manter-se como garantidor das obrigações do locatário, poderá notificar o locador e seu afiançado de que, após 120 dias a contar do recebimento da comunicação, deixará de ser fiador. Neste caso, o locador poderá notificar o locatário para que este apresente novo fiador, com a mesma capacidade financeira/econômica, no prazo de 30 dias, sob pena de rescisão da locação. Não tendo o locatário apresentado novo fiador, poderá o locador pleitear seu despejo, mediante liminar para desocupação do imóvel no prazo de 15 dias.

dora assumirá risco menor. Até a oferta de imóveis poderá aumentar, porque o investidor terá maior interesse em aplicar em imóveis, que têm valorizado em torno de 20% ao ano. O aluguel consiste numa renda extra, em torno de 8% a 12% ao ano. Supera, portanto, todos os produtos do mercado financeiro. DESPEJO LOCAÇÃO NÃO RESIDENCIAL A inovação mais forte consiste na possibilidade do locador obter o despejo por “denúncia vazia” (sem qualquer motivo ou infração contratual) do locatário não residencial, logo após ocorrer o vencimento do prazo do contrato ou 30 dias após ser notificado pelo locador, estando a locação vigorando por prazo indeterminado. Diante disso, caberá ao locatário assumir uma postura mais aberta à negociação do aluguel que estiver defasado para ajustá-lo ao preço de mercado, pois poderá vir a ter que desocupar o imóvel rapidamente, uma vez que o Juiz deverá conceder a liminar para desocupar num prazo de 15 dias a V partir da citação do locatário.

Diante do menor risco de prejuízo, o locador poderá flexibilizar a exigência de dois fiadores e ainda favorecerá a redução do custo do seguro de fiança locatícia, já que a Cia. Seguradora assumirá risco menor.

COMBATE AO NÃO PAGADOR O locatário inadimplente no pagamento de aluguel e/ou encargos, após ser citado, terá o prazo de 15 dias para pagar toda a dívida. O não pagamento acarretará o despejo no prazo de 30 dias. Portanto, uma ação de despejo que demorava cerca de 14 meses terá uma solução num prazo médio de quatro meses. Diante do menor risco de prejuízo, o locador poderá flexibilizar a exigência de dois fiadores e ainda favorecerá a redução do custo do seguro de fiança locatícia, já que a Cia. Segura-

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 19

* Diretor da Caixa Imobiliária - Rede Netimóveis Colunista de Direito Imobiliário da Rádio Justiça do Supremo Tribunal Federal (www.radiojustica.jus.br) toda quarta-feira 9h30 Consultor Jurídico do SECOVI-MG (Sindicato do Mercado Imobiliário de Minas Gerais) Representante em MG da ABAMI (Associação Brasileira de Advogados do Mercado Imobiliário) Consultor Jurídico da CMI-MG (Câmara de Mercado Imobiliário de MG) Árbitro da CAMINAS (Câmara Mineira de Arbitragem de MG)

19

23/12/2009 12:59:15


.

motorista legal é motorista consciente

20

Diagramação Final do MP.indd 20 1 Ad_Dupla_TAXI_410x275.indd

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:17


quando for dirigir, não beba. quando beber, não dirija.

No trânsito é preciso ter sempre em mente o perigo que você pode causar aos outros e a si mesmo. Sob o efeito do álcool um acidente pode ser inevitável, mesmo se o consumo for em pouca quantidade. dirija com consciência.

www.eusoulegalnotransito.com.br Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 21

21

23/12/2009 01.12.09 12:59:17 16:22:42


Você ainda vai ter um

O

Junior Brasil Jornalista, mestre em administração, comentarista esportivo e coordenador de esportes da rádio Itatiaia

lá amigos, volto para falar mais sobre o mundo dos carros e com um tema que está em moda: câmbio. Existe o mecânico, automático e agora o badalado automatizado. Muita propaganda tem sido feita sobre o câmbio automatizado na TV, outdoors, revistas, jornais, rádio etc. A todo momento nos deparamos com essa divulgação e aí aparecem as dúvidas. Vale a pena comprar carro que não seja mecânico? Penso que sim, e reforço a ideia de que você ainda vai ter um carro que não seja mecânico. É muito bom e vou explicar o porquê. Contudo, o câmbio mecânico é mais barato que o automático, algo em torno de R$ 3 a R$ 5 mil reais, um bom atrativo para quem quer economizar. Mas lembro, existem mais veículos mecânicos do que automáticos. Todos sabem que brasileiro gosta de carro, de dirigir, sentir o automóvel e ter domínio absoluto na condução do veículo. Essa é a desculpa que alguns usam para não abrir mão do câmbio mecânico. Eu mesmo já falei muito isto: no carro mecânico, eu escolho o momento para passar as marchas. É o sentimento de posse e domínio do carro que prevalece. Por tudo isso, alguns acreditam que os homens preferem os carros mecânicos e as mulheres o conforto dos automáticos e, agora, dos automatizados também. Quanto ao aspecto financeiro, o mecânico é mais econômico, mas nada que vai te deixar mais rico com a economia obtida.

O brasileiro ainda não se acostumou com o carro automático, mas nos últimos anos isto tem mudado. A procura aumentou e, dependendo do carro, tem que ser automático; se for mecânico, a procura é menor. Tem carro que vende muito mais o automático do que o mecânico; tanto que uma das primeiras perguntas do comprador é: é automático? Vou falar por mim: recentemente comprei um carro automático, eu que sempre fui muito resistente e tinha preconceito contra esses modelos. Mudei e gostei muito. É um conforto enorme e nas viagens longas então, nem se fala. Se tiver condições, vou sempre comprar um carro automático. Para os desconfiados, é um mito achar que o automático estraga mais, hoje em dia, isto não existe! Agora, abro um capítulo para falar do automatizado, que ainda não se acertou em termos de conforto nas passagens das marchas. A cada mudança ocorrem trancos, como se fossem pequenos soluços. Outra diferença é que o carro possui embreagem, mas é uma espécie de automático, pois você não precisa efetuar a troca de marchas. Essa mordomia é o ponto positivo do automatizado, na verdade, um sistema misto. Enfim, o conforto desses câmbios supera qualquer outro aspecto. É como se a direção ficasse mais tranquila. Você não acelera de forma tão afoita. Eu mesmo passei a dirigir melhor. A mudança foi nítida na condução da máquina. Pode comprar, você vai gostar e não vai lagar. Eu recomendo! Um abraço, saúde, boas festas e muito V sucesso!

Brasileiro gosta de carro, de dirigir, sentir o automóvel e ter domínio absoluto na condução do veículo. Essa é a desculpa que alguns usam para não abrir mão do câmbio mecânico.

22

Diagramação Final do MP.indd 22

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:20


“NÃO VAI DAR TEMPO!” “As pessoas precisam entender que os prejuízos ambientais são irrecuperáveis. Precisamos parar de atacar o meio ambiente ou vamos morrer!” Nelmara Arbex, diretora da Global Reporting Initiative (GRI) – uma das organizações não-governamentais mais respeitadas internacionalmente, com sede em Amsterdã, na Holanda, cuja missão é desenvolver e disseminar diretrizes para relatórios de sustentabilidade, utilizados voluntariamente por empresas de todo o mundo.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 23

23

23/12/2009 12:59:21


capa Marcelo Torres - Copenhague

Agora é com O Tempo está cada vez mais curto

T

ente ver a terceira metrópole do Brasil como se nunca tivesse pisado na cidade. Faça um passeio de carro por Belo Horizonte com o olhar de um estrangeiro, um alienígena. Virão inevitavelmente as perguntas: como permitiram tantas ocupações irregulares? Por que milhares de pessoas vivem tão mal? Qual a razão da violência? Será que não enxergam as crianças jogadas nas ruas? Agora saia do transe e busque as respostas como um morador que acaba de entrar no ano de 2010. A verdade é que por mais que governos, organizações e pessoas comuns se esforcem para resolver os problemas, ajudados pelo bom momento da economia, é uma tarefa hercúlea consertar o descaso de séculos com a população mais pobre, corrigir as décadas de falta de planejamento urbano e apaziguar os ânimos de uma sociedade dividida e com medo, como é comum nas grandes cidades brasileiras. Temos culpa na atualidade, mas também pagamos pelos erros dos que vieram antes. Vivemos outro momento histórico.

24

Diagramação Final do MP.indd 24

As discussões sobre o clima do planeta, que parecem distantes do cidadão comum, vão afetar a vida dos filhos, netos e bisnetos de quem está lendo esta reportagem. Se você acha chato falar de reciclagem de lixo, energias renováveis e economia de água, pense que sua atitude poderá, num cenário mais extremo, acabar com qualquer possibilidade de vida humana até mesmo em Minas Gerais, ou na sua cidade, na sua rua. O efeito estufa em si é benéfico. Os gases que se acumulam na atmosfera tem a função de rebater de volta para a Terra uma parte da radiação do sol que tinha tocado o solo e voltaria para o espaço. Se não fosse por esse mecanismo, talvez o nosso planeta seria gelado demais para abrigar tanta vida. O problema é que, graças às comodidades criadas pelo homem, como carros, aviões e produtos industrializados, nunca mandamos tantos gases do efeito estufa para a atmosfera. E em vez de desfrutarmos apenas de um lugar quentinho e gostoso, corremos o risco de nos queimar numa panela de pressão.

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:28


m a gente

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 25

25

23/12/2009 12:59:34


capa

Mark Lynas, um jornalista britânico especializado na cobertura do aquecimento global e autor do livro Six Degrees: Our Future on a Hotter Planet (lançado no Brasil com o título de Seis Graus: O Aquecimento Global e o que você pode fazer para evitar uma catástrofe), diz que se o aumento da temperatura do mundo ficar na casa dos 2°C, haverá o já anunciado agravamento da seca. Um aumento entre 2°C e 3°C jogaria a temperatura do sul da Inglaterra para a casa dos 40°C durante os meses de verão (Belo Horizonte seria mais quente que o Rio de Janeiro de hoje). O calor extremo e a diminuição das chuvas tornariam a floresta amazônica inviável. Bastariam algumas décadas para que o pulmão do mundo se transformasse numa savana igual às da África. No pior cenário, com um aumento acima de 6°C até o fim do século, Lynas prevê que 90% das espécies serão extintas. Os seres humanos só poderão resistir se migrarem para as regiões dos polos ou se mudarem para altitudes elevadas. A falta de espaço diminuiria drasticamente a população do planeta. E se daqui a 100 anos esse cenário prevalecer, como seremos lembrados pelas gerações que terão nas mãos a conta para pagar?

Mudança de Mentalidade

Em Copenhague, na Dinamarca, acaba de ser realizado o encontro mais ambicioso promovido pelos líderes mundiais para discutir maneiras de reduzir a emissão de gases poluentes. O Brasil se comprometeu a reduzir drasticamente o desmatamento da Amazônia. Assim, além de evitar que a fumaça das queimadas vá para o céu, a permanência das árvores tira gases poluentes do ar, já que as plantas, ao contrário dos animais, inspiram gás carbônico e soltam oxigênio de volta para o ar. Mas apesar de compromissos dos mais diversos países para reduzir as emissões dos gases do efeito estufa, o problema não será combatido se não houver uma mudança de mentalidade drástica em cada um de nós. Uma nova maneira de encarar a vida no planeta e os recursos naturais que serão cada vez mais escassos para uma população crescente. Até agora, foi relativamente fácil conciliar a exploração de minerais e as terras agricultáveis para um número reduzido de pessoas com direito a usufruir desses benefícios. Em nosso tempo, prevaleceu uma espécie de loteria da vida: quem nascesse em território europeu ou norte-americano ganharia uma existência cheia de confortos. Quem visse a luz do dia pela primeira vez na África teria grande chance de passar o resto da vida na pobreza absoluta. E no Brasil, aprendemos a aceitar

26

Diagramação Final do MP.indd 26

como normal a convivência entre Bélgica e Índia, o luxo e a miséria, sempre

O Brasil tem a vantagem de gerar energia à vontade em suas hidrelétricas, mas na Índia, por exemplo, mais da metade da eletricidade que vai para as casas sai de usinas movidas a carvão mineral. lado a lado, como um sistema de castas cruel e não-oficializado. Já no começo do século 21, assistimos a uma formidável ascensão de centenas de milhões de pessoas na pirâmide social do mundo. Gente que há meros dez anos não sabia se poderia comer no fim do dia e que agora já pensa até em comprar seu primeiro automóvel. Na Índia e na China, que juntas tem um terço da população mundial, o consumo explodiu, mas ainda não chegou nem à metade do que pode vir a ser. Com os mecanismos nacionais e inter-

nacionais de justiça social avançando de maneira cada vez mais robusta, a geografia do planeta está sendo redesenhada. E aí chega uma equação difícil de fechar: será possível que todas as pessoas do mundo vivam com um padrão de consumo igual ao da Europa e dos Estados Unidos? Não precisa ser um gênio para entender que a Terra não aguentaria. O Brasil tem a vantagem de gerar energia à vontade em suas hidrelétricas, mas na Índia, por exemplo, mais da metade da eletricidade que vai para as casas sai de usinas movidas a carvão mineral. A queima dessa matéria-prima para movimentar os geradores é uma das maiores vilãs do aquecimento global. E se pensarmos que a maioria dos indianos ainda não tem televisão ou geladeira, quantas toneladas de carvão irão para o forno quando eles derem o próximo passo na escala econômica! O mesmo vale para carros e aviões. Enquanto não diminuirmos o uso de petróleo para mover nossos meios de transporte, a terra será cada vez mais agredida. O Brasil, embora tenha o mais bem-sucedido programa de combustíveis alternativos do mundo, com o álcool, praticamente ignora o uso de ferrovias, a maneira mais limpa de viajar. O uso das energias eólica e solar ainda é caro e inviável em larga escala, embora, em alguns casos, principalmente na União Europeia, esse tabu já comece a ser quebrado (veja quadro).

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:37


O calor extremo e a diminuição das chuvas tornariam a floresta amazônica inviável. Bastariam algumas décadas para que o pulmão do mundo se transformasse numa savana igual às da África.

A R A A S O D A I G R E A EN icos: € 450 bilhões (aproOs números são astronôm mas a promessa tamlhão), ximadamente R$ 1,16 tri eleos: gerar 15% de toda a olh os bém é de arregalar cas pla com eia rop Eu União tricidade consumida na das a um ou vir e qu ia ide A . solares até o ano de 2050 e aquecimento global é qu do es ssõ cu dis s da s ete ved is iné pa de o açã cie a instal o bloco econômico finan Saara, onde não falta sol do o ert des to solares no vas ente pequena do velho con a uma distância relativam ia ser o nã os, izar os resultad tinente. Mas para maxim hecida no momento: a de con is ma ia usada a tecnolog s fotovoltaicas comuns. gerar energia com célula so conhecido como ConA novidade é um proces s CSP. Várias placas solare centrated Solar Power, ou do os rai os m ate parábola reb espalhadas em forma de da l. Lá, a radiação, concentra tra cen re tor a sol para um ura rat pe az de gerar uma tem num único ponto, é cap re raio que se forma na tor erde até 1000°C. Esse sup ar ger em faz e qu s, ecer fluído é usado, então, para aqu Se es. ior ma s ito mu as ia a tax turbinas e produzir energ as mplo, só sairá das turbin exe r po a, águ da liza for uti à atmosfera. o vapor que é inofensivo logia relativamente nova, no tec a um Embora seja se esso nos Estados Unido ela já foi testada com suc hola Abengoa, uma das an na Europa. A empresa esp era em Sevilha com plaop ra, Saa sócias do projeto do am a tecnologia CSP. Até reg car e qu s taformas solare r eletricidade irá inaugura 2013, a concessionária de ar ger de 800 hectares capaz em Sevilha um campo de nte para abastecer uma cicie sufi energia 100% limpa erlândia. dade do tamanho de Ub

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 27

27

23/12/2009 12:59:44


capa

Fotos: Marcus Lyon/BioRegional

“Eu faço a minha parte”

Bairro de Wallington, sul de Londres. Uma grande avenida separa duas realidades muitos diferentes. De um lado, casas convencionais. Do outro, um conjunto de prédios baixos, onde cem famílias aprenderam a viver de maneira sustentável. Na vizinhança conhecida como “Bedzed”, os moradores gastam 58% menos água, 38% menos eletricidade e 77% menos aquecimento no inverno, além de reciclarem metade do lixo que produzem. Como chegaram a isso? Com medidas nada inovadoras. O reservatório central manda menos água para as torneiras. Para que o conforto seja o mesmo, uma boa quantidade de ar é injetada nas tubulações. Nas pias e no chuveiro, a pressão é a mesma e a água fica cheia de bolhinhas, parecendo champanhe. Para economizar luz, os apartamentos tem grandes janelas e claraboias no telhado. Além disso, boa parte dos imóveis penduram paineis solares nas paredes e dividem a energia gerada. Só isso já responde por 10% da economia. “E o custo da obra não explodiu”, diz Phil Shemmings, o gerente de marketing da empresa Bio Regional, que projetou os blocos de apartamentos. “São tecnologias conhecidas e disponíveis no mundo inteiro. O mais difícil é mudar a mentalidade de pedreiros e engenheiros para começar a criar projetos que levem em conta o meio ambiente.”

28

Diagramação Final do MP.indd 28

“São tecnologias conhecidas e disponíveis no mundo inteiro. O mais difícil é mudar a mentalidade de pedreiros e engenheiros para começar a criar projetos que levem em conta o meio ambiente.”

Vox Objetiva

23/12/2009 12:59:53


Divulgação Water Studio

A máxima de que em toda crise existem oportunidades também é válida em tempos de aquecimento global. Em todo o planeta, vão lucrar mais os empresários que se anteciparem à nova realidade para explorar os nichos do mercado que poderão surgir tanto para limitar a emissão de gases poluentes (como o uso de tecnologias limpas de geração de energia) quanto para mitigar os efeitos adversos causados por um planeta mais quente. Um exemplo dessa visão de futuro vem da Holanda. O escritório de arquitetura Waterstudio (Estúdio da Água, em tradução livre) se especializou em projetar casas e blocos de apartamentos capazes de flutuar em caso de enchentes. Os imóveis podem simplesmente subir e baixar ao redor de mastros de ferro conforme o volume da água ou até mesmo pairar sobre o oceano se o nível dos mares subir de forma mais agressiva, engolindo uma parte do litoral de alguns países. Koen Olthius, o arquiteto que criou a empresa, garante que, dentro das casas, ninguém terá enjôo de estômago. “Não faria um projeto assim sem ter 100% de certeza de que haveria estabilidade nas casas”, diz ele. No portifólio da empresa, estão blocos de residências na cidade de Maasbommel onde, depois de décadas, os moradores conseguiram vencer as constantes enchentes causadas pela cheia no rio que recebe o mesmo nome. Olthius, que já planejou até mesquitas flutuantes para Dubai, entusiasma-se com as perspectivas de futuro da empresa: “essas casas podem até mesmo ser a solução para conflitos como o do Oriente Médio. Com apartamentos construídos sobre o mar, seria possível aumentar a área da Faixa de Gaza”.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 29

Divulgação

As oportunidades da economia verde

Carlos Cavalcanti, diretor de Infraestrutura e Energia da Fiesp,

Agora é com a gente!

O diretor de Infraestrutura e Energia da Fiesp, Carlos Cavalcanti, conversou com a Vox Objetiva durante as reuniões da Conferência do Clima em Copenhague. Ele acredita que o Brasil também poderá tirar proveito dos novos tempos, principalmente se souber vender o feito de que os produtos das nossas indústrias causam menos poluição que os de outros países. “85,5% da energia elétrica brasileira vem dos rios, sem poluir a atmosfera. Cada metro de tecido feito na China, cada carro produzido nos Estados Unidos tem um rastro de alta emissão de carbono”, diz ele, que apóia a criação de um selo verde para identificar o quanto de poluição cada produto causou. No Brasil e no resto do mundo, chances assim podem ser interessantes no mundo dos negócios, mas nenhuma oportunidade é tão rica quanto a de deixarmos para as futuras gerações um planeta do qual não nos envergonhemos. Agora é com a gente. V

Os imóveis podem simplesmente subir e baixar ao redor de mastros de ferro conforme o volume da água ou até mesmo pairar sobre o oceano se o nível dos mares subir de forma mais agressiva

29

23/12/2009 13:00:08


cidades

Chuva forte, prejuízo na certa Wander Veroni

Tempestade provoca estragos, enchentes e alagamentos em várias regiões do Brasil

30

Diagramação Final do MP.indd 30

Elson Antônio (G1)

D

esde o final do mês de outubro, os estados do sudeste brasileiro têm sofrido com as fortes chuvas dessa estação. A manhã de terça-feira, 8/12, marcou a vida do paulistano. Todos os noticiários deram ampla cobertura ao “alagão” na cidade de São Paulo que fez uma das cidades mais importantes do país parar, literalmente. Várias pessoas ficaram completamente ilhadas nas ruas da Capital Paulista e o trânsito sofreu retenção nas principais ruas e avenidas. Segundo dados divulgados pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a cidade possuía, somente no horário de 9h10, mais de 125 km de lentidão. Naquela hora, as marginais Tietê e Pinheiros estavam em estado de alerta, assim como os bairros de Itaim Paulista e Ipiranga. Ainda, de acordo com informações oficiais, até o fechamento desta edição, três pessoas já morreram devido à chuva, somente na Grande São Paulo, desde a madrugada. Já no Rio de Janeiro, a situação não foi diferente. Na primeira semana de dezembro, mais precisamente na sexta-feira, 4/12, a Defesa Civil da Capital Carioca decretou estado de atenção depois que a chuva causou congestionamento no trânsito em vários pontos da cidade, deslizamentos de terra em alguns bairros, falta de luz e alagamento em importantes vias da cidade, como as avenidas da Lagoa, na zona sul, e a Avenida Brasil, no subúrbio. Ainda de acordo com o Órgão, as principais ocorrências foram quedas de três árvores na Ilha do Governador

Várias pessoas ficaram completamente ilhadas nas ruas da Capital Paulista e o trânsito sofreu retenção nas principais ruas e avenidas.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:00:14


Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 31

e 906 desabrigadas. Além disso, 28 municípios decretaram situação de emergência e 44 cidades tiveram algum prejuízo em razão dos temporais. No réveillon 2008/2009, mais precisamente na madrugada do dia 1º de janeiro, as fortes chuvas castigaram os belo-horizontinos. Uma enchente no Ribeirão Arrudas, deixou um rastro de destruição na avenida Tereza Cristina, alagando toda via, que teve ainda parte do asfalto arrancada. Várias outras regiões de BH também sofreram alagamentos e fortes ventos dessa tempestade. A correnteza destruiu carros, caminhões e ônibus e levou lama e muita sujeira a várias casas. Ainda naquela

No Anel Rodoviário, um buraco formado em razão da tempestade se transformou numa verdadeira cratera,

Foto: Marcelo Mora (G1)

e no Alto da Boa Vista, na zona norte. Também houve rolamento de uma pedra em um morro do bairro das Laranjeiras, na zona sul. A informação obtida, até o momento, também é de que três pessoas morreram por causa da chuva nas cidades de Duque de Caxias, Macaé e Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ao todo, são 228 desalojados, 77 desabrigados e cinco feridos. O local litorâneo preferido dos mineiros também sofre com a chuva. No Espírito Santo, um bebê de 11 meses morreu no sábado, 5/12, em um deslizamento de terra ocorrido em Brejetuba. A Defesa Civil capixaba informou que 10 municípios registraram alagamentos, que deixaram 261 desabrigados e 2.780 desalojados. Cerca de 1.600 imóveis foram danificados. Ainda, em decorrência da tempestade, a prova do Enem, no último final de semana, foi suspensa por causa das inundações. Os estudantes terão de fazer as provas nos dias 5 e 6 de janeiro. E na Capital Mineira, a chuva continua castigando a população. Desde o final de outubro, Belo Horizonte sofre com problemas no trânsito, alagamentos em algumas das principais avenidas, falta de energia em alguns bairros e queda de árvores. Em Sabará, na Grande BH, a chuva provocou a queda de um muro de arrimo e deixou duas pessoas feridas. Já no Anel Rodoviário, um buraco formado em razão da tempestade se transformou numa verdadeira cratera, no dia 8/12, e tem prejudicado a vida de vários motoristas. De acordo com o Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit), os trabalhos de recuperação serão iniciados de forma imediata, bem como no buraco de dois metros de diâmetro por um metro de profundidade na avenida Senhora do Carmo, região Centro Sul de Belo Horizonte. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia mostram que entre às 22h de sextafeira, 4/12, e às 9h de domingo, 6/12, o acumulado de chuva em BH foi de 129,8 milímetros, o que corresponde a 41% a mais do normal de chuva para dezembro. De acordo com a Defesa Civil mineira, até o momento, foram registrados 11 mortes em decorrência da chuva. Ao todo, são 4.284 pessoas desalojadas

época, a tempestade castigou as regiões Oeste e do Barreiro, inundando casas, ruas e avenidas. O prefeito recémempossado Márcio Lacerda (PSB) teve a difícil missão de colocar a Casa em ordem, logo no início do ano. A Defesa Civil da Capital Mineira já está em alerta e tem atuado de forma preventiva em vários pontos da cidade. A meteorologia já prevê que teremos fortes chuvas que, provavelmente, irão até o início de janeiro de 2010. Fica a pergunta: estamos preparados? Por mais que haja iniciativas, o final de 2009 mostra a fragilidade das principais capitais do Sudeste brasileiro quando o assunto é chuva. A população fica refém dos fenômenos meteorológicos e V da própria sujeira que produz.

31

23/12/2009 13:00:24


meio ambiente

LUCRO QUE VEM DO

LIXO

40 mil toneladas de resíduos eletroeletrônicos são geradas em Minas Gerais por ano. A partir de 2010, catadores de diversas regiões da Capital serão capacitados para trabalhar adequadamente com esses materiais e fazer deles uma nova fonte de renda

E

specialistas em meio ambiente estão preocupados. Um diagnóstico apresentado recentemente pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM) mostra que, em Minas Gerais, são descartadas 40 mil toneladas/ano de materiais metálicos que compõem equipamentos eletroeletrônicos como telefones celulares e fixos, televisões, computadores, rádios, máquinas de lavar roupa, geladeiras e freezers. 30% desse total é proveniente apenas da Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a FEAM, além de conter materiais que podem ser reciclados e recuperados, estes equipamentos apresentam várias substâncias tóxicas e poluentes, como os metais pesados. O manuseio ou descarte incorreto dos resíduos eletroeletrônicos pode causar problemas de saúde e contaminação do solo

32

Diagramação Final do MP.indd 32

Elson Antônio (G1)

Luciana Hübner

e de águas subterrâneas. O diagnóstico mostra que, entre 2001 e 2030, cada brasileiro deve gerar 3,4 kg/ ano de resíduos eletroeletrônicos. “O levantamento nos permitiu uma primeira visão da quantidade de resíduos potencialmente gerados. Ele não mostra exatamente onde está esse resíduo nem para onde é levado; ou seja, não retrata o tamanho do problema, apesar de ser um ponto de partida”, afirma Susane Meyer, gestora do projeto 3RsPCs Resíduos Eletroeletrônicos, da Feam. Para o cálculo da estimativa de geração de resíduos eletroeletrônicos foram usados indicadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Além disso, foram feitas projeções da geração desses resíduos a partir do crescimento populacional, com base no período entre 1991 a

2000. Susane Meyer afirma, no entanto, que os números podem ser ainda maiores, uma vez que os dados do IBGE consideraram que em cada domicílio exista apenas um equipamento de cada tipo. “Por isso acredito que os números estejam subestimados”, acrescenta ela. É o que acontece com a analista de negócios Elen Hoelzle. Ela não tem apenas um, mas sim 4 celulares. “Na bolsa, sempre levo dois: o pessoal e o corporativo. Os outros, um analógico e um digital, ainda funcionam, mas ficam em casa guardados numa gaveta”, conta ela. Elen conta que várias vezes já chegou a colocar os aparelhos no lixo. Mas, preocupada com o meio ambiente, pegou de volta, embalou e guardou numa gaveta que quase nunca é aberta. “Tive o cuidado de embalar direitinho e separar os celulares das coisas pessoais e de objetos magnéticos como cartões de crédito. Não sei o que eles podem emitir de ruim, mesmo desligados”, ressalta ela. A especialista Susane Meyer afirma que uma das maiores dificuldades encontradas pelas pessoas é a falta de um local adequado para destinar esse resíduo. “Esse lugar não existe e, por isso, muitos desses equipamentos ficam guardados nas casas”, conclui ela.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:00:28


Legislação

Projetos em andamento

Atualmente, o Brasil não tem uma legislação específica que regulamenta o gerenciamento de resíduos eletroeletrônicos. Algumas empresas de grande porte fazem a chamada manufatura reversa, ou seja, recebem de volta os aparelhos usados, mas a logística para a devolução fica por conta do consumidor. A especialista alerta que a regulamentação é urgente e que o Brasil pode aprender muito com modelos já adotados em outros países. “Alguns países europeus cobram uma taxa dos consumidores no ato da compra e destinam o valor à ONG sem fins lucrativos que faz a logística de devolução do equipamento ou a adequação para a reciclagem dele”, conta ela. O projeto realizado na África do Sul também pode ser adequado à realidade brasileira. “90% das grandes empresas do país começaram um sistema de gestão desses resíduos há 4 anos. Agora, cobram do governo uma legislação”, comenta Susane Meyer. O problema é que não podemos esperar mais. E depois da identificação dos potenciais problemas ambientais provocados pelos resíduos eletroeletrônicos, a FEAM iniciou as discussões para a elaboração de políticas públicas relativas à gestão deste tipo de resíduos no estado de Minas Gerais. As sugestões também serão encaminhadas ao Conselho Nacional de Meio Ambiente.

Os catadores da capital poderão dar início à redução desse problema a partir de 2010. A FEAM está preparando um projeto de capacitação de catadores de diversas regiões de Belo Horizonte que aprenderão a trabalhar adequadamente com o resíduo eletroeletrônico. “Nosso objetivo é que eles saibam como armazenar e separar os metais presentes nesses equipamentos para que possam vender essa matéria-prima a empresas que precisam do material. E a capacitação vai ensiná-los ainda a lidar com esses materiais resguardando a saúde, preservando o meio ambiente e visando o retorno econômico”, conta Susane Meyer. Depois de capacitados, os catadores atuarão como multiplicadores desse conhecimento junto aos outros de suas cooperativas. Trabalhando em conjunto, o volume de matéria-prima será maior, assim como o retorno financeiro de cada catador.

Algumas empresas de grande porte fazem a chamada manufatura reversa, ou seja, recebem de volta os aparelhos usados... Doação de equipamentos Algumas pessoas podem pensar que doar equipamentos eletroeletrônicos que não são mais utilizados a outras pessoas poderia minimizar o problema da geração de resíduos. Mas a verdade não é bem essa. “Você pode até fazer uma boa ação, mas estará, na realidade, transferindo o problema. Um dia, o equipamento não funcionará mais. E quando isso acontecer, quem recebeu a doação terá que lidar com o dilema da destinação adequada”, afirma a especialista Susane Meyer. Num país como o Brasil, em que a inclusão digital ainda está longe do ideal, a doação ainda é vista com bom olhos. A própria FEAM usa equipamentos obsoletos para as aulas do Curso de Qualificação em Montagem, Manutenção e Recondicionamento de

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 33

NÚMEROS DO DIAGNÓSTICO Geração de resíduos eletroeletrônicos: Brasil: 680.000 toneladas/ano MG: 69.000 toneladas/ano RMBH*: 21.000 toneladas/ano * Região Metropolitana de Belo Horizonte Geração média per capita anual de resíduos eletroeletrônicos (2001 a 2030), considerando resíduos provenientes de telefones celulares e fixos, televisores, computadores, rádios, máquinas de lavar roupa, geladeiras e freezers: Brasil: 3,4 kg/habitante MG: 3,3 kg/habitante RMBH: 3,7 kg/habitante Geração média per capita anual de resíduos eletroeletrônicos (2001 a 2030), considerando resíduos provenientes de telefones celulares e fixo, televisores e computadores: Brasil: 1,0 kg/habitante MG: 1,0 kg/habitante RMBH: 1,1 kg/habitante PROJEÇÕES DO DIAGNÓSTICO Projeção de acúmulo de resíduos eletroeletrônicos gerados entre 2001 e 2030, considerando resíduos provenientes de telefones celulares e fixos, televisores, computadores, rádios, máquinas de lavar roupa, geladeiras e freezers: Brasil: 22 milhões de toneladas MG: 2,2 milhões de toneladas RMBH: 625 mil toneladas Projeção de acúmulo de resíduos eletroeletrônicos gerados entre 2001 e 2030, considerando resíduos provenientes de telefones celulares e fixo, televisores e computadores: Brasil: 7 milhões de toneladas MG: 680 mil toneladas RMBH: 200 mil toneladas

Fonte: FEAM

Computadores. O curso é oferecido a jovens com idade entre 16 a 29 anos, com o Ensino Médio completo ou que estejam cursando escolas públicas estaduais e municipais de Belo Horizonte. As aulas são gratuitas. “No curso os alunos aprendem a trabalhar com hardware, enquanto efetivamente recondicionam máquinas consideradas obsoletas, aprendendo também noções de meio ambiente e sobre os riscos desses resíduos se mal geridos”, informa Susane Meyer. Prontas para novo uso, as máquinas recondicionadas são doadas para programas de inclusão digital. De qualquer forma, incentivar o consumo consciente ainda é o mais aconselhável. “Antes de comprar, questione se você realmente precisa”, conclui a especialista. V

33

23/12/2009 13:00:31


meio ambiente Wander Veroni

O

uso consciente de recursos naturais tem levado vários países a repensar a sua estratégia para o avanço tecnológico sem comprometer o meio ambiente. Especialistas preocupados com o constante aumento de gases de efeito estufa na atmosfera alertam para o risco eminente de mudanças climáticas no nosso planeta. Em dezembro de 2009, em Copenhague, na Dinamarca, a 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP 15) reuniu vários líderes mundiais acerca da discussão de um novo arranjo para o enfrentamento das mudanças climáticas e o uso de alternativas de energia limpa. A partir desse pensamento ecologicamente correto várias nações têm se destacado na pesquisa de alternativas energéticas que possam substituir com a mesma eficácia o carvão e o petróleo. Sob esse ponto de vista, o Brasil tem mostrado liderança nessa empreitada ao apresentar o etanol para todo o mundo. Produzido a partir do etanol, o hidrogênio (H2) vem ganhando força na comunidade internacional como possível alternativa de energia limpa do futuro. Em breve será possível usá-lo como combustível de automóveis e gerar parte da energia elétrica consumida em residências, além de alimentar produtos eletro-eletrônicos. No Brasil, a Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, em parceria com o Lactec (Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento, localizado no campus da Universidade Federal do Paraná), já realiza esforços para viabilizar a produção em larga escala desse combustível no mercado nacional. De acordo com a professora e pesquisadora Nádia Regina Camargo Fernandes Machado, que coordena o Departamento de Engenharia Química da UEM, os resultados são promissores e há uma estimativa para que daqui a cinco anos o produto já esteja disponível no mercado. Mas ela alerta sobre o processo de captação do elemento químico. “O hidrogênio é um dos componentes do etanol (álcool combustível) e da água. No processo de produção do gás hidrogênio, etanol e água reagem na presença de um catalisador (sólido que acelera a velocidade da reação). A tecnologia de hidrogênio como combustível é altamente viável e certamente será uma alternativa energética não fóssil com alta eficiência competitiva no mercado”.

34

Diagramação Final do MP.indd 34

Hidrogênio: o c

A pesquisadora conta ainda como começou a pesquisa do uso de hidrogênio como energia limpa. “As pesquisas com a produção de hidrogênio a partir de etanol iniciaram-se em 1996 como uma alternativa ao metanol para produção de hidrogênio, processo esse já comercial. A justificativa para se usar etanol e não metanol, é o fato dele ser produzido a partir de uma mistura de CO e H2, gerados de um combustível fóssil como derivados de petróleo e carvão mineral. Já o etanol é produzido pela fermentação do caldo de cana, matéria prima renovável, sendo portanto um bicombustível. Após 13 anos de pesquisa, o grupo desenvolveu um catalisador eficaz, fez o projeto teórico de um reator para geração de hidrogênio e verificou que o processo é economicamente viável, com projeção de retorno do investimento em cinco anos”. LIDERANÇA O etanol (CH3CH2OH), conhecido popularmente como álcool, é uma substância orgânica obtida por meio da fermentação de açúcares, encontrado tam-

bém em bebidas (cerveja, vinho, cachaça etc) e na indústria de perfumaria. Por ser um mercado em ascensão e obtido de maneira renovável, o etanol aquece a indústria química de base dos produtos derivados da cana de açúcar e cereais, sustentada na utilização de biomassa de origem agrícola e renovável. Uma das formas de se produzir hidrogênio em grande escala é por meio do etanol. Considerado líder em matéria de bicombustíveis e o segundo maior produtor de etanol no mundo – ficando atrás somente dos Estados Unidos, o Brasil produziu, somente em 2008, 24,5 bilhões de litros de etanol, o que corresponde a 37,3% da produção mundial. As informações são do Ministério da Ciência e Tecnologia. Por utilizar o álcool como combustível de motores, o país é referência nessa tecnologia e criou o Programa Nacional de Células a Combustível, que investe constantemente em pesquisa, ao lado de outros centros de pesquisa e Universidades. O Programa Nacional de Células a Combustível, na visão da pesquisadora Nádia Regina, da UCEM, é uma ideia

RE CURIOSIDADES SOB O HIDdeRseOr preGpaÊradNo poIO r meio de vários

- O hidrogênio (H2) po se remove está o etanol, no qual processos. Entre eles, natural. s gá onetos ou por hidrogênio de hidrocarb ônibus espacial. como combustível de - O hidrogênio é usado osto universo, sendo comp ico mais abundante no mos. ím áto qu de nto ro me me ele nú o r é po - O H2 e mais de 90% ssa ma r po al rm no ia por 75% da matér mico ntrado nos estados atô ênio é geralmente enco do hidrogênio molecular. rog hid o , rso ive un No ntes edades são bem difere e plasma, cujas propri e planetas gigantes. contrado em estrelas - É o elemento mais en amente inflamável - O gás hidrogênio é alt ar. ções de 4% ou mais no e queima em concentra nio e gálio em forma e que uma liga de alumí - Em 2007, descobriu-s à água podem ser usadas para gerar H2. s de pastilhas adicionada forma uma infinidarogênio com o carbono compostos orgâ- A combinação de hid de os ad ram a ser cham vie e qu tos os mp co de de Química Orgânica. parte dos estudos da nicos, os quais fazem

Vox Vox Objetiva Objetiva

23/12/2009 13:00:34


Foto: Divulgação H2 Logic

o combustível do futuro excelente, que teve criação no governo Fernando Henrique, mas que chegou a ser implantado no governo Lula. “Acho, que apesar das dificuldades de se trabalhar com diversas instituições de pesquisa espalhadas pelo país, o programa vem contribuindo para o desenvolvimento de uma tecnologia nacional de produção de hidrogênio, notadamente a partir do etanol. Mas ainda faltam verbas para que o programa alcance êxito em poucos anos”, conta. INDIRETA A Columbia University, localizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, também já realiza estudos para a produção de energia limpa a partir do etanol, tendo como foco o uso do hidrogênio como combustível. A pesquisadora Ana Carolina Cabral Murphy publicou recentemente um estudo que demonstra os custos e benefícios do hidrogênio no mercado comum. Para ela, várias empresas de grande porte, em países industrializados, estão preocupadas com seus impactos ambientais e suas emissões de carbono,

Vox Vox Objetiva Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 35

o “carbon footprint”. A cientista ainda alfineta o Brasil, propondo que o país se junte às nações mais desenvolvidas para criar novos incentivos fiscais para a indústria. Segundo a professora, essas políticas beneficiam tanto o empresariado quanto a população. Ana Carolina Cabral Murphy acredita ainda que o Congresso Americano precisa adotar uma série de incentivos fiscais, estruturados especificamente para o uso de fontes de energia limpa na indústria, no comércio e em pequenos negócios nas regiões mais isoladas do país para incentivar a produção do hidrogênio.

Voltando ao Brasil, a pesquisadora Nádia Regina, da UEM, concorda com a colega norte-americana. “Essa união, sem dúvida, viria acelerar o nosso desenvolvimento, mas, em termos de massa crítica, o Brasil tem condições de desenvolver sua própria tecnologia, com uma alternativa não fóssil (etanol) como matéria prima de produção de hidrogênio”. V FONTE: Informações adaptadas do site Brasil Escola.

Pesquisadores acreditam que o elemento químico é alternativa de energia limpa

35 35

23/12/2009 13:00:39


Cenário pessimista para a mudança climática

A

Ruibran dos Reis Meteorologista

s concentrações dos gases que compõem o efeito estufa na atmosfera terrestre, principalmente o dióxido de carbono, metano e óxido nitroso aumentaram muito desde a revolução industrial. Medidas quantitativas acerca do dióxido de carbono começaram a ser feitas, em 1959, em Mauna Loa, Havai. Apesar de uma molécula de metano ser 23 vezes mais eficiente para reter calor na atmosfera do que uma molécula de dióxido de carbono, a alta concentração de carbono responde por mais de 50% da retenção do calor. Portanto, se a emissão de gás carbônico continuar aumentando na mesma velocidade dos últimos anos, a temperatura do planeta poderá aumentar tanto que os desastres previstos serão muito grandes. Por exemplo, o gelo das regiões polares poderá derreter, causando inundações de grande parte da costa dos continentes, sendo que cidades litorâneas inteiras poderão desaparecer. As correntes oceânicas poderão ser afetadas de forma a alterar a distribuição de calor na Terra, grandes regiões agrícolas poderão se tornar desertos, e tempestades violentas poderão ocorrer com mais frequência por causa das variações climáticas. Segundo a Organização Mundial de Meteorologia – OMM, as concentra-

ções de gases de efeito estufa estão em seus níveis mais altos já registrados, e ainda estão subindo. Segundo o presidente da OMM, o aumento poderá empurrar o mundo para as avaliações mais pessimistas do esperado aumento das temperaturas nas próximas décadas. O pior cenário previsto pelo IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática), em um relatório de 2007, foi que as temperaturas poderão subir entre 2,4 e 6,4 graus Celsius até o final deste século. O teor de CO2 na atmosfera aumentou ligeiramente mais rápido em 2008 do que na última década, quando a taxa de crescimento foi de 1,9 partes por milhão. O relatório preparatório para a 15º COP, realizada em Copenhague, em dezembro, mostra que os níveis de gases de efeito estufa continuam aumentando. De acordo com o relatório, em 2008, as concentrações globais de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso, atingiram o maior patamar registrado desde os tempos do período pré-industrial. Quanto mais se demora na decisão de diminuição de emissão dos gases, maior será o impacto das mudanças climáticas nas próximas gerações. V

Se a emissão de gás carbônico continuar aumentando na mesma velocidade dos últimos anos, a temperatura do planeta poderá aumentar tanto que os desastres previstos serão muito grandes.

36

Diagramação Final do MP.indd 36

NOAA – Observatório de Mauna Loa, Havai

Vox Objetiva

23/12/2009 13:00:45


tecnologia Wander Veroni

Da TV para Internet em um clique

Atentas, emissoras de TV querem transformar telespectadores em internautas

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 37

37

23/12/2009 13:00:49


tecnologia

F

oi-se o tempo em que a internet era apenas um espaço de convergência midiática entre texto, imagem, vídeo e áudio. Com o “boom” provocado pelos blogs e redes sociais como Orkut, Twitter, Myspace e Facebook aqui no Brasil, as emissoras de TV descobriram que é preciso estar na web. Primeiro, foi a vez da Rede Globo, que em meados de 2000, lançou o Portal Globo. Com o intuito de reunir todo o conteúdo das atrações produzidas pelas Organizações Globo. Mas, somente em 18 de setembro de 2006, sob o comando da Central Globo de Jornalismo, que foi lançado o G1 – portal de notícias, que contribuiu para que o conteúdo jornalístico produzido pelo próprio site e pela TV Globo, Globo News, rádios Globo e CBN, jornais O Globo e Diário de São Paulo, revistas Época e Globo Rural, entre outras, fossem também repercutidas na internet. Mas só agora em 2009 é que a ideia rendeu filhotes em outras emissoras de televisão. Rede TV!, Band e Record também resolveram investir na criação de portais de notícias na internet como uma forma de cativar o telespectador-internauta. Em 30 de junho deste ano, a Rede TV! lançou

A aceitação das redes sociais como Orkut, Twitter, YouTube e Facebook na divulgação desses portais mostra a força do jornalismo colaborativo na web 2.0. seu portal de notícias que veicula produtos da emissora e conteúdo próprio produzido por uma equipe de cerca de 60 profissionais, transmitindo a programação em tempo real. Além disso, o portal utiliza de forma interativa o uso de blogs, fóruns, chats, pesquisas e enquetes. A gerente de conteúdo do portal, Marika Pisanelli, acredita na interatividade. “Vamos experimentar vários formatos e formas de interatividade propostas pela web 2.0, pois é um projeto audacioso, onde é preciso ficar constantemente atento as novidades”, admite. Em seguida, no último dia 13 de julho,

o Grupo Bandeirantes lançou o eBand - um portal de notícias que unifica o conteúdo informativo produzido pela TV Band, Band News, Band Sport, Rádio Band News, Sul América Trânsito, Mitsubishi FM, Terra Viva, Band FM, Jornal Metro e Primeira Mão. Segundo Ricardo Anderaos, diretor de produtos online da Band, o portal é um espaço de convergência e informação. “O objetivo é difundir o conteúdo produzido e, ao mesmo tempo, oferecer mais uma opção de acompanhamento”. Mas, o projeto que conseguiu fazer mais barulho este ano foi o lançamento do R7 – da Rede Record, ao contratar jornalistas, colunistas e blogueiros conhecidos na web para reforçarem a produção jornalística do portal. Lançado no último dia 27 de setembro, em contagem regressiva às 20h, o R7 sofreu um excesso de tráfego, gerando reclamações no Twitter de que o portal ficou fora do ar nos primeiros minutos. De acordo com Antonio Guerreiro, diretor de conteúdo do R7, o portal ainda é recente e está em adaptação, tanto do público, quanto de produção. “Viemos para ser o maior portal de conteúdo do país. Mas quando seremos eu não sei, mas que seremos, seremos”, disse.

P

38

Vox Objetiva

Ad ALM Diagramação Final do MP.indd 38

23/12/2009 13:00:55


CLIQUES E BASTIDORES Com a novidade, o mercado do jornalismo online ganha força e forma. Nos bastidores, muitos profissionais já veem a bolsa de salários aumentarem. Foi o que aconteceu com os jornalistas e colunistas especializados em TV Fabíola Reipert e Daniel Castro – ambos exFolha de São Paulo, que toparam o desafio de trabalhar no portal de notícias da emissora da Barra Funda. Outra jornalista que migrou para o R7 de mala e cuia foi Rosana Herman – também conhecida por ser um blogueira atuante, que levou o seu blog Querido Leitor (http://blogs. r7.com/querido-leitor) para o novo projeto da Rede Record e rompeu o contrato com a TV Band. Para o jornalista, blogueiro e colunista de TV do site Na Telinha Endrigo de Souza, de 24 anos, mais conhecido como Endrigo Annyston – autor do blog Cena Aberta (http://cenaaberta.blogger.com. br), um dos endereços eletrônicos mais visitados para quem acompanha os bastidores da TV brasileira, a criação desses

portais não é uma forma desesperada de perder audiência para internet, mas sim mais um canal de divulgação. “Só cresce quem se adéqua aos novos tempos. Através da internet um programa/novela pode ser descoberto e esse internauta pode migrar para a TV na sequência. Também é possível ver um vídeo de uma chamada do Jornal Nacional ou de uma telenovela e se sentir interessado em conferir na TV”, argumenta. A aceitação das redes sociais como Orkut, Twitter, YouTube e Facebook na divulgação desses portais mostra a força do jornalismo colaborativo na web 2.0. É o que lembra o universitário e estudante de jornalismo Lucas Catta Prêtta, de 19 anos. “Vejo que a internet está caminhando para ser o veículo mais rápido ao dar uma notícia – papel antes destinado ao rádio. Isso porque hoje, caso aconteça um

Por Minas, a asseMbleia salta na frente. Planejamento estratégico 2020.

Vox Objetiva Ad ALMG salta na frente 20.5x6.5REV.indd 1 Diagramação Final do MP.indd 39

acidente ou manifestação, haverá alguém por perto com celular, que poderá enviar em menos de cinco minutos para uma redação o que aconteceu, seja vídeo, áudio ou foto. O rádio, ainda tem que deslocar uma equipe, algo que demanda um tempo maior do que o SMS ou e-mail. É válido lembrar que quem deu em primeira mão a morte de Michael Jackson não foi a CNN, CBS, ABC ou Fox News, mas sim um portal de notícias, o TMZ”, explica. Com a diversidade de opções e propostas informativas, ganha o público, uma vez que na internet é ele quem esV colhe o que acompanhar.

A Assembleia Legislativa trabalha cada vez mais pelo nosso Estado. Em 2009, realizou uma série de reuniões para debater e votar questões de interesse da sociedade. Para isso, mobilizou milhares de cidadãos e entidades. Somente as comissões fizeram 890 reuniões na Capital e no interior até o final de novembro. Importantes projetos de lei foram aprovados. Eventos como o Ciclo de Debates Minas Combate a Crise, o Fórum Técnico Plano Decenal de Educação, a Audiência Pública para Revisão do PPAG – planejamento estadual, a Conferência de Cultura e o Seminário Legislativo Esportes e Cidadania

marcaram o compromisso da Assembleia com o futuro de Minas. Porque pensar no futuro faz parte do dia a dia da Instituição. Por isso, a Assembleia Legislativa está desenvolvendo um planejamento estratégico com objetivos, metas e ações para os próximos dez anos. Um trabalho transparente, que conta com a participação da sociedade. Que Assembleia você quer em 2O2O? ASSEMBLEIA

2020

Acesse www.almg.gov.br e participe da pesquisa de opinião.

ASSEMBLEIA

2020

ASSEMBLEIA

2020

39 12/7/09 5:29:45 PM ASSEMBLEIA 23/12/2009 13:01:01 2020


tecnologia Wander Veroni

Proteja seu computador dos males da internet

E

les estão por toda parte. Podem estar escondidos em um arquivo recebido por e-mail, em um link mal-intencionado ou instalar automaticamente quando você pluga o pen drive em um computador infectado. Estamos falando dos vírus de computador que são programas maliciosos desenvolvidos para produzir cópias de si mesmo em outros computadores. Ao mesmo tempo, os vírus roubam senhas, enviam spam, excluem arquivos, desconfiguram o sistema operacional e, na pior hipótese, destroem o equipamento da máquina. Para se proteger, o técnico em informática Laurentino José de Mello, de 24 anos, autor do Blog do Laurentino (http://tinotec.

40

Diagramação Final do MP.indd 40

com.br/blog) aconselha que o antivírus do sistema operacional (Windows, Mac ou Linux) esteja sempre atualizado e que o internauta precisa ter mais cuidado onde clica. “O usuário deve somente acessar links e arquivos de e-mails, comunicadores instantâneos, sites e redes sociais que realmente conheça sua origem. Pois, muitos cibercriminosos fazem uso de lista de contatos de terceiros para enviar mensagens falsas. Infelizmente, a maioria dos usuários não está atenta a esses cuidados”, conta. Além disso, recomenda-se ao internauta passar o mouse no link para ver se a extensão é a mesma do arquivo e ter sempre instalado um firewall atualizado ao lado do antivírus.

O que fazer No caso do Windows XP, assegure-se que tenha instalado o Service Pack 3, e no caso do Windows Vista, o Service Pack 2. Evite abrir arquivos anexos em e-mails com as seguintes extensões: .exe, .bat, .scr, .com, .pif, pois geralmente podem ser arquivos maliciosos. Para isso, observe o nome do arquivo e se a extensão dele estiver duplicada há grande chance do arquivo estar infectado (exemplo: relatorio.doc.doc), ou mesmo dupla extensão diferente (exemplo: foto_churrasco.jpg.exe). Laurentino Mello lembra que nem sempre um antivírus pago é a melhor opção. “Obviamente que uma solução paga oferece mais segurança, mas isso vai

Vox Objetiva

23/12/2009 13:01:10


depender da real necessidade do cliente. Existem no mercado várias opções gratuitas que podem atender o usuário de computador residencial, por exemplo. Mas todo cuidado é pouco na escolha. É preciso instalar um antivírus que tenha um serviço de segurança que proteja dos vírus mais populares – como o cavalo de tróia, que lidera a lista, com folga, de pragas virtuais que mais aparecem em uma máquina infectada, tanto em computadores, como em mídias removíveis [pen drive e chip de memória de máquina fotográfica ou celular, por exemplo]”, diz. E por falar nisso, uma pergunta logo surge de imediato: qual é o melhor antivírus gratuito? De acordo com os sites de downloads mais populares do Brasil (Baixaki, Superdownloads e Baixatudo), descobrimos três opções gratuitas que possuem bom desempenho para você usar o seu computador com total segurança. Vamos a eles: 1) AVAST: É o antivírus gratuito com o melhor desempenho ao detectar mais de 90% dos vírus atuais e protege o

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 41

computador durante o download de arquivos. Contudo, para instalá-lo é necessário se registrar nos primeiros 60 dias para um período experimental. Após a inscrição, você receberá por e-mail uma chave de licença válida para um período de um ano. Depois de ter baixado e instalado o AVAST, a chave de licença deve ser inserida dentro de dois meses.

pragas da internet e examina rapidamente o computador para detectar se existem nele vírus e cavalo de tróia, mas não verifica vírus de e-mail e não possui firewall. O programa monitora cada ação executada pelo sistema operacional e reage rapidamente quando um vírus tenta V infectar o computador.

2) AVG: É o um antivírus mais popular entre os internautas. Combina a tradicional proteção contra vírus e detecção de adware e spyware. Por ser leve, é ideal para computadores com poucos recursos ou aqueles que apenas querem o melhor desempenho possível. Protege contra vírus de boot, de cavalo de tróia, arquivos maliciosos e tem funções para limpar emails infectados vasculhando a segurança dos links da web ao programar verificações.

Perda total de equipamento ou de desempenho;

3) AVIRA: É um antivírus que tem ganho bastante popularidade, apesar de consumir muita memória na hora de varredura – cerca de 135 MB. Possui proteção completa contra as

Danos causados por vírus

Alteração de dados e exclusão de arquivos ou programas; Acesso a informações confidenciais por pessoas não autorizadas; Criação de falsos históricos de mensagens instantâneas, pesquisas e arquivos recentes etc; Desconfiguração do Sistema Operacional instalado na máquina; Transformação da máquina em zumbi ou espiã. Isso acontece sem que o usuário perceba. O computador começar a distribuir spam, vírus para outras máquinas e ataca servidores externos.

41

23/12/2009 13:01:18


r edes sociais Wander Veroni

Orkut pode perder trono no Brasil

Google reage a crescimento do Twitter, Facebook e outras redes sociais

D

urante muito tempo ele foi o “queridinho” da internet. Ou será que ainda é? Apesar de ser líder entre os usuários no Brasil, segundo o Ibope, o Orkut já divide atenção com Twitter, Facebook, YouTube, blogs, MSN e outras tantas redes sociais em constante ascensão. O comportamento do internauta aponta preferência pela diversidade e a reação das empresas para a tendência à integração dos serviços. Coincidência ou não, em 29 de outubro, o lançamento do Novo Orkut veio em um momento decisivo para a concorrência entre as redes sociais. Entre as novidades estão o lançamento do layout mais funcional a partir da home (página inicial), o uso de uma palheta de cores para dar um tom pessoal ao profile, recados por vídeo, novo carregamento de fotos e sugestão de amigos a partir de contatos em comum. Mas nem todo mundo pode desfrutar disso. O lançamento é apenas para usuários convidados. Ou seja, o convite voltou a assombrar a vida dos internautas. Desde agosto de 2008, a Google anunciou que o Orkut seria operado no Brasil, mais especificamente em Belo Horizonte (MG). Isso foi decidido após a grande quantidade de usuários brasileiros e o crescimento de problemas jurídicos envolvendo crimes, pirataria e pedofilia. A base na Capital Mineira ficou, durante 9 meses, por conta da criação do novo layout que foi desenvolvido com o uso do Google Web Toolkit (GWT). Provavelmente, a nova versão não funcionará no Internet Explorer 6. Quem precisa de convite?

42

Diagramação Final do MP.indd 42

O surgimento do novo Orkut nesse momento está tão em pauta entre os internautas quanto a necessidade de convite para usufruir dele. O jornalista Ruleandson do Carmo, de 24 anos, natural de Belo Horizonte – MG, mestrando em Ciência da Informação, na UFMG, e pesquisador de redes sociais virtuais, em especial o Orkut, encara com bons olhos essa movimentação gerada pelos convites. “Creio que a estra-

O surgimento do novo Orkut nesse momento está tão em pauta entre os internautas quanto a necessidade de convite para usufruir dele. tégia foi necessária para revigorar o Orkut que está tão presente no dia a dia das pessoas. Ter Orkut, no Brasil, é como ter e-mail ou celular. Era preciso voltar a chamar a atenção para o site de alguma forma. As funcionalidades, antes adicionadas, como a possibilidade de agrupar os amigos e ‘biscoito da sorte’ foram perdidas, além do link para uma lista com todas as comunidades. Achar recursos como o “promova” ficou mais difícil também. Mas ainda é “beta” e estão testando. A premissa básica da nova versão é interagir, carregando tudo em uma só página. A estratégia é boa e tem funcionado”, avalia. O analista de sistemas, de 32 anos, natural de Balneário Camboriú - SC,

e autor do blog Usuário Compulsivo (http://usuariocompulsivo.blogspot.com) – um dos mais acessados do Brasil – também não acredita na queda do Orkut. “Acho difícil. Sem dúvida, o lance do convite foi uma forma de chamar atenção diante da migração dos usuários para as outras redes sociais”, afirma o blogueiro, que prefere manter sua verdadeira identidade preservada. O Usuário Compulsivo conta ainda que, assim como outros blogs da internet, está sorteando convites para o Novo Orkut devido ao sucesso do assunto. “Sou super a favor desta corrida, afinal os posts sobre os convites para o Novo Orkut estão bombando e fizeram as visitas do blog aumentarem 50% em uma semana”, conta. Já o profissional de marketing Richard Plácido Pereira da Silva, de 24 anos, natural de Maceió/Alagoas e autor do blog Antes da Hora (www. antesdahora.com), acredita que o internauta descobriu outras funções para as redes sociais e que talvez por isso o Orkut esteja enfrentando essa queda. “O Twitter representa o maior vilão da queda de acessos no Orkut e em qualquer outra mídia. Muitos debates que eram feitos nas comunidades agora são feitos em 140 caracteres e de uma forma mais global. O Facebook ainda não caiu nas graças do povo, mas com o jogo online Farmville a adesão cresceu bastante”. Mesmo com esse leque de redes sociais e variedades de funções, o estudante de direito Caio Cezar Pomaro Lausi, de 21 anos, natural de Americana - São Paulo, autor do Blog do Caio (http://www.caiolausi.blogspot. com) também não acredita na queda do Orkut, mas sim nas novas atribuições que os internautas terão. “Não

Vox Objetiva

23/12/2009 13:01:19


acredito na perda de liderança tão cedo, mas que essa distância entre as redes ficará menor, com certeza. Até porque, Twitter, Facebook e Orkut são redes distintas, cada uma tem sua forma de agir, seu nicho e tipos de usuários”, comenta. Enquanto muitos internautas arriscam um palpite sobre o futuro do Orkut, o Portal Exame publicou uma pesquisa bastante interessante que já aponta a queda na preferência da rede social criada pela Google. Segundo as empresas de pesquisas e monitoramento na internet E-life e InPress Porter Novelli, o Orkut não é mais o rei absoluto no Brasil. Após a análise comparativa de várias mídias sociais, descobriu-se que, dos quase 1.300 internautas entrevistados, 87,2% disseram que acessam o Twitter de sete a cinco vezes por semana, contra 72,6% que acessam o Orkut no mesmo período. De acordo com Rodrigo Ghedin, de 24 anos, natural de Paranavaí-PR,

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 43

problogger que escreve para o site especializado em tecnologia e web, Meio Bit (http://www.meiobit.com), a corrida por convites não foi um bom negócio. “Isso é terrível. Convite é um negócio muito antiquado, gera atrito, desgaste e uma corrida maluca por algo que, em tese, é gratuito e em pouco tempo todos terão. Acredite ou não, tem muita gente vendendo convites para o Novo Orkut em sites de leilão - e vendendo bastante. Esse lance de convites foi uma jogada da Google para criar um hype [assunto mais comentado] em torno da novidade”, explica Ghedin, que participou de toda cobertura do lançamento do novo Orkut. A expectativa da Google é que todos os usuários já estejam usufruindo das novas funções até a metade de 2010. Até lá, as duas versões irão existir norV malmente.

A expectativa da Google é que todos os usuários já estejam usufruindo das novas funções até a metade de 2010

Hábitos de uso de mídias sociais

Dos serviços que você apontou como os mais utilizados, com qual frequência você os acessa?

V

43

23/12/2009 13:01:33


vox da blogosf er a Letícia Castro*

A influência das redes sociais dentro da comunicação online

B

ilhões de usuários espalhados por todo o planeta. Os números que representam as redes sociais se multiplicam diariamente em uma progressão incalculável. Só o YouTube acaba de alcançar a cifra de 1 bilhão de acessos diários em outubro. As redes sociais são um aplicativo da web 2.0 (a internet interativa e colaborativa) com comprovada influência na forma como as pessoas se comunicam e fazem contato entre si. São ambientes onde cada um consegue compartilhar a sua vida online, através de fotos, vídeos e mensagens de bate-papo. Além disso, há os que passam o dia inteiro informando aos amigos e seguidores, em 140 caracteres, tudo o que estão fazendo. Este é o universo do online life-sharing, onde a vida é dividida pela internet com o resto do mundo, em tempo real. A primeira rede social de que se tem notícia, no formato em que ficaram conhecidas, foi a Friendster, baseada

Ambas realidades se confundem. Determinar o valor do virtual e do real, hoje em dia, se torna cada vez mais complexo.

44

Diagramação Final do MP.indd 44

nos Estados Unidos, ainda no ano de 2002. De lá pra cá, acabaram se transformando em parte integrante do cotidiano de bilhões de pessoas e cada país tem a sua favorita. No Brasil, o Orkut, o YouTube e o Gmail, todos serviços da gigante Google, somam juntos mais de 25 milhões de usuários (dados da comScore, uma empresa global de pesquisas em marketing digital). O serviço de microblogging Twitter vem abocanhando um bom pedaço dessa torta, já com 7% dos internautas em território nacional (o país figura entre os cinco que mais acessam a rede). A maior rede social do planeta, o Facebook, tem cerca de 300 milhões de usuários e promete superar o Orkut em 2010 por aqui, segundo afirma o seu fundador, Mark Zuckerberg, em recente visita ao Brasil. Estima-se que daqui a quatro anos, 90% do consumo de banda larga do tráfego da internet será direcionado para as redes sociais. As aplicações pegarão carona nesse crescimento, com um aumento significativo para o consumo de TV pela internet, comunicações por vídeo, games e a telefonia VoIP. Contrariando a maioria das crenças, a influência das redes sociais já abandonou o domínio das relações interpessoais. Atualmente, segundo estudo da IBM, elas já se espalham pelas empresas, criando situações colaborativas em tempo real entre as instituições, seus parceiros e clientes. A tendência é que conquistem ainda mais a preferência desse mercado, já que o tempo de resposta e os custos operacionais são minimizados com a sua utilização. É o mundo corporativo aderindo aos benefícios do compartilhamento online. O que reserva o futuro certamente

ainda estará atrelado ao uso de tais aplicações por um bom tempo. Com novas redes sociais sendo criadas diariamente por todo o mundo, o meio é talvez um dos únicos que ainda não esteja saturado, no crescente mercado das novas mídias. A moda agora é desenvolver tudo o que se faz pela tela do computador através de aparelhos celulares e os aplicativos já são pensados na ordem de um para um, com o objetivo de satisfazer os usuários de computadores e de tecnologia móvel. O risco de expor a vida em nível mundial parece ser minimizado pela necessidade, cada vez mais pungente, da presença online. A cloud computing, ou a computação em nuvem, termo que vem sendo repetido incansavelmente pela rede, nada mais é do que o armazenamento online de todos os dados que antes enchiam os extintos disquetes, os ainda atuais CDs, pen-drives e HDs externos. Ambas realidades se confundem. Determinar o valor do virtual e do real, hoje em dia, se torna cada vez mais complexo. De certo resta apenas o fato de que o potencial das redes sociais ainda está mal explorado, inclusive em termos de rentabilização. No entanto, este é outro âmbito no qual elas ainda trarão novidades e, quem tiver o seu perfil online, poderá certamente usufruir dessa mais V esta nova tendência.

* Letícia Castro é jornalista profissional de São Paulo, especializada em idiomas, jornalismo cultural e novas mídias. Já desenvolveu trabalhos para a rede CNN, para o jornal Folha de São Paulo e atualmente é a editora responsável das edições em português e espanhol do site Master New Media (http://masternewmedia.org), de propriedade de Robin Good, o blogueiro número 1 da Itália. Gosta de música, viajar, ler e encontrou na internet o meio adequado para “proliferar-se”. Se quiser entrar em contato, acesse o Babel Ponto Com (http://babelpontocom.blogspot. com), blog onde mostra um pouco do trabalho dela, além de explorar o universo infinito da blogosfera.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:01:46


VERÃO, VERÃO, VERÃO... O UNIVERSO MISTERIOSO DAS LINGERIES É A INSPIRAÇÃO PARA O CALOR QUE CHEGA COM A NOVA ESTAÇÃO

As principais tendências estão nas sobreposições de contrastes entre o preto e o branco, o grafismo e as cinturas altas e marcadas, chamadas hot pants.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 45

45

23/12/2009 13:01:50


A “brincadeira” entre as peças lisas e estampadas dos biquinis, vista nos últimos anos pelas praias do país, continua em alta. Há espaço ainda para o clássico, como as estampas da “Cruise Collection”, que trabalham listras e poás. Já o preto e branco reforçam o grafismo e casam muito bem com os tons cítricos da coleção.

Para o mercado externo, a coleção oferece modelagens especiais e maiores, visando atender aos desejos de todos os públicos.

46

Diagramação Final do MP.indd 46

Vox Objetiva

23/12/2009 13:01:59


A moda praia do verão 2010 está com tudo! E a palavra de ordem é o conforto. Biquinis, maiôs e sungas coloridos compõem o look da estação.

Estampas e cores foram trabalhados com delicadeza e são elementos que categorizam a personalidade de cada uma das coleções.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 47

47

23/12/2009 13:02:07


Mídia, violência e direitos humanos

O

Robson Sávio Filósofo, especialista em Segurança Pública (Crisp/ UFMG) e professor da PUC Minas

48

Diagramação Final do MP.indd 48

preconceito, a luta pela igualdade racial, as discriminações religiosas e sexuais e tantos outros dilemas sociais, geralmente, não fazem parte da pauta da grande mídia, no Brasil. Por outro lado, a superexposição na mídia de vários tipos de crimes associada a preconceitos, sentimentos de vingança e desinformação acerca dos fenômenos da violência provocam a banalização dos valores humanos. O aumento da criminalidade violenta, nos últimos anos, trouxe para a agenda social as deficiências das políticas de segurança pública. Segurança pública entendida como direito do cidadão e dever do Estado. Outrora, assunto restrito a poucos atores, agora a temática da segurança pública alcança o centro das discussões, numa sociedade aflita e com medo. A mídia, percebendo a importância do momento histórico (e principalmente o poder de vocalização dessa demanda pela classe média – sua maior consumidora) tem aprofundado as discussões sobre a questão, pautando de forma cada vez mais constante a cobertura acerca da violência. Compreende-se que a cobertura do cotidiano violento das grandes cidades não é tarefa fácil. Por trás de eventos violentos, outras questões estão ocultas e dificilmente podem ser contempladas em cada matéria ou reportagem que envolve a abordagem do tema pela mídia. É evidente a complexidade que envolve o fenômeno da violência. E, por conseqüência, a dificuldade ou a quase impossibilidade do profissional da comunicação, cobrindo o factual, abordar todas essas questões na apresentação de cada notícia sobre o tema. Isso sem contar, obviamente, com outras dificuldades de abordagem, como o reduzido espaço ou tempo para apresentar a notícia. Ademais, não podemos esquecernos da rotina massacrante das redações, que não permite o aperfeiçoamento e o aprendizado contínuo por parte dos profissionais da comunicação. Em relação à abordagem de determinados temas há que se exigir responsabilidade e conhecimento. Afinal, a forma e o conteúdo de exposição dos vários tipos de violência pela mídia devem ser questionados. Obviamente, não estamos tratando aqui de qualquer tipo de censura; ao contrário, defendemos uma interlocução cada vez mais

consistente entre os profissionais da comunicação, pesquisadores do tema, operadores da segurança pública e a sociedade. A mídia deveria ser o espelho fiel das contradições e conflitos existentes na sociedade. Evidente, portanto, que na sua pauta apareça a questão da segurança pública como uma das principais demandas de discussão da sociedade brasileira na atualidade. É também fundamental que a divulgação e a apuração das informações acerca de estatísticas criminais, por exemplo, sejam rigorosamente avaliadas: quem produz a notícia de levar em conta a sub-notificação de vários tipos de ocorrências; os interesses políticos que envolvem a divulgação das notícias; os vieses evidentes em análises feitas por operadores e especialistas. O papel da imprensa na discussão sobre os dilemas da violência é de fundamental importância para o aprimoramento das políticas públicas nessa área. Apesar das eventuais limitações, observamos que muitos profissionais da mídia têm se esforçado numa cobertura responsável da temática, o que contribui, inclusive, para a difusão de programas, metodologias e projetos de prevenção à violência, implementação da cultura da paz, soluções mediadas de conflitos, criação de redes comunitárias solidárias etc. Ou seja, a cobertura do fenômeno da violência pode oferecer aos cidadãos soluções que suplantam o medo, a sensação de impotência e de descrédito das instituições, quando o problema é tratado com responsabilidade e sem sensacionalismo. A mídia pode apresentar práticas viáveis de superação do medo e da impotência, criando condições de mobilização social e comunitária que, efetivamente, são fundamentais para a coesão social e a superação da violência. Ainda há que se destacar que muito além dos crimes, que recheiam os noticiários na mídia, outras tantas formas de violências que afrontam cotidianamente os direitos humanos são naturalizadas em nossa sociedade. Aqui também a mídia tem um papel relevante, podendo fomentar uma discussão sobre essas violências historicamente escamoteadas em nossa sociedade: violências contra crianças, mulheres, negros, homossexuais, entre tantas outras. V * Coordenador do Núcleo de Direitos Humanos da Proex/PUC Minas

Vox Objetiva

23/12/2009 13:02:18


saúde Wander Veroni

Calor promove surto de escorpião H

á dois anos a depiladora Kézia Oliveira, de 24 anos, moradora do bairro Ipanema, na região noroeste de Belo Horizonte, sofre com a visita indesejável do escorpião na época de calor. Ela conta que recentemente a sobrinha de oito anos levou um susto ao se deparar com um dentro de casa. “Graças a Deus ela não foi picada, mas poderia ter acontecido o pior. Onde moro já encontramos o escorpião amarelo e vermelho e o levamos para o Posto de Saúde. Eles nos recomendaram a evitar entulhos de construção e manter o quintal limpo, pois não existe veneno para matá-los”, conta.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 49

49

23/12/2009 13:02:23


saúde

Minas Gerais possui o maior número de casos de acidentes com escorpiões do Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Numa tentativa de chamar atenção das autoridades públicas, o porteiro Claudinei Batista Alves, de 37 anos, morador do bairro Tony, em Ribeirão das Neves, resolveu guardar em pequenos vidros todos os escorpiões que aparecem em sua casa. Casado e pai de três filhos, ele conta que fiscaliza os cômodos da casa toda noite com medo de um possível ataque às crianças. “Ninguém aqui em casa foi picado ainda porque faço questão de conferir cada canto. Somente em uma semana cheguei a achar mais de seis e os guardei no vidrinho. Uma vizinha minha que está grávida já foi picada por um escorpião”, revela. Claudinei explica ainda que mora muito próximo a um terreno de estoque de lenha e que isso contribui, principalmente no verão, para o alto número de casos na região em que mora. Kézia e Claudinei não estão sozinhos. O drama deles é o mesmo de muitos moradores da Região Metropolitana da Capital Mineira, principalmente dos bairros próximos a cemitérios ou os que possuem terrenos com grande quantidade de entulho ou estoque. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SESMG), foram registradas 14.137 notificações até o mês de outubro de 2009. Já o Hospital João XXIII (HPS), somente em 2008, atendeu 956 vítimas de picadas de escorpião, o que corresponde a 66% dos casos de acidentes com animais peçonhentos registrados no HPS. Em Belo Horizonte, três pessoas, em média, são atendidas por dia. Esse número pode crescer nesta época, quando o escorpião mais se reproduz. Depois de Belo Horizonte, as cidades que possuem maior ocorrência de casos é Governador Valadares, Montes Claros, Uberaba, Ituiutaba e Januária. No ano passado, 19 pessoas morreram vítimas de picada de escorpião. Até o fechamento desta edição, 22 óbitos foram registrados neste ano. Devido à época de calor, o número de acidentes que já é alto, só tende a crescer. É o que afirma o chefe do Serviço de Toxicologia do Hospital de ProntoSocorro João XXIII e da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Délio Campolina. “O período do

50

Diagramação Final do MP.indd 50

calor é mais propício para o escorpião e é um período em que há um aumento na procriação, além da oferta de baratas e insetos que são alimentos desse animal. A capacidade de reprodução do escorpião é relativamente alta, chegando até 20 filhotes numa ninhada e algumas espécies não exigem a presença de machos. Com isso, as pessoas ficam mais expostas e, conseqüentemente, aumenta o número de casos de pessoas picadas”. Campolina ainda dá algumas dicas do que fazer ao ser picado por escorpião. “É preciso que a vítima vá o mais rápido possível para um centro de saúde que tenha disponível o soro antiescorpiônico. É importante ressaltar que não existe nenhuma medida caseira capaz de inocular o veneno, pois o ferrão é muito fino e impossível vê-lo a olho nu. O recomendável é capturar o escorpião para assim fazer o soro. Caso isso não seja possível, é importante observar qual foi o tipo de escorpião, pois nem todos possuem veneno letal ao homem. Em BH, por exemplo, a maior parte dos casos é com o escorpião amarelo, que é extremamente venenoso”, alerta. CONTAGEM NA MIRA Em fevereiro deste ano, o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) Neonatal da Maternidade de Contagem, no bairro Amazonas, foi denunciado por vários pacientes por estar infestado de escorpiões. A região é uma das mais afetadas da Região Metropolitana de BH, devido à proximidade com uma pedreira. Na época, uma funcionária da maternidade denunciou à imprensa a aparição de 14 escorpiões no local. Em nota, a Prefeitura admitiu que o problema é endêmico e atinge todo o bairro. A situação era tão crítica que a prefeita de Contagem Marília Campos foi em busca de recursos no governo estadual e federal para construção de uma nova maternidade, cuja obra, atualmente, está em fase de conclusão. De acordo com a diretora da maternidade municipal de Contagem Kênia Zimmerer Vieira, a nova maternidade está sendo construída em frente ao Hospital Municipal de Contagem, no bairro Eldorado, e as obras já estão sendo finalizadas. A diretora afirmou ainda que nunca houve casos de crianças ou funcionários picados por escorpiões na maternidade e que o local é dedetizado a cada quatro meses.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:02:27


PESQUISA

Uma boa notícia está prestes a ser lançada para as vítimas do escorpião. Na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pesquisadores descobriram um tratamento capaz de diminuir os efeitos da toxina do veneno do aracnídeo. Após um teste feito em ratos de laboratório, o remédio usado para controlar ataques epiléticos e convulsões mostrou efeito positivo ao bloquear o veneno do escorpião numa área mais sensível do cérebro, responsável pelo controle de algumas funções vitais. De acordo com o pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Márcio Moraes, que está à frente dos estudos, a droga pode ser uma alternativa eficiente no combate do veneno do escorpião. “Depois de uma série de testes, descobrimos que uma leve modificação na droga, que antes era usada em pacientes de epilepsia, também pode ser usada no tratamento de vítimas do veneno escorpiônico mais grave.” Apesar do estudo já ter sido publicado em várias revistas científicas ao redor do mundo e de que ela deve entrar em fase de testes com seres humanos no ano que vem, o pesquisador alerta que o melhor remédio ainda é a prevenção. “É importante manter o ambiente limpo, sem entulhos, e evitar ao máximo o amontoado de materiais como tijolos, telhas, madeiras, material de construção ou qualquer tipo de lixo, pois esses são lugares em que ele gosta de ficar e de se reproduzir por acumular, principalmente, na época de V calor, insetos e baratas que são alimentos do escorpião”.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 51

51

23/12/2009 13:02:32


compor tam ento

Uma longa c

Wander Veroni

O

FIB – Felicidade Interna Bruta é um conceito criado no Butão que acredita que a felicidade é um fator importante para o crescimento de um país O que é felicidade? De acordo com o Dicionário Aurélio é a qualidade ou estado de estar feliz, ter bom êxito e sucesso. E feliz, por sua vez, é definido como alguém afortunado, contente e alegre. Para vários especialistas em comportamento humano, o conceito de felicidade está ligado tanto aos aspectos culturais, políticos ou religiosos, quanto à aquisição de bens materiais, laços afetivos ou conquistas pessoais. Em Belo Horizonte, um grupo de 15 amigos acredita que felicidade é, entre outras coisas, se reunir toda segundafeira para celebrar a amizade. Sentados numa mesa de bar e sempre com muito bom humor, eles fazem esse ritual, semanalmente, há 30 anos, desde a época em que estudavam no Colégio Arnaldo, localizado na zona sul da cidade. O engenheiro civil e assessor especial do Prefeito Márcio Lacerda, Ricardo Carvalho Ferreira, de 50 anos, é um dos membros dessa turma irreverente que tem como único objetivo cultivar a amizade que iniciou nos tempos de juventude. “Nos conhecemos desde pequenos, quando estudávamos no Colégio Arnaldo. Formamos, mas não queríamos perder o contato diário. Foi aí que o grupo organizou um futebol que, logo depois, se transformou em um encontro no bar. Valorizamos esse contato próximo, que não se restringe apenas ao encontro físico e que nos enche de felicidade. Estamos sempre ligando um para o outro. Somos irmãos para toda a vida”, destaca. E por falar em felicidade, um novo conceito tem ganhado adeptos por todo mundo. Trata-se do FIB – Felicidade Interna Bruta, criado pelo rei do Butão Jigme Singye Wangchuck, em 1972, após um insight do líder butanês ao responder a um jornalista que a felicidade do povo deveria ser o propósito de governança. O FIB surgiu em meio às críticas mundiais de que a economia do país deveria ser adaptada à cultura local e baseada nos valores espirituais budistas. O conceito de FIB baseia-se no princípio de que o desenvolvimento de uma nação

52

Diagramação Final do MP.indd 52

será pleno quando o desenvolvimento espiritual e o desenvolvimento material forem simultâneos. Desde então, o Centro de Estudos do Butão reúne especialistas ao redor do mundo para encontrar os pontos-chave para a felicidade, a satisfação com a vida e o bem estar da população. Cada um dos quesitos acima é desmembrado em outros, mais específicos, num total de 73 variáveis que verificam como estão os habitantes do país em termos objetivos e subjetivos. Daí, eles são transformados em um número final entre 0 e 1, do mesmo modo como o IDH – Índice de Desenvolvi-

mento Humano. Atualmente, o Butão apresenta um FIB igual a 0,5. O coordenador das pesquisas sobre FIB no Butão e responsável pelas análises estatísticas dos indicadores, Karma Dasho Ura, lembra que o primeiro dos nove indicadores se refere às questões financeiras. “Várias pesquisas internacionais comprovam que a felicidade dos seres humanos aumenta de forma proporcional ao padrão econômico que possuem até um determinado ponto. Depois disso, o grau de felicidade começa a declinar. Daí a importância de se reconsiderar o conceito de progresso

Vox Objetiva

23/12/2009 13:02:35


caminhada

novembro deste ano, a 5° Conferência Internacional do FIB, em Foz do Iguaçu, no Paraná, organizada pelo Instituto Visão Futuro e Itaipu Binacional. O evento propôs a discussão da importância da felicidade para a sociedade, como medidor de progresso nacional, tão eficiente que quanto o PIB - Produto Interno Bruto. “A Conferência foi muita rica no sentido de abrirmos as discussões sobre o FIB e mostrarmos a importância do cultivo da felicidade como fator de progresso social. O Brasil é um país que possui forte tendência para o uso do FIB, uma vez que a própria população cultiva laços amorosos entre amigos e familiares”, diz.

Dra. Susan Andrews, pioneiras na difusão do FIB

Indicadores de Felicidade Interna Bruta (FIB) Após vários estudos, chegou-se a conclusão de nove indicadores que compõem o FIB:

ligado às riquezas materiais acumuladas pelos países”. Karma Dasho Ura afirma ainda que seis horas de trabalho por dia seria o suficiente para produzirmos o necessário e ainda tornaria possível que cada ser humano dormisse as horas de sono de que precisa, se socializasse, pudesse se dedicar um pouco ao auto-conhecimento e praticasse atividades físicas no dia a dia. Por trabalhar diretamente com políticas públicas e instituições filantrópicas, o mineiro Ricardo Carvalho Ferreira é entusiasta do FIB como modelo de gestão político-social e acredita que ele e seus

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 53

amigos já o praticam de modo inconsciente, mesmo sem saber. “Chega um ponto em nossas vidas em que os valores pessoais são tão importantes quanto às conquistas materiais. Meus amigos e eu nos reunimos sempre com o propósito de cultivamos a felicidade e ajudar uns aos outros. Seria muito importante para a sociedade se os governantes, de uma maneira geral, valorizassem o ser humano, acima de tudo”, explica. Conhecida no Brasil por ser uma das pioneiras na difusão do FIB, a monja iogue e doutora em psicologia transpessoal Susan Andrews coordenou, em

1. bom padrão de vida econômica; 2. boa governança; 3. educação de qualidade; 4. saúde; 5. vitalidade comunitária; 6. proteção ambiental; 7. acesso à cultura; 8. gerenciamento equilibrado do tempo e 9. bem estar psicológico. Cada um dos quesitos acima é desmembrado em outros, mais específicos, num total de 73 variáveis que verificam como estão os habitantes do país em termos objetivos e subjetivos. Daí, eles são transformados em um número final entre 0 e 1, do mesmo modo como o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano. Atualmente, o Butão apresenta um FIB igual a 0,5.

53

23/12/2009 13:02:40


compor tamento

Esses estudos afirmam que um certo nível de conquistas materiais é capaz de gerar felicidade no homem. Depois disso, ele passa a valorizar outras coisas, pois já tem garantida a sua sobrevivência. Assim aspectos afetivos, amorosos e bem estar familiar tornam-se indicativos de felicidade. Em artigo publicado no Blog Felicidade Interna Bruta (http://felicidadeinternabruta.blogspot.com) é citado o exemplo de que quando uma pessoa progride de um estado de absoluta pobreza e miséria até o atendimento das suas necessidades de sobrevivência, e desse nível de sobrevivência até uma vida confortável, e depois de uma vida confortável até um certo grau de luxo, sua felicidade de fato aumenta. Ao lado do FIB, os estudos relacionados à Ciência Hedônica tem ganhado simpatia de diversos pesquisadores ao redor do mundo. Trata-se de uma disciplina que tem como objetivo desvendar os mistérios da felicidade e como o homem, em sociedade, é capaz de conquistá-la. Criada pelo psicológo Daniel Kahneman, que ganhou o prêmio Nobel de Economia em 2002, a palavra “hedônica” diz respeito a pesquisa científica relativa a felicidade humana. Em carta divulgada no Blog Felicidade Interna Bruta, em resposta ao discurso do primeiro ministro do Butão, Jigmi Y. Thinley, a doutora Susan questiona ainda se os governantes, ao saber dos resultados do FIB, irão fazer alguma coisa para mudar. “Será que é suficiente sabermos como medir a felicidade e esperar que isso influencie a formulação de políticas públicas? E o que dizer da vontade e capacidade políticas, considerando o fato de que esses aspectos, numa democracia, são respostas condicionadas por demandas e aspirações populares? Logo, se as pessoas não forem capazes de compreender e favorecer as políticas públicas baseadas em FIB, será que os políticos ousarão?”, indaga. V

54

Diagramação Final do MP.indd 54

Vox Objetiva

23/12/2009 13:02:48


“Ela dará à luz um filho, e você devera dar lhe o nome de Jesus porque Ele salvará o seu povo dos pecados”. Mateus 1:21

A Vox objetiva deseja a todos os seu s leitores um Feliz Natal e um próspe ro Ano Novo. Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 55

55

23/12/2009 13:02:51


gastronomia Luciana Hübner

Natal à francesa...

O

intercâmbio cultural entre a França e o Brasil já faz parte da história. E nos últimos dois anos foi ainda mais favorecido pelas ações do Ano do Brasil na França (2008) e pelo Ano da França no Brasil (2009). Apesar dos eventos oficiais estarem encerrados desde novembro, ainda há tempo, neste fim de ano, de colocar em prática receitas especiais desse país famoso pela gastronomia de excelência. Há 13 anos, o francês Alain Patrick Ducasse, nascido na belíssima região de Bordeaux - aplaudida pelos vinhos e pela culinária -, deixou Paris, cidade onde vivia com a esposa, Aléssia, para morar no Brasil. O destino escolhido foi Belo Horizonte, onde exerce uma das tradições mais requintadas da França: a arte culinária. Além de ter o trabalho premiado num dos mais requintados restaurantes da Capital Mineira, o Taste-Vin, é também professor de Arte Culinária Francesa. “Para mim a culinária francesa é o amor pela França e pelas pessoas, é a conviviahlité, a alegria de viver e compartilhar a felicidade com os bons amigos”, conta o chef Patrick Ducasse.

A profissão foi decorrência de um antigo e cultivado hábito familiar: desde criança Patrick já preparava a comida com os pais e as irmãs. Ele lembra com saudade dos preparativos para a ceia de Natal. “Na minha cidadezinha de 300 habitantes, é comum nos reunirmos em família, com os amigos para nossa grande confraternização à table: compartilhamos nossos pratos tradicionais na ceia. Comemos ostras nesta época, foie gras e muita coisa boa... Também é típico do Natal o bolo biûche. A tradução para a palavra é pedaço de lenha e esse bolo tem a forma parecida com a de um rocambole”, lembra ele. O prato pode ser de vários sabores: chocolate e castanha portuguesa são os mais comuns. O chef conta ainda que a castanha portuguesa é usada em vários outros pratos: “Ela é conhecida como marron e não é saborosa quando comemos in natura. Mas, cozida, é preparada salteada na frigideira com peru e para o recheio de carnes com uva passa”, detalha. Com a esposa e a filha, em Belo Horizonte, Patrick faz questão de manter a tradição. Prepara alguns desses pratos para as reuniões familiares na época do Natal e do Ano Novo. “Eu incorporei muito do jeito brasileiro alegre e espontâneo de comemorar o Natal, mas, para mim, a grande diferença é mesmo o clima. Lá, o Natal é sempre frio e tem neve. Daqui, gosto muito de uma das brincadeiras, o divertido ‘amigo oculto’”, diz. Patrick conta ainda que, na França, todas as cidades têm um salão de festas que é da prefeitura, para uso da comunidade local. Quando morava lá, ele usava o espaço com frequência. “Quem quiser, pode usar esse salão, que é gratuito. Tem cozinha montada, uma sala grande para banquete, espaço para dança, música ao vivo e lugar para as crianças correrem”, destaca.

56

Diagramação Final do MP.indd 56

Vox Objetiva

23/12/2009 13:03:05


A esposa de Patrick, a mineira Aléssia Ducasse, valoriza o lado “festeiro” do marido. “Ele gosta muito de festas e de gente. Em nossas reuniões com amigos, Patrick sempre leva um presente, um prato, que ele mesmo prepara com toda dedicação. Isso tem um valor simbólico muito importante para ele”, relata. Aléssia, que morou na França por 12 anos, lembra que a época de Natal por lá é um convite à solidariedade. “Tanto as crianças quanto os adolescentes são incentivados a exercer alguma ação em benefício de outras pessoas. As atitudes podem parecer simples, como ajudar um idoso a fazer compras ou uma pessoa com dificuldade de locomoção a realizar alguma tarefa. Mas, na verdade, tudo isso representa um forte elo com a comunidade, com o que é coletivo, com o maravilhoso gesto de poder beneficiar os outros”, ressalta. Ela conta ainda que as crianças francesas têm funções na família desde pequenas, mesmo que seja ajudar a colocar e retirar a mesa para as refeições. “É uma forma feliz de cooperação e inserção precoces na família. Fazendo algo de útil, a criança se sente parte do grupo e isso é importante para a formação dela”, analisa. Ela conta ainda que o marido é encantado com o afeto do povo brasileiro. “Patrick ama o Brasil, gosta muito da alegria e do bom coração do nosso povo, principalmente dos mineiros. Percebemos que os ideais franceses de Liberté, Egalitè e Fraternité têm uma sincronicidade com Minas Gerais da Inconfidência, da luta pela liberdade e dignidade. Além do mais, os franceses gostam não só do fato de sermos discretos, “desconfiados”, mas de estarmos sempre trabalhando pra valer, em silêncio”, salienta. Essa comunhão de ideais entre a França e Minas Gerais pode ser comprovada pelos eventos oficiais do ano da França no Brasil. Minas Gerais foi um dos estados que teve o maior número de participantes dos dois países, com eventos artísticos, culturais, científicos e empresariais. Essa participação colaborativa foi amplamente aceita na capital, assim como em várias cidades do interior. “Ficamos muito felizes com essa integração enriquecedora para todos”, comemora o casal.

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 57

Vinho Tinto Um sabor único que vem de uma colheita qualificada. Neste final de ano, começou a ser vendido em bares, restaurantes e lojas especializadas em todo o Brasil o vinho tinto Beaujolais Nouveau. Por ser uma bebida leve e frutada, o vinho é o preferido entre os amantes da bebida, principalmente na França, pois ela representa a primeira taça de vinho de uma nova colheita. A enófila Adriana Grasso, que mantém o blog Vinhos Italianos (http://vinhositalianos. blogspot.com) e apresenta o programa Vinho, na allTV (http:// www.alltv.com.br), lembra que o nome “Nouveau” não significa, necessariamente, que o vinho seja novo. Trata-se, na verdade, de uma bebida criada por acaso, em 1934, na região de Beaujolais, na França, onde pesquisadores do Setor Agrícola resolveram colocar os cachos de uva sob uma camada de gelo seco (dióxido de carbono). Dessa maneira, comprovou-se que as uvas apresentavam um gosto diferenciado e propício para a criação de uma bebida com um sabor diferenciado. Outro detalhe lembrado pela enófila é que o vinho deve ser consumido entre seis meses e um ano, no V máximo.

57

23/12/2009 13:03:11


58

Diagramação Final do MP.indd 58

Vox Objetiva

23/12/2009 13:03:23


Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 59

59

23/12/2009 13:03:33


vox cultur al Wander Veroni

No Escurinho do Cinema FILME: LULA, O FILHO DO BRASIL (BRASIL - 2010)

FILME: UM OLHAR DO PARAÍSO (THE LOVELY BONES). (NOVA ZELÂNDIA, REINO UNIDO, EUA – 2009)

A história de um dos líderes políticos mais carismáticos do Brasil direto para as telas do cinema. O filme conta a biografia do atual presidente da República, Luiz Inácio da Silva, e, apesar das críticas políticas, é lançado em um ano emblemático de eleições presidenciais. A história começa contando a vida de uma família muito simples do interior nordestino onde dona Lindu (Glória Pires) dá a luz ao seu sétimo filho – Luiz Inácio da Silva, que logo ganha o apelido de Lula. Sem ter a quem recorrer, Lindu cuida da família sozinha. O marido Aristides (Milhem Cortaz) trabalha em São Paulo e volta de vez em quando, sempre deixando a mulher grávida e na miséria. Até que um dia dona Lindu recebe uma carta falsa do esposo e resolve se mudar para São Paulo. Em uma situação de muita pobreza e perseverança, Lindu consegue criar os filhos, sendo que o caçula – um operário e sindicalista, se torna presidente do Brasil. No elenco, nomes conhecidos do grande público como Rui Ricardo Diaz, Glória Pires, Cleo Pires, Juliana Baroni, Milhem Cortaz, Lucélia Santos, Antônio Pitanga, entre outros. Com direção de Fábio Barreto e 2h08min de duração, o filme estreia no dia 1º de janeiro nas principais salas de cinema.

Há quem diga que não exista crime perfeito. Ainda mais se contar com uma ajuda do além para resolver um caso de extrema violência. O filme “Um Olhar do Paraíso” conta a história da jovem Susie Salmon (Saoirse Ronan) que é estuprada e brutalmente assassinada e esquartejada por seu vizinho George, um senhor que mora sozinho. Após o crime, a única parte encontrada é o cotovelo da garota. Apesar da polícia não considerar George um dos suspeitos, a família da garota resolve começar uma investigação por conta própria e passa a atormentar a vida do vizinho criminoso. Toda esta situação é observada por Susie, que agora está no Paraíso. Lá ela precisa lidar com o sentimento de vingança que nutre em relação ao seu assassino e a vontade de ajudar sua família a superar o trauma de sua morte. No elenco principal estão Saoirse Ronan, Stanley Tucci, Susan Sarandon, Mark Wahlberg, Rachel Weisz, entre outros. Com direção de Peter Jackson e 2h15min de duração, o filme estreia no Brasil no dia 10 de janeiro de 2010.

Palcos & Aplausos SHOW INTERNACIONAL THE CRANBERRIES

A banda de rock irlandesa “The Cranberries”, que ganhou notoriedade durante a década de 1990, se apresenta na capital mineira em 2010, depois de anunciar o retorno aos palcos em novembro de 2009, onde realizou uma turnê pelos Estados Unidos e Europa. Formada pelos irmãos Noel e Mike Hogan, e pela vocalista Fergal Lawler, o grupo ficou conhecido por sucesso como “Linger”, “Zombie”, “When You’re Gone”, “Just My Imagination” e “Animal Instinct”. O show será realizado no dia 31 de janeiro de 2010, no Chevrolet Hall. Ingressos a partir de R$ 70. Informações pelo telefone (31) 3209 8989.

60

Diagramação Final do MP.indd 60

18ª MOSTRA DE TRABALHOS DA ESCOLA DE TEATRO DA PUC-MG

Durante os meses de novembro e dezembro, a Escola de Teatro PUC Minas apresenta a 18ª Mostra de Trabalhos de Final de Curso. Todas as apresentações acontecem às 20h, no Espaço Cultural da Escola de Teatro PUC Minas. O ingresso é 1kg de alimento não perecível. Nos dias 17 e 18 de dezembro de 2009, às 20h, estará em cartaz a peça “Saltar ou não Saltar”. Trata-se de um exercício cênico com dramaturgia, elaborado por meio do processo de criação compartilhada, que envolve os alunos-atores, professores e os espectadores convidados. Tem como ponto de partida os fluxos de imagens que inquietam cada um dos criadores e o texto Inocência, da dramaturga alemã Dea Loher. Outras informações pelo telefone (31) 3269 3260.

ORQUESTRA SINFÔNICA DE MINAS GERAIS

Na noite do dia 15 de dezembro, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG) realiza um concerto com a presença da soprano convidada Fabíola Protzner. Sob a regência do maestro Charles Roussin, os músicos vão tocar e cantar, a partir das 20h30, um repertório clássico da música erudita. Excelente oportunidade para os amantes da boa música, que poderão curtir o ambiente do museu com o talento e renome da OSMG. O evento acontece no Museu Inimá de Paula, que fica na rua da Bahia, 1201, Centro, Belo Horizonte (MG). Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3236 7400.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:03:40


Comer Bem AFRICANDO BAR

RESTAURANTE RANCHO FUNDO

Servindo o melhor da comida mineira em um ambiente acolhedor e familiar, o restaurante tem capacidade para 1200 pessoas sendo o primeiro restaurante da Capital Mineira a ser construído dentro do conceito de unir conforto a grandes espaços e áreas verdes. Para as crianças, há o playground com animações infantis e diversas atividades recreativas. A música ao vivo anima a casa de sexta a domingo, com um repertório que vai do MPB a músicas sertanejas, forró, samba e som ambiente exclusivo. Funciona de terça a sexta-feira, a partir das 18h30. Nos sábados, domingos e feriados, o almoço é servido de 12h às 17h. O rodízio de pizza, caldos, gratinados e petiscos é de terça a quinta-feira ao preço de R$ 11,90. Já na sexta, sábado e véspera de feriado sai por R$ 13,90. O endereço é na av. Professor Mário Werneck, 1160. Buritis - Belo Horizonte (MG). Para mais informações, ligue (31) 3378 7300 ou acesse www.ranchofundo.com.br

A cultura afro nunca esteve tão presente na Capital Mineira. Durante os finais de semana, o Centro Cultural Casa África abre suas portas para a cidade e convida a todos para degustar pratos e bebidas em um ambiente tipicamente decorado, para apreciar um pouco da culinária e da boa música africana. São duas salas que acomodam um número restrito de pessoas, o que ajuda a tornar o clima mais aconchegante e intimista. O endereço do bar é na rua Leopoldina, 48, bairro Santo Antônio, em Belo Horizonte (MG). Outros detalhes podem ser obtidos pelo telefone (31) 3234 4241 ou no site www.casaafrica.com.br.

Mente Aberta DVD: JOTA QUEST SÉRIE PRIME: ATÉ ONDE VAI. GRAVADORA: SONYBMG. MÉDIA DE PREÇO: R$ 24,90

LIVRO: “HONRA OU VENDETTA”, DE SÍLVIO LANCELLOTTI. 540 PÁGINAS. EDITORA: L&PM. MÉDIA DE PREÇO: R$ R$ 59,90

Um álbum que reúne os melhores sucessos da banda mineira que ganhou o Brasil. São 12 anos de carreira, onde Marco Túlio, Márcio Buzzelin, P.J, Paulinho Fonseca e Rogério Flausino firmaram definitivamente o Jota Quest como uma das maiores bandas de Pop Rock do país. Neste DVD, a banda traz para todos os seus fãs o show da turnê “Até Onde Vai”. Uma comemoração mais do que especial pelos 10 anos da banda de pop rock mais querida do país. Gravado em Porto Alegre, o DVD conta ainda com um documentário exclusivo mostrando o dia a dia da banda na estrada.

Trata-se do livro inspirado na novela “Poder Paralelo”, da Rede Record, que debate de forma muito corajosa o poder da máfia nos mais diversos setores da sociedade. A trama começa contando a história do jovem milionário Tony Castellamare que tem a sua família assassinada de modo covarde por conta de uma briga entre grupos mafiosos. A partir daí a história se passa nas cidades de Palermo, Nova York, Rio de Janeiro e São Paulo, onde a história começa a se desenrolar. Tony meticulosamente planeja a sua vingança com o auxílio crucial de personagens misteriosos da Sicília e de seus protetores. O autor, logo no início do livro, deixa no ar se o playboy nascido no Brasil e instalado na Sicília é o mocinho ou o vilão da história. Quem será que vai vencer essa guerra entre honra e vingança?

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 61

61

23/12/2009 13:03:48


vox cultur al

Cinemas (*) Fique atento aos filmes que estão em cartaz nas principais salas de exibição da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Para saber o que está em cartaz, entre em contato com as salas de exibição.

ESPAÇO PITÁGORAS Rua Irai, 235, Cidade Jardim. Tel.: (31) 3296-6653 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 10; quarta-feira, R$ 8; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 12. BELAS ARTES Rua Gonçalves Dias, 1581, Savassi. Tel.: (31) 3252-7232 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 12; quarta-feira, R$ 10; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 14. CINEPLEX BH BH Shopping, BR-040 s/nº, km 447. Tel.: 4005-1414 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 10; quarta-feira, R$ 8; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 14. PAMPULHA MALL Av. Antônio Carlos, 8100, Pampulha. Tel.: (31) 3492-9155 Ingressos: segunda-feira, R$ 2,50; terça e quinta-feira, R$ 7; quarta-feira, R$ 68; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 10. ART MINAS Minas Shopping, Av. Cristiano Machado, 4000, Cidade Nova. Tel.: (31) 3426-1202. Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 8,40, e sexta-feira a domingo, R$ 11,40. HUMBERTO MAURO Av. Afonso Penna, 1537, Centro. Tel.: (31) 3236-7400 Ingressos: terça-feira a domingo, R$ 5. MULTIPLEX CIDADE Shopping Cidade, Rua Rio de Janeiro, 910 – Centro. Tel.: (31) 3272-9720 Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 10, e sexta-feira a domingo, R$ 14. MULTIPLEX DEL REY Shopping Del Rey, Av. Presidente Carlos Luz, 3001 Caiçara. Tel.: (31) 3415-6021 Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 10, e sexta-feira a domingo, R$ 14. UNIBANCO SAVASSI Rua Levindo Lopes, 358, Savassi. Tel.: (31) 3277-6648 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 12; quarta-feira, R$ 10; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 14.

62

Diagramação Final do MP.indd 62

SHOPPING NORTE Av. Vilarinho, 120. Venda Nova. Tel.: (31) 3451-8990 Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 8 e sexta-feira a domingo, R$ 10. DIAMOND MALL Av. Olegário Maciel, 1600, Sto Agostinho. Tel.: (31) 4005-1414 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 10; quarta-feira, R$ 8; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 14. BIG Big Shopping, av. João César de Oliveira, 1275, Contagem. Tel.: (31) 3391-3345 Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 8, e sexta-feira a domingo, R$ 10. USINA UIBANCO Rua Aimorés, 2424, Lourdes. Tel.: (31) 3337-5566 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 12; quarta-feira, R$ 10; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 14. USIMINAS PARAGEM Av. Mário Werneck, 1360, Buritis. Tel.: (31) 3378-0216 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 10; quarta-feira, R$ 9; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 12. ITAÚ POWER Shopping Itaú Power – av. General David Sarnoff, 5160, Cidade Industrial, Contagem. Tel.: (31) 3363-5005 . Ingressos: segunda a quintafeira, R$ 10, e sexta-feira a domingo, R$ 12. CINE BETIM Av. Ednéia Matos Lazarote, 1655, Angola, Betim. Tel.: (31) 3594-3712. Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 6, e sexta-feira a domingo, R$ 8. VIA SHOPPING Via Shopping, av. Afonso Vaz de Melo, 640– Barreiro. Tel.: (31) 3384-9261. Ingressos: segunda a quinta-feira, R$ 8, e sexta-feira a domingo, R$ 10. UNIBANCO PONTEIO Ponteio, BR-356, 2500, Sta Lúcia. Tel.: (31) 3286-3607 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 10; quarta-feira, R$ 8; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 12. PÁTIO SAVASSI Av. do Contorno, 6061, Savassi. Tel.: (31) 3209-0079 Ingressos: segunda, terça e quinta-feira, R$ 13; quarta-feira, R$ 10; sexta-feira a domingo e feriados, R$ 15.

Vox Objetiva

23/12/2009 13:03:50


Teatro (*) Fique atento aos espetáculos e peças que estão em cartaz nas principais casas de Belo Horizonte.

ESPAÇO CULTURAL AMBIENTE Rua Grão Pará, 185, Sta Efigênia. Tel.: (31) 3227-7331

TEATRO DO SESC Rua Tupinambás, 908, Centro. Tel.: (31) 9305-1071.

TEATRO ALTEROSA Av. Assis Chateaubriand, 499, Floresta. Tel.: (31) 3237-6611

TEATRO DA MAÇONARIA Av. Brasil, 478, Sta Efigênia. Tel.: (31) 3213-4959.

TEATRO DOM SILVÉRIO Av. Nossa senhora do Carmo, 230, Savassi. Tel.: (31) 3209-8989.

TEATRO DA CIDADE Rua da Bahia, 1341, Centro. Tel.: (31) 3273-1050.

TEATRO SESI MINAS Rua Padre Marinho, 60, Sta Efigênia. Tel.: (31)3241-7181.

TEATRO FRANCISCO NUNES Av. Afonso Pena, s/nº, Parque Municipal.

Espetáculos PALÁCIO DAS ARTES Avenida Afonso Pena 1537 - Centro. Tel: (31) 3237-7399.

CENTRO CULTURAL SERRARIA SOUZA PINTO Av. Assis Chateubriand 809 - Centro. Tel: (31) 3213-3434.

Bares AFRODICK Rua Tomé de Souza 600 – Savassi. Tel.: (31) 3223-2362

CARTOLA BAR Rua Vila Rica 1.168 – Caiçara. Tel.: (31) 3464-9778

MARIA DE LOURDES BOTEQUIM Rua Tomaz Gonzaga 568 – Lourdes. Tel.: (31) 3292-6905

ZIRIGUIDUN Av. Carlos Luz 470 – Caiçara. Tel.: (31) 8844-1523

SANTA FÉ BAR E RESTAURANTE Rua Pernambuco 800 – Savassi. Tel.: (31) 3261-6446

JOE´S PASTA PUB Rua Pernambuco 767 – Savassi. Tel.: (31) 3261-7305

PEDACINHOS DO CÉU (CHORINHO AO VIVO) Rua Belmiro Braga 774 – Caiçara. Tel.: (31) 3462-2260

VILLA RIZZA BAR TEMÁTICO Av. do Contorno 4383 – Serra. Tel.: (31) 3225-3533

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 63

63

23/12/2009 13:03:56


vox cultur al

Restaurantes MESTRE CUCA Rua Tupinambás 397 – Centro. Tel.: (31) 3273-5357

MINEIRÍSSIMO Av. Cel. Oscar Paschoal, 863 (ao lado do Mineirinho). Tel.: (31) 3441-2727

EMPORIUM Av. Afonso Pena 4034 – Mangabeiras. Tel.: (31) 3281-1277 Av. do Contorno 6749 – Savassi. Tel.: (31) 3297-4415

PAIOL GRILL Rua Ceará, 630 – Santa Efigênia. Tel.: (31) 3222-4686

MESTRE CUCA RESTAURANTE Rua Rio de Janeiro 423 – Centro. Tel.: (31) 3273-5357

RANCHO FUNDO Av. Professor Mário Werneck, 1000 – Buritis. Tel.: (31) 3378-7300

XICO DA KAFUA Av. Itaú 1195 – João Pinheiro. Tel.: (31) 3375-2640

FARROUPILHA GRILL Av. Olegário Maciel, 1801 - Lourdes. Tel.: (31) 3335-8282 Av. Afonso Pena, 3481 - Mangabeiras. Tel.: (31) 3225-5050 Av. Abraão Caran, 960 - Pampulha. Tel.: (31) 3441-4422

Hotéis AMAZONAS PALACE HOTEL Av. Amazonas 120 - Centro Tel.: (31) 3309-4650

COMODORO TOURIST HOTEL Rua Carijós 508 - Centro Tel.: (31) 3201-5522

LIBERTY PALACE Rua Paraíba 1465 - Savassi Tel.: (31) 2121-0900

AUGUSTUS HOTEL Av. do Contorno 7090 - Lourdes Tel.: (31) 3281-5344

ESTORIL HOTEL Rua Carijós 454 - Centro Tel.: (31) 3201-9322

NORMANDY HOTEL Rua Tamóios 212 - Centro Tel.: (31) 3201-6166

BELO HORIZONTE PLAZA Rua Timbiras 1660 - Lourdes Tel.: (31) 3247-4700

ÉVORA PALACE HOTEL Rua Sergipe 1415 - Savassi Tel.: (31) 3227-6220

MERCURE BH LOURDES Av. do Contorno 7315 - Lourdes Tel.: (31) 3298-4105

AMBASSY HOTEL Rua Caetés 633 - Centro Tel.: (31) 3279-5000

FRIMAS HOTEL Av. do Contorno 2157 - Santa Tereza Tel.: (31) 3248-4800

OURO MINAS PALACE Av. Cristiano Machado 4001 - Ipiranga Tel.: (31) 3429-4001

BRASIL PALACE HOTEL Rua Carijós 269 - Centro Tel.: (31) 3273-3811

GRAN DAYRELL MINAS HOTEL Rua Espírito Santo 901 - Centro Tel.: (31) 3248-1188

OTHON PALACE Av. Afonso Pena 1050 - Centro Tel.: (31) 2126-0000

BH PLAZA HOTEL Rua Timbriras 1660 - Lourdes Tel.: (31) 3247-4700

HOTEL FINANCIAL Av. Afonso Pena 571 - Centro Tel.: (31) 3270-4000

PALMEIRAS DA LIBERDADE HOTEL Rua Sergipe 893 - Savassi Tel.: (31) 3263-3500

BH LOURDES HOTEL Rua Timbiras 1660 - Lourdes Tel.: (31) 3247-4700

HOTEL SAVASSI Rua Sergipe 939 - Savassi Tel.: (31) 3526-3266

QUALITY HOTEL Av. Afonso Pena 3761 - Serra Tel.: (31) 2111-8900

BOULEVARD PLAZA Av. Getúlio Vargas 1640 - Savassi Tel.: (31) 3269-7000

HOTEL WIMBLEDON Av. Afonso Pena 772 - Centro Tel.: (31) 3222-6160

ROYAL CENTER HOTEL Rua Rio Grande do Sul 856 - Lourdes Tel.: (31)2102-0000

CAESAR BUSINESS BH Av. Luís Paulo Franco 421 - Belvedere Tel.: (31) 2123-9898

IBIS BELO HORIZONTE Av. João Pinheiro 602 - Funcionários Fone: (0xx31) 3224-9494

SERRANA PALACE HOTEL Rua Goitacazes 450 - Centro Tel.: (31) 3271-0200

CAESAREA PALACE HOTEL Rua Bernardo Guimarães 925 - Funcionários Tel.: (31) 3263-7000

INTERNACIONAL PLAZA PALACE HOTEL Rua Rio de Janeiro 109 - Centro Tel.: (31) 3201-5060

SOL BELO HORIZONTE Rua da Bahia 1040 - Centro Tel.: (31) 3274-1344

CLASSIC HOTEL Rua da Bahia 2727 - Savassi Tel.: (31)3282-3366

LORMAN HOTEL Rua Guarani 165 - Centro Tel.: (31) 3201-6100

VIA CONTORNO HOTEL Av. do Contorno 9661 - Prado Tel.: (31) 3275-2599

64

Diagramação Final do MP.indd 64

Vox Objetiva

23/12/2009 13:03:59


Pousadas & Flats POUSADA SOSSEGO DA PAMPULHA Av. Cel José Dias Bicalho 1258 - Pampulha Tel.: (31) 3491-8020

MERCURE CASABLANCA Rua Guajajaras 885 - Centro Tel.: (31) 3217-8705

MAX SAVASSI APART SERVICE Rua Antônio de Alburquerque 335 - Savassi Tel.: (31) 2101-6466

POUSADINHA MINEIRA Rua Araxá 514 - Floresta Tel.: (31) 3423-4105

MERCURE LIFECENTER Rua Cícero Ferreira 10 - Serra Tel.: (31) 3280-3700

BRISTOL METROPOLITAN APART HOTEL Av. Getúlio Vargas 286 - Savassi Tel.: (31) 3281-1049

CHALÉ MINEIRO Rua Santa Luzia 288 - Santa Efigênia Tel.: (31) 3467-1576

MERCURE MY PLACE Rua Professor Morais 674 - Savassi Tel.: (31) 3281-2191

MK APART HOTEL Rua Cláudio Manoel 489 - Savassi Tel.: (31) 2121-0047

AJ O SORRISO DO LAGARTO Rua Cristina 791 - São Pedro Tel.: (31) 3283-9325

MERCURE APARTAMENTS VILA DA SERRA Alameda da Serra 405 (Seis Pistas) Belvedere - Tel.: (31) 3289-8100

PAMPULHA FLAT Alameda das Latânias 1207 - Pampulha Tel.: (31) 3491-8080

PANCETTI APART-HOTEL Rua Pernambuco 1045 - Savassi Tel.: (31) 3269-1300

BRISTOL ALGARVE APART HOTEL Rua São Paulo 1628 - Lourdes Tel.: (31) 3275-2505

PAMPULHA LIEU APART-HOTEL Rua Desembargador Paula Motta 187 Ouro Preto - Tel.: (31) 3490-3500

CHAMPAGNAT APART-HOTEL Rua Santa Rita Durão 1000 - Savassi Tel.: (31) 3261-5755

CHEVERNY APART HOTEL Rua Timbiras 1492 - Centro Tel.: (31) 3274-2366

PARK FLAT Rua Viçosa 153 - Savassi Tel.: (31) 3221-1950

IANELLI APART-HOTEL Rua Paraíba 1287 - Savassi Tel.: (31) 3269-2800

FORUM APART HOTEL Rua Tenente Brito Melo 472 - Barro Preto Tel.: (31) 3290-0950

SQUARE APART-HOTEL Praça Hugo Werneck 537 - São Lucas Tel.: (31) 3273-4832

VOLPI APART-HOTEL Rua Levindo Lopes 231 - Savassi Tel.: (31) 3281-1036

BRISTOL GOLDEN PLAZA APART HOTEL Rua Rio de Janeiro 1436 - Lourdes Tel.: (31) 3273-0330

TORONTO TOWER RESIDENCE Rua Ceará 2001 - Savassi Tel.: (31) 3288-2001

GUIGNARD APART-HOTEL Rua Tomé de Souza 1075 - Savassi Tel.: (31) 3227-3599

BRISTOL LA PLACE APART HOTEL Av. Cristiano Machado 1587 - Cidade Nova Tel.: (31) 3481-5122

TRANSAMÉRICA FLAT LOURDES Rua Bernardo Guimarães 2032 - Lourdes Tel.: (31) 3290-0933

SAN FRANCISCO FLAT SERVICE Av. Álvares Cabral 967 - Lourdes Tel.: (31) 3330-5600

LE FLAMBOYANT HOME SERVICE Rua Rio Grande do Norte 1007 - Savassi Fone: (0xx31) 3261-5233

VILLA EMMA RESIDENCE Rua Artur Toscanini 41 - Savassi Tel.: (31) 3282-3388

ST. PAUL RESIDENCE SERVICE Rua São Paulo 1636 - Lourdes Tel.: (31) 3291-5559

Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 65

65

23/12/2009 13:04:02


vox cultur al

Parques PARQUE MUNICIPAL AMÉRICO RENNÉ GIANNETTI Av. Afonso Pena s/nº - Centro. Tel: (31) 3277-4161. Horário: terça a domingo, das 6h as 18h. PARQUE DAS MANGABEIRAS Av. Anel da Serra (alto do Mangabeiras) Tel: (31) 3277-9697. Horário: terça a domingo e feriados, das 8h as 18h. FUNDAÇÃO ZOO-BOTÂNICA DE BH Av. Otacílio Negrão de Lima 8000 - Lagoa da Pampulha. Tel: (31) 3277-7100. Horário: de terça a domingo, das 8h30 as 16h. PARQUE ECOLÓGICO PROMOTOR FRANCISCO LINS DO REGO. Av. Otacílio Negrão de Lima 7.111 - Lagoa da Pampulha. Tel: (31) 3277-7439. Horário: sexta a domingo, das 8h30 as 17h. PARQUE DO MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL DA UFMG Rua Gustavo da Silveira 1035 - Santa Inês. Tel: (31) 3461-5805. Horário: terça a sexta, das 8h as 11h30 e das 13h as 16h. Sábado e domingo, das 10h as 17h.

Luiz C Silva

PARQUE JUSCELINO KUBITSCHECK (PRAÇA JK) Av. Bandeirantes s/nº, no bairro Sion.

Passeios PRESÉPIO DO PIPIRIPAU Rua Gustavo da Silveira 1035 - Santa Inês. Tel: (31) 3461-5805. Horário (sem movimento cenográfico): terça a sexta, das 8h as 11h30 e das 13h as 16h. Sábado e domingo, das 10h as 17h. Horário (com movimento cenográfico): sábado e domingo, às 11h e às 15h. MERCADO CENTRAL Avenida Augusto de Lima 744 - Centro. Tel: (31) 3274-9434. Horário: seg. a sábado, das 7h as 18h. Domingo e feriados, das 7h as 13h. MUSEU HISTÓRICO ABÍLIO BARRETO Av. Prudente de Morais 202 - Cidade Jardim. Tel: (0xx31) 3277-8573. Horário: terça-feira a domingo, das 10h as 17h. MUSEU DE ARTE DA PAMPULHA Av. Otacílio Negrão de Lima 16.585 - Lagoa da Pampulha Tel: (31) 3277-7946. Horário: terça-feira a domingo, das 9h as 19h. MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL E JARDIM BOTÂNICO DA UFMG Rua Gustavo da Silveira 1.035 - Santa Inês. Tel: (31) 3461-5805. Horário: terça a sexta, das 8h as 11h30 e das 13h as 16h. Sábado e domingo, das 10h as 17h.

66

Diagramação Final do MP.indd 66

Vox Objetiva

23/12/2009 13:04:13


Vox Objetiva

Diagramação Final do MP.indd 67

67

23/12/2009 13:04:19


Tem coisas que transparecem em um olhar. Sinceridade é uma delas.

e t n e G tende n e e qu você.

Aposentados e Pensionistas do INSS e Servidores Públicos

É assim que o BMG trabalha: com transparência, sem deixar dúvidas quando você contrata um crédito com desconto em folha ou benefício. Isso porque, além de oferecer as melhores taxas e parcelamento em até 60 meses, queremos entender você cada dia mais.

www.bancobmg.com.br | 0800 724 3100 Utilize o crédito de forma consciente.

68 BB04709 ADRFinal BMGdoVIVER 20.5X27.5.indd 1 Diagramação MP.indd 68

Vox Objetiva 9/8/09 2:33:04 PM 23/12/2009 13:04:20

Revista Vox Objetiva n°08  

Revista vox objetiva edição numero 8.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you