Page 20

128 - Revista Poiésis, n. 24, p. 109-128, Dezembro de 2014.

constroem suspeitam [...]. A máquina encarna a mais radical atividade simbólica no homem, e ela era necessária para que as questões se colocassem no nível em que as colocamos para nós”. (LACAN, 1985, p. 98)

Referências BENJAMIN, Walter. Passagens parisienses II (1927-1929). In Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. BENJAMIN, Walter. Rua de mão única (1928). Obras escolhidas II. São Paulo: Brasiliense, 1995. BRETON, André. Entrée des médiums. In Les pas perdus. Paris: Gallimard, 1969. CRARY, Jonathan. 24/7 – Late Capitalism and the Ends of Sleep. Londres, Nova York: Verso Books, 2013. FREUD, Sigmund. Algumas observações sobre o conceito de inconsciente na psicanálise (1912). In Obras completas, Volume 10. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos (1900), seguido de Sobre os sonhos (1901), Volume 2. Rio de Janeiro: Imago, 1987. GIMPEL, Jean. A Revolução Industrial da Idade Média (1975). Mem Martins: Publicações Europa-América, 2001. LACAN, Jacques. Seminário II (1955). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985. THOMPSON, Edward Palmer. Time, Work-Discipline, and Industrial Capitalism. Past and Present, Oxford, n. 38, p. 56-97, dez. 1967.

Profile for Daniel Jablonski

O sono louco - Quem vigia o vigia?  

Ensaio sobre a obra homônima, publicado em Poiésis, - Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos da Artes da Universidad...

O sono louco - Quem vigia o vigia?  

Ensaio sobre a obra homônima, publicado em Poiésis, - Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos da Artes da Universidad...

Profile for vousvoici