Issuu on Google+

Janeiro 2013

Newsletter PV-FLUL O PROGRAMA DE VOLUNTARIADO FLUL NO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL

NESTA EDIÇÃO… |Os Letrinhas – O Brilho da nossa Escola | Ideias para quem quer ser voluntário e não sabe por onde começar | Missões Solidárias | Hábitos de Vida Saudável em Época Especial de Avaliações | Portugal Acessível | Reforço do "Programa Alimentação" na Universidade de Lisboa | Programa Erasmus 2013-2014 |Workshop: Acompanhamento do Desenvolvimento Pessoal | Agenda Cultural

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO FLUL 2012-2013 – 2.º SEMESTRE

Queres ser voluntário? Então faz parte da nossa equipa! Sê voluntário, não fiques de fora! Candidaturas Abertas de 14 a 25 de Janeiro de 2013! Consulta os nossos voluntariado – aqui.

projectos

Formulário de Inscrição – aqui.

Página 1 de 13

de


|OS LETRINHAS – O BRILHO DA NOSSA ESCOLA “O Centro de Educação Infantil – Os Letrinhas começou a funcionar em 1988, lançado pela Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (AEFLUL), tornando-se num exemplo único no panorama universitário português, ao permitir a realização de um enorme serviço aos jovens pais estudantes, bem como a funcionários e professores da Faculdade.”

Teresa Morgadinho é Educadora de Infância e Directora Pedagógica do Centro de Educação Infantil – Os Letrinhas e é responsável pelo projecto de voluntariado – O Brilho da nossa Escola.

Iniciei a minha experiência profissional no Centro de Educação Infantil (CEI) “Os Letrinhas” em 2006 como educadora de infância e posteriormente, acumulei funções de direcção pedagógica. Tem sido um percurso de aprendizagem contínua que exige dedicação e um grande sentido de responsabilidade. O CEI é uma instituição que tem como finalidade principal servir a comunidade da Faculdade de Letras. Oferece um serviço de apoio às famílias da Faculdade, apresentando uma aposta de qualidade e bastante competitiva em relação a outras escolas. Conta com 7 funcionários e actualmente tem 28 crianças. Desenvolvemos actividades com base no projecto educativo da escola e nos projectos curriculares de sala, tendo em conta a faixa etária das crianças. Para além destas, temos como actividades extracurriculares, expressão psicomotora, expressão musical e inglês. Foi sugerido à Inês (voluntária) e ao João (voluntário) que, relativamente às suas experiências pessoais e áreas de conforto, pensassem em actividades que gostassem de desenvolver com as crianças no sentido de um enriquecimento do currículo escolar (foi sugerido, por ex.: aulas de ballet). A colaboração dos voluntários tem sido uma mais-valia no apoio do desenvolvimento de projectos de enriquecimento da escola ao nível de organização e recuperação de materiais e espaços físicos, tornando-os mais funcionais. Esta interajuda é essencial no sentido em que nos ajuda a optimizar o funcionamento da escola e a executar projectos que sem esse apoio nos levariam mais tempo a concretizar. A presença deles na escola é um contributo positivo porque possibilita uma troca de ideias e experiências que ajudam a dinamizar ainda mais a escola. Esta partilha só é possível quando os voluntários se sentem motivados, integrados e orientados, é o caso da Inês e do João que têm evidenciado iniciativa, criatividade, responsabilidade e disponibilidade no desenvolvimento das tarefas que lhe são pedidas, indo sempre mais além do que aquilo que lhes é solicitado. É de salientar que nos é visível um envolvimento emocional e afectivo em relação à escola. Esperamos que, para o próximo ano, possamos contar com voluntários com a mesma motivação e grau de envolvimento da Inês e do João.

Página 2 de 13


Inês de Brito Araújo A Inês tem 19 anos e é estudante do 2.º ano do curso de Estudos Gerais. Actualmente é voluntária n'Os Letrinhas. “Sinto que fazer parte de um projecto de Voluntariado como este é uma coisa única. Cada vez que acaba “mais uma sessão” é como se me sentisse realizada, nem eu sei explicar. Mas sinto-me bem.”

No dia da apresentação dos projectos de Voluntariado na Faculdade de Letras, apareci eu, com uma vaga ideia do que ali se iria falar. No fim, ainda deu que pensar, mas não tive dúvidas de que era o Centro de Educação Infantil “Os Letrinhas” que eu queria conhecer e nele investir, não só pelo facto de lidar, por vezes, com as crianças, mas sobretudo por saber que poderia desenvolver projectos em seu redor e transformar pequenas coisas em grandes coisas. Ao saber melhor o tipo de coisas que eu, juntamente com o João, tínhamos de fazer, de modo a cumprir as tarefas indicadas, foram várias as ideias que surgiram. Como se quiséssemos cumprir tudo de uma vez. Como se sentíssemos que tudo fazia sentido. Mas, sobretudo, porque tivemos a certeza de que iríamos mudar alguma coisa, e tornar, pelo menos, um dia melhor, especialmente para nós. Foi muito fácil adaptar-me ao meu colega João e a todas as Educadoras dos Letrinhas. “Acolheram-nos” muito bem. Às vezes sintome em família, no sentido de que o ambiente que se desenvolve é de confiança. Até hoje, ao longo deste 1.º semestre, desenvolvemos o projecto “Biblioteca Letrinhas”, onde catalogámos, organizámos e arrumámos todos os livros dos Letrinhas, de modo a facilitar a procura e utilização dos mesmos. A segunda tarefa centrou-se na preparação da Festa de Natal, onde ajudámos na preparação do cenário, como enfeites, presentes, etc., sempre com o aproveitamento de materiais novos e reciclados à nossa disposição. Neste momento centramo-nos em desenvolver projectos como a “Horta dos Letrinhas”, o “Jardim dos Letrinhas”, “Organização do livro de canções dos Letrinhas”, o “Refeitório dos Letrinhas”, entre outros. Claro que o mais engraçado é na hora da nossa saída, a hora em que as crianças acordam e vão lanchar. Às vezes “até damos a papa”! Tem sido uma experiência única, diferente de quaisquer outros pequenos projectos de Voluntariado que fiz até hoje. Tenho liberdade para dar ideias e, caso úteis, ajuda para torná-las realidade. Posso pensar, intervir e até posso desarrumar. Mas o melhor é sentir que por mais pequena que seja a coisa que estou a fazer para ajudar, vou sentirme bem com isso, vou fazer alguém sentir-se bem com isso. Sinto-me bem assim e só por isso já chegaria.

Página 3 de 13


João Filipe Termentina O João tem 26 anos e é estudante do 2.º ano do curso de Ciências da Cultura. Actualmente é voluntário n'Os Letrinhas. “O estudante torna-se um ser mais consciente, e consequentemente altruísta. Faz bem ser parte do “Brilho da Nossa Escola.”

É realmente compensatório ser invadido pelo sorriso das crianças que fazem parte do Centro de Educação Infantil – Os Letrinhas. O enorme ambiente de amizade, empatia, e cumplicidade que se assiste nos “Letrinhas”, proporciona tanto as crianças, como a nós voluntários, um óptimo espaço de desenvolvimento. Este projecto é no fundo um “trabalho de bastidor” que sugere criatividade, apela a cooperação, e que implica compromisso. Competências aplicáveis, que se revelam fundamentais no desempenho com rigor de qualquer experiência profissional. O estudante torna-se um ser mais consciente, e consequentemente altruísta. Faz bem ser parte do “Brilho da Nossa Escola”.

Página 4 de 13


| IDEIAS PARA QUEM QUER SER VOLUNTÁRIO E NÃO SABE POR ONDE COMEÇAR Aqui ficam algumas sugestões para quem quer dar um pouco do seu tempo aos outros mas não sabe por onde começar. Na própria rua ou do outro lado do mundo, com trabalhos mais ou menos especializados.

Espanha (Ref.: 2744) Data de início: 05-09-2013 Data de fim: 05-06-2014

Uma espécie de classificados para quem oferece e quem procura trabalho voluntário. A Bolsa do Voluntariado foi criada há seis anos pela Entrajuda, uma instituição privada de solidariedade social, para que houvesse “uma ponte entre quem quer dar e quem precisa de receber”. No site, podem registar-se candidatos que querem “dar tempo por uma causa” ou voluntários especialistas, também organizações que precisem de divulgação ou empresas que precisem de voluntários.

Também destinado a jovens, mas dentro de fronteiras. O Voluntariado Jovem, promovido pelo Instituto Português da Juventude, agrega projectos de curta ou longa duração por todos os distritos e em várias áreas de intervenção. Apoio a crianças ou a idosos, reabilitação e renovação das áreas urbanas, direitos humanos ou igualdade de género, só para dar alguns exemplos. E há lugar para todos (a pesquisa pode mesmo ser feita por distrito e pelos dias da semana em que se está disponível).

Uma das formas mais fáceis de fazer voluntariado enquanto se conhece outro país. E com muito por onde escolher: são 4000 os projectos na base de dados da Comissão Europeia. As oportunidades estão espalhadas pelos 27 Estados-membros e mais algumas dezenas de parceiros de todo mundo e abrangem as mais variadas áreas. Podem candidatar-se ao Serviço Voluntário Europeu jovens com idades entre os 18 e os 30 anos. A duração de cada projecto pode ir até aos 12 meses e a lista de vagas é diariamente actualizada no site.

Esta sugestão não é para quem quer fazer voluntariado durante umas semanas, durante umas férias. Os projectos de voluntariado das Nações Unidas não duram menos de seis meses a um ano e os critérios de selecção são dos mais exigentes: mais de 25 anos, formação superior, dois anos de experiência profissional e domínio de pelo menos uma língua estrangeira. Os programas da ONU, em cooperação com governos e organizações locais, abrangem 130 países e 115 categorias profissionais, da agricultura à saúde, passando pela educação e pelo desenvolvimento de comunidades.

Vagas: 1 Duração: 9 meses Subsídio mensal (Dinheiro de bolso): 105 € Resumo: The activities of our Foundation are directed to people older than 16 with mental or multiple disability, as well as to their families or mentors and to those who are related to or live with them and, to anyone interested in people with disabilities. Activities of the volunteer in the Occupational Training Centers: the volunteer will develop his/her activities with people affected by medium-mild disabilities, assisting in the workshops or in any programmed trips. Perfil: - At least basic level of Spanish language - interest in working with disabled persons, - communicative, open, cheerful, creative - motivated to work in a team, - age: 18 until 30 years old Tarefas: 1. Support in workshops: - support to leaders and teachers of the center; 2. collaboration and support to users in those tasks which they cannot do by themselves or are difficult for them: - help setting up and putting parts together, sticking stickers to a product without decoration, pack products in boxes, etc. 3. Support in accompaniment tasks in individual or group outings: for example to show them how they work in other places, to accompany them to solve administrative matters, transport to and from working place, etc. During the activity, the communication between users and volunteers will increase. This will enrich both parts, as they will share experiences.

Para mais Informações sobre esta oferta: SVE

Fonte: Público

Página 5 de 13


|MISSÕES SOLIDÁRIAS Mercado Social reúne bens e serviços solidários

"1 Colchão, 1 Coração"

é o nome

da iniciativa solidária que a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) lançou no passado dia 15, junto das cerca de 500 unidades hoteleiras que integram a associação. Estas são convidadas a oferecer os colchões em bom estado, que renovam periodicamente, a famílias carenciadas. A União das Misericórdias Portuguesas é parceira no projecto e fará a distribuição dos colchões, numa primeira fase, nas regiões de Lisboa, Algarve e Centro. No arranque do projecto já foram recolhidos 83 colchões e 11 bases de cama. A campanha deverá decorrer durante todo o primeiro semestre deste ano e por todo o país, havendo a "perspectiva de ser alargada a outros bens de necessidade, como mantas, cobertores, atoalhados, equipamentos vários ou mesmo algum tipo de mobiliário que esteja a ser redecorado", segundo a AHP.

Fonte: Dinheiro Vivo

O Mercado Social de Setúbal está instalado na Bela Vista e servirá de plataforma logística para a captação e armazenamento de bens não perecíveis, como vestuário, móveis e electrodomésticos. As doações particulares ou empresariais serão, depois, distribuídas pelas lojas sociais existentes, abertas às famílias mais carenciadas da região. O Mercado Social vai funcionar através de uma gestão partilhada entre a Câmara Municipal de Setúbal e várias instituições particulares de solidariedade social. O espaço está aberto para doações, mas os bens só serão distribuídos à comunidade através das lojas sociais. A autarquia apela às empresas para doarem electrodomésticos, os bens mais procurados no momento.

Procura-se Sapatos Quatro milhões de pilhas ajudam IPO

A Botaminuto lança-se, de novo em 2013, na recolha de calçado usado para distribuir por instituições sociais Em edições anteriores recolheram-se mais de 43 mil pares de sapatos usados, beneficiando cerca de 70 instituições portuguesas. Este ano, durante um mês, o objectivo é bater recordes. A sexta campanha de responsabilidade social da Botaminuto, rede nacional de consertos de calçado, decorre entre 15 de Janeiro e 15 de Fevereiro de 2013. Chama-se "Dê rumo aos seus sapatos - ajude quem mais precisa" e estará presente em qualquer uma das 30 lojas desta cadeia e ainda nas empresas e nas escolas que se associaram à iniciativa.

O Peditório Nacional de Pilhas e Baterias usadas rendeu uma torre de endoscopia para o IPO de Lisboa. Agora, pedem-se "Palavras de Esperança" para os pacientes do Instituto Até ao final deste mês, o grupo Os Mosqueteiros apelam aos seus clientes para deixarem mensagens de alento aos utentes da Unidade Assistência Domiciliária do Instituto Português de Oncologia de Lisboa. Para participar na campanha "Palavras de Esperança" basta aceder ao site www.mosqueteiros.com. As mensagens serão entregues diariamente à equipa do IPO, que as fará chegar aos pacientes.

Fonte: Visão Solidária

Fonte: Visão Solidária

Página 6 de 13


|HÁBITOS DE VIDA SAUDÁVEIS EM ÉPOCA ESPECIAL DE AVALIAÇÕES

Em época de avaliações, ou quando somos confrontados com um nível de exigência acrescido, é importante lembrar – e pôr em prática! – alguns hábitos que potenciam a nossa saúde e bem-estar e, desse modo, a nossa capacidade para manter um nível de actividade, mental e físico, adequado e sustentável.

Sabias que o Serviço de Apoio ao Aluno da FLUL tem Apoio e Aconselhamento Psicológico? Para mais informações e marcações, podes consultar a página Apoio e Aconselhamento Psicológico ou contactar o Serviço de Apoio ao Aluno através dos seguintes contactos: Telf: +351 21 792 00 23 E-mail: saa@fl.ul.pt

DORMIR O SUFICIENTE

 

Horário de Atendimento: De 2.ª a 6.ª feira das 09h30 às 12h45 e das 13h45 às 17h00

A maioria das pessoas precisa de dormir 6 – 10 horas por dia (8 horas é uma média); Descubra qual é a sua necessidade de sono e durma o suficiente todas as noites: as horas não dormidas acumulam-se (são precisas mais horas na(s) noite(s) seguinte(s) para compensar); Tente respeitar um horário habitual de sono.

Rir faz (mesmo) bem à saúde

Sabias que através da gargalhada oxigenamos o organismo?

ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA

      

Tome o pequeno-almoço e não salte refeições, para evitar sentir fadiga ao longo do dia; O pequeno-almoço e o almoço devem incluir fontes de proteínas; Os hidratos de carbono (arroz, massa, etc.) são fundamentais para dar energia e para o processo de digestão dos outros nutrientes; As frutas ou legumes devem estar presentes em todas as refeições: contêm vitaminas e sais minerais que combatem os efeitos do stress; Beba 6 – 8 copos de água por dia; Modere o consumo de açúcares refinados, cafeína e álcool: após o efeito estimulante inicial, deixá-lo-ão mais letárgico.

O riso alivia os sintomas de stress, melhora o nosso desempenho, criatividade e memória, dá-nos autoconfiança e até facilita a digestão. O cérebro não distingue o riso fingido do verdadeiro e liberta endorfinas promotoras do nosso bemestar, mesmo que não seja a sério. Além disso, quem treina aprende a rir de verdade. É fácil. Joanne Gribler, professora de yoga do riso e fundadora da Escola do Riso ensina-lhe como o fazer: 1. Inspire fundo até encher os pulmões. Contenha a respiração durante cinco segundos e expire libertando o ar de uma só vez. Repita este gesto várias vezes. 2. Acelere gradualmente o processo e na próxima expiração solte uma gargalhada até ficar sem ar. Repita. Fonte: Sapo Saúde

Página 7 de 13


ACTIVIDADE FÍSICA

Três minutos de exercício bastam para vida saudável   

Fazer exercício durante vinte minutos três horas por semana é suficiente (sentem-se benefícios com apenas dez minutos); O exercício deve ser agradável e praticado no seu nível de conforto, de forma a manter uma prática regular; Formas simples de incluir actividade física no dia-a-dia: caminhar (ou correr, se preferir) num jardim ou numa parte bonita da cidade, dançar ao som da sua música preferida, andar de bicicleta, usar as escadas…

FAZER UMA PAUSA

   

 

De vez em quando, levante-se e espreguice-se demoradamente; Se se sentir cansado, descanse um pouco, apanhe ar fresco, vá dar um passeio…; Identifique os períodos em que se sente com mais e menos energia e organize as suas actividades o mais possível de acordo com o seu ritmo; Alterne tipos de actividades: faça exercício depois de ter estado concentrado a estudar, ou tarefas domésticas simples depois de uma avaliação; Conte com algum tempo de descanso adicional depois de uma avaliação, ou se tiver estado doente; Aprenda a respeitar os seus ritmos e preferências: sentir-se-á mais tranquilo e mais capaz de atingir os seus objectivos (ou de os rever, se necessário).

Textos originais da Stanford University Tradução e adaptação: Dr.ª Maria de Fátima Conceição Disponíveis em: The Student Counseling Virtual Pamphlet Collection (http://www.dr-bob.org/vpc/)

O início do ano traz sempre consigo várias resoluções e deixar de fugir às idas ao ginásio é, muitas vezes, uma delas. Agora, um grupo de cientistas britânicos revelou que apenas três minutos de exercício intensivo por semana podem ser suficientes para preservar a nossa saúde, permitindo dispensar as horas exigidas pelos treinos convencionais com resultados mais eficientes (e tornar mais fácil o cumprimento das metas de Ano Novo). Os investigadores das universidades de Nottingham, Birmingham e Bath, no Reino Unido, defendem um regime pioneiro de fitness rápido que consiste na realização de 30 segundos de exercício intensivo com breves pausas para descanso, perfazendo um total de três minutos por semana, capaz de oferecer grandes benefícios para o organismo e de contribuir mesmo para a perda de peso. Em vez de suarmos durante longas horas no ginásio, a equipa propõe que nos comprometamos a fazer este somente tempo de exercício semanal quer seja numa bicicleta de ginástica, quer, simplesmente, subindo e descendo as escadas de casa a correr - e garante que os resultados são "surpreendentes".

Fonte: Boas Notícias

Página 8 de 13


|PORTUGAL ACESSÍVEL

Museu do Azulejo – Museu Acessível a Todos

O guia “Portugal Acessível” criado pela Associação Salvador em 2008, é o primeiro site português com informação relativa à acessibilidade física em diferentes tipos de espaços. O site www.portugalacessivel.com, desenvolvido pela Associação Salvador, tem como missão ser o guia nacional de referência na disponibilização de informação sobre a acessibilidade física em diferentes tipos de espaços em Portugal, permitindo a interacção e troca de experiências entre a comunidade de pessoas com deficiência motora. Ao mesmo tempo, pretende ser uma ferramenta de sensibilização junto de entidades públicas e privadas para a importância das acessibilidades. Os objectivos do guia são os seguintes:  Disponibilizar informação fidedigna sobre a acessibilidade física em diferentes tipos de espaços (todos os espaços estão sujeitos a uma vistoria in loco por um elemento da Associação Salvador, devidamente treinado para o efeito);  Permitir a troca de ideias e experiências entre pessoas frequentadoras destes espaços;  Sensibilizar as entidades públicas e privadas para a importância das acessibilidades, alertando para a dimensão e potencialidades do segmento de pessoas com deficiência motora ou mobilidade reduzida em Portugal e no Estrangeiro. O objectivo último é o de contribuir para a integração das pessoas com deficiência motora ou mobilidade reduzida na sociedade e melhorar a sua qualidade de vida. O projecto www.portugalacessivel.com foi distinguido, em 2009, pelos Prémios Turismo de Portugal, com uma Menção Honrosa na Categoria Serviços. Destinatários: O público-alvo do site é a comunidade de pessoas com mobilidade reduzida, incluindo os seus amigos e familiares, tanto residentes em Portugal como estrangeiros (potenciais turistas). O site encontra-se disponível em português, inglês e alemão. Os espaços estão enquadrados em diferentes categorias:       

Alojamento; Cultura e lazer; Praias; Restaurantes; Saúde; Transportes; Utilidades.

Pessoas com deficiência auditiva, visual e motora podem agora disfrutar de novos equipamentos e estruturas que tornam este museu acessível a todos

Espaço acessível Este museu possui novas acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida, através da instalação de rampas que permitem visitar os vários espaços abertos ao público, desde o restaurante aos espaços expositivos e igreja.

Acesso à informação O Museu Nacional do Azulejo disponibiliza guias multimédia que permitem a visita autónoma a pessoas com deficiência visual e auditiva: Áudio-guias (português e inglês) Vídeo-guias (língua gestual portuguesa e sistema de signos internacional) Um conjunto de 17 réplicas em relevo com legendagem em Braille. Grátis. Solicitar os equipamentos na recepção.

Fonte: Museu Nacional do Azulejo

Fonte: Associação Salvador

Página 9 de 13


| Reforço do "Programa Alimentação" na Universidade de Lisboa

À descoberta do Parque Florestal de Monsanto

Já está em vigor o Programa Alimentação da Universidade de Lisboa (UL), um programa inédito e inovador de reforço das condições que permitam fornecer a todos os estudantes uma alimentação adequada. Neste sentido, os bares e refeitórios existentes nas diferentes Faculdades e Institutos da UL vão disponibilizar refeições por 2,40 € a todos os estudantes da UL. O valor deste menu inclui uma refeição completa: sopa, prato principal, sobremesa, pão e bebida. O lançamento do menu estudante teve início no dia 14 de Janeiro nos bares/refeitórios das Faculdades de Farmácia e de Medicina Dentária, estando igualmente prevista a sua disponibilização gradual nos bares/refeitórios das outras Faculdades/Institutos da UL. Consulta a página da Universidade de Lisboa para saberes o que é necessário para teres acesso ao menu estudante.

| PROGRAMA ERASMUS 2013-2014 Período de Candidaturas de 14 Janeiro de 2013 a 15 de Fevereiro de 2013 (até às 17h) O Formulário de Candidatura já se encontra disponível aqui e apenas até ao dia 10 de Fevereiro.

Workshop Candidatura Erasmus A Unidade de Relações Externas e Cooperação Internacional (URECI) dinamizará workshops preparatórios para a apresentação de candidaturas ao Programa Erasmus, para alunos da FLUL. As inscrições são limitadas à capacidade da sala, pelo que é obrigatória a inscrição de todos os alunos interessados, através do envio de um e-mail para outgoingflul@fl.ul.pt, fazendo referência à sessão pretendida e indicando o nome, número de aluno, curso da FLUL, contacto de e-mail e telefone. Os alunos interessados só poderão inscrever-se numa das sessões:   

18 de Janeiro de 2013 11h- 13h 21 de Janeiro de 2013 14h- 16h 25 de Janeiro de 2013 11h- 13h

Caminhada no Parque Florestal de Monsanto "O Parque Florestal de Monsanto fica situado na Serra de Monsanto, no concelho de Lisboa. Só este parque florestal ocupa cerca de dez por cento da área total do concelho de Lisboa, ou seja, aproximadamente mil hectares. A mata fechada nem sempre é um local acolhedor para o homem, no entanto, o seu contraste com a clareira e a abertura pontual de amplas vistas sobre a cidade e o rio, fazem do Parque Florestal de Monsanto um local muito atractivo do ponto de vista paisagístico." Nesta caminhada de 3h pretende-se conhecer alguns dos belos caminhos e locais existentes no "pulmão" da nossa cidade! Ponto de encontro - 10h, Parque de estacionamento da Associação de Ténis de Lisboa (Estrada do Alvito, muito perto do Parque Infantil do Alvito) Dificuldade - Fácil Distância - +- 10km Duração - aproximadamente 3h Inscrição: A partir de 07 de Janeiro 2013 até 24 de Janeiro 2013 Inscrições na Academia ULness, até dia 24 de Janeiro. Aconselha-se levar calçado confortável, corta-vento, água e "qualquer coisa" para comer. Seguro: Seguro normal

As inscrições para o Workshop (para qualquer uma das três datas) encontramse abertas até ao dia anterior à realização de cada um destes.

Vagas: 50 Taxas: Estudante – 2€

Para mais informações consulte e página da URECI – aqui. Fonte: Serviços de Acção Social – Desporto

Página 10 de 13


| WORKSHOP: ACOMPANHAMENTO DO DESENVOLVIMENTO PESSOAL

Pรกgina 11 de 13


|DESTAQUES DO MÊS |CINEMA

Reality De Matteo Garrone, com Aniello Arena, Loredana Simioli e Nando Paone Género: Comédia M/12 Duração: 115 min. Data: 2012 | País: Itália Vencedor do Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes, satiriza os reality shows, nomeadamente o Grande Fratello, o Big Brother italiano. A história centra-se no dono de uma peixaria, Luciano, que concorre a um reality show. À medida que espera por um telefonema da produção para saber se entrou no programa, Luciano fica cada vez mais obcecado com a ideia de ser uma grande estrela.

|DANÇA Jim Teatro Municipal São Luiz Companhia e Coreografia: Paulo Ribeiro Interpretação: Anna Réti, Carla Ribeiro, Leonor Keil, Sandra Rosado, Avelino Chantre e Pedro Ramos Datas: 1 e 2 de Fevereiro de 2013 – 21h 3 de Fevereiro de 2013 – 17h30 Seduzido pela força da poética de Jim Morrison, um dos ícones mais irreverentes da década de 60, e pelo seu An American Prayer, o coreógrafo Paulo Ribeiro deixou-se conduzir pelas palavras e espiritualidade do músico para reflectir sobre o lugar de cada indivíduo na relação com o mundo e sobre o lugar da dança. Informações Úteis: Preço dos bilhetes: 13€ a 17€ (público em geral), descontos 50% (estudantes, menores 30 anos, maiores 65 anos, pessoas com deficiência e acompanhante, desempregados, profissionais do espectáculo e funcionários da CML e empresas municipais), 30% (grupos de 10 ou mais pessoas) e 20% (protocolos e acordos).

Página 12 de 13


| MÚSICA Apocalypse: a Bill Callahan Tour Film + Sylvan Chauveau & Stephan Mathieu – Palimpsest: Bill Callahan Songs 19 de Janeiro 2013 O Teatro Maria Matos dedica o serão de dia 19 ao músico norte-americano Bill Callahan, um dos mais importantes nomes da cena indie norte-americana. Às 20h30, o teatro exibe o documentário Apocalypse: a Bill Callahan tour film, um registo da digressão norte-americana do músico em promoção do álbum de 2011, Apocalypse. Ao visionamento, de entrada livre, segue-se o concerto do duo Sylvan Chauveau & Stephan Mathieu. Os músicos electrónicos vêm ao Maria Matos apresentar Palimpsest, um projecto de covers do músico americano. Apocalypse: a Bill Callahan Tour Film – Visionamento do documentário: 20h30 Sylvan Chauveau & Stephan Mathieu – Palimpsest: Bill Callahan Songs: 22h

| TEATRO M-Show Teatro Nacional D. Maria II Autoria e Encenação: Marcantonio Del Carlo Interpretação: Marcantonio Del Carlo e Marta Nunes De 16 de Janeiro a 3 de Fevereiro 2013 Horário: Qua a Sábado: 21h15 | Domingo: 16h15 O que motiva mais de um milhão de espectadores a sintonizarem a sua televisão, todas as meias-noites, no programa M-Show? Apresentado por Sebastião M, o trunfo do talk-show televisivo é o enxovalho selvagem dos convidados. E, em tempo de aberrações, tal formato é garantia de sucesso. Agora, imagine-se o dia em que a máscara cai a Sebastião M e, perante o seu público, este confessa os seus pensamentos mais íntimos. M-Show é a segunda parte de uma trilogia onde Marcantonio Del Carlo se dedica a reflectir sobre o universo dos média no Portugal do pós 25 de Abril. Informações Úteis: 03 de Fevereiro de 2013 – sessão em língua gestual portuguesa. Fonte: Agenda Cultural | Câmara Municipal de Lisboa

Referências: Visão Solidária | Boas Notícias | Bolsa do Voluntariado | Agenda Cultural CML | Dinheiro Vivo |Público| UL | Associação Salvador | aeflul | SVE | Sapo Saúde

Elaborado por: Ana Galrão Lúcia Fonseca Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Serviço de Apoio ao Aluno | Programa de Voluntariado FLUL Tel.: 21 792 00 23 E-mail: voluntariadoflul@fl.ul.pt | saa@fl.ul.pt

Página 13 de 13


Newsletter PV-FLUL | Janeiro 2013