Page 1


02

enquadramento Os [in]cult®PaperToys constituem uma coleção de “bonecos” de papel que conjuga o potencial formativo e informativo, com o desenvolvimento de circuitos temáticos e roteiros culturais, bem como, com a valorização institucional, tanto comercial como de acumulação de capital simbólico. Os [in]cult®PaperToys permitem aprofundar o conhecimento e promover um conjunto de personagens de referência, através da sua representação num jogo de montagem em papel. A ilustração de cada personagem é o resultado criativo de um trabalho gráfico cuidado e individualizado, desenvolvido a partir de uma imagem conhecida ou registada na nossa memória coletiva, integrando sempre que possível elementos ou características físicas facilmente identificáveis. Numa aproximação ao imaginário tradicional dos brinquedos e “construções” de papel, cada personagem é apresentada como um jogo numa folha para destacar, dobrar, montar e colar. Para além da dimensão lúdica da montagem do “boneco”, podem ser disponibilizados diversos conteúdos informativos que permitirão ao utilizador conhecer o essencial da vida e obra da pessoa representada e/ou da instituição que o divulga e promove. Alia, assim, a componente lúdica à formativa, podendo inclusivamente transformar-se num valioso recurso educativo para pais, educadores e professores. [in]cult®PaperToys é uma coleção de personagens que, com base numa plataforma web, tem também o objetivo de criar um roteiro cultural, que incentive a criação de sinergias entre instituições e promova a captação de públicos para os vários equipamentos culturais relacionados. A título de exemplo, salienta-se o Circuito dos Escritores que convidará potenciais compradores colecionadores a visitar as diferentes casas-museu de escritores integradas no roteiro, a fim de completar a sua coleção.

A comercialização dos [in]cult®PaperToys será feita em todo o território nacional, numa primeira fase, e internacionalmente depois, sendo que se privilegia a sua venda em espaços que estejam integrados em equipamentos culturais e turísticos, locais de acolhimento de público nacional e estrangeiro (a edição poderá ser trilingue). A venda será também possível através da loja online que será criada no sítio internet da Suggestus. De pequena dimensão e fácil acondicionamento, os [in]cult®PaperToys são um produto que permite grande potencial de rentabilidade devido ao seu baixo custo de produção, transporte e armazenamento. Caso haja interesse, os personagens podem ser adquiridos em regime de exclusividade, passando a estar disponíveis apenas no espaço comercial da instituição em causa e no sítio internet próprio da marca. Há ainda a possibilidade de cooperação entre várias instituições para a comercialização de um mesmo personagem o que poderá permitir uma redução de custos de produção. Os [in]cult®PaperToys são um produto que se abre a um vasto leque de possibilidades pois, por encomenda, é possível criar e desenvolver novos personagens. Os [in]cult®PaperToys podem ser assumidos como merchandising, como recurso formativo, didático e lúdico para os serviços educativos, como prenda ou lembrança para assinalar dias ou efemérides especiais, como suporte de comunicação (adaptação como folheto promocional, encarte em jornais e revistas, etc.) ou como brinquedo tradicional, entre muitas outras aplicações possíveis. Os [in]cult®PaperToys de Fernando Pessoa, de Camilo Castelo Branco, de Eça de Queirós, de Luís de Camões, de D. Nuno Álvares Pereira e do Infante D. Henrique, cuja produção foi assumida pela Suggestus, estão disponíveis para venda ou colocação à consignação.


03

apresentação do produto

[in]cult®PaperToys são disponibilizados em embalagens individuais seladas, num invólucro plástico que contém duas* folhas de papel impressas a cores. A frente da primeira folha corresponde à capa, apresentando o respetivo personagem através de uma simulação 3D acompanhada de uma nota biográfica ou texto explicativo e/ou de enquadramento da sua vida e obra. O verso desta folha poderá conter a tradução para dois idiomas adicionais, ou informação complementar sobre o personagem, sobre o roteiro em que se enquadra ou até a instituição que o promove.

Esta primeira folha será ainda personalizada com o(s) logotipo(s) da(s) entidade(s) que adquiriram o produto. A segunda folha corresponderá ao plano do boneco de papel. Esta folha é fornecida em formato de kit, já com os cortes e vincos necessários a uma fácil e correta montagem. Para o fazer, o utilizador irá precisar apenas de um pouco de cola para papel. * No caso das personagens que contenham assessórios, como chapéu ou outro objeto extra, será necessária uma terceira folha complementar.

FERNANDO PESSOA [ESCRITOR] PORTUGUÊS

ENGLISH

CASTELLANO

FERNANDO PESSOA ESCRITOR [1888-1935]

FERNANDO PESSOA [WRITER] É talvez o último dia da minha vida. Saudei o Sol, levantando a mão direita, Mas não o saudei, dizendo-lhe adeus. Fiz sinal de gostar de o ver ainda, mais nada. Alberto Caeiro [heterónimo de Fernando Pessoa]

Fernando Pessoa vive parte da sua infância na África do Sul, onde aprende inglês. Regressa a Lisboa aos 17 anos para ingressar no Curso Superior de Letras, do qual vem a desistir, optando por frequentar a Biblioteca Nacional para completar a sua educação. Trabalha como tradutor, colabora com várias revistas que ajuda a fundar e a dirigir, escreve intensamente. Multifacetado, escreveu textos de diferentes naturezas e géneros: poesia, teatro, contos e ensaios, mas também traduções, crítica literária, textos políticos, publicidade e horóscopos. Caso único na literatura mundial reinventa-se através dos seus mais de 70 heterónimos, aos quais confere características físicas e emocionais e para os quais cria vidas próprias. Destacam-se Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis,

a quem atribui a autoria de algumas das suas obras mais importantes. Associa-se a Mário de Sá Carneiro na publicação da Revista Orpheu, assumindo um papel de grande importância no movimento Modernista em Portugal. Participa em Tertúlias com intelectuais e escritores de relevo, de quem é amigo. Ainda em vida, publica Mensagem, um poema épico que constitui a canção maior do destino de Portugal. Pessoa de particularidades, não gosta de ser fotografado e não gosta de viajar. Apesar de reconhecido na sua época como intelectual e poeta, é um solitário e leva uma vida social e amorosa discreta. Vive convicto do seu génio literário e do que a sua obra poderá alcançar. Do seu espólio constam mais de 25 mil papéis desordenados e parte da sua produção literária não foi ainda publicada.

Fernando Pessoa spends part of his childhood in South Africa where he learned English. At the age of 17, he returnes to Lisbon to attend the “Curso Superior de Letras” which he eventually gives up. Instead, he completes his education by being a regular presence at the National Library. He works as a translator, funds and directs several magazines and writes intensively. As a truly versatile person, he writes texts of different natures and types: poetry, theatre, tales, essays as well as translations, literary criticism, political texts, publicity and horoscopes. Being one of a kind in the worldwide literary milieu, he reinvents himself by using more than 70 heteronyms, giving them physical and emotional characteristics. From these, we highlight Alberto Caeiro, Álvaro de Campos and Ricardo Reis, to whom he assigns some of his most important literary works. Together with Mário de Sá Carneiro, he publishes the Orpheu magazine and achieves a great relevance in the Portuguese Modernist movement. He takes part in literary gatherings,Tertulias, together with intellectuals and writers of considered reputation. During his lifetime he publishes Mensagem, an epic poem about the Portuguese destiny. As a peculiar person, he doesn’t like travelling or being photographed and although he is recognized in his time as an intellectual and a poet, he is truly a lonesome and takes a discreet social and love life. Nonetheless, he lives sure of his literary genius and what his work may achieve. Still, from the documentation he left, more than 25 thousand papers and part of his literary production hasn’t been published yet.

é uma marca registada © 2011 Cultideias, lda. Todo os direitos reservados.

Inspirado em textos do site da Casa Fernando Pessoa http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt

[ n]cult ® i

[ n]cult ®

Fernando Pessoa vive parte de su infancia en Sudáfrica, donde aprende inglés. A los diecisiete, vuelve a Lisboa para empezar la carrera de Superior de Letras, que no termina, optando por frecuentar la Biblioteca Nacional para completar sus estudios. Trabaja como traductor, colabora con varias revistas, crea y dirije varias publicaciones y escribe intensamente. Multifacético, escribe textos de diferentes tipos y géneros: poesía, teatro, cuentos y ensayos, pero también traducciones, crítica literaria, textos literarios, textos políticos, publicidad y horóscopos. Caso único en la literatura mundial, se reinventa a través de más de setenta heterónimos, a los cuales atribuye características físicas y emocionales, creándoles vidas propias. Se destacan Alberto Caeiro, Álvaro de Campos y Ricardo Reis, a quien atribuye la autoría de algunas de sus obras más importantes. Se asocia a Mário de Sá Carneiro en la publicación de la revista Orpheu, y asume un papel de grande importancia en el movimiento Modernista en Portugal. Participa en tertulias con intelectuales y escritores sus amigos. Mientras es vivo, publica Mensagem, una poesía épica que constituye la mayor canción del destino de Portugal. Persona muy particular, no le gusta que le hagan fotos y no le gusta viajar. A pesar de reconocido en su época como intelectual y poeta, es un solitario y lleva una vida social y amorosa discreta. Vive convicto de su genio literario y do que su obra podrá alcanzar. De su espolio se conocen más de veinticinco mil papeles desordenados y parte de su producción literaria no ha sido aún publicada.

Fotografias © Paulo Oliveira | Cortesia Casa Fernando Pessoa http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt

www.cultideias.com // cultideias@cultideias.com

i


04

personagens editadas

• Infante Dom Henrique • Luís de Camões • D. Afonso III • Camilo Castelo Branco • Eça de Queirós • D. Nuno ÁLvares Pereira • José Saramago • Fernando Pessoa


05

tabela de preços para encomendas de novos personagens Investimento [total]

Investimento [unid.]

PVP

3 folhas RECOMENDADO

1 folha

2 folhas

3 folhas

1 folha

2 folhas

500

912.50 €

1,230.00 €

1,500.00 €

1.83 €

2.46 €

3.00 €

1.000

1,215.00 €

1,536.00 €

1,856.00 €

1.22 €

1.54 €

1.86 €

5.000

3,150.00 €

3,825.00 €

4,050.00 €

0.63 €

0.77 €

0.81 €

10.000

5,600.00 €

6,480.00 €

7,965.00 €

0.56 €

0.65 €

0.80 €

25.000

9,000.00 €

11,812.50 €

12,825.00 €

0.36 €

0.47 €

0.51 €

100.000

24,000.00 €

41,850.00 €

44,550.00 €

0.24 €

0.42 €

0.45 €

1 Folha – apenas o kit do personagem para montagem, sem embalagem e sem conteúdos informativos e imagens 2 Folhas – paper toy completo em embalagem individual [personagens sem chapéu ou outros adereços] 3 Folhas – paper toy completo em embalagem individual [personagens com chapéu ou outros adereços] Situações e quantidades não contempladas serão sujeitas a orçamentação específica Aos valores indicados acresce IVA à taxa legal em vigor

tabela de preços para aquisição de personagens já produzidos Condições de venda

Venda Firme

Consignação

PVP recomendado

3,00 €

3,00 €

preço s/iva

1,02 €

1,83 €

preço c/iva

1,25 €

2,25 €

margem oferecida

1,42 €

0.61 €

percentagem

58 %

25 %

encomenda minima

30 unidades

50 unidades

1ª encomenda

oferta de 1 exemplar para exposição

Máximo 5.00 € Mínimo 1.00 €


Suggestus – Inovação para o desenvolvimento, Lda. R. Sociedade Musical 5 de Outubro, nº40, 3ºEsq. 2840-117 Paio Pires, Portugal T +351 212 272 449 comercial@suggestus.pt www.suggestus.pt

Apresentação [in]cult®papertoys  
Advertisement