Issuu on Google+

14

ESPORTE

Segunda-feira, 15 de Julho de 2013

Coritiba vence, lidera e afunda o Atlético

Divulgação

Angolano Geraldo novamente fez a diferença no Atletiba O Coritiba não fez uma grande apresentação no 355º Atletiba da história. Mas jogou o suficiente para vencer o Atlético por 1 a 0 neste domingo, no Couto Pereira, e retomar a liderança do Brasileirão. O atacante angolano Geraldo foi mais uma vez o nome do jogo, marcando o gol da vitória alviverde. De quebra, o Coxa ainda manteve o maior rival na Zona do Rebaixamento, com seis pontos conquistados em sete jogos. O primeiro tempo da partida foi morno, com poucas chances reais de gol para os dois times.

Divulgação

Alex cumprimenta Geraldo pelo gol: angolano foi decisivo

O Coxa assustou apenas nas jogadas individuais de Alex, alvo de forte marcação dos atleticanos, e Manoel desperdiçou uma boa oportunidade para o Rubro-Negro. Quem resolveu a parada a favor do Coxa no Atletiba foi, mais uma vez, o “Iluminado” Geraldo. Aos 11 minutos do segundo tempo, depois de boa jogada de Alex, Robinho bateu para o gol e o angolano teve apenas o trabalho de empurrar para a rede, decretando a vitória que devolveu a liderança do campeonato ao alviverde.

Marquinhos elogia “entrega” do time Feliz com mais uma vitória e a manutenção da invencibilidade no Brasileirão, o técnico do Coritiba, Marquinhos Santos (foto) ressaltou após o Atletiba a “entrega” e a “coletividade” do time. E usou como exemplo as posturas do meia Alex e do atacante Deivid nos minutos finais da partida. Divulgação

EDITORA CORREIO PARANAENSE

“Foi uma vitória do trabalho coletivo, não só dentro de campo, mas fora. Os jogadores assimilaram e incorpora-

ram o espírito de que o coletivo vai ser o diferente. Para o comandante é prazeroso ver o elenco como o nosso aos

45 minutos do segundo tempo, com o Deivid e o Alex marcando e o Geraldo dando carrinho na linha de fundo”, disse.

Marcão perdeu grande chance de empatar o Atletiba

Interino isenta Marcão por gol perdido O atacante Marcão perdeu um dos gols mais “feitos” do Atletiba deste domingo, que terminou com derrota rubro-negra por 1 a 0. Aos 45 minutos do segundo tempo o jogador ficou cara a cara com o goleiro Vanderlei, mas demorou para finalizar e, quando bateu, parou no camisa 1 do Coxa. Mas o técnico interino do Atlético, Alberto

Valentim, isentou o atacante de culpa pelo gol perdido. “Ele poderia ter tocado, mas tentou fazer o gol e o Vanderlei fez uma grande defesa. Não tem vilão, não tem herói, não tem nada. Nosso time perdeu e não podemos, agora, ficar apontando o dedo para ninguém. Aqui, todo mundo ganha e todo mundo perde”, disse Valentim.


14 joc