Page 1

Rua Estilac Leal, 1614 esq. com Almirante Barroso - centro

3054-5573 Toledo, de 11 a 17 de março de 2011 - Ano 2 - nº 85

DOM FRANCISCO

VIVER BEM

POLÍTICA E GENTE

VALDIR PAGLIARINI

BRUNO RADUNZ

WANDERLEY GRAEFF

O homem moderno busca o prazer a qualquer preço. Crenças religiosas alcançam sucesso, pois oferecem um produto que é ansiosamente desejado. Muitos se deixam enganar na expectativa de obter a saúde, o emprego, o dinheiro, felicidade imediata na terra.

Leia a coluna de Mayara Martan e tambem dicas para facilitar o dia-a-dia. Às vezes perdemos tempo e oportunidades unicamente porque não tivemos uma boa dica. Através da experiência, aprendemos coisas que facilitam a vida, reduzem riscos, aceleram processos.

Passada a metade do mandato, já é hora de lideranças projetarem o futuro; nova investida de Pelanca pode ser a presidência do partido; Massing: aval de Beto Richa para alçar vôo mais alto; Parque do Povo precisa de atenção para não se transformar em território da estupidez.

A Campanha da Fraternidade aborda um tema que é de interesse de todos, independente de religião, raça ou cor. Trata-se de uma reflexão sobre a vida no planeta Terra e a necessidade de sua preservação. Na Diocese de Toledo, há parceria com a Itaipu e a Secretaria de Educação.

Empresa constroi novas instalações às margens de rodovia; Tita Furlan: trabalho incansável na cultura; gaúchos têm visão da beleza e desenvolvimento de Toledo; no artigo: as aventuras dos tempos de menino no interior do Rio Grande do Sul.

Classe empresarial reserva data para uma comemoração especial: o jantar festivo de posse da nova diretoria da Acit; Emirados Árabes é destino de empresários toledanos; mulheres em tempo de comemoração ao seu dia com chá e desfile de moda.

PÁGINA 02

PÁGINA07

PÁGINA 02

PÁGINA 02

PÁGINA 11

PÁGINA 12

>> TELECOMUNICAÇÕES | SÉCULO 21 COM SINAL PRECÁRIO

Telefonia celular de má qualidade gera prejuízos para a região Toledo é o maior produtor agropecuário do Paraná e a nona economia estadual. Cascavel é o segundo maior produtor agropecuário do Estado. Concentrando a maior produção agroindustrial da região e população somada de 405 mil habitantes, as duas cidades são ligadas por uma rodovia duplicada com intenso fluxo de tráfego, mas sem sinal de telefonia móvel ao longo de toda a sua extensão. Em pleno século 21, essa é apenas uma das facetas da péssima qualidade dos serviços prestados pelas empresas do setor. PÁGINA 03

Pressão sobre secretários: eficiência será palavra de ordem

PÁGINA 03

Fabio Ulsenheimer

Antenas da telefonia móvel cobrem muito mal a cidade de Toledo

Evento no auditório da prefeitura marcou assinatura dos contratos

Sicoob Oeste definirá destino de sobras em assembleia PÁGINA 05

Reunião na Sicredi com integrantes do Rotary Club Toledo formalizou termo de convênio

Sicredi Oeste será patrocinadora master da 10ª Meia Maratona Rotary PÁGINA 03

Atleta do Futuro vai desenvolver projeto de combate à dengue PÁGINA 03

Projeto executivo da Ferroeste será entregue à Valec PÁGINA 10


02

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

OPINIÃO POLÍTICA & GENTE Futuro Passada a metade do mandato dos atuais representantes do povo toledano, já é hora de algumas lideranças projetarem o futuro. São os casos de vereadores que aspiram algo mais do que a reeleição para o mesmo cargo. Nos casos específicos do tucano Rogério Massing e do neo-trabalhista Adelar “Pelanca” Holzbach, eles não escondem a ambição legítima por um currículo reforçado. Cacife Pelanca deu um passo à frente ao cobrar a reciprocidade que lhe fora prometida dois anos antes e ser eleito presidente da Câmara Municipal pela base de sustentação do governo. Agora, comenta-se nos bastidores da política toledana que uma nova investida poderá ser na liAdelar Holsbach derança partidária, fator considerado fundamental para cacifar as prováveis conversações que virão pela frente com vistas ao pleito municipal. Bastidores Recentemente, ao dar entrevista ao radialista, jornalista e acadêmico de Direito Batista Franco, na Rádio Guaçu, Pelanca expôs abertamente os lances de bastidores que culminaram com o fim da sua candidatura a vice-prefeito em 2008, depois que tudo havia sido devidamente acertado. Ficou explícita a divergência com o presidente da sigla pedetista, Neudi Mosconi. Aval de Richa Rogério Massing, por sua vez, tem seu nome entre as reservas do PSDB para a composição de uma chapa majoritária. Ele tem a seu favor o fato de, hoje, a maior liderança estadual, o governador Beto Richa, ser tucano. Vai daí que uma Rogério: aval de Richa conversação bem amarrada pode significar um salto expressivo em qualquer pretensão. Aval de Beto Richa para uma empreitada maior o tucano tem. Gestão O prefeito José Carlos Schiavinato aumenta a pressão sobre os seus secretários. Quem não for eficiente vai dançar, a partir da assinatura de contrato de gestão onde a eficiência será palavra de ordem.

Parque Mais novo cartão postal de Toledo, o Parque do Povo Luiz Claudio Hoffmann, corre o risco de se transformar num ambiente em que as famílias poderão ser afastadas do local. No último final de semana era impressionante a barulheira provocada por adeptos do som exageradamente alto. Em torno de um dos veículos que disputavam quem teria o som mais potente, poderosas caixas de som estavam colocadas. Com a palavra as autoridades: O parque será um local para a família ou território da estupidez? Fortuna R$ 1,267 milhão por mês. É quanto a Assembleia Legislativa do Paraná gasta com as pensões de 166 ex-deputados e viúvas de parlamentares. Dá uma média de R$ 7,5 mil por pessoa. Pioneiros A comissão especial que está trabalhando para estabelecer critérios e elaborar a relação nominal dos pioneiros de Toledo está tendo muito mais trabalho do que o previsto. A ideia do prefeito José Carlos Schiavinato é homenagear os pioneiros que residiam em Toledo até 1952 com a implantação de Ondy Niederauer um memorial. Segundo o historiador Ondy Niederauer, os membros da comissão se surpreenderam com a complexidade do assunto. Afinal de contas, estabelecer quem efetivamente é pioneiro não é uma tarefa simples. Pioneiros II Participam da comissão Lourdes Maria de Souza Barbieri, da Biblioteca Pública, o escritor e pioneiro Ondy Hélio Niederauer, o padre Raulino Cavaglieri, o pioneiro Horst Léo Isernhagen, o ex-prefeito Arnoldo Bohnen e as irmãs Maria Bernardete Paim Barth Calleya e Ana Beatriz Costamilan, filhas do saudoso colonizador Willy Barth e de dona Diva Paim Barth. É gente da melhor qualidade, que conhece esta terra como poucos. J. Mateus O amigo J. Mateus, narrador de primeira linha e de várias Copas do Mundo pela Rádio Paiquerê, assina coluna na Folha de Londrina, onde resgata histórias deliciosas do futebol, entre elas, algumas frases célebres de boleiros: Comentário de Garrincha, durante a comemoração da conquista da Copa

por Wanderley Graeff | wanderley@vivertoledo.com.br

do Mundo em 58: - “Campeonatinho mixuruca, nem tem segundo turno!” Garrincha, em 62 no Chile, reparando no uniforme dos ingleses: “Você viu, Didi? O São Cristóvão está de uniforme novo!” Mengálvio, ex-meia do Santos, em telegrama mandado a família quando em excursão à Europa: - “Chegarei de surpresa, dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da Varig...” O volante Mingão, do Noroeste de Bauru, quando se candidatou a vereador, em um comício: - “Se eleito, prometo apedrejar todas as ruas da cidade...” De Neném Prancha, roupeiro do Botafogo, e filósofo do futebol: - “Craque é o Didi, que joga como quem chupa laranja”. Nunes (do Flamengo), deixando o campo contundido. O repórter pergunta se a contusão é grave. Ele responde: - “Não. Meu estado não inspira gravidez...”.

O QUE DISSERAM NO VIVER “Farei de tudo e abdicarei de qualquer vaidade pessoal e espero que as demais lideranças também façam isso” Elton Welter, sobre a construção de aliança dos partidos da oposição para a disputa da prefeitura em 2012.

“E não estamos construindo ambiente somente para o PT e o PMDB, mas para outros partidos da oposição, fortalecendo uma aliança e promovendo um grande debate no nosso município”. Beto Lunitti, presidente do PMDB, sobre o mesmo assunto.

“Hoje somos seis promotores, mas já precisaríamos de mais dois. Isso é decorrente do crescimento vertiginoso de Toledo”. Giovani Ferri, promotor de Justiça, sobre a necessidade de reforçar a equipe do Ministério Público

“Foi um vice participativo, desses que todo presidente merece ter”. Eduardo Della Costa, ex-presidente da Acit, sobre Walmor Lodi, agora presidente da entidade

D. FRANCISCO BACH Bispo da Diocese de Toledo

VALDIR PAGLIARINI Professor vjpagliarini@yahoo.com.br

A cruz abre-nos as portas da eternidade têm especial destaque no texto sagrado. No Novo Testamento estes instruNa quarta-feira de cinzas iniciamos o tempo da Quaresma. O Concílio Vamentos, para bem vivenciar a Quaresma, assumem dimensões novas e mais ticano II nos adverte: “A penitência quaresmal deve ser também externa e amplas. Sua importância se revela no fato de Jesus ter assim inaugurado sua social, não só interna e individual” (Sacrosanctum Concilium, 10). Aliás, este pregação: “Depois que João foi preso, veio Jesus para a Galiléia, proclamando dever não se restringe apenas ao período preparatório à Páscoa, mas é uma o evangelho de Deus: “Cumpriu-se o tempo e o Reino de Deus está próximo. decorrência da própria natureza da vida cristã. Arrependei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1, 14-15). O homem moderno busca o prazer a qualquer preço e reage às restrições A explicação dessa exigência é simples. O homem foi feito à imagem de feitas ao mesmo. O sofrimento, para ele, é algo meramente negativo, que Deus. A liberdade que lhe dá essa dignidade única em toda deve ser afastado. Por isso, as crenças religiosas que surgem na a criação é, ao mesmo tempo, uma fonte do mal quando atualidade alcançam sucesso, pois oferecem um produto que é usada para contrariar a ordem estabelecida pelo Senhor. ansiosamente desejado. Mesmo se falso, muitos se deixam enPara guardar o reto equilíbrio entre as paixões, decorrente ganar na expectativa de obter a saúde, o emprego, o dinheiro, Mesmo se falso, da estrutura material e a razão, iluminada pela fé, caractefelicidade imediata na terra. Cristo veio ensinar uma doutrina que se expressa na seguinte comparação: “Entrai pela porta esmuitos se deixam rística do seu componente espiritual, faz-se necessário o emprego de recursos humanos e espirituais que nos foram treita, porque largo e espaçoso é o caminho que conduz à perenganar na concedidos. Entre eles, está o autodomínio que se adquire dição e muitos os que entram por ele. Estreita, porém, é a porta expectativa de pelas restrições que solidificam a vontade e manifestam ao e apertado o caminho que conduz à vida e poucos são os que o obter a saúde, Senhor nossa adesão às suas orientações. A obediência é encontram” (Mt 7,13-14). um ato de louvor a Deus que nos impõe deveres, no caso, O cristianismo brota da cruz, instrumento de suplício. E o emprego, o somente através do sofrimento do homem, unido ao de Cris- dinheiro, felicidade os Mandamentos de Deus e, em seu nome, os da Igreja. independência que se adquire pela ascese cotidiana nos to, é que se abrem as portas da salvação. Intimamente reimediata na terra. fazAcrescer na dimensão transcendental e fortalece os valores lacionadas com essa verdade, estão as determinações deque asseguram posições em consonância com o Salvador. Em correntes dos Mandamentos. Com a desordem instalada em toda nossa existência, o cumprimento do Evangelho nos ganossa vida, tornou-se difícil seguir o caminho estabelecido rante admirável paz e segurança no presente e no futuro. pelo Criador para as suas criaturas. Somente esta constataToda essa visão é absolutamente incompreensível e inaceitável para quem ção nos faz compreender que não é possível, sem grande esforço, cumprir o não acredita no Redentor, nem vive seus ensinamentos. Caminham pelas esque nos é exigido. A corrente segue em direção contrária e é preciso remar tradas da vida, lado a lado, duas correntes humanas. Uma que assume pocontra, para assegurar o rumo. sições decorrentes da fé e a outra, sem esse rumo, que opta por diversos Por isso, a Sagrada Escritura nos fala repetidamente dessa luta que convive outros procedimentos. O resultado é o que vemos cada dia e expresso consconosco e que deve ser levada a bom termo. No Antigo Testamento, repetidas tantemente nos meios de comunicação social, em nosso relacionamento nas vezes e sob variados aspectos, nos é apresentado o sentido religioso da peniruas, nos lugares de trabalho e, muitas vezes, no próprio lar. Sejamos intelitência. Ora para aplacar a ira divina, desencadeada por nossos delitos, outras gentes. Optemos pelo melhor! vezes para conseguir a benevolência do Senhor. O jejum, a esmola e a oração

Do fundo do baú Uma foto nem tão antiga assim, mas que fez história, mostra os empresários Suzan e Amélio Dezem, por ocasião da inauguração da Vinícola Dezem.

EXPEDIENTE

Projeto gráfico: Grécia Comunicação - www.grecia.ppg.br

Editora Viver Toledo Ltda. CNPJ 10.995.596/0001-60 Rua Santos Dumont, 4110, Sl 07 – Vila Industrial CEP 85904-450 Toledo - PR Fones: (45) 3054-0444 - 3054-0333 vivertoledo@vivertoledo.com.br

Diretor e Editor Wanderley Graeff wanderley@vivertoledo.com.br Diretor Comercial Alex Donega alex@vivertoledo.com.br

A vida passa pela Fraternidade tos. As atividades são dinâmicas, Teve início na última quarta-feide forma a levar o aluno à reflexão ra, dia 09, a Campanha da Fratere ao despertar crítico, frente a tonidade deste ano, abordando um das as formas de descaso e abuso assunto que surpreende. que são cometidas diariamente ao Estão juntas a Diocese de Tolenosso meio ambiente. As atividado, a Itaipu Binacional e a Secredes podem e devem preferencialtaria Municipal de Educação, para mente, ser trabalhadas de forma abordar um tema que é de interesinterdisciplinar, com as disciplinas se de todos, independente de relide língua portuguesa, filosofia, gegião, raça ou cor. Trata-se de uma ografia, história, entre outras. reflexão sobre a vida no planeta Conforme salienta o padre AnTerra e a necessidade de sua predré Boffo Mendes, servação. a origem dessa O bispo dom proposta é crisFrancisco inicia a apresentação do O mesmo respeito e tã católica, mas desejo de conscaderno, convocuidado que temos otrução de um cando educadocom nossa casa, mundo melhor é res, professores, alunos e comunideve ser estendido sonho de todos dade a adminisà escola, às ruas, a os habitantes do De fortrar com carinho comunidade e toda a planeta. ma que a convoos bens que o Senatureza. cação é dirigida nhor Deus criou, a todos, indepencom o Salmo 24, dente da religião que diz “Ao Seou crença a que nhor pertence a cada um professe. Terra e tudo que ela encerra”. Trago comigo um exemplo simEle alerta que o bem ou o mal ples, que demonstra muito claque fazemos ao meio ambiente, ramente a necessidade de paré o bem ou o mal que fazemos a ticipação de todos. Como diz a nós mesmos. Respeitar o ambienprópria palavra, participação, te em que nos encontramos, como que é a ação conjunta de cada se fosse extensão da nossa casa, uma das partes. Basta abrirmos deve ser a meta de cada um de os olhos para perceber que tonós. O mesmo respeito e cuidado dos vivemos no mesmo planeta, que temos com nossa casa, deve fazendo uma comparação, podeser estendido à escola, às ruas, a mos perceber que estamos todos, comunidade e toda a natureza. “navegando no mesmo barco”. E Bem colocada a metodologia de se acontecer de se abrir um rombo trabalho, enfocando o professor, no casco dessa embarcação, que não como educador, mas como faé coletiva, não há como nos omicilitador da ação educativa. O matir, fazendo de conta que o rombo terial colocado à disposição das não é nosso. escolas é bastante rico e variado. Para finalizar, gostaria também De maneira que o docente podede ressaltar a equipe de profissiorá realizar as adaptações necesnais da educação que elaboraram sárias para que as atividades proo material, de forma voluntária, postas atendam às necessidades professores Adriana, Ana Paula, do seu grupo. André, Francisca, Maria AuxiliadoSão apresentadas propostas de ra, Marinês, Sandra, Willian e Cristrabalho para todos os níveis, da tiane. Parabéns pelo excelente traeducação infantil ao Ensino Mébalho. dio e Educação de Jovens e adulGerência Administrativa Luciane Graeff lucianegraeff@hotmail.com Depto Comercial - Vendas Ana Maria Bellocchio

Equipe Karine Graeff Wanderley Graeff Jr. Mayara Martan Bruno Marcos Radunz Diagramação Lídio Ricardo


Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

03

CIDADE >> TELECOMUNICAÇÕES | SÉCULO 21 COM SINAL PRECÁRIO

Região tem telefonia celular de má qualidade Toledo: maior produtor agropecuário do Paraná, nona economia estadual, PIB per capita de R$ 18.694,32 e população de 119.353 habitantes. Cascavel: segundo maior produtor agropecuário do Estado, renda per capita de R$ 15.214,21 e população de 286.172 pessoas. Concentrando a maior produção agroindustrial da região e população somada de 405 mil habitantes, as duas cidades são ligadas por uma rodovia duplicada com intenso fluxo de tráfego, mas sem sinal de telefonia móvel ao longo de toda a sua extensão. Em pleno século 21, essa é apenas uma das facetas da péssima qualidade dos serviços prestados pelas empresas do setor. Em Toledo, o sinal da telefonia chega a ser precário mesmo em áreas urbanas não distantes do centro da cidade. Num mundo moderno, em que a telefonia se transformou numa importante ferramenta de trabalho, a região Oeste vive um atraso em relação até mesmo a países vizinhos, onde a qualidade de sinal é reconhecidamente melhor. Para o ex-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Toledo, Eduardo Della Costa, a situação é vergonhosa. “Essas empresas arrecadam muito e retornam pouco em investimentos na melhoria da qualidade dos seus serviços. Telefonia celular hoje é uma necessidade e questão de segurança. Numa situação de emergência entre Toledo e Cascavel não conseguir comunicação é mesmo um absurdo”, diz. Para o empresário, “as empresas não estão nem aí para a região e já deram provas disso, simplesmente ignorando uma reunião marcada com lideranças locais e o Ministério Público”. Eduardo aponta que somente uma grande mobilização coletiva poderá fazer com que as empresas de telefonia olhem para

Eduardo Della Costa

a região com mais respeito. O corretor de seguros Luiz Dullius tem a mesma opinião. Ele reforça ainda que “produtores que conhecem a área rural do Paraguai afirmam que há muito tempo o vizinho país nos faz passar vergonha quando o assunto é a telefonia móvel”. “Muitas vezes, nos deslocando de um lugar para outro, dentro do perímetro urbano, temos dificuldade na comunicação móvel. E também no trecho entre Toledo e Cascavel, onde muitas pessoas moram aqui e trabalham lá e vice-versa, não tem a possibilidade de se comunicar no meio do trecho por falta de sinal na telefonia móvel. Deveria ser feito um trabalho para, no mínimo, todo o perímetro urbano ter cobertura de sinal e também a BR 467, pois a população merece ser mais bem assistida”, comenta o deputado federal Dilceu Sperafico. Para o parlamentar, a sociedade precisa se manifestar. “O Viver Toledo está fazendo isso de uma maneira muito inteligente, mostrando as opiniões de várias pessoas para despertar o manifesto geral da sociedade, pois as empresas ganharam o direito de explorar e estão fazendo isso muito bem, pois cobram bastante pelo serviço, e elas têm o dever e a responsabilidade do serviço corresponder”.

Deputado Dilceu Sperafico

Luiz Dullius

Para lideranças, precariedade de sinal é inaceitável Rubens Bragagnollo – Professor e diretor do Colégio Estadual Jardim Porto Alegre “Em uma época avançada, com todos as tecnologias e os recursos que possuímos, não temos sinal adequado para a comunicação móvel. Isso é uma coisa absurda e não deveria existir nos dias atuais. Então é preciso que seja resolvido rapidamente, pois é algo inaceitável. José Augusto de Souza – Engenheiro agrônomo e professor “No aeroporto, que fica a 5 km da cidade, já não temos sinal de celular. Eu nunca vi uma cidade com a importância de Toledo, que é a nona economia do estado, e décima cidade em população, ter a área de cobertura restringida simplesmente ao perímetro urbano e ter o interior totalmente desguarnecido. Não tem sinal nem na ponte do Rio Toledo. Temos que fazer cobranças às autoridades e às companhias de telefonia móvel para instalar torres entre Toledo e Cascavel, Toledo e Marechal Cândido Rondon, atendendo aos distritos, que tem uma vida quase independente do município. Sueli Guerra – Professora e diretora da Esc. Mun. Alberto Santos Dumont “É uma coisa que nos entristece. Muitas vezes em alguns locais, onde necessitamos de urgência para entrar em contato com alguém e estamos um pouco afastados de Toledo, já não temos sinal da telefonia. Isso é prejudicial para a população. Deveríamos ter um olhar especial para este defeito para ser consertado e para termos um sinal adequado para uma cidade importante como Toledo”.

Atleta do Futuro vai desenvolver projeto de combate à dengue O Serviço Social da Indústria (SESI), através do projeto “Nós Podemos Paraná, oito jeitos de mudar o mundo”, vai desenvolver um trabalho com as crianças e jovens que participam do projeto Atleta do Futuro em Toledo de conscientização sobre os riscos e como prevenir a dengue. Será nos meses de março e abril, período de maior incidência pelo calor e chuvas freqüentes, e vai envolver cerca de 2 mil integrantes

do projeto Atleta do Futuro, funcionários do Sesi, agentes de endemias e de saúde, entre outros. A primeira ação já está definida. Aproveitando um encontro de formação dos professores, será realizada uma capacitação, sábado, 12 de março. Na pauta da reunião será incluída uma capacitação para os professores, para que eles tenham condições de trabalhar com as crianças do projeto.

NOVO ENDEREÇO

Nádia Fuchs, do Sesi, debateu o projeto com o coordenador do Programa de Combate a Endemias, Selídio Schmidt

Sicredi Oeste será patrocinadora máster da 10ª Meia Maratona A cooperativa de crédito Sicredi Oeste PR e o Rotary Club Toledo assinaram na última semana o termo de parceria para o patrocínio máster da 10ª Meia Maratona de Toledo. O evento será realizado no mês de outubro e é um dos principais do atletismo paranaense, atraindo à cidade atletas de expressão nacional e internacional. O evento foi realizado na sede da Sicredi Oeste. O presidente da cooperativa, Círio Kunzler, e o superintendente Regional, Inácio Cattani, ao lado de gerentes, recepcionaram o idealizador da Meia Maratona, médico Torao Takada, o presidente do Rotary Club Toledo, Oscar Francisco Monteiro da Silva e os rotarianos Neldo Danzer e Ferdinand Gruber para um café da manhã, seguido de uma apresentação do que é a Sicredi e o que representa a Meia Maratona e seus eventos complementares – 10ª Rústica, 10ª Maratoninha e a 8ª Caminhada

da Saúde, eventos consagrados, com estimativa de público de pelo menos quatro mil pessoas. O presidente da Sicredi Oeste PR, Círio Kunzler, salientou que “recebemos com muita satisfação o convite do Rotary para essa parceria, que associará a marca da Sicredi a um evento consagrado, voltado para o esporte e consequentemente para a saúde da comunidade. Temos em nossa missão a participação nos bons eventos da sociedade. Por isso, aceitamos de bom grado o convite do Rotary”. “Só temos a agradecer à diretoria da Sicredi Oeste pela parceria para fazermos a melhor de todas as edições da Media Maratona”, comemorou o idealizador do evento, médico Torao Takada. Para o presidente do clube de serviços, Oscar Francisco Monteiro da Silva, “O Rotary Club Toledo se destaca mais uma vez, pois a parceria da Sicredi Oeste proporcionará o apoio para que o evento seja o melhor de todos”.

Integrantes da Sicredi Oeste e do Rotary: parceria dará impulso ao evento agendado para o mês de outubro

Pressão sobre secretários: eficiência será palavra de ordem Os secretários municipais e o prefeito de Toledo, José Carlos Schiavinato, vão assinar um contrato de gestão para assegurar o cumprimento das metas estabelecidas no plano de governo para cada uma das secretarias e dar maior agilidade e eficiência no serviço público. O primeiro contrato foi assinado na quarta-feira, 9, durante reunião com todos os integrantes da administração municipal e os demais deverão ser assinados ao longo desta semana. O contrato é padrão e cada um contará com um anexo com todas as metas e ações previstas para cada secretaria. O primeiro contrato foi assinado entre o prefeito e o secretário municipal de Administração, Neodi Vanzzo. O sistema baseia-se em modelo implantado pelo atual governador, Beto Richa, quando prefeito de Curitiba, e pelo governo de Minas Gerais, na gestão de Aécio Neves, e discu-

tido entre a equipe de governo durante as reuniões realizadas com as prefeituras de Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu. O contrato prevê o cumprimento das ações pelos secretários e seus subordinados e um acompanhamento e avaliação por uma equipe de quatro secretários e um diretor. Ela será encarregada da realização de avaliações trimestrais e um acompanhamento efetivo das ações para que a secretaria cumpra as metas pretendidas. A comissão de gestão será formada pelos titulares das secretarias da Fazenda e Planejamento Estratégico, Assessoria de Governo, Assessoria de Captação de Recursos e diretor de Relações Institucionais, ligado ao Gabinete. O contrato de gestão é válido para o período de 2011 a 2012 e não cumprimento implica em advertência e no afastamento do cargo.


04

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

BOA MESA

Ki Hora Boa tem mais de 35 sabores de sucos Quem gosta de um bom suco de frutas não pode deixar de conferir as delícias do Ki Hora Boa, Casa de Sucos. São mais de 35 sabores de sucos, além refrigerantes, de sorvetes e lanches. A Ki Hora Boa, Casa de Sucos está localizada na Rua Santos Dumont, 4110, sala 06, em frente ao Allmayer Supermercado, e funciona de segunda a sábado, das 9h00 às 22h00, atendendo a uma vasta clientela formada por moradores e pessoas que trabalham e frequentam as empresas da região, incluindo uma movimentada academia de ginástica.

A Casa de Sucos tem mais de 35 sabores de sucos

todeschini.toledo@uol.com.br l www.todeschinisa.com.br Av. Parigot de Souza, 2581 - Centro - Toledo/Pr - 45.3378.1348 / 3055.4348

SERVIÇO Ki Hora Boa Sucos e lanches R. Santos Dumont, 4110 Fone: 3054-5578.

Eleonir, Milena e Adriele Custódio, saboreando as delícia do Ki Hora Boa


Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

05

EMPRESAS & NEGÓCIOS >> COOPERATIVISMO | SUCESSO NAS AÇÕES DE COOPERATIVAS DE CRÉDITO

Sicoob Oeste definirá destino de sobras em assembleia A Cooperativa de Crédito Sicoob Oeste está convocando seus associados para Assembléia Geral Ordinária que será realizada no próximo dia 18 de março, a partir das 20 horas, no Salão Social do Yara Country Clube. Na oportunidade será procedida a prestação de contas do exercício de 2010 e definido o destino das sobras apuradas. No evento, os cooperados presentes conhecerão um relatório completo das atividades desenvolvidas pela cooperativa junto à comunidade durante o ano que passou. Entre as principais expectativas está a divul-

gação do volume das sobras registradas, que ultrapassa R$ 1 milhão. Parte deste dinheiro é destinada aos cooperados em forma de remuneração de capital, fundo de reserva, Fates e o volume maior é revertido aos cooperados, que na AGO decidirão a forma de distribuição do respectivo valor. Atualmente o Sicoob conta com mais de 6.400 cooperados e movimenta cerca de R$ 94 milhões entre ativos e passivos. Além dos cooperados de Toledo, participarão também cooperados de Vera Cruz do Oeste e Terra Roxa, onde o Sicoob mantem unidades de atendimento.

Detalhe da Assembleia realiza em 2010: cooperados marcaram presença em grande número

Sebrae firma convênio e fará aporte de R$ 2 milhões à Garantioeste A Sociedade Garantidora de Crédito Garantioeste firmou convênio que garante o aporte de recursos de R$ 2 milhões do Sebrae. Os recursos vão compor o Fundo Garantidor para garantir as operações de crédito que beneficiarão micro e pequenos empreendimentos. Inicialmente o Fundo Garantidor será composto pelos recursos aportados pelo Sebrae e outros aportes serão efetuados gradativamente pelo Sicoob Oeste, até fechar o mesmo valor, de forma que o Fundo tenha capacidade de R$ 4 milhões. Segundo Locatelli, este aporte poderá garantir operações

no primeiro ano da Garantioeste na proporção de alavancagem de 2 por 1, ou seja, R$ 4 milhões em operações de crédito. “Desta forma, até chegar no quinto ano de operação com alavancagem de seis vezes, isto é, se tiver fundo de R$ 4 milhões, poderá alavancar R$ 24 milhões de operações de crédito”, explica.

Sicredi Oeste

Processo Assemblear é sucesso de participação desenvolvimento da Cooperativa. Partindo desta premissa a Sicredi Oeste adotou estratégias de mobilização e superou a meta estimada. “A meta era um acréscimo de 10% na participação dos associados, comparados aos números de 2010, atingimos 14,31%”, comemora. De acordo o gerente, Jeter Suptitz a estratégia de mobilização adotada pelos colaboradores, foi de suma importância para que os associados participassem da sua assembléia de Núcleo. “Durante os 10 dias que antecederam as Assembléias de Núcleo, todos os colaboradores participaram da mobilização dos associados. Para cada Núcleo havia dois colaboradores responsáveis, salientando a importância da participação no processo decisório”, declara. O gerente ainda ressalta que o en-

volvimento dos candidatos os coordenadores de Núcleo, foi primordial para o sucesso. “Todas as Unidades de Atendimento da Sicredi Oeste, se empenharam ao máximo, para que a meta fosse superada. Contudo, o destaque foi da Unidade de Atendimento localizada em Dez de Maio, que levou á Assembléia 48,14% do seu quadro social”, comenta Cattani. Ele ainda ressalta a Unidade de Atendimento localizada em Toledo, na Av. Barão do Rio Branco que reuniu 495 sócios. Gestão Conforme a agricultora e candidata ao Conselho Fiscal, Rosinei Maraschin, a mudança no modelo de gestão, foi vista com bons olhos por toda a comunidade cooperativa. “Ouvi bons comentários sobre a eleição dos Coordenadores de Núcleo, realizada nas As-

sembléias. É interessante para os sócios ter um representante próximo da comunidade”, declara a cooperada. “O objetivo principal deste novo modelo de gestão é a transparência e a democracia”, salienta Miriam. Para a assessora, quando o associado elege seu candidato para representar o núcleo onde atua, o sócio fortalece a participação na cooperativa e a comunidade passa a ter um representante próprio. “Eles puderam ter o sentimento de decisão nas mãos”, declara Miriam Ainda conforme a Assessora de Programas Sociais, neste último ano, quatro associados que participaram do Programa Pertencer são candidatos ao Conselho Fiscal da Cooperativa. A candidata Rosinei Maraschin, comenta que aprender mais sobre a cooperati-

va a qual ela é sócia foi muito importante. “Hoje vejo a cooperativa com outros olhos, como um grupo organizado e não somente uma instituição financeira”, salienta. Ela ainda completa dizendo que todos os associados deveriam conhecer mais sobre o empreendimento coletivo. Assim, fica mais fácil participar na gestão e no desenvolvimento da cooperativa.

O presidente da Garantioeste, Augusto José Sperotto, que assinou o convênio com o coordenador de Acesso a Serviços Financeiros do SebraePR, Flávio Locatelli

Jan/2011

O novo Processo Assemblear, realizado por unidade de atendimento, foi sucesso de público na Sicredi Oeste PR. Considerado um marco na história da cooperativa as Assembléias de Núcleos obtiveram uma evolução na participação do quadro social comparado á 2010 de 169,4%. Conforme a Assessora de Programas Sociais, Miriam Sell, o objetivo do Programa Pertencer é levar o associado a participar dos processos decisórios do empreendimento coletivo. “O novo modelo do Processo Assemblear permite, que um número maior de sócios participe diretamente na gestão da cooperativa”, diz. Mobilização Conforme o Superintendente Regional, Inácio Cattani, despertar a participação consciente dos sócios é muito importante para o

Conte com o crédito do Sicredi para não aposentar os seus planos.

Créditoresponsável responsável Pessoal • • • •

Até 48x para pagar; Parcelas debitadas automaticamente, podendo variar de acordo com o benefício da aposentadoria; Simples e rápido, na medida de suas necessidades; Toda a força e tranquilidade para quem quer continuar crescendo.

Consulte o seu gerente e informe-se sobre a disponibilidade e os prazos das melhores opções de crédito para você. Use essa força a seu favor. A disponibilidade está condicionada à análise de crédito ao associado. SAC Sicredi - 0800 724 7220 / Deficientes Auditivos ou de Fala - 0800 724 0525. Ouvidoria Sicredi - 0800 646 2519.

sicredi.com.br


06

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

SOCIAL

“O sucesso não é o final e o fracasso não é fatal: o que conta é a coragem para seguir em frente.” (a.d.)

CHAMA CRIOULA Capital da cultura Neste sábado, 12, Toledo se torna a capital da cultura gaúcha. A partir das 20h, no Teatro Municipal, acontece a VII Mostra de Dança Gaúcha e Paranaense Adão Camelo. O evento que já se tornou parte do calendário de Toledo e referência no tradicionalismo gaúcho do Paraná, contará com a presença de 150 dançarinos do CTG Chama Crioula e com convidados do CTG Estância do Iguaçu da cidade de Capitão Leônidas Marques.

por Marcos Padilha | marcospadilha@yahoo.com.br

Adão Camelo O CTG Chama Crioula homenageia com o evento o grande tradicionalista Adão Camelo. Foi um homem íntegro que por vários anos tomou as rédeas do tradicionalismo gaúcho no Paraná. Entre vários fatores que fizeram de Adão Camelo um baluarte do tradicionalismo estão destacados a importância de ações que valorizaram o jovem no meio tradicionalista gaúcho fomentando os concursos de Prenda e Peão Biriva.

Voltando a Toledo

Os professores e coreógrafos Claudia e Marcos Padilha ladeados pelos músicos Denílson, Sérgio e André Borba

De volta a Toledo, o grupo de acompanhamento musical do CTG Chama Crioula está com o repertório pronto para o espetáculo no Teatro. Farão parte do grupo o gaiteiro Denílson (Rio Brilhante/MS), o vocalista e violonista André Borba (São Gabriel do Oeste/MS) e Sérgio Zan (Rio Brilhante/MS).

Ensaios Os integrantes do elenco artístico do CTG Chama Crioula estão preparando um espetáculo memorável. Para isso os ensaios estão a todo o vapor. Com coreografias inéditas o espetáculo será dividido em vários blocos, dentre eles as danças tradicionais, danças de salão, coreografias campeãs dos festivais e a saga dos gaúchos Farroupilhas. Vale a pena conferir.

Saga Grupo Mirim do Chama Crioula, que este ano preparou vários quadros para o espetáculo de sábado

A Mostra busca retratar em forma de dança e teatro a saga dos gaúchos rio-grandenses que entre os anos de 1830 a 1930 lutaram para tornar o Rio Grande do Sul um estado mais forte. O CTG Chama Crioula busca por meio deste espetáculo oportunizar a população que aprecia uma boa dança regrada a muita cultura, o conhecimento de parte desta história contada com muita alegria e descontração pelo elenco artístico do CTG Chama Crioula. Os ingressos estão disponíveis na Casa da Cultura, no Teatro Municipal e no CTG Chama Crioula. Mais informações pelos fones: (45) 9924-9232 e 9924-9231.

Grupo Adulto apresentará as coreografias premiadas nos festivais estaduais de 2010

Planilhas No ano de 1999 criou as Planilhas do Paraná que estão até os dias de hoje norteando os concursos de Danças mo Paraná e posteriormente foram utilizadas em outros estados e principalmente na Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha (CBTG). O Chama Crioula teve a felicidade de na primeira edição da mostra em 2002 contar com a feliz presença de Adão Camelo entre os espectadores. Dias após, em decorrência de um câncer, ele veio a falecer na cidade de Cascavel. Mas seu legado ainda hoje é lembrado em todas as ações do MTG Paraná.

Pé de Valsa Para os casais interessados em por o pé na sala e passar bons momentos curtindo uma atividade física e prazerosa, o CTG Chama Crioula oferece os cursos de dança de salão que estão acontecendo sempre aos domingos a partir das 19h. As aulas estão disponíveis para todas as idades. Para mais informações, fones (45) 99249231/9924-9232.

Celi e Airton Ferreira, ele apresentador da VII Mostra de Dança ao lado de Ernani Magnabosco

Adão Camelo e a esposa Venilda Camelo na primeira Mostra de Danças

DILCEU SPERAFICO Deputado Federal E-mail: dep.dilceusperafico@camara.gov.br

O serviço ambiental e a compensação ao agricultor O município de Apucarana, no destinados 280 mil reais. Norte do Paraná, nos dá bom O custo elevado não preocuexemplo ao reconhecer, valori- pa porque o fundo está aberto zar e remunerar a contribuição às novas contribuições, além de histórica do agricultor à preser- receber 16 mil reais mensais da vação dos recursos naturais. Sanepar, como repasse de 1% O pioneirismo está no Projeto de sua arrecadação no municíOásis, viabilizado com a regula- pio, em pagamento pela presermentação da Lei Federal de Ser- vação de nascentes e cursos viços Ambientais e implantado d’água. em parceria da Prefeitura com a Os coordenadores do projeto Fundação Boticário querem buscar mais recursos A iniciativa repassa recursos e ampliar a iniciativa em 2012. financeiros mensais a 133 pro- A Secretaria Municipal de Meio prietários de áreas rurais com Ambiente salienta a existência matas nativas e/ou nascen- de muitas fontes de verbas, tantes preservadas. Desde janeiro, to no País como no exterior, que cada mina d’água rende 100 re- poderão ajudar na manutenção ais mensais, retribuindo o inves- e ampliação do programa. timento do produtor na preservaApucarana conta também ção ambiental. com a visibilidade que o municíA proteção da natureza, vale pio terá ao sediar, em 22 deste recordar, é do interesse do agri- mês de março, no Dia Mundial cultor, pois ele exerce ativida- da Água, o 2º Seminário Interde a céu aberto e totalmente nacional do Programa Produtor dependente do de Água, por inicomportamenciativa da Agênto do clima, mas cia Nacional de sua preocupaÁguas (Ana), Desde janeiro, ção com o meio o que poderá cada mina d’água ambiente tamatrair novos inrende 100 reais bém beneficia a vestidores. mensais, retribuindo população urbaHá confiano investimento na. ça no meio rudo produtor na A sobrevivênral que o serviço cia dos moradoambiental será preservação res das pequeregra em breve ambiental. nas cidades às no Estado e no grandes metróPaís. À Apucapoles não derana coube a tapende apenas de alimentos, ma- refa de abrir o caminho para a térias-primas e biocombustíveis realidade na qual a população produzidos no campo, mas tam- urbana arca com a sua parcela bém da água e do ar preserva- de responsabilidade na preserdos pela atividade rural. vação ambiental. Nada mais justo, portanto, do Para proteger matas, rios e que remunerar o agricultor pela nascentes, o agricultor abre destinação de parte da proprie- mão de lucros da terra, pois culdade privada para o bem-estar tivando grãos ou criando anicoletivo, mantendo matas cilia- mais nessa área poderia obter res, reservas florestais e nas- remuneração bem melhor. centes. Necessita, portanto, ser comAs áreas rurais, é bom ressal- pensado, ainda que apenas partar, são propriedades particula- cialmente, pela destinação de res, tributadas como tal, adqui- bem que lhe pertence ao bemridas e mantidas com recursos -estar de todos. próprios do agricultor. Para avaliar o quanto vale A remuneração dos produto- uma nascente, vale lembrar, é res de Apucarana utiliza recur- preciso considerar a necessidasos do Fundo Municipal do Meio de de o agricultor cultivar cada Ambiente, que possui cerca de palmo do solo para manter sua 300 mil reais em caixa. Até o propriedade. ano passado, o projeto benefiO serviço ambiental, portanto, ciava 64 agricultores e com a in- minimiza perdas reais e motiva clusão de mais 69 proprietários ainda mais o agricultor, com rerurais, a previsão da Prefeitura é torno financeiro imediato, para a que até o final deste ano sejam proteção dos recursos naturais.


Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

VIVER BEM DICAS Dicas existem para facilitar nossa vida. Às vezes perdemos horas, dias, meses, materiais diversos, oportunidades e tanto mais que se possa pensar, unicamente porque não tivemos uma boa dica. Através da experiência, aprendemos coisas que facilitam a vida, reduzem riscos, aceleram processos. Por isso, o Viver Toledo estreia essa semana a coluna Dicas, com dicas para facilitar o dia a dia do caro leitor. Café contra a dengue Borra de café pode matar o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Uma pesquisa apontou que a cafeína causa problemas na reprodução do mosquito, já que a borra faz um bloqueio do desenvolvimento da larva, não deixando que ele se desenvolva. A vantagem de usar a borra de café como alternativa é que o produto não mata a planta e pode ser usada como adubo, ao contrário de substâncias como o cloro, o sal e os inseticidas. Para preparar o inseticida alternativo, basta colocar quatro colheres de sopa cheias de borra de café em um copo com água. Mas atenção: é preciso trocar a borra de café a cada sete dias, pois após este período, a cafeína perde seu efeito. Limpando aves Para limpar a gosma da carne de Aves, lave-a com água corrente, esfregue, e mergulhe a carne num recipiente com água fria suficiente para cobrir tudo, misturada a 2 colheres de sopa de vinagre. Deixe algum tempo e depois lave novamente em água fria. Bolos Quando quiser deixar um Bolo bem fofinho, coloque o sal da receita diretamente sobre as gemas na hora do preparo. E se ao final o seu bolo grudar na forma, coloque-a na chama do fogão durante 5 minutos, dê umas sacudidas e ele sairá inteiro. Frituras Para a fritura não absorver óleo demais, é só acrescentar um pouquinho de vinagre no óleo enquanto ainda estiver frio. Já para absorver o óleo das frituras utilize folhas de alface. À medida que elas forem encharcando, vá trocando. Isso dispensa o papel absorvente. Frutas As frutas, quando colocadas na geladeira devem ir para a gaveta própria, e se conservam frescas por mais tempo se junto a elas for colocada uma esponja úmida.

ESPORTE Regional de Futsal Nesta sexta-feira (11), acontecem no Ginásio Aldanir Rossoni, duas partidas da segunda fase do 2º Troféu Regional “Status Moto Honda” de Futsal. Às 20h se enfrentam Mercedes Futsal x Palotina Esportes (2º D). Às 21h entram em quadra Prefeitura de Guaíra x Ninfa Alimentos. Na primeira fase, foram realizadas 24 partidas, com 241 gols marcados. Regional de Futsal II A equipe com melhor ataque é Bar Devanir/Revista Versões/ SS Mendes. Já a melhor defesa pertence à Palotina Esportes, com 6 gols sofridos. Dividem a artilharia Nelsão, do Bar Devanir, e Luiz Carlos, do Panorama Futsal, com 8 gols. A competição iniciou no dia 9 de fevereiro com 16 equipes, sendo nove de Toledo e outras sete da região. A equipe campeã do Regional de Futsal Masculino levará uma moto 0Km CG 12cc FAN. Já a vice-campeã embolsará R$ 1.500,00, enquanto o 3º lugar receberá R$ 1.000,00, e o 4º lugar R$ 500,00. Basquete Passado o período de Carnaval, as equipes de basquetebol masculino de Toledo voltam ao ritmo intenso de treinos, visando as competições ao longo do ano. O primeiro compromisso acontece de 25 a 27 de março para as equipes Sub-13, Sub-17 e Adulto, que vão competir na primeira etapa da Liga Oeste, em Foz do Iguaçu. Xadrez Neste sábado (12), acontece na Biblioteca Pública Municipal, a

07

“A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.” (Mário Quintana)

Mayara Martan

mayaramartan@hotmail.com

Perigo no plástico A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia reuniu no final de 2010 cerca de 80 pessoas, entre médicos e autoridades públicas, para debater e divulgar informações sobre um tema preocupante: a interferência de certos componentes químicos — com destaque para o bisfenol-A — no funcionamento hormonal. O sinal de alerta soou depois que pipocaram estudos associando a substância a aborto e malformação do feto e ao desenvolvimento de doenças como endometriose, câncer de mama, infertilidade, disfunção da tireoide e até diabete. Perigo no plástico II Presente no revestimento de latas, em embalagens e utensílios plásticos e até em alguns tipos de mamadeira, o bisfenol-A ganha o corpo pela boca e, no organismo, atua nos receptores do hormônio feminino estrogênio, simulando sua função. E aí, claro, o desequilíbrio se instala. Ainda não há provas definitivas para condenar os recipientes que liberam bisfenol-A. Por via das dúvidas, uma série de empresas multinacionais vem tomando providências para banir o composto potencialmente nocivo de seus produtos. Perigo no plástico II No Brasil, por enquanto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) permite a liberação limite de 0,6 miligrama por quilo de material plástico. A maioria dos experimentos que apontaram malefícios do bisfenol- A foi feita com animais por injeção subcutânea ou intravenosa. Ainda são desconhecidas as consequências em seres humanos decorrentes da administração por via oral durante a alimentação.

que o próprio exagero. - Quais os perigos de transferir o vício de um item potencialmente nocivo, como o álcool e o cigarro, para os alimentos? Existem substâncias capazes de provocar dependência química, como o álcool, o tabaco e as drogas ilícitas, diferentemente da comida, que, portanto, não promove vício. Algumas pessoas, porém, tendem a apresentar um comportamento compulsivo. Ao parar de fumar, é esperado que o indivíduo se sinta ansioso e busque nos alimentos o alívio para esse sentimento. Existem casos também em que o hábito mecânico de acender um cigarro ou beber um copo de uísque é substituído pelo de comer compulsivamente. - Por que algumas pessoas perdem a fome quando estão tristes ou nervosas? De acordo com o psiquiatra, o elo entre essas emoções e a vontade de comer seriam os neurotransmissores, substâncias que conduzem informações elétricas entre os neurônios, como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. Eles regulam tanto o estado de humor como o equilíbrio entre a fome e a saciedade. Em outras palavras, quando esses condutores químicos são alterados devido a questões emocionais, pode ocorrer um desequilíbrio no apetite.

Curiosidades sobre alimentação - Por que certos alimentos, especialmente os mais doces e gordurosos, conferem a sensação de prazer em momentos de depressão e ansiedade? Durante experiências depressivas ou ansiosas, a necessidade de obtenção de prazer por meio de um sistema de recompensa costuma se exacerbar. E os alimentos cheios de açúcar e gordura, como o chocolate e os molhos, por serem mais saborosos, proporcionam essa sensação depressa. - A partir de que ponto recorrer à comida como válvula de escape se torna prejudicial? Nunca a perda de controle e o aumento excessivo de um padrão habitual podem ser considerados algo positivo. Às vezes, as pessoas se alimentam quando estão sem fome, em ocasiões festivas ou de confraternização. Entretanto, comer por tristeza ou melancolia traz o sentimento de culpa, o que é ainda pior do

por Wanderley Graeff Jr.

partir das 8h00, o Festival de Xadrez. A atividade será coordenada pelo professor Sérgio “Boi” Herkert, e os interessados em participar devem ir ao local no horário estipulado. Handebol Sábado (12) iniciam as disputas do 1º Torneio “Lodi Moda Íntima” de Handebol Feminino. Quatro equipes vão brigar pelo título: Elegance Cosméticos/Sportland, NS Lan House/ Toledão, Primato Supermercado e Colégio La Salle/Ficagna Contabilidade. Os jogos serão realizados na quadra do Toledão no sábado à tarde, e no domingo pela manhã, quando serão realizadas as finais.

12


08

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

SOCIAL

Cine Panambi (45) 3378-4774 PROGRAMAÇÃO DE 11/03 a 17/03/2011

FILME 1: RANGO (ESTREIA NACIONAL) Ação, Aventura, Animação. Dublado.Classificação indicativa livre. Sessões: Diariamente: 19h30 Sab,dom: 15h30 e 19h30

Valentinni tem novidades da coleção outono-inverno As meninas antenadas da cidade têm endereço certo para as suas compras: Valentinni Modas, no Shopping Panambi, que está sempre com as novidades da moda da estação. São calças, saias, vestidos, blusinhas e acessórios das marcas Missbela, Lado Avesso, Dona Florinda, Angel, Katoomba, entre outras, todas com excelen-

FILME 2 : CAÇA ÀS BRUXAS Com: Nicolas Cage, Ron Perlman, Stephen Campbell Moore, Stephen Graham. Aventura, Drama, Fantasia.

Classificação indicativa 12 anos. Sessões: Diariamente: 21h30 FILME 1: ZÉ COLMEIA, O FILME Animação, Comédia, Família. Dublado. Classificação indicativa Livre. Sessões: Diariamente: 19h40 Sab,dom: 16h00 e 19h40 FILME 2 : O TURISTA Ação, Drama, Suspense. Classificação indicativa 12 anos. Sessões: Diariamente: 21h20

tes formas de pagamento. A moda outono-inverno já pode ser encontrada na Valentinni, especialmente as da marca Angel, muito procurada pelas garotas descoladas.

SERVIÇO Valentinni Entrada do Shopping Panambi Fone: (45) 3055-4090

Silmara Ferri, cliente Valentinni

Taís Bordignon e Fernanda Comerlatto: responsáveis pelo bom atendimento da Valentinnit

A nova coleção já está disponível na loja

Farmácia Panambi

Loja Centro (45) 3277-1012 Loja Shopping Panambi (45) 3055-2012

Para as suas necessidades de medicamentos e perfumaria, a Farmácia Panambi disponibiliza uma linha completa. Com atendimento das 10 às 22 horas – domingos e feriados das 17 às 22 horas, o cliente encontra todos os tipos de medicamentos e ampla linha de produtos de perfumaria e higiene, tinturas, maquiagens, etc. Lembrando que a proteção contra os raios solares deve acontecer ao longo de todo o ano, a Farmácia Panambi está com preços especiais em sua linha de protetores e bronzeadores. Katiane Polachini, Maiara Jaimi e Daniele Covatti, passeando no Shopping Panambi

Ângela Pecetti, Marcos Pedro, Viviane Lorenzone e Gabriele Lopuck, de Terra Roxa, em dia de passeio no Shopping Panambi

Farmácia Panambi: medicamentos e ampla linha perfumaria

www.voelumiar.com.br


Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

SOCIAL

09

“Você pode descobrir mais a respeito de uma pessoa numa hora de jogo do que num ano de conversação.” (Platão)

ALEX DONEGA

alex@vivertoledo.com.br

Oposições

Os partidos de oposição de Toledo já estão se articulando para as próximas eleições municipais que acontecem em 2012. Na última semana, foi realizado no Clube da Justiça um jantar de confraternização entre PMDB, PT, PSC, PV e PDT. O jantar era por adesão e teve aproximadamente 150 participantes.

Política

A eleição para o novo presidente do PSDB de Toledo está próxima. O vereador Expedito Ferreira, o “Gasolina”, é o atual presidente e concorrerá novamente ao cargo. Nos bastidores da sigla, o nome de Gasolina foi indicado novamente, pois existe um forte medo de que ele saia do partido caso não seja mantido no cargo. Vaidades terão que ser deixadas de lado e alguns tucanos terão que ficar em cima do muro. Gasolina foi o vereador mais votado na última eleição municipal com 2.641 votos, representando 4,03% dos votos válidos. Os tucanos não podem correr o risco de perder uma caravana de votos.

Juliana Brum comemora idade nova neste dia 15 de março

Exposição

Dom Francisco Carlos Bach, no lançamento da Campanha da Fraternidade 2011, que tem como tema “Fraternidade e a vida no planeta”

Em uma homenagem às primeiras mulheres de Toledo, que chegaram ao município na década de 40, está aberta no Museu Histórico Willy Barth, no segundo piso do prédio da Biblioteca Pública, no centro, a exposição Mulher Pioneira de Toledo. Organizada pelo Museu Histórico, a mostra pode ser visitada pelo público até o fim do mês, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h30.

Crédio, Bianca e Neusa Basso, à frente do Restaurante Chinatown

Cadastro Único O Cadastro Único, programa que inclui o Bolsa Família, tem 29.428 pessoas inscritas entre os quase 120 mil habitantes de Toledo. Isso representa cerca de 25% da população da cidade. Os benefícios chegam a 8,33 mil famílias no município. São 14 benefícios no Cadastro Único, os quais têm diferentes critérios e situações de enquadramento. Um dos principais motivos para o aumento dos beneficiados é a elevação do salário mínimo a R$ 545,00.

Curiosidades

A mostra também conta com depoimentos de pessoas já falecidas, como a primeira mulher a chegar a Toledo, Virgínia Ruaro, esposa do fundador, Zulmiro Ruaro. Zulmiro chegou a Toledo em 27 de março de 1946 liderando a primeira caravana de 14 homens que chegou e se estabeleceu às margens do rio Toledo. Alguns meses depois, ele buscou a esposa e filhos para residir em Toledo. Ela conta que por muito tempo cozinhou sozinha para um grupo de cerca de 100 trabalhadores. Apesar das adversidades, mulheres e homens também tinham opções de lazer. Elas são mostradas em retratos da primeira Miss Toledo, nos bailes de gala do clube do Comércio, na entrada da primavera, nas roupas bem cosidas e cuidadas, nas festas juninas, entre outras atrações.

Integrantes da diretoria da Acit, Jone Pasianot, Márcia Leonel e Deise Hemmig

Unopar Toledo (45) 3378-5406 - Av Parigot de Souza, 2986


10

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

GERAL >> INFRAESTRUTURA I RAMAL FERROVIÁRIO QUE PASSA POR TOLEDO GANHA IMPULSO

FATOS EM FOTOS Projeto executivo do novo ramal da Ferroeste será entregue à Valec Missão

Da Assessoria O presidente da Ferroeste, Maurício Querino Theodoro irá a Brasília entregar à Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias (empresa estatal responsável pela construção e exploração de infraestrutura ferroviária) o projeto executivo do ramal ferroviário que vai ligar Cascavel, no Oeste do Estado, a Guaíra, na divisa com o Mato Grosso do Sul. Theodoro vai entregar também o estudo complementar da linha ferroviária que unirá Guaíra a Maracaju (MS). O presidente da Ferroeste adiantou ainda que pretende entregar sugestão de traçado para outro trecho ferroviário,

Projeto prevê expansão da Ferroeste para o Mato Grosso do Sul

dentro do território paranaense, fundamental para a logística da região. “Trata-se da nova conexão entre Guarapuava e o Porto de Paranaguá”, explicou. A Valec deve publicar o edi-

tal para contratar a empresa que fará o estudo de viabilidade e de traçado do ramal da Ferroeste ligando o Paraná ao Mato Grosso do Sul. O compromisso foi assumido

Credicoamo tem sobras de R$ 28,9 milhões em 2010 Os cooperados da Credicoamo estão comemorando os excelentes resultados da sua cooperativa de crédito rural, aprovados na assembléia geral realizada no dia 3 de março, em Campo Mourão, no Centro-Oeste do Paraná. Em 2010, a Credicoamo Crédito Rural Cooperativa gerou uma receita global de R$ 66,73 milhões e a eficiência na administração dos recursos proporcionaram sobras líquidas no montante de R$ 28,95 milhões, com crescimento de 12,43% em relação ao ano de 2009. O volume das sobras distribuídas aos 8.224 cooperados totaliza mais de R$ 9 milhões, correspondendo a 438 carros populares ou 207 mil sacas de soja. As sobras foram creditadas automaticamente na conta corrente dos cooperados na sexta-feira (04), nos 22 Postos de Atendimento da Cooperativa e 8 Postos Correspondentes nos estados do Paraná e Santa Catarina. O Ativo total da Credicoamo no exercício 2010 atingiu o montante de R$ 648,11 milhões e o patrimônio líquido de R$ 170,29 milhões. Recursos O volume de recursos disponibilizado pela Credicoamo para atender as necessidades dos seus associados em 2010 foi considerado expressivo pela diretoria da cooperativa. “Aplicamos um montante de R$

Assembleia definiu destinação das sobras de quase R$ 30 milhões

Novo Cartão Credicoamo é lançado Além da aprovação do balanço com a distribuição das sobras do exercício 2010, os cooperados participaram também do lançamento do novo cartão de crédito corporativo da Credicoamo em parceria com o Bradesco. Entre as novidades do cartão estão o programa de milhagem, cartão com chip, isenção de taxas de anuidade e saques. Com o novo cartão, os saques poderão ser efetuados nas agências do Bradesco, banco postal e na rede 24 horas, inclusive no auto-atendimento do Banco do Brasil e Banco Santander. Além desses benefícios, os usuários do cartão de crédito Credicoamo poderão ter descontos na rede de estabelecimentos credenciados no programa “Pré-Compensa”. 413,42 milhões na concessão de financiamentos de crédito rural e nas modalidades de empréstimos e financiamentos, com a contratação de 13.673 operações de crédito”, explica o diretor-presidente da Credicoamo, José Aroldo Gallassini. Tributos Além da geração de riquezas,

empregos e divisas, a Credicoamo contribuiu para o desenvolvimento do país com uma parcela significativa de impostos e encargos recolhidos aos cofres públicos. Os valores dos tributos e taxas gerados e recolhidos durante o exercício de 2010 foram na ordem de R$ 7,13 milhões.

pelo diretor de Obras da Valec, Fernando de Castilho, e pelo superintendente financeiro Cassio Ramos, perante o deputado federal Edson Giroto (MS) e o secretário de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac) daquele Estado, Carlos Alberto Negreiros Said de Menezes. Os representantes do Mato Grosso do Sul fazem parte do grupo especial para estudar a viabilidade das novas linhas da Ferroeste, criado no mês passado pelo Ministério dos Transportes, e que é integrado ainda por representantes do governo do Paraná, Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e Valec.

Secretaria da Agricultura quer dar agilidade ao crédito fundiário no Paraná A Secretaria da Agricultura e Abastecimento está trabalhando para agilizar no Paraná o processo de liberação de recursos e execução de contratos do programa Crédito Fundiário, que financia a aquisição de áreas por trabalhadores rurais sem terra ou minifundiários. Depois da ampliação da faixa de financiamento por beneficiário – de R$ 40 mil para até R$ 80 mil –, o desafio agora, segundo o secretário Norberto Ortigara, é encurtar os prazos entre o início e o fim do processo de aquisição das áreas pelos interessados. Segundo o secretário, a Caixa Econômica Federal sinalizou a intenção de participar do programa, atualmente operado essencialmente pelo Banco do Brasil. Além do financiamento do crédito fundiário, a instituição teria o diferencial de ser executora também do programa Minha Casa, Minha Vida, o que pode dar mais qualidade aos projetos ao associar a aquisição de terras ao financiamento de habitações. O programa Crédito Fundiário tem duas linhas de financiamento. Uma delas é o combate à pobreza rural e atende famílias com renda anual até R$ 9 mil e patrimônio de até R$ 15 mil. A outra linha atende os agricultores familiares em fase de consolidação, com renda anual até R$ 15 mil e patrimônio de até R$ 30 mil, sendo que todos os beneficiários devem ter no mínimo cinco anos de experiência na agricultura.

Planejamento

Ipardes confirma aumento de 8,3% do PIB em 2010 O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) confirmou a estimativa de crescimento de 8,3% do Produto Interno Bruto (PIB)

paranaense em 2010. O dado foi calculado na esteira da atualização, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da taxa de crescimento do PIB na-

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO PARANÁ COMARCA, MUNICIPIO E DISTRITO DE TOLEDO RUA ALMIRANTE BARROSO1 1713 - CENTRO O senhor SÉRGIO PAZZOTI LAURINDO, ofi cial do cartório de registro civil de pessoas naturais, no uso de suas atribuições (art. 1527), FAZ SABER, a quem interressar, que as pessoas a seguir nominadas requereram suas habilidades para casarem-se civilmente perante este Cartório, apresentando os documentos exigidos pelo art. 1.525, I a IV, do Código Civil Brasileiro.

SE ALGUÉM souber de impedimento ou causa suspensiva, oponha-o na forma do art. 1529 do Código Civil. DADO E PASSADO nesta cidade e comarca de toledo-pr, aos 12 dia 11 do mês de março de 2011. (ass.) Sérgio Pazzoti Laurindo - Oficial

Gilmar Mendes Lourenço

cional, que foi de 7,5%. O diretor-presidente do Ipardes, Gilmar Mendes Lourenço, disse que, embora superior à média nacional, o crescimento do PIB paranaense no ano passado deve ser visto com cautela, levando-se em conta a perda de dinamismo estrutural da economia regional nos últimos anos. O crescimento do PIB mostra que tanto o País quanto o Estado ingressaram numa rota de recuperação econômica depois da crise financeira internacional.

Em 2009, os efeitos da crise refletiram-se numa queda de 0,60 no PIB nacional e de 1,20 no PIB paranaense. Passado esse período, o País e o Estado alcançaram em 2010 desempenhos notáveis dentro da série histórica do PIB. O crescimento de 7,5% do PIB nacional é o maior desde 1986, quando foi editado o Plano Cruzado. No Paraná, foi a melhor performance desde 1993, quando o PIB cresceu 10% em razão da supersafra e das elevadas cotações dos produtos agrícolas nos mercados externos. O diretor-presidente do Ipardes afirmou também que as taxas de crescimento do PIB registradas em 2010 não devem se repetir este ano, em função, entre outros fatores, da elevação da taxa Selic e dos cortes orçamentários anunciados pelo governo federal. “É razoável supor forte desaceleração do ritmo de crescimento dos níveis de atividade em 2011”, afirma.

O registro mostra o vice-prefeito Lúcio de Marchi numa das várias atividades de que participou na missão técnica de prefeitos e vice-prefeitos ao Peru e à Colômbia. Mulher Pioneira

A 1ª Exposição da Mulher Pioneira de Toledo está em evidência no Museu Histórico Willy Barth, mostrando objetos de trabalho, utensílios domésticos e itens de vestuário e outros dos primórdios da colonização. Experiência

O engenheiro civil e ex-presidente da Acit, Eduardo Della Costa, fez relato de sua experiência profissional a integrantes do Conselho do Jovem Empresário da entidade. Restaurante

A quinta unidade do Restaurante Popular de Toledo foi implantada na Vila Paulista. O programa oferece refeições a preços baixos à população. Reencontro O empresário José da Luz Ochôa, ex-presidente da Cotriguaçu, e o jornalista Humberto Schvab, que atuou na Assessoria de Imprensa da extinta Coopagro, em bate-papo por ocasião da posse da diretoria da Faciap, no castelo do batel, em Curitiba. Carnaval

Animação não faltou no Carnaval da Terceira Idade, no Certi do Jardim Coopagro


Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

ESPECIAL

LEITURAS DA MADRUGADA “Fazer a felicidade dos outros é a melhor maneira de ser feliz” (Gilclér Regina)

BRUNO RADUNZ Carlu Já se avista ao longe na Rodovia Dr. Ernesto Dall´Oglio, que liga Toledo a Marechal Cândido Rondon, a construção das novas instalações da Indústria de Brinquedos Carlu. A empresa toledana é comandada pelos empresários Carmem e Leopoldo Ost.

Jair Vergutz e Bruno Radunz, nas férias do colunista no Rio Grande do Sul

Tita Furlan Durante a semana houve muito celeuma em torno da demissão do secretário de Cultura, Tita Furlan. Posso afirmar, sem medo de errar, que Tita foi um dos melhores secretários que a pasta já teve. Ele dedicou trabalho incansável das 7 da manhã às 10 da noite, não se furtando de colocar o seu próprio automóvel em todas as atividades relacionadas com o cargo.

Magda e Jander Veiga (Frios Santos), em dia de descontração no Toledão

Humor Coisas que as mães de antigamente ensinavam: Valorizar o sorriso: “Me responde de novo e eu te arrebento os dentes” Dar valor ao trabalho dos outros: “Se você e seu irmão querem se matar, vão lá fora. Acabei de limpar a casa”. Paciência: “Espera só até teu pai chegar em casa”.

Médico Afrânio Davidoff, arquiteto Wilson Reinheimer e empresário Edio Ely em visita às obras do Allmayer Supermercado de Cascavel

Oscar Gaspar, Nésio Luiz, Marco Antonio e Silmar Ramos no lançamento do blog das promotorias

Globalização

O engenheiro Ademar Malacarne e o empresário Waldemar Carletto também conferiram o estágio das obras do novo Allmayer

Sabe qual a definição perfeita de globalização? A morte da princesa Diana. Por quê?: Uma princesa inglesa com um namorado egípcio sofre um acidente dentro de um túnel francês, num carro alemão com motor holandês, dirigido por um belga, bêbado de uísque escocês, perseguido por paparazzis italianos em motos japonesas.

Globalização II A princesa Diana foi atendida no hospital por um médico canadense, que usou medicamentos americanos. Além disso, esse texto foi escrito por um brasileiro, usando computadores com chips feitos em Taiwan, com um monitor coreano, montado por trabalhadores de Bangladesch numa fábrica de Cingapura, vendido por chineses, por meio de uma conexão paraguaia. Isto é a globalização gente...

Matheus Galelli, Marcelo Vanzzo e Paulo Vargas em confraternização no Toledão

Toledo

Rubens e Esther Amorim numa sexta-feira no Toledão

11

Nas recentes férias, pude perceber o grau de importância da cidade de Toledo no contexto regional. Várias pessoas do Rio Grande do Sul que por aqui estiveram comentaram da beleza de nossa cidade e do ritmo de novas construções. Muitas vezes não percebemos o quanto está sendo feito em nossa cidade.

brunoradunz@ibest.com.br

Passeio em Esquina Tucunduva Bruno Marcos Radunz Para o final de semana, vovô programou nossa ida até Esquina Tucunduva, onde morava sua filha Ana, genro Hugo e filhos. (Marta, César, Gilberto, Nelsi, Edith, Neusa, Gringa...). Acordamos cedo, o dia ainda estava clareando, tamanha era a nossa ansiedade em poder andar de carro, um enorme Chevrolet 1948 de propriedade do Tio João, que era solteiro e exercia a profissão de motorista de caminhão. Fora “convocado” por vovô para o passeio por meio de um telefonema efetuado de um aparelho totalmente diferente dos que temos disponíveis nos dias de hoje. Era composto por uma manivela lateral que, de acordo com seu número era a quantia de voltas que eram dadas. Ele era um aparelho enorme, mas extremamente bonito, pois guardava traços clássicos. Naquele dia ele veio nos buscar para nos levar até o destino. A viagem foi emocionante. No banco da frente, que era inteiriço e revestido de uma espécie de corvin, Tio João e vovô. No banco de trás, eu, Ivo e Alaídes. As lembranças daquele carro são as melhores possíveis. Imponente, bonito, enorme, parecia que estávamos andando numa lancha, tamanho era o conforto. Tio João brincava conosco tentando por medo nas descidas, acelerando, causando um frio em nossas barrigas. Passamos por lugares incrivelmente lindos, muita água, muito mato, codornas atravessando desesperadamente de um lado para outro da estrada, pontes de madeira extremamente pequenas e baixas, só passando um carro de cada vez, com a sensação de que não agüentariam o peso do carro. Mas tio João demonstrava muita perícia naquele enorme volante de madeira, e os quilômetros iam ficando para trás. Depois de quase duas horas, chegamos ao nosso destino: Esquina Tucunduva, um pequeno vilarejo habitado por descendentes italianos em sua maioria, agricultores, criadores de suínos e alguns poucos comerciantes. Tio João anunciou nossa chegada com uma estrondosa buzina de ar comprimido de seu carro. Imediatamente vimos três crianças com o cabelo claro vindo em nossa direção. Eram meus primos Gilberto (que todos insistiam em chamar de Miguelão) César e Marta, os filhos mais novos de Tia Ana. Marta, que recém ensaiava seus primeiros passos. Eram instantes de reencontro, pois havia algum tempo que não nos víamos. Pude rever meus tios e primos ali reunidos. A manhã passou mais em função das demoradas conversas entre todos, que queriam saber novidades de meus pais. Esse era um importantíssimo hábito de antigamente onde existia uma formalidade em se receber visitas, com a presença de todos em torno da mesa para conversas diversas, independente da idade, pois os pequeninos tinham que aprender desde cedo a respeitar a presença de outras pessoas. O almoço ficou a cargo dos genros de Tio Hugo, Castelo e Valmor, que fizeram fogo lá pelas dez horas, utilizando gravetos e madeiras colhidas na propriedade, sendo que, logo após, espetaram diversos pedaços de carne de uma novilha abatida no dia anterior, especialmente preparado para aquele nosso encontro. Sentia neles uma alegria imensa em poder nos receber, não sabiam o que mais fazer para nos agradar, isso era uma característica de nossa família, extremamente unida em todos os momentos. Vovô era o centro das atenções por ser uma pessoa extremamente carismática e querida por todos. Era nosso ícone, nossa rocha, nosso maior

exemplo, conduzindo os destinos da família com conduta de comandante militar. Depois do almoço chegou o momento que tanto esperávamos. Ir pescar e nadar no rio, passear, rever o açude, o calhambeque 1929, a fábrica de vinho artesanal do tio Hugo, os chiqueiros de porcos, os potreiros e as vacas, enfim, toda aquele pedaço de chão que tanto adorávamos, desde pequenos. O comando do passeio e das brincadeiras estava a cargo de Miguelão, que apesar de extremamente tímido, se esforçava muito para nos agradar. Tia Ana sempre foi uma lutadora, trabalhando exaustivamente desde cedo até a noite, pois além de uma porção de filhos para criar, tinha outras atividades a serem executadas. Não se importava em carpir na roça, tirar leite das vacas, fazer queijo, matar porcos, criar galinhas, fazer torresmo, salame e sabão, fazer melado, tirar água do poço, afinal, eram tantas coisas a serem relatadas que me cansei só em listá-las. Uma das especialidades de Tia Ana eram os enormes pães caseiros que fazia diariamente, pois eram muitos os filhos. Para tanto, utilizava um forno à lenha que ficava nas proximidades da cozinha, envolvendo as formas com folhas de bananeira. O cheirinho de pão fresquinho era sentido de longe, causando enorme vontade em consumi-los. Caminhamos exaustivamente até chegar ao açude que ficava a uns dois quilômetros da casa de tia Ana. Era um lugar maravilhoso, com a água límpida e cheia de peixes. Durante a semana, diversas mulheres das redondezas se utilizavam das águas para lavar roupas. Nós, com um tacho cheio de minhocas, cuidadosamente extraídas da horta da propriedade, nos pusemos a pescar lambaris, com varas de taquara bem fininhas, usando como bóias, velhas rolhas de garrafas. A cada peixe fisgado, uma sensação diferente. Cada um queria pegar o maior peixe, tarefa esta que Miguelão, com toda a sua experiência no local, pois sabia onde ficavam os poços preferidos dos peixes, se encarregou de realizar. De repente, um susto. Ivo sai correndo e gritando depois de ter fisgado algo. Era um enorme muçum, muito parecido com uma cobra, o que levou Ivo ao desespero e motivo de muitas risadas entre nós. E a tarde continuou maravilhosa com direito a ir tomar banho num rio das proximidades, o rio Pratos, que graças ao solo rochoso permitia que se atravessasse de uma margem a outra e caminhando, formando uma bela paisagem e um atrativo dos moradores de lá. Voltamos ao entardecer. Vovô já estava ficando preocupado com nossa demora. Na realidade, não vimos a tarde passar, por tamanha intensidade de todas as nossas brincadeiras, que, diga-se de passagem, eram muito saudáveis, com contato direto com a natureza, e com todos os trajetos cumpridos a pé. Hora da despedida. Alegria intensa por termos tido a oportunidade de ir até lá, mas tristeza por ter o dia passado tão ligeiro. Foram muitos abraços e beijos. Antes de partir, Ivo pediu ao vovô uma última coisa: queria fazer de conta que dirigia o velho Ford 1929 do tio Hugo, que se encontrava parado na garagem havia um bom tempo. Enfim partimos. A volta prometia ter que andar no escuro em estradas apertadas e com pouca visibilidade. Mas confiávamos em Tio João. Depois de alguns minutos, um silêncio irrompe o confortável veículo, somente ouvindo-se o barulho do potente motor. Escorado na porta direita, Ivo pegou no sono e do outro lado, eu, que também não pude evitar fechar lentamente os olhos. O dia havia sido extremamente cansativo. Estávamos exaustos.


12

Toledo/PR • 11 a 17 de março de 2011

SOCIAL

“Não se pode ensinar alguma coisa a alguém, pode-se apenas auxiliar a descobrir por si mesmo.” (Galileu Galilei)

WANDERLEY GRAEFF

wanderley@vivertoledo.com.br

Jantar de posse A classe empresarial toledana reserva data para uma comemoração especial: o jantar festivo de posse da nova diretoria da Acit, no dia 8 de abril, no Olinda Park Hotel. Transbordando entusiasmo, o presidente Walmor Lodi projeta a ampliação do número de associados da entidade. Fabiana Zielasko, esposa do presidente da Faciap, Rainer Zielasko, esbanjou beleza e elegância na posse da diretoria da entidade

Osmar e Luciana Vanzella curtiram viagem a Maragogi-CE, com os filhos Felipe e Luiza, em 2010, pela Lumiar Turismo

Toyota É para participar de evento mundial da Toyota que o empresário Divonsir Bastos Cardoso, o “Zico”, e a esposa Maria Elzi, decolam a Dubai, nos Emirados Árabes. Viagem com direito a escala em Londres, para rever o filho, Maurício, que cursa Comércio Exterior e se empenha no domínio do mandarim, de olho no grande mercado que a China representa.

Adenilson Bastos e Giselle Butzke no ótimo buffet das sextas à noite do Big Peixe

Mariana Donassolo e Marcelo Dombrowski, ele da equipe da Sicredi Oeste

Chá e desfile

João Carlos e Zenilda Pereira desfrutando dos sabores da Pizza do Nino, ele em tempo de comemoração de idade nova neste dia 12

Rápidas - O comércio varejista de Toledo faz horário especial das 9 às 17 horas neste sábado (12). - O Grupo Gaitaço anima o baile deste sábado no Clube Olímpico. No domingo, às 15h, tem Érico e Ademar. - Está prevista para até junho a inauguração de um novo hotel da rede Íbis com 225 apartamentos, em Curitiba. Até a Copa do Mundo, a capital deverá ter mais dois ou três hotéis. - João Carlos Domingos Pereira comemora o aniversário sábado, 12. Ele e a esposa Zenilda são adeptos dos cruzeiros organizados pela Lumiar Turismo.

Dança O CTG Chama Crioula assina evento neste sábado, 12, às 20h, no Teatro Municipal. É a VII Mostra de Dança Gaúcha e Paranaense Adão Camelo.

Turismo Não para de crescer o movimento de turistas na Tríplice Fronteira, a tal ponto que o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas registrou movimento de passageiros 40% maior em janeiro. Oito companhias operam na cidade, incluindo a Azul, que está estreando na semana, e as internacionais Pluna e Lan.

Faciap Uma rotina está estabelecida na vida do empresário Rainer Zielasko: as idas e vindas semanais entre Toledo e Curitiba. Alem disso, Rainer já adapta a agenda para as incontáveis visitas que fará a cidades paranaenses como presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresarias do Paraná.

Chá com desfile de moda é a programação agendada para sábado, 12, no Salão Cristo Rei, pela diretoria da Mulher Empresária da Acit para comemorar o Dia Internacional da Mulher. Várias empresas levarão à passarela as coleções de meia estação, outono e inverno, em confecções feminina e masculina, moda íntima, calçados, jóias e acessórios. Os convites podem ser adquiridos na Acit ou solicitados pelo fone 3055-4600.

MATRICULE-SE JÁ O que sempre foi

PERFEITO agora está

SENSACIONAL

3277-2109 Centro 3277-0748 Lago

85ª edição do Jornal Viver Toledo  

85ª edição do Jornal Viver Toledo

Advertisement