Page 1

Novos dias de atendimento: sexta a domingo Para eventos: mínimo de 30 pessoas

Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016 - Ano 8 - nº 336

Cooperativa Coamo celebra 46 anos sendo destaque no agronegócio A Coamo comemorou na última segunda-feira (28), 46 anos de atividades. A data foi celebrada em todas as unidades da cooperativa no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Em Toledo, os cooperados, colaboradores e convidados foram recepcionados com um café da manhã. PÁGINA 04

Coamo antecipa R$ 98,1 milhões em sobras E na semana em que comemorou 46 anos, a Coamo comemorou também os bons resultados de 2016, e anunciou aos 28 mil associados o valor das sobras da cooperativa: R$ 98, 1 milhões, que serão ser pagos na próxima quarta-feira (07). O valor foi divulgado na tarde de quarta-feira (30) pelo presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini. PÁGINA 04

Nota Paraná agora tem aplicativo para consumidor comparar preços O Paraná é o primeiro Estado a lançar um aplicativo que permite pesquisa de preços para o consumidor. O aplicativo Menor Preço, que fornece um comparativo do quanto custa um mesmo produto em diversos estabelecimentos, é um desdobramento do programa Nota Paraná. PÁGINA 05

Gerente Marino Mugnol e cooperados durante o evento que celebrou os 46 anos da Coamo

Escolas municipais recebem Rafain Churrascaria Show prêmio destaque no Ideb 2016 entra para o Guinness

Prefeito Beto Lunitti visitou as escolas que tiveram os melhores índices no Ideb

Show da Churrascaria Rafain entrou para o livro dos recordes

O prefeito Beto Lunitti e a secretária de Educação Tania de Grandi estiveram no início da semana, entregando o Prêmio Belmiro Castor recebido pelo município em Curitiba na semana passada. As escolas premiadas foram a Escola Municipal Arsênio Heiss, com o 2º lugar de maior evolução no Ensino Fundamental Regular – Anos Iniciais no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2016, e também a Escola Municipal Jardim Concórdia que obteve a 3ª posição. PÁGINA 03

Carnês do IPTU devem ser entregues até o fim de janeiro PÁGINA 03

GENÉRICOS COM DESCONTOS DE Rua Maripá, 5301 Toledo-Pr (45) 3055-3110 / 9862-9260 9804-6664 (whats app)

Rua Eugênio Keller (próximo ao Ciscopar) – Jd. Coopagro

50%

(até dia 12/12) – Faça seu pedido pelo whats 99862-9260 Não esqueça de pedir seu cupom para concorrer aos brindes de final de ano

Projeto prevê preservação do patrimônio cultural e cria conselho PÁGINA 02

Copel alerta sobre cuidados com a decoração do Natal PÁGINA 04

A Rafain Churrascaria Show entrou para o Guinness World Records como “o maior número de danças nacionais apresentadas em um jantar com show”. A cerimônia da entrega do certificado do recorde aconteceu em um jantar na noite do último dia 23, na própria churrascaria. PÁGINA 07


02

Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

GERAL

“Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!” (Rui Barbosa)

Schiavinato viabiliza cerca Suspensão da exploração do gás de xisto por “fracking” é aprovada em segundo e terceiro turnos de R$ 2 milhões para A exploração do gás de xisto por meio do fraturamento de rochas, o chamado método “fracking”, deverá sofrer proibição de dez anos para que possa ser licenciada e realizada no estado, conforme projeto aprovado em segundo e terceiro turnos na terça-feira (29), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), quando foram realizadas duas sessões ordinárias. Na primeira votação a matéria passou com 43 votos favoráveis e nenhum contrário. Na segunda, durante sessão plenária que antecipou a sessão que seria realizada na quarta-feira (30), recebeu 44 votos favoráveis e também nenhum contrário. Antes de ser encaminhada para sanção do governador Beto Richa a proposição de nº 873/2015 volta ainda ao Plenário na próxima semana, para ser analisada em redação final, última etapa de votações no Legislativo. Na prática, a proposta dos deputados estaduais Rasca Rodrigues (PV), Schiavinato (PP), Fernando Scanavaca (PDT), Marcio Nunes (PSD), Marcio Pacheco (PPL), Guto Silva (PSD) e Cristina Silvestri (PPS), proíbe que empreendimentos e obras de exploração que utilizem o método não-convencional (do fracking) para obtenção do gás de xisto recebam dos órgãos ambientais as licenças e autorizações para a perfuração em solo paranaense. O projeto original passou com uma subemenda substitutiva geral elaborada pela Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda. A subemenda fez alguns

A exploração do fracking no Paraná está proibida, pelo menos nos próximos 10 anos

ajustes técnicos no texto original do projeto e, entre eles, incluiu a expressão “suspensos por dez anos” em substituição à anterior, que se referia à “moratória por dez anos”. Segurança Durante os debates na Alep o deputado Schiavinato destacou a importância da discussão sobre o tema que, segundo ele, garante a “segurança ambiental e a segurança voltada ao desenvolvimento do agronegócio”. Schiavinato lembrou que o Paraná é um estado pioneiro no tema, mudando a legislação visando a proteção do agronegócio e do meio ambiente. “Na época da elaboração do projeto fomos para a Argentina e percebemos o que significou isso para eles”, recordou. Na opinião dele, é preciso buscar outras formas de energia, principalmente as de fontes sustentáveis. Já o deputado Rasca Rodrigues

ressaltou que o método do fracking oferece enorme risco ao meio ambiente, pois a perfuração atinge cerca de seis mil metros de profundidade “explodindo a rocha, e isso gera mais de 400 produtos tóxicos e radioativos”, e que a suspensão de dez anos é para preservar a “economia, o meio ambiente e a reserva de água que temos no subsolo paranaense”. “A suspensão por dez anos é o consenso que construímos com os deputados, que perceberam os riscos irreversíveis ao solo e a água que o fracking provoca. Onde foi feita a perfuração, como nos Estados Unidos e Argentina, deu errado e trouxe prejuízos para o meio ambiente e a economia”, declarou o representante do PV. “O prazo de dez anos é para que possamos ter mais segurança e maturidade em decidir se queremos gás, ou água e ali-

mentos”, acrescentou Rasca. Prazo O texto do projeto estabelece que fica decretada a suspensão de dez anos para licenciamento de exploração do gás de xisto para as empresas vencedoras do leilão da Agência Nacional de Petróleo – ANP, que se utilizem do método fracking para a sua exploração, no estado do Paraná. Esse período servirá, segundo o projeto, para a “prevenção ambiental ocasionada pela perfuração do solo mediante uso do método fracking, que pode ocasionar possíveis contaminações das águas”. Constituição A questão do fracking já é tratada na Constituição do Paraná. Recentemente foi aprovada na Alep, de forma pioneira no país, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 12/2015, que incluiu a necessidade de autorização do Poder Legislativo para o uso desse método de extração de gás de xisto no Paraná. De acordo com a proposta, publicada como Emenda Constitucional nº 37, o art. 209 da Constituição do Estado passou a ter a seguinte redação: “Observada a legislação federal pertinente, a construção de centrais termoelétricas, hidrelétricas e perfuração de poços de extração de gás de xisto pelo método de fraturamento hidráulico da rocha dependerá de projeto técnico de impacto ambiental e aprovação da Assembleia Legislativa; a de centrais termonucleares, desse projeto, dessa aprovação e de consulta plebiscitária”.

Projeto prevê preservação do patrimônio cultural e cria conselho Deu entrada na Câmara Municipal, o Projeto de Lei nº 167, que “dispõe sobre a preservação do patrimônio histórico, cultural, artístico e natural do Município de Toledo”. O PL 167 é de autoria do Poder Executivo e conta com 43 artigos, onde prevê “proteção especial ao patrimônio histórico, cultural, artístico e natural do município” por parte do poder público municipal. O projeto aplica-se às coisas pertencentes tanto às pessoas físicas, como às pessoas jurídicas de direito privado ou de direito público interno. “A preservação do patrimônio é um resgate da memória e da história de uma cidade e de uma região”, aponta a justificativa do projeto enviado à Câmara e que iniciou sua tramitação com o envio pelo presidente Ademar Dorfschmidt à apreciação pelas Comissões Permanentes. O PL

167 prevê o tombamento, que é a fixação de um regime especial de uso de um certo bem, público ou particular, como forma de reconhecimento de sua importância para a sociedade de Toledo, seja pelo seu “valor histórico, artístico, ecológico, bibliográfico, documental, religioso, folclórico, etnográfico, arqueológico, paleontológico, paisagístico, turístico ou científico”, aponta a proposta. O Projeto de Lei nº 167 prevê também a criação dos Livros do Tombo Municipal destinados à inscrição dos bens que o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural considerar de interesse de preservação para o Município. A preservação do patrimônio histórico de Toledo despertou debate na Câmara na semana passada por conta do asfaltamento de trecho de calçamento com pedras tombado como histórico na Rua Sete de Setembro.

O PL 167 também define como coisas tombadas os bens que permanecem no domínio e posse de seus proprietários, não podendo porém em caso algum ser demolidos, destruídos ou mutilados, nem pintados ou reparados, sem prévia autorização do órgão competente. “Os bens tombados deverão ser conservados e, em nenhuma hipótese, poderão ser demolidos, destruídos ou mutilados, devendo aos bens naturais ser assegurada a normal evolução dos ecossistemas”, aponta a proposta, que também prevê a tramitação dos tombamentos, onde a decisão final fica a cargo do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural. A instituição, de caráter deliberativo e consultivo, está prevista no artigo 6º e integraria a Secretaria Municipal da Cultura. O Conselho do Patrimônio Cultural seria composto por três

membros governamentais, representando órgãos municipais, definidos pelo Poder Executivo, além do titular da Secretaria da Cultura e três representantes da sociedade, sem remuneração, com mandato de dois anos e nomeados pelo prefeito. O PL 167 também prevê que o tombamento se dará por ato administrativo, ouvido o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, por iniciativa do proprietário; de qualquer cidadão, mediante proposta escrita, da qual constem elementos suficientes de identificação do bem a ser tombado; ou a juízo do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural. Ele também prevê que, instaurado o processo de tombamento, passam a incidir sobre os bens indicados por ele as limitações ou restrições administrativas próprias do regime de preservação de bem tombado, até decisão final.

DILCEU SPERAFICO Deputado Federal

A economia, o Brasil e a qualificação de mão-de-obra O desemprego está entre as mais injustas e cruéis distorções da sociedade moderna, pois penaliza tanto o trabalhador sem salários, todos seus dependentes, como crianças e idosos, demais familiares e a própria economia do País, pois a queda nas vendas do comércio e indústria reduz também a arrecadação de impostos, as novas oportunidades de negócios e a contratação de novos funcionários. Assim se cria a cadeia do mal que atinge e maltrata todas as categorias sociais, pois entre as piores conseqüências do desemprego estão a redução da abertura de novas vagas de trabalho na iniciativa privada e do recolhimento de impostos, dificultando o desenvolvimento de programas sociais do poder público. O desemprego, no entanto, não se deve apenas à grave crise econômica, política, fiscal, social e moral que o País enfrenta, pois muitos trabalhadores não conseguem elevar seus rendimentos, manter seus atuais empregos ou encontrar novas ocupações, por falta de qualificação e/ou adequação da mão-de-obra. Conforme pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil é o 3º país com maior carência de trabalhadores qualificados entre as principais economias do mundo, com 63% das empresas nacionais com 10 ou mais empregados enfrentando o problema da falta de mão-de-obra capacitada para suas atividades. Nesta distorção, o Brasil está empatado com a Turquia e na outra ponta do ranking estão a Espanha, percentual de 3% de empresas que não preenchem facilmente as vagas oferecidas, a Inglaterra, com 12%, a França, com 21% e a China com 24%. O levantamento também revelou que 45% dos trabalhadores consultados em diversos países acreditam que não possuem as habilidades necessárias

EXPEDIENTE

para obter um bom emprego e elevar seus rendimentos, Apenas 30% dos trabalhadores afirmam possuir capacitação suficiente que suas atividades exigem. A escassez de mão-de-obra qualificada está mais acentuada no setor industrial, o que significa prejuízos para o setor secundário, que transforma produtos primários e agrega valores à economia urbana e rural. O estudo da OCDE atribui essas dificuldades ao avanço das tecnologias e a utilização de computadores cada vez mais “inteligentes” no ambiente de trabalho. Conforme especialistas responsáveis pelo levantamento, o rápido progresso das tecnologias digitais está transformando a forma como se trabalha não apenas na indústria, mas também no comércio, setor de prestação de serviços e mesmo poder público. Com isso, os conhecimentos e habilidades dos trabalhadores em atividades e dos jovens que ingressam no mercado de trabalho, precisarão se adequar às mudanças e novas exigências dos empregadores, com destaque para a criatividade e o pensamento crítico, pois são qualidades que podem facilitar o acompanhamento e até superar o avanço tecnológico. São informações importantes e preocupantes, pois apesar dos esforços do poder público, entidades e empresas na qualificação da mão-de-obra em todo o País, é preciso avaliar se os atuais treinamentos estão adequados à formação anterior dos jovens trabalhadores e às necessidades do setor produtivo. A exigência da qualificação dos trabalhadores, na verdade, não está mais restrita às atividades empresariais urbanas, pois o agronegócio que hoje utiliza equipamentos controlados por sistemas digitais, igualmente depende de mão-de-obra familiarizada com essa nova realidade. Editora Viver Toledo Ltda. CNPJ 10.995.596/0001-60 Rua Santos Dumont, 4110, Sl 07 – Vila Industrial CEP 85904-450 Toledo - PR Fones: (45) 3054-0444 - 3054-0333 vivertoledo@vivertoledo.com.br

Diretora Luciane Graeff lucianegraeff@hotmail.com

Prefeitura de Toledo O deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP) esteve, na semana passada, na Prefeitura de Toledo em reunião com o prefeito Beto Lunitti, com o vice-prefeito Adelar Pelanka e com secretários municipais. O parlamentar entregou a autorização para homologação dos lotes do processo licitatório e consequente assinatura dos contratos com quatro empresas que fornecerão maquinário pesado a ser utilizado pela administração pública em demandas do interior do município. As empresas vencedoras do certame, CNH Latin America, Engepeças Equipamentos, Vianmaq Equipamentos e Possoli Caminhões fornecerão respectivamente uma motoniveladora, uma retroescavadeira, um rolo compressor e caminhões caçamba basculantes. As aquisições utilizarão R$ 1.856 dos R$ 2 milhões disponibilizados. “O prefeito, como chefe do executivo municipal, teve total liber-

dade para decidir quais os equipamentos eram os mais essenciais a serem adquiridos neste momento para atender as atividades rurais do município. São investimentos consideráveis por parte do Governo do Estado e as máquinas compradas são fundamentais para o trabalho de qualquer administração pública”, salientou Schiavinato, que viabilizou a verba junto ao secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Jr. em março desse ano. Os recursos são provenientes do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM) da Fomento Paraná. O SFM foi criado pelo Governo do Estado com a finalidade de colocar à disposição dos municípios paranaenses orientação técnica e recursos financeiros, para estimular a melhoria da infraestrutura e da qualidade dos serviços públicos, promovendo a qualidade de vida da população paranaense.

Recessão se aprofunda, mas PIB do Paraná ainda cai menos do que o nacional O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná registrou recuo de 3,1% do terceiro trimestre de 2016 na comparação com igual período do ano passado, pressionado pela queda da atividade na indústria e na agropecuária, com a quebra da safra de grãos. No acumulado de janeiro a setembro, a economia paranaense encolheu 3% em relação ao mesmo período de 2015, ainda assim abaixo da registrada pelo Brasil, que retraiu 4% nos primeiros nove meses do ano. Os dados foram divulgados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE). No acumulado dos últimos quatro trimestres, o PIB do Paraná caiu 3,5%, contra 4,4% do Brasil. O Ipardes não calcula a variação do PIB em relação ao trimestre imediatamente anterior com ajuste sazonal. Nessa comparação, o IBGE divulgou um recuo de 0,8% no Brasil. Há sete trimestres seguidos a economia brasileira retrai continuamente, na recessão mais longa da história do País. “Houve um arrefecimento do otimismo nos últimos dois meses e os números mostram que a recessão pode ser mais longa do que se esperava”, diz o presidente do Ipardes, Julio Suzuki Júnior. A demora na retomada dos investimentos, o endividamento das famílias, o crédito caro e a interrupção de evolução da massa salarial, com o desemprego em alta, contribuem para adiar a retomada. Indústria e agropecuária No Paraná, a agropecuária e a indústria recuaram 3,9% no terceiro trimestre, na comparação com julho a setembro de 2015. Os serviços,

por sua vez, tiveram queda de 2,7% na mesma base de comparação. Os números da agropecuária paranaense sofreram o impacto da quebra da safra de grãos, que deve ser 7% menor do que a do ano passado, somando 35,2 milhões de toneladas, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab). O excesso de chuvas e as geadas prejudicaram a safra de soja e a segunda safra de milho, principalmente. No acumulado do ano, a agropecuária registra queda de 2,6%, a indústria, de 5,5%, e os serviços de 2,2%. No resultado dos quatro trimestres, a agropecuária registra queda de 2,3%, indústria 6,8% e serviços 2,4%. Apesar dos números negativos, o economista ressalta que a indústria, setor mais afetado pela crise, indica uma interrupção do processo de piora dos números. A indústria da transformação tombou com a redução da atividade do setor automotivo, do setor de máquinas e equipamentos e de alimentos, esse último afetado pela quebra da safra. “A queda da indústria vem diminuindo nos últimos meses, o que pode indicar que ela parou de piorar”, diz. O presidente do Ipardes ressalta, no entanto, que dois setores podem trazer algum alívio para 2017, especialmente para a economia do Paraná. A previsão de uma boa safra agrícola e as exportações, beneficiadas pelo câmbio, devem contribuir para amenizar os efeitos da recessão. “Há uma expectativa de aumento da taxa de juros nos Estados Unidos, depois das eleições, o que deve causar valorização do dólar e beneficiar os exportadores”, diz.

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO PARANÁ COMARCA, MUNICIPIO E DISTRITO DE TOLEDO RUA ALMIRANTE BARROSO1 1713 - CENTRO A Sra. LENIR SMIT LAURINDO, Oficiala designada do Cartório de Registro Civil de Pessoas naturais, no uso de suas atribuições (art. 1527), FAZ SABER, a quem interessar, que as pessoas a seguir nominadas requereram suas habilitações para casarem-se civilmente perante este Cartório, apresentando os documentos exigidos pelo art. 1.525, I a IV, do Código Civil Brasileiro.

RELAÇÃO DE PROCESSOS DE CASAMENTOS Cristiano Michelon Prause Diego Bastos Ferreira Edson Flavio Vitorino José João da Costa Josias Rodrigues de Aquino Josué Batista da Silva Neves Marlow Marcelo Pelissari Stroparo Rafael Afonso Roratto Rafael Cristiano Geiss Santos Rafael da Silva Dias Rafael Fernando Reolon Reginaldo Tolentino Leme Rodrigo Cardoso da Silva Victor Donaduzzi Willian Jhones da Silva

Thatiane Cristina Alves Castro Crislaine dos Santos Purcino Josiane Ferreira dos Santos Maria Olicia Golemba Cremilda Maria Paula Anely Léa Gumz Sara Gomes Menechini Coelho Claudia Pereira Vasconcelos Fernanda Caroline Ligabue da Silva Stephani Cristina da Silva Daiane Krackeker Neiva Danielle Moreira Isabel dos Santos Corrêa Ana Luiza Marin Bortoluzzi Jheine Ferreira da Silva

SE ALGUÉM souber de impedimento ou causa suspensiva, oponha-o na forma do art. 1529 do Código Civil. DADO E PASSADO nesta cidade e comarca de Toledo-Pr, ao 02º dia do mês de Novembro de 2016. (ass.) LENIR SMIT LAURINDO, Oficiala.

Editora Karine Graeff karine@vivertoledo.com.br

Diagramação Lidio Ricardo


Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

CIDADE Escolas municipais recebem prêmio destaque no Ideb 2016

03

“Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo; quando vires um homem mau, examina-te a ti mesmo.” (Confúcio)

O prefeito Beto Lunitti e a secretária de Educação Tania de Grandi estiveram no início da semana, entregando o Prêmio Belmiro Castor recebido pelo município em Curitiba na semana passada. As escolas premiadas foram a Escola Municipal Arsênio Heiss, com o 2º lugar de maior evolução no Ensino Fundamental Regular – Anos Iniciais no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2016, e também a Escola Municipal Jardim Concórdia que obteve a 3ª posição. A Arsênio Heiss conquistou 8.0 no IDEB. Já a Escola Municipal Jardim Concórdia atingiu a marca dos 7.7. Ambas receberam um baú de literatura ofertado pela Editora Positivo, contendo obras diversas de literatura infantil, Dicionário Aurélio, além de livros específicos para a formação do corpo docente. O prefeito Beto Lunitti ressaltou a importância do Prêmio e destacou que essa é uma conquista de todos. “Temos que

Secretária Tania e prefeito Beto Lunitti visitaram as escolas premiadas no Ideb

agradecer e reconhecer os esforços de toda a equipe pedagógica dessas escolas. O prêmio é o símbolo de que estamos no caminho certo, símbolo de que estamos aprimorando e valorizando a educação”, pontuou. A diretora Fátima Cardoso, da Arsênio Heiss, e a respon-

sável pela Escola Jardim Concórdia , Sirlei Rossi, acompanharam em Curitiba. De acordo com a secretária de Educação, Tania de Grandi, o feito é resultado do bom trabalho de todos. “É uma conquista nossa, o prêmio é nosso, nós alcançamos este objetivo, e nós estamos

muito felizes”, afirmou. Prêmio Belmiro Castor A ideia do Prêmio é fazer um reconhecimento às escolas que mais se destacaram na avaliação do IDEB e manter vivo o legado deixado pelo professor Belmiro Castor, falecido em 2014.

Lousas digitais adquiridas pelo OP foram entregues a três escolas Doze lousas digitais adquiridas pelo Orçamento Participativo foram entregues na terça-feira (29). O ato aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura de Toledo e contou com a presença da equipe administrativa da SMED e dos presidentes da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) das escolas que receberam o material. As escolas municipais equipadas foram a Henrique Brod, no Jardim Panorama, Princesa Isabel, em Dois Irmãos, e Amélio Dal Bosco, no Jardim La Salle. Para a aquisição dos equipamentos foram investimentos R$ 49.440 mil. As escolas municipais, gradativamente, têm recebido os quadros interati-

Três escolas foram contempladas com os equipamentos, que darão mais dinamismo às aulas

vos e as comunidades escolares dos bairros e distrito em questão optaram por destinar recursos do OP para ampliar o núme-

ro de lousas já disponibilizadas pela Prefeitura. A Secretaria Municipal de Educação (SMED) já capacitou

os professores da rede municipal de ensino para manusear o recurso. “Isso deixa as aulas mais encantadoras e é mais uma possibilidade que a equipe docente tem, pensando em uma tecnologia mais adequada”, afirmou a diretora administrativa da SMED, Carmem Possebon. Na ocasião, o prefeito Beto Lunitti destacou que a aquisição desses materiais vem a somar para o Programa ‘Escolas Digitais’. “Estamos sempre buscando melhores condições para qualificar a educação no município, proporcionar um ambiente favorável para a qualidade de vida e o desenvolvimento de Toledo”, afirmou.

Carnês do IPTU devem ser entregues até o fim de janeiro A Prefeitura de Toledo já realizou o processo licitatório para a confecção dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2017. A previsão é de que até 10 de janeiro sejam realizadas as atualizações de dados. Após, começa a produção gráfica dos carnês que, segundo informações da Secretaria da Fazenda, começarão a ser entregues pelos Correios no dia 23 de janeiro em imóveis edificados. O prazo para a distribuição em todo o território do município é de 30 dias. Os proprietários de terrenos baldios devem retirar seus carnês na Prefeitura de Toledo ou realizar a impressão através do site da Prefeitura. O contribuinte pode acessar o link e com o número de cadastro do imóvel ou indicação fiscal realizar a emissão da 2° via. Para o próximo exercício houve um aumento de 20% no número carnês confeccionados. Neste ano foram 45 mil, já em 2017 a serão aproximadamente 50 mil. “Isto demonstra um crescimento vegetativo. Novos loteamentos são aprovados, edificações e desmebramentos, confirmando assim também o bom trabalho da fiscalização do município, que está averiguando cada imóvel”, explicou o diretor de Receita da Secretaria da Fazenda Jaldir Anholeto. Já em relação ao custo de produção dos carnês, Anholeto informou que o município conseguiu diminuir o valor em torno de 40%. “Obtivemos um bom resultado com as nossas pesquisas de impressão e em relação às gráficas. Ano passado o valor de cada carne foi de R$ 1,00, este ano o valor ficou em R$ 0,66, gerando uma economia considerável para os cofres pú-

blicos”, disse. Sobre os vencimentos do IPTU, o diretor de Receita explicou que o pagamento à vista em parcela única deve ser realizado até do dia 10 de março, mesma data para a quitação da primeira parcela para os contribuintes que optarem pelo parcelamento da dívida. Neste caso serão 10 prestações. Jaldir ainda reforçou que o valor do IPTU não irá sofrer aumento. “Desde 2010 temos apenas a correção conforme a inflação, o que é obrigatório por lei. O município não pode deixar de aplicar este índice por questões de legalidade. Caso não seja feito, o gestor pode responder por improbidade administrativa”. A previsão de arrecadação com o IPTU para 2017 é de R$ 40 milhões. Quitação de débitos A Secretaria da Fazenda emitiu um alerta para os cidadãos quitarem suas dívidas relacionadas ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) até o dia 29 de dezembro. Caso isso não ocorra, os débitos podem sofrer um aumento para o próximo ano próximo de 25%. Isso acontece porque a própria legislação prevê que os tributos de um exercício, quando são inscritos em dívidas ativas, sofram multas, juros e correção monetária. Segundo o diretor de Receita Jaldir Anholeto, o alerta é para evitar que o contribuinte seja surpreendido no início do ano que vem com relação aos tributos que não foram quitados até o fim de dezembro de 2016. “Estes débitos com o município serão atualizados em inscritos em dívida ativa”, frisou. Em caso de dúvidas, os munícipes podem procurar o Departamento de Receita para serem orientados.

Novo processo licitatório garante show pirotécnico na virada

Diminuição gradativa do LIRAa é destacada em reunião do Comitê Contra a Dengue Na manhã de quarta-feira (30) foi realizada a penúltima reunião do Comitê Municipal de Mobilização Social Contra a Dengue. A situação epidemiológica do município, apresentação dos dados do último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), avaliação final das ações realizadas durante o ano e propostas e intervenções a serem continuadas estiveram na pauta. Segundo o secretário de Saúde, Fernando Pedrotti, as avaliações das diversas ações realizadas durante o ano é positiva. Pedrotti afirmou que a preocupação hoje não está em torno somente da Dengue, mas de outras doenças também transmitidas pelo mosquito. “A gente lembra que hoje a preocupação é também com o Zika Vírus e a Febre Chikungunya. Por isso reforçamos mais uma vez o alerta a população para não

permitir a proliferação do Aedes aegypti”. Em relação ao LIRAa, Fernando Predotti explicou que houve uma diminuição gradativa durante o ano. “No nosso primeiro LIRAa tínhamos uma índice de 4,60%, já neste último o número de infestações caiu para 0,40%, ou seja, em cada mil casas, quatro apresentaram larvas do mosquito”. Para a Organização Mundial da Saúde, o risco de epidemia é acima de 1%. Os bairros que apresentaram uma maior infestação foram o Tocantins, Europa, Industrial, America, Porto Alegre, Panorama, Bressan e Gisela. Segundo o supervisor técnico do Combate e Combate às Endemias, Taylon Pereira, a diminuição dos casos vai de encontro às parcerias realizadas com as organizações não governamentais. “Tivemos parceria dos alunos de Medicina Veterinária da PUC (Pontifícia Universida-

de Católica do Paraná), dos acadêmicos de medicina da UFPR (Universidade Federal do Paraná), do colégio SESI, da ACIT (Associação Comercial e Empresarial de Toledo), e das empresas Central Pack, Grupo Estradão Combustíveis e Oliveira Comércio de peixes”, agradeceu Taylon. Taylon ainda explicou que muitas ações de combate nasceram dentro das reuniões de Comitê. “Temos, por exemplo, a confecção de banners para os cemitérios, que foi uma ideia debatida do comitê e que apre-

sentou bons resultados”, explicou. O supervisor informou que a última reunião será realizada no dia 07 de dezembro na sala de reuniões da Prefeitura. Serão convocados todos os participantes, as instituições, as universidades, a ACIT e vários outros órgãos não governamentais que participaram das ações. “Queremos fazer uma confraternização em agradecimentos as parcerias e visando também a continuidade das ações, porque o mosquito Aedes aegypti não dá descanso”, finalizou.

Reveillon Popular de Toledo é um dos eventos mais aguardados e atrai pessoas de toda a região

Na última sexta-feira (25) a Prefeitura de Toledo realizou a licitação para a contratação de empresa especializada para conduzir o show pirotécnico do Réveillon Popular em Toledo. O primeiro processo havia sido cancelado por recomendação do Ministério Público, após uma das concorrentes alegar que o edital limitava a participação de mais interessados no certame. A expectativa era que mais empresas viessem para a concor-

rência, porém apenas uma participou do pregão presencial. “Corríamos o risco de ter que pagar mais do que na primeira oportunidade, pois tínhamos apenas um interessado”, disse o secretário de Administração Nélvio Hubner enaltecendo o trabalho dos servidores da Comissão de Licitações. O pregoeiro responsável solicitou à participante a possibilidade de praticar o mesmo preço aplicado no primeiro processo licitatório. A vencedora do processo, a Pirocenter Indústria e Comércio de Fogos de Artifício LTDA – ME aceitou a proposta e serão investidos R$ 95.190,00 para a realização do show pirotécnico. O valor estimado para a contratação era de R$ 122.530,00. O contrato deve ser homologado nos próximos dias. “É uma das principais atrações festivas do município. O Réveillon Popular projeta Toledo e atrai turistas de diversos lugares. É um dos maiores eventos desta natureza no sul do país”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico Wolmir Ficagna

ALUGA-SE

Aluga-se sala comercial no Edifício Antares 2º andar – com dois ambientes e banheiro Contato: 3378-2833 9972-6216


04

Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

GERAL

“Mesmo desacreditado e ignorado por todos, não posso desistir, pois para mim, vencer é nunca desistir.” (Albert Eistein)

Coamo antecipa R$ 98,1 milhões em sobras

Coamo celebra 46 anos sendo destaque no agronegócio A Coamo comemorou na última segunda-feira (28), 46 anos de atividades. A data foi celebrada em todas as unidades da cooperativa no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Em Toledo, os cooperados, colaboradores e convidados foram recepcionados com um café da manhã. Na oportunidade, o gerente Marino Mugnol, agradeceu o trabalho competente realizado pelo quadro funcional, e a confiança depositada pelos cooperados: “o nosso sucesso é o resultado de muito trabalho e da confiança que os produtores nos depositaram desde o início da cooperativa, há 46 anos. A Coamo se destaca no agronegócio brasileiro pelo forte espírito cooperativista. A Coamo é o resultado da conjugação de três fatores fundamentais: a união incondicional dos associados que atuam de forma marcante nas sociedade; a estabilidade de sua administração; e a equipe de funcionários devidamente treinada e comprometida, alinhada com os objetivos traçados pela diretoria para o atendimento às necessidades dos associados”, explicou Marino. Em Toledo há 22 anos, a Coamo nasceu pequena e ser fortaleceu ao longo dos anos, sendo um dos grandes entrepostos da cooperativa. O cooperado Egon Portes ressaltou o trabalho da Coamo: “a Coamo mostrou que o cooperativismo é o caminho certo para agricultura e fico feliz pelo o que a cooperativa fez e faz em termos de tecnologia e

Gerente Marino Mugnol recepcionou cooperados e convidados, ressaltando o trabalho da Coamo ao longo dos 46 anos

Rudi Kuns, chefe da Seab: “Coamo é referência em tecnologia organização e produtividade”

atendimento”. O chefe da Seab, Rudi Kuns também destacou o trabalho da Coamo: “Hoje sabemos que au-

mento de produção não significa aumento de área, mas sim aumento de tecnologia, e a Coamo é referência nesse aspecto,

se destacando também em organização e produtividade”. Nova gerência Durante a celebração dos 46 anos da Coamo, o gerente do entreposto de Toledo comunicou sua transferência para o entreposto de Juranda. Em seu lugar, assumirá Celso Pagani, que vem do entreposto de Mamborê. “Agradeço a acolhida que tive aqui em Toledo. Vim pra ficar 4 ou 5 anos, e fiquei 9. Agora é hora de seguir outro rumo. Mas tenho certeza que os cooperados continuarão sendo muito bem acolhidos por essa equipe maravilhosa”, disse Marino, que assume a unidade de Juranda dia 02 de janeiro.

Copel alerta sobre cuidados com a decoração do Natal Dezembro é marcado pelas luzes, cores, festas e confraternizações que anunciam a aproximação de mais um fim de ano. Neste período, conforme determina a tradição, as cidades ficam muito mais iluminadas. A paisagem se transforma e fica mais colorida e iluminada. As decorações natalinas tomam conta dos centros urbanos e até mesmo do meio rural. Elas enfeitam edifícios, fachadas, ruas, praças, jardins, enfim, estão em todos os lugares, inclusive o interior das residências. Mas, por traz das belezas dos

É preciso ter muito cuidado para evitar acidentes com a instalação das luzes de Natal

enfeites e decorações de fim de ano, os cuidados com a energia elétrica, que é o item principal da festa iluminada, é o detalhe mais importante a ser observado para que as comemorações não se transformem em transtornos. Para evitar acidentes com choque elétrico envolvendo o manuseio e instalações dos enfeites natalinos, a Copel alerta para cuidados importantes. Um dos principais cuidados que deve ser tomado já no momento da compra dos enfeites é observar se têm certificação do Inmetro. Verifique a procedência e a qualidade dos equipamentos que utilizam energia elétrica, principalmente os cordões de luzes (pisca-piscas). “É importante garantir que os enfeites que utilizam eletricidade sejam compatíveis com a carga das instalações elétricas do imóvel, o que evita a sobrecarga. Incêndios são as consequências mais frequentes e catastróficas das sobrecargas, que geralmente têm a sua origem no superaquecimento dos

circuitos elétricos. Evite ligar vários equipamentos em uma mesma tomada, pois pode gerar carga excessiva, acima do projetado”, alerta o engenheiro de segurança, Rogério Nunes Santiago, do departamento de Segurança do Trabalho da Copel. Todas as emendas e conexões devem estar protegidas com fita isolante de boa qualidade para evitar choques e curtos-circuitos. Se for preciso trocar lâmpadas, arrumar fios ou mudar os enfeites de lugar, a tomada sempre deve ser desligada antes, além do cuidado com as quedas, frequentes nesta época. Somente após a conclusão da montagem da decoração é que se deve fazer a ligação dos enfeites na tomada para evitar acidentes por falhas no isolamento de fios ou nas emendas. “Evite, também, que as crianças brinquem ou fiquem muito próximas dos enfeites com instalações elétricas”, orientou o engenheiro de segurança da Copel.

E na semana em que comemorou 46 anos, a Coamo comemorou também os bons resultados de 2016, e anunciou aos 28 mil associados o valor das sobras da cooperativa: R$ 98, 1 milhões, que serão ser pagos na próxima quarta-feira (07). O valor foi divulgado na tarde de quarta-feira (30) pelo presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini. O dinheiro será pago em todas as unidades da cooperativa no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Os cooperados têm direito ao benefício na proporção da movimentação de cada um, durante o ano, com os produtos soja, milho, trigo e insumos. Conforme o presidente, é uma satisfação para a diretoria da Coamo anunciar está boa notícia para o quadro social. “A Coamo possui tradição do pagamento antecipado das sobras nesta época do ano. Essa condição é realizada desde a sua fundação, há 46 anos. Além de ‘engordar’ as festas de final de ano, o dinheiro das sobras ajuda a impulsionar o comércio nas várias regiões da área de atuação da cooperativa”, comenta Gallassini. Ele destaca que a antecipação só é possível devido a solidez, administração e bons resultados que a cooperativa vem ob-

O presidente da Coamo, Aroldo Galassini, anunciou ontem o valor das sobras no valor total de R$ 98, 1 milhões

tendo, exemplo disso é o faturamento da Coamo que neste ano deve ultrapassar R$ 11 bilhões. Na avaliação do presidente, o valor das sobras a ser antecipada aos cooperados é bastante significativo. “Comemoramos novamente esses bons resultados, fruto da participação efetiva dos cooperados e da boa administração da diretoria. Neste ano que estamos prestes a encerrar, mais uma vez, o balanço é positivo com aumento nos volumes de produtos. E apesar da crise que diversos setores do país vem passando, a agricultura consegue se manter muito bem e ainda apresenta números positivos”, assinala Gallassini.

Danilo Vendruscolo é eleito presidente do POD O empresário Danilo Vendruscolo foi eleito na noite de quinta-feira (24) novo presidente do POD, o Programa Oeste em Desenvolvimento. Ele vai assumir no lugar do toledano Mario César Costenaro. A posse da nova diretoria será durante o Show Rural Coopavel, em fevereiro, em Cascavel. O vice eleito é Elias Zidek, de Medianeira. O mandato é de um ano. Danilo foi presidente da Acifi e do Codefoz, o Conselho Desenvolvimento Econômico de Foz do Iguaçu. Ele é vice-presidente da Caciopar e ocupa a coordenadoria da Câmara de Infraestrutura do POD. O evento em que foi eleito, foi realizado na PUC em Toledo, e debateu sobre questões ligadas a investimentos, infraestrutura e desafios que a região ainda precisa superar.

D F o D


Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

GERAL

05

“Pode ser que um dia não mais existamos. Mas, se ainda sobrar amizade, nasceremos de novo um para o outro.” (Albert Einstein)

27% das amostras de alimentos analisadas Prefeitura de Toledo entrega novos carros têm excesso de resíduos de agrotóxicos O resultado da análise de resíduos agrotóxicos de alimentos coletados entre 2013 e 2015 no Paraná apontou 105 amostras insatisfatórias, das 389 analisadas. As análises mostram quantidade de resíduos de agrotóxicos acima do limite máximo permitido para cada tipo de alimento ou a presença de químicos não autorizados para determinados tipos de cultura. “Das amostras analisadas durante todo o período, 27% apresentaram resultados insatisfatórios. Isso deve servir de alerta, pois não há evidências científicas que comprovem ausência de risco à saúde a médio e longo prazo no consumo de alimentos com esses tipos de irregularidades”, ressalta o chefe da Vigilância Sanitária Estadual, Paulo Costa Santana. Os dados fazem parte do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para), coordenado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Das culturas analisadas, os tipos de alimen-

27% de amostras de alimentos analisadas têm excesso de resíduos de agrotóxicos tos mais contaminados foram a abobrinha, com 100% das amostras irregulares; a uva, com 87,5%; o morango, com 81%; e o pimentão, com 77,8% dos resultados insatisfatórios. Além desses, também foram verificadas irregularidades em cenoura (60%), couve (50%), goiaba (47%), alface (41,7%), tomate (35,7%), beterraba (30%), pepino (27,8%), repolho (20%), banana (18,8%), mamão (17,9%),

feijão (12,5%), trigo em farinha (11,1%), manga (10%), batata (8,3%), abacaxi (7,1%), maçã (6,7%) e arroz (5,9%). As únicas amostras que não tiveram resultados insatisfatórios nas análises realizadas nesses três anos foram as de cebola, laranja e fubá de milho. Em 2016, o programa foi suspenso pela Anvisa e não houve coleta de amostras. Programa estadual

Apesar da interrupção do Programa, o Governo do Estado desenvolve desde 2012 um programa próprio para análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos. Neste ano já foram coletadas 417 amostras e 135 já tiveram seus laudos emitidos. Das amostras analisadas pelo Estado até o momento, 44 apresentaram resíduos acima dos limites estabelecidos ou presença de resíduos não autorizados – o equivalente a 32,6% dos laudos apresentados. Os alimentos mais contaminados foram morango (71,4%), pimentão (70,6%), goiaba (40%), uva (33,3%), abobrinha (27,8%), pepino (21%) e laranja (6,2%). O abacaxi foi o único alimento coletado sem resultados insatisfatórios. Desde outubro, a Vigilância Sanitária Estadual já determinou a apreensão e inutilização de lotes de morangos produzidos no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais. Nesses casos, os produtores também são localizados e autuados pelo Estado.

Nota Paraná agora tem aplicativo para consumidor comparar preços O Paraná é o primeiro Estado a lançar um aplicativo que permite pesquisa de preços para o consumidor. O aplicativo Menor Preço, que fornece um comparativo do quanto custa um mesmo produto em diversos estabelecimentos, é um desdobramento do programa Nota Paraná. O novo aplicativo, já disponível para as plataformas Android e iOS, oferece a possibilidade de pesquisa de aproximadamente 10 milhões de preços de produtos, que são atualizados semanalmente por mais de 60 mil estabelecimentos varejistas no Estado. A plataforma utiliza como base informações de 3,8 milhões de notas fiscais eletrônicas emitidas todos os dias no Estado. “É um aplicativo que possibilita ao consumidor consultar, em um raio de até 20 quilômetros, o preço de produtos, por meio do código de barras do item ou o nome do produto. Um projeto muito bom”, afirmou o governador Beto Richa. Não tenho dúvida que será um programa de tanto sucesso quanto o Nota Paraná, porque vai possibilitar às pessoas economizarem e contribuir para reduzir a inflação no Estado” disse o governador. Queda de preços Os preços são atualizados em tempo real, com base nos registros das Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e). De acordo com o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, vai haver um benefício para o cidadão não apenas porque permite uma ferramenta de pesquisa de preço, mas também porque vai estimular a concorrência no varejo. Desenvolvido em parceria entre a Celepar e a Secretaria da

para Saúde e Procon

Veículos foram entregues no início da semana e já estão sendo utilizados pelos órgãos a que foram destinados A frota municipal ganhou mais três veículos nesta semana. Na segunda-feira (28) foram entregues uma ambulância e dois automóveis. Os novos carros vão estarão à disposição da Secretaria de Saúde e do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon). Os novos carros da Secretaria de Saúde serão utilizados no Setor de Saúde Mental. Eles custaram R$ 152 mil e foram adquiridos por meio de um convênio entre a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas e o município. Segundo o secretário da pasta, Fernando Pedrotti, a ambulância será utilizada para o transporte de pacientes com distúrbios mentais, principalmente nas remoções que demandam o acompanhamen-

to de profissionais de saúde e o suporte de guardas municipais. O veículo é preparado para este tipo de serviço, com maca e bancos laterais. Já o carro servirá para serviços administrativos e outros trabalhos junto ao Departamento de Saúde Mental, em especial o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, o CAPS-AD. O outro veículo entregue vai ser utilizado pelo Procon nos serviços de fiscalização e visitas aos estabelecimentos comerciais. O novo equipamento foi adquirido com recursos do Fundo do Procon, com o aval dos integrantes do Conselho Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (COMPRODECON), e custou R$ 37 mil.

Escritora divulga livro de poesias “Cantarias”

Programa Nota Paraná sorteia prêmios mensalmente Fazenda, o aplicativo é fácil de usar e permite ao usuário utilizar o leitor de código de barras, integrado a ele, para encontrar o preço do produto que deseja. Se não houver código de barras, basta digitar o nome ou a marca do produto para realizar a pesquisa. Não é necessário ser cadastrado no Nota Paraná para usar o programa. Além disso, o aplicativo usa a localização do consumidor para apresentar os menores preços e os que estão mais próximos do comprador. Feita a escolha do estabelecimento, o aplicativo mostra o mapa, os locais mais próximos e o caminho a ser seguido para chegar ao endereço. Nota Paraná Lançado em agosto de 2015, o Nota Paraná já sorteou, desde então, 3 milhões de prêmios, que somam R$ 35,6 milhões. Somados aos créditos de R$ 277,9 milhões disponibilizados aos participantes, já foram libera-

Rua Bento Munhoz da Rocha Neto, 2457. Fones 3252-0663 e 3054-5669

dos R$ 313,5 milhões pelo Nota Paraná. Todos os meses, além de devolver parte do imposto pago pelos contribuintes em compras do varejo, o programa realiza o sorteio de 250 mil prêmios em dinheiro. Os três maiores são de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil e, meses com datas especiais, como o Natal, mês das mães, dos namorados, dos pais e das crianças, eles são multiplicados por quatro. Em dezembro, três sortudos vão receber prêmios de

R$ 200 mil, R$ 120 mil e R$ 80 mil. Os outros prêmios têm valores menores, de R$ 10, R$ 20, R$ 50, R$ 250 e R$ 1 mil. Toda primeira compra do mês gera um bilhete, independentemente do valor. Depois, cada R$ 50 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período (o sorteio é realizado quatro meses depois). O mesmo CPF pode receber mais de um prêmio no sorteio.

A escritora Valquíria Montemór está divulgando seu livro de poesias “Cantarias”. O livro foi laçando durante a Semana Literária do Sesc, em setembro, e agora está sendo distribuído nas bibliotecas, escolas, meios de comunicação entre outros locais. Interessados em adquirir a obra, podem procurar o Jornal Viver Toledo, que tem alguns exemplares para serrem distribuídos gratuitamente. A escritora, que também é artista visual com exposições no Brasil, Argentina, Alemanha e Portugal, já está trabalhando no seu segundo livro: “O desenhador de palavras”, livro de poemas ilustrados, sem data para lançamento. Contato com a artista podem ser feito pelo e-mail vmontemor@hotmail.com

A escritora Valquíria Montemór esteve no Jornal Viver Toledo divulgando seu livro VENDE-SE Terreno com 400m² com uma casa com 68m² Rua Dr. Mario Totta – 559 – Vila Industrial Tratar com Wankleyton (45) 99953-5551


Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

ESPORTES

“Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros.” (Confúcio)

Seleção Paranaense de Basquetebol é campeã do Sul Brasileiro Sub17 A Seleção Paranaense de Basquetebol foi campeã do Campeonato Sul Brasileiro Sub17, realizado em Brusque, Santa Catarina, entre 23 e 26 de novembro. A equipe do Paraná venceu Santa Catarina, que ficou na segunda colocação, por 78 X 61. A seleção do Rio Grande do Sul levou o terceiro lugar. O toledano integrante da Associação dos Amigos do Basquetebol Masculino de Toledo (Abatol), Keisuke Mizukami, integrou à seleção. Ele começou a praticar a modalidade aos oito anos de idade, na escolinha de base do Colégio Incomar, e participa do Sul Brasileiro de Seleções desde quando pertencia à categoria Sub15. De acordo com a coordenadora da Abatol, técnica Lourdes Kappes, as convocações são excelentes para Toledo. “Com certeza agrega valor ao trabalho que realizamos na associação, além de ser uma motivação para os outros meninos, professores e técnicos”. Lourdes ain-

Keisuke Mizukami: toledano ajudou a Seleção Paranaense na conquista do título

da relatou sobre a modalidade no Paraná. “Ser a equipe campeã é resultado do empenho que os técnicos de todo o estado dão ao basquetebol. Isso oportuniza crianças e jovens à praticarem o esporte e fazer parte de uma seleção”, ressaltou. A Associação dos Amigos do Basquetebol Masculino de Toledo (Abatol) é uma instituição sem fins lucrativos que, junto com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), promove a modalidade no município, por meio do trabalho voluntário de pais, professores e colaboradores. Além disso, conta com o apoio do Colégio Incomar, Academia Ativa e Prefeitura de Toledo. Já são mais de 15 anos de trabalho coletivo em prol de crianças e adolescentes. Atualmente o projeto conta com 16 pontos de treinamento em Toledo, onde aproximadamente 600 meninos não só aprendem a prática da modalidade, mas também são incentivados a terem hábitos saudáveis.

Abatol elege nova diretoria Na última semana foi eleita a nova diretoria da Associação dos Amigos do Basquetebol Masculino de Toledo (Abatol). A eleição acontece a cada dois anos e auxilia os trabalhos feitos de forma voluntária para organizar a associação. Além de eleger a nova equipe diretora, ainda foi realizada uma prestação de contas e uma avaliação referente a 2016. “Foi um ano de muito trabalho e avanços para alcançar nossos objetivos, tanto na parte de resulta-

dos quanto de sede das competições. Ao todo, Toledo sediou seis campeonatos oficiais importantes da modalidade”, comentou a coordenadora da Abatol, técnica Lourdes Kappes, que ainda agradeceu ao apoio da Ninfa e da Prefeitura de Toledo. A Associação dos Amigos do Basquetebol Masculino de Toledo (Abatol) é uma instituição sem fins lucrativos que, junto com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), promove a modalidade no muni-

cípio, por meio do trabalho voluntário de pais, professores e colaboradores. Além disso, conta com o apoio do Colégio Incomar, Academia Ativa e Prefeitura de Toledo. Já são mais de 15 anos de trabalho coletivo em prol de crianças e adolescentes. Atualmente o projeto conta com 16 pontos de treinamento em Toledo, onde aproximadamente 600 meninos não só aprendem a prática da modalidade, mas também são incentivados a terem hábitos saudáveis.

Composição da nova diretoria Presidente: Hercília Aquino Vice-Presidente: Eliziane dos Reis Tesoureira: Rosemary Blatt Vice Tesoureiro: Douglas Gustavo Kappes Secretária: Elaine Evangelista Segunda Secretária: Solange Carneiro Diretor de Eventos: Marecilda Engelman Diretora de Patrimônio: Natalina Inês de Vilack

Abatol elege nova diretoria Os paratletas paranaenses encerraram a participação nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo, com 46 medalhas. Foram 19 ouros, 14 pratas e 13 bronzes. A conquista deixou o Paraná em nono lugar na classificação geral, entre os 25 estados participantes. A participação só não foi melhor porque, após as Paralimpíadas Rio 2016, a classificação funcional dos paratletas ficou mais rigorosa, e alguns deles não puderam participar da modalidade em que estavam inscritos. A delegação paranaense foi formada pelos campeões dos Jogos Escolares do Paraná 2016. As Paralimpíadas tiveram a participação de 1.900 pessoas. O campeão geral da competição foi São Paulo, com 136 medalhas, seguido pela Paraíba e Santa Catarina.

Toledo, de 11 a 17 de junho de 2010 - Ano I - nº 48

Leia, Assine e Anuncie: 3054-0333

Jairo Eduardo

O último voo do Caio Menino cascavelense encantava “testemunhas” na quadra áspera da praça Wilson Joffre A edição de 15 de julho de 2008 do Pitoco trazia a trajetória de um técnico de futebol em início de carreira, aos 42 anos de idade. A manchete era: “Cascavel lidera o Brasileirão”. Na foto principal, em gestos largos, Luiz Carlos Sarolli, o Caio Junior. Relatava a reportagem que a frente do Flamengo na principal competição do futebol brasileiro, o cascavelense levara o clube a liderança da competição, com oito vitórias em 11 jogos. O jovem treinador já havia atuado no Palmeiras e no Paraná Clube. Tinha proposta para alçar voo em petrodólares no Catar, pequeno país árabe para onde mais tarde acabou transferido. Dizia o texto que Caio nasceu de uma família de pequenos comerciantes do ramo de tintas, na rua Paraná, quase esquina com a Souza Naves, no predinho ao lado do Edifício Lince. E que, ainda criança, já impressionava as poucas “testemunhas” que acompanham as peladas na quadra de piso áspero da Praça Wilson Joffre. Aos 14 anos de idade Caio foi tentar a sorte no Grêmio, em Porto Alegre. Vestiu de cara a camisa 9. Centroavante de ofício, foi artilheiro do tricolor. Novos vôos aguardavam o cascavelense. Foi transferido para o futebol europeu e, de volta ao Brasil, jogou no Inter e no Paraná. Caio caiu muitas vezes na carreira. Seja como jogador, caçado pelos zagueiros, seja como técnico, o profissional de maior intensidade de quedas no mundo do futebol. Porém, sua queda mais trágica foi a desta madrugada. Caiu com o time inteiro. Derrubou junto a torcida brasileira, encantanda com a humildade e eficácia coletiva do Chape, time até então, pouco divulgada cidade do Oeste catarinense, que guarda muitas semelhanças sócio-econômicas com Cascavel. Caio caiu. Caiu para cima, como acreditam alguns. E foi protagonista da maior tragédia aérea envolvendo atletas de futebol, desde a queda do avião que carregava o time do Torino, em maio de 1949, que matou 10 dos 11 titulares da seleção italiana. Em tempo: 1) Pai e avós de Caio Junior estão sepultados no cemitério Central, em Cascavel. Após as despedidas coletivas que devem acontecer em Chapecó, o corpo poderá ser deslocado para o sepultamento aqui. 2) Também faleceu no acidente o cascavelense Eduardo Fico Castro, filho do ex-vereador de mesmo nome, sobrinho da ex-primeira dama do Paraná, Marlene Casagrande Pereira, do Tchê e do Casinha. Duca, como era mais conhecido, era auxiliar técnico da Chape. Editorial “Hoje o Brasil não tem torcida. Não tem hino. Os times não tem cores, não tem rivalidade. Hoje todos os brasileiros são catarinenses”. O texto, de autoria indefinida, como indefinidas são as cores da torcida, circulou na manhã de hoje, em um Brasil consternado. A tragédia por si só, já seria impactante pelo número de vidas perdidas. Envolvendo a paixão nacional, então... A edição do Pitoco citada na reportagem acima está disponível na íntegra em www.pitoco.com.br, seção Viagem aos Arquivos. falou e disse “Amigos nunca morrem. Inimigos, sim. Morrem quando conseguimos alcançar a grandeza de pôr fim à inimizade” (Alceu Sperança, historiador e jornalista, comentando a morte de Fidel Castro em rede social) Deu na Olga O programa “Atualidades” da apresentadora Olga Bongiovanni, na Tv Tarobá, levado ao ar em março de 2016, trouxe entrevista com o “vidente” Carlinhos. Disse o rapaz, ao vivo: “Um time inteiro de futebol vai morrer em um avião”. O vídeo, disponível no Youtube, está “bombando” Brasil afora. Medo de avião Doutoranda pela Unioeste Cascavel, Angelica Chini viajou com parte da delegação da Chapecoense, no último sábado. “Conversei muito com Cleber, gente fina. Ele disse que não gostava de voar. Disse que estava com medo. E percebi que ele estava bem nervoso no voo até São Paulo”, relata ela. Cleber era o craque do time.

06


Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

GERAL

07

“Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos quando os criámos.” (Albert Einstein)

Rafain Churrascaria Show entra Cruzeiros de rio movimentam para o Guinness World Records turismo no Norte do país A Rafain Churrascaria Show entrou para o Guinness World Records como “o maior número de danças nacionais apresentadas em um jantar com show”. A cerimônia da entrega do certificado do recorde aconteceu em um jantar na noite do último dia 23, na própria churrascaria, reunindo autoridades locais, imprensa, convidados e representantes da marca inglesa. A entrega do certificado aconteceu com apresentação dos shows incluindo danças e canções dos folclores do Paraguai, Argentina, Bolívia, México, Uruguai, Chile, Colômbia e Brasil. Logo após o espetáculo a gerente de recorde do Guinnes World Records, Raquel Assis e o records manager, Ralph Hannah, entregaram a placa de certificação à Rafain Churrascaria Show para a matriarca Sra. Philomena Rafain juntamente com seus filhos oficializando o recorde mundial. A brasileira que trabalha em Nova York para a marca na América Latina, destacou o momento histórico. “Este recorde é importante porque representa a cultura de muitos países e nós do Guinness World Records gostaríamos de inspirar todas as pessoas ao redor do mundo a buscar recordes e nada melhor divulgando a cultura de todos esses países”, disse Raquel. O inglês Ralph Hannah disse que o entendimento para que a churrascaria fosse premiada iniciou após o contato com o gerente da casa, Vilson dos Santos, depois desse contato os organizadores frequentaram a churrascaria várias vezes. “Nós trabalhamos mais de um ano para chegar a este momento históri-

Equipe Rafain com a gerente de recorde do Guinnes, Raquel Assis, e o records manager, Ralph Hannah

co. Foi uma investigação muito longa e difícil com muitas visitas para ver os shows, é um prazer para o Guinness World Records poder estar aqui, em um lugar internacional com muitos turistas”, falou Hannah. Para o sócio-proprietário da Rafain Churrascaria, Névio Rafain, o prêmio vai ajudar a divulgar muito mais a cidade de Foz do Iguaçu, um dos destinos na-

cionais mais preferidos por brasileiros e estrangeiros. “E conseqüentemente consolidar a Rafain Churrascaria Show como uma das melhores do Brasil”, afirmou. A Rafain Churrascaria Show é uma das poucas empresa do mundo que está autorizada a utilizar o selo do Guinness World Record em seus materiais publicitários.

Show das Mulatas encerra a apresentação

Com roteiros que reúnem o luxo e o requinte das grandes embarcações com as belezas da maior floresta tropical do mundo, Manaus espera receber cerca de 24 mil turistas durante a temporada 2016/2017 de cruzeiros que teve início neste mês de novembro e segue até junho de 2017. De acordo com a AmazonasTur, 20 navios devem passar pela região com impacto de mais de R$ 40 milhões na economia local. A maioria dos cruzeiros internacionais que param em Manaus também fazem escala em Santarém (PA) e em Parintins (AM). Muitos têm como porto de origem a cidade de Miami, nos Estados Unidos e, por isso, a maior parte dos turistas que desembarcam dos cruzeiros são norte-americanos. Há ainda navios de bandeira inglesa. De acordo com pesquisa da AmazonasTur, na temporada passada, o perfil dos turistas da capital amazonense é composto majoritariamente por pessoas com mais de 70 anos (55,9%). Os americanos lideram como nacionalidade de origem (60,25%), seguidos dos ingleses (21,53%) e canadenses (7,12%). A renda mensal desses turistas é de US$ 20 mil. “Estamos valorizando cada vez mais os nossos destinos para incentivar o turismo doméstico e atrair também os visitantes estrangeiros, que veem nas nossas riquezas naturais um dos principais encantos do país. Para tanto, o Ministério do Turismo tem trabalhado para estruturar esses destinos e esse é nosso compromisso”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão. Para que o país receba bem estes visitantes, o Ministério do Turismo firmou contratos para repasse de R$ 87,7 milhões para obras de infraestrutura turística na capital amazonense. Entre elas estão a construção de centros de atendimento ao turista e instalação de placas de sinalização turística. Não por acaso, para 82% dos turistas estrangeiros que visitaram Manaus, o destino atendeu plenamente ou superou as expectativas, de acordo com a pesquisa Demanda Turística Internacional 2015, do MTur. São diversas opções de roteiros saindo do porto de Manaus para os rios Negro e Solimões. Os passeios incluem escalas em pontos da floresta e excursões em pequenas embarcações para

Arquipélago de Anavilhanas, em Manaus

explorar áreas de vegetação densa. Além das atrações e hotéis de selva, os turistas podem conhecer os encantos da capital amazonense, como o Teatro Amazonas e a orla da praia da Ponta Negra, com vista para a ponte sobre o rio, com mais de 3,5 quilômetros de extensão. Lucas Barros, gerente opera-

cional de uma das principais empresas que operam os roteiros de cruzeiro na capital do Amazonas explica que, em média, os navios passam de três a sete dias na costa brasileira antes de voltarem aos países de origem. “A maioria são embarcações de quatro ou cinco estrelas que trazem visitantes com alto poder aquisitivo”, diz.

Grandes navios navegam pelos rios do norte do país

Os passeios incluem escalas em pontos da floresta e excursões em pequenas embarcações para explorar áreas de vegetação densa


08

Toledo/PR • de 02 a 08 de dezembro de 2016

SOCIAL Mulheres de Toledo

“A alegria evita mil males e prolonga a vida.” (William Shakespeare)

WANDERLEY GRAEFF

wanderley@vivertoledo.com.br

Masterfarma Na Unifarma/Masterfarm, não é Black Friday! É desconto real de tabela. Todos os medicamentos genéricos com 50% de desconto. É isso mesmo! Todos os genéricos pela metade do preço. A Unifarma/Masterfarma é a farmácia de Toledo. Em frente ao Supermercado Cidade Canção e próximo ao Ciscopar. Fones 3055-3110, 30553400 e 99804-6664.

Lixo eletrônico

Anelise e Valentina Weich do Prado, em foto de Bárbara Rampom

Coamo A Coamo Agroindustrial Cooperativa comemorou segunda-feira 46 anos de existência. Para marcar a data, foram realizados eventos em todas as unidades da cooperativa no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul com a participação de cooperados e funcionários. O mesmo ocorreu em Toledo, em meio ao anúncio da troca de comando na unidade local. O gerente Marino Mugnol entra em férias nos próximos dias e em janeiro assumirá a unidade de Juranda. Ele permaneceu mais de nove anos na cidade. Seu substituto será Celso Pagani, atualmente gerente em Mamborê.

A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), em parceria com o Sescap-PR, promovem mais uma edição da campanha de recolhimento de lixo eletrônico. A ação acontece nesta sexta-feira (02), das 14h às 20h, e no sábado (03) das 9h às 14h, na Praça Willy Barth. Os materiais serão recebidos e depois encaminhados a uma empresa licenciada para receber e destinar corretamente materiais recicláveis

Patricia Santana, Jackson Machado e Thiago Nunes, da equipe Alfa Premium

Concurso de bolsas O Colégio Alfa Premium está com concurso de bolsas para alunos do 5º ano (fundamental) ao 2º ano (ensino médio). Os interessados devem fazer a inscrição no www.alfaonline.com.br/concursopremium. As provas presenciais serão neste sábado, dia 03. Ao 1º até o 5º colocados serão ofertadas bolsas de 100%; ao 6º até o 15º colocados, as bolsas serão de 50%; ao 16º ao 30º colocados, 35%; ao 31º até o 45º serão dados 25%. Mais informações podem ser obtidas pelo site ou pelo fone 3252-1784. Lembrando que o Alfa Premium segue com as matrículas abertas.

Caciopar

Turma do curso de Engenharia 2016 do Polo Anhanguera Toledo

O empresário Danilo Vendrúscolo, de Foz do Iguaçu, foi eleito novo presidente do POD, o Programa Oeste em Desenvolvimento. Ele vai assumir no lugar de Mario César Costenaro, que é de Toledo. A posse da nova diretoria será durante o Show Rural Coopavel, em fevereiro, em Cascavel. O vice eleito é Elias Zidek, de Medianeira. O mandato é de um ano. O evento de quinta-feira passada na PUC em Toledo debateu também sobre questões ligadas a investimentos, infraestrutura e desafios que a região ainda precisa superar.

Prêmio Infraero de Eficiência Logística

Look da Essencial Modas apresentado durante recente desfile. Garanta elegância e conforto nas festas de final de ano com belas roupas da loja, que está repleta de novidades

Pelo segundo ano, a Prati-Donaduzzi foi vencedora do Prêmio Infraero de Eficiência Logística 2016 (Piel) do Aeroporto Internacional de Curitiba/Afonso Pena (PR). A Prati recebeu o prêmio no segmento equipamentos e instrumentos médicos – farmacêuticos. O analista de importação da Prati-Donaduzzi, Lucas Lawder, representou a empresa na cerimônia de premiação. O objetivo do prêmio é incentivar importadores, exportadores, despachantes aduaneiros, agentes de carga e transportadores rodoviários a aprimorar seus processos de movimentação de carga, reduzindo o tempo de desembaraço e aumentando a agilidade do processo logístico nos terminais de carga administrados pela Infraero.

Noélle Salles e Vinicius Schreiner, curtiram dias de descanso no Recanto Cataratas

Lentes - Óculos - Armações

Ótica Cristal - a Ótica da Família Av. Maripá, 5017. Fones: 3252-4014/9976-2479 Rua Piratini, 1885. Fone 3252-4763.

Corte com hidratação:

Essencial: você sempre em dia com a moda! Venha conferir nossas novidades!

R$ 50,00 (45) 3252-8463 (45) 99109-4343 (45) 99961-7674 donna.studio.toledo@gmail.com RUA BENTO MUNHOZ DA ROCHA NETO, 1603 TOLEDO-PR

Kit Protetor Solar Nívea 200ml – R$ 49,90. Grátis um protetor Kids

Pacote 4 mãos + 2 pés:

R$ 80,00

336ª Edição do Jornal Viver Toledo  

336ª Edição do Jornal Viver Toledo