Page 1

Viva a Folia de Reis

EXEMPLAR GRÁTIS

A antiga tradição ganha nova vida em Osasco

O Milagre das Águas Fontes mortas rebrotam e o verde revive, em Osasco V I V E R

O S A S C O

1


EDITORIAL

Boas Festas Bom Natal, um belo e produtivo Ano Novo. Fé, paz, esperança e felicidade. Estes são os votos que nós, da equipe “Viver Osasco”, auguramos a toda a família osasquense. Juntamente com este nosso sincero mas protocolar cartão de boas festas, queremos chamar a sua atenção, leitor, para as novidades que estamos colocando em suas mãos. Temos certeza de que você, leitor, que nos tem acompanhado em nosso esforço contínuo de lhe oferecer boas novas, receberá os presentes que lhe ofertamos com a boa vontade que reina habitualmente em seu coração. Nesta edição, estamos orgulhosos de descobrir com a ajuda de amigos a existência de uma “troupe” singular. O nome comprido da Companhia Cultural Bela Folia do Sol de São João esconde uma idéia simples e admirável. Muito pouco conhecido, esse grupo de artistas ressuscita e renova à tradicionalíssima Folia de Reis. Na prática, eles criam um estilo. Põem sangue novo nas veias da cidade. E depositam mais uma pedra no já alentado mosaico das contribuições de Osasco para a cultura brasileira. Se você já conhece o Folia e suas propostas, parabéns. Se não, precisa conhecer. Quase que nós, desta revista, perdemos as estribeiras, de tanto

Viver Osasco é uma publicação da Viver Edições e Produções Ltda. 6

V I V E R

O S A S C O

entusiasmo que o grupo nos provocou. Confira, e junte-se a nós! Não deixe também de assestar suas baterias para o pequeno levantamento de opções que a cidade disponibiliza para nossos jovens. A pesquisa é pequena. Mas nossa vontade é que ela continue no futuro e venha a crescer como instrumento para ajudar nossa juventude a fazer as escolhas sempre difíceis nos começos de vida. Esperamos contar com a ajuda de nossos leitores para alcançar essa meta. Por fim, surpreende a revelação de que nesta nossa cidade, cujo solo seria todo asfalto e cimento, na verdade brotam muitas nascentes. E, além disso, estamos prestes a ganhar uma fatia invejável de verde. Trata-se de um esforço em sintonia com as mais atuais práticas das sociedades modernas, a de valorizar o meio ambiente e a qualidade de vida. As iniciativas de Osasco nessa área, aliás, estão despertando elogios até no plano internacional. Como se vê, leitor, Osasco tem o que comemorar. Estamos em festa. Boas festas. Forte abraço.

Edmilson Conceição editor

Editor: Edmilson Conceição Jornalista Responsavel: Shitomo Nakazato MT-14471 Editor de Arte: Arnaldo Colón Silva Comercial: Carlos Camargo - Cel.: 9745 1313 comercial@viverosasco.com.br

Designer: Henrique Vargas Impressão: W Gráfica e Editora Tiragem: 15.000 exemplares Viver Edições e Produções Ltda. telefone: 3608-0787 / 3695-3133 redacao@viverosasco.com.br


V I V E R

O S A S C O

7


Piscinas tratadas com Ozonio

Natação - Musculação Hidroginástica - Cond. Físico Ginástica

4

Alegria Bem-estar Energia Descontração Família Harmonia Qualidade de vida Saúde V I V E R

O S A S C O


O mundo do esporte e da qualidade de vida em um s贸 local.

www.espacoaquatico.com.br

Av. Hildebrando de Lima, 412 - Km 18 - Osasco

E R O S -1993 A S C O 5 Telefones: 3681-7392V I/V 3684


EDITORIAL

Boas Festas Bom Natal, um belo e produtivo Ano Novo. Fé, paz, esperança e felicidade. Estes são os votos que nós, da equipe “Viver Osasco”, auguramos a toda a família osasquense. Juntamente com este nosso sincero mas protocolar cartão de boas festas, queremos chamar a sua atenção, leitor, para as novidades que estamos colocando em suas mãos. Temos certeza de que você, leitor, que nos tem acompanhado em nosso esforço contínuo de lhe oferecer boas novas, receberá os presentes que lhe ofertamos com a boa vontade que reina habitualmente em seu coração. Nesta edição, estamos orgulhosos de descobrir com a ajuda de amigos a existência de uma “troupe” singular. O nome comprido da Companhia Cultural Bela Folia do Sol de São João esconde uma idéia simples e admirável. Muito pouco conhecido, esse grupo de artistas ressuscita e renova à tradicionalíssima Folia de Reis. Na prática, eles criam um estilo. Põem sangue novo nas veias da cidade. E depositam mais uma pedra no já alentado mosaico das contribuições de Osasco para a cultura brasileira. Se você já conhece o Folia e suas propostas, parabéns. Se não, precisa conhecer. Quase que nós, desta revista, perdemos as estribeiras, de tanto

Viver Osasco é uma publicação da Viver Edições e Produções Ltda. 6

V I V E R

O S A S C O

entusiasmo que o grupo nos provocou. Confira, e junte-se a nós! Não deixe também de assestar suas baterias para o pequeno levantamento de opções que a cidade disponibiliza para nossos jovens. A pesquisa é pequena. Mas nossa vontade é que ela continue no futuro e venha a crescer como instrumento para ajudar nossa juventude a fazer as escolhas sempre difíceis nos começos de vida. Esperamos contar com a ajuda de nossos leitores para alcançar essa meta. Por fim, surpreende a revelação de que nesta nossa cidade, cujo solo seria todo asfalto e cimento, na verdade brotam muitas nascentes. E, além disso, estamos prestes a ganhar uma fatia invejável de verde. Trata-se de um esforço em sintonia com as mais atuais práticas das sociedades modernas, a de valorizar o meio ambiente e a qualidade de vida. As iniciativas de Osasco nessa área, aliás, estão despertando elogios até no plano internacional. Como se vê, leitor, Osasco tem o que comemorar. Estamos em festa. Boas festas. Forte abraço.

Edmilson Conceição editor

Editor: Edmilson Conceição Jornalista Responsavel: Shitomo Nakazato MT-14471 Editor de Arte: Arnaldo Colón Silva Comercial: Carlos Camargo - Cel.: 9745 1313 comercial@viverosasco.com.br

Designer: Henrique Vargas Impressão: W Gráfica e Editora Tiragem: 15.000 exemplares Viver Edições e Produções Ltda. telefone: 3608-0787 / 3695-3133 redacao@viverosasco.com.br


V I V E R

O S A S C O

7


GENTE

Novo presidente da Assedino–Associação Empresarial do Distrito Industrial Norte de Osasco, é engenheiro e empresário do segmento metalúrgico, fundador da associação, seu primeiro presidente e um dos pioneiros da região. Lembra das dificuldades que os empresários tinham quando da instalação das indústrias no Parque Mazzei em termos de infra-estrutura. Em parceria com o poder público, desenvolve trabalhos de logística, plano viário, pavimentação e canalização de córregos, cuidando também da parte social em seu entorno, implementando equipamentos sociais como parques infantis, ambulatórios, prevenção de enchentes junto aos córregos e piscinões e formação e capacitação profissional para os jovens das comunidades para inserção no próprio mercado de trabalho.

VIVER OSASCO

Maria de Fátima

8

Sempre alegre, com seu sorriso contagiante, é uma das pessoas mais conhecida da região norte da cidade, pois comanda a UBS Raimunda Cavalcante de Souza, do Munhoz I, com uma equipe de 25 funcionáriose 25 agentes do PACS - Programa de Agentes Comunitários da Saúde. Seu trabalho não para por aí, pois em casa, como adora cozinhar, recebe inúmeros amigos que vão lá curtir a deliciosa feijoada. Viúva ainda jovem, criou sozinha seus três filhos e hoje curte seus 5 netos. Sua maior paixão é cantar no karaokê, principalmente músicas do Raul Seixas e grandes sucessos da época. Pelo seu jeito de ser está sempre junto de pessoas influentes da cidade. V I V E R

O S A S C O

VIVER OSASCO

ASSEDINO

Luiz Belloli

Sinho

Conhecido não só pela sua amabilidade, mas pelo seu esmero e profissionalismo na arte da confecção, ele veste os grandes empresários, executivos, políticos e personalidades da cidade. Seus clientes acabam se tornando amigos pela maneira com que se relaciona com elas. Orgulha-se de gostar e estar na profissão há mais de 60 anos, por indicação da mãe e do irmão, tendo trabalhado em grandes ateliês de São Paulo. Sempre gostou de cantar MPB, tendo participado de diversos festivais e conhecido músicos famosos como Lupicínio Rodrigues, Geraldo Vandré,Eduardo Gudin que até hoje é seu amigo pessoal. Apesar de ser uma pessoa influente, convidado pelos amigos para exercer diversos cargos, não abre mão da sua maneira simples de viver.


V I V E R

O S A S C O

9


ACONTECE

VIVER OSASCO

Colégio Papa Mike comemora 15 anos Com cursos preparatórios para pessoas necessitadas de uma educação voltada à vida e à empregabilidade, iniciava-se em 04 de dezembro de 1996 a sua história. Tendo formado mais de 20.000 alunos para o mercado de trabalho, ocupa hoje o status de ser a 3ª melhor escola e estar entre os 10 melhores colégios particulares de Osasco. Atua na área de educação infantil, ensino fundamental e médio, cursos técnicos em enfermagem, radiologia e segurança do trabalho e concursos públicos nas áreas policiais, judiciária e bancária. Com equipamentos inteligentes proporcionam aulas dinâmicas de robótica, idiomas e utiliza o sistema de ensino Pitágoras. Sua direção agradece aos alunos, pais, professores, coordenadores e funcionários, que apoiaram essa nobre missão de educar e formar vencedores.

UAPO

Aposentados de Osasco sabem viver a vida Viver mais e com qualidade de vida é o que a UAPO – União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco, proporciona aos seus associados. Em sua sede ela oferece atendimento odontológico, promove bailes, aulas de informática, yoga, coral, palestras, oficinas, sala de jogos e demais dependências para diversas atividades. Em Mongaguá, litoral de São Paulo, seu balneário oferece alojamento para seus associados para desfrutarem dias maravilhosos. Várias excursões são programadas especialmente a seus associados para cidades históricas, termas e estâncias climáticas. Além de todas essas atividades, oferece atendimento jurídico previdenciário e tem parceria com diversas empresas conveniadas com a associação. UAPO – União dos Aposent. e Pensionistas de Osasco – Rua Minas Bogasian, 95 – 3682-9895

1 0

V I V E R

O S A S C O


V I V E R

O S A S C O

1 1


CULTURA

Amor, Folia, Viola

Nesta época de Natal, todos os anos, um grupo de amigos se veste de cores vivas, se enche de amor e alegria, empunha uma mística bandeira, uma viola e outros instrumentos musicais invade residências de Osasco. Como saltimbancos, eles cantam, dançam, gritando vivas. Os moradores adoram receber esses visitantes incomuns. E em agradecimento, retribuem com comida, bebida e até... discretas contribuições em 1 2

V I V E R

O S A S C O


FOTOS PATRÍCIA DANDALO

dinheiro. É assim o movimento da Folia de Reis. E o grupo que resgata – e renova! – essa que é uma das mais enraizadas tradições brasileiras é a “Companhia Cultural Bela Folia do Sol de São João”. Legítima, surpreendente e inovadora “troupe” de cidadãos comuns de Osasco, o criativo grupo ainda passeia pelas festas juninas, celebra o carnaval e canta em coro para lenitivo de velhinhos, crianças e doentes. Reportagem de Edmilson Conceição V I V E R

O S A S C O

1 3


O

título desta reportagem foi descaradamente parafraseado dos versos da canção “O Violeiro”, do original cantos e compositor Elomar (álbum “Das Barrancas do Rio Gavião”, 1996). Os versos do baiano Elomar falam das coisas que realmente importam para um artista: “Amor, forria (liberdade), viola, nunca dinheiro...” Amor, folia e viola são um resumo quase perfeito do que move o grupo de amigos de Osasco. Mas quem são eles e como surgiu e se mantém essa alegre Companhia, aparentemente tão deslocada no cocuruto da maior metrópole da metade sul do globo terrestre? Tropa sem Comandantes Pra começo de conversa, vamos explicar logo esse interminável nome do

1 4

V I V E R

O S A S C O

grupo: “Companhia Cultural Bela Folia do Sol de São João”. A intenção é, em seguida, abreviar essa barafunda. “Companhia” é porque é isso o que eles são, uma turma de mais de trinta amigos, todos artistas e talentosos, que fazem apresentações “públicas”, como um grupo de teatro, por exemplo. Desfaça-se desde logo a noção de “empresa”: eles fazem questão de dizer que não têm nenhuma organização empresarial, não têm CNPJ, hierarquia, nota fiscal, salário, cachê, cartão de ponto, nada. São uma bagunça (bem) organizada. “Cultural” porque o que mantém o grupo unido é a dedicação a manifestações populares com raízes na tradição, história e cultura do país ou que


contemplem funções artísticas, como a música, a dança, o canto. “Bela” é porque esse punhado de foliões, decidido a brincar o carnaval como se fazia antigamente, decidiu fundar um Cordão Carnavalesco. E escolheram o sugestivo nome de “Bela Época”. “Folia” remete à Folia de Reis. (Para ter uma idéia um pouquinho mais exata do que seja isso, veja o quadro “O que É a Folia de Reis”). “Sol” é o nome do coral do grupo, feito para, cantando, alegrar todo mês a vida de pessoas idosas, doentes ou desamparados internados em instituições. “São João” refere-se à Quadrilha (epa!), isto é, aos grupos de “caipiras”, com noivo, noiva, padre”, anarriê e todas aquelas coisas típicas das nossas festas juninas.

Bom. Daqui para diante, mesmo com o risco que acompanha toda simplificação, vamos reunir tudo isso sob o nome de “Grupo Folia de Reis de Osasco”. Ou, por oura, “Grupo Folia”. Melhor ainda: só “Folia”. O Folia. Foi com a Folia de Reis que o Folia começou. Embora rejeite decididamente a idéia de líderes ou “chefes” – uma vez que todas as decisões do Folia são tomadas por consenso de todo o grupo – a família Camargo-Vasques é o centro do movimento. A casa deles é o local de reunião, de ensaio e o quartel-general. É para lá que se telefona quando se quer saber qualquer coisa acerca do Folia. Os principais personagens dessa família são: Regina Vasques, coordeV I V E R

O S A S C O

1 5


nadora de uma escola em Osasco, ex-atriz de teatro, compositora (letrista), pesquisadora cultural e, (já que eles insistem que o corpo do Folia não tem cabeça), a alma do grupo; Alberto Camargo, marido de Regina, violeiro dos bons e sensível compositor (melodias), embora tenha como profissão no dia-a-dia as coisas da informática, ou Tecnologia da Informação (vá lá entender); Cidinha Tavares, mãe de Regina, poetisa, autora de um inédito “Guardados de Mim”. Alice Vasques e Luísa Vasques filhas do casal Alberto-Regina, afinadas cantoras (Alice está prestes a gravar seu primeiro álbum de música popular brasileira). Nessa família e nesse QG cabem muitos outros personagens. Namorados, vizinhos, colegas de trabalho e inclusive crianças. 1 6

V I V E R

O S A S C O

“Tem gente aqui perto dos oitenta anos de idade”, assegura Regina Vasques. O importante é que são, todos, amigos. Um dos casos ilustres é Isa Ferreira, funcionária da Secretaria do Meio Ambiente e conhecida carinhosamente no Folia como a “Pretinha”. Outra é Glorinha Barros, uma parceira de Regina Vasques desde os tempos em que ambas palmilhavam os palcos de teatro amador. E foi Glorinha, sem querer, o pivô da história de sucesso do grupo. Mimo à Australiana “A Glorinha tem um irmão que ainda hoje mora na Austrália”, começa a contar Regina. “Em 1993, ele veio com sua esposa australiana passar as férias de fim de ano aqui. Era a primeira vez que ela vinha ao Brasil e manifestou então o desejo de conhecer alguma coisa que


“Foi logo depois do Natal e o casal voltaria para a Austrália em seguida ao dia de Reis, 6 de janeiro.”, lembra Alberto. “A Regina, que já tinha feito pesquisas sobre nossas tradições populares, teve então a idéia de apresentarmos ao vivo uma Folia de Reis, aproveitando a data.” Às pressas, a família juntou meia dúzia de amigos, improvisou vestimentas coloridas à guisa de uniformes, o Alberto abraçou com coragem sua viola, compuseram uns refrões, travestiram em bumbo um balde plástico, ergueram uma bandeira e... sucesso absoluto! A australiana ficou encantada e entusiasmada. A família Camargo-Vasques se descobriram em algo que eles próprios um mês antes não tinham a menor idéia de que eram capazes de realizar. E aí, resolveram aproveitar o embalo no ano seguinte, e no outro, e depois... Há dezoito anos a Folia de Reis de Osasco não pára de crescer, impulsionada pelo interesse – melhor seria dizer “disputa” das residências para terem o privilégio de receber a visita do cortejo.

fosse típica da terra natal de seu marido...” Com a voz embargada pela emoção de relembrar o começo tão insólito, Regina não consegue continuar. Alberto Camargo, então, que além de ótimo violeiro é um falador inveterado, retoma a narrativa.

Pelas Quatro Estações Vertendo talento e entusiasmo por todos os poros, o grupo hoje espalha arte e alegria por meio de ações que atravessam praticamente as quatro estações do ano. É assim: Folia de Reis – As apresentações vão de 15 de dezembro até o dia 6 de janeiro do ano seguinte. Nesse período, que eles chamam de “jornada”, são visitadas cerca de sessenta residências, previamente relacionadas. . Os pedidos para apresentação em mais moradias são muitos, mas nos últimos tempos eles resolveram limitar, por causa do cansaço de várias apresentações ao V I V E R

O S A S C O

1 7


dia. No conteúdo, Osasco introduziu várias modificações em relação às Folias tradicionais, segundo Regina Vasques. Em primeiro lugar, enquanto tradicionalmente a Folia de Reis é masculina, em Osasco as mulheres são maioria absoluta (ver relação de nomes no Box 2), chegando a 70%. Em vez da ditadura do branco tradicional, aqui os uniformes são coloridos, mais alegres. As canções ou são reproduzidas de duplas famosas, como Pena Branca e Xavantinho, ou são compostas por Alberto e Regina (a maioria), com estilo que combina as Folias de Reis típicas de Minas Gerais, que são dolentes, quase melancólicas, com as do Nordeste, mais harmoniosas e de ritmo mais marcado. Em Osasco, como em todo o país, as famílias costumam receber a Folia beijando a bandeira e com devoção que chega ao limite de realizarem pedidos para cura de 1 8

V I V E R

O S A S C O

problemas pessoais e doenças. Com delicadeza, os líderes do movimento osasquense afastam a idéia de qualquer sectarismo religioso, mas aceitando as manifestações espontâneas dos moradores, legitimadas pelo costume popular. Por exemplo, recebem até onde o estomago agüenta as mesas generosas ofertadas pelas famílias, assim como o dinheiro enfiado com discrição na goela da viola. É o costume. O que não os exime de retirarem do Palhaço os aspectos amedrontadora e rodeados de superstições. Está se criando, assim, uma Folia de Reis osasquense? Com certeza, sim. Mais metropolitana e de acordo com as características urbanas e metropolitanas que marcam a evolução do, país nas últimas décadas. Cordão Carnavalesco Bela Época – No tempo do carnaval, o Folia cai na folia. Faz da Praça Duque de Caxias,

em Osasco, seu palco preferido, e ali revivem o tempo das marchinhas e da alegria ingênua de antigamente. Quadrilha de São João – Da mesma forma que o carnaval, as festas juninas recebem do grupo um tratamento saudosista e politicamente mais correto, evitando as caracterizações grotescas dos caipiras e procurando recuperar uma alegria mais saudável. A Praça Duque de Caxias é também o local eleito para as apresentações. Coral Sol – Rodos os meses o grupo de cantores visita uma instituição onde crianças carentes, pessoas doentes e velhinhos estão abrigados. O sentido é o de levar um pouco de alegria e conforto a quem precisa., Por que os amigos da Companhia Cultural Bela Folia do Sol de São João fazem o que fazem? Podem ser feitos reparos à ação do Folia? Nós, da Revista Viver Osasco, achamos que não. O Folia de Osasco é perfeito. É uma das manifestações de mais força e criatividade que nós já tivemos ocasião de presenciar. Nós? É. Nós da Revista “Viver Osasco”, que tentamos praticar um jornalismo sem a pretensa e idiota objetividade dos cânones tradicionais, nos declaramos fãs do Folia. Porque, eles também são independentes, alegres e criativos. Porque não aceitam o jugo disfarçado de patrocínio, nem se rendem à ganância do comércio fácil: o Folia não aceita realizar espetáculos fora das suas condições; são amadores e amantes da arte. Coisa de Reis. É muito amor, muita folia e muita viola. Eta coisa boa para Osasco se orgulhar, sô!

La Luna

calçados

Loja de fábrica

Avenida das Flores, 1.373 Jardim das Flores - Osasco - SP Tel: (11) 3654-0572 V I V E R

O S A S C O

1 9

O que é a Folia de Reis Folia de Reis é uma manifestação popular que o Brasil herdou da tradição católica e européia. Resiste nos dias de hoje mais ou menos esparsamente em várias regiões brasileiras, notadamente no Nordeste e no interior, como em Minas Gerais. Embora tenha uma nítida origem cristã e católica, a Folia de Reis é considerada há muito tempo mais um movimento cultural do que religioso. Nela, um grupo de pessoas de uma comunidade – na maioria homens, vestidos de branco – empunhando instrumentos musicais como viola, bumbo e pandeiro, visitam residências em um cortejo alegre, entoando canções cujo tema gira em torno do Menino Jesus, Nossa Senhora e os Reis Magos. Uma das principais

marcas do cortejo é a Bandeira. Em geral vermelha, ela cristaliza a fé dos participantes e moradores. Ao lado da Bandeira, um outro símbolo comum é o Palhaço, uma pessoa mascarada, que em geral paga promessa de participar por sete anos incógnito da manifestação. O Palhaço é uma figura que costuma provocar o medo em crianças e é rodeado de crendices, comprovando as raízes culturais e sincréticas (que reúnem diferentes credos) do povo brasileiro. Tradicionalmente, as famílias concordam – sentem-se honradas – em receber a visita dos “foliões”. Geralmente retribuem oferecendo-lhes espontaneamente banquetes improvisados e até dinheiro, colocado discretamente no bojo da viola.

A se destacar na Folia de Reis a absoluta espontaneidade desses movimentos, que não costumam ser empolgados por entidades religiosas ou civis. Ainda assim, é de praxe que as famílias visitadas em sinal de agradecimento, respeito e devoção (e até na esperança de curas miraculosas ou resolução de problemas pessoais), se emocionem e cheias de fé beijem a Bandeira. No Brasil – ensina Regina Vasques, pesquisadora cultural e uma das líderes do Grupo Folia de Reis Belo Sol de São João, de Osasco – existem duas correntes principais a caracterizar musicalmente as Folias, a mineira e a nordestina. A primeira, mais dolente e até melancólica; a do Nordeste, de ritmo mais marcado e de acordes mais ricos.

Quem Faz a Folia Alberto Camargo, Alice Vasques, Amália Laranjeira, Ana Lúcia Santana, Ana Marinho, Antonio Tavares, Cacá Fernandes, Célia Aranha, Chikinho Alves, Chris Lima, Cidinha Tavares, Cupertino Santos, Daniel Dandalo, Dé Galvão, Denise Fernandes, Douglas Frassini, Eda Xavier, Eduardo Morais, 2 0

V I V E R

O S A S C O

Eliana Rodilha, Eliana Silveira, Eliane Kirejjian, Estella Lopes, Filipe Dandalo, Francisco Camaroto, Giovanna Silveira, Glorinha Barros, Henricco Silveira, Ian Ferreira, Irene Morais, Isa Ferreira, Isabella Silveira, Joao Peixoto, Jose Biane, Julia Camargo, Julia Carvalho, Julio Rezende, Lela Tavares, Ligia Barros, Luisa

Vasques , Mateus Dandalo, Miriam Romon, Nina Julia, Odete Motoshima, Osinete Marinho, Patricia Dandalo, Raissa Dandalo, Regina Vasques, Reginaldo Silveira (Palhaço Osaskito), Sander Borges, Silvana Carvalho, Sofia Carvalho, Solange Carvalho, Veronica Martins, Vicente Motoshima, Waldirene Peixoto.


V I V E R

O S A S C O

2 1


JOVENS

Futuro à Vista! Edmilson Conceição

Nesta época, a maioria dos cidadãos comuns está se preparando para o que vai fazer no fim desde e no começo do próximo ano. Viagens, ceias, presentes, festas... É bom, muito bom. É preciso cultivar a alegria e as boas expectativas. Muitos jovens, porém, sem deixar de surfar nessa agradável onda, se preocupam com o que virá um pouco mais à frente. O que o futuro me reserva? Em que trabalharei? Que profissão escolher? Conseguirei um bom emprego? É para estes jovens osasquenses – entre 14 e 20 anos de idade – que a

CURSO Duração Carga horária Turnos Reconhecido? Público-alvo (idade / pré-condição) Como se Inscrever Época seleção ou matrícula

Custo, bolsas, financiamento Instituição Endereço Fone Pessoa/cargo Observações 2 2

V I V E R

ADMINISTRAÇÃO 4 anos 1º e 2º anos - matutino e noturno, 3º e 4º anos - noturno Sim Formados no Ensino Fundamental 9º ano www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

ANÁLISE E DES. DE SISTEMAS 4 semestres 2.660 horas Matutino / Noturno

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL 06 (seis) semestres 2.800 horas manhã e noite

Sim Ensino médio completo + processo seletivo Processo seletivo Outubro a Janeiro Maio a Agosto

Curso autorizado Ensino médio concluído

R$ 495,21 – bolsa sócio-econômica a partir do 2º ano FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Estágio supervisionado

FIES, PROUNI, Financiamento Bradesco, Convênios com prefeituras e empresas Unifieo – Centro Universitário

O S A S C O

Av. Franz Voegeli, 300, V. Yara 0800.17.1967 -

www.vestibularfatec.com.br Maio/junho - para ingresso no meio do ano. Outubro/novembro para ingresso no inicio do ano. Faculdade Pública - gratuito

Faculdade de tecnologia de Osasco Rua Pedro Rissato, 30 (11) 3603-9910 Coord. Vestibular -


revista “Viver Osasco” preparou uma pequena, modestíssima, ajuda. Nas páginas a seguir, você encontra uma amostra de cursos bem acessíveis ou gratuitos (ou com bolsa de estudo, o que significa que não se precisa enterrar a mão no bolso). Nossa pequena contribuição tinha a intenção de ser mais extensa. Quem sabe no próximo ano possamos repetir a iniciativa, ampliando o leque de oportunidades colocadas à disposição dessa brava juventude de Osasco. De Osasco, sim. Porque todas as opções que listamos estão aqui mesmo, dentro dos limites do município. Repetimos: as ofertas poderiam ser maiores. Poderiam incluir fontes de ensino e treinamento não tradicionais. Mesmo assim, queremos crer que o levantamento oferece uma boa visão do que o mercado oferece, em Osasco. E, sobretudo, ficamos contentes em poder ofertar aos jovens uma oportunidade de olhar, refletir e decidir sobre seu futuro. Porque um (bom) futuro é isso: buscar oportunidades e tomar decisões, mas agora!

CONTABILIDADE 3 semestres 1.500 horas Vespertino / Noturno

EDIFICAÇÕES (constr. civil) 4 anos 1º e 2º anos Matutino e Noturno 3º e 4º ano - noturno Sim Formadas no Ensino Fundamental 9º ano www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

ELETRÔNICA 4 anos 1º e 2º ano, Matutino e Noturno 3º e 4º ano, noturno Sim Ensino Fundamental 9º ano

ENFERMAGEM 3 anos 1º matutino, 2º e 3º integral Sim Ensino Fundamental 9º ano

www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

Gratuito

R$ 495,21 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano

R$ 504,53 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano

R$ 504,53 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano

ETEC Osasco II

FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Estágio com a Tecnisa

FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Estágio parceria com a ABB

FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Estágio supervisionado

Sim A partir de 16 anos com a 1ª série ensino médio www.vestibulinhoetec.com.br Outubro

Rua Pedro Rissato, 30 3602-5441 Silvana Borges Gonçalves -

V I V E R

O S A S C O

2 3


CURSO Duração Carga horária Turnos

ENSINO MÉDIO 3 anos 3.000 horas Manhã

EVENTOS, TECNOLOGIA EM 4 semestres 2.232 horas Matutino / Noturno

GESTÃO AMBIENTAL 4 semestres 1.874 horas Noturno

Reconhecido? Público-alvo (idade / pré-condição) Como se Inscrever Época seleção ou matrícula

Sim ensino fundamental + vestibulinho, 14 anos www.vestibulinhoetec.com.br Outubro

Sim Ensino médio + processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Ainda não avaliado Ensino médio + processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Custo, bolsas, financiamento

Gratuito

Instituição

ETEC Osasco II

Financiamento Bradesco, Convênios com prefeituras e empresas Unifieo - Centro Universitário

Financiamento Bradesco, Convênios com prefeituras e empresas Unifieo - Centro Universitário

Endereço Fone Pessoa/cargo Observações

Rua Pedro Rissato, 30 3602-5441 Marili A. de Farias – coord. -

Av. Franz Voegeli, 300 – V. Yara 0800.17.1967 -

Av. Franz Voegeli, 300, V. Yara 0800.17.1967 -

2 4

V I V E R

O S A S C O


GESTÃO COMERCIAL 4 semestres 1.920 horas Matutino / Noturno

GESTÃO DE RH 4 semestres 2.066 horas Matutino e noturno

GESTÃO FINANCEIRA 4 semestres 1.880 horas Matutino e Noturno

GESTÃO FINANCEIRA 06 (seis) semestres 2.880 horas Tarde e noite

Sim Ensino médio + processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Sim Ensino médio + processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto

Sim Ensino Médio + Processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Curso autorizado Ensino médio

Financiamento Bradesco, Convênios com prefeituras e empresas Unifieo - Centro Universitário

Bolsas FIES, PROUNI, Financiamento Bradesco, Convênios com Prefeituras e Empresas Unifieo - Centro Universitário

Financiamento Bradesco, Convênios com Prefeituras e Empresas Unifieo - Centro Universitário

Av. Franz Voegeli, 300, V. Yara 0800.17.1967 -

Av. Franz Voegeli, 300 0800.17.1967 -

Av. Franz Voegeli, 300 0800.17.1967 -

V I V E R

www.vestibularfatec.com.br Maio/junho, para ingresso no meio do ano - outubro/ novembro, para ingresso no inicio do ano. Faculdade Pública - gratuito

Faculdade de Tecnologia de Osasco Rua Pedro Rissato, 30 (11) 3603-9910 Coord. Vestibular -

O S A S C O

2 5


www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

Instituição

FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Parceria com a IBM

Endereço Fone Pessoa/cargo Observações

2 6

V I V E R

O S A S C O

Sim Ensino Médio + Processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Curso autorizado Ensino médio concluído www.vestibularfatec.com.br Maio/junho, para ingresso no meio do ano.- Outubro / novembro, para ingresso no inicio do ano. Faculdade Pública - gratuito

Financiamento Bradesco Convênios com Prefeituras e Empresas Unifieo – Centro Universitário Av. Franz Voegeli, 300 0800.17.1967 -

Faculdade de Tecnologia de Osaco Rua Pedro Rissato, 30 (11) 3603-9910 Coord. Vestibular -

UNIFIEL

R$ 499,87 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano

MANUTENÇÃO INDUSTRIAL 06 (seis) semestres 2.880 horas Manhã e noite

UNIFIEL

Custo, bolsas, financiamento

LOGÍSTICA 4 anos 1.920 horas Noturno

SENAC

Reconhecido? Público-alvo (idade / pré-condição) Como se Inscrever Época seleção ou matrícula

INFORMÁTICA 4 anos 1º e 2º ano, Matutino e Noturno - 3º e 4º ano, Noturno Sim Ensino Fundamental 9º ano

SENAC

CURSO Duração Carga horária Turnos


MARKETING 4 semestres 1.920 horas Matutino / Noturno

MEIO AMBIENTE 3 semestres 1.500 horas Vespertino / Noturno

MÚSICA 3 + 2 anos subsequentes Noturno

Ainda não avaliado Ensino médio + processo seletivo Processo seletivo Outubro a janeiro, maio a agosto FIES, PROUNI,

Sim A partir de 16 anos 1ª série ensino médio www.vestibulinhoetec.com.br Outubro

Sim Ensino Fundamental 9º ano

Financiamento Bradesco, Convênios com prefeituras e empresas Unifieo – Centro Universitário

Gratuito

R$ 247,39 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano

Gratuito

ETEC Osasco II

ETEC Osasco II

Av. Franz Voegeli, 300 - V. Yara 0800.17.1967 -

Rua Pedro Rissato, 30 3602-5441 Jorge Luis Costa – coord. -

FITO - Conservatório Musical Villa Lobos Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil Estágio supervisionado

CURSO Duração Carga horária Turnos Reconhecido? Público-alvo (idade / pré-condição) Como se Inscrever Época seleção ou matrícula

Custo, bolsas, financiamento Instituição Endereço Fone Pessoa/cargo Observações

NUTRIÇÃO E DIETÉTICA 3 semestres 1.500 horas Vespertino / Noturno

Sim A partir de 16 anos com a 1ª série ensino médio www.fito.edu.br ou secretaria www.vestibulinhoetec.com.br Novembro/dezembro/janeiro Outubro

Rua Pedro Rissato, 30 3602-5441 Silvia Teixeira Aleixo -

QUÍMICA 4 anos 1º e 2º ano, Matutino e Noturno - 3º e 4º ano, noturno Sim Ensino Fundamental 9º ano

REDES DE COMPUTADORES 06 (seis) semestres 2.880 horas Tarde e noite

SEGURANÇA DO TRABALHO 3 semestres 1.500 horas Vespertino / Noturno

Curso autorizado Ensino médio

www.fito.edu.br ou secretaria Novembro/dezembro/janeiro

www.vestibularfatec.com.br Maio/junho, para ingresso no meio do ano. – Outubro / novembro, para ingresso no inicio do ano. Faculdade Pública - gratuito

Sim A partir de 16 anos com a 1ª série ensino médio www.vestibulinhoetec.com.br Outubro

R$ 495,21 – bolsa sócio econômica a partir do 2º ano FITO – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco Rua Camélia, 26 3652-3000 Claudia Callil -

Faculdade de Tecnologia de Osasco Rua Pedro Rissato, 30 (11) 3603-9910 Prof. Dr. Alexandre Ichiro, dir. coord. Vestibular

Gratuito ETEC Osasco II Rua Pedro Rissato, 30 3602-5441 Roseli de Paula Lopez, coord. -

V I V E R

O S A S C O

2 7


MEIO AMBIENTE

As Águas e o Verde Renascem em Osasco Reportagem: Edmilson Conceição

Nesta entrevista exclusiva a “Viver Osasco”, Carlos Marx, Secretário Municipal do Meio Ambiente, fala com ardor da menina dos olhos da sua pasta, o projeto de revitalização de nascentes urbanas. Revela que a iniciativa – inovadora até em termos mundiais –,entre outras coisas possibilita que hoje garças se alimentem de peixes ao longo do asfalto osasquense, como se aqui 2 8

V I V E R

O S A S C O


FOTOS: VIVER OSASCO

fosse o Pantanal. Marx contradiz ainda o quase mito de que o município não tem áreas verdes ao anunciar um futuro Horto Florestal, algo que seria faraônico se não tivesse custo... zero. Por fim, o Secretário defende a idéia de que na questão do meio ambiente Osasco se faz, ela própria, a menina dos olhos – cheios d’água e paixão – dos municípios brasileiros. V I V E R

O S A S C O

2 9


R

evista “Viver Osasco” – É verdade que a cidade de Osasco, um dos municípios menores e mais urbanizados de todo o país, tem mais de cinqüenta fontes de água? Carlos Marx – É verdade. Descobrimos 52 nascentes, numa pesquisa feita em 2007, mas acho que existem mais por aí. Dessas 52, nós revitalizamos 27, dando-lhes função como equipamento urbano, algo que não é comum em nossas cidades. Entre as mais importantes, dessas que foram revitalizadas, estão as do Parque Chico Mendes. Ali são várias nascentes, mas a principal é a que forma o córrego Bussocaba, que é o curso de água mais importante da cidade. Ele nasce no Parque e deságua no rio Tietê, com seus 6 km de extensão totalmente dentro de Osasco. O Bussocaba é hoje um córrego limpo, está 98% livre dos esgotos.

3 0

V I V E R

O S A S C O

RVO – Qual é a principal postura para vencer os desafios do meio ambiente? CM – O mais importante é a conscientização de que sem água não existe vida. É preciso respeitar a água, o pouco que existe, não jogar lixo na rua, ampliar a cobertura vegetal da cidade para ajudar na infiltração da água das chuvas, em vez de impermeabilizar o solo e provocar enchentes. Ter essa consciência é fundamental.


RVO – Em relação aos esgotos, sabe-se que o poder público em geral não gosta de “enterrar” verbas em obras de infra-estrutura, porque não aparecendo, elas não dão voto. Como o Bussocaba escapou dessa maldição? CM – Em 2005 a Prefeitura procurou a Sabesp e solicitou o andamento da obra, que em 2006 teve implantada a rede coletora. Essa rede cobre toda a bacia, que pega desde Presidente Altino até o Jardim d’Abril. Depois foram feitos as linhas tronco e as ligações dos ramais e todo esse esgoto vai para tratamento em Barueri. Falta tratar apenas 2%, que são de ligações clandestinas e estão sendo localizadas. RVO – Fazer água limpa parece um trabalho bonito. Mas é fácil? Não houve nenhum problema? CM – Houve, sim. Nós temos inclusive no Parque dos Palmares uma nascente, V I V E R

O S A S C O

3 1


que foi a primeira a ser revitalizada, que mostra isso. Cresceu, virou uma piscina, fizemos um lago, no verão apareceram banhistas, mas, de repente, sumiu tudo, secou! Esse local fica na zona sul, próximo ao Rodoanel, no Jardim Turíbio. Descobrimos depois que o que aconteceu foi a reurbanização de uma favela ali perto. A água da fonte foi sendo desviada, usada principalmente para as construções. Mas depois nós recuperamos a fonte, que ficou muito bonita, gerou um laguinho e todo esse cenário é o orgulho da comunidade. RVO – Você diria que essa fonte é um dos cartões postais da cidade? E a história de garças comendo peixes é real? CM – Há também as fontes do Parque Chico Mendes, do Parque da Cidade das Flores, com três ou quatro nascentes. Na principal delas foi feita um lago com peixes e aves aquáticas (patos, gansos, até garças) e outros lagos em níveis diferentes. Tem uma outra mina no Centro Esportivo Geodésico, que fica no mesmo bairro. Tem uma nascente que fica numa escola da Vila Airosa, por sinal muito bonita também.

3 2

V I V E R

O S A S C O

A próxima nascente que pretendemos trabalhar, acho que é a maior de todas, fica no bairro Açucará, na zona norte. Essa nascente tem até uma queda d’água. Pretendemos revitalizar essa nascente, mas vai ser preciso solucionar a questão dos barracos próximos e do aterro sanitário. RVO – Pode-se beber da água dessas nascentes?


CM – Não, inclusive colocamos placas de alerta, pois todas têm contaminação. RVO – Apesar de tudo isso e da área limitada, então, Osasco surpreende pela quantidade de nascentes? CM – E até mesmo pelo verde. Temos na zona norte, próximo ao pico do Jaraguá, uma área que era da antiga fazenda da Família Paiva Ramos. É uma área de mais de 2 milhões de m2, que

foi vendida para uma construtora, com projeto de erguer ali um empreendimento habitacional. Faz parte do acordo para aprovação do projeto que serão transferidos ao município de Osasco 1,8 milhão de m2, onde será erguido o nosso Horto Florestal. Nessa área existe uma nascente – de água boa – com vazão semelhante à da grande fonte do Açucará. Estamos buscando referencia nos melhores projetos do tipo existentes no país, para fazer desse um parque “top”, em termos ambientais. RVO - Dizem que dentre as cidades da Grande São Paulo, Osasco é das mais quente... CM – Uma das causas dessa zona de calor é a falta de vegetação, solos impermeabilizados, muitas construções sem áreas verdes. Por exemplo, num parque como o Chico Mendes, a temperatura cai dois graus em relação à vizinhança. A água também tem uma importância muito grande na diminuição da temperatura, através da evaporação. RVO – O desenvolvimento imobiliário contribui para agravar o problema?

V I V E R

O S A S C O

3 3


CM – Hoje existe uma resolução da Secretaria do Meio Ambiente do Estado, que diz que qualquer obra deve deixar 20% de área verde. Mas muita gente construiu sem respeitar, e é impossível demolir, então esse imóvel acaba sendo regularizado. O que nós estamos fazendo com todas as obras é uma anuência ambiental. Quando entra algum projeto na Secretária que não respeita esses 20%, nós não liberamos. Obra de qualquer porte tem que ter os 20% de área verde. Tem que ter uma anuência ambiental. Foi uma decisão muito importante da Secretaria do Meio Ambiente do estado, e nós batalhamos para que haja cumprimento dessa resolução. Temos orientado os empreendedores, pois impermeabilizar 100% é um crime contra a própria sociedade. RVO – Nós sabemos que o projeto de revitalização de nascentes é elogiado nacionalmente. Sabemos da repercussão de outros esforços, como o do re3 4

V I V E R

O S A S C O

colhimento de óleo de cozinha usado, que é um grande poluidor. Mesmo assim, uma Secretaria de Meio Ambiente não é uma exceção e um luxo, para um município, frente a outras prioridades, como saúde, educação, segurança, emprego...? CM – As Nações Unidas classificam a questão ambiental como uma das oito prioridades para toda a humanidade. O organismo da ONU fez essa declaração ao premiar nosso projeto de nascentes urbanas. Portanto é uma necessidade, não um luxo. Especialmente não é luxo uma Secretaria como a nossa, que tem um custo operacional baixíssimo. Basta saber que nossa verba é de 0,6% da dotação do município. Assim como Osasco, são pouquíssimos os municípios brasileiros, dentre quase seis mil, que atribuem à questão ambiental a importância que ela tem, instituindo uma Secretaria específica para cuidar do tema. Portanto, a ação de Osasco é inovadora, avançada e muito realista.


ADVOCACIA PREVIDENCIÁRIA Procedimentos junto ao INSS e ações judiciais › Aposentadorias por tempo de contribuição › Aposentadoria por idade › Aposentadoria por invalidez › Aposentadoria especial › Auxílio-doença › Auxílio-acidente › Auxílio-reclusão › Pensão por Morte (Dependentes) › Revisão de Benefícios Previdenciários.

Demais áreas de atuação: Rua: Avelino Lopes, 306 - Centro Osasco - SP - CEP: 06090-035 Tel.: (11) 3681-1504 tincassuloadvocacia@uol.com.br

Consultoria jurídica e contencioso nos ramos Cível, especialmente divórcios e inventários (judiciais e junto ao Cartório), Empresarial, Tributário e Trabalhista.

OSASGÁS

ALÉM DE MÊCANICA GERAL, GNV E LAUDO PARA CONTROLAR, AGORA TAMBÉM:

versão de combu stível mos con Faze com Kit gás de 5ª geração. Veículos nacionais e importados.

Tire suas dúvidas: www.osasgas.com.br

Av. Prefeito Hirant Sanazar, 530 Osasco - SP Tel: 3688-1600 V I V E R

O S A S C O

3 5


DIREITOS & DEVERES

Aposentadoria da dona de casa, uma luz no fim do túnel ISTOCKPHOTOS

Dra. Alecsandra J. Silva (*)

R

ecentemente foi aprovada a lei que estende à dona de casa o benefício da aposentadoria a cargo do sistema oficial de previdência. A primeira observação a ser feita é que já era tempo. A lei – 12470, de 31.8.2011 – representa o devido reconhecimento à dona de casa, uma figura de importância fundamental para a família e para toda a sociedade. Entretanto, esse seu trabalho pouco ou nenhum amparo legal teve até aqui – apesar de muitas vezes ser uma função mais estressante, delicada e valiosa do que grande parte das ocupações tradicionais com carteira assinada. É muito comum receber em meu escritório donas de casa prestes a completarem 3 6

V I V E R

O S A S C O

60 anos, e até mesmo com mais idade, em busca de uma aposentadoria. Confesso que é frustrante ter de dizer a essa pessoa com uma vida inteira de dedicação aos afazeres do lar que ela não possui nenhum direito. É difícil ter de apontar-lhe, como única opção, viver o resto de seus dias na dependência do marido, dos filhos ou de outros parentes. E essa situação ocorre quando lhe faltam as condições físicas para executar tarefas mínimas. É triste. Era triste. Agora, com esta lei, temos pelo menos uma alternativa. Vamos esclarecer como isso se faz. A primeira questão é a da contribuição. Para se qualificar a receber a aposentadoria, a mulher que se dedica ao


trabalho doméstico em sua residência deverá contribuir mensalmente para a Previdência. O valor da contribuição é bastante acessível, ou seja, 5% sobre o salário mínimo, o que corresponde atualmente a R$ 27,25. Mas, atenção! Para que a dona de casa possa contribuir com tal quantia, é necessário que a renda familiar não ultrapasse dois salários mínimos. Caso a renda familiar seja maior, ela ainda poderá contribuir, porém com uma alíquota maior, ou seja, de 11% sobre o salário mínimo. Fique bem claro que o beneficio (aposentadoria) a ser concedido será sempre de 1 (um) salário mínimo, não importando se a contribuição for de 5% ou 11%. É necessário esclarecer também que esse tipo de contribuição, de 5% ou 11%, não dá direito a aposentadoria por tempo de serviço, e sim a aposentadoria por idade (mais de 60 anos) ou a benefícios como auxílio doença e pensão (a dependentes, evidentemente) por morte. A nova lei inclui ainda outras alternativas, como o caso de ex-trabalhadoras com carteira assinada que viraram donas de casa, mas esses são mecanismos complexos, difíceis de explicar no geral. É mais simples a análise de cada caso, individualmente. O importante é que o novo documento legal – embora não traga alento imediato para todas as donas de casa – abre perspectivas de um futuro menos sombrio para as mulheres que se dedicam à “profissão” do lar, ou seja, de esposas, mães, companheiras. (*) A Dra. Alecsandra J. Silva é advogada (OAB 190.837-SP), com escritório em Osasco. Fone 3591-7370, alecsandrajs@terra.com.br V I V E R

O S A S C O

3 7


PUXA ! ! !

V IDA ! ! ! NATAL É... um poema em que nenhuma Revista se escreveu ainda! Foi quando nasceu uma Criança,...Linda! Natal é do Verso a constância. Da Palavra Sábia de DEUS a fragrância! E a sua rima é a Esperança! Foi quando nasceu um Salvador- uma Criança! Natal é Viver(Osasco) a métrica da Paz! Tão sonhada por nós! Natal é a semântica. De uma realidade não tão romântica! Natal é o movimento,... Do Menino - O Nascimento! Natal é um poema íntimo na Paz d’alma! “Quem não tem Paz não tem calma!” Natal é Antologia dos Anjos,... que os poetas tentam editar. Presentes e Arranjos!!! Natal é a alegria do aflito. Antologia escrita na extensão do infinito... Onde tentamos “poemar”,...canções, orações! Natal fala do Mestre - do Menino JESUS! Que todos os dias nasce em nossos corações! E que já venceu a cruz. E a vida de quem NELE crê!!! Conduz!!! Luz!!! NATAL É JESUS!!! À Revista Viver Osasco,... e àqueles que a leem: UM 2012 REPLETO DE 2012!!! _____________tiko lee poeta Cristão contemporâneo____________ leonidasdesouza@yahoo.com.br

3 8

V I V E R

O S A S C O


V I V E R

O S A S C O

3 9


ROTEIRO

DIVULGAÇÃO

Jovens e executivos ganham novo espaço Recém inaugurado junto a sede administrativa do Bradesco na Vila Yara, o JO’s Gourmet, é a mais nova casa que promete ser um ponto de atração para os apreciadores das boas coisas da cidade. Especialmente projetado, com uma arquitetura moderna, valorizando a luz natural,reúne vários ambientes num mesmo espaço, dispondo de uma lancheteria que oferece sanduiches, hambúrguer, panquecas, mini pizzas e deliciosos pastéis de dar água na boca, com serviço de delivery. No salão principal, com decoração nostálgica dos anos 60, funciona o restaurante com serviço à la carte, e nos corredores laterais oferece mesas ao ar livre, com um jardim bem cuidado, valorizando o verde, que no fundo circunda uma linda fonte ornamentada com peixes, proporcionando um ambiente bem romântico. JO’s Gourmet – Rua Benedito Américo de Oliveira, 187 – V. Yara - 3681-5018

DIVULGAÇÃO

Happy hour às sextas anima final de semana Com música ao vivo ao som de bandas e grupos musicais que se apresentam semanalmente todas as sextas feiras a partir das 19:00 horas, o Talismã Grill e Cia, recebe os amantes da boa música e de um bom papo para ali passarem momentos agradáveis ao som de blues, pop rock nacional e internacional, sertanejo, MPB e outros sucessos. Os próprios freqüentadores propiciam um ambiente informal para comemorarem aniversários, reunião de amigos e se animarem na pista ao som de grandes sucessos. A casa oferece espaço para músicos instrumentistas e cantores para suas performances. Com serviço de bar que oferece diversos tipos de bebidas e drinks, pode se apreciar também petiscos em forma de porções preparados pela cozinha. Talismã Grill & Cia. – Av. Hildebrando de Lima, 389 – 3685-9099 – www.talismagrill.com.br

4 0

V I V E R

O S A S C O


V I V E R

O S A S C O

4 1


VÍDEOS | FILMES

VIVER

RASHOMOM

TRONO MANCHADO DE SANGUE C

M

Y

Akira Kurosawa Na realização da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo realizada de 21 de outubro a 03 de novembro de 2011 vamos homenagear aquele que é considerado um dos cineastas mais importantes e influentes da história do cinema. VIVER - Burocrata de longa data que não liga para nada que não o interesse, descobre que está com câncer. Decide, então, construir um playground em seu bairro, tentando descobrir um sentido para sua vida. 4 2

V I V E R

O S A S C O

TRONO MANCHADO DE SANGUE - No Japão do século XVI, os samurais Washizu e Miki encontram uma feiticeira na volta para casa depois de vencerem uma batalha. Ela prevê que Washizu será o Senhor do Castelo do Norte. Esse é o início de uma sangrenta luta pelo poder. Adaptação da peça “Macbeth”, de Shakespeare. RASHOMOM - No Japão do século 12, um fazendeiro e sua mulher são atacados numa floresta. Ela é violentada; ele morre. Ao longo do julgamento do caso, cada uma das quatro testemunhas, inclusive o fantasma do fazendeiro assassinado, conta o ocorrido segundo diferentes pontos de vista. Na busca da versão real, o drama questiona o próprio conceito de verdade. Desta vez os vídeos sugeridos não são “inclusivos”, mas são obras primas do cinema, que poderão ser apreciados de uma maneira especial neste final de ano. *Verifiquem a classificação etária dos filmes, Observando se estão adequados à idade de seus filhos.

CM

MY

CY

CMY

K


V I V E R

O S A S C O

4 3


4 4

V I V E R

O S A S C O

Viver Osasco - nº 10  

Viver Osasco - nº 10

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you