Issuu on Google+

4ª EDIÇÃO

Comportamento

Causa e características do bullying 12

Tendências

Aprenda os segredos da maquiagem para a nova estação 14

ANO 1

AGOSTO 2010

ELEIÇÕES 2010

Eleitores vão às urnas dia 3 de outubro 18

NOSSA HISTÓRIA

Recorde a origem e a cronologia do carnaval de Epitácio 26


2

AGOSTO • VITRINE ATIVA


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

3


editorial

É por você leitor! Outra vez fizemos o que gostamos de fazer: uma revista que busca qualidade nos seus textos e imagens; de modo a atrair você, leitor, que é, numa última análise, a única razão do nosso trabalho. A capa desta edição apresenta o grupo Provigi Vitiver, empresa de segurança e monitoramento que vem ampliando a prestação de serviço na região. Com escritório em Presidente Prudente, Bauru, Marília e agora em Presidente Epitácio, o grupo segue se destacando como uma empresa altamente qualificada, sendo a única do ramo de segurança eletrônica da região formada por profissionais da área de segurança. Na editoria de comportamento trouxemos assunto que já faz parte do cotidiano da população brasileira, que é o “Bully”, palavra inglesa que significa que designa “valentões”. Embora uma realidade, muito dos aspectos desse prática covarde ainda são desconhecidos de todos nós, o que nos levou a abordar os caminhos percorridos por aqueles que a praticam, bem como as conseqüências que podem advir disso. Estudos recentes dão conta que o bullying não acontece apenas no ambiente escolar, mas também no trabalho e mesmo no relacionamento entre vizinhos. Para exemplificar, entrevistamos W.Y (nome fictício), que relata as agressões que sofreu, resultante do bullying, desde os 6 anos de idade, e como ela se comporta hoje, aos 24 anos. Com as eleições chegando, é claro que não poderíamos deixar de lembrar que no dia 3 de outubro, nós brasileiros, vamos as urnas eleger o presidente da república, dois senadores, governador, deputado federal e deputado estadual que, espera-se, permanecerem por quatro anos trabalhando para o crescimento do nosso país. E é por isso que reforçamos a importância de conhecer os candidatos, saber o que ele já fez, avaliar os que já estão ou estiveram no poder e entender o trabalho de cada um, para então poder cobrar e exercer a sua cidadania. Para descontrair um pouco, confira em “Nossa História” alguns momentos do rico carnaval epitaciano, que certamente vai render outras matérias. E para não tomar mais o tempo dos leitores, terminamos por aqui agradecendo aos anunciantes por acreditarem em nosso trabalho e proporcionarem mais esta edição. Uma ótima leitura a todos.

DIRETORES: Alex Borges e André Luis REDATORA-CHEFE: Juliana Gonçalves . MTb 45.884/SP . Matrícula Sindical 17.908 EDITORA DE JORNALISMO: Priscilla Martins . MTb 48.286/SP REPÓRTERES: Priscilla Martins e Juliana Gonçalves FOTOGRAFIA: Zoom Digital, Correio do Porto, Edcarlo Fernandes e Orinho.com DIAGRAMAÇÃO: Kase Propaganda IMPRESSÃO: Gráfica Cipola COLABORADORES: Domitila El Hage e Benedito de Godoy Moroni. VITRINE ATIVA é uma publicação trimestral, editada em Presidente Epitácio com abrangência em Presidente Prudente, Dracena, Presidente Venceslau, Caiuá - Estado de São Paulo e Bataguassu, Brasilândia e Anaurilândia – Mato Grosso do Sul Tiragem: Mil exemplares ATENDIMENTO: Para anunciar ligue: 18 3281-3759

4

AGOSTO • VITRINE ATIVA

CARTA À REDAÇÃO: revistavitrineativa@hotmail.com


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

5


8

Entrevista:

Padre Tiago explica chegada a Epitácio e principais desafios enfrentados

16

Provigi

Empresa de segurança investe em Presidente Epitácio

21

Nossa Senhora dos Navegantes

Demonstração de fé leva fiéis a tradicional procissão fluvial

14

Maquiagem

Vitrine traz dicas e tendências para a estação primavera-verão

18

Eleições 2010

Brasileiros vão às urnas no dia 3 de outubro

26

Nossa História

Nesta edição confira um resgate da história do Carnaval em Epitácio

6

AGOSTO • VITRINE ATIVA


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

7


ENTREVISTA

Fé, Amor e Devoção Padre Tiago Carvalho fala sobre a chegada em Presidente Epitácio, os principais desafios encontrados e as graças recebidas no trabalho a frente da Paróquia Sagrada Família 22 de fevereiro de 2009 marcou uma nova fase na vida de muitos fiéis epitacianos, e na vida do padre Tiago da Silva Carvalho. Nesta data, o padre recebeu a notificação de que viria para Presidente Epitácio e assumiria a Capela Sagrada Família que logo mais se elevaria à Paróquia. A comunicação oficial foi no dia 26 de fevereiro logo pela manhã, e já na parte da tarde o padre chegou em Epitácio para conhecer a Capela. No mês de março iniciou visitas, já que para a primeira missa precisaria de um grupo para ajudar a organizá-la. Como ainda não morava na cidade, veio toda semana durante os 90 dias antes da missa de elevação de Capela para Paróquia Sagrada Família. E no dia 1º de maio de 2009, às 9 horas, uma grande conquista foi alcançada, realizava-se a primeira missa na igreja Sagrada Família, como Paróquia. A presença de fiéis assistindo a missa que encheu a igreja foi a mostra de que ali se iniciava mais uma grande comunidade católica.

Este ano, a Sagrada Família completou um ano de Paróquia. Como foi a participação da comunidade neste período e o que significa a cidade ter recebido mais uma Paróquia. Para a cidade, receber mais uma Paróquia é sinal de que a cidade cresceu demograficamente e apenas uma paróquia já não comportava, pois a igreja precisa estar próxima e presente nas comunidades. Como a Paróquia São Pedro está localizada mais ao norte da cidade, precisá8

AGOSTO • VITRINE ATIVA

vamos ter outra mais ao sul e para atender os fiéis que ali moram. Quanto a participação da comunidade, é possível notar pela participação nas missas, que muitas vezes não comporta todos sentados, e no dízimo, que vem sendo muito importante para manter a Paróquia.

Foi iniciada no dia 1º de maio, a campanha para a reforma da Paróquia Sagrada Família. O que será feito nesta primeira etapa? Quero deixar claro que para a época, quando construíram a capela Sagrada Família, a construção foi audaciosa por ser uma Capela, sendo até moderna. Mas hoje ela se tornou pequena como Paróquia, para atender a comunidade, a acústica atrapalha e a acomodação dos fiéis precisa ser melhorada. Ela é uma igreja grande, mas não tem estrutura de Paróquia e é isso que precisamos criar, pois a estruturação não é só estética, mas também prática, para acolher os fiéis. Quanto a primeira etapa, esta é a fase de retirar do corpo físico, o que impede a ampliação, após essa retirada, serão iniciadas as obras de ampliação e o acabamento. Antes do início das obras de ampliação da Paróquia, será construído um anexo contendo auditório para 140 pessoas, secretaria e sala de atendimento paroquial, espaço para a Rádio AM Novo Milênio e Casa Paroquial e logo em seguida serão iniciadas as obras na igreja. A Campanha consiste na colaboração da comunidade para as obras da Paróquia Sagrada Família.

Como fazer para ajudar na reforma da Paróquia? Pode participar da campanha qualquer pessoa da comunidade, acima de 18 anos. Os carnês contendo 12 parcelas de R$ 25,00, podem ser retirados na Secretaria Paroquial, Rádio Novo Milênio ou nos seguintes pontos: Catarinense Calçados, Consermaq Quirino, Fort Imóveis, Epitácio Tintas, Estância Madeiras e Construção e Siqueira Móveis. A cada três meses será realizado sorteio de uma TV LCD e ao final dos 12 meses um Ford Ka 0 KM. Lembrando que para concorrer ao sorteio o colaborador deverá estar com o carnê em dia. Os pagamentos também podem ser feitos nos locais onde os carnês foram retirados.

Quando chegou a Presidente Epitácio para assumir a Paróquia, o Padre sabia que não seria uma tarefa fácil. Já se passou mais de um ano participando ativamente da vida de muitas famílias epitacianas. O que foi mais difícil? No início foi um pouco conturbado. Havia muita especulação, muitos souberam que eu era novo e ficaram inquietos, mas a minha preocupação é que eu não sabia quanto tempo levaria para transformar as pessoas com um trabalho de evangelização, para então conquistar os fiéis a participarem e assim conseguir manter a Paróquia. Mas o que foi previsto para conquistar em seis meses, fizemos em três, o que só confirmou que Deus está presente nos dando graças.


Capela Sagrada Família

Padre Tiago da Silva Carvalho

Sabemos que as drogas são uma realidade triste no mundo todo, e em Presidente Epitácio não é diferente. Para quem já é usuário, como acabar com o vício?

Para finalizar, o que fortalece uma família?

A Igreja tem uma parceria com outras comunidades (Paróquias que já tem o trabalho de recuperação) como a Igreja Maristela de Presidente Prudente. No entanto antes de encaminhar ao tratamento, é feito um trabalho para saber se existe

Amor, unidade, respeito e principalmente diálogo. O problema dentro da família acontece quando um só enxerga o defeito do outro, mas não vê o seu próprio defeito. Assim, não consegue ver as qualidades do outro.

a vontade de querer sair do vício. Só se houver o desejo interior de sair do vício é possível eliminá-lo.

Horário de atendimento NA PARÓQUIA • 8h30 às 15h30 (terças, quartas e sextasfeiras) • Visitas: quintas-feiras • AGENDAMENTO DE VISITAS: de terça-feira à sábado • Missas (sábado 9 horas - Missa das Crianças; 3º sábado do mês 20 horas - Missa de Cura e Libertação; domingo 7 horas- Missa Matinal e 19 horas – Missa dos Jovens)

Em agosto de 1972 começou a nascer um sonho de muitos católicos. Algumas pessoas se uniram e formaram uma comissão para construir a Capela Sagrada Família. Na época o Pároco da Paróquia São Pedro, era o Padre Olivio Reatto. Iniciaram a compra dos terrenos, um após o outro. O engenheiro Nilo fez o projeto gratuitamente e foram ganhos os primeiros tijolos, doados pelos senhores Agripino Lima e Ítalo Montorio. Para marcar onde seria feita a Capela, foi erguido um cruzeiro, com a celebração de uma Missa Campal pelo missionário Padre Costa e pelo Padre Olivio Reatto. Iniciou-se então a construção de um barracão, onde foram realizadas varias quermesses para arrecadar o necessário para dar início a construção da Capela. O Pe. Olívio começou a celebrar missas, todos os domingos às 7 horas da manhã, como é até hoje. O primeiro batizado realizado na comunidade foi o da Gisela Serra, no dia 15 de março de 1979, feito pelo Pe. Libero. No mesmo ano, o Pe. Pedro Quatrini assume a Paróquia São Pedro e se despede da cidade em 1984. A primeira missa realizada dentro da Capela, ainda no contra piso foi celebrada pelo Pe. Nicolau Ruggi, no dia 20 de junho de 1983. Os anos foram passando, e melhorias aconteceram. Em agosto de 1991 foram realizadas Santas Missões, pregadas pelos Padres Redentoristas, surgindo aí o primeiro grupo de jovens da comunidade, o grupo CRUHS. No ano 2001, o Pe. Pedro Quatrini assume novamente a Paróquia. Com sua vinda começa a ser implantada uma nova forma de administração Paroquial, com apoio direto de leigos, onde cada Capela deveria ter uma comissão, eleita pela comunidade. A primeira comissão foi eleita em 2002 e na gestão, foram realizados trabalhos pastorais enfatizando o lado espiritual, incentivando a formação e fazendo com que a população tivesse uma verdadeira consciência de comunidade. A comunidade passa então a celebrar missas de Natal, missa e procissão em comemoração criação da igreja da Sagrada Família. Com o passar dos anos mais conquistas foram se incorporando à comunidade da Sagrada Família: construção da sala de catequese, pintura externa da igreja e sala que sala que hoje abriga a Rádio Comunitária.

VITRINE ATIVA

AGOSTO •

9


Casamento Anne e And

erson

A pequena Ana Laura

completou 1 aninho

Ludmila em pose exclusiva para

a Zoom Digital

anos Maria Carolina, 5

rescansin Ludmila Maria B s de Souza, 5 aninho

Casamento de Moa

ra e Luis Gabriel

10

AGOSTO • VITRINE ATIVA

n

Casamento de Amanda e Daw

Isadora, 3 anos


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

11


COMPORTAMENTO

A palavra “Bully”, de origem inglesa, significa “valentão”. Como o surgimento do termo é recente, pelo menos para a grande maioria da população, boa parte das pessoas confunde ou tende a interpretar o bullying unicamente como a prática de atribuir apelidos pejorativos às pessoas, mais especificamente no contexto escolar. No entanto, segundo o psicólogo Marcel Polizeli, tal conceito é bem mais amplo. “O bullying se caracteriza por ser algo agressivo e negativo, executado repetidamente e que ocorre quando há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas. É o tipo de comportamento, portanto, que pode ocorrer em vários ambientes, como escolas e universidades, mas também no trabalho ou até mesmo entre vizinhos”. Para Polizeli, a prática do bullying é basicamente a combinação entre intimidação e humilhação de um indivíduo, geralmente alguém mais acomodado, passivo ou ainda que simplesmente não possui condições de exercer o poder sobre outra pessoa ou sobre um grupo. “Em outras palavras, é uma forma de abuso que tanto pode ser psicológico, físico ou social, ou ainda uma combinação desses três meios”. No ambiente de trabalho, a intimidação regular e persistente que atinge a integridade e confiança da vítima também é caracterizada como bullying. Entre vizinhos, tal prática é identificada quando alguns moradores adotam atitudes, de forma sistematizada, com o fim de atrapalhar e incomodar os outros. Especificamente no ambiente escolar, ambiente onde ainda hoje se detecta a maioria dos casos de bullying, grande parte das agressões é psicológica e afloram na forma do uso negativo de apelidos e expressões pejorativas. Contudo, as práticas do bullying no ambiente escolar também acontecem por meio de agressões físicas, com conseqüências tão danosas quanto aquelas ocorridas no campo psicológico. Um dos casos mais chocantes de bullying escolar é o de Curtis Taylor, um aluno do oitavo ano de uma escola secundária nos Estados Unidos. Curtis foi vítima do bullying durante três anos consecutivos: sofria espancamento nos vestiários da escola, suas roupas eram sujas com leite achocolatado e 12

AGOSTO • VITRINE ATIVA

seus pertences vandalizados. Curtis não resistiu ao sofrimento e humilhação e se suicidou em 1993. Este não foi um caso isolado. Na década de 90 os Estados Unidos se depararam com uma onda de tiroteios em escolas, perpetrados principalmente por alunos que se diziam vítimas dessa prática. Depressão, ansiedade, estresse, dores não-especificadas, perda de auto-estima, problemas de relacionamento, abuso de drogas e álcool são os principais sintomas (conseqüências) do bullying. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope em 2008, de 5.482 alunos entre 5ª a 8ª séries de 11 escolas do Rio de Janeiro, mais de 40,5% admitem ter praticado ou ter sido vítima de bullying que, segundo essa mesma pesquisa, já atinge 45% dos estudantes de ensino fundamental do país, seja como agressor, vítima ou em ambas as posições. Entre os 2.000 entrevistados, 49% estavam envolvidos com a prática 22% eram vítimas, 15% agressores, e 12% no papel, simultaneamente, de vítimas e agressores. Os números apresentados coincidem com estatísticas internacionais e traçam o seguinte perfil das vítimas: tímidas, de ambos os sexos, possuem alguma característica marcante, tanto comportamental como física (obesidade ou baixa estatura, por exemplo), possuem, em média, 11 anos e não reagem contra a gozação. W.Y. tem 24 anos e sofreu com o bullying. Conta que dos 6 aos 17 anos foi discriminada pela sua etnia. Além das agressões psicológicas, recebeu também agressões físicas que afetaram sua conduta. Em entrevista, conta ter tentado superar o trauma interagindo e se relacionando com as pessoas, mas como vítima do bullying ainda sente dificuldades. O sofrimento com a discriminação levou W.Y a retirar seu primeiro nome aos 20 anos, pois afirmou que a incomodava não ser chamada pelo nome, já que sempre havia mais meninas com o mesmo nome e então todos se referiam a ela pela etnia. Hoje, apesar de ainda não ter um relacionamento tranqüilo na faculdade, afirma que melhorou muito. “Posso dizer que fazer acompanhamento com psicólogo me fez bem. Este problema é tratável e viver sozinho não adianta. Mas enquanto sua auto-estima não estiver em ordem, não é possível superar”, declarou W.Y.


Há pelo menos três requisitos para que se caracterize o bullying: 1 . comportamento agressivo e negativo; 2 . repetição do comportamento negativo; 3 . desequilíbrio de poder no relacionamento

entre as partes envolvidas.

O bullying divide-se em duas categoria direto; indireto, também conhecido como agressão social 1 . bullying 2 . bullying

O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos. A agressão social ou bullying indireto é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem: espalhar comentários; recusa em se socializar com a vítima • intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima • criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades, comportamentos diferenciados, times de futebol, etc). • •

VITRINE ATIVA

AGOSTO •

13


T e n d ê n c i a

Sentir-se

bela

faz bem! Aliada das mulheres, a maquiagem é uma grande composição da sua marca e poderosa ferramenta de marketing. Feita corretamente, além de valorizar os traços e corrigir imperfeições, proporciona bem estar e auto confiança. Da mesma maneira como você se veste todos os dias buscando adequar as roupas à sua personalidade e à imagem que quer ou precisa passar aos outros, a maquiagem também deverá ser elaborada com este intuito. A sua maquiagem será incorporada ao seu estilo e ajudará a expressar a sua personalidade.

avermelhamentos e descamações, a aplicação de maquiagem pode irritar a pele. O ideal é esfoliar 48 horas antes. • Hidratação: Depois da limpeza chega a hora da maquiagem, que deve começar com a aplicação de um serum ou creme hidratante em pouca quantidade 15 minutos antes da base. “Com estes passos a pele ficará luminosa e preparada para suportar a maquiagem por horas”, enfatiza Gervazoni.

A tendência da automaquiagem

Quem não gostaria de ter o poder e a sabedoria e adoraria conseguir esconder imperfeições e valorizar os pontos fortes do rosto fazendo com que ficassem como se tivesse recebido a maquiagem de um profissional? Desvende os segredos da automaquiagem para acertar sempre. Equipamentos: pincéis, lápis e esponjas não são um mistério se você aprender a usá-los sem medo e descobrir a função de cada um deles.

Tipos de pele

Segundo a fisioterapeuta, esteticista e promotora de curso de automaquiagem em Presidente Venceslau, Flávia Gervazoni, é muito importante usar maquiagens de acordo com a pele. Lembrando que para iniciar qualquer maquiagem é necessária a limpeza da pele. “Cada tipo de pele requer produtos diferentes de maquiagem, sempre observando a qualidade do produto e se é dermatologicamente testado. Não adianta pedir batom, base e pó emprestado da amiga, é importante também não se esquecer de preparar a pele para receber a maquiagem e obter o resultado esperado”, disse Gervazoni. Diversos são os tipos de peles. Pessoas com poros dilatados, característicos da pele oleosa, por exemplo, pedem a utilização de maquiagens que privilegia o uso de produtos “oil-free” (livres de óleo) para não causar reações cutâneas. O blush e a sombra de preferência em pó. Já em peles secas, que são geralmente mais finas, sem brilho e ásperas, o correto é o uso de cosméticos cremosos (mais espessos). A pele mista, mais oleosa na região T (nariz, testa e queixo) e mais seca nas maças do rosto e ao redor dos olhos, deve receber uma maquiagem equilibrada e adequada com a oleosidade da região maquiada. O correto é usar um make-up sem óleo. O primeiro passo da maquiagem na pele mista é limpar a oleosidade da região T e, em seguida, aplicar uma base hidratante. O complemento do Make deve ser com pó translúcido, blush e sombra em pó.

Limpeza da pele (Preparação antes de se maquiar)

Gervazoni afirma ainda que uma das razões pelas quais muitas vezes os resultados da maquiagem não são os esperados é uma má preparação. Há passos básicos essenciais a seguir antes da maquiagem em si. • Descanso: Dormir 8 horas previne e corrige qualquer opacidade na pele, olheiras e bolsas nos olhos. Se você tiver alguma festa á noite, o ideal seria dar um pequeno cochilo à tardinha. A própria expressão fica mais relaxada. • Limpeza: A pele tem que estar impecável, ou seja, limpa e sem impurezas. No entanto, nunca esfolie a pele no mesmo dia da maquiagem, além de 14

AGOSTO • VITRINE ATIVA

C U R S O No curso Gervazoni oferece capacitação para cuidar da pele, se automaquiar, e ainda dicas sobre as novas tendências relacionadas ao assunto. O curso tem duração total de quatro horas com no máximo 10 alunas. Ela informa que o curso é composto do seguinte conteúdo: • Higienização e hidratação da pele • A escolha certa de corretivos e bases para a pele da aluna • Como aplicar delineador, sombra, blush, rímel, batom, iluminador • Técnicas de luz e sombra para esconder imperfeições • Como valorizar os traços • Maquiagem dia e noite • Truques e segredinhos • Técnicas de demaquiagem Mais informações: Flávia Gervazoni Telefones: 3271-8963 • 8111-8685 • 9100-1399 flavinha_pv@hotmail.com


tendências na estação primavera verão 2010 e 2011

Cores metálicas ou com glítter prometem invadir a “make” feminina, se contrapondo às tendências do Inverno 2010. O brilho pode ser visto em sombras, blushes e esmaltes que iluminam o visual. Porém tanto brilho sugere combinações com alguns elementos foscos, por exemplo, a boca opaca com os olhos de glítter e unhas metalizadas. Essa mistura do Metálico com o fosco deixa a maquiagem mais despojada e divertida para o dia-a-dia da Primavera Verão 2010 2011. A cores fluo voltam da Temporada de Verão passado para a seguir novas tendências da Primavera Verão 2010 2011, sombras em tons berrantes não precisam ser moderadas e podem ser aplicadas por todo o côncavo dos olhos, combinadas com máscara para os cílios, que também ganham destaque. As sombras em tons Néon podem ser combinadas perfeitamente com uma boca mais apagada e opaca, para não sobrecarregar o look.

VITRINE ATIVA

AGOSTO •

15


Tudo em segurança é com o Grupo PROVIGI CAPA

V

oltado para a prestação de serviços de segurança eletrônica e controle de acesso, o Grupo PROVIGI integra profissionais treinados e tecnologia eletrônica de última geração, como alarme sem fio – tecnologia Wirelles, proporcionando supervisão constante e monitoramento à distância 24 horas por dia. A PROVIGI oferece projetos e implantação de segurança eletrônica integrada, não importando qual o segmento de mercado que sua empresa desempenha, lembrando que a PROVIGI atende também residências. Fundada pelo casal Eduardo e Sandra Faccioli, em 1º de março de 2009, na cidade de Presidente Prudente, a PROVIGI já nasceu com grande know-hall na área de segurança e terceirização de serviços, tanto que em 16 de outubro de 2009 o GRUPO PROVIGI inaugurou em Bauru-SP seu escritório de negócios em terceirização e também uma parceria com o grupo VITIVER Sistema de Segurança, que também já atuava na área de Segurança Eletrônica, monitoramento de alarmes 24 horas e monitoramento de imagem via web. 16

AGOSTO • VITRINE ATIVA

Devido ao grande conhecimento de seus sócios no mercado de Segurança - tanto na área de terceirização quanto na área de segurança patrimonial -, a PROVIGI rapidamente se firmou no mercado, tendo uma excelente participação em empresas no estado de São Paulo, o mesmo acontecendo na área de terceirização de serviços, onde a PROVIGI atende clientes tanto da iniciativa privada quanto de órgãos públicos, estes por meio de licitação, já que é habilitada no SICAF. Sua estrutura gerencial permite um atendimento profissional e respostas rápidas as solicitações dos clientes, fatores que pesam no momento da escolha de quem vai cuidar de um dos itens que mais preocupa o cidadão moderno: SEGURANÇA. A associação do grupo PROVIGI à VITIVER Sistemas de Segurança, empresa com mais de 40 anos de experiência na área de segurança Pública e Privada - tem entre seus profissionais o Cel. Laerte Soares de Souza, que atuou durante 35 anos na Policia Militar e 10 anos na Seguranca Privada, e Sr. Roger Marcel Vitiver Soares de Souza, com experiência de 15 anos na área de segurança como oficial da policia militar e empresário de


segurança privada – rendeu à PROVIGI um salto de qualidade e experiência que veio a se somar ao profissionalismo, principal objetivo da PROVIGI. A VITIVER, por sua vez, sempre trabalhou com o objetivo de oferecer o que há de mais seguro e moderno em segurança eletrônica, e por esse motivo se firmou como uma das mais respeitadas empresas de Bauru e região. É por isso que hoje o grupo PROVIGI VITIVER se destaca como uma empresa forte e altamente qualificada, sendo a única empresa de segurança eletrônica da região formada por profissionais especializados em segurança, sempre em busca de atualização e oferecendo os melhores produtos que existem no mercado de segurança aos seus clientes.

» Complexos sistemas de alarmes » Rondas eletrônicas » CFTV, » Portão eletrônico » Cerca elétrica » Monitoramento de alarmes e imagem 24 horas.

Segurança Eletrônica

II - Monitoramento de Alarmes 24 horas

O Grupo PROVIGI-VITIVER desenvolve avançados projetos de segurança eletrônica com planejamento e implantação de acordo com o perfil de cada cliente. Com profissionais treinados pela própria fábrica, atende sob padrões internacionais de instalação e qualidade de seus produtos, oferecendo no mercado produtos tais como:

CONTATOS:

I – Circuito Fechado de TV - CFTV

Instalação de sistemas de gravação de imagens, com acesso remoto 24 horas por dia. Gerenciamento através da internet, possibilitando a visualização on-line de todas as câmeras instaladas. A central de monitoramento de alarmes conta com profissionais altamente treinados, equipados com Viaturas e equipamentos para dar pronto atendimento aos clientes 24 horas por dia. Dispondo de assistência técnica full time, os clientes não ficam sem proteção eletrônica nem mesmo aos finais de semanas e períodos noturnos.

Presidente Prudente: 18 3223.1931 BaurU: 14 3206.1888 Presidente Epitácio: 18 3281.7822 Marília: 14 3301.6979 VITRINE ATIVA

AGOSTO •

17


É hora de votar Eleitores brasileiros vão às urnas no dia 3 de outubro, exercer a cidadania através da eleição do presidente da república, senador, governador, deputado federal e deputado estadual.

O voto é a maneira do eleitor classificar e depositar a confiança em alguém que irá representá-lo na luta por direitos conferidos à ele por lei. É o momento de avaliar o que foi feito por aqueles que já ocuparam um cargo e hoje trabalham pela reeleição. Com esse objetivo, muitos candidatos usam de artifícios pouco éticos para conquistar o nosso voto. Em função disso o Tribunal Superior Eleitoral – TSE promove diversas campanhas com o intuito de informar o eleitor quanto aos seus direitos e deveres, bem como ajuda a traçar um perfil do candidato ideal para representar o eleitor. Um dos principais temas debatidos em campanhas do TSE é a questão da venda de votos. O eleitor que vende seu voto, além de estar cometendo um crime, está vendendo a oportunidade de escolher uma vida melhor para todos. O povo deve estar consciente que o voto é uma forma de lutar por melhorias materiais, mas também elevar o nível ético dos políticos. É muito importante que o eleitor pesquise a vida eleitoral do seu candidato e que busque através de levantamentos os benefícios que esse ou aquele candidato proporcionou para seu município, região ou Estado. E lembre-se, nas eleições 2010, será exigida para a votação a apresentação do título eleitoral juntamente com um outro documento de identificação. Eleitores que queiram solicitar a segunda via tem até o dia 23 de setembro para fazêlo em qualquer cartório eleitoral. 18

AGOSTO • VITRINE ATIVA


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

19


estas f a r a p s o id t s Ve ância g e l e e o il t s e vista-se com 20

AGOSTO • VITRINE ATIVA


Devoção e fé na procissão de Nossa Senhora dos Navegantes

A

proximadamente 2.500 fiéis participaram da tradicional procissão de Nossa Senhora dos Navegantes que foi realizada dia 15 de agosto, entre os estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo. A procissão desde 15 de janeiro de 2009, após promulgação da Lei 13.413, foi incluída no Calendário Turístico do Estado. A comunidade católica de Presidente Epitácio (SP) e Bataguassu (MS) através do Distrito de Nova Porto XV, se uniram para mais uma vez celebrar a tradicional festa de Nossa Senhora dos Navegantes, em sua 62ª edição. A festa começou no dia 13 de Agosto, com a missa solene de abertura às 19 horas, na Nova Porto XV e terminou no dia 15 de Agosto, com a travessia fluvial às 8 horas levando a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, do Cais da Nova Porto XV para outra margem do Rio Paraná, em Presidente Epitácio. O barco andor foi acompanhado por embarcações menores, com piloteiros, pirangueiros e proprietários de lanchas, oferecendo um belo espetáculo visual nas águas do Rio Paraná. A chegada no píer foi por volta das 9h30 onde os fiéis foram recepcionados pela Banda Marcial “Antonio Zocante”. Logo em seguida buscando resgatar a tradicionalidade, os fiéis partiram em procissão para a Igreja São José, na Vila Tibiriçá onde pontualmente às 10h30 foram recepcionados com salva de fogos para a celebração da Missa Campal. A missa foi celebrada pelos padres de Epitácio, Atílio Ta-

ricco, Pietro Quatrini e Thiago Carvalho; e pelos padres de Bataguassu, Moacir dos Santos e Eurico Martins. Para recepcionar os fiéis foi montada uma estrutura de qualidade, que conseguiu abrigar grande parte dos fiéis que mais uma vez prestigiou a tradicional Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, realizadas a décadas por fiéis de Bataguassu e Epitácio. O retorno da procissão à Nova Porto XV foi às 12 horas. Autoridades políticas, religiosas, imprensa e católicos acompanharam todo o trajeto. Para o transporte dos fiéis foi colocado a disposição dois ônibus partindo de pontos da cidade passando por diversos bairros.

Procissão seguiu do Píer Turístico até a Capela São José na Vila Tibiriçá, onde foi celebrada a missa campal VITRINE ATIVA

AGOSTO •

21


Cantinho da Sil promo Buscando inovar e trazer para Presidente Epitácio e região algo só desenvolvido em grandes centros, Silvia Veloso iniciou em julho de 2009 a implantação do Cantinho da Sil, festas infantis. De acordo com a empresária, inicialmente o objetivo da criação era oferecer algo que fosse além de brinquedos infláveis já comuns em festas infantis. “Nós principiamos em Epitácio com o “Camarim Fashion” e em seguida fomos agregando outros serviços que notávamos ser necessário para animar meninos e meninas nas festas infantis, de uma forma mais moderna, o que hoje leva o nome de ‘Cantinho da Sil’”, explicou Veloso.

22

AGOSTO • VITRINE ATIVA

Segundo a empresária, o cliente tem a disponibilidade de montar um pacote de atividades compatível com a faixa etária da criança e amigos. O “Camarim Fashion” é composto de um salão de beleza infantil, que conta com o auxílio dos monitores que transformam meninos e meninas, através da pintura de cabelo, unha, maquiagem e acessórios. Além do “Camarim Fashion”, o Cantinho da Sil oferece ainda atividades lúdicas, onde as crianças aprendem a confeccionar bichinhos de bexiga, recebem pintura na pele, tatuagem temporária e pintura com glitter.

Umas das últimas inovações do Cantinho da Sil, é a “Baladinha Infantil”, festa montada num espaço com iluminação e decoração temática para os baixinhos se divertirem a vontade. “Durante a baladinha, são apresentadas paródias criadas a partir de informações obtidas com familiares do aniversariante e a partir daí, conhecemos as preferências e a festa rola com muita animação”, disse a empresária. Veloso reforça ainda que o Cantinho da Sil também é uma opção para ser utilizada em festas de aniversário de adultos e ainda em casamentos, pois oferece um local adequado para alojar as crianças enquanto os pais se divertem.


ove inovação em festas Para contratar os serviços do ‘Cantinho da Sil’, os interessados podem ligar através dos telefones 3281-2919 ou 9617 9722, o email é silveloso_@hotmail.com

VITRINE ATIVA

AGOSTO •

23


Empossada nova diretoria do Rotary Clube de Epitácio Em cerimônia realizada na noite do dia 2 de julho na sede do Rotary Clube de Presidente Epitácio foi empossada a nova diretoria do Rotary Clube. Na ocasião a presidência do clube foi passada do então presidente gestão 2009/2010, Sérgio Antonio Maroto, para o presidente da gestão 2010/2011 Gustavo Ribeiro Marinho. Para Maroto e sua esposa Maria Olinda, que fazem parte do Rotary Clube desde 1981, o ano da gestão foi magnífico. “Eu e minha esposa Maria Olinda, iremos completar 29 anos de caminhada nesta organização que congrega as pessoas mais atuantes de nossa cidade, todos preocupados com a verdade, com a justiça criando boa vontade e melhores amizades e benefícios para a comunidade e com o todo”, disse Maroto. Maroto agradeceu ainda durante cerimônia, a todos os companheiros e companheiras, indistintamente que administraram juntamente com a presidência, o clube. “Todos juntos realizamos promoções, participamos de campanhas, fizemos ações extra-clube mais trabalhamos principalmente pela união interior de nosso clube. Sentimos que estamos mais unidos e consequentemente mais fortes. Por tudo isso, queremos agradecer a cada um de vocês e a todos pelo apoio que recebemos”, enfatizou Maroto. Ao final de suas palavras Maroto disse ter aprendido muito neste ano rotário, e se colocou a disposição do novo presidente Gustavo Ribeiro Marinho e sua esposa Lylian, para o que for necessário. “Desejo ao casal uma gestão de sucesso e realizações”, concluiu. Para o presidente empossado, Gustavo Ribeiro Marinho e sua esposa Lylian, é com muito orgulho e honra que assumem 24

AGOSTO • VITRINE ATIVA

a empreitada no ano rotário 2010/2011. “Sabemos que não será fácil e com isso convidamos todos os companheiros e senhoras da Associação de Famílias de Rotarianos para nos ajudar, para que façamos um ano rotário coroado de êxitos e realizações em continuidade ao maravilhoso trabalho desenvolvido pelos companheiros Sérgio e Maria Olinda. Ainda segundo Marinho, o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso do clube. “Seguindo a fórmula proposta nesse último ano, nossas decisões serão tomadas em conjunto, fortalecendo nossas ligações como companheiros e aprendendo ainda mais sobre as capacidades de cada membro”, explicou Marinho. Durante evento foi informado que o lema do clube este ano é “Fortalecer Comunidades – Unir Continentes”. Foi empossada ainda durante cerimônia, toda a diretoria do Rotary Clube e também a diretoria da Associação de Famílias de Rotarianos. Participaram da festiva, companheiros e senhoras da Associação de Famílias de Rotarianos, familiares, convidados, e autoridades municipais.


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

25


Carnaval: ontem, hoje e sempre!! T

endo ares de espetáculo, a assim sendo conhecido, o carnaval epitaciano evolui a cada nova geração de foliões, a cada novo desfile no sambódromo. Iniciado por volta dos anos 40, no Porto Tibiriçá, o carnaval das marchinhas embaladas por sanfona oito baixos, mais conhecida como “pé de bode” do “seu” Pedro Cearense e outros sanfoneiros, violão e pandeiro, era a animação dos foliões, além, claro, das orquestras e conjuntos na Sede do Esporte Clube Fluvial. Este era o carnaval de salão no Tibiriçá que se estendeu até o início

dos anos 60. E que com o tempo foi se mudando para o Clube do Coqueiro, no antigo Cine Azenha e, depois, para a sede da Sociedade Filarmônica 27 de Março. Já no início o carnaval de salão da Filarmônica se mostrava concorrido, não só pela brincadeira do carnaval, mas também em razão dos concursos de fantasia, sempre muito disputados. Posteriormente, outros locais também sediaram a folia do momo em Epitácio, em especial, e por cerca de duas décadas, a Epitaciana, com grupos que organizavam blocos que desfilavam

Bloco Salve os Pierrots - Tibiriçá 1943

Foliões - Tibiriçá 1963 26

AGOSTO • VITRINE ATIVA

Epitaciana - 1970


com fantasias enfocando temas do momento e, muitas vezes, sátiras de costumes e personagens. Na década de 90, mais uma migração dos foliões que, da Epitaciana, aos poucos foram se transferindo para o carnaval de salão montado no Yate Clube Rio Paraná (Camping Belvedere), sendo que quase nessa mesma época o “Galpão” também passou a promover bailes no carnaval, sem muito sucesso. De modo acessório, ainda o Ginásio de Esportes foi palco dos foliões. Atualmente, falando em carnaval que não o “de rua”, ainda se mantém o das Thermas de Epitácio, chamado de “Carnaval das Águas”, que vai até o início da noite; o carnaval nas areias do Parque Municipal “O Figueiral”, tendo como companheiro e pano de fundo o Rio Paraná, e ainda, como carnaval de salão, aqueles promovidos na Epitaciana e Filarmônica, coordenado pelos grupos da Terceira idade.

Bloco Turma da Alegria - 1973

Blocos

Em todos esses anos de folia, muitos blocos se formaram, como os “Playboys” nos anos de 1960 e 1961, com brincadeiras no Clube Tibiriçá. O bloco “Saravá” em 1962, também brincava no Tibiriçá, e foi formado por remanescentes dos Playboys. Já o bloco “Turma da Alegria” iniciado em 1969, era formado apenas por casais e manteve-se até 1980, brincando o carnaval nos clubes e se reunindo até mesmo para festejar os aniversários de seus membros. O bloco “Jacarezinho” nasceu em 1980 por um grupo de amigos que durante os cinco dias de festa se vestiam com fantasias diferentes. O bloco ganhou prêmios na Epitaciana e depois no Camping. O último carnaval que o bloco participou foi em 1990. Embora não se possa precisar com certeza, o bloco do “Mete Bronca” provavelmente foi o mais duradouro entre aqueles agitaram a folia carnavalesca em Presidente Epitácio.

Bloco Jacarezinho - 1989

Bloco Mete Bronca - 2006 Nascido em 1976 e formado inicialmente apenas por jogadores de um time de futebol composto por epitacianos (“Mete Bronca Futebol e Samba”) que moravam em São Paulo, o Mete Bronca realizou a primeira excursão para Epitácio no ano de 1979 quando, após participar de peladas contra times epitacianos, faziam uma roda de samba. Sempre alegres, os componentes do Mete Bronca passaram a “subir” a avenida Presidente Vargas, tocando marchinhas e outros sambas, até chegar na Filarmônica, onde a bateria do bloco tocava por cerca de 30 minutos. Tendo dado início à tradição de desfilar na avenida, em 1984 o bloco paulistano/epitaciano desfilou oficialmente na cidade e recebeu troféu como convidado especial do carnaval de Epitácio. Em 1985 o Mete Bronca retorna à cidade e desce a avenida, aí na condição de escola de samba, concorrendo com a recém-criada Unidos da Ribeira, e sagra-se campeão. Já no ano seguinte, ainda como escola, descem a avenida o Mete Bronca, a Unidos da Ribeira e a caçula das escolas, a Estação Primeira de Vila Maria, sagrando-se campeã o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Ribeira. Nos anos seguintes, em razão da dificuldade de manter uma estrutura no município que permitisse concorrer com as escolas

VITRINE VITRINE ATIVA ATIVA

••

AGOSTO AGOSTO ••

27


de samba locais, o Mete Bronco retoma suas origens de bloco e em 1990 desceu como participação especial, com o enredo falando sobre a vida de Pelé. Em 2006, ano de seu trigésimo aniversário, o Mete Bronca fez sua última participação oficial no carnaval epitaciano. No ano de 1987 desfila pela cidade o bloco carnavalesco “Condessa Paranéia e seu Séquito Momístico”. Em 1988 surge o “Bloco dos Sujos”. Formado por um grupo de amigos em 1993, o bloco “Los Travados” ganhou essa denominação em razão de uma gíria sul matogrossensse, travado, que denomina aqueles que já beberam demais e sequer se agüentam em pé, tal qual estavam os membros do bloco no salão do Galpão, naquele ano. Embora não estivessem sóbrios, ou até por isso, conquistaram premiação já naquele ano.

Bloco Los Travados - 2004

Carro arco-íris Escola Unidos da Ribeira - 1987

Em 1994, já com o carnaval tendo migrado para o Camping Belvedere, conquistaram seu primeiro troféu de “campeões”. Em 1995, já com 28 componentes levaram novamente o troféu de 1º lugar. E o primeiro lugar se repetiu em: 1996: 35 foliões; 1997 com 40; 1998 com 45; 1999 com 45 integrantes. Em 2000, não desfilaram, mas em 2001, com 50 elementos novamente levaram o 1º lugar, tal como aconteceu também em 2002. Em 2003 o bloco não participou dos festejos, retornando à carga em 2004 e 2005, novamente sendo escolhido como bloco mais animado e, com tantas vitórias, seus integrantes gravaram um hino em homenagem ao bloco, que era tocado toda vez que entravam no salão ou em outro evento. Outro que deixou registro na história do carnaval epitaciano foi o “Urubu da Madrugada”, que em 1998 passou a circular pelas ruas da cidade, sempre por volta das 5 horas da manhã, horário em que os foliões estavam saindo dos salões e outras festas para ir para casa. Quando esse encontro acontecia, muitos dos

que estavam pensando em ir para casa passavam então a acompanhar o bloco e seu mascote, o boneco de um urubu gigante, até o restaurante escolhido para tomar uma canja e forrar o estômago. O bloco desfilou até 2001 e depois em 2006, um ano após o retorno do carnaval de rua (escolas de samba), sendo essa a sua última participação.

Grêmio Recreativo do Jardim Real

Bloco Jardim Real - 2007

Bloco Urubu da Madrugada - 2006 28

AGOSTO • VITRINE ATIVA

Em janeiro de 2006, mais um bloco, nesse caso representando um bairro e sempre no intuito de participar do carnaval de rua (desfile), surge na cidade o Grêmio Recreativo do Jardim Real. Depois de muita conversa e animação, o membros do bloco foram à prefeitura e deixaram registrado o propósito de apresentar o Bloco no sambódromo ainda em 2006. Mesmo com pouquíssimos dias para o carnaval, o bloco conseguiu as camisetas e desfilaram com


Escolas de Samba

cerca de 150 integrantes. Em 2007, já com os 200 integrantes, e 35 elementos na bateria, o bloco desceu a avenida e venceu o bloco Vila Palmira. Assim também ocorreu nos anos 2008, 2009 e 2010, quando o bloco já apresentava fantasias mais elaborada, passistas, mestre sala e porta bandeira e carros alegóricos.

Vila Palmira

Bloco Vila Palmira - 2007 Também em 2006, e também com o intuito de participar exclusivamente dos carnavais de rua (desfiles), moradores do bairro denominado Vila Palmira fundaram o bloco chamado de “Bloco da Vila Palmira”, sendo a quase totalidade de seus integrantes moradores do referido bairro. Assim como o bloco do Jardim Real, com o passar dos anos foi se estruturando e hoje apresenta na avenida alegorias e quesitos que compõem uma escola de samba, que é o que essa agremiação almeja ser.

Embora para muitos a história do carnaval de rua e das escolas de samba só comece bem mais tarde, a verdade é que já em 1962 o carnaval epitaciano contava com a “Unidos do Tibiriçá”, cujos instrumentos eram os da fanfarra do Porto Tibiriçá. Infelizmente, não durou muito. Felizmente, porém, o carnaval de rua não parou e, em plena ditadura, no ano de 1977, quando não eram permitidas manifestações públicas, o epitaciano deu um jeito de sambar na rua e em grupo. Fazia-se assim: a Banda Filarmônica “27 de Março”, mais alguns músicos e muitos foliões, reuniam-se e depois se dividiam em dois grupos (bandas); uma parte ficava no Clube Filarmônica e a outra ia sambando até a Associação Epitaciana. Lá chegando, começava o retorno. Nisso, o grupo (banda) que havia ficado na Filarmônica era informado e saía em desfile para, no meio do caminho, cruzar com o grupo que vinha fazendo o caminho inverso. Não parou mais. Em 1982, a administração pública municipal, percebendo o crescimento da movimentação carnavalesca, decidiu realizar um carnaval oficial, com desfile na avenida Presidente Vargas, contado com a presença do bloco Mete Bronca e muitos outros que foram formados por epitacianos. Em 1984, dois blocos foram formados, um feminino, chamado “Unidos da Raça”; e outro masculino, denominado “União da Ribeira”, e que faziam seus desfiles da rua Paraná até a rua Porto Alegre. Já em 1985, os dois blocos resolveram unir forças e formaram a Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Ribeira e, com mais de 200 integrantes, a escola foi vice-campeã. No ano de 1986, mais estrutura, mais um desfile e o título de campeã; em 1987, bicampeã; em 1988 tricampeã; 1989 tetracampeã; 1990 vice-campeã; 1991 pentacampeã; 1992 hexacampeã (1993 e 1994 não desfilou); em 1995, vice-campeã; em 1996, 1997 e 1998 deixou de desfilar por falta de recursos. Retorna à avenida em 1999 para sagrar-se octacampeã. Após três anos (2000, 2001, e 2002) sem desfile das escolas de samba em Epitácio, em 2003 novamente a Unidos da Ribeira retornou à avenida, embora nesse ano não tenha havido competição. Nos anos de 2004 e 2005 novamente não houve desfiles. Ao retornar à competição em 2006, a Unidos da Ribeira foi eneacampeã (nove vezes); em 2007 foi decacampeã (10 vezes) e em 2009 unodecacampeã (11 vezes), tendo que se contentar com o vice-campeonato em 2010, ano de seu jubileu de prata. O ano de 1986 viu nascer a Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Vila Maria, que iniciou sua trajetória com o vice-campeonato; 1987 vice-campeã, 1988 vicecampeã, 1989 vice-campeã; 1990 é o ano do primeiro título de campeã da já então consagrada pelo povo, Vila Maria; 1991 vicecampeã; 1992 vice-campeã; 1993 vice-campeã; em 1994, 1995 e 1996, aproveitando da ausência da rival, a Vila Maria sagrou-se campeã e chegou ao tetracampeonato; (1997 e 1998 não houve desfiles, assim como em 2000, 2001 e 2002). Em 1999, novamente vice-campeã. Em 2003 a escola põe seus foliões na rua, mesmo não havendo disputa por título. Mais um triste hiato momesco nos anos de 2004 e 2005. Em 2006, 2007, 2008, 2009 novamente desce a avenida e, em 2010, sagra-se pentacampeã. O Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente da Vila Bordon nasce em 1991 e em 1992 desfila como convidada. Em 1993 concorreu com as duas escolas de samba já existentes (Unidos da Ribeira e Vila Maria). Entretanto, VITRINE ATIVA

AGOSTO •

29


com a morte do fundador da escola, José Augusto Ferreira, não mais desfilou.

tes oriundos de todas as regiões do Brasil escolhem Presidente Epitácio para assistirem, e participarem, dos desfile das escolas de samba e dos blocos, e também para se divertirem ao som das bandas que animam os foliões na orla durante toda a noite, sendo estimado em 50 mil o número de participantes do carnaval, somados os cinco dias de festejos. Se é certo que a noite e a madrugadas atraem alguns, outros preferem sambar durante o dia no parque municipal “O Figueiral”, que conta com bandas e grupos de dança animando os foliões na praia do Figueiral. Tem para todos os gostos. Escolha o seu e caia na folia.

Vila Bordon Passistas - 1992 Na atualidade, o carnaval epitaciano é realizado no sambódromo com o desfile das escolas Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Vila Maria e Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Ribeira, além dos blocos Vila Palmira e Grêmio Recreativo do Jardim Real. Com a retomada dos festejos do carnaval de rua em Epitácio, em especial com a retomada dos desfiles nas ruas, visitan-

Ala arco-íris Escola Vila Maria - 1990 30

AGOSTO • VITRINE ATIVA

Carnaval no parque “O Figueiral” - 2007


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

31


32

AGOSTO • VITRINE ATIVA


VITRINE ATIVA

AGOSTO •

33


REVISTA VITRINE VIP