Issuu on Google+

Tribuna Portuguesa 2 a Quinzena de Janeiro de 2017 | Ano XXXVI - No. 1239 Modesto, California | $2.00 / $45.00 Anual

THE

QUINZENÁRIO INDEPENDENTE AO SERVIÇO DAS COMUNIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA • WWW.PORTUGUESETRIBUNE.COM

BEST OF Tribuna

Escolar

Sugestões Jan 14 - Crab Dinner at IES San José Jan 21 - Cold Crab Dinner at MPPA/Tracy Jan 28 - Crab Cioppino Dinner at MPPA Jan 28 - Noite Portuguesa na IES para a POSSO Jan 28 - PFSA Fraternalist of the Year SES Santa Clara Fev 25 - Carnaval no MPPA e Assunção Mar 4/12 - Portuguese Immigrant Week Mar 10/11 - Luso-American Education Foundation Conference - San Jose State University

2016 Mario Donald Soares Trump P. 6

P. 27

Fernando Soares Silva

Barack Obama

P. 12

P. 13

P. 16–18


2

Editorial

15 de Janeiro de 2017

Melhores do Ano, Guterres, Soares e a Presidencia do Desenrascanso Best of the year, Guterres, Soares and the Improvised and Hacked Presidency

A

nossa edição de 15 de Janeiro de cada ano celebra as e os melhores do ano. É uma das edições que nos dá mais prazer em fazer pois reflete aquilo que desejamos deste jornal — ser o “espelho” da nossa comunidade. Ver duas mulheres como Personalidades do Ano dá-nos muito orgulho assim como todos os restantes premiados. Bem hajam! António Guterres tornou-se no dia 1 de Janeiro deste ano uma das personalidades mais importantes no Mundo quando assumiu as funções de Secretário Geral das Nações Unidas. E logo iniciou o mandato com uma mensagem de Paz. Parabéns e bem haja! Um dos fundadores do sistema democrático em Portugal faleceu a 7 de Janeiro aos 92 anos. Mário Soares foi Primeiro Ministro negociando a entrada de Portugal na Comunidade Económica Europeia (CEE) e Presidente da República tendo iniciado a Presidência Aberta viajando pelo país e

discutindo assuntos específicos. Paz à sua alma! Sem programa de governação e com poucos dias antes da tomada de posse, o exagero da primeira conferência de imprensa do Presidente-eleito fez-me lembrar a piada dos pescadores amadores micaelenses. Um vira-se para o outro e diz-lhe: Pesquei aqui mesmo da doca uma abrótea de um metro e com 6 kilos. O amigo vira-se para ele e responde: Tive um bom dia de pescaria também. Sabes o que apanhei? Pesquei um Petromax e sabes que vinha acesso? O primeiro diz-lhe: É pá! Estás a gozar comigo! Assim respondeu-lhe: Reduz o tamanho e peso da abrótea que eu apago o Petromax! E lá vamos ter a Presidência do Desenrascanço! *** Each year’s January 15th edition celebrates the best of the year. It is one of the issues that gives us more pleasure to do because it reflects what we want from this newspaper — to be the “mirror” of our commu-

nity. Seeing two women as Persons of the Year gives us great pride and likewise to all the other recognized. Congratulations! António Guterres became on January 1st of this year one of the most important personalities in the World when he assumed the position of Secretary General of the United Nations. And he began his tenure with a message of Peace. Congratulations and best wishes! One of the founders of the democratic system in Portugal passed away on January 7 at the age of 92. Mário Soares was Prime Minister negotiating the Portugal’s entry into the European Economic Community (EEC) and President of the Republic having initiated the Open Presidency, traveling around the country and discussing specific topics such as the environment. May his soul rest in Peace!

the joke of the amateur fishermen from São Miguel Island. One turns to the other and says to him: I’ve fished right here from the dock a three-foot and 12-pound hake. The friend turns to him and replies: I had a good day of fishing too. You know what I got? I fished a Petromax lantern and you know what? It was lit. The first one says to him: Hey dude! Are you kidding me? So the other replied: Reduce the size and weight of the fish and I’ll turn off the Petromax! And here begins the improvised and hacked presidency! miguel ávila miguelavila@tribunaportuguesa.com

With no firm program and within just a few days of the presidential inauguration, the President-elect’s exaggerations during his first press conference reminded me of

Coisas que me “annoyem”

(1)

Crónicas do Perrexil J.B. Castro Avila

* Tenho dificuldade em compreender como é que ainda não sabemos aguar uma Praça de Toiros? * Tenho dificuldades em compreender como ainda há pessoas da nossa Comunidade que pensam que tudo cai do céu e é tudo FREE. * Tenho dificuldades em compreender como é que um País que se diz rico explora os alunos e os seus pais por estudarem em Universidades Publicas? (Nota: O Estado de NY vai acabar com isso). * Tenho dificuldade em compreender onde páram os $8 biliões que arrumámos desde há dois anos e ainda não vimos ninguém construir lagos artificiais para pouparem água de que tanto precisamos. * Tenho dificuldades em compreender o que estão a fazer ao Alum Rock Ave? Será que está tudo cego na Câmara de San José e autorizam a fazer aquele aborto? (Oxalá eu esteja enganado). * Tenho dificuldades em compreender que

os Mayores e os vereadores das nossas cidades não conduzem nas ruas que eu ando e não vêem as miseráveis estradas citadinas que temos. * Tenho dificuldade em compreender quando uma mulher que tem o seu emprego, tem de aconselhar-se com o marido para assinar o Tribuna que custa $3.75 por mês? * Tenho dificuldades em compreender porque razão as nossas Fundações de Educação não mudam de paradigma para “receber” mais dinheiro e poderem oferecer melhores bolsas aos nossos estudantes. O mínimo deveria ser $2,000 dólares. * Tenho dificuldade em compreender como é que o Governo Regional dos Açores ainda não nos vê como um grande potencial económico para poder ajudá-los. * Tenho dificuldade em compreender como é que a nossa Comunidade não esgota todos os livros publicados pela Portuguese Heritage Publications.

* Tenho dificuldades em compreender porque razão ainda não nos sentámos todos a uma mesa para discutir o futuro da nossa Comunidade. Que queremos ser daqui a 20 anos? Como defender um legado que vai mudar e muito? * Tenho dificuldades em compreender as incompreensíveis razões dos Governos de Portugal (desde sempre) em nunca terem compreendido a importância dos nossos Consulados e Embaixadas. É vexante o que tem acontecido estes anos todos. * Tenho dificuldades em compreender porque razão as nossas escolas que ensinam Portugês não passam UM dia inteiro por ano a “mexer” nos 12,000 livros que temos na Biblioteca J.A.Freitas em San Leandro. * Tenho dificuldades em compreender porque razão não temos UMA vez por ano uma Noite de Teatro, com tantos bons artistas que temos na nossa Comunidade. * Tenho dificuldades em compreender porque razão continuamos a ter Socieda-

37

P.O. Box 579866 Modesto, CA 95357-5866 Phone/Fax: 209-576-1951

OWNED AND PUBLISHED by The Tagus Group L.L.C. José Ávila PUBLISHER Miguel Ávila DIRECTOR Roberto Ávila ART DIRECTOR CONTRIBUTORS: Eduardo Mayone Dias, Ferreira Moreno, Onésimo T. Almeida, José Brites, Diniz Borges, Luciano Cardoso, José Raposo, Margarida Silva, Mercês Coelho, Edmundo Macedo, João Luís de Medeiros, Caetano Valadão Serpa, Manuel Calado, Maria das Dores Beirão, Henrique Dedalo, Egídio Almeida, José Duarte da Silveira, Goretti Silveira, Rufino Vargas, Elen de Moraes, Paul Mello, Victor Rui Dores, João Bendito, Serafim Cunha, Carlos Reis, Jim Verner, Carlos Alberto Alves, Joel Neto, Monica Soares, Sergio Pereira, Judite Teixeira, Tony Goulart, Lelia Nunes, Nelson Ponta-Garça, Miguel Canto e Castro, Ze Duarte, Lucia Soares. CORRESPONDENTS: Fernando Dutra (Artesia), Filomena Rocha (San José)

de em áreas onde não vivem Portugueses, podendo as mesmas serem abrangidas por outras. * Tenho dificuldade em compreender as razões porque não tem o Tribuna mais subscritores quando custa sómente $3,75 por mês. * Tenho dificuldades em compreender porque razão a Google e a Apple vão (estão) gastar biliões de dólares para desenhar um carro sem condutor, que tem sido e será sempre um fiasco na nossa sociedade, havendo tanta necessidade de aplicar aquele dinheiro em tantas coisas boas. * Tenho dificuldades em compreender como é possível eleger um Presidente/Um Governo, sem ter apresentado um programa de 4 anos? Nem sequer uma folha de papel.. Falam numa Plataforma. Alguêm a viu, alguêm a leu?

(1) Nova ortografia da nossa autoria.

YEAR XXXVI, Number 1239 Jan 1st, 2017

The Portuguese Tribune was founded by John P. Brum in July of 1979. The Portuguese Tribune (ISSN 0199-6746) is published bi-weekly, except on the first week of January, for $45.00 a year, by The Tagus Group L.L.C., 1975 Emory St., San José, CA 95126. USPS: 525-930 Periodical Postage Rate paid at San José, CA. Postmaster: Send address changes to: The Portuguese Tribune, P.O. Box 579866, Modesto, CA 95357-5866. A Redacção reserva-se o direito de omitir ou não publicar parcial ou integralmente os textos recebidos, sempre que os mesmos sejam considerados falaciosos ou atentem contra a integridade de outrém, à luz da Lei de Imprensa. Opiniões expressas em artigos assinados são da responsabilidade dos respectivos autores. Artigos designados “Informação Comercial” são da responsabilidade das firmas referidas.


15 de Janeiro de 2017

For more information:

877.525.5876 7080 Donlon Way, Suite 200 Dublin, CA 94568

www.luso-american.org

Our • • •

Patrocinadores

Offerings: Whole Life Insurance Term Life Insurance IRA’s : Tradi tional, SEP, Roth IRA, IRA Rollovers/Transfers • Educatio n Savi ng Accounts • A nnuities – currentl y payi ng 3% ! • Polici es from $10,000 to $4 Million

3


4

Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017

Feliz Ano Novo

Save the date

Happy New Year

Assine e patrocine o Tribuna Portuguesa


Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017

Manuel Cabral ORGANISTA • VOCALISTA

Musica Bem Portuguesa e Inglesa Contacto: 562.924.3509

Cupão de Assinatura o SIM! Desejo ser assinante do Tribuna Portuguesa.

23

Edições por Ano

Por favor enviem-me o jornal para o endereço seguinte: Nome: Endereço: Cidade: Zip code:

Estado:

Telefone:

Email: Enviar com um cheque de $45.00 por ano para: Tribuna Portuguesa

P.O. Box 579866 Modesto, CA 95357-5866

REDE SOCIAL

Siga o Tribuna

www.facebook.com/portuguesetribune www.youtube.com/portuguesetribune twitter.com/porttribune

Ficamos agradecidos a todos os nossos anunciantes e assinantes, os nossos colunistas e colaboradores e aos nossos leitores e seguidores nas redes sociais.

Feliz Ano Novo

www.portuguesetribune.com Aspectos do Bodo de Leite

www.portuguesetribune.com

5


6

Opinião

15 de Janeiro de 2017

Salutar Sucesso

D

a malta estudante com quem partilhei a minha mimosa adolescência, há meio século atrás, o menos que me faltam agora são peculiares estórias de salutar sucesso que vale a pena contar. Contavam-se naquele tempo, às centenas, os miúdos de todas as ilhas dos nossos Açores que, nessa crítica fase etária dos dez aos quinze, prosseguiram o seu percurso escolar no extinto Seminário-Colégio de Santo Cristo, em Ponta Delgada. O navio, curiosamente com o mesmo nome da linda cidade micaelense, começava a recolher alunos nos cais das diversas “ilhas de baixo” e já atracava no Porto de Pipas com lugar apenas para quem se lhes juntava na Terceira. Era aí que eu saltava com a mala na mão direita deixando a esquerda a acenar. Acenava e espantava uma ou outra lagrimazinha mais teimosa naquelas despedidas feitas à pressa. E toca a viajar para São Miguel com o propósito escolar de mais tarde se poder vencer na vida. Vencer, neste caso, não propriamente com ideias de derrotar mas mais como sinónimo de servir. Era esse o idílico ideal seminarista naquela era já distante em que nos atirávamos aos livros sonhando com um mundo melhor. Quando desembarcou na formosa Ilha Verde, em outubro de 68, o menino Luís Leóneo Freitas não fazia a mínima ideia de que por lá permaneceria apenas um ano. Mal abriu a mala e pernoitou no dormitório, pressentiu logo que aquele pacato internato não seria poiso para os seus planos de médio ou longo prazo. E não foi. Bastou-lhe, contudo, aquela curta estadia para a rapaziada o batizar nas renhidas jogatanas da bola como o destemido “Leão das Flores”. Já confesso adepto benfiquista, ele não ligou muito à brincalhona alcunha que lhe conferia esse leonino cunho com garras de alguém incapaz de virar a cara à luta.

Rasgos d'Alma

Luciano Cardoso

lucianoac@comcast.net Luís Freitas teve de lutar cedo na vida, da tenra idade dos doze, contra a devastadora tragédia de perder o único irmão, seis anos mais velho, afogado no revolto mar da Fajã Grande, seu berço natal, nas lindas Flores. Desse extremo mais ocidental do nosso território luso, um dia, sonhou mesmo ver a América nos seus horizontes futuros. As lágrimas contínuas da adolescência teimaram em prolongar-se pela juventude. Até encontrar o amor da sua vida. Fátima fê-lo

perspetivas de emprego logo após o 25 de Abril, embarcar tornou-se a solução mais indicada. O sedutor “american dream” desafiava-o lá ao longe. Alinhavados os detalhes, foi só uma questão de confirmar o visto antes de marcar a passagem. Luís Freitas aterrou em San Francisco no verão de 76 e fixou residência na sossegada cidade de Newark, a mesma localidade que me viria a acolher dois anos depois. Tive, por conseguinte, in loco, a oportuni-

sorrir e ajudou-o a enxugar as mágoas, trocando-as a seu tempo por momentos bem mais felizes. O casamento veio na altura certa. Um casal de filhos foi o complemento ideal com três netas a adoçarem-lhe ainda mais essa formidável sensação de felicidade que lhe havia sido ferozmente ferida pela dolorosa morte do seu querido mano. Uma chaga viva e sem cura, sem dúvida, mas que o fez prometer a si mesmo vingá-la da melhor forma – dando tudo por tudo para triunfar em pleno na vida. Esquecido o Seminário e cumprida a tropa, casadinho de fresco mas sem viáveis

dade de observar todo aquele seu florentino fervor no arregaçar das mangas para se agarrar com unhas e dentes à chave mágica (trabalho, trabalho e mais trabalho) desse cobiçadíssimo sonho americano. Nos sonhos do Luís, contudo, para além dum negócio por sua conta que lhe proporcionasse desafogo financeiro no apoio ao conforto familiar, morou sempre a sublime ambição de servir a comunidade em que se integra. A irmande local do Senhor Espírito Santo beneficiou de imediato desse seu altruístico empenho em ajudar as causas públicas e promover as nossas tradições.

Homenagear Mário Soares

Fátima Pinto Ferreira em Lisboa, havia casas e famílias em condições semelhantes à daquelas aldeias.

1963. Rocha Conde de Óbidos. Navio Santa Maria. Tinha 4 anos e fui com os pais despedir-me do meu irmão Rodolfo que partia para Angola. Alto, bonito, olhos verdes, fardado. Ia para a guerra. Foi uma imagem terrível que ficou para a vida. Aquele cais com imensa gente, um silêncio medonho e desse silêncio de vozes sobrava um choro calado, os soluços de quem via aqueles homens ainda meninos partir para a morte, para a dor. Lenços brancos no ar e o choro silencioso. O navio afastava-se e aquele cais era negro. Ainda hoje, quase 54 anos depois, não consigo falar daquele momento sem comoção.

E ninguém diria e, muito menos, escreveria o que agora, mal intencionadamente se diz e escreve a propósito de Mário Soares. Não podiam. E por duas razões muito simples: a PIDE - DGS e a ignorância. Sim. Porque muitos dos que agora bradam vitupérios e difamações, não tivessem existido homens como Salgueiro Maia, Melo Antunes, Álvaro Cunhal, Mário Soares e muitos outros, andariam descalços, tomariam banho de celha, não saberiam escrever nem ler. Esquecem, omitem e mentem acerca de quem são e de onde vieram. E se hoje têm a possibilidade de falar e dizer todas as barbaridades que dizem é porque homens como Mário Soares acreditaram e lutaram por um Portugal diferente. Quer queiram quer não, devem-llhe(s) isso. Devem-lhe(s) a liberdade e a oportunidade de serem cidadãos de pleno direito. Devem-lhe(s) a paz, a segurança e a liberdade.

1970. Trás os Montes. Uma aldeia perto de Vimioso. Velhos, crianças e mulheres descalços, sujos, desgrenhados. Não há casas de banho nas habitações, não há água canalizada, não há luz eléctrica, as pessoas nunca viram o mar, algumas ainda acham que em Lisboa está o rei, não há centro de saúde, a maior parte não sabe ler, não há automóveis e estradas também não. Os homens ou estão na guerra, ou morreram ou partiram para França ou Alemanha. 1972. Setembro. Vila Facaia, Torres Vedras. Tempo de vindimas. Miúdos da minha idade (então) não sabem ler, andam descalços, não lavam os dentes, trabalham no campo. Na maior parte das casas não há luz eléctrica, não há casa de banho, não há água

O envolvimento comunitário em Newark, conciliado com a sua intensa atividade professional enriqueceu-lhe os contatos e as relações ao seu redor. A população e a liderança política da cidade tomaram nota. Luís Freitas ganhou coragem e candidatou-se a vereador da Câmara Municipal – o City Council, com uma vaga aberta ao dispor de alguém ambicioso. Decorria o longínquo ano de 1995. A pronta vitória nessas eleições foi a primeira de cinco outras que se lhe seguiriam depois a colorirem-lhe uma carreira coroada de êxito que atingirá 25 anos consecutivos no fim do atual mandato. Cá, no corrente contexto luso-californiano, é um feito que manda respeito, sem margem para quaisquer dúvidas. Aos 63 anos de idade, na cidade onde mora há quatro décadas e que já ronda os 50 mil habitantes, Mr. Luís Freitas – venha ou não ainda vir a ser Mayor – sabe que é um homem importante. Mas não se faz. Aí, creio, reside o segredo. Não ter que se fazer. Está feito um líder íntegro em quem os votantes locais depositam confiança contínua… vai para um quarto de século. É obra! Erecta em mérito pessoal digno de elogio que muito me apraz registar. Para o Luís, no entanto, o melhor registo foi ter recentemente o olhar cativo das suas três netinhas presenciando o avô levantar a mão direita em jura oficial de compromisso cívico com o seu berço natal. Uma imagem linda que agrega o passado ao presente sorrindo para bem do futuro.

Viva Portugal! Viva a Revolução de Abril! Viva Mário Soares!

canalizada, na aldeia não há jornais, nem livros ou revistas. Em 1974, a realidade do país era a destas terras. Mesmo

NOTA: em vez de escolhermos um jornalista, um escritor ou mesmo um politico para dizer adeus a Mário Soares, escolhemos uma ainda jovem portuguesa para dizer da sua justiça. Obrigado Fátima Pinto Ferreira.


15 de Janeiro de 2017

O melhor queijo tipo SĂŁo Jorge fabricado na California

Enviam-se ordens via UPS com o mĂ­nimo de 2 libras

3669 Llano Rd Santa Rosa, CA 95407 707-584-5283

Patrocinadores

7


8

Opinião

15 de Janeiro de 2017

Água Viva

Memorandum

Filomena Rocha

João-Luís de Medeiros jlmedeiros@aol.com

filomenarocha@sbcglobal.net

O meu olhar sobre a Vida O Ano velho acabou e outro ano está no seu dealbar. Ano Novo, Vida Nova! É o que todos dizemos e desejamos uns aos outros, com alegria, com esperança de que todos os propósitos pensados e desejados, venham a acontecer. Infelizmente, nem sempre tudo acontece como desejamos. E curiosamente, esse é o lado que nos faz pensar nos outros, naqueles que nunca tiveram uma oportunidade de serem felizes, mesmo com coisa pouca,. Não quero aqui lembrar, tim-tim por tim-tim, todos os acontecimentos do ano 2016 que ainda mal passou. Nem bons nem maus! Para quê? Uns, foram de memorizar para se ser mais feliz! E outros, o melhor que possamos fazer, é colocá-los no baú do esquecimento. Pelo menos, até ver... A não ser que diga respeito a pessoas muito queridas que tenham deixado marcas na minha vida, por mais simples que tenham sido. Na realidade, as coisas mais simples da vida, são as mais belas, as que mais valem a pena recordar. Apesar do frio, da chuva e vento que tem assolado este lado da California, de uma forma fustigante, como não acontecia há muitos anos por aqui, sabe muito bem ter a possibilidade de estar no quentinho do lar, a avaliar nesta hora e nesta época do ano, todas as peripécias, de preferência as melhores que nos couberam na “rifa”. Mas, de todas, as piores são as notícias de Falecimento. Enquanto se está vivo, mesmo estando doente, existe uma esperança, ainda que mínima de recuperação. Os milagres sempre acontecem. Temos que ser pacientes e ter Fé. Eu sei que para muito boa gente, isto não existe! Apenas o que vai passando conta... Talvez porque fui educada a acreditar, eu ainda tenho Fé, não só em Deus, mas nas pessoas ao meu redor... Até mesmo quando de mau feitio ou mau humor, se aproveitam da minha boa disposição, da minha forma de ser de sem-

pre desculpar, o que nem sempre tem desculpa. Como eu, há mais! Há gente tolerante, que dá a outra face... No verdadeiro sentido da palavra, literalmente, dei a outra face. Uma vez, há muitos anos! No sentido figurado, também algumas vezes! Pensei que desse um bom exemplo de perdão... Mas, não sei se, ao contrário, contribuí para a arrogância e a prepotência. Há pessoas que gostam de humilhar os seus semelhantes como farrapos, que no fundo, é como se sentem elas próprias. E de repente, lembrei-me do poema de uma amiga: Telma Fraga. “Farrapos” Olho Ao meu redor e... Vejo o fim da vida A se aproximar... Doentes Esperando para que a morte os venha libertar... E observo... O pouco interesse dos que os visitam: A ansiedade de uns... A desilusão de outros... As preces ainda d’alguém para que tudo chegue ao fim... Para que a pessoa não sofra, murmura-se... Mas, talvez, para que eles próprios se libertem daquele peso. Muitos dos doentes percebendo mesmo o que se passa ao seu redor, Não conseguindo expressar-se, Deixam rolar uma lágrima pela face lentamente... dentro deles, de vez em quando... Quem sabe se não se sentem apenas Farrapos da vida... Farrapos da Sociedade e talvez pior... Farrapos Daqueles que Eles tanto Amaram. Telma Fraga Obrigada, amiga! Telminha, como eu sempre te chamo, pelo teu livro de poemas, pelo bocadinho de tempo que me deste, uma coisa de nada...

... vamos decifrar o alfabeto do Futuro?

N

ada de pressas: faltam ainda cerca de 360 dias para a humanidade chegar à linha final do corrente ano de 2017. Gosto de dizer que as conversas saudáveis do passado servem para aviventar a saudade! elizmente, na comunidade açor-lusitana, há gente que dispensa a vacina preventina contra o virus do ciúme étnico. São pessoas inteligentes, sem arrogância narcisista, que cultivam a coragem de participar no ‘Desafio das Ideias’. Talvez valha a pena relembrar o conteúdo duma frase decorada há décadas: “a boa educação faz com que as pessoas sejam fáceis de governar mas impossíveis de escravizar...” O ano 2016 já fez a despedida do planeta, deixando o seu itinerário global prenhe de poeiras confluentesl. Claro que não vamos comentar a parlapatice eleitoral de Mr. Donald Trump. O saudoso padre-cronista, Ferreira Moreno, gostava de nos lembrar que “alguns indivíduos são como os tambores – fazem muito barulho e não têm nada dentro”... Sabemos que o Ideal democrático está a enfrentar perigos visíveis e ameaças invisíveis. No seio da (des)união europeia, o rastejar dos passos da “extrema-direita” já estar a fazer chiadeira facilmente detectável na Turquia (para não mencionar a Polónia, a Alemanha, a França) onde o autoritarismo está a ferver. Por outro lado, o complexo divórcio entre a Gran-Bretanha e a União Europeia já começou a chocalhar os cofres do capitalismo euro-americano... Aqui, nos Estados (des)Unidos, continuamos empenhados na decifração da confusão ocidental gerada pela precipitada aposta no “quero-posso-e-mando” do populismo trumpista. Faço vénia para repetir o que há décadas venho alertando através da imprensa e da rádio da diaspora açor-americana: o perfil empresarial dos agentes da crueldade capitalista não deve ser usado como garantia ético-política na escolha do moderno missionário-estadista. O vício de badalar mentiras magoa o diálogo da verdade. Creio que foi fácil observar alguns aspectos da imaturidade institucional patente no comportamento da maioria dos congressistas republicanos. Afinal, quem irá pagar a construção da ‘muralha mexicana’, porventura inspirada no folclore trumpista? Veremos... Temos de ultrapassar a confusão entre Legali-

LIMA FAMILY DENTISTRY Filipe S. Lima DDS

Creating Beautiful Smiles

Filipe S. Lima, DDS

1600 Colorado Ave Ste 1, Turlock, CA 95382 Phone: (209) 634-9069 • Fax: (209) 634-1856

www.limafamilydentistry.com

Filipe S. Lima Médico Dentista

dade & Justiça; tal como temos que aprender a resistir à mania de misturar Competência electrónica com Sabedoria humanista... Logo que o nevoeiro alarmista dos boatos atómicos seja dissipado, iremos ficar esclarecidos àcerca da malignidade nacionalista da equipa putinista, que continua a dançar o rock-and-roll em prol da vitória trumpista. (Claro que o problema não está na dança, mas sim nos bailarinos)... Consta que, antigamente, tanto o FBI como a CIA eram consideradas instituições inspiradas no mais elevado grau de fidelidade patriótica. Logo a seguir ao final da II Guerra mundial, CIA foi criada para garantir a segurança ideológica do projecto de endeusar o capitalismo euro-americano. Seria estupidez incurável comparar o perfil patriótico da CIA com o estilo venenoso da antiga Pide/DGS salazarenha. A propósito, não seria leviandade gratuita revisitar o prudente silêncio da comunidade luso-americana àcerca da circunstancial cooperação com a CIA – sobretudo durante o verão-quente da revolução portuguesa – época em que a CIA era dirigida por Frank Carlucci (considerado esplêndido agente internacional, dotado da calma inteligente do seu “GPS” para cruzar o itinerário esquerdista da revolução portuguesa. Curioso recordar que Frank Carlucci manteve-se (tacticamente) confiante no projecto democrático assumido pela liderança do PS da época – 1974-1978). Acabámos de referir alguns aspectos da complexa fumarada global do ano 2016. Estamos na alvorada de 2017. É tempo de acordar! Isto para avisar que as comunidades têm de caminhar vigilantes com as eventuais recaídas do neo-colonialismo cultural. Está na hora de acreditar que o SER humano não teme a PERFEIÇÃO. Vamos navegar na direcção da estrela-polar do Ideal... (.../...) P.S. – Alínea a) - Da próxima vez, tentarei usar a eventual proximidade com os leitores do “memorandum” para conversar àcerca do amistoso presidente Obama – prestimoso cidadão que ‘rasgou’ o rijo cordame que, há 220 anos, estava a proteger a côr da pele do inquilino da Casa Branca. A meu ver, o excelso cidadão Barack Obama representa o rosto do futuro multicultural apetrechado com o Affordable Care Act. Ora, graças ao poder executivo presidencial, foi possível travar (temporáriamente) a expulsão de 1.5 milhões de imigrantes ilegais – alguns chegaram aos USA ainda quando crianças. Mais: o presidente Obama teve a corajosa iniciativa de nomear a primeira dama latina (Sonia Sotomayor) como membro do Supremo Tribunal. Alínea b) – O Novo Ano 2017 chegou, mas o presidente Mário Soares partiu. Graças à sua invulgar visão de estadista, os democratas portugueses conquistaram a liberdade, mas falta-lhes simplesmente aprender a ser livres! Através das homilias oportunistas dos habituais fazedores da estória, já começámos a assistir ao esperado fenómeno da idolatria ‘post-mortem’ do valoroso camarada Mário Soares – bravo cavalheiro democrata que tive a honra de conhecer, pessoalmente, em fins de Agosto de 1974. (Teria porventura muito mais a dizer, mas não aceito escorregar na tentação de refrescar episódios de sabor protagonista). Adiante. Vamos decifrar o alfabeto do Futuro. Haja Coragem em 2017 (e seguintes)!


15 de Janeiro de 2017

F

Impérios, Coroas, Reis e Rainhas

oi uma contradição dos termos quando eu debrucei-me a frente do presépio para contemplar o nascimento de Jesus. Deus Todo Poderoso e Omnipotente, Criador do Céu e da Terra, assumiu a carne humana, baixou-se ao nivel humano, da sua própria ciatura, para um abraço de paz e reconciliação com toda a humanidade. O que notei também no presépio que Deus não escolheu os Palácios ou Impérios, nem Grandes Cidades para dar a luz o Seu Filho. Mas um lugar mais pobre entre os animais domésticos, uma gruta. Não possue nenhum dos recursos que nós julgamos indispensáveis para conseguir a transformação do mundo como dinheiro, as armas, o poder, as alianças com o Reis e Rainhas e Entidades Políticas. Um menino no presépio, deitado numa mangedoura, não com o rosto de anjo, ou com uma aureola na fonte, ou uma coroa na cabeça e cercado de multidões celestes. É um menino pobre entre os pobres. Vi tambem a figura de Maria. Aos olhos humanos é uma virgem sem talentos ou dotes intelectuais, sem estudos nem diplomas Universitários, sem riquezas, mas uma pobre mulher ( o seu canto de Magnificat ). Também não é vestida com uma coroa na cabeça ou uma capa de Rainha, por ser escolhida para ser a Mãe de Jesus. Sem dúvida, Maria se estivesse hoje no meio de nós nunca teria aceite tais rega-

lias na sua vida. Pois capas e coroas são invenções humanas para satifazer os seus próprios interesses. Neste sentido, seria um grande absurdo colocar uma coroa na cabeça de Nossa Senhora. A outra personagem que me tocou foi a figura de José, esposo de Maria e pai Adoptivo de Jesus. É igualmente um homem simples sem estudos ou dotes intelectuais. Não estava vestido com insignias reais, mas é uma pobre criatura, um homem justo e temente a Deus, cumprindo sempre o que Deus lhe pede e seguindo fielmente os Seus madamentos, e tudo o que Lhe agrada. A sua profissão era um simples carpinteiro de Nazaré, fazendo a sua vida com fracos recursos da sua vida. No fundo deste panorama vi também a figura de João Baptista, homem escolhido como precursor de Messias para preparar os Seus caminhos. Não se vestia de roupa fina nem comia carne bovina ou comida luxosa. Diz-se que só se alimentava do mel silvestre. Também não bebia bebidas alcoólicas. Era um homem que levava uma vida austera. Era assim que era testemunha fiel para dar início a um Novo Reino. A sua pregação será nada mais senão apelando para uma conversão, um arrependimento sincero e mudança de vida. Sem isto não poderá haver uma construção de uma nova humanidade. Entre essas personagens havia também no presépio um grupo dos pastores. E quem são esses? Sem dúvida, não eram de for-

Falecimento

Palmira Sousa Faleceu no dia 23 de Dezembro em Pismo Beach, com a idade de 92 anos, Palmira Sousa. Deixa a chorar a sua morte os filhos Paixão de Sousa (Calif.); Manuel José de Sousa (Africa do Sul); Abílio de Sousa (Calif.); Salomé de Sousa (Madeira); Alberto de Sousa (Calif.); Eugénio de Sousa (Calif.); Carlos de Sousa (Calif.) e Fátima Sousa (Pismo). O Rosário realizou-se no dia 9 de Janeiro na Igreja de Hayward. A Missa de Corpo presente realizou-se no dia seguinte na Igreja de Santo Eduardo em Newark, seguindo-se o funeral para o Cemitério de Hayward. Tribuna Portuguesa envia sentidas condolências a toda a família.

Your Real Estate Consultant For Life! OCTAVIO RAMALHO Broker Associate

510-825-6034 209-229-2188 homes@calloctavio.com www.CallOctavio.com BRE# 01397526

FIRST TIME HOME BUYERS • INVESTMENT HOMES FORECLOSURES • SHORT SALES NEW CONSTRUCTION • RANCHETTES Para a venda compra da sua is casa, contate umbuying Realtor or que If you knowousomeone who considering é selling um professional português servindo a nossa comunidade. - I would love the opportunity to help them Chame para uma grátis! reach their real consulta estate goals.

ma alguma, pessoas simples, inocentes, honestas, estimadas por todos. Esses pastores não podia entrar no Templo para rezar, não eram aceites para testemunhar no tribunal porque não eram merecedores de confiança, eram falsos, deshonestos, ladrões, violentos. Os rabinos falando destes pastores diziam que muito difícilmente se poderiam salvar, porque tinham praticado tanto mal, tinham roubado tanto, que nem eles próprios estavam em condições de se lembrar à quem tinham roubado. Portanto, não podendo restituir, estavam destinados para a perdição. E é justamante para eles e para quem for como eles que o Filho de Deus veio ao mundo. Vi também no presépio as figuras dos Magos. Eles não são Reis ou Rainhas. São pessoas que estudavam Astrologia, o movimento dos astros e descobriram assim um sinal de um Ente Supremo. Viram uma estrela diferente das outras e reconheceram nisto um Novo plano de Deus que os convidava para construir uma nova Humanidade. E empreenderam uma viagem muito longa ao encontro deste Deus Menino que nascera no povoado de Belém. Não se desanimam quando perderam a estrela que os guiava. Persistiram na sua busca. E encontrando o Menino no regaço da Sua Mãe e José, viram n’Ele o próprio rostro de Deus e regressaram para as suas terras levando as Boas Novas ao seu povo, que já se deu início ao Mundo Novo com o nascimento deste Filho Deus.

Opinião

9

Alexandre J Pacheco

Todo esse cenário do presépio dá-nos a entender que Deus precisou da colaboração humana para trazer o Seu Filho a este mundo. E que a sua Missão será como o profeta Isaías dissera: “...para anunciar a Boa Nova aos pobres, para proclamar a Libertação aos presos, e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar o ano de graça do Senhor Is 61: 1-2 Deus também nos chama para este ano 2017 que sejamos colaboradores nos seus planos de Salvação a este Mundo que tanto sofre por horrores de guerra, de violências, de injustiças, de pobreza, as crianças que sofrem de mal nutrição e fome, da destruição dos bebés no seio materno… Caminhamos com Maria neste ano 2017 que inciamos no dia 1 de Janeiro, para seguir os passos do Seu Filho que nos convida para uma conversão e mudança das nossas atitudes cristãs pouco dignas do seu Evangelho. Neste mês de Janeiro teremos um Novo presidente neste País, dos Estados Unidos de América. Com mãos unidas vamos seguir as sábias palavras do Presidente J Kennedy “ask not what your country can do for you, ask what you can do for your country”. Não pergunteis o que o teu País pode fazer por ti, mas sim o que podes fazer pelo teu País”


10

Comunidade

15 de Janeiro de 2017

Um elenco que mudará o rosto americano

Reflexos do Dia-a-Dia Diniz Borges

d.borges@comcast.net A política é uma desgraça. Gente boa não quer pertencer à política. Donald Trump (presidente-eleito dos EUA)

N

o dia 20 de janeiro de 2017 Donald John Trump será empossado como o quadragésimo-quinto (45º) presidente dos Estados Unidos da América. Após uma das campanhas politicas mais nocivas na história moderna da democracia americana, o candidato que promoveu o divisionismo, o ódio, a intolerância, a xenofobia e ao nativismo, tomará as rédeas da nação mais poderosa do mundo e desde 1776 o baluarte para a democracia mundial. Como já foi dito por imensos analistas e pelo próprio presidente-eleito, uma grande parte das promessas de campanha, foram isso mesmo: meras promessas, mera retórica de campanha, que não serão cumpridas. Porém, para os mais otimistas, há que relembrar-lhes que nem toda a retórica ficou circunscrita à campanha, basta seguir os tweets do presidente-eleito e analisar o quadro de personalidades com as quais se rodeou. Não há que ter ilusões: os próximos quatro anos mudarão a América. As pessoas escolhidas para os cargos principais da administração Trump indicam-nos. clara e inequivocamente. que sem uma resistência patriótica e robusta, quer pelos Democratas, quer pela população em geral, para além de uma fiscalização do quarto poder, a comunicação social, o país terá outra cara daqui a 4 anos. Uma cara que até assustará muitos, ditos republicanos, que o são sem bem saberem porquê. Vindos de diversas experiencias e culturas, há algo que liga os membros deste novo governo: o desdém pela democracia popular, o desprezo pelas intuições governativas, a depreciação pela ciência e a crença de que o dinheiro corrompe os pobres e eleva o caracter moral dos ricos. Eis, pois um brevíssimo perfil de alguns dos principais intervenientes no governo americano durante os

próximos quatro anos. Michael Flynn, antigo general americano, despedido pela administração de Barack Obama por ser incompetente. Será o novo Assessor para Assuntos de Segurança. Apesar de não ser cientista, não aceita a ciência ligada ao aquecimento do planeta. Durante a campanha, como representante de Donald Trump fez as mais maléficas afirmações contra Hillary Clinton, acusando-a de ser mafiosa e de assaltos a menores. Possui um reportório repleto de comentários racistas e xenófobos. Rex Tillerson, dirigente da Exxon-Mobil será o novo Secre-

denominada ObamaCare, a qual já prometeu que será extinta, tem lutado tremendamente para desmantelar o pouco estado social que os EUA ainda possuem. Quer abolir o Medicare, seguro de saúde para a terceira idade e pessoas desabilitadas, e privatizar as reformas do estado, o Social Security. Wilbur Ross, conhecido como o “Rei da Bancarrota”, processo que o Presidente Trump bem conhece, não tivesse ele próprio ido à bancarrota 4 vezes. Ross, tem uma riqueza calculada em 2,9 biliões de dólares. Será o novo Secretário do Comércio. Fez a sua fortuna comprando companhias em dificuldades económicas,

tário de Estado. O novo encarregado da diplomacia americana, para além de ser multimilionário, com uma fortuna calculada em 250 milhões de dólares feita sob as costas de muitos cidadãos comuns, é ainda diretor de uma companhia que possui acordos com a Rússia e um amigo pessoal de Vladimir Putin. As más línguas dizem que foi um prémio exigido pelo líder Russo. A realidade é que Tillerson, é anti qualquer experiencia com energias renováveis, apesar de retoricamente admitir que há um aquecimento no planeta, a companhia que dirigiu tem gasto milhões a financiar movimentos que denunciam os cientistas e a ciência. Tom Price, congressista do estado da Geórgia será o novo Secretário da Saúde e Serviços Humanitários. Para além de ter sido um dos maiores críticos da restruturação da saúde publica, a

transformando-as com as leis da bancarrota, para as libertar de qualquer obrigação salarial e de benefícios para os trabalhadores. As suas aventuras comerciais resultaram em colocar milhares de pessoas no desemprego e destituindo milhares das suas reformas. Steven Mnuchin, será o novo Secretário do Tesouro. Fez a sua riqueza como bancário nos grandes bancos mundiais e no mercado das bolsas, maioritariamente colocando famílias na rua. Em 2009 comprou um banco na Califórnia, que estava com dificuldade económica e tornou-o numa instituição lucrosa através de um plano agressivo que retirou a habitação a milhares de famílias que estavam com problemas no pagamento das suas hipotecas. As famílias ficaram sem casa, mas o banco fez milhões. É um forte opositor a todo e qualquer

regulamento da industria bancária, a mesma industria, que por falta de regulamentos, provocou a grande crise mundial do começo deste século. Andrew Puzder, foi nomeado para Secretário do Trabalho. Um multimilionário cuja riqueza vale mais de 80 milhões de dólares e tem passado uma vida a opor-se a qualquer direito dos trabalhadores. Dirigente de uma rede de restaurantes de comida rápida, Carls Jr./Hardee, Puzder é veementemente contra qualquer salário minino nacional e não acredita em legislação para proteger os trabalhadores, sendo um forte opositor de qualquer sindicalização da classe trabalhadora. Fez a sua fortuna usando os trabalhadores menos qualificados e mais vulneráveis. Rick Perry, antigo governador do estado de Texas, é o novo Secretário da Energia. Para além de ser apologista de um movimento contra os cientistas que pesquisam o aquecimento do planeta, dirigirá o departamento que na sua ótica: não deve existir. Quando concorreu à nomeação do Partido Republicano para a Presidência, afirmou, repetidamente (quando se lembrava) que o Departamento de Energia era uma fantochada e deveria ser extinto. Ainda recentemente não sabia que o departamento de energia, a pasta que vai exercer, tinha sobre a sua tutela a produção e a regulamentação da energia nuclear. Ryan Zinke, antigo congressista do estado de Montana vai ser o dirigente do Departamento do Interior. Para além de ser um acérrimo defensor de tudo o que se relaciona com a industria de combustíveis fosseis, tem sido um forte apologista de se fazer prospeção de petróleo, gás natural e carvão nos parques nacionais e terras protegidas. Para Zinke, o sagrado existe unicamente no seio do dólar e do lucro. Ben Carson, neurocirurgião que concorreu contra Trump nas primárias e que cedo se tornou num dos seus principais aliados. Será o Secretário da Habitação Assuntos Urbanos. Apesar de pou-

cos dias depois de circular o seu nome para esta pasta ter afirmado que não tinha qualificações para a mesma, acabou por aceitar. Se é verdade que poucos os escolhidos por Donald Trump têm pouca ou nenhuma experiencia nos cargos que vão exercer, Carson é a antítese governativa. Tal como foi dito, ironicamente, por um analista: o único conhecimento que o Dr. Ben Carson tem sobre o ramo da habitação resume-se ao facto de viver numa casa. Estas são apenas algumas das escolhas que devem causar preocupação para quem acredita num mundo mais justo, mais livre e mais coeso. Para além de não ser, minimamente, um governo representativo da riqueza que reside no multiculturalismo americano, é ainda um governo chauvinista onde as mulheres, que representam 46,9% das pessoas no mercado de trabalho, das 20 principais nomeações governativas apenas 4 são mulheres, ou seja: representam 20% dos nomeados, apesar de representarem mais de 50% da população. Mais, todos, mas mesmo todos os nomeados, desrespeitam o conhecimento cientifico, particularmente, mas não limitado, ao aquecimento do planeta. Partilham o principio de que tudo o que está relacionado com a governação é malévola. Este principio, conduzido à escala nacional por Ronald Reagan há mais de 30 anos, e que tem crescido com o passar das décadas, é contra tudo o que possui oportunidades para todos, ou seja: as escolas públicas, os parques públicos, a saúde pública, particularmente a saúde para os mais vulneráveis, tudo terá que ser controlado pelo mítico mercado livre e tudo terá que possuir o elemento sacrossanto, o lucro. Se para aí caminharmos a América será bastante diferente do que é hoje. Este é, indubitavelmente, um elenco que acredita no poder através da força do dinheiro e tal como nos diz o velho provérbio português: onde reina a força, o direito não tem lugar.

Assim se deve fazer Política Leiam o que o nosso Congressista David Valadão mandou para os seus constituintes do Distrito 21. Assim se justifica estar em Washington DC. Isto é um bom exemplo para os políticos americanos como para os nossos deputados estaduais, bem como um bem exemplo a ser seguido em Portugal Continental e Açores. Eleger alguém é torná-lo co-responsável pelas políticas que muitas das vezes só interessam ao partidos e não aos povos que os elegeram. Queremos crer que um dia o Congresso será a Voz do Povo e não como tem sido até agora a Voz do Partido mais votado. Esse conceito de política já deu o que tinha a dar. Para haver mudanças é preciso aparecer um Homem novo que não se venda a interesses de corporações e outros. Quando vemos hoje em dia um jovem Senador eleito, e sabendo quanto custa uma eleição para o Senado, (o que não é nada comparável com a eleição para a Casa dos Representantivos) a pergunta que fazemos é sempre a mesma: “Quem será o patrão/patrocinador deste jovem? Com que interesses?”. Saudamos o David Valadão por tentar encontrar o melhor meio para poder fazer o seu trabalho. Jose Avila David Garcia e Lysandra Jorge

Tito Rebelo e José Ribeiro


15 de Janeiro de 2017

“Silence” - o filme de Scorsese Conta a história de Missionários Portugueses no Japão A adaptação de “Silence” ao cinema tem tido uma longa espera. Há 26 anos que Martin Scorsese tem trabalhado nesta ideia: a de transformar o livro de 1966 do escritor japonês Shusaku Endo em filme. A história de “Silence” decorre no Japão do séc. XVII. Dois padres jesuítas portugueses, Sebastião Rodrigues (Andrew Garfield) e Francisco Garrpe (Adam Driver), partem em missão para espalhar a fé católica aos japoneses e para procurar o seu mentor espiritual, o padre Cristóvão Ferreira (Liam Neeson), que terá renunciado publicamente a sua fé.

O filme retrata a perseguição e tortura de que os cristãos eram vítimas no Japão naquele que ficou conhecido pelo período de Edo. O argumento, ainda que baseado no livro de Shusaku Endo, é assinado pelo próprio Scorsese, em conjunto com Jay Cocks, habitual colaborador do americano. Segundo o The Telegraph, o filme teve a sua estreia mundial no Vaticano, no dia

29 de novembro. A estreia nos Estados Unidos foi a 23 de dezembro e em Portugal espera-se que chegue às salas em janeiro. Martin Scorsese sempre falou do interesse em fazer a adaptação de “Silence” ao cinema. Mas fazer este filme foi uma verdadeira aventura. Depois de vários falsos arranques na produção, a rodagem

esteve para começar em 2009 com Daniel Day-Lewis e Benicio Del Toro nos principais papéis. Por razões que continuam por esclarecer, estes planos acabaram por não ser concretizados. O cineasta descobriu o livro numa viagem ao Japão, em 1989, quando esteve naquele país para interpretar o papel de Van Gogh no filme “Sonhos de Akira Kurosawa”. Depois de “O Lobo de Wall Street”, de 2014, decidiu que “Silence” seria o seu filme seguinte e acabou por conseguir manter o compromisso. Rodou-o durante oito meses em Taiwan, com uma equipa de 750 pessoas e con-

seguindo que as estrelas que o protagonizam — Neeson, Garfield e Driver — aceitassem ser pagos pela tabela salarial da Screen Actors Guild americana e não de acordo com o estatuto de celebridade que os acompanha. O arranque da produção deu-se, finalmente, em 2014 com um elenco totalmente novo e definitivo. E apesar de ainda não ter sido estreado, o site Deadline cita o produtor do realizador americano, Irwin Winkler, que considera “Silence” o melhor filme de Martin Scorsese — Winkler que também produziu clássicos como “Touro Enraivecido” ou “Tudo Bons Rapazes”. E com a estreia americana marcada para ainda antes do Natal, “Silence” promete ser um dos principais concorrentes aos Óscares do ano que vem. In Observador

Comunidade

11


12

Opinião

15 de Janeiro de 2017

Finaly a Woman is President of IDESST

T

he IDESST in Sausalito has a new president. Janis M. Bosenko, of Mill Valley.

Janis was born and raised in Red Bluff CA, at the northern end of the Sacramento Valley. Her Maternal Great Grandparents and Grandfather immigrated to Northern California from Flores in the Azores. Her maternal great grandmother, Maria Freitas, came to California as a 3 year old but her parents did not like California and they all returned to Flores. Maria returned to California in 1883. In a sense she was a “mail order bride”. Relatives had arranged a married between Maria and a local Azorean rancher who was more than 20 years her senior. He had paid for her passage over but she did not want to marry him. He was her first cousin; he smoked, drank, swore and generally was a bit rough around the edges. She worked on neighboring ranches, did childcare, housework, etc. to earn money to pay him back so she would not be obligated to him. She eventually married another local rancher, Jason Silva from Lajes, Flores, Azores. They had two children, Jesse and Louisa. Louisa Silva Pimentel was Janis’ maternal grandmother. Janis participated in activities at the local Portuguese Hall in Red Bluff. She served as a Flower Girl and a side maid. The hall was condemned and sold to a property developer. Festas continued in rented spaces for a several years but before long, they were no longer held. So, alas, Janis was never Big Queen. Janis and her elder sister, Carole, traveled to the Azores in 2015 and visited their ancestors’ villages, Ponta Delgada and Lajes on Flores. Janis attended Sacramento State, majoring in Journalism and English. While in college, she worked at KCRA in Sacramento in both radio and television production. She also was an intern for Wilson Riles, California’s Superintendent of Public Instruction in his Public Information office. After college Janis began her career with the State of California. She retired in 2001 with 30 years of service. Always an active community volunteer, Janis is a Past President of The Outdoor Art Club in Mill Valley, a highly respected woman’s club founded in 1902. She

was President of her neighborhood association and spearheaded a grass roots campaign, “Save Horse Hill”, which saved 32+ acres in Mill Valley from development. Horse Hill is now permanent open space and part of the Marin County

Ao Sabor do Vento José Raposo

jmvraposo@gmail.com

her a few questions. First, I would like to congratulate you for having the courage to accept the nomination and for being elected president of the IDESST. Taking in consideration

Cultural Center. Our corporate legal name and articles of incorporation remain the same. The new branding, including new signage, better communicates who we are as an organization and our purpose. This greatly helps visibility for our thriving rental business. We serve as one of the largest event venues in Southern Marin and the income from rentals helps to maintain our beautiful hall. It is a well-known fact that some people, specially our youth are loosing interest in our organizations. What do you think it should be done to attract the youth and to bring back some of the members that for one reason or another have lost interest also? IDESST is active on Social Media with our web site and Facebook. We are now adding Instagram posts. I believe some of the youth are not attracted by the religious aspects of many halls. We concentrate on cultural factors other than religious rituals. We respect and honor those traditions but also know that for each generation removed from the Old World the weaker the connections to religious traditions.

parks system. Janis has served on the IDESST/Sausalito Portuguese Cultural Center Board for several years, holding offices of Secretary and Vice President. Currently, Janis is on the Sausalito Sister City Committee for Cascais, Portugal active on their fundraising events such as Jazz by the Bay, and Fado at The Pines. Janis is a Director for the Alto Sanitary District in Mill Valley and is a regular volunteer for the Southern Marin Homeless Lunch Program at Our Lady of Mt. Carmel Catholic Church in Mill Valley. Her personal hobbies include cooking, wine appreciation, musical theater, gardening, quilting, sewing and genealogical research. The IDESST was founded on May 13th, 1888 and Janis is the first woman to be president of the organization. I could not pass the opportunity to ask

that quite a few of our Portuguese organizations in California are having a hard time surviving due to several circumstances what do you plan to do in order for the IDESST to continue and preserve the Portuguese traditions in Sausalito? In an effort to remain relevant and for the hall to continue to thrive, we have now reached out to our broader community. Our primary mission remains the veneration and annual celebration of the Holy Spirit on Pentecost Sunday. Other facets of the Portuguese culture and tradition, such as language classes, historical and genealogical research, culinary traditions and travel information have drawn many new members to the hall. With that trend on the up rise, we filed for the more all-inclusive, legal business name, Sausalito Portuguese

Is there anything else you would like to say to the readers of the Portuguese Tribune and to the Portuguese community in general? Offer wisdom regarding the traditions and cultural touchstones of your ancestry. Stress that they remain relevant to younger generations. These are the foundations for who the younger people are today. They should respect those touchstones, applying them in their everyday life and their future. Thank you very much Janis. I wish the IDESST a great success and hope you will be able also to succeed in implementing all your ideas so that the IDESST can continue its presence in Sausalito for many more years.

Falecimento

FERNANDO MANUEL SOARES SILVA Fernando Manuel Soares Silva faleceu sabado, dia 17 de Dezembro 2016 no Kaiser Hospital, Terra Linda, California, rodeado de toda a sua familia na California – seu filho Fernando (Nandy) Fernandes Silva de Brentwood, sua filha Christine Silva e neto Tyler Schmidt ambos de Santa Rosa, Alvaro Soares Pereira da Silva e esposa de Vallejo, Eduardo Soares Pereira da Silva e esposa de San Francisco. Nasceu a12 de Junho, 1931 na freguesia da Matriz na Ribeira Grande, São Miguel, Açores , filho de José Pereira da Silva e Cristina Soares de Medeiros. Frequentou o Seminário de Angra do Heroismo e iniciou os seus estudos superiores na Universidade Gregoriana em Roma onde completou a formatura em Estudos Teolológicos e Filosóficos. No proseguimento dos seus estudos, ingressou na Universidade de San Francisco onde lhe foram

outorgados os graus de Licenciatura e de Mestrado em Filosofia e Linguas Classicas e Romanticas. Em 1968 recebeu o seu doutoramento (Ph.D.) em Ciencias de Educação, Filosofia e Estudos Portugueses na Universidade da California em Berkeley. Lecionou linguas estrangeiros no ensino secundário no Marin County, California durante 19 anos e Estudos Clássicos na Univerdidade da California em Berkeley durante 15 anos. Foi activo em diversas agremiações comunitárias e foi membro do Conselho das Comunidades Portuguesas dos Estados Unidos da America de 1981 até 1987. Foi agraciado pelo Presidente da República de Portugal – Dr. Mário Soares - com a Ordem Infante D. Henrique no grau de Comendador. Foi colaborador da “Tribuna Portuguesa” onde publicou varios artigos de pesquisa e

do antigo “Jornal Portugues”. Foi autor de varios livros tais como “Antero de Quental, Evolução da sua Filosofia Existencialista”com bolsa da Fundação Gulbenkian, “Perspectivas” editada pela Portuguese Heritage Publications e varios livros de poesia o ultimo dos quais “Sinfonias do Coração” publicado este ano. A familia enlutada deseja agradecer aos médicos e pessoal do Hospital Kaiser em Terra Linda todo o cuidado, carinho e atenção prestada. A familia tambem deseja agradecer a todos os seus amigos na comunidade portuguesa da região da Baía de San Francisco, os amigos do almoço/convivio da primeira sexta feira de cada mes realizado no Centro Leonino em San Jose, California e muito especialmente os seus amigos vizinhos no condado de Marin nomeadamente Victor e

Eduarda Nunes pela amizade e asssistencia prestada principalmente nos ultimos meses da sua vida. Que Deus vos pague. Paz à sua alma. Tribuna Portuguesa envia sentidas condolências a toda a família.


15 de Janeiro de 2017

Comunidade

13

Saying GOODBYE to a President Barack Hussein Obama II born August 4, 1961) is an American politician and the 44th and current President of the United States. He is the first African American to be elected to that office and the first president born outside the contiguous United States. Born in Honolulu, Hawaii, Obama is a graduate of Columbia University and Harvard Law School, where he was president of the Harvard Law Review. He was a community organizer in Chicago before earning his law degree. He worked as a civil rights attorney and taught constitutional law at the University of Chicago Law School from 1992 to 2004. While serving three terms representing the 13th District in the Illinois Senate from 1997 to 2004, he ran unsuccessfully in the Democratic primary for the United States House of Representatives in 2000 against incumbent Bobby Rush. In 2004, Obama received national attention during his campaign to represent Illinois in the United States Senate with his victory in the March Democratic Party primary, his keynote address at the Democratic National Convention in July, and his election to the Senate in November. He began his presidential campaign in 2007 and, after a close primary campaign against Hillary Clinton in 2008, he won sufficient delegates in the Democratic Party primaries to receive the presidential nomination. He then defeated Republican nominee John McCain in the general election, and was inaugurated as President on

January 20, 2009. Nine months after his inauguration, Obama was named the 2009 Nobel Peace Prize laureate. During his first two years in office, Obama signed into law economic stimulus legislation in response to the Great Recession in the form of the American Recovery and Reinvestment Act of 2009 and the Tax Relief, Unemployment Insurance Reauthorization, and Job Creation Act of 2010. Other major domestic initiatives in his first term included the Patient Protection and Affordable Care Act, often referred to as “Obamacare”; the Dodd–Frank Wall Street Reform and Consumer Protection Act; and the Don’t Ask, Don’t Tell Repeal Act of 2010. In foreign policy, Obama ended U.S. military involvement in the Iraq War, increased U.S. troop levels in Afghanistan, signed the New START arms control treaty with Russia, ordered U.S. military involvement in Libya in opposition to Muammar Gaddafi, and ordered the military operation that resulted in the death of Osama bin Laden. In January 2011, the Republicans regained control of the House of Representatives as the Democratic Party lost a total of 63 seats; and, after a lengthy debate over federal spending and whether or not to raise the nation’s debt limit, Obama signed the Budget Control Act of 2011 and the American Taxpayer Relief Act of 2012.

Obama was re-elected President in November 2012, defeating Republican nominee Mitt Romney, and was sworn in for a second term on January 20, 2013. During his second term, Obama has promoted domestic policies related to gun control in response to the Sandy Hook Elementary School shooting, and has called for greater inclusiveness for LGBT Americans, while his administration has filed briefs that urged the Supreme Court to strike down part of the federal Defense of Marriage Act (United States v. Windsor) and state level same-sex marriage bans (Obergefell

v. Hodges) as unconstitutional. In foreign policy, Obama ordered U.S. military intervention in Iraq in response to gains made by ISIL after the 2011 withdrawal from Iraq, continued the process of ending U.S. combat operations in Afghanistan, promoted discussions that led to the 2015 Paris Agreement on global climate change, brokered a nuclear deal with Iran, and normalized U.S. relations with Cuba. In Wikipedia His last speech was done in Chicago on January 10, 2017.


14

Comunidade

15 de Janeiro de 2017

Passagem de Ano na IES e Banda Velha

Chico Avila na IES

A Vanda Toste, os Mendes, os Loureiros e Carvalhos a treinarem-se para o Carnaval. Não se vê bem os Cabeceiras...mas estavam lá.

Até do Vale Central vieram amigos da IES

Henrique Cordeiro na IES - Embaixo: O 562 na Banda Velha

O 562 na Banda Velha


15 de Janeiro de 2017

Entrevista

15

Defende Francisco Nogueira, Historiador

Freguesias guardam riqueza para mostrar aos turistas Francisco Nogueira é co-autor com Sãozinha Aguiar de uma obra que explora a História da Agualva. Sobre as várias freguesias da Terceira, defende que têm muitas histórias para contar aos turistas que nos visitam A Agualva - A sua história, as suas tradições e o seu património” é o livro lançado na Onda Cultural que se viveu nesta freguesia. É um dos autores que assinam a obra. Como surgiu a ideia de lançar este livro? Este livro surgiu do sonho da Sãozinha Aguiar, a outra autora, em deixar para o futuro as tradições e o passado da Agualva. Ela procurou o apoio da Junta de Freguesia há quase 8 anos atrás e, por vários motivos, houve atrasos. Até que no ano passado, o Presidente e a Tesoureira da Junta de Freguesia vieram ter comigo para eu juntar-me à Sãozinha Aguiar e escrever a parte histórica do livro e uniformizá-lo. Aceitei o convite por 2 motivos, primeiro por ser agualvense e depois por querer perpetuar a memória da minha terra para o futuro. A Agualva já precisava de um livro assim, que mostrasse o seu Passado, as suas Tradições e o seu Património, uma obra que salientasse a História desta freguesia.

e a reconstrução de parte da localidade afetada pelas enxurradas? Sim, o livro fala da Agualva no século XXI, debruçando-se sobre a evolução recente da freguesia e claro fala sobre as enxurradas da madrugada de 15 de dezembro de 2009. A Agualva sofreu ao longo da sua História de várias catástrofes, mas as mais recentes, como o desaparecimento de uma família que estava em cima de uma ponte na zona da Ponte da Agualva, em 1962, o Sismo de Oitenta e as Cheias de 2009, marcaram indelevelmente a população local. As Cheias de 2009 ainda estão muito presentes na memória coletiva da Agualva, deixando marcas nas estradas da freguesia. As melhorias que houve no percurso da ribeira demonstram a preocupação na segurança dos agualvenses, que

na Terceira, em Angra, que em meados do século XVI se estabeleceu a 1ª cidade dos Açores e a sede da Diocese açoriana. Assim sendo, por aqui passavam caravelas e naus de todo o Império Português, fazendo com que as freguesias da Terceira assistissem a um forte desenvolvimento económico, social e cultural. Temos várias riquezas espalhadas por toda a Ilha, a maior fortaleza filipina do mundo e vestígios de uma linha de fortes importante. E se pensarmos em termos individuais, cada freguesia tem as suas atrações religiosas, mas também culturais e históricas. É um potencial que pode ser vendido aos turistas que nos chegam, cada vez em maior número? Se houver empenho de todas as freguesias, as riquezas que encontramos por toda a Ilha podem ser polos dinamizadores do turismo local. Este potencial histórico-

O que tem a Agualva para nos contar em termos históricos?

sempre tiveram uma relação complicada devido às cheias com a sua ribeira.

A Agualva tem uma história rica. A freguesia recebeu o seu nome devido à “água-alva” das suas ribeiras e fontes, ricas em flúor, que deixavam a roupa tão branca como se fosse lavada com sabão. Esta relação única na Ilha entre freguesia e água faz com que desde muito cedo se começassem a construir moinhos em todo o percurso da ribeira. A Agualva chegou a ter 48 moinhos, fazendo desta atividade o centro da economia agualvense, marcando a História desta terra. Além deste ponto importante da História local, saliento ainda as várias catástrofes que assolaram os agualvenses, mas não o seu espírito de guerreiros, as várias personalidades que passaram e deixaram marcas no desenvolvimento da freguesia e ainda a garra e a motivação dos locais ao longo do século XX. Com várias mudanças políticas, sociais e económicas, o século passado, ficou marcado pelo surgimento da Base das Lajes e, consequentemente, pelo aparecimento de empregos para os agualvenses. Com o nascimento do Clube de Golfe da Ilha Terceira, uma nova dinâmica económica e desportiva surgia na Agualva. Se falarmos em instituições, ainda temos mais estórias da História da Agualva para contar.

Que freguesia é, hoje, a Agualva?

O livro centra-se também sobre a história mais recente

A Agualva é hoje uma freguesia importante do interior do noroeste da Terceira, sendo a maior freguesia em dimensão territorial da Ilha. A freguesia da Agualva tem um papel importante na dinamização da cultura terceirense, basta pensarmos no Carnaval, das Festas em honra de Nossa Senhora do Guadalupe e dos famosos tapetes da procissão de agosto, assim como dos Bodos do Espírito Santo. É uma freguesia moderna, em crescimento, defensora das suas tradições, com várias jovens preparados e empenhados em contribuir para o desenvolvimento da sua terra. Em termos de património natural, a Agualva tem atualmente as Frechas, onde se pratica vários desportos aquáticos e tem uma ponte para melhor se apreciar as cascatas existentes, e a Reserva Natural da Alagoa da Fajãzinha, símbolos de um novo turismo em desenvolvimento na Ilha. Que potencial encerram as nossas freguesias em termos históricos? A Terceira, devido à sua localização geoestratégica, ao longo dos séculos, foi um ponto importante e essencial no Atlântico norte. Não podemos esquecer que foi

-cultural da Terceira é bastante forte, com várias localidades desta nossa terra, ricas em “tesouros” que podem e devem ser divulgados. Tem de haver uma maior preocupação em se dar a conhecer as estórias das História da Terceira. Além disso, as entidades locais devem apostar na preservação do nosso Património, pois esse é essencial para a manutenção da memória do povo terceirense. O ADN dos “bravos” da Terceira deve ser motivo de orgulho para nós e um aliciante para os turistas que querem visitar a nossa Ilha saberem mais sobre a nossa trajetória e o nosso lado combativo ao longo dos tempos. NOTA: Agradecemos ao Diário Insular e ao escritor ter-nos dado autorização para publicar esta entrevisa que saíu no DI no dia 27 de Dezembro de 2016.


16

The Best of 2016 English Section

deJaneiro Janeirode de2017 2017 1515de

Ideafix SERVING THE PORTUGUESE-AMERICAN COMMUNITIES SINCE 1979

THE

Best OF 2016

The Portuguese Tribune has been distinguishing the Best of the Year since 2004. With our constant focus on being the “mirror” of our Portuguese-American community, each year seems that it becomes harder to select the true “Best of the Year.” While some names may have surfaced in previous editions, there are many new names, businesses, and organizations being recognized in this edition. PERSONS OF THE YEAR When a young woman had a dream of establishing a Portuguese restaurant in San José’s Little Portugal district to honor her ancestors’ roots and her birthplace, very few thought that it could be successful. However, Jessica Carreira is a gogetter. She was planning to complete a college degree in film script writing, but decided to attend Le Cordon Bleu College of Culinary Arts in Los Angeles instead. She then headed to Portugal where she worked for three years with some of the best chefs in Lisbon and Porto. Prior to returning to the US, Jessica worked at Eleven Restaurant, a one-star Michelin restaurant in Lisbon where she had become the pastry chef responsible for the entire dessert menu at the young age of 20. In late 2015, Jessica with her fiancé, executive chef David Costa, a native of Portugal, and her parents Fernanda and Carlos Carreira opened their dream restaurant, ADEGA, on Alum Rock Avenue in San José on the spot of Sousa’s Restaurant. Persistence, attention to quality and detail, and seeking feedback, were all trademarks of the new restaurant before being recognized with a Michelin star, the first San José restaurant to ever be awarded that honor. And what a recognition this is for one of the youngest Michelin-star chefs (French Chef Gilles Epié is believed to hold the title when he received his first star at age 22 in 1989; previously English Chef Aiden Byrne obtained it also at age 22 in 1984). Lúcia Noia is an institution of the Portuguese-

American community of California. We described her in our June 15th, 2016 edition as a “Faial Jewel.” One of her statements is “Success happens when Love is shared.” Our columnist and Honorary Consul of Portugal Diniz Borges described her as a “Phenomenal Woman.” An immigrant since 1959, she helped the Portuguese community in Canada after she immigrated there. In 1963, she moved to California. She soon started a radio program that she maintained for 16 years. She was one of the few women leaders in a maledominated Portuguese-American community at the time. She helped new immigrants find jobs and services. She started a business in 1986 in Fresno, Noia Residential Services, supporting the mentally disabled patients where she serves as its CEO. Her homes are named after her heritage: Casa Faial, Casa São Jorge, Casa Flamengos, Casa Terceira, Casa Pico, Casa São Miguel, Casa Flores, and Casa Santa Maria. Noia Residential Services has over 100 employees and patients are called clients. She studied at the Horta National High School and Angra do Heroísmo National High School, Carlton University, and Fresno State University . She obtained a Bachelor’s in Pedagogy, a Master’s in Social Services, and finally a Ph.D with a dissertation on factors that contribute the most to the successful rehabilitation of mental patients. She sought funds from state and federal governments, mortgaged her home, left her job, and borrowed money from a private party to start Noia Residential Services. As a breast cancer survivor since 1992, she has received several distinctions including the Fresno Chamber of Commerce Woman of the Year Award. She now focuses on friendship and helping others including using the 25-year-old “Os Portuguese no Vale” TV program to educate the community on varied topics. In 2016, she brought together hundreds of family members and friends to celebrate friendship and love even though she

Miguel Valle Ávila

miguelavila@ tribunaportuguesa.com

had just completed her 80th birthday.

BUSINESSPERSONS OF THE YEAR Cristina Fonseca left TalkDesk in 2016 as its co-

founder. Building a company from zero employees in 2011 to 150 employees, Cristina and co-founder Tiago Paiva raised $24 million in 2015 to fund TalkDesk, a call center software company in Silicon Valley with engineering offices in Lisbon. TalkDesk, the world’s leading cloud-based call center software provider, experienced 10x revenue growth year-over-year, one of the fastest growing start-ups in Silicon Valley. A native of Ourém and a graduate from Instituto Superior Técnico in Lisbon with a Master’s in Telecommunications and Network Engineering, 29-year-old Cristina was named in 2016 to Forbes 30 Under 30. “This is how I became an entrepreneur: coding, learning, exploring new ideas, launching stuff, solving problems.” said Cristina in her farewell message to TalkDesk in early 2016.

Chef Manuel Azevedo continues to promote

Portuguese cuisine in California’s wine country. Chef Manuel established LaSalette Restaurant in Sonoma in 1998. Since then, he teamed up with his sister Lúcia Azevedo Fincher to open Café Lúcia in Healdsburg in 2012 and became a managing partner along with wife Kimberley of Chef Ed Metcalfe’s Shiso Modern Asian Kitchen in Sonoma in 2014. When the space of Epicurian Connection became available, Chef Manuel acquired it to open Tasca Tasca Tapas Restaurant and Wine Bar in Sonoma in early 2016.

Honorary mentions go to: Chef Antelmo (Telmo) Faria who was selected as a 2015 Inspiration of the

Year and his dream of opening his own Portuguese restaurant, Uma Casa, is now reality in January 2016. Environmental engineer and contract manager Marta Silva Vieira works in a male-dominated field and has made significant contributions to key Bay Area landmarks such as the new Bay Bridge, Devil’s Slide Tunnels, and the BART Extension to South Fremont. Lúcia Soares, Vice President of Healthcare Technology Strategy at Johnson & Johnson, continued to receive accolades being the keynote speaker at HITEC’s Silicon Valley Summit in San Francisco and recipient of the HITEC 100 Award given to the top 100 Hispanic Information Technology executives in the Americas.

COMMUNITY LEADERSHIP Believing and sponsoring higher education is an important goal for the community. The LusoAmerican Education Foundation continues to believe in such a goal and made a noble effort in delivering 71 scholarships in 2016. The LAEF also organizes its annual Cultural Youth Summer Camp to encourage high school students in attending college. Joann Malta Weingard has served such a critical role both within the LAEF as well as the coordinator for the summer camps. She was recognized with the 2016 Dia de Portugal Award. The statewide Portuguese Immigrant Week and the San Diego’s Cabrillo Festival are annual celebrations that bring the Portuguese-American community and its culture to much broader audiences. Honorary mentions go to: Manuel Eduardo Vieira for his recognition with the PFSA Portuguese Community Service Award. “Os Portugueses no Vale” TV program on KNXT Channel 49

celebrated its 25th anniversary. The Sousa Mendes Foundation continues to promote the Portuguese diplomat’s principles and included an event at the Los Angeles Museum of the Holocaust in 2016.

MUSICAL ARTISTS OF THE YEAR Celebrating

its

34th

Filarmónica Lira

anniversary

Açoriana

of

in

Living

represented the Portuguese-American comm at Terceira’s Sanjoaninas celebrations Lusitânia Band of the North Bay play the Azores’ largest religious procession—Se Santo Cristo in Ponta Delgada, São Miguel Is Filarmónica do Chino DES celebrated its anniversary. 562 Band and the Extreme Nuno Bettencourt performed with much su at Terceira’s Festas da Praia. The 15 Baili de Carnaval are a constant reminder of Portuguese-Americans of all ages get inv in these traditional theatrical perform culminating on Terça-Feira de Carnaval (M Gras or Fat Tuesday).

Honorary mentions go to: All the artists responded to The Portuguese Tribune’s re for interviews (Carlos Avalon, Joey Mede

Ramana Vieira, David Silveira Vi Sandra Pinheiro Pacheco, Sharon Xavie Sousa, and Lysandra Jorge). All other mu

artists who this newspaper reached out to can answer the interview questions in 2017.

ARTIST OF THE YEAR

Martins, a San Francisco-b Portuguese interior designer, who was respon for the quaint, urban chic atmosphere of the on Michelin restaurant, Adega Restaurant. He is responsible for the design of Chef Kiko Ma restaurants in Lisbon: O Talho, A Cevicheria the recently opened O Asiático. He also des several Hyatt Hotel facilities: Oystercatche the Grand Hyatt Tampa Bay, Hyatt Ziva Ro Montego Bay, Jamaica, and Hyatt Ziva P Vallarta, Mexico. In 2016, he was invited to c one of four vignettes for the San Francisco Arts and Antique Show. António

Honorary mentions go to: Germano Silva 2015 Artist of the Year, for the recognitio the Government of the Azores with the “Ins Autonómica de Mérito Profissional.” Portuguese Kids and Taylor Amarante brought good disposition and plenty of laug the community in 2016. José Raposo who recognized with a poetry award in Brazil.

BOOK OF THE YEAR

Books continue to be published and distri in the Portuguese-American community. was no exception. Untamed Dreams: Fac America is a 393-page collection of immig life stories edited by Francisco Henrique Dini José do Couto Rodrigues with a preface by F X. Gaspar. “In today’s political climate in w immigration seems to be at the very center o political discord, we are very proud to bri you the profiles of individual immigrants, ma whom lived or are living very quiet lives away the public eye, but whose actions, determin and caring character make every one of th good example of the great human qualities make America this very special place on e describes the Portuguese Heritage Publicatio California.

Honorary mentions go to: Only More S Millicent Borges Accardi, Hidden Puzzl Margie Vieira, A Loja do Ti Bailhão by Joã Jorge Bendito, Boias da Memória by M Leal, João Pinheiro: O Cantador dos Alt by José Fonseca de Sousa, Cheiros da Noi Maria Luisa Lobão, among others.


deJaneiro Janeirode de2017 2017 1515de

The Best of 2016 English Section

17

The community at its best! RELIGIOUS OF THE YEAR

After 44 dedicated years to ministry and 31 years to the community of Tulare, Rev. Raul Marta retired from active responsibilities at St. Aloysius Catholic Parish. He leaves a legacy in the Central Valley’s Catholic community.

R 2016,

gston

munity and yed at enhor sland. s 30th with

uccess

inhos

f how volved mances Mardi

who equest

eiros, ieira, er de

usical n still

based nsible ne-star s also artins’ a, and signed ers at ose in Puerto create o Fall

a, the

on by sígnia

The e who

ghs to o was

ibuted 2016

ces of

rants’ is and Frank which of our ing to any of y from nation hem a s that earth.” ons of

So by le by

ão and Manuel

tares ite by

Honorary mention goes to: Rev. Marc Paulo Valadão for his ordination as a Society of Jesus

priest; his first Mass was celebrated at Our Lady of Assumption of the Portuguese in Turlock and he is pursuing a Licentiate in Sacred Scripture at the Pontifical Biblical Institute in Rome.

RELIGIOUS EVENTS OF THE YEAR The Portuguese Tribune dedicates hundreds of pages and thousands of photographs to religious ceremonies in the Portuguese-American community. Here’s the list from 2016: Hayward Holy Spirit, 119 years Newman Holy Spirit, 108 years Turlock Holy Spirit, 104 years Five Wounds Easter Vigil, 102 years San José IES Holy Spirit, 102 years Arcata Holy Spirit, 100 years Modesto Holy Spirit, 100 years Stratford Holy Spirit, 100 years Tulare TDES Holy Spirit, 97 years Newark Holy Spirit, 94 years Mountain View SFV, 90 years Five Wounds Bom Jesus, 88 years Manteca Holy Spirit, 84 years Gustine Our Lady of Miracles, 80 years Fort Bragg Holy Spirit, 76 years Pismo Beach St. Anthony Festa, 58 years Chino Holy Spirit, 57 years Elk Grove Holy Spirit, 49 years Turlock Our Lady of Fátima, 47 years Thornton Our Lady of Fátima, 46 years Turlock Our Lady of Assumption, 43 years Watsonville Our Lady of Fátima, 39 years Hilmar Casa dos Açores, 32 years Hilmar Our Lady of the Rosary, 24 years Tracy Our Lady of Fátima Vieira Family Holy Spirit, 8 years Stevinson Santo Antão Festa

If your celebration was not mentioned, reach out to The Portuguese Tribune for coverage in 2017.

POLITICIANS OF THE YEAR We cannot forget that 2016 marked a year when a Portuguese politician was elected for one of the most influential position in the world—Secretary General of the United Nations. António Guterres started his tenure on January 1, 2017 with a message of peace in the world. Since arriving at the Consulate of Portugal in San Francisco, Nuno Mathias has been recognized as one of the best Consul Generals this PortugueseAmerican community has ever worked with. He understands his role as the representative of Portugal for the western states of the US, but more importantly understands the role that Portugal, as the West Coast of Europe, can have with California, the West Coast of the United States. Honorary mentions go to: State Senator Tony Mendoza (32nd District – Artesia) understands the role of the Portuguese-American community and for the second year in a row has invited the community to celebrate the Dia de Portugal at the State Capitol in Sacramento. Denise Borges Belisle for running for San José City Council. The reelection of Portuguese-American US Congressmen Jim Costa, Devin Nunes, and David Valadão (California) and US Senator Pat Toomey (Pennsylvania). Congressman David Valadão for his recognition with the Society of Portuguese American Students (SOPAS) Hall of Fame Award. The Portuguese American Leadership Council of the United States (PALCUS) for celebrating its 25th anniversary. Nelson Ponta-Garça for his election as vice

president of the Conselho das Comunidades

Portuguesas and for his “Dar Voz à Califórnia” (Giving Voice to California) iniciative. Marcelo Rebelo de Sousa for his election as President of Portugal bringing a compassionate, personable, and unifying attitude to the Presidency. The creation of the California Portuguese American Coalition under the leadership of Steven Nascimento may bring a better connection between the California communities and local, state, and federal officials.

EDUCATION EVENT OF THE YEAR The StarTalk Program at the Hilmar Union School District encourages the teaching and

learning of Portuguese among students and teachers. The StarTalk program is funded by the National Security Agency and administered by the National Foreign Language Center at the University of Maryland. Its mission is to increase the number of US citizens learning, speaking, and teaching critical-need foreign languages, with programs for students in K-16 and teachers. In 2010, Portuguese was identified as a critical-need language and is currently taught in Hilmar.

Honorable mentions go to: Turlock’s Escola Jorge de Sena and Fremont’s Macau Cultural Center that continued to provide Portuguese classes.

PFSA’s Dia de Portugal Symposium dedicated

to the cod fishing industry, the Bacalhoeiros, and its keynote speaker Isolete Grácio. And last year’s award winner, Portuguese Education Foundation of Central California (PEFCC) for celebrating its 25th anniversary.

PHILANTHROPISTS OF THE YEAR Soccer is more than just a sport even for a club that counts 30 among its youth teams. Santa Clara Sporting Club continued to make significant contributions toward breast cancer cure initiatives with a monetary donation of $40,000. Since 2008, Santa Clara Sporting has donated over $195,000 for this cause. The Portuguese Organization for Social Services and Opportunities (POSSO) survives thanks to generous donations by the community along with governmental assistance. During the organization’s 40th year, Agostim and Lubélia Barbosa and friends organize an annual fundraising dinner that raised $33,397.09 in 2016 to assist POSSO’s with its programs supporting the elderly. This dinner has become POSSO’s largest annual fundraiser. Carlos Vieira Foundation continued its fundraising activities for autism and cancer with a taurine festival raising funds for the Valley Children’s Hospital (cancer) and the foundation’s own efforts (#RaceForAutism).

Honorary mention goes to: Forcados Amadores Luso-Americanos who were recognized for their community work by the City of Turlock.

CULTURAL EVENTS Since its founding 40 years ago as the Suicide Squad, the Forcados Amadores de Turlock have evolved the traditional art of the “pega” to new heights with performances in Canada, Terceira Island, and Lisbon’s Campo Pequeno bullring in 2016. The group’s “cabo” (captain) changed hands between father and son, both named George Martins. The new “cabo” received the award for best “pega” in Portugal’s most important and famous bullring, Campo Pequeno. The group celebrated its 40th anniversary with a bullfight at the Stevinson bullring and the publishing of a bilingual book authored by Liduino Borba. The 50th anniversary of the Tulare and Angra do Heroísmo Sister Cities was motive of celebration in California and Terceira Island. The Portuguese Tribune dedicated a full edition to this event. Youth musical group Bel Cantus from Terceira was a delight and one of the highlights of the celebrations.

HHHHH


English Section The Best of 2016

15 de Janeiro de 2017 15 de Janeiro de 2017

Best OF 2016

THE

18 18

The community at its best!

CULTURAL EVENTS (cont.)

“GOING BEYOND THE U.S.”

Honorary mentions go to: Dennis Borba for his 30th anniversary of “alternativa” being the only Portuguese-American matador. The Tertúlia Tauromáquica Terceirense (Terceira Island) for its 50th anniversary. Ganadaria Frank Borba e Filho for continuing to believe in breeding brave bulls in California. Forcados Amadores do Aposento de Turlock for celebrating its 10th anniversary. Portuguese In New England by Nelson Ponta-Garça, a documentary of ten Portuguese-American generations on the East Coast of the US. RTA Artesia TV for its 25th anniversary.

The Azores government invested in different initiatives for the Azorean Diaspora in 2016. There were three particularly interesting to note. One of these was the Azorean Diaspora Media Conference in April 2016 that took place in the islands of Faial, Pico, and São Jorge. Entitled “Current and Future Challenges,” it brought together 37 media groups—including this newspaper—from Canada, the US, Bermuda, Brazil, and mainland Portugal to meet with their local counterparts and learn about the current Azorean reality. The Azorean government recognizes the importance that the media plays in promoting the Azores as a destination. Another was the Formação Açores 2016 for young community leaders where 17 youth participated from Bermuda, Brazil, Canada, the US, Uruguay, and mainland Portugal where California was represented by San José, Hilmar, and San Diego. The Azorean Diaspora Marching Band Leaders’ Conference brought together over 20 musicians from Canada and the US to share experiences and music.

SPORTS EVENT OF THE YEAR No one believed national coach Fernando Santos when he mentioned that Portugal could win the Euro 2016 in France. Not playing beautiful soccer, Portugal was able to defeat its rivals throughout the tournament and celebrate in an overtime win against host France in Paris with a goal by unlikely hero Éder. The victory reverberated across the entire world including the Portuguese-American communities of California and will be remembered for decades to come.

IMPROVEMENT OF THE YEAR SATA Internacional, now renamed Azores Airlines, was the “Basta” of the Year several times

Honorary mentions go to: The Fonte do Bastardo (Terceira Island) Men’s Volleyball team for becoming Portuguese national champions. The Clube Desportivo Velense (São Jorge Island) for its 50th anniversary. The Núcleo Sportinguista do Vale for continuing to get together annually to celebrate everything Sporting.

for its bad services. With its rebranding, it also needed a new attitude, new customer service, a new airplane, etc. The wet lease that Azores Airlines signed with Portuguese charter airline company HiFly and its modern Airbus A340-300 seems to have started to turn customers’ perceptions around. Azores Airlines has also placed lease orders for six Airbus A321neo, including four in version LR or long range, to replace its aging Airbus A310 aircrafts. We hope to once again have The Portuguese Tribune traveling aboard Azores Airlines from Oakland to Terceira and Lisbon this summer.

INSPIRATIONS OF THE YEAR Frankie Fernandes, a young boy who’s suffering

from cancer and who had a wish to meet the participants of a bullfight especially the Forcados Amadores Luso Americanos. His wish came true during the Tulare bullfight in May 2016. What an inspiration of a fighter!

Tribuna Escolar, a monthly page by the students

of the Tulare Portuguese classes was a longawaited effort by this newspaper to increase the participation of high schools and universities. We’re open to other contributors.

Marissa Soares and Brittney Souza for sharing

their highlights as “Damas” at the Sanjoaninas 2015 celebrations in the Azores representing the California communities.

Patsy Fraga, the Youth Fraternalist of the Year, who filled out many scholarship applications and was awarded $17,150 for her college education.

CHANGES OF THE YEAR Everything comes to an end. Júlia Chin, Chancelor of the Consulate of Portugal in San Francisco retired after 35 years of service. João Pinheiro, “improvisador,” ended his long singing career in 2016. The Portuguese American Citizenship Project that greatly contributed for increasing citizenship drives and local political involvement ended its operations in 2016. The Luso American Life Insurance Society was renamed and rebranded as Luso American Financial, a Fraternal Benefit Society, and still offering services to the community since 1868. Duarte Pinheiro replaced Deolinda Adão as the

director of the Portuguese and Lusophone Studies and professor of Portuguese at San José State University.

“BASTA” OF THE YEAR

Tribuna

Escolar

“Basta” or “enough is enough” called out a headline in The Portuguese Tribune in 2008 calling out an unfair situation. That headline made news even in the Azores. The 2016 “BASTA” goes to: the Government of Portugal’s Ministry of Foreign Affairs

for not compensating its consulate employees competitively according to the regions where they work and live. The Consulate of Portugal in San Francisco is having a very difficult time in recruiting for the multiple vacant positions since the salary barely meets the poverty line. Fortunately, Portuguese Secretary of the Communities José Luis Carneiro is a strong supporter of improving the services of all Portuguese consulates around the world including giving more consular power to the honorary consuls. Let’s hope this moves to “Improvement of the Year” for 2017.

“RETHINK” OF THE YEAR The Dia de Portugal Festival will be celebrating its 20th edition in June 2017. While the festival continues to attract between 6,000 and 10,000 people each year, its format and program is getting a bit “tired.” It would be time to revitalize it with new entertainment format, new attractions, new ideas. The future of the JA Freitas Library as we are in a digital age should be discussed and a funding strategy developed.

IN MEMORIAM Manuel Brasil de Almeida 1931–2016 Manuel Toledo 1919–2016 Eduardo G. Ferreira 1934–2016 Manuel Martins 1950–2016 Tibério Cabral 1957–2016 Ida Couto Dutra 1934–2016 Bernardina Barros 1934–2016 Teresa Ávila Dores 1932–2016 Catherine Maria Vieira 1937–2016 Belmira Aguiar 1934–2016 Anna Dutra Vierra 1918–2016 José Coelho Pereira 1929–2016 Dinis Dias Fernandes 1921–2016 Marcolino Candeias 1952–2016 Alicia Filomena Cota 1985–2016 John Borba 1925–2016 Luis Simas Rosa 1955–2016 Estela Silva-Ávila 1934–2016 Isaura Rocha Parreira 1931–2016 Alvin L. Borba 1935–2016 Maria Dolores Cordeiro 1923–2016 Artur Vieira Thomas 1950–2016 João Silveira Lopes 1922–2016 Manuela Bretão 1935–2016 Hélio da Cunha Melo 1929–2016 Maria Fernanda Leite Pereira Cunha 1935–2016 William McQuillan Jr. 1970–2016 Nancy Carol Britton 1954–2016 Américo Pereira 1929–2016 Andrew Pereira Borba 1997–2016

And many other friends and relatives... May their souls rest in peace!

IN CELEBRATION Wedding Anniversaries:

Madalena and Franklin Oliveira, 50 years Margarida and José Henrique Gomes, 50 years

Weddings:

Don’t forget to send your announcement to The Portuguese Tribune in 2017

Births:

Amália Câmara Ferreira

Birthdays:

Ilda Maria Silva Vale Ávila, 70 Jorge F. de Ávila “Yaúca”, 70 Luna Maria Ávila, Quinceañera

University/College Graduations:

Brittni Vargas, Santa Clara University Breana Vargas, Santa Clara University Annemarie Mendonça, Santa Clara University Daniel Machado, Santa Clara University

High School Graduations:

Don’t forget to send your announcement to The Portuguese Tribune in 2017 And many more who might otherwise receive recognition if published in The Portuguese Tribune. Don’t forget to send your announcements in 2017.


15 de Janeiro de 2017

Comunidade

19

Matança Casa dos Açores de Hilmar

Joe Silva - uma “máquina” para arrematar ofertas

Realizou-se no Salão de Festas de Stevinson Pentecost a Matança de Porco da Casa dos Açores de Hilmar. Venderam-se 4 mil bilhetes, com 1400 take-outs. Por haver muitas ofertas para leiloar foi impossível outra vez ouvirmos o Ranchinho de Matança da própria Casa dos Açores, o que faz falta numa festa deste género. Como se pode ver pelas fotografias foi uma noite muito bem passada onde muitos amigos se encontraram para recordar as matanças nas nossas ilhas. Se os nossos avós pudessem ver os porcos de hoje que têm tanta pouca gordura, desmaiavam de susto, porque um porco com pouca gordura nesses tempos seria uma vergonha para toda a família. A tecnologia de hoje faz com que se crie porcos para uma melhor alimentação, até porque não há necessidade de arrumar banha para o ano inteiro, como se fazia em outros tempos. Para o ano ainda será melhor.

Preparar os take outs

Depois do muito trabalho nada melhor que um pouco de descanso. Embaixo: Alfredo Machado nunca parou toda a noite

Duas maneiras de pendurar porcos


20

Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017


Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017

Caravelle World Travel 2017–2018 Groups

Join Al & Vilma Pinheiro

Azores & Mainland Portugal

10-Day Mexican Riviera Cruise

Our tour will take us to the following Islands and Cities of Mainland Portugal

Sailing Round Trip from San Francisco

June 28 – July 18, 2017

4 Nights Terceira (San Joaninas Festival) 2 Nights São Jorge Day trip to Pico 2 Nights Faial 4 Nights São Miguel 3 Nights Porto including a day cruise on the Douro River,

Day trips to Guimarães, Braga, Óbidos, Nazaré, Sintra, and Cascais 4 Nights Lisbon including “Noite de Fados”

Cruise with Chico Ávila 16-Day South America

October 5, 2017

March 14, 2018

Emerald Princess® Grand Princess® • • • • • •

San Francisco Puerto Vallarta Manzanillo Mazatlan Cabo San Lucas San Francisco

• • • • • • • •

Santiago, Chile Coquimbo, Chile Pisco, Peru Lima, Peru Puntarenas, Costa Rica San Juan Del Sur, Nicarágua Puerto Vallarta, Mexico Los Angeles, California

Private Performances by Chico Ávila

For Reservations or Information contact

Caravelle World Travel • 190 First St., Gilroy, CA • 408-842-0200

CST# 1010883-40

21


22

Tauromaquia

15 de Janeiro de 2017

Quarto Tércio José Avila

josebavila@gmail.com

Recordar 10 Anos a Pegar Toiros

Há sempre um dia que temos de decidir o que fazer com a nossa vida. Depois de cerca de 64/65 anos a ver toiros, decidimos que vamos tirar um ano sabático, isto é, não iremos às corridas de toiros da California em 2017. Como todos sabem e devido a um incidente legal, a nossa festa ficou muito, mesmo muito alterada. Nem vou explicar em pormenor o que se perdeu com esse incidente, mas podemos afiançar que a festa ficou “danificada”. Podemos acrescentar a isso a pouca aficion que nós temos na California e a falta de atenção e de respeito que a maioria da nossa gente tem pelos artistas que profissionalmente trabalham muito para nos dar a sua arte e a sua aficion. Nada dentro de uma arena ocorre por sorte ou por ter caído do céu. Todos aqueles gestos, quer dos artistas quer dos cavalos, são o resultado de muitas e muitas horas de trabalho e de esforço. Só o toiro é que não é treinado, como pensavam muitos amigos meus americanos. Só gostaria de pedir a todos aqueles que vão ao toiros, que respeitassem os nossos artistas, que não falassem durante as suas actuações, que respeitassem as organizações que providenciam as corridas e vá lá, paguem os seus bilhetes, ou pelo menos entreguem uma “gorgeta” para que as nossas organizações tenham receitas para valorizar cada vez melhor as nossas praças. Pensem só quanto custa montar uma electrificação moderna e justa para os artistas! Infelizmente as nossas praças têm uma luminosidade muito, mesmo muito deficiente e devemos ser nós a ajudá-los a criar uma iluminação igual ao campos de jogos da California. Da mesma maneira, sabendo nós quantos milhares de pessoas sofrem de asma e de problemas respiratórios, seria bom que aprendessemos de uma vez por todas a regar uma praça, como já foi sugerido por ensinamentos aprendidos com o Elio Leal, do Canadá. Devemos ter muito respeito pelo cliente, mesmo que ele tenha ido aos toiros com bilhetes oferecidos. Esta página continuará a falar e mostrar as nossas corridas. Temos fotógrafos amigos e outros que uma vez ou outra escrevem sobre as corridas. Espero que a nossa Festa cada vez fique melhor, mesmo nas circunstâncias já mencionadas. Torne-se aficionado a sério, tente compreender melhor a festa e respeite os 15 minutos de silêncio de cada actuação, entrecortados com as palmas merecidas. Depois da Corrida Comemorativa dos 10 Anos doa Forcados do Aposento de Turlock, não pudemos mostrar mais imagens desse evento devido a falta de espaço. Aqui estamos agora para completar essa promessa. Viva a Festa Brava.

Ofertas e retribuições


15 de Janeiro de 2017

Tauromaquia

Tony Machado oferecendo medalhas comemorativas dos 10 anos aos participantes da corrida

Forcados Amadores do Aposento de Turlock

Forcados Amadores do Ramo Grande

Faleceu Paulo Magalhães

F

aleceu em Angra do Heroísmo um dos grandes forcados da Tertulia Tauromáquica Terceirene. Tinha 55 anos e nunca virou a cara a nenhum toiro. Quem costumava ir às Sanjoanians nunca o poderá esquecer. Á sua família bem como ao Grupo de Forcados da Tertúlia Tauromáquica Terceirense as nossas condolências.

Joe Correia dedicando a sua lide aos Forcados aniversariantes

23


24

Opinião

15 de Janeiro de 2017

Assim começo o meu ano...

Uma Vez por Outra Carlos A. Reis

reis0816@yahoo.com DOIS ASSUNTOS IMPORTANTES DA REGIÃO AÇORES. Tudo o que se passa em Portugal, incluindo as Regiões Autónomas, interessa-me divulgar ou referir especialmente o lugar da minha proveniência ancestral, a Região dos Açores e, mais particularmente , a Ilha Terceira. Nesta linha de conta, dois assuntos que referir-me-ei neste meu apontamento. O primeiro, prende-se com a verdade gastronómica da alcatra, prato muito comum e muito apreciado em todas as ilhas da Região, mas com sabor desigual em quase todas as ilhas, com algumas pequenas diferenças entre si. No ano passado a grande companhia Coca-Cola numa campanha dedicada à cozinha tradicional portuguesa, usou o slogan “Adoramos a nossa gastronomia com Coca-Cola”, com fotografias que apareciam nos cartazes que representavam nada semelhante à nossa alcatra regional, mas sim mais parecia com uma espécie de guisado com cenoura, na opinião de António Cavaco, gastrónomo. Não me cabe na cabeça que a alcatra tenha qualquer sabor acompanhada de Coca-cola, porque o vinho tinto açoriano e o vinho de cheiro da Terceira são imprescindíveis numa alcatra. Os restaurantes açorianos teimam e, muito bem, em apresentar uma alcatra como um prato único regional, que é. O segundo, relaciona-se com uma proposta de reorganização da diocese da Região, para ser “ como um todo” como pretende o Bispo de Angra e dos Açores, D.João Lavrador. Não há muito tempo elogiei a decisão tomada pelo referido prelado quando decidiu celebrar a Missa do Galo na Catedral da Horta, alterando uma tradição muito antiga mas ultrapassada, na minha opinião. Mas claro que com a proposta de reorganização da diocese, já surgiram vozes discordantes que defendem apenas um vi-

gário episcopal para São Miguel e outras vozes, à qual me associo, ao regresso dos três distritos, mesmo contando desde já com a guerra das rivalidades entre o Faial e o Pico. Segundo o Bispo de Angra, seriam criadas três Zonas Pastorais: Zona Centro (Terceira, São Jorge e Graciosa); Zona Oriental (São Miguel e Santa Maria); Zona Ocidental (Faial, Pico, Flores e Corvo). Continuo a apoiar o Bispo D.João Lavrador... COMO E PORQUÊ AFUNDOU O TITANIC? Quase todos nós vimos e apreciámos o navio de luxo para cruzeiros, o Titanic, só possíveis aos endinheirados e das grandes elites, porque os preços não estavam nas possibilidades financeiras de todas as pessoas, nem mesmo as da classe média. Pessoalmente já li algumas histórias verdadeiras ou fictícias(?), assim como vi uma ou duas vezes o filme ao qual foi dado o nome do navio “Titanic”. Especialmente durante o filme estive mais atento e observador do que durante a leitura, mas fiquei com uma ideia do luxuoso navio que era, das salas de jantar únicas, da biblioteca e de uma maneira geral dos passageiros de elite que utilizavam o Titanic no dia do acidente, motivado pelo icebergue que acabou por afundar o navio, pelo menos foi esta a justificação apresentada pelos meios da comunicação mundial. Agora passados 104 anos, segundo dados concedidos pelos especialistas, constam novos dados que a causa verdadeira do afundar do Titanic foi um incêndio dias antes da saída do estaleiro de Belfast. As chamas e o calor causado pelo fogo terão fragilizado o casco do navio que ao embater no icebergue, não resistiu ao embate. Estes comentários contradizem o argumento do filme Titanic, em que foram os principais actores Leonard DiCapra e Kate

The perfect gift

A

fter the holidays many people are making room for new gifts. I was contemplating the “perfect gift” that we try so hard to find, sometimes without much success. My first job right out of high school was wrapping gifts at Holman’s department store, many moons ago. I loved my job. I would get very creative with fancy paper, ribbon, and tie-on arrangements. For holidays I would spend hours shopping for special gifts for my family and then disguise the boxes to create more suspense. Now that I am older and wiser (maybe?) and everyone’s needs are different, I try to make it simple for myself and just hope that special person enjoys my gifts as well. I have also received some special gifts that mean a lot. I just celebrated a birthday recently, and my daughter-in-law Tessa announced that her gift to me would be to drive my two sisters and me to the Portuguese Library in San Leandro, with lunch to follow. We had all been talking about visiting this library for years—it has a lot of the Portuguese early settlers’ history in

California, dating back as far as 1880. This library, “J. A. FREITAS,” was founded in 1964 and has over 12,000 works dealing with the Portuguese throughout the world. It holds a vast number of books on the Azores and Portugal, plus a fairly complete sample of periodicals, albums,

Winselt, realizado em 1997. Em comparação e em paralelo com tudo isto, fica a dúvida se realmente o incêndio teria acontecido antes do início da viagem, ainda no Porto de Belfast (?). No desastre morreram 1500 passageiros. Parece que os oficiais que faziam parte da tripulação receberam ordens expressas do Presidente da Companhia para não divulgarem a informação do incêndio a qualquer um dos passageiros. Mesmo depois de desvendado o motivo que originou o acidente do Titanic, como sou um grande apreciador de cruzeiros, nada me afeta para continuar a tomar parte em cruzeiros, enquanto a força física não me atraiçoar. OS SOMBRAS NA CALIFÓRNIA

Sem ter qualquer receio de afirmar, o conjunto musical os SOMBRAS conquistou a Califórnia, depois da segunda passagem e atuações excelentes nas cidades de San José e Artesia. A comprová-lo, quando a direção do PAC anunciou (em boa hora) que a passagem do ano, que terminou há dias, seria abrilhantada com os Sombras e a sua música, quase de imediato se completou a disponibilidade do salão, com uma procura anormal de pessoas interes-

sadas em aplaudir os Sombras e disfrutar de uma Passagem de Ano ao nível do apreciado conjunto. Comparando os elementos que estiveram presentes há dois anos com os que se apresentaram este ano, duas ausências a do Jorge Figueiredo, infelizmente falecido, e a do meu amigo pessoal desde o tempo do Liceu, Ilídio Gomes, que desconheço o motivo (s) porque não se deslocou desta vez à Califórnia (?). Temos que ter em atenção que os músicos que compõem os Sombras, que na minha opinião poderão ser profissionais em qualquer parte, mas que por motivos vários entre outros, a emigração de alguns elementos dos referidos elementos e outros mais, por exemplo o Kiko Figueiredo encontra-se a residir no Canadá, o Ilídio Gomes, o único que se mantém na Terceira, o Roberto Bettencourt, o Carlos Madureira e o novo elemento Francisco Resendes, têm a sua residência na Costa Leste dos EUA (desculpem-me o meu tratamento por tu), mas é suficiente um ensaio de algumas (poucas) horas para que sejam capazes de atuar em qualquer lugar e para qualquer assistência. Deixem-me que vos diga que há já uns anos que a minha mulher e eu não passávamos o fim de um ano fora de casa, mas este ano para aceitar um convite especial dos nossos amigos José e Ilda Ávila e estar na companhia dos Sombras, terminámos o nosso jejum e estivémos presentes no PAC, aproveitando a oportunidade para estar na companhia de amigos. Valeu a pena e, por isso, ficámos muito satisfeitos com a decisão que tomámos. Para finalizar e voltando novamente aos Sombras, não sei qual o caminho a seguir no vosso futuro (?), mas devem sentir-se orgulhosos por tudo quanto fizeram pela música e, estou certo, que os vossos admiradores, como eu, estarão sempre convosco.

Memórias Judy Avila judyravila@gmail.com videos, microfilms, etc. Most of the collection is available to check out (with a California ID) for periods of two weeks, and books can be requested from anywhere in California through interlibrary loan services provided by a network of public or academic libraries throughout California.

You are invited to visit this library, at 1120 E. 14th Street in San Leandro, and discover a wealth of fascinating materials about the Portuguese immigrant experience. You can search for books online at: http://www.mypfsa.org/library-museum/ new-arrivals/#/ The library is open Monday through Friday, from 9:00 am to 4:30 pm. This was a really fun day, and I so appreciate my daughter-in-law for providing this delightful experience to make my birthday special. It didn’t need to come wrapped in fancy paper and ribbons or even a box. Some of our struggles are not necessary to find that “perfect gift.”


Desporto

15 de Janeiro de 2017

25

LIGA 2016-2017

Benfica continua invencível Ronaldo - o melhor da Europa

Getty Image Full winners at The Best FIFA Football Awards

in abola.pt

The Best FIFA Men’s Player: Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Portugal) The Best FIFA Women’s Player: Carli Lloyd (Houston Dash/United States) The Best FIFA Men’s Coach: Claudio Ranieri (Leicester) The Best FIFA Women’s Coach: Silvia Neid (Germany) FIFA Fair Play Award: Atlético Nacional (Colombia) FIFA Puskás Award (best goal): Mohd Faiz Subri (Penang) FIFA Fan Award: Liverpool and Dortmund supporter during their UEFA Europa League quarter-final

FIFA FIFPro World 11: Manuel Neuer (Bayern München/Germany); Dani Alves (Juventus/Brazil), Gerard Piqué (Barcelona/Spain), Sergio Ramos (Real Madrid/Spain), Marcelo (Real Madrid/Brazil); Toni Kroos (Real Madrid/Germany), Andrés Iniesta (Barcelona/Spain), Luka Modrić (Real Madrid/Croatia); Lionel Messi (Barcelona/Argentina), Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Portugal), Luis Suárez (Barcelona/ Uruguay). As well as making the World XI, former Sporting CP and Manchester United man Ronaldo also was selected in the UEFA.com Team of the Year, which was revealed last week, for a record 11th time.

The First and Only Restaurant with a Michelin Star in San José

Executive Chef, David Costa Pastry Chef, Jessica Carreira

Accepting Reservations for Dinner

1614 Alum Rock Ave. San José, CA 408.926.9075 | www.adegarest.com


26

Cultura

15 de Janeiro de 2017

PAGINA DE ARTES E LETRAS DO TRIBUNA PORTUGUESA

Apenas Duas Palavras Diniz Borges

O Nick, Harold Bloom e este small world, piccolo mondo

É

Onésimo Almeida mais uma estória de small world, piccolo mondo, mas com um preâmbulo a ameaçar ser longo e desligado do desenlace. A

os meses, no entanto não se nota nada, dá-lhe um ar todo tão normal – o Nick tem 25 anos - que não se imagina o que por trás vai de tribulações. Por um período de sete anos, alternou a sua vida entre a casa da família e vários

minha irmã Suzette pôs-me em contacto com um moço que tinha lido um artigo meu sobre Pessoa e gostaria de encontrar-se comigo, até porque pensava fazer pós-graduação na Brown. Uma troca de e-mails com o Nick revelou-o deveras interessante a ponto de eu achar que poderia convidá-lo para almoçarmos juntos. Foi hoje. Dei-lhe a escolher entre o Brown Faculty Club e a Tasquinha, em East Providence, ele optou de caras pelo restaurante português. Sentámo-nos a desenrolar duas horas e meia de conversa. Eu gostaria de ter gravado, de preferência em vídeo. Vai aqui um condensado. Descendente de bem antigos portugueses (açorianos e uma costela madeirense) pelos dois lados, nasceu e vive em Fall River, Massachusetts. Há injecções de franco-canadianos, de onde lhe veio o sobrenome “Belmore”, e não me lembro que mais, todavia sente-se todo português, embora não fale a língua muito bem. Foi aluno do Bristol Community College e só fez duas disciplinas de Português, uma com o José Francisco Costa. Desde cedo tem sido fartamente atribulada a sua história de saúde. Nasceu prematuro - dois meses antes do tempo - com complicações que os médicos foram procurando resolver de improviso, visto não figurarem em nenhum manual. O problema fundamental, gerador dos restantes, era um buraco grande no crânio deixando-lhe o cérebro exposto. Aos poucos conseguiRiley Silva, do Grupo de ram fechá-lo, mas sem hipóteses Merced de cobertura de cabelo, daí surgindo complexos, sobretudo na escola. Usa agora cabelo colado, que tem de ser substituído todos

hospitais, lutando com problemas do coração, sendo acometido de frequentes desmaios por falta de irrigação suficiente do cérebro. Para lutar contra a solidão e o medo, refugiou-se na leitura, que acabou por salvá-lo. Lá em casa, havia um Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas. Devorou-o e ficou definitivamente preso à literatura. Por mero acaso, um dia descobriu O Cânone Ocidental, de Harold Bloom, e fez dele o seu guia e conselheiro.

Pôs-se a ler tudo o que Bloom recomendava, tornando-se fã de uma plêiade díspare que inclui Dante (A Divina Comédia foi lida já quatro vezes), Shakespeare, Cervantes (Don Quijote foi, em sua opinião, o melhor romance que já leu, e põe em Segundo lugar As Memórias Póstumas de Brás de Cubas, de Machado de Assis), Milton (o seu grande poeta), Proust, Swift, Luis Cernuda, Celan, Hemingway, Pessoa, Kierkegaard, Nietzsche, Emerson. Ah! E os clássicos Lucrécio, Virgílio e Platão. Não é um name dropper, eu é que ia puxando por mais nomes do seu interesse. Mas o Nick tem uma fina memória e interjecta a propósito na conversa citações que guardou deste e daquele autor. Há cinco anos que os desmaios deixaram de o incomodar. No ano passado terminou o Bristol Community College (dois anos) e concorreu à Brown. Não foi aceite, todavia receberam-no em Tufts, nos arredores de Boston, uma excelente universidade. Está no terceiro ano de Literatura Comparada e vai aprender Latim e Grego. Porque tem melhorado muito as notas, quando terminar a licenciatura tenciona tentar Harvard, Yale, ou Brown para prosseguir estudos em Literatura Comparada. Tudo isto surgindo na nossa charla com enorme simplicidade e quase a pedir desculpa, porém

d.borges@comcast.net

Duas Palavras: Feliz 2017! A Maré Cheia entra no ano novo com um magnífico texto do Professor Doutor Onésimo Teotónio Almeida. Filósofo, professor catedrático da prestigiosa universidade Brown, escritor, exímio contador de histórias e um dos mais respeitados intelectuais da nossa diáspora. Já aqui falei. Por várias vezes de Onésimo Almeida, mas nunca me canso de sublinhar que a sua escrita, elegante e direta, bem-humorada e filosófica, profunda e profícua, tem sido para mim, e muitos leitores do Onésimo espalhados pelo mundo da língua portuguesa, uma lufada de ar fresco, um apelo à contemplação. Mais, a escrita de Onésimo Almeida provoca o que E. L. Doctorow um dia escreveu sobre a arte de escrever bem: a boa escrita deve provocar a sensação no leitor - nunca o facto de estar a chover, mas o sentimento de se sentir a chuva sobre os nossos rostos. A escrita do Onésimo, desperta, em cada leitor, esse estado. Quando se lê os textos criativos ou académicos do Onésimo, sentimo-nos como se fossemos parte da história, parte integrante da análise literária, filosófica, sociológica ou cultural. Nesta primeira edição de 2017 da Maré Cheia, Onésimo Almeida traz-nos ainda mais um texto lindíssimo, que é, simultaneamente, um hino de esperança para estes tempos atribulados de um ano novo que começa sombrio, com incertezas provocadas pelos populismos exagerados e incultos de uma eleição presidencial que trará consequências a este país e ao mundo. Daí que textos como o que hoje publicamos na Maré Cheia, histórias como esta que o Onésimo nos conta, são cada vez mais relevantes. As nossas ligações ao mundo das letras e das artes são cada vez mais essenciais. A sobrevivência de uma sociedade culta, mesmo que seja liderada por incultíssimos demagogos, é possível, desde que nos apeguemos à literatura, à história, aos princípios mais sagrados da nossa herança cultural e não tenhamos receio de nos expressarmos livremente, com o respeito e dignidade. Abraços e bom 2017 diniz com muito humor de permeio pois o Nick tem uma prodigiosa capacidade de imitar sotaques de emigrantes etno-americanos: russos, indianos, italianos, mexicanos, micaelenses… Mas vamos então ao small world, piccolo mondo. Durante décadas mostrei a Brown a visitantes portugueses, sobretudo nos anos em que em Portugal não se disfrutava de uma data de possibilidades do quotidiano universitário americano. Bibliotecas, por exemplo. Dava-me especial prazer adocicar a visita parando junto aos ficheiros bibliográficos e ir direitinho a uma velha ficha que eu achava deveras ternurenta. Rezava assim: RAPOZO, Victorino SANTA GENOVEVA – (lindíssima história em verso cantada pelo cantador dos Arrifes Victorino Rapoza [sic]). Fall River, M. Capeto, 1922. (Harris Collection) Cito de cor porque a letra e música colaram-se-me ao ouvido. Ora bem. Ao sondar a ascendência genealógica do Nick, revelou-me ele que um seu trisavô era poeta. Chamava-se… Victorino Rapozo. Caí de queixo. Não queria acreditar. Confesso: comovi-me mesmo. Ver-

dadinha. Small world, piccolo mondo. Regressado a casa, vim direitinho ao computador aceder ao catálogo da biblioteca da Brown. Hoje desapareceram as fichas de cartão, mas os seus conteúdos estão todos digitalizados. Em segundos, cheguei lá. Vai aqui a ligação (não fui corrigir a ficha que acima citei de cor): https://search.library.brown.edu/ catalog/b1751585 No seu e-mail de agradecimento, o Nick pergunta se podemos voltar a encontrar-nos durante as férias de Natal para continuarmos a conversa. Já adivinharam a minha resposta.


Opinião

15 de Janeiro de 2017

A Filosofia dos Chocolates

A

minha companheira de há mais de 42 anos, que já conhece de ginjeira todos os meus apetites, costuma comprar uns chocolatinhos muito gostosos. São o complemento perfeito para o meu jantar e têm uma particularidade engraçada: estão embrulhados numa prata colorida que traz impressa no interior uma frase “filosófica” que tem o condão de me estragar o jantar porque me faz pensar e usar a massa cinzenta quando ela quer é descanso. O chocolate de hoje diz : “Create Peace for Yourself”. Talvez possa traduzir como “mantem-te em paz contigo próprio” ou qualquer coisa assim no género. Eu não tenho muitos problemas de consciência, sei que fiz algumas asneiras durante a minha vida e ainda vou fazer muitas mais mas sempre com a certeza de nunca prejudicar ninguém. É que, realmente, a palavra-chave daquela frase é CREATE (Cria; Faz). A paz que podemos ter nas nossas vidas não cai do céu aos trambolhões. Há que fazer um pouco de esforço, alimenta-la e cultiva-la aos bocadinhos, como quem cuida de uma planta especial. Um famoso treinador de futebol dizia, depois de um jogo em que a sua equipa foi muito afortunada, que “A sorte requer muito trabalho”. Assim é também com a nossa vida. Um pouco de sorte dá muito jeito mas eu acho que vocês vão concordar com o dito treinador. É que precisamos estar preparados para a sorte, do mesmo modo que não devemos descurar os momentos ou situações de azar. De vez em quando aparecem nos jornais estórias de pessoas que tiveram a felicidade de ganhar milhões na lotaria e, de um momento para o outro, perdem tudo, esbanjam aquilo que, por pouco tempo, lhes trouxe alguma alegria. Seja por má cabeça, por tolices feitas ao desbarato ou seja porque se deixaram enganar por espertalhões sem escrúpulos, o dinheirinho desaparece e ficam com a vida mais cheia de problemas do que tinham antes. Não tiveram o discernimento para aproveitar o

27

"Crónicas de Hoje e de Sempre" João Bendito

joaobendito@yahoo.com maná que lhes encheu os bolsos e só lhes pôs o juízo a andar à roda. O reverso da medalha também acontece. Gente que penou os olhos da cara, que sofreu no corpo e no espírito os ardumes de doenças graves, de repente sentem-se curadas e prontas para enfrentar o dia a dia com renovadas forças e esperanças. São as leis da vida, quantas vezes imprevisíveis e espontâneas. Como dizia a frase na prata do chocolate, temos que ser nós próprios a dar-nos um empurrão nas nossas costas, comandar as pernas a saltarem mais alto e mais longe, instruir o desejo e a vontade para que não fiquem estagnados e inertes. Manter a paz interior será um passo dado para conseguir viver em harmonia com os outros. Esta vida são dois dias, não vale a pena

dos que já mereceram o meu perdão, não lhes tenho rancor. Desconfio até que quem não me conhece também gosta de mim. É verdade, não sei se será porque procuro manter um sorriso nos olhos ou porque cumprimento todos os que se cruzam no meu caminho, vejo que sou correspondido do mesmo modo. Já fui beneficiado com pequenos actos de simpatia que me deixaram estupefacto. A semana passada, ao atravessar uma das sete ou oito pontes que cruzam as baías na área de San Francisco, o senhor na cabine da portagem deu-me sinal para seguir porque a pessoa que passou à minha frente já tinha pago por mim. E na semana anterior aconteceu o mesmo! Claro que aproveitei a jogada e entreguei as minhas cinco dólares para pagar a portagem do automobilista

rávamos. De tratar das dores e de agradecer as benesses. De retribuir os favores de que fomos merecedores e dar uma ajuda a quem dela necessita. Com simplicidade, com clareza de espírito podemos ir criando e cimentando a PAZ que nos acompanhará no futuro. A viagem da nossa vida vai continuar, esperemos sem muitos solavancos, porque esta caminhada só fazemos uma vez. Oxalá a remessa de chocolates não falte aqui no meu armário, tenho que continuar a desembrulhar mais uns e saboreá-los com o mesmo gosto com que me sento por uns momentos a recordar e reviver o passado. Às vezes parece que tudo foi como que um sonho, uma visão. A minha companheira , que além de me comprar os famosos chocolates é uma leitora inveterada que devora livros a seguir a livros, veio mostrar-me uma citação que encontrou escrita por um poeta indiano que não me conhece de lado nenhum mas que ela acha que reflete aquilo que acabo de dizer: Look well to this day, for it is Life. In it’s brief course lies all the realities of existence. For Yesterday is but a memory And Tomorrow only a vision. Vive com plenitude o dia de Hoje, porque ele é a Vida. No seu rápido percurso está toda a realidade da existência. Porque Ontem já é só uma memória E Amanhã não é mais que uma visão.

andar às brigas e discussões por ninharias que não têm jeito nenhum e só trazem dissabores. Tenho prazer em dizer que não tenho inimigos. Pelo menos que eu saiba! Se há por ai alguém que não me possa ver nem pintado, pois que me diga, a ver se posso, quiçá, mudar de cor. Aqueles que, no passado, me fizeram algum mal, podem ficar descansa-

que me seguia. Pequenas ações de simpatia como estas podem ajudar a levantar o ânimo a alguém que esteja meio desanimado e pôr um sorriso na cara de algum tristonho. Só precisamos é habituar-nos a fazê-las. Mais um ano está a chegar ao fim. É tempo de fazer revisão, de examinar o que nos saiu bem e o que não correu como espe-

PS. Nem acredito na pratinha do chocolate que desembrulhei agora mesmo. Diz assim: “Give yourself a standing ovation!” Sem comentários...

Welcoming a New President Donald John Trump born June 14, 1946 is an American politician, businessman, and former television personality. He is the President-elect of the United States and is scheduled to take office as the 45th President on January 20, 2017. Born and raised in the Queens borough of New York City, the fourth of five children, Trump received a bachelor’s degree in economics from the Wharton School of the University of Pennsylvania in 1968. In 1971, he took charge of his family’s real estate and construction firm, Elizabeth Trump & Son, which was later renamed The Trump Organization. During his business career, Trump has built, renovated, and managed numerous office towers, hotels, casinos, and golf courses. He owned the Miss USA and Miss Universe pageants from 1996 to 2015, and has lent the use of his name in the branding of various products. From 2004 to 2015, he hosted The Apprentice, a reality television show on NBC. As of 2016, Forbes listed him as the 324th wealthiest person in the world (113th in the United States), with a net worth of $4.5 billion.

Trump sought the Reform Party’s presidential nomination in 2000, but withdrew before voting began. He considered running as a Republican for the 2012 election, but ultimately decided against it. In June 2015, he announced his candidacy for the 2016 election, and quickly emerged as the front-runner among 17 contenders in the Republican primaries. His final opponents suspended their campaigns in May 2016, and in July he was formally nominated at the Republican Convention along with Mike Pence as his running mate. His campaign received unprecedented media coverage and international attention. Many of his statements in interviews, on social media, and at campaign rallies were controversial or false. Numerous anti-Trump protests occurred during his campaign and after the election. Trump won the general election on November 8, 2016, in a surprise victory against Democratic rival Hillary Clinton. At age 70, he will become the oldest and wealthiest person to assume the presidency, the first without prior military or governmental service, and the fourth elected

with less than a plurality of the national popular vote. Trump’s platform emphasizes renegotiating U.S.– China relations and free trade agreements such as NAFTA and the Trans-Pacific Partnership, strongly enforcing immigration laws, and building a new wall along the U.S.–Mexico border. His other positions include pursuing energy independence while opposing climate change regulations such as the Clean Power Plan and the Paris Agreement, reforming veterans’ affairs, replacing the Affordable Care Act, abolishing Common Core education standards, investing in infrastructure, simplifying the Internal Revenue Code (tax code) while reducing taxes across the

board, and imposing tariffs on imports by companies offshoring jobs. He advocates a largely non-interventionist approach to foreign policy while increasing military spending, “extreme vetting” of Muslim immigrants to preempt domestic Islamic terrorism, and aggressive military action against ISIS. His positions have been described by scholars and commentators as populist, protectionist, and nationalist. In Wikipedia


28

Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017


15 de Janeiro de 2017

Melanie Oliveira

Tribuna tem o prazer de vos apresentar a nova Enfermeira no Doctosr Medical Center, em Modesto, depois de finalizar o seu Curso na CSU Stanislaus - California State University. Parabéns à Melanie. Talvez agora ela tenha mais tempo para cantar, o que sempre fez muito bem.

Vende-se Casa na Fajã do Ouvidor São Jorge 2 quartos de cama, 1 de banho, sala e cozinha. Pede-se 100 mil euros.

Por favor contactar Diniz Bettencourt

831-406-4515

Senhora procura Companheiro San José, CA

Senhora com 58 anos procura companheiro, não importando a idade.

Por favor contactar 408-816-4964

Comunidade/Patrocinadores

29


30

Comunidade

15 de Janeiro de 2017

Passagem do Ano

no PAC San José

Dançar ao som dos SOMBRAS é recuar no tempo cerca de 55 anos e recordar os grandes conjuntos desses tempos - Beatles, Rolling Stones e outros. Com o Portuguese Athletic Club muito bem decorado e depois de um esmerado jantar, começou o baile que levou ao centro do Salão muita gente que já não dançava há muito tempo. Depois, foi bonito ver-se pessoas amigas vindas do Canadá de próposito para estaram com o SOMBRAS. Assim se faz comunidade de amigos. Parabéns ao PAC por esta iniciativa de juntar os que ainda restam de um Conjunto que ficou famoso na nossa terra e depois além-fronteiras.

As herdeiras de Lourdes e Belmiro Rocha

Tony e Manuela Figueiredo

Rosie e Tony Moniz - Filomeno e Maria Jorge

Roberto Bettencourt e Valerie Marques

António e Celestina Resendes - Fernanda e Francisco Resendes

Madalena e Franklin de Oliveira

A comandar o lado oeste da Sala, Fernanda e Dino Pereira


Comunidade

15 de Janeiro de 2017

Francisco Resendes

Tony Figueiredo

Carlos Madureira

Carlos e Manuela Silveira, Presidentes do PAC

Roberto Bettencourt

31


32

Patrocinadores

15 de Janeiro de 2017


15th, January, 2017