Page 1

A MODA NO SÉCULO XX 30’ s

CONTEXTO HISTÓRICO A década de 30 inicia-se já sofrendo os impactos causados pela crise


financeira do fim da década de 20, a crise da quebra da bolsa de New York, em 1929, que deixou 4,8 milhões de pessoas desempregadas e sofrendo diretamente comas mudanças econômicas e financeiras que afetam o mundo. O Presidente Franklin Delano Roosevelde é eleito pelo partido democrático dos EUA, na Alemanha Hitler se torna Chanceler, e no Brasil temos Getúlio Vargas que põem fim ao governo de Washington Luiz e dá início a Revolução que o coloca no cargo de presidente da república. O cinema nessa década é um dos fatores mais influentes. Inspiraram muitas tendências de moda, não só vestuário, mas também a estética feminina e masculina. O perfil feminino deixa de ser pálida e ganha com o bronzeado juntamente com o ideal de magreza, que fica a evidencia devido à influência das atrizes famosas. Seus cabelos normalmente tendem a ser louros e um pouco mais compridos do que os usados na década de 20. Seus vestidos, mesmo coma crise, ganham glamour e luxo, com tecidos com cetim na noite e algodão de dia, geralmente acompanhados por bobero (o que virou “febre” na época) de renda e até mesmo de peles (principalmente nas noites de gala). A sensação fica com o vestido branco, que se tornou a peça mais desejada da época, que destacava os cabelos louros e a peles bronzeadas das moças. O uso de óculos escuros pelos atores e atrizes também se tornaram moda.

Os filmes sofreram uma mudança drástica passando a ser falado com ajuda das novas tecnologias sonoras, o que causou grande discussão entre artistas, nova Charlie Chaplim se torna um dos resistentes e continua a fazer cinema mudo se consagrando na produção de filmes como “Tempos Modernos”. Outros filmes famosos estrelaram nessa época como “King Kong, Tarzan e O Vento Levou”, assim como os também famosos filmes da atriz Greta Garbo, como a “Ana Christie” e “Anna Karenina”. No mundo das artes, Salvador Dali ganha destaque juntamente com Pablo Picasso que se expõem seu tão conhecido quadro “Guernica”, em 1937. Nessa década também notamos a presença de algumas inovações tecnológicas, como a criação da palmilha compensada, por Salvatore Ferragamo, dono de uma famosa marca de sapato italiano. A criação da baquelita, que não só foi usada em materiais domésticos como também, por ser um material barato e leve, foi usada para criação de bijuterias. Alguns designers, não só de moda ficaram muito famosos nessa época, como por exemplo: Alvar Palto, Marcel Brever, Mainbocher, Edith Head, Gilbert Adrian, Jean Michel Frank, André Arbos e Raymond Loewy. Outros, como Gabrielle Chanel, Madeleine Vionnet e Jeanne Lanvin, continuaram a fazer sucesso.


O mundo todo foi influenciado também pelas novas ideias de aerodinâmica e ergonomia, além da já destacada Art Déco. No final da década, o mundo já sofria com uma possível guerra com caráter mundial, que aconteceu em 1939 e mudou toda a moda e a forma de vida de todo mundo.

PRINCIPAIS MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Um dos principais movimentos artísticos que se estendeu na década de 30 foi o surrealismo. Surgiu através do constante interesse e estudo psicológico. Art Déco foi um movimento popular internacional de design de 1925 até 1939, que afetou as arts decorativas, a arquitetura, design de interiores e desenho industrial, assim como as artes visuais, a moda, a pintura, as artes gráficas e cinema. Este movimento foi, de certa forma, uma mistura de vários estilos (ecletismo). A sua popularidade na Europa foi durante os picos dos loucos anos 20 e continuou fortemente nos Estados Unidos atavés da década de 1930. Embora muitos movimentos de design tivessem raízes em intenções filosóficas ou política, a Art Dèco foi meramente decorativa. Na altura, este foi visto como estilo elegante, funcional e ultramoderno.

Representa a adaptação pela sociedade em geral dos princípios do cubismo. Edifícios, esculturas, joias, luminárias e móveis são geometrizados. Sem abrir mão do requinte, os objetos têm decoração moderna, mesmo quando feitos com bases simples, como concreto armado e compensado de madeira, ganham ornamentos de bronze, mármore, prata, marfim e outros materiais nobres. Outro importante movimento artístico eu se estendeu da década de 30 foi o surrealismo. Surgiu nos anos 20 e 30. Iniciou-se na Europa e Estados Unidos. Primeiro começou como um movimento literário por André Broton, e da análise dos sonhos freudiana. O automatismo (maneira de criar sem o controle consciente) era usado para despertar o imaginário inconsciente. Este movimento artístico surge todas as vezes que a imaginação se manisfesta livremente, sem o freio do espírito crítico, o eu vale é o impulso psíquico. Os surrealistas deixam o mundo real para penetrarem no


irreal, pois a emoção mais profunda do ser tem todas as possibilidades de se expressar apenas com a aproximação do fantástico, no ponto onde a razão humana perde o controle. Salvador Dali e René Magritte criaram as mais reconhecidas obras pictórias do movimento. Dali entrou para o grupo em 1929, e participou do rápido estabelecimento do estilo visual entre 1930 e 1935. Surrealismo como movimento visual tinha encontrado um método. Expor a verdade psicológica ao despir objetos ordinários de sua significância normal, a fim de criar uma imagem que ia além da organização formal ordinária. Em 1932 vários pintores Surrealistas produziram obras que foram marcos da evolução estética do movimento. Uma das paisagens surrealista deste mesmo ano é Palais Promontoire, de Tanguy, com formas líquidas. Formas como estas se tornaram a marca registrada de Dali, particularmente com sua obra “A Persistência da Memória”, na qual relógios de bolsa derretem. Uma estilista (designer de moda) muito famosa, chamada Elsa Schiaparelli, uma italiana que, juntamente com Salvador Dali, faz criações inspirada em formas e imagens surreais. Ela é a responsável pela criação de uma cor muito usada até hoje, o rosa choque, cujo nome foi tirado de um perfume, também de sua criação, chamado Shocking. É de sua autoria também um chapéu em forma de sapato, uma bolsa em forma de telefone com alça de lagosta, e um vestido elegante estampado com uma lagosta.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS E INSPIRAÇÕES NA MODA

Redescobriram as formas do corpo da mulher através de uma elegância refinada, sem grandes ousadias. A mulher dessa época devia ser magra, bronzeada e esportiva, o modelo de beleza da atriz Greta Garbo. Seu visual sofisticado, com sobrancelhas e pálpebras marcadas com lápis e pó de arroz bem claro, foi também muito imitado pelas mulheres. Aliás, o cinema foi o grande referencial de disseminação dos novos costumes. Hollywood, através de suas estrelas, como Katharine Hepburn e Marlene Dietrich, e de estilistas como Edith Head e Gilbert Adrian, influenciaram milhares de pessoas. As saias ficaram longas e os cabelos começaram a crescer. Os vestidos eram justos e retos. Em tempos de crise, tecidos mais baratos passaram a ser usados em vestidos de noite, como o algodão e a casimira. O corte enviesado e os decotes profundos nas costas dos vestido de noite marcaram os anos 30, que elegeram as costas femininas como o novo foco de atenção. Assim como o corpo feminino voltou a ser valorizado, os seios também voltaram a ter forma. A mulher então recorreu ao sutiã e a um tipo de cinta ou espartilho flexível. As formas eram marcadas, porem naturais.


Seguindo a linha clássica, tudo o que era simples e harmonioso passou a ser valorizado, sempre de forma natural. Um acessório que se tornou moda nos anos 30 foram os óculos escuros. Eles eram muito usados pelos astros do cinema e da musica. Em 1935, um dos principais criadores de sapatos, o italiano Salvatore Ferragamo, lançou sua marca, que viria se transformar em um dos impérios do luxo italiano. Sua principal invenção foi a palmilha compensada. Gabrielle Chanel continuava sendo sucesso, assim como Madeleine Vionnet e Jeanne Lanvin. A surpreendente italiana Elsa Schiaparelli iniciou uma série de ousadias em suas criações, inspiradas no surrealismo. Outro destaque é Mainbocher, o primeiro estilista americano a fazer sucesso em Paris. Seus modelos, em geral, eram sérios e elegantes, inspirados no corte enviesado de Vionnet. Os móveis de Jean-Michel Frank e André Arbus traduziam esse neoclassicismo, o auge do gosto pela vida e sua arte. Além disso, o estilo Art-Déco e a aerodinâmica Norte-Americana dominaram a década de 30. O surgimento de novos materiais como a baguelita, uma espécie de plástico maleável, aliada ao novo conceito de modernidade, relacionada à aerodinâmica, fez surgir um novo design, aplicado a vários objetos e eletrodomésticos. A baguelita também foi usada amplamente para a fabricação de joias leves, inspiradas em temas do momento. Raymond Loewy foi um dos designers mais bem-sucedidos dos Estados Unidos. Ele foi responsável pela remodelagem de diversos produtos, como a embalagem dos cigarros Lucky Strike e o logotipo da Shell. No final dos anos 30 com a aproximação da Segunda Guerra Mundial, que estourou na Europa em 1939, as roupas já apresentavam uma linha militar, assim vcomo algumas peças já se preparavam para dias difíceis, como as saias, que já vinham com uma abertura lateral, para facilitar o uso de bicicletas.

a

Muitos estilistas fecharam suas maisons ou se mudaram da França para outros países. A guerra viria transformar forma de se vestir e o comportamento de uma época.

ESTILO DE VIDA


Com os impactos históricos mundiais da época seus estilos de vidas foram adaptando ao meio em velocidade acelerada. Como o Partido Democrático, Franklin Delano Roosevelt foi eleito nos Estados Unidos já no Brasil, Getúlio Vargas, que dá início a uma revolução. Na Alemanha, Hitler é eleito Chanceler. Há uma evolução muito grande no cinema, assim tornando um ícone de referência para década, tanto na moda como no cotidiano das pessoas, foram introduzidos no dia a dia muitas manias e costumes vindos de personagens do cinema. A grande atração da época, o maior centro de produção de filmes mudos. Cômicos ou dramáticos, de terror ou de aventuras, o cinema proporciona aos seus espectadores hora de intensas emoções, de fantasias e ilusões românticas. As pessoas voltam a valorizar o campo, as praias e o esporte, o que traz inúmeras mudanças na vida das pessoas. Além da pele bronzeada da praia, os maiôs, predominantemente com decotes generosos, saída das praias influenciou os vestidos de festas, colocando as costas em destaque, juntamente através desses decotes. Acreditasse que graças a pratica de andar de bicicleta, foi criado uma peça mais confortável e propícia para sua pratica, muito conhecida hoje em dia: o short. Após uma década de euforia, a alegria dos “ anos loucos” chegou ao fim com a crise de 1929. Os períodos de crises não são caracterizados por ousadias na forma de se vestir. Diferentemente dos anos 20, que havia destruído as formas femininas, os anos 30 redescobriram as formas do corpo da mulher através de uma elegância refinada, sem grandes ousadias.


ceci  

trab sfsfsfsfsfsf

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you