Page 1

EDIÇÃO 84 | R$ 14,95

0 0 0 8 4> 9 771807 924004

PowerPoint Multimídia Como editar fotos e vídeos sem sair do programa

2010

Slide mestre Modifique ou crie layouts personalizados para seus trabalhos

TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA SE SAIR BEM NA HORA DE CRIAR APRESENTAÇÕES E PALESTRAS

Efeitos

Animações de primeira para movimentar slides mo

Transmissão T Faça vídeos ou comande o show pela web

NARRAÇÃO | CONVERSORES | PROJETORES capa_Dicas84-2.indd 3

03.12.10 17:31:13


conteúdo

POWERPOINT RECURSOS

08

O que há de novo

PRIMEIROS PASSOS

12 16

Tudo nas faixas Apresentação do zero

PERSONALIZAÇÃO

20 23 25

Faixas personalizáveis O PowerPoint do seu jeito Ajuste o slide mestre

GRÁFICOS

28

Números em gráficos

TABELAS

30

Conteúdo dinâmico

VÍDEOS

ANIMACÕES E TRANSICÕES

34 35

FOTOGRAFIA

56 60 61 62

40

IMPRESSÃO

45

Filme direto da web Passe apenas um trecho

Mais do que inserir imagens Reúna todas as fotos

64

Com muito movimento Geometria animada O diagrama vai girar Seis objetos viram um

Evite o desperdício

ÁUDIO

DISTRIBUIÇÃO

50 53

66 67

Aperte o play Microfone na mão

Sai um folhetinho Apresentação vira vídeo

69 71

Direto no DVD player Vai tudo para o CD

CONVERSORES

73

De PPT para Flash

HARDWARE

74 77 80

Projetores prontos para o show Notebooks para qualquer tarefa Tropa de elite de portáteis

4 I DI C AS IN FO

Conteudo.indd 4

07.12.10 01:00:21


recado da redação

PREPARE O POWERPOINT! Q

uando surgiram, os geradores de apresentações ficavam restritos ao ambiente dos escritórios. A ideia era oferecer uma ferramenta para apoiar e tornar mais atraentes e elucidativas as palestras, demonstrações financeiras, exposições de novos projetos ou produtos e uma série de outras rotinas comerciais. Mas não tardou muito para que os programas saíssem dos escritórios e invadissem outros domínios. Hoje, professores usam apresentações em seus cursos e alunos a exploram em seminários — sem contar a infinidade de pessoas que usa o recurso para enviar sequências de mensagens ou fotos que lotam nossa caixa de correspondência. Já reparou no formato dessas apresentações? Em quase 100% dos casos são arquivos .ppt ou .pptx (.pps ou .ppsx) gerados pelo PowerPoint. Assim como editor de textos lembra imediatamente o Word e a simples menção de planilha remete ao Excel, o PowerPoint virou sinônimo de apresentação. A preferência pelo programa da Microsoft é justificável. O PowerPoint supera com larga vantagem qualquer outro software do gênero. Na edição 2010 ele ficou ainda melhor. Os recursos novos não são muitos, mas tornam ainda mais prático e produtivo o dia a dia de quem vive às voltas com palestras, treinamentos e conferências. Aprenda com o Dicas INFO PowerPoint 2010 a explorar as estreias e usar melhor os velhos recursos.

MARIA ISABEL MOREIRA EDITORA DA DICAS INFO

6

I DI C AS I N FO

Recado2.indd 6

DICAS INFO Uma publicação mensal da Editora Abril Para contatar a redação: contateinfo@abril.com.br Para assinar a Dicas INFO: (11) 3347-2121 — Grande São Paulo 0800-701-2828 — Demais localidades abril.assinaturas@abril.com.br

NOTAS 10,0

IMPECÁVEL

9,0 a 9,9

ÓTIMO

8,0 a 8,9

MUITO BOM

7,0 a 7,9

BOM

6,0 a 6,9

MÉDIO

5,0 a 5,9

REGULAR

4,0 a 4,9

FRACO

3,0 a 3,9

MUITO FRACO

2,0 a 2,9

RUIM

1,0 a 1,9

BOMBA

0,0 a 0,9

LIXO

Veja os critérios de avaliação da INFO em detalhes na web em www.info.abril.com.br/ sobre/infolab.shl. A lista das lojas onde os produtos testados podem ser encontrados está em www.info.abril.com.br/ arquivo/onde.shl.

© FOTO MARCELO KURA

07.12.10 01:00:53


VICTOR CIVITA (1907-1990) Editor: Roberto Civita Presidente Executivo: Jairo Mendes Leal Conselho Editorial: Roberto Civita (Presidente), Thomaz Souto Corrêa (Vice-Presidente), Giancarlo Civita, Jairo Mendes Leal, José Roberto Guzzo, Victor Civita Diretor de Assinaturas: Fernando Costa Diretora Digital: Manoel Lemos Diretor Financeiro e Administrativo: Fábio d’Ávila Carvalho Diretora-Geral de Publicidade: Thais Chede Soares Diretor-Geral de Publicidade Adjunto: Rogerio Gabriel Comprido Diretor de Serviços Editoriais: Alfredo Ogawa Fundador:

Diretor Superintendente:

Alexandre Caldini

Diretora de Redação: Débora Fortes Redator-chefe: Maurício Grego Editor Sênior: Carlos Machado Editores: Airton Lopes, Juliano Barreto, Kátia Arima, Maria Isabel Moreira, Maurício Moraes e Renata Leal Estagiária: Felipe Maia e Priscila Jordão Diretor de Arte: Jefferson Barbato Designers: Catia Herreiro, Maurício Medeiros e Wagner Rodrigues Colaboradores da edição: Vinicius Ferreira (editor de arte), Eric Costa, (texto) e Ulysses Borges de Lima (revisão) INFOlab: Luiz Cruz (engenheiro-chefe do INFOlab), Lucas Martinez e Rafael Augusto Kaio e Ricardo Sudário (estagiários) Gestor de Comunidades: Virgilio Sousa INFO Online Editor: Felipe Zmoginski Editor-assistente: Fabiano Candido e Repórteres: Marco Aurélio Zanni, Paula Rothman, Rogério Jovaneli e Vinicius Aguiari Arquiteto de Solução: Daniel Avizu Desenvolvedores Web: Maurício Pilão, Silvio Donegá e Thiago Schiefer Produtor Multimídia: Cadu Silva Estagiário Caio Melzer de Oliveira www.info.abril.com.br

SERVIÇOS EDITORIAIS Apoio Editorial: Carlos Grassetti (Arte), Luiz Iria (Infografia) Dedoc e Abril Press: Grace de Souza Treinamento Editorial: Edward Pimenta PUBLICIDADE CENTRALIZADA Diretores: Marcos Peregrina Gomez, Mariane Ortiz, Robson Monte, Sandra Sampaio Executivos de Negócio: Ana Paula Moreno, Ana Paula Teixeira, Ana Paula Viegas, Caio Souza, Camila Folhas, Carla Andrade, Cidinha Castro, Claudia Galdino, Cleide Gomes, Daniela

Serafim, Eliane Pinho, Emiliano Hansenn, Fabio Santos, Jary Guimarães, Juliana Vicedomini, Karine Thomaz, Marcello Almeida, Marcelo Cavalheiro, Marcio Bezerra, Maria Lucia Strotbek, Marcus Vinicius, Nilo Bastos, Regina Maurano, Renata Mioli, Rodrigo Toledo, Selma Costa, Susana Vieira, Tati Mendes, Virginia Any PUBLICIDADE DIGITAL Diretores: André Almeida Gerente: Luciana Almeida Executivos de Negócio: Alexandra Mendonça, André Bartolai, André Machado, Bruno Fabrin Guerra, Camila Barcelos, Carlos Sampaio, Daniela Alexandra Batistela, Elaine Collaço,

Fabíola Granja, Guilherme Bruno de Luca, Guilherme Oliveira, Herbert Fernandes, Laura Assis, Luciana Menezes, Rafael de Camargo Moreira, Renata Carvalho, Renata Simões, Rodrigo Scolaro, Veronica Souza PUBLICIDADE REGIONAL Diretor de Publicidade Rio de Janeiro: Alex Foronda, Paulo Renato Simões Gerentes: Andrea Veiga, Cristiano Rygaard , Edson Melo, Francisco Barbeiro Neto,

Ivan Rizental, João Paulo Pizarro, Ricardo Mariani, Sonia Paula, Vania Passolongo Executivos de Negócios: Adriano Freire, Ailze Cunha, Beatriz Ottino, Caroline Platilha, Celia Pyramo, Clea Chies, Daniel Empinotti, Gabriel Souto, Henri Marques, Ítalo Raimundo, José Castilho, Jose Rocha, Josi Lopes, Juliana Erthal, Leda Costa, Luciene Lima, Maribel Fank, Paola Dornelles, Ricardo Menin, Samara Sampaio de O. Reijnders CLASSIFICADOS Gerente: Angelica Hamar Coordenador: Willians Gomes

PUBLICIDADE NÚCLEO TECNOLOGIA Diretora: Ivanilda Gadioli Executivos de Negócio: André Cecci, Andrea Balsi, Débora Manzano, Edvaldo Silva, Fábio Fernandes, Fernando Rodrigues, Jussara Dimes Costa, Karina Martins, Léa Moreira, Sergio Dantas Coordenadora: Christina Pessoa (RJ)

DESENVOLVIMENTO COMERCIAL Diretor: Jacques Baisi Ricardo PLANEJAMENTO, CONTROLE E OPERAÇÕES Gerente: Victor Zockun Consultor: Silvio Rosa Processos: Agnaldo Gama, Clélio Antonio, Valdir Bertholin, Wagner Cardoso MARKETING E CIRCULAÇÃO Diretor de Marketing: Ricardo Packness de Almeida Gerente de Publicaçoes: Ilona Moysés Analista de Marketing: Rafael Abicair Projetos Especiais: Patrícia Grosso, Edison Diniz Gerente de Eventos: Shirley Nakasone Coordenadoras de Eventos: Bruna Fadini e Rafael Marques Gerente de Circulação - Avulsas: Carmen Lúcia de Sá Gerente de Circulação - Assinaturas: Viviane Ahrens ASSINATURAS Operações de Atendimento ao Consumidor: Malvina Galatovic Recursos Humanos Diretora: Claudia Ribeiro Consultora: Marizete Ambran Redação e Correspondência: Av. das Nações Unidas, 7221, 2º andar, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP 05425-902, tel. (11) 3037-2000 Publicidade São Paulo e informações sobre representantes de publicidade no Brasil e no Exterior: www.publiabril.com.br

PUBLICAÇÕES DA EDITORA ABRIL: Alfa, Almanaque Abril, Ana Maria, Arquitetura & Construção, Aventuras na História, Boa Forma, Bons Fluidos, Bravo!, Capricho, Casa Claudia, Claudia, Contigo!, Delícias da Calu, Dicas Info, Publicações Disney, Elle, Estilo, Exame, Exame PME, Gloss, Guia do Estudante, Guias Quatro Rodas, Info, Lola, Loveteen, Manequim, Máxima, Men’s Health, Minha Casa, Minha Novela, Mundo Estranho, National Geographic, Nova, Placar, Playboy, Quatro Rodas, Recreio, Revista A, Runner’s World, Saúde!, Sou Mais Eu!, Superinteressante, Tititi, Veja, Veja Rio, Veja São Paulo, Vejas Regionais, Viagem e Turismo, Vida Simples, Vip, Viva! Mais, Você S/A, Women’s Health Fundação Victor Civita: Gestão Escolar, Nova Escola INTERNATIONAL ADVERTISING SALES REPRESENTATIVES Coordinator for International Advertising: Global Advertising, Inc., 218 Olive Hill Lane, Woodside, California 94062. UNITED STATES: CMP Worldwide Media Networks, 2800 Campus Drive, San Mateo, California 94403, tel. (650) 513-4200, fax (650) 513-4482. EUROPE: HZI International, Africa House, 64-78 Kingsway, London WC2B 6AH, tel. (20) 7242-6346, fax (20) 7404-4376. JAPAN: IMI Corporation, Matsuoka Bldg. 303, 18-25, Naka 1- chome, Kunitachi, Tokyo 186-0004, tel. (03) 3225-6866, fax (03) 3225-6877. TAIWAN: Lewis Int’l Media Services Co. Ltd., Floor 11-14 no 46, Sec 2, Tun Hua South Road, Taipei, tel. (02) 707-5519, fax (02) 709-8348 DICAS INFO POWERPOINT 2010, edição 84, (ISSN 18079245) é uma publicação da Editora Abril S.A. Distribuída em todo o país pela Dinap S.A. Distribuidora Nacional de Publicações, São Paulo

IMPRESSA NA DIVISÃO GRÁFICA DA EDITORA ABRIL S.A.

Av. Otaviano Alves de Lima, 4400, Freguesia do Ó, CEP 02909-900, São Paulo, SP

Presidente do Conselho de Administração: Roberto Civita Presidente Executivo: Giancarlo Civita Vice-Presidentes: Arnaldo Tibyriçá, Douglas Duran, Marcio Ogliara, Sidnei Basile www.abril.com.br

Expediente-84.indd 07

07.12.10 01:01:57


recursos I novidades

O QUE HÁ DE NOVO

Dos retoques na interface às novas opções de personalização e edição, conheça uma lista das estreias no PowerPoint 2010 POR MARIA ISABEL MOREIRA

Q

uem cohnece o PowerPoint 2007 não vai encontrar nenhuma dificuldade ao usar a versão 2010. O visual do programa mudou um pouco, mas mantém basicamente a mesma estrutura, e os recursos disponíveis em ambas as ver-

sões são praticamente os mesmos. Mas isso não significa que o PowerPoint não evoluiu. A nova edição reúne algumas novas características interessantes, principalmente para quem elabora apresentações mais sofisticadas. Conheça os principais destaques.

A VOLTA DO ARQUIVO No lugar do Botão do Office da versão 2007, surge a guia Arquivos bem mais intuitiva para usuários de versões mais antigas do PowerPoint ou de outros programas para Windows. A guia reúne opções para salvar, abrir, fechar, criar nova apresentação e usar as várias opções de envio, além de oferecer acesso à lista de arquivos recentes e às opções de configuração do programa.

NOVA GUIA TRANSIÇÃO Ficou ainda mais fácil acessar os recursos para a aplicação de efeitos de transição entre slides com a inclusão da nova guia e faixa de opções Transições. O PowerPoint 2010 também oferece um conjunto de transições com efeito 3D e conteúdo dinâmico. É possível, por exemplo, criar ondulações no conteúdo ou simular o efeito de um cubo girando.

ORGANIZE EM SEÇÕES Perdido em meio a tantos slides? Com a versão 2010 é possível organizar os slides em seções. Essas seções podem ser nomeadas para facilitar o trabalho. Em uma atividade em grupo, por exemplo, pode-se atribuir o nome de um colaborador a uma seção para que a revise. As seções do PowerPoint podem facilmente ser movidas para cima e para baixo, renomeadas e excluídas.

8

I DI C AS IN FO

novidades-Mat04.indd 8-9

FAIXAS CUSTOMIZÁVEIS Um dos pontos negativos dos programas do pacote Office 2007 era a falta de opções de personalização. Na versão 2010, a Microsoft atendeu aos anseios dos usuários ao oferecer a possibilidade de customização das faixas de opções. É possível criar novas guias e grupos para inserir os comandos desejados.

ÁREA DE TRABALHO MAIOR A presença de um pequeno botão na barra de guias deixa a um clique a opção de minimizar ou expandir a faixa de opções. É um recurso prático quando se deseja ganhar espaço de trabalho para visualizar melhor o conteúdo que está em exibição. Ao lado fica o botão de Ajuda do programa

MESMO STATUS A barra de status não mudou. Ela continua permitindo a seleção dos modos de exibição da apresentação com um clique, além de colocar ao alcance os recursos de zoom. Essa barra também traz uma série de outras informações. Para deixar de exibir algumas delas, basta clicar com o botão direito do mouse e desmarcar o item indesejado.

DIC A S INFO I

9

07.12.10 00:09:04


recursos I novidades

O QUE HÁ DE NOVO

Dos retoques na interface às novas opções de personalização e edição, conheça uma lista das estreias no PowerPoint 2010 POR MARIA ISABEL MOREIRA

Q

uem cohnece o PowerPoint 2007 não vai encontrar nenhuma dificuldade ao usar a versão 2010. O visual do programa mudou um pouco, mas mantém basicamente a mesma estrutura, e os recursos disponíveis em ambas as ver-

sões são praticamente os mesmos. Mas isso não significa que o PowerPoint não evoluiu. A nova edição reúne algumas novas características interessantes, principalmente para quem elabora apresentações mais sofisticadas. Conheça os principais destaques.

A VOLTA DO ARQUIVO No lugar do Botão do Office da versão 2007, surge a guia Arquivos bem mais intuitiva para usuários de versões mais antigas do PowerPoint ou de outros programas para Windows. A guia reúne opções para salvar, abrir, fechar, criar nova apresentação e usar as várias opções de envio, além de oferecer acesso à lista de arquivos recentes e às opções de configuração do programa.

NOVA GUIA TRANSIÇÃO Ficou ainda mais fácil acessar os recursos para a aplicação de efeitos de transição entre slides com a inclusão da nova guia e faixa de opções Transições. O PowerPoint 2010 também oferece um conjunto de transições com efeito 3D e conteúdo dinâmico. É possível, por exemplo, criar ondulações no conteúdo ou simular o efeito de um cubo girando.

ORGANIZE EM SEÇÕES Perdido em meio a tantos slides? Com a versão 2010 é possível organizar os slides em seções. Essas seções podem ser nomeadas para facilitar o trabalho. Em uma atividade em grupo, por exemplo, pode-se atribuir o nome de um colaborador a uma seção para que a revise. As seções do PowerPoint podem facilmente ser movidas para cima e para baixo, renomeadas e excluídas.

8

I DI C AS IN FO

novidades-Mat04.indd 8-9

FAIXAS CUSTOMIZÁVEIS Um dos pontos negativos dos programas do pacote Office 2007 era a falta de opções de personalização. Na versão 2010, a Microsoft atendeu aos anseios dos usuários ao oferecer a possibilidade de customização das faixas de opções. É possível criar novas guias e grupos para inserir os comandos desejados.

ÁREA DE TRABALHO MAIOR A presença de um pequeno botão na barra de guias deixa a um clique a opção de minimizar ou expandir a faixa de opções. É um recurso prático quando se deseja ganhar espaço de trabalho para visualizar melhor o conteúdo que está em exibição. Ao lado fica o botão de Ajuda do programa

MESMO STATUS A barra de status não mudou. Ela continua permitindo a seleção dos modos de exibição da apresentação com um clique, além de colocar ao alcance os recursos de zoom. Essa barra também traz uma série de outras informações. Para deixar de exibir algumas delas, basta clicar com o botão direito do mouse e desmarcar o item indesejado.

DIC A S INFO I

9

07.12.10 00:09:04


VÍDEOS, TELAS E EQUAÇÕES Aparentemente, a guia Inserir mudou pouco. Mas há três novidades dignas de menção. Uma delas é a opção Instantâneo, no grupo Imagens. Com ela, é possível inserir facilmente telas capturadas às apresentações. Essa guia também guarda uma opção para a inserção de equações matemáticas (os outros programas do Office tinham ganho esse recurso na versão 2007). No grupo Mídia, a novidade é a possibilidade de inserção de vídeos da internet nos slides.

MAIS MULTIMÍDIA Além de permitir a incorporação de vídeos disponíveis na web com o simples fornecimento de sua URL, o PowerPoint agora aceita um leque maior de formatos de vídeo, incluindo QuickTime, MP4, Flash e Windows Media. Os vídeos disponíveis no computador também podem ser editados diretamente no programa de apresentações. É possível selecionar um trecho, ajustar brilho e contraste ou ainda inserir bookmarks que permitem ir diretamente a um determinado ponto da gravação.

DE PPTX A VÍDEO Muitos usuários do PowerPoint costumam transformar as apresentações em vídeo. Para fazer isso, sempre tiveram de recorrer a programas especializados em conversão. Na versão 2010, um recurso transforma as apresentações em vídeos em pouquíssimos cliques. Assim, os trabalhos podem ser executados em qualquer computador ou dispositivo com player de vídeo compatível com esse formato.

TRATE AS IMAGENS O PowerPoint também dispensa o uso de outros programas na hora de dar um tratamento nas imagens. Desde a versão 2007, é possível corrigir brilho, contraste e nitidez, alterar cor, girar e fazer cortes. Na edição 2010, o tratamento de imagens vai mais além. Uma das novidades é a presença de filtros para aplicação de efeitos artísticos. É possível, por exemplo, transformar uma foto num desenho a lápis ou conferir a ela um efeito desfocado. Outro recurso muito útil é a ferramenta para remoção de plano de fundo. Ela faz todo o trabalho automaticamente, mas permite a inclusão ou exclusão de áreas de remoção.

10 I DI C AS I N FO

novidades-Mat04.indd 10

07.12.10 00:09:20


VEJA ANTES DE COLAR Com o Office 2007, a Microsoft estreou um recurso interessante, que é a exibição de mudanças de formatação no documento antes de sua aplicação. Na versão 2010, a empresa estendeu esse recurso também à colagem de elementos copiados para a área de transferência. Para usá-lo, em vez de acionar Ctrl + V para colar, é preciso usar as opções do botão Colar que está na guia Página Inicial.

Exporte as configurações

É MAIS FÁCIL COLABORAR Quando a apresentação é feita por uma equipe, é importante contar com recursos para acompanhar as revisões. Na versão 2010, o PowerPoint inclui a opção de comparação de apresentações. É possível ver quem fez cada alteração, aceitar ou rejeitar todas as mudanças de uma única vez ou analisar cada alteração individualmente.

O PowerPoint 2010 não somente oferece mais possibilidades de personalização da interface como também permite a exportação e a importação de configurações pessoais. Assim, você não precisa perder tempo ajustando a instalação do PowerPoint em casa se já configurou a versão no computador do escritório. Empresas, por sua vez, podem ganhar agilidade ao aplicar os mesmos ajustes de interface a vários computadores.

TRANSMISSÕES PELA WEB Não é necessário reunir as pessoas em um auditório para passar o recado — nem enviar a apresentação por e-mail ou CD. A nova versão inclui um recurso de transmissão de apresentações pela web. Você precisa apenas ter uma conta Windows Live para obter a URL da transmissão. Todo mundo que acessar o endereço pode acompanhar a apresentação de qualquer computador conectado à web, em qualquer parte do mundo.

D I C AS I NFO I 11

novidades-Mat04.indd 11

07.12.10 00:09:27


primeiros passos I interface

TUDO ESTÁ NAS FAIXAS Conheça os recursos reunidos em cada faixa de opções do PowerPoint 2010 POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

D

esde a versão 2007, as principais ferramentas do pacote Office não têm mais a estrutura de menus e barras de ferramentas. Em seu lugar, estão as guias e as faixas de opções. Quando se clica numa guia, aparece

a faixa de opções correspondente. As faixas de opção, por sua vez, são divididas em grupo de comandos, relacionados a tarefas específicas. Vamos ver onde estão localizados cada um dos recursos mais importantes.

ACESSO INSTANTÂNEO Reparou que à esquerda na barra de títulos aparecem alguns botões? É a Barra de Ferramentas de Acesso Rápido. Por padrão, ela vem configurada para exibir apenas os botões para salvar, retroceder ou avançar, mas pode ser configurada para incluir os comandos que você mais necessita. Clique na seta ao lado. Você pode selecionar uma das opções de comando que aparecem no menu ou em Mais Comandos para ser encaminhado à caixa de diálogo de personalização dessa barra.

12 I DI C AS IN FO

interface-Mat05.indd 12-13

FAIXAS CONTEXTUAIS Nem todos os recursos da faixa ficam à mostra. Quando selecionamos um título, por exemplo, ativam-se os comandos relativos a texto. A guia Formatar, que não estava visível, aparece, oferecendo ferramentas de desenho. Observe os paineis de estilo. Não é preciso clicar neles para ter uma visão prévia. Com o título selecionado, basta passar o ponteiro do mouse sobre o estilo para ver como ficará. Avalie outros estilos, acionando o botão Mais. Clique no estilo escolhido, para aplicá-lo, e fora do slide, para as guias voltarem ao normal.

PARA USUÁRIOS AVANÇADOS

NOVOS ELEMENTOS NO SLIDE A guia Inserir traz comandos para incluir itens externos na apresentação. Podemos inserir tabelas, imagens, ilustrações, links, texto, símbolos e mídia. Experimente, por exemplo, inserir uma imagem, clicando no ícone correspondente do grupo Imagens. Na caixa de diálogo Inserir Imagem, escolha uma e clique em Inserir. Note que a guia Formatar torna-se ativa, desta vez oferecendo ferramentas de edição de imagem. O painel de estilos de imagem funciona da mesma forma que os de texto: passe o ponteiro do mouse sobre o estilo para ver como ficará quando aplicado.

A guia Desenvolvedor não aparece por padrão no PowerPoint nem nos outros aplicativos do Office. É necessário habilitá-la para ter a faixa de opções correspondente à vista. Para fazer isso no PowerPoint 2010, abra a guia Arquivo, selecione Opções e, depois, Personalizar a Faixa de Opções. Na coluna da direita, marque a Desenvolvedor e clique em OK para concluir.

DEFINIÇÕES DA PÁGINA NA HORA DE FORMATAR A guia Página Inicial reúne os principais itens de formatação. Os comandos estão agrupados em Área de Transferência, Slides, Fonte, Parágrafo, Desenho e Edição. Alguns dos comandos dessa faixa de opções estão disponíveis no menu de contexto que aparece quando se clica com o botão direito do mouse sobre um elemento de texto. A maioria dos grupos não exibe todas as ferramentas disponíveis. Quando isso acontece, basta clicar na pequena seta situada no canto inferior direito do grupo para abrir a caixa de diálogos correspondente. Outros comandos também são acompanhados de uma pequena seta. Quando isso acontece, significa que há opções a escolha. Ao se clicar em Novo Slide, por exemplo, aparece uma janela pop-up com todos os layouts de slide disponíveis para o tema em uso.

Na guia Design ficam os comandos relativos à configuração de página, temas e planos de fundo. Quer mudar o tema da apresentação? Vá a essa faixa de opções e escolha um novo padrão. Faça o mesmo para escolher um novo esquema de cores, um efeito diferente ou um estilo de plano de fundo variado. A guia também inclui os recursos para alteração da fonte dos temas.

DIC A S INFO I 13

07.12.10 00:10:50


primeiros passos I interface

TUDO ESTÁ NAS FAIXAS Conheça os recursos reunidos em cada faixa de opções do PowerPoint 2010 POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

D

esde a versão 2007, as principais ferramentas do pacote Office não têm mais a estrutura de menus e barras de ferramentas. Em seu lugar, estão as guias e as faixas de opções. Quando se clica numa guia, aparece

a faixa de opções correspondente. As faixas de opção, por sua vez, são divididas em grupo de comandos, relacionados a tarefas específicas. Vamos ver onde estão localizados cada um dos recursos mais importantes.

ACESSO INSTANTÂNEO Reparou que à esquerda na barra de títulos aparecem alguns botões? É a Barra de Ferramentas de Acesso Rápido. Por padrão, ela vem configurada para exibir apenas os botões para salvar, retroceder ou avançar, mas pode ser configurada para incluir os comandos que você mais necessita. Clique na seta ao lado. Você pode selecionar uma das opções de comando que aparecem no menu ou em Mais Comandos para ser encaminhado à caixa de diálogo de personalização dessa barra.

12 I DI C AS IN FO

interface-Mat05.indd 12-13

FAIXAS CONTEXTUAIS Nem todos os recursos da faixa ficam à mostra. Quando selecionamos um título, por exemplo, ativam-se os comandos relativos a texto. A guia Formatar, que não estava visível, aparece, oferecendo ferramentas de desenho. Observe os paineis de estilo. Não é preciso clicar neles para ter uma visão prévia. Com o título selecionado, basta passar o ponteiro do mouse sobre o estilo para ver como ficará. Avalie outros estilos, acionando o botão Mais. Clique no estilo escolhido, para aplicá-lo, e fora do slide, para as guias voltarem ao normal.

PARA USUÁRIOS AVANÇADOS

NOVOS ELEMENTOS NO SLIDE A guia Inserir traz comandos para incluir itens externos na apresentação. Podemos inserir tabelas, imagens, ilustrações, links, texto, símbolos e mídia. Experimente, por exemplo, inserir uma imagem, clicando no ícone correspondente do grupo Imagens. Na caixa de diálogo Inserir Imagem, escolha uma e clique em Inserir. Note que a guia Formatar torna-se ativa, desta vez oferecendo ferramentas de edição de imagem. O painel de estilos de imagem funciona da mesma forma que os de texto: passe o ponteiro do mouse sobre o estilo para ver como ficará quando aplicado.

A guia Desenvolvedor não aparece por padrão no PowerPoint nem nos outros aplicativos do Office. É necessário habilitá-la para ter a faixa de opções correspondente à vista. Para fazer isso no PowerPoint 2010, abra a guia Arquivo, selecione Opções e, depois, Personalizar a Faixa de Opções. Na coluna da direita, marque a Desenvolvedor e clique em OK para concluir.

DEFINIÇÕES DA PÁGINA NA HORA DE FORMATAR A guia Página Inicial reúne os principais itens de formatação. Os comandos estão agrupados em Área de Transferência, Slides, Fonte, Parágrafo, Desenho e Edição. Alguns dos comandos dessa faixa de opções estão disponíveis no menu de contexto que aparece quando se clica com o botão direito do mouse sobre um elemento de texto. A maioria dos grupos não exibe todas as ferramentas disponíveis. Quando isso acontece, basta clicar na pequena seta situada no canto inferior direito do grupo para abrir a caixa de diálogos correspondente. Outros comandos também são acompanhados de uma pequena seta. Quando isso acontece, significa que há opções a escolha. Ao se clicar em Novo Slide, por exemplo, aparece uma janela pop-up com todos os layouts de slide disponíveis para o tema em uso.

Na guia Design ficam os comandos relativos à configuração de página, temas e planos de fundo. Quer mudar o tema da apresentação? Vá a essa faixa de opções e escolha um novo padrão. Faça o mesmo para escolher um novo esquema de cores, um efeito diferente ou um estilo de plano de fundo variado. A guia também inclui os recursos para alteração da fonte dos temas.

DIC A S INFO I 13

07.12.10 00:10:50


MAIS OPÇÕES DE FORMATAÇÃO Pegue os atalhos Quem é fã do teclado pode navegar facilmente pelos recursos do PowerPoint e das outras aplicações do pacote Office até mesmo sem ter de decorar os atalhos dos teclados. Basta pressionar a tecla Alt e, depois, usar as letras ou os números que aparecem sobre cada guia e comando para selecionar as opções desejadas.

A guia Formatar é flexível. Em um slide com elementos de desenho e de imagem, por exemplo, é possível ver como ela se comporta. Ao selecionarmos a foto, aparece a subguia Ferramentas de Imagem. Quando se clica nela são exibidos os recursos de edição. Ao selecionarmos o desenho, surge a subguia Ferramentas de Desenho.

TRANSIÇÕES E ANIMAÇÕES A nova guia Transições reúne os vários efeitos para aplicar na mudança de um slide para outro. As transições não são essenciais em uma apresentação, mas quando usadas adequadamente podem torná-la mais atraente. O mesmo é possível dizer dos recursos para dar movimento aos elementos do slide, reunidos na guia Animações. Na versão 2007, as ferramentas de animação e transição ficavam na mesma guia Animações. Com a versão 2010, o PowerPoint ganhou novos efeitos de transição e uma guia/faixa de opções específica para facilitar o uso do recurso especial na troca de slides.

REVISE E APRESENTE A guia Revisão contém elementos para corrigir o texto, definir o idioma, introduzir comentários e comparar uma apresentação com outra revisada. Já a guia Exibição define itens como os modos de exibição da apresentação, os níveis de zoom e as janelas do programa. A guia Apresentação de Slides inclui recursos para iniciar e configurar a apresentação. Com as ferramentas dessa faixa de opções é possível gravar uma narração e testar intervalos, cronometrando o tempo necessário para falar o texto. A guia traz ainda o grupo Monitores, que permite escolher a resolução de tela da apresentação. Também estão aí os comandos para exibir a apresentação, incluindo a opção de transmissão pela web, novidade da versão 2010.

14 I DI DIC C AS I NFO N FO

interface-Mat05.indd 14

07.12.10 00:11:06


primeiros passos I produção

APRESENTAÇÃO DO ZERO Nunca usou o PowerPoint? Veja como produzir uma apresentação básica POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

N

ão é preciso conhecer todos os recursos do PowerPoint para produzir uma apresentação. Mesmo quem nunca usou o programa pode produzir sem muita dificuldade um conjunto de

slides para expor suas ideias, fazer uma demonstração, preparar um curso ou apoiar uma palestra. Novo no PowerPoint? Veja como construir uma apresentação com os recursos básicos do software.

TEMA OU REAPROVEITAMENTO? Quando nenhum modelo se adapta a uma ideia, e começar a apresentação de uma página em branco parece árido demais, podemos partir de um tema. Clique em Temas. Selecione um deles e clique em Criar. Assim, temos uma base de design para a apresentação. Outra forma de começar é abrir uma apresentação existente e usá-la como ponto de partida para uma nova. Para isso, clique em Novo a Partir de Existente.

PARTINDO DO ZERO Outra maneira de produzir uma apresentação é começar do zero. Para fazer isso, no mesmo caminho Arquivo > Novo, escolha Apresentação em Branco e clique em Criar. Em seguida, podemos escolher um tema. Para isso, na guia Design, escolha um padrão que seja agradável e conveniente aos seus objetivos. Um clique no botão Mais (a setinha com um traço, à direita, no grupo Temas) permite ver todas as opções. Se nenhuma delas agradar, busque alguma salva no computador, clicando em Procurar Temas.

SEGUINDO UM MODELO Há várias formas de iniciar uma apresentação no PowerPoint. Uma delas é utilizar um modelo. Clique na guia Arquivo e selecione Novo. Na tela Temas e Modelos Disponíveis, clique em Modelos de Exemplo. Há vários exemplos prontos, como álbuns de fotos e apresentação em tela widescreen. Observe que a novíssima guia Arquivo possui controles de navegação. Clique em Voltar para retroceder à página de opções anterior ou Avançar se estiver adiantado e perceber que havia escolhido a opção adequada anteriormente. Depois que selecionar um modelo, clique em Criar.

TEMPLATE PRÓPRIO Se você tiver um modelo pronto e quiser utilizá-lo, acione Meus Modelos. Abre-se uma janela com a lista de modelos salvos. Caso nenhum deles atenda à sua necessidade, experimente baixar outros da internet. Para isso, clique num dos itens de Modelos do Office ou digite um tema no campo de busca e clique na seta.

16 I DI C AS IN FO

produc a o-Mat06.indd 16-17

SELECIONE O LAYOUT Na galeria de temas, passe o mouse sobre uma opção e avalie o resultado no slide. Quando se decidir, clique no tema para aplicá-lo. Quer criar outro slide? Na guia Página Inicial, no grupo Slides, acione Novo Slide. Clique na parte superior do botão, se quiser um slide padrão, com espaço para título e conteúdo. Se preferir um slide com outro layout, clique na parte inferior do botão.

DIC A S INFO I 17

07.12.10 00:14:06


primeiros passos I produção

APRESENTAÇÃO DO ZERO Nunca usou o PowerPoint? Veja como produzir uma apresentação básica POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

N

ão é preciso conhecer todos os recursos do PowerPoint para produzir uma apresentação. Mesmo quem nunca usou o programa pode produzir sem muita dificuldade um conjunto de

slides para expor suas ideias, fazer uma demonstração, preparar um curso ou apoiar uma palestra. Novo no PowerPoint? Veja como construir uma apresentação com os recursos básicos do software.

TEMA OU REAPROVEITAMENTO? Quando nenhum modelo se adapta a uma ideia, e começar a apresentação de uma página em branco parece árido demais, podemos partir de um tema. Clique em Temas. Selecione um deles e clique em Criar. Assim, temos uma base de design para a apresentação. Outra forma de começar é abrir uma apresentação existente e usá-la como ponto de partida para uma nova. Para isso, clique em Novo a Partir de Existente.

PARTINDO DO ZERO Outra maneira de produzir uma apresentação é começar do zero. Para fazer isso, no mesmo caminho Arquivo > Novo, escolha Apresentação em Branco e clique em Criar. Em seguida, podemos escolher um tema. Para isso, na guia Design, escolha um padrão que seja agradável e conveniente aos seus objetivos. Um clique no botão Mais (a setinha com um traço, à direita, no grupo Temas) permite ver todas as opções. Se nenhuma delas agradar, busque alguma salva no computador, clicando em Procurar Temas.

SEGUINDO UM MODELO Há várias formas de iniciar uma apresentação no PowerPoint. Uma delas é utilizar um modelo. Clique na guia Arquivo e selecione Novo. Na tela Temas e Modelos Disponíveis, clique em Modelos de Exemplo. Há vários exemplos prontos, como álbuns de fotos e apresentação em tela widescreen. Observe que a novíssima guia Arquivo possui controles de navegação. Clique em Voltar para retroceder à página de opções anterior ou Avançar se estiver adiantado e perceber que havia escolhido a opção adequada anteriormente. Depois que selecionar um modelo, clique em Criar.

TEMPLATE PRÓPRIO Se você tiver um modelo pronto e quiser utilizá-lo, acione Meus Modelos. Abre-se uma janela com a lista de modelos salvos. Caso nenhum deles atenda à sua necessidade, experimente baixar outros da internet. Para isso, clique num dos itens de Modelos do Office ou digite um tema no campo de busca e clique na seta.

16 I DI C AS IN FO

produc a o-Mat06.indd 16-17

SELECIONE O LAYOUT Na galeria de temas, passe o mouse sobre uma opção e avalie o resultado no slide. Quando se decidir, clique no tema para aplicá-lo. Quer criar outro slide? Na guia Página Inicial, no grupo Slides, acione Novo Slide. Clique na parte superior do botão, se quiser um slide padrão, com espaço para título e conteúdo. Se preferir um slide com outro layout, clique na parte inferior do botão.

DIC A S INFO I 17

07.12.10 00:14:06


ESPAÇO PARA TEXTOS Para adicionar texto nas caixas, basta clicar nelas e escrever. Caso queira acrescentar nova caixa de texto, abra a guia Inserir e clique em Caixa de Texto. Desenhe a caixa no local desejado e escreva. Se você não escrever nada e quiser eliminar a caixa, tecle ESC duas vezes. Os textos escritos podem ser alterados com as ferramentas disponíveis na guia Página Inicial. É possível mudar fonte, cor, tamanho, aplicar sublinhado, negrito e tachado, mudar definições de parágrafos e incluir numeradores e marcadores. Para fazer isso, basta selecionar o texto. Se quiser aprimorar a caixa de texto, selecione-o para que apareça a guia Ferramentas de Desenho > Formatar. Aí estão diversas opções para modificar o estilo da forma e organizá-la em relação a outros elementos do slide.

NOVOS ELEMENTOS VISUAIS Para incluir uma ilustração, clique em um dos ícones que aparecem no slide. É possível acrescentar tabela, gráfico, elemento gráfico SmartArt, imagem de arquivo, clipart e clipe de som ou vídeo. O processo é simples: basta clicar em um dos tipos e, em seguida, escolher o objeto desejado ou fazer as configurações necessárias. No caso da tabela, por exemplo, é necessário escolher o número de linhas e de colunas. Para os gráficos e elementos SmartArt é preciso escolher uma das opções disponíveis. Quem selecionar imagem do arquivo ou vídeo tem de localizar o arquivo no computador. Feitas as escolhas, o elemento já aparece no slide. Depois, é só editá-los com as ferramentas que o PowerPoint oferece.

SALVE O ARQUIVO Sempre que acrescentar um item, salve sua apresentação. O PowerPoint salva em vários formatos. Arquivos do formato Apresentação do PowerPoint (.pptx) abrem apenas nas versões 2007 e 2010 do programa (a menos que se instale um pacote de compatibilidade, disponível em

www.info.abril.com.br/downloads/microsoft-officecompatibility-pack nas versões antigas do pacote). Para abrir a apresentação sem problemas em versões do Office 97-2003, salve em formato .ppt. O formato .pptx tem a vantagem de gerar arquivos menores que o .ppt. Além disso, quando salvamos em formato do Office 97-2003, perdemos algumas funcionalidades do 2010, como a possibilidade de editar SmartArts.

18 I DI C AS I N FO

produc a o-Mat06.indd 18

07.12.10 00:14:48


CLIQUE E APRESENTE Ao receber um duplo clique, o arquivo .pptx abre o PowerPoint para edição. Se salvarmos a apresentação como modelo, ela terá o formato .potx. Assim, poderá ser reutilizada em outros trabalhos. Quando a apresentação estiver pronta, podemos salvá-la como apresentação de slides, em formato .ppsx. Assim, ao receber o duplo clique, a apresentação será executada automaticamente — ou seja, o PowerPoint não será aberto no modo de edição.

TUDO PELO BOTÃO DIREITO

ORGANIZE EM SEÇÕES Além de salvar cada item acrescentado, podemos organizar a apresentação em seções. Esse recurso do PowerPoint 2010 ajuda o apresentador a não se perder num mar de slides. Para utilizá-lo, no painel de navegação, clique com o botão direito entre os slides em que deseja incluir uma seção. No menu que aparece, escolha a opção Adicionar Seção.

GERENCIANDO AS SEÇÕES

Pode acontecer, durante a produção da apresentação, de você achar que um slide ficaria melhor se aparecesse antes de outros. Simples. Clique no slide que será movido no painel correspondente e, mantendo o botão do mouse pressionado, arraste-o para o lugar desejado. Se clicar com o botão direito do mouse sobre um slide é possível duplicá-lo, excluí-lo, adicionar um novo, mudar seu layout e ate redefinir seu plano de fundo.

Para renomear a seção, clique com o botão direito em Seção Sem Título e, no menu de contexto, clique em Renomear Seção. Dê um nome a ela e clique em Renomear. Pelo mesmo menu podemos remover ou mudar a seção de lugar. É possível também expandir ou recolher as seções no painel de slides.

D I C AS I NFO I 19

produc a o-Mat06.indd 19

07.12.10 00:14:59


personalização I interface

AS FAIXAS SÃO PERSONALIZÁVEIS Esconda guias e faixas de opções, crie novas e gere grupos personalizados com suas ferramentas POR MARIA ISABEL MOREIRA

U

m dos pontos negativos do Office 2007 é a rigidez de suas guias e faixas de opção. Diferentemente das versões anteriores, em que era possível configurar as barras de ferramentas com os itens desejados, o Office 2007 não permite nenhuma configuração. Na versão 2010, a

Microsoft parece que aceitou as críticas e tratou de corrigir o problema. Nos programas da edição mais recente do pacote, incluindo o PowerPoint, é possível ocultar guias e criar novas com as ferramentas que você desejar. Sigas as instruções para fazer as modificações que achar necessárias.

NOVA GUIA Para criar uma guia personalizada, no menu Personalizar a Faixa de Opções selecione Guias Principais. Posicione o cursor na faixa de opções que deverá anteceder a guia que será criada e clique em Guia Nova. No painel direito, aparecerá o item Nova Guia (Personalizado) no lugar escolhido. Pronto, a guia está criada. Aí é só clicar nela e, depois, no botão Renomear logo abaixo para dar um nome à guia. Outra opção é clicar nela com o botão direito do mouse e selecionar a opção Renomear.

Visível ou oculta?

NOVO GRUPO Quando se cria uma nova guia ela já aparece automaticamente com um grupo personalizado. É possível criar outros. Para isso, com a guia personalizada selecionada, clique no botão Novo Grupo. Os grupos são renomeados da mesma maneira que as guias. Selecione-o no painel direito, clique no botão Renomear e dê o nome desejado.

ADICIONANDO COMANDOS A adição de comandos pode ser feita de duas maneiras. Uma delas é selecionar o grupo no painel direito, clicar sobre o comando desejado no painel esquerdo e, por último, pressionar o botão Adicionar. Outro jeito é clicar no comando no painel esquerdo e, mantendo o botão do mouse pressionado, arrastá-lo para o grupo desejado na guia personalizada. Para remover um comando, clique nele no painel da direita e clique em Remover.

ESCONDA AS FAIXAS Para personalizar o PowerPoint, clique na guia Arquivo e selecione Opções. Em seguida, clique em Personalizar a Faixa de Opções. Para ocultar uma guia, desmarque-a no painel direito. Se depois mudar de ideia, volte à caixa de diálogo de personalização das faixas de opções e marque o item que deseja exibir.

20 I DI C AS IN FO

Interface-Mat07.indd 20-21

As faixas de opções também podem desaparecer facilmente da tela se você precisa ganhar espaço para visualizar o trabalho. Basta clicar na seta Minimizar a Faixa de Opções, situada à direita na barra, ao lado do botão da Ajuda. Toque outra vez esse botão para voltar a exibi-la. Outra opção é usar o atalho de teclado Ctl + F1.

RENOMEAR Para adicionar comandos a uma faixa de opções padrão é necessário criar nela um grupo personalizado, como indicado anteriormente. Para remover um grupo existente, seja ele padrão ou personalizado, basta clicar nele e pressionar o botão Remover ou então clicar com o botão direito do mouse e selecionar a opção correspondente. As guias e os grupos que vêm definidos por padrão no PowerPoint também podem ser renomeados. Clique neles com o botão direito do mouse, selecione a opção Renomear e dê o nome que achar mais conveniente.

DIC A S INFO I 21

07.12.10 00:16:28


personalização I interface

AS FAIXAS SÃO PERSONALIZÁVEIS Esconda guias e faixas de opções, crie novas e gere grupos personalizados com suas ferramentas POR MARIA ISABEL MOREIRA

U

m dos pontos negativos do Office 2007 é a rigidez de suas guias e faixas de opção. Diferentemente das versões anteriores, em que era possível configurar as barras de ferramentas com os itens desejados, o Office 2007 não permite nenhuma configuração. Na versão 2010, a

Microsoft parece que aceitou as críticas e tratou de corrigir o problema. Nos programas da edição mais recente do pacote, incluindo o PowerPoint, é possível ocultar guias e criar novas com as ferramentas que você desejar. Sigas as instruções para fazer as modificações que achar necessárias.

NOVA GUIA Para criar uma guia personalizada, no menu Personalizar a Faixa de Opções selecione Guias Principais. Posicione o cursor na faixa de opções que deverá anteceder a guia que será criada e clique em Guia Nova. No painel direito, aparecerá o item Nova Guia (Personalizado) no lugar escolhido. Pronto, a guia está criada. Aí é só clicar nela e, depois, no botão Renomear logo abaixo para dar um nome à guia. Outra opção é clicar nela com o botão direito do mouse e selecionar a opção Renomear.

Visível ou oculta?

NOVO GRUPO Quando se cria uma nova guia ela já aparece automaticamente com um grupo personalizado. É possível criar outros. Para isso, com a guia personalizada selecionada, clique no botão Novo Grupo. Os grupos são renomeados da mesma maneira que as guias. Selecione-o no painel direito, clique no botão Renomear e dê o nome desejado.

ADICIONANDO COMANDOS A adição de comandos pode ser feita de duas maneiras. Uma delas é selecionar o grupo no painel direito, clicar sobre o comando desejado no painel esquerdo e, por último, pressionar o botão Adicionar. Outro jeito é clicar no comando no painel esquerdo e, mantendo o botão do mouse pressionado, arrastá-lo para o grupo desejado na guia personalizada. Para remover um comando, clique nele no painel da direita e clique em Remover.

ESCONDA AS FAIXAS Para personalizar o PowerPoint, clique na guia Arquivo e selecione Opções. Em seguida, clique em Personalizar a Faixa de Opções. Para ocultar uma guia, desmarque-a no painel direito. Se depois mudar de ideia, volte à caixa de diálogo de personalização das faixas de opções e marque o item que deseja exibir.

20 I DI C AS IN FO

Interface-Mat07.indd 20-21

As faixas de opções também podem desaparecer facilmente da tela se você precisa ganhar espaço para visualizar o trabalho. Basta clicar na seta Minimizar a Faixa de Opções, situada à direita na barra, ao lado do botão da Ajuda. Toque outra vez esse botão para voltar a exibi-la. Outra opção é usar o atalho de teclado Ctl + F1.

RENOMEAR Para adicionar comandos a uma faixa de opções padrão é necessário criar nela um grupo personalizado, como indicado anteriormente. Para remover um grupo existente, seja ele padrão ou personalizado, basta clicar nele e pressionar o botão Remover ou então clicar com o botão direito do mouse e selecionar a opção correspondente. As guias e os grupos que vêm definidos por padrão no PowerPoint também podem ser renomeados. Clique neles com o botão direito do mouse, selecione a opção Renomear e dê o nome que achar mais conveniente.

DIC A S INFO I 21

07.12.10 00:16:28


MOVIMENTAÇÃO As setas situadas à direita do painel direito servem para mudar a posição tanto de uma guia em relação a outra como de um grupo em relação a outro dentro das faixas de opção. Selecione a faixa ou grupo que deseja mover e use a seta Mover Para Cima ou Mover Para Baixo para posicionar o elemento no local pretendido. O menu de contexto também pode ser usado para realizar essa alteração.

AJUSTES PELO BOTÃO DIREITO Quer reconfigurar uma faixa de opções? Um jeito bem simples é clicar com o botão direito do mouse em qualquer opção dessa faixa e selecionar a opção Personalizar a Faixa de Opções. O PowerPoint abre a janela de personalização das faixas de opção com a guia selecionada. Se encontrar um comando numa faixa de opção e quiser adicioná-lo à Barra de Ferramentas de Acesso Rápido, clique nele com o botão direito e escolha a opção correspondente.

DE VOLTA AO COMEÇO Se você criou muitas guias e grupos personalizados e alterou configurações das guias padrões e quer voltar à configuração original é simples. Para redefinir apenas a guia selecionada, clique em Redefinir e selecione a opção Redefinir Apenas a Guia da Faixa de Opções Selecionada. Se quiser redefinir todas as alterações realizadas nas guias, faixas de opções e também na Barra de Ferramentas de Acesso Rápido, escolha Redefinir Todas as Personalizadas no botão Redefinir.

EXPORTANDO Além de oferecer a possibilidade de personalização das guias, das faixas de opções e da Barra de Ferramenta de Acesso Rápido, o PowerPoint 2010 oferece outro recurso interessante. É possível exportar as personalizações para um arquivo para usá-las em instalações em outros computadores. Depois que tiver concluído as customizações, clique em Importar/Exportar na janela de personalização das faixas de opção. Na sequência, selecione Exportar Todas as Personalizadas, dê um nome para o arquivo ou aceite a sugestão do programa. No outro computador, abra a janela de personalização (Arquivo > Opções > Personalizar Faixa de Opções), clique no botão Importar/Exportar e, dessa vez, escolha Importar Arquivo de Personalização. Por fim, escolha o arquivo gravado no outro computador.

ACESSO MAIS RÁPIDO AOS COMANDOS Como o nome indica, a Barra de Ferramentas de Acesso Rápido deixa mais à mão os comandos de uso frequente. Como cada pessoa sabe quais comandos são mais importantes para seu trabalho, essa barra é totalmente personalizável. O jeito mais simples de configurá-la é clicar na pequena seta que fica à sua direita na barra de títulos. No menu que se abrirá, encontram-se alguns comandos que podem ser facilmente adicionados. Se o que você procura não está nessa lista, escolha Mais Comandos para abrir a caixa de diálogo de personalização da barra. Aí, basta escolher um comando à esquerda e clicar em Adicionar para passá-lo para o painel direito. Para excluir um comando, selecione-o no painel direito e escolha Remover ou, se estiver na própria barra de ferramentas, clique com o botão direito e selecione Remover da Barra de Ferramentas de Acesso Rápido. Quem precisa adicionar muitos comandos a essa barra pode achar interessante movê-la de lugar para ganhar um espaço maior para os recursos. É só marcar a opção Mostrar a Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Abaixo da Faixa de Opções na caixa de diálogo de personalização ou no menu de contexto da própria barra.

22 I DI DIC C AS I NFO N FO

Interface-Mat07.indd 22

07.12.10 00:17:00


personalização I truques

O POWERPOINT DO SEU JEITO É conveniente visitar a janela de opções para configurar o programa da maneira mais conveniente POR MARIA ISABEL MOREIRA

A

lém de permitir a customização da Barra de Ferramentas de Acesso Rápido e das guias e faixas de opções, o PowerPoint pode ser personalizado de outras maneiras para que trabalhe e se comporte mais de acordo com

as necessidades e preferências de seus usuários. É possível habilitar alguns recursos, desativar outros e configurar algumas rotinas de maneira diferente. Confira onde e como fazer algumas dessas alterações.

MUDE O TEMA Gosta de variar um pouco a aparência dos programas? O PowerPoint oferece três esquemas de cores que podem ser adotados na barra de guias, nas faixas de opções e no plano de fundo da área de trabalho. As opções são prateado, preto ou azul. Para alterar essa configuração do programa, acione Arquivo > Opções > Geral e escolha uma das opções no menu drop-down Esquema de Cores. Detalhe: a alteração do esquema de cores afeta todas as outras aplicações do pacote Office.

MOSTRAR OU OCULTAR? Na mesma área Geral, da janela de opções do PowerPoint, é possível personalizar outros comportamentos do programa. Há quem não goste, por exemplo, da Minibarra de Ferramentas. Essa barra aparece sempre que se seleciona um texto com as opções mais comuns de formatação, como fonte, tamanho e cor, caneta de realce, negrito, sublinhado e ítalico, recuos etc. Se quiser sumir com ela, desmarque o item Mostrar Minibarra de Ferramentas Após Seleção. A visualização dinâmica permite a avaliação de opções de formatação sem que seja necessário aplicá-las. Não é conveniente desabilitar esse recurso extremamente prático, mas se você não quiser mantê-lo, desmarque o item Habilitar Visualização Dinâmica. Também é possível desabilitar ou alterar o estilo das dicas de tela, aqueles pequenos pop-ups que aparecem quando se passa o cursor sobre os recursos.

D I C AS I NFO I 23

truques-Mat07b.indd 23

07.12.10 00:17:46


CUIDADO COM O IDIOMA Se você quiser aprimorar os recursos de correção ou tiver interesse em se livrar de alguns comportamentos irritantes — como a correção automática de duas iniciais maiúsculas ou a colocação de maiúscula no início de parágrafo —, visite a área Revisão de Textos das opções do programa e faça as configurações que julgar interessantes. Nessa área é possível definir também se a correção ortográfica da língua portuguesa será feita com base no novo acordo ortográfico (Pós-Reforma), no antigo (Antes da Reforma) ou em ambas.

POWERPOINT POLIGLOTA Você pode editar documentos em vários idiomas e usar os recursos de correção ortográfica de todos eles. É só acrescentar os idiomas de interesse usando as possibilidades de configuração disponíveis em Opções do PowerPoint > Idiomas. Na mesma tela é possível mudar as preferências de idioma de exibição, ajuda e dicas de tela.

RECUPERE FÁCIL Começou um trabalho, fechou sem salvar e se arrependeu? Não tem problema. Assim como os demais programas do pacote Office 2010, o PowerPoint permite recuperar apresentações recentes que não foram salvas. Para ter acesso a esses arquivos acione Arquivo > Recentes e, no rodapé dessa janela, clique em Recuperar Apresentações Não Salvas.

OPÇÕES DE SALVAMENTO O PowerPoint vem configurado para salvar os trabalhos abertos a cada dez minutos. Consegue produzir muita coisa nesse tempo e não quer correr o risco de jogar trabalho fora? Na área Salvar das Opções do PowerPoint você pode definir um tempo menor — ou maior, se for do seu interesse. Nessa página também é possível definir o formato e o local padrão de salvamento, entre outras configurações.

CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS Se quiser deixar o PowerPoint mais ajustado ao seu gosto, percorra também a área Avançado. Nela, encontram-se opções de edição, recorte, cópia e colagem, tamanho e qualidade da imagem, exibição, apresentação e impressão. É aí, por exemplo, que se define a resolução padrão de saída, o número de comandos Desfazer e a quantidade de arquivos que serão exibidos na lista Documentos Recentes. Sobre os arquivos recentes, há outra configuração possível. Abra Arquivos > Recente e, na parte de baixo dessa janela, marque a opção Acesse Rapidamente Este Número de Apresentações Recentes e forneça um número até 25. Essas apresentações são mostradas no próprio menu arquivo, logo abaixo dos itens Salvar, Salvar Como, Abrir e Fechar.

24 I DI DIC C AS I NFO N FO

truques-Mat07b.indd 24

07.12.10 00:17:53


personalização I slide mestre

PREPARE SEU SLIDE MESTRE Modifique ou crie novos padrões de slides para usá-los depois em outras apresentações POR MARIA ISABEL MOREIRA

T

odo programa de apresentação procura manter a coerência de um projeto. No PowerPoint não é diferente. Quando se escolhe um modelo ou um tema, todos os slides seguem seu padrão. Isso significa que os elemen-

tos gráficos, as fontes, os fundos e os esquemas de cores são coordenados. Quem é responsável por manter essa harmonia é o slide mestre. O bacana é que é possível editar o slide mestre para que ele fique mais do seu gosto.

ACIONE O SLIDE MESTRE Para ter acesso às ferramentas de personalização do slide mestre, abra a guia Exibição e clique em Slide Mestre para abrir a faixa de opções Slide Mestre. Se você clicar na primeira miniatura no painel esquerdo, que é o slide mestre propriamente dito, e fizer uma alteração, ela se repetirá em todos os outros slides. Aí você poderá mudar o tema, as cores, as fontes, os efeitos e os estilos de plano de fundo.

D I C AS I NFO I 25

slideMestre-Mat08.indd 25

07.12.10 00:18:50


NOVO SLIDE MESTRE No PowerPoint 2007 e no 2010 é possível ter mais de um slide mestre por modelo. Se quiser acrescentar um novo slide mestre para o modelo que está modificando, clique no botão Inserir Slide Mestre. Proceda da mesma maneira como explicado anteriormente para formatar o novo slide mestre.

CRIE OU MODIFIQUE Além de alterar o slide mestre propriamente dito, é possível selecionar e mudar qualquer uma das miniaturas menores. Quando isso acontece, a mudança fica restrita ao layout selecionado. Seja para mudar o slide mestre, seja para alterar os slides menores, clique na área que deseja modificar e faça os ajustes que julgar convenientes. É possível aplicar o estilo e o tamanho das fontes, inserir e editar imagens, acrescentar formas... Para isso, use os recursos de formatação que o programa oferece.

LAYOUT DIFERENCIADO Vamos supor que você tenha uma necessidade específica de um layout que o slide mestre não contemple — uma opção com título, imagem e duas tabelas, por exemplo. Nesse caso, a saída é criar um layout personalizado. Selecione a miniatura do layout antes do qual quer inserir o novo layout e clique no botão Inserir Layout no grupo Editar Mestre. Edite o título do novo layout se for do seu interesse. Clique no botão Inserir Espaço Reservado para abrir a galeria. Selecione o tipo desejado e trace o espaço na área de edição. Repita a operação para cada elemento que deseja acrescentar. Clique e arraste-os para posicionálos corretamente se for necessário.

26 I DI C AS I N FO

slideMestre-Mat08.indd 26

07.12.10 00:19:02


GUARDE A ESTRUTURA Ao terminar o trabalho, clique com o botão direito do mouse na miniatura do layout criado e selecione Renomear Layout. Dê um nome para ele e clique em Renomear. Repita esse procedimento para definir outros layouts que julgar interessantes para explorar em sua apresentação.

Duplique fácil

SALVE COMO MODELO Por fim, clique em Arquivo > Salvar ou tecle Ctrl + B para abrir a caixa Salvar Como. Digite um novo nome. No menu Tipo, selecione a opção Modelo do PowerPoint (*.potx) e clique em Salvar. Acione Fechar Modo de Exibição Mestre. Para usar esse template outras vezes, clique em Novo > Meus Modelos e localize o modelo do PowerPoint que criou.

MUDAR FOLHETO MESTRE O PowerPoint possibilita também a personalização do folheto mestre e da anotação mestre, dois dos layouts de impressão oferecidos pelo programa. Para executar a tarefa, abra a guia Exibição e clique em Folheto Mestre ou Anotação Mestre. Se você escolheu Folheto Mestre, poderá clicar no botão Configurar Página para definir o formato do papel do layout. Se clicar em Orientação do Folheto, poderá escolher entre retrato e paisagem, e em Slides por Página para determinar quantos slides a página deverá conter. No grupo Espaço Reservado, marque ou desmarque os itens que quer mostrar ou ocultar, respectivamente. As opções são Cabeçalho, Rodapé, Data e Número da Página. Se quiser editar o tema, clique na opção Estilos de Plano de Fundo e eleja um estilo — lembre-se, no entanto, de que o fundo pode atrapalhar a impressão. Quando concluir, clique em Fechar Modo de Exibição Mestre.

É possível criar um slide mestre similar a outro de maneira bem simples. Selecione a miniatura do slide mestre ou layout mestre que quer duplicar, clique nele com o botão direito do mouse e selecione Duplicar Slide. Use o mesmo recurso para excluir ou renomear um layout.

D I C AS I NFO I 27

slideMestre-Mat08.indd 27

07.12.10 00:19:09


gráficos I recursos

NÚMEROS EM GRÁFICOS

TROCA DE EIXOS No nosso exemplo, temos meses no eixo horizontal e produtos nas colunas. Mudá-los de posição sem ter de redigitar os dados na planilha é simples. Clique em Selecionar Dados e, na tela seguinte, acione Alternar entre Linha/Coluna e dê OK. A troca foi feita.

Explore a variedade de recursos gráficos que o PowerPoint oferece para incrementar suas apresentações. POR LUCIA REGGIANI

O

s gráficos são uma ótima maneira de mostrar números numa apresentação. No pacote Office, desde a versão 2007, o Excel é o programa responsável pela produção de gráficos. Vamos ver a seguir como o aplicativo de planilhas funciona em conjunto com o PowerPoint e como explorar as possibilidades de uso de gráficos no gerador de apresentações.

CUIDE DO LAYOUT É possível acrescentar títulos ao gráfico e aos eixos. Para isso, busque uma estrutura compatível na galeria Layout de Gráfico. Digite os títulos nos espaços definidos para eles. Acione a guia Layout. Com as ferramentas dos grupos Rótulos, Eixos e Plano de Fundo, podemos ocultar ou alterar a forma de exibição de títulos dos elementos do gráfico. Basta escolher uma opção nos menus. Clicando em Mais Opções, uma caixa de diálogo traz meios de alterar outros parâmetros de formatação.

ENTRE COM OS DADOS Para construir um gráfico, o primeiro passo é escolher um tipo. Na guia Inserir, clique em Gráfico. Na caixa Inserir Gráfico, selecione um tipo à esquerda e uma das opções à direita. Clique em OK. Abre-se uma tela do Excel ao lado da do PowerPoint. Digite na planilha os dados do gráfico. Caso os dados já estejam numa planilha do Excel, copie-os e cole-os na área de exemplo. Observe que o resultado aparece imediatamente no slide do PowerPoint. Quando terminar com os dados do gráfico, feche o Excel.

OPÇÃO DE FORMATAÇÃO Há outra maneira de formatar cada componente do gráfico. Selecione a área de plotagem. No grupo Seleção Atual, clique em Formatar Seleção. Na caixa de diálogo, escolha Preenchimento de Gradiente, faça os ajustes de cores e clique em Fechar. Se o resultado não agradar, clique em Redefinir para Coincidir Estilo.

EDITE O GRÁFICO O gráfico está pronto, mas pode ser editado. Clique nele para aparecer a guia Design > Ferramentas de Gráfico. No grupo Tipo, clique em Alterar Tipo de Gráfico e escolha uma nova opção. Se for necessário alterar os dados, clique em Editar Dados para abrir o Excel e fazer as mudanças.

28 I DI C AS IN FO

recursos-Mat08b.indd 28-29

NOVOS ELEMENTOS Ainda na guia Layout, há ferramentas para inserir outros elementos no gráfico. Clicando em Inserir, podemos acrescentar imagens, formas ou caixas de texto. Em Análise, dá para chamar a atenção para a variação de um dado, adicionando uma linha de tendência, por exemplo. A última guia das Ferramentas de Gráfico é a Formatar. Por ela, podemos mudar a cor que representa uma série de dados, dar um efeito mais interessante para o título, entre outras alterações.

DIC A S INFO I 29

07.12.10 00:22:32


gráficos I recursos

NÚMEROS EM GRÁFICOS

TROCA DE EIXOS No nosso exemplo, temos meses no eixo horizontal e produtos nas colunas. Mudá-los de posição sem ter de redigitar os dados na planilha é simples. Clique em Selecionar Dados e, na tela seguinte, acione Alternar entre Linha/Coluna e dê OK. A troca foi feita.

Explore a variedade de recursos gráficos que o PowerPoint oferece para incrementar suas apresentações. POR LUCIA REGGIANI

O

s gráficos são uma ótima maneira de mostrar números numa apresentação. No pacote Office, desde a versão 2007, o Excel é o programa responsável pela produção de gráficos. Vamos ver a seguir como o aplicativo de planilhas funciona em conjunto com o PowerPoint e como explorar as possibilidades de uso de gráficos no gerador de apresentações.

CUIDE DO LAYOUT É possível acrescentar títulos ao gráfico e aos eixos. Para isso, busque uma estrutura compatível na galeria Layout de Gráfico. Digite os títulos nos espaços definidos para eles. Acione a guia Layout. Com as ferramentas dos grupos Rótulos, Eixos e Plano de Fundo, podemos ocultar ou alterar a forma de exibição de títulos dos elementos do gráfico. Basta escolher uma opção nos menus. Clicando em Mais Opções, uma caixa de diálogo traz meios de alterar outros parâmetros de formatação.

ENTRE COM OS DADOS Para construir um gráfico, o primeiro passo é escolher um tipo. Na guia Inserir, clique em Gráfico. Na caixa Inserir Gráfico, selecione um tipo à esquerda e uma das opções à direita. Clique em OK. Abre-se uma tela do Excel ao lado da do PowerPoint. Digite na planilha os dados do gráfico. Caso os dados já estejam numa planilha do Excel, copie-os e cole-os na área de exemplo. Observe que o resultado aparece imediatamente no slide do PowerPoint. Quando terminar com os dados do gráfico, feche o Excel.

OPÇÃO DE FORMATAÇÃO Há outra maneira de formatar cada componente do gráfico. Selecione a área de plotagem. No grupo Seleção Atual, clique em Formatar Seleção. Na caixa de diálogo, escolha Preenchimento de Gradiente, faça os ajustes de cores e clique em Fechar. Se o resultado não agradar, clique em Redefinir para Coincidir Estilo.

EDITE O GRÁFICO O gráfico está pronto, mas pode ser editado. Clique nele para aparecer a guia Design > Ferramentas de Gráfico. No grupo Tipo, clique em Alterar Tipo de Gráfico e escolha uma nova opção. Se for necessário alterar os dados, clique em Editar Dados para abrir o Excel e fazer as mudanças.

28 I DI C AS IN FO

recursos-Mat08b.indd 28-29

NOVOS ELEMENTOS Ainda na guia Layout, há ferramentas para inserir outros elementos no gráfico. Clicando em Inserir, podemos acrescentar imagens, formas ou caixas de texto. Em Análise, dá para chamar a atenção para a variação de um dado, adicionando uma linha de tendência, por exemplo. A última guia das Ferramentas de Gráfico é a Formatar. Por ela, podemos mudar a cor que representa uma série de dados, dar um efeito mais interessante para o título, entre outras alterações.

DIC A S INFO I 29

07.12.10 00:22:32


tabelas I objetos vinculados

CONTEÚDO DINÂMICO Veja como vincular tabelas do Excel e informações da web aos slides do PowerPoint

C

om frequência, os dados de uma tabela no Excel têm de ir para um slide do PowerPoint. E esses dados são atualizados periodicamente na planilha. Percorrer os slides um a um para refletir as mudanças no PowerPoint? Nem pensar. A saída mais prática é usar o recurso de tabelas dinâmicas. Essas tabelas usam dados localizados em outro arquivo e são renovadas sempre que ocorrem mudanças no original. Ou

seja, se você atualizar o valor de um item numa planilha de preços no Excel, por exemplo, essa mudança se reflete automaticamente na apresentação do PowePoint. Com a intermediação do Excel é possível até atualizar automaticamente dados disponíveis na internet, como a cotação do dólar. Neste tutorial, mostramos como usar o recurso de vinculação de dados com o Excel para manter seus arquivos sempre em dia.

COPIE OS DADOS Salve sempre antes Ao criar um vínculo numa apresentação para uma planilha, tenha o cuidado de salvar o trabalho no Excel antes. O vínculo pode não funcionar corretamente se esse procedimento não for observado.

30 I DI C AS IN FO

objetosVinculados-Mat08c.indd 30-31

Para incluir um pedaço ou toda uma planilha numa apresentação, abra a planilha, selecione o trecho e copie-o. Agora, no PowerPoint, acione Página Inicial > Colar > Colar Especial. Na tela Colar Especial, escolha Colar Vínculo e dê OK. A porção selecionada da planilha aparece em seu PowerPoint. A opção Colar Especial > Colar Vínculo é a solução para manter uma relação com a planilha original. Se esta for modificada, a apresentação refletirá automaticamente essa mudança. Salve os dois arquivos e feche a apresentação.

NÃO APAGUE NUNCA Para que os vínculos não se percam, você não pode renomear os arquivos de origem e/ou destino nem apagá-los. Se for necessário alterar seus nomes ou movêlos para outra pasta do disco, siga as instruções do passo Arquivo em Novo Local para alterar o endereço da origem no arquivo do PowerPoint. O restabelecimento do vínculo também deve ser feito se a apresentação e o arquivo relacionado forem movidos para outro computador.

VERIFIQUE O VÍNCULO Vale a pena confirmar se o vínculo funciona. Modifique um número na planilha. Salve e feche esse arquivo do Excel. Feito isso, abra novamente a apresentação. Durante a abertura, o PowerPoint emite um aviso de que há um vínculo e pergunta se você quer atualizá-lo. Clique em Atualizar Vínculos. Dessa forma, o PowerPoint lê os dados na planilha. Confira o slide que contém o trecho vinculado. Se tudo deu certo, você verá que o número também foi alterado.

DIC A S INFO I 31

07.12.10 00:24:04


tabelas I objetos vinculados

CONTEÚDO DINÂMICO Veja como vincular tabelas do Excel e informações da web aos slides do PowerPoint

C

om frequência, os dados de uma tabela no Excel têm de ir para um slide do PowerPoint. E esses dados são atualizados periodicamente na planilha. Percorrer os slides um a um para refletir as mudanças no PowerPoint? Nem pensar. A saída mais prática é usar o recurso de tabelas dinâmicas. Essas tabelas usam dados localizados em outro arquivo e são renovadas sempre que ocorrem mudanças no original. Ou

seja, se você atualizar o valor de um item numa planilha de preços no Excel, por exemplo, essa mudança se reflete automaticamente na apresentação do PowePoint. Com a intermediação do Excel é possível até atualizar automaticamente dados disponíveis na internet, como a cotação do dólar. Neste tutorial, mostramos como usar o recurso de vinculação de dados com o Excel para manter seus arquivos sempre em dia.

COPIE OS DADOS Salve sempre antes Ao criar um vínculo numa apresentação para uma planilha, tenha o cuidado de salvar o trabalho no Excel antes. O vínculo pode não funcionar corretamente se esse procedimento não for observado.

30 I DI C AS IN FO

objetosVinculados-Mat08c.indd 30-31

Para incluir um pedaço ou toda uma planilha numa apresentação, abra a planilha, selecione o trecho e copie-o. Agora, no PowerPoint, acione Página Inicial > Colar > Colar Especial. Na tela Colar Especial, escolha Colar Vínculo e dê OK. A porção selecionada da planilha aparece em seu PowerPoint. A opção Colar Especial > Colar Vínculo é a solução para manter uma relação com a planilha original. Se esta for modificada, a apresentação refletirá automaticamente essa mudança. Salve os dois arquivos e feche a apresentação.

NÃO APAGUE NUNCA Para que os vínculos não se percam, você não pode renomear os arquivos de origem e/ou destino nem apagá-los. Se for necessário alterar seus nomes ou movêlos para outra pasta do disco, siga as instruções do passo Arquivo em Novo Local para alterar o endereço da origem no arquivo do PowerPoint. O restabelecimento do vínculo também deve ser feito se a apresentação e o arquivo relacionado forem movidos para outro computador.

VERIFIQUE O VÍNCULO Vale a pena confirmar se o vínculo funciona. Modifique um número na planilha. Salve e feche esse arquivo do Excel. Feito isso, abra novamente a apresentação. Durante a abertura, o PowerPoint emite um aviso de que há um vínculo e pergunta se você quer atualizá-lo. Clique em Atualizar Vínculos. Dessa forma, o PowerPoint lê os dados na planilha. Confira o slide que contém o trecho vinculado. Se tudo deu certo, você verá que o número também foi alterado.

DIC A S INFO I 31

07.12.10 00:24:04


MÉTODO MANUAL Se ao ler o alerta de vinculação do PowerPoint você decidir não atualizar os vínculos, não tem problema. Acione a guia Arquivo e selecione Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Esta opção fica no canto inferior direito da janela. Escolha o link desejado na lista e clique em Atualizar Agora e em Fechar.

DADOS IMPORTADOS No site do BC vamos usar a tabela com câmbio. Clique na seta ao lado dessa tabela para selecioná-la. Depois, clique no botão Importar. Dê OK na janela Importar Dados. A tabela que será exibida em seguida no Excel está vinculada àquela localizada no site do Banco Central. Digamos que você queira trabalhar com o valor do dólar para venda conforme as flutuações do dia. Esse valor está na célula B8 da planilha Plan1 no exemplo.

O FORMATO TAMBÉM MUDA Nunca se esqueça de que não são somente os dados que são atualizados na apresentação. Mudanças na formatação original, como fonte, cor e tamanho de fonte, cor de preenchimento, linhas de grade etc. também são refletidas no trabalho no PowerPoint e podem entrar em conflito com o layout da apresentação. Portanto, antes de fazer qualquer mudança drástica, é melhor considerar se não é o caso de desfazer o vínculo.

LIMPAR LINK ARQUIVO EM NOVO LOCAL Para que os vínculos entre os arquivos funcionem bem, recomenda-se que estejam na mesma pasta. Mas se você precisar deslocar um dos arquivos, ou os dois, o truque é fazer o seguinte: abra o PowerPoint e acione novamente Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Então, escolha o vínculo e clique em Alterar Origem. Indique a nova localização do arquivo. Observe um detalhe nessa tela. Quando o vínculo está selecionado, em seu rodapé é possível definir se a atualização dos dados ocorre de forma automática ou manual. Clique em Fechar.

LISTA DE PREÇOS É hora de construir a tabela. Vamos fazer isso em outra planilha. No nosso exemplo, criaremos uma lista de preços de produtos importados, cotados em dólar e em real. A fórmula para o valor em real será o produto do preço em dólar pela taxa de câmbio dólar/real. Como o valor básico escolhido é o dólar flutuante ao longo do dia, essa lista hipotética terá várias posições no horário comercial, estabilizando-se à noite e nos fins de semana.

TABELA NO POWERPOINT Para terminar, você pode copiar essa tabela de preços e inseri-la, com Colar Especial > Colar Vínculo, num slide do PowerPoint. Quando o valor do dólar se alterar no site do Banco Central, a planilha será atualizada e, com ela, a apresentação. Mas lembre-se de que a solução só funciona se você estiver conectado à internet e atualizar antes a planilha do Excel.

Sempre que arquivos que contêm objetos vinculados a outros são movidos ou renomeados o vínculo se quebra. Mas isso não é suficiente para sua remoção. No arquivo de destino permanecerá o link quebrado para o objeto no arquivo de origem. Para fazer uma limpeza completa, no arquivo que abriga o objeto disponível no arquivo original, clique em Arquivo e selecione Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Escolha o vínculo e clique em Quebrar Vínculo.

DADOS NA WEB Agora vamos imaginar que o dado que sofre atualização constante esteja na web. O Excel entra novamente em ação, agora como um elemento intermediário. Abra o programa. Numa planilha em branco, acione a guia Dados e clique na opção Da Web no grupo Obter Dados Externos. O Excel abre um browser interno. No campo de endereço desse navegador, digite a URL do site desejado. No exemplo que usamos, informamos o site do Banco Central.

32 I DI C AS IN FO

objetosVinculados-Mat08c.indd 32-33

DIC A S INFO I 33

07.12.10 00:24:20


MÉTODO MANUAL Se ao ler o alerta de vinculação do PowerPoint você decidir não atualizar os vínculos, não tem problema. Acione a guia Arquivo e selecione Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Esta opção fica no canto inferior direito da janela. Escolha o link desejado na lista e clique em Atualizar Agora e em Fechar.

DADOS IMPORTADOS No site do BC vamos usar a tabela com câmbio. Clique na seta ao lado dessa tabela para selecioná-la. Depois, clique no botão Importar. Dê OK na janela Importar Dados. A tabela que será exibida em seguida no Excel está vinculada àquela localizada no site do Banco Central. Digamos que você queira trabalhar com o valor do dólar para venda conforme as flutuações do dia. Esse valor está na célula B8 da planilha Plan1 no exemplo.

O FORMATO TAMBÉM MUDA Nunca se esqueça de que não são somente os dados que são atualizados na apresentação. Mudanças na formatação original, como fonte, cor e tamanho de fonte, cor de preenchimento, linhas de grade etc. também são refletidas no trabalho no PowerPoint e podem entrar em conflito com o layout da apresentação. Portanto, antes de fazer qualquer mudança drástica, é melhor considerar se não é o caso de desfazer o vínculo.

LIMPAR LINK ARQUIVO EM NOVO LOCAL Para que os vínculos entre os arquivos funcionem bem, recomenda-se que estejam na mesma pasta. Mas se você precisar deslocar um dos arquivos, ou os dois, o truque é fazer o seguinte: abra o PowerPoint e acione novamente Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Então, escolha o vínculo e clique em Alterar Origem. Indique a nova localização do arquivo. Observe um detalhe nessa tela. Quando o vínculo está selecionado, em seu rodapé é possível definir se a atualização dos dados ocorre de forma automática ou manual. Clique em Fechar.

LISTA DE PREÇOS É hora de construir a tabela. Vamos fazer isso em outra planilha. No nosso exemplo, criaremos uma lista de preços de produtos importados, cotados em dólar e em real. A fórmula para o valor em real será o produto do preço em dólar pela taxa de câmbio dólar/real. Como o valor básico escolhido é o dólar flutuante ao longo do dia, essa lista hipotética terá várias posições no horário comercial, estabilizando-se à noite e nos fins de semana.

TABELA NO POWERPOINT Para terminar, você pode copiar essa tabela de preços e inseri-la, com Colar Especial > Colar Vínculo, num slide do PowerPoint. Quando o valor do dólar se alterar no site do Banco Central, a planilha será atualizada e, com ela, a apresentação. Mas lembre-se de que a solução só funciona se você estiver conectado à internet e atualizar antes a planilha do Excel.

Sempre que arquivos que contêm objetos vinculados a outros são movidos ou renomeados o vínculo se quebra. Mas isso não é suficiente para sua remoção. No arquivo de destino permanecerá o link quebrado para o objeto no arquivo de origem. Para fazer uma limpeza completa, no arquivo que abriga o objeto disponível no arquivo original, clique em Arquivo e selecione Informações > Editar Vínculos Com Arquivos. Escolha o vínculo e clique em Quebrar Vínculo.

DADOS NA WEB Agora vamos imaginar que o dado que sofre atualização constante esteja na web. O Excel entra novamente em ação, agora como um elemento intermediário. Abra o programa. Numa planilha em branco, acione a guia Dados e clique na opção Da Web no grupo Obter Dados Externos. O Excel abre um browser interno. No campo de endereço desse navegador, digite a URL do site desejado. No exemplo que usamos, informamos o site do Banco Central.

32 I DI C AS IN FO

objetosVinculados-Mat08c.indd 32-33

DIC A S INFO I 33

07.12.10 00:24:20


vídeo I web

DIRETO DA WEB PARA O SLIDE FICOU MUITO MAIS FÁCIL INSERIR NOS SLIDES VÍDEOS DISPONÍVEIS NA INTERNET POR MARIA ISABEL MOREIRA

N

a versão 2007, o PowerPoint permite embutir vídeos nas apresentações. Mas para isso é necessário recorrer a alguns truques, e nem todo mundo conhece essas artimanhas ou está disposto a aprendê-las. Com a

popularidade dos vídeos na web e a demanda por vídeos nas apresentações, a Microsoft decidiu facilitar as coisas. A versão 2010 do programa deixa o recurso de inserção de vídeos da web bem à vista no menu para não deixar dúvidas.

INCORPORE O VÍDEO Selecione o slide onde deseja incluir o vídeo. Abra a guia Inserir e clique na seta do botãomenu Vídeo. Entre as opções que surgem, selecione Vídeo do Site. Com isso, abre-se a caixa Inserir Vídeo do Site. Tudo que você tem a fazer é inserir a URL do vídeo e clicar em Inserir. Se for um clipe do YouTube, por exemplo, você precisa ir à pagina do serviço, clicar no botão Incorporar e copiar o código que será apresentado.

CONFIRA O CONTEÚDO Quando você clica no botão Inserir, o espaço do vídeo embutido aparece no slide, mas não é possível visualizá-lo. Se quiser conferir como ficou sem ter de iniciar a apresentação, clique nesse espaço para que apareça a subguia Ferramentas de Vídeo. Clique no botão Executar. Você pode ajustar a janela do vídeo para o tamanho desejado ou arrastá-la para outro lugar do slide. Além de trabalhar com vídeos do YouTube, o recurso funciona com conteúdos de outros serviços que permitem a incorporação, entre eles o Vimeo (www.vimeo. com) e o Dailymotion (www.dailymotion.com/br).

34 I DI C AS I N FO

web-Mat09.indd 34

07.12.10 00:31:29


vídeos I formatação

NA ILHA DE EDIÇÃO Vídeos armazenados no computador podem ser editados no próprio PowerPoint POR CARLOS MACHADO E MARIA ISABEL MOREIRA

N

ão é de agora que é possível inserir vídeos armazenados no computador nas apresentações do PowerPoint. A novidade da versão 2010 é que ela traz recursos para quem quer valorizar o conteúdo que será exibido

nos slides. Os vídeos podem ser cortados e ganhar cor. Podem também receber correções de brilho e contraste e estilos diferenciados, antes só disponíveis para a exibição de fotos. Confira como usar esses recursos.

EDITE OS VÍDEOS Para incluir um vídeo que está em seu computador acione Inserir > Vídeo > Vídeo do Arquivo e indique o arquivo desejado. Para fazer um corte, clique no vídeo e em Ferramentas de Vídeo, clique na subguia Reprodução. Nessa faixa de opções, clique no botão Cortar Vídeo. O clipe é mostrado numa janela, onde você pode executá-lo em andamento normal ou fazê-lo avançar ou retroceder quadro a quadro. Desse modo, você pode localizar com precisão os pontos de início e término do trecho desejado. Arraste os marcadores — início, verde; fim, vermelho — para esses pontos e dê OK. Reveja o trecho para conferir a edição e conclua acionando OK. Mesmo depois do corte, você pode alterar a edição.

D I C AS I NFO I 35

formatac a o-Mat10.indd 35

07.12.10 00:33:08


COM NOVA COR Seu vídeo pode ganhar tons de sépia ou de qualquer cor que você queira. É só clicar em Cor no grupo Ajustar da guia Ferramentas de Vídeo > Formatar e escolher uma opção na galeria. Ou, então, clicar em Mais Variações para selecionar outra cor de sua preferência para tingir as imagens. Não gostou de nenhuma opção? Clique na primeira opção (Sem Recolorir) para retornar para o original.

COMPRIMINDO O VÍDEO

EMBUTIDO OU COM LINK? O PowerPoint insere os vídeos nas apresentações de duas maneiras: como um link ou como um objeto embutido. Por padrão, os vídeos de arquivos são integrados, de modo que se você distribuir a apresentação o vídeo vai junto. O problema dessa solução é que os arquivos da apresentação ficam muito pesados. Quando é inserido como um link, o vídeo não toma espaço na apresentação e o arquivo tende a ser menor. O inconveniente dessa solução é que o vídeo precisa estar no lugar indicado no momento da inserção para que possa ser executado. Para usar a inclusão de um link, na janela Inserir Vídeo, localize o arquivo e clique na seta ao lado do botão Inserir para escolher Vínculo ao Arquivo. Se o arquivo for movido de lugar você terá de refazer o vínculo para executá-lo. Vá a Arquivo > Informações e clique em Exibir Links para abrir a caixa de diálogo Vínculos e refazê-lo.

ESTILOS DE VÍDEO Os efeitos de curvamento da tela, normalmente aplicados a imagens estáticas, também valem para clipes de vídeo incorporados à apresentação. Inserido o clipe no slide, clique nele e, depois, na aba Ferramentas de Vídeo. No grupo de controles Estilos de Vídeo, clique no botão Mais (seta no canto inferior direito) e escolha uma das opções. Passe o ponteiro do mouse sobre as opções para ver uma previsão do efeito. Se quiser, use também os recursos disponíveis no botões Forma do Vídeo, Borda do Vídeo e Efeitos do Vídeo para incrementar ainda mais a janela de exibição do clipe.

ACERTOS DE BRILHO E CONTRASTE Os vídeos adicionados ao PowerPoint também podem ter brilho e contraste ajustados. Não é possível um acerto muito preciso, mas dá para aplicar um filtro para clarear uma imagem com pouca luz ou tornar escuras imagens muito claras. Para alterar brilho e contraste, clique no vídeo e em Ferramentas de Vídeo > Formatar, clique em Correções e escolha uma das opções da galeria de Brilho e Contraste.

36 I DI C AS IN FO

formatac a o-Mat10.indd 36-37

Se a inserção do vídeo deixou o arquivo da apresentação muito grande, você pode tentar comprimi-lo. Mas tenha em mente que seu clipe de vídeo pode sofrer perda de qualidade. Então, antes de realizar essa rotina, salve uma cópia da apresentação com outro nome para ter um arquivo com a qualidade original. Na guia Arquivo, selecione Informações e clique em Compactar Mídia. Escolha uma das três opções de qualidade disponíveis.

EFEITO DESBOTADO Que tal iniciar e/ou terminar a exibição do vídeo com um efeito de esmaecimento? O PowerPoint tem um recurso para isso. Em Ferramentas de Vídeo > Reprodução, no grupo Edição, marque em Fade In o tempo que deve durar o efeito no início do vídeo e em Fade Out a duração do efeito de esmaecimento no final do clipe de filme.

DIC A S INFO I 37

07.12.10 00:33:43


COM NOVA COR Seu vídeo pode ganhar tons de sépia ou de qualquer cor que você queira. É só clicar em Cor no grupo Ajustar da guia Ferramentas de Vídeo > Formatar e escolher uma opção na galeria. Ou, então, clicar em Mais Variações para selecionar outra cor de sua preferência para tingir as imagens. Não gostou de nenhuma opção? Clique na primeira opção (Sem Recolorir) para retornar para o original.

COMPRIMINDO O VÍDEO

EMBUTIDO OU COM LINK? O PowerPoint insere os vídeos nas apresentações de duas maneiras: como um link ou como um objeto embutido. Por padrão, os vídeos de arquivos são integrados, de modo que se você distribuir a apresentação o vídeo vai junto. O problema dessa solução é que os arquivos da apresentação ficam muito pesados. Quando é inserido como um link, o vídeo não toma espaço na apresentação e o arquivo tende a ser menor. O inconveniente dessa solução é que o vídeo precisa estar no lugar indicado no momento da inserção para que possa ser executado. Para usar a inclusão de um link, na janela Inserir Vídeo, localize o arquivo e clique na seta ao lado do botão Inserir para escolher Vínculo ao Arquivo. Se o arquivo for movido de lugar você terá de refazer o vínculo para executá-lo. Vá a Arquivo > Informações e clique em Exibir Links para abrir a caixa de diálogo Vínculos e refazê-lo.

ESTILOS DE VÍDEO Os efeitos de curvamento da tela, normalmente aplicados a imagens estáticas, também valem para clipes de vídeo incorporados à apresentação. Inserido o clipe no slide, clique nele e, depois, na aba Ferramentas de Vídeo. No grupo de controles Estilos de Vídeo, clique no botão Mais (seta no canto inferior direito) e escolha uma das opções. Passe o ponteiro do mouse sobre as opções para ver uma previsão do efeito. Se quiser, use também os recursos disponíveis no botões Forma do Vídeo, Borda do Vídeo e Efeitos do Vídeo para incrementar ainda mais a janela de exibição do clipe.

ACERTOS DE BRILHO E CONTRASTE Os vídeos adicionados ao PowerPoint também podem ter brilho e contraste ajustados. Não é possível um acerto muito preciso, mas dá para aplicar um filtro para clarear uma imagem com pouca luz ou tornar escuras imagens muito claras. Para alterar brilho e contraste, clique no vídeo e em Ferramentas de Vídeo > Formatar, clique em Correções e escolha uma das opções da galeria de Brilho e Contraste.

36 I DI C AS IN FO

formatac a o-Mat10.indd 36-37

Se a inserção do vídeo deixou o arquivo da apresentação muito grande, você pode tentar comprimi-lo. Mas tenha em mente que seu clipe de vídeo pode sofrer perda de qualidade. Então, antes de realizar essa rotina, salve uma cópia da apresentação com outro nome para ter um arquivo com a qualidade original. Na guia Arquivo, selecione Informações e clique em Compactar Mídia. Escolha uma das três opções de qualidade disponíveis.

EFEITO DESBOTADO Que tal iniciar e/ou terminar a exibição do vídeo com um efeito de esmaecimento? O PowerPoint tem um recurso para isso. Em Ferramentas de Vídeo > Reprodução, no grupo Edição, marque em Fade In o tempo que deve durar o efeito no início do vídeo e em Fade Out a duração do efeito de esmaecimento no final do clipe de filme.

DIC A S INFO I 37

07.12.10 00:33:43


QUANDO TOCAR AJUSTE O VOLUME Nem sempre o áudio de um vídeo é compatível com outros recursos de áudio da apresentação e podem causar desconforto na audiência. Uma maneira de resolver o problema de um áudio muito alto ou muito baixo é usar o controle de volume, situado na guia Ferramentas de Vídeo > Reprodução. O menu desse controle tem as opções Baixo, Médio, Alto e Sem Áudio, para o caso de você não desejar nenhum som durante a reprodução do vídeo.

Há várias maneiras de iniciar a reprodução do vídeo. Por padrão, eles são configurados para executar quando clicados, mas você pode alterar esse comportamento. Em Ferramentas de Vídeo > Reprodução, clique na lista drop-down ao lado de Iniciar e escolha Automaticamente para que comece a ser executado tão logo o slide em que está inserido seja exibido.

PASSE O MOUSE Gostaria de executar o vídeo simplesmente passando o mouse sobre ele? O truque é usar o comando Ação. Para fazer isso, no modo de exibição Normal, selecione Inserir > Ação para abrir a caixa de diálogo Configurar Ação. Clique na guia Selecionar Sem o Mouse. Clique em Ação do Objeto e selecione Executar na lista dropdown. Clique em OK ao concluir.

OCULTE OS CONTROLES Quer sumir com os controles de reprodução durante a apresentação? Na guia Apresentação de Slides, desmarque a opção Mostrar Controles de Mídia. O inconveniente é que você não poderá ajustar volume na hora da reprodução nem saltar para os pontos desejados usando os próprios marcadores. Pode ser melhor manter os controles aparentes e somente cuidar para tirar o mouse da janela de vídeo a fim de escondê-los durante a execução do clipe.

OBJETO DE DISPARO DEIXANDO MARCAS O vídeo é longo e você quer ir diretamente a um momento da reprodução? Sem problemas. É só fazer uma marcação no ponto desejado. Coloque o vídeo para rodar e quando chegar o ponto certo, clique no botão Adicionar Indicador, encontrado em Ferramentas de Vídeo > Formatar. Essa ação coloca uma pequena marca na barra de reprodução. Se necessário, repita a operação para marcar outros pontos de interesse. Durante a reprodução, você pode avançar para esses pontos clicando neles ou usando a combinação de teclas Alt + End para avançar ou Alt + Home para retroceder. Para remover um marcador, clique nele no controle de reprodução e, depois, em Remover Indicador na faixa de opções Reprodução.

AJUSTE A REPRODUÇÃO Na faixa de opção Ferramentas de Vídeo > Reprodução há uma série de caixas de marcação que podem ser usadas para definir a execução do vídeo. Marque, por exemplo, Executar em Tela Cheia se quiser que o vídeo ocupe toda a tela quando executado. Marcar Ocultar Quando Não Estiver em Execução se quiser esconder a moldura quando o vídeo não estiver sendo reproduzido. As opções Repetir Até Parar reproduz o vídeo incessantemente até que você mude para o próximo slide, enquanto Retroceder Após a Execução volta a exibir o primeiro quadro do vídeo quando o filme chega ao fim.

38 I DI C AS IN FO

formatac a o-Mat10.indd 38-39

É possível também usar um disparador para que o vídeo tenha início. Por exemplo, você pode colocar um clipart ou uma forma no slide e o vídeo começar quando clicar nessa forma. Para que isso funcione, o vídeo e o elemento disparador têm de estar no mesmo slide. Em seguida, escolha Animação > Painel de Animação. Você já verá no painel que surgirá uma animação para executar e pausar o vídeo. Selecione o vídeo e clique em Adicionar Animação > Executar. Surgirá a nova animação no painel. Clique na seta ao lado desse evento novo no painel de animação e selecione Intervalo. Na caixa de diálogo Executar Vídeo, clique em Gatilhos e marque Iniciar Efeito ao Clicar Em e, ao lado, selecione o objeto que você definiu que vai disparar o vídeo e clique em OK.

TENTE UM CLIPART Além de possibilitar a inserção de arquivos de vídeo armazenados no computador e o uso de filmes disponíveis na web, o PowerPoint oferece GIFs animados. Para acrescentar esses elementos nos slides, acione Inserir > Vídeo > Vídeo do Clip-Art para abrir o painel correspondente. Você pode procurar itens escolhendo o total de vídeos na área de visualização ou usar o campo de busca para fazer uma pesquisa. Se estiver conectado à internet, clique no link Encontre Mais no Office.com para conferir os clipes de vídeos que podem ser baixados da web.

DIC A S INFO I 39

07.12.10 00:34:09


QUANDO TOCAR AJUSTE O VOLUME Nem sempre o áudio de um vídeo é compatível com outros recursos de áudio da apresentação e podem causar desconforto na audiência. Uma maneira de resolver o problema de um áudio muito alto ou muito baixo é usar o controle de volume, situado na guia Ferramentas de Vídeo > Reprodução. O menu desse controle tem as opções Baixo, Médio, Alto e Sem Áudio, para o caso de você não desejar nenhum som durante a reprodução do vídeo.

Há várias maneiras de iniciar a reprodução do vídeo. Por padrão, eles são configurados para executar quando clicados, mas você pode alterar esse comportamento. Em Ferramentas de Vídeo > Reprodução, clique na lista drop-down ao lado de Iniciar e escolha Automaticamente para que comece a ser executado tão logo o slide em que está inserido seja exibido.

PASSE O MOUSE Gostaria de executar o vídeo simplesmente passando o mouse sobre ele? O truque é usar o comando Ação. Para fazer isso, no modo de exibição Normal, selecione Inserir > Ação para abrir a caixa de diálogo Configurar Ação. Clique na guia Selecionar Sem o Mouse. Clique em Ação do Objeto e selecione Executar na lista dropdown. Clique em OK ao concluir.

OCULTE OS CONTROLES Quer sumir com os controles de reprodução durante a apresentação? Na guia Apresentação de Slides, desmarque a opção Mostrar Controles de Mídia. O inconveniente é que você não poderá ajustar volume na hora da reprodução nem saltar para os pontos desejados usando os próprios marcadores. Pode ser melhor manter os controles aparentes e somente cuidar para tirar o mouse da janela de vídeo a fim de escondê-los durante a execução do clipe.

OBJETO DE DISPARO DEIXANDO MARCAS O vídeo é longo e você quer ir diretamente a um momento da reprodução? Sem problemas. É só fazer uma marcação no ponto desejado. Coloque o vídeo para rodar e quando chegar o ponto certo, clique no botão Adicionar Indicador, encontrado em Ferramentas de Vídeo > Formatar. Essa ação coloca uma pequena marca na barra de reprodução. Se necessário, repita a operação para marcar outros pontos de interesse. Durante a reprodução, você pode avançar para esses pontos clicando neles ou usando a combinação de teclas Alt + End para avançar ou Alt + Home para retroceder. Para remover um marcador, clique nele no controle de reprodução e, depois, em Remover Indicador na faixa de opções Reprodução.

AJUSTE A REPRODUÇÃO Na faixa de opção Ferramentas de Vídeo > Reprodução há uma série de caixas de marcação que podem ser usadas para definir a execução do vídeo. Marque, por exemplo, Executar em Tela Cheia se quiser que o vídeo ocupe toda a tela quando executado. Marcar Ocultar Quando Não Estiver em Execução se quiser esconder a moldura quando o vídeo não estiver sendo reproduzido. As opções Repetir Até Parar reproduz o vídeo incessantemente até que você mude para o próximo slide, enquanto Retroceder Após a Execução volta a exibir o primeiro quadro do vídeo quando o filme chega ao fim.

38 I DI C AS IN FO

formatac a o-Mat10.indd 38-39

É possível também usar um disparador para que o vídeo tenha início. Por exemplo, você pode colocar um clipart ou uma forma no slide e o vídeo começar quando clicar nessa forma. Para que isso funcione, o vídeo e o elemento disparador têm de estar no mesmo slide. Em seguida, escolha Animação > Painel de Animação. Você já verá no painel que surgirá uma animação para executar e pausar o vídeo. Selecione o vídeo e clique em Adicionar Animação > Executar. Surgirá a nova animação no painel. Clique na seta ao lado desse evento novo no painel de animação e selecione Intervalo. Na caixa de diálogo Executar Vídeo, clique em Gatilhos e marque Iniciar Efeito ao Clicar Em e, ao lado, selecione o objeto que você definiu que vai disparar o vídeo e clique em OK.

TENTE UM CLIPART Além de possibilitar a inserção de arquivos de vídeo armazenados no computador e o uso de filmes disponíveis na web, o PowerPoint oferece GIFs animados. Para acrescentar esses elementos nos slides, acione Inserir > Vídeo > Vídeo do Clip-Art para abrir o painel correspondente. Você pode procurar itens escolhendo o total de vídeos na área de visualização ou usar o campo de busca para fazer uma pesquisa. Se estiver conectado à internet, clique no link Encontre Mais no Office.com para conferir os clipes de vídeos que podem ser baixados da web.

DIC A S INFO I 39

07.12.10 00:34:09


fotografia I recursos

MAIS DO QUE INSERIR FOTOS O PowerPoint recorta, corrige imperfeições, aplica filtros e até retira fundo das imagens

A

s imagens ganharam novas e melhores ferramentas de edição no na versão 2010 do PowerPoint. Além dos estilos, das molduras e dos ajustes que já estavam presentes na versão 2007, o software agora encarrega-se de

recortar o fundo das fotografias e de aplicar filtros com efeitos diferenciados, dispensando em muitos casos o uso de outros programas para edição e tratamento de imagens. Vamos ver como esses recursos funcionam.

ACERTO NA COR É possível também calibrar as cores da imagem, abrindo o painel Cor. Por ele, é possível ajustar o nível de saturação, o tom da cor e recolorir a foto. O processo de aplicação do ajuste é o mesmo de Correções: um clique. Ainda no painel Cor, dá para experimentar outras tonalidades, acionando o item Mais Variações. Com a ferramenta Definir Cor Transparente, clicamos nos pixels para tirar a cor. O ajuste fino é tarefa de Opções de Cor da Imagem e dos controles deslizantes da caixa Formatar Imagem.

FOTO NO SLIDE Há duas maneiras de inserir imagens no PowerPoint. Uma delas é clicar no ícone correspondente (Inserir Imagem do Arquivo) no espaço reservado do slide. Outra é abrir a guia Inserir e clicar em Imagem. Nos dois casos, deve-se procurar em seguida o arquivo armazenado no computador.

9 8 7 6

NITIDEZ, BRILHO E CONTRASTE Clique na imagem inserida para que apareça a guia Ferramentas de Imagem. Na subguia Formatar, acione Correções. Pelo painel, ajuste nitidez, brilho e contraste. Passe o ponteiro do mouse sobre as opções para ver o resultado no slide e clique na que ficou melhor para aplicá-la. Caso as opções predefinidas não sejam suficientes, clique em Opções de Correção de Imagem. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, mova os ponteiros deslizantes para fazer o ajuste fino. Se gostou do resultado, clique em Fechar. Se ficou ruim, acione Redefinir para voltar à forma original.

40 I DI C AS IN FO

recursos-Mat11.indd 40-41

5 4 3 2 1 0

EFEITOS ARTÍSTICOS Quem usa ferramentas de edição fotográfica conhece bem os filtros artísticos. Eles modificam as imagens, dando-lhes a aparência de fotos granuladas, aquarelas, quadros pintados a pincel, paisagem vista através de um vidro enrugado, e assim por diante. Esses efeitos estão agora disponíveis no PowerPoint. Para usá-los, selecione a foto e, na guia Ferramentas de Imagem, acione Efeitos Artísticos. Abre-se um painel do tipo cortina. Passe o cursor do mouse sobre as opções para ver uma previsão do efeito. Clique na que achar mais interessante para aplicá-la à imagem. Vá em Opções de Efeitos Artísticos na parte inferior da galeria de efeitos para ter acesso às ferramentas de ajuste mais precisos. Arrependeu-se da escolha e quer voltar à imagem original? Clique em Efeitos Artísticos outra vez e escolha a primeira opção (Nenhum) ou clique no botão Redefinir, no grupo Ajustar.

DIC A S INFO I 41

07.12.10 00:35:16


fotografia I recursos

MAIS DO QUE INSERIR FOTOS O PowerPoint recorta, corrige imperfeições, aplica filtros e até retira fundo das imagens

A

s imagens ganharam novas e melhores ferramentas de edição no na versão 2010 do PowerPoint. Além dos estilos, das molduras e dos ajustes que já estavam presentes na versão 2007, o software agora encarrega-se de

recortar o fundo das fotografias e de aplicar filtros com efeitos diferenciados, dispensando em muitos casos o uso de outros programas para edição e tratamento de imagens. Vamos ver como esses recursos funcionam.

ACERTO NA COR É possível também calibrar as cores da imagem, abrindo o painel Cor. Por ele, é possível ajustar o nível de saturação, o tom da cor e recolorir a foto. O processo de aplicação do ajuste é o mesmo de Correções: um clique. Ainda no painel Cor, dá para experimentar outras tonalidades, acionando o item Mais Variações. Com a ferramenta Definir Cor Transparente, clicamos nos pixels para tirar a cor. O ajuste fino é tarefa de Opções de Cor da Imagem e dos controles deslizantes da caixa Formatar Imagem.

FOTO NO SLIDE Há duas maneiras de inserir imagens no PowerPoint. Uma delas é clicar no ícone correspondente (Inserir Imagem do Arquivo) no espaço reservado do slide. Outra é abrir a guia Inserir e clicar em Imagem. Nos dois casos, deve-se procurar em seguida o arquivo armazenado no computador.

9 8 7 6

NITIDEZ, BRILHO E CONTRASTE Clique na imagem inserida para que apareça a guia Ferramentas de Imagem. Na subguia Formatar, acione Correções. Pelo painel, ajuste nitidez, brilho e contraste. Passe o ponteiro do mouse sobre as opções para ver o resultado no slide e clique na que ficou melhor para aplicá-la. Caso as opções predefinidas não sejam suficientes, clique em Opções de Correção de Imagem. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, mova os ponteiros deslizantes para fazer o ajuste fino. Se gostou do resultado, clique em Fechar. Se ficou ruim, acione Redefinir para voltar à forma original.

40 I DI C AS IN FO

recursos-Mat11.indd 40-41

5 4 3 2 1 0

EFEITOS ARTÍSTICOS Quem usa ferramentas de edição fotográfica conhece bem os filtros artísticos. Eles modificam as imagens, dando-lhes a aparência de fotos granuladas, aquarelas, quadros pintados a pincel, paisagem vista através de um vidro enrugado, e assim por diante. Esses efeitos estão agora disponíveis no PowerPoint. Para usá-los, selecione a foto e, na guia Ferramentas de Imagem, acione Efeitos Artísticos. Abre-se um painel do tipo cortina. Passe o cursor do mouse sobre as opções para ver uma previsão do efeito. Clique na que achar mais interessante para aplicá-la à imagem. Vá em Opções de Efeitos Artísticos na parte inferior da galeria de efeitos para ter acesso às ferramentas de ajuste mais precisos. Arrependeu-se da escolha e quer voltar à imagem original? Clique em Efeitos Artísticos outra vez e escolha a primeira opção (Nenhum) ou clique no botão Redefinir, no grupo Ajustar.

DIC A S INFO I 41

07.12.10 00:35:16


FAÇA O CORTE Um recurso prático do Office 2010 é o de fazer ajustes nas imagens importadas em documentos, planilhas ou apresentações. Para isso, clique na imagem inserida, acesse a guia Ferramentas de Imagem e pressione Cortar. Note que os marcadores dos cantos da imagem mudam. Clique neles e arraste-os para marcar os locais nos quais a foto será cortada. Depois de fazer o enquadramento, é só clicar fora da área da imagem para que a operação seja efetuada. Um ponto importante: a imagem não é modificada, mesmo na cópia criada no aplicativo do Office. Assim, é possível desfazer o corte a qualquer momento, assim como mudar a porção visível da imagem, clicando nela e depois no botão Cortar.

COMBINE COM SMARTART No grupo Estilos da Imagem há outro recurso interessante, que permite combinar a foto com um elemento SmartArt. Clique em Layout de Imagem para abrir a galeria. Escolha um modelo e digite o texto na área correspondente. Note que surge a guia Ferramentas de SmartArt. Na subguia Design, pelo painel Layouts, você pode explorar outras combinações de imagem e forma.

RECORTE COM FORMA É possível também dar forma ao recorte das imagens. Vá em Cortar > Cortar Para Demarcar Forma e escolha uma figura na galeria que aparecerá. Há uma boa variedade delas. Outra opção de corte é usar uma taxa de proporção predefinida. Neste caso, basta selecionar a opção no menu Corte e selecionar uma proporção. O PowerPoint desenha a área de corte. Aí é só clicar e arrastar a imagem em qualquer direção para definir a área que será mantida dentro da proporção escolhida.

INCREMENTE O DESENHO Na galeria Estilos de SmartArt, turbinamos o modelo escolhido até com efeitos 3D. Agora, na subguia Formatar, podemos alterar, aumentar ou diminuir a forma. É possível também mudar seu estilo, selecionar novas cores e modificar o estilo de WordArt.

MAIS RECURSOS O PowerPoint oferece ainda outras ferramentas para valorizar as imagens inseridas no slides. Pelo grupo Estilos de Imagem, podemos aplicar um efeito de sombra, por exemplo. Em Borda da Imagem, aplicamos uma linha de borda colorida. Já em Efeitos de Imagem, produzimos alterações, como uma distorção na diagonal.

42 I DI C AS IN FO

recursos-Mat11.indd 42-43

DENTRO DO DIAGRAMA Alguns SmartArts aceitam a inclusão de fotos. Clique com o botão direito no espaço para imagem e escolha Formatar Forma. Na tela seguinte, marque Preenchimento com Imagem ou Textura. Você pode escolher uma textura ou clicar em Arquivo para trazer uma foto para o SmartArt.

DIC A S INFO I 43

07.12.10 00:35:31


FAÇA O CORTE Um recurso prático do Office 2010 é o de fazer ajustes nas imagens importadas em documentos, planilhas ou apresentações. Para isso, clique na imagem inserida, acesse a guia Ferramentas de Imagem e pressione Cortar. Note que os marcadores dos cantos da imagem mudam. Clique neles e arraste-os para marcar os locais nos quais a foto será cortada. Depois de fazer o enquadramento, é só clicar fora da área da imagem para que a operação seja efetuada. Um ponto importante: a imagem não é modificada, mesmo na cópia criada no aplicativo do Office. Assim, é possível desfazer o corte a qualquer momento, assim como mudar a porção visível da imagem, clicando nela e depois no botão Cortar.

COMBINE COM SMARTART No grupo Estilos da Imagem há outro recurso interessante, que permite combinar a foto com um elemento SmartArt. Clique em Layout de Imagem para abrir a galeria. Escolha um modelo e digite o texto na área correspondente. Note que surge a guia Ferramentas de SmartArt. Na subguia Design, pelo painel Layouts, você pode explorar outras combinações de imagem e forma.

RECORTE COM FORMA É possível também dar forma ao recorte das imagens. Vá em Cortar > Cortar Para Demarcar Forma e escolha uma figura na galeria que aparecerá. Há uma boa variedade delas. Outra opção de corte é usar uma taxa de proporção predefinida. Neste caso, basta selecionar a opção no menu Corte e selecionar uma proporção. O PowerPoint desenha a área de corte. Aí é só clicar e arrastar a imagem em qualquer direção para definir a área que será mantida dentro da proporção escolhida.

INCREMENTE O DESENHO Na galeria Estilos de SmartArt, turbinamos o modelo escolhido até com efeitos 3D. Agora, na subguia Formatar, podemos alterar, aumentar ou diminuir a forma. É possível também mudar seu estilo, selecionar novas cores e modificar o estilo de WordArt.

MAIS RECURSOS O PowerPoint oferece ainda outras ferramentas para valorizar as imagens inseridas no slides. Pelo grupo Estilos de Imagem, podemos aplicar um efeito de sombra, por exemplo. Em Borda da Imagem, aplicamos uma linha de borda colorida. Já em Efeitos de Imagem, produzimos alterações, como uma distorção na diagonal.

42 I DI C AS IN FO

recursos-Mat11.indd 42-43

DENTRO DO DIAGRAMA Alguns SmartArts aceitam a inclusão de fotos. Clique com o botão direito no espaço para imagem e escolha Formatar Forma. Na tela seguinte, marque Preenchimento com Imagem ou Textura. Você pode escolher uma textura ou clicar em Arquivo para trazer uma foto para o SmartArt.

DIC A S INFO I 43

07.12.10 00:35:31


IMAGENS SEM FUNDO

SLIDE VIRA IMAGEM Os slides da apresentação podem ser facilmente convertidos em imagens. Tudo o que você tem a fazer é acionar a guia Arquivo > Salvar e Enviar > Alterar Tipo do Arquivo. Sob a área Tipo de Arquivo de Imagem, selecione uma das opções (JPG, indicado para a web, ou PNG, mais apropriado à impressão). Depois, clique em Salvar Como. Mude o nome e o local se for do seu interesse. Em seguida, o PowerPoint perguntará se você deseja exportar todos os slides ou apenas o atual. Se você escolher a primeira opção, será informado que foi criada uma pasta e que cada slide corresponde a um arquivo armazenado nela.

Entre os novos efeitos do PowerPoint 2010, outro destaque é a remoção do fundo de imagens. Ele é perfeito para documentos ou apresentações nas quais o texto deve ficar junto ao elemento principal da foto. Quem já teve de fazer isso provavelmente utilizou um editor de imagens para cortar o fundo. Para fazer a remoção do fundo de uma imagem, clique nela, acesse a guia Ferramentas de Imagem e pressione Remover Plano de Fundo. O Office tenta detectar inicialmente as seções de fundo da imagem. Aumente ou reduza o retângulo para delinear a área que contém a figura principal da imagem. Se isso não funcionar, pressione Marcar Áreas para Manter e clique em pontos da figura central que não tiverem sido detectados pela ferramenta, até que ela inclua essa seção da imagem na área a ser mantida. O botão Marcar Áreas para Remover faz o oposto, eliminando seções do fundo que foram mantidas erroneamente. Depois de obter um corte aceitável, pressione Aplicar, e pronto.

CAPTURE TELAS NO POWERPOINT No PowerPoint 2010 há um comando específico para adicionar telas capturadas às apresentações. Selecione um slide e comande Inserir > Instantâneo. O programa abre o painel Janelas Disponíveis, que mostra as miniaturas de todas as janelas abertas no micro, exceto a do próprio PowerPoint. Clique numa delas: a tela é capturada e inserida automaticamente no slide ativo. Também é possível capturar somente uma parte da tela. Para isso, deixe aberta somente a janela desejada. Em seguida, no painel Janelas Disponíveis, clique no item Recorte de Tela. Com o mouse, marque a porção desejada de tela, que é transferida para o slide.

IMAGENS COMPACTADAS O PowerPoint também oferece um recurso que permite comprimir as imagens da apresentação de uma única vez, reduzindo a resolução de acordo com o tipo de saída desejada. Para fazer isso, clique na ferramenta Compactar Imagens no grupo Ajustar. Na caixa de diálogo correspondente, você poderá definir se a compressão deverá ser aplicada a todas as imagens ou apenas à foto selecionada. Logo abaixo, deverá escolher uma das opções disponíveis de acordo com a saída que pretende. Para impressão, o PowerPoint mantém a maior resolução, mas o arquivo ficará maior. A opção para envio por e-mail é a que mais degrada a resolução, mas gera os arquivos menores. A opção Usar Resolução do Documento faz com que coincida a resolução das imagens à resolução padrão definida nas opções do PowerPoint (Arquivo > Opções > Avançado).

44 I DI DIC C AS I NFO N FO

recursos-Mat11.indd 44

07.12.10 00:35:51


fotos I álbum

REÚNA TODAS AS FOTOGRAFIAS Nova versão incorpora ferramenta para a criação rápida de álbuns de fotos POR MARIA ISABEL MOREIRA

O

PowerPoint não é só para produzir palestras, demonstrações, aulas e trabalhos escolares. Depois de voltar das férias você também pode usar a ferramenta da Microsoft para criar um álbum digital para exibir os melhores momentos das suas viagens ou os detalhes mais emocionantes da festa ou do

último encontro com os amigos. Desde a versão 2007, o PowerPoint tem um recurso bem interessante para gerar álbuns de fotos. Depois de pronto, ele pode ser enviado por CD ou e-mail, ser passado em qualquer DVD player ou mesmo compartilhado na web por meio dos serviços de armazenamento de apresentações.

ESCOLHA AS FOTOS Você pode partir de uma apresentação em branco, usar um tema ou, então, aproveitar os modelos de slides — há modelos específicos para a criação de álbuns de fotos. Para iniciar um álbum, clique na guia Inserir e selecione o comando Álbum de Fotografias. A janela Álbum de Fotografias reúne as ferramentas básicas para o projeto. Em primeiro lugar, clique no botão Arquivo/Disco. Selecione a pasta e as fotos que quer incluir e clique em Inserir na janela Inserir Novas Imagens. Use a tecla Ctrl para selecionar um conjunto de fotos.

© FOTO STEPHEN CO

a lbum-Mat13.indd 45

D I C AS I NFO I 45

07.12.10 00:36:48


RESERVADO PARA TEXTOS Tem muito a dizer sobre a viagem? O PowerPoint permite a inserção de um ou mais slides de textos. É só posicionar o mouse no slide que deve anteceder o slide de texto e clicar no botão Nova Caixa de Texto. Não se preocupe muito em ser exagerado ou econômico no uso desse recurso. Depois do álbum criado você poderá excluir esses slides ou duplica-los facilmente, clicando com o botão direito do mouse em sua miniatura no painel de slides.

QUAL É O LAYOUT? Por padrão, o PowerPoint ajusta as imagens ao slide, mas é possível alterar essa definição. É só modificar o layout das fotos no menu correspondente. O PowerPoint oferece opções para apresentar uma, duas ou quatro fotos por slide — e as mesmas opções de número de fotos com a inclusão de títulos. Quando se sai da definição padrão de layout é possível selecionar também o formato da moldura das fotos (retângulo, retângulo arredondado, retângulo de bordas suaves etc.) no menu drop-down correspondente e ainda definir um tema para a borda dessa moldura. Para isso, é só clicar em Procurar e escolher o tema desejado.

COM OU SEM LEGENDA A opção de legenda fica disponível apenas quando um layout de foto é selecionado. Marque-a se quiser acrescentar rótulos a cada uma das fotos. Por definição, o PowerPoint usa o nome do arquivo como legenda. Posteriormente, as legendas podem ser editadas facilmente. Basta clicar sobre elas depois que o álbum estiver montado e digitar um novo texto no lugar.

TUDO EM PRETO E BRANCO O PowerPoint oferece um jeito fácil de transformar todas as fotos em imagens em preto e branco. Se você gosta da sofisticação das imagens em PB, marca a caixa TODAS as Fotografias em Preto e Branco. É uma maneira bem mais rápida do que passar uma a uma as fotos para esse formato depois do álbum criado. O recurso seria mais interessante se permitisse a aplicação do filtro em imagens selecionadas.

46 I DI C AS IN FO

a lbum-Mat13.indd 46-47

NA ORDEM DESEJADA As fotos são importadas na ordem em que aparecem na janela Inserir Novas Imagens. Mude a forma de exibição nessa janela, caso seja do seu interesse. Se você já tiver importado as imagens para o álbum e quiser alterar a ordem em que serão exibidas, clique em uma ou mais imagens e use os botões para cima ou para baixo para movimentá-las na lista. Para remover uma imagem, clique nela e, depois, em Remover.

FAÇA AJUSTES O PowerPoint oferece alguns recursos para o aprimoramento das fotos diretamente nos slides. Mas você pode fazer alguns acertos nas imagens antes mesmo de criar o álbum. Selecione a foto que precisa do retoque e clique nos botões abaixo da área de visualização para girá-la, aumentar ou diminuir o contraste ou ainda reduzir ou intensificar o brilho. Quando todos os ajustes estiverem prontos, clique em Criar.

DIC A S INFO I 47

07.12.10 00:37:38


RESERVADO PARA TEXTOS Tem muito a dizer sobre a viagem? O PowerPoint permite a inserção de um ou mais slides de textos. É só posicionar o mouse no slide que deve anteceder o slide de texto e clicar no botão Nova Caixa de Texto. Não se preocupe muito em ser exagerado ou econômico no uso desse recurso. Depois do álbum criado você poderá excluir esses slides ou duplica-los facilmente, clicando com o botão direito do mouse em sua miniatura no painel de slides.

QUAL É O LAYOUT? Por padrão, o PowerPoint ajusta as imagens ao slide, mas é possível alterar essa definição. É só modificar o layout das fotos no menu correspondente. O PowerPoint oferece opções para apresentar uma, duas ou quatro fotos por slide — e as mesmas opções de número de fotos com a inclusão de títulos. Quando se sai da definição padrão de layout é possível selecionar também o formato da moldura das fotos (retângulo, retângulo arredondado, retângulo de bordas suaves etc.) no menu drop-down correspondente e ainda definir um tema para a borda dessa moldura. Para isso, é só clicar em Procurar e escolher o tema desejado.

COM OU SEM LEGENDA A opção de legenda fica disponível apenas quando um layout de foto é selecionado. Marque-a se quiser acrescentar rótulos a cada uma das fotos. Por definição, o PowerPoint usa o nome do arquivo como legenda. Posteriormente, as legendas podem ser editadas facilmente. Basta clicar sobre elas depois que o álbum estiver montado e digitar um novo texto no lugar.

TUDO EM PRETO E BRANCO O PowerPoint oferece um jeito fácil de transformar todas as fotos em imagens em preto e branco. Se você gosta da sofisticação das imagens em PB, marca a caixa TODAS as Fotografias em Preto e Branco. É uma maneira bem mais rápida do que passar uma a uma as fotos para esse formato depois do álbum criado. O recurso seria mais interessante se permitisse a aplicação do filtro em imagens selecionadas.

46 I DI C AS IN FO

a lbum-Mat13.indd 46-47

NA ORDEM DESEJADA As fotos são importadas na ordem em que aparecem na janela Inserir Novas Imagens. Mude a forma de exibição nessa janela, caso seja do seu interesse. Se você já tiver importado as imagens para o álbum e quiser alterar a ordem em que serão exibidas, clique em uma ou mais imagens e use os botões para cima ou para baixo para movimentá-las na lista. Para remover uma imagem, clique nela e, depois, em Remover.

FAÇA AJUSTES O PowerPoint oferece alguns recursos para o aprimoramento das fotos diretamente nos slides. Mas você pode fazer alguns acertos nas imagens antes mesmo de criar o álbum. Selecione a foto que precisa do retoque e clique nos botões abaixo da área de visualização para girá-la, aumentar ou diminuir o contraste ou ainda reduzir ou intensificar o brilho. Quando todos os ajustes estiverem prontos, clique em Criar.

DIC A S INFO I 47

07.12.10 00:37:38


HORA DA EDIÇÃO

SEM CONVERSAR COM A CÂMERA O PowerPoint evoluiu muito na edição 2007 e está ainda melhor na 2010. Mas um recurso das versões antigas continua ausente. O comando para inserção de imagens diretamente de câmeras digitais e scanners sumiu e não reapareceu na nova edição. Ou seja, quem quer aproveitar material que está nesses dispositivos é obrigado a armazená-los antes no computador. Depois, clicar sobre o botão Imagem no grupo Ilustrações da guia Inserir, selecionar a imagem e clicar em Inserir.

48 I DI DIC C AS I NFO N FO

a lbum-Mat13.indd 48

Uma vez concluída a etapa inicial, é o momento de incrementar o álbum. Todos os projetos levam, inicialmente, o nome Álbum de Fotografias e têm como autor o nome registrado como proprietário da licença do Office em uso. Mas esses dois itens podem ser editados. Clique no nome do projeto e digite o nome desejado. Se preferir mudar a cor, o estilo, a fonte e o tamanho da fonte, clique na guia Página Inicial e selecione as opções desejadas no grupo Fonte. Faça o mesmo para alterar o autor e as legendas das fotos se tiver optado anteriormente por incluir esse elemento.

FOTOS COM UM TOQUE A MAIS Não é conveniente misturar muitos estilos, efeitos e bordas diferentes sob o risco de comprometer a harmonia do álbum. Mas se você quiser fazer algumas modificações no trabalho pode explorar todos os recursos de formatação da imagem disponíveis no programa. Para ver como usá-los, consulte Mais do que Inserir Fotos, na página 40.

APRIMORAMENTO Se quiser incrementar ainda mais o projeto, inclua efeitos de transição, animações, sons e outros elementos. Se tiver incluído caixas de texto, é hora de abrir os slides correspondentes, clicar nas caixas de texto e inserir o conteúdo desejado. Quer fazer alguma alteração em todo o álbum? É simples. Basta abrir a guia Inserir, clicar na parte inferior do botão Álbum de Fotografias para abrir o menu e selecionar Editar Álbum de Fotografias. De volta à caixa de diálogo inicial, é possível fazer qualquer mudança que julgar necessária nas opções iniciais e clicar em Atualizar para concluir.

© ILUSTRAÇÃO OVE TØPFER

07.12.10 00:37:07


áudio I clipes

APERTE O PLAY ! É possível inserir trilha sonora e clipes de som em toda a apresentação ou em slides específicos POR LUCIA REGGIANI

O

bom senso recomenda moderação na hora de acrescentar recursos de som às apresentações. Muitas vezes, no entanto, o áudio cai bem ou até mesmo é a solução indicada. E usar os recursos de áudio do PowerPoint não é nada complicado. Confira a seguir como proceder.

50 I DI C AS I N FO

clipes-Mat14.indd 50

© ILUSTRAÇÃO BARTEK AMBROZIK

07.12.10 00:39:30


INSIRA UM CLIPE Incluir áudio no PowerPoint 2010 é bem simples. No nosso exemplo, acrescentaremos um som à imagem do telefone. Acione a guia Inserir e clique em Áudio. No menu, escolha Áudio de Clip-Art e, no painel que se abre, clique em Telefone. Surgem um alto-falante, os controles de execução e a guia Ferramentas de Áudio.

QUANDO ENTRAR Abra a subguia Reprodução da guia Ferramentas de Áudio. Em Iniciar, escolha Automaticamente, para o som tocar assim que o slide for exibido. Se quiser que toque mais de uma vez, marque a caixa Repetir até Parar. A repetição só será interrompida com um clique no slide. Acione Executar para avaliar o resultado e o volume.

AJUSTE O SOM O volume de som pode ser ajustado tanto pelas opções da guia Reprodução quanto pelos controles do slide. Se não quiser que o ícone do alto-falante seja exibido, marque a caixa Ocultar Durante a Apresentação.

D I C AS I NFO I 51

clipes-Mat14.indd 51

07.12.10 00:39:40


COM A VOZ DO DONO Se em vez de colocar uma música você quiser acrescentar um comentário ao slide, na mesma guia Inserir > Áudio selecione a opção Gravar Áudio. Tudo que você tem a fazer é apertar o botão de gravação e começar a falar. Depois é só clicar em Play para conferir.

ACRESCENTE UM ARQUIVO Caso você queira tocar música durante toda a apresentação, selecione o primeiro slide. Na guia Inserir, escolha Áudio do Arquivo. Indique o arquivo. Depois, na subguia Reprodução, caixa Iniciar, escolha Executar Entre Slides.

SOMENTE UM TRECHO Quando a música é mais longa do que o necessário, dá para cortar um trecho. Para isso, acione Cortar Áudio. Na caixa de diálogo, arraste o marcador verde para definir o início, e o marcador vermelho, para determinar o fim. Clique em OK.

EFEITO FADE A música pode começar baixinho, aumentar o volume gradativamente e ir baixando no final. Para fazer isso, alteramos a Duração do Esmaecimento. Em Fade In, definimos o tempo do aumento gradual de volume na entrada do som, e, em Fade Out, o tempo de redução do volume no final da música.

52 I DI DIC C AS I NFO N FO

clipes-Mat14.indd 52

07.12.10 00:39:48


áudio I narração

MICROFONE NA MÃO Recurso de narração é uma boa quando a apresentação não é ao vivo POR MARIA ISABEL MOREIRA

A

s imagens, os gráficos e os textos inseridos nos slides do PowerPoint orientam a audiência para os pontos importantes do trabalho, mas dificilmente dão conta de explicar tudo. Normalmente, os palestrantes usam os slides apenas como base para suas exposições. Mas o que acontece quando a apresentação não é ao vivo? A melhor maneira de passar o recado é gravar a narração. Assim, à medida que avançam nos slides as pessoas podem ouvir os comentários e as explanações. A única condição para usar o recurso de narração é ter acoplado um microfone ao computador. O PowerPoint 2010 inclui

recursos novos de gravação. Além de registrar a voz, agora é possível gravar também tempos de animação e transição e os movimentos do apontador a laser, tudo para tornar o arquivo que será distribuído ainda mais próximo de uma apresentação real.

O QUE GRAVAR Para incluir uma narração, abra a guia Apresentação de Slides e clique em Gravar Narração (no botão, não na seta). O programa apresenta uma caixa de diálogo para que você marque o que deseja gravar: tempos de slide e animação e/ou narração e apontador a laser. Deixe tudo marcado para gravar todos esses recursos. Clique em Iniciar Gravação.

© ILUSTRAÇÃO ILKER

narrac a o-Mat15.indd 53

D I C AS I NFO I 53

07.12.10 00:43:09


COMECE A NARRAR O slide abre no modo de apresentação e você verá o marcador do tempo no canto superior esquerdo da tela. Comece a falar como se estivesse fazendo a apresentação ao vivo, avançando slide a slide e disparando as eventuais animações inseridas em cada um deles. Quando concluir a narração, o PowerPoint muda a exibição para o modo Classificação de Slides.

REPETIR UM SLIDE Se durante a gravação de um slide você perceber que errou ou se esqueceu de algo importante e quiser refazê-lo naquele momento é só clicar no botão Repetir e recomeçar a exposição do conteúdo daquele slide. Se tiver de fazer uma pausa por algum motivo, use o botão correspondente nesse controle e retome depois clicando em Continuar a Gravação.

REGRAVAR UM SLIDE

NOVA COR DO APONTADOR Por padrão, o apontador a laser do PowerPoint tem a cor vermelha. Dependendo do plano de fundo do seu slide, pode ser interessante alterar essa definição. Na guia Apresentação de Slides, clique em Configurar Apresentação de Slides e mude a definição em Cor do Apontador Laser. Há outras duas cores disponíveis — verde e azul.

REMOVA NARRAÇÕES Vamos supor que você decidiu deixar um slide sem narração ou, então, salvou uma cópia do trabalho e quer remover dessa cópia o áudio explicativo. Acesse mais uma vez Apresentação de Slides > Gravar Narração e escolha Limpar. O PowerPoint oferece a possibilidade de remover a narração de todos os slides ou somente do slide que está selecionado e ainda permite eliminar a cronometragem de toda a apresentação ou somente do slide corrente.

É difícil acertar de primeira. Depois de gravar e ouvir sua gravação você pode perceber que não abordou muito bem os pontos de um slide ou gaguejou muito, por exemplo. Mesmo depois de toda a narração ter sido feita é possível regravar um slide. No modo de exibição Normal, selecione o slide desejado, acione a guia Apresentação de Slides, clique em Gravar Narração e selecione a opção Iniciar Gravação do Slide Atual. Clique em Iniciar Gravação e comece a narrar. Se tiver de regravar o seguinte, avance para ele e continue a gravar. Caso deseje interromper a narração, pressione ESC. Use o mesmo recurso caso insira novos slides na apresentação depois de a gravação ter sido feita.

CONFIRA SEM EXECUTAR Não é preciso estar no modo de apresentação de slides para ouvir a narração registrada. No modo de visualização normal também dá para conferir como ficou o trabalho. Simplesmente clique no ícone do altofalante para habilitar a subguia Ferramentas de Som. Em seguida, clique no botão Visualizar.

NO MODO QUIOSQUE COM APONTADOR Novidade no PowerPoint, a narração pode agora incluir movimentos do apontador a laser. Isso significa que se você quiser chamar a atenção para detalhes do slide, poderá fazê-lo e incluir essa marcação na narração. Usá-lo é bem simples. Mantenha a tecla Ctrl pressionada enquanto clica com o mouse sobre o slide. Se você mantiver o botão do mouse pressionado poderá até deslocar o apontador pelo slide.

54 I DI C AS IN FO

narrac a o-Mat15.indd 54-55

O modo de narração é muito útil também quando a apresentação do PowerPoint será utilizada em um quiosque. Acione Apresentação de Slides > Configurar Apresentação de Slides e marque Apresentada Em Um Quiosque (Tela Inteira). Se você definir esse modo de apresentação de autoexecução, as pessoas não poderão alterar o arquivo nem estarão aptas a usar a maioria dos controles. É recomendável, portanto, adotar intervalos de slides e lançar mão de botões de ação e hiperlinks para permitir a navegação. As apresentações em modo de quiosque são reiniciadas depois de concluídas.

DIC A S INFO I 55

07.12.10 00:43:53


COMECE A NARRAR O slide abre no modo de apresentação e você verá o marcador do tempo no canto superior esquerdo da tela. Comece a falar como se estivesse fazendo a apresentação ao vivo, avançando slide a slide e disparando as eventuais animações inseridas em cada um deles. Quando concluir a narração, o PowerPoint muda a exibição para o modo Classificação de Slides.

REPETIR UM SLIDE Se durante a gravação de um slide você perceber que errou ou se esqueceu de algo importante e quiser refazê-lo naquele momento é só clicar no botão Repetir e recomeçar a exposição do conteúdo daquele slide. Se tiver de fazer uma pausa por algum motivo, use o botão correspondente nesse controle e retome depois clicando em Continuar a Gravação.

REGRAVAR UM SLIDE

NOVA COR DO APONTADOR Por padrão, o apontador a laser do PowerPoint tem a cor vermelha. Dependendo do plano de fundo do seu slide, pode ser interessante alterar essa definição. Na guia Apresentação de Slides, clique em Configurar Apresentação de Slides e mude a definição em Cor do Apontador Laser. Há outras duas cores disponíveis — verde e azul.

REMOVA NARRAÇÕES Vamos supor que você decidiu deixar um slide sem narração ou, então, salvou uma cópia do trabalho e quer remover dessa cópia o áudio explicativo. Acesse mais uma vez Apresentação de Slides > Gravar Narração e escolha Limpar. O PowerPoint oferece a possibilidade de remover a narração de todos os slides ou somente do slide que está selecionado e ainda permite eliminar a cronometragem de toda a apresentação ou somente do slide corrente.

É difícil acertar de primeira. Depois de gravar e ouvir sua gravação você pode perceber que não abordou muito bem os pontos de um slide ou gaguejou muito, por exemplo. Mesmo depois de toda a narração ter sido feita é possível regravar um slide. No modo de exibição Normal, selecione o slide desejado, acione a guia Apresentação de Slides, clique em Gravar Narração e selecione a opção Iniciar Gravação do Slide Atual. Clique em Iniciar Gravação e comece a narrar. Se tiver de regravar o seguinte, avance para ele e continue a gravar. Caso deseje interromper a narração, pressione ESC. Use o mesmo recurso caso insira novos slides na apresentação depois de a gravação ter sido feita.

CONFIRA SEM EXECUTAR Não é preciso estar no modo de apresentação de slides para ouvir a narração registrada. No modo de visualização normal também dá para conferir como ficou o trabalho. Simplesmente clique no ícone do altofalante para habilitar a subguia Ferramentas de Som. Em seguida, clique no botão Visualizar.

NO MODO QUIOSQUE COM APONTADOR Novidade no PowerPoint, a narração pode agora incluir movimentos do apontador a laser. Isso significa que se você quiser chamar a atenção para detalhes do slide, poderá fazê-lo e incluir essa marcação na narração. Usá-lo é bem simples. Mantenha a tecla Ctrl pressionada enquanto clica com o mouse sobre o slide. Se você mantiver o botão do mouse pressionado poderá até deslocar o apontador pelo slide.

54 I DI C AS IN FO

narrac a o-Mat15.indd 54-55

O modo de narração é muito útil também quando a apresentação do PowerPoint será utilizada em um quiosque. Acione Apresentação de Slides > Configurar Apresentação de Slides e marque Apresentada Em Um Quiosque (Tela Inteira). Se você definir esse modo de apresentação de autoexecução, as pessoas não poderão alterar o arquivo nem estarão aptas a usar a maioria dos controles. É recomendável, portanto, adotar intervalos de slides e lançar mão de botões de ação e hiperlinks para permitir a navegação. As apresentações em modo de quiosque são reiniciadas depois de concluídas.

DIC A S INFO I 55

07.12.10 00:43:53


animações e transições I recursos

COM MUITO MOVIMENTO Veja como explorar os recursos de animação e efeitos de transição entre slides POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

T

extos, gráficos e figuras podem ser suficientes para passar a informação desejada, mas uma apresentação baseada apenas nesses elementos corre o risco de ser entediante. Quando conveniente, vale usar áudio e vídeo como recursos

MODIFIQUE A ANIMAÇÃO A animação pode ser modificada. Clique na seta de Opções de Efeito. As possibilidades apresentadas dependem do tipo de animação escolhido. No nosso exemplo, podemos definir a direção do movimento e a forma, clicando nas opções. Para o efeito que escolhemos (Ziguezague) é possível editar os pontos da trajetória e inverter sua direção. No efeito Surgir, é possível selecionar como será a entrada (de cima, de baixo, da esquerda, da direita e de um dos quatro cantos da tela) e assim por diante.

DEFINA O GATILHO

adicionais. As animações e os efeitos de transição também podem ajudar o apresentador a conquistar a plateia, desde que usados bem e sem exageros. Não se esqueça de que efeitos em excesso podem desviar a atenção do assunto principal.

No grupo Intervalo da faixa de opções Animação, definimos a ação ou o evento que vai disparar o efeito. Há três possibilidades. Ao Clicar requer um clique do mouse para a animação começar. Na opção Com o Anterior, o início se dá com um movimento definido anteriormente. Após o Anterior faz o efeito acontecer depois que outro terminar.

TEMPO E ORDEM Também no grupo Intervalo, definimos o tempo de duração do efeito em segundos e frações de segundo. A animação pode começar imediatamente ou com atraso de alguns segundos em relação ao evento que a dispara. Avalie o que cai melhor na sua apresentação. Se o slide contiver mais de uma animação, é possível também mudar a ordem em que são executadas usando as setas Mover Antes e Mover Depois em Reordenar Animação.

FAÇA SUA ESCOLHA Vamos começar com as animações. Selecione um item que deseja animar — pode ser uma imagem, uma caixa de texto, um gráfico ou um SmartArt — e clique na guia Animações. No grupo, clique na setinha para abrir a galeria e fazer sua escolha. Há opções de entrada, ênfase, saída e trajetória. Passe o mouse sobre cada uma para ver como ficará o efeito. Clique no efeito para aplicá-lo. Para ver de novo o movimento, acione Visualizar. Se quiser remover a animação, na galeria, clique em Nenhuma. Se não gostou de nenhum deles, tente as opções adicionais clicando num dos itens no fim da galeria.

56 I DI C AS IN FO

recursos-Mat16.indd 56-57

COPIE A ANIMAÇÃO O pincel de animação é um recurso que estreia no PowerPoint 2010 e poupa muito trabalho de quem produz apresentações sofisticadas. Ele copia animações de um objeto para outro. Quando a animação de um objeto está concluída e você quer repeti-la em outro, selecione o objeto animado e clique em Pincel de Animação no grupo Animação Avançada. Você verá que o desenho de um pincel acompanha os movimentos do mouse. Vá ao segundo objeto e clique nele para aplicar a animação. Se a ideia é aproveitar a animação em mais de um objeto, em vez de dar um clique no botão Pincel de Animação, dê um duplo clique. Nesse caso, é necessário clicar no botão Pincel de Animação outra vez quando terminar a aplicação para desabilitar o recurso.

DIC A S INFO I 57

07.12.10 00:45:07


animações e transições I recursos

COM MUITO MOVIMENTO Veja como explorar os recursos de animação e efeitos de transição entre slides POR LUCIA REGGIANI E MARIA ISABEL MOREIRA

T

extos, gráficos e figuras podem ser suficientes para passar a informação desejada, mas uma apresentação baseada apenas nesses elementos corre o risco de ser entediante. Quando conveniente, vale usar áudio e vídeo como recursos

MODIFIQUE A ANIMAÇÃO A animação pode ser modificada. Clique na seta de Opções de Efeito. As possibilidades apresentadas dependem do tipo de animação escolhido. No nosso exemplo, podemos definir a direção do movimento e a forma, clicando nas opções. Para o efeito que escolhemos (Ziguezague) é possível editar os pontos da trajetória e inverter sua direção. No efeito Surgir, é possível selecionar como será a entrada (de cima, de baixo, da esquerda, da direita e de um dos quatro cantos da tela) e assim por diante.

DEFINA O GATILHO

adicionais. As animações e os efeitos de transição também podem ajudar o apresentador a conquistar a plateia, desde que usados bem e sem exageros. Não se esqueça de que efeitos em excesso podem desviar a atenção do assunto principal.

No grupo Intervalo da faixa de opções Animação, definimos a ação ou o evento que vai disparar o efeito. Há três possibilidades. Ao Clicar requer um clique do mouse para a animação começar. Na opção Com o Anterior, o início se dá com um movimento definido anteriormente. Após o Anterior faz o efeito acontecer depois que outro terminar.

TEMPO E ORDEM Também no grupo Intervalo, definimos o tempo de duração do efeito em segundos e frações de segundo. A animação pode começar imediatamente ou com atraso de alguns segundos em relação ao evento que a dispara. Avalie o que cai melhor na sua apresentação. Se o slide contiver mais de uma animação, é possível também mudar a ordem em que são executadas usando as setas Mover Antes e Mover Depois em Reordenar Animação.

FAÇA SUA ESCOLHA Vamos começar com as animações. Selecione um item que deseja animar — pode ser uma imagem, uma caixa de texto, um gráfico ou um SmartArt — e clique na guia Animações. No grupo, clique na setinha para abrir a galeria e fazer sua escolha. Há opções de entrada, ênfase, saída e trajetória. Passe o mouse sobre cada uma para ver como ficará o efeito. Clique no efeito para aplicá-lo. Para ver de novo o movimento, acione Visualizar. Se quiser remover a animação, na galeria, clique em Nenhuma. Se não gostou de nenhum deles, tente as opções adicionais clicando num dos itens no fim da galeria.

56 I DI C AS IN FO

recursos-Mat16.indd 56-57

COPIE A ANIMAÇÃO O pincel de animação é um recurso que estreia no PowerPoint 2010 e poupa muito trabalho de quem produz apresentações sofisticadas. Ele copia animações de um objeto para outro. Quando a animação de um objeto está concluída e você quer repeti-la em outro, selecione o objeto animado e clique em Pincel de Animação no grupo Animação Avançada. Você verá que o desenho de um pincel acompanha os movimentos do mouse. Vá ao segundo objeto e clique nele para aplicar a animação. Se a ideia é aproveitar a animação em mais de um objeto, em vez de dar um clique no botão Pincel de Animação, dê um duplo clique. Nesse caso, é necessário clicar no botão Pincel de Animação outra vez quando terminar a aplicação para desabilitar o recurso.

DIC A S INFO I 57

07.12.10 00:45:07


MAIS UM EFEITO Agora vamos supor que você queira acrescentar uma segunda animação a um objeto. No caso da bola, depois de percorrer a trajetória, queremos que ela ganhe um efeito de rotação. Se você selecionar outro efeito na galeria de animações ele vai substituir o anterior. Nesse caso, é necessário clicar em Adicionar Efeito e escolher uma nova opção nessa galeria. Depois, é só usar os recursos mencionados anteriormente para ajustar a animação ao que se espera.

FAÇA O GERENCIAMENTO Uma boa maneira de gerenciar várias animações é acionando o Painel de Animação. Elas são executadas na ordem em que foram criadas. Para alterar a ordem, clique em um efeito e mova-o com as setas Reordenar. Acione Executar para ver como ficou. Pelo mesmo painel, podemos alterar os efeitos. Ao selecionar uma animação, aparece uma seta do lado direito. Clicamos na seta para abrir o menu e escolhemos a opção. Pelas setas de segundos, mudamos a duração do movimento.

ESCOLHA A TRANSIÇÃO Agora, vamos incluir efeitos de transição entre os slides. Abra a guia Transições. No painel de navegação, clique no segundo slide. Agora, basta clicar em um modelo do grupo Transição Para Este Slide para visualizá-lo e aplicá-lo. Como as animações, as transições são personalizáveis. Em Opções de Efeito, a mudança de slide pode ser modificada. Em Duração, ajustamos o tempo de exposição. Se quisermos que todos os slides se alternem do mesmo modo, clicamos em Aplicar a Todos.

58 I DI C AS I N FO

recursos-Mat16.indd 58

07.12.10 00:45:25


MAIS CONTROLES Para eliminar um efeito, clique na opção Nenhuma. Note, no painel à esquerda, que o slide com transição exibe uma estrela. Para apagar todas as transições, selecione um slide sem transição e clique no botão Aplicar a Todos. A estrela só não desaparece dos slides que têm animações. No grupo Intervalo, observe a área Avançar Slide. Nela, definimos se a mudança para o slide seguinte será determinada pelo clique do mouse — que é o padrão — ou se ocorrerá automaticamente. Nesse caso, é preciso definir um intervalo de tempo.

COM DINAMISMO E 3D Novidade na edição 2010, as novas categorias de transição Empolgante e Conteúdo Dinâmico merecem atenção. Em vez de apenas dissolver um slide e apresentar o próximo, essas transições geram movimentos como se o conteúdo dos slides girasse numa órbita, abrisse uma janela ou pairasse no ar, por exemplo. Há também efeitos de ondulação e cubo 3D. Experimente as novas transições.

D I C AS I NFO I 59

recursos-Mat16.indd 59

07.12.10 00:45:35


animações e transições I trajeto

GEOMETRIA ANIMADA Objetos podem percorrer trajetos nos slides do PowerPoint POR CARLOS MACHADO

É

possível animar um objeto no PowerPoint para que percorra um trajeto predefinido. Isso pode ser útil, por exemplo, na hora de mostrar o funcionamento de processos, passo a passo. Veja uma aplicação. Vamos fazer uma pequena esfera percorrer um quadrado, parando em cada aresta.

OS OBJETOS 1 DESENHE Para fazer essa animação vamos usar dois objetos de desenho do tipo formas: um retângulo e uma esfera. Acione Inserir > Formas > Retângulo. Agora, trace a figura no slide. Para obter um quadrado, mantenha pressionada a tecla Shift durante o desenho. Se quiser eliminar o preenchimento, clique com o botão direito no objeto e escolha Formatar Forma. Surge a caixa Definir Forma. No item Preenchimento, marque a opção Sem Preenchimento. Trace outra forma, uma pequena elipse. Mais uma vez, pressione Shift para obter uma circunferência. Com o objeto selecionado, escolha um formato 3D na subguia Estilos de Forma. Posicione a esfera no canto superior esquerdo do quadrado.

ANIME OS TRAJETOS 2

Agora, as animações. Lembre-se: todas elas devem ser aplicadas à esfera. Na guia Animações, escolha Linhas. Depois, clique em Opções do Efeito e mude a direção para Direita. Ajuste o tamanho da seta de animação para que cubra, de ponta a ponta, a linha superior do quadrado. Clique em Visualizar para assistir ao efeito. A seguir, acione Adicionar Animação > Linhas. Agora, o deslocamento deve ser Para Baixo. Na caixa Iniciar, escolha Após o Anterior. Arraste a trajetória de animação e ajuste-a para coincidir com o lado direito do quadrado. Defina as animações adequadas para que a esfera percorra, no sentido horário, os dois últimos lados da figura. A ideia pode ser adaptada para triângulos, pentágonos, hexágonos, e assim por diante.

60 I DI C AS I N FO

trajeto-Mat17.indd 60

07.12.10 00:46:07


animações e transições I giro

O DIAGRAMA VAI GIRAR Combine mais de uma animação para dar a ideia de um movimento giratório POR CARLOS MACHADO

V

ocê pode aplicar dois ou mais efeitos de animação ao mesmo objeto. Com base nisso, é possível montar uma animação com vários objetos, que se deslocam uns após os outros. Veja um exemplo. Vamos criar um diagrama que ilustra um ciclo de quatro operações, cada qual representada por um círculo acoplado a uma seta que aponta para a operação seguinte. A ideia é fazer duas rodadas de animações — a primeira controlada por mouse e a segunda, automática.

PRIMEIRO CICLO 1

Desenhe os círculos e as setas usando as ferramentas de desenho e formatação de formas. Clique no primeiro círculo. Na guia Animações, escolha um efeito — por exemplo, Aumentar e Fechar. Acione o botão Painel de Animação, para ver a lista de objetos e a linha de tempo do processo. Na caixa Iniciar (bloco Intervalo da faixa de opções), escolha Com o Anterior. Assim, logo que o slide for exibido, o primeiro objeto surgirá. Aplique animação aos três outros objetos. Na caixa Iniciar, escolha Ao Clicar. Ou seja, os objetos só vão aparecer quando o apresentador clicar com o mouse. O primeiro ciclo está completo.

CICLO 2 SEGUNDO Agora, o segundo, que deve ser automático. Um a um, selecione os quatro objetos e clique no botão Adicionar Animação. No painel que se abre, adicione pela segunda vez o mesmo efeito já aplicado ao objeto. Mas, nesse caso, defina que o início do efeito deve ocorrer Após o Anterior. Com isso, o segundo ciclo se torna automático. Para ver o resultado, rode a animação partindo do slide anterior ao atual. Depois do primeiro objeto, os outros surgem com o clique do mouse. Após o quarto objeto, o ciclo gira sozinho mais uma vez.

D I C AS I NFO I 61

giro-Mat17b.indd 61

07.12.10 00:46:43


animações e transições I fusão

SEIS OBJETOS VIRAM UM Crie uma animação para fundir vários elementos em um novo objeto POR CARLOS MACHADO

D

ependendo do tema da sua apresentação, uma ideia interessante é usar o recurso de animação para fundir vários elementos em um único objeto e dar a ideia de como um todo é composto de diversas partes. Neste exemplo, mostramos como vários materiais de construção, dispostos em círculo, convergem para um ponto central, dando origem a um edifício.

OS ELEMENTOS 1 POSICIONE Para dar uniformidade ao design, escolha seis fotos com os materiais, todas em formato quadrado. Para dispor as imagens em círculo, use um hexágono como elemento auxiliar. Posicione o centro de cada foto num dos cantos do hexágono. Insira a figura maior — o edifício pronto — na posição central.

AS ANIMAÇÕES 2 DEFINA Cada uma das fotos de materiais deve receber a animação Linhas. A trajetória parte do centro da foto e termina no centro da imagem maior. Na primeira foto, escolha como gatilho a opção Ao Clicar. Nas outras cinco, marque Com o Anterior. Ou seja, todas as fotos de materiais vão para o centro ao mesmo tempo. Clique no botão Painel de Animação para exibir esse painel, à direita da tela. Com o mouse e a tecla Shift, selecione todas as seis animações, clique nelas com o botão direito e acione Opções do Efeito. Na aba Efeito, seção Aprimoramentos, caixa Após a Animação, selecione Ocultar Após Animação. Quer dizer, ao atingir o centro, as imagens desaparecem. Por fim, aplique à foto do edifício a animação Zoom. Na caixa Iniciar, escolha Após o Anterior. Confira o resultado.

62 I DI C AS I N FO

fusa o-Mat18.indd 62

07.12.10 00:47:42


impressão I configuração

EVITE O DESPERDÍCIO Imprima suas apresentações (só se precisar mesmo), mas o faça corretamente POR MARIA ISABEL MOREIRA

VISUALIZE O IMPRESSO

É

melhor não transferir as apresentações para o papel. Mas, às vezes, é inevitável mandar o arquivo para a impressora. Nessas ocasiões, é recomendável configurar o PowerPoint para imprimir exatamente o que você precisa sem nenhum desperdício de papel e tinta. Recursos para impressões inteligentes e com economia não faltam no programa. Veja como encontrá-los e usá-los.

A janela de visualização de impressão mudou na versão 2010. Na mesma janela de impressão você visualiza como será seu impresso e pode fazer algumas escolhas. Em Configurações pode definir o que será impresso, ou seja, se será toda a apresentação, o slide atual, os slides selecionados ou um intervalo que pode ser definido no campo correspondente. Logo abaixo, pode escolher o formato do folheto. Você pode, por exemplo, imprimir os slides em página inteira, esquema de anotações ou estrutura de tópicos. Também pode escolher um dos nove layouts de folheto, se a impressão será em alta qualidade e se o PowerPoint deve ajustar os slides para que caibam no papel. As Configurações incluem ainda a definição de como serão agrupados os impressos no caso de múltiplas cópias, a orientação do papel e a cor. Nesse caso, se a ideia é economizar, melhor não escolher a opção colorida. Você também pode alterar as definições de impressão de cabeçalho e rodapé caso não tenha feito isso anteriormente.

CONFIGURE A PÁGINA O primeiro passo para fazer uma impressão inteligente é configurar corretamente a página. Na guia Design, clique em Configurar Página. No menu Slides Dimensionados Para:, selecione o formato de saída entre as opções disponíveis. Com a escolha, as medidas de Largura e Altura são definidas automaticamente, mas você pode alterar esses valores manualmente. Em Orientação, escolha a direção dos slides e das anotações, folhetos e tópicos — Retrato ou Paisagem. Em Numerar os Slides a Partir De: selecione o número que deverá receber o primeiro slide — por padrão é 1.

DE QUE COR? A cor da impressão está relacionada com a qualidade e também com o custo. O PowerPoint oferece a opção de impressão em cor, tons de cinza e preto e branco puros. A impressão colorida encarece o trabalho, e, dependendo de sua impressora e dos elementos gráficos da apresentação, pode não resultar na qualidade esperada. O modo de impressão em tons de cinza transforma o material em escalas de cinza, permitindo a visualização de nuances dos gráficos. A opção preto e branco puros converte todas as cores para uma dessas duas. É, portanto, o modo que oferece os piores resultados.

O QUE IMPRIMIR? O PowerPoint pode imprimir algumas informações no cabeçalho e no rodapé em anotações, folhetos e sumários. Abra a guia Inserir e selecione Cabeçalho e Rodapé. Na janela que surge, abra a guia Anotações e Folhetos. Os impressos podem incluir data e hora — e, nesse caso, é possível definir se serão determinadas ou atualizadas automaticamente e qual o formato —, cabeçalho, rodapé e número da página. O formato da data depende do país selecionado em Idioma.

64 I DI C AS IN FO

Configurac a o-Mat23.indd 64-65

MANDE IMPRIMIR Antes de pressionar o botão Imprimir, clique no link Propriedades da Impressora para explorar os recursos oferecidos por seu equipamento, como impressão econômica e frente e verso. Defina também o número de cópias. Confira se as opções de cor, ajustes de tamanho e impressão de itens ocultos estão de acordo com o definido. Somente quando concluir a configuração clique em Imprimir, porque o material será enviado imediatamente à impressora.

DIC A S INFO I 65

07.12.10 00:49:06


impressão I configuração

EVITE O DESPERDÍCIO Imprima suas apresentações (só se precisar mesmo), mas o faça corretamente POR MARIA ISABEL MOREIRA

VISUALIZE O IMPRESSO

É

melhor não transferir as apresentações para o papel. Mas, às vezes, é inevitável mandar o arquivo para a impressora. Nessas ocasiões, é recomendável configurar o PowerPoint para imprimir exatamente o que você precisa sem nenhum desperdício de papel e tinta. Recursos para impressões inteligentes e com economia não faltam no programa. Veja como encontrá-los e usá-los.

A janela de visualização de impressão mudou na versão 2010. Na mesma janela de impressão você visualiza como será seu impresso e pode fazer algumas escolhas. Em Configurações pode definir o que será impresso, ou seja, se será toda a apresentação, o slide atual, os slides selecionados ou um intervalo que pode ser definido no campo correspondente. Logo abaixo, pode escolher o formato do folheto. Você pode, por exemplo, imprimir os slides em página inteira, esquema de anotações ou estrutura de tópicos. Também pode escolher um dos nove layouts de folheto, se a impressão será em alta qualidade e se o PowerPoint deve ajustar os slides para que caibam no papel. As Configurações incluem ainda a definição de como serão agrupados os impressos no caso de múltiplas cópias, a orientação do papel e a cor. Nesse caso, se a ideia é economizar, melhor não escolher a opção colorida. Você também pode alterar as definições de impressão de cabeçalho e rodapé caso não tenha feito isso anteriormente.

CONFIGURE A PÁGINA O primeiro passo para fazer uma impressão inteligente é configurar corretamente a página. Na guia Design, clique em Configurar Página. No menu Slides Dimensionados Para:, selecione o formato de saída entre as opções disponíveis. Com a escolha, as medidas de Largura e Altura são definidas automaticamente, mas você pode alterar esses valores manualmente. Em Orientação, escolha a direção dos slides e das anotações, folhetos e tópicos — Retrato ou Paisagem. Em Numerar os Slides a Partir De: selecione o número que deverá receber o primeiro slide — por padrão é 1.

DE QUE COR? A cor da impressão está relacionada com a qualidade e também com o custo. O PowerPoint oferece a opção de impressão em cor, tons de cinza e preto e branco puros. A impressão colorida encarece o trabalho, e, dependendo de sua impressora e dos elementos gráficos da apresentação, pode não resultar na qualidade esperada. O modo de impressão em tons de cinza transforma o material em escalas de cinza, permitindo a visualização de nuances dos gráficos. A opção preto e branco puros converte todas as cores para uma dessas duas. É, portanto, o modo que oferece os piores resultados.

O QUE IMPRIMIR? O PowerPoint pode imprimir algumas informações no cabeçalho e no rodapé em anotações, folhetos e sumários. Abra a guia Inserir e selecione Cabeçalho e Rodapé. Na janela que surge, abra a guia Anotações e Folhetos. Os impressos podem incluir data e hora — e, nesse caso, é possível definir se serão determinadas ou atualizadas automaticamente e qual o formato —, cabeçalho, rodapé e número da página. O formato da data depende do país selecionado em Idioma.

64 I DI C AS IN FO

Configurac a o-Mat23.indd 64-65

MANDE IMPRIMIR Antes de pressionar o botão Imprimir, clique no link Propriedades da Impressora para explorar os recursos oferecidos por seu equipamento, como impressão econômica e frente e verso. Defina também o número de cópias. Confira se as opções de cor, ajustes de tamanho e impressão de itens ocultos estão de acordo com o definido. Somente quando concluir a configuração clique em Imprimir, porque o material será enviado imediatamente à impressora.

DIC A S INFO I 65

07.12.10 00:49:06


distribuição I impressos

SAI UM FOLHETINHO Gere folhetos com miniaturas dos slides para permitir que sua audiência acompanhe as apresentações e tome notas POR MARIA ISABEL MOREIRA

U

m recurso pouco conhecido do PowerPoint, mas útil em muitas situações, é o que permite criar folhetos das apresentações com a ajuda do Word. Imagine, por exemplo, que você vá apresentar um novo plano para sua equipe. Com o folheto, eles terão o conteúdo que está sendo exposto e poderão fazer anotações durante a explanação. Há outra maneira de criar folhetos no PowerPoint, que é usar o recurso de impressão como indicado em Evite o Desperdício, na página 64.

O LAYOUT 1 ESCOLHA Para criar um folheto, depois de terminar a elaboração da apresentação, acesse o Arquivo > Salvar e Enviar > Criar Folhetos. Na caixa de diálogo seguinte, escolha um layout — há cinco desenhos diferentes, com um ou dois slides por página e linhas ou espaços em branco para anotações, além de uma opção com estrutura de tópicos. Você deve ter notado na parte inferior da caixa de diálogo Enviar para o Microsoft Office Word dois botões: Colar e Colar Vínculo. Marque a segunda opção se quiser que eventuais mudanças nos slides sejam atualizadas no documento do Word. Clique em OK quando concluir.

AJUSTE E IMPRIMA NO WORD 2

O PowerPoint abre um arquivo no Word com os slides distribuídos no layout selecionado. Você pode então usar os recursos do editor de texto para formatar o projeto da maneira que achar mais interessante. Depois é só enviar para impressão. Se você optou por vincular o documento à apresentação sempre que abrir o arquivo será questionado pelo Word se deseja atualizar o vínculo. Nos testes, a atualização aconteceu somente quando solicitada manualmente, slide a slide.

66 I DI C AS I N FO

impressos-Mat23b.indd 66

07.12.10 00:50:14


distribuição I vídeo

SUA APRESENTAÇÃO VIRA VÍDEO Transforme seus slides em vídeos que podem ser executados em tocadores de vídeo no computador ou enviados ao YouTube POR MARIA ISABEL MOREIRA

A

té a versão 2007, quem produzia uma apresentação e queria transformá-la em um vídeo tinha obrigatoriamente de recorrer a outro programa para fazer a conversão ou transformar os slides numa sequência de vídeo. A Microsoft deve ter percebido que essa necessidade era mais comum do que tinha imagina-

do até então e resolveu integrar uma ferramenta de conversão no gerador de apresentação. Com poucos cliques, o novo PowerPoint transforma em arquivos Windows Media Video as apresentações em PPT. Assim, podem ser reproduzidos por praticamente todos os players de vídeo em seu PC. Veja como proceder.

O PROCESSO 1 INICIE Depois que sua apresentação estiver concluída, incluindo até mesmo efeitos de transição, animações e narrações, acione Arquivo > Salvar e Enviar > Criar Vídeo. O PowerPoint exibe as opções para a criação de vídeo no painel direito da janela. Clique na opção Monitores de Computador e HD.

D I C AS I NFO I 67

vi deo-Mat20.indd 67

07.12.10 00:51:35


ESCOLHA O TAMANHO 2

O PowerPoint exibe três opções de tamanho e qualidade, de acordo com o destino do vídeo. Se você pretende distribuí-lo para visualização em computadores, deixe na configuração padrão, que é Monitores de Computador e HD. Nessa opção, o PowerPoint produz vídeos de alta qualidade (960 por 720) que não vão fazer feio na hora de rodar em uma tela de projeção ou em um monitor de alta definição. As outras opções são indicadas para envio para a web ou gravação em um DVD padrão (tamanho médio, com resolução de 640 por 480) e dispositivos portáteis (vídeos pequenos, com resolução de 320 por 240).

E TEMPOS 3 NARRAÇÕES Por padrão, o PowerPoint usa as narrações e os tempos gravados nos slides na produção dos vídeos. Ou seja, a conversão respeitará o tempo dos slides quando isso foi definido. Se você gravou os tempos, mantenha a configuração padrão (Usar Narrações e Tempos Gravados). Caso contrário, selecione Não Usar Narrações e Tempos Gravados. Com essa definição, o PowerPoint usará o tempo de 5 segundos de exibição para cada slide. Se quiser alterar esse tempo de exposição, use o controle em Segundos a Passar Em Cada Slide.

CRIAÇÃO DO VÍDEO 4

Definido o formato e o uso de narrações e tempos, clique em Criar Vídeo. Em seguida, escolha um nome e um local de armazenamento do arquivo gerado. O tempo que o PowerPoint leva para produzir o arquivo depende do conteúdo. Arquivos pesados, com muitos recursos de áudio, animações e efeitos, são mais demorados. A vantagem é que a gravação é feita em segundo plano. Ou seja, você pode continuar usando o PowerPoint normalmente para produzir ou editar outros arquivos. A barra de status mostra a evolução no trabalho de geração do vídeo.

5 DISTRIBUIÇÃO O vídeo gerado pode ser executado na maioria dos programas de reprodução de vídeo, entre eles o Windows Media Player que integra o Windows. O arquivo também pode ser enviado por e-mail, gravado em um DVD para reprodução em aparelhos de DVD ou enviados para sites de compartilhamento de vídeo, como o YouTube e o Vimeo.

68 I DI DIC C AS I NFO N FO

vi deo-Mat20.indd 68

07.12.10 00:51:46


distribuição I DVD

DIRETO NO DVD PLAYER Com a ajuda do DVD Maker sua apresentação pode ser exibida na tela da TV POR MARIA ISABEL MOREIRA

O

s vídeos criados com o PowerPoint podem ser tocados em computadores e em alguns dispositivos portáteis, como o Zune, mas não podem ser executados nos aparelhos de DVD player convencionais. Se esse é o

seu objetivo, você terá de usar um programa de conversão de PPT para DVD ou, dependendo da versão do Windows que comanda seu computador, usar o Criador de DVD do Windows para produzir um vídeo nesse formato.

O ARQUIVO 1 SELECIONE Abra o Criador de DVDs do Windows acionando Iniciar > Todos os Programas > Criador de DVDs do Windows. Na janela de abertura, clique em Escolher Fotos e Vídeos (essa etapa pode ser dispensada se você optou por não exibir a página inicial do programa). Em seguida, clique em Adicionar Itens e selecione o vídeo gravado anteriormente como indicado em Sua Apresentação Vira Vídeo, no tutorial anterior.

D I C AS I NFO I 69

DVD-Mat20B.indd 69

07.12.10 00:52:48


VÍDEOS 2 VÁRIOS Se quiser, repita a operação para gravar outros vídeos na mesma mídia. Use as setas para cima e para baixo para alterar a ordem de gravação dos vídeos. Se precisar remover um vídeo adicionado por engano, use o botão Remover Itens. Repare na parte inferior da janela que o programa faz uma estimativa do tempo total dos vídeos. Ao lado, você pode dar um título para seu DVD.

VEJA AS OPÇÕES 3

DEPENDE DA VERSÃO O Criador de DVD do Windows não está disponível em todas as versões do sistema operacional da Microsoft. Pode usar o recurso apenas quem tem computador com Windows Vista Home Premium, Windows Vista Ultimate, Windows 7 Home Premium, Windows 7 Professional, Windows 7 Enterprise e Windows 7 Ultimate.

Você pode prosseguir com a gravação do vídeo, mas é recomendável que clique antes no link Opções para ter acesso a uma janela de configurações do DVD. Na guia DVD-Vídeo, você poderá configurar, por exemplo, como será a reprodução: se quer iniciar com um menu do DVD, reproduzir e colocar o menu no final ou reproduzir em loop contínuo. Também poderá escolher a taxa de proporção e o formato de vídeo (é interessante se sua ideia é mandar o disco para alguém que vive em um país que adota um padrão diferente). Mais que isso, poderá escolher a velocidade do gravador e alterar o local de gravação.

COM 4 CUIDADOS O TEXTO Quando tudo estiver do jeito que você quer, clique em OK para retornar à janela principal do Criador de DVD do Windows e clique em Próximo. É o momento de cuidar do menu do DVD. Na lateral direita, você pode escolher um estilo de menu. Em Texto do Menu você pode alterar a informação dada anteriormente e mudar o texto dos botões padrões. Além disso, pode incluir observação e selecionar a fonte que deve ser usada. Se quiser ver como ficou, clique em Visualizar. Clique em Alterar Texto para salvar eventuais modificações.

PERSONALIZE O MENU 5

Se quiser customizar ainda mais o menu, clique em Personalizar Menu. Aí você pode selecionar outros vídeos para ficar no primeiro e no segundo planos, acrescentar um áudio ao menu e modificar o estilo do botão Cenas. Clique em Alterar Estilo se quiser salvá-lo, Não Alterar se não desejar manter eventuais modificações ou, se não fez nenhuma mudança, clique no seta para a esquerda no alto da tela para voltar à janela anterior. É possível clicar ainda em Apresentação de Slides para configurar o slideshow com música, duração de exibição das imagens e efeitos de transição. Quando tiver concluído as mudanças, coloque a mídia no drive e clique em Gravar.

70 I DI DIC C AS I NFO N FO

DVD-Mat20B.indd 70

07.12.10 00:52:59


distribuição I CD

VAI TUDO PARA O CD N em sempre o computador em que uma apresentação foi produzida é o que será usado para exibi-la, e não é possível ter certeza de que se encontrará o PowerPoint em condições de mostrar um trabalho. A saída? Gravar a apresentação em um CD. Quando preparamos um arquivo para gravação, o PowerPoint reúne todas

Crie um pacote para que seu arquivo do PowerPoint possa ser executado de qualquer PC POR MARIA ISABEL MOREIRA

os arquivos de música, narrações, vídeos, fotos e efeitos, além da apresentação propriamente dita e uma cópia do seu visualizador. Fora isso, encarrega-se de gravar a mídia. Os CDs gerados pelo PowerPoint podem ser executados em qualquer computador com drive de CD, mesmo que não haja um PowerPoint instalado.

DE PUBLICAÇÃO 1 OPÇÃO Clique no Arquivo e escolha Salvar e Enviar. Em seguida, selecione a opção Pacote Para CD. No campo Nome do CD da caixa de diálogo que surgirá, digite um nome — por padrão, o PowerPoint usa CD Apresentação. O nome da sua apresentação aparece na área Arquivos a Serem Copiados. Se quiser acrescentar outros arquivos no pacote, clique em Adicionar Arquivos, selecione as apresentações na janela seguinte e clique em Adicionar.

© FOTO MIGUEL UGA

CD-Mat22.indd 71

D I C AS I NFO I 71

07.12.10 00:53:51


MUDE A ORDEM 2

As apresentações aparecem na ordem que foram adicionadas e serão exibidas. Mas você pode alterar essa sequência. Para isso, clique em uma apresentação e use as setas para movê-la para cima ou para baixo na lista. Se você sentiu falta de outro arquivo, clique mais uma vez em Adicionar e localize-o. Se decidir eliminar um item, clique nele e, em seguida, em Remover.

DO PACOTE 3 CONFIGURAÇÃO Clique no botão Opções para alterar as configurações do empacotamento de acordo com suas necessidades. Marque ou desmarque as opções Arquivos Vinculados e Fontes TrueType Incorporadas se quiser ou não que o pacote inclua esses itens — eles são importantes se você estiver usando sons, filmes ou fontes TrueType em seu trabalho.

4 SEGURANÇA O PowerPoint também oferece opções de segurança para garantir a visualização e a integridade de cada apresentação. Defina uma senha para abrir cada apresentação se quiser restringir a execução das informações armazenadas no CD e outra senha para impedir que qualquer pessoa possa modificar cada apresentação. A opção Verificar Se Há Informações Particulares ou Inapropriadas em Apresentações deve ser marcada caso queira se assegurar de que nenhum comentário, anotação, informação pessoal ou outro dado que você não queira que fiquem à mostra estejam aparentes. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Opções.

5 CÓPIA De volta à caixa de diálogo Pacote Para CD, clique em Copiar Para Pasta antes de queimar o CD se quiser abrir uma pasta para conter todo o conteúdo que será gravado na mídia. Caso não veja necessidade na criação dessa pasta, clique diretamente no botão Copiar no CD (não se esqueça de colocar um CD no drive óptico). Se você solicitou a inspeção dos arquivos, o PowerPoint irá verificá-los, pedirá sua ação caso encontre algum problema e iniciará a gravação. Caso queira gravar o mesmo conteúdo em outro disco óptico, basta responder Sim quando o programa oferecer essa possibilidade.

72 I DI DIC C AS I NFO N FO

CD-Mat22.indd 72

07.12.10 00:54:04


conversores I Flash

DE POWERPOINT PARA FLASH Duas opções de programa para converter seus slides em um dos formatos de arquivo de animação mais populares na web POR MARIA ISABEL MOREIRA

A

Microsoft resolveu o problema da conversão de apresentações em PowerPoint para vídeo e, com a ajuda do Criador de DVD do Windows, consegue também levar as apresentações para os equipamentos de DVD convencionais. Mas a conversão para Flash continua dependendo de ajuda externa. Confira dois programas que se encarregam (e bem) dessa rotina.

CONVERSÕES DE PRIMEIRA O PPT2Flash Pro, da Wondershare, não é para qualquer um. Esse plug-in para o PowerPoint permite a conversão de apresentações em PowerPoint para Flash a fim de que possam ser postadas na web ou em blogs. Quem precisa disso? O foco da empresa são os profissionais de ensino, principalmente de educação a distância, que necessitam de um conteúdo interativo. Quando instalado, ele cria uma faixa de opções adicional no PowerPoint e se comporta como se fosse uma aplicação nativa. Você pode acrescentar novas estruturas de slides, anexar arquivos, inserir objetos Flash, importar áudio e adicionar telas capturadas aos slides. O programa preserva os recursos multimídia adicionados às apresentações, como narrações, transições e animações. Preço: 160 dólares www.info.abril.com.br/downloads/ppt2flash-pro AVALIAÇÃO TÉCNICA

8,5

CUSTO/BENEFÍCIO

8,0

TRANSFORMAÇÕES EXPRESSAS Outra opção para converter arquivos para Flash é o PowerConverter Pro, da PresentationPro. O programa instalase como um complemento e é bastante fácil de usar. Mesmo oferecendo uma série de opções de configuração, o PowerConverter Pro permite que qualquer pessoa tenha uma apresentação convertida para Flash em poucos minutos. Além disso, há um botão Quick Convert que executa o trabalho com um único clique, sem que seja necessário alterar nenhuma configuração. Na hora de fazer a conversão você pode escolher se vai guardá-la no computador, enviá-la para web ou fazer upload para um servidor de FTP. É possível ainda remetê-la para o EmailPresenter, um espaço de armazenamento de e-mail da própria empresa. O produto custa 249 dólares www.info.abril.com.br/downloads/powerconverter-pro AVALIAÇÃO TÉCNICA

7,7

CUSTO/BENEFÍCIO

7,3

D I C AS I NFO I 73

Flash-Mat24.indd 73

07.12.10 00:55:11


hardware I projetores

PRONTOS PARA DAR O SHOW Cinco modelos de projetor para levar sua apresentação do notebook à audiência

ISSO SIM É UMA LOUSA! O projetor PowerLite 450Wi, da Epson, fez sucesso no INFOlab. Ele transforma qualquer parede branca num quadro interativo. O equipamento tem sensores que identificam a posição da caneta especial, que substitui o mouse e se comunica por ondas infravermelhas. Assim, é possível fazer anotações diretamente na tela durante a apresentação. O projetor é instalado a apenas 30 centímetros da parede. Isso reduz a sombra do apresentador na imagem e evita que a luz de projeção ofusque sua visão quando ele fica de frente para o público. O equipamento tem duas conexões VGA e, infelizmente, não tem HDMI. Por causa disso e da resolução relativamente baixa, não é indicado para filmes. Uma interface Ethernet permite comandar o aparelho a distância. O adaptador Wi-Fi é opcional. A entrada USB aceita um pen drive, mas permite exibir apenas imagens carregadas nele. 2 500 LUMENS ANSI

AVALIAÇÃO TÉCNICA

74 I DI C AS I N FO

projetores-Mat28.indd 74

1 280 X 800 (WXGA)

8,4

CUSTO/BENEFÍCIO

CONTRASTE 2 000:1

36,4 X 48,5 X 14,5 CM

6,3 KG

7 999 REAIS

6,6

© FOTOS MARCELO KURA

07.12.10 00:55:57


DO BOLSO PARA A PAREDE O projetor de bolso MPro150, da 3M, é uma opção prática para fazer uma apresentação de negócios ou para mostrar fotos aos amigos. E não é preciso levar um computador — basta carregar os arquivos num cartão de memória SD. Graças a uma bateria interna, o MPro150 funcionou durante 1 hora e 40 minutos longe da tomada no INFOlab. No entanto, como acontece com outros picoprojetores, há limitações. A baixa potência do LED que fornece iluminação só permite projeções nítidas de até 1 metro de largura — e em ambientes escuros. LED

15 LUMENS ANSI

1 280 X 768 PIXELS CONTRASTE 200:1 13 X 2,4 X 6 CM 168 G 452 REAIS

AVALIAÇÃO TÉCNICA

7,8

CUSTO/BENEFÍCIO

6,7

CORES VIBRANTES O SP-M250, da Samsung, é um projetor profissional básico para ambientes pequenos que teve bom desempenho nas apresentações de slides e vídeo no INFOLAB. Tem fidelidade nas cores e boa luminosidade, em comparação a produtos de sua categoria, mas não projeta imagens com resolução full HD. Oferece conexão HDMI para áudio e vídeo, mas falta uma USB e Wi-Fi. O ajuste trapezoidal automático corrige as imagens projetadas quando o aparelho muda de inclinação. 3 LCDS 2 500 LUMENS ANSI 1 024 X 768 PIXELS CONTRASTE: 500:1 ALTO-FALANTE DE 7 W 27,7 X 9,8 X 22,9 CM 2,5 KG 1 904 REAIS

AVALIAÇÃO TÉCNICA

7,6

CUSTO/BENEFÍCIO

ENTRADAS: HDMI, VÍDEO COMPOSTO, D-SUB

7,2

D I C AS I NFO I 75

projetores-Mat28.indd 75

07.12.10 00:56:08


PROJEÇÃO LUMINOSA O projetor VPL-EX7, da Sony, mostrou ter boa luminosidade nos testes do INFOLAB. Mesmo com a luz ambiente acesa, permitiu razoável leitura de textos projetados à distância de 2,5 metros da tela. O aparelho tem perfil voltado a apresentações corporativas e não é indicado para home theater. Não há, por exemplo, uma entrada HDMI para vídeo digital. Uma conexão Wi-Fi também seria bem-vinda. Além disso, como acontece em quase todos os projetores, é preciso ligar um bom conjunto de alto-falantes externos para obter um som decente. 3 LCDS 2 000 LUMENS ANSI 3 KG 4 199 REAIS

AVALIAÇÃO TÉCNICA

7,2

1 024 X 768 PIXELS (XGA)

CUSTO/BENEFÍCIO

CONTRASTE 500:1

ENTRADAS S-VIDEO E VGA

31 X 9 X 26,8 CM

6,9

PROJETOR DE BOLSO O microprojetor Mpro120, da 3M, é para quem vive por aí fazendo apresentações. No INFOLAB, a 3 metros da parede, o aparelho produziu imagens de boa qualidade, mas só numa sala totalmente escura. Por causa da reduzida potência, em locais iluminados é preciso posicioná-lo muito perto da parede para obter uma qualidade aceitável. Nesse caso, a imagem fica pouco maior que a tela de um notebook. Assim, não faz muito sentido usá-lo ligado a um computador. Mas ele pode ser conectado a certos modelos de celular, como o Satio, da Sony Ericsson, formando um kit de bolso para apresentações. A duração da bateria é decente, marcando 2 horas e 34 minutos. LED

12 LUMENS ANSI

AVALIAÇÃO TÉCNICA

76 I DI DIC C AS I NFO N FO

projetores-Mat28.indd 76

7,8

1 280 X 800 PIXELS

CUSTO/BENEFÍCIO

CONTRASTE 200:1

12 X 2,4 X 6,1 CM

159 G

1 235 REAIS

6,6 © FOTOS MARCELO KURA

07.12.10 00:56:18


hardware I notebooks de 14”

NOTEBOOKS PARA TODA HORA Modelos intermediários trazem boas configurações com preços atraentes para quem procura um laptop versátil POR JULIANO BARRETO

O VISUAL ESTILOSO DO DELL INSPIRON Com acabamento colorido, mas não espalhafatoso, o Inspiron 14 N4010, da Dell, cativa pela harmonia entre elegância e configuração sólida. O modelo testado pela INFO, com tampa vermelha e teclado prata, impressionou pelo design. Mas o laptop está longe de se destacar apenas pela beleza. A qualidade da tela com iluminação LED e o touchpad multitoque com boa sensibilidade foram outros pontos altos. No quesito força, o Inspiron 14 também mandou bem: cravou uma nota 4,3 no índice de experiência do Windows 7.

© FOTOS MARCELO KURA

notebooks de 14”-Mat29.indd 77

D I C AS I NFO I 77

07.12.10 00:57:24


AS 30 CARAS DO POSITIVO SELECT Notebook com excelente relação custo/benefício, o Positivo Premium Select 7070 traz como principal diferencial a tampa removível que pode ser trocada por modelos personalizados que usam ilustrações de artistas gráficos. Além das duas pretas que acompanham o modelo, há 30 opções vendidas pelo site www.positivodireto. com.br, por preços que variam entre 79 e 99 reais. Além de ter um rostinho bonito, a máquina se destaca por ter um HD espaçoso, bateria acima da média e processador que dá conta do recado. Para ser melhor, faltou mais capricho no acabamento, memória (só são 2 GB) e uma versão mais atraente do Windows 7 que a Home Basic de 32 bits escolhida pela Positivo.

MAIS BARATO, HP NÃO DECEPCIONA Ao segurar um Compaq Presario CQ42 -213br, da HP, você tem a impressão de que o notebook está com a etiqueta de preços errada. Apesar de custar o equivalente a uma máquina de entrada, o laptop conquista à primeira vista graças ao seu acabamento primoroso com desenho arredondado e texturas espalhadas pela tampa e pela sua parte interna. O resultado é um laptop discreto, bonito e moderno. A performance do Compaq, por outro lado, não é de arrancar suspiros. Seus principais pecados (perdoáveis pelo preço, claro) são o processador Pentium Dual Core e o sistema Windows Home Basic de 32 bits. Essa falta de poder de fogo só fica patente na hora de rodar programas mais pesados, mas não atrapalha no uso cotidiano.

O MELHOR MODELO PARA O SEU BOLSO Asus ULV80Ag

Dell Inspiron 14 N4010

TELA (POL.)/PESO (KG)

14 / 2,1

14 / 2,2

14 / 2,2

14 / 2,3

14 / 2,2

PROCESSADOR/ MEMÓRIA (GB) HD (GB)/DRIVE ÓPTICO

Core 2 Duo 1,3 GHz / 4 Core i3 M330 2,13 GHz / 3

Core i3 M350 2,27 GHz / 2

Core i5 M430 2,27 GHz / 4

Pentium Dual Core T4500 2,3 GHz / 3

320 / DVD-RW DL

320 / DVD-RW

500 / DVD-RW

320 / DVD-RW

320 / DVD-R com Lightscribe

PLACA DE VÍDEO

Placas Nvidia GeForce G210M e onboard

Placa onboard

Placa onboard

Placa onboard

Placa onboard

SISTEMA

Windows 7 Home Premium (64 bits)

Windows 7 Home Basic Windows 7 Home Basic Windows 7 (64 bits) (32 bits) Professional (64 bits)

Windows 7 Home Basic (32 bits)

ÍNDICE DO WINDOWS

4,8

4,3

3,9

4,6

3,3

PCMARK VANTAGE (PONTOS)

3 618

14 796

4 328

5 548

3 245

3DMARK06 (PONTOS)

3 470

1 619

1 494

1 961

764

DURAÇÃO DA BATERIA (H:MIN) PREÇO (R$)

02:08

01:39

01:46

01:00

01:32

1 999

1 799

1 799

2 999

1 699

AVALIAÇÃO TÉCNICA(1)

7,6 7,7

7,7 7,3

7,1 7,7

7,5 6,9

7,1 7,9

CUSTO/BENEFÍCIO

Positivo Premium Select 7070

Lenovo Thinkpad Edge

HP Compaq Presario CQ42 213br

(1) Média ponderada considerando os seguintes itens e respectivos pesos: Configuração (35%), Vídeo e Áudio (15%), Usabilidade (15%), Design (15%) e Bateria (20%). Os notebooks da HP e da Dell recebem 0,1 ponto na avaliação técnica devido ao bom desempenho dos fabricantes na Pesquisa INFO de Marcas 2010

78 I DI C AS I N FO

notebooks de 14”-Mat29.indd 78

07.12.10 00:57:45


O ASUS TEM O MAIOR FÔLEGO Num primeiro momento, dá até desânimo ver um processador Core 2 Duo na lista de configurações do ULV80Ag, da Asus. É o chip de 1,3 GHz, porém, que ajuda o notebook a ter um desempenho acima da média na duração da bateria. Nos testes do INFOlab, a máquina suportou 2 horas e 8 minutos de uso intenso. A placa de vídeo dedicada GeForce G210M compensa a falta de poder do processador, gerando uma experiência de uso bacana para quem usa programas pesados ou abre muitas janelas ao mesmo tempo. No design, a Asus conseguiu fazer uma bela combinação entre os adjetivos discreto e elegante.

O THINKPAD EDGE ENCARA O TRABALHO A tampa prateada com cantos arredondados e acabamento moderno disfarça um pouco, mas o Lenovo ThinkPad Edge continua a ser um legítimo notebook da IBM, com todas as qualidades e defeitos que isso pode trazer. Como pontos fortes estão o tradicional e confortável teclado, a robustez do acabamento e configurações parrudas para encarar muito trabalho — com destaque para o bom aplicativo para gerenciar o consumo de energia. Do lado ruim, segue a falta de inspiração no visual, que faz o ThinkPad Edge parecer muito maior e mais pesado que seus concorrentes, mesmo tendo, na maioria dos casos, só uns 100 gramas de sobrepeso.

© FOTOS MARCELO KURA

notebooks de 14”-Mat29.indd 79

D I C AS I NFO I 79

07.12.10 00:57:58


hardware I notebooks avançados

TROPA DE ELITE

Blu-ray, tela 3D, múltiplos núcleos e memória RAM à vontade são as armas dos notebooks topo de linha POR JULIANO BARRETO

VAIO DOMINA O BLU-RAY Levar os 3,06 Kg do Vaio VPC-F112HB, da Sony, nas costas não é nada agradável, mas o habitat natural desse notebook é a sala de estar e não a de reuniões. Além de possuir um drive que grava e toca Blu-ray, o Vaio exibe filmes com qualidade insuspeita. Com tela full HD, ele traz saída HDMI e porta eSata (para ler HDs externos com velocidade) e uma placa de vídeo GeForce GT 330M que dá conta do recado na hora de exibir vídeos com alta resolução. Outro detalhe que faz toda a diferença são os 6 GB de memória RAM, que tornam a máquina rápida também na hora do batente. Com todo esse poder de fogo, como era de se esperar, só não dá para depender muito da bateria. Nos testes do INFOlab, o Vaio só aguentou 60 minutos longe da tomada.

LG PÕE O 3D NO SEU COLO Barato, o R590-T não é. Mas se comparado com o preço de uma TV LED com 3D, que não sai por menos de 5 000 reais, até que os 3 599 reais do notebook da LG podem valer a pena. Já equipado com um par de óculos especiais (bem levinhos e confortáveis), o notebook dá um jeitinho até mesmo na escassez de conteúdo produzido em três dimensões. Por meio do pacote TriDef software, ele converte fotos, vídeos e games convencionais para o 3D. O resultado nas fotos e nos filmes em Blu-ray é bacana, com a profundidade bem demarcada. Nos games, o software não faz tanta diferença. É uma boa para quem curte filmes e viaja muito. Só não dá para dispensar a tomada. Assim como a bateria dos outros notebooks superpoderosos, a carga do R590-T dura pouco — mais precisamente 56 minutos nos testes de uso intenso do INFOlab.

CLÁSSICO, MACBOOK SE ATUALIZA Usar um chip Core i5 fez bem ao MacBook Pro, da Apple. Já figurando na lista de sonhos de consumo de muitos devido à sua elegância, o notebook ganhou pontos em competência. Não é apenas uma metáfora: ele fez 5 929 pontos no PCMark Vantage e 12 034 pontos no 3DMark05, duas ferramentas que verificam como a máquina se sai com gráficos 3D e tarefas que exigem poder de processamento. No índice de experiência do Windows 7, o MacBook Pro também foi muito bem, com nota 5,7 — três décimos abaixo do máximo. E olha que o melhor da máquina é usar o Mac OS X, que roda rápido e sem engasgos. Mas pelo seu preço e categoria, o Mac fica devendo em diversão. Falta um drive Blu-ray e saída HDMI. Ah, e o velho problema do teclado sem cedilha continua. Alô, Apple?

A NOVA FRONTEIRA DO ALIENWARE Famosa entre os gamers, a marca Alienware, da Dell, é sinônimo de máquinas tão potentes quanto pesadas. No M11xR2 essa lógica é mantida em proporções mais interessantes. Com tela de apenas 11,6 polegadas, o notebook tem desempenho e peso de gente grande. São 2,6 Kg de força computacional bruta, com direito a um sistema de overclock vindo de fábrica que força o processador a trabalhar em até 2,26 GHz em vez dos 1,2 GHz originais. Sob o teclado, há luzes coloridas que piscam e podem ser configuradas nos mínimos detalhes por um software especial. Outro destaque são as opções para ajustar a sensibilidade do touchpad, algo muito valioso para os gamers. 11,6”

CORE I7 640M, DE 1,2 GHZ

WINDOWS 7 ULTIMATE DE 64 BITS

80 I DI C AS IN FO O

NotebooksAvanc ados-Mat30.indd 80-81

© FOTOS MARCELO KURA

4 GB 2,1 KG

HD DE 320 GB

NVIDIA GEFORCE GT 335M

DURAÇÃO DA BATERIA: 1H26MIN

4 057 REAIS

DIC A S INFO I 81

07.12.10 00:58:51


hardware I notebooks avançados

TROPA DE ELITE

Blu-ray, tela 3D, múltiplos núcleos e memória RAM à vontade são as armas dos notebooks topo de linha POR JULIANO BARRETO

VAIO DOMINA O BLU-RAY Levar os 3,06 Kg do Vaio VPC-F112HB, da Sony, nas costas não é nada agradável, mas o habitat natural desse notebook é a sala de estar e não a de reuniões. Além de possuir um drive que grava e toca Blu-ray, o Vaio exibe filmes com qualidade insuspeita. Com tela full HD, ele traz saída HDMI e porta eSata (para ler HDs externos com velocidade) e uma placa de vídeo GeForce GT 330M que dá conta do recado na hora de exibir vídeos com alta resolução. Outro detalhe que faz toda a diferença são os 6 GB de memória RAM, que tornam a máquina rápida também na hora do batente. Com todo esse poder de fogo, como era de se esperar, só não dá para depender muito da bateria. Nos testes do INFOlab, o Vaio só aguentou 60 minutos longe da tomada.

LG PÕE O 3D NO SEU COLO Barato, o R590-T não é. Mas se comparado com o preço de uma TV LED com 3D, que não sai por menos de 5 000 reais, até que os 3 599 reais do notebook da LG podem valer a pena. Já equipado com um par de óculos especiais (bem levinhos e confortáveis), o notebook dá um jeitinho até mesmo na escassez de conteúdo produzido em três dimensões. Por meio do pacote TriDef software, ele converte fotos, vídeos e games convencionais para o 3D. O resultado nas fotos e nos filmes em Blu-ray é bacana, com a profundidade bem demarcada. Nos games, o software não faz tanta diferença. É uma boa para quem curte filmes e viaja muito. Só não dá para dispensar a tomada. Assim como a bateria dos outros notebooks superpoderosos, a carga do R590-T dura pouco — mais precisamente 56 minutos nos testes de uso intenso do INFOlab.

CLÁSSICO, MACBOOK SE ATUALIZA Usar um chip Core i5 fez bem ao MacBook Pro, da Apple. Já figurando na lista de sonhos de consumo de muitos devido à sua elegância, o notebook ganhou pontos em competência. Não é apenas uma metáfora: ele fez 5 929 pontos no PCMark Vantage e 12 034 pontos no 3DMark05, duas ferramentas que verificam como a máquina se sai com gráficos 3D e tarefas que exigem poder de processamento. No índice de experiência do Windows 7, o MacBook Pro também foi muito bem, com nota 5,7 — três décimos abaixo do máximo. E olha que o melhor da máquina é usar o Mac OS X, que roda rápido e sem engasgos. Mas pelo seu preço e categoria, o Mac fica devendo em diversão. Falta um drive Blu-ray e saída HDMI. Ah, e o velho problema do teclado sem cedilha continua. Alô, Apple?

A NOVA FRONTEIRA DO ALIENWARE Famosa entre os gamers, a marca Alienware, da Dell, é sinônimo de máquinas tão potentes quanto pesadas. No M11xR2 essa lógica é mantida em proporções mais interessantes. Com tela de apenas 11,6 polegadas, o notebook tem desempenho e peso de gente grande. São 2,6 Kg de força computacional bruta, com direito a um sistema de overclock vindo de fábrica que força o processador a trabalhar em até 2,26 GHz em vez dos 1,2 GHz originais. Sob o teclado, há luzes coloridas que piscam e podem ser configuradas nos mínimos detalhes por um software especial. Outro destaque são as opções para ajustar a sensibilidade do touchpad, algo muito valioso para os gamers. 11,6”

CORE I7 640M, DE 1,2 GHZ

WINDOWS 7 ULTIMATE DE 64 BITS

80 I DI C AS IN FO O

NotebooksAvanc ados-Mat30.indd 80-81

© FOTOS MARCELO KURA

4 GB 2,1 KG

HD DE 320 GB

NVIDIA GEFORCE GT 335M

DURAÇÃO DA BATERIA: 1H26MIN

4 057 REAIS

DIC A S INFO I 81

07.12.10 00:58:51


O TRABALHADOR DA ITAUTEC Depois de ter posto o consumidor doméstico meio de lado para se concentrar no corporativo, a Itautec contra-ataca e manda bem. Apesar de não ter o mesmo apelo de design dos rivais mais caros, o Infoway N8645 valoriza o investimento de quem compra um notebook com foco na produtividade. Com processador Core i5 e os 4 GB de memória RAM, o notebook brazuca encarou bem as tarefas do dia a dia. Em algumas medições, ele ficou próximo de um empate técnico com os outros modelos da categoria. Na conversão de um arquivo de vídeo de 79 MB, por exemplo, o Infoway gastou 63 segundos contra 62 do Sony Vaio VPCF112HB. Mas o modelo carece de um pouco mais de inspiração no seu acabamento. O touchpad é ligeiramente desconfortável. Nessa área, o leitor biométrico é dos poucos diferenciais.

PAVILION MOVIDO A TOQUES Máquina potente que traz qualidade no acabamento, o Pavilion dv6-3090br, da HP, é o primeiro notebook testado pelo INFOlab com tela touchscreen capacitiva, um recurso já comum nos smartphones. Para aproveitar a função multitoque, a fabricante incluiu um software que gerencia fotos, vídeos, músicas e anotações. O programa tem interface caprichada, que dá liberdade de movimentos para navegar entre os itens — uma experiência que lembra a de usar um iPhone. A utilidade da tela sensível fica mais ou menos por aí. Tentar usar o Photoshop com os dedos é um suplício, pois a tela não é precisa o suficiente para acertar os pequenos botões do editor de imagens. A máquina manda bem no desempenho, o que garantiu boas notas no INFOlab, cravando a Escolha INFO da categoria.

QUEM TEM MAIS PODER DE FOGO? HP Pavilion dv63090br

Sony Vaio VPCF112HB

Itautec InfoWay N8645

Apple MacBook Pro LG R590-T

TELA (POL.)/PESO (KG)

15,6/2,48

16,4/3,06

15,6/2,61

15,4/2,54

15,6/2,6

PROCESSADOR/ MEMÓRIA (GB)

Phenon II P920 1,6 GHz /6

Core i7-720QM 1,6 GHz/6

Core i5 450M 2,4 GHz/4

Core i5 M 520 2.4GHz/4

Core i7 740QM 1,73 GHz/4

HD (GB)/DRIVE ÓPTICO PLACA DE VÍDEO

1 024/BD-ROM

500/BD-RE

500/DVD-RW

320/DVD-RW

640/BD-ROM DVD-RW

ATI Mobility Radeon HD 5650

GeForce GT 330M

ATI Mobility Radeon 4650

Nvidia GT216

Nvidia GeForce 335M

SISTEMA

Windows 7 Professional 64 bits

Windows 7 Ultimate 64 bits

Windows 7 Home Premium (64 bits)

Mac OS X Snow Leopard

Windows 7 Home Premium

ÍNDICE DO WINDOWS

5,9

5,6

5,9

5,7

5,9

PCMARK VANTAGE (PONTOS)

3 520

5 440

5 643

5 929

3 664

6 894 DURAÇÃO DA BATERIA (H:MIN) 01:16 PREÇO (R$) 3 599

6 521

5 607

6 703

6 466

01:00 7 999

01:05 2 499

01:30 6 499

00:56 3 599

8,5 6,7

7,5 7,8

7,9 6,8

7,2 6,2

3DMARK06 (PONTOS)

AVALIAÇÃO TÉCNICA(1) CUSTO/BENEFÍCIO

8,3 7,5

(1) Média ponderada considerando os seguintes itens e respectivos pesos: Configuração (35%), Vídeo e Áudio (15%), Usabilidade (15%), Design (15%) e Bateria (20%). Os notebooks da HP e da Dell recebem 0,1 ponto a mais na avaliação técnica devido ao bom desempenho das fabricantes na Pesquisa INFO de Marcas 2010

82 I DI DIC C AS I NFO N FO

NotebooksAvanc ados-Mat30.indd 82

© FOTOS MARCELO KURA

07.12.10 00:59:36

84 powerpoint 2010  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you