Page 1

vigiai Informativo Evangélico Edição 22 www.vigiai.net

Virtual

MARCELO BRETAS

O juiz evangélico que mandou Eike e Cabral para prisão


Sumário CAPA

1 - Dr. Marcelo Bredas

vigiai Informativo Evangélico Edição 22 www.vigiai.net Fevereiro de 2017

Criação Fabiano Sousa (In Memoriam) Jornalista e Designer Mtb-SP 66.300

INSTITUCIONAL 2 - Sumário e Expediente 3 - Editorial “Regaço”

PARCEIROS

4 e 5 - Convenção Batista Mineira 6 e 7 - Rede Batista de Educação 8 e 9 - Pr. Marcos Amazonas 10 e 11 - Vida Total da Igreja 12 e 13 - Editora Cristã Evangélica 14 e 15 - Dr. Gilberto Garcia 16 - Revista Fidelidade 17 - Dr. Rubens Teixeira 18 - Igreja Batista em Parque do Carmo 19 - Pr. Gilson do Carmo Batista 20 - Igreja Batista Nova América 21 - Pr. Moizés de Oliveira 22 e 23 - ANAMEL - Associação Nacional dos Magistrados Evangélicos

ESPECIAL

24 e 25 - Marcelo Bretas - O juiz evangélico que mandou Eike e Cabral para prisão 28 - Instituto Betel do Brasil - IBB 29 - Missão Batista Boa Vista

ARTICULISTAS

26 - Dr. Cacau de Brito 27 - Pr. Marco Antonio Carvalho 30 e 31 - Pr. Rubem Amorese 32 e 33 - Pr. Sylvio Macri 34 e 35 - Pr. José Francisco Veloso 36 e 37 - Pr. Roberlan Julião 38 e 39 - Pr. Magdiel G. Anselmo 40 e 41 - Carlos Alberto Carvalho 42 e 43 - Pr. Joel Baptista de Souza 44 e 45 - Pr. Antonio Carlos de Lima 46 e 47 - Pr. Aparecido Donizete Fernandes 48 e 49 - Pr. Rinaldo de Mattos 50 - Publicidade - Pr. Nataniel Sabino 2 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017

Editor e diagramador Jornalista Vital Sousa Mtb-SP 63.588 E-mail: vital.sousa@gmail.com facebook.com/vital.sousa.3 Produção Ministério Vigiai.net www.vigiai.net vigiai.net@gmail.com Contatos E-mail: vigiai.net@gmail.com facebook.com/vital.sousa.3 Nota Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos seus autores, e não representam necessariamente a opinião do Informativo. É proibida a reprodução total ou parcial de reportagens, entrevistas, artigos, ilustrações e fotos, sem a prévia anuência dos titulares dos direitos autorais. “Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor; sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.” (Mateus 24:42-44)

Tiragem Para mais de um milhão de internautas


Editorial Regaço

Vital Sousa, edtor

Colo tem sido a palavra do momento, mas gosto muito de regaço que tem o mesmo sentido, e para mim tem algo como acalentar o bagaço com um abraço. Quando ouço a palavra bagaço lembro logo de uma história contada pelo Pastor Veloso que, quando fora pregar em uma região muito pobre, pernoitando em uma casa, a sobremesa eram laranjas e estas faziam a festa. Entretanto após degusta-las, jogou o bagaço fora e foi energicamente repreendido pelo dono da casa: isto aqui é comida. São tantos que comem do lixo, que o bagaço realmente não podia ser desperdiçado; estima-se uma perda de comida no Brasil de cerca de 41 mil toneladas por ano e dos cerca de 7 bilhões de habitantes desta terra de meu Deus, mais de 1 bilhão sofre com a desnutrição. A desnutrição provoca inúmeras doenças, uma que não é considerada é a falta de vitamina “a”, gentilmente doada pelo sol, mas vem a noite... e muitas crianças sofrem de cegueira, por falta de uma alimentação adequada, mas, o sol nasceu para todos... A introdução da Vigiai foi contar uma história, onde uma palavra destacada se relacionaria com a outra e assim sucessivamente. E por isto passamos pelo colo, pelo regaço, pela comida e pelo sol. A Vigiai se propõe a ser um regaço. Sempre com novidades. Sempre com novos articulistas. E contando a história de novo. Uma história de superação, dia a dia, com crise e tudo. Uma história de amigos, de trocas, de crescimento, de aprendizagens. E retratando está realidade, lhes convido a ler a Vigiai desta semana: 1) “Pastores, professores, missionários, presbíteros, diáconos, ministros e tantos outros “agentes do reino” precisam considerar o momento em que, eventualmente, entregarem ou perderem seus cargos e voltarem ao banco da igreja.” diz Rubem Amorese. Não se pode deixar de ler. 2) “Não haverá transformações somente pelo fato de os indivíduos serem, um a um, mudados pelo poder do evangelho.” diz o Pr. Sylvio Macri, outro artigo imperdível! 3) “Para quem crê que o crente perde a salvação, é natural concluir que o suicida perde a salvação por ter cometido um pecado grave. Mas, e se ele não se suicidar, mas mentir?” - O Pr. Roberlan Julião começa o seu artigo assim, forte. 4) “O que é a vida? Para que serve a Vida? pergunta o PR. Joel Baptista Souza. Quer saber? Leia a Vigiai desta semana, imperdível! fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 3


Juventude Batista Mineira mobiliza jovens em toda Minas Gerais Dos dia 12 a 23 de janeiro centenas de jovens batistas mineiros participaram dos projetos missionários “Operação Invasão” (OI) e “Pescador Jovem” (PJ). Este ano o tema foi “Por um mundo melhor”, e ao todo 13 cidades foram alcançadas pelos jovens, que aproveitaram seus períodos de férias escolares ou do trabalho, saindo do conforto de seus lares, para levar solidariedade, amor e esperança aos perdidos espalhados nos quatro cantos do Estado de Minas Gerais. Apesar dos nomes, a única diferença entre estes dois projetos é a faixa etária de quem participa. “Na ‘Operação invasão’ temos jovens de 12 a 18 anos enquanto no ‘Pescador Jovem’ os participantes já são mais velhos, com idade acima dos 19 anos”, explica o Pr. Daniel Soares, Diretor Executivo da Juventude Batista Mineira (JUBAM). “Apesar da idade dos participantes de cada um dos projetos ser diferente, a vontade de compartilhar do amor de Jesus pelos perdidos é a mesma. Todos estão muito envolvidos e se doam com todas as forças para que a Palavra do Senhor seja proclamada e vidas sejam resgatadas, experimentando a salvação, que só é possível por meio de Jesus Cristo”, completa. Este ano, as cidades que receberam os projetos foram: Santa Luzia, Santo Hipólito, Ibirité, Fervedouro, Muriaé, Três Pontas, Conceição do Mato Dentro, Sobrália, Icaraí de Minas, Curvelo, Nova Serrana, Betim e Vespasiano. “A escolha das cidades segue alguns critérios, mas o principal deles é a vontade da Igreja Local, que entra em contato com a JUBAM e solicita que o projeto seja levado para o campo”. Matheus Teles, que trabalhou como voluntário na equipe de liderança, comenta que “como discípulos de Cristo, temos que nos ver como resposta para essa sociedade que clama por mudança. Ao longo dos 12 dias de projeto tive a oportunidade de participar também do ‘Turma da Maior Alegria’, um trabalho realizado com as crianças das cidades, que desenvolve brincadeiras, trabalha com música e teatro, além do mais importante: compartilha a Palavra de Deus com cada uma delas”. Outras atividades também foram desenvolvidas nos campos, como o bazar solidário, o dia de cidadania, a distribuição de cestas básicas, além de impactos evangelísticos em cultos nas Igreja. “Alguns campos ainda ousam em fazer serenata aos moradores da cidade. São marcados estudos bíblicos e visitas nos lares durante o projeto, contando com a participação da igreja local para dar continuidade no trabalho”, conclui Matheus Teles. Para Tawan Vinicius, de 16 anos, que esteve com a equipe missionária no campo de Santo Hipólito, “foram dias inesquecíveis. É um projeto que Deus falou comigo a todo momento. Assim que eu cheguei, após conhecer o grupo, visitamos um asilo para compartilhar a palavra de Deus através da musica e para conversar com os idosos. Lá me deparei com um senhor de idade que já era convertido mas infelizmente estava acamado, e não podia fazer mais nada. Perguntamos se ele era feliz com Jesus e, com uma certa dificuldade para responder, ele sorriu e balançou a cabeça afirmando que era feliz. Esse foi um dos momentos que mais me marcou, um senhor de idade, impossibilitado de fazer as coisas, mas com o Senhor Jesus ele é feliz”, se emocionou o jovem ao comentar a experiência vivida. Já a jovem Melissa Teles, de 22 anos, que este ano participou pela primeira vez dos Projetos Missionários da JUBAM, no campo de Icaraí de Minas, “quando descobri que o lugar para o qual eu iria, Icaraí de Minas, era o mais distante, e que eu não conhecia nenhuma pessoa desse campo, nem mesmo o líder, eu realmente me desesperei! Antes de sair eu chorei muito, quase desisti. Mas o nosso Deus é realmente um Deus que surpreende! Durante o tempo no campo eu percebi que Icaraí de Minas foi uma das melhores experiências da minha vida. Nessa cidade entramos em casas de todos os tipos, conhecemos as mais diversas pessoas, abraçamos gente de todas as idades, choramos com quem sofria e nos alegramos com estava em festa. Isso tudo com um único propósito: sinalizar o amor de Deus naquele lugar, ser a expressão do amor dEle por cada pessoa com a qual nos deparamos. Meu coração hoje é só gratidão”, relata Melissa.

Leia agora o nosso site: www.batistasmineiros.org.br 4 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 5


O curso de Administração e Ciências Contábeis da Faculdade Batista de Minas Gerais convida para sua primeira aula do semestre o Dr Jairo Stacanelli – Psicólogo. A palestra tem como objetivo informar sobre a estratégia em gestão de pessoas com o tema: Disciplina, estratégia na formação de executivos e equipes de trabalho eficazes. Dr. Jairo Stacanelli, graduado pela UFMG, Especialista em Psicologia da Educação pela PUC Minas. Mestre em Psicologia – Intervenções Clínicas e Sociais – pela PUC Minas. Educador pelo Saint Giles College, de Londres/UK. Psicólogo do Departamento de Futebol de Base do Cruzeiro Esporte Clube. Consultor em Educação e Psicologia para as TVs Horizonte e SBT/Alterosa. Principais títulos da categoria de base: Tetracampeão Mineiro Sub20, Bicampeão Brasileiro Sub20, Campeão da Copa Amsterdam Sub20 2012.

A PALESTRA SERÁ REALIZADA NO AUDITÓRIO A, ÀS 19H30. ENDEREÇO: RUA PLOMBAGINA, 305 – FLORESTA. PARTICIPE! 6 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


O curso de Direito da Faculdade Batista de Minas Gerais convida para sua primeira aula do semestre o Dr. Antônio de Matos Gonçalves – Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. Possui graduação em Direito e mestrado em Direito do Trabalho (ambos pela PUC Minas), Doutorando em Direito do Trabalho na UFMG e pós-graduado em direito de empresa. Presidiu a Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (ABRAT) entre 2012 e 2014, onde atualmente é diretor da Associação; membro do Instituto dos Advogados do Brasil (IAB) e do Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG); membro direto da Escola Nacional de Advocacia (ENA) e do Conselho Federal da OAB (2006/2009); integrante da Associação Americana de Juristas – AAJ (Argentina); membro da Associação Luso-Brasileira dos Juristas do Trabalho – Jutra (Brasília e Coimbra); membro oficial da delegação brasileira à Conferência da OIT de 2014 (Genebra), além de autor de diversas obras jurídicas. Na OAB/MG exerceu os cargos de conselheiro por dois mandatos (1999/2000 e de 2001/2003); foi dirigente da Escola Superior Advocacia (ESA/MG) por três mandatos (1998/2000, 2000/2003 e 2006/2009); membro das comissões de Exame da Ordem (1998/2003); de Seleção e Inscrição (2000/2003) e tesoureiro da OAB/MG nos dois mandatos do presidente Luís Cláudio Chaves (2010/2012 e de 2013 até os dias atuais), além de professor da ESA há 17 anos.

A PALESTRA SERÁ REALIZADA NO AUDITÓRIO A, ÀS 19H30. ENDEREÇO: RUA PLOMBAGINA, 305 – FLORESTA. PARTICIPE! fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 7


Pr. Marcos Amazonas


“A vida é breve”

Pastor Marcos Amazonas Santos

A vida é breve e breve é a vida, mas nunca nos damos conta deste facto, até que, somos surpreendidos com a chegada da morte. A morte nos posiciona diante da vida. Nos faz olhar para ele e pensar sobre o que estamos a fazer com a nossa vida. Foi esta brevidade que deixou todos chocados quando, depois de ter sido noticiado e desaparecimento do ator Domingos Montager, chega a notícia de que seu corpo foi encontrado sem vida. Todos reconheceram a brevidade da vida, mas num momento, todos pararam estupefactos diante da morte para reflectir sobre a vida. A vida é breve e é precisa saber viver. Não sou adepto da filosofia de Zeca Pagodinho que diz: “Deixa vida me levar, vida leva eu”. Não quero passar pela vida. Quero ser protagonista do meu viver e não mero expectador. Não desejo chegar ao fim como alguém que não se deu, que não amou e que se guardou por causa do medo. Quero viver e saber viver, mas a vida é aprendizado e aprendemos através dos erros. O que não se pode fazer é desistir. A vida bem vivida é aquela que vivemos por nós próprios. É difícil perceber que temos uma vida apenas e que devemos vivê-la e agarrá-la da melhor maneira. Geralmente vivemos para satisfazer os outros. Vivemos a vida que os outros projectaram para nós. É preciso viver sua própria vida e lutar pelos seus sonhos e trilhar o seu caminho. É necessário viver a própria vida e não se deixar agrilhoar pela vontade e desejo dos outros. Saber viver é entender que a vida não é apenas trabalho. O trabalho é importante, mas ele não constitui a essência da vida. É fundamental entender que a vida se dá hoje e não podemos viver escravos do trabalho, reféns do desejo de construir o tal futuro que na verdade nunca chega, pois o tempo que temos é hoje. Quem entende e percebe a brevidade da vida, compreende como é importante viver a demonstrar e assumir seus sentimentos. Viver sem esconder-se atrás de máscaras. É preciso assumir os sentimentos. É essencial aprender a viver sem culpa. Viver seus sentimentos é ser livre e não se deixar prender e reprimir. É ter a coragem de verbalizar o que vai na alma. É assumir o que sente e expressar-se sem medo. Na brevidade da vida é essencial desenvolver relacionamentos saudáveis. É essencial perceber que a vida se faz à volta dos amigos e que amigos devem ser mantidos. Permita-se estar próximo dos seus amigos. Valorize-os pelo que eles são e não pelo que tem. Esteja disponível para eles e ao lado deles. Somos seres relacionais e os relacionamentos devem ser transparentes e verdadeiros. Desfrute da dádiva da amizade. A vida é muito breve. Seja feliz e faça os outros felizes. Não se precisa de muita coisa para ser feliz. Aprenda a sorrir das coisas simples e banais. Desfrute do que tem e não permite que o que deseja o impeça da felicidade. Encante-se com o sorriso de uma criança. Delicie-se com uma boa caminhada e aceite as mudanças como necessárias e oportunidades de aprendizado e crescimento. A vida é breve e breve a é a vida. Gozaguinha disse que ninguém quer a morte e é verdade, mas ela sempre chega. Portanto, antes dela chegar, não deixe a vida lhe levar, mas viva e seja feliz.”

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 9


Marque hoje o seminรกrio na sua igreja! http://www.vidatotaldaigreja.com.br/contato.html

Telefones:

(13) 3251-1948 e (13) 99783-4411


12 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nó, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras” Tito 2.13-14. Todos quantos já foram alcançados “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, pela graça salvadora em Cristo Jesus, devem sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto perseverar aguardando a Sua volta gloriosa. de lábios que confessam o seu nome. Não negligencieis, igualmente, a prática do bem e “Disse Daniel: Seja bendito o nome de Deus; a mútua cooperação; pois, com tais sacrifícios, de eternidade a eternidade, porque dele é a Deus se compraz” Hebreus 13.15-16. A prática sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo do cristianismo se reflete em nosso estilo de e as estações. remove reis e estabelece reis; vida, que abençoa outros e traz glória pra Deus. ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes. Ele revela o profundo e o escondido; “De sorte que somos embaixadores em nome conhece o que está em trevas, e com ele mora de Cristo, como se Deus exortasse por nosso a luz” Daniel 2.20-22. Tudo e todos estão nas intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos mãos de Deus. Ele é todo-poderoso. Confie que vos reconcilieis com Deus” 2 Coríntios 5.20. Nele e serás bem-sucedido. Somos distinguídos por Deus com essa grande Pr. Abimael Cirene Souza missão: Anunciar as boas novas de salvação. “aguardando a bendita esperança e a “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” 2 Timóteo 2.15. A Aprovação do Senhor e o conhecimento da Bíblia são indispensáveis para o cristão.

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 13


GILBERTO GARCIA Simpósios, Conferências e Palestras gilbertogarcia@direitonosso.com.br +55 (21) 2696-5244 / +55 (21) 99912-6678 Rua: Antonio Teles de Menezes, 41/408 Centro – São João de Meriti/RJ CEP. 25.520-630

ONU pede contribuições sobre objeção de consciência ao serviço militar

Conselho de Direitos Humanos da ONU abriu consulta para tratar dos novos desenvolvimentos, as melhores práticas e os desafios remanescentes em relação à objeção de consciência ao serviço militar. Prazo é dia 13 de fevereiro. As organizações da sociedade civil, governos e outras organizações e entidades interessadas de todo o mundo estão convidadas a fornecer qualquer informação relevante a ser incluída em um relatório sobre a objeção de consciência ao serviço militar, em conformidade com a resolução 20/2 do Conselho de Direitos Humanos da ONU (saiba mais abaixo).

O Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) pede que as contribuições sejam enviadas até 13 de fevereiro de 2017, com o assunto da mensagem ‘Report – Conscientious objection to military service’ para o email registry@ohchr.org, preferencialmente em um dos seis idiomas oficiais da ONU (inglês, espanhol, francês, russo, chinês e árabe). Em um trecho da resolução 20/2, o Conselho de Direitos Humanos solicitou ao ACNUDH que “preparasse, em consulta com todos os Estadosmembros, agências, programas e fundos pertinentes das Nações Unidas, organizações intergovernamentais e não governamentais e instituições nacionais de direitos humanos, um relatório analítico quadrienal sobre a objeção de consciência ao serviço militar, em especial sobre os novos desenvolvimentos, as melhores práticas e os desafios remanescentes”.

14 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017

O próximo relatório será apresentado à 35ª sessão do Conselho, em junho de 2017. A resolução está disponível clicando aqui. Esse edital original, em inglês, está disponível clicando aqui. Fonte: ONUBR (Disponível em: https:// nacoesunidas.org/onu-pede-contribuicoessobre-objecao-de-consciencia-ao-servicomilitar/ – Acesso: 02.02.2017)


IAB é contra o ensino religioso confessional nas escolas públicas Também foi acolhida sugestão do consócio Gilberto Garcia de que o Instituto se inscreva para participar de audiência pública no STF. O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) firmou posição contra o ensino religioso confessional nas escolas públicas, previsto no acordo firmado entre a Presidência da República e a Santa Sé, em 2010. Por meio do decreto 7.107/2010, o governo promulgou o acordo relativo ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, firmado na Cidade do Vaticano no dia 13 de novembro de 2008. Na sessão ordinária desta quarta-feira (8/4), conduzida pelo presidente Técio Lins e Silva, o IAB decidiu, por unanimidade, acolher a sugestão do consócio Gilberto Garcia de que o Instituto se inscreva para participar da audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 15 de junho, e apóie a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4439 ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A PGR propôs que o STF interprete o decreto 7.107/2010 à luz da Constituição Federal e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Em seu art. 33, a LDB estabeleceu que “o ensino religioso, de matrícula facultativa, é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil e vedadas quaisquer formas de proselitismo”. A PGR defende a tese de que a única forma de compatibilizar o caráter laico do Estado brasileiro com o ensino religioso nas escolas públicas consiste na adoção de modelo não confessional. Para a PGR, a disciplina deve ter como conteúdo programático a exposição das doutrinas, práticas, história e dimensões sociais das diferentes religiões, incluindo posições não religiosas, sem qualquer tomada de partido por parte dos educadores. Ainda de acordo com argumentação contida na ADI, a disciplina deve ser ministrada por professores regulares da rede pública de ensino, e não por “pessoas vinculadas às igrejas ou confissões religiosas”. Pluralidade dos pontos de vista – A audiência pública foi convocada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do STF, relator do processo. Em seu despacho, o ministro esclareceu que os participantes dos debates serão selecionados com base nos critérios da representatividade da comunidade religiosa ou entidade interessada, da especialização técnica e expertise do expositor, e da garantia da pluralidade da composição da audiência e dos pontos de vista a serem defendidos. Segundo Luís Roberto Barroso, a complexidade do tema “recomenda a convocação de audiência pública para que sejam ouvidos representantes do sistema público de ensino, de grupos religiosos e não religiosos e outras entidades da sociedade civil, bem como especialistas com reconhecida autoridade no tema”. Conforme o relator, “as questões extrapolam os limites do estritamente jurídico, demandando conhecimento interdisciplinar a respeito de aspectos políticos, religiosos, filosóficos, pedagógicos e administrativos relacionados ao ensino religioso no país”. Para o ministro, há três pontos a serem discutidos na audiência pública. Um deles são as relações entre o princípio da laicidade do Estado e o ensino religioso nas escolas públicas. De acordo com Luís Roberto Barroso, também é necessário debater as diferentes posições a respeito dos modelos confessional e não confessional, como também o impacto de sua adoção sobre os sistemas públicos de ensino e as diversas confissões religiosas e posições não religiosas. O ministro defende, ainda, a discussão sobre as diferentes experiências dos sistemas estaduais de educação com o ensino religioso. Fonte: Portal IAB – Instituto dos Advogados Brasileiros fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 15


16 | VIGIAI - janeiro de 2017


Jornal do Brasil:

Filho de Crivella na causa política

02/02 às 18h32 - Atualizada em 02/02 às 19h08 com o governante. Marcelo Hodge Crivella, 32 anos, se formou em psicologia na Biola University, na Califórnia. Especializou-se em gestão e planejamento com o Mestrado em Inovação, tecnologia e empreendedorismo da Oxford Brookes University. Sua experiência profissional foi na iniciativa privada, com cargos de gerência e diretoria em empresas como a Frost & Sullivan, Rede Record, RedeZero e Storyville Coffee Company.

Muito dedicado às causas sociais, se empenhou O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella em ampliar a venda e a produção da Storyville, (PRB) agiu com maior competência colocando garantindo o aumento do repasse de verbas da um jovem qualificado para chefiar a Casa Civil. empresa para um fundo que contribui para o No passado, Ricardo Montoro entrou para a combate do tráfico humano. vida pública em 1982, como secretário particular do governador Franco Montoro, fundador do Para a administração pública municipal, Marcelo PSDB. A essa altura já era economista formado Hodge Crivella quer implementar aquilo que ele pela USP, somava cursos de especialização no considera os principais pilares de uma gestão Brasil e no exterior e era bem sucedido como eficiente: equipe competente e valorizada; executivo e empresário na iniciativa privada. O planejamento e acompanhamento e um chefe da Casa Civil tem que ter intimidade total programa de meritocracia. Rubens Teixeira Da Silva Com o prefeito Marcelo Crivella e o Secretário de Saúde, Carlos Eduardo, neste sábado, no Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto, na Ilha do Governador. Olhando as condições dos hospitais. Em atividade sete dias por semana. Temos uma missão a cumprir!

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 17


Igreja Batista em Parque do Carmo Cultos aos domingos 09hs00 e quartas às 20h. R. Jerônimo de Abreu do Vale, 388, J. N. S. do Carmo. Cultos aos domingos 18h30, Av. Ma. Luiza Americano, 100 ADORAÇÃO, COMUNHÃO, EDIFICAÇÃO, EVANGELISMO E SERVIÇO Bases perfeitas para os servos do Senhor. Nesta terça-feira - 31.01.2017 - os pastores e coordenadores vão se reunir pela primeira vez após a Campanha de Evangelismo 2017

IBPC: EXPRESSÃO DE AMOR & LOUVOR

Louvo a Deus pela vida de nossa igreja. Ela é expressão de amor e louvor, as crianças, os adolescentes e os jovens estão 100% envolvidos. Ela vive os 5 Propósitos de Deus para a vida da igreja. Ela tem reconstruído-se pela visão e pelos propósitos. A liderança é nova, fiel e trabalhadora. Alcançamos a marca de 887% na relação per capita entre trabalhadores e vidas ganhas na Campanha. Glórias a Deus, pois valeu a pena. Pastor Aurélio Rosa

10 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Dia da Aliança Batista Mundial (BWA) do alívio e do desenvolvimento susten-

tável da comunidade; • Defender os direitos humanos e a justiça; • Promover a reflexão teológica relevante. • Juntar esforços para impactar o mundo para Cristo. A declaração de Missão da Aliança afirma: “Colocando em rede a família Batista para impactar o mundo por Cristo”, e a declaração de Visão: “A Aliança Batista Mundial é um movimento global de Batistas, compartilhando uma confissão comum de fé em Jesus Cristo, unidos pelo Amor de Deus para apoiar, encorajar e fortalecer um ao outro, enquanto proclamam Pr. Gilson do Carmo Batista e vivem o Evangelho de Jesus Cristo no poder Neste domingo (04/02), em todo o mundo, é do Espírito Santo, ante um mundo perdido e celebrado o Dia da Aliança Batista Mundial machucado.” (BWA). E na busca de prestar informações aos A sede da Aliança fica na cidade de Washington, nossos leitores sobre a maior organização dos nos EUA, e tem como atual presidente o pastor Batistas no mundo, dedicamos este editorial Paul Msiza, da África do Sul; o secretário geral em apresentar alguns dados que consideramos é o doutor Neville Callam, que, recentemente, esteve no Brasil tratando da realização do importantes. A Aliança Batista Mundial, que se estende por Congresso 2020 da Aliança, que acontecerá nos todas as Nações, existe como expressão da dias 22 a 26 de julho de 2020, no Rio de Janeiro. unidade essencial do povo Batista no Senhor O pastor Luiz Roberto Silvado é um dos viceJesus Cristo, para dar inspiração à comunhão presidentes da Aliança e contamos com mais e para fornecer canais para compartilhar outros sete irmãos da Convenção Batista preocupações e habilidades em testemunho Brasileira, como membros do Conselho Geral e e ministério. A Aliança reconhece a tradicional das diversas comissões da Aliança. autonomia e interdependência Batista Mundial, A cada cinco anos, a Aliança Batista Mundial que foi fundada em 1905, é uma associação de realiza um Congresso Batista Mundial, 235 Convenções em 122 países e territórios que doravante denominado Celebração da Aliança compõem 40 milhões de membros em 177.000 Batista Mundial, que existe “Com o propósito de promover a comunhão, a inspiração, a Igrejas. informação, a edificação, o encorajamento, e o Tem como objetivo e está comprometida com: • Promover a adoração, a comunhão e a unidade; encaminhamento de assuntos administrativos”. • Cultivar a paixão pela missão e o evangelismo; O JORNAL BATISTA – 04/02/ • Responder às necessidades humanas através

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 19


IGREJA BATISTA NOVA AMÉRICA Estrada Adhemar Bebiano,1640 - Del Castilho Rio de Janeiro - RJ Aos domingos - reuniões: 09:00 às 11:30 e das 18:00 às 21:00 horas Igreja Vitoriosa Servindo ao Senhor! Registrada nos céus como uma das mais novas agências da salvação e reunião dos santos adoradores de Deus Pastor Presidente: Moizés de Oliveira

VISITE-NOS!

20 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 21


www.anamel.org.br

notícias Quando a noite vem

Josneide Jeanne Carvalho Nascimento

Não percam o Programa da ANAMEL: Quando a noite vem. No ar todas as quintas-feiras das 17 às 18h na Rádio Contemporânea. Você pode ouvir de qualquer lugar do Brasil ou do mundo pelo link: http://www.radiorecordrj.com.br Participe , ao vivo, pelo telefone : 21-25820990. Repassem para seus amigos e para seus grupos de WhatsApp e Facebook. Vamos trabalhar juntos para o engrandecimento do Reino de Deus! 22 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


O SUPREMO NA BERLINDA Jairo Vasconcelos Rodrigues Carmo A maioria de Ingleses, norte-americanos e fugindo, ademais, das paixões partidárias. alemães não sabe o nome dos juízes de suas Cortes Supremas. Raros são os que aparecem em público. Não dão entrevistas, nem falam de processos sob julgamento. Nossa Democracia - para o bem e para o mal - trata nossos ministros como celebridades. Alguns concedem longas entrevistas, debatem o noticiário, opinam sobre TUDO o que lhes é perguntado. Populismo judiciário é muito perigoso. Evidente que a publicidade da TV Justiça traz vantagens. O televisionamento do Mensalão foi decisivo para a conclusão do processo. No caso brasileiro, a maior transparência nas sessões plenárias do Supremo pode significar virtuosa isenção dos ministros, permitindo à sociedade o imediato controle dos votos proferidos. Importa não confundir transparência com ESPETÁCULO. Pior é o risco de confundir independência com VAIDADE. A opinião pública assiste angustiada à podridão revelada pela Lava-Jato. Nunca dantes os Poderes Legislativo e Executivo foram tão revirados, vindo à luz o lado torpe de políticos ilustres. A verdade é que o Brasil jamais precisou tanto da sua Corte Suprema, jamais esperançou tanto de seus membros. Quem sabe não é hora de modular o excessivo protagonismo de certos ministros - inclusive por efeito das circunstâncias da morte de Teori - e reduzir ao máximo o prazer dos holofotes,

Que nenhum queira “legislar”, mas que se empenhem diligentemente em bem interpretar e aplicar nossa Constituição. Neste momento de grave crise, penso que os brasileiros desejam VER nos ministros do Supremo o máximo de prudencial saber jurídico, o máximo de moderação, o máximo de sobriedade, o máximo de grandeza cívica.

Magistrado evangélico: Associe-se à ANAMEL

Preencha a ficha em nosso site: www.anamel.org.br/associe-se/ fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 23


O juiz Marcelo Bretas, no Tribunal Regional Federal do Rio. PAULA GIOLITO Fonte: http://brasil.elpais.com/brasil 24 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


MARCELO BRETAS O juiz evangélico que mandou Eike e Cabral para prisão

Ao longo de quase um semestre busco entrevistar o Juiz Marcelo Bretas , realidade esta anterior a sua ação de encaminhamento do ex-governador Sérgio Cabral Filho para prisão. Mas em vão. O juiz é muito ocupado. Gostaria de saber de sua vida, como foi sair de Queimados para se tornar um dos juízes mais respeitados do Brasil. Enfrentando o preconceito do Rio de Janeiro, pois, sabe-se que o povo da Zona Sul reconhece o Rio de Janeiro apenas até a Tijuca... desconsiderando a zona norte inteira do Rio, com seus subúrbios, que dirá a Baixada e Queimados... baixada da Baixada; por muito tempo um distrito pobre de Nova Iguaçu, e que depois de emancipado tem crescido surpreendentemente. Do meu desejo de entrevista-lo, o máximo que consegui foi sua amizade no facebook e o de sua esposa. Mas não irei desistir... Casado com a também juíza federal Simone Bretas, o casal é muito reservado, mas ambos são associados da ANAMEL - Associação Nacional dos Magistrados Evangélicos, liderada pelo Desembargador Fábio Dutra, conhecido batista de São Gonçalo-RJ. “Minha primeira preocupação é não errar. Qualquer erro nesse processo teria uma enorme repercussão. Esse é meu grande peso”, foi o que afirmou Marcelo Bretas a EL PAÍS, em recente entrevista sobre os desdobramentos da “LavaJato” e que estão sob a sua análise, no Rio de Janeiro. Um juiz da Bahia que entrevistei em novembro me confidenciou, acerca de sua fé e humildade: “oro todos os dias, para que, se eu errar o tribunal corrija o meu erro”.

mandou prender, Cabrail e Eike Batista. Com toda a sua simplicidade viu o seu nome ser indicado como substituto do juiz Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF), lista esta confeccionada pela Associação de Juízes do Brasil. O juiz é tão rigoroso que mesmo de férias, a bordo de um cruzeiro em pleno Oceano Atlântico, segundo dados divulgados pela imprensa, esteve acompanhando - por telefone - a prisão de Eike Batista. Sua decisão sobre Eike diz textualmente que, era preciso prender porque: “na prática de atos forjados para acobertar pagamentos ilícitos” e com uma conduta de: “contemporânea disposição em ludibriar os órgãos estatais de investigação”. Frequenta a Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul-http://ceizs.com.br/ na unidade do Flamengo, bairro onde reside. O juiz tem 46 anos e como desempenhou suas funções por 15 anos no interior do Estado do Rio de Janeiro, ainda não contempla nem 20 anos de serviço como magistrado, é da nova geração de juízes federais, Sérgio Moro tem 45 anos.

Segudo a revista Veja (que usou a mesma foto do facebook em sua reportagem de 05.02.2017 e capa desta edição) diz que Bredas é o “Moro carioca”, com afirmativas obtidas de advogados, mas o fato é que Marcelo Bretas é um juiz bem diferente de Moro, evita ao máximo os holofotes e trabalha 12 horas por dia. Eu não acreditava muito nesses horários de juízes, até que para Severo e discreto, sobretudo simples, filho de atender uma demanda, tive a necessidade de comerciante com dona de casa, eis o juiz que falar com o Desembargador Fábio Dutra e o se tornou famoso por prender o ex-governador encontrei no tribunal às 22:30 horas e ao ser Sérgio Cabral Filho. Pacato, sua vida é trabalho questionado, alegou estes horários serem uma e igreja, bem diferente dos dois famosos que rotina de trabalho... fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 25


26 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 27


20 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 29


www.amorese.com.br 30 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


SUA PRESENÇA E NADA MAIS Rubem Amorese Para que serve Deus? Para nada. Bem, pelo menos deveria ser assim. Deus deveria ser inútil. Explicando: Deus deveria ser nossa eterna fonte de prazer e gozo. Sem a necessidade de nos ser útil; sem que esse prazer dependesse de pedidos atendidos, problemas resolvidos, exercícios espirituais, teologias etc. Fomos criados para apenas “curtir” a sua presença, a sua amizade, a sua beleza, numa alegria e paz sem fim. Fomos concebidos para ser um com ele, assim como é o Filho com o Pai. Sua presença apagaria todas as nossas preocupações, ansiedades, frustrações, medos, temores e coisas assim. Bastaria a nós estar com ele, plenos de felicidade; sem relógio, sem passado e sem ansiedades. Uma versão completa do pouquinho que experimentam amantes apaixonados, quando se encontram. Imagem pálida do amor que experimenta um pai quando pega sua filhinha no colo pela primeira vez: tudo para; tudo cala; tudo se resume aos dois. Seria como quando a corça deixa de suspirar e encontra a corrente das águas (Sl 42.1). Seria como quando a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe (Sl 131.2). Seria como se finalmente habitássemos “na casa do Senhor por longos dias” (Sl 23.6). Seria como quando nos víssemos diante da face de Deus (Sl 42.2). Ou como quando a trombeta tocasse e o noivo entrasse para as bodas (Mt 25). Seria como aquele dia em que nossas lágrimas fossem enxugadas em consolo definitivo (Ap 21.4). E para que serviriam todos esses momentos inefáveis? Para nada, insisto. Pensar na utilidade deles seria amesquinhá-los, pois nossa alma secretamente anseia por eles. Sonhamos ver cada um deles transformados em estado permanente; o “estado de graça”. Finalmente, o peregrino chegaria ao seu destino; o que procura encontraria; ao que bate, abrir-se-lhe-ia; o que tem sede beberia; eternamente. E seríamos “felizes para sempre”. Tudo isso estava à disposição de Elias, naquela caverna (1Rs 19.11-16). Ele havia determinado a seca e a chuva; havia vencido os profetas de Baal e humilhado os falsos deuses. Agora, exaurido e deprimido, lambe suas mágoas. Tal era a agitação de sua alma que Deus precisou esperar para lhe falar. E disse: “Elias, o que fazes aqui?” — fugindo de Jezabel, como quem teme a homens? Quando as razões eclesiásticas, missionárias, funcionais — utilitárias, enfim — cessarem, o que será da nossa devoção de servos do Senhor? Pastores, professores, missionários, presbíteros, diáconos, ministros e tantos outros “agentes do reino” precisam considerar o momento em que, eventualmente, entregarem ou perderem seus cargos e voltarem ao banco da igreja. O que serão e farão agora? Estranharão o seu Deus como um casal que se olha após o casamento do último filho? Após tanto tempo de dedicação aos filhos, agora, ninho vazio, olham um para o outro como estranhos? Não. Que essa eventual exoneração nos seja uma promoção honrosa — e deliciosa. Agora, Deus nos será companhia ainda mais próxima e verdadeira; presença constante, pessoal e íntima. O cálice que, finalmente, transborda. Agora, sim, sem “para quês”, restarão encontros inesperados com o Amado de nossas almas. Sem relógios, sem esboços, sem demandas, sem agendas. Só nós e ele. Enquanto ele quiser que assim seja. E até que nos chame. Fonte: http://ultimato.com.br/sites/amorese/2017/02/01/sua-presenca-e-nada-mais/ fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 31


O cristão e a política

Se a Igreja é separada do Estado, qual deve ser a posição do indivíduo cristão quanto à política? Historicamente, temos três posições: alienação ou indiferença, envolvimento acrítico e envolvimento crítico. Uma parte entende que o cristão não tem nada a ver com a política, outros dela participam de modo inescrupuloso, e outros participam de maneira transformadora. Esta última é a posição correta, e há base bíblica para isso. A interação com a política e seus atores é constante na Bíblia. Entretanto, não há na Bíblia nenhum ensino explícito sobre a participação do cristão na política, e isto por dois motivos: o primeiro deles é que o regime teocrático permeia todo o Antigo Testamento. Quem governava a nação, em última instância, era o próprio Yahweh. Portanto, não poderia haver distinção entre política e fé, não seria cabível tratar do assunto tal como o fazemos hoje. O segundo motivo, já no âmbito do Novo Testamento, é que os seguidores de Jesus estavam em posição diametralmente oposta ao Estado Romano e seus vassalos, pois enquanto os cristãos seguiam Jesus Cristo e seus ensinos de um modo radical, os romanos exigiam lealdade ao imperador e sua religião. Não havia como alguém, por exemplo, ser cristão e ao mesmo tempo ser um político romano. No Novo Testamento temos a famosa frase de Jesus “Daí a César o que é de César”, que merece um texto à parte, mas, além disso, o máximo que há são recomendações de honrar e respeitar as autoridades, orar

por elas, e proceder como cidadãos dignos. A verdade é que a Bíblia não é um manual de política, e dessa trata apenas incidentalmente, enquanto interagindo no ambiente em que foi escrita. Numa explicação pessimista para a origem do Estado, Hobbes, pensador inglês do século 17, reutilizou a frase de Plauto (dramaturgo romano, c.230-180 a.C.), que dizia que “o homem é o lobo do homem”, para dizer que o Estado surgiu da necessidade de se evitar que os homens destruam uns aos outros. Talvez seja isso que está na mente de Paulo quando diz que o Estado é ministro de Deus para impor ordem na sociedade. Por isto tem o poder de coerção (espada), sem o qual se impõe a anarquia. Lembremos que há um abismo entre os Estados que faziam parte do ambiente em que se escreveu a Bíblia (e mesmo do tempo de Hobbes) e os modernos Estados de direito, em cuja lei maior estão inseridas as liberdades fundamentais do ser humano, entre elas a liberdade religiosa e a separação entre o Estado e a Igreja. Nessas modernas democracias, o viés é otimista, pois predomina o princípio da representação. Todos os cidadãos têm direitos e deveres políticos, como, por exemplo, o de votar e ser votados. Cada cidadão, como eleitor, representa única e livremente a si mesmo, e cada cidadão que é eleito tão somente representa aqueles que livremente o elegeram. O direito de votar tornase, assim, um dever, pois somente aquele que o faz está

32 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017

Sylvio Macri representando a si mesmo perante os outros. O direito de ser votado também se torna um dever, pois uma premissa da democracia é que alguns cidadãos precisam ser eleitos pelos outros para que possam, em nome dos eleitores, legislar, executar as leis e fiscalizar seu cumprimento. Portanto, nós cristãos, como uma parcela dos cidadãos dignos de uma nação democrática, temos o direito e o dever de participar da vida política, o direito e o dever de votar e ser votados. Especialistas preveem que por volta do ano 2020 os evangélicos serão 50% da população brasileira. Usando a lógica da representação, é lícito esperar que 50% dos cargos eletivos sejam então preenchidos por evangélicos. Evidentemente, trata-se de uma utopia, mas leva-nos a pensar que precisamos mudar nossa mentalidade em relação à participação na política. Se não votarmos, e votarmos bem, alguém que não pensa como nós votará, e, muito provavelmente, elegerá alguém que também não pensa como nós. Mas, para responder melhor à questão inicialmente proposta, gostaria de aproveitar algumas considerações, aqui citadas e adaptadas livremente, de um antigo discurso de Samuel Escobar, no que se refere a um pensamento político evangélico (“A Responsabilidade Social da Igreja”, Ed. Vida Nova, 1970, discurso proferido no 1º. Congresso Latino-Americano de Evangelização, Bogotá, 1969).


Em primeiro lugar, o evangelho não é um programa social e político. A igreja não espera edificar o Reino de Deus sobre a terra, nem “cristianizar” a sociedade. O destino da igreja não depende desta ou daquela ideologia. Isso está mais do que provado na sua experiência ao longo dos séculos, e mesmo em nossa época, quando tem sobrevivido (e mesmo progredido) em meio aos mais restritivos regimes políticos, como, por exemplo, na China comunista. Entretanto, a igreja precisa, como Cristo, encarnarse, fazer-se consciente do contexto político e social onde estão as pessoas que ela deve alcançar com a sua mensagem e serviço. Consequentemente, em segundo lugar, o evangelho não é uma ideologia da classe trabalhadora, da classe média, ou de qualquer outra. Como um grupo social, a igreja corre o risco de tornarse, ou uma comunidade de brancos segregacionistas, ou um enclave de classe média, com mentalidade e hábitos burgueses, ou uma assembleia dos oprimidos, que defende a luta revolucionária. Entretanto, Jesus não pretendeu erigir ideologias, porque estas separam as pessoas, levandoas à luta, ao preconceito e, frequentemente, ao ódio. Precisamos ter o cuidado de não sermos surpreendidos defendendo posições de classe, em detrimento da verdade de que todos somos um em Cristo. Em terceiro lugar, a sociedade é mais do que a mera soma dos indivíduos que a compõem.

estatísticas, residem mais de 2 milhões de crentes em Jesus

Sylvio Macri Pastor sylviomacri@gmail.com

Não haverá transformações somente pelo fato de os indivíduos serem, um a um, mudados pelo poder do evangelho. É preciso que estes pensem e ajam como sal da terra e luz do mundo. A igreja precisa agir socialmente, e isto é mais do que meramente praticar beneficência. A igreja precisa expor-se na linha de frente da batalha pela justiça social, pelas liberdades democráticas, pelos direitos individuais e pela ética em todos os níveis de atividade individual e coletiva. Contra a corrupção, o crime organizado, a má administração pública, o mau uso dos recursos naturais, etc. Enquanto o Rio de Janeiro tornava-se a cidade mais violenta do país, líderes evangélicos se orgulhavam do crescimento numérico de sua população evangélica. Mas, perguntamos: Como uma cidade em que, segundo as

Cristo, pode ser tão violenta? Em quarto e último lugar, Jesus Cristo afirmou que o verdadeiro poder é o que vem pelo servir, ensino que está na contramão do que pensa a maioria dos nossos políticos (Mc 10.42-45), mas expressa muito bem o modelo da democracia representativa: o único e verdadeiro poder que o representante tem é exatamente o de representar – leia-se servir – aqueles que o elegeram, e não a si mesmo, à sua família ou a grupos corporativistas. Precisamos desesperadamente de cristãos autênticos, com vocação política, que encarnem em sua atuação esse princípio poderoso: o maior e mais excelente político é aquele que mais e melhor dedica sua vida a servir o próximo, assim como Cristo o fez.

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 33


COISAS DIFÍCEIS DE ENGOLIR

José Francisco Veloso

Listei só 30 ( trinta).... 1- Uma denominação que tem pressa em excluir um adúltero, mas mantém um ladrão dos cofres da igreja. 2 – Cristãos que não cometem certos pecados mas não esquecem certos pecados de outros.

11- Uma igreja que dá ao cantor 1.500 reais e 200 reais para o pregador... 12- A “irmã de oração” que atende em casa com “oração poderosa”... 13- Uma igreja que paga ao seu pastor 10 mil reais por mês, ( mais vantagens) e diz que tem 20 missionários no campo, mas não diz que manda 500 reais para cada um....

3- Um pastor que diz a irmã com olho roxo e dentes quebrados pelo marido, que vai orar e que “por favor não use a Lei Maria da Penha 14- A explicação do policial de rua sobre o ciclista para não enlamear o nome da igreja”. que na frente dele e da minha, atropelou um carro parado arranhando-o e saindo depressa; “ quem 4 – Um pastor que aparece num vídeo é o ciclista legalmente falando? – perguntei. “ Úm reclamando que um fiel lhe entregou o cartão de pedestre motorizado” – respondeu a autoridade. crédito, não entregou a senha e diz “ que depois “ Mas bicicleta não tem motor e não paga IPVA” quer que Deus abençoa!” – disse de volta. “ É, eu não sei,.... acho que não existe esta figura de homem na bicleta”. 5- O que prega contra a idolatria da ICAR mas Tornou a autoridade. “ Mas se com meu carro vende vidrinhos de azeite orado ou com água atropelar o ciclista, estou atropelando quem?” trazida do rio Jordão. – “ Um pedestre” respondeu já o incomodado policial. “Quer dizer então que eu motorista de 6- Um pai que paga qualquer coisa para tirar carro no transito, tenho toda responsabilidade o filho das drogas, mas não quer ser indicado ?”.... a autoridade que falava comigo se calou e como o pai. saiu andando. 7- Um pai que não vê nada demais tomar sua 15 – O cara que amigo no meu Face fica bravo cerveja todos os dias, fumar tabaco e achar que com o meu texto, reclama, faz perguntas e o filho não deve fumar maconha e, ou crack. depois instado por mim responde : “ é, desculpa eu só li o título, não li o texto todo, vou ler agora 8- Alguém que lhe pergunta como vc está e não e depois nos falamos.” Não falou mais nada. tem tempo para lhe ouvir. 16 – Pessoas que ficam convidando para 9 – Alguém que vai lhe contar um caso simples, joguinhos....! leva uma hora e fica exigindo atenção segurando seu braço, dando cutucões quando vc apenas 17 – O MEC responder que iscrever errado num desviou olhar por um segundo. é importanti, mais zim anaulizar o qui o istudanti quis cuminicar... 10 – Um pregador que lê um texto, não volta mais ao texto e fica avisando que vai terminar até que 18 – O que não espera vc terminar sua frase, sua chega na mais meia hora do “ encerrando afirmo explicação e fala como se encerrando o assunto que...” ou como se já soubesse o que vc iria falar. 34 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Pr. José Francisco Veloso

19 – Um ex-aluno que me manda um texto 25 – O racismo do branco para com o preto, agradecendo pelo bem que lhe fiz e que agora deste para com o branco, destes dois para com os latinos e deste para com os primeiros; assim ele é apóstolo. ( ???) como a raivosa reação dos citados que faz com 20 - Como pode alguém fazer um acordo “em que o assunto esteja sempre na moda! nome de Jesus” e não cumprir? 26 - O preconceituoso, que rejeita muitos “pq 21 - Como pode alguém pedir ajuda a um político está escrito na Bíblia, pq é doutrina da minha na surdina e depois dizer que foi a fé Deus que igreja, porque aprendi assim, pq o (a) fulano (a) está sujo; porque é homossexual ou parece que resolveu o problema? é; ....) 22 - Como pode haver alegria no tropeço de 27 – Quem ainda não sabe o que o maior outros, na base do “ bem feito” ? mandamento é o amor. 23 - Acabei de chegar de um SM aqui perto ( dois dias sem sair de casa por causa da chuva) 28 – O cara que me deu um abraço com elogios onde fiz pequenas compras. Na volta encontrei e logo depois um outro me diz que “ este aí um jovem que estava saindo de seu prédio de acabou de falar mal de vc agora mesmo!” luxo com 5 cães Collies ( Lassie) cabeludos. Bonitos; mas os cabelos do rapaz pareciam com 29 – Do cara que já morreu em mim há muito, os pelos dos cães. Soube que gastam 4.500 porque achava que todos os crentes eram unidos e se amvam. reias por mês com estes animais. 24 – O cara que foi DQ ( viciado em drogas), 30 – Finalizando, tem horas que acho que sou liberto por Jesus e hoje teme falar do que Deus difícil de engolir,... mesmo sendo uma doce fez na sua vida porque isto pode lhe atrapalhar criatura! profissionalmente. fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 35


O CRISTÃO QUE SE SUICIDA ESTÁ SALVO? Diante da pergunta: o cristão que se suicida está salvo? Eu diria que se ele realmente entregou sua vida a Jesus, ele não perde a salvação. E se ele não perde, não são os pecados dele que vão fazê-lo perder a salvação. (João 10.27-29). Somos salvos pelo que Cristo fez. Não pelo que fazemos! Apenas recebemos o presente da vida eterna, conquistada por Jesus naquela cruz. Para quem crê que o crente perde a salvação, é natural concluir que o suicida perde a salvação por ter cometido um pecado grave. Mas, e se ele não se suicidar, mas mentir? E se ele invejar? E se ele manipular os outros? E se ele adulterar? É bom lembrar que até aquela olhada cobiçosa já é adultério! Pensando assim, ninguém vai conseguir se manter salvo, já que sempre pecamos. É bom lembrar que quem diz que não peca está desmentindo a Bíblia! Sei que estamos falando de suicídio. Mas, considerando que tirar a própria vida seja um pecado, seria bom que levássemos a sério os outros pecados que cometemos! E a nossa salvação é pela graça ou pelas obras? É mediante à fé ou ao esforço humano? (Efésios 2.8,9). Eu confesso que não tenho o que argumentar com quem crê que o crente perde a salvação! Pois eu não creio que o crente perde a salvação e a Declaração Doutrinária defende que o salvo tem sua salvação assegurada, ou seja, ele não a perde! Como pastor, creio que as ovelhas de Deus vão pro céu! Mas, quem são as ovelhas de Deus? Não sei! Mas tenho a esperança de que todos os membros são ovelhas e que todos são realmente salvos. Talvez imaturos, mas salvos! Caso contrário, deixemos de pregar nos velórios que nossos irmãos foram para o céu. Todos eles pecaram, seja na família, no sexo, no púlpito ou na liderança. Todos! Não se suicidaram, mas cometeram outros pecados. Posso estar errado, não conheço ninguém que tenha méritos para se manter salvo! Carregamos em nós o potencial da queda. Seja para destruir o próximo ou a si mesmo! 36 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017

Roberlan Julião Cresci ouvindo que o suicida vai para o inferno! Mas, como pastor, preciso de bases bíblicas claras para tratar do tema e a Bíblia não é direta sobre o assunto, em relação à salvação. (Deuteronômio 29.29). Entretanto, casos de suicídio tem sido recorrentes em nossas igrejas batistas, inclusive entre pastores! Como pastor digo que um cristão não deve se suicidar, assim como não deve invejar, mentir, transar antes do casamento, adulterar, ser rebelde, mandão, caloteiro, etc. Daí a dizer que ele vai para o inferno, eu precisaria de uma base bíblica sólida e direta! As obras da carne, mencionadas em Gálatas 5.19-21, QUE NÃO INCLUI SUICÍDIO, inclui pecados que os crentes podem praticar se não DEPENDEREM HUMILDEMENTE do Espírito (v.16). Por isso que Paulo faz um ALERTA AOS CRISTÃOS GÁLATAS! Será que não somos fisgados por nenhuma destas obras da carne? Mas, o apóstolo sugere aos mesmos CRISTÃOS GÁLATAS que, CASO algum irmão NÃO VENÇA NA LUTA CONTRA A CARNE, que os irmãos que estão vencendo o ajudem a se reerguer (Gálatas 6.1-3). Logo, a Bíblia admite que cristãos façam coisas feias de vez em quando ou durante um período. Ela não admite que os cristãos VIVAM NO PECADO CONTINUAMENTE! (1 João 3.9). Além do mais, como seres humanos integrais (corpo, alma e espírito), temos problemas decorrentes do pensamento das emoções. Seja pelo adestramento de um ambiente ruim ou de um organismo doente. Tem crente que pensa o que não deve porque não sabe pensar de outra forma. Que sente e ressente o que não deveria por causa do pensamento (aprendido) errado, da memória e da imaginação adestrada para ver o pior da vida. E mais: problemas neuroquímicos ou neurofisiológicos podem afetar as emoções de um cristão convicto, que sofre carência de determinados neurotransmissores ou da deficiência na produção hormonal (nisso eu sou leigo! risos). Doença não é decisão. É limitação, é fragilidade, mas não é decisão!


Pr. Roberlan Julião

Paulo disse: “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6.910). O texto não fala de suicidas, mas fala de caluniadores, fala de trapaceiros e fala de avarentos. Quem nunca caluniou? Quem nunca trapaceou? Quem nunca foi pão duro? Mas, o mesmo Paulo que condena o pecado disse: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, mesmo querendo eu fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo nos meus membros outra lei guerreando contra a lei do meu entendimento, e me levando cativo à lei do pecado, que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus, por Jesus Cristo nosso Senhor! De modo que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. (Romanos 7.1825). Paulo admite ter feito o que não devia e não ter feito o que devia, servindo com a carne à lei do pecado! Como pastor defendo que a igreja não pode concordar com o pecado, mas isso não impede os seus membros de pecarem, ofendendo a santidade divina, independentemente do tipo e da gravidade do pecado. Todos pecam! Com descaramento, com arrependimento ou com hipocrisia! A igreja precisa pregar contra o

pecado, mas com menos máscaras e com mais misericórdia! A salvação que temos não é decorrente dos nossos méritos, mas, da graça salvadora de nosso Senhor Jesus Cristo! Apenas precisamos crer para receber. Recebendo esta salvação, somos atraídos por um desejo de seguir a Jesus. No entanto, em algumas áreas é mais difícil seguir do que em outras. Cada cristão tem uma área onde é mais fraco e onde é mais forte. E Deus sabe disso. Quando ele escreve nosso nome no Livro da Vida, não usa corretor ortográfico para apagar quando falhamos e reescrever quando acertamos novamente. A perdição é para o incrédulo, que decide não receber a vida eterna prometida por Jesus. A pessoa falhou (neste caso, tentou o suicídio), mas ainda pode contar com o perdão de Deus. Afinal, ela não queria acabar com a própria vida. Ela queria se livrar de uma angústia, provocada por um trauma, por medicamentos, por deficiência hormonal ou neurológica, etc. Jó, Elias, Moisés e Jeremias quiseram morrer em determinado momento de suas vidas. Acredito que quando um irmão está pensando demais em ir para o céu, como se fosse uma fuga de uma realidade ou de um sofrimento insuportável, deveria poder encontrar irmãos e amigos para atravessar o deserto. Mas, como pedir ajuda sem ser julgado como descrente? Que haja menos suicídio e mais companheirismo! Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Romanos 8.38,39). fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 37


Pr. Magdiel G Anselmo.

38 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Prove e veja Fé cristã e Liberalismo Teológico Magdiel Anselmo Na Universidade de Chicago, Divinity School, em cada ano eles têm o que chamam de “Dia Batista”, quando cada aluno deve trazer um prato de comida e ocorre um piquenique no gramado. Nesse dia, a escola sempre convida uma das grandes mentes da literatura no meio educacional teológico para palestrar sobre algum assunto relacionado ao ambiente acadêmico. Certo ano, o convidado foi Paul Tillich, que discursou, durante duas horas e meia, no intuito de provar que a ressurreição de Jesus era falsa. Questionou estudiosos e livros e concluiu que, a partir do momento que não existiam provas históricas da ressurreição, a tradição religiosa da Igreja caía por terra, porque estava baseada num relacionamento com um Jesus que, de fato, segundo ele, nunca havia ressurgido literalmente dos mortos. Ao concluir sua teoria, Tillich perguntou à platéia se havia alguma pergunta, algum questionamento. Depois de uns trinta segundos, um senhor negro, de cabelos brancos, se levantou no fundo do auditório: “Dr Tillich, eu tenho uma pergunta, ele disse, enquanto todos os olhos se voltavam para ele. Colocou a mão na sua sacola, pegou uma maçã e começou a comer... Dr Tillich... minha pergunta é muito simples... ... Eu nunca li tantos livros como o senhor leu e também não posso recitar as Escrituras no original grego. Não sei nada sobre Niebuhr e Heidegger... [e ele acabou de comer a maçã] Mas tudo o que eu gostaria de saber é: Essa maçã que eu acabei de comer estava doce ou azeda?” “Tillich parou por um momento e respondeu com todo o estilo de um estudioso: ‘Eu não tenho possibilidades de responder essa questão, pois não provei a sua maçã’. “O senhor de cabelos brancos jogou o que restou da maçã dentro do saco de papel, olhou para o Dr. Tillich e disse calmamente: ‘O senhor também nunca provou do meu Jesus, e como ousa afirmar o que está dizendo?”. Nesse momento, mais de mil estudantes que estavam participando do evento não puderam se conter. O auditório se ergueu em aplausos. Dr. Tillich agradeceu a platéia e, rapidamente, deixou o palco”. É essa a diferença! É fundamental considerar que tudo o que engloba a fé genuinamente cristã está amparado em um relacionamento experimental (prático) com Deus. Sem esse pré-requisito, ninguém pode seriamente afirmar ser um cristão. Seria muito bom se os críticos liberais, adeptos do liberalismo teológico, se atrevessem a experimentar este relacionamento antes de tecerem suas conjecturas. Se assim fosse, certamente se lhes abriria um novo horizonte para suas proposições e, quem sabe, entenderiam que o sobrenatural não é uma brecha da lei natural, mas, sim, uma revelação da lei espiritual. Pr. Magdiel G Anselmo. fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 39


40 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


AMAR TAMBÉM É... Carlos Alberto Carvalho Amar é doar-se sem esperar retorno; mas se cobrir de alegria com o amor ao teu entorno. Amar é se desprender do que é teu para ver ser do outro. Mas se alegrar com o sucesso alheio em servir-se dele sem desgosto. Amar é aprender saborear os sorrisos noutros rostos, como se fossem seu. Sabendo que o sabor do outro a vida aos dois deu. Amar é permitir que outros participem do teu sucesso; como um ciclo sucessivo sem permitir egressos. Amar é pular na mesma música, chorar o mesmo choro, pensar nos mesmos casos; rir das tuas piadas, mas sem nunca abandonar a mesma estrada. Amar é deixar ir, sem pesar ou remorso, sem apego posse ou posso. Mas também é deixar chegar, sem colocar barreiras. Sem se importar com o cheiro, a cor, os panos, se o sobrenome é bonito ou se o chamam sicrano. Amar é evitar os bullings da vida e não só da escola, ser gentil com o rico, diplomado e com o que pede esmola. Amar é curtir os temas dos quais converso; sendo parte importante na construção destes versos.

janeiro de 2017 - VIGIAI | 2017 | 41


“UM MICRO ENSAIO SOBRE A VIDA” Joel Baptista de Souza O que é a vida? Para que serve a Vida? Qual é a importância da Vida? Estas e outras perguntas os filósofos, teólogos e psicólogos tem tentado responder ao longo dos séculos. Porém, resolvi, pelo simples fato de existir pensar e fazer este Ensaio Sobre a Vida, evidentemente, não responderei a todos os mistérios que nela se cerca, porém, como já disse é apenas um ensaio, para a partir deste outros possam, pela mesma simplicidade refletir sobre, quem, sabe, este tema de maior importância na existência humana. Cheguei minhas reflexões a três simples respostas: 1º Que a Vida é um Caminho para Outras Vidas. 2º Que a Vida é um Grande Exercício para Outros Vivam Melhor. 3º Que, Paradoxalmente, a Vida mais Importante não é a Eterna, mas, sim a temporal. 1º Vida: Um Caminho para Outras Vidas. Aqui não vai nenhum pensamento reencarcionista, mas, sim, um aspecto puramente biológico. Que em outras palavras quer dizer: “vida procede de vida”. Este é um dos maiores ensinos bíblicoteológicos. No debate surgido a partir da teoria da evolução, especificamente o da “Geração Espontânea”, cientistas afirmavam que a vida procedia do nada. Teoria esta derrubada por Louis Pasteur com o método da esterilização, que ficou conhecida como é atualmente como “pasteurização”. O Ensino Bíblico é que o Deus Vivo deu vida as criaturas, pelo poder emanado de si mesmo (a sua Palavra- Gn. 1:20-25) e posteriormente no ser humano “...lhe soprou nas narinas o fôlego da vida, e o homem passou a ser alma vivente”. (Gn. 2:7b). E por extensão, do homem vivente tirou-lhe um pedaço e fez um novo ser vivo – a mulher (Gn. 2:21-22). No primeiro mandamento dado ao casal há uma ordem de perpetuação da vida quando O Criador lhes abençoou dizendo-lhes: “... Sede fecundos, multiplicai- vos, enchei a terra...” (Gn. 1:28b). Isto significa: Vida gerando vidas. Fica constado na existência de que de todos os poderes no que diz respeito ao seu aspecto biológico não existe outro maior do que o de gerar a vida. Como afirmou Geisler: “Um poder tão grande quanto esse precisa ser controlado” (GEISLER 1984). seu coração mandar, até onde sua vista alcançar, mas saiba que todas essas coisas Deus o trará a julgamento”. (Eclesiastes 11:9). Viva a Vida! Ou melhor: Viva para o DEUS da Vida Jesus Cristo! “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo a quem enviaste” (João 17:3) 2º “Vida: Um Exercício para que Outros Vivam Melhor” Esta também é uma das grandes verdades filosóficas e teológicas. E dever moral e espiritual que todas as gerações criem condições melhores para que a vindouras vivam melhor. Isso me faz lembrar dois episódios que me parecem ser na contramão da humanidade, um particular o outro coletivo ou universal. No particular: “Certa vez eu discutia com um líder em uma igreja sobre a construção de um templo transitório. Eu lhe dizia que aquele prédio deveria ser erguido de uma maneira que não atrapalhasse a igreja do futuro. Ao que ele me respondeu: - Pastor... não se preocupe com a igreja do futuro ela vai se virar”. 42 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Pr. Joel Baptista de Souza No coletivo: “Num encontro mundial sobre ecologia realizado no Rio de Janeiro onde vários chefes de Estados assinaram um acordo para diminuir a quantidade de gases tóxicos na atmosfera para amenizar o efeito estufa. Porém, um grande líder, se recusou a assinar afirmando que o que ele queria preservar era o emprego de seus compatriotas. Ou seja, a geração do futuro que se vire”. Se hoje temos condições tecnológicas, de saúde, religiosa, sócio-econômicas melhores evidentemente foi porque as gerações passadas não apenas criaram condições para viverem melhor, mas nos deixaram suas criações e conhecimentos que nos proporcionam conforto e bemestar e, certamente, para que da mesma forma procedamos para com as gerações vindouras. Portanto, vida precisa ser um exercício sadio para que outros vivam melhor. “Que pai há que se seu filho lhe pedir pão lhe dará uma pedra e se pedir peixe lhe dará uma serpente? (Lc. 11:11). 3º Vida: A mais Importante não é a Eterna, mas sim a Temporal Aqui proponho esse grande paradoxo. Pois apesar da eternidade celeste ser apresentada como o bem de maior anseio do ser humano, ela não é a mais importante. Há aqui outro ensino implícito: Nem tudo que é melhor é mais importante. Não tenho dúvida de que a vida melhor é a eterna, porém, afirmo: a mais importante é a temporal. Por outro lado, como já disse anteriormente, é natural à vida buscarmos sempre algo melhor. Como viver então o tempo da existência temporal mais importante sem perdemos o melhor da vida – que é a eterna. (Cabe aqui apenas uma distinção teológica sobre a eternidade. Segundo as Escrituras Bíblicas há na era vindoura duas situações: Uma de vida eterna e outra de morte eterna. O da vida Eterna é vida com Deus no Paraíso Celeste. Porém, o da morte eterna e penalidade eterna no 48 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017 inferno, onde haverá pranto e ranger de dentes (Mt.24:51; 25:41 ;Ap. 20:14-15). Salientando como viver este tempo presente que é o mais importante da existência de modo interessante e significativo sem desprezá-la em toda sua potencialidade e beleza, sem perder a vida melhor, a vindoura a eterna? O Ensino Bíblico identifica esta maneira de modo simples e objetivo: VIVA AQUI EXPLORANDO TODO O SEU POTENCIAL COM O OLHAR FOCADO NO ETERNO. O Criador da Vida: JESUS!(João 1:3-4; Hebreus 12:2). Como ensinou o sábio Salomão: “Alegra-te jovem nos dias da tua mocidade, seja feliz o seu coração nos dias da tua juventude! Siga por onde seu coração mandar, até onde sua vista alcançar, mas saiba que todas essas coisas Deus o trará a julgamento”. (Eclesiastes 11:9). Viva a Vida! Ou melhor: Viva para o DEUS da Vida Jesus Cristo! “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo a quem enviaste” (João 17:3) fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 43


Pr. Antonio Carlos de Lima

44 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Vivendo em mansidão Reflexão em Mateus 5:5

Antonio Carlos de Lima As bem-aventuranças são promessas para os discípulos de Jesus, e os que vierem a sê-lo. O objetivo dessas promessas é tornar o cristão uma pessoa feliz no reino de Deus, que foi inaugurado aqui na terra. Havia a expectativa de que o reino do messias dominaria os demais reinos, restabelecendo a terra prometida que fora perdida. Não era este o pensamento de Jesus ao mencionar essa terra como herança. A expressão é apocalíptica e aponta para o reino de Deus em sua plenitude. Esta bem-aventurança está contida em algumas partes das promessas do salmo 37: “Os malfeitores serão exterminados, mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra” (v.9). “Mas os mansos herdarão a terra, se deleitarão na abundância de paz” (v.11). Para vivermos felizes nesse reino que foi inaugurado por Jesus, que se estenderá na eternidade, precisamos viver como cidadãos que exerça a mansidão. A mansidão nos ajuda a conviver em família. A mansidão é virtude que nos ajuda nos relacionamentos. No contexto familiar, o que exerce a mansidão, destaca-se por ser o negociador na hora do conflito. É aquela pessoa que atua como bombeiro ao apagar o fogo da discórdia familiar. Por ser virtude que não se destaca, há aqueles que confundem as pessoas que são mansas. Às vezes os mansos são chamados de fracos, covardes, em alguns momentos de frouxos. Aqui pra nós, eles não merecem essas nomeações. Ao contrário dessas coisas. Os mansos são aqueles que têm em suas vidas o fruto do Espírito, neste caso, a mansidão. Os mansos são aqueles que de acordo com Jesus, herdarão o reino de Deus. A mansidão nos ajuda a conviver com os irmãos da igreja. Essa mansidão será verdade em nossa vida, a partir do momento que compreendamos que precisamos desses irmãos para que possamos ter um bom relacionamento. São os bons relacionamentos, alimentados pela mansidão, que fazem da igreja uma comunidade inclusiva, e não exclusiva. A comunidade inclusiva é aquela que está sempre pronta a abrigar seus membros, preocupandose com eles, antenada em suas necessidades. A comunidade exclusiva é aquela que desabriga os seus membros, não se preocupa com eles, é até um ajuntamento social, mas não é igreja, por não haver relacionamento duradouro. A mansidão nos ajuda a conviver com os outros. Eu estou querendo dizer que essa virtude nos capacitará a conviver com os de fora. Os outros são os meus parentes. Os outros são os meus vizinhos. Os outros estão relacionados em nossa convivência social que nem sempre é fácil. Por não ser fácil, a prática dessa bem-aventurança nos capacita a sermos tolerantes nos relacionamentos, mesmo que as pessoas mereçam ser castigadas. Vivamos em mansidão e sejamos felizes!

fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 45


Pr. Aparecido Donizete Fernandes

46 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


VOCÊ SABIA?

QUE TER RIQUEZAS NÃO É PROVA DE ESTAR EM COMUNHÃO COM DEUS? “...Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.” - Lucas 12.15 – (ARA) O tema em referência é oportuno para o momento da história que estamos vivendo. No texto base vemos palavras ditas por Jesus. Basta ficarmos alguns minutos diante da TV para nos depararmos com vários canais dedicando boa parte da programação com homens usando “títulos de pastores” e transmitindo um ensino contrário às escrituras, afirmando da “benção” de ser ricos. Cuidado! Todas as pessoas podem ter comunhão com Deus através da obra da redenção da humanidade efetuada por Jesus.Em Cristo podemos ter a vida eterna, que é a nossa maior riqueza. A nossa maior bênção. Jesus disse: “Por que os pobres sempre os tendes convosco...” João 12.8, portanto, ricos e pobres sempre existirão, mas é importante que os ricos não esqueçam que as riquezas precisam ser direcionadas para Deus. Veja o que a Bíblia diz: I Timóteo 6.17-18, “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento; que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir;”. Fique atento, pois: TER RIQUEZAS NÃO É PROVA DE ESTAR EM COMUNHÃO COM DEUS! Escrito pelo Pr. Aparecido Fernandes, da Igreja Batista Sinai Sabão, 353 – Jd. Maristela – SP. 48 | VIGIAI VIRTUAL 22 | Estrada fevereiro dedo 2017 http://vocesabiaa.blogspot.com.br/ pastorfernandes1@gmail.com http://vocesabiaa.blogspot.com.br/ fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 47


Pr. Rinaldo de Mattos

48 | VIGIAI VIRTUAL 22 | fevereiro de 2017


Noticiário Xerente

Brasília, 31 de janeiro de 2017 Queridos!

Desta vez não temos muitos feitos a contar, mas, sim, compromissos que tivemos que adiar tanto quanto suspender. Eu, Rinaldo, tive um problema dentário sério, neste início de ano. Provavelmente devido aos muitos antibióticos que tomei em 2013, quando tive a osteomielite, meus dentes ficaram enfraquecidos. Alguns não resistiam ao tratamento, quebravam e se desfaziam, no processo e, assim, em 2015 eu já havia perdido dois molares. Este ano, começou um processo de inflamação nas raízes de alguns deles. Tive dois inflamados que me deixaram muito mal, na primeira semana do ano, mas que já foram tratados, e um terceiro deu ares de que iria inflamar. Além disso, a radiografia mostrou que estou com vários dentes cariados por dentro, que precisam de obturação. Dois, deles, vão precisar de coroa. Esse quadro de inflamações me deixou muito fraco e até agora não recuperei minhas forças completamente. Estou também no processo de fazer uma biópsia e talvez uma cirurgia em uma protuberância que me apareceu sobre o nariz e que a dermatologista suspeita de ser câncer de pele. Com tudo isso, suspendi uma participação minha num curso do movimento Perspectiva Brasil, que aconteceu no dia 07 deste mês de janeiro, na Sede da Missão ALEM, aqui em Brasília, onde falaria sobre o tema “Uma Igreja para Todos os Povos”. Fui substituído, com muita gentileza, pela irmã Heliana Maria da Silva. Suspendi também minha viagem aos Xerente, no Tocantins, que deveria ter acontecido nos dias 17 a 21/01, onde acompanharia, juntamente com a equipe de missionários entre os Xerente, o Pr. Élcio Portugal, em sua visita de sondagem para realizar, naquela etnia, um workshop sobre etnomúsica. Adiei para julho o início do meu Mestrado em Missiologia na Missão AMIDE, que aconteceu nos dias 23 a 28/01. Adiei também a minha próxima estadia entre os Xerente, que já estava marcada para os dias 15 a 28 de fevereiro. Felizmente, estou podendo trabalhar no computador. Estou preparando minhas palestras que devo dar em dois workshops sobre Capacitação da Força Missionária Indígena, patrocinados pelo DAI da AMTB, ainda este semestre, um em Imperatriz, MA, e outro no Rio de Janeiro. Estou me preparando também para o próximo encontro de Formação de Liderança entre os Xerente, que deve acontecer entre maio e junho próximos, enquanto continuo trabalhando na preparação de estudos bíblicos em Xerente e Português que deverão ser usados pelos colegas da área e pelos próprios líderes Xerente. Nos períodos em que fico em Brasília, sempre que há número suficiente de candidatos ao batismo, sou professor de Crescimento Cristão na Igreja Memorial Batista, da qual Gudrun e eu somos membros. Gostaria de contar com as orações dos irmãos para o meu pronto restabelecimento. Assim que eu estiver em condições de assumir compromissos fora de Brasília, comunicarei aos irmãos. A Gudrun, graças a Deus, vai bem, como vão bem nossos filhos e netos. Que o Senhor abençoe a todos! Seus missionários, Rinaldo e Gudrun fevereiro de 2017 - VIGIAI VIRTUAL 22 | 49


50 | VIGIAI - janeiro de 2017

Vigiai virtual 22  
Advertisement