Page 1

vigiai Virtual

Informativo Evangélico Edição 15 www.vigiai.net

O amigo Pastor Eber Silva

Uipirangi Franklin da Silva Câmara

Israel Belo de Azevedo

Camila Miguel

Sylvio Macri

José Paulo Moura Antunes

Para mais de um milhão de internautas!


Vigiai Virtual 15 Vital Sousa, editor

Com carinho apresento a Revista Vigiai Virtual 15. No fechamento da revista, ontem - 17.12.2016, faleceu o Prof. Elon Macena, Diretor-Executivo da ANEB - Associação Nacional das Escolas Batistas - e aqui rendemos a ele uma pequena homenagem. Deus o tenha. Um grande homem e muito, mas, muito bondoso. Quando um homem bom se vai, o mundo perde possibilidades de ajuda e crescimento mútuos. Está nos braços do Pai. A matéria principal é com o amigo Pastor Eber Silva que mereceu também uma página no facebook “vital.sousa.3” já que realizaremos semanalmente um trabalho extra de divulgação, pois atualmente o Pastor Eber Silva é parceiro fixo da Vigiai. Temos reservado, também, duas páginas para o Pr. Marcos Amazonas na Vigiai Virtual de domingo. Salientamos que, a partir de janeiro estaremos recebendo parceiros para a Vigiai Virtual do meio de semana - das quartas-feiras - e logo, divulgaremos publicidade direcionada à conquistar novos parceiros. Sem parceiros... não há como criar e elaborar a Vigiai. Este projeto deverá contemplar em cinquenta por cento da revista os nossos parceiros. Para esta semana, convidamos dez articulistas para cooperar na construção da Vigiai Virtual, mas apenas cinco remeteram seus artigos; completamos então com o material do acervo Vigiai, oferecendo artigos dos pastores Geremias Bento da Silva e Eli Fernandes. Gratidão aos articulistas que enviaram suas reflexões, são arrazoados de suma importância.

Boa semana. Semana de Natal, ainda estamos planejando como serão as nossas atividades. E se apropriem de um pedacinho dos destaques dos nossos colunistas desta semana. “Você, o ministro de Deus, não é só um instrumento de transformação mas é, acima de tudo, o objeto de transformação. Deus não quer só transformar o mundo, quer transformar você também.” Camila Miguel “Ser jovem não é defeito! Pelo contrário, é tão natural como ser criança ou ser idoso. É apenas uma fase da vida, por sinal uma das melhores, quando a mente e o corpo alcançam sua plenitude, e podem ser usados em todas as suas capacidades.” - Sylvio Macri “A ideologia de gênero afirma que as pessoas não nascem homem ou mulher, mas que constroem sua própria identidade, isto é, seu gênero, ao longo de sua vida.” - José Paulo Moura Antunes “Sonhos são alvos a alcançar. Descortinam-se diante de nós durante a espera do dia, diferentes dos da noite geralmente sem cor. São cheios de cor, bem diferentes das histórias noturnas que a nossa mente produz quase sempre sem nenhum significado e sem nenhuma força matriz.” - Israel Belo de Azevedo “Cumpre-me dizer, inicialmente, que uso o termo “Evangélicos” como uma designação ao grupo Cristão que se opõe, dentro do Cristianismo, aos católicos e que marcadamente acentuam seus discursos sob a base da fidelidade às Escrituras Sagradas (Bíblia).” - Uipirangi Franklin da Silva Câmara

Nossa revista não tem publicidade, só parcerias, sempre destacamos na última página um Que Deus nos abençoe, Vital. parceiro da Vigiai impressa, e nesta edição homenagearemos o “Projeto Igreja”.

2 Revista Vigial Virtual | número 15. dezembro 2016 |


Sumário CAPA

1 - O amigo Eber Silva

INSTITUCIONAL 2 - Editorial 3 - Sumário e Expediente

vigiai Informativo Evangélico Edição 15 www.vigiai.net Dezembro de 2016 Criação Fabiano Sousa (In Memoriam) Jornalista e Designer Mtb-SP 66.300

PARCEIROS

4 - Pr. Gilson do Carmo Batista 5 - Revista Fidelidade 6 e 7 - Dr. Gilberto Garcia 8 e 9 - Rede Batista de Educação 10 - Igreja Batista Parque do Carmo - São Paulo-SP. 11 - Dr. Rubens Teixeira 12 e 13 - Vida Total da Igreja 14 e 15 - Editora Cristã Evangélica 16 e 17 - Casa de Apoio “Boto Rosa” 18 e 19 - Pr. Eber Silva

MATÉRIA PRINCIPAL 18 a 27 - O amigo Eber Silva

MATÉRIA ESPECIAL

28 e 29 - Homenagem Póstuma: Prof. Elon Macena

ARTICULISTAS

30 e 31 - Camila Miguel 32 e 33 - Uipirangi Franklin da Silva Câmara 34 e 35 - Israel Belo de Azevedo 36 e 37 - Sylvio Macri 38 e 39 - José Paulo Moura Antunes 40 - Geremias Bento da Silva 41 - Eli Fernandes

Editor e diagramador Jornalista Vital Sousa Mtb-SP 63.588 E-mail: vital.sousa@gmail.com facebook.com/vital.sousa.3 Produção Ministério Vigiai.net www.vigiai.net vigiai.net@gmail.com Contatos E-mail: vigiai.net@gmail.com facebook.com/vital.sousa.3 Caixa Postal 207 - Taubaté - SP CEP 12010.970 Tiragem Para mais de um milhão de internautas Nota Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos seus autores, e não representam necessariamente a opinião do Informativo. É proibida a reprodução total ou parcial de reportagens, entrevistas, artigos, ilustrações e fotos, sem a prévia anuência dos titulares dos direitos autorais. “Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor; sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.” (Mateus 24:42-44)

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

3


Pastor Gilson do Carmo Batista 50 anos de MinistĂŠrio Pastoral Sempre, sempre jovem!

4 Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15. dezembro 2016 |


Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 .dezembro 2016 |

5


IDEOLOGIA DE GÊNERO E FAMÍLIA CRISTÃ

Dr. Gilberto Garcia*

cidadãos brasileiros, sendo protagonistas na “Tudo aquilo, portanto, que quereis que os sociedade civil organizada, sujeitos de direitos e homens vos façam, fazei-o vós a eles (…)”, deveres no Sistema Jurídico Pátrio. Com a licença dos leitores da Revista Mateus 7:12a. ADMEclesiástica, que certamente, (…) ARGUMENTOS – CONTRAPONTO: acrescentarão muitos outros, anotamos alguns VALORES CRISTÃOS dos argumentos que podem contrapor a Os Cristãos, neste terceiro milênio, tem o Ideologia de Gênero, no desejo de ensejar a desafio em contra-argumentar as proposições reflexão desta desafiante temática para a Igreja da denominada Ideologia de Gênero, e para Cristã, e consequentemente, para Pastores e tanto, carecem encontrar bases teóricas Líderes. para o enfrentamento de ideias, dentro do espaço público, respeitando o princípio do Argumento de Fé Estado Laico, que orienta a coexistência de A Bíblia Sagrada, livro de regra e prática propostas na sociedade brasileira, bem como, dos cristãos, registra que Deus, o Criador, a normatização que baliza a Separação Igreja- estabeleceu o gênero humano, dividindo-os em Estado, estabelecida constitucionalmente; Macho e Fêmea, como especificado em Gênesis tendo, evidentemente, o direito de expressar 1:27, no Antigo Testamento: “E criou Deus o sua cosmovisão bíblica, sua base religiosa, homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; sua crença, seu esteio de fé, sua percepção de homem e mulher os criou”; “e, de outro lado, de espiritualidade, como fonte de sua visão de vida, forma peremptória, o Apóstolo Paulo, orienta a e existência, nos quais entendem ser pertinentes, Igreja com relação aqueles que praticam sexo enquanto famílias cristãs, criar e formar seus diferente da percepção tradicional, na Carta aos filhos, à luz destes dogmas teológicos e Romanos 1:24-28; no Novo Testamento: Por isso princípios religiosos; por outro lado, necessitando Deus os entregou à impureza sexual, segundo compartilhar a convivência respeitosa com os desejos pecaminosos do seu coração, para óticas de vida diferentes, às quais atinem a a degradação do seu corpo entre si. Trocaram direitos fundamentais, assegurados no artigo a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e 5º, da Constituição Federal do Brasil, seja da serviram a coisas e seres criados, em lugar do liberdade de crença e consciência dos religiosos, Criador, que é bendito para sempre. seja na liberdade de expressão e a autonomia da vontade privada dos grupos LGBTs, ambos

6 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Amém. Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. (…)”.

o argumento cientifico explicita conclusivamente.

Argumento Sociológico: Homem/Mulher – Família De igual forma, o aspecto sociológico é fundamental na construção o imaginário das pessoas, e são estas pessoas, que são cidadãs, e são estes cidadãos que tem direito a voz e voto no sistema jurídico nacional, são eles que votam e são votados, à luz dos valores que norteiam suas existências; ou seja, mesmo que para alguns politicamente incorreto, são as famílias, compostas de marido, mulher e filhos, o alicerce da sociedade civil organizada, evidentemente Argumento Científico: Cromossomo X/Y considerando-se situações fáticas, famílias que É a ciência biológica, registradas as exceções tem composição diversa da nuclear, tais como: físicas conhecidas, que qualifica a percepção mães com filhos, irmãos com irmãos, pais concreta que: “(…) O Cromossomo Y é um dos com filhos, marido e mulher sem filhos, avós e cromossomos responsáveis pela determinação avôs com netos, tios e sobrinhos etc, os quais, do sexo no homem. As células sexuais humanas reforçam laços de parentescos, sanguíneos (o óvulo e o espermatozoide) possuem 23 ou afinidade, eis que, constroem laços de cromossomos cada uma. Em cada conjunto dos solidariedade familiar, inclusive, reconhecidas 23 pares de cromossomos, os seres humanos pelo Judiciário Pátrio. possuem um par de cromossomos responsáveis pelo sexo. Os homens possuem um Argumento Legal: Estrutura Judaico-Cristã cromossomo X e um cromossomo Y, enquanto A estrutura jurídica no qual foi edificado o as mulheres possuem dois cromossomos X. alicerce legal da sociedade organizada ocidental Um espermatozoide pode ser de dois tipos, foi a judaico-cristã, de tal forma que diversos contendo: 22 autossomos e o cromossomo X, institutos jurídicos foram copiados, alguns “ipsis ou 22 autossomos e o cromossomo Y. Assim, litteris“, a iniciar do “Decálogo de Moises”, mais o sexo da criança será determinado pelo tipo conhecido como “Dez Mandamentos”, Êxodo de espermatozoide que fecundar o óvulo (…)”, 20;13, “Não mataras”, entre diversos outros, Fonte: Enciclopédia Virtual Wikipédia; ou seja, acolhidos pelo Código Civil, pelo Código Penal, cientificamente o sexo da criança, normalmente, pela Consolidação das Leis do Trabalho, e, só pode ser homem ou mulher. em diversas Leis Pátrias, especialmente, pela Constituição Federal, que tem um de seus Argumento Humanitário: Perpetuação da principais normativos orientadores, a “Dignidade Espécie da Pessoa Humana”, um dos fundamentos Esta é uma percepção fundamental na história constitucionais da Sociedade Brasileira, da humanidade, eis que, se aplicado ao esculpido no princípio declarado por Jesus extremo a percepção de desconstrução social Cristo de Nazaré, fundador do Cristianismo: “O da heteronormatividade inserida no PNDH- Sábado foi feito para o homem, e não o homem 3, e, consequentemente construída uma por causa do sábado”, Marcos 2:27. (…)”. homonormatividade nas relações sociais, ao longo do tempo, a hoje já reduzida natalidade, Fonte: Revista AdmEclesiástica – CBB nos casamentos entre homens e mulheres, por Edição: 2º Trimestre – 2016 razões das pressões sociais, profissionais e Garcia é Mestre em Direito, Professor Universitário e Presidente estéticas, serão, altamente comprometidas, eis *Gilberto da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa do IAB (Instituto dos que, indispensável, mesmo que em laboratórios, Advogados Brasileiros). Autor dos Livros: “O Novo Código Civil e as e “O Direito Nosso de Cada Dia”, Editora Vida, e “Novo Direito como os bebês de proveta, a necessidade de Igrejas” Associativo”, e, Coautor nas Obras Coletivas: “Questões Controvertidas casais heterossexuais para a procriação da - Parte Geral do Código Civil”, Editora Método/Grupo GEN, e, “Direito Cristianismo”, Editora Betel, bem como, do DVD - “Implicações espécie humana, o que é inviabilizado em casais eTributárias das Igrejas”, Editora CPAD. Editor da Revista Eletrônica de exclusivamente homoafetivos, por questões que Direito Religioso: www.direitonosso.com.br//www.fb.com/odireitonosso Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

7


PROGRAMA ÉTICA E CARÁTER O Programa Ética e Caráter tem o objetivo de auxiliar instituições que buscam aprimorar o caráter sociocultural de seu público alvo, baseando seus princípios nas virtudes morais da sociedade contemporânea. Este programa chegou até nós através do Character Training Institute situado na cidade de Oklahoma nos EUA. Além de um trabalho na área de educação, e envolve, também, a área de negócios e a comunidade em geral. No Brasil o Programa Ética e Caráter é desenvolvido pelo Sistema Batista Mineiro de Educação, e representa a sua filosofia confessional cristã colocada em prática. Ele atinge todos os segmentos de nossa Instituição de ensino, desde a Educação Infantil passando pelo Ensino Médio até o Superior. Esse programa foi reformulado e adaptado à nossa realidade, possuindo três pilares básicos, que são: A ênfase sobre o caráter, que envolve um trabalho constante com os alunos nas salas de aula, nas assembleias escolares, aplicação das virtudes do caráter aos acontecimentos do dia a dia, monitoração voluntária (em que pessoas da comunidade, pais, avós, pessoas de destaque e etc. compartilham o que aprenderam com as virtudes do caráter com os estudantes); O requerimento do caráter, que implica em um tipo de liderança que é referência para os seus liderados, que corrige as ações erradas destacando sempre a raiz do problema envolve, via de regra, uma questão de caráter, que busca reforçar diariamente o crescimento da consciência moral ao lembrar aos estudantes ou liderados que cada ação que se realiza revela o caráter, que procura aproveitar os “momentos ensináveis” (situações comuns do cotidiano) para mostrar a importância do bom caráter e, finalmente; O reconhecimento do caráter, que se faz através do elogio no sentido de valorizar as ações positivas, por meio do reconhecimento público dos chamados bons exemplos, e estudo de vidas humanas que se transformaram em exemplos de bom caráter, tudo isto com o apoio da família. O Projeto Ética e Caráter desenvolve a implementação de 49 virtudes de caráter no cotidiano da instituição envolvendo todos os seus segmentos.

http://redebatista.edu.br/ 8 Revista Vigial Virtual | número 15. dezembro 2016 |


O Projeto Ética e Caráter desenvolve a implementação de 49 virtudes de caráter no cotidiano da instituição envolvendo todos os seus segmentos.

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

9


Igreja Batista Parque do Carmo São Paulo-SP. Cultos aos domingos 09hs00 e quartas às 20h. R. Jerônimo de Abreu do Vale, 388, J. N. S. do Carmo. Cultos aos domingos 18h30, Av. Ma. Luiza Americano, 100

10 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


INSTITUIÇÕES REPUBLICANAS APODRECIDAS... ‘ESGOTO ESCORRENDO...’: HÁ UMA SOLUÇÃO

Por Rubens Teixeira

Depois de cometer crime de desobediência, presidente do Senado, réu em ação penal no próprio STF, é mantido pela suprima corte. O “i” não foi erro de digitação. Ou, se não foi crime, foi golpe que o STF se agachou, “fez” e legalizou. Já vinha fedendo as coisas por lá há muito tempo, mas desta vez “fizeram” em praça pública, à luz do dia. O STF não conseguiu segurar a dissimulação. O cheiro do que o STF “fez” ao agachar-se é inconfundível. Fezes no Planalto, na Câmara, no Senado e no STF: todas de mesmo odor: o da corrupção. Só há uma solução: reforma constitucional, ou uma nova constituinte, com todos os enfrentamentos que a sociedade puder, protegida pela lei e pelas instituições republicanas que não estão mergulhadas nesta fossa podre. Nesta reforma deve haver, dentre outras coisas: eleições gerais para todos os cargos eletivos, aposentadoria compulsória para juízes (ministros, desembargadores etc.), que não ingressaram na magistratura ou em outros órgãos públicos por concurso, suspensão da prescrição penal dos crimes de corrupção até que se alcance a todos os corruptos, além de confisco de bens oriundos da corrupção, mesmo depois da morte do corrupto.

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

11


www.vidatotaldaigreja.com.br Vamos Construir Seu Crescimento Juntos Vida Total da Igreja não é mais um programa de crescimento de igreja. É, antes, uma estratégia que ajudará a igreja a alcançar a sua comunidade através de um Evangelismo Contextualizado.

Recursos Disponíveis

12 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


13 13

Revista RevistaVigial VigialVirtual Virtual| |nĂşmero nĂşmero15 14.dezembro .dezembro2016 2016| |


14 Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 . dezembro 2016 |


Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 .dezembro 2016 |

15


16 Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 . dezembro 2016 |


Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 .dezembro 2016 |

17


O amigo: Pr. EBER SILVA

Vital Sousa, editor

Pensar em Pr. Eber Silva sem pensar na Segunda Igreja Batista de Campos dos Goytacazes é impossível. É a maior igreja da maior Convenção Batista da América Latina. Começamos a homenagem, portanto, pela SIB de Campos, como é mais conhecida. Abaixo a fachada do templo histórico, eles não gostam que seja chamado de velho. É um grande templo. É um belo templo. Construído em 1951 para 900 pessoas, na liderança do Pr. João Barreto. Grande visão pois em 1951 a igreja não tinha nem 200 membros!

18 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Um templo usado para batismos, casamentos e atividades do meio da semana. Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “Mensagem de paz - Pr. Eber Silva” Precisamos e muito de paz!

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

19


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “30º Aniversário do STBNF - Itaperuna-RJ - Pr. Eber Silva” ”

20 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “Culto Segunda Igreja Batista de Campos Creio em Milagres - Pr. Eber Silva”

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

21


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “Culto da Noite 04 12 2016 Pr Eber Silva”

22 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “Nunca vimos nada igual - Pr. Eber Silva 29.03.2016”

Revista Vigial Virtual | número 13 . dezembro 2016 | Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

23 23


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Veja no You-Tube o vídeo “Segunda Igreja Batista de Campos 02 02 14 Manhã - Pr Éber Silva”

24 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Conheça e divulgue a página do Pr. Eber Silva no facebook: www.facebook.com/prebersilva/

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

25


Abaixo uma mensagem em folder do Pr. Eber Silva Você quer conhecer melhor o Pastor Eber Silva? Conheça e divulgue o canal no You-Tube da Segunda Igreja Batista de Campos

26 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Abaixo uma mensagem da Segunda Igreja Batista de Campos Você quer conhecer melhor a Segunda Igreja Batista de Campos Conheça e divulgue o site da igreja: http://www.segundaigreja.com.br/

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

27


PROFESSOR ELON MACENA

“O Senhor deu, o Senhor tirou; louvado seja o seu nome!” Jó 1.21b

28 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Gezio D Medrado ELON MACENA - no início dos anos 70, conheci Elon Macena. Acompanhei sua trajetória vitoriosa na área educacional. Mestre e Doutor, serviu em escolas públicas do Estado de São Paulo e do Município. Atuou na Faculdade Teologica Batista de São Paulo por longos anos. Foi gestor do CEU e vice-Reitor da UNISA. Convidei-o em 2009 para me assistir no Colégio, na área pedagógica. Conhecedor, com profundidade, firme e intransigente na aplicação e cumpridor das leis sobre o ensino. Organizado. Habilidoso no trato com pessoas, alunos e seus pais. Afável como convém ser, enérgico como deve ser. Entreguei-lhe a direção pedagógica de nossa Unidade Perdizes do Colégio Batista Brasileiro que com sabedoria a dirigiu até os últimos momentos de sua vida. Conquistou a admiração e o respeito de todos que o cercam. Sou grato por sua fidelidade. Vá em paz amigo querido, Deus já o recebeu. Marcelo Santos sentindo-se de coração partido. Existem pessoas que passam pela nossa vida e deixam marcas profundas. Umas para o bem outras para o mal. Hoje meu coração está mais triste pela partida de um dos amigos mais inspiradores, humildes, tementes a Deus, inteligentes e competentes que já conheci. O querido Prof° Elon Macena foi alguém que amou a educação, a igreja e as pessoas. Tive a oportunidade de caminhar ao seu lado na educação teológica e na “secular’, mas as maiores lições vieram na conversas pessoais e em algumas reuniões onde recebi conselhos e ouvi lições preciosas que vou guardar para a vida toda. Sempre acessível e simples vai fazer muita falta em um tempo onde estamos tão carentes de referências. O que conforta o coração é lembrar que o #OReinodeDeuséumReinodeAmigos e que um dia nos reencontraremos quando este Reino for estabelecido plenamente. Gerson Almeida Bom mestre Elon Macena. Grande homem. Hoje, eu “que sou jovem, forte e saudável” sinto falta deste elogio seguido de um forte abraço. Obrigado pelos conselhos, pela amizade, pela ajuda e consideração, pela forma de fazer qq

pessoa sentir-se melhor em sua ilustre presença. Pedro Francisco Pires Morel Acabo de saber que meu Mestre, meu querido Mestre Elon Macena faleceu… Perco uma de minhas grandes referências… Hoje não dá para escrever nada… É dia de chorar… Chorar muito… Lembrar desse meu Mestre tão querido e, quem sabe, criar coragem para passar no Colégio Batista Brasileiro, para uma última despedida… Abraços de eterno aprendiz, meu Mestre e Amigo Elon… Ana Cláudia Gomes Florencio sentindo-se triste com Elon Macena. Hoje perdi um grande líder. um amigo, conselheiro. com ele aprendi ordem, organização organização disciplina. Ele dizia que eu comia tanto na véspera do casamento que meu vestido de noiva ia rasgar...kkkk...lembro da alegria dele no meu casamento. lembro das broncas, sim, foram muitas!!! Lembro que falava que eu era como filha para ele. Tive a honra de trabalhar com ele por quase dez anos. um grande Diretor Pedagógico. dona Eliete, um forte abraço neste momento . Estou orando por vocês. Elis Angelo sentindo-se de coração partido. Meu querido amigo Elon Macena, minha homenagem. Há uma ano festejamos, hoje digo-lhe adeus. Que Deus lhe receba de braços abertos e possa confortar sua família. Até um dia. Alex Sandro Neste momento meu coração se enche de lembranças de uma pessoa muito especial, uma pessoa que me ensinou e também ajudou muito minha família, um amor de pessoa que sempre estará no meu coração e eu disse para ele a pouco tempo: “quando o Senhor nosso Deus te levar sempre te terei no meu coração e eu agradeço por todo tempo que eu estive ao se lado, obrigado e Te Amo professor Elon Macena”. TE AMO MEU QUERIDO VÁ EM PAZ, O SENHOR JESUS TE ESPERA Ó SERVO BOM E FIEL”.

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

29


GANHAR OU PERDER?

Camila Miguel

Camila Miguel é psicóloga e teóloga. Missionária da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira exerce o seu ministério no Rio de Janeiro com ênfase no projeto “Viver”. que Deus está querendo mas que age de acordo com esse sim. A comunidade de Colossensses sofria nessa área: no serviço; no aspecto em que o serviço requer que se reconheça que é preciso abrir mão do PODER. Paulo diz que como ministro, está sofrendo o que Cristo sofreu porque na medida em que ele continua servindo à causa de Jesus, ele é hostilizado pelo mundo e hostilizado por aqueles que não querem abrir mão do PODER para se submeterem a vontade de Cristo. Tendo Cristo como a grande referência de ministério, vem então uma pergunta: Todos os homens, em todas as épocas e nos nossos dias, buscam PODER.

Como entender a humilhação pela qual Cristo passou? Sendo Ele tão poderoso, Criador de tudo, como entender a humilhação de Jesus?

No Evangelho de Mateus, capítulo 4, conta que Jesus, depois de passar 40 dias no deserto foi tentado por satanás.

Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. O sangue de Jesus, em Seu sacrifício, nos purifica de todo pecado.

Satanás o tentou oferecendo PODER: “Todos os reinos.” v.8

Portanto, surge ainda uma outra pergunta:

Se é só o sangue de Jesus aquilo que vai me O tentou ainda dizendo que Ele poderia saltar de purificar do pecado, por que Deus não imola um lugar bem alto que, em uma demonstração Jesus como imolava um cordeiro? Por que Ele teve q ser traído, cuspido, humilhado, torturado, de PODER, anjos viriam para resgata-lo. v.5 ridicularizado com um espinho na cabeça? Por Talvez nossa maior tentação seja a de se que tanta humilhação? entregar ao desejo pelo PODER, seja a tentação de manter o PODER, de manter a força, o status E é aí que vem o grande mistério do ministério: em detrimento do cumprimento da missão que todo aquele que almeja o ministério não pode se livrar da humilhação. Não existe ministério sem nos foi dada. humilhação. Paulo, em Colossenses 1:23-25 fala sobre MINISTÉRIO referindo-se a serviço, a não fazer O serviço do ministério se sustenta no mistério simplesmente o que se quer mas o que o outro que une a humilhação e o cumprimento com a está solicitando. Paulo se define como alguém vontade de Deus. assim, como um ministro que não só diz sim ao

30 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Quando Jesus está no jardim, chama seus amigos e diz: vocês precisam orar pra não cairmos em tentação. Mateus 26:41 Que tentação? Não desejamos a humilhação como desejamos o PODER. Ninguém quer ser humilhado! Porém, a grande questão é que a maneira da se construir um ministério poderoso é a humilhação. A humilhação é o PODER daqueles que ousam abrir mão do PODER.

Assim como Jesus, Paulo por 3 vezes orou a Deus: me livra desse espinho na carne, me livra dessa injustiça, me livra desse irmão que me persegue, me livra dessa situação difícil, mas é esse irmão fazendo armações contra você, é desse jeitinho que Deus está forjando você para um ministério frutífero e poderoso. Deus colocou um espinho na carne de Paulo e quando ele pediu: Deus, não to agüentando, é muita humilhação, o Senhor respondeu:

A minha graça te basta porque o PODER se aperfeiçoa na fraqueza, porque o PODER se Mateus 26:36-45 relata que no Getsêmani, por aperfeiçoa na HUMILHAÇÃO, porque o PODER 3 vezes Jesus pediu que se fosse possível, se aperfeiçoa quando a gente abre mão do afastasse dEle aquele cálice de dor, de PODER. (v.7) humilhação até que chegam os soldados para O prender. Você, o ministro de Deus, não é só um instrumento de transformação mas é, acima de tudo, o objeto Jesus não poderia se livrar daqueles soldados? de transformação. Deus não quer só transformar Sim, mas Ele escolheu a humilhação ao invés o mundo, quer transformar você também. do PODER. E o Evangelho é um grande paradoxo onde Paulo escreveu aos Corintios que quando teve aquele que perde é o que ganha, quem escolhe grandiosas revelações de Deus, o próprio Deus a humilhação é quem realmente experimenta o enviou um mensageiro de satanás para pôr um verdadeiro PODER que não vem de nós, vem do espinho na carne que o humilhava, ele se sentia próprio Deus. esbofeteado. (2 Co 12:7)

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

31


Notas sobre a Ambiguidade Ética de Evangélicos no Discurso Sobre Corrupção na Política Brasileira. Uipirangi Franklin da Silva Câmara *

*Doutor em Ciências da Religião. Professor de Teologia, Filosofia. Pastor Batista. Atualmente, além de lecionar em cursos de Teologia, Direito, Administração, Publicidade, Propaganda e Pedagogia, coordena a Educação a Distância e Pós Graduações na Faculdade Cristã de Curitiba. Cumpre-me dizer, inicialmente, que uso o termo “Evangélicos” como uma designação ao grupo Cristão que se opõe, dentro do Cristianismo, aos católicos e que marcadamente acentuam seus discursos sob a base da fidelidade às Escrituras Sagradas (Bíblia). Essa, me parece, uma distinção adequada (mesmo que parcial) para evitar a saída semântica de que tal grupo é infiel aos preceitos evangélicos porque em suas práticas fogem a ortodoxia solidificada a partir da Pedra Fundamental, seja Pedro para um grupo, seja Cristo para outro(s). Posto isto, vamos ao problema: O Que realmente os Evangélicos envolvidos na Política Brasileira estão dizendo sobre a Corrupção Sistêmica, ancestral, endêmica que se instaurou no Brasil e que tem sido potencializada (no nível de divulgação) pela mídia Brasileira?

32 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Na minha opinião, estão dizendo pelo menos 3 coisas, duas dizem respeito a propaganda (interna e externa), outra, diz respeito ao que realmente norteia seu comportamento ético. Do ponto de vista de propaganda, os Políticos Evangélicos Brasileiros estão dizendo ao público interno (os Evangélicos em geral) que estão comprometidos em lutar ferozmente contra as práticas instauradas a partir da tentativa de um domínio satânico na Sociedade Brasileira: Aborto, Homossexualidade, Descriminalização das Drogas, Ideologia de Gênero (seja lá o que isso venha a significar), liberdade religiosa e que, portanto, o apoio incondicional (Voto e passeatas) desse grupo (interno) é fundamental para que isso se garanta. Do ponto de vista externo, estão dizendo a Sociedade Brasileira que estão unidos pela instauração de uma sociedade segura, marcada por valores sólidos, comprometidos com a Família, com a Tradição.

nenhuma injustiça Denominacional, a grande maioria (em torno de 99%, penso) está envolvida em negócios com os quais nem Judas se meteria. Sobejam acusações de tentativas de estupros, pedofilia, homossexualidade, exploração financeira, amizade com o tráfico de drogas, desvios de milhões (bilhões?) em moeda ainda não totalmente definida (Dólares, reais, euros?). E aqui repousa a ambiguidade ética: Por que os Políticos Evangélicos se permitem um comportamento evidentemente contrário aos princípios definidos exaustivamente como parametrizados de seu comportamento no mundo? Tenho algumas hipóteses sobre isso, vou compartilhar apenas uma (Por mais louca que pareça): A ambiguidade ética de Evangélicos tem a ver com a assunção, aceitação, compreensão (talvez inconsciente) de que o que estão fazendo contribuirá, milagrosamente (Caná é um exemplo) para o engrandecimento do Reino de Deus e, portanto, destruição do A grande questão é que entre o significante ou domínio satânico. E o evangelista aqui seguido, significador, ou seja, aquilo que se pretende dizer penso eu, é o apócrifo Nicolau Maquiavel: “São ou ser compreendido depende, principalmente, tão simples os homens e obedecem tanto às do referente, do lugar de onde se diz ou a partir necessidades presentes, que quem engana do que se diz. Não há, em meu entendimento, encontrará sempre alguém que se deixa enganar outra possibilidade primeira que não, a de (…) Toda a ação é designada em termos do olhar para a prática, para o comportamento fim que procura atingir.” (MACHIAVELLI, N. dos políticos (Ditos) evangélicos nos diversos O príncipe. 5a. ed. Rio de Janeiro: Difel,2009; ambientes (aqui me reporto ao inferno como PHILLIPS, T. O príncipe de Maquiavel: Uma desenhado por Dante Alighieri) em que atuam. interpretação moderna e prática. São Paulo: Sem mencionar nomes para não cometer Saraiva, 2010).

Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

33


SONHOS Israel Belo de Azevedo*

*Israel Belo é pastor da Igreja Batista Itacuruçá, no bairro da Tijuca, Rio de Janeiro, desde dezembro de 1999. Trabalhou no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, onde foi professor (1976 a 1986) e reitor (2002-2009) , na Visão Mundial, (1986-1990) em Belo Horizonte; na Universidade Metodista de Piracicaba, onde foi professor e editor de livros e revistas científicas (1991-1996), e na Universidade Gama Filho, onde foi professor (1976-1986) e diretor do curso de comunicação e vice-reitor acadêmico (1997-1999). Graduado em teologia e em comunicação, pós-graduado em história, mestre em teologia e doutor em filosofia. Publicou vários livros impressos e outros em formato eletrônico, que você pode baixar no site PRAZER DA PALAVRA: www.prazerdapalavra.com.br/

Sonhos são metáforas. Sonhos são metáforas dos desejos. Desde cedo, aprendemos esta metáfora, embora não saibamos o que seja uma metáfora. Tornou-se um lugar comum em todos as bocas e em todos os livros dizer que nossos sonhos nos movem. Sonhos são alvos a alcançar. Descortinam-se diante de nós durante a espera do dia, diferentes dos da noite geralmente sem cor. São cheios de cor, bem diferentes das histórias noturnas que a nossa mente produz quase sempre sem nenhum significado e sem nenhuma força matriz.

34 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


A menos que a nossa mente não esteja funcionando adequadamente, sonhamos. Sonhamos com ideais a esculpir, com coisas a adquirir, com famílias a constituir, com viagens a realizar, com afetos a celebrar, com cursos a estudar, com projetos a acontecer, com livros a escrever, com filmes a ver, numa lista que não pode terminar, a menos que tenhamos perdido a vontade de avançar. A menos que as decepções tenham nos tornado caroços endurecidos pelos desejos frustrados, pelos projetos inacabados, pelos percursos abortados, todos sonhamos.

Para continuarmos sonhando, precisamos de nutrientes para o solo da nossa alma, colocados em nossas bocas por pessoas que inspiram, por livros que sugerem, por filmes que brilham, por ideias que vivem. Os sonhos não dependem de circunstâncias e faixas etárias. Derrotado, o profeta Jeremias sonhou com um tempo de paz embora a guerra dominasse. Preso, o apóstolo Paulo queria que o Evangelho a outros países chegasse. Próximo de morrer, Jesus sonhava que os cristãos fossem unidos para que o mundo na sua mensagem acreditasse.

Se paramos de sonhar, devemos consultar um Bom dia. profissional da saúde. Pode ser que estejamos doentes e tenhamos saído da curva normal dos ISRAEL BELO DE AZEVEDO humanos. Se paramos de sonhar, devemos enfrentar nossas amarguras como inimigos dentro de nós a serem expulsos da fortaleza em que se encastelaram. Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

35


SER JOVEM NÃO É DEFEITO Sylvio Macri*

*Pastor da Igreja Batista Central de Oswaldo Cruz - Rio de Janeiro - RJ.

Escrevendo a Timóteo, seu grande amigo e companheiro na obra missionária, Paulo disse: “Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem” (I Tm.4:12a), querendo significar, com isso, que Timóteo não deveria ter nenhum complexo de inferioridade com relação à sua juventude. Ser jovem não é defeito! Pelo contrário, é tão natural como ser criança ou ser idoso. É apenas uma fase da vida, por sinal uma das melhores, quando a mente e o corpo alcançam sua plenitude, e podem ser usados em todas as suas capacidades. Infelizmente, porém, há muito preconceito contra os jovens, tanto fora como dentro da igreja. Isto se deve à sua inexperiência natural (aliás, como se pode exigir experiência de alguém que ainda não teve oportunidade de adquirila?). Deve-se também à sua impulsividade; os jovens têm pressa e, por isso, às vezes tomam decisões precipitadas. E há, igualmente, muita desconfiança quanto à sua lealdade – por sua facilidade em mudar conceitos e pontos de vista; quanto à sua fidelidade – eles têm dificuldade de manter seus compromissos; ou quanto à sua firmeza na fé – os jovens são tendentes à superficialidade em matéria de fé.

36 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Contudo, estes problemas podem ser revolvidos com amor, paciência e boa vontade. Os jovens precisam encontrar oportunidades de treinamento e de assumir responsabilidades, para que possam provar seu valor, por um lado, e ocupar seu lugar no corpo de Cristo, por outro lado. Desgraçadamente, o apego dos mais velhos às posições de liderança é um dos maiores empecilhos ao aproveitamento dos jovens, não só na igreja como em toda a sociedade. A verdade é que o jovem pastor Timóteo não seria hoje pastor titular da maioria das nossas igrejas. Alguns iriam julgá-lo inex-periente, imaturo. Outros iriam analisar seu currículo e ver que nunca tinha sido pastor titular, mas apenas um dos diversos auxiliares do apóstolo Paulo. Outros o julgariam tímido demais para liderar os grandes projetos que envolvem as igrejas atuais. Entretanto, do ponto de vista do Deus que chamou Timóteo para o ministério, nenhuma dessas razões seria aceitável. Mas Paulo quis fazer uma outra advertência a Timóteo: é que, infelizmente, os próprios jovens é que dão os maiores motivos para as discriminações que sofrem. Vejam a segunda parte do versículo acima citado: “...mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza.” (I Tm.4:12b). Se Timóteo praticasse o conselho de Paulo, os crentes o veriam

como um modelo a seguir, tanto no falar como no agir, tanto nos relacionamentos como na maneira de crer e expressar sua fé. Veriam também uma vida de santidade. Infelizmente, muitos se escondem sob a capa da juventude para falar e agir com leviandade, viver sem compromisso, não testemunhar aos outros da sua fé, discriminar as pessoas com que se relacionam, deixar-se derrotar pelo pecado, etc. Mas ninguém precisa ser irresponsável, fraco na fé, desprezar os outros, cair no pecado, etc., só porque é jovem. Pelo contrário, quando um jovem cristão consegue unir sua vitalidade alegre e transbordante com seriedade, ética, fé consciente e santidade, torna-se um exemplo poderoso, para a igreja e a sociedade, daquilo que Deus pode fazer na vida de qualquer jovem. Ser jovem não é defeito, mas também não é desculpa para viver uma vida de fé superficial e improdutiva e uma ética tortuosa, sem fundamento no exemplo e nos ensinos de Cristo. Ser jovem não é defeito, e sim uma virtude maravilhosa, pois é a idade em que podem unir-se energia contagiante e santidade não alienada. Ser jovem não é defeito, pois é a melhor quadra da vida para se experimentar o que Deus pode fazer através de alguém que se consagre a ele totalmente. Sylvio Macri Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

37


IDEOLOGIA DE GÊNERO: O QUE É ISTO?

Pr. José Paulo Moura Antunes*

Antes mesmo de iniciar a leitura deste artigo, quero deixar claro que este é um manifesto pessoal e parcial. Quanto ao tema em questão, não usarei de meias palavras nem ficarei “em cima do muro”. Se você tem filhos em idade escolar ou milita na área da educação ou família, por exemplo, com certeza já ouviu falar na expressão “Ideologia de Gênero”. Para início de conversa, preciso definir o que isto significa. Trata-se, na prática, de um conceito ideológico que tenta anular as diferenças e aptidões naturais de cada sexo, ou seja, a negação da natureza humana masculina e feminina. Não há, segundo tais ideólogos, um homem natural nem uma mulher natural. Masculinidade e feminilidade são meras construções sociais que podem (e devem) ser desconstruídas.

Segundo estudiosos no assunto, esta temática foi inicialmente exposta no último livro escrito por Karl Marx, intitulado “A Origem da Família, da Propriedade e do Estado “, finalizado por Friedrich Engels. Foi a doutrina marxista que trouxe inicialmente a noção de que a primeira de todas as opressões é constituída pela própria família, e que, sem a abolição da família, não poderia ser levada adiante a revolução comunista.

Após a revolução russa de 1917, Lenin tentou, sem sucesso, abolir a família da sociedade soviética, através de medidas legislativas. Mas, pouco antes da Segunda Guerra Mundial, o movimento marxista já havia entendido que a família não poderia ser abolida por decreto. A ideologia de gênero afirma que as pessoas não Seria necessário, em vez disso, uma revolução nascem homem ou mulher, mas que constroem sexual. A estratégia correta surgiu nos anos sua própria identidade, isto é, seu gênero, ao 90, quando a filósofa e feminista americana longo de sua vida. O gênero, portanto, que Judith Butler publicou o livro “O Problema do as pessoas costumam confundir com o sexo, Gênero”, onde afirmou que “não são as leis é imposto às crianças pela educação e pela que oprimem a mulher, mas o próprio papel sociedade, mas as pessoas deveriam aprender, que ela desempenha, subordinado, dentro de em vez disso, a libertarem-se da sexualidade uma família patriarcal, ao papel supostamente que lhes foi imposta e construírem sua própria superior do gênero masculino”. identidade de gênero. A ideologia de gênero afirma que ser homem, mulher, homossexual, Seguindo modelos adotados em alguns países, travesti, ou os muitos outros gêneros que existem há um esforço em introduzir a ideologia de gênero ou podem ser criados, são papéis que cada um no sistema escolar brasileiro. O Plano Nacional deve aprender a representar conforme quiser, de Direitos Humanos, da Secretaria Especial dos sem se sentir aprisionado ao que erroneamente Direitos Humanos da Presidência da República, pensamos que seja o nosso sexo. Assim, as foi assinado, pelo então Presidente Luiz Inácio crianças na escola devem aprender todas as Lula da Silva, através do Decreto nº 7.037, de 21 formas de sexualidade e desempenhar os vários de dezembro de 2009. papéis de gênero para que possam escolher livremente o seu ou mesmo mudar, conforme a ocasião, a identidade de gênero que quiserem adotar.

38 Revista Vigial Virtual | número 15 . dezembro 2016 |


Segundo o PNDH, caberia ao Governo “desenvolver políticas afirmativas e de promoção de uma cultura de respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero, favorecendo a visibilidade e o reconhecimento social, com base na desconstrução da heteronormatividade”. Em 2014, o Ministério da Educação tentou introduzir, sem sucesso, a ideologia de gênero no Plano Nacional de Educação. O Congresso Nacional vetou. Em 2015, o Ministério da Educação voltou à carga tentando reintroduzir o tema para debate e votação, nos Estados e Municípios.

nesta batalha. A própria Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através de carta assinada por Dom Leonardo Steiner, secretário geral da Conferência Episcopal, enviada a todos os bispos do Brasil, pede que a Igreja Católica contate com urgência os vereadores que estão votando ou virão brevemente votar os planos municipais de educação.

O colunista de Veja, Rodrigo Constantino, manifestou-se contrário ao tema, quando escreveu um artigo chamado: “O perigo da ideologia de gênero nas escolas” e assim concluiu seu pensamento: “Não podemos deixar que o Estado tente definir o que é melhor para os nossos filhos em matéria de educação. É tarefa e direito dos próprios pais definir como esse tema será abordado e tratado nas famílias. Se os Planos Municipais de Educação forem aprovados tal como estão sendo propostos, os pais e mães brasileiros se tornarão reféns das agendas defendidas pelo governo, que, como já vimos anteriormente e como já ocorre em diversos lugares do país, distribui materiais “didáticos” que visam corromper precocemente as crianças brasileiras.” Há muitos segmentos da sociedade fazendo o mesmo, ou seja, manifestando-se e posicionandose contrariamente à proposta da ideologia de gênero. Cristãos, católicos e evangélicos, e integrantes de outras religiões estão unidos

Em 2016, tivemos eleições para novos prefeitos e vereadores dos municípios. Em 2018, teremos para presidente, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. Precisamos saber em quem estamos votando, em suas propostas políticas, fiscalizar e exigir que cumpram o seu papel, como legítimos representantes do povo brasileiro e que defendam a família.

Vários líderes evangélicos já se manifestaram sobre este assunto. Como cristãos batistas, expressamos também o nosso posicionamento contrário não só à ideologia de gênero, mas a Você que está lendo este artigo, percebe o outros temas tão sérios e comprometedores, perigo que estamos correndo? Ou seja, se como a descriminalização do aborto, a essas mudanças forem implementadas, haverá, legalização da eutanásia, a liberação da pedofilia a médio e longo prazo, a desconstrução da e da prostituição infantil, a legalização do uso família tradicional heterosexual, que, segundo de drogas, etc. Converse com sua família e com os ideólogos de gênero, escraviza as mulheres seus amigos. Debata em sua igreja e nos seus e é o primeiro fundamento de todas as demais pequenos grupos. Não se omita e cumpra seu formas de opressão social. Ao se destruir a papel como homem e cidadão brasileiro. Este família, conforme o plano original de Deus, é tempo da Igreja de Cristo, esperança para o destrói-se toda uma sociedade. O que mais me mundo, se levantar e cumprir o seu chamado, preocupa é que a grande maioria da população como sal e luz para esta geração (Mateus brasileira ignora completamente este assunto. 5.13-16). A família, primeira instituição criada E aí está o grande perigo. Temas de grande por Deus, deve ser valorizada, preservada e relevância e implicação para a sociedade, estão defendida (Genêsis 1.27, 2.24). Precisamos sendo debatidos e decididos, quase que à formar um grande exército, como fez Neemias, portas fechadas. E as nossas crianças estão se para lutar por toda a nossa casa (Neemias 4.14) tornando as principais vítimas dessas mudanças. e clamar pela nossa pátria (2 Crônicas 7.14).

Que Deus abençoe você e sua família. José Paulo Moura Antunes Pastor e Psicólogo

Pastor de Família da Primeira Igreja Batista do Recreio dos Bandeirantes-RJ paulo@igrejadorecreio.org.br Coordenador do Movimento Cristão em Defesa da Família http://www.emdefesadafamilia.org.br/ Revista Vigial Virtual | número 13 . dezembro 2016 | Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

39 39


40 Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 . dezembro 2016 |


SANTIDADE NOS NEGÓCIOS, UMA EXIGÊNCIA DE DEUS

Pr. Eli Fernandes de Oliveira*

Pr. Eli Fernandes de Oliveira é 1o. Vice-Presidente da Convenção Batista Brasileira Sabemos que não poucos, mesmo em meio às turbulências sociais, têm posto os valores do Reino de Deus em primeiro lugar, independentemente da gravidade dos tsunamis da vida moderna: “Bem-aventurado o homem que suporta a provação; porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam” (Tg 1.12). Quando se trata da vigilância na vida profissional, cada um de nós é desafiado a ser padrão dos fiéis, ser irrepreensível, íntegros, santos: Santidade, sem a qual ninguém verá a Deus (Hb 12:14), também nessa área tão importante, terreno onde muitos têm sucumbido e até abdicado de Tempo espantosamente profético é este no qual sua fé, preferindo o Deus deste século, indo por vivemos. Negar esse fato é teimosia. Ignorá-lo é caminhos escusos nos negócios, que vão desde somente uma resolução de quem não quer ver. A associações indevidas, que não contam com realidade é que o mundo globalizado, com seus a aprovação de Deus, até a atos indignos de muitos benefícios, traz-nos também nuvens alguém que confessa Jesus como seu Senhor. negras no horizonte e os ventos sombrios que prenunciam algo mais terrível que um Sem a santidade, negaremos nossa fé. Negócios vendaval: um abalo que vai gerar um tsunami de sem a bênção de Deus são fonte de maldições. proporções jamais vistas, capaz de despedaçar Portanto, a santidade não é uma proposta minha os padrões morais, espirituais e éticos da cultura ou um capricho de qualquer pastor ou líder, mas exigência do Senhor, porque Ele deseja cristã, ainda restantes. um povo para este tempo, que se pareça com A Bíblia admoesta-nos a resistir no dia mau. Ele, que conheça a Palavra, de postura correta, “Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que revele a sua procedência, por isso Ele diz: que possais resistir no dia mau e, havendo feito “Sereis santos, porque Eu, o vosso Deus, sou tudo, permanecer firmes” (Ef 6.13). Deus nos Santo (Lv 11.45). cauciona com as condições necessárias para que sejamos vitoriosos, em qualquer circunstância. Aquele que nos gerou é Santo! Somos filhos da Disso não tenhamos dúvida:A paz de Deus, mesma semente por intermédio do preço pago que excede todo o entendimento, guardará os na cruz do Calvário: “Tendo renascido, não de vossos corações e os vossos pensamentos em semente corruptível, mas de incorruptível, pela palavra de Deus, a qual vive e permanece” (1 Pe Cristo Jesus (Fl 4.7) 1.23). Amém. Revista Vigial Virtual | número 15 .dezembro 2016 |

41


42 Revista Vigial Virtual | nĂşmero 15 . dezembro 2016 |

Revista vigiai virtual 15  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you