Issuu on Google+

www.jhoje.com.br HOJE 05

Local

SECOM

Cascavel, 09 de setembro de 2013

CERTIFICAÇÃO DO SIM/POA O Município acabou de entregar ao Abatedouro de Peixes Marmentini o certificado do Serviço de Inspeção Municipal. Este é o segundo abatedouro inaugurado em Cascavel neste ano. A atividade integra o Programa de Agroindústria Familiar.

local@jhoje.com.br

TRÂNSITO ESPECIALISTA DÁ DICAS PARA RECORRER DELAS; LEGISLAÇÃO DEVE SER SEGUIDA

Em média, Cettrans recebe 50 defesas de multas por dia oucos são os condutores que nunca receberam uma multa de trânsito. Algumas aplicadas com razão, outras nem tanto. A burocracia para recorrer a cada uma delas dentro do perímetro urbano da cidade passa pela Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) e consiste em até três etapas. Primeiro, o interessado deve protocolar sua defesa na autarquia. Após isso, a justificativa é aceita ou não. Caso for indeferida, cabe recurso e o caso é levado ao Jari (Junta Administrativa de Recursos e Infrações), grupo que é composto por três especialistas em trânsito, sendo dois deles membros da sociedade e um da Cettrans. Se novamente o condutor se sentir injustiçado, pode procurar em última instância o Cetran (Conselho Estadual de Trânsito). Ainda assim, há possibilidade de procurar a Justiça tradicional. Em média, a autarquia recebe 1,5 mil novos processos por mês e a porcentagem de êxito do motorista é irrisória. Isso significa que, de modo geral, são 50 apelos por dia. Sazonalmente, algumas delas chegam às residências de diversos motoristas de Cascavel e do Brasil. Muitos lembram do momento em que possam ter cometido a infração, mas em muitos casos não

P

Parte da multas recorridas é aplicada em operações bloqueio

Aferição Na última sexta-feira, fiscais do Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná) acompanharam os profissionais do Ipem (Instituto de Pesos e Medidas) na aferição de alguns radares de Cascavel, no parâmetro de amostragem. O trabalho também foi feito em Toledo e o objetivo elaborar um relatório sobre o tema. “Nele irá constar uma análise se há plano para a instalação, a eficácia do serviço entre outros fatores, como se eles estão registrando a velocidade correta”, informou o agente de fiscalização Murilo Rodrigues Granado. Até o fim do mês o documento deve ser concluído.

Obedecer as leis há conhecimento do possível erro. Porém, quando se tem certeza de que não cometeu a infração e está sendo alvo de injustiça, há sempre uma alternativa: recorrer. O especialista em diretos do consumidor e advogado Dori Boucault, dá algumas dicas sobre como reverter ou ao menos tentar apresentar uma defesa que esboce certa chance de obter êxito. O primeiro passo é a verificação. “Deve observar a data, horário, local, e verificar se o condutor indicado estava no local nas datas e horários apresentados. Para recorrer, é preciso

que o condutor preencha de próprio punho sua defesa, demonstrando os fatos contrários àqueles expressos na notificação, bem como juntar as provas necessárias para comprovar que no dia e horário apontados, ele não estava lá”, declara pautado pelo princípio do recorrente ser verdadeiro. “Evidentemente, deve se ter em mente que recorrer só é possível quando a infração apontada não condiz com a verdade. Se errou, poucas são as chances de ser revogada a infração registrada pelo agente público de fiscalização de trânsito”, reforça o especialista.

Mesmo dando dicas sobre o assunto, Dori Boucault afirma que os motoristas devem obedecer as leis de trânsito. Mesmo que haja possibilidade de comprovar a não realização de determinada irregularidade, o caminho não é fácil, uma vez que são provas consistentes que permitem a não efetivação da multa. E é linha de conduta que a Cettrans segue. “Os casos são julgados com base nos documentos apresentados. Para o deferimento, é necessário que existam provas concretas da defesa”, explica a diretora de educação e fiscalização de trânsito da Cettrans, Vânia de Camargo Muetzemberg. Sobre como pagar com desconto se o tempo for menor do que para recorrer, Dori ensina que o melhor caminho é procurar um despachante, que tem conhecimento sobre as leis e os trâmites envolvidos. Para ele, vale mais pagar os R$ 50 cobrados pelo serviço do que tentar resolver tudo sozinho. Em situações de vencimentos, ele afirma que não há o que se fazer. O jeito é mesmo pagar pela infração.


06 LOCAL www.jhoje.com.br

Cascavel, 09 de setembro de 2013

ACESSIBILIDADE ADEQUAÇÕES FOCAM NA FACILITAÇÃO PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

Escola do Morumbi será reformada Semed (Secretaria Municipal de Educação) abriu um processo licitatório para garantir a acessibilidade na Escola Municipal José Henrique Teixeira, localizada no Bairro Morumbi, região norte de Cascavel. O valor máximo do certame é R$ 345.065,51 e a abertura dos envelopes será feita no dia 24 deste mês, às 9h. De acordo com a Secretaria, será realizada a adequação do piso e da cobertura da rampa de uma das entradas da escola; do bloco administrativo; das salas de aula; dos blocos pedagógicos e do ginásio de esporte. Também será feita uma revitalização da outra entrada e da cobertura do pátio. Em visita a atual estrutura, é evidente que há muito trabalho a se fazer. Porém, a casos piores, como a Escola

A

Municipal Neiva Ewald, no Jardim Presidente e que também será revitalizada. Desnível das calçadas é o maior problema e está por todos os cantos. No entanto, a pior situação é em frente ao ginásio de esportes, que, para acessá-lo, é preciso seguir por uma longa escadaria. A aluna da terceira série Maria Beatriz Rosa Garcia é cadeirante. Para se locomover geralmente precisa de ajuda e para participar das aulas de Educação Física, precisa ser carregada. “Não tem outro jeito. Pego ela no colo e os outros estudantes levam a cadeira para mim”, conta a professora Marli de Jesus. Informada sobre a novidade e a reforma, a menina se declarou feliz com as mudanças. Ela é a única cadeirante na instituição. Há pouco tem-

po, houve algumas aulas que ela não participou, motivada pela dificuldade no transporte. A exclusão a fez chorar. A diretora do José Henrique Teixeira, Sonia Soares da Luz, diz estar feliz com a abertura do processo licitatório. “Mas ficaria ainda mais se a escola inteira fosse reformada e o projeto para isso já está pronto. A Semed nos prometeu reformar em etapas.

Primeiro vem a acessibilidade, para depois uma reforma geral no ano que vem”, relata. O secretário de Educação, Valdecir Nath, informou que o processo para adequação de todas as unidades será gradativo. “À medida que as escolas vão sendo reformadas, ampliadas ou reconstruídas, a acessibilidade está sendo garantida”, resumiu. (Pedro Sarolli)

AÍLTON SANTOS

Outras reformas A Escola Municipal Manoel Ludgero Pompeu, localizada no Bairro Alto Alegre, também será reformada. Foi aberto um processo licitatório para no valor máximo de R$ 54.062,10. De acordo com a Semed, será fechado o refeitório com placas cimentícias externamente e gesso internamente; pintura externa e interna; pastilhamento externo; reforma do piso com recolocação de cerâmica; novo forro em PVC e substituição de esquadrias. (P.S)

Para poder participar das aulas de educação física, professora tem que levar aluno nos braços


www.jhoje.com.br LOCAL 07

Cascavel, 09 de setembro de 2013

Cartucho

Emilio Fernando Martini diretoria@jhoje.com.br

Bom-dia!

Pergunta premiada

Hoje é comemorado o Dia do Administrador, Dia do Médico Veterinário e Dia da Velocidade. Aos dois primeiros a minha homenagem, quanto à velocidade, sugiro que façam macarrão instantâneo e não loucuras pelas ruas ou estradas!

Na Justiça Um debate no Supremo Tribunal Federal sobre o cigarro com sabor pode atrasar o julgamento do mensalão. Daí demora mais um pouco para a gente ver quem dos mensaleiros vai levar fumo!

Porque falamos “alô” ao atender um telefone? Responda a questão mandando e-mail para martini@jhoje.com.br e os acertadores vão concorrer ao sorteio de um almoço no Filé & Cia!

Nas ruas E as manifestações de 7 de setembro no Brasil não passaram de 17 mil pessoas, comprovando que aqui tudo que é muito organizado não dá certo. Foi pouca gente e muita bandalheira!! DIVULGAÇÃO

Saiba que...

Sabem como...

...o sol nasce para todos. Todas as diferenças que a gente possa ver depois ficam por conta da qualidade do protetor solar de cada um!!

Na saúde

Só risos

A transformação da UPA II em unidade pediátrica está tirando o sono do pessoal da região norte de Cascavel. Lutam pela continuidade da unidade e pela atenção do prefeito em suas reivindicações que na época de eleição eram bem mais aceitas!

Um músico tenta ganhar uns trocados tocando violão no meio da praça até que chega um fiscal e lhe pergunta: - O senhor tem licença para tocar aqui? O violonista diz que não, sem parar de tocar. - É uma pena. Então, por favor, queira me acompanhar! - Será um prazer. Que música o senhor quer cantar?!

Placar magrinho Uma coisa... ... é certa. Quem ama o feio ou está com grande dificuldade visual ou está pensando seriamente em ser cirurgião plástico!

... é que se traduz para o inglês a frase: “a minha sogra não vem esta semana aqui em casa”. Assim: yyyyyeeeesss!

E o Futebol Clube Cascavel venceu por 1 x 0 o São José que começou com dez jogadores, depois ficaram com 9, 8... e quase que o jogo acaba por falta de gente. É para refletir!!

Anos atrás... ... os garotos brincavam de mocinho e bandido com revólveres de plástico. Alguém achou que isso não era correto e aboliram armas de brinquedo. Hoje a garotada vive com jogos eletrônicos, com armas e sangue ao extremo. É duro entender!

Avaliação Tão interessante quanto ler esta coluna é acreditar que teremos semana repleta de oportunidades e com muitas realizações. Se não acreditar é que não vai acontecer!

Encerrando Se um dia achar que o brilho lhe incomoda. Use óculos escuros!

No esporte E o Timão continua sua determinação de recuperar times pequenos no Brasileirão. Primeiro foi o Inter, agora demos uma mãozinha para o Naútico!

UPA II POPULAÇÃO APOIA TRANSFERÊNCIA, MAS NÃO QUER QUE ATENDIMENTOS DEIXEM DE SER FEITOS

Região norte protestará nesta quinta decisão acordada entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde de que a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Pediátrica seja transferida para a UPA II, que consequentemente deixará de prestar serviço para a população em geral, desagradou a população da

A

região norte da cidade. Na próxima quinta-feira (12), às 17h, uma mobilização será realizada em frente à unidade alvo de mudanças no Brasília I. A decisão para tornar pública a insatisfação do povo foi tomada neste fim de semana, em reunião com várias lideranças dos bairros daquela reAÍLTON SANTOS

gião. Um deles é o presidente do Conjunto Verdes Campos, Francisco Assis Silva Vieira. Ele reforça que a iniciativa não é contrária à transferência. “Nós não queremos que os atendimentos feitos agora parem. Defendemos que haja prioridade para crianças e para os idosos, porém, não queremos que o que foi conquistado pela nossa região seja tirado”, conta. A ideia da Secretaria de Saúde é transferir o serviço prestado para a UPA III, no Jardim Veneza, na região leste de Cascavel, mas que sequer iniciou os atendimentos. A saída da UPA Pediátrica do antigo Hospital Santa Catarina foi um pedido da nova gestão da entidade, que usará o espaço Lideranças decidiram se mobilizar

para outros serviços. O prefeito Edgar Bueno (PDT) anunciou a intenção de construir uma nova unidade de pronto-atendimento na região, a princípio no Sanga Funda, porém, seriam necessários pelo menos dois anos de espera. Para chamar a atenção do poder público, o protesto fechará as ruas em frente à UPA II. As vias prometem ser fechadas com uma queima de

pneus. “O atendimento prestado aqui [na UPA II] é ruim, mas existe. Agora teremos que ir do outro lado da cidade e não vamos aceitar. Já tem muita gente confirmada no protesto”, afirma. Francisco explicou também que a ideia é realizar uma manifestação pacífica e qualquer ato de vandalismo será repudiado. A população local será convocada por líderes dos bairros nos próximos dias. (Pedro Sarolli)


08 LOCAL www.jhoje.com.br

Cascavel, 09 de setembro de 2013

DIVERSÃO REGIÃO OESTE TEM DOMINGO ANIMADO

Santa Cruz recebeu o ‘Rua da Alegria’ DIVULGAÇÃO

tarde de domingo foi especial para as crianças e adolescentes do Bairro Santa Cruz. A 2ª edição do Projeto Rua da Alegria, promovido pela Secretaria de Esporte, reuniu mais de mil pessoas na Rua Tupinambás. Várias atividades e brinca-

A

deiras foram realizadas. O auxiliar contábil, Rafael de Souza, levou o filho de um ano para participar da recreação e aprovou o projeto. “Gostaria que fosse realizado outras vezes. Nosso bairro necessita de eventos assim, as crianças MATEUS BARBIERI

Tarde divertida na 2ª Edição da Rua da Alegria

daqui são carentes. Muitos pais não têm condições para levá-los em parque ou circo, por exemplo,” comenta. O objetivo do projeto é promover a integração da família com a comunidade. É o que lembra o orientador técnico esportivo, Maycon de Almeida. “Antes as atividades eram realizadas apenas na região central, agora vamos aos bairros. Todos precisam de lazer”, afirma. Para a próxima edição que será realizada no Santa Felicidade, os organizadores querem levar mais opções para os participantes, como exames rápidos de visão e teste de diabetes. Ontem também foram realizadas orientações de agentes de saúde, com aferição da pressão arterial. Os acadêmicos de Farmácia participaram da mobilização. Também houve o sorteio de brindes. (Eliane Alexandrino)

Ao todo mais de 600 quilos de carne foram assados para a festa alusiva ao Padroeiro da igreja católica do Jardim Floresta, Santo Agostinho, realizada na região norte de Cascavel ontem. O tradicional evento reuniu centenas de famílias. Segundo o organizador, Itacir João Dallagnol, toda a comunidade fez questão de participar com doações de brindes ou comprando o ingresso para o almoço. Todo o dinheiro arrecado, cerca de R$ 5 mil, será revertido em melhorias para o salão e a paróquia do bairro.


Jhoje dori