Page 7

UMA VIDA DE LUTAS: ANTONIO GALDINO Por Fé Juncal - Diretora Comunicação da FAPESP

de

O movimento dos aposentados foi uma das atuações digna de uma das principais lideranças, Antonio Galdino. Galdino esteve por várias lutas que exigiram sacrifícios, inclusive familiar, para obter vitorias. Quando do movimento dos aposentados no período de luta pelo pagamento dos 147%, no início dos anos 1990, em que “todos consideraram que os aposentados deram uma lição aos trabalhadores da ativa que “pensam que nunca vão se aposentar; foram capazes de abalar o país e o prestigio dos parlamentares e Presidente; mesmo sem dispor do poder da greve, os aposentados ganharam muito espaço na mídia, transformando-se em atores que naquela década tiveram um poder indiscutivel no jogo político do 147%. Antonio Galdino, uma pessoa séria, de pouca conversa e pouco riso atuo no movimento dos aposentados numa época marcada por grandes injustiças com aposentados e idosos, como manipulação nos índices de reajustes salariais e demora nos julgamentos de processos, entre outras, acarretando muito trabalho no movimento e salário arrochado. Havia “muito trabalho, sim, a responsabilidade era enorme e não se tinha o direito de cometer erros, pois a vida já era difícil o bastante”, segundo

Galdino. Nascido em Espírito Santo do PinhalSP, em 05 de março de 1932, começou a trabalhar aos 07 anos. Vendia ovos, galinhas patos nas ruas da cidade para ajudar na subsistência da família. Já com 12 anos de idade, começou a trabalhar no comércio de colchões, e em sequência tornou-se “aprendiz de colchoeiro e estofador de móveis. O tempo passava, e Galdino destacouse no negócio, de menino “mirradinho” aprendiz tornou trabalhador na Fiação Votorantim em 1946. O batismo na vida sindical foi uma experiência expecional e contraditória. Em 1955, formou e participou das eleições do Sindicato da Fábrica de Tecidos Japi, em Jundiaí. No mesmo ano foi demitido da fábrica por liderar um movimento rivindicatório a favor do trabalhador. Em 1960, Galdino foi eleito vereador pelo Município de Jundiaí, tendo sido o mais votado. No início de 1964, quando já havia encerrado o mandato de vereador, foi para a antiga União Soviética a convite de entidades sindicais daquele país, para conhecer e estudar o movimento sindical. O golpe militar de 1º de abril de 1964 impossibilitou a sua volta ao Brasil. Tornou-se um exilado pelas circunstancias. Com intervenções nas entidades sindicais do país a partir do Golpe de 1964 e com um combate feroz ao crescente

DIRETORIA REALIZA PLANEJAMENTO 2019

DEZEMBRO/JANEIRO 07

movimento sindical da época, muitos dirigentes sindicais ficaram sem atuação. Alguns retornaram a suas bases outros aposentaram. Avançando a história de Galdino, vamos para início dos anos 90, período político de luta e reivindicações muito acentuado com uma nova forma de organização. São muitas as histórias de luta, reivindicações e de vida de Antonio Galdino. Hoje com 86 anos, Galdino marcou sua historia na vida sindical, política, dirigente na Associação dos Aposentados Jundiaí , na Federação dos Aposentados-FAPESP, COBAP sempre pautada na luta pela defesa dos direitos dos aposentados e idosos. Para as novas lideranças dos aposentados ele diz “quando se luta por sua terra e pelo seu povo, o seu trabalho fica perpétuo no coração dos homens sensatos e não morre nunca, pois, quando a semente é boa, sempre cai em solo fértil.

Mais um ano de luta se encerra mas nossas lideranças seguem UNIDAS pela manutenção dos direitos dos aposentados, pensionistas e idosos. A Diretoria da FAPESP sob o comando do Presidente José Veiga de Oliveira se reuniu durante todo o dia 10 e 11 de dezembro para traçar a agenda de luta e mobilização para o movimento dos aposentados no estado de São Paulo em 2019. Nossos diretores estão unidos e planejando mais um ano de muita luta contra o desmonte da Previdência Social e pela manutenção dos direitos dos aposentados, idosos e trabalhadores! Nossa união segue forte para mais um ano! NA LUTA SEMPRE!

FAPESP E COBAP NA ROMARIA DOS APOSENTADOS 2019!

Mais um ano de luta se inicia. Fé, persistência, união são os sentimentos que devemos cultivar neste 2019 que começa. O Dia Nacional dos Aposentados tem como objetivo mostrar para a sociedade e autoridades que os aposentados fazem parte do nosso Brasil e se temos todas essas conquistas é graças ao empenho e luta de todos. As Federações de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Conselho de Aposentados do Espírito Santo e COBAP e demais Federações e Entidades de base estarão juntos para celebrarmos a tradicional Romaria dos Aposentados 2019 NO DIA 27 DE JANEIRO DE 2019 . O evento faz parte das comemorações ao Dia Nacional do Aposentado, comemorado no dia 24 de janeiro. Seguindo a tradição às 8 horas da manhã acontecerá a Santa Missa na Basílica Nacional que será transmitida ao vivo pela TV Cultura e Aparecida. Durante a celebração será lida a Carta de Aparecida. Após a missa, no subsolo da Basílica Nacional acontecerá a grande Plenária Nacional onde lideranças discutirão os rumos do movimento dos aposentados.

SAIBA SEUS DIREITOS! Para uma consulta com o departamento jurídico da FAPESP basta ligar para o telefone (11) 3150-9393 e saber qual data e hora do atendimento. Os atendimentos ocorrem na sede da Federação na Rua 24 de Maio, 250 :: 1º Andar - República, São Paulo.

NOVA DIRETORIA DO SINDAPFER TOMA POSSE

A nova diretoria do Sindicato dos Aposentados, Pensionistas, Ferroviários e demais Categorias do Estado de São Paulo – SINDAPFER tomou posse em 07 de novembro de 2018 e passa a ser liderada pela senhora Leonor Guatrochi. A mesa solene foi composta pelo senhor Rafael Martinelli diretor do Sindapfer , pelo presidente da FAPESP, José Veiga de Oliveira, pelo vice presidente, Antônio Alves da Silva pelo senhor Lira representando a Direção da União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco – UAPO e a presidente empossada da Associação, Leonor Guatrochi. Estava presente o segundo tesoureiro da FAPESP, o senhor José Carlos da Cruz Prates. Todas as lideranças em seus discursos relembraram a trajetória de luta reforçaram a importância da união no movimento dos aposentados contra qualquer retirada de direitos e uma homenagem ao legado do senhor Oswaldo Lourenço, destacando a importância e responsabilidade de continuar o trabalho da entidade e o quanto esta Associação é importante para o movimento dos aposentados. Senhor Oswaldo Lourenço faleceu aos 93 anos, fundador e ex-presidente da FAPESP e da COBAP e até o fim de sua jornada foi presidente do Sindapfer,foi uma das figuras importantes da Constituinte de 1988, principalmente na questão da Previdência Social. Após as devidas homenagens e discursos, a presidente já empossada Leonor Guatrochi entregou a carteirinha para diretoria e na sequencia uma confraternização dessa nova fase da Entidade. Parabenizamos toda a nova diretoria dessa importante entidade para o movimento dos aposentados e reiteramos nossa união na luta pela manutenção dos direitos dos aposentados, pensionistas e idosos. SUCESSO PARA NOVA DIRETORIA! ESTAMOS JUNTOS SINDAPFER!

Profile for Vinicius Moretto

Jornal Experientes 45ª Edição  

Jornal Experientes 45ª Edição

Jornal Experientes 45ª Edição  

Jornal Experientes 45ª Edição

Advertisement