Page 1

E xperientes

Jornal da Federação das Associações e Departamentos de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado de São Paulo

VERGONHA NACIONAL!

Filiado a

ED.016 - JUNHO 2015

UMA AFRONTA AOS APOSENTADOS GOVERNO APROVA MPs 664 E 665

A FAPESP REPUDIA OS TRAIDORES QUE VOTARAM A FAVOR DA 664 E 665! Nos palanques falam que defendem os aposentados, pensionistas e idosos. Na hora de votar um projeto se vendem ao governo e vota contra quem os elegeu. PALAVRA E COMPROMISSO SÃO FUNDAMENTAIS PARA UM POLÍTICO. A FAPESP repudia veemente a atitude vergonhosa de aprovar as MPs. São nomes que deveremos lembrar para NUNCA mais se reelegerem.(Página 4 )

SÃO PAULO TRABALHA, TRABALHA E MUITO! BANCOS CONTINUAM MASSACRANDO OS APOSENTADOS! A FAPESP DENUNCIA o tratamento desrespeitoso aos idosos em quase todas as agências bancárias e de todas as Instituições inclusive os bancos públicos. Lamentamos que essa prática continue acontecendo e contrariando a carta enviada pela FEBRABAN que pregava que tudo está bem, mas a Lei não está sendo nem um pouco respeitada. (Página 6)

www.federacaofapesp.com.br

facebook.com/fedaeracaofapesp

@federacaofapesp


02

ESPAÇO DO PRESIDENTE

EXPERIENTES

O AMOR AO PRÓXIMO É A NOSSA REVOLUÇÃO VERDADEIRA

Nós vivemos cercados por muros. Muros altos de concreto cheio de arames, câmeras, cercas elétricas que nos protegem da violência sem limite de um Estado que nos aprisiona. Somos prisioneiros em nossa liberdade. Não estamos só cercados fisicamente, mas cercados principalmente na falta de direitos, salários dignos, saúde e educação. A pátria educadora que tanto se divulga no final, corta o Fies e aumenta o custo da inscrição do Enem e o que não nos falta em troca é impostos e mais impostos aos trabalhadores,aposentados e idosos. Os aposentados, pensionistas e idosos estão sendo massacrados, pisados e jogados à margem da sociedade. Só temos direito a pagar a conta da incompetência daqueles que foram eleitos para servir o povo. Ao

invés de trazer ao povo uma saúde, moradia e vida digna trazem mais e mais impostos que massacram o pouco benefício que temos. Somos marginalizados e penalizados e esquecem que fomos e somos os responsáveis pela construção desse país. Precisamos mudar e mudar AGORA. Precisamos que assumamos um projeto que crie um caminho para dar um basta a essa situação, precisamos nos comprometer e ter amor à causa dos aposentados e idosos e buscar uma solução prática. Devemos ter amor no que fazemos e amar lutar a favor dos aposentados, pensionistas e idosos. Devemos todos os dias nos reinventar, buscar alternativas, novas ações para enfrentar as articulações desse governo que nos sufoca com medidas injustas, cruéis e impopulares. Devemos amar o que fazemos para lutar com dignidade e cabeça erguida o que é nosso por direito. Se estivermos com a mente fechada em velhas ideias e falsas ilusões na questão de nossos direitos apenas veremos com muita tristeza ao longo dos próximos anos perder o pouco de direitos que temos. Sem dedicação ao próximo com certeza não chegaremos a lugar algum, devemos servir ao próximo. Se não fizermos por amor ao próximo e a Deus uma hora a casa

Espaço Jurídico com Dr. Rodrigo Oliveira Cevallos

A Desaposentação trata-se de concessão de um novo e mais vantajoso benefício. O Superior Tribunal de Justiça pacificou o entendimento de que não precisa devolver dinheiro recebido pela aposentadoria anterior para o INSS. A desaposentação chega até a dobrar o valor da renda recebida pelo aposentado. Quem tem direito: aposentados que após a aposentadoria continuaram

a trabalhar com registro em carteira de trabalho ou pagou INSS com o mesmo patamar de salário recebido antes da aposentadoria. Documentos necessários: carta de concessão e memória de cálculo da aposentadoria, CONBAS, CNIS de vínculos, remunerações e ou recolhimentos. Todos estes documentos devem ser retirados no INSS. Obs. Necessário se faz a

cai. Precisamos nos unir e resgatar a vontade de viver, viver a nossa dignidade e cidadania como seres humanos, ter esperança e acreditar que sim podemos fazer a diferença com amor. Devemos repensar criar formas de juntos, unidos fazermos a diferença. O amor é a única revolução verdadeira, o resto é usurpação de poder pelo poder. A FAPESP trabalha e muito. Nosso compromisso é com os aposentados, pensionistas e idosos. Lutamos, cobramos para mudar essa situação tão degradante que vivemos. Mesmo não estando em Brasília todos os dias cobramos de maneira exaustiva os Deputados e Senadores pedindo a rejeição das Medidas Provisórias e pedindo apoio na luta a favor dos aposentados e idosos. A FAPESP não desiste de cobrar e repudiar qualquer ação que prejudique os aposentados e idosos. Fazemos o possível para participar de audiências, votações em Brasília, estamos de olho em tudo e também representados pelos Diretores da Cobap como o Moacir Meirelles e Antonio Santo Graff que sempre participam de votações e audiências. Juntos podemos fazer mais e fazer a diferença. Sem amor não chegamos a lugar algum, só conseguiremos alguma vitória com união, dedicação, amor e estando a acima de TUDO a serviço dos aposentados, pensionistas e idosos.

apresentação da carteira de trabalho, RG, CPF e comprovante de residência SAIBA SEUS DIREITOS! Para agendar uma consulta com o departamento jurídico da FAPESP basta ligar para o telefone (11) 3150-9393 e marcar hora e data do atendimento. Os atendimentos ocorrem na sede da Federação na Rua 24 de Maio, 250 :: 1º Andar República, São Paulo.

EXPEDIENTE Federação das Associações e Departamentos de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado de São Paulo

CNPJ: 60.263.365/0001-30 Rua 24 de Maio, 250 :: 1º Andar - República :: CEP: 01041-000 São Paulo SP Tel: (11) 3150-9393 Site: www.federacaofapesp.com.br Facebook: www.facebook.com/federacaofapesp DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Antonio Alves Da Silva Vice-Presidente: José Carlos da Cruz Prates Secretário Geral: José Goulart Da Silva 2º Secretária: Mercedes Lopes Mendes Tesoureiro: Octaviano Pereira Santos 2º Tesoureiro: Felicio Pereira Barbosa

Diretor de Comunicação Social: Adonias Cesário de Souza Diretor Adjunto: Ana Maria Martins Diretor de Assuntos Jurídicos: Valdemar Venâncio Diretor de Rel. Sind. Movimentos Sociais: Juraci Goes Diretor de Patrimônio: Antero Ferreira Lima Diretor Adjunto: Jaime da Silva Cortez Diretor Previdência Social: Jandir Teixeira Diretor Adjunto: Nelson Gonçalves Diretor de Eventos: Rupert Martins Silva Diretor Adjunto: Lydia Roque Diretor de Cultura E Lazer: Eva Narciso Miguel Diretor Adjunto: Norma Lopes Golçalves

CONSELHO FISCAL TITULAR 1 – José Veiga de Oliveira 2 – Laércio Carolino 3 – José Nunes CONSELHEIROS SUPLENTES 1 – José Jair Azzi 2 – Ramios Pereira do Nascimento

Jornalista responsável e design gráfico Renan Matavelli - MTB: 79223 E-mail: renanmatavelli@gmail.com Impressão: Gráfica Cinelandia Tiragem : 30 mil exemplares


03

JUNHO 2015

ASSAP realiza primeiro encontro de Associados em São Bernardo do Campo

Muita festa e diversão! Assim foi o primeiro encontro de Associados da ASSAP, Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos Federal realizado no dia 30 de maio em São Bernardo do Campo. O evento começou às 9 horas com um belo café da manhã, os associados se sentiram muito felizes pela atenção e carinho que a Assap proporcionou a eles naquele sábado. A rodada de bingo teve vários prêmios inclusive um fim de semana na praia, foi uma tarde onde todos sentiram o carinho que a ASSAP tem pelos associados. Foi uma tarde de interação entre funcionários e associados. Além disso, teve um almoço delicioso, e por último sorteado 250 reais que foi doado pelo Joilson Reis, presidente da Assap. Gostaria de Ressaltar que toda a festa foi organizada pela Diretora de Eventos Tamiris Costa, que dedicou todo seu carinho, para proporcionar uma tarde

de diversão para os associados. A FAPESP parabeniza a ação da Associação em integrar seus associados e trazer cultura e lazer

para os aposentados, pensionistas e idosos! Estamos juntos na luta por trazer uma vida mais justa e digna aos aposentados!

país.

Aposentados e pensionistas da região discutiram sua situação, debateram propostas e organizaram o movimento contra do governo e Congresso. Este foi o objetivo do 3º Congresso da ADMAP.

Fapesp participa do 3º Congresso da ADMAP em Caraguatatuba O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva, participou do 3º Congresso da ADMAP na Colônia de Férias dos Metalúrgicos, em Caraguatatuba. Na abertura do evento o Presidente da FAPESP agradeceu o convite e parabenizou a organização do evento e ressaltou a importância da união no movimento. PARABÉNS ADMAP pelo Congresso!! Representantes de entidades nacionais, como a Cobap e CSPConlutas, marcaram presença, assim como debatedores que ajudaram os participantes a entender a atual situação política e econômica do

O Presidente também foi a Associação dos Aposentados de Caraguatatuba para discutir as ações do movimento diante das falcatruas do governo.

AAPIBAN realiza palestra sobre a Previdência em Muritinga do Sul AAssociação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Birigui e Alta Noroeste e Região, no último dia 09 de maio de 2015 realizou na Cidade de Muritinga do Sul – Sp um encontro na Câmara Municipal com apoio da Secretária de Serviço Social, onde esteve presente 70 pessoas da cidade,para palestra sobre Previdência. O Secretário Geral da Aapiban, Armando Luiz Keverman, fez abertura falando da importância do trabalho da

Associação, levando a luta da Fapesp e Cobap aos Aposentados nas regiões, em seguida o Dr Daniel José da Silva nosso parceiro da Aapiban falou sobre a previdência e seus direitos, o do qual também tirou duvidas dos participantes sobre aposentadorias e benefícios. Nossos agradecimentos a Prefeitura e a Câmara de Muritinga do Sul pelo apoio também ao Sr João Batista do Carmo nosso Sócio da sub Sede Andradina.


04

EXPERIENTES

VERGONHA NACIONAL! MPs 664 E 665 SÃO APROVADAS!

QUE DECEPÇÃO! O Senado aprovou por 50 votos favoráveis e 18 contrários a MP 664/2014, que altera regras de benefício para as pensões por morte e auxílio doença e por 39 votos favoráveis e 32 contrários a medida provisória 665, que restringe o acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial. As MPs já aprovadas pela Câmara não sofreram alterações no Senado, as matérias seguem para sanção presidencial. Uma verdadeira afronta ao povo brasileiro! A FAPESP REPUDIA O SENADO QUE TINHA TUDO NA MÃO E NADA FEZ PARA REJEITAR A MEDIDA PROVISÓRIA, COMPACTUOU COM O GOVERNO CORRUPTO. A FAPESP encaminhou ofício ao líder do PTB. Jovair Arantes e ao Deputado Cleber Verde pedindo justificativa porque votou contra os aposentados. Que decepção! Não esperávamos essa atitude de alguém que sempre jurou defender a nossa gente.O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva acompanhou de perto TODAS as movimentações do Congresso Nacional.e COBRAMOS DIVERSAS VEZES todos os Deputados e Senadores pedindo a não aprovação dessas MPs, uma verdadeira maldade ao povo brasileiro. O Senado também confirmou a alteração feita na Câmara que institui que o benefício pago pela Previdência Social aos pensionistas continuará sendo o valor INTEGRAL da aposentadoria que o segurado recebia ou teria direito a receber se estivesse aposentado por invalidez na data da morte. O governo havia previsto no texto original a redução do benefício pela metade, o que não vai acontecer. Lembrando que o texto-base é o relatório do deputado Carlos Zarattini (PTSP), acatado pelo relator revisor no Senado, Telmário Mota (PDT-RR), com três emendas aprovadas na Câmara: alternativa ao fator previdenciário; regulamentação da pensão por morte para pessoas com deficiência; e exclusão do prazo de pagamento sobre o auxílio-doença. Pelo texto aprovado, os cônjuges só poderão requerer pensão por morte do

companheiro se o tempo de união estável ou casamento for de mais de 2 anos e o segurado tiver contribuído para o INSS por, no mínimo, um ano e meio. Antes, não era exigido tempo mínimo de contribuição para que os dependentes tivessem direito ao benefício, mas era necessário que, na data da morte, o segurado estivesse contribuindo para a Previdência Social. De acordo com a MP, a tabela de duração das pensões aos cônjuges, fixando como base a idade, e não a expectativa de vida dos pensionistas fica da seguinte forma conforme tabela abaixo da matéria. A Pensão é vitalícia para cônjuge com mais de 44 anos. Além disso, quando o tempo de casamento ou de contribuição forem inferiores ao necessário para se ter o benefício, o cônjuge terá ainda assim direito a uma pensão, mas somente durante quatro meses. O texto original não previa a concessão desse benefício temporário. No caso do cônjuge considerado inválido para o trabalho ou com deficiência, o texto aprovado permite o recebimento da pensão enquanto durar essa condição. Deverão ser observados, entretanto, os períodos de cada faixa etária, assim como os quatro meses mínimos de pensão caso as carências de casamento ou contribuição não sejam cumpridas. Outra exceção à regra geral da pensão por morte é para o segurado que morrer por acidente de qualquer natureza ou doença profissional ou do trabalho. Mesmo sem as 18 contribuições e os dois anos de casamento ou união estável, o cônjuge poderá receber a pensão por mais de quatro

meses, segundo as faixas de idade, ou por invalidez ou por ter deficiência. As mesmas regras para a concessão e revogação da pensão por morte serão aplicadas no caso do auxílio-reclusão, um benefício pago à família do trabalhador ou servidor preso. A MP também inclui na legislação previdenciária e do servidor público a previsão de perda do direito à pensão por morte para o condenado, após trânsito em julgado, pela prática de crime que tenha dolosamente resultado a morte do segurado, como já previsto no Código Civil. A MP 664 recebeu emenda ainda na Câmara do Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá que institui a fórmula conhecida como 85/95, na qual o trabalhador se aposenta com proventos integrais se a soma da idade e do tempo de contribuição resultar 85 (mulheres) ou 95 (homens). A Presidente Dilma já disse que irá vetar o artigo que institui a opção do Fator. ESPERAMOS QUE ABRA AO DIÁLOGO E NÃO FAÇA MAIS MEDIDAS INJUSTAS AOS TRABALHADORES, QUEREMOS O FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO. Atualmente, o fator previdenciário reduz o valor do benefício de quem se aposenta por tempo de contribuição antes de atingir 65 anos (nos casos de homens) ou 60 (mulheres). O tempo mínimo de contribuição para aposentadoria é de 35 anos para homens e de 30 para mulheres. Alguns Senadores como Paulo Paim e Walter Pinheiro votaram a favor da Medida Provisória justificando o voto favorável a MP 664 por conta da emenda da fórmula 85/95. A FAPESP LUTA PELA EXTINÇÃO TOTAL DO FATOR PREVIDENCIÁRIO OU QUALQUER MECANISMO QUE REDUZA O VALOR DAS APOSENTADORIAS. DEVEMOS TER CUIDADO DE APROVAR MECANISMOS QUE PREJUDIQUEM MAIS O TRABALHADOR, APOSENTADO E IDOSO. O Senado teve tudo para rejeitar essa Medida e repudiamos a covardia de tê-la aprovada o texto simplesmente alegando o fato de se o texto fosse alterado novamente no Senado, a MP voltaria para nova análise da Câmara e dificultaria a aprovação da matéria. Isto porque aperderia a validade no próximo dia 1º de junho caso não fosse aprovada pelo Congresso até a data.


05

JUNHO 2015

FAPESP é totalmente contra as extravagâncias da Câmara dos Deputados! A FAPESP é contra essas extravagâncias da Câmara Federal! Não aceitamos de maneira nenhuma obras faraônicas para benefício dos senhores que acima de tudo devem trabalhar para o POVO! A FAPESP se reuniu com o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha logo após sua posse como presidente da Câmara no início do ano. O senhor Deputado Eduardo Cunha naquele momento mostrou ser contra o governo federal e tomou uma postura independente e se comprometeu a colocar em votação os projetos que beneficiam os aposentados, principalmemte o Pl 4434. Não homenageamos ninguém, mas sim apoiamos a iniciativa que nos favorece. Todo apoio é muito bem vindo! Por isso, na ocasião o Presidente da Fapesp, Antonio Alves da Silva

junto com o Deputado Arnaldo Faria de Sá demonstrou o apoio a iniciativa que nos favorece com uma placa. Para os aposentados conquistarem algum ganho precisamos ter apoio, e a atitude do senhor Presidente no primeiro momento foi de abertura ao diálogo, só assim vamos conseguir que os nossos projetos sejam colocados E APROVADOS. A FAPESP trabalha com o compromisso de lutar e muito para o aposentado! Queremos que o senhor Presidente da Câmara cumpra seus compromissos e a FAPESP IRÁ COBRAR para que exerça seu papel para que foi eleito e coloque em pauta projetos para ajudar o povo e vote o nosso PL 4434/08, esse projeto sim é um projeto FUNDAMENTAL e PRIMORDIAL e não essa palhaçada que estão fazendo! A Câmara aprovou uma mudança na lei que vai permitir que a Casa construa novos prédios, inclusive

um shopping, em parceria com a iniciativa privada. ESTE PROJETO DOS NOVOS PRÉDIOS TERÁ UM CUSTO ESTIMADO DE R$ 1 BILHÃO É MUITA CARA DE PAU EM APROVAR UMA COISA DESSAS!!! Enquanto esse governo sem escrúpulos faz um ajuste fiscal que só tira os direitos do povo o Congresso não poderia terminar sem a palhaçada do ano em manter um item DO INTERESSE DA CÂMARA PORQUE É ISSO QUE ELES FAZEM TRABALHAM PARA ELES MESMOS. Construir um shopping e novas salas para ficarem é uma afronta principalmente aos aposentados, pensionistas e idosos que pagam a conta amarga da incompetência desse governo! QUEREMOS JUSTIÇA! UM BASTA A ESSA PALHAÇADA!

Prorrogada MP que estende política de valorização do salário mínimo até 2019 A Medida Provisória 672/2015, que trata da política de valorização do salário mínimo, teve o prazo de vigência prorrogado. O ato do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, foi publicado no Diário Oficial no dia 19 de maio. A MP mantém a atual regra de reajuste do mínimo até 2019. Pelo método, o aumento é calculado com base na correção da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, mais a variação do produto interno bruto (PIB) de dois anos anteriores. LUTAMOS PARA QUE ESSA MEDIDA SE APLIQUE A TODOS OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS! A proposta foi enviada pelo governo em março e está tramitando na comissão mista, presidida pelo deputado Zé Geraldo (PT-PA). O relator é o senador João Alberto Souza (PMDB-MA). O texto já recebeu 114 emendas. Boa parte delas aplica a regra de

reajuste a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganham acima do salário mínimo. A intenção dos parlamentares é recompor o poder de compra dos beneficiados, dando-lhes um reajuste real, acima da inflação. A medida provisória tem força de lei desde a edição e vigora por 60 dias, prorrogáveis por mais 60. Quando chega ao Congresso, é analisada por uma comissão mista, que pode alterála. Se isso acontecer, passa a tramitar como projeto de lei de conversão. Depois de deixar a comissão mista, ela precisa ser votada pelos Plenários da Câmara e do Senado. Se aprovado, o texto é enviados à presidente da República, que pode sancionar ou vetar total ou parcialmente, caso discorde das alterações. A FAPESP encaminhou ofício para todos os Deputados Federais para que seja RECUSADO o Art. 2º da Medida Provisória Nº 672, que garante que este reajuste seja dado por meio de

DECRETO. “§ 1º Os reajustes para a preservação do poder aquisitivo do salário mínimo corresponderão à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC, calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, acumulada nos doze meses anteriores ao mês do reajuste. Art. 2º Os reajustes e aumentos fixados na forma do art. 1º serão estabelecidos pelo Poder Executivo, por meio de decreto, nos termos desta Medida Provisória.” Por isso, solicitamos que os senhores Deputados votem para a retirada deste artigo, pois o reajuste do salário mínimo deve ser discutido e aprovado pelo Congresso Nacional e NÃO via decreto. Uma medida completamente arbitraria que tira todo poder do Congresso Nacional e uma ação completamente desrespeitosa à democracia brasileira, apresentandonos novamente um Governo que não governa para o seu povo.


06

EXPERIENTES

IDOSOS CONTINUAM SENDO DESPREZADOS PELOS BANCOS A FAPESP DENUNCIA o tratamento desrespeitoso aos idosos em quase todas as agências bancárias e de todas as Instituições inclusive os bancos públicos. Lamentamos que essa prática continue acontecendo e contrariando a carta enviada pela FEBRABAN que pregava que tudo está bem, mas a Lei não está sendo nem um pouco respeitada. Por isso, a FAPESP enviou ofício solicitando um posicionamento URGENTE e que cumpram o Estatuto do Idoso. Os idosos nos denunciam o descaso e o desrespeito que as instituições bancárias continuam fazendo em restringir o uso dos serviços bancários dentro da própria agência. Tornando-os alvos fáceis dos ladrões. Esse descaso está chegando a uma situação insustentável que os idosos terão de chamar a polícia ou entrar com ações na justiça para poder simplesmente pagar suas contas direto no caixa dentro da agência. Esta ação dos bancos é uma prática criminosa em não receber boletos de aposentados, pensionistas e idosos. O correntista ou beneficiário da Previdência Social recebem no banco, porém se a conta for igual ou inferior a

mil reais devem efetuá-la em uma casa lotérica. Essa atitude contraria, os artigos 2, o artigo 3 o caput e inciso I, o artigo 10 caput e o parágrafo 2º e o 3º, o artigo 96 caput e o parágrafo 1º e 2º. O que significa na prática, crime contra o Estatuto do Idoso. Solicitamos que seja decretada a suspensão dessa determinação bancária, que ainda gera a possibilidade do idoso ser assaltado, até mesmo na porta da agência bancária. Aguardamos uma iniciativa para coibir essa prática e estamos abertos para discussão do assunto o mais rápido possível. Também encaminhamos esta denuncia as autoridades: Murilo Portugal Filho – Presidente Febraban; Wilson Roberto Levorato – VicePresidente Febraban ; Carlos Eduardo Gabas – Ministro Da Previdência Social Elizete Belchior – Presidente do INSS; Dulcina F. Golgado Aguiar Superintendente INSS Sudeste 1 - São Paulo ; Banco Central ; Warley Martins Gonçalles – Presidente da Cobap ; Eduardo Cunha – Presidente da Câmara Federal ; Renan Calheiros – Presidente do Senado ; Paulo Paim- Senador ;

Arnaldo Faria de Sá – Deputado Federal ;Antônio Goulart – Deputado Federal e Campos Machado – Deputado Estadual. O Senador Paulo Paim se pronuncia a respeito do descaso dos bancos com os idosos. As autoridades estão nos ouvindo! O senador Paulo Paim proferiu no plenário do senado Federal pronunciamento a respeito do descaso que os bancos têm tratado os aposentados! O trabalho da FAPESP está ganhando voz!! Este caso já ganhou espaço no Jornal Agora São Paulo, e recebemos pronunciamento da FEBRABAN mas não vamos nos cansar porque esta prática continua! Coibir o acesso de cidadãos aos serviços na chamada “boca do caixa” é desumano.

Diálogo é fundamental para uma verdadeira reforma política A Câmara dos Deputados discute por partes a chamada reforma política. Apesar da sua legalidade para realizar uma reforma política a Câmara dos Deputados não tem moral nenhuma para fazer uma discussão dessa importância. Uma verdadeira reforma política começa antes de tudo com DIÁLOGO com a sociedade e entidades representativas da sociedade, estes sim são órgãos que deveriam fazer a reforma. Chamar a sociedade e OUVIR o que há de reivindicações, principalmente os mais experientes como os APOSENTADOS E IDOSOS. Deve-se chamar Entidades como a FAPESP, COBAP, OAB, CNBB, centrai sindicais e outras entidades representativas para saber o que queremos para o nosso Brasil e não uma discussão fechada como acontece. Uma verdadeira vergonha nacional o que vemos! Os deputados fingindo mudar o sistema eleitoral para daqui 4 anos estufar o peito

subir no palanque e dizer eu mudei a política! MENTIRA! TUDO ESTÁ FICANDO A MESMA COISA! A ÚNICA COISA QUE MUDA NESSE PAÍS É IMPOSTO, ESSE SIM SÓ AUMENTA! Eles JAMAIS mudarão alguma lei que os prejudiquem. Não é a toa que o “distritão” onde os candidatos eleitos são aqueles que conseguem o maior número de votos em cada distrito não foi aprovada já que mudaria a eleição de muitos e muitos políticos. Por isso, devemos dar um BASTA! Convocamos todas as Entidades representativas para abraçar a Reforma política e reescrever essa história absurda de mudar algo para eles mesmos. TOMEM VERGONHA NA CARA E TRABALHEM PARA O POVO! Chega dos senhores deputados enriquecerem as nossas custas com mais e mais benefícios. Desta forma é fácil alterar leis! Aprovaram o fim da reeleição para mandatos executivos - presidente da República, governadores e prefeitos.

O texto deverá agora ser votado em segundo turno na Câmara e segue para o Senado. E as Entidades Civis vão ficar fora dessa reforma? Vão continuar com os mandatos a perder de vista? Reforma não se faz assim! Como acreditar nessa reforma absurda vendo a aprovação de Medidas tão arbitrárias à dignidade do povo? VERGONHA! VAMOS NOS UNIR E MUDAR O RUMO DESSA HISTÓRIA!


07

JUNHO 2015

FAPESP na mídia: Planos de saúde em foco A FAPESP está mais uma vez na mídia, dessa vez para tratar de um assunto que atinge todos os aposentados, pensionistas e idosos : o plano de saúde. As grandes empresas de saúde cada vez aumentam os valores dos planos de saúde individual. A Reportagem trata de informar o que acontece quando o trabalhador se aposenta, se pode continuar com o plano de saúde da empresa e qual a situação que o aposentado fica, as margens da sociedade dependendo da saúde pública precária ou gastando boa parte do benefício em planos de saúde particulares. Na reportagem o grande líder dos aposentados e Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva foi entrevistado pelo repórter Paulo Cesar da Rede Novo Tempo, além da participação do Diretor da FAPESP Antero Ferreira Lima, o presidente

da ADMAP Lauro da Silva e Adriana Costa advogada da ADMAP. A reportagem onde o nosso presidente falou da luta da FAPESP por uma vida mais justa e digna aos aposentados e a questão dos planos de saúde durante a aposentadoria foi ao ar durante o jornal da Novo

Tempo e em diversos telejornais da emissora. É a FAPESP na luta e em ação divulgando o nosso grito de basta diante das ações do governo. Confira a reportagem completa em:https://www.youtube.com/ watch?v=q_5ymu3kF7I

FAPESP realiza Plenária de prestação de contas A FAPESP realizou este mês a Plenária de prestação de contas de 2014, onde foram aprovadas. Neste dia, nas considerações finais os dirigentes puderam discutir outros assuntos como as Medidas injustas do governo. No final, aconteceu uma celebração do tesoureiro da FAPESP e Presidente da UAPO, União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco, Octaviano Pereira, com direito a parabéns e muita alegria! Agradecemos a dedicação e comprometimento com tantos anos de luta junto com a FAPESP! No dia da Plenária foi apresentado o vídeo da Comissão de Imprensa feito pela APEVO. O vídeo mostrava os Dirigentes num programa da APEVO destacando a importancia de divulgar o movimento via internet e vídeo. PARABÉNS PELO EXCELENTE TRABALHO! FAPESP EM AÇÃO

O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva este mês se reuniu com Manoel Messias da Silva, Presidente do Sicoob Central Cecresp São Paulo e Cláudio Pelissari Júnior,

responsável pela Gerência de Desenvolvimento e Negócios. Na mesma semana, o Presidente da Fapesp se reuniu junto com a COBAP e SINDINAPI onde

foi oficializada uma parceria nacional para união de forças entre COBAP e SINDINAPI. Essa parceria visa trazer mais força ao movimento, com ações conjuntas.

Aniversariantes de Junho! 12/06 – Assoc. dos Trabalhadores Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas De Piracicaba 13/06 – União dos Aposentados dos Transportes de São Paulo 13/06 – Assoc.dos Aposentados e Pensionistas de Penápolis 13/06 – Assoc. dos Trabalhadores Têxteis Aposentados de São Paulo 20/06 – Assoc. dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Novo Horizonte 21/06 – Assoc. dos Aposentados e Pensionistas do Embu 22/06 – Assoc. dos Aposentados e Pensionistas da Sabesp 23/06 –Msindicato dos Trabalhadores da Universidade de Campinas – Stu 25/06 - Assoc.dos Aposentados e Pensionistas de Cachoeira Paulista


ENTIDADES FILIADAS NA FAPESP ASSAP – Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos Federal Unidade São Bernardo do Campo (11) 2381-5487/ Unidade Ribeirão Preto (16) 3234-7869 / (16) 3234-7583/ Unidade Itaquera (11) 2639-1786 www.assapadm.com.br/fale-conosco

União dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (11) 3255-0138 Associação dos Aposentados e Pensionistas de Catanduva (17) 3523-1148 associacaocatanduva@bol.com.br

ABRASPAP. Associação De Aposentados e Pensionistas e Servidores Públicos Matriz (11)3473-6241 / Unidade Oeste (11)2639-5075 http://www.abraspap.com.br/contato.php

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Matão e Região (16) 3384-1139 aapmr@uol.com.br

SINDAPFER | Sindicato dos Aposentados, Pensionistas, Ferroviários e demais Categorias do Estado de São Paulo (11) 3229-8295 / 3228-0271 sindap@bighost.com.br

SINTAEMA – Sindicato dos Trabalhadores de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo – Política Social (11) 3329-2500 / 3329-2537 aposentados.sintaema@terra.com.br

UAPO | União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco Fone:3682-9895 / 99478-2781 uapo@terra.com.br Associação dos Trabalhadores Aposentados nas Indústrias Químicas do ABCD (11) 4433-5835 / 4432-3624 aposentados@quimicosabc.org.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Mauá (11) 4513-2271 / apmaua@yahoo.com.br Associação dos Trabalhadores têxteis Aposentados de São Paulo (11) 3313-4011 / 3313-3679 texteis@uol.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas da SABESP (11) 3372-1000 / Fax:3372-1009 aapsabesp@uol.com.br Associação dos Aposentados Idosos de São Carlos e Região (16) 3411-2189 apaisc.sc@gmail.com Associação dos Aposentados e Pensionistas de Araraquara (16) 3335-2452 / (16) 8173-4645 assoc.apa@bol.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Sorocaba (15) 3211-3554 / 3233-4867 / (15) 98837-1943 Apenso.so@gmail.com ADMAP – Associação Democrática dos Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos e Região (12) 3922-1341 / 3923-8298 admapsjc@ig.com.br

Associação dos Aposentados de Taquaritinga (16) 3253-7253 associacao.aposentados-pensionistas@hotmail.com Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas da Região do Grande ABCDMRPRGS (11) 4435-4702 / 4427-8977 secretaria@associacaoabc.com.br; atapaabc@gmail.com Associação dos Pensionistas Aposentados de Itanhaém (13) 3422-2114 apaire@terra.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Presidente Epitácio (18) 3281-1233 aappesaopaulo@yahoo.com.br União dos Aposentados e Pensionistas de Embu e Região (11) 4782-1541 jair.to.le.do@hotmail.com União dos Aposentados, Pensionistas de Guarulhos (11) 2087-7788 uniaoapo@outlook.com Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ribeirão Preto (16) 3636-6914 / 3612-7852 aapirt@yahoo.com.br Associação Regional dos Aposentados e Pensionistas de São José do Rio Preto (17) 3235-3688 arapriopreto@gmail.com; arapriopreto@outlook.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Mogi das Cruzes (11) 4727-5157 uapemc1@hotmail.com

Sindicato de Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de Bauru, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso (14) 3223-6642 / 3223-6532 sinferrobru@uol.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí e Região (11) 4583-1190 / 4583-1193 / 4583-1195 aapjr@terra.com.br aapjr@aapjr.org.br

Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Monte Alto e Região (16) 3242-6925 aposentadosmontealto@gmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Salto (11) 4028-0112 / 4029-8639 lojadojorge@gmail.com

FENIX – Movimento dos Trabalhadores Aposent. e Pensionistas de São Paulo (11) 3258-6514 / 3231-2726 fenixassociacao@terra.com.br ; fenixaapsp@terra.com. br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Piracicaba e Região – “Eclética” (19) 3447-3447/ (19) 3447-3440 aposentadospira@terra.com.br União dos Aposentados e Pensionistas de Transporte Coletivo de São Paulo (11) 2921-5747 / 2976-7492 uniaodosaposentados@terra.com.br Departamento de Aposentados e Assuntos de Aposentadoria STU – Sindicato dos Trabalhadores da UNICAMP (19) 3289-4242 / (19) 3289-3502 secretaria@stu.org.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Várzea Paulista (11) 4606-2414 aapiclp@hotmail.com Associação dos Aposentados de Campo Limpo Paulista (11) 4039-4109 duarteaapi@hotmail.com Associação dos Aposentados de Caraguatatuba (12) 3883-2418 / 3883-2174 caragua.aapc@gmail.com Associação dos Aposentados e Pensionistas da Região de Garça (14) 3471-1188 aaprg@spacnet.com.br APEVO- Associação dos Aposentados e Pensionistas de Votorantim e Região (15) 3243-2410 comunicação@apevo.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Penápolis (18) 3652-8555 aposentadospenapolis@terra.com.br AAPIBAN - Subsede em Andradina – Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Birigui, Andradina e Região (18) 3721-1061 AAPINHOR – Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Novo Horizonte e Região (17) 3542-4127 aapinhor@gmail.com AAPV – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Valinhos (19) 3849 -2656 / 3871-0092 aapv@ig.com.br SAAP – Secretária de Assuntos de Aposentados e Pensionistas – SINTIUS – SANTOS (13) 3226-3205 /3226-3215 silviosivoca@hotmail.com AAPJR – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jaú e Região ass.aposentados@uol.com.br / www.aapjau.com.br Associação dos Trabalhadores Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas de Piracicaba (19) 3433-9845 assaposent@terra.com.br AAPIBAN - Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Birigui e Alta Noroeste (18) 3641-2701 aapiban@outlook.com / www.aapiban.org.br ARAPS - Associação Regional dos Aposentados Pensionistas pela Previdência Social Rio Claro (19) 3533-8787 arapsrioclaro@uol.com.br Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos e Lençóis Paulista (14) 3264-1393 aposentadoslencois@gmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Araras (19) 3541-8068 aapas@terra.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Porto Ferreira (19) 3585-6600 aappferreira@hotmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas do Setor da Alimentação de Catanduva e Região (17) 3521-3440 aapsacr@hotmail.com

Associação dos Metalúrgicos Aposentados de Sorocaba e Região (15) 3031-4271 / 3031-2459 amasosor@yahoo.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos (12) 3942-2930 contato@aapsjc.com.br

Associação Eclética de Aposentados e Pensionistas de Mogi Guaçu (19) 3841-8841 / 3861-7755 a.ecletica@ig.com.br

Profile for Vinicius Moretto

Jornal Experientes 16 Edição  

Jornal Experientes 16 Edição

Jornal Experientes 16 Edição  

Jornal Experientes 16 Edição

Advertisement