Page 1

a t s i v e R Nossa

Sushi ria Aprenda a fazer a igua oriental - 6


OBESIDADE Revista realizada para a avaliação de “Introdução a Fotografia” pelos alunos de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade) da faculdade UNISUAM, Orientados pelo Professor Altayr Derossi. Todas as fotos e textos aqui incluidos foram produzidos pelo grupo abaixo citado.

Esta revista de gastronomia foi um grande desafio profissional, por ser uma pauta completamente nova. Eu e nenhum dos meus colaboradores nunca tínhamos trabalhado com gastronomia antes, e após fechar essa edição vimos que perdemos muito por não termos prestado atenção nessa tema tão rico e acessível.

Tentamos não transformar essa revista numa simples revista de receitas culinárias, mas, não a fizemos como uma Alan Patacho - 07200745 revista de alta gastronomia. Na nossa Bruno Brandão - 12102671 falta de experiência tentamos abraçar Felipe Frazão - 12101187 o mundo, mesclando as duas coisas e disponibilizando um conteúdo final inMarco Francisco - 12101928 teressante e instrutivo. Visamos outros Vinícius Melo – 12201614 olhares sobre o mundo gastronômico Agradecemos a todos que colab- que pudessem acrescentar algo novo a oraram para o fechamento dessa vida do leitor. edição, seja com a permissão para Espero que você que está agora lenas fotos, com a contribuição aos textos ou a cessão do uso de ima- do essas página se sinta tão, ou mais, feliz quanto eu e minha equipe que gem. durante esses três meses trabalhamos arduamente para trazer pra vocês os Tiragem: 1 Exemplar melhores assuntos referentes ao munLançamento: 28/11/2012 do culinário!

denomina-se obesidade uma enfermidade caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, associada a problemas de saúde, ou seja, que traz prejuízos à saúde do indivíduo. A pessoa obesa apresenta um risco bem maior de desenvolver hipertensão arterial, diabetes, problemas nos ossos e nas articulações, podendo chegar a quadros mais

Recomendados

Atenciosamente Vinícius Melo

2

3

avançados de infarto ou derrames. A perda de peso saudável é um processo gradativo, que implica em mudanças importantes no estilo de vida da pessoa, como hábitos alimentares, compras de alimentos, cuidados com o corpo e saúde. Por isso, é fundamental que este processo se dê com acompanhamento de profissionais da saúde.

Evitar


tecnológica, fazem da Gastronomia uma carreira em franca expansão em todas as regiões do País. O mercado de trabalho também tem acompanhado este crescimento se mantendo aquecido pela necessidade de oferecer à sociedade, profissionais especializados para o setor. Atualmente, o setor gastronômico vem ganhando cada vez mais espaço na mídia, valorizando e formando uma cultura dos alimentos, sua apresentação e degustação. O curso de gastronomia da UNISUAM foi eleito o melhor curso do Estado no último relatório do INEP/ MEC. Com duração de dois anos e meio, o curso funciona na Unidade Bonsucesso (Av. Paris 72), nos turnos manhã e noite, e conta com ampla infraestrutura equipada com tecnologia de ponta, como cozinha experimental, laboratório de gastronomia, bibliotecas informatizadas e salas de estudo. O primeiro período do curso é o de embasamento, quando os alunos receberão a maior parte da teoria. Os semestres seguintes dão maior ênfase à prática. Além de detalhar todos os tipos de cozinha regional do Brasil, o curso destaca as principais cozinhas internacionais. Uma das que tem destaque é a culinária da América do Sul, que vem ganhando espaço

4

5

em todo o mundo. “Nosso curso tem o ensino baseado na prática, com mais de 70% das aulas em laboratórios e cozinhas experimentais. O aluno realmente aprende fazendo. É um curso voltado para a inserção imediata no mercado de trabalho, o que resulta em alta taxa de empregabilidade entre os alunos”, afirma Luís Felipe Fonseca Reis, Diretor de Graduação da UNISUAM. O curso também capacita os alunos a gerirem seu próprio negócio. “Eles não precisam ser empregados. Podem ter seu próprio restaurante”, avisa a coordenadora Giselle Santos de Oliveira Reis. Outro mercado onde os gastrônomos podem atuar é a de consultoria para a montagem de restaurantes. “Há empresários que têm dinheiro para investir, mas não entendem do ramo. Aí contratam consultores para prestar assessoria”,sugere.


SUSHI

Como surge um sushiman? Técnica de conservação de peixes acabou por se tornar a primeira fast food do mundo, com a data de invenção desconhecida e origem difusa o sushi é o tema de hoje aqui na “Nossa Revista.. Sushi, que significa “Peixe conservado” ou “Peixe fermentado em arroz e sal”, tem sua origem duvidosa. Ainda não se sabe se apareceu no Japão com a introdução do cultivo de arroz ou se foi introduzido por sacerdotes budistas que voltaram da china depois de estudos.

A díficil formação de um mestre do sushi é quase comparável a formação de um mestre de artes marciais. Tirando a parte fisica, o treino intenso,a rotina exaustiva, a dedicação total e o tempo que se leva para chegar lá são totalmente comparáveis. O jovem começa como aprendiz por volta dos 15 anos e suas funções se limitam a acompanhar o chef até o mercado de peixes e carregar as suas sacolas, quando voltam ao sushi-bar é hora de limpar o peixe e começar as entregas pela cidade, recolher pratos sujos e lavar a louça. Chegar perto do peixe cortado ou do balcão em que o sushi era prepado nem pensar! Depois de aprendiz, o jovem chega a wakiita, essa ”promoção” só se dá depois de aproximadamente 10 anos de trabalho duro como aprendiz, o wakiita é o auxiliar de balcão, e nessa área ele já pode preparar os cortes do peixe ou enrolar o sushi, sempre a mando do chef. Eis que anos depois, o jovem wakiita se torna o itamae, ou seja, o chef propriamente dito. É claro que a formação dele não termina nesse estágio, como chef novo é sua responsabilidade conquistar a própria clientela, o que todos sabem não é tarefa fácil pra ninguem!

O que se sabe da história do sushi é que elefoi a primeira fast food conhecida pelo homem. Seu criador Yohei Hanaya o criou ao abrir em Edo (antigo nome da capital de Tóquio) uma barraca e começar a vender os nigiri zushi para os apressados moradores da região. O nigiri zushi é uma comida rápida por ser feita com as mãos, diferente dos antigos sushis comprimidos que podiam passar até um ano em fermentação antes de ser servido. Atualmente o sushi é vendido em lojas especializadas em diversos locais, sendo comprado até congelado ou industrializado. Mas a Revista de Gastronomia vai ensinar a você a fazer seu próprio sushi, no caso um Hoso maki zushi (ou makimoto), fresquinho e natural.

6

7


Como fazer o SUSHI? A receita vai ser divida em três etapas etapas, a primeira é a preparação do local em que o sushi vai ser preparado, assim como a preparação dos utensílios necessários e dos que mais for preciso para a montagem dos sushis. A segunda etapa é a do pré preparo do sushi, etapa essa em que vamos preparar os diversos itens que vão compor o sushi propriamente dito, como os pedaços de peixe e o arroz. A terceira e ultima etapa é a da montagem do sushi, com dicas e truques para tornar essa etapa mais tranquila para você que não possui anos de treinamento em confecção de sushis.

Primeira Etapa - Preparação Utensílios que vamos utilizar: - Faca sem serra afiada - Esteira de bambu (encontrada em qualquer loja de artigos culinários) - Potinhos com água (pelo menos dois) - Filme plástico PVC - Tábua de carne - Bandeja para armazenar os sushis já cortados Iremos preparar o nosso ambiente de preparo da seguinte forma, com o Plástico PVC iremos enrolar a esteirinha de bambu de forma que ela fique totalmente coberta com o PVC, esse procedimento serve para manter a higiene do preparo. Os potinhos com água serão necessários na hora de enrolar e cortar os sushis, por isso eles devem ficar em locais de fácil acesso, porém, cuidado para não derrubá-los, uma vez que há ingredientes sensíveis a água na receita, e um descuido pode ser “fatal” A tábua de carne nos ajudará a cortar e arrumar os sushis, por isso ela deve estar limpa e seca, é recomendável que ela esteja perto da esteira para que os sushis possam ser cortados assim que sairem dela.

8

Segunda Etapa - Pré Preparo O sushi é composto por quatro partes principais, o arroz, o peixe, as ervas e a alga que o enrola, nessa etapa iremos preparar essas partes principais para que na próxima nos preucupemos somente com a montagem.

Arroz Ingredientes: Arroz Japones – 300gramas (aproximadamente uma xicara e meia de chá) Água – 330ml (Aproximadamente 1 ¾ xícaras de chá) Vinagre de Arroz Japones – 4 colheres de Sopa Açucar – 2 colheres de sopa Sal – ½ colher de chá Mirin – 3 colheres de sopa (mirin é um vinho de arroz japonês, também conhecido como saquê alimenticio. Procurar em lojas especializadas ou grandes supermercados) Modo de preparo: 1 - Lave bem o arroz numa peneira fina até que a água fique bem clara, depois disso deixe o arroz descansar por aproximadamente 30 minutos 2 – Coloque o arroz junto com a água numa panela e em fogo médio deixe ferver por aproximandamente 5 minutos. evite abrir a tampa nesse meio tempo e ajuste o fogo para evitar que a água ferva demais. 3 – Diminua totalmente o fogo e cozinhe por aproximadamente 10 minutos, retire do fogo e deixa descansar por mais 10 minutos. Só depois disso que você pode abrir a tampa. Reserve. 4 – Numa outra panela (pode ser uma leitera) misture o vinagre, o açucar, o sal e o mirin e mexa em fogo médio até esquentar, mas tome cuidado para retirá-lo antes de ferver. 5 – Misture com as mãos o arroz que estava reservado com o molho num outro recipiente.

9


Terceira etapa - Montagem

O Peixe

Ingredientes:

Ingredientes: Filé de salmão fresco - 400g

Nori – 1 pacote (a tradicional alga alimenticia japonesa)

Modo de preparo: 1 – Tirar a pele com uma faca bem afiada, para isso faça um corte entre a pele e a carne e venha puxando a pele, usando a faca como auxilio. 2 – com uma pinça, retire as espinhas com cuidado para não desmanchar o filé. 3 – corte o salmão em filetes da espessura de um dedo aproximadamente

Complementos Ingredientes: Cebolinha – 1 Ramo Gergelim – 2 colheres de sopa Cream cheeshe – 1 Pote pequeno

Modo de preparo: 1 – Coloque 1 pedaço de nori por cima da esteira de bambu. 2 – Pegue uma mão cheia de arroz e espalhe por metade da nori, preste atenção, os cantos da nori que tem arroz devem estar totalmente cobertos, senão ficam moles e desmancham na hora de cortar. 3 – Centralize o filé de salmão e e adicione uma pequena camada de cream cheese por cima. Coloque uma porção de cebolinha e de gergelim também. 4 – Vire a esteira de modo que a ponta da nori vá para baixo do recheio, depois disso aperte a esteira para fixar melhor o arroz na alga. 5 – Molhe a ponta oposta da nori e termine de enrolar. 6 – Pegue uma faca afiada e molhe levemente o fio da lâmina, para que não grude no arroz na hora de cortar. Repita esse procedimento sempre que for cortar um rolinho. 7 – Corte o rolinho em pequenas rodelinhas da espessura de 1 dedo mais ou menos. Cada rolinho rende 8 ou 9 rodelinhas. 9 – Sirva com uma cambuca de Shoyo e Wasabi (separados).

Modo de preparo: 1 – Corte a cebolinha em pequenos pedaços 2 –Trre o gergelim em frigideira anti aderente 3 – Deixe o cream cheese no congelador por tempo o suficiente para ele endurecer, mas não o deixe congelar, ele só precisa estar numa consistência mais rigida para não atrapalhar na hora de montar o sushi

10

11


AÇAÍ O Açaí é uma fruta típica da tou que houve aumento do bom região Amazônica, mas atual- colesterol e isto se deve ao corante mente está sendo cultivado em do açaí, a antocianina, presente outras regiões do Brasil. Na também nas uvas. Mas, região amazônica esta fruta para se ter uma ideia, um é consumida com farinha de litro de açaí tem 33 vezes mandioca, tapioca ou açúmais antocianina do que car. um litro de vinho tinto, lembrando que seu consumo No Rio de Janeiro e em deve ser moderado. Fortaleza, ele vem batido com xarope de guaraná e Esta fruta tem vários benefífaz sucesso nas lanchocios, possui uma alta capacinetes. Mas na região dade antioxidante prevenindo Norte o açaí é uma redoenças cardiovasculares, envelfeição. hecimento precoce, ajuda a combater a formação de placas de gorFoi realizado um estudo dura nas artérias, aparecimento de na Universidade Federal do Pará celulites, acne, reforça as defesas que investigaram durante do sistema imunológico e ainda 11 anos os hábitos dos atua na prevenção contra o câncer. moradores da cidade de Igarapé-Miri, conhecida O açaí é rico em fibras, melhocomo “capital mundial rando o funcionamento do intestido açaí”. no, é ótimo para fornecer energia e aumentar a vitalidade e disposição. Foram realizados exames Rico em vitamina E, tem mais proclínicos e de sangue em mais de teína do que o leite e o ovo, possui mil pessoas que consomem regu- alto teor de potássio, cálcio, fóslarmente açaí e também nas que foro e polifenóis. não consomem. O estudo consta-

12

Mas, para que haja o benefício íntegro da fruta é necessário a diminuição dos adicionais porque eles não acrescentam benefícios e sim malefícios como altas quantidades calóricas, grande quantidade de açúcar que faz com que haja conversão rapidamente tem gordura, prejudicam a absorção de vitaminas e minerais, atrapalham o controle da glicemia e outros. Ou seja, o que engorda, não é o açaí, e sim a forma de consumo!

Açaí na tigela - 400 gr de açaí - 2 unidade(s) de banana

Ingredientes: - 60 gr de granola - 5 colheres de sopa de xarope de guaraná Sirva em uma tigela ou copo e polvilhe a granola. Dica: a banana pode ser substituída por outras frutas, como por exemplo, mamão papaya e abacate.

Leve todos os ingredientes ao liquidificador . Bata até formar um creme homogêneo

13


Bolos Decorativos estamos falando do BOLO. O doce mais desejado de uma festa: casamentos, quinze anos, bodas, chá de bebê etc. Para qualquer festinha ele sempre vem. Porque festa sem bolo não é festa.

Todas as festas tem um convidado muito espacial, que sempre rouba a atenção de todos. Ele sempre está sobre a mesa e todos o querem provar. Muitas fotos são envolta dele. Ele é sempre diferente para cada tipo de festa. Já sabe quem veio para nossa matéria? É claro que

Então, nesse editorial a nossa revista, trouxe algumas fotos de alguns bolos para inspirar você na sua próxima festinha.

14

Festas infantis

Casamentos

Quinze Anos

15


Nossa revista - 1  

Trabalho de introdução a fotografia