Page 1


.portfólio 04 / CURRICULO 06 / DESIGN GRÁFICO 10 / MOBILIÁRIO 12/ ARQUITETURA

2 | VINICIUS MARIN


PORTFÓLIO_2018 | 3


1

2

4 | VINICIUS MARIN


3

.design gráfico 1. Convite de Casamento, feito em 2017. 2. Convite para um Chá de Bebê, feito em 2018. 3. Carta de Vinhos para o Restaurante Espaço Tambipu, feito em 2018.

PORTFÓLIO_2018 | 5


6 | VINICIUS MARIN


.design gráfico

A Sunflower foi uma esmalteria situada na Vila Madalena, em São Paulo, que funcionou por pouco tempo sobre a gestão de Ingrid do Espírito Santo. A marca recebe este nome pela sua localização: na Rua Girassol. O desejo da cliente era de que a marca transmitisse jovialidade, seguindo um pouco a linha visual dos comércios da região. Decidiu-se então, à partir daí, criar um logotipo estilo “badge” partindo da silueta de um girassol. Para a paleta de cores, pediu-se que fosse pensado em algo feminino, jovem e de tons frios, resultando em um degradê que vai do azul ao roxo.

PORTFÓLIO_2018 | 7


.mobiliário

Uma das peças do projeto de mobiliário urbano entitulado “Série Voronoi”, que tem como principal característica o uso do diagrama de decomposição geométrica que leva o nome da série. O desenho da lixeira surge como um invólucro para o recipiente; São fechamentos metálicos vazados que recebem uma superfície de acrílico para seguir a tipologia da família do mobiliário; Por fim, pensou-se num mostrador para indicar a finalidade do recipiente: orgânico ou reciclado; Essa diferenciação também ocorre na coloração do recipiente, que segue os padrões da coleta seletiva

8 | VINICIUS MARIN


PORTFÓLIO_2018 | 9


.arquitetura O TERRENO / Localizado no cume de um morro no bairro da Cidade dos Bandeirantes, o terreno de aproximadamente 50x60 abriga atualmente uma quadra de futebol inserida sob um grande platô. As ruas que dão acesso ao lote são no mínimo peculiares; De um lado, a Rua Antônio de Almeida Naves - sem saída - se vê cercada de muros de conjuntos residenciais; Do outro, a Rua Moisés Martins Silveira também não difere em termos morfológicos; Ao sul, a condição de platô nos devolve um vale com mais de 30 metros de desnível que, se não fosse pelo percurso bosqueado, serviria de mirante para a parte baixa do bairro; Ao Norte temos este que talvez seja o único elemento aberto à cidade: uma praça. O PARTIDO / Assim como a Praça Mario Perussi se esforça para manter os laços com a cidade, a CEI Butantã busca um relacionamento com o entorno muito além dos muros que à cercam; A escola foi pensada também como um equipamento que pudesse ser aberto à comunidade aos finais de semana afim de expandir sua função social. O edifício se organiza à partir de um eixo que liga as duas ruas; Para cada extremidade do eixo foi pensada uma praça que também serve de acolhimento para os pais que vem buscar seus filhos ao fim do dia; Na parte de dentro da escola, o eixo divide espaço com um grande vazio: o campinho de futebol que a acolheu, o coração do edifício, o já conhecido lazer da comunidade.

10 | VINICIUS MARIN


PORTFÓLIO_2018 | 11


12 | VINICIUS MARIN


PORTFÓLIO_2018 | 13


14 | VINICIUS MARIN


A SALA DE ATIVIDADES é o principal ambiente da escola. O layout segue o modelo tradicional de uma CEI: as crianças são dispostas em mesas adaptadas que acomodam 4 alunos cada; Cada sala tem a capacidade máxima de 22 alunos, somando 176 ao todo. Além disso, as salas de atividades também contam banheiros e um solário compartilhado. O SOLÁRIO é uma área contígua à Sala de Atividades destinada a práticas pedagógicas ao ar livre, com possibilidade de integração entre turmas conforme a intenção dos educadores. O EIXO é a área interna da escola que liga as duas praças externas do edifício; Durante a semana o eixo abriga o pátio coberto e o refeitório; Já nos finais de semana, período onde o edifício fica aberto à comunidade, serve de extensão das praças. Essa fluidez funcional também acontece no vazio central do edifício, alternando entre pátio descoberto e campinho de futebol conforme o dia.

PORTFÓLIO_2018 | 15


.arquitetura O CENTRO CULTURAL LAGUNA é o projeto de um equipamento cultural localizado na Rua Laguna produto de em um terreno residual da Operação Urbana Água Espraiada; O entorno denuncia uma mudança futura: hoje, sobrados residenciais, galpões vagos e resquícios do que ora foi uma zona de escoamento industrial, todos de gabarito baixo; No futuro, com o contexto da Operação Urbana e a anunciada verticalização desse Eixo de Estruturação Urbana (Rua Laguna), esperamos que o Centro Cultural componha o futuro entorno e dialogue com os demais edifícios.

16 | VINICIUS MARIN


PORTFÓLIO_2018 | 17


18 | VINICIUS MARIN


.obrigado! POR VINICÍUS MARIN

PORTFÓLIO_2018 | 19


20 | VINICIUS MARIN

Portfólio + Curriculo  
Portfólio + Curriculo  
Advertisement