Page 1

Ac ad em ia ............................42 / 43 Ac u p u nt u r a ................................44 Angio lo gia ..................................44 Car d io lo gia ..........................44 / 45 Clí nic a .................................45 / 47 Clí nic a Ger al ...............................47 Clí nic a Mé d ic a ............................47 Diagnóstico por Imagem .............48 End o c r ino lo gia ...........................48 Enf er m agem Do m ic iliar ..............48 Espaço Terapêutico .....................48 Estética................................48 / 49 Far m á c ia..............................49 / 50 Fisio t er ap ia .........................50 / 51 Fisio t er ap ia Do m ic iliar ................51 Fo no au d io lo gia...........................51 Gast r o ent er o lo gia ......................51 Ger iat r ia .....................................51 Ginec o lo gia ................................52 Lab o r at ó r io ................................52 Med it aç ã o ..................................52 Nu t r iç ã o .....................................52 Od o nt o lo gia ........................52 / 58 Oftalmologia .......................58 / 60 Ot o r r ino lar ingo lo gia ............60 / 61 Ped iat r ia..............................61 / 62 Pilat es ........................................62 Plano s d e Saú d e .........................62 Po d o lo gia ...................................63 Psic aná lise ..................................63 Psic o lo gia ............................63 / 65 Psic o p ed ago gia...........................65 Psic o t er ap ia................................65 Psiq u iat r ia ...........................65 / 66 Ter ap ia .......................................66 Ter ap ia Oc u p ac io nal ...................66 Ur o lo gia .....................................66

Ro t eir o Gast r o nô m ic o d a Regiã o 67 Aç o u gu e .....................................68 Alim ent o s ...................................68 Cu liná r ia Mex ic ana .....................68 Cu liná r ia Or ient al ................68 / 69 Delic at essen ...............................69

Do c es & Salgad o s .......................69 Hortifruti ....................................69 Lanc h es ...............................69 / 70 Pic o lé .........................................70 Pizzar ias ..............................70 / 72 Rest au r ant es ..............................72

Alu gu el d e Br inq u ed o s ...............73 Alu gu el d e Mat er ial .............73 / 74 Alu gu el d e Mó v eis ......................74 Alu gu el d e Ro u p as ......................74 Beb id as ......................................74 Bo lo s & To r t as ............................74 Buffet .........................................75 Buffet de Roskas .........................75 DJ ´ s .....................................75 / 76 Do c es .........................................76 Do c es & Salgad o s .......................76 Esp aç o s p ar a Ev ent o s...........76 / 77 Gar ç o ns ......................................77 Ger ad o r es ..................................77 Mesas & Cad eir as .......................77

Cu r so s ........................................78 Esc o la ..................................78 / 79 Esp o r t es .....................................79 Id io m as ...............................79 / 80 Mú sic a .......................................81 Ref o r ç o Esc o lar ...........................81

Ar q u it et u r a.................................82 Co nst r u ç ã o & Ref o r m a ........82 / 84 Cortinas ...............................85 / 86 Dec o r aç ã o ..................................86 Div isó r ias ...................................86 Elet r ic ist a ...................................86 Engenh ar ia .................................86 Est o f ad o s.............................86 / 87

Fo r r o s .........................................87 H o r t o ..........................................87 J ar d inagem & Paisagism o ...........87 Mad eir a Tr at ad a ..................87 / 88 Mad eir eir a .................................88 Má r m o r es & Gr anit o s .................88 Mat er ial d e Co nst r u ç ã o ..............89 Mó v eis Planej ad o s ..............89 / 90 Pelí c u las .....................................90 Per sianas ....................................90 Po r t õ es.......................................91 Red es .........................................91 Red es d e Pr o t eç ã o ......................91 Segu r anç a Elet r ô nic a ...........91 / 92 Ser v iç o s ...............................92 / 93 Ser v iç o s Ger ais ...........................93 Telas Mo sq u it eir as ......................93 To ld o s..................................93 / 94 Vid r aç ar ia ...................................95

Ad m inist r aç ã o d e Co nd o m í nio s ..96 Ad v o c ac ia ...................................96 Águ a...........................................96 Alu gu el d e Cam p o ......................97 Alu gu el d e Má q u inas ..................97 And aim es ...................................97 Ant enas ......................................97 Ar Co nd ic io nad o ..................97 / 98 Assist ê nc ia Té c nic a ............98 / 100 Car r et o s ................................... 100

Celu lar es ..................................100 Ch av eir o s .................................100 Co nt ab ilid ad e ...........................100 Desinsetização.................100 / 102 Em b alagens ..............................102 Ent u lh o s & Po d as ............102 / 103 Est o f ad o s..................................103 Fo gõ es ......................................104 Gá s ........................................... 104 Ger ad o r es ................................104 Gráfica......................................104 Informática......................104 / 105 Lim p a Fo ssa .....................105 / 106 Mo ld u r as ..................................106 Mó v eis p ar a Esc r it ó r io s ............106 Mu d anç as.................................106 Óticas .......................................107 Pet Sh o p ...................................107 Po ç o s........................................107 Segu r o s ....................................107 Sex Sh o p ...................................107 Tá x i........................................... 107 Tr ansp o r t es ..............................107 Vet er iná r io s ..............................108

Ser v iç o s ........................... 109 / 111

Im o b iliá r ias & Co r r et o r es 112 / 113

COMUNICADO AO MERCADO ANUNCIANTE Reit er am o s ao o p agam ent o ser ef et u ad o r ia, c o m b o let c ir c u nst â nc ia,

s no sso s c lient es anu nc iant es q u e d a p u b lic aç ã o d e anú nc io s d ev e ex c lu siv am ent e na r ed e b anc á o . Nã o r ec eb em o s, em q u alq u er p agam ent o s na sed e d a r ev ist a.

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 41


ACADEMIA

!

IT O R H I E O T EC IN R

A SE

VENH

O N A O

l s planos Anua Conheça nosso ito recorrente. Déb e Semestral em lmente

o mensa O valor será cobrad

do Não utiliza o limite

cartão de crédito.

71.3508-8742

Av. Praia de Itapuã, 805 - Villaverde Street Mall Vilas do Atlântico - Lauro de Freitas - BA www.ecohit.com.br

@EcoHit

EcoHit

ACADEMIA

ACADEMIA

42 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

ACADEMIA


ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 43


ACUPUNTURA

ACUPUNTURA

ACUPUNTURA

ANGIOLOGIA

CARDIOLOGIA

44 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


CARDIOLOGIA

CLÍ NICA

CARDIOLOGIA

CLÍ NICA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 45


CLÍ NICA

CLÍ NICA

CLÍ NICA

CLÍ NICA

46 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


CLÍ NICA

CLÍ NICA GERAL

CLÍ NICA MÉ DICA

CLÍ NICA MÉ DICA

CLÍ NICA MÉ DICA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 47


DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

ENDOCRINOLOGIA

ENFERMAGEM DOMICILIAR

ESPAÇO TERAPÊ UTICO

ESTÉ TICA

48 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


ESTÉ TICA

ESTÉ TICA

ESTÉ TICA

ESTÉ TICA

FARMÁCIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 49


FARMÁCIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

50 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIO. DOMICILIAR

Reabilitação Pós-cirúrgico Geriatria Pilates Drenagem Linfática (71) 98221-7549 Mônica Assumpção

FISIOTERAPIA DOMICILIAR

FONOAUDIOLOGIA



CRFa 4-8202 FONOAUDIÓLOGA Doutora em Medicina e Saúde

(71) 99989-7627 Av. Luís Tarquínio, 2580. Vilas Trade Center , BI 4, sala 405.

GASTROENTEROLOGIA

Center,

GERIATRIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 51


AF_LBA 0054-16 ANòNCIO COLETA VILAS MAGAZINE - SABIN--8,8x8,4cm.pdf

LABORATÓRIO

GINECOLOGIA

Ginecologia e Obstetrícia Atendimento particular e convênios

Shopping Estrada do Coco, Sl. 423 Tel. 71 3026-3831 / 3024-2658 E-mail: atendimento@clinicafeminita.com.br

www.clinicafeminita.com.br /feminitasaudedamulher

/clinicafeminita

Diretor técnico: Dr. Robert Pedrosa CRM-BA 12639

LABORATÓRIO

MEDITAÇÃO

NUTRIÇÃO

NUTRIÇÃO

NUTRIÇÃO

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

52 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

ODONTOLOGIA

1

1


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Odontologia infantil em ambiente Lúdico com atendimento realizado por profissional Mestre em Odontopediatria com mais de 10 anos de experiência! Atendimento: Segunda à Sexta: 9 às 18hs Sábado 8 às 12hs

3026-7221 99964-5098

Av. Praia de Itapuã, Qd. 5, Lt. 6, Loja 1 - Vilas do Atlântico fadinhadodentevilas@gmail.com Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 53


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

54 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 55


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Bradesco - Oprev - Amil - Outros

Petrobrรกs

ODONTOLOGIA

56 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 57


ODONTOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

58 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 59


OFTALMOLOGIA

OTORRINO

OTORRINO

60 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


OTORRINO

OTORRINO

PEDIATRIA

PEDIATRIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 61


PEDIATRIA

PILATES

PLANOS DE SAÚDE

62 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


PODOLOGIA

De Seg. à Sáb. das 9:00 às 18:00h

bluefeetpodologia@gmail.com

Av. Luiz Tarquínio - Lauro de Freitas Estacionamento

PODOLOGIA

PSICANÁLISE

PSICANÁLISE

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 63


PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

37

64 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOPEDAGOGIA

PSICOTERAPIA d e v o lt a stou

r d o v oc ê ! gua

A

E

PSICOTERAPIA

PSIQUIATRIA

PSIQUIATRIA

PSIQUIATRIA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 65


PSIQUIATRIA

UROLOGIA

UROLOGIA AVANÇADA

trassonogra a era ons ta ro

dica

ometria

st do rodin mico io sia de r stata retrocistosco ia ratamento de verr ga genita

Consultas

r. odrigo ange in as es ons ve

CIRURGIAS TRATAMENTOS

Em breve

71 33 5-121

UROLOGIA

TERAPIA

TERAPIA OCUPACIONAL

66 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

cnico


ROTEIRO GASTRONÔMICO DA REGIÃO

F

u n c i on a n do des de 19 8 8 , o ma i s tra di c i on a l en dereç o g a s tron ô mi c o de V i l a s do A tl â n ti c o, of erec e u m dos ma i s c on c orri dos bu f ê s de a l moç o da reg i ã o, c om a p rox i ma da men te 7 0 op ç õ es diárias, entre pratos frios e quentes. Destacam-se a grande variedade de saladas, carnes grelhadas no ponto certo e no bafo, chapas de peixe, filé e frango, com yakissoba. Além disso, tem os pratos semanais: t er ç as, bacalhau à Gomes de Sá e língua à provençal; uartas, dobradinha e galinha ao molho pardo; uintas, feijoada com feijão preto e strogonoff; sex t as, comida baiana, rabada e paella espanhola; sá ados, f ei j oad a e ao s d o m ingo s, strogonoff e moqueca de bacalhau. lameda raia de Tu arão lt atrás do posto de com us el de ilas do tl ntico Tel ceita todos os cart es de crédito Ter dom

C

om nove anos de tradição, a Casa d e Palh a é um desses endereços onde tanto faz chegar para almoçar ou jantar que o ambiente está sempre pronto para receber a clientela, com opções saborosas e variadas e um atendimento de primeira do time de prestativos g a rç on s . C urrasco de carnes no res, frutos d o m ar , p izzas e p ra tos da c o zinh a m ineir a s e mesclam, servidos em ambiente confortavelmente natural. O p er nil d e c ar neir o (serve bem quatro pessoas), é uma das pedidas mais frequentes desta casa, que aos domingos é opção mais que certa para famílias e g ru p os de a mi g os s e c el ebra rem, em a l eg res c on f ra tern i z a ç õ es . A o l a do, um parque infantil com monitora, faz a alegria da criançada. Estrada do Coco em frente ao opping Estrada do Coco Tel de li er ceita todos os cart es de crédito erto diariamente para almoço e antar mplo estacionamento domingos e feriados com ser iço de mano rista

E

mba l a do p el a tra di ç ã o de 15 a n os n a g a s tron omi a da região, com quibes e esfihas que del i c i a ra m g era ç õ es , o r Rafful, traz para Vilas do Atlântico, um endereço onde os sabores se alternam entre a cozinha árabe (imperdível o carneiro com cuscuz marro uino) e a tradicional, com petiscos para acompanhar ‘geladinhas’ no ponto certo e sugestões para almoçar e j a n ta r, c omo o pernil de cordeiro defumado, o p o lv o à m o d a galega e o acal au lagare o, q u e s e a l tern a m n a p ref erê n c i a dos f req u en ta dores . No atraente menu executivo de almoço de terça à sexta, as opções variam de f ilé de tilápia, salm ã o gr elh ad o , carne de sol ace olada em cu in os, en tre ou tros s a bores , c om di rei to a s obremes a . N es s a a tmos f era , a p ó s a s 12h de sábado, acontece uma animada roda de chorinho. raia de Itapuã ilas do tl ntico Tel c ar t õ es d e c r é d it o . Ab er t o d e t er ç a à d o m ingo .

ceita todos os

M

Restaurante Boca Livre

oradora pioneira de Vilas do Atlântico, dona M a ri a a bri u a p ri mei ra p i z z a ri a do l otea men to, a Boca Livre, no inesquecível Esqueci. Quando foi inaugurado o Shopping Boulevard, em 1995, ela se transferiu com panelas e receitas caseiras, dando início ao Restau r ant e Bo c a Liv r e, que tem servido gerações, sempre priorizando receitas simples e divinamente saborosas, disponíveis na semana. egunda q u i a bada, ensopado de músculo, lombo, frango ensopado, frango grelhado e empanado, strogonoff de frango. Terça frango ao molho pardo, fígado de boi acebolado, carne moída com legumes. uarta Língua bovina, dobradinha, vaca atolada, carne do sol. uinta C oz i do. exta C omi da baiana (sarapatel, xinxim de bofe, xinxin de frango, moquecas de ovos e a rra i a e ma ri s c a da ) . á ado Cozido, feijoada carioca e espetinho mi s to. compan amentos de todos os dias arroz (branco, integral e p ar bol i z ad o) , mac ar rão , s al ad a, f ar of a. opping Boule ard de

sá ado das

s

ão aceita cartão

PARA FAZER EM CASA

acarrão de a o rin a com man ericão

I GREDIE TE 3 abobrinhas italianas médias; 2 colheres (sopa) de azeite; 2 dentes de alho fatiados; 10 folhas de manjericão; 1 colher (chá) de tempero em cubo; 1 pitada de pimenta-do-reino; 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado. ODO DE RE RO Com o auxílio de uma faca, fatie as abobrinhas em lâminas finas, no sentido do comprimento, e corte cada fatia em tiras bem finas, como um espaguete. Coloque-as aos poucos em água fervente com sal e cozinhe rapidamente (cerca de 1 minuto) apenas para que amoleça levemente. Escorra, transfira para água gelada (para interromper o cozimento) e reserve. Em uma frigideira grande, aqueça o azeite e refogue o alho, sem deixar dourar. Junte o manjericão, o tempero, a pimenta-do-reino e as abobrinhas reservadas e misture delicadamente, para incorporar o tempero e não partir as tiras. Transfira as abobrinhas para um prato grande, polvilhe com o queijo parmesão e sirva a seguir.

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 67


O G E

I E TO

C

C

I

I

C

I

RI

E IC

C

I

RI ORIE T

RI ORIE T

RI ORIE T

| Vilas Magazine | Setembro de 2016


C

I

DE IC TE E

RI ORIE T

DE IC TE E

DOCE

G DO

DELIVERY 071 3379 - 4477 Av. Praia de Itapoan - Vilas do Atlântico

DOCE

G DO

HORTI R TI

CHE

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


CHE

PICOLÉ

PIZ Z ARIA

PIZ Z ARIA

| Vilas Magazine | Setembro de 2016


PIZ Z ARIA

PIZ Z ARIA

DELIVERY

a partir das 18h

3311-2315

www.lagatta.com.br lagattatweets

lagattamangionabr lagattabr

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


PIZ Z ARIA

RE T

RE T

| Vilas Magazine | Setembro de 2016

R

TE

R

TE


G E DE BRI

EDO

G E DE BRI

EDO

G E DE BRI

EDO

G E DE BRI

EDO

G E DE BRI

EDO

G E DE

TERI

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


G E DE

TERI

G E DE

G E DE

TERI

Ó EI

G E DE RO

BEBID

BO O

TORT

| Vilas Magazine | Setembro de 2016

BO O

TORT


B

ET

B

ET

B

ET

B

ET

B

ET

B

ET DE RO

D

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


D

DOCE

E

O

G DO

R E E TO LA UEOTURN UGAÇÃO N L A IN IL

ALUGUEL PARA

EVENTOS

UM

Rua Tude Celestino de Souza, 158 - Lot Recreio Ipitanga - Caji - Lauro de Freitas

76 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

DOCE

E

O

R E E TO

E

O

R E E TO

71 3378-4712

|

WhatsApp

9993-8953

contato@arena3.com.br | www.arena3.com.br


E

E

O

O

R E E TO

R E E TO

G R O

E

GER DORE

C DEIR

GERADOR - CANOPY

PRA VOCÊ FICAR TRANQUILO E SEU EVENTO CHEIO DE ENERGIA. Chegou a fonte de energia pra abastecer seu condomínio, seu evento ou seu negócio. Conecte-se à Movida Geradores, uma companhia especializada nos serviços de locação e instalação de geradores. www.movidageradores.com.br atendimento@movidageradores.com.br

@movidageradores

movida geradores

CAMINHÃO MUNK

E

C DEIR

MESAS CADEIRAS ANDAIMES MÁQUINAS (71) 3024-4008 (71) 9 9231-5324 Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 77


CURSOS

ESCOLA

ESCOLA

ESCOLA

| Vilas Magazine | Setembro de 2016


ESCOLA

E

E

ORTE

E

ORTE

ORTE

IDIO

IDIO

IDIO

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


IDIO

IDIO

IDIO

| Vilas Magazine | Setembro de 2016


MÚSICA

MÚSICA

RE OR O E CO

RE OR O E CO

R

R

CONTRATE COM SEGURANÇA l Confira sempre a ualidade do ser iço antes de contratá lo l Certifi ue se de ue o anunciante possua referências confiá eis l Re ueira sempre nota fiscal do ser iço contratado é um direito seu l Os textos e responsa ilidades de fornecimento desses ser iços são nica e exclusi amente do anunciante l E ite realizar depósitos ou pagamentos antecipados sem ter erificado a idoneidade do prestador do ser iço l Em caso de ter sido ítima de fraude procure imediatamente a delegacia mais próxima para fazer um Boletim de Ocorrência Comuni ue tam ém re ista ilas agazine pois sempre ue o anunciante se re ela inid neo ou ue a a recorrentes reclamaç es dos clientes o setor urídico determina a suspensão da eiculação dos an ncios até ue se resol am os uestionamentos

Setembro de 2016 | Vilas Magazine |


R

R

CO

TR

ITET R

ITET R

O

R

CO

TR

O

RE OR

CO

TR

O

RE OR

RE OR

| Vilas Magazine | Setembro de 2016

ITET R

CO

T

RE OR


CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

SOS RESIDÊNCIA VENDA, INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO      

Portões Automáticos Pintura em Geral Manutenção e Reformas Portões em Alumínio Box de Vidro Grades e Serralheria

(71) 3233-9152 / 98526-7872 9693-2369 / 8364-4491 / 9200-8749 sosresidencia.reparos@gmail.com

CONSTRUÇÃO & REFORMA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 83


CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

84 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 85


CORTINAS

DECORAÇÃO

DIVISÓRIAS

ELETRICISTA

ELETRICISTA

ENGENH ARIA

86 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

ESTOFADOS

ESTOFADOS


ESTOFADOS

ESTOFADOS

FORROS

H ORTO

FORROS

J ARDINAGEM & PAISAGISMO

MADEIRA TRATADA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 87


MADEIRA TRATADA

MADEIREIRA

MÁRMORES & GRANITOS

MÁRMORES & GRANITOS

88 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MÓVEIS PLANEJ ADOS

MÓVEIS PLANEJ ADOS

MÓVEIS PLANEJ ADOS

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 89


MÓVEIS PLANEJ ADOS

MÓVEIS PLANEJ ADOS

MÓVEIS PLANEJ ADOS

PELÍ CULA

MÓVEIS PLANEJ ADOS

PELÍ CULA

PERSIANAS

90 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

PÁTINA

PERSIANAS


PORTÕ ES

REDES

REDES DE PROTEÇÃO

REDES DE PROTEÇÃO

REDES DE PROTEÇÃO

SEGURANÇA ELETRÔ NICA

SEGURANÇA ELETRÔ NICA

SEGURANÇA ELETRÔ NICA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 91


SEGURANÇA ELETRÔ NICA

SEGURANÇA ELETRÔ NICA

SEGURANÇA ELETRÔ NICA

SERVIÇOS

SEU

SERVIÇOS

92 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


SERVIÇOS

SERVIÇOS GERAIS

SERVIÇOS GERAIS

TELAS MOSQUITEIRAS

TELAS MOSQUITEIRAS

TOLDOS

TOLDOS

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 93


TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

94 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

UAR_Anuncio 88X84.indd 1

19/08/2016 11


VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

Cinc o d ic as d e c o m o d ec o r ar o s am b ient es c o m D ec orar a c as a é u m dos momen tos mai s ag rad á v ei s , n ão é mes mo? P ode p ar ec er u m p ou q u i n h o c omp l i c a do n o i n í c i o, ma s c om timas refer ncias e com a ajuda de um profissional fica ainda mais divertido. A designer átima Queiroz, dá algumas dicas de como adequar as almofadas em diferentes estilos e espaços. Confira: 1. Combinar as almofadas com telas ou ta p etes , s emp re res p ei ta n do o es ti l o e a s cores. Na foto, projeto do arquiteto arcelo osset, que mostra a combinação de almofadas com o tapete. FOTO: MARCELO ROSSET

DIVULGAÇÃO

Alm o f ad as Les Co u ssins 2. O número de almofadas em cada sofá dep en de mu i to do g os to da p es s oa , ma s ex i s tem al g u n s p ad rõ es p ar a dei x á- l os ai n da mais bonitos. ara um sofá de dois lugares, o ideal são duas almofadas grandes, iguais ou não. O de tr s lugares permite utilizar uma quantidade maior, de cinco almofadas, quatro quadradras e no centro uma retangular.

alm o f ad as

3. Em sofás de cores neutras como cinza, off hite e bege o que vale é abusar das cores e das es tam p as , p oi s s ão el emen tos q u e tra zem vida e harmonia aos ambientes. 4. P a ra q u em g os ta de es tampas a dica é misturar. As almofadas com estampas geométricas fazem uma composição diferente, por ser um estilo coringa, se adaptam muito bem. Alm o f ad as LC Pr int s P odem ta n to s er mi s tu ra da s en tre s i c omo c om ou tra s model os es ta mp a s , mas sempre trabalhando com os mesmos tons. 5. permitida a mistura de materiais e texturas diferentes, isso ajuda a enriquecer ainda mais a decoração da sala ou quarto.

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 95


ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍ NIOS

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍ NIOS

ADVOCACIA

ADVOCACIA

ADVOCACIA

96 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

ADVOCACIA

ÁGUA


ALUGUEL DE CAMPO

ALUGUEL DE MÁQUINAS

ANDAIMES

ANDAIMES

www.amesandaimes.com.br ANDAIMES

ANTENAS

ANTENAS

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 97


AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

SUA ASSISTÊNCIA TÉCNICA MULTIMARCAS

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

98 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 99


ASSISTÊ NCIA TÉ CNICA

CARRETOS

CARRETOS

CELULARES

CH AVEIROS

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

DESINSETIZ AÇÃO

100 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

CH AVEIROS

DESINSETIZ AÇÃO


DESINSETIZ AÇÃO

DESINSETIZ AÇÃO

DESINSETIZ AÇÃO

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 101


DESINSETIZ AÇÃO

EMBALAGENS

ENTULH OS & PODAS

ENTULH OS & PODAS

ENTULH OS & PODAS

102 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


ENTULH OS & PODAS

Aluguel de coletores para retirada de entulhos

ENTULH OS & PODAS RAPIDEZ  QUALIDADE  SEGURANÇA

8622-5019 EVITE MULTAS. COLABORE PARA MANTER LIMPA A NOSSA CIDADE ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 103


FOGÕ ES

FOGÕ ES

GÁS

GÁS

GERADORES GERADOR - CANOPY

PRA VOCÊ FICAR TRANQUILO E SEU EVENTO CHEIO DE ENERGIA. Chegou a fonte de energia pra abastecer seu condomínio, seu evento ou seu negócio. Conecte-se à Movida Geradores, uma companhia especializada nos serviços de locação e instalação de geradores. www.movidageradores.com.br atendimento@movidageradores.com.br

GRÁFICA

GRÁFICA

INFORMÁTICA

104 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

@movidageradores

movida geradores

CAMINHÃO MUNK

INFORMÁTICA


INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 105


LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

MOLDURAS

MÓVEIS P/ ESCRITÓRIO

106 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

MUDANÇAS


Anúncio Master ótica para Vilas Magazine 6 boxes.pdf 1 19/08/2016 10:07:46

ÓTICA

PET SH OP

POÇOS C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

SEGUROS

SEX SH OP

TÁX I

TÁX I

TÁX I

TRANSPORTE

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 107


VETERINÁRIO

VETERINÁRIOS

VETERINÁRIOS

VETERINÁRIOS

108 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

Br inc ar é im p o r t ant e p ar a u m a b o a saú d e d o animal de estimação

S

eja para gastar energia ou para divertir, as brincadeiras estabelecem uma relação de confiança e afetividade entre o dono e o animal de estimação e evitam problemas como estresse e obesidade, dois dos principais males que atigem os pets das grandes cidades. Cães são animais muito sociáveis. Gostam de brincar e de ter a companhia de outros bichos para não se sentirem sozinhos. Ainda que o espaço seja restrito, principalmente aos pets que vivem em apartamentos, a brincadeira é indispensável para uma vida saudável. Ainda filhotes, é pela brincadeira que o animal de estimação percebe o mundo, desenvolve confiança com o dono e aprende regras e limites para a conviv ncia. Além do equilíbrio, o pet desenvolve a atenção e pode adaptar-se mais facilmente à rotina da casa, quando a brincadeira faz parte de seu dia-a-dia. Com a domesticação dos animais e o abandono da vida em bando, cães e gatos passaram a ficar muito mais tempo sozinhos. Os donos de animais de estimação, pela rotina atribulada, também já não dispõem de muito tempo para dedicar aos seus amiguinhos fiéis. Dessa falta de atenção e da prática de brincar podem surgir problemas comportamentais, como o de roer rodapés, fazer xixi em lugares inadequados, além da obesidade. O estresse pode ser observado por pequenas alterações no comportamento do animal, como a recusa do chamado do dono ou até mesmo de um petisco. A obesidade, por sua vez, pode ser verificada pelo teste de apalpação das costelas. Nesses casos, o ideal é procurar o médico veterinário para um diagn stico e tratamento adequado.


O

reço faz carro lindado usado ser a ola da ez

mercado de veículos usados blindados está aquecido no Brasil. Consumidores com potencial para comprar um zero-quil metro com esse diferencial podem encontrar custo-benefício mais atraente num blindado seminovo. E se somarmos o fato de que o mercado de carros de luxo também está em crescimento, na contramão do mercado de veículos em geral, a conclusão é que o nicho deve continuar aquecido dessa forma ainda nos pr ximos anos , analisa o executivo Adriano ernandes, do segmento de seguros. O mercado está demandando usados, e elegeu estrelas como o Audi Q3, o Volks agen Tiguan, o Land over Evoque e o Toyota Corolla , destaca ogério Garrubbo, presidente da Associação Brasileira de Blindagem. esquisando bem, pode-se encontrar boas ofertas de blindados usados no mercado: um Volks agen Je a 2010, por exemplo, pode sair por volta de 0 mil; o mesmo modelo sem blindagem custa 0. 50, segundo a ipe ( undação nstituto de esquisas Econ micas).

analisa Alexandre ernandez, consultor de v en da s de u ma emp res a de bl i n da g em da capital paulista. Ocorre que algumas pessoas não cuidam da blindagem, gerando muitos reparos no carro, que acaba desvalorizado por não ter a manutenção feita corretamente , argumenta ernandez. Segundo outro executivo do setor, Ant nio Donato, os processos de construção e a qualidade dos materiais usados na u LALO DE ALMEIDA / FOLH APRESS

reparação de placas para lindar eículos

Mais rápida que o seguro!

Pr

da

No yundai Santa e 200 a diferença pode cair ainda mais: aproximadamente mil com blindagem, s 2.000 mais caro do que esse modelo sem o serviço, que custa, em média, 5 mil. Esses valores flertam com público novo. O patamar de preço atual no mercado de usados vem atraindo a classe média, que antes não podia ter um blindado. O estigma de que blindado é pesado, barulhento e problemático vem diminuindo ,

inc

sB

at

es

er

ia

a

s

Baterias entrega e instalação

Serviços completos de oficina »»» Atendemos os clientes mais rápido que a seguradora. Consulte-nos www. 71 3369 3996 princesadasbaterias 71 3243 1544 .com.br

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 109


blindagem evoluíram. esmo assim, a proteção balística eleva o peso do carro em cerca de 200 quilos. PRECAUÇÕ ES ara fazer um bom neg cio com usado blindado, a primeira precaução é checar a proced ncia da empresa que fez a blindagem. Deve-se averiguar se a blindadora existe. uitas empresas entram e saem do mercado rápido, deixando o cliente sem suporte , diz a executiva aula Tru . O seminovo já tem que ter na documentação, emitida pelo Exército, que ele é blindado , conclui ela. á também cuidados mecânicos. Vidros elétricos devem ter boa apar ncia, sem trincas, e ser testados cuidadosamente porque, com a blindagem, ficam mais pesados. Se o maquinário não for adequado, pode causar quebra , ensina Donato. rocure comprar um modelo com câmbio automático, para não correr o risco de o carro morrer em uma possível fuga. essencial, também, verificar o estado da suspensão e dos pneus, por conta do peso extra. neus de carros blindados levam uma

110 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


LALO DE ALMEIDA / FOLH APRESS

Mo nt agem d e p ar a- b r isa

cinta metálica, que permite a rodagem mesmo com o pneu furado , acrescenta Alexandre ernandez. Não há restrições a marcas ou modelos. Todo veículo pode ser blindado. ndicamos mais para motor acima de dois litros, para que o cliente não tenha a sensação de perda de pot ncia, mas já blindamos carros de motor 1. , afirma Junior ello, executivo de uma empresa do setor. mportante ponderar que o seguro de autom vel com blindagem é mais caro. Quem protege um veículo blindado necessita da garantia adicional do reforço, que oferece cobertura para danos causados à blindagem, como inc ndio ou colisão , diz o

vice-presidente da Sulamérica Seguros, Eduardo Dal i. A tend ncia é o mercado de u s a dos bl i n da dos s eg u i r em alta e a desconfiança em relação a esse produto se dissipar mais, reforça Garrubbo, o presidente da associação

de blindadoras. A polícia está fechando o cerco para carros blindados sem documentação. E vem aí uma nova regulamentação, com processos mais rígidos, que deverão moralizar esse mercado. Ro d r igo Mo r a / Fo lh ap r ess.

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 111


CASAS À VENDA – ABRANTES

CASAS À VENDA – BURAQUINH O

112 | Vilas Magazine | Setembro de 2016


IMOBILIÁRIAS &

CORRETORES

TRIBUNA DO LEITOR uu A AGONIA DO RIO J OANES O ioJoanes nasce no município de São rancisco do Conde e desemboca na raia de Buraquinho..... Desembocava. esponsável por 0 do abastecimento de água da região metropolitana de Salvador, o io Joanes não existe mais. raticamente morre na barragem Joanes 1, localizada no bairro do Jambeiro. á meses não se verte água para a raia de Buraquinho, segundo informações de funcionários da Embasa que operam a barragem. E a tend ncia é continuar sem verter mais água. O processo de verter água somente vai acontecer se houver uma enchente rio acima. O io Joanes é uma área de preservação ambiental A A, tanto é que existe a A A do io Joanes pitanga, e dessa forma, a retirada de toda a água não deveria ocorrer. sso é, a nosso ver, é um crime ambiental. Lauro de reitas tem dois principais rios: o pitanga é um esgoto a céu aberto e o Joanes

não existe mais. A Embasa não tem estudo algum da capacidade hídrica, estudo ambiental dessa ocorr ncia de faltar água a jusante da barragem, estudo da in u ncia disso na poluição da raia de Buraquinho e acredito que nem licença deva ter para essa atitude.

N s da SALVA Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico já denunciamos essa ocorr ncia ao NE A, SE A L, Oscip io Limpo, A A do io Joanes- pitanga. arcio Costa engen eiro uímico morador de ilas do tl ntico e coordenador de u Meio Am b ient e d a SALVA.

Setembro de 2016 | Vilas Magazine | 113


TRIBUNA DO LEITOR

uu FARÓIS ACESOS Sobre a matéria refeitura começa a multar carros e farol apagado durante o dia na Estrada do Coco (edição de agosto de 2016, página 15), se considerarmos que o conceito de rodovia é via de transporte interurbano de alta velocidade , confirmase que Lauro de reitas vive uma grande incoer ncia. Não dá para chamar de alta velocidade uma pista em que o máximo permitido é 0 km h. Como outros leitores já opinaram na Vilas Magazine, concordo que é conveniente manter como está em função da lucrativa fábrica de multas. esta saber se o novo gestor a assumir o município terá disposição e coragem para corrigir esse problema. orge Hilton morador do Condomínio Recreio de Ipitanga

uu DESCASO 1

uu VIA DA MORTE icos estão sendo mortos por atropelamento na Av. 2 de julho, rua atras da Base Aérea. Desde quando foi aberta esta via, o espaço arborizado onde vivem os micos foi dividido pela estrada. Todo dia passo por ali para ir ao trabalho e ja vi mais de oito animais atropelados. sto poderia ser evitado com uma simples ação da prefeitura, colocando pequenas redes de passagens ligando postes de um lado a outro. Cleide Regina R unciação

Gostaria que a Vilas Magazine abordasse em uma de suas edições o esgoto a céu aberto que corre ao lado do novo Atacadão Assai. um canal que vem da rua Gerino de Souza, onde invasões de empresas camu am a podridão, um atentado à saúde na região. Ninguém aguenta mais tantas muriçocas dia e noite e muitas ocorr ncias de dengue. Rej ane Car neir o .

uu DESCASO 2 oradores da rua rsula . . da onte, transversal da Estrada do Coco, segunda rua ap s a Tend Tudo, reclamam do abandono da via, pela refeitura. Denunciam que esgoto corre a céu aberto, causando mal cheiro e propiciando doenças aos moradores e transeuntes, além de inúmeros buracos no asfalto prejudicando a passagem de comerciantes e moradores.

AVISOS & EDITAIS

PEDIDO DE LICENÇA

POLÍTICA AMBIENTAL

AMBIENTAL - FASE III

MASTER GLASSES INDÚSTRIA E COMÉ RCIO LTDA CNPJ nº 03.135.703/ 0001- 15

(FUNCIONAMENTO) n

A Mast er Glasses Ind ú st r ia e Co m é r c io Lt d a, CN J n 03.135. 03 0001-15 torna público que está requerendo à Secretária de eio Ambiente, Saneamento e ecursos ídricos S A a Licença Ambiental ase ( uncionamento), para fabricacação de culos e armações, localizada na rua artins de Oliveira, n 39 0, Bairro itangueiras, Lauro de reitas BA. LAÍ S VALVERDE SOUSA

n

n n

romover de forma continua programa de Educação Ambiental junto ao público interno e externo visando à melhoria nos aspectos ambientais da região; Aplicar a utilização de tecnologia limpa em todo processo da empresa, contribuindo com a diminuição de resíduos gerados na atividade; Estabelecer objetivos e metas ambientais juntamente com todos os colaboradores internos e externos; Estabelecer o uso consciente de energia através do gerenciamento e práticas de rotina. LAÍ S VALVERDE SOUSA

SEMARH Sec r et ar ia Mu nic ip al d e Meio Am b ient e, aneamento e Recursos Hídricos

u li ue os editais de sua empresa no eículo da sua região igue 114 | Vilas Magazine | Setembro de 2016

SEMARH Sec r et ar ia Mu nic ip al d e Meio Am b ient e, aneamento e Recursos Hídricos


TELEFONES ÚTEIS SA .............................................................................................. 19 2 ospital Aeroporto (2 h) ....................................................3 28 8 - 8 100 ospital CO - Centro édico (2 h) ........................ 3 206- 4 4 4 4 / 4 4 4 0 ospital Jorge Novis (2 h) ...................................................3 25 1- 8 14 9 ospital enandro de arias (2 h) ......................... 3 3 7 9 - 17 9 9 / 009 9 nidade de Saúde Nelson Barros (2 h)...............................3 28 8 - 8 8 01

lantão 2 horas..................................................................3 3 7 8 - 3 3 02 Denúncia (drogas, assaltos e roubos) ..................................3 23 5 - 0000 olícia ederal (2 h) ...........................................................3 3 19 - 6000 urtos e oubos de Veículos................................................3 116- 4 623 Viatura de Vilas do Atlântico .............................................9 9 609 - 7 8 7 9 olícia odoviária Estadual ...................................... 3 117 - 8 3 17 / 8 3 19 Guarda unicipal ........................................................................... 15 3 SA L V A ...................................................................................3 5 04 - 03 5 6 Juizado de equenas Causas ...............................................3 28 3 - 19 05 Juizado de enores.............................................................3 28 3 - 3 602 inistério úblico ...............................................................3 3 7 8 - 4 9 7 5

Ser v iç o s

Meio Am b ient e

At end im ent o Mé d ic o

Correios (Vilas do Atlântico ) ...............................................3 3 69 - 3 08 8 C oel ba .......................................................................... 08 00 07 1 08 00 Embasa (2 h)................................................................ 08 00 05 5 5 19 5 luminação ública - Citéluz (2 h) ................................08 00- 28 4 8 18 1 SA C ............................................................................... 08 00 07 1 5 3 5 3

Segu r anç a olícia ilitar.................................................................................. 19 0 olícia Civil 23 Delegacia (Centro).............. 3 28 8 - 8 9 20 / 8 7 62 / 8 3 7 3 olícia Civil 2 Delegacia ( tinga)........................................3 116- 1610 G ab i n ete do D el eg ad o G eral do E s tad o...............................3 116- 65 00

olícia Ambiental ............................................................................ 15 3 Denúncia Ambiental ............................................................3 3 69 - 9 168 L i c en c i am en to A mbi en tal ....................................................3 3 69 - 215 6

Pr ef eit u r a d e Lau r o d e Fr eit as Gabinete do refeito ...........................................................3 28 8 Alvará de Obras e uncionamento (Seplan) ............ 3 3 69 - 9 19 6 / Central de Atendimento ao Cidadão (SES ) ................ 08 00 28 4 C en tro de C on trol e de Z oon os es .........................................3 28 8 V i g i l ân c i a E p i demi ol ó g i c a ....................................................3 28 8 rocuradoria Jurídica ...........................................................3 3 69

- 8 621 9 8 00 8 8 3 3 - 8 9 12 - 8 9 11 - 3 7 22

TÁBUA DAS MARÉS – Setembro / Outubro 1º / 9 - Qu int a- f eir a 3h39 ...... A l ta ...... 2, m 9h 9 ...... B ai x a .... 0,2m 15h5 .... A l ta ...... 2, m 21h5 .... B ai x a .... 0,3m

8/ 9 - Qu int a- f eir a 1h15 ...... B ai x a .... 0, m h51 ...... A l ta ...... 1, m 13h .... B ai x a .... 0,9m 20h19 .... A l ta ...... 1, m

15/ 9 - Qu int a- f eir a 2h30 ...... A l ta ...... 2,5m h 5 ...... B ai x a .... 0,1m 15h02 .... A l ta ...... 2,5m 21h02 .... B ai x a .... 0,2m

22/ 9 - Qu int a- f eir a 1h2 ...... B ai x a .... 0,5m h5 ...... A l ta ...... 2,1m 13h51 .... B ai x a .... 0, m 20h2 .... A l ta ...... 1,9m

29/ 9 - Qu int a- f eir a 2h 1 ...... A l ta ...... 2, m h51 ...... B ai x a .... 0,2m 15h ........ A l ta ...... 2,3m 21h ........ B ai x a .... 0,3m

2/ 9 - Sex t a- f eir a h13 ...... A l ta ...... 2,5m 10h19 .... B ai x a .... 0,2m 1 h30 .... A l ta ...... 2, m 22h2 .... B ai x a .... 0,3m

9/ 9 - Sex t a- f eir a 2h1 ...... B ai x a .... 0,9m 9h02 ...... A l ta ...... 1, m 15h0 .... B ai x a .... 1,0m 21h39 .... A l ta ...... 1, m

16/ 9 - Sex t 3h11 ...... A 9h2 ...... B 15h 3 .... A 21h 3 .... B

a- f eir a l ta ...... 2, m ai x a .... 0,0m l ta ...... 2, m ai x a .... 0,1m

23/ 9 - Sex t 2h3 ...... B 9h0 ...... A 15h15 .... B 21h51 .... A

a- f eir a ai x a .... 0, m l ta ...... 1,9m ai x a .... 0,9m l ta ...... 1, m

30/ 9 - Sex t 3h15 ...... A 9h23 ...... B 15h30 .... A 21h30 .... B

3/ 9 - Sá b ad o h ...... A l ta 10h51 .... B ai x 1 h ........ A l ta 22h5 .... B ai x

10/ 9 - Sá b 03h51 .... B 10h3 .... A 1 h53 .... B 23h02 .... A

ad o ai x l ta ai x l ta

17/ 9 - Sá b 3h5 ...... A 10h0 .... B 1 h21 .... A 22h21 .... B

ad o l ta ai x l ta ai x

24/ 9 - Sá b h13 ...... B 10h39 .... A 1 h0 .... B 23h15 .... A

ad o ai x l ta ai x l ta

11/ 9 - Do m 5h2 ...... B 11h5 .... A 1 h0 .... B

ingo ai x a .... 0, m l ta ...... 1, m ai x a .... 0,9m

18/ 9 - Do m h3 ...... A 10h 5 .... B 1 h02 .... A 23h02 .... B

ingo l ta ...... 2, m ai x a .... 0,0m l ta ...... 2, m ai x a .... 0,1m

25/ 9 - Do m 5h ...... B 12h02 .... A 1 h23 .... B

ingo ai x a .... 0, m l ta ...... 1,9m ai x a .... 0, m

...... 2, m a .... 0,2m ...... 2,3m a .... 0,3m

4/ 9 - Do m ingo 5h1 ...... A l ta ...... 2,3m 11h19 .... B ai x a .... 0,3m 1 h32 .... A l ta ...... 2,2m 23h2 .... B ai x a .... 0, m 5/ 9 - Segu nd a- f eir a 5h51 ...... A l ta ...... 2,2m 11h51 .... B ai x a .... 0, m 1 h02 .... A l ta ...... 2,1m 23h5 .... B ai x a .... 0,5m

12/ 9 - Segu nd 0h0 ...... A l ta h30 ...... B ai x 12h5 .... A l ta 19h ........ B ai x

a .... 0,9m ...... 1, m a .... 1,0m ...... 1, m

a- f eir a ...... 1,9m a .... 0, m ...... 2,0m a .... 0, m

6/ 9 - Ter ç a- f eir a h23 ...... A l ta ...... 2,1m 12h21 .... B ai x a .... 0, m 1 h3 .... A l ta ...... 2,0m

13/ 9 - Ter ç 1h .......... A h19 ...... B 13h 1 .... A 19h 3 .... B

7/ 9 - Qu ar 0h3 ...... B h .......... A 12h5 .... B 19h19 .... A

14/ 9 - Qu ar t a- f eir a 1h 9 ...... A l ta ...... 2,3m h02 ...... B ai x a .... 0,3m 1 h23 .... A l ta ...... 2,3m 20h23 .... B ai x a .... 0,3m

t a- f eir a ai x a .... 0, m l ta ...... 1,9m ai x a .... 0, m l ta ...... 1,9m

a- f eir a l ta ...... 2,1m ai x a .... 0,5m l ta ...... 2,2m ai x a .... 0,5m

19/ 9 - Segu nd 5h21 ...... A l ta 11h2 .... B ai x 1 h 5 .... A l ta 23h .... B ai x 20/ 9 - Ter ç h0 ...... A 12h0 .... B 1 h2 .... A

...... 2, m a ...-0,1m ...... 2, m a .... 0,0m

a- f eir a ...... 2, m a .... 0,1m ...... 2, m a .... 0,2m

a- f eir a l ta ...... 2,5m ai x a .... 0,2m l ta ...... 2,3m

21/ 9 - Qu ar t a- f eir a 0h32 ...... B ai x a .... 0,3m h5 ...... A l ta ...... 2,3m 12h5 .... B ai x a .... 0,5m 19h19 .... A l ta ...... 2,1m

26/ 9 - Segu nd 0h2 ...... A l ta h51 ...... B ai x 13h02 .... A l ta 19h13 .... B ai x 27/ 9 - Ter ç 1h1 ...... A h3 ...... B 13h 9 .... A 19h5 .... B

a .... 0, m ...... 1, m a .... 0,9m ...... 1,9m

a- f eir a ...... 2,0m a .... 0,5m ...... 2,0m a .... 0, m

a- f eir a l ta ...... 2,1m ai x a .... 0, m l ta ...... 2,2m ai x a .... 0,5m

28/ 9 - Qu ar t a- f eir a 2h02 ...... A l ta ...... 2,3m h15 ...... B ai x a .... 0,3m 1 h2 .... A l ta ...... 2,3m 20h2 .... B ai x a .... 0, m

a- f eir a l ta ...... 2, m ai x a .... 0,2m l ta ........ 2, , ai x a .... 0,3m

OUTUBRO 1º / 10 - Sá b 3h 9 ...... A 9h5 ...... B 1 h ........ A 22h ........ B

ad o l ta ...... 2, m ai x a .... 0,2m l ta ...... 2, m ai x a .... 0,2m

2/ 10 - Do m h19 ...... A 10h21 .... B 1 h30 .... A 22h2 .... B

ingo l ta ...... 2, m ai x a .... 0,2m l ta ...... 2,3m ai x a .... 0,3m

3/ 10 - Segu nd h51 ...... A l ta 10h51 .... B ai x 1 h ........ A l ta 22h5 .... B ai x 4/ 10 - Ter ç 5h21 ...... A 11h1 .... B 1 h30 .... A 23h30 .... B

a- f eir a ...... 2,3m a .... 0,3m ...... 2,3m a .... 0,3m

a- f eir a l ta ...... 2,2m ai x a .... 0, m l ta ...... 2,2m ai x a .... 0, m

5/ 10 - Qu ar t a- f eir a 5h53 ...... A l ta ...... 2,1m 11h51 .... B ai x a .... 0,5m 1 h02 .... A l ta ...... 2,1m 6/ 10 - Qu int a- f eir a 0h0 ...... B ai x a .... 0,5m h2 ...... A l ta ...... 2,0m 12h23 .... B ai x a .... 0, m 1 h 1 .... A l ta ...... 1,9m 7/ 10 - Sex t 0h 5 ...... B h11 ...... A 13h0 .... B 19h32 .... A

a- f eir a ai x a .... 0, l ta ...... 1, ai x a .... 0, l ta ...... 1,

8/ 10 - Sá b 1h39 ...... B h19 ...... A 1 h13 .... A 20h 9 .... A

ad o ai x l ta l ta l ta

9/ 10 - Do m 2h5 ...... B 9h53 ...... A 1 h02 .... A 22h15 .... A

ingo ai x a .... 0,9m l ta ...... 1, m l ta ...... 1,0m l ta ...... 1, m

m m m m

a .... 0, m ...... 1, m ...... 1,0m ...... 1, m

10/ 10 - Segu nd a- f eir a h39 ...... B ai x a .... 0, m 11h19 .... A l ta ...... 1, m 1 h32 .... B ai x a .... 0,9m 23h30 .... A l ta ...... 1,9m

Fo nt e: Banco Nacional de Dados Oceanográficos da Diretoria de idrografia e Navegação da arinha do Brasil.


PARA SEU FILHO É MAIS CONHECIMENTO, PREPARO, DIVERSÃO E CULTURA.

PARA VOCÊ É A TRANQUILIDADE DE TER TUDO ISSO NUM ÚNICO LUGAR.

CONHEÇA: TRADIÇÃO NA PREPARAÇÃO PARA VESTIBULARES E ENEM.

CERTIFICAÇÃO BILÍNGUE PARA MULTIPLICAR POSSIBILIDADES NO FUTURO.

CONCEITO INOVADOR QUE PROPÕE UMA NOVA FORMA DE APRENDIZAGEM.

AGENDE UMA VISITA

RESERVAS NOVOS ALUNOS INSPIRAM UMA NOVA ESCOLA

2017

S E B C O C . C O M . B R / S A RT R E I N FA N T I L | F U N D A M E N TA L | M É D I O

FERRAMENTAS DIGITAIS QUE COMPLEMENTAM OS ESTUDOS E INCENTIVAM A AUTONOMIA.

EDUCAÇÃO, ESPORTE, CULTURA E DIVERSÃO EM UM SÓ LUGAR.

Classificados Vilas Magazine | Ed 212 | Setembro de 2016 |  

Classificados Vilas Magazine | Ed 212 | Setembro de 2016 | 32 mil exemplares

Classificados Vilas Magazine | Ed 212 | Setembro de 2016 |  

Classificados Vilas Magazine | Ed 212 | Setembro de 2016 | 32 mil exemplares

Advertisement