Page 1

AVANÇAR

VILA-REALENSES ENCHEM AUDITÓRIO DA NERVIR PARA FALAR DE ECONOMIA E EMPREGO O auditório da NERVIR foi pequeno para receber todos aqueles que quiseram estar presentes na 1ª conferência do ciclo AVANÇAR, subordinada ao tema Vila Real, atração económica e motor regional. Apoiantes do PS, mas também empresários, comerciantes e independentes, aderiram a esta iniciativa da candidatura do Partido Socialista de forma expressiva, justificando amplamente a sua realização. Questões como o emprego, a economia e o desenvolvimento regional foram o mote para este encontro, numa abordagem que conjugou a visão concelhia com a regional e também nacional. Foram oradores convidados o Deputado Basílio Horta (anterior Presidente do Conselho de Administração da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal – AICEP), Luís Tão, Presidente da NERVIR - Associação Empresarial de Vila Real e José Ricardo Fonseca, Presidente da Associação Comercial e Industrial de Vila Real. Foram inúmeros os constrangimentos identificados por estes oradores, à atividade económica. Ao nível nacional a ação do governo, a sua subordinação à troika e o excesso de austeridade foram os mais relevantes. Ao nível regional e local destacam-se o desinvestimento do governo (de que são bons exemplos o Túnel do Marão ou o fim da carreira aérea Bragança-Vila Real-Lisboa), o fim dos benefícios fiscais à interioridade ou a introdução de pagamentos nas ex-SCUT.

www.vilareal2013.pt | email: vencer@vilareal2013.pt


“Vila Real precisa de assumir as áreas da agroindústria e do turismo de qualidade como novas prioridades estruturantes para o seu desenvolvimento futuro Necessita de potenciar a sua proximi-

“É incompreensível que as pessoas que queiram fazer compras no centro histórico, tenham que pagar estacionamento, nos parquímetros que só existem nessa zona da cidade, não havendo outra alternativa.

dade ao Douro património da Human-

“Gostaria de ver alguns grandes investimentos, por exemplo no sector agroalimentar, ou outros, que ajudassem a diminuir drasticamente o desemprego na região. No entanto para tudo isto funcionar exige de todos os actores regionais

idade bem como, tornar-se atractiva

No âmbito de requalificação urbana

mais trabalho em rede e dos actores

para novos investimentos de carácter

nada tem sido feito. O nosso Centro

nacionais medidas que ajudem a po-

nacional e internacional.

Histórico não tem tido uma inter-

tenciar tudo isto.

venção direta da autarquia desde há O Eng. Rui Santos tem sido intransi-

cerca de 15 anos e tem vindo consecu-

Gostaria ainda de ver reconhecido

gente na defesa dos interesses de Vila

tivamente a ser esquecido e penal-

o valor e o trabalho dos nossos em-

Real, merecendo por isso toda a con-

izado pelas políticas correntes.”

presários que vivem situações ex-

fiança dos Vilarealenses nas próximas

tremamente adversas.”

eleições autárquicas.” Basílio Horta, Deputado

Visita a empresas

José R. Fonseca, Presidente ACIVR

Luís Tão, Presidente da NERVIR


MENSAGEM Numa altura de grandes dificuldades para as pessoas, para as empresas e para os territórios, as próximas eleições autárquicas são um desafio e uma oportunidade para voltar a ter esperança num futuro melhor. Um desafio porque, com um Estado que retrocede nos serviços e apoios que prestam aos cidadãos, surgem mais responsabilidades para os autarcas: Responder às necessidades da população; Responder às carências de um estado

do poder local, onde se integra de forma coerente

central que todos os dias foge à sua responsabilidade; Responder aos prob-

a lei eleitoral autárquica e a reorganização admin-

lemas sociais que se agravaram nos últimos dois anos; Responder a novas

istrativa, será objecto do maior consenso político e

necessidades de comunidades que estão mais pobres, envelhecidas e aban-

social possível.

donadas. Estas eleições são, também, uma oportunidade para a afirmação de

Conheço o Engenheiro Rui Santos há muitos anos,

uma estratégia de desenvolvimento local centrada na economia e no emprego

sei bem da sua capacidade de trabalho, competên-

que faça avançar as nossas terras. O atual governo impôs uma reforma que não

cia, humanismo e visão política. Como Secretário

cuidou de rever os meios e competências das freguesias, que permitiria uma

Geral do Partido Socialista, é um privilégio o PS

melhor resposta às necessidades dos cidadãos, aumentar a eficiência e reduzir

apresentar aos Vila-Realenses um dos seus mel-

custos.Um governo do PS retomará a questão da reforma administrativa das

hores dirigentes. Não tenho dúvidas de que, com o

freguesias, em diálogo com os eleitos locais e procederá a todas as correcções

Eng. Rui Santos, Vila Real vai AVANÇAR.

administrativas que o interesse das populações o justifique. A futura reforma

António José Seguro, Secretário Geral do PS

NOVOS CAMINHOS PARA AVANÇAR VILA REAL No que diz respeito à dinamização da atividade económica e da criação de emprego, Rui Santos afirmou que estabelecerá como prioritária a fundação do “Centro de Apoio à Atividade Económica, que atuará em rede com as entidades e associações afins, e encontrará nos programas Global Find e Global Force, respetivamente, os meios tecnológicos de georreferenciação de áreas empresariRui Santos, candidato do Partido Socialista a Presidente da Câmara Municipal,

ais e a participação em infraestruturas e acessos”.

apontou alguns dos caminhos, apresentando propostas concretas. Nas pala-

Acrescentou ainda a necessidade de dinamizar a

vras de Rui Santos, propostas como uma “Reforma Fiscal Local para podermos

“Via Verde para a Economia” (VVE) que significa

concretizar uma oferta que permita trocar metros quadrados por empregos”

assumir, agilizar e simplificar os processos ad-

ou o projeto “UrbeVila, dedicado à regeneração urbana, para incentivar as pes-

ministrativos empresariais.”

soas, nomeadamente no centro histórico da cidade e nas aldeias, à recuperação

Rui Santos terminou com uma mensagem que

e transformação da propriedade para habitação própria ou arrendamento.”

espelha bem o seu empenho na defesa de Vila

Ao nível do comércio tradicional, destacou que“a loja do cidadão é uma neces-

Real: “quero dizer-vos que um autarca não se pode

sidade pela qual continuaremos a lutar, porquanto cremos que ela poderá con-

eximir à missão de dar voz aos seus munícipes. O

stituir-se como uma valiosa âncora no âmbito do processo de revitalização do

esmorecer da economia e o empobrecimento das

Centro Histórico”. Apontou ainda que “deve ser feito um acordo entre a PEVR e

famílias é também o empobrecimento do Concel-

a ACIVR para trocar horas de estacionamento por comprovativo de compras e

ho. E eu quero assegurar a todos os Vila-realenses

também para a criação de avenças e estacionamento a preços mais reduzidos

que, seja qual for o governo, passarão a ter uma voz

dirigidos aos comerciantes” no âmbito da futura renegociação da concessão.

que não desiste!”


COMPROMISSOS Reforma Fiscal Local | incentivos fiscais para promover a dinâmica empresarial Projeto “UrbeVila” | dedicado à regeneração urbana Centro de Apoio à Atividade EconómicA |

que atuará em rede com as entidades e associações

Via Verde para a Economia | agilizar e simplificar os processos de investimento empresarial

Boletim AVANÇAR | Vila Real, atração económica e motor regional  

Candidatura do Partido Socialista, encabeçada pelo Eng.Rui Santos, às próximas eleições autárquicas de 2013 ao Município de Vila Real.