__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

I M P R E S S O

O networking em Dicas &

EstratĂŠgias

O top 50 do varejo

ENVELOPAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELO CORREIO

R$ 9,90

Em Especial, a VIEW em

Roland Garros

norte-americano em Economia & Mercado Stepper S Stepper Brasil


VIEW

www.facebook.com/revistaview www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br


141

julho:2014

sumário

4

planeta óculos

Editorial A mensagem do publisher Flavio Bitelman

Diário da redação O que moveu a VIEW durante a produção deste número

6 Jogo Rápido

8

As notícias do universo dos óculos

do Universo W IE tênis: a V marcou em presença ros ar Roland G

10

Aconteceu A cobertura dos eventos de óptica no Brasil e no mundo

Arena Carrera: a novidade da Safilo para a Copa do Mundo

12

nd Garros la o R l ia c e e, a Esp e da Lacost

n da Marcho Roland A convite es esteve em 4 de um ar av T a re d 1 editora An anhando a edição 20 p porte m o es o ac Garros rneios d ortantes to p im s ai m dos

18

A óptica no mundo

As novidades das maiores corporações ópticas do planeta

Olhar fashion: Google Glass por Diane Von Furstenberg

32

Hall of Frames Famosos e seus óculos

sucesso

Hélio de La Peña: fã de pequenos e redondinhos

34

Dicas & Estratégias Provar A importância do networking no dia de hoje é o foco do artigo da professora do Provar, Fábia de Mattos Spadoto

2

VIEW 141

julho:2014

38

Varejo & Experiência

A liderança é o tema abordado pelo colunista Richard Vinic www.revistaview.com.br


suces so Safilo: Oxydo by Sigrid Calon

40

Mondo Marca

46

Benetton, ousadia nas cores e na comunicação

52

Vitrine Os lançamentos de produtos da temporada

gale ria

Um outro olhar

HB: filme na Austrália, o berço da marca

As palavras da editora Andrea Tavares

60

mercado 54 Economia & Mercado

Foco As notícias dos fornecedores do mercado

O Top 50 do varejo norte-americano e o movimento do mercado óptico na Europa

vis ão serviços

Modelo SS10029

64

Stepper S Stepper Brasil

Calendário + Agenda Os eventos de óptica no Brasil e no mundo

Colírio

68

72 !

Armação do Cipis

A Coluna do Miguel volta na próxima edição.

66

141

A nova seção que traz belas imagens que fazem bem aos olhos

Anunciantes

A série Cidades da óptica, do artista plástico Marcelo Cipis, traz Tóquio

Andrea Tavares

Divulgação

J. Egberto

Paty Chequetti julho:2014

VIEW 141

3


editorial

Viva o povo brasileiro!

Mas não ocorreu o que se idealizou. A má gestão das contas e a desorganização não permitiram deixar o tal legado que tanto se esperava. Mas, por outro lado, muitas coisas boas desabrocharam. A proximidade da Copa acordou a população para a corrupção crônica que existe no Brasil e tudo leva a crer que o povo continuará cobrando os políticos. Por conta das mil e uma exigências da Fifa para realizar o Mundial de futebol em um país, criou-se a expressão “padrão Fifa”. Com isso, a entidade futebolística ensinou o Brasil que, além de uma Copa de alto nível, também é preciso ter educação, saúde, segurança e mobilidade urbana de acordo com o “padrão Fifa”. Além do legado básico de arenas maravilhosas (fui na Fonte Nova, em Salvador, e amei), algumas obras de infraestrutura foram feitas e fi-

carão para a população. Sem falar nos mais de 700 mil estrangeiros e 1 milhão de brasileiros se locomovendo de cidade em cidade, gerando renda e uma sinergia maravilhosa entre povos e culturas. Foi uma oportunidade e tanto de apresentar o melhor do Brasil e dos brasileiros: hospitalidade, cordialidade, belezas naturais, culinária, música e muito mais. Sem dúvida, muitos desses estrangeiros serão embaixadores do Brasil em seus países e isso vale mais que qualquer campanha de marketing ou anúncios na mídia estrangeira. E por falar em mídia, a exposição do Brasil na imprensa e nas redes sociais foi impressionante - não necessariamente pelo futebol praticado pela seleção, mas por sediar um mundial de futebol de forma tão mágica. Minha experiência em Salvador nos dias da Copa (quando assisti a Alemanha x Portugal) não podia ter sido melhor. Um estádio de primeira, paz entre os torcedores e pessoas de todos as partes do mundo circulando pela cidade. Um espetáculo de nações unidas. Os brasileiros sofreram com o processo da Copa, mas, no final, sobraram boas coisas para o povo brasileiro. E, de agora em diante, é preciso continuar atento à corrupção e exigir padrão Fifa para educação, saúde, segurança e mobilidade urbana. Viva o povo brasileiro que deu um show! Flavio Mendes Bitelman Publisher

flaviobitelman@revistaview.com.br 4

VIEW 141

julho:2014

editora Andrea Tavares (MTb. 16.030) andreatavares@revistaview.com.br diretora de arte Débora Nascimento deboranascimento@revistaview.com.br gerentes de marketing e comercial Fernanda Ferret fernandaferret@revistaview.com.br Nara Monteiro naramonteiro@revistaview.com.br secretária de redação Cristiana Brito cristianabrito@revistaview.com.br gerente administrativa Juliana Vasconcelos administracao@revistaview.com.br

Kriz Knack

Muito se falou sobre a incompetência da administração pública em preparar o Brasil para a Copa do Mundo, contrariando os preceitos de que um evento desse porte precisa deixar um legado para o país e seus habitantes. Em se tratando de uma nação que padece de muitos avanços em termos de saúde, educação e mobilidade urbana, a oportunidade cairia como uma luva. Além de novos estádios, palcos do esporte que boa parte da população considera como religião e que realmente mereciam uma renovação, muitos outros aspectos da vida brasileira careciam de evolução.

publisher Flavio Mendes Bitelman flaviobitelman@revistaview.com.br

gerente de circulação Judith Belleza judith@brandmember.com.br projeto do logotipo Kiko Farkas (Máquina Estúdio) projeto gráfico Débora Nascimento projeto editorial Andrea Tavares colaboradores Edilene Domingues Fábia de Mattos Spadoto Fabrizio Del Ducca • Fernanda Guedes Graziela Canella • J. Egberto Kriz Knack • Marcelo Cipis Marisa Giraldis • Patrícia Chequetti Pauliane Claro • Richard Vinic computer to plate e impressão Ipsis Gráfica e Editora S.A. circulação Nacional tiragem 15 mil exemplares assinaturas 11 3971 4372 assinaturas@revistaview.com.br As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. Nenhuma parte desta edição (textos ou imagens) pode ser utilizada ou reproduzida em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou eletrônico, fotocópia, gravação etc. e tampouco apropriada ou estocada em sistema de banco de dados sem a autorização prévia e por escrito da Jobson Brasil. A revista VIEW é uma publicação da Jobson Brasil Ltda. para o setor óptico-oftálmico. Rua Cônego Eugênio Leite 920 - Pinheiros São Paulo/SP - 05414-001 Tel. 11 3061 9025 Fax 11 3898 1503 revistaview@revistaview.com.br www.revistaview.com.br


NIKEVISION.COM

NIKE 5524


o ã ç a d e r a d diário

Andrea Tavares

#CheirinhoDeBebê A Jobson Brasil ganhou mais uma “mascotinha”: trata-se da Luiza, filha da editora da editora da Universo Visual, a revista de oftalmologia, Marina Almeida, que veio ao mundo em 10 de julho. Seja bem-vinda, pequena Luiza!

#RodinhasNosPés

#FazBemParaOsOlhos Nesta edição, a gente estreia a seção Colírio, uma reunião de belas imagens para você exercitar sua visão em alto nível. Fica nas últimas páginas da revista, para fechar a edição no auge e com os olhos renovados. Desta vez, o publisher Flavio Bitelman compartilha fotos de sua recente viagem à África do Sul. Vale a pena conferir.

Flavio Bitelman

E por falar em esporte e nobreza, no final de maio a editora Andrea Tavares viajou a convite da Marchon e da Lacoste para cobrir a edição 2014 de Roland Garros, um dos mais importantes torneios de tênis em caráter mundial. Foi uma experiência e tanto: Andrea voltou encantada com a nobreza, a reverência e o respeito ao esporte. Isso e muito mais você confere a partir da página 12.

#CidadesDaÓptica Fica do outro lado do mundo, os ópticos brasileiros não têm o hábito de visitar sua feira, mas a gente também elegeu Tóquio (que promove a IOFT, tradicionalmente em outubro) para ser retratada na série especial Cidades da Óptica, inaugurada na VIEW 137 pelo nosso parceiro de longa data, o artista plástico Marcelo Cipis, que há 14 anos integra a equipe da VIEW, ilustrando religiosamente a última página, batizada de “Armação do Cipis”. www.facebook.com/revistaview

#AtéBreve Vamos ficando por aqui, querido leitor. A gente se vê em breve. Boa leitura! ☺

“VÍ-u” VIEW =

www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br revistaview@revistaview.com.br

6

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br

Arquivo pessoal

as ga às su e h C ! VIEW s do ovidade eitor da l n o s d a i r m e a co liás, Olá, qu rechead undo, a o M ã #Hello . ç l i a d i e d to a mun ais uma ial quan m sileiro e c a e r mãos m p b s e o c o i to tã o ópt atro e momen mercad re de qu r m o u c r de o o e p u sa o poder vento q m e e que pas t o e , l o E o d Mun o futeb a afora. t e n a l p Copa do , é a nobreza d sse especial nos as por e quatro a ilhões de pesso festa fica muito er ar m ara pod ue essa p q a i r a d mobiliz r b m se pre lem óculos e imagen e d vale sem se está com os w o o h desse s o orgulh e d t a n t quando e n o m l c r visua ial por o um desfruta nda mais espec omovid r p s o i a m s. E s e ter ial. ☺ emoçõe asileiro r b s ão espec o t l m o r e b s e t e d l de fu Mundia

141

julho:2014

diário da redação


DISRUPTIVE BY DESIGN Eyeshade® 1984

Frogskins® 1985 Em 1984 criamos óculos que mudaram o esporte. Trinta anos depois continuamos criando produtos que as pessoas não sabiam que precisavam – THE HERITAGE COLLECTION.

RazorBlades® 1987

©2014 Oakley, Inc.

Instagram: @oakleybr

www.facebook.com/oakleybrasil


jogo rápido

o que é noticia no mercado

Vem de Balsas, interior do Maranhão, o post eleito para esta edição e sua autora é a consultora óptica Aldefran Guimarães (@defranguimaraes) da Ótica Ponto de Vista. Aos 20 anos e atuando no setor há quase dois anos, a consultora revela que ama seu trabalho - o post com vários óculos reflete bem esse sentimento.

Divulgação

Tem perfil no Instagram ou no Facebook e tirou uma foto linda e/ou criativa que tem tudo a ver com óculos, visão, óptica ou algo mais relacionado ao mercado? Publique com a hashtag #revistaview e então sua imagem pode ser publicada na VIEW.

anúncios

Você tem comentários, sugestões, críticas ou dúvidas sobre a VIEW? Ou então quer divulgar notícias de lançamento de produtos ou novidades sobre a sua óptica? Faça contato com a editora Andrea Tavares na redação.

Deseja anunciar? Procure uma das gerentes de marketing e comerciais da Jobson Brasil. ma rk

matérias

ng e come eti

Fernanda Ferret Tel. 11 3061 9025 ramal 109 fernandaferret@revistaview.com.br

e

ra

Andrea Tavares Tel. 11 3061 9025 ramal 105 andreatavares@revistaview.com.br

rketing

o edit

ma

assuntos gerais

aç ão

Cristiana Brito Tel. 11 3061 9025 ramal 108 cristianabrito@revistaview.com.br

Nara Monteiro Tel. 11 3061 9025 ramal 104 naramonteiro@revistaview.com.br

de re d ária et

sec r

Está precisando de algum apoio ou esclarecimento e não sabe como fazer? Fale com a secretária de redação.

mercial co

atendimento ao assinante Quer assinar a VIEW? Já é assinante e tem alguma dúvida? Ligue para a nossa Central de atendimento no 11 3971 4372.

al rci

fale com a

7

o es maior É sete vez e as ueda entr risco de q ade terceira id a d s a o s s pe l ção visua sem corre do com comparan com ue estão aquelas q em dia. os óculos

Fonte: o estudo Projected costs of fall related injury to older persons due to demographic changes in Australia (do inglês, algo como “Custos estimados de lesões relacionadas a pessoas mais velhas em virtude das mudanças demográficas na Austrália”) de P. Mitchell do Blue Mountain Eye Study.


aconteceu

o que anda acontecendo por esse Brasil afora

Copa do Mundo ganha Arena Carrera Em 11 de junho, a Safilo inaugurou a Arena Carrera, recebendo lojistas, parceiros e celebridades no ambiente interativo que funcionou durante toda a Copa do Mundo exibindo vários jogos, além de uma série de atividades diárias durante todo o torneio. O local escolhido para sediar o espaço fica no bairro que se tornou o maior local de comemoração durante o mundial de futebol: a Vila Madalena, zona oeste de São Paulo. Veja mais sobre a Arena Carrera em Foco.

Nely Capobianco e Santo Capobianco Junior (Ótica SR, São Paulo)

Cristina Sakamoto, Patrícia e Alexandre Brasolin (Ótica Brasolin, São Paulo)

Ricardo Giovannetti, Cíntia Banús e Gabriel Sasaki (Safilo)

Ricardo e Franceline Brasolin (Ótica Brasolin, São Paulo)

As atrizes Fiorella Mattheis e Cleo Pires (à esquerda), estrelas da noite

Clayton e Anderson Sousa (Fototica, São Paulo)

Regis Gaspari (Safilo) entre Debora Kelius e Gisely Lima (Ótica SR, São Paulo)

10

VIEW 141

julho:2014

Osvaldo Bukovski e Marcelo Duarte (Grupo Bukovski, Campos dos Goytacazes/RJ)

www.revistaview.com.br


Rui Lima (Safilo), Adauto Camargo e Tiago Salvador (Terceira Visão, Itapetininga/SP)

Junior Barbosa, Sidney Cardamoni, Igor e André Augusto (Max Foto, São Paulo)

Rui Lima, Naize Marconi e Diego Borghi (Safilo)

Mayara Castilho e Rafael Jordão (Óticas Carol, São Bernardo do Campo/SP)

Francisco e Deborah Ventura (Ótica Ventura, São Paulo), Sergio Luizetto (Lunex), a apresentadora Amanda Françozo e Felipe Ventura (Ótica Ventura)

A paulistana Ótica Ventura promoveu um coquetel em 29 de maio, em sua loja dos Jardins, zona oeste de São Paulo, um coquetel de lançamento da Lunex, marca de óculos produzida com fibra de carbono tubular. Clientes, amigos e celebridades marcaram presença.

Sergio Luizetto (Lunex) e João Carlos Camargo (Alfaiataria Camargo)

Divulgação

Lunex lança na Ventura

O ator Cassio Scapin com Deborah e Francisco Ventura (Ótica Ventura)

Felipe Ventura (Ótica Ventura) e o ator Matheus Braga

Sergio Luizetto (Lunex) e a atriz Jacqueline Dalabona

www.revistaview.com.br

julho:2014 VIEW 141

11


especial

a VIEW no universo do tênis

Em Roland Garros com a Lacoste Texto e fotos Andrea Tavares

Meu amor pela moda passa, em grande parte, pela sua história e pela forma como é possível acompanhar o desenvolvimento do mundo pelos estilos de roupa adotados por homens e mulheres ao longo das décadas. É por isso que estou sempre interessada em conhecer mais sobre a história das marcas. Lembro que em 2011, quando pautei a Lacoste para as páginas de Mondo Fashion da VIEW 114, fiquei encantada como uma camisa polo foi capaz de construir um império. Essa mesma camisa polo que, 80 anos depois, tem um exemplar vendido a cada 2 segundos pelo mundo afora em mais de 60 cores diferentes. Em 1927, o tenista francês René Lacoste ganhou uma mala de pele de crocodilo de seu técnico

em uma aposta, após levar sua equipe à vitória em um importante torneio. Por este motivo, além de seu estilo agressivo de surpreender os adversários com movimentos em ziguezague nas quadras de tênis, ganhou o apelido “Le Crocodile” de um jornalista da agência de notícias Associated Press. Por causa disso, passou a usar nas roupas a figura de um crocodilo enquanto colecionava títulos nos principais campeonatos de tênis da época, como Roland Garros, Wimbledon e Forest Hills. O desenho, criado por um amigo de Lacoste, Robert George, aparecia bordado na camisa de algodão que ele usava nos jogos - foi assim que ela, a camisa polo, nasceu: era ideal para absorver a transpiração nos dias quentes, pois tinha mangas curtas, gola e pequenos botões até a altura do peito. A campeã de golfe Simone Thion de la Chaume, que mais tarde se casaria com René Lacoste, foi quem notou o potencial da camisa até então inusitada que o tenista desfilava nas quadras. Com seu apoio, Lacoste fundou uma empresa, em 1933, em parceria com o proprietário de uma grande fábrica francesa de roupas, André Gillier, para reproduzir camisas bordadas com o logotipo que havia criado para usar nas quadras. Foi a primeira vez que uma logomarca apareceu do lado de fora de uma peça de roupa e não apenas na etiqueta. Batizada de “la chemise Lacoste” (do francês, “a camisa Lacoste”), era confeccionada em jérsei de piquê miúdo de alta qualidade, leve, confortável e fresco, na cor branca, com o crocodilo verde bordado na altura do coração. Entre os jogadores de tênis da época, que até então vestiam camisas de manga longa, colarinho duro e pouco confortáveis, a camisa Lacoste rapidamente tornou-se um uniforme. Em 1939, foram vendidas 300 mil unidades do modelo.

A origem de tudo - Com essa história em mente, há algumas semanas, mais precisamente, nos últimos dias de maio, tive a oportunidade de ir aonde tudo começou. Recebi um convite especial da Marchon, detentora da licença para criação e distribuição mundial das coleções de óculos da Lacoste, para uma press trip (do inglês, “viagem para a imprensa”) rumo a Paris a fim de cobrir o torneio de Roland Garros, que tem a marca do crocodilo como uma de suas patrocinadoras. Às vésperas da Copa do Mundo - ainda mais uma Copa realizada no Brasil -, o universo do tênis parecia distante. Mas eu não podia esquecer que, ao lado do esporte bretão, o tênis foi um dos primeiros esportes que acompanhei desde criança. Nos anos 70, ficava colada na tevê para assistir a incríveis jogos entre o sueco Björn Borg e o norte-americano Joe McEnroe que, além das performances sensacionais (ambos foram considerados 12

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


No final de maio, uma press trip (do inglês, “viagem para imprensa”) organizada pela Marchon e a Lacoste levou a editora da VIEW, Andrea Tavares, a Paris para o torneio de Roland Garros, o berço da marca francesa, conhecida mundialmente por suas camisas polo e o logo do crocodilo.

várias vezes número um do tênis mundial), formavam uma combinação e tanto nas quadras por conta do ar gélido e contido do primeiro em contraste à impulsividade do segundo. Foi aí que ouvi falar pela primeira vez em Roland Garros e aprendi que o torneio parisiense, ao lado de outros três (os abertos da Austrália e dos Estados Unidos e Wimbledon, realizado na Inglaterra) formam o Grand Slam, a glória máxima para quem consegue conquistar os quatro em um mesmo ano. E ter a chance de viver esse momento “Roland Garros”, anos depois, resgatou aquele carinho de criança que eu tinha pelo esporte. Se no ano passado, em fevereiro (veja VIEW 129), eu tive a oportunidade de assistir a um dos dois desfiles comemorativos da celebração de 80 anos da Lacoste durante a Semana de Moda de Nova York conhecendo mais profundamente o universo atual da marca e entrevistando, inclusive, seu diretor da criação, Felipe Oliveira Baptista, agora em Roland Garros “mergulhei” nas raízes da Lacoste, vendo de perto sua íntima relação com o tênis e a importância de René Lacoste para o esporte.


especial

a VIEW no universo do tênis

Embaixador Lacoste: o francês Sébastien Grosjean em seu tempo de tenista

René Lacoste: eternizado na praça principal de Roland Garros

Os ídolos do tênis - Ninguém melhor que um embaixador da Lacoste e ex-tenista, o francês Sébastien Grosjean, quarto no ranking da Associação de tenistas profissionais (ATP) em 2002, para ser o anfitrião dessa visita. Roland Garros é uma Disney World do tênis encravada no coração de Paris, com três estádios, áreas de entretenimento, serviços e uma linda praça que homenageia icônicos esportistas na história do tênis, dentre eles René Lacoste. Com a companhia de Grosjean, pudemos circular livremente pelos espaços e conhecer os bastidores. Sem dúvida, uma experiência e tanto. Minha referência a Roland Garros como uma Disney World do tênis vai além do fato de ser um lugar em que se respira o esporte o tempo todo. É que o local tem uma concentração enorme de crianças e adolescentes, todos encantados pelo tênis e muitos com aquele brilho nos olhos de que sonham em se tornar tenistas profissionais e alcançar a glória máxima naquelas quadras. Muitos grupos de pequenos acompanhados de seus professores e treinadores. Grosjean, obviamente, tem status de celebridade. Vários meninos o paravam pedindo autógrafos em bolas de tênis ou bloquinhos de papel, quando eu esperava que chegassem com smartphones (ou, pelo menos, câmeras digitais) e fizessem selfies com o astro. Depois do tour, mais um momento especialíssimo: assistir às partidas. Mais que a honra de ver Venus Williams e Novak Djokovic em ação, é mágico estar naquele ambiente. De perto, ali diante dos meus olhos, o tênis respira nobreza e muito respeito. É um verdadeiro ritual. Tal qual a frase estampada nas dependências de Roland Garros: “o tênis é mais que um esporte. É uma arte, assim como a dança”. Seu autor é um dos maiores tenistas de todos os tempos, o norte-americano Bill Tilden (1893-1953), número um no ranking durante sete anos. E o que dizer da sorte de assistir aos jogos de dois dos meus tenistas preferidos da atualidade? Sensacional, mesmo vendo Venus 14

VIEW 141

julho:2014

Beleza natural: flores para lá de lindas iluminam a “Disney World” do tênis

Felizes em Roland Garros: crianças e adolescentes, fãs do esporte


especial

a VIEW no universo do tênis

Venus Williams e Novak Djokovic: em ação nas quadras

perder para a eslovaca Anna Schmiedlova, o importante era estar lá. Djokovic, por sua vez, levou a melhor diante do francês Jeremy Chardy.

Hora de ver os óculos - Os encantos eram muitos, mas os óculos jamais podem ser deixados de lado. Foi hora de conversar com o diretor global da Marchon para a Lacoste, Gabriele Bonapersona, que apresentou pessoalmente os dois principais destaques da marca do crocodilo para esta temporada. Um aspecto importante é observar que a coleção vem ganhando maturidade no design - desde o lançamento, em 2012, bons passos foram dados. Segundo Bonapersona, a parceria entre Lacoste e Marchon é muito sólida, o que facilita reproduzir o DNA da marca nos óculos de forma cada vez mais criativa. O Brasil está entre os cinco países que mais vendem os óculos Lacoste. Viva o Brasil - A primeira novidade é a coleção cápsula Lacoste Rio. Mais brasileira impossível. Até o crocodilo incorporou as cores da nossa bandeira, que também ganham a superfície interna das hastes em estampa que remete ao piquê, o tecido das camisas polo, o ícone maior da marca. São cinco cores de armação (incluindo verde, azul e branco) com opções de lentes espelhadas. A expressão “coleção cápsula” vem do inglês “capsule collection” e define uma minicoleção lançada em caráter especial, seja por meio de colaborações com celebridades, designers ou figuras estratégicas ou por conta de um tema especial, uso de matérias-primas originais etc.

Lacoste Rio modelo L711S 414

Lacoste Rio modelo L711S 005

Lacoste Rio modelo L711S 315

Brilha no escuro - Neon é o nome da segunda grande novidade da Lacoste. Tudo a ver com o verão que a essa altura domina o hemisfério norte. Os tons fortes e iluminados, alvo da escolha de estilistas de acessórios nas últimas temporadas, também marcam presença nos solares de acetato de inspiração aviador, combinados com o preto. O detalhe é que são de fato iluminados, já que brilham no escuro. Lacoste modelo Neon

Lacoste modelo Neon

Lacoste modelo Neon

Lacoste modelo Neon Lacoste modelo Neon

16

VIEW 141

julho:2014


Divulgação

a óptica no mundo

Google Glass Parceria com Diane Von Furstenberg O namoro do Google Glass com o universo fashion começou em setembro de 2012. Foi na Semana de moda de Nova York, quando os óculos inteligentes do gigante da internet estrearam na passarela de primavera - verão 2013 da estilista Diane Von Furstenberg. Modelos e criadora usaram a inovação nos bastidores e durante o desfile, ação que gerou o curta metragem DVF Through Glass (do inglês, algo como “DVF”, as iniciais do nome da estilista “através do Google Glass”). Naquela altura, era apenas o lançamento prévio do produto, comercializado apenas para programadores. Com o passar do tempo, o Glass rapidamente se tornou o ícone da tecnologia vestível, já é comercializado nas boas lojas e sites do ramo nos Estados Unidos e, em março, um novo anúncio impactou o mercado: a parceria entre Luxottica e Google para criar novas versões do Glass das marcas Oakley e Ray-Ban. Em junho, mais uma novidade: um novo fruto da parceria com a estilista Diane Von Furstenberg, com o lançamento da DVF | Made for Glass Collection, série limitada de armações de receituário e óculos solares apresentada na edição 2015 da temporada Resort (na Europa e nos Estados Unidos, coleção que chega às lojas entre novembro e dezembro e oferece uma variedade de acessórios e roupas leves e confortáveis, mas lu-

Tecnologia vestível versão fashion: o resultado da parceria entre Google Glass, Diane Von Furstenberg e Marchon

xuosas), produzida em parceria com o Google e a Marchon, corporação de óptica que detém a licença mundial para criação, produção e distribuição da coleção de óculos da estilista. A coleção, composta por cinco armações de receituário e oito modelos solares, está sendo comercializada exclusivamente online em www.net-a-porter.com e no próprio site do Glass. Segundo o Google, o Net-A-Porter oferece combinações com o Glass em si, um par de receituário e um de solares por US$ 1,7 mil. Já o Google vende os itens separadamente (o Glass por US$ 1,5 mil; o solar por US$ 120 e a armação por US$ 225).

Synsam Compra na Escandinávia Fundos administrados pela CVC Capital Partners adquiriram da investidora Alipes AB a Synsam Nordic A/S, a mais importante rede de óptica da Escandinávia com mais de 420 lojas próprias e unidades franqueadas na Dinamarca, na Suécia e na Noruega - nesses dois últimos países, opera sob a marca Synsam; já em solo dinamarquês, sob a marca Profil Optik. Na Finlândia, funciona por meio de um acordo de cooperação com uma rede local também sob o nome Synsam. A empresa fechou 2013 com receita de 3 bilhões de coroas suecas (cerca de US$ 440 milhões) e 2,6 mil funcionários. A origem da Synsam remete a 1968, quando ópticas inde18

VIEW 141

julho:2014

pendentes na Suécia uniram forças sob uma marca comum. Entre 2007 e 2009, a Alipes AB (empresa de investimentos focada em varejo e consumo, de propriedade da Inter Ikea Investiments e da Ikano), realizou em parceria com os donos das lojas mais de 200 aquisições individuais de pontos de venda da Synsam e da Profil Optik na Dinamarca, na Noruega e na Suécia.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing. www.revistaview.com.br


LANÇAMENTO 0 1 13 0 3 7 . 8 8 8 8


um giro pelo universo da óptica

Divulgação

a óptica no mundo

The Vision Council Proteção contra o ultravioleta

Google e Alcon Parceria para lentes de contato Em A óptica no mundo da VIEW 138, o leitor já foi informado sobre o anúncio do Google, em janeiro, de desenvolver lentes de contato inteligentes para portadores de diabetes capazes de monitorar, por meio da lágrima, os níveis de glicose. Naquela altura, os criadores do projeto, os cientistas Brian Otis e Babak Parviz, explicaram que estavam testando um protótipo da lente de contato inteligente que utiliza um minúsculo chip sem fio e um sensor de glicose miniaturizado incorporado entre duas camadas do material da lente. Seis meses depois, mais precisamente, em 15 de julho, a Alcon, empresa de cuidados visuais da Novartis, divulgou um acordo com o Google X, a divisão do gigante da internet focada em inventar novas soluções para grandes problemas globais, a fim de licenciar a tecnologia de lentes de contato inteligentes para todos os fins médico-oculares. O acordo prevê que o Google X e a Alcon trabalharão em parceria para desenvolver lentes inteligentes com o potencial de tratar várias condições oculares. O interesse da Novartis está focado em duas áreas. A primeira é auxiliar os portadores de diabete a gerenciar a doença fornecendo contínua e minimamente invasiva medição dos níveis de glicose conectando-se sem fio por meio de um dispositivo móvel (smartphone, por exemplo). A segunda é destinada aos presbitas que já não conseguem ler sem óculos. A lente inteligente teria o potencial de proporcionar a acomodação da visão a fim de restaurar o autofoco natural do olho em objetos próximos, na forma de uma lente de contato ou intraocular acomodativa, como parte do tratamento da catarata refrativa. Segundo o CEO da Novartis, Joseph Jimenez, a parceria com o Google “é um passo fundamental para ir além dos limites do jeito tradicional de gestão das doenças, a começar pelo olho", disse o CEO da Novartis, Joseph Jimenez. Já o cofundador do Google, Sergey Brin, comentou que “o sonho do Google é usar a tecnologia mais avançada na miniaturização da eletrônica a fim de contribuir para melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas. Estou muito animado em trabalhar com a Novartis para tornar esse sonho em realidade”. A transação está sujeita à aprovação dos órgãos regulatórios.

Muitos norte-americanos ainda não têm noção dos danos causados aos olhos por conta da exposição prolongada aos raios ultravioleta. É o que revela a pesquisa anual sobre o tema produzida pelo The Vision Council, a entidade número um de óptica nos Estados Unidos, que tem trabalhado para educar os consumidores sobre os benefícios em curto e longo prazos do uso frequente de óculos solares com lentes dotadas de proteção contra os raios ultravioleta - hábito que menos da metade da população, isto é, 46%, tem colocado em prática. A pesquisa também indicou que: • 46% dos adultos declararam que usam óculos solares apenas em dias de sol - expondo, assim, seus olhos à radiação ultravioleta presente também nos dias parcial ou totalmente nublados. • 35% entre os que responderam usar óculos solares não sabiam se seus óculos tinham lentes com proteção contra os raios ultravioleta; 10% declararam que seus óculos não tinham nenhuma proteção. • 49% não tinham conhecimento que a exposição prolongada à radiação ultravioleta pode acelerar o surgimento da catarata. • 27% - somente! - declararam guardar seus óculos solares em estojos; a maioria joga-os dentro da bolsa, deixa-os no painel do carro ou em bancadas. Resultado: arranhões podem danificar a proteção contra os raios ultravioleta das lentes e o calor pode deformar os óculos. O relatório completo da pesquisa, em inglês, está disponível para consulta ou download em http://goo.gl/mhijp1.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

20

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Essilor Aquisição do Coastal.com A Essilor International comunicou a aquisição de todas as ações ordinárias (aquelas que proporcionam participação nos resultados da empresa e conferem ao acionista o direito de voto em assembléias gerais) em circulação do Coastal.com, um dos mais importantes sites de vendas de produtos ópticos. Com sede na cidade de Vancouver, no Canadá, o Coastal.com produz e comercializa uma extensa oferta de armações de receituário (vendidas com e sem lentes prescritivas), óculos solares, lentes de contato e acessórios e teve receita de 218 milhões de dólares canadenses (cerca de US$ 202 milhões) no ano fiscal que se encerrou em 31 de outubro. A transação foi fechada por 12,45 dólares canadenses (cerca de US$ 11,6) o valor unitário da ação, o que representa um valor patrimonial de cerca de 430 milhões de dólares canadenses. Segundo o CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Essilor, Hubert Sagnieres, “a aquisição do Coastal.com está totalmente alinhada com os esforços da Essilor em fazer da internet um poderoso motor de crescimento de todo o setor óptico. As vendas online têm um forte potencial de crescimento e essa plataforma, usada corretamente pela Essilor, vai colaborar para educar os consumidores e torná-la mais conveniente para que desfrutem de boa saúde visual, beneficiando assim todos os segmentos do mercado”. Com a aquisição, o Coastal.com passa a ser dirigida pelo executivo Roy Hessel, que também atua como presidente das iniciativas online da Essilor of America. O fundador e até então CEO do site, Roger Hardy, permanecerá como consultor nos próximos três anos. Em entrevista concedida com exclusividade ao VMail, o informativo virtual do Vision Monday, o presidente da Essilor of America, John Carrier, explicou que a aquisição é estratégica e permitirá a Essilor, que já possui dois outros varejistas online (o EyeBuyDirect.com e o FramesDirect.com), expandir significativamente sua presença virtual e sua capacidade de atuar em vá-

rios canais. "A internet complementa os canais de distribuição tradicionais, que continuam sendo número um na capacidade de promover valor agregado na tomada de medidas e no serviço aos usuários. A Essilor está alerta para que o avanço das vendas online de produtos ópticos não se dê em detrimento da segurança do consumidor e da qualidade do desempenho do produto", declarou. Carrier destacou também a combinação particular do Coastal.com de tamanho, múltiplos países que opera e diversidade de produtos: armações de receituário, óculos solares e lentes de contato. O site atua em cerca de 12 nações, incluindo Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Japão, Noruega, Nova Zelândia e Suécia. O executivo também comentou que não há planos de combinar seus três negócios online, já que cada um tem sua identidade. “As três marcas permanecerão as mesmas e o nome Essilor não ficará visível aos consumidores, da mesma forma que nos outros negócios da empresa”, acrescentou. Embora o Coastal.com também comercialize lentes oftálmicas, Carrier enfatizou que a Essilor não acrescentará Varilux ao mix de produtos do Coastal ou a qualquer das suas outras operações online. “A marca Varilux requer o profissionalismo dos consultores ópticos para ser comercializada”, definiu. “Acredito que a internet é boa para prescrições de visão simples e a Essilor não promoverá a venda de lentes progressivas, que estarão disponíveis, mas a empresa vê a rede como um canal muito mais adequado à venda de lentes de visão simples”. A Essilor promoveu uma mudança na estratégia da Coastal.com parando imediatamente a expansão internacional das lojas físicas, iniciativa que teve início no ano passado. Atualmente, são duas lojas no Canadá (Toronto e Vancouver), uma na Austrália e algumas na Suécia. “O site tinha um amplo plano de expansão de lojas físicas em vários países, mas a Essilor decidiu parar essa expansão e as unidades existentes deverão ser passadas para frente”, explicou.

Match Vanni no portfólio A companhia norte-americana anunciou a criação de uma nova divisão, a Design Gallery (do inglês, algo como “galeria de design”), e a primeira marca a fazer parte desse universo é a italiana Vanni, focada em design óptico. O acordo foi assinado em 1º de junho.

Original de Turim, a Vanni tem 25 anos de existência e é comercializada em mais de 40 países. A Match tem sede em Westbury, estado de Nova York, conta com centros de distribuição no Brasil, no Canadá e na Itália e distribui seus produtos para Canadá, Estados Unidos, Europa e América do Sul.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

22

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


VOCÊ SABIA 1 A CADA 2 USUÁRIOS DE ÓCULOS CONSIDERA USAR LENTES DE CONTATO (5 MILHÕES DE PESSOAS1), MAS ENXERGAM ALGUMAS BARREIRAS.

As lentes de descarte frequente ACUVUE® rompem tais barreiras e proporcionam os benefícios esperados pelos seus clientes: Sensação de estar sem lentes2

100% de oxigênio para olhos saudáveis3,4

Fácil manuseio5

Portanto, para seus clientes usuários de óculos, lembre-se de indicar lentes de contato de descarte frequente como uma excelente opção de correção visual.

DESCARTE DIÁRIO

DESCARTE A CADA 2 SEMANAS TAMBÉM PARA ASTIGMATISMO

ATENDIMENTO PERSONALIZADO ATRAVÉS DE NOSSO SAC: 0800 728 8281 © Johnson & Johnson do Brasil Indústria E Comércio de Produtos Para Saúde Ltda - JUNHO/2014 1. Dados em arquivo: Estudo populacional nacional de incidência 2013. De propriedade da Johnson&Johnson Vision Care. 2. MORGAN PB et al. Ocular physiology and comfort in neophyte subjects fi tted with daily disposable silicone hydrogel contact lenses. Cont. Lens Anterior Eye. 2013 Jun;36(3):118-25. 3. BRENNAN, N. Beyond Flux: Total Corneal Oxygen Consumption as an Index of Corneal Oxygenation During Contact Lens Wear. Optometry and Vision, Vol. 82, No. 6, June 2005. 4. Morgan PB et al. Ocular physiology and comfort in neophyte subjects fi tted with daily disposable silicone hydrogel contact lenses. Cont. Lens Anterior Eye. 2013 Jun;36(3):118-25. 5. JJVC data on fi le 2009, 1-DAY ACUVUE® TruEye®. 127 subjects, existing CL wearers, 1 - week daily study. Senofilcon A - 1ACUVUE® OASYS® com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620045, Narafilcon A - 111-DAY ACUVUE® TRUEYE® com HYDRACLEAR® 1: Reg.ANVISA 80148620065. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA REFRACIONAL. Johnson & Johnson Industrial Ltda. Rod. Pres. Dutra, Km 154 - S. J. dos Campos, SP. CNPJ: 59.748.988/0001-14. Resp. Téc.: Evelise S. Godoy – CRQ nº 04345341. Mais informações sobre cuidados de manutenção, advertências e indicação de uso do produto verifique o Guia de Instruções ao Usuário, acesse www.acuvue.com.br ou ligue para Central de Relacionamento com o Consumidor 0800 7274040.


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Essilor

VisionWeb

Fusão de laboratórios

100 milhões de pedidos online

Nos Estados Unidos, a Essilor promoveu a consolidação de dois de seus laboratórios parceiros em uma única operação. São o Jorgenson Optical Supply (fundado em 1927 e adquirido pela corporação em 2005) e o Peninsula Optical Lab (fundado em 1987, negociado em 2006), ambos situados no estado norteamericano de Washington. A empresa passará a ser chamada de Jorgenson-Peninsula Optical Supply e operará na sede do Jorgenson, que fica na cidade de Tacoma, em dois turnos para garantir a rapidez nas entregas. Os sócios da Essilor, fundadores dos laboratórios, permanecem nos negócios: John Jorgenson foi nomeado presidente do Jorgenson-Peninsula e Willie Hein, o gerente geral do Peninsula, será o gerente geral na nova empresa.

Nos Estados Unidos, o varejo óptico está renovando e repondo online seus estoques como nunca. O ato já se tornou rotina em boa parte dos pontos de venda de óptica no país e os profissionais já entenderam que fazer pedidos online é uma boa forma de manter um fluxo eficiente de trabalho. Prova disso é a marca atingida pelo site VisionWeb, focado no B-to-B (do inglês, “negócio para negócio”, sigla para “business to business”, expressão que define no universo virtual as transações digitais entre empresas), que completou em abril um total de 100 milhões de pedidos online. O acesso para varejistas é gratuito. Apesar de ter sido lançado em 2001, o movimento de fato começou a aquecer dois anos depois, tanto que 70% dos 100 milhões de pedidos ocorreu nos últimos 11 anos. Nesse mesmo período de 11 anos, o número de contas registradas no site cresceu 1.321%. E, comparando-se com outras formas mais tradicionais de fazer pedido, o ganho de tempo é impressionante: segundo o VisionWeb, os profissionais ópticos economizaram 570 anos ao realizar os pedidos de forma virtual. Além de economizar tempo, os varejistas elegeram o serviço online pela facilidade de uso e a redução de erros e retrabalho. O VisionWeb tem como sócios as empresas Abbott Medical Optics, American Optometric Association, Essilor of America, Jobson Medical Information, Johnson & Johnson Vision Care, Marchon Eyewear e Transitions Optical. O centésimo milionésimo pedido veio da cidade de Traverse City, estado norte-americano do Michigan. Quase 30 mil varejistas ópticos dos Estados Unidos (70%) e de outros países (30%) usam o VisionWeb, que os conecta a mais de 400 fornecedores - laboratórios, fabricantes e distribuidores de armações de receituário, óculos solares e lentes de contato. Em 2003, havia 133 laboratórios conectados; hoje esse total é de 402 empresas. Entre os quase 30 mil varejistas usuários do VisionWeb, 64% dividem seus pedidos de lentes entre três ou mais laboratórios.

AOA, FDA e Hollywood Alerta ao consumidor Nos Estados Unidos, está sendo conduzida uma campanha de conscientização para o consumidor sobre os potenciais riscos de usar lentes de contato cosméticas sem prescrição adequada. Também conhecidas como “decorativas”, “fashion” ou “cosplay”, essas lentes de contato mudam a aparência dos olhos dando-lhes looks de vampiro e gato, além dos olhos totalmente brancos ou com várias cores. Usadas em filmes de Hollywood como X-Men e seriados de tevê como American Horror Story, muitas vezes criam características icônicas em personagens e despertam nos fãs o desejo de reproduzi-las. Por conta disso, a American Optometric Association (Associação norte-americana de optometria), o Food & Drug Administration (a agência reguladora de remédios e alimentos nos Estados Unidos, mais conhecida pela sigla “FDA”) e o Entertainment Industries Council (Conselho das indústrias de entretenimento) se uniram para mostrar a dramática realidade do uso indevido das lentes de contato. Uma série de vídeos, além de conteúdo informativo adicional, foram produzidos para promover o alerta. “O objetivo dessa importante campanha de saúde pública é sensibilizar a população, principalmente a juventude norte-americana e seus pais, sobre as graves consequências de comprar e usar lentes de contato decorativas sem prescrição correta”, afirmou a doutora em optometria Helene Clayton-Jeter, coordenadora dos programas de saúde da FDA.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

24

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


Al t at ecnol ogi a pa r aopont odev enda

A C A B A ME NT OD EA L T AQ U A L I D A D E

O P E R A Ç Ã OF Á C I LEMO D E R NA

C O NV E NI Ê NC I ANAC E NT R A G E MD I G I T A L

S I S T E MAE X C L U S I V OD EL E I T U R AD I G I T A L

L i gueFá ci l : www. essi l or sol ut i ons. com. br

Des des empr ecom v ocê.


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Luxottica Parceria com universidade

ProDesign Compra da Face a Face Novidades no universo do design óptico mundial. Em 12 de junho, a ProDesign Investiment, dona da ProDesign Denmark, a marca dinamarquesa de design óptico, concluiu a negociação de compra da marca francesa de design óptico Face a Face. Segundo o diretor de vendas da ProDesign Denmark, Lars Toftdahl, o fundo de private equity (do inglês, expressão que define fundos que compram participações em empresas) Erhvervsinvest II K/S, que investiu na empresa há vários anos, tem trabalhado para expandir os negócios de forma orgânica e procurado novas oportunidades. A dupla líder da Face a Face, Pascal Jaulent e Nadine Roth, continuará gerenciando as operações de forma autônoma. Os dois grupos permanecerão separados, cada um com sua identidade, compartilhando apenas alguns recursos.

26

VIEW 141

julho:2014

De Rigo Renovação com Loewe A companhia italiana de óptica anunciou, no início de junho, a renovação do contrato para criação, produção e distribuição global para a coleção de óculos da Loewe, a casa de moda espanhola que é parte do conglomerado francês de marcas de luxo LVMH. A parceria, que teve início no ano 2000, tem como meta de curto prazo nessa nova etapa, segundo comunicado oficial da De Rigo, o lançamento de uma linha de óculos masculinos, que deve ser apresentada em primeira mão, em junho, durante o desfile da grife na semana de moda masculina de Paris. Por razões naturais, o mercado predominante da grife espanhola é a Europa, inclusive para as coleções de óculos, mas a Loewe tem experimentado um crescimento considerável nos países asiáticos. A marca ainda não é distribuída no Brasil. Desde setembro, a Loewe tem o estilista inglês Jonathan Anderser como diretor criativo e as campanhas têm a estrela espanhola Penelope Cruz como rosto.

Divulgação

A corporação italiana anunciou a assinatura de acordo com a universidade milanesa Bocconi como parceira e apoiadora por cinco anos a fim de financiar um programa de bolsas de estudo para universitários e alunos de pós-graduação. Segundo o comunicado oficial da Luxottica, a meta da parceria é oferecer assistência financeira aos estudantes mais merecedores, apoiar sua formação e trajetória de crescimento e ainda oferecer suporte a três programas de estudo internacionais e ao projeto de mobilidade social da Bocconi intitulado “Una scelta possibile” (do inglês, “uma escolha possível”), esse último criado para dar aos alunos menos favorecidos social e economicamente a oportunidade de participar de cursos da universidade, com reembolso de todas as suas despesas educacionais. Os três programas internacionais apoiados pela Luxottica são o Mundo bacharel em negócios, com duração de quatro anos para os jovens de todo o mundo realizada tanto na sede milanesa da Bocconi como na University of Southern California, em Los Angeles e na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong; o Duplo grau em gestão internacional, curso de mestrado realizado integralmente em inglês, em que o primeiro ano se dá na Universidade Fudan de Gestão em Xangai e o segundo na própria Bocconi; e o Programa de pós-graduação em negócios da Mumbai International School of Business, escola de negócios internacional aberta pela Bocconi em 2012 na cidade indiana.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing. www.revistaview.com.br


Em ambientes internos, são lentes comuns. Em ambientes externos, são fora do comum.

NOVAS LENTES

MELHORE A VISÃO DOS SEUS CLIENTES. As lentes adaptáveis Transitions® Signature™ VII com a tecnologia Chromea7™ proporcionam uma experiência superior ao usuário. Elas são mais reativas à luz indireta do sol e se tornam ainda mais escuras em altas temperaturas. As lentes Transitions® Signature™ VII proporcionam excelente desempenho em ambientes externos e oferecem a total transparência que seus clientes desejam em ambientes internos. Permita que esta tecnologia inovadora ajude seus clientes a Ver o Melhor da Vida. Saiba mais em Transitions.com.br

Baixe o leitor de QR Code, faça a leitura do código e Veja o Melhor da Vida.

/TransitionsBrasil @Transitions_BR

®

LENTES TRANSITIONS . VEJA O MELHOR DA VIDA.

Transitions_BR

Transitions e o “Swirl” são marcas registradas e Transitions Signature e Chromea7 são marcas da Transitions Optical, Inc.©2014. Transitions Optical, Inc. O desempenho fotossensível é influenciado pela temperatura, pela exposição aos raios UV e pelo material das lentes. Fotos meramente ilustrativas.


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Indústrias de lentes O golpe militar ocorrido na Tailândia no final de maio não interrompeu a atividade das indústrias de lentes oftálmicas instaladas naquele país. Três corporações globais com unidades produtivas na região da capital Bancoc (Essilor, Hoya e Vision-Ease) informaram ao VMail que os negócios seguiam como de costume por lá. Um porta-voz da Essilor disse que a situação na capital tailandesa continuava “calma” e que todas as operações da fábrica, localizada a mais de 50 quilômetros do centro da cidade, seguiam normalmente. “Foi decretado um toque de recolher das 22h às 5h, mas a equipe foi dispensada, inclusive a dos trabalhadores do turno da noite. O aeroporto internacional, também localizado fora da cidade, continua funcionando. No que diz respeito à segurança de todos os funcionários - incluindo os tailandeses e familiares expatriados - a Essilor está seguindo as recomendações das diferentes embaixadas, respeitando essencialmente o toque de recolher”, relatou. Já o CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Hoya Vision Care, Gerry Bottero, disse que “o golpe militar não teve nenhum reflexo tanto na produção, quanto nas rotas de transporte e nas operações de exportação a partir do aeroporto de Bancoc. A empresa está monitorando continuamente a situação e reportando-se a seus acionistas duas vezes ao dia. O fluxo comercial com clientes e fornecedores na Tailândia permanece normal desde o início dos protestos, em novembro”. Já o vice-presidente global de marketing da VisionEase, Bill Krueger, afirmou que “o dia a dia da empresa no país não foi impactado pela situação política, que está sendo acompanhada de perto”.

Divulgação

Golpe militar

Marcolin Emilio Pucci em 2015 Tem duração de cinco anos e é renovável o contrato de licenciamento para criação, produção e comercialização em caráter mundial assinado entre a corporação de óptica Marcolin e a casa de moda Emilio Pucci, ambas italianas. O acordo passa a vigorar em janeiro, com o lançamento da primeira coleção de óculos solares. “A Marcolin está muito satisfeita em incluir a Emilio Pucci em seu portfólio de marcas licenciadas, uma grife com única e extraordinária herança, icônica e de grande tradição”, declarou o CEO da empresa, Giovanni Zoppas. Já a CEO e herdeira da casa de moda italiana, Laudomia Pucci, afirmou que “as duas empresas são portadores de valores italianos e capazes de interpretar com criatividade e inovação a herança e o patrimônio de que são testemunhas. A pesquisa contínua de materiais inovadores, o design e a qualidade representam o grande trunfo dessa parceria. O acordo permite o reforço do produto em sua dimensão global, com o objetivo de crescer em mercados tradicionais e novos, solidificando e expandindo a Pucci”. A primeira parceria da Emilio Pucci nos modelos atuais de licenciamento do mercado óptico mundial se deu com a norteamericana Marchon, válida desde 2008 e que será encerrada em 31 de dezembro.

www.rivetandsway.com Fim das operações O Rivet & Sway, site norte-americano de venda de óculos fundado em março de 2011 com foco no público feminino, anunciou em suas redes sociais que comercializou seu último par de óculos em 3 de junho. O site figurou em 2013 no ran-

king do 100 maiores varejistas online do ano da revista norteamericana especializada em varejo online, Internet Retailer da óptica, apenas outros dois foram incluídos, Coastal.com e 1-800-contacts. Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

28

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


Tecnologia Confiável e Design Incomparavél • Alta produtividade - até 24 trabalhos por hora. • High Curve - Faceta precisa para lentes RX em óculos esportivos com curva base alta. • Step Bevel e Parcial Step Bevel Rebaixamento de bordas especiais e mini bisel. • Bisel de Segurança - Com modo de chanfro especial para lentes com altas dioptrias de miopia. • Polimento de borda tipo espelho - Exclusivo Nidek • Corte em todos os tipos de matériais: Plástico Policarbonato / Trivex / CR-39 / Resinas de alto índice. • Tela Touch Screen • Modo de operação “Pratico é Fácil”.


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

“Uma grande revolução industrial” Em 26 de março, na véspera da feira de óptica novaiorquina, a Vision Expo East, a Jobson Publishing realizou mais uma edição do seu Vision Monday Global Leadership Summit, que discute ideias e tendências que estão pulsando ou prestes a pulsar no mercado. A VIEW trouxe um resumo do evento na edição passada, a 140, mas um dos momentos ganhou um espaço especial nestas páginas: trata-se do painel Liderança e inovação, do qual fez parte a entrevista do CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Luxottica, Andrea Guerra, feita pela vice-presidente editorial da Jobson Publishing, Marge Axelrad.

30

VIEW 141

julho:2014

O painel Liderança e inovação, do Vision Monday Global Leadership Summit, abordou a perspectiva atual dos líderes globais sobre a gestão de organizações complexas, a execução de estratégias e a forma como lidar com novas formas emergentes de competição. Para começar, a consultora Sarah Thurber, sócia da FourSight Thinking Profile, falou que nos dias de hoje inovar é questão de sobrevivência e a inovação precisa ter o poder de romper de fato conceitos preestabelecidos. E para desenvolver a capacidade de inovação, explicou que as pessoas se dividem em quatro estilos de pensamento: clarificador (o que esclarece o desafio), idealizador (o que gera ideias), desenvolvedor (o que desenvolve soluções) e implementador (o que age). Na sequência, o CEO da Luxottica Group, Andrea Guerra, subiu ao palco para conversar com a vice-presidente editorial da Jobson Publishing, Marge Axelrad.

Qual seu perfil de pensamento de acordo com a apresentação de Sarah Thurber? Sou uma pessoa simples e sempre procuro estar onde as coisas ocorrem. Faço o melhor para ouvir e captar coisas que não são necessariamente ditas pelos funcionários. Nem sempre é fácil dizer a verdade ao chefe, então, às vezes é crucial e importante sair e tentar identificar as coisas que talvez as pessoas estejam dizendo. O momento atual do mundo é simplesmente fantástico e cheio de oportunidades em nível global. Existem de 2 bilhões a 3 bilhões de novos consumidores no mundo, isso é inédito. Trata-se de uma grande revolução industrial. Fala-se de internet, redes sociais, vida digital, mas essa não é a única mudança tecnológica. Há toda uma nova maneira de se fazer as coisas, de planejar as fábricas, de trabalhar com os produtos. A impressão 3D mudou completamente a engenharia de pesquisa e desenvolvimento. Amostras e protótipos ficam prontas e assim concebe-se estilo e design com muito mais rapidez do que antes. E acho que essas duas coisas - esse vasto mundo de consumidores e as tecnologias que se tornaram disponíveis - mudaram o jeito de pensar.

Como uma empresa tão grande e estabelecida como a Luxottica lida com esses tipos de mudanças em termos de gestão e priorização? Acho que sou um pouco masoquista às vezes, não importa o sucesso e o que já foi feito, é passado. Imediatamente já passo para algo novo. Acredito que hoje em dia é sempre um risco perder-se nesse mar de oportunidades e, quando a empresa é grande e bem-sucedida, todo mundo acha que é possível que ela faça qualquer coisa. Mesmo internamente, as pessoas dizem “por que não fazemos isso ou aquilo?”. É um mundo cheio de oportunidades, mas, por outro lado, é muito instável. Não se sabe o que o futuro traz. No prazo de uma semana, um mês, três meses, não dá para saber. Então, enfatizei o planejamento estratégico e o compartilhamento. Daí ocorrem os questionamentos sobre planejar, já que o mercado é tão instável. As pessoas acham inútil e que os planos deveriam ser feitos a cada três meses, enfrentando as situações conforme forem surgindo. E eu www.revistaview.com.br


um giro pelo universo da óptica

a óptica no mundo

Liderança e inovação: Andrea Guerra (Luxottica) e Marge Axelrad (Jobson Publishing) no palco do Vision Monday Global Leadership Summit

digo que não, isso seria completamente errado, pois é preciso escolher as batalhas e, planejando bem e envolvendo mais pessoas nos projetos, fica muito mais fácil readaptar os rumos e dar conta das coisas que estão mudando. E é isso que tento fazer todos os dias.

Então isso significa que, em se considerando possibilidades e mudanças, as pessoas estão administrando coisas que sabem que podem vir a mudar? A questão é permitir que as pessoas entendam as oportunidades e as limitações. É um jogo constante. Os funcionários devem ser perseverantes e amar o que fazem. Quanto mais pessoas dentro da empresa estiverem engajadas, melhor para todos. Há três meses, tomei uma decisão. A Luxottica tem uma revista diária digital para todos da empresa e decidi publicar pela primeira vez o planejamento para os próximos três anos, a fim de que todos tivessem acesso. Houve quem me disse que isso era arriscado, que os planos eram sigilosos e eu disse que o risco está em na cabeça de cada um e que é importante compartilhar os planos. Se as pessoas tiverem a sensação de que estão contribuindo, mesmo que apenas um pouco, tudo vai ser muito mais rápido.

Você é CEO da Luxottica há 10 anos. Qual foi a maior mudança e o que não mudou no mercado? Acho que uma das grandes mudanças foi a ligação emocional que o consumidor passou a ter com os óculos, tanto receituário como solares. Isso mudou completamente na última década. Dez anos atrás, essa relação era funcional: estou protegendo os meus olhos do sol, estou vendo melhor com minha armação de receituário. www.revistaview.com.br

Ainda há o aspecto funcional, mas o mercado passou a gerar emoção, marcas, sonhos, trouxe moda e luxo e tudo que leva o consumidor a um novo lugar, com uma percepção diferente. Com isso, os clientes não saem mais de casa dizendo que precisam comprar um novo par de óculos, mas talvez estejam comprando um novo par simplesmente por terem amado um modelo na vitrine ou porque viram Angelina Jolie usando esses óculos. O que pouco mudou foram os mercados internos, especialmente nos Estados Unidos. Existe uma característica especial nos Estados Unidos que, de alguma forma, tem influenciado bastante o mercado: os planos de saúde e seguros-saúde para cuidados visuais. Isso torna o mercado local tão diferente em relação a qualquer outro no mundo e faz as coisas ocorrerem um pouco mais devagar.

Como a Luxottica lida com essas mudanças? Acho que a Luxottica tem uma grande responsabilidade. A empresa está feliz. É bem-sucedida. Está crescendo. Há muitas pessoas que querem fazer negócios com a Luxottica ao redor do mundo. Isso é fantástico. Mas tem uma grande responsabilidade e assumiu a posição de alimentar a conversa, iniciar o debate, contar histórias. Permitir que as pessoas entendam as diversas maneiras de se gerenciar um negócio. É uma atitude. A questão é abrir, refletir, entender o que se quer fazer. Quem poderia ter imaginado as coisas que estão ocorrendo hoje no mundo? Quem poderia ter imaginado que a Amazon se tornaria uma das maiores redes de varejo de óculos de sol nos Estados Unidos? O que fazer? Deixar para lá, combater? Acho que todos têm de ser consumidores, fornecedores, concorrentes, parceiros, amigos, inimigos ao mesmo tempo. Quando encontro com Hubert Sagnières, [o CEO] da Essilor, digo que às segundas e às terças-feiras, ele é meu fornecedor. Quartas e quintas-feiras, sou o consumidor. Sextasfeiras, somos bons parceiros. E, no sábado, competimos. julho:2014

VIEW 141

31


hall of

gente famosa e seus óculos

Frames

Celebridades que desfilam seus óculos diante dos flashes Fotos J.Egberto

OcineastaBrunoBarreto caprichanamarcantearmaçãode acetatoquecombinatrêscores.Estádeparabénspelaousadia

Aapresentadora AdrianaBombom dá otoquefinalaseu look comumsolar pretocomdetalhes dourados

32

VIEW 140

julho:2014

AatrizBiancaSalgueiro,aAnitadarecémacabadatemporadadeMalhação,fazo estilocomportadocomaarmaçãode receituáriodeacetatoehastesdemetal

Oautorde novelas AguinaldoSilva usauma discretíssima armaçãode receituáriode estiloflutuante


AatrizMarcellaValente,que interpretouJúlianarecémterminadanovelaglobal Além do horizonte,emolduraseurosto comumsolardotadodeum charmosodetalhe:apontemais claraemcontrastecomofrontal

OatorEdwinLuisi fazo estilocriativona armaçãobicolorde metalehastesvazadas

Oatorediretor DanielFilho segue atendênciaatual dosredondinhos comestaarmação semiflutuante

Ohumorista HéliodeLaPeña,no arcomooEdimúcioda sérieglobalSegunda dama,exibeumbem adaptadosolar redondinho dearretrô

AapresentadoraGlenda Koslowski apostaemuma armaçãodeacetatocaramelo deproporçõesreduzidas

www.revistaview.com.br

julho:2014

VIEW 141

33


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

Construindo

relacionamentos A professora do Provar, Fábia de Mattos Spadoto, define o que é networking e destaca sua importância na gestão atual de carreiras e negócios em mais um artigo que é fruto da parceria entre a VIEW e a renomada instituição educacional para o varejo.

O networking tem sua origem nos primórdios da civilização. Pode-se dizer que os homens, ao se reunir em torno de uma fogueira, tinham como objetivo trocar informações sobre suas habilidades e interesses. Seres humanos são gregários, ou seja, necessitam do convívio em grupo, precisam se relacionar e fazer contatos. Nos dias de hoje, o ato de se relacionar é fonte geradora de novos negócios e é correntemente definido por um termo em inglês: “networking”, junção das palavras “net” (“rede”) e “working” (“trabalhando”), cuja origem está relacionada ao marketing pessoal. As principais características do networking são a capacidade de uma pessoa ou empresa de estabelecer relações por meio de troca de ideias, informações, contatos, sugestões e referências, conseguindo, assim, manter e ampliar 34

VIEW 141

julho:2014

Artigo Fábia de Mattos Spadoto Ilustração Paty Chequetti


sua rede de relacionamentos. O networking pode ser estruturado por meio das relações entre pessoa e pessoa, pessoa e organização e, nos últimos tempos, a modalidade entre organização e organização tem se destacado com o objetivo maior de criar e expandir os negócios.

Construindo relacionamentos - Não importa mais a posição que se ocupe ou o segmento em que se atue, já que a construção de relacionamentos está além da vontade própria ou da necessidade: o networking pode gasrantir a empregabilidade (a capacidade de se manter empregado) e, talvez, até a manutenção do próprio negócio. Hoje, desde o jardim da infância, as crianças são incentivadas a realizarem atividades em grupo e, assim, construírem seus primeiros relacionamentos. Até os anos 70, a gestão de carreira era realizada pelas empresas, o que se chamava de “gestão de carreira tradicional”, marcada por


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

aspectos como estabilidade, enriquecimento etc. No modelo atual, também chamado de “gestão de carreira proteana”: gerir a própria carreira é uma necessidade e saber construir bons relacionamentos é um dos grandes desafios. Um primeiro ponto importante é procurar contatos que tenham afinidade com o segmento em que se trabalhe ou se estude. Ambientes corporativos e universidades podem e devem ser aproveitados, por tratar-se de ambientes de menor esforço para essa socialização. A partir daí, participar de grupos de estudos, happy hours segmentados, workshops etc. podem ajudar a ampliar a nova rede de relacionamentos. A manutenção desses contatos é primordial para o sucesso dessas relações. Por exemplo, fazer contato durante um evento e depois voltar a procurar a pessoa anos depois, somente quando precisar de um favor, parecerá somente interesse. Uma maneira possível de manter esses relacionamentos é mostrar-se útil para a rede da qual se faz parte, por meio de notícias e pesquisas de interesse do grupo, disponibilização de vagas e também com artigos e entrevistas. Essa é uma das estratégias de se comunicar com a rede de relacionamentos, mesmo que não seja individualmente, ainda tendo como benefício, não cair no esquecimento.

Ferramentas de networking - Com o avanço das novas tecnologias da informação e comunicação, pode-se dizer que não há mais fronteiras e nem barreiras: o networking é global. Contatar pessoas e participar de eventos online em qualquer lugar do mundo já é uma realidade. As redes sociais focadas no mundo corporativo são uma boa ferramenta para gerar novos relacionamentos. Mas, para que isso ocorra, é preciso investir em tempo e dedicação na manutenção.

Dicas para elaboração de um perfil • Crie uma conta em uma rede social de visibilidade corporativa (Linkedin, por exemplo).

• Escolha uma boa foto (deixe de lado aquelas que retratam momentos de lazer ou aquelas em trajes muito informais).

• Comece elaborando o conteúdo sobre a sua formação acadêmica, cursos de extensão, idiomas etc.

• Coloque as suas ocupações profissionais - é importante descrever as principais atividades desenvolvidas em cada uma delas.

• Crie seu perfil em mais de um idioma, se possível. • Considere preencher o espaço que aponta as suas

O networking e os negócios - As redes sociais também vêm sendo utilizadas na área de gestão de pessoas como ferramenta auxiliar de recrutamento e seleção. Segundo a revista de negócios norte-americana Fortune, cerca de 73% das maiores companhias do mundo utilizam-se das redes sociais para contratação de profissionais ou aproximação das suas redes de negócios. Divulgar novos produtos, notícias sobre a área em que atua ou mesmo enquetes costumam auxiliar muito a visualização de um perfil nas redes. Vale colocar na assinatura do e-mail ou mesmo no cartão de visitas o link para o perfil nas redes sociais, o que pode contribuir para o aumento do número de contatos. Ao enviar convites para pessoas de fora da relação, é importante personalizar um e-mail padrão, que apareça na mensagem, o que normalmente desperta interesse em quem recebe o convite. Além do perfil, há também oportunidades para as empresas nas redes sociais. As páginas das empresas são oportunidades para geração de leads (do inglês, termo que define “contatos qualificados”) e, além disso, devem e podem conter produtos e/ou serviços, notícias sobre o setor etc. E, da mesma forma que o perfil, também há espaço para que os clientes recomendem as empresas. E, você, já participa de uma rede de relacionamentos? Não? Então trate de começar enviando-me um convite.

competências, que servirá mais tarde para outras pessoas o endossarem.

• Coloque os links de suas publicações como livros, artigos, entrevistas etc., se for relevante para o segmento de atuação.

• Faça, por último, um resumo das suas principais experiências, a fim de que sirva como cartão de visita ao visualizarem o seu perfil.

• Parta para a etapa dos convites. Esse é outro aspecto importante: comece pelas pessoas com quem trabalha e/ou estuda, amigos, clientes, fornecedores etc. Seja seletivo: não convide pessoas que não conheça ou que não tenham a ver com sua área de interesse pelo simples fato de ter um grande número de contatos.

36

VIEW 141

julho:2014

Especialista em logística, distribuição e administração industrial, a professora Fábia de Mattos Spadoto é coordenadora de cursos de MBA do Programa de Varejo (Provar) e do Laboratório de Finanças (Labfin) da Fundação Instituto de Administração (Fia).

positivo, operante! Quer conversar mais com o professor Fábia Spadoto sobre networking? Faça contato revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


38

VIEW 141

Richard Vinic fala sobre varejo

André Penteado

richard vinic

varejo & experiência

Richard Vinic é palestrante, consultor, professor e apaixonado pelo mundo das compras

julho:2014

Um esporte chamado liderança Aproveitando o clima esportivo que o país está vivendo por conta da Copa do Mundo, quero retomar um assunto que tenho abordado nas últimas edições e tem sido pauta de cursos e treinamentos nas empresas. Trata-se da liderança. Liderar, assim como praticar profissionalmente qualquer modalidade esportiva, exige um equilíbrio entre as técnicas e o treino, a repetição e o aprimoramento. O conceito de líder nato, ou seja, aquele que nasceu pronto, cada vez está mais distante da realidade. Dono de fortalezas, mas também de fragilidades, o líder é um profissional que possivelmente se destacou pela técnica (seja vendedor, administrador ou estrategista) e, então, foi colocado no posto de comandante do time. A partir dessa posição, acima de tudo as competências comportamentais serão fundamentais, como sua capacidade de identificar o potencial de cada membro da equipe e a precisão de colocar cada funcionário na posição em que melhor rende, contribuindo com o resultado do grupo. Considerando que as pessoas é que fazem diferença no varejo e a qualificação das equipes para que a experiência do consumidor seja percebida, o líder é a figura-chave da qual nenhuma loja ou empresa pode abrir mão. Os autores norte-americanos James Kouzes e Barry Posner, consultores especializados em liderança, realizaram um estudo sobre o tema e perguntaram às equipes as principais características valorizadas em um líder. Foram citados quatro aspectos: 1. Honestidade. Ético, integro e correto. Primeiro, as pessoas seguem o “mensageiro” e depois a “mensagem”. Seu histórico garante que as pessoas o respeitem e sigam seus comandos. 2. Visão de futuro. As pessoas querem seguir alguém que sabe para onde está indo. Você entraria em um carro cujo motorista não sabe para onde está indo? Possivelmente, pediria para descer. E quando o líder tem dúvidas em relação ao futuro? Assim como quando se dirige em uma rodovia com condições cli-

máticas adversas, muita neblina, diminui-se a velocidade, observa-se com mais cuidado o trajeto e se preocupa com o que vem à frente. 3. Inspirador. Inspira as pessoas fazendo-as acreditar que são capazes. Influencia pelo exemplo, o conhecimento e o apoio, deixando de lado o “crachá” de chefe e engajando todos pela sua maneira de orientar. 4. Competência. Tem conhecimento e faz aquilo que precisa ser feito. As pessoas sempre querem seguir alguém que conhece o tema, mas, sobretudo, faz o que precisa ser feito, toma decisões e age no momento importante. Como se pode perceber a partir desse estudo, capacidade técnica e princípios de comportamento e respeito são fatores muito valorizados pelos times. Vale uma conversa franca com os funcionários para identificar o que ainda pode ser trabalhado. Caso ainda não esteja no papel de líder, vale o entendimento das características desejadas. Lembre-se de que liderar não depende do cargo que se ocupa mas do quanto se influencia as pessoas, as diferentes áreas da empresa, garantindo que os resultados sejam obtidos. Assim como no esporte, é possível ver a importância do líder estar na “beira da quadra”, sabendo que, nessa posição, não cabe mais a ele estar na quadra e fazer o gol, mas dedicar parte de seu tempo a desenvolver e a ensinar as pessoas a fim de que possam entregar os resultados esperados. Delegar sem "delargar", acompanhar e ensinar respeitando a individualidade de cada um e que cada membro da equipe tem sua maneira de contribuir para a vitória.

positivo, operante! Está a fim de falar mais sobre varejo com Richard Vinic? Faça contato varejoexperiencia@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


al t o T ão B ç e t o Pr eUV

TE AMBI EN

S EXT NOS ER

N TE RNOS

UVA

I AM S BI ENTE

Lent esPHOTOPOP , pr ot egem s eusol hos ec abem nos eubol s o

A Cl eart r azmai sumanovi dadepr avoc ê,asl ent esf ot os s ens í vei s PHOTOPOP® . Sãol ent esf ot os s ens í vei sc om qual i dadeCl earequec om c er t ez a,c abem nos euor ç ament o.Peç aumaamos t r aes ur pr eendas e c om t amanhaqual i dadeporum pr eç ot ãopequeno.

2128823292

l ent es cl ear . c om. br


mondo marca

a tradução do universo das marcas

modelo BE887S10

Fundada por quatro irmãos na década de 60, a marca italiana introduziu na moda um colorido vibrante que se tornou sua marca registrada, ao lado de campanhas institucionais carregadas de crítica social, humanitarismo, irreverência e, é claro, muitas cores.

cia Pronúnn”. O

Texto Graziela Canella Concepção Andrea Tavares Imagens Divulgação

ô “BÊ-nê-t e é nt a t r o p im das r que to lembra o is sã as voga fase s e a ên a d a h fec aba íl s imeira é na pr

1965: registro da inauguração da primeira fábrica

Em defesa das minorias 1: campanha Food for life (do inglês, algo como “Alimentos pela vida”) de 2003

Primeiros anos: publicidade do inverno de 1967

O tricô de Giuliana

A família Benetton: Carlo, Gilberto, Giuliana e Luciano

Punto maglia: o primeiro logo, com o ícone do ponto de tricô

A história da Benetton teve início nos anos 60, na cidade de Ponzano Veneto, região italiana de Treviso, quando o jovem Luciano Benetton trabalhava em uma loja de roupas e percebeu a falta de cores na moda. Em 1963, sua irmã Giuliana Benetton teceu a primeira blusa de lã colorida e logo Luciano começou a vender para toda a vizinhança as peças que a irmã confeccionava. Pouco depois, a família decidiu investir no negócio e, com a venda de uma bicicleta e um acordeão, juntou 30 mil liras para comprar uma máquina de tecer malhas de tricô, aumentando a produção de blusas que passaram a ser vendidas em lojas na região do Veneto. O negócio prosperou e, em 1965, os quatro irmãos Benetton - Luciano, Giuliana, Gilberto e Carlo - fundaram a empresa Maglificio di Ponzano Veneto dei Fratelli (do italiano, “malharia dos irmãos de Ponzano Veneto”), cuja grande aposta era a diversidade de cores em pulôveres de tricô. O símbolo da marca era um ponto de tricô estilizado, conhecido como “punto maglia”, logotipo que durou até os anos 90.

Em defesa das minorias 2: campanha James and other apes (do inglês, “James e outros macacos”), com foco nas espécies de primatas em extinção

Começo de tudo: a primeira fábrica da Benetton, em Ponzano Veneto

Em defesa das minorias 3: a Aids foi tema de campanha institucional em 1993

40

VIEW 141

julho:2014


1966: a primeira loja na Itália

Primeiros passos Sob o comando do primogênito Luciano Benetton na gestão e no marketing, a empresa inovou o mercado de vestuário da época, tendo a irmã Giuliana na direção criativa, Gilberto na administração e Carlo, o mais novo, na chefia da produção. As peças da marca eram vendidas apenas para lojas especializadas em roupas de malha com uma novidade - em uma época em que predominavam roupas de tons sóbrios como cinza, preto e bege, os irmãos Benetton introduziram peças em cerca de 50 cores diferentes que conquistaram o público jovem. Em 1966, a empresa contratou o estilista francês Lison Bonfils e abriu a primeira loja em Belluno, norte da Itália. Três anos depois, os Benetton inauguraram a segunda loja, na França, mas esse ainda não foi o início da expansão internacional da marca, que nos anos seguintes passou a ter cerca de 200 pontos de venda em toda a Itália com o nome Benetton e também outras marcas próprias como Mercearia, Tomato e 012. Na década de 70 iniciou sua expansão europeia e em 1978 já exportava cerca de 60% de sua produção. Em 1974, adquiriu a Sisley, nascida em 1968 na França como uma marca de jeans. Anos 70: anúncio para o verão de 1972

Revolução na publicidade: em 1982, parceria com o fotógrafo Oliviero Toscani para a concepção de campanhas

A expansão das cores A década de 80 começou com novidades importantes, como a chegada ao mercado norte-americano, com a abertura da primeira loja em Nova York, e em seguida ao Japão, com a inauguração de uma unidade em Tóquio. Com nove fábricas instaladas na Itália, na França e na Escócia, a Benetton investia na internacionalização e na diversificação dos produtos, que incluíam coleções de roupas masculinas, femininas e infantis, além de calçados e uma bem sucedida linha de relógios. Nos anos 90, a marca era uma das mais populares entre jovens de todo o mundo, o que impulsionou a abertura de megalojas internacionais.

rtual

www: Benetton vi

www.benetton.com br.benetton.com m/BenettonBrasil www.facebook.co Benetton www.twitter.com/ /Benetton om e.c www.youtub Benetton m/ .co am www.instagr m/Benetton www.pinterest.co

julho:2014

VIEW 141

41


mondo marca

Polêmica recente: na série de fotomontagens da campanha Unhate, de 2011, líderes políticos e religiosos se beijam em mensagem contra a cultura do ódio

a tradução do universo das marcas

Polêmica na propaganda Em 1982, a contratação do fotógrafo italiano Oliviero Toscani revolucionou a imagem da Benetton, que passou a ser conhecida não somente pelo colorido vibrante das roupas, mas também por campanhas polêmicas e irreverentes, com fortes críticas sociais. A combinação desses elementos - roupas coloridas e apelos de tolerância e paz entre os povos - deu origem à mensagem comercial United Colors of Benetton (em inglês, “cores unidas da Benetton”). No início, mostravam jovens e crianças de diversas etnias e culturas, vestindo roupas coloridas. Nos anos 90, as roupas ficaram em segundo plano, dando lugar a temas polêmicos como racismo, violência, Aids, guerra, política, animais em extinção e ajuda humanitária. Entre as campanhas mais memoráveis da época, estão fotos de um beijo entre um padre e uma freira e uma mulher negra amamentando um bebê branco. Uma das maiores e mais recentes polêmicas foi a ação publicitária Unhate (do inglês, algo como “deixar de odiar”), de 2011, contra a cultura do ódio (do inglês, “hate”). Com assinatura da agência Fabrica, parte do grupo, a série de anúncios retrata líderes mundiais antagônicos aos beijos em fotomontagens - como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o líder venezuelano Hugo Chávez; a chanceler alemã, Angela Merkel, e o então presidente da França, Nicolas Sarkozy, e ainda o presidente da autoridade nacional palestina, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, entre outros.

Polêmicas dos anos 90: algumas das campanhas que deram o que falar

Villa Minelli, Itália: sede atual da Benetton

Luciano Benetton e MTV: ícones entre os jovens das décadas de 80 e 90

Posicionamento global Desde meados da década de 80, a Villa Minelli é a sede do grupo Benetton. O complexo de edificações restauradas do século 16, localizado em Ponzano, a cerca de 30 quilômetros de Veneza, concentra as funções estratégicas da empresa. Próximo a Treviso, há outra propriedade do grupo, conhecida como Fabrica, usina de ideias idealizada por Luciano Benetton e Oliviero Toscani, em 1994, que concentra as áreas de design, criação, fotografia, vídeo e marketing. Ali, no casarão do século 18 reformado pelo arquiteto japonês Tadao Ando, jovens talentos são convidados a desenvolver projetos criativos de cinema, música e artes gráficas, além de abri42

VIEW 141

julho:2014

gar também a redação da revista Colors, editada e publicada pela Benetton desde 1991. A empresa ainda mantém fábricas e centros operacionais de logística e vendas na Itália, na França e na Espanha, que distribuem seus produtos para mais de 6,4 mil pontos de venda em cerca de 120 países. No Brasil, no início de 2014, as quatro lojas que operavam em sistema de franquia foram fechadas, por conta do novo posicionamento da marca no país após a abertura de uma subsidiária, inaugurada há cerca de dois anos. Atualmente, são cinco lojas nas cidades de Recife, Curitiba, Campinas e Londrina e uma nova unidade em São Paulo está prevista para abrir ainda este ano.

Colors: revista editada pela Benetton desde 1991


setembro

production

NOY, visitante SILMO 2013

o efeito A

F E I R A

I N T E R N A C I O N A L

photographer pierre-anthony allard

VOCÊ É A SILMO !

D A

I N D Ú S T R I A

W W W. S I L M O PA R I S . C O M

Ó P T I C A

#S I L M O PA R I S

PA R I S 2 0 1 4


mondo marca

Duas gerações de gestão: Luciano e Alessandro Benetton

a tradução do universo das marcas

Pontos de venda: as megastores de Tóquio (à esquerda) e Londres (abaixo)

A marca em números A produção da Benetton passa de 150 milhões de peças de roupas por ano, com faturamento de mais de € 2 bilhões. Com capital aberto, o grupo também comanda hoje as marcas United Colors of Benetton, Undercolors of Benetton (de moda íntima), Sisley e Playlife. Em abril de 2012, o filho mais velho de Luciano, Alessandro Benetton, assumiu as funções do pai e passou a fazer parte da diretoria composta por 11 membros, entre herdeiros e acionistas. Os executivos Gianni Mion e Eugenio Marco Airoldi atualmente ocupam as cadeiras de presidente e diretor executivo do grupo

modelo BN185V03

modelo BN229V03

Colorido no eyewear

História no esporte Mais do que um dos nomes mais importantes da indústria da moda mundial, a Benetton também deixou seu legado no universo esportivo. Desde 1978, a marca patrocina equipes de rúgbi, basquete e automobilismo na Itália, mas foi em 1985 que imprimiu seu logotipo verde de vez na história da Fórmula 1, após comprar a equipe Toleman, que foi a primeira escuderia do piloto brasileiro Ayrton Senna, e por seus carros passaram também grandes nomes do esporte como o austríaco Gerhard Berger, os brasileiros Nelson Piquet e Roberto Pupo Moreno, o alemão Michael Schumacher, os italianos Riccardo Patrese e Giancarlo Fisichella, e até o inglês Jenson Button, última estrela a integrar a equipe antes de sua compra pela Renault, em 2001. No período em que a escuderia pertenceu à Benetton, foram 260 corridas, 27 vitórias, 17 pole positions e 36 voltas mais rápidas. A marca nas pistas: o piloto alemão Michael Schumacher no carro que o consagrou campeão pela primeira vez na Fórmula 1, pela Benetton, em 1994

44

VIEW 141

julho:2014

Desde janeiro, a distribuição das linhas de óculos da United Colors of Benetton é exclusividade da Luxx no Brasil e a licença mundial para criação, produção e comercialização é da italiana Allison. A coleção inclui armações de receituário e óculos solares para mulheres, homens e crianças, que carregam no design o DNA jovem, irreverente e multicolorido da Benetton.

modelo BN15202

modelo BE903S03

modelo BE904S03

Ícones :: Tricôs, moletons e malhas em grande variedade de cores vibrantes :: Anúncios com modelos de diferentes etnias e culturas :: Campanhas polêmicas com temas como racismo, Aids, fome e conflitos sociais :: A frase “United Colors of Benetton” estampada sobre fundo verde


setembro

production

ARNELIO, visitante SILMO 2013

o efeito A

F E I R A

I N T E R N A C I O N A L

D A

photographer pierre-anthony allard

VOCÊ É A SILMO !

I N D Ú S T R I A

W W W. S I L M O PA R I S . C O M

Ó P T I C A

#S I L M O PA R I S

PA R I S 2 0 1 4


vitrine

o que há de novo no mercado modelo La Lucila 2566 255 55

Absurda 0800 6422001 Filosofia Irreverente e inovadora, a marca foi criada pelos argentinos Diego Cohen e Martin Acevedo em 2009 e é distribuída pela JR Adamver. Conectada com o mundo das artes e do design, a marca é dotada de apelo jovem com identidade visual impactante.

modelo Brooklin 2034 607 02

La Lucila Na coleção de armações oftálmicas da marca para esta temporada, ganha destaque o modelo feminino La Lucila, de metal e estilo gatinho. As cores suaves e acetinadas atribuem romantismo à peça, em contraste com as linhas modernas e os detalhes estampados.

modelo Brooklin 2034 606 73

Brooklin Um dos best-sellers da marca, o modelo solar ganha duas novas cores para combinar com o inverno: roxo e vermelho. O Brooklin se destaca pela leveza e a versatilidade, tem formato arredondado e inspiração nos anos 70.

modelo La Lucila 2566 267 55

Oxydo

modelo Sigrid Calon OX 533-SC 545

0800 7012097 Contrastes de cores e padrões geométricos compõem a nova coleção cápsula (expressão que define uma minicoleção lançada em caráter especial, seja por meio de colaborações com celebridades, designers ou figuras estratégicas ou por conta de um tema especial, uso de matérias-primas originais etc.) da Oxydo, assinada pela artista plástica holandesa Sigrid Calon. Grafismos caleidoscópicos e prismas criam efeitos tridimensionais em modelos de linhas retas, combinados a cores modernas e translúcidas. Filosofia Uma das marcas próprias da corporação italiana Safilo, a Oxydo se destina a um público que aprecia originalidade e estilo único, alinhada às principais tendências da moda.

modelo Sigrid Calon OX 1065-SC-S 58P

Coleção cápsula A artista plástica e ilustradora Sigrid Calon que assina esta série da Oxydo nasceu em 1969, em Tilburg, na Holanda, e estudou design têxtil, especializando-se em compor estampas e padronagens para tecidos, além de efeitos geométricos com cores e pontos de bordados. 46

VIEW 141

julho:2014

modelo Sigrid Calon OX 1070-SC-S 4L5

www.revistaview.com.br


Nautica 0800 7071516 A Nautica está de volta ao Brasil. Fundamentalmente masculina, a marca conta com peças leves e de fibra de carbono, confortáveis e de elegância atemporal, além de muitos modelos dotados de lentes polarizadas, indicadas para combater o brilho indesejável da água do mar. Detalhes sutis remetem à essência da marca - o universo náutico, como o deck, o casco e as velas dos barcos.

modelo N8095 PR

Filosofia Fundada em Nova York em 1983 por David Chu, a marca é inspirada pelo universo náutico e o estilo de vida dos velejadores, comercializando roupas, acessórios, perfumes e relógios para homens, mulheres e crianças. A licença mundial para a criação e a comercialização da coleção de óculos pertence à Marchon.

modelo N7237 PR

modelo N6176S PR

modelo N5101S PR

Divulgação

modelo N6179S PR


vitrine

o que há de novo no mercado modelo RB 4171 6080 4V modelo RB 4207 6099 88

Ray-Ban

modelo RB 4187 6082 3R

0800 7039444 Os modelos icônicos da marca ganham novos materiais, cores, estampas e lentes nessa nova coleção, com destaque para os solares redondos, agora em versão dobrável e com lentes espelhadas coloridas. Os clássicos aviador e Wayfarer também se renovam nas cores e o modelo Chris surpreende pelos tons vibrantes e o acabamento aveludado. modelo RB 5184 5406

modelo RB 6295 2806

Sinônimo de óculos solares, a Ray-Ban nasceu com o primeiro modelo aviador, em 1937, criado para a proteção visual dos pilotos da força aérea norte-americana. O modelo foi lançado comercialmente nos anos 60 e até hoje é um ícone no mercado, com distribuição mundial da Luxottica.

modelo RB 3517 001 Z2

Divulgação

Filosofia

modelo RB 3447 112 P9

modelo RB 8055 157 13

modelo RB 5317 2144 modelo RB 3519 006 6G

48

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

modelo NW543S PR

Nine West

modelo NW509S

0800 7071516 Óculos solares e de receituário femininos de estilos variados, desde clássicos de tons sóbrios a peças com detalhes de tachas, estampas animais e outras padronagens em formatos arredondados, retangulares ou estilo gatinho.

modelo NW526S

Filosofia A marca de sapatos e bolsas norte-americana, fundada em 1978, é a novidade no portfólio da Marchon Brasil, com armações de receituário e óculos solares femininos que traduzem o estilo jovem, sexy e versátil da Nine West.

modelo NW109S

modelo NW5041

modelo NW521S

modelo NW5036

modelo NW1028

50

VIEW 141

julho:2014


vitrine

o que há de novo no mercado modelo AR 7004 5191

modelo AR 6016J 3002 73

Giorgio Armani 0800 7039444 A elegância clássica da grife e o cuidado na escolha de materiais compõem a nova coleção de armações de receituário e óculos solares intitulada Frames of Life (do inglês, “armações da vida”). Peças de acetato escovado, polido e lapidado se combinam a acabamentos metálicos foscos, com formatos arredondados e cores como havana, marfim e o icônico bege acinzentado tão característico da Armani.

modelo AR 6018TK 3071 7C

modelo AR 7028 5179

Filosofia modelo AR 5024J 3003

As criações do estilista italiano sintetizam a elegância pela alfaiataria impecável e os vestidos de festa que se destacam nos tapetes vermelhos das cerimônias internacionais. Fundada em 1975, a casa de moda italiana tem suas coleções de óculos produzidas pela Luxottica.

Conceito

Divulgação

Lançada em 2010, a Frames of Life busca resgatar fragmentos da vida de diferentes personagens, cujas histórias e emoções se encontram e se relacionam. Na edição 2014, o projeto inclui um filme rodado em Xangai, que serve de pano de fundo para um encontro romântico entre dois desconhecidos.

www.revistaview.com.br

julho:2014

VIEW 141

51


parte 2

andrea tavares

um outro olhar

A vida é muito curta para... editora da VIEW e maníaca por óculos

A seguir, querido leitor, você tem a segunda parte da série “a vida é muito curta para...”, cuja inspiração tomou conta de mim de uma forma meio mandona e me fez elencar mentalmente várias situações com as quais gastamos tempo, desperdiçamos energias e perdemos o rumo da felicidade.

...recusar ser ajudado. As últimas décadas reforçaram tanto o conceito de independência a ponto de fazer boa parte das pessoas esquecerem que podem pedir ajuda e devem aceitar uma mão estendida. A vida fica tão mais leve quando a gente desmonta essa “muralha da independência ou morte” e aceita um carinho, um agrado, uma ajuda... E creio que essa energia também passa a estimular o ato de estender a mão, colocando-se à disposição do outro. A velha (e sempre pertinente) história de que gentileza gera gentileza. Às vezes, negar uma ajuda ou um agrado pode ter a ver com não se sentir merecedor de alguma coisa. Lembre-se sempre de que você é merecedor das melhores coisas.

...ter medo. Aprendi com uma grande sábia que o oposto de amor não é ódio tampouco desamor. O verdadeiro contrário de amor é medo. Com outro sábio, aprendi que o medo paralisa. E, com um terceiro sábio, que o caminho não é exterminá-lo, mas aprender a usá-lo. Para isso, só vejo uma saída: praticar o amor. Dia desses esbarrei com um ótimo argumento em uma rede social: “é preciso amar as pessoas como se elas fossem sexta-feira”. Como? Esforçando-se para ter atitudes mentais positivas, livrar-se de todas aquelas crenças que o medo alimenta (praticar o tal olhar estrangeiro que já comentei aqui várias vezes é sempre saudável – é o exercício de olhar sob outros ângulos pessoas, situações, sentimentos com os quais você se acostumou a enxergar de uma única forma, criando preconceitos que podem limitar muito o seu campo de visão da vida). Como usar o medo em favor próprio? Transforme-o em curiosidade, em vontade de conhecer mais o mundo e quem está a sua volta. Saia de dentro do seu mundinho, olhe 52

VIEW 141

julho:2014

para o outro e pratique a maior missão do ser humano nessa vida: amar!

...viver no passado. Mães e avós adoram falar que “quem gosta de passado é museu”, especialmente no meio de uma arrumação. Mas não é que a frase tem um sentido ainda mais amplo? Usar o passado como ponto de referência, amarrando o presente, atrapalha a vida. Perdoe-se, perdoe e siga em frente. Perdoar é lembrar sem se ferir, sem sofrer. A vida é feita de presente! ...ter pena de si próprio. Esse é um vício comum entre os seres humanos, que ficam presos na roda do autossofrimento. Pode ter certeza de que se você faz questão de encarnar o personagem do “coitadinho”, várias pessoas à sua volta que poderiam agregar muito na sua vida deram meia volta e se retiraram. Obviamente, quanto mais você investe nisso, mais vai atrair energias semelhantes. É a lei da física: o universo simplesmente responde à atitude vibracional que você emite e tampouco pune ou abençoa alguém. ...querer ser o Joaquim Barbosa da vida alheia. O que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal tem a ver com isso? Tomei a liberdade de usar essa icônica figura da brasilidade do bem pelo fato de ser um dos juízes máximos do país. Acho que o lado negativo do tal estímulo para a independência que citei alguns itens acima não só criou pessoas que nem percebem que podem aceitar e oferecer ajuda, como também gerou um planeta de seres que querem ter opiniões sobre tudo e que não economizam vereditos sobre o mundo e as pessoas que os rodeiam. Em momento algum me excluo de qualquer uma dessas condições, mas me esforço muito para deixar os alertas ligados. Será que às vezes o silêncio não é mais adequado que um comentário que só você acha útil? Será que no lugar da outra pessoa você não faria exatamente o mesmo? Para que tanta opinião? Um bom caminho é focar mais em ideias do que em pessoas. O mundo muda com exemplos e não com opiniões. positivo, operante! Quer trocar ideias com Andrea Tavares? umoutrolhar@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


7ªEdição

maçãazul

ESTÁ CHEGANDO O EVENTO DE NEGÓCIOS QUE FAZ A DIFERENÇA.

A Sun Glasses Business Point está preparando ainda mais novidades para a sua 7ª edição. Um evento único e exclusivo do setor de ÓTICA do país, ganha a cada edição, mais importância no cenário nacional. As maiores e mais importantes marcas estarão reunidas em 5 dias de puro negócio e lazer em um dos melhores resorts do Brasil. É claro que você e a sua empresa não podem ficar de fora deste importante evento, para fazermos juntos um ano ainda mais especial. Marque na sua agenda, pois com certeza você terá um encontro com os grandes negócios do setor.

17 a 21 de agosto 2014

ORGANIZAÇÃO


economia & mercado

números e caminhos do setor óptico

50

do varejo

O top

norte-americano Confira nesta e nas próximas páginas a performance dos maiores varejistas de óptica dos Estados Unidos no ano passado, segundo a edição 2014 da pesquisa VM Top 50 U.S. Optical Retailers, realizada pelo Vision Monday, publicação da Jobson Publishing. O ano foi de evolução no mercado óptico daquele país, que fechou o ano com movimento de US$ 31,1 bilhões, segundo a apuração do Conselho Norte-americano da Visão, o The Vision Council. Texto Andrea Tavares

O mercado norte-americano de óptica segue sua trajetória de leve crescimento dos últimos anos. De acordo com o Conselho Norte-americano da Visão, o The Vision Council, em 2013 movimentou US$ 31,1 bilhões e os integrantes do VM Top 50 U.S. Optical Retailers, o ranking produzido anualmente pela Vision Monday, publicação da Jobson Publishing, respondem por 33,3% desse valor (isto é, US$ 10,4 bilhões). O destaque nos números fica por conta do avanço desse grupo na participação do mercado, que passou de cerca de um quarto (26,6%) em 2012 para um pouco mais de um terço (33,3%) em 2013. Obviamente, esse aumento se reflete no considerável crescimento no número de lojas: 13.005 (no ranking anterior, esse total ficou em 10.041 pontos de venda). Quando se considera apenas os 10 primeiros colocados, o domínio é de 28,5%, o que corresponde a US$ 8,9 milhões. Com grandes aquisições, crescimento orgânico e novos integrantes em 2013, as maiores redes de varejo óptico e de clínicas

54

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


2013 2012 Rede

Vendas em 20131

Vendas em 20121

Pontos Pontos Nome fantasia e outras observações de venda de venda (US$ milhões) (US$ milhões) em 2013 em 2012

1

1

Luxottica Retail

2.336,0*

2.395,0*

2.433

2.524

2

N**

Vision Source2

1.969,0

N**

2.797

N**

3

2

Wal-Mart Stores

1.476,0*

1.450,8*

3.202*

3.149*

4

3

Visionworks of America

784,8

760,1

619

586

A rede concluiu em 2013 seu processo nacional de unificação de marca, transformando 16 diferentes nomes de redes em única marca: Visionworks

5

4

National Vision

780,0*

717,5*

745

715

America’s Best Contacts & Eyeglasses (370 lojas), The Vision Center (Walmart, 227 lojas), Eyeglass World (69 lojas), Vista Optical (Fred Meyer, 30 lojas), National Vision (48 lojas para militares) e outro (1 loja). A receita inclui os números de e-commerce

6

5

Costco Wholesale

757,0

696,0

440

437

Costco Optical

236,9

216,2

747

724

JCPenney Optical (386 lojas), BJ’s Optical (188 lojas), Sears Optical (50 lojas), The Optical Shop at Meijer (50 lojas), Boscov’s Optical (43 lojas), Macy’s Optical (26 lojas) e outro (4 lojas). As 64 lojas da Nationwide Vision Centers adquiridas em setembro serão incluídas na apuração do próximo ano

3

LensCrafters (878 lojas), Pearle Vision (159 próprias e 361 franqueadas), Sears Optical (652 lojas), Target Optical (335 lojas), Ilori e Optical Shop of Aspen (35 lojas), Oliver Peoples (8 lojas) e Alain Mikli (5 lojas) - todas nos Estados Unidos e em Porto Rico. A estimativa de vendas norte-americanas inclui as receitas de franqueados e das lojas próprias da Pearle Vision De acordo com a lei norte-americana de franquias, a Vision Source é franqueadora e cada franqueado possui suas respectivas práticas. Primeira aparição da receita coletiva de 2.797 franquias operadas em 2013 por 3,5 mil optometristas membros da Vision Source Walmart Vision Center (2.657 lojas próprias*) e Sam’s Club Optical (545 lojas*)

7

6

Refac Optical Group

8

7

Eyemart Express

220,0

197,0

150

141

Dr. Barnes’ Eyemart Express (133 lojas), Dr. Barnes’ Vision 4 Less (14 lojas), Dr. Barnes Eyewear Express (2 lojas), Dr. Barnes’ VisionMart Express (1 loja)

9

9

For Eyes - Insight Optical

165,0*

115,0*

144*

140*

For Eyes Optical

10

8

Cohen’s Fashion Optical

150,4

142,0

126

124

Todas as lojas são franquias

11

11

American Optical Services

110,9

94,8

104

97

The Eye Gallery, Eyear One Hour Optical, Optical Management Systems e Mesmereyes

12

10

Texas State Optical

104,1*

95,5*

127

122

Grupo de ópticas independentes

13

14

MyEyeDr - Capital Vision Services

104,0

75,0

64

41

23 lojas da MyEyeDr. de optometristas independentes adquiridas em 2013, incluindo 4 lojas da Eyeoptix. A MyEyeDr comprou 18 unidades da Doctor Vision Center na Carolina do Norte e 8 lojas do Lord Eye Center na Georgia e, por isso, suas receitas de vendas e contagem de lojas não figuram neste Top 50, já que as aquisições ocorreram no início de 2014

14

12

Shopko Stores Operating Co.

91,0*

90,0*

143

139

Shopko Eyecare Center (132 lojas), Shopko Hometown Eyecare Center (9 lojas) e Shopko Express Eyecare Center (2 lojas)

15

13

Emerging Vision

85,1

87,3

118

122

Sterling Optical (12 lojas próprias e 64 franquias), Site for Sore Eyes (39 franquias), Singer Specs (2 franquias), Kindy Optical (1 franquia). As vendas incluem a receita das lojas próprias e das unidades franqueadas

16

15

Eyecarecenter, ODPA****

72,5

70,9

61

55

As vendas incluem a receita de 25 lojas próprias e 36 unidades franqueadas

17

17

Henry Ford Optimeyes

66,2

61,5

17

17

Henry Ford Optimeyes (10 lojas) e Henry Ford Optimeyes Super Vision Center (7 lojas)

18

16

Clarkson Eyecare

64,6

62,7

61

60

19

18

SVS Vision

59,0

55,0

60

59

20

20

Luxury Optical Holdings

53,4

49,4

49

47

Optica (22 lojas), Morgenthal Frederics (10 lojas), Scene (5 lojas), Davante (4 lojas), Leonard Opticians (3 lojas), AuCourant (2 lojas), Optic Masters (1 loja), Opticians3 (1 loja) e Spectacles (1 loja)

Fonte: VM 2014 Top 50 U.S. Optical retailers do jornal Vision Monday, publicação da Jobson Publishing *: dados estimados pelo Vision Monday. **: o “N” indica que essa rede não figurava na lista do ano anterior. ***: a sigla “PA” indica que é um grupo de profissionais que operam em sociedade. ****: a sigla “ODPA” indica que é uma clínica de profissionais de optometria que operam em sociedade. 1: o total de cada rede inclui as vendas de produtos, os serviços de profissionais e a receita com os benefícios dos planos de saúde. As vendas dos Estados Unidos abrangem também as de Porto Rico, mas não as do Canadá. 2: quando há redes com valores iguais de vendas, o desempate se dá pelo total de pontos de venda - quanto menos lojas, maior faturamento por unidade, consequentemente, posição melhor no ranking. 3: os números de vendas incluem a receita do quarto trimestre da Nationwide, após a aquisição das 64 lojas pela Refac. Pró-forma, se considerados, o total da Nationwide nos 12 meses seria de US$ 275,1 milhões. 4: os números de vendas representam os três primeiros trimestres de 2013. Já os resultados do quarto trimestre estão incluídos na receita da Refac. 5: Os totais de 2012 são diferentes dos publicados na pesquisa do ano passado (ver VIEW 133), já que os números variam ano a ano por conta da consolidação dos valores e de outros fatores. www.revistaview.com.br

julho:2014

VIEW 141

55


economia & mercado

números e caminhos do setor óptico

2013 2012 Rede

Vendas em 20131

Vendas em 20121

Pontos Pontos Nome fantasia e outras observações de venda de venda (US$ milhões) (US$ milhões) em 2013 em 2012

21

23

Vision Precision Holdings (anteriormente Macarius & Daniel)

45,0

37,0

43

27

Henry Ford Optimeyes (10 lojas) e Henry Ford Optimeyes Super Vision Center (7 lojas)

22

N**

Ossip

44,0*

N**

43*

N**

Ossip Optometry and Ophthalmology

23

22

Eye Care Associates

43,7

40,0

27

24

24

19

Nationwide Vision4

41,6

53,5

64

66

Comprada pelo Refac Optical Group em 30 de setembro. Os valores refletem nove meses de vendas

25

24

NuCrown

36,9

35,2

29

27

Crown Vision Center

26

26

Allegany Optical

32,5

30,8

25

25

Allegany Optical (17 lojas) e National Optometry (8 lojas)

27

25

OptiCare Eye Health Centers

32,0

31,5

18

18

OptiCare Eye Health & Vision Centers

28

28

Today’s Vision Licensing Corp.

31,7

27,9

41

40

Grupo de ópticas independentes

29

27

Eye Doctor’s Optical Outlets, PA***

30,2

28,1

42

42

Optical Outlets

30

30

See

30,0

26,0

32

27

31

31

Wisconsin Vision

30,0

23,0

35

27

Wisconsin Vision (23 lojas), Heartland Vision (4 lojas) e Eye Boutique (8 lojas)

32

29

Rx Optical

29,2*

27,0*

53

49

Receita de vendas de 52 lojas próprias e 1 unidade arrendada em loja de departamento

33

N**

Schaeffer Eye Centers

26,0*

N**

15

N**

34

32

Partners In Vision

24,2

17,8

70

52

Opera departamentos ópticos alugados em clínicas médicas

35

35

Houston Eye Associates

18,8

15,5

28

24

Em janeiro de 2013, comprou 3 lojas da The Eye Clinic of Texas em Galveston, no estado do Texas

36

34

Standard Optical

17,5

15,5

19

18

Standard Optical (19 lojas), Opticare of Utah e Schubach Originals Eyewear

37

33

City Optical Co.

16,2*

17,0*

19

20

Dr. Tavel Family Eyecare (17 lojas) e Vision Values (2 lojas)

38

N**

Eye Express

15,7

N**

11

N**

Em maio de 2013, comprou 1 loja da McCoy Vision Center em Clermont e, em dezembro, 1 loja da Weinman Eye Clinic (renomeada Eye Express) in Fern Park, ambas no estado da Flórida

39

36

Rosin Eyecare

15,5*

15,0*

19

19

Rosin Eyecare (16 lojas, sendo 4 "centros de excelência" com optometristas e oftalmologistas e 3 lojas em universidades)

40

37

Spex

15,5*

15,0*

21

21

41

38

The Hour Glass

13,6

13,6

12

13

South East Eye Specialist (8 lojas), The Hour Glass (2 lojas) e The Hour Glass of Albany (2 lojas)

42

N**

Eyetique

12,5*

N**

15

N**

Eyetique (12 lojas) e 3 Guys Optical (3 lojas). Comprou Everett and Hurite (3 lojas), de Pittsburgh, em maio

43

40

J.A.K. Enterprises

12,5

11,7*

20

19

Bard Optical (20 lojas)

44

39

Horizon Eyecare

12,0*

11,7*

6

6

Sede em Charlotte, estado da Carolina do Norte

45

41

Coco Lunette Holdings

11,5

11,2

11

10

Edward Beiner Purveyor of Fine Eyewear

46

42

Accurate Optical

11,2

11,1

14

14

Accurate Optical (8 lojas) e H. Rubin Vision Centers (6 lojas)

47

43

See Center - Group Health

11,0*

10,6*

12

12

The See Center

48

44

Midwest Vision Centers

10,1

10,2

20

20

Midwest Vision Centers (19 lojas) e Taft Optical (1 loja)

49

47

Thoma & Sutton Eye-Care Professionals

10,0

9,9

20

20

Thoma & Sutton

50

N**

Eye Doctors - Eye Surgeons of Richmond

8,1

N**

14

N**

Virginia Eye Institute (11 lojas) e Virginia Eye Health Partners (3 lojas)

13.005*

9.939*

Total

10.374,6* 7.977,55*

Fonte: VM 2014 Top 50 U.S. Optical retailers do jornal Vision Monday, publicação da Jobson Publishing *: dados estimados pelo Vision Monday. **: o “N” indica que essa rede não figurava na lista do ano anterior. ***: a sigla “PA” indica que é um grupo de profissionais que operam em sociedade. ****: a sigla “ODPA” indica que é uma clínica de profissionais de optometria que operam em sociedade. 1: o total de cada rede inclui as vendas de produtos, os serviços de profissionais e a receita com os benefícios dos planos de saúde. As vendas dos Estados Unidos abrangem também as de Porto Rico, mas não as do Canadá. 2: quando há redes com valores iguais de vendas, o desempate se dá pelo total de pontos de venda - quanto menos lojas, maior faturamento por unidade, consequentemente, posição melhor no ranking. 3: os números de vendas incluem a receita do quarto trimestre da Nationwide, após a aquisição das 64 lojas pela Refac. Pró-forma, se considerados, o total da Nationwide nos 12 meses seria de US$ 275,1 milhões. 4: os números de vendas representam os três primeiros trimestres de 2013. Já os resultados do quarto trimestre estão incluídos na receita da Refac. 5: Os totais de 2012 são diferentes dos publicados na pesquisa do ano passado (ver VIEW 133), já que os números variam ano a ano por conta da consolidação dos valores e de outros fatores.

56

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


médicas com óptica dos Estados Unidos disputaram cabeça a cabeça cada posição na edição 2014 do VM Top 50 U.S. Optical Retailers. Os impactos combinados do maior interesse dos fundos de private equity (do inglês, expressão que define fundos que compram participações em empresas) no mercado, o crescimento da concorrência online e a influência do segmento dos planos de saúde especializados em cuidados visuais resultaram em uma renovação do jeito de fazer negócios e consolidação em muitas posições do ranking. Foram várias as transações no último ano. O Refac Optical Group, sétimo colocado no Top 50 deste ano, cuja marca são os pontos de venda no interior de lojas de departamento como Macy’s, JCPenney e várias outras, adquiriu em novembro as lojas Nationwide Vision que ficam no estado do Arizona com intenções de expandir as operações. Já a MyEyeDr deu sequência a seu processo de aquisição, adicionando 23 lojas a sua rede ainda no ano passado e, em 2014, com a compra de unidades da Doctors Vision Center e da Lords Eye Center. E a KKR investiu, declaradamente, mais de US$ 1 bilhão ao adquirir a National Vision em março, o que indica que a consolidação da presença dos fundos de private equity neste ano. Novas empresas impactaram o ranking deste ano. A entrada mais notável é a da Vision Source, diretamente para o segundo lugar, superando o Wal-Mart, com a estimativa de 1,97 bilhão em vendas no ano passado. Turbinada pela entrada de um fundo de private equity e uma nova estrutura gerencial, a Vision Source está se afirmando no mercado óptico dos Estados Unidos como franqueadora e pela primeira vez quantificou suas receitas coletivas entre cada membro. Além da Vision Source, outras três empresas estreiam no ranking deste ano: Schaeffer Eye Center, Eye Express e Eyetique. Apesar de algumas destas mudanças, as dez primeiras posições da lista permanecem quase intactas. A divisão de varejo da Luxottica segue no topo com vendas estimadas em US$ 2,33 milhões de suas operações nos Estados Unidos e em Porto Rico. O Walmart se mantém como um competidor de respeito no terceiro lugar, seguido pela Visionworks, agora uma marca nacional, e a National Vision na quinta posição. Completando o Top 10, há, nessa ordem, a Costco Wholesale, o Refac Optical Group em sétimo, a Eyemart Express crescendo rapidamente, a For Eyes - Insight Optical e Cohen’s Fashion Optical.

positivo, operante! Quer conversar sobre esses e outros assuntos? Faça contato revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


economia & mercado

números e caminhos do setor óptico

Europa tem volume

de negócios de

€ 15 bilhões Texto Andrea Tavares

A alemã GfK divulgou os números da óptica na Europa em 2013, incluindo dados dos mercados alemão, espanhol, francês e italiano e revelando um volume de negócios de € 15 bilhões, o que significa um avanço de menos de 1% em relação ao ano anterior, indicando um panorama de estabilidade. A pesquisa rastreia dados de vendas de armações de receituário, óculos de sol, lentes de óculos, lentes de contato e produtos para lentes de contato. E os resultados de 2013 apontam que, enquanto o volume de negócios global se manteve estável, os países tiveram desempenhos variados quando se compara com o ano anterior. • Os mercados espanhol e italiano tiveram queda, respectivamente, de 0,5% e 1,8%. • Na França e na Alemanha, a óptica avançou em índice semelhante: 1,7%. • As lentes de contato e os produtos para sua assepsia tiveram uma elevação de 1%, confirmando a tendência positiva do ano passado. • Já as lentes oftálmicas se consolidaram positivamente, com avanço de 2,6%, especialmente depois de dois anos mais lentos (crescimento de 0,5% em 2012 e 1,3% em 2011). • O segmento de óculos solares segue a tendência de queda do ano passado. Em 2012, perdeu 5,2% e, no ano passado, 3,8%. • As armações de receituário também indicaram diminuição de 1,4% depois da estabilidade de 2012, quando cravaram o mesmo percentual de 2011, isto é, crescimento zero. “Embora o mercado óptico europeu revele tendências positivas em geral, a situação na Itália é bastante complicada, já que a crise econômica no país ainda não está resolvida e isso, obviamente, gera um impacto no consumo”, explicou o diretor global da divisão de óptica da GfK, Gianni Cossar. O executivo continua sua análise explicando que o ano não foi dos melhores para as marcas licenciadas, já que os consumidores têm encarado os óculos como acessórios pessoais e direcionado sua preferência mais para as peças de marcas próprias das ópticas do que para os óculos de grifes. “Equilibrando isso, a tendência para o cuidado dos olhos ainda é boa, com um bom desempenho das lentes oftálmicas e das armações de receituário, enquanto as lentes de contato e os produtos para assepsia de lentes de contato também se mantêm estáveis. Esses segmentos são extremamente suscetíveis ao lançamento de produtos e tecnologias, capazes de revitalizar o desejo dos consumidores”, explica. A inovação de produtos é essencial para manter o interesse dos consumidores cada vez mais bem informados, principalmente em um contexto muito competitivo gerado pela prolongada depressão econômica. O estudo também indica que os consumidores estão adotando estratégias de compra mais racionais, mas priorizando produtos alinhados a seu estilo de 58

VIEW 141

julho:2014

Em 2013, o mercado óptico europeu contabilizou volume de negócios de € 15 bilhões. Enquanto os negócios na Itália e na Espanha sinalizaram queda, França e Alemanha tiveram resultados positivos. Outro destaque fica por conta do quesito público: a figura do consumidor, antenado e internauta, se torna cada vez mais estratégica para as empresas. Esses e outros dados sobre a óptica no Velho Mundo foram divulgados recentemente pela GfK, uma das cinco mais importantes empresas de pesquisa em nível mundial, com atuação em mais de 100 países.

vida e valores. Prova disso é o número de donos de óculos solares (21 milhões, isto é, 71% do total) que concordam com a seguinte afirmação: “os produtos que eu compro têm de expressar a minha personalidade”. Esse total representa um aumento de 2 milhões desde 2011. Os dados também revelam um novo segmento de público, o do consumidor viciado em luxo, que enxerga a marca como uma garantia de alta qualidade, exclusividade e prestígio. Esse consumidor passa muito tempo conectado à internet, gosta de explorar e experimentar, dispõe de bons recursos econômicos e exige “elegância inteligente”, com foco na experiência e na emoção associadas aos produtos. O detalhe é que esse perfil de consumidor é pouco atingido pela oferta atual de produtos e pode representar uma oportunidade estratégica atraente para aquelas empresas capazes de reagir rapidamente a essa nova tendência.

positivo, operante! Quer conversar sobre esses e outros assuntos? Faça contato revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


foco

o espaço da indústria

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. ê: o, como e porqu d n a u Duis vulputate condimentum nisl q e, d n o , Quem , eu condimentum mi semper os famosos e d es sh a fl ra st o a VIEW m eu. Integer a blandit metus, et fringilla iados à redação velit. In velit orci, imperdiet et t seus óculos env ão. ração desta ediç o ortor eu, faucibus porttitor justo. b la e a te n ra u d Nam lectus augue, consectetur ac tortor et, porttitor tristique neque. Nulla vel tempor enim, sed commodo massa. Etiam scelerisque scelerisque lorem, id dignisA über model Gisele sim sapien posuere eget. Donec ac laoreet elit, at aucBündchen: Tom Ford A atriz Rumer Willis, filha dos astros (Marcolin) modelo risus. Vivamus Bruce Willis etor Demi Moore: DSquared2rhoncus leo et leo tempor, eget aliCharles TF 35 (Marcolin) modelo DQ0097 quam felis suscipit. In a lorem malesuada, aliquam quam at, tincidunt velit. Proin non neque non leo lobortis sagittis. Pellentesque urna nibh, malesuada et lacinia non, ornare id nisl. MaeA atriz Emma Roberts, a Madison A atriz norte-americana Sandra cenas bibendum mauris ut augue Montgomery da série American Bullock: Dolce & Gabbana

Conexão e d a d i r b e l Ce

Horror Story: Vogue (Luxottica)

(Luxottica) modelo DG4175

A cantora e atriz britânica Rita Ora: Tom Ford (Marcolin) modelo Christophe TF 279

O cantor escocês Paolo Nutini: Montblanc (Marcolin) modelo MB 424S

60

VIEW 141

julho:2014

O ator canadense Ryan Reynolds: Tom Ford (Marcolin) modelo Snowdon TF 237

www.revistaview.com.br

Divulgação

O ator norte-americano Joe Manganiello, o lobisomem Alcide Herveaux da série True Blood: Montblanc (Marcolin) modelo MB 423S


foco

o espaço da indústria

Arena Carrera: experiência de marca, diversão e conveniência para amantes da marca e consumidores

Safilo cria Arena Carrera para a Copa A Vila Madalena, bairro da zona oeste de São Paulo que se tornou o principal point da capital paulista durante a Copa do Mundo, também ganhou uma área para lá de especial durante todo o mundial de futebol. A Safilo elegeu a Carrera, uma das marcas próprias de seu portfólio, para produzir uma série especial de solares celebrando o campeonato (ver Vitrine, VIEW 140) e a Arena Carrera, espaço interativo multiuso que recebeu consumidores, celebridades, formadores de opinião e amantes da marca durante o torneio. Com 500 metros quadrados e projeto arquitetônico de Guto Requena e Maurício Arruda, a Arena Carrera contou com uma sala de exibição com telão e arquibancadas para assistir aos jogos e às sessões de cinema promovidas em parceria com a Warner Home Video, de clássicos do cinema como Laranja Mecânica, Gremlins e Juventude Transviada. Um segundo espaço foi dedicado aos jogos eletrônicos. Em mais uma parceria com a Warner, a Arena Carrera realizou todas as terçasfeiras campeonatos do game 2014 Fifa World Cup e o vencedor de cada semana ganhou o game em si e um par de óculos Carrera. Um bicicletário na entrada do local convidava a deixar o sedentarismo de lado. Nas quartas-feiras em que a Arena funcionou, foram realizados passeios de bicicleta pelo bairro com roteiros predefinidos com direito a registrar a experiência com uma câmera Go Pro de alta definição instalada na bike. Além disso, as bicicletas eram cedidas por uma hora, gratuitamente, mediante a apresentação de um documento com foto. Houve happy hours todas as sextas-feiras, sem falar de shows de bandas, blocos durante o mês e no domingo, 29 de junho, uma sunset party (do inglês, expressão que define festas realizadas no fim de tarde, com o cair do sol) com DJs badalados. E para coroar a experiência completa da marca, uma loja (em parceria com a Óticas Carol) com toda a coleção Carrera. A inauguração do espaço ocorreu em 11 de junho, véspera de abertura da copa - veja a cobertura do evento em Aconteceu, páginas 10 e 11. Todas as atividades promovidas na Arena Carrera foram gratuitas. Para participar, bastava se cadastrar no site do evento.

62

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


Onde tudo começou: flashes do vídeo da nova campanha da HB, que tem os atletas Fernando Fanta, Jaymes Triglone e Miguel Pupo como rostos

HB na Austrália Além de belas imagens impressas (uma delas, inclusive, foi capa da VIEW 140), a campanha da HB Hot Buttered, distribuída mundialmente pela Suntech Supplies, também rendeu um vídeo. Com o tema Onde tudo começou, o atual trabalho, produzido em março, remete à origem da marca, a Austrália, e seu criador, Terry Fitzgerald. Além do modelo australiano Michael Fallon, a campanha tem como rostos os atletas Fernando Fanta, Jaymes Triglone e Miguel Pupo.

EzFit: a máquina recém-lançada da empresa italiana Mei, prestes a abrir filial no Brasil

Mei foca no Brasil

www.revistaview.com.br

julho:2014

Antonio Brasiliano

Divulgação

A companhia italiana especializada em geradores para lentes oftálmicas orgânicas prepara sua chegada ao país. Há cerca de um ano prospectando o mercado nacional e já com mais de 40 máquinas instaladas em laboratórios de médio e grande portes em solo brasileiro, aguarda agora a finalização da burocracia para a abertura da filial. Tudo começou em 1985 com os amigos Stefano Sonzogni and Raffaele Scudeletti, que abriram uma oficina em uma garagem em Valbrembo, província italiana de Bérgamo, e, cinco anos mais tarde, fundaram a Mei, que introduziu no mercado a tecnologia de fresagem para o corte da lente. Este ano, a empresa lançou a EzFit, gerador compacto dotado com a mesma tecnologia de máquinas maiores, próprio para empresas com volumes menores de serviços.

VIEW 141

63


agenda e calendário

feiras, eventos e cursos

calendário

Diops Daegu International Optical Show Daegu, Coréia diops@koisc.org www.diops.co.kr/front/eng/

International Vision Expo West Las Vegas, Estados Unidos inquiry@visionexpowest.com www.visionexpowest.com

Agosto 16 a 18

Setembro 17 a 20

17 a 21 Sunglasses Business Point Club Med Rio das Pedras, Rio de Janeiro, Brasil comercial@savagetpromocoes.com.br

Ajorsul Fair Mercoóptica’2014 Gramado, Brasil ajorsul@ajorsul.com.br www.ajorsulfairmercooptica.com.br

IOFT 2014 Tóquio, Japão ioft-eng@reedexpo.co.jp www.ioft.jp/en/Home

Setembro 18 a 20

Outubro 20 a 22

26 a 29

Vision-X Dubai Dubai, Emirados Árabes visionx@dwtc.com www.vision-x.ae

Novembro 5a7

Silmo Paris, França info@silmo.fr en.silmoparis.com

25 a 27

Hong Kong Optical Fair Wanchai, Hong Kong exhibitions@hktdc.org www.hkopticalfair.com

agenda Formação e reciclagem profissionais Provar MBA

Técnicas de negociação e persuasão na prática

Negócios do varejo: estratégia & gestão Setembro

19 de julho

Shopper insights: comportamento do consumidor no ponto de venda

Pós-graduação

12 e 13 de agosto Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

Logística e distribuição Setembro

Terças e quintas-feiras (19h às 23h)

Transformando o RH do varejo

Inteligência de mercado Setembro

25 e 26 de agosto Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Varejo e mercado de consumo Setembro

Apresentações profissionais: do roteiro ao palco

Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

27 de agosto

Gestão de vendas e negociação Setembro

Segundas e terças-feiras (18h40 às 22h40)

15 de setembro

Terças e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

29 e 30 de setembro Segunda-feira (9h às 18h) e terça-feira (9h às 13h)

A inteligência intrapessoal como diferencial competitivo

11 3894 5004 cursoslabfinprovar@fia.com.br www.provar.org Material didático e certificado emitido pelo Provar/Fia inclusos

3 e 4 de junho Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

amente it tu ra g e u lg u Div 64

VIEW 141

julho:2014

Segunda-feira (9h às 18h)

Gestão dos relacionamentos digitais no varejo

Cursos de extensão

a cursos e palestras n

Quarta-feira (9h às 18h)

Coolhunting e pesquisa de tendências

Gestão de negócios e valorização da empresa Setembro

Sábado (9h às 18h)

Segundas e terças-feiras (18h40 às 22h40)

VIEW

Envie as informações para a redação Tel. 11 3061 9025 ramal 108 revistaview@revistaview.com.br

www.revistaview.com.br


Fundação Abióptica amplia vagas para Curso de Montador Óptico

A Fundação Abióptica, braço social da Abióptica - Associação

Em cerca de 400 horas, os jovens têm aulas de conhecimento

Brasileira da Indústria Óptica –, reformulou seu formato de

pessoal, com ênfase em Descoberta do Eu, Família, Saúde,

ensino após 5 turmas e começa a colher os frutos dessa nova

Meio Ambiente e Ecologia, Comunicação e Tecnologia e

fase com a formatura da primeira turma semestral do Curso de

Empreendedorismo e Introdução Profissional, com temas

Montador Óptico.

como Mundo da Óptica, Introdução ao Laboratório, Princípios

comunitários de São Paulo, com idades entre 16 e 19 anos, que

Básicos da Óptica, Montagem de Lentes Oftálmicas, Técnicas de Venda e Organograma e Fluxograma da Óptica.

participaram da 6ª edição do projeto, foram os primeiros a ter

O próximo passo é estender essa oportunidade de

acesso ao cronograma completo de capacitação com carga

conhecimento e crescimento profissional para jovens de

horária reduzida. “Os alunos completaram todo o cronograma

outros Estados. “Planejamos a abertura de outras unidades a

de matérias em cinco meses, metade do tempo utilizado nas

partir de 2015”, finaliza Edy Titelbaum.

primeiras edições. Mostramos que com empenho e dedicação de alunos e professores é possível formar mão de obra qualificada em um curto espaço de tempo. Essa iniciativa fará com que o mercado óptico brasileiro absorva cada vez mais profissionais especializados e aptos para as mais diversas funções, já que agora teremos 28 alunos por ano”, explica Edy Titelbaum, presidente da Fundação Abióptica.

As aulas da 7ª turma do Curso de Montador Óptico terão início em agosto com término previsto para dezembro de 2014. Para mais informações acesse: www.abioptica.com.br

INFORME PUBLICITÁRIO

Os 14 jovens de escolas públicas e projetos sociais


Abióptica

Excalibur & Savaget

Mello Optical

Av. Santo Amaro 1386 1º andar São Paulo/SP - 04506-001 11 3045 2090 abioptica@abioptica.com.br páginas 61 e 65

Rua México 111 sala 1906 Rio de Janeiro/RJ - 20031-145 21 3478 1999 excalibur@savagetpromocoes.com.br página 53

Rua Santo Irineu 163 São Paulo/SP - 04127-120 11 2764 3000 melloindustrial@melloindustrial.com.br página 29

GO Ajorsul Praça Quinze de Novembro 21 cj. 1302 Porto Alegre/RS - 90020-080 51 3221 5259 ajorsul@ajorsul.com.br página 59

Aurora Eco Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 reservas@auroraeco.com.br página 67

Clear Rua Miguel Pereira 160 Nova Iguaçu/RJ - 26215-550 0800 2807787 lentesclear@lentesclear.com.br página 39

Desempenho Rua Barão de Itapetininga 255 sala 814 São Paulo/SP - 01042-002 11 3259 7348 informatica@desempenho.com.br página 49

Essilor Brasil Rua Visconde de Ouro Preto 5 Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7272007 sacbrasil@essilor.com.br 4ª capa

Essilor Solutions Rua Visconde de Ouro Preto 5 3º andar Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7221222 essilorsolutions@essilor.com.br página 25

www.revistaview.com.br

Rua Diogo Moreira 132 cj. 1201 São Paulo/SP - 05423-010 0800 8889029 sac@kenerson.com.br página 15

Promosalons Rua Tabapuã 821 cj. 74 São Paulo/SP - 04533-013 11 3711 0001 brazil@promosalons.com páginas 43 e 45

Golden Vision Rua Guaraniúva 78 São Paulo/SP - 04547-010 11 3057 2324 comercial@gvog.com.br 3ª capa

Johnson & Johnson Rua Gerivatiba 207 16º andar São Paulo/SP - 05501-900 0800 7288281 apoiovistakon@conbr.jnj.com página 23

JR Adamver Rodovia SC 401 km 7,5 6883 Florianópolis/SC - 88050-000 0800 6422001 sac@mormaiisunglasses.com.br página 9

Luxottica do Brasil Rua Ministro Jesuíno Cardoso 52 São Paulo/SP - 04544-050 0800 7039444 sacoakley@oakley.com página 7

Luxx Brasil Rua Claudio Soares 72 cj. 1315 São Paulo/SP - 05422-030 11 3037 8888 contato@luxxbrasil.com.br página 19

Stepper Brasil Praça Doutor Sales Junior 73 São Paulo/SP - 05451-160 11 3021 1017 info@stepperbrasil.com.br capa e página 17

Suntech Supplies Rua Maria Soldera Lourençon 52 Itupeva/SP - 13295-000 11 4591 8600 sac@hb.com.br página 21

Fale direto com os anunciantes desta edição

anunciantes

Transitions Rodovia Anhanguera km 106,5 s/nº Sumaré/SP - 13170-970 19 3864 8600 atendimento@transitions.com.br página 27

USOphthalmic 9990 NW 14th Street sala 105 Doral - Flórida 33172 - Estados Unidos 11 3323 7530 info@usophthalmic.com páginas 35, 47 e 57

Marchon Brasil

Vision Line

Rua Julio Diniz 49 São Paulo/SP - 04547-090 0800 7071516 sao@marchon.com.br página 5

Rua Silva Jardim 3029 sala 13 São José do Rio Preto/SP - 15010-060 17 3222 7644 sac@grupovisionline.com.br página 37

julho:2014

VIEW 141

66


colírio

belas imagens que fazem bem aos olhos

Um olhar sobre a África do Sul Reportagem Flavio Bitelman

Texto Andrea Tavares

Imagens Flavio Bitelman e Divulgação

A VIEW lança a seção Colírio, com belas imagens de vários lugares do mundo. O ponto de partida é a África do Sul, mais precisamente a Cidade do Cabo e seus arredores. Além da vida selvagem e de episódios que marcaram a história da Humanidade sob a liderança de Nelson Mandela, o país reúne muitos outros atributos como a herança cultural das tribos, as vinícolas e muitas belezas naturais. Montanha da Mesa O principal cartão postal da Cidade do Cabo é mais conhecido pelo nome em inglês, “Table Mountain”, e integra a lista das sete novas maravilhas da natureza. A seus pés, repousa a Baía da Mesa (ou “Table Bay”) com seu charme litorâneo. Um teleférico giratório leva os visitantes direto ao topo, 1.086 metros acima do nível do mar, mas, para quem tem fôlego, há diversas trilhas. Do alto, é possível ver toda a cidade, inclusive o estádio construído para a Copa do Mundo de 2010.

68

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


De presídio a museu

Waterfront O Victoria & Alfred Waterfront, ou apenas Waterfront, é o destino preferido dos turistas depois de passearem pela península e a Cidade do Cabo. Construído no antigo atracadouro da cidade, trata-se de um complexo de shopping centers, restaurantes, bares e lojas.

Fica na Ilha de Robben a antiga prisão em que o líder sul-africano Nelson Mandela passou 18 anos dos 27 anos de sua condenação. Desativada em 1996, foi transformada em museu e declarada patrimônio mundial da Humanidade pela Unesco. Ex-detentos são os guias da visita e fazem questão de frisar que hoje são bons amigos dos guardas que os maltratavam durante os anos de prisão. É o efeito Mandela, que conseguiu promover uma transição sem revanchismo quando assumiu a presidência do país em 1994, ano que ficou marcado também pelo fim do apartheid.

A atração das cores Na cidade do Cabo, as casas coloridas em ruas com calçamento de pedra dão o charme ao bairro multicultural de Bo-Kaap que é considerado um dos mais coloridos do planeta. julho:2014

VIEW 141

69


colírio

belas imagens que fazem bem aos olhos

Encruzilhada natural Tão falado nas aulas de História já que era rota para o Caminho das Índias, o Cabo da Boa Esperança, que fica ao sul da Cidade do Cabo, foi decretado pela Unesco como patrimônio natural da Humanidade. Do alto, é possível ver o que se convencionou chamar de encontro dos oceanos Atlântico (frio) e Índico (quente). Erguido em 1859, o farol que fica a 249 metros acima do nível do mar é hoje a central de monitoramento de todos os faróis que iluminam a costa do país.

Enogastronomia A África do Sul também é famosa pelo vinho e integra o roteiro mundial dos países produtores da bebida. As charmosas cidades de Franschhoek e Stellenbosch, ambas a 50 quilômetros de distância da Cidade do Cabo, concentram vinícolas como a Grand Provence Heritage Wine State e a Lanzerac Wine State, respectivamente - que oferecem degustação da bebida, restaurantes sofisticados, galeria de arte e até spa.

70

VIEW 141

julho:2014

Tradição Localizada a uma hora de carro de Johannesburgo, a Vila Cultural Lesedi reúne o melhor da tradição das tribos africanas, onde é possível conhecer a cultura e os costumes de várias delas.

www.revistaview.com.br


Vida selvagem OParqueNacionaldePilanesbergéumdos ambientesdedicadosaossafáris,queocorrem comonascerdosolouànoite,porcontados hábitosdosanimais.Búfalos,elefantes,leões, leopardoserinocerontessãoosmaiscotados entreopúblico.Abordodeveículos4x4,guias experientes,munidosdepotenteslanternas, sãocapazesdevisualizarrapidamenteos animaisemostrá-losaosvisitantes.

HOTÉIS Cidade do Cabo African Pride 15 On Orange Hotel www.africanpridehotels.com/15onorange One&Only Cape Town http://capetown.oneandonlyresorts.com Winchester Mansions www.winchester.co.za Southern Sun The Cullinan www.tsogosunhotels.com/hotels/the-cullinan

The Marly Boutique Hotel Camps Bay Cape Town www.themarly.co.za Parque Nacional de Pilanesberg Ivory Tree Game Lodge ivorytreegamelodge.com Johannesburgo 54 on Bath Boutique Hotel www.tsogosunhotels.com/deluxe/54-on-bath

The Michelangelo Hotel www.legacyhotels.co.za/en/hotels/michelangelohotel

VINÍCOLAS GrandeProvenceHeritageWineState emFranschhoek www.grandeprovence.co.za LanzeracWineStateemStellenbosch www.lanzerac.co.za

Opublisher FlavioBitelmanviajouaconvitedaSouthAfricanAirways(www.flysaa.com)edaoperadoraPacificWorld(www.pacificworld.com). www.revistaview.com.br

julho:2014

VIEW 141

71


a óptica do artista plástico marcelo cipis

armação do cipis

armação

72

VIEW 141

julho:2014

www.revistaview.com.br


Profile for Revista VIEW

VIEW 141  

O top 50 do varejo norte-americano em Economia & Mercado.

VIEW 141  

O top 50 do varejo norte-americano em Economia & Mercado.

Advertisement