__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

I M P R E S S O

ENVELOPAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELO CORREIO

R$ 9,90

Especial: tudo sobre Expo Abiテウptica e

Vision Expo

A mulher e o consumo em Dicas & Estratテゥgias

テ田ulos para a

Copa do Mundo HB Hot Buttered Suntech Supplies

em Vitrine


C A R R E R A 85 /S

CARRERAW


WORLD.COM


s o l u c ó a t plane

140

maio:2014

sumário

6

10

Editorial A mensagem do publisher Flavio Bitelman

Diário da redação

12

O que moveu a VIEW durante a produção deste número

Jogo Rápido As notícias do universo dos óculos

José Wilker: a despedida a um grande usuário de óculos

14

18

Aconteceu A cobertura dos eventos de óptica no Brasil e no mundo

Especial Expo Abióptica Tudo sobre mais uma edição da feira brasileira

Nova York: a noite District 1937 da Ray-Ban

Michael Kors: rumo à Luxottica

76

70

A VIEW esteve em Nova York para cobrir a maior feira norte-americana de óptica

A Óptica no Mundo As novidades das maiores corporações ópticas do planeta

sucesso

2

VIEW 140

maio:2014

Especial Vision Expo East

78 80

Hall of Frames Famosos e seus óculos Milton Nascimento: sempre de óculos

Dicas & Estratégias Provar A professora do Provar, Dayse Maciel de Araujo, trata do consumo feminino

www.revistaview.com.br


84

sucesso

Varejo & Experiência O colunista Richard Vinic fala da importância do planejamento para a certeza da vitória

Evoke: novos exemplares na série Wood Collection

Vitrine

Fendi, a grife das bolsas-desejo

Os lançamentos de produtos da temporada

gale ria vis ão

102

Um outro olhar As palavras da editora Andrea Tavares

104 Foco

HB Suntech Supplies Modelo Would ref. 9010441503

86

92

Mondo Fashion

As notícias dos fornecedores do mercado Essilor Crizal: promoção inédita

serviços

Calendário + Agenda

Armação do Cipis

108

Desta vez, Gramado é retratada na série Cidades da óptica, que o artista plástico Marcelo Cipis publica este ano na VIEW

110

Anunciantes

112 !

140

Os eventos de óptica no Brasil e no mundo

A Coluna do Miguel volta na próxima edição. Flavio Bitelman

Becaclick

Divulgação

J. Egberto

Paty Chequetti maio:2014

VIEW 140

3


MARCHON BRASIL: 0800 707 1516

SF705S - SHOPFERRAGAMO.COM


editorial

A quarta agenda

publisher Flavio Mendes Bitelman flaviobitelman@revistaview.com.br

editora Andrea Tavares (MTb. 16.030) andreatavares@revistaview.com.br diretora de arte Débora Nascimento deboranascimento@revistaview.com.br

Em política, o tempo é mais longo, mas é implacável. O Brasil teve três agendas políticas muito importantes nas últimas décadas e uma quarta desponta no horizonte.

A terceira agenda, ainda em curso, é a da inclusão social, que teve início em 2003, quando o prenão bastava vontade política se não houvesse um grupo sidente Luis Inácio Lula da Silva code economistas capazes. locou em prática projetos sociais que tiveram como embrião os projeA terceira agenda foi liderada pelo PT, apesar de vátos de Fernando Henrique e, com rios programas como o Bolsa Família serem originários determinação, incluiu 40 milhões de de projetos anteriores do PSDB. No entanto, a vontade pessoas na classe C, originárias das política do PT é que pôs em prática essa agenda venceclasses D e E. Além disso, 16 milhões dora, mas ainda em fase de desenvolvimento, já que de integrantes da classe C ascendeainda há uma faixa da população que precisa ser inram às classes A e B. Tudo isso em cluída ou ascender socialmente. Vale o elogio, pois o cinco anos, de 2005 a 2010. Brasil foi a única democracia que conseguiu esse feito A quarta agenda é a da qualidade dos serviços públicos - transporte, educação, saúde e segurança. Não é por acaso que os movimentos sociais iniciados em junho do ano passado contra o aumento do preço das passagens de ônibus logo se voltaram para reivindicações de qualidade na saúde e na educação. As ruas clamaram por “padrão Fifa” tanto para a educação quanto para a saúde. A primeira agenda foi do PMDB, que, na época, representava todas as oposições. A segunda foi comandada pelo PSDB, responsável pelo processo do fim da inflação. Cabe aqui dizer que algumas questões se resolvem apenas com vontade política, mas outras necessitam de conhecimento técnico correto. Esse é o caso da vitória sobre a inflação:

- o outro país que conseguiu algo similar ou até maior foi a China que não tem um processo democrático. A primeira agenda demorou 21 anos para ser atingida. E, no começo daquela etapa, 85% dos municípios brasileiros tinham Índice de desenvolvimento humano (IDH) muito ruim. Hoje, essa percentagem é de apenas 1%. Esse avanço social jamais teria ocorrido sem a democracia política. A segunda agenda, a da vitória sobre a inflação, levou no mínimo 15 anos. Já a terceira, a da inclusão social, em 5 anos conseguiu-se um grande resultado. É provável que a quarta agenda também demore a ocorrer, pois, tal qual a inflação, não basta apenas vontade política: são necessários elementos técnicos para obter educação, saúde, transporte e segurança de qualidade. Mas é preciso de partidos focados nessa vontade política e pressão da sociedade a fim de que os políticos assumam de vez essa quarta agenda e ela se torne uma realidade que fará o Brasil chegar de fato ao rol das nações de primeiro mundo. Isso só trará bons resultados a todos. Flavio Mendes Bitelman Publisher

flaviobitelman@revistaview.com.br 6

VIEW 140

maio:2014

Nara Monteiro naramonteiro@revistaview.com.br secretária de redação Cristiana Brito cristianabrito@revistaview.com.br

Kriz Knack

A primeira agenda foi o fim da ditadura em 1985, depois de 21 anos de domínio militar. A segunda foi a vitória sobre a inflação em 1994: jovens com menos de 25 anos nem tem ideia do drama de uma economia com inflação altíssima. No governo Itamar Franco, tendo Fernando Henrique Cardoso como ministro da Fazenda, implantou-se o Plano Real e finalmente o Brasil venceu a inflação.

gerentes de marketing e comercial Fernanda Ferret fernandaferret@revistaview.com.br

gerente administrativa Juliana Vasconcelos administracao@revistaview.com.br gerente de circulação Judith Belleza judith@brandmember.com.br projeto do logotipo Kiko Farkas (Máquina Estúdio) projeto gráfico Débora Nascimento projeto editorial Andrea Tavares colaboradores Angélica Pinheiro • Carlo Ferreri Cíntia Marcucci • Christian Forster Dayse Maciel de Araujo • Fernanda Guedes Graziela Canella • J. Egberto Kriz Knack • Marcelo Cipis Marisa Giraldis • Patrícia Chequetti Pauliane Claro • Richard Vinic Sabrina Duran computer to plate e impressão Ipsis Gráfica e Editora S.A. circulação Nacional tiragem 15 mil exemplares assinaturas 11 3971 4372 assinaturas@revistaview.com.br As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. Nenhuma parte desta edição (textos ou imagens) pode ser utilizada ou reproduzida em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou eletrônico, fotocópia, gravação etc. e tampouco apropriada ou estocada em sistema de banco de dados sem a autorização prévia e por escrito da Jobson Brasil. A revista VIEW é uma publicação da Jobson Brasil Ltda. para o setor óptico-oftálmico. Rua Cônego Eugênio Leite 920 - Pinheiros São Paulo/SP - 05414-001 Tel. 11 3061 9025 Fax 11 3898 1503 revistaview@revistaview.com.br www.revistaview.com.br


ray-ban.com


© 2 0 14 O A K L E Y, I N C . | 8 0 0. 3 2 0.9 4 3 0

DISRUPTIVE BY DESIGN


O A K L E Y H Q _ 3 3 ˚, - 1 1 7 ˚

Conheça mais em oakley.com.br Instagram: oakleybr www.facebook.com/oakleybrasil


o ã ç a d e r a d diário bom ! Muito

o leitor reparamos d i r e u q ocê! P Salve, #Hello uma vez com v boa parte à em 2 ais estar m ição dedicada ca 2014, com 4 uma ed Expo Abiópti eira dos l i s a r b ra da mana cobertu e retratam a se essoas, festas e qu erá s, p páginas Números, fato tou a feira, pod ê óculos. ... Se você visi . Agora, se voc ais , lhes r por lá muito m rá-la em deta a t s e e d rememo oportunidade tudo o que ea ja não tev m a gente e ve itura! ☺ e l a o o B c o. venha o event e t n a r du ocorreu

140

#RodinhasNosPés

#Obrigado! A gente quer agradecer sua visita, suas palavras e seu carinho durante a feira e, mais que isso, a preferência pelo DIÁRIO VIEW. Pelo nono ano consecutivo, a equipe da VIEW se dedicou de corpo e alma para produzir as três edições do jornal que acompanha a feira praticamente em tempo real. Muita dedicação e esforço, mas sempre recompensados pela reconhecimento dos nossos leitores e a preferência de nossos parceiros. #BaixaNoClube

Anos atrás, a editora da VIEW, Andrea Tavares, em um dos seus textos na seção Um outro olhar, criou um - por enquanto, imaginário - Clube dos Adoradores de Óculos, para expressar a paixão das pessoas por esses incríveis acessórios, capazes de mudar o look, o estilo e/ou a vida. Há cerca de sete anos, uma figura começou a marcar presença com bastante frequência nas nossas páginas de Hall of Frames: o ator, autor e diretor José Wilker. E, mais que usar óculos diferentes - e, por isso, estar qualificado para ser retratado nessa seção que mostra as escolhas dos famosos -, Wilker se destacou pela criatividade de suas armações. Por conta disso, rapidamente, passou a ser considerado membro vip do Clube dos Adoradores de Óculos e é com muita reverência que nos despedimos desse membro tão especial do Clube, morto em 12 de abril.

Andrea Tavares

Enquanto concluía esta edição, a editora Andrea Tavares recebeu um convite para lá de especial: integrar um grupo de jornalistas convidados para cobrir no final de maio, em Paris, o torneio de tênis de Roland Garros, na última semana de maio. O convite partiu da Marchon, detentora da licença para a comercialização da coleção de óculos da Lacoste, a marca francesa que nasceu nas quadras de tênis e que mantém uma relação mais que especial com esse campeonato que é um dos mais importantes do calendário mundial do esporte. Por conta disso, mais uma vez, as rodinhas nos pés foram ativadas e na próxima edição você acompanhará os passos da VIEW em mais essa missão internacional.

Arquivo VIEW

maio:2014

diário da redação

#CidadesDaÓptica Gramado, uma das pérolas da serra gaúcha é retratada na série especial Cidades da Óptica, inaugurada na VIEW 137 pelo nosso parceiro de longa data, o artista plástico Marcelo Cipis, que há 14 anos integra a equipe da VIEW, ilustrando religiosamente a última página, batizada de “Armação do Cipis”. www.facebook.com/revistaview www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br revistaview@revistaview.com.br 10

VIEW 140

março:2014

“VÍ-u” = W VIE

#AtéBreve Ficamos por aqui, querido leitor. Tenha uma ótima leitura e logo estaremos de volta com mais uma edição recheada de notícias e tendências sobre o setor. ☺


SAFILO1934.IT — MOD. SA1014

THE ITALIAN EYEWEAR EXPERT


jogo rápido

o que é noticia no mercado

Foi o número do polímero que os cientistas da companhia química norte-americana Columbia Southern (que depois veio a se tornar a divisão química da PPG) consideraram o mais adequado como matéria-prima para a criação de lentes oftálmicas de resina, com o objetivo de substituir o cristal. Entre os 200 polímeros experimentais listados para o teste, o 39º (mais precisamente, o carbonato de alilo diglicol) foi o mais eficiente. Daí, o nome “CR-39”: “CR” se refere a “Columbia Resin” (do inglês, “resina Columbia”) e o “39” ao número do polímero escolhido. O feito ocorreu em 1940.

A consultora óptica Elisa Mayra (@elisamayraflor) das Óticas Diniz de Canindé, interior do Ceará, exibe três versões dos mesmos óculos, mostrando que são belos de qualquer forma, até em preto e branco.

elisamayraflor

Tem perfil no Instagram e tirou uma foto linda e/ou criativa que tem tudo a ver com óculos, visão, óptica ou algo mais relacionado ao mercado? Publique com a hashtag #revistaview e então sua imagem pode ser impressa na VIEW.

anúncios

Você tem comentários, sugestões, críticas ou dúvidas sobre a VIEW? Ou então quer divulgar notícias de lançamento de produtos ou novidades sobre a sua óptica? Faça contato com a editora Andrea Tavares na redação.

Deseja anunciar? Procure uma das gerentes de marketing e comerciais da Jobson Brasil. ma rk

matérias

ng e come eti

Fernanda Ferret Tel. 11 3061 9025 ramal 109 fernandaferret@revistaview.com.br

e

ra

Andrea Tavares Tel. 11 3061 9025 ramal 105 andreatavares@revistaview.com.br

rketing

o edit

ma

assuntos gerais

aç ão

Cristiana Brito Tel. 11 3061 9025 ramal 108 cristianabrito@revistaview.com.br

Nara Monteiro Tel. 11 3061 9025 ramal 104 naramonteiro@revistaview.com.br

de re d ária et

sec r

Está precisando de algum apoio ou esclarecimento e não sabe como fazer? Fale com a secretária de redação.

mercial co

atendimento ao assinante Quer assinar a VIEW? Já é assinante e tem alguma dúvida? Ligue para a nossa Central de atendimento no 11 3971 4372.

al rci

fale com a

39


THE ITALIAN EYEWEAR EXPERT


aconteceu

o que anda acontecendo por esse mundo afora

Ray-Ban lança District 1937 em Nova York Com shows da legendária banda Blondie e do duo MS MR, a Luxottica lançou em 14 de maio a District 1937, nova série da Ray-Ban que celebra modelos icônicos da marca produzidos em novos materiais (jeans, couro, aço, titânio e veludo), em um galpão no Garment District, em Nova York. Além dos shows, presença de celebridades e de

A vocalista do Blondie, Debbie Harry

uma atmosfera para lá de especial, a Ray-Ban também ofereceu momentos interativos a seus convidados com workshops em cada um dos ambientes dedicados aos materiais da District 1937, além de um espaço para criar os próprios solares sob medida.

O show do MS MR

Blondie em seu momento celebridade A top Coco Rochas A modelo Ireland Baldwin, filha dos atores Kim Basinger e Alec Baldwin

[continua] 14

VIEW 140

maio:2014


LANÇAMENTO 0 1 13 0 3 7 . 8 8 8 8


Ray-Ban lança District 1937 em Nova York

O fashion designer Philip Lim

A atriz e cantora Katharine McPhee

Sepultura na Evoke House of Jam A Evoke promoveu em 25 de abril em seu quartel-general, no bairro da Vila Madalena, zona oeste de São Paulo, mais uma edição do Evoke House of Jam, projeto musical em parceria com o site Update or Die, cujo resultado é a produção de programas com bandas que tenham tudo a ver com o DNA da marca. Dessa vez, a convidada foi a banda Sepultura. O guitarrista Andreas Kisser

Divulgação

O vocalista Derrick Green

16

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


E YE WE AR FA S H I O N T H AT F I TS


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

...o brasileiro cuida de atingir seus objetivos, administrando sua vida e seus negócios em um ano tão atípico como esse de 2014. Foi assim para o mercado óptico, que teve a 12ª edição de sua feira anual, a Expo Abióptica, realizada três semanas antes do haibitual - mais precisamente, de 2 a 5 de abril, nos pavilhões Azul, Verde e Vermelho do Expo Center Norte, sediado na Vila Guilherme, zona norte da capital paulista.

Enquanto a Textos Andrea Tavares, Angélica Pinheiro, Cíntia Marcucci e Sabrina Duran Fotos Becaclick e Flavio Bitelman

Brasileiros por excelência começam o ano a meio passo, naquele espírito de verão e cientes de que o Carnaval os espera dentro de algumas semanas. Mesmo quem usa os festejos de Momo para descansar e isolar-se do mundo, tem em mente que o ano, de fato, começa na segunda-feira após o Carnaval. O que dizer então de um ano com Carnaval caindo em março, o país sediando a Copa do Mundo da Fifa, simplesmente o esporte que é praticamente religião nesta nação, e ainda com eleições presidenciais? Há quem possa - ou opte - por fazer de 2014 um ano de exceção e só encarar novos projetos e vida real a partir do Carnaval do próximo ano, mas, para muitos, a vida e os negócios não podem parar. Empresários e profissionais ópticos se enquadram nessa categoria de que é preciso fazer as coisas acontecer e, para muitos, janeiro chegou cheio de agitação. A tal leseira natural que acomete quem vive nesse país precisou ser aposentada pelo menos em 2014. Foram muitos os testemunhos tanto do varejo, como de laboratórios e de fornecedores do mercado que o ano começou mais agitado que o normal em termos de movimento. Bom sinal não apenas em termos do que estava por vir, mas também pelo fato de o segundo semestre não ter sido tão bom quanto o previsto.

Depoimentos "A Expo Abióptica de 2014 foi ótima para a Essilor. Na véspera da feira, o Fórum Essilor obteve uma repercussão satisfatória entre os clientes que participaram. Para a Expo, a empresa apresentou um bom mix de produtos e, no primeiro dia, deu para perceber que o desempenho da empresa seria bom. As salas de reunião e de treinamento permaneceram cheias quase todo o tempo. A venda de equipamentos e a participação dos clientes nas atividades também agradaram."

Maurício Confar (Essilor) 18

VIEW 140

maio:2014

"Foi tudo perfeito. A GO participa da feira há mais de dez anos e sempre teve um bom retorno. Este ano, o estande cresceu para oferecer mais conforto aos clientes. Apesar da ausência da Ana Hickmann por conta da licençamaternidade, várias outras celebridades compareceram, o que também gerou um ótimo retorno de público."

Celso Ribeiro (GO)

"A feira continua tendo um papel institucional importante para o mercado. A Luxottica apresentou suas novas coleções e aproximou a diretoria da empresa e clientes mais distantes. Em termos de negócios, a Expo Abióptica foi um pouco mais fraca do que o ano passado. Acredito que o período em que a feira ocorreu influenciou na movimentação, já que é a semana do mês em que o cliente está pagando impostos e fazendo folha de pagamento, o que resultou em uma visitação mais baixa."

Alvaro Lahm (Luxottica)


Copa não vem... Em alta O interesse do público por treinamento

Três semanas mais cedo - Retrato disso, a Expo Abióptica, promovida pela Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica) também andou três semanas para frente no calendário. Realizada tradicionalmente na quarta semana de abril, ocorreu este ano de 2 a 5 de abril, a menos de uma semana de distância da nova-iorquina Vision Expo East. Para muitos, não a melhor época quando se leva em conta que o primeiro mês é repleto de compromissos para lojistas. Crença ou não, quem passou pela

"A Marchon teve um desempenho aproximadamente 20% maior em relação ao ano passado, quando a empresa já havia registrado alta de 130% em relação a 2012. O fluxo de pessoas foi um pouco menor em relação ao ano anterior, mas, em termos de negócios, o aproveitamento foi bem mais eficaz, uma vez que pelo menos 75% das mesas estavam ocupadas com o fechamento de vendas."

Marcelo Pacheco (Marchon)

Em baixa A praça de alimentação

feira sentiu os corredores um pouco mais vazios. Os números de circulação se mantiveram semelhantes, já que os leitores eletrônicos registraram um suave aumento em relação ao ano passado: circulação de 24.660 pessoas este ano contra 23.270 em 2013. Há quem diga que os corredores estavam vazios porque havia mais gente fechando negócios nos estantes ou, então, aperfeiçoando-se no Espaço Saber - o interesse crescente por treinamento, aliás, foi uma tendência do evento este ano. Segundo a sondagem da equipe da VIEW entre boa parte dos expositores nos dois últimos dias da feira, não houve unanimidades nas opiniões. Boa parte gostou dos resultados, mas muitos também observaram a diminuição de público nos corredores. Segundo o presidente da Abióptica, Bento Alcoforado, o volume de negócios da feira ficou em R$ 794 milhões, suplantando em

"A Suntech cresceu 35% em vendas em relação à feira de 2013. O estande estava maior e muito bem posicionado. Foi feito um investimento maior, inclusive na equipe, que cresceu. De modo geral, deu para ver que as empresas investiram bastante e que a divulgação pré-feira da Abióptica melhorou. Em termos de público, senti que a visitação foi igual à do ano anterior. O fluxo baixíssimo na sexta-feira reflete uma característica da cidade, que é o trânsito, o que causa a dificuldade de chegar e o receio que as pessoas têm de se locomover em São Paulo nesse dia."

Silvio Cornaviera (Suntech Supplies)

"Em todos os eventos dos quais a Transitions participa, a proposta é de posicionamento e conceito de marca. Nos dois primeiros dias, o movimento de público foi muito bom. Para a Transitions, houve um grande interesse dos profissionais, ainda maior por conta do lançamento de uma nova tecnologia de lentes, a Transitions Signature. Isso mostra que o mercado está participando, se interessando e conhecendo os lançamentos. E, ao circular pela feira, foi possível ver estandes bem preparados, com uma apresentação muito boa."

Vanessa Johns (Transitions) maio:2014

VIEW 140

19


Depoimentos "A feira foi muito boa para a CMsatisloh, principalmente, porque é a primeira empresa brasileira a ter uma linha digital, de free form, financiada pelo Finame, a linha de crédito do BNDES".

"A Abióptica foi excelente, houve recorde de vendas. Graças a um bom mix de produtos e aos lançamentos, o resultado não poderia ter sido melhor, o estande recebeu clientes de todas as regiões de país. Além do bom número de vendas concretizadas, a equipe de vendas conseguiu estabelecer novos contatos, que devem resultar em mais negócios ao longo do ano."

Jorge Haubrich (CM)

Demian Moraru (Brazilian Lab)

Maurício Granato (Desempenho)

26% o movimento de 2013. Quanto aos corredores mais vazios, explica, "cada vez mais, a feira fica caracterizada pela fórmula de crescimento baixo de público, porém mais negócios e contatos". Os expositores se prepararam ainda melhor para receber os visitantes, afinal, depois de duas edições do evento muito bem-sucedidas, nada mais justo do que investir na participação. Até porque a lição "de casa" já foi feita: desde 2009, o mercado passou por várias transformações: o varejo começou a levar a sério a profissionalização e seus fornecedores, por outro lado, respondendo e estimulando à altura. Novas práticas comerciais começaram a se estabelecer e tais práticas comprometiam, em partes, o papel de uma feira de negócios. Mas nada como a sabedoria adquirida com a experiência para adequar-se aos novos tempos. Cada vez mais, a feira é uma oportunidade riquíssima de estabelecer novos contatos e enriquecer outros já existentes e, o que é muito importante, de aprender mais. Não apenas aprender no sentido de conhecer novos produtos e novos profissionais, mas de dedicar algumas horas de participação ao treinamento em si.

"A Fenícia fechou muitos bons negócios, apesar de eu ter observado que a frequência de público não foi igual a de anos anteriores. Houve mais clientes de São Paulo, mas a visita de pessoas de outras regiões foi abaixo do esperado. O fato de multinacionacionais terem feito eventos paralelos à Expo Abióptica acabou por levar clientes que poderiam ter ido à feira."

Celso Ideriha (Fenícia) 20

VIEW 140

maio:2014

"Neste ano, a feira registrou um movimento bom, mas com poucos negócios. Comparativamente com outras edições, avalio que a Expo Abióptica continua com o mesmo perfil, boa para realizar contatos que, ao longo do ano, podem se tornar novos clientes. A feira também teve uma boa mudança de perfil: há dez anos, pessoas do Norte e do Nordeste vinham em peso e hoje não mais. Elas acabam sabendo das novidades em sua própria região mesmo, o que impacta no número de visitantes da feira."

Para saber mais - Este ano, a Abióptica conferiu a uma entidade educacional de fato, a Organização Waldir Paes, de Santos/SP, o comando de seu Espaço Saber. Tudo leva a crer que a escolha foi acertada, já que contou com mais de 500 participantes em 25 palestras e 25 workshops. Impossível comparar com o ano anterior, porque não foram for-

Expo Abióptica 2014: público O total de visitantes se refere às entradas individuais, sem considerar os retornos (afinal, há quem vá à feira todos os dias e outros marcam presença apenas uma única vez). Já o total de visitação soma todos os registros nos leitores eletrônicos do Expo Center Norte durante o evento. Em ambos os casos, os totais se mantiveram estáveis, com uma mínima oscilação negativa.

Total de visitantes 2014

2013

2012

2011

2010

16.252

16.973

16.388

16.311

16.211

Total de visitação 2014

2013

2012

2011

2010

28.320

28.343

27.401

24.343

22.013

"A feira foi surpreendentemente positiva para a Master Glasses. O índice de novos clientes foi recorde. Houve um elevado fluxo de compradores desde o primeiro dia, o que não era costume ser o perfil do evento. Credito esse sucesso ao trabalho de longo prazo realizado pela empresa, à modernização da fábrica na Bahia e à consolidação da equipe guerreira e dedicada."

Laís Sousa (Master Glasses)

"O desempenho da empresa foi superior ao do ano passado. Em 2013, a Younger estreou na feira, a empresa ficou mais visível para o mercado e houve aumento da base de clientes. Este ano foi até uma surpresa, porque a localização do estande foi mudada, o que talvez não parecesse tão bom quanto no ano passado, mas na realidade foi melhor. Isso gerou um fluxo maior de pessoas e mais negócios. A empresa recebeu não apenas potenciais novos clientes, como também os atuais que apareceram para consolidar o relacionamento."

Marcos Pohlmann (Younger Optics)


"A empresa vem de uma transição de representação de Nidek e isso fez os clientes se aproximarem mais a fim de estreitarem as relações comerciais. No entanto, esperava-se um pouco mais de fluxo de público. A nova localização do estande diminuiu um pouco a evidência e, com isso, foi preciso fazer maiores investimentos em marketing, com sinalizações e totens, para garantir que o público visualizasse bem a Mello no novo espaço."

Regina Garcia (Mello)

"Com a nova estrutura corporativa da JR Adamver, o fato de reunir as três marcas (Absurda, Colcci e Mormaii) em um único estande otimizou o trabalho, refletindo na qualidade dos pedidos. Houve um crescimento de 37% em número de peças e 45% em volume financeiro no comparativo com o ano passado, reflexo das novas linhas de produtos com maior valor agregado."

"Essa foi a melhor feira da Stepper. No decorrer do último ano, a empresa 'encorpou' em termos administrativos e de oferta de produtos, o que refletiu na Expo Abióptica 2014. O estande veio com maior espaço, maior equipe, com mais oferta e melhor resultado. No terceiro dia de feira, os números já haviam batido os de 2013."

Juarez Rezena (JR Adamver, Mormaii)

Cesar Tavano (Stepper Brasil)

O Top 10 dos estados Centro financeiro do país e sede do evento, São Paulo tem o domínio mais que absoluto quando se analisa o total de visitação por estados. Com a presença de 8.607 profissionais, suplanta em mais de dez vezes o segundo colocado (Rio de Janeiro). Mas vale mencionar que todas as unidades da federação mandam representantes para o evento este ano, o estado com menor número de visitantes foi o Acre, com dez profissionais.

São Paulo Rio de Janeiro

745

Minas Gerais

492

Paraná

415

Bahia

371

Rio Grande do Sul

206

Santa Catarina

172

Goiás

155

Pernambuco

143

Pará

129

"O desempenho da J.Piran foi positivo, tanto pelo número de vendas quanto pelos relacionamentos retomados e os amigos que visitaram o estande. Foi muito bom poder constatar e compartilhar com a equipe de vendas que o projeto da empresa é viável, mesmo em um mercado tão difícil quanto o dos dias de hoje. Foram muitos elogios e muitas visitas agendadas para o pós-feira."

José Carlos Piran (J.Piran)

www.revistaview.com.br

8.075 necidos registros objetivos de participantes, mas, pelos corredores, muitos ópticos repercutiam os treinamentos assistidos. Sem falar nas oportunidades de aperfeiçoamento oferecidas por vários expositores em seus próprios estandes, cujas salas de aula passaram cheias a maior parte do tempo.

Área revitalizada - Diante da demanda superior à oferta de espaços nos três pavilhões da feira, a Abióptica decidiu investir no mezanino, "revitalizando" seu espaço físico e abrindo estandes nesse piso. O resultado foi bem interes-

"De forma geral, a Expo Abióptica foi muito boa. Notei a ausência de visitantes do interior de São Paulo, que têm priorizado negócios fora da feira, e algumas festas que retiraram clientes muito cedo do pavilhão. Outro detalhe que percebi é que muitos clientes são atraídos para eventos que ocorrem antes da Expo e acabam voltando às suas cidades após uma rápida visita à feira no primeiro dia."

João Basile (Jaguar)

"A empresa alcançou seus objetivos, expôs muito bem as marcas e recebeu clientes e amigos importantes. No entanto, acho que a feira precisa criar uma prospecção maior e de melhor impacto junto ao mercado, resgatando e incentivando a frequência por meio de promoções e atrações para os lojistas."

Daniel Fonseca (JR Adamver, Colcci) maio:2014

VIEW 140

21


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Depoimentos "Até o meio da feira, os resultados estavam mais ou menos equivalentes aos do ano passado, mas a meta era de um movimento um pouco maior. Normalmente, os bons dias de movimento são o segundo e o terceiro. O primeiro foi basicamente equivalente ao do ano passado; o segundo começou muito fraco, mas melhorou no fim do dia; o terceiro se comportou como o segundo. A julgar pelas expectativas iniciais, os expositores estavam esperando mais. Parece que o varejo não foi muito bem nesse último mês e isso influencia bastante."

Geraldo Maia (Viva Brasil)

"Este ano foi um divisor de águas para a Carol. A empresa vende imagem, e como imagem, precisa ser a primeira a ser vista. Estrategicamente, o estande foi mudado para a entrada. Isso gerou um fluxo de pessoas muito grande. As metas foram atingidas no segundo dia de exposição e as expectativas foram superadas."

"Em princípio, o primeiro dia de feira foi bastante tranquilo. Já o segundo, bastante movimentado. Há um interesse bastante definido dos ópticos e dos laboratórios em investir em equipamentos de ponta. Em termos de resultado, houve aumento em relação ao ano passado já no segundo dia. Apesar da conjuntura atual do país, esse resultado motiva a Multfoco a apostar em novas tecnologias e em inovação."

Tom Lyra (Óticas Carol)

"A Expo Abióptica é um momento importante para a Johnson & Johnson, hora de encontrar com os clientes de todo o Brasil e iniciar também novas parcerias. O estande recebeu, em media, 370 visitas por dia, o que gera um total de cerca de 1,5 mil visitantes. Além disso, foram treinadas 320 pessoas nos quatro dias da feira."

Caio Vicentini (Johnson & Johnson)

"Daria nota dez a essa feira, mas como sou bastante otimista, dou 15 em todos os aspectos: organização, clientes e vendas. Nos dois primeiros dias, a empresa vendeu muito mais do que toda a feira de 2012 - no ano passado, a Optitex não participou. Impressionante o otimismo dos ópticos, o que mostra a magnitude do mercado, que deve crescer bastante."

Marcelo Abrikian (Multfoco)

Edy Titelbaum (Optitex)

sante em termos estéticos e parece até que em termos de movimento, inclusive por conta do Espaço Saber, também localizado nesse mesmo piso. E, por falar em mezanino, o que ainda deixou a desejar foi a alimentação, que ainda merece uma atenção especial da organização.

"Este ano, a empresa unificou as três marcas (Absurda, Colcci e Mormaii) em um estande só e foi um desafio. Não havia certeza de que forma essa mudança seria vista pelos lojistas e o saldo foi muito positivo. As três marcas, cada uma em seu ambiente, se destacaram."

Thiago Grava, JR Adamver (Absurda)

Visitação por regiões do Brasil A Abióptica não informa o total de público por regiões do Brasil como um universo de 100%, já que inclui nessa apuração também a visitação estrangeira. Por conta disso, em vez de 100%, o total de público entre as cinco regiões do país é de 98,1%, um tantinho a mais que no ano passado, que ficou em 96,4%. O Sudeste é o dono-máster da liderança da visitação com 77,9%. As posições no ranking mantêm-se em relação aos últimos anos, com suaves variações de percentual - o Nordeste e o Centro-Oeste, inclusive, cravaram os mesmos totais. Seguido do Sudeste, tem-se o Nordeste, o Sul, o Centro-Oeste e o Norte.

22

VIEW 140

maio:2014

2014

2013

Sudeste

77,9%

76,6%

Nordeste

8,1%

8,1%

Sul

6,6%

6,4%

Centro-Oeste

3,2%

3,2%

Norte

2,3%

2,1%

www.revistaview.com.br


especial

Depoimentos

tudo sobre a expo abióptica 2014

Presença gringa Diante de 98,1% de brasileiros visitando a feira, coube aos estrangeiros apenas 1,9%, uma considerável queda de quase dois pontos percentuais levando-se em conta que em 2013 esse total foi de 3,6%. Contabilizando-se as três últimas edições da Expo Abióptica, este ano pode ser considerado um meio termo entre 2012 (com 16 países e 104 profissionais) e 2013 (com 22 países e 301 profissionais). Em 2014, desembarcaram 242 profissionais originários de 18 países. Diante disso, o ano passado marcado como o recorde de presença estrangeira. Analisando-se as nações que enviaram representantes, este ano o topo da liderança mudou de dono: a Argentina, sempre a líder, caiu para o terceiro lugar, sendo superada por China (que passa à primeira posição) e o agora vice-líder Estados Unidos. No ano passado, o país vizinho contou com 52 profissionais e, este ano, a queda foi de quase 50%, com 29 profissionais, provavelmente reflexo da crise vivida por lá. Comparando-se os países presentes este ano em relação ao ano anterior, sete não "compareceram": Chile, Colômbia, Japão, Reino Unido, República Checa, Suíça e Venezuela. Em compensação, representantes de outras três nações engordaram a lista deste ano: Canadá, Irlanda e México.

"A feira foi surpreendente para a Shamir. Houve, pelo menos, três vezes mais público e negócios. No ano passado, a empresa ainda estava se estabelecendo. Em 2014, toda a equipe está mais bem preparada e o cliente conhece melhor a empresa - a carteira de clientes mais que dobrou do ano passado para cá. Isso tudo contribuiu para os resultados positivos."

Fabrício Matsumura (Shamir)

"A Optisol voltou este ano à feira após dez anos de ausência. Fui procurado pela Abióptica e achei que já era hora de voltar. O estande ficou no mezanino, mas, apesar da sinalização, as pessoas não sabiam muito bem - muita gente acabou encontrando a empresa ao passar para ir ao restaurante. Eu já imaginava que isso pudesse ocorrer. Não foi ruim, mas também não posso dizer que foi excelente. Diria que esteve dentro de uma expectativa média. De uma maneira geral, a feira estava bonita. Acho que havia algumas coisas exageradamente grandes para o mercado de hoje, mas isso faz parte do mundo corporativo."

Vitor Domingos (Optisol) China

43

Estados Unidos

37

Argentina

29

Itália

23

Bolívia

17

Coreia do Sul

17

França

14

Uruguai

11

Canadá

9

Equador

9

Israel

6

Irlanda

6

Paraguai

6

Alemanha

3

México

3

Peru

3

Cingapura

3

Turquia

3

Total

242

Obs.: dados fornecidos pela Abióptica.

24

VIEW 140

maio:2014

"A feira foi boa. O primeiro e segundo dia foram muito bons. A expectativa de crescimento era de, no mínimo, 20% em relação ao ano passado. Muitos clientes da empresa apareceram. Com a mudança dos estandes, a localização da Vision Line não foi muito boa, pois ficou 'nas costas' de outro estande. Contudo, o interessante da Expo Abióptica é que, como as pessoas já sabem quem estará expondo, acabam procurando e encontrando os estandes que desejavam visitar."

Erica Beneguer (Vision Line)

"A empresa recebeu o dobro de visitantes comparando-se com 2013. Inúmeros clientes se mostraram especialmente interessados e abertos para estabelecer parcerias sólidas. O total de novos contatos também foi bem maior por conta do jogador Neymar Junior como garotopropaganda da Police. Há também o trabalho de venda após, que gera muito retorno. A expectativa de crescimento é de 30% no período."

Wilson Escudeiro (Wilvale De Rigo)

"O estande teve um movimento muito bom de clientes no primeiro e no segundo dias. No terceiro e no quarto dias, percebi que o número de visitantes caiu. Senti falta de clientes do Nordeste, do Norte e do Sul, que a Brevil já chegou a atender em bom número em outras edições da Expo Abióptica."

Kako Breternitz (Brevil)

www.revistaview.com.br


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Christian Feel na JR Adamver: violino e picapes

PONTOS

altos

GO: grafite leva o clima das ruas para o estande

Música para todos os ouvidos Durante boa parte da feira, a trilha sonora no estande da JR Adamver foi uma combinação musical, no mínimo, inusitada: som eletrônico e violino, comandada pelo músico catarinense Christian Feel, membro da Orquestra musical de Florianópolis. Apesar da formação clássica, Feel é amante de música eletrônica e lança mão de uma de suas vertentes, o deep house, a fim de harmonizar com o som de seu violino.

Conhecimento: ano após ano, cresce a oferta de treinamentos durante a feira

Grafite ao vivo na GO A GO investiu na street art (do inglês, “arte de rua”) para a edição de 2014 da Expo Abióptica. Diariamente, o grafiteiro Jorge Carnevali Filho ilustrava um painel de 2 metros de altura inspirado nas marcas do portfólio da empresa. No primeiro dia, por exemplo, o alvo foi a Atitude, marca de perfil jovem: no cenário, linhas de grafite tradicional, cores quentes e hashtags como #tenhoatitude, #street, #style e #fashion. No terceiro dia, o tema foi a Copa do Mundo em uma ligação com a Speedo, a marca esportiva da empresa.

26

VIEW 140

maio:2014

Sede de saber Além das palestras matinais e do Espaço Saber oferecido pela Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica), ano após ano vários expositores têm investido crescentemente em treinamento, reservando áreas de seus estandes para divulgar conhecimento. Assim foi com Essilor e sua Essilor Academy, Hoya, Johnson & Johnson e outras. Sinal de que boa parte dos membros do mercado está de fato interessada em evoluir profissionalmente.

www.revistaview.com.br


Amarelinha: Camisa canarinho sorteada pela Transitions

Visita e aprendizado O professor da Fundação Abióptica, Luis Pinguelo (o quarto da esquerda para a direita), levou os alunos do curso do Montador óptico para conhecer a feira

A feira da camisa canarinho No embalo da Copa, três empresas sortearam camisas oficiais da seleção brasileira. Na Transitions, depois de participar das atividades em um túnel de experimentos e ganhar sacola com uma identificação, o visitante teve direito a concorrer a uma das cinco camisas sorteadas por dia. Já na Hoya, para sair com a sua amarelinha o visitante teve duas chances de acertar uma das bolas no totem que cobria o gol montado pela empresa. Quem acertasse, ganhava um cupom para o sorteio diário de cinco camisas. Na Johnson & Johnson, concorreu a duas camisas por dia quem assistiu a uma sessão com dois filmes sobre as lentes de contato Acuvue e respondeu um questionário a fim de ganhar uma das duas camisas sorteadas diariamente.

Cada acelerada, um flash Na Viva, os fãs de HarleyDavidson puderam levar para casa suas fotos em moldura com o logo da motocicleta mais famosa do mundo

Desafio: 15 embaixadinhas valeram uma bola

Hoya: árbitro conferia as performances dos visitantes

Habilidade rendeu prêmio Sintonizando-se também com a vibração do esporte bretão, a Brevil presenteou com uma bola de futebol exclusiva o participante que conseguisse fazer 15 embaixadinhas na trave montada no estande da empresa. O objetivo foi divulgar o Progear, marca de óculos destinada à prática esportiva.

maio:2014

VIEW 140

27


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014 Som do oriente: a arte japonesa do taikô na Dagas

PONTOS

altos

Passaporte para a Copa Detentora da licença dos óculos da CocaCola, uma das patrocinadoras da Copa do Mundo, a Master Glasses ofereceu aos clientes a possibilidade de ganhar ingressos para o Mundial. Cada R$ 3 mil comprados em produtos de qualquer marca comercializada pela empresa valeram um cupom para concorrer a um par de entradas para Brasil x Camarões ou Espanha x Chile.

O clima oriental do taikô O som dos tambores japoneses tomou conta da feira por conta das apresentações de taikô no estande da Dagas, empresa que comercializa lentes oftálmicas coreanas. Formado em 2002 em Atibaia, interior de São Paulo, o grupo Kawasuji Seiryu já apresentou a arte dos tambores tradicionais japoneses em programas de tevê como Criança esperança e Altas horas.

Master Glasses: ingressos para a Copa Transitions: tecnologia das novas lentes em túnel de experimentos Curtiu?: a Kodak nas redes sociais

Para curtir e compartilhar A Essilor criou um ambiente no melhor estilo “facebookiano” para promover as lentes Kodak, recém-chegadas a seu portfólio. Bastava vestir uma luva com o já conhecido dedo polegar para cima (o famoso “curtir”), tirar uma foto e pronto. Em minutos, a foto era exibida em um monitor no estande e também na fanpage da Proessilor no Facebook (www.facebook.com/Proessilor). 28

VIEW 140

maio:2014

Túnel de experimentações na Transitions A Transitions criou um túnel de experimentos para mostrar, na prática, as características e os benefícios das lentes lançadas durante a feira, a Transitions Signature. Foram três testes para apresentar em detalhes a tecnologia das novas lentes. No primeiro, de temperatura, para explicar que são mais escuras em altas temperaturas e apresentam escurecimento semelhante em baixas temperaturas. No segundo teste, o de luz, o visitante pôde conferir que as lentes são mais reativas à luz indireta do sol, escurecendo mesmo quando o usuário está na direção contrária. Já o terceiro experimento mostrou que as novas lentes melhoram o contraste das cores. www.revistaview.com.br


e

são marcas de propriedade da Brasmark Indústria, Comércio e Representações Ltda.

www.generaloptical.com.br ref: SP5026 R03 - Visite seu oftalmologista regularmente.

JOÃO, SEJA NO

TRABALHO OU NA

DIVERSÃO, USA

DE SEGUNDA A SEGUNDA SPEEDO.

VEJA A VIDA COM SPEEDO


especial

PONTOS

tudo sobre a expo abióptica 2014

Enquanto isso na O que andaram falando da Expo Abióptica e de óculos durante a semana da feira.

altos

web...*

Famosos na Quem O site da revista de celebridades Quem Acontece registrou a visita da atriz Flavia Alessandra no estande da GO Eyewear, para promover o lançamento da nova coleção da Bulget. A humorista Tatá Werneck também marcou presença. http://goo.gl/kl1NSZ

Google + Luxottica Na última semana, vários veículos - incluindo o site Livescience, da rede norte-americana Techmedia noticiaram a nova parceria entre o Google Glass e a Luxottica para o design de novos modelos do produto. http://tinyurl.com/luqs4pm

Visão de elite De acordo com o Olhar Digital, alguns policiais do Batalhão de Operações Especiais, o Bope, usou óculos com câmeras de visão noturna durante a recente ação no Complexo da Maré,no Rio. http://goo.gl/KlBZV9

30

VIEW 140

maio:2014

Diniz em campo

Óculos Cheap Monday

Na edição digital do jornal O Povo, do Ceará, saiu notícia sobre o patrocínio da rede Ótica Diniz ao time rondonense Vilhena Esporte Clube no jogo de quarta-feira contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil. http://goo.gl/3ACDvY

A notícia do lançamento de uma linha de óculos da marca sueca de moda Cheap Monday em parceria com a Specsavers foi notícia em vários sites de moda europeus - entre eles, o da edição holandesa da revista Glamour. http://goo.gl/iCIOGj

www.revistaview.com.br


Originalmente, o Enquanto isso na web é publicado nas edições do DIÁRIO VIEW, que circula durante a feira. A equipe da VIEW fica ainda mais antenada às redes sociais durante aquela semana e compila as menções aos óculos, ao setor e à Expo Abióptica. E, agora, nesta edição de cobertura da feira, a gente selecionou o melhor dos três dias #seliga #instaview

maio:2014

VIEW 140

31


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

De manhã,

as palestras

A organização da feira ofereceu cinco conferências matinais abordando temas como produto, inovação, economia, varejo e vendas, que reuniram 320 profissionais. E, ao final de cada palestra, houve debates entre palestrantes e convidados.

Produtos, produção e desenvolvimento: Joel Oliveira abriu o ciclo de palestras matinais da feira tratando de produção

32

VIEW 140

maio:2014

A Expo Abióptica 2014 foi marcada por uma sequência de palestras sobre temas fundamentais para o mercado. Ao longo dos quatro dias de feira, sempre no período da manhã, o auditório do pavilhão vermelho do Expo Center Norte foi ocupado por profissionais interessados em saber mais sobre vendas, inovação, tecnologia e sobre o cenário econômico do Brasil e do mundo. O presidente da Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica), Bento Alcoforado, anfitrião dos encontros, ressaltou, em uma de suas falas, a importância de atualizar o conhecimento para manter os negócios sempre competitivos. Como em anos anteriores, foram convidados especialistas para falar sobre diferentes assuntos. A novidade no formato das palestras nesta edição da feira foi a realização de um debate ao final de cada exposição. Além do palestrante, participavam do debate empresários e técnicos do setor convidados para a mesa.

Inovação e produto abriram os trabalhos No primeiro dia, os palestrantes foram o coordenador da área de armações para óculos CB49 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Joel Oliveira, sobre Produtos, produção e desenvolvimento, e o empresário e consultor Valter Pieracciani, discorrendo sobre Inovação, excelência e qualidade. Oliveira alertou para a transformação substancial dos modos de produção utilizados hoje, na era da informação e da tecnologia. Para ilustrar a mudança, usou como modelo comparativo as linhas de produção do início do século 20 idealizadas pelo norte-americano Henry Ford, empresário do setor automobilístico. "Hoje, já não há mais espaço para esse tipo de processo em série, uma vez que as relações e os modos de produção se tornaram complexos. Reflexos dessa complexidade na indústria de óculos estão nos processos de produção das armações, cada vez mais sofisticados, e muitas vezes realizados em setores diferentes da fábrica", disse. Para ilustrar o argumento, o especialista apresentou vídeos de fabricação de óculos de diferentes empresas e grifes e, apesar da diferença entre cada processo - alguns manuais, outros com larga utilização do laser e mesmo da impressora 3D, há pontos em comum: tudo começa com criação, pesquisa e desenho, para depois passar a produção, controle de qualidade e, por fim, a venda. Complementando o tema, Valter Pieracciani fez fincapé na importância da inovação como uma disposição permanente no interior das empresas a fim de que não fiquem para trás em mercados cada vez mais dinâmicos. Didático, apresentou as diferenças entre inovação incremental e inovação radical. "A primeira busca a excelência, a segunda busca o novo; ambas são importantes", disse. A inovação, segundo o empresário, pode estar nos produtos, nos processos, no modelo de negócio, na gestão e no significado do produto. "A inovação só é possível quando as empresas são capazes de responder www.revistaview.com.br


tudo sobre a expo abióptica 2014

especial

a três requisitos: desenvolver bons processos; criar um ambiente propício à criação e contar em seus quadros com funcionários inovadores", pontuou. "A inovação é um movimento de inspiração, conexão e energia, e esse é o papel do líder".

Crise global e oportunidades De que forma o cenário econômico mundial pode interferir no mercado óptico brasileiro? Essa e outras questões foram abordadas no segundo dia. Perspectivas do Brasil foi o título da apresentação do jornalista Guto Abranches, especialista em economia e âncora do Jornal do Rio, exibido pela Band carioca. Abranches apresentou um panorama sobre a economia dos países da zona do euro sob a perspectiva da crise de 2008, que teve seu epicentro nos Estados Unidos, mas gerou impacto global. "No mundo inteiro, as principais economias estão focadas na recuperação. Os países da zona do euro ainda sofrem com a crise de seis anos atrás", afirmou. Em 2013, segundo dados apresentados pelo jornalista, o crescimento da economia na zona do euro foi de 0,4%. "Isso não é nenhuma maravilha. Para 2014, o crescimento não deve ultrapassar 1%". Por conta da realidade intrincada e sistêmica da economia global, a China, grande mercado consumidor de commodities (do inglês, termo que define produtos básicos, homogêneos e de alto consumo, produzidos em larga escala e negociados por uma ampla gama de empresas) do Brasil, também sofre os efeitos da crise. "Analisando a China hoje com perspectiva de crescimento de 7% para 2014, parece ótimo - se comparada com o Brasil, cuja estimativa é de 2,6%. Mas, para a China, é aquém do número que obteve nas últimas décadas, com crescimento na casa dos 11%, 12% ao ano". Se, por um lado, a desaceleração da economia chinesa representa menor consumo e a preços mais baixos das commodities brasileiras, por outro, para o mercado nacional de óculos, os reflexos podem ser positivos. "A evolução da economia do Brasil é influenciada pela movimentação da economia dos Estados Unidos e da China. Mas a expectativa é de que o Brasil será beneficiado pela tendência de a China se voltar para seu próprio mercado", estimou o presidente da Abióptica, Bento Alcoforado.

Desafios do varejo Também tendo em vista os desafios atuais do mercado global e, de forma especial, do varejo, o consultor Alberto Serrentino, palestrante do terceiro dia, foi contundente ao dizer que, "embora posicionamento e proposta de valor sejam estratégias importantes para o varejo, é a execução das estratégias que vai determinar o sucesso ou o fracasso da empresa". www.revistaview.com.br

Guto Abranches: impacto da economia no mercado óptico

Segundo o especialista, na execução, há pelo menos quatro desafios a serem pensados pelo empreendedor: editar com precisão o mix de produtos e apresentar apenas o que for mais interessante ao cliente; criar pontos de venda funcionais, personalizados e humanizados; proporcionar experiência ao consumidor e, por fim, integrar diferentes canais de venda. Em todas essas frentes, alertou Serrentino, é preciso pensar de forma simples, tendo em vista a complexidade das relações, problemas e variedade de soluções do mundo contemporâneo.

Campeão de vendas O ciclo de palestras encerrou com a participação do apresentador do canal a cabo de compras Shoptime, Ciro Bottini, com o tema Todo empreendedor é um grande vencedor. Comunicador por profissão, Bottini recomendou à audiência que tivesse especial dedicação à comunicação e ao relacionamento com o cliente, especialmente o consumidor brasileiro, "que é informal, gosta de um papo, mas não gosta do vendedor que empurra produtos", disse. O debate realizado na sequência da palestra deixou claro que os empresários do setor estão atentos a isso. Temas como customização do atendimento, conhecimento do produto e capacidade de ouvir as demandas do cliente foram levantados pelos debatedores como virtudes obrigatórias ao bom vendedor. maio:2014

VIEW 140

33


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

o

Eles também fazem celebrida portantes im is s a o c m ti s p a W, ais ó Para a VIE profission s o o il o ã st s e re ira des da fe dão caráte resença e p zer seus m a fa rc ra a que m o-se pa d n ra o m , apri elhor aos ao evento levar o m e m e ír ís afora. evolu s pelo pa negócios lo u c ó e “de verores d bridades consumid le ce s a , o escoliamente uando sã q Mas, obv w o sh , brirantem o pavilhões s o dade” ga d s re o mo s corred louquece tadas pelo shes e en a , fl s o p d te Abió tica lham dian o da Expo ã iç d s e a d a a st um , ne os foram público. E os famos z e nesta e v ja a e m V . mais u evento o d . s a d a gistr ou por lá marcas re uem pass q s a in g á as p nas próxim

GO O lutador Anderson Silva, garoto-propaganda da série MMA da marca Atitude

34

VIEW 140

maio:2014

O novo rosto da Bulget, Flávia Alessandra

Recordista de presença na feira, ao lado de Ana Hickmann, a cantora Wanessa, mais uma vez esteve no Expo Center Norte para promover a Atitude, marca da qual é rosto há cerca de uma década


show Promovendo a Speedo, o jogador de vôlei Marcelo Negrão e o nadador Gustavo Borges

GO O ator Otaviano Costa

A atriz Tatá Werneck em aparição para lá de especial no estande da GO

maio:2014

VIEW 140

35


www.facebook.com/revistaview www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br


Eles também fazem especial

o show Brazilian Lab O músico Jairzinho

O primeiro ícone brasileiro do automobilismo mundial, Emerson Fittipaldi, e parceiro da Evoke em uma série de óculos

O músico Max de Castro

O artista plástico Stephan Doitschinoff, também conhecido como “Calma”, e o ex-baterista do Sepultura, Iggor Cavalera, ambos parceiros da Evoke em séries de óculos

O músico Simoninha

A apresentadora Débora Vilalba

A apresentadora Sabrina Sato, o rosto da recém-lançada It!

Golden Vision www.revistaview.com.br

maio:2014

VIEW 140

37


Eles também fazem

o show

especial

JR Adamver O ator Caio Castro, outro estreante na feira

O rapper e apresentador do programa A liga, Thaide

O jogador do Internacional, Gabriel Santos Presença garantida todos os anos, o rapper Fernandinho Beat Box A ex-Panicat Lizi Benites

O modelo Mateus Verdelho

O ex-BBB Jonas Sulzbach 38

VIEW 140

maio:2014

O casal de ex-BBBs Flávia Vianna e Fernando Bacalow


Al t at e c n ol ogi a pa r aopon t odev e n da

Conheçaonov oSi s t emadeMont a gem J es sD. Oequi pa ment oquet or naa ces s í v el osr ecur s osma i s moder nosnamont a gem deócul os ,comol ei t ur a di gi t a l def or ma t osebl oca gem a ut omá t i ca . Rea l i z ef ur a ções ,f a cet a s ,r a nhur a s ,quebr a ca nt oe pol i ment oscom ma i sa gi l i da deeenca i x esper f ei t os .

L i gueFá ci l : www. essi l or sol ut i ons. com. br

Des des empr ecom v ocê.


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

A inspiração no Fórum Essilor Com o tema Gerando oportunidades, compartilhando inovações, o Fórum Essilor abriu a semana da óptica brasileira com histórias de gente que trilhou diferentes caminhos em busca de sucesso e felicidade e deixou muitas ideias para os ópticos brasileiros.

Às vezes, atinge-se o sucesso depois de passar por uma grande adversidade e ter de superá-la. Em outras, é acreditar nos sonhos que faz alguém chegar lá. Mas também pode ser a paixão pelo dia a dia que traz bons resultados. Três histórias, cada uma com um desses caminhos, foram contadas no Fórum Essilor 2014, que ocorreu em 1 de abril no Novotel Center Norte, zona norte da capital paulista. Cada história foi a prova de que não existe uma receita pronta para o sucesso, mas um caminho que depende das características do negócio, da personalidade e da equipe.

Grandes histórias - O primeiro palestrante foi o jornalista, José Luiz Tejon: o sucesso depois de passar por uma grande adversidade e ter de superá-la

publicitário e músico José Luiz Tejon. A superação do trauma de ter o rosto queimado e desfigurado aos quatro anos foi aplaudida de pé pelos cerca de 700 ópticos presentes. Bem humorado, mostrou que às vezes as pessoas só se dão conta de certas lições algum tempo depois. “Na primeira vez que saí de casa depois das operações, minha mãe me levou à feira e repetiu muito para que eu prestasse atenção nas batatas que estava escolhendo. Isso porque as pessoas estavam olhando e falando de mim. Ela me ensinou a manter o foco e enfrentar a realidade. Foi muito bom quando, dias depois, os meninos da rua, cada um com seus ‘defeitos’ me chamaram para brincar”, lembra. Seu conselho para os ópticos foi perder o medo de vender. Com trajetória cômica, mas não menos inspiradora, o publicitário Antônio Tabet, mais conhecido como Kibe Loco, Antônio Tabet, o Kibe Loco: acreditar nos sonhos que faz alguém chegar lá

40

VIEW 140

maio:2014


contou a história do grupo de humor Porta dos Fundos, que em menos de dois anos se tornou fenômeno de audiência na web. “Éramos um bando de roteiristas e atores frustrados por nunca conseguirmos fazer as piadas que a gente queria na tevê. Então, buscamos um canal sem censura ou restrições, a internet. E deu certo!”. Tabet já tinha experiência com o www.kibeloco.com.br e acreditou que o humor podia ser feito da forma como queria. Hoje, são 50 pessoas envolvidas nos esquetes postados duas vezes por semana, além de muitos projetos para sair do papel. Para fechar a noite, o técnico campeão de vôlei Bernardo Rocha de Resende, conhecido pelos brasileiros como “Bernardinho”, falou que é o engajamento da equipe que traz bons resultados. “Sou apaixonado por treinar. Amo vencer, mas é o treinamento que me leva até lá. É esse esforço que dá ao grupo a sensação de merecimento, o oposto da frustração de que ‘eu poderia ter feito melhor’”, diz. Ressaltou que quem está no banco é tão importante quanto quem joga, por isso, aconselhou cada chefe, cada líder, a olhar com critério para a equipe e entender quem tem de desenvolver a autoestima ou quem precisa de mais desafios. “A vontade de se preparar tem de ser maior do que a vontade de vencer, pois o seu concorrente tem a mesma vontade de vencer! É no dia a dia que se deve mostrar em que é diferente e melhor”, finalizou.

Novidades da casa - No evento, também foram apresentadas as novidades e o diretor-geral da empresa no Brasil, Arnaud Ribadeau Dumas, falou das possibilidades de cresci-

Bernardinho: a paixão pelo dia a dia que traz bons resultados

mento do setor e anunciou aos ópticos a conclusão da compra da Transitions pela Essilor. Na sequência, o diretor de marketing Maurício Confar detalhou a reorganização da família Varilux - sai a variedade Ipseo e as versões 360 e Fit serão agrupadas em uma mesma oferta. Assim, a Varilux passa a ter três grandes grupos de lentes: tradicionais, digitais e personalizadas. Também diminui a diferença de valores entre lentes convencionais e digitais (de 30% para 20%) a fim de atrair mais consumidores. A linha de antirreflexo Crizal também teve redução de valores em algumas variedades, além da aposta na nova Crizal Prevencia, que bloqueia o espectro nocivo da luz azul. As lentes com tratamento antiembaçante Optifog agora serão ativadas por meio de um lenço específico. Já as lentes Kodak, lançadas no fim de 2013, contam agora com a possibilidade de tratamento Crizal. Sobre a Transitions, Confar esclareceu que todas as parcerias com outros fabricantes de lentes permanecerão e incluirão a nova Transitions Signature. A diferença está na exclusividade da nova cor verde grafite, que só estará disponível para as lentes da Essilor. O diretor-geral da Essilor Brasil, Arnaud Dumas: as possibilidades de crescimento no setor

www.revistaview.com.br

Marketing: o diretor Maurício Confar apresentou as novidades das linhas de produtos da Essilor Brasil maio:2014

VIEW 140

41


ãç oilor

ip r a Ess

Arthur Judar (Repro), Ernani Parussolo (Essilor Solutions), Stefane Calliari (Repro), Ulisses Verzinhasse (Essilor), Jorge Calliari (Repro) e José Alves (Transitions)

ni sFórum

A no

Karina Oliveira, Milena Carvalho, Maurício Confar, Martha Tosta, Anna Clara Oliveira e Sandra Cruz (Essilor)

Manoel Pessanha (Óticas do Povo, Rio de Janeiro) e Carlos Augusto Mello (Essilor)

Getúlio Azevedo (Óticas Paris, Vitória) e Luis Gustavo Maia (Masson, Porto Alegre)

Francisco Vidal e Arione Diniz (Óticas Diniz, São Luís)

Vanessa Johns (Transitions) entre Ricardo Bertuccio e Ueselis Amaral (Óticas Elis, Campinas/SP)

Wilson e Glaucia Shimada (Ótica Vergueiro, São Paulo), Fabio Tanaka, Talita Genaro e Flavio Amauchi (Centro Ótico)

Maurício Gimenez (Technopark) e Antonio Cardoso (Essilor)

Francisco, Luis Gustavo e Ana Carolina Maia (Masson, Porto Alegre) e Adriana Stürmer (Stürmer)

Hugo Hilgert (Disbralens) e Fernando Moraes (Essilor)

42

VIEW 140

maio:2014

Sílvia Alves, Everaldo Serra, Katia Ramade, Daniel Lima e Denise Pessolani (Lunetterie, Rio de Janeiro) e Tarcísio Melim (Prime)


especial

Marília Bonin e Silvia Bragotto (Ótica Gazetta, Limeira/SP)

Nilo Machado (PSA Nilo) e Maurício Confar (Essilor)

Luiziane Cavalcante e Pantaleão Cavalcante Neto (Itamaraty, Fortaleza)

Paola Pardini, André Müller, Daieny Gomes, Ednaldo Gama e Christian Polita (Essilor)

Rafael Piragine (Transitions) e Caico Montenegro (Essilor)

Douglas Taube e Martin Kafka (Ótica Santa Rosa, Santa Rosa/RS) com Rodrigo Santos (Essilor)

Kleber Pignata (Transitions), Fernando Moraes (Essilor), José Vicente (Transitions), Rafael Piragine e Flavio Fiorito (Transitions), Marcelo Parra (Essilor) e Alexandre Vencato (Transitions)

Arnaud Dumas, Marco Del Zotto, Frederic Wale (Essilor) e José Alves (Transitions) Vanessa Croce (Ótica Rio Preto, São José do Rio Preto/SP) e Sandra Cruz (Essilor)

Davi Holanda (Unilab) e Daniele Calixto (Essilor)

www.revistaview.com.br

Marcelo Mendes e Célia Costa (Art Lens), Manoel Procópio (Ótica Cristal, Cuiabá) e Vanessa Johns (Transitions) maio:2014

VIEW 140

43


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Mariana e Junior Gaida (Optilab), Uéselis Amaral (Ótica Elis, Campinas) e Arnaud Dumas (Essilor)

Cristina e Elsio Perona (20/20 Laboratório) e Marina Bueno (Transitions)

m

no

Eugenio Bonfim (Dipol), Leonardo Oliveira (Essilor) e José Vicente (Transitions)

A

ru

ins

pir

Es si

lor

aç ã

o

Eduardo Freitas, Rodrigo Ferreira, Renata Sousa, Milena Carvalho, Karina Oliveira, Thaisa Calvet, Vinícius Deolindo, Zaira Costa, Caito Montenegro, Daniele Calixto, Anna Clara Sousa, Maria Elisa Hofmann e Eneida Ribas (Essilor)

Tarcísio Melim (Prime), Virgínia Michetti (Optiminas), Adriano Melim (Prime) e Fabio Soares (Optiminas)

Thiago Machado e Lívia Mello (Óticas Mirare, São Paulo)

Beto Matos (Tecnótica, Brasília) entre Fernando e Davidson Cardoso (Centro Visão, Belo Horizonte) Cristiano Bertoti, Rodrigo Santos, Amauri Reis, Ana Cristina Morais, Darlan Oliveira, Monica Ito, Julio Cardoso, Alessandro Alves, Davi Paiva, Leandro Baradel e Christian Polita (Essilor)

44

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


Em ambientes internos, são lentes comuns. Em ambientes externos, são fora do comum.

NOVAS LENTES

MELHORE A VISÃO DOS SEUS CLIENTES. As lentes adaptáveis Transitions® Signature™ VII com a tecnologia Chromea7™ proporcionam uma experiência superior ao usuário. Elas são mais reativas à luz indireta do sol e se tornam ainda mais escuras em altas temperaturas. As lentes Transitions® Signature™ VII proporcionam excelente desempenho em ambientes externos e oferecem a total transparência que seus clientes desejam em ambientes internos. Permita que esta tecnologia inovadora ajude seus clientes a Ver o Melhor da Vida. Saiba mais em Transitions.com.br

Baixe o leitor de QR Code, faça a leitura do código e Veja o Melhor da Vida.

/TransitionsBrasil @Transitions_BR

®

LENTES TRANSITIONS . VEJA O MELHOR DA VIDA.

Transitions_BR

Transitions e o “Swirl” são marcas registradas e Transitions Signature e Chromea7 são marcas da Transitions Optical, Inc.©2014. Transitions Optical, Inc. O desempenho fotossensível é influenciado pela temperatura, pela exposição aos raios UV e pelo material das lentes. Fotos meramente ilustrativas.


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

A noite para lá de especial da

Luxottica A corporação italiana estreou em alto estilo a sua participação no rol das empresas que promovem eventos durante a feira óptica brasileira. Com uma noite especialíssima na Casa Fasano, no bairro do Itaim, zona oeste de São Paulo, em 2 de abril, reuniu uma considerável fatia do varejo nacional para coquetel e jantar seguidos de shows da banda NX Zero e do rapper Emicida – respectivamente, rosto da Arnette e astro do projeto Ray-Ban Studio. A presença fashion ficou por conta da top e embaixadora da Vogue, Isabeli Fontana, e a jornalista e editora de moda Erika Palomino.

Ennio Perrone (Luxottica), a top e embaixadora da Vogue, Isabeli Fontana, Simone Ferraz e Luca Lisandroni (Luxottica)

Graciela e Leonardo Martins (Tecnótica/DF) e Alvaro Lahm (Luxottica)

NX Zero e Emicida: respectivamente, rosto da Arnette e um dos astros do projeto Ray-Ban Studio, animaram a noite da Luxottica

46

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


Bela: embaixadora da Vogue no Brasil, a top Isabeli Fontana também marcou presença

Simone Ferraz (Luxottica), a jornalista Erika Palomino, Luca Lisandroni, Rubens Garcia e Ennio Perrone (Luxottica)

Elaine Ferreira e Reinaldo Belli (Belliótica, Santos/SP)

Lorena e Veruska Pithon (A Fábrica, Salvador), Paulo Morosini (Luxottica) e Emério Pithon (A Fábrica)

Christiane Piocchi (Luxottica) entre Ronar Araújo e Maurício Ferrante (Luxottica)

Alexandre Brasolin (Ótica Brasolin, São Paulo), Santo Capobianco Junior e Santo Capobianco (Ótica SR, São Paulo)

www.revistaview.com.br

Oliver Aldeneux e Sinval Martins (Óptica Ipanema, Campinas) e Ricardo Serain (Luxottica)

Fran Lavieri (La Croisette, São Paulo) e Carla Lavieri (Den Optika, São Paulo)

maio:2014

VIEW 140

47


tudo sobre a expo abióptica 2014

Lu

xo

tti

ca

Juliana, André e Inês Lima (Ótica Visão, Pernambuco)

A de no es ite pe pa cia ra l d lá a

especial

Fabiana Alves e Sebastiano Genovese (Luxottica)

Solano e Ana Paula Botto (Ótica Melani, Franca)

Rodrigo Jordão, Paula Vial, Ivone Escarazatti Jordão, Mayara Castilho e Rafael Jordão (Óticas Carol, São Bernardo/SP)

Roger Ahlgrimm (Oakley)

Fabio Kruttman (Luxottica)

Ana Carolina Porto, Francisco e Luis Gustavo Maia (Masson, Porto Alegre)

Alexandre e Patrícia Brasolin (Ótica Brasolin, São Paulo)

Sheyla Ferreira (Luxottica) entre Joab e Roberta Chaves (Max’s Ótica, São Paulo)

Roberto Katz (Óticas Carol, Rio de Janeiro)

Norberto Farina (Mitani)

Nely e Santo Capobianco Junior (Ótica SR, São Paulo)

48

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


David, Fernando e Davidson Cardoso (Centro Visão, Belo Horizonte)

Marisa e Dionisio Wosniaki (Visorama, Curitiba)

Luiz Lichtman e Saleti Michel (Safira, Porto Alegre)

Alex Lopes (Luxottica) e Debora Malta (Optical Center, Belo Horizonte)

Agostinho, Luciana, Renata e Rafael Lee (Ótica ABC, São Paulo)

José Roberto Oggioni e Getúlio Azevedo (Óticas Paris, Vitória)

Gislana Maia (A Graciosa, Natal) Juliano Nonato (Ótica Rio Preto, São José do Rio Preto/SP), Simone Ferraz (Luxottica), Cleodir e Vanessa Croce e Valdir Nonato (Ótica Rio Preto)

Andrea e Robson La Ferrera (Dax, São Paulo)

Marcio Tacuchian (Luxottica), Sylvia e Sergio Kutwak (Solvang, Rio de Janeiro), Talitha Fortes (Twins, Niterói) e Renato Pereira (Qualiótica, Rio de Janeiro)

www.revistaview.com.br

maio:2014

VIEW 140

49


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Transitions com

Daniela Mercury Nada melhor que comemorar em alto estilo a chegada de uma nova categoria de lentes ao mercado brasileiro com uma noite memorável e animada pela energia e o brilho de Daniela Mercury. Na noite de 2 de abril, a Transitions reuniu cerca de 800 parceiros e amigos no Espaço das Américas, no bairro da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, para mais uma edição da festa que mais agita a semana da Expo Abióptica. E, este ano, valeu muito a espera pela revelação, já que a empresa mantém sua tradição de só revelar seu convidado no momento em que as cortinas se abrem. Mas, antes de Daniela, seus dançarinos e a banda sacudirem a plateia, o presidente da Transitions para a América Latina, José Alves, saudou os convidados e apresentou o novo presidente da empresa, Paddy McDermott, que se revelou impressionado com a energia do mercado óptico brasileiro após um dia de trabalho na feira. Na sequência, a diretora de marketing para a América Latina, Vanessa Johns, apresentou a Transitions VII, batizada como “Transitions Signature” para o consumidor final, e explicou que a nova tecnologia de produção dessas lentes, a Chromea VII, representa uma nova era na trajetória das lentes fotossensíveis. O novo comercial para tevê também foi exibido. Para encerrar o momento empresarial, o diretor comercial, Rafael Piragine, agradeceu aos parceiros, que considera os verdadeiros responsáveis pelo sucesso da Transitions no mercado. E aí então foi hora de celebrar, cantar e dançar ao som de hits da música popular brasileira interpretado por Daniela.

José Alves, Vanessa Johns e Rafael Piragine saudaram os convidados, revelaram os planos da Transitions para este ano e apresentaram os atributos da nova lente Transitions Signature

O novo presidente da Transitions, Paddy Mc Dermott, veio conhecer o mercado óptico brasileiro

50

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


No camarim, José Alves e Vanessa Johns (Transitions) com Daniela Mercury e Malu Verçosa

Marília Conghaile, Andréia Lotero e Marina Bueno (Transitions)

André Fochezatto (Óptica Ipanema, Campinas/SP), Flavio Ferreira e Ivan Pereira (Fhocus Lab), João Ricardo Felipe (Ótica Visão, Recife) e Nery Araújo (Ótica Objetiva, Araraquara/SP)

José Hamilton Machado (Essilor) e Tom Lyra (Óticas Carol, São Paulo)

Cidinha Alves (Technopark) e Luciane Gobett (Óticas Carol, Campinas/SP)

Thiago Machado e Lívia Mello (Óticas Mirare, São Paulo) e Paulo Frias (Augen)

Nilo Machado (PSA Nilo) e Antonia Santos (Ótica Firenze, Belo Horizonte)

maio:2014

VIEW 140

51


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Amanda Andrade, Renata Rodrigues, Raul Rodrigues e Ana Tereza Trindade (Ótica Avenida, Manaus)

Transitions co m

D a n ie l a M e r c u r y

Aristides Porto (Portótica, Ubá/MG) entre Virginia Michetti e Fabio Soares (Optiminas)

Adriana e Luiz Stürmer (Stürmer)

Jorge Calliari (Repro), Mariana Gaida (Optilab), Cristina Buzatto (Technopark) e Adriano Melim (Prime)

Stefane Calliari (Repro) e Ernani Parussolo (Essilor Solutions)

Adolfo Breternitz (Brevil), Fatima Vanin (Vanin) e Bento Alcoforado (Abióptica)

Bruno e Alexandre Motta (Comprol) e Leonardo Oliveira (Essilor)

A equipe da fábrica da Transitions

52

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


VOCÊ SABIA 1 A CADA 2 USUÁRIOS DE ÓCULOS CONSIDERA USAR LENTES DE CONTATO (5 MILHÕES DE PESSOAS1.) MAS ENXERGAM ALGUMAS BARREIRAS

As lentes de descarte frequente ACUVUE® rompem tais barreiras e proporcionam os benefícios esperados pelos seus clientes: Sensação de estar sem lentes2

100% de oxigênio para olhos saudáveis3,4

Fácil manuseio5

Portanto, para seus clientes usuários de óculos, lembre-se de indicar lentes de contato de descarte frequente como uma excelente opção de correção visual.

DESCARTE DIÁRIO

DESCARTE A CADA 2 SEMANAS TAMBÉM PARA ASTIGMATISMO

ATENDIMENTO PERSONALIZADO ATRAVÉS DE NOSSO SAC: 0800 728 8281 © Johnson & Johnson do Brasil Indústria E Comércio de Produtos Para Saúde Ltda - MAIO/2014 1. Dados em arquivo: Estudo populacional nacional de incidência 2013. De propriedade da Johnson&Johnson Vision Care. 2. MORGAN PB et al. Ocular physiology and comfort in neophyte subjects fi tted with daily disposable silicone hydrogel contact lenses. Cont. Lens Anterior Eye. 2013 Jun;36(3):118-25. 3. BRENNAN, N. Beyond Flux: Total Corneal Oxygen Consumption as an Index of Corneal Oxygenation During Contact Lens Wear. Optometry and Vision, Vol. 82, No. 6, June 2005. 4. Morgan PB et al. Ocular physiology and comfort in neophyte subjects fi tted with daily disposable silicone hydrogel contact lenses. Cont. Lens Anterior Eye. 2013 Jun;36(3):118-25. 5. JJVC data on fi le 2009, 1-DAY ACUVUE® TruEye®. 127 subjects, existing CL wearers, 1 - week daily study. Senofilcon A - 1ACUVUE® OASYS® com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620045, Narafilcon A - 111-DAY ACUVUE® TRUEYE® com HYDRACLEAR® 1: Reg.ANVISA 80148620065. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA REFRACIONAL. Johnson & Johnson Industrial Ltda. Rod. Pres. Dutra, Km 154 - S. J. dos Campos, SP. CNPJ: 59.748.988/0001-14. Resp. Téc.: Evelise S. Godoy – CRQ nº 04345341. Mais informações sobre cuidados de manutenção, advertências e indicação de uso do produto verifique o Guia de Instruções ao Usuário, acesse www.acuvue.com.br ou ligue para Central de Relacionamento com o Consumidor 0800 7274040.


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

com s n io t i s n cury a

r e M a l Danie

Tr

Kleber Pignata, Marina Bueno, Tatiana Nardez, Juliane Saccon e José Vicente (Transitions) e Ivan Pereira (Fhocus Lab)

A equipe da Hoya

José Alves (Transitions), Michelle Hsieh (Thai Optical Group), Adolfo e Gustavo Breternitz e Douglas Marcondes (Brevil)

Celia Costa e Marcelo Mendes (Art Lens)

Daniela Mercury: cliente dos sonhos de qualquer óptica graças à sua compulsão por óculos

Consumidora dos sonhos Minutos antes do show, a editora da VIEW, Andrea Tavares, conversou com a cantora Daniela Mercury, que confessou sua paixão por óculos a ponto de se tornar obsessão. A baiana tem mais de 100 pares de solares e, desde que se tornou presbita, também passou a adquirir armações de receituário. “Eu usava óculos um bom tempo quando era menina, mas parei de usar principalmente por causa das aulas de dança e, de tanto não usar, não senti mais necessidade. Recente-

54

VIEW 140

maio:2014

mente, comecei a usar armações com lentes graduadas para ler e enxergar de perto. Mas sempre amei os solares. Tenho óculos com lentes de todas as cores, óculos do mundo todo. Agora mesmo fui para a França e comprei oito pares. Até por óculos de farmácia (os de grau, prontos) eu sou apaixonada; quando gosto da estampa da armação, compro e levo para colocar as lentes com o meu grau. Adoro óculos. Óculos são lindos para tudo. São divertidos, conferem atitude e compõem o visual.”

www.revistaview.com.br


José Alves e Rafael Piragine (Transitions)

Élsio Perona e Cristina Makluf (20/20 Laboratório)

Marcos Mesquita e Tom Lyra (Óticas Carol, São Paulo)

Seniltz Rangel (Hoya)

Eduardo Machado (Laboratório Lauro)


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

O B

lança Pretorian Eyewear Às vésperas da feira, mais precisamente em 31 de março, a empresa RBO lançou a coleção de armações de receituário e óculos solares da Pretorian Eyewear, marca esportiva criada pelo adepto de MMA, Ruy Drever. O evento ocorreu na loja da Pretorian da Rua Oscar Freire, nos Jardins, São Paulo.

Valdir Valades (Ocularium Moderno, São Paulo) com Padovani Junior e Priscila Titelbaum (RBO)

Alexandre Cyrillo e Padovani Junior (RBO), Ronaldo Pereira e filho (Óticas Carol, São Paulo) e Edy Titelbaum (Optitex)

Padovani Junior (RBO), o fundador da Pretorian, Ruy Drever, Priscila Titelbaum (RBO), Edy Titelbaum (Optitex) e Alexandre Cyrillo (RBO) O lutador de MMA, Léo Maia, e Padovani Junior (RBO)

Alexandre Cyrillo (RBO), Edy Titelbaum (Optitex), Getúlio Azevedo (Óticas Paris, Vitória), Padovani Junior e Priscila Titelbaum (RBO)

56

VIEW 140

maio:2014

Priscila Titelbaum (RBO) entre Simone e Miriam Titelbaum (Optitex)

www.revistaview.com.br


Ump e q u e n op a s s op a r av o c ê , u mg r a n d ep a s s op a r aos e un e g ó c i o !

Li nhaDi gi t alMi cr odi s poní v el t ambém at r av ésdocar t ãoBNDESeFi namePSI .

*d i s p o n í v e l s o me n t ep a r amá q u i n a see q u i p a me n t o sf a b r i c a d o sn oB r a s i l *f i n a n c i a me n t oa t r a v é sd oc a r t ã oB NDE SeF i n a me P S I d i s p o n í v e l t a mb é mp a r al i n h at ó r i c a

( 24) 22338600 www. cmsat i sl oh. com. br


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Leonardo Riekstins e Marina Fernandes (GO)

Demian e Fabiano Moraru (Brazilian Lab)

s r a t s Luca Dalla Zanna, JC Clenet e Marcelo Pacheco (Marchon)

Luciano Falasca, Rodrigo Souza, Ennio Perrone, Ricardo Serain, Mariana Seta, Penelope Checolli, Juliana Trindade, Mariana Ortega, Fabiana Alves, Andressa Silveira e Flavia Leobaldo (Luxottica)

Mario Beneguer e Erica Marcello (Vision Line)

Carlos Lima (Hoya) Mariana Miné, Gabriella Galvão, Sumaia Leite, Bruno Santilli, Renata Gromatzky, Jéssica Ribeiro e Elita Santos (Golden Vision)

Luis Henrique Haubrich, Jorge Haubrich e Enrico Costa (CMsatisloh)

Ernani Parussolo (Essilor Solutions)

58

VIEW 140

maio:2014

Paulo Esteves e Daves Davoli (Luxx)

www.revistaview.com.br


tudo sobre a expo abióptica 2014

especial

Elisabete e Laís Sousa (Master Glasses)

Paddy McDermott (Transitions), Tadeu Alves e Arnaud Dumas (Essilor)

Cesar Tavano (Stepper Brasil) e Hans Stepper (Stepper)

David Anabitarte, Luca Dalla Zanna e Steve Wright (Marchon)

Rui Lima (Safilo) entre Ricardo Bertuccio e Uéselis Amaral (Ótica Elis, Campinas/SP)

Cledison Gonçalves (Hoya)

Edson Mello, Regina Garcia e Hilton Farias (Mello)

Tatiana Nardez, Vanessa Johns, Paddy McDermott, José Alves, Rafael Piragine e Juliane Saccon (Transitions)

Carol Waltrick, Santi Capella, Davi Veeck, Joel Veiga, Alvaro Lahm, Nubia Monteiro, Marcio Tacuchian, Leandro Marinho, Samantha Beserra, Cristiane Furlan, Alex Lopes, Luca Lisandroni e Paulo Morosini (Luxottica)

www.revistaview.com.br

maio:2014

VIEW 140

59


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

s r sta

Eneida Ribas e Maurício Confar (Essilor)

Marina Abreu e Priscila Jerônimo (Safilo) Paulo Ji (GO) e Ronaldo Pereira (Óticas Carol)

Alexia, Mayra, Monica e Marcela Altieri (Joá, São Paulo)

Andressa Sanches, José Fonseca, Gisele Koga, Maurício Granato e Almir Maciel (Desempenho)

Rejane Dias (Marchon)

Eduardo Corrocher, Cristina Hirata e Michelle Oliveira (Marcolin)

Saulo Policarpo e Jean-Luc Lacastagneratte (Clair Mont), Armando Filiatre (Visage) e Arthur Blaj (Livo)

Luis Felipe Bonilha (Excalibur Savaget) e Uéselis Amaral (Ótica Elis, Campinas/SP)

60

VIEW 140

maio:2014

Dick Reis e Denise Pessolani (Lunetterie, Rio de Janeiro)

Adolfos Breternitz, pai e filho, e Kako Breternitz (Brevil) www.revistaview.com.br


s

Ricardo Santana (Essilor Latam), Tadeu Alves e Maurício Confar (Essilor)

Daniel Fonseca, Diego Cohen (o Popa), Rafael Rodrigues, Thiago Grava, Rosemar Silva e Martin Acevedo (o Índio) (JR Adamver)

Joaquim Santiago (Oculare, Natal), Carlos Guilherme (Marcolin), Lara Santiago e Henrique Dantas (Oculare)

Bernardo Ferrer (Essilor), Ronaldo Pereira (Óticas Carol, São Paulo), Eliezer Lewin e Mario Dotti (Rodenstock) Marcos Pohlmann e Djacir Junior (Younger)

Francisco e Paulo De Laurentis (De Laurentis)

A equipe da Johnson & Johnson

Claudio Francavilla e Carol Waltrick (Luxottica)

A equipe da Mello

maio:2014

VIEW 140

61


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Edy Titelbaum (Optitex), Priscila Titelbaum (RBO), Miriam e Simone Titelbaum (Optitex) e Jean-Luc Lacastagneratte (Clair Mont)

Ao centro, JC Clenet (Marchon) entre os atletas da equipe brasileira de bobsled, Davidson Souza e Edson Bindilatti

Leandro Escudeiro (Wilvale De Rigo) Gianni Cossar e Claudia Bindo (GFK)

s r sta

Marcelo Cachiello (Magnum) Pedro Escudeiro entre Daniela e Valber Codeço (Diniz Prime, Cuiabá)

Suzana e Mário Martins (Ótica Martins, Santos)

Suetsugue Matsumura, o Tiugue, e Mario Sonoda (Centro Ótico)

Devair e Cristiane Guimarães (Ótica Especialista, Cascavel/PR)

62

VIEW 140

maio:2014

Fábio Silva (Óticas Diniz, Campinas/SP)

Kako Breternitz e Pedro Bessoni (Brevil Design) e Thyrso De Filippis (Otsuka Vision, São Paulo)

www.revistaview.com.br


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

Luís Carlos Rosa, Neusa e José Carlos Piran (JPiran)

s r sta João Paulo Carvalho, Val e Fernando Grisard (Lougge)

Pierre Chouvet (JFRey) entre Sérgio Lanza e Sérgio França (Fenícia)

Sônia Tenório (Safilo)

João Basile (Jaguar) e João Dias dos Santos (Technopark)

Sérgio Ramalho e Frederico Almeida (Coopervision)

Elídio Shinzato (Ótica Especialista, Florianópolis), Claudemir Bernardo (D'Mol) e Artur Keunecke (Ótica Focco, Florianópolis)

Carlos Canela (Distribuidora Sul-Americana) Nídia Otero e Catherine Manochio (Óticas Victoria, Rio Claro/SP)

64

VIEW 140

maio:2014

O atleta Mauro Vinícius da Silva, o Duda, e Ana Carolina Souza (Marchon)

www.revistaview.com.br


tudo sobre a expo abióptica 2014

especial

Bernardo Ferrer (Essilor) e Orlando Escalona (ILT)

O atleta Mauro Vinícius da Silva, o Duda, bicampeão do mundial indoor de salto em distância, e Andy Skitmore (Marchon)

Eliane Gonçales (GO)

Aline Acceturi e Christina Guilherme (OptiClass)

A equipe da Hoya

Filipe Violim (Luxottica) e João Carlos Barbosa (Max’s Ótica, Niterói/RJ)

Marcello Reverzani

Orlando Bueno, Carol Melzani, Fabiana Viega e Neto Bueno (Optidados)

Cristina Buzatto (Campilentes) e Luciane Gobett (Óticas Carol, Campinas/SP)

www.revistaview.com.br

Luiz Coury Sobrinho (Coopesp), Daniel Sisso (Shamir), Carlos Pinheiro (Starclic) e Fabrício Matsumura (Shamir)

maio:2014

VIEW 140

65


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

s r a st Eduardo Carvalho e Marlene Sylveira (Bamboo) Fabiano Moraru (Brazilian Lab), o piloto Émerson Fittipaldi e Edy Titelbaum (Optitex) Kako Breternitz (Brevil Design) e Claudia Cunha (Espectro)

Rui Guilherme e Eduardo Fadul (Wilvale De Rigo) Daniel Viana e Rogério Boccuzzi (Quiksilver)

Rebeca Ortega e Fátima Vanin (Vanin)

Vagner Ferreira, Ivan Pereira, Clédio Rodriguez, Marcio Paschoalini, Flavio Ferreira, Gláucia Virgílio e Irineu Pereira (Fhocus Lab)

Paulo e Bruno Rangel (Ótica Especialista, Campinas/SP)

Júlio Canto (Ótica São José, Porto Alegre)

66

VIEW 140

maio:2014

Gilvan Teixeira (Texlook, Salvador)


tudo sobre a expo abióptica 2014

especial

Júlio Rodrigues e Valter Tomazzoni (JR Adamver)

Marcelo Dias (Morel)

Leo Menon (Óticas Carol, Florianópolis)

Raquel Pirola, Maurício Ferrante e Claudia Dado (Óticas Carol, São Paulo)

Ivan Pereira (Fhocus Lab) entre Marcelo e Eliane Abrikian (Multfoco)

Diana e Denise Reis (Lunetterie, Rio de Janeiro)

Junior e Mariana Gaida (Optilab)

Daniel Sisso (Shamir)

Cassiana Taques e Eric Gozlan (Eric Gozlan Lunettes, Curitiba)

Carlos Ideriha (Fenícia)

Paulo Ji (GO) entre Arione Diniz e Francisco Vidal (Ótica Diniz, São Luís)

www.revistaview.com.br

maio:2014

VIEW 140

67


especial

tudo sobre a expo abióptica 2014

José Luís Rodrigues (Escuderia)

A equipe da Kristal

Thais Glebocki, Ricardo Vernaglia e Nilva Glebocki (Innova)

s r sta

Lucas e Antonio Magno de Lima (Edmagno)

Joaquim Duarte (Arteres)

Moacir Kulisz (Centro Óptico, Porto Alegre), Miguel e Diva Bulgacov (Ótica Eclipse, Londrina/PR)

Thaysa Gomes, Margarethy Saes e Andrea de Sousa (Xenônio)

A equipe da RBO

Francisco Zuppo (Blandine)

68

VIEW 140

maio:2014


especial

a cobertura da vision expo east 2014

Nova York, de novo e sempre Realizada no centro de exposições Jacob Javits, em Nova York, de 26 a 30 de março, a Vision Expo East bate recorde de visitação e se projeta para o futuro com novidades e atualização contínuas para todos os profissionais do setor óptico. E a VIEW mais uma vez marcou presença para acompanhar a evolução do mercado mundial. Texto Cíntia Marcucci Imagens Divulgação

Uma das questões mais difíceis para organizadores de eventos setoriais de porte como feiras de óptica é conseguir ser interessante mesmo para quem já as visita ano após ano. Uma nova forma de interação? Eventos paralelos? Entretenimento? Mais espaço? Mais expositores? Mais serviços? Mais informações? Seja lá o que for, quase tudo já foi pensado e explorado e é preciso muito jogo de cintura para não se transformar em um evento irrelevante e correr o risco de se perder no meio do calendário mundial. A Vision Expo East, conhecida por essas bandas pelo carinhoso apelido de “Feira de Nova York”, fechou mais uma de suas edições no final de março. Mais precisamente a 28a versão e, ao que tudo indica, houve sucesso nesse desafio de se renovar e continuar atraente. Isso porque, mesmo após todos esses anos, o evento bateu mais uma vez seu recorde de visitações, com um crescimento de 6% em relação a 2013 em um total que já é constante na casa dos 30 mil visitantes. Um número maior que muitas cidades das Américas, só de pessoas que transitam pelos pavilhões do centro de exposições locais, o tradicional Jacob Javits Center durante a semana da feira novaiorquina se transforma para oferecer o que há de mais novo em todas as frentes de trabalho que envolvem a visão. Por inovar, vale entender que o evento está longe de ser como era antes, um mercado de novos produtos propriamente dito. Os lançamentos passaram a ocorrer ao longo dos meses, por meio da internet e, atualmente, fechar negócios para renovar os estoques não é mais a prioridade de quem visita a Vision Expo East. Quem vai até lá quer conviver com seus colegas de trabalho, es70

VIEW 140

maio:2014

treitar laços com parceiros e fornecedores e descobrir novas possibilidades de negócios. Por esses motivos que uma das áreas do evento que mais cresce é a de educação continuada. Diferentemente do que ocorre aqui no Brasil, os profissionais da visão norteamericanos (tanto ópticos, quanto optometristas e oftalmologistas) precisam comprovar que se atualizam sempre para seguirem atuantes em suas profissões. Pode ser que os princípios da óptica física e da refração nunca mudem, mas, todo o resto, de tecnologia ao comportamento do consumidor, do cliente e da sociedade, muda sempre. Então, estudar, aprender e conhecer é fundamental.

Aprenda mais se for capaz - Neste ano, a feira ofereceu 325 horas de educação continuada em que nenhum assunto ficou de fora. O destaque foi o primeiro fórum de lentes de contato, realizado em parceria com a British Contact Lenses Association (isto é, a Associação britânica de lentes de contato), mas também foram abordados temas como atendimento às crianças, glaucoma, desenho de lentes oftálmicas digitais, segurança ocular na prática esportiva, tendências, gestão de coleções e peças descontinuadas, redução do uso de papel nas ópticas e até o bom uso de redes sociais e a realidade das vendas de óculos online. Visão de vestir - A notícia divulgada na semana da feira sobre a parceria entre Luxottica e Google para o lançamento de versões Oakley e Ray-Ban do Google Glasses (VIEW 139, A óptica no mundo, página 32) foi hit durante o evento. Isso porque os smart glasses (do inglês, “óculos inteligentes”), que combinam internet, câmera, MP3, telefone e outras funções em um par de óculos já tinham sido assunto no ano passado quando a Google lançou sua primeira versão do Google Glass - a face mais visível da wearable


technology (do inglês, expressão para “tecnologia vestível”). E a tecnologia vestível foi o tema do espaço Eye2 Zone, organizado pelo jornal Vision Monday, publicação da Jobson Publishing. Além de palestras (que integraram o programa de educação continuada da feira), outras abertas e mais curtas, 12 expositores com produtos e projetos ligados ao tema estiveram no espaço, incluindo o Google com seu Glass.

Números e bom cenário - Muito do sucesso da Vision Expo East nos últimos anos se deve à recuperação econômica dos Estados Unidos. No ano passado, a indústria óptica da nação de Barack Obama movimentou US$ 36,1 bilhões, 3,6% superior em relação a 2012 e 5,3% a mais que na época da crise, em 2008 (dados do Vision Watch, estudo conduzido pelo Vision Council, a entidade norte-americana para o setor). Hoje no país são 182,8 milhões de pessoas que necessitam e usam correção visual de algum tipo, número que cresceu em 8,9 milhões desde 2009, o que faz 70 milhões de pares de óculos terem sido vendidos apenas em 2013. Não é de se estranhar então que a Vision Expo East continue sendo extremamente esperada e respeitada pelos profissionais locais.

Para o ano que vem - Com datas já definidas para 2015, a Vision Expo East ocorrerá no mesmo Jacob Javits Center de 19 a 22 de março, com a exposição em si começando dia 20 e o dia anterior reservado exclusivamente para educação continuada, que segue durante todo o evento. Além disso, quem resolver ir a Nova York terá a facilidade de uma nova estação de metrô que será aberta próxima a uma das entradas do centro de exposições. A organização também promete aprimorar o fluxo de negócios para o público que tem interesse nas áreas de moda e design, unindo os espaços Galleria e Underground, até então distantes um do outro, em um mesmo nível dos pavilhões.

Luiz Eduardo Freitas (Essilor México)

Drew Opperman (Adlens)

s r sta

Vania e Marcio Nutels (Flu Look, Maceió)

Rachel Spencer e Angela Harar (Vision Expo)

www.revistaview.com.br

Ricardo Kolber e Ethan Goodman (Match)

Stefano Sonzogni (Mei)

maio:2014

VIEW 140

71


especial

a cobertura da vision expo east 2014

“O futuro é agora!” Com estas palavras de ordem, a edição de número oito do Vision Monday Global Leadership Summit, promovido em 26 de março pela Jobson Publishing, no nova-iorquino The Times Center, levou cabeças pensantes do setor óptico a colocar a visão de negócios no foco certo. Com quatro painéis, o encontro de profissionais ópticos realizado pelo Vision Monday mais uma vez ocorreu na semana da Vision Expo East, como já virou tradição. Cerca de 400 nomes importantes da óptica ouviram sobre Millenials, tecnologia vestível e liderança, além de tendências como “big data” e “omnichannel”. Os temas tiveram o intuito de provar que certos pontos que as pessoas estão habituadas a achar que só deveriam pensar mais para frente são parte do agora e precisam ser pensadas imediatamente. No primeiro painel, o diretor da empresa Envisioning Technology, Michael Zappa, que tem por objetivo identificar tendências de tecnologia, afirmou que “criar e utilizar a tecnologia está no cerne do que significa ser um humano. É claro que as pessoas se sentem amedrontadas quando a tecnologia muda, mas a ideia é sempre proporcionar uma vida melhor”. Por isso, justificou, que as crianças são tão adaptáveis, já que sentem menos medo. Essa visão deu o pontapé para a próxima discussão, sobre os Millenials, a geração entre 18 anos e 35 anos. As conclusões é de que esses consumidores não se importam se a empresa dispôs ou não de um grande orçamento para uma campanha publicitária ou promoções. O que as pessoas dessa faixa etária desejam é sentirem-se próximas da marca, encontrando formas de participar de alguma maneira da loja ou da própria marca. Seria como se a empresa, por meio de algum tipo de ação, “contratasse” esse consumidor e o deixasse ajudar a participar sobre as decisões es72

VIEW 140

maio:2014

Vision Monday Global Leadership Summit: cerca de 400 profissionais marcaram presença no The Times Center para a edição 2014 do evento

O painel Visão do futuro: o estrategista de tecnologias emergentes, Michael Zappa

tratégicas da empresa. O Millenial, portanto, é conquistado quando se sente parte ativa do que gosta. Outro debate falou sobre o chamado omnichannel (do inglês, algo como “multicanal”), que é a real e nova situação do varejo no mundo. Esse conceito explica que não há mais apenas um canal de comercialização para um determinado produto, seja qual for. E que as empresas precisam fazer esforços para se adaptarem a isso. Na indústria de lentes oftálmicas, por exemplo, o desafio www.revistaview.com.br


Crizal é marca registrada Essilor International. Transitions e o "Swirl" são marcas registradas e Transitions Signature é marca da Transitions Optical, Inc.©2014. Transitions Optical, Inc. A perfo f rmance fo fo f tossensív í el é influenciada pela temperatura, exposição à radiação UV e o material da lente. ív

DUPLA PROTEÇÃO DIÁRIA CONTRA OS RAIOS UV E A LUZ INTENSA

TODOS OS DIAS, A EXPOSIÇÃO AOS RAIOS UV E À LUZ INTENSA PODE CAUSAR DESCONFORTO E DANOS AOS OLHOS. Seus clientes precisam de proteção diária contra os perigos da radiação UV e da luz intensa, garantindo mais conforto e evitando possíveis problemas na visão. Com Crizal Transitions Signature VII, você pode oferecer dupla proteção contra os raios UV e o melhor confort r o contra a luminosidade. rt conforto A melhor tecnologia de controle da luminosidade(1)

(1) Dentre os produtos de Transitions Optical. (2) Índice de referência desenvolvido pelo Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento da Essilor International certificando a proteção UV global de uma lente. O índice FPS-O de 25 significa que os olhos estão 25 vezes mais bem protegidos com as lentes Crizal do que sem lente alguma. FPS-O é de 25 para as lentes Crizal nos materiais Essilor Stylis, Essilor Airwear, Xperio, Transitions e FPS-O é de 10 no material Orma transparente. Medições realizadas consideram apenas a performance da lente.

Transitions Signature VII: ✔ Mais reativas à luz indireta ✔ Mais rápidas ✔ Mais escuras em altas temperaturas Com Crizal: ✔ Mais nitidez em ambientes internos ✔ Clareamento ainda mais rápido ✔ Proteção adicional contra os raios UV refletidos na face interna com o FPS-O (2) ✔ Resistência a arranhões, sujeira, poeira e manchas

25

TM


especial

a cobertura da vision expo east 2014

atual é conseguir realizar as medidas visuais online. Na oftalmologia, é fazer exames, que podem ajudar cerca de 50 milhões de pessoas somente em território norte-americano e 2,5 bilhões no mundo que não têm acesso e nunca foram submetidos a um exame de visão. “As pessoas hoje querem decidir sobre suas próprias vidas, por isso, procuram alternativas de compras que lhes são mais adequadas”, disse o executivo do site glasses.com, recém-adquirido pela Luxottica, Carlo Privitera. Os dois assuntos se fundem e completam a discussão sobre as tecnologias vestíveis, que atendem as necessidades dos Millenials e do mercado omnichannel, quando permitem pesquisa e compra em um piscar de olhos. O Google Glass ainda está na fase de ser usado apenas pelos “early adopters” (do inglês, expressão que define pessoas que consomem novidades antes das outras e, assim, contribuem para o lançamento de tendências). Mas, com a parceria entre a Google e as marcas de óculos Oakley e Ray-Ban, da Luxottica, o processo de popularização, quando todos já estão usando um produto ou tecnologia, pode se acelerar. Por último, o executivo da IBM Watson Foundations, Charlie Schick, falou sobre o chamado “big data” (do inglês, algo como “grandes dados”, termo que se refere às informações geradas pelo rastreamento do comportamento do consumidor na internet, usadas para aumentar a eficiência das operações). Para aplicar esses dados, usam-se aplicativos e ferramentas e o segredo está em não se perder no oceano de informações, mas saber aproveitar as marés para conduzir o barco. O painel sobre liderança contou com a participação do CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Luxottica, Andrea Guerra, entrevistado pela vice-presidente editorial da Jobson Publishing, Marge Axelrad. Essa conversa renderá uma matéria a parte na próxima edição, a VIEW 141, em A óptica no mundo. A edição 2014 do Vision Monday Global Leadership Summit teve como principais patrocinadores Essilor e Luxottica, patrocínio da VSP Global e apoio das empresas Adlens, Alcon, Carecredit, Dac Vision e thinkaboutyoureyes.com. Todo o material do evento como slides das apresentações, vídeos e destaques do dia está disponível, em inglês, em www.visionmondaysummit.com.

Tecnologias vestíveis 1: o editor de lentes e tecnologia da Jobson norteamericana, Andy Karp (o primeiro da esquerda para a direita), comandou o painel sobre o assunto

Eficiência da informação: o executivo da IBM Watson Foundations Charlie Schick, especialista em big data

74

VIEW 140

maio:2014

Tecnologias vestíveis 2: a apresentação da responsável de desenvolvimento de negócios do Google Glass, Insiya Lokhandwala

www.revistaview.com.br


LE 700

ME 1200 Toda a linha NIDEK ĂŠ projetada para ara exceder as expectativas dos clientes clientes.


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Essilor Transitions na casa A Essilor anunciou, no início de abril, a conclusão da aquisição dos 51% da Transitions até então pertencentes à PPG e de 100% do capital da Intercast, a indústria italiana de lentes solares. Antes da aquisição, anunciada em 29 de julho de 2013, Essilor e PPG mantinham desde 1990 uma joint venture (do inglês, algo como “empreendimento conjunto” e expressão do mundo dos negócios que denota a associação de empresas para a realização de um novo empreendimento comercial) para gerir a operação Transitions, com 49% para a primeira e 51% para a segunda. O valor da transação, um dos mais altos da indústria óptica nos últimos anos, ficou em US$ 1,73 bilhão, sujeito aos habituais ajustes pós-fechamento, além de outros US$ 125 milhões a serem pagos no decorrer dos próximos cinco anos. Após passar por processos regulatórios exigidos por autoridades governamentais, a transação foi aprovada por Alemanha, Austrália, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Nova Zelândia e Portugal. Com isso, tanto Transitions quanto Intercast passaram a figurar de forma integral nos demonstrativos financeiros da Essilor desde 1º de abril. Segundo a PPG, em 2013, a joint venture Transitions e o negócio da Intercast somaram vendas líquidas de US$ 874 milhões. A Transitions computou vendas de US$ 844 milhões no ano passado, US$ 279 milhões dos quais obtidos das parcerias com outros fabricantes de lentes oftálmicas que não a Essilor. No mesmo dia também foram divulgadas mudanças na liderança da Transitions. A começar da aposentadoria do vice-presidente sênior de óptica da PPG e CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Transitions, Richard Elias, com 40 anos de carreira na PPG e quase 24 anos na empresa de lentes fotossensíveis. Já o presidente, Dave Cole, aceitou a promoção a vice-presidente da PPG para o negócio de revestimentos para embalagens após quase 24 anos na Transitions. Com isso, o presidente passa a ser o executivo Paddy McDermott, que se reportará imediatamente ao vice-presidente sênior de parcerias estratégias da Essilor, Bertrand Roy. O executivo começou na Transitions em 1993 e ocupou vários cargos-chave na estrutura da empresa e foi o responsável pela abertura da fábrica na Irlanda e depois atuou como diretor de operações e serviços ao cliente para a Europa, diretor da cadeia de fornecimento global e líder global de tecnologia da informação. Mais recentemente, ocupou a posição de diretor global responsável por iniciativas estratégicas. Já o executivo Bertrand Roy será o responsável pela Transitions no universo Essilor. Roy trabalha para a corporação francesa há cerca de 27 anos e também atuou na empresa de lentes fotossensíveis em várias funções, inclusive como diretor executivo e membro do conselho. Também ocorreram outras mudanças na liderança da Transitions. McDermott anunciou a saída de três executivos seniors, todos funcionários de longa data: o diretor global de marketing, Alexis Cardona, o gerente geral para a América do Norte, Brian Hauser e o diretor Grady Lenski. McDermott informou que ele próprio cuidará do marketing global da empresa, já Bertrand Roy passa a ocupar também o posto de gerente geral da Transitions para a América do Norte. 76

VIEW 140

maio:2014

Michael Kors Michael Kors Em 15 de abril, chegaram ao fim as especulações sobre a nova corporação detentora da licença para desenvolvimento, produção e distribuição mundial das coleções de óculos do estilista norte-americano Michael Kors. Depois de uma bem-sucedida relação de nove anos com a Marchon, Kors passou o bastão de seus negócios de óptica para a Luxottica. O novo acordo de licenciamento tem validade a partir de 1º de janeiro e duração de dez anos. A Luxottica produzirá coleções de óculos das duas linhas do fashion designer, Michael Kors Collection e Michael Michael Kors, com previsão de lançamento para setembro de 2015, que serão vendidas nas lojas do estilista pelo mundo afora, lojas de departamento, varejo de viagem (lojas duty-free), ópticas independentes e pontos de venda das redes que integram a divisão de varejo da Luxottica.

Essilor Compra de laboratório No último dia de abril, a Essilor divulgou a compra do iCoat, laboratório situado em Santa Fe Springs, estado norte-americano da Califórnia, que movimentou US$ 26 milhões de receita anual, originário, basicamente, de redes de óptica e companhias de seguro saúde para a visão. O laboratório é conhecido pela ampla capacidade de pesquisa e desenvolvimento, que geraram produtos como antirreflexo inoxidável, um revestimento para lentes superoleofóbico etc. www.revistaview.com.br


Marcolin Renovação de Skechers A corporação italiana de óptica anunciou a renovação do contrato mundial para criação, produção e desenvolvimento da coleção de armações de receituário e óculos solares da Skechers, a marca norte-americana de calçados. Inicialmente lançado em 2010 por meio de uma parceria de licenciamento com a também norte-americana Viva International, o novo acordo plurianual foi expandido para incluir a Marcolin, que adquiriu a Viva em dezembro. Nos Estados Unidos, as armações de receituário e os modelos solares da Skechers são comercializados em ópticas e em sites “autorizados” como Framesdirect.com e Glasses.com. Os óculos solares são vendidos também em lojas de departamento e lojas próprias da marca.

Essilor Novo centro de pesquisas A Essilor inaugurou no início de maio seu Centro para inovação e Tecnologias (CI&T) em Creteil, França, denominado “o maior campus privado dedicado à pesquisa e à inovação na indústria óptica oftálmica”. Segundo a empresa francesa, o objetivo do novo campus é impulsionar os limites físicos das lentes oftálmicas para melhor atender e antecipar as necessidades dos consumidores. O novo centro europeu reúne as equipes de pesquisa e engenharia em um único local, estimulando a colaboração e acelerando projetos, bem como o lançamento de novos produtos e tecnologias. Ao lado de outras duas unidades do CI&T, um em Dallas, Estados Unidos, outro em Cingapura, complementa a organização global da pesquisa da empresa.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing. www.revistaview.com.br


hall of

gente famosa e seus óculos

Frames

Celebridades que desfilam seus óculos diante dos flashes Fotos J. Egberto

Há anos, óculos escuros têm sido companheiros inseparáveis do músico Milton Nascimento. Este modelo de acetato inspirado no estilo aviador caiu-lhe bem

A armação retangular de acetato é a feliz escolha do ator Marco Ricca

Um modelo solar quadrado de acetato e lentes dégradés emoldura o rosto de Deborah Secco

O ator Tarcísio Filho contraria a teoria de que armações de receituário não devem ir além das sobrancelhas com este modelo de metal preto

78

VIEW 140

maio:2014


A cantora Preta Gil segue a tendência fashion dos modelos redondos e, para fazer jus a seu estilo, escolhe um modelo com detalhes dourados e lentes espelhadas

A atriz Samara Felippo mandou bem no solar de frontal quadrado e hastes trabalhadas

Olha ele aí de novo! O ator Tiago Abravanel está se tornando o famoso mais fã de óculos e aparece sempre com novas armações, em geral sem lentes, reforçando o conceito de que óculos são poderosos acessórios de estilo

Adepto de óculos estilosos, o comediante e ator Leandro Hassum apostou no modelo estilo aviador, cujo detalhe branco na parte superior do frontal “derrubou” sua aparência. Dessa vez não deu certo www.revistaview.com.br

Adequada a armação de receituário eleita pela atriz Danielle Winits. Apenas um pouco básica

maio:2014

VIEW 140

79


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

mulheres consomem? O que as

Em mais um artigo que celebra a parceria entre a VIEW e a renomada instituição para o varejo, a professora Dayse Maciel Araújo promove um raio-x sobre o consumo feminino. Artigo Dayse Maciel de Araújo Ilustração Paty Chequetti

Tendo como ponto de partida pesquisas sobre o comportamento do consumidor no ponto de venda, o antropólogo norte-americano Paco Underhill, especializado em ciência do consumo, defende, desde 1999, que compras seguem mudanças sociais. E a grande mudança social no século 20 relacionou-se com o novo perfil da mulher na sociedade capitalista. Para Underhill, a era do varejista visionário acabou. Para compreender essa consumidora, os gestores deverão segui-la dentro e fora das lojas. Mesmo as enormes mudanças na vida de homens e crianças são apenas consequências e respostas à liderança assumida pelas mulheres. Vale a pena ouvi-las e ser humilde: o varejista deve prestar atenção à forma como as mulheres desejam viver, o que querem e precisam ou, então, sua loja será deixada para trás.

A vã lealdade - A consumidora de hoje é menos fiel às marcas e não importa se são de produtos ou de lojas: a sua lealdade dura apenas enquanto permanece o encantamento da experiência de compra mais recente. Em suas observações no ambiente da loja, o pesquisador constatou que uma pequena ampliação nos provadores aumentou o volume de compras de roupas femininas, já que estimulava a consumidora a experimentar mais itens e permanecer por mais tempo no local. O fato de que uma pequena alteração pode gerar uma grande melhoria não deveria ser surpresa. Afinal de contas, a ciência é, em geral, o estudo de diferenças muito sutis. Verdades revolucionárias são descobertas dessa maneira. Underhill lembra que Charles Darwin pesquisou e descobriu que os organismos bem-sucedidos são os que melhor se adaptam ao seu ambiente. Nas lojas, algo seme80

VIEW 140

maio:2014

lhante ocorre, só que, no varejo, é o ambiente que tem de se adaptar ao organismo.

Tendência, inclinação e moda - Qual a diferença entre tendência, inclinação e moda? Em linguagem cotidiana, tendência consiste em um padrão comportamental, criado quando muitas pessoas www.revistaview.com.br


consomem de forma similar e com as mesmas necessidades básicas por um período relativamente longo de tempo (mais de uma década, por exemplo). Um produto pode ser extremamente popular, mesmo mundialmente, por um longo período de tempo, mas o uso desse produto não consiste em uma tendência. Enquadram-se, nesse panorama, a maioria dos eletrodomésticos - liquidificador, forno elétrico ou a gás, máquina de lavar roupa e o prosaico ferro de passar roupa. Para as mulheres, esses produtos são populares, mas não atendem a necessidade comportamental (tendência, portanto) de libertar-se das tarefas domésticas ao ter de dividir o tempo entre atividades pessoais e profissionais. Já inclinação é a direção do movimento antes de a tendência se tornar um fato consumado. A inclinação, nesse caso, está no aumento das refeições fora do lar, na compra de alimentos prontos para o consumo (inclusive para bebês) e na substituição de tecidos naturais por outros que dispensam o ato de passar a roupa. E moda é uma mudança temporária que rapidamente influencia grupos específicos, mas que desaparece rapidamente. A comercialização de produtos ou serviços que estão “na moda” pode ser muito rentável, porém exige planejamento detalhado para garantir que a produção não encalhe ou, o que é pior, que não gere retorno sobre o investimento. Ainda há um risco que deve ser considerado antes de investir: nem todas as tendências são adotadas por todas as consumidoras e

quase toda tendência têm uma “antitendência”. Motivadas pela falta de tempo, muitas mulheres buscam praticidade e facilidade de acesso. Ao mesmo tempo, outras valorizam o que é lento, não abrem mão do ócio e do prazer da vida.

O maior mercado emergente - Em 2009, as mulheres foram responsáveis por gerar US$ 12 trilhões da economia mundial, que totalizou os US$ 70,1 trilhões. Ou seja, a renda das mulheres foi superior à soma do produto interno bruto do bloco econômico conhecido pela sigla “Bric” (Brasil, Rússia, Índia e China). De acordo com a consultoria norte-americana Boston Consulting Group, a renda feminina mundial chegará a US$ 18 trilhões em 2015. Nos últimos dez anos, a renda feminina no Brasil cresceu de R$ 600 bilhões para R$ 1,1 trilhão, segundo dados do Instituto brasileiro de geografia e estatística (IBGE). Esse valor representa aproximadamente um terço do consumo total das famílias do país. Nas últimas décadas, as mulheres foram protagonistas de conquistas sociais, políticas, econômicas e assumiram o poder de decisão sobre assuntos que dizem respeito à família e ao bem-estar. No Brasil, há mais mulheres como chefes de família do que no passado. Atualmente, 22 milhões de mulheres são chefes de família (35% do total), de acordo com dados da Pesquisa nacional por amostra de domicílios (PNAD). E essas mulheres chefes de família têm decisão primordial no que diz respeito aos cuidados com filhos, alimentos, medicamentos, saúde, beleza e vestuário.

Estamos selecionando distribuidores para todas as regioes 14350 NW 56th Court, Unit #115 Miami, Florida, 33054 USA. | Skype: bkframes TEL. (305) 685-0001 | FAX (305) 685-0009 bkframes@bkframes.com - www.bkframes.com


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

A informação da renda mostra o crescimento feminino no mercado de trabalho. E a ascensão da mulher, para patamares de maior poder de compra, reflete-se tanto em termos financeiros como nas posturas que as empresas devem adotar. Há cada vez mais comunicação e produtos voltados para elas.

Em que elas gastam? - De acordo com dados apurados pelo instituto de pesquisa Sophia Mind, dedicado exclusivamente à inteligência de mercado do público feminino, os setores beneficiados - de um total de R$ 800 bilhões - são:

Setor

Consumo feminino (R$ bilhões)

Alimentação familiar

134,4

Vestuário feminino

39,0

Educação dos filhos

37,9

Restaurantes

36,2

Empregada doméstica

31,8

Manutenção do carro

30,3

Telefonia

27,0

Investimentos

26,4

Plano de saúde

22,9

Recreação e lazer

19,0

Móveis e decoração

18,6

Compra de carro

18,1

Cuidados e higiene pessoal

17,3

Salão de beleza

16,8

Vestuário infantil

12,8

Eletrodomésticos

10,8

Reforma da casa

9,0

Medicamentos

8,7

Outro fenômeno ocorre na direção das grandes empresas. Em recente eleição, ocorrida em março, o jornal Valor Econômico e a empresa Egon Zehender International, foram indicadas as dez melhores executivas do Brasil: Andrea Alvares (Pepsico Brasil), Anette Castro (Esmaltec), Deborah Vieitas (banco Caixa Geral Brasil), Ghislaine Dubrule (Tok & Stok), Luiza Trajano (Magazine Luiza), Maria Eduarda Kertész ( Johnson & Johnson Brasil), Marise Barroso (Masisa do Brasil), Patricia Moraes ( J. P. Morgan do Brasil), Sonia Hess (Dudalina) e Tânia Cosentino (Schneider Eletric para a América do Sul). Esse time ocupa lugares que, em um passado não muito distante, por uma regra não escrita, eram destinados apenas aos homens. Os critérios levaram em consideração características masculinas como a competência da administração focada em resultados, a ousadia e a competitividade. Incluíram também traços femininos como a aptidão de ouvir o outro e lidar com a subjetividade. Esse perfil revela a nova face dos gestores. E das gestoras!

Moda ou tendência? - A meu ver, fatos como esses não são moda passageira, mas tendências que vieram para ficar. Em um momento em que o Brasil busca retomar sua posição de protagonista no cenário econômico mundial e fortalecer o mercado interno, é imperativo conhecer profundamente o perfil de consumo das mulheres, que representam metade da população brasileira e, desde já, podem determinar o fracasso ou o sucesso de produtos e serviços disponíveis no mercado.

Fonte: revista Exame, edição 968, páginas 22 e 23.

Os dados da tabela desmitificam a crença estereotipada em relação ao universo feminino, segundo a qual mulheres só gastam em roupas, sapatos e cosméticos. Analisando-se números, fica claro que o consumo feminino se estende a setores tão diferentes como imóveis, aplicações financeiras, educação, automóveis e até motocicletas.

As mulheres da classe C e as executivas - A denominada “nova classe média” no Brasil ascendeu socialmente e hoje compõe o estrato social com mais de 100 milhões de habitantes. São os beneficiados de fenômenos recentes no Brasil: o fim da inflação, o crescimento econômico e a expansão dos empregos. As mulheres, impulsionadoras do consumo, têm papel vital nessa sociedade que se expande e se fortalece. Além do aumento de poder de compra, estão abertas às novidades e atentas à importância da educação. Têm consciência do seu poder aquisitivo e são cidadãs cada vez mais críticas e conhecedoras do seu direito de consumir produtos e serviços de qualidade elevada. 82

VIEW 140

maio:2014

Coordenadora de cursos do Laboratório de Finanças do Provar/FIA, a professora Dayse Maciel Araújo é doutoranda em Comunicação e Educação pela Escola superior de propaganda e marketing (ESPM) de São Paulo. Atualmente, leciona marketing e é sócia da CIEL Assessoria Empresarial.

positivo, operante! Quer conversar mais com a professora Dayse Araújo sobre consumo? revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


André Penteado

Richard Vinic fala sobre varejo

Richard Vinic é palestrante, consultor, professor e apaixonado pelo mundo das compras

Certezas e incertezas da Copa Há pelo menos uns três anos, boa parte dos brasileiros já previa que 2014 seria um ano diferente: Carnaval em março, Copa do Mundo e eleições presidenciais. Não é à toa que “imagina na Copa” tornou-se expressão corrente pelo país afora. Maio começou e parece que, agora, de fato, o Brasil respira o ar dos principais eventos do ano, especialmente o do mundial de futebol. Para muitos, trata-se da confirmação de algumas certezas; para outros, ainda muitas incertezas. No que diz respeito à Copa, tudo leva a crer que, infelizmente, o povo começa a certificar-se do que ainda era uma incerteza: estádios e estruturas com as obras atrasadas na maioria das cidades-sede. Aquela sensação de corre-corre de última hora quando os convidados estão prestes a chegar. O que se aprende ou se deveria aprender com tudo isso em relação à gestão do varejo e dos negócios? Muito! O planejamento e a atenção aos detalhes são imprescindíveis e não mais artigos de luxo nesse jogo.

Certezas e incertezas fazem parte do jogo, mas há muito já se sabe que não dá mais para ser amador na relação com o consumidor, que é mais exigente, tem mais opções e chega bem informado ao ponto de venda. Consumidor exigente esse que desafia o lojista a entender suas necessidades a fim de atender seus desejos por meio de um mix de produtos adequado e um serviço capaz de garantir uma experiência única. Também já é ponto pacífico saber que uma equipe certa, preparada e motivada para receber o cliente é tão importante quanto escolher o produto certo. As pessoas são a verdadeira fonte de vantagem competitiva e, por isso, devem ser motivo de constante atenção. Certamente, a Copa do Mundo no Brasil deixará alguns legados e não apenas em termos esportivos. O esporte sempre inspirou vidas e negócios. Muitas das incertezas eram certas. E no varejo não é diferente: o resultado do jogo depende muito do quanto a pessoa trabalha e do quanto se mantém atenta a tudo que sabe e aprende, certezas de um resultado vitorioso! positivo, operante! Está a fim de falar mais sobre varejo com Richard Vinic? Faça contato varejoexperiencia@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

Débora Nascimento

richard vinic

varejo & experiência

84

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


mondo fashion

cria anal que s e t r a o ã , A tradiç os de pele c a s a c , jo se tros bolsas-de rie de ou é s a m u e e couro e enome d r b o s artigos d o a a até hoje está ligad s m o é t t u n d a o m r p se a liana que a it rca, aliad ia a íl m m a a f d a a m u tiv rente cria f e d a h n na li da moda e r t s e m o a rfeld. Karl Lage

modelo FF 0026S 7OO

i d n e F ella ziela Can Texto Gra o çã a lg ivu Imagens D

o Andrea

Concepçã

Tavares

Família e empresa, tudo ao mesmo tempo

A história da casa de moda italiana teve início em 1918, quando Adele Casagrande, então com 20 anos, abriu uma pequena loja de artigos de couro e peles na Via Del Plebiscito, no centro de Roma. Herdeira de ricos produtores de couro de Florença, a jovem desafiou a tradicional sociedade italiana na época, em que negócios eram operados quase exclusivamente por homens e vendia bolsas de couro macio com design sofisticado e acabamentos de fechos e fivelas, além de sacolas feitas de tiras de lona. Em 1925, Adele casou-se com Edoardo Fendi, se mudou com o marido para o andar de cima da loja e decidiu atribuir à empresa seu novo sobrenome. O momento era propício para os negócios - alguns anos após o final da Primeira Guerra Mundial, a sociedade italiana voltava a consumir bens de luxo, o que contribuiu para o crescimento da Fendi. Em 1932, a marca inaugurou sua segunda loja, na Via Piave, e logo começou a atrair clientes de várias partes do país.

86

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


a tradução do universo fashion

mondo fashion

Negócio em família: as cinco irmãs comandam os negócios

As irmãs Fendi De 1931 em diante, o casal teve cinco filhas: Paola, Anna, Franca, Alda e Carla Fendi, que cresceram “brincando” com acessórios de couro e, naturalmente, começaram a ingressar nos negócios da família logo após a Segunda Guerra, em 1946, revelando-se empreendedoras como a mãe. A primeira foi Paola, então com apenas 15 anos, que mais tarde veio a assumir a divisão de peles. Depois veio Anna, que tomou a frente da divisão de couro; seguida por Franca, no relacionamento com clientes; Carla, como coordenadora de negócios e Alda, à frente do departamento de vendas. As filhas de Adele e Edoardo introduziram novas ideias em todas as áreas do negócio da família e lançaram novas linhas de produtos como bolsas, malas e peles. Entre suas principais apostas, e talvez a mais acertada, foi a contratação do estilista alemão Karl Lagerfeld para a posição de diretor criativo da grife, em 1965.

Novos rumos com Lagerfeld O renomado fashion designer alemão promoveu, nos anos 60, uma revolução na casa Fendi, a começar pelo logotipo - foi ele o criador do símbolo com as duas letras “F” invertidas, que permanece até hoje, batizado de “Zucca” (ou “Zucchino”, na versão menor). Sua nova leitura dos famosos casacos de pele da marca levou a nobre matéria-prima da alta costura para o prêt-à-porter, ou seja, as roupas de pronta entrega, aplicando acabamentos de pele nas jaquetas jeans. O kaiser, como é chamado, também começou a desenvolver novos tratamentos para peles e couro, como um revestimento de ouro 24 quilates, além de elaborar novas técnicas de corte, curtimento e colorações, tratamentos em outros materiais, bordados, impressões e até fibras entrelaçadas, aplicados nos acessórios da grife. As novas técnicas também permitiram a criação de bolsas mais leves e sofisticadas. Logo a marca tornou-se referência na arte de criar peças-desejo, especialmente bolsas, premiadas mundialmente.

www.revistaview.com.br

Expansão internacional Em 1968, o então presidente da renomada loja de departamentos norte-americana Bloomingdale’s, Marvin Traub, descobriu em Roma as bolsas e as malas da Fendi e levou peças da marca para serem vendidas em Nova York. Em pouco tempo, várias outras grandes lojas começaram a fazer pedidos, o que atribuiu à Fendi o status (mantido até hoje) de marca com maior número de representações em lojas de departamentos nos Estados Unidos. Na década de 70, as melhores lojas de vários países vendiam suas linhas de produtos, que, além de bolsas, malas e peles, incluíam jeans, luvas, gravatas, óculos, relógios, isqueiros e canetas. A primeira loja em solo norte-americano só foi inaugurada em 1989 e pela primeira vez reunia no mesmo endereço todos os itens do portfólio.

maio:2014

VIEW 140

87


mondo fashion

a tradução do universo fashion

Terceira geração

Dupla de sucesso na criação: Karl Lagerfeld e Silvia Venturini Fendi

Em 1987, Silvia Venturini Fendi, filha de Anna, assumiu a direção de estilo da linha de difusão da casa italiana, a Fendissime, no cargo que viria a ser ocupado posteriormente pelo italiano Giambattista Valli. Silvia tinha apenas quatro anos quando Karl Lagerfeld entrou na empresa dos avós e, 40 anos depois, passou a dirigir o estilo ao lado do mestre alemão. Assumiu o departamento de artigos de couro e acessórios em 1996 e, no mesmo ano, relançou a linha Selleria, originalmente desenhada com técnicas e conceitos usados pelos seleiros roBolsa Selleria: técnicas manos, especializados em produzir selas e outros tradicionais de seleiros romanos itens para montaria, em 1925. Em 1997, Silvia criou o que viria a ser um dos modelos de bolsa mais vendidos e copiados do mundo, a Baguette - cujo nome faz referência a seu formato estreito e alongado, que se encaixa confortavelmente embaixo do braço, assim como o famoso pão dos franceses. A bolsa-ícone foi adotada por celebridades como Madonna e a personagem do seriado norte-americano Sex and The City, Carrie Bradshaw (interpretada por Sarah Jessica Parker) e centenas de milhares do modelo têm sido vendidos ao longo dos anos, em muitas versões.

Superprodução: desfile na Muralha da China

Na Muralha da China A criatividade de Karl Lagerfeld não se limita apenas às criações de roupas e acessórios. Além de fotografar as campanhas das marcas para as quais trabalha, é capaz de produções como o desfile da Fendi para o inverno de 2008, que teve como cenário nada menos que a Muralha da China. Modelos desfilaram 88 looks da grife (muitos na cor símbolo do país, o vermelho), em uma parte restaurada do ponto turístico mundialmente conhecido. 88

VIEW 140

maio:2014

2013: bolsa da coleção-cápsula Bugs


Palazzo Fendi: a icônica sede da grife em Roma

A fase LVMH Em 1999, a Prada e o conglomerado francês de moda e luxo LVMH compraram 51% da Fendi por US$ 950 milhões e assumiram o comando da empresa, mantendo os membros da família em cargos importantes - inclusive Karl Lagerfeld, apelidado carinhosamente por Carla Fendi de “o sexto irmão”. No ano seguinte, Silvia lançou a primeira coleção de moda masculina da casa italiana, coassinada pelo italiano Marco de Vincenzo. Somente em 2001, a Fendi teve sua primeira loja-âncora em Paris, epicentro da alta costura mundial. Em 2002, a LVMH viria a comprar a parte da Prada e também os 15,9% de Franca Fendi. Três anos mais tarde, a grife celebrou seu 80º aniversário com a abertura de uma nova sede em Roma, o Palazzo Fendi, que reúne ateliês, estúdios e ainda a maior loja da marca no mundo.

Fendi para homens: coleção lançada em 2000

Paris: detalhes do interior da loja-âncora

Posicionamento global Atualmente a Fendi possui 196 lojas ao redor do planeta, inclusive uma loja-âncora no Brasil, no shopping Cidade Jardim, em São Paulo, inaugurada em 2013. Conta ainda com presença em mais de 800 pontos de venda em 120 países, com produtos como peles, roupas, artigos de couro, coleções esportivas, relógios, óculos, perfumes, acessórios e bolsas em luxuosas lojas de departamentos. Cerca de 70% de sua produção é exportada para Ásia, Europa e Estados Unidos, com faturamento anual de mais de € 600 milhões. Um de seus principais atributos no segmento de luxo é o processo de fabricação de bolsas, malas e artigos de couro, feitos à mão com impecável cuidado artesanal. Apenas três artesãos são capacitados para confeccionar uma bolsa Baguette, que demora cerca de 12 dias para ficar pronta. E nem só de couro se fazem as it-bags (do inglês, expressão que pode ser traduzida como “bolsas-desejo”) da marca: outro modelo que se destaca no trabalho artesanal é o Straw Twins, bolsa casual feita de fibras de ráfia trançadas e costuradas à mão, e ainda a Voodoo, de lã e plumas. Seus aguardados desfiles e campanhas, além de criações que combinam a elegância clássica com boas doses de ousadia e inovaLã e ção, mantêm a marca na lista das grandes lançadoras de plumas: a bolsa tendências da atualidade, sempre com o endosso de Voodoo grandes fotógrafos e celebridades - ano passado, Karl Lagerfeld escalou a britânica Cara Delenvigne, principal top do momento, para as campanhas da Fendi.

Cara Delevingne: a top na atual campanha de inverno

Casual e artesanal: a bolsa Straw Twins

Baguette: a versão clássica com monograma

maio:2014

VIEW 140

89


modelo FF 0029S 7NQ

mondo fashion

modelo FF 0013S 7TC

Tradição nos óculos A Fendi lançou sua coleção de óculos no início da década de 90 e desde o final de 2013 tem sua linha de armação de receituário e óculos solares produzidas e distribuídas mundialmente pela Safilo. As criações levam assinatura da dupla Karl Lagerfeld e Silvia Venturini Fendi e primam pela qualidade e a vanguarda no design.

modelo FF 0026S 7OA

modelo FF 0031S 7YQ

modelo FF 0015 7TE

modelo FF 0017S 7RR

modelo FF 0028 7OC

Modernidade: a bolsa Colorblock

Ícones :: O logotipo composto pelos “F” invertidos e o monograma composto pelo logo em tons de marrom e bege :: Bolsas-desejo tradicionais como a Selleria e, principalmente, a Baguette :: Casacos de pele :: Malas, cintos, pastas e outros artigos de couro :: Perfumes como o Fan di Fendi e Fendi L’Acquarossa

www: Fendi virtual Pronúncia “FÊN- di”. É uma das grifes de mais fácil pronúncia. A silaba tônica é a primeira, com o "e" fechado.

90

VIEW 140

maio:2014

www.fendi.com www.facebook.com/fendi www.twitter.com/fendi www.youtube.com/fendi www.instagram.com/fendi_official www.pinterest.com/fendiofficial


vitrine modelo Lady Gaga 0VE2152 12528G

Versace

modelo Lady Gaga 0VE2152 12528G

0800 7039444 O principal lançamento da casa de moda italiana para a temporada é a série Rock Icons (do inglês, “ícones do rock”) inspirada pela popstar Lady Gaga, rosto atual das campanhas da Versace. Em comum com a marca, a cantora é criativa, inovadora e corajosa, essência que se traduz em óculos extravagantes, de formas ousadas e diferentes combinações com tachas de metal, referência máxima do rock’n’roll. Além da Rock Icons, os novos modelos da Versace de grau e sol desta temporada investem em cores vibrantes e influência retrô.

modelo Lady Gaga 0VE3191 5074

modelo Lady Gaga 0VE4269 GB1 87

Criação do italiano Gianni Versace, a marca nasceu em 1978, em Milão, e ganhou fama por seu estilo sexy e exuberante, carregado de estampas animais e tecidos luxuosos. Com coleções de óculos criadas, produzidas e distribuídas pela Luxottica, a marca hoje tem direção de estilo da irmã de seu fundador, Donatella Versace.

Divulgação

Filosofia

modelo VE 3193 5096 modelo VE 3195 5099

modelo VE 4273 5109 4S

modelo VE 4272 5100 13

modelo VE 4274 811 71 92

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

modelo ONBR06

modelo ONBR01

Onbongo 11 3057 2324

modelo ONBS08

Referência no surfwear brasileiro, a Onbongo estreia no universo dos óculos com solares de linhas urbanas e texturas no acetato, além de armações de receituário para homens e mulheres com formas clássicas de cores e estampas exclusivas, semelhantes às das novas linhas de roupas e acessórios da marca. modelo ONBS10

Filosofia

modelo ONBR08

A junção das palavras “Öm” (entoada como mantra, é conhecida como “o som primordial”) e “Bongo” (nome de uma ilha nas Filipinas) resultou no nome “Onbongo”, marca brasileira de surfwear e streetwear criada em 1988, tradicional patrocinadora de vários nomes do surfe e do skate do país. Conta com uma extensa linha de produtos licenciados que inclui meias, underwear, papelaria, malas e outros itens. Os óculos são distribuídos pela Golden Vision.

modelo Blindside 9008862933 modelo 93070 66233

HB 11 4591 8600 Entre os lançamentos da marca, ficam em evidência os modelos solares masculinos Mackay e Winkipop, ambos batizados com nomes de belos cenários australianos, de design clássico e versátil; as linhas curvas e lentes espelhadas e coloridas do Blindside, que também tem uma versão de receituário. Também há novas opções de armações elegantes e esportivas, feitas de metal com hastes de acetato. Filosofia Fundada pelo surfista veterano Terry Fitzgerald, a HB (ou Hot Buttered) começou como uma marca de pranchas de surfe nos anos 70, mas logo evoluiu para a produção de roupas e acessórios. Atualmente, os óculos da marca são produzidos no Brasil e exportados para mais de 20 países, pela Suntech Supplies.

modelo 93070 15933 94

VIEW 140

maio:2014

modelo Blindside 9008857587

modelo Blindside 9008800286

modelo Mackay 9011000101

modelo Winkipop 9011164900


modelo Tweens L3602S 105

Divulgação

Lacoste Tweens 0800 7071516 Filosofia

A marca francesa introduz uma nova linha de armações oftálmicas e óculos solares que atende um público pouco explorado no mercado, atualmente batizado de “tween”, isto é, os pré-adolescentes entre 8 anos e 12 anos - “tween” vem do inglês e é uma brincadeira com a expressão “in between” (ou seja, “no meio”), referência a essa faixa etária no meio do caminho entre a infância e a adolescência. Com o nome “Tweens”, a nova série da Lacoste explora o estilo preppy chic da marca com variedade de cores, materiais duráveis e aplicação do símbolo do crocodilo nas hastes.

Fundada por René Lacoste em 1933, a marca criou as camisas polo feitas de piquê, que, na época, substituíram as roupas engomadas e os tricôs usados para a prática do tênis, esporte favorito de Lacoste. Atualmente, é conhecida pela variedade de cores de suas clássicas camisas e o logo do crocodilo, cuja linha de óculos é comercializada pela Marchon.

modelo Tweens L3601S 800 modelo Tweens L3601S 315

modelo Tweens L3602S 662

modelo Tweens L3603S 001 modelo Tweens L3609 466 modelo Tweens L3604 424 modelo Tweens L3608 513 modelo Tweens L3102 757

www.revistaview.com.br

modelo Tweens L3101 424

VIEW 140

95


vitrine

Oakley

modelo Dispatch II Violet

0800 7039444 Jewel Collection (do inglês, algo como “coleção joia”) é a nova série de solares da Oakley dotada de lentes Iridium, com tons inspirados nas pedras preciosas rubi, esmeralda e jade. Os modelos Batwolf, Deviation e Dispatch foram os eleitos para a produção dessa edição limitada de lentes, que permite que os óculos tenham ainda mais funcionalidade durante a prática esportiva por conta das cores - a vermelha reduz a radiância, enquanto a verde e a roxa ajustam os contrastes.

modelo Deviation Ruby

Filosofia Fundada em 1975 por Jim Jannard, na Califórnia, a Oakley é hoje uma das principais marcas de acessórios esportivos do mundo, dedicada a pesquisa e alta tecnologia para aprimorar a performance de atletas em várias modalidades. Desde 2007, integra o universo Luxottica. modelo Batwolf Jade

modelo Colorthin CK5828 431F modelo Colorthin CK5830 814F

modelo Colorthin CK5402 329F

Calvin Klein 0800 7071516 Armações de receituário leves e flexíveis, feitas de material plástico e metal com cores vibrantes compõem a nova série Colorthin da Calvin Klein. Resultado de uma tecnologia inovadora, os materiais são resistentes, hipoalergênicos e com memória de forma, aliados a um design moderno e acabamento fosco que valoriza as cores.

modelo Colorthin CK5400 615F

96

VIEW 140

maio:2014

Filosofia Ícone da moda casual chique norte-americana, o estilista Calvin Klein lançou sua marca em 1968, e ganhou destaque com roupas confortáveis confeccionadas com tecidos nobres, design sofisticado e detalhes arquitetônicos. As coleções de armações de receituário e óculos solares são distribuídas mundialmente pela Marchon.

modelo Colorthin CK5831 412F

modelo Colorthin CK5403 664F

modelo Colorthin CK5830 329F

www.revistaview.com.br


modelo Atacama 2 2578 633 52

Absurda

Dos povos que deram origem à América Latina veio a inspiração da nova coleção da marca, batizada de “Hijos del Sol” (do espanhol, “filhos do sol”), repleta de referências incas, porém com leitura pop e moderna. Entre os modelos solares, se destaca o Wipil, com aplicação de tecido de padronagem étnica, enquanto o metal acetinado colorido e o acetato com textura são os pontos altos das armações de receituário.

0800 6422001

Filosofia Criada em 2009 pela dupla de designers argentinos Diego Cohen e Martin Acevedo, a marca tem distribuição da JR Adamver. Tem como principais características a criatividade, ousadia e espírito inovador, que lança tendências e se integra com o universo das artes e do design, além da marca registrada de batizar as peças com nomes de bairros, ruas e lugares descolados das cidades sul-americanas.

modelo Wipil 2076 638 33

modelo San Fernando 2064 247 11

modelo La Lucila 2566 264 55

modelo Tronador 946 946

modelo Brooklin 2034 606 73

modelo Torrent 427 210

Divulgação

modelo Acassuso 2565 266 55

www.revistaview.com.br

modelo Punta 1 2581 210 54

maio:2014

VIEW 140

97


vitrine

o que há de novo no mercado

Ray-Ban 0800 7039444

Com nome que combina uma homenagem ao Garment District (bairro novaiorquino conhecido pela tradução na indústria da moda) com o ano de lançamento da Ray-Ban, o projeto District 1937 celebra a reinvenção de modelos icônicos pela aplicação de novos materiais. Até agora, foram lançadas cinco inovações (Leather, Denim, Steel, Titanium e Velvet) e ainda há outras três a serem lançadas em breve. Filosofia

Denim (do inglês, “jeans”) modelo Denim RB2140

Pela primeira vez, o clássico Wayfarer é confeccionado com uma composição de fibras espessas do tecido com polipropileno e acetato. O processo de alta tecnologia resulta em uma armação sólida de jeans.

A tradição do nome Ray-Ban, sinônimo de óculos solares, teve início com o desenvolvimento do primeiro modelo aviador, em 1937, então voltado para a proteção visual dos pilotos da força aérea norteamericana. Lançado comercialmente nos anos 60, o modelo permanece até hoje como um dos mais vendidos, favorito de celebridades da música e do cinema. A marca integra o portfólio da Luxottica.

modelo Velvet RB4171

modelo Leather RB2140QM

Velvet (do inglês, “veludo”) Com cores vibrantes, a textura do veludo confere um ar exuberante ao já conhecido modelo Erika e tem sua durabilidade garantida por modernas técnicas de aderência de partículas e fibras na superfície.

Leather (do inglês, “couro) Outra versão do Wayfarer com novo material é o modelo revestido de couro. As peças recebem uma camada de couro que encolhe ao secar, o que proporciona melhor aderência.

modelo Steel RB3513

Titanium (do inglês, “titânio”) A armação de receituário ganha um visual moderno na versão feita totalmente de titânio cortado a laser para máxima precisão, montada sem soldas ou parafusos. Confortável, leve e hipoalergênica.

Steel (do inglês, “aço”) O aço é a novidade no célebre modelo aviador, com estrutura fina e achatada, gerando óculos leves e confortáveis. Os detalhes precisos são obtidos pelo corte a laser.

modelo Titanium RX8721

98

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


Evoke 11 3034 3690 A coleção Evoke Wood Series ganha reforço com o lançamento de novas cores para seus já conhecidos óculos de madeira - Maple e Bambu. A linha primeira se sobressai, feita com a tradicional madeira canadense Maple por conta das listras coloridas; já a série de Bambu integra a iniciativa Evoke Conscious Design (do inglês, algo como “design consciente da Evoke”), que promove a sustentabilidade com criatividade.

modelo Wood 03 maple red mix brown gradient

modelo Wood 03 black walnut brown gradient

modelo Wood 02 maple black and white brown gradient

modelo Wood 01 light walnut brown gradient

modelo Wood 01 colors blue mix brown gradient

Divulgação

Filosofia Lançada há 13 anos pelos irmãos Demian e Fabiano Moraru, a Evoke é distribuída pela Brazilian Lab e tem em seu DNA o apelo jovem, a busca pela inovação, a qualidade de matéria-prima e uma série de parcerias criativas com talentos da música, do design, da moda e da arte. www.revistaview.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

Os óculos da Copa do Mundo Chegou a hora do mundial de futebol da Fifa e nada melhor que óculos especiais para a ocasião. Pensando nisso, várias marcas criaram séries especiais de solares alusivas ao torneio que terá o Brasil como sede. modelo SP5041 A01 England modelo Champion cflz9

Carrera

Speedo

0800 7012097

0800 8889029

A marca própria da Safilo homenageia o Brasil em 2014 com a releitura verde e amarela em três de seus icônicos modelos: Carrera 6000, Champion e Grandprix. Todos contam com um pequeno detalhe listrado com as cores da bandeira que identifica a série.

A marca que nasceu nas piscinas e é distribuída pela GO elegeu dois modelos solares e apostou em versões monocromáticas cuja referência à Copa fica por conta do uso dos nomes dos países decorando as hastes.

modelo SP5040 D02 Japan

modelo Grandprix 2wc csu1g

modelo Carrera 6000 ln eapsq

Ray-Ban 0800 7039444 Intitulada “Brazil Celebration” (do inglês, algo como “celebração ao Brasil”), a série da Ray-Ban conta com duas versões. A primeira mais discreta: o icônico modelo Wayfarer tem look bicolor (frontal preto e hastes nas cores da bandeira brasileira) e parte interna das hastes estampadas com a “RayBan Mania”, isto é, uma efusão de logomania. Já o Justin, mais exuberante, aposta também em frontal preto, mas com lentes espelhadas e hastes verdes, azuis ou amarelas.

modelos RB2132LL e RB4165L

100

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

modelo Cruiser EV0835 421

Nike

0800 7071516

A célebre marca esportiva norte-americana, representada pela Marchon, selecionou cinco modelos de sua coleção (Champ, Charger, Cruiser, Mercurial e Mojo) nas cores do pavilhão nacional.

modelo Charger EV0762 710 modelo Big Vert 9010966300 BRA Gray

HB Hot Buttered 11 4591 8600 A união do Brasil e da Austrália pelos esportes (inclusive o futebol) foi o que moveu a Suntech Supplies, responsável pela distribuição mundial dos óculos da HB, para lançar a série que homenageia os dois países, ambos na Copa do Mundo. Pretos, os modelos Big Vert, Storm e Would ganharam leitura discreta em que a referência ao Brasil e à Austrália está no logo aplicado nas hastes com as cores das bandeiras.

modelo Would 901046630 0 AUS Gray

modelo Storm 9010166300 BRA Gray

modelo TM503 Brazil

Opposit www.allison.it Uma das marcas próprias do portfólio da corporação italiana Allison, cujo nome pode ser traduzido para o português como “Oposto”, brinca com os símbolos de feminino e masculino, estampados também em todas as peças da coleção. O modelo Soul Kiss Sun, inspirado no estilo Wayfarer ganha versões coloridas de acordo com as bandeiras de várias das seleções participantes, sempre com lentes espelhadas. A marca não é distribuída no Brasil. modelo TM503 French

modelo RH823S05

Zero Rh+

www.allison.it

Focada em óculos para performance esportiva, a Zero Rh+ também pertence à Allison. Dois modelos solares de perfil casual foram eleitos para a edição limitada batizada de “Brasil”, cujas referências aos países participantes do certame estão estampadas na parte interna das hastes. A marca não é distribuída no Brasil. modelo RH824S02

maio:2014

VIEW 140

101


as impressões de Andrea Tavares

André Penteado

andrea tavares

um outro olhar

editora da VIEW e maníaca por óculos

A vida é muito curta para... São 14 anos escrevendo esta coluna (ela começou em 2001, mais precisamente na VIEW 30, quando promovemos uma renovação radical na filosofia e na estrutura da revista). Desde então, tenho abordado vários temas e, obviamente, um dos favoritos são os óculos e a vida na óptica, mas, com frequência, também gosto muito de refletir sobre a forma como vemos a vida e de que forma torná-la mais saudável e feliz. Muitas vezes, escrever também é uma forma de drenar as emoções e organizar as ideias, encontrando novos caminhos e percepções para a vida. É um exercício e tanto e, querido leitor, tenha a certeza de que muitas vezes estamos descobrindo juntos esses conceitos que compartilho nove vezes por ano, aqui, nesta página. Às vezes, a inspiração para escrevê-la surge límpida e pronta, sem rodeios. Em outras vezes, é como se piscasse para mim e eu precisasse entender suas demandas, decifrando os próximos passos, algo como um quebracabeça. E, em raros momentos, ela surge em forma de intuição, de um jeito meio silencioso mas intenso. Algo que se impõe e não explica muito porque veio, mas que tem a necessidade de se expressar. Desta vez, o fluxo veio assim. Uma manhã de sábado, a frase "A vida é muito curta para..." tomou conta da minha cabeça e se impôs até que equacionasse a melhor forma de colocá-la no papel. A seguir, você tem a primeira parte dos melhores momentos dessa inspiração meio “mandona”, o quanto a vida é muito curta para...

...deixar a gentileza de lado. Se a gente não adota a gentileza como fio condutor de nossas vidas, fica mais difícil retribuir naturalmente os bons sentimentos e as coisas boas que as pessoas e o universo nos concedem. Como começar? Lance mão das palavrinhas mágicas ("obrigado", "por favor" e "desculpe-me") e do sorriso desinteressado. Pode ter certeza, as energias a seu redor vão se tornar mais positivas e frutíferas.

...só querer ser amado. Goste ou não, o escritor Paulo Coelho tem uma frase que 102

VIEW 140

maio:2014

parte 1

retrata bem o que quero dizer: "não procure ser amado a qualquer preço, porque o amor não tem preço." Quando alguém prioriza ser amado em vez de amar, entra em uma espiral de sentimentos que pouco constrói, sem falar na promiscuidade emocional da qual sua vida é tomada. Leve a sério o conceito da gramática de que "amar" é verbo intransitivo, isto é, que se basta e não precisa de complemento. Ame e pronto.

...cultivar mágoas. Por mais que a gente se invista de boas energias e sentimentos, fatos ocorrem à nossa volta, até porque ninguém é uma ilha. E, muitas vezes, nos sentimos magoados com alguém. Ninguém é de ferro para passar incólume por tudo, mas a forma a que reagimos a essas delicadas situações é que determinam nossa saúde emocional. Fazer uma placar de mágoas, eliminando ou promovendo pessoas nesse ranking, pode trazer muita conveniência e conforto, mas pouco constrói. Esforce-se para entender a situação, as motivações da outra parte, as suas próprias motivações e de que forma deixará isso para trás.

...ser um mau aluno (da vida). Sabe quando a gente é novinho e alguém mais velho dá um ensinamento sobre alguma situação da vida, a gente ignora e, anos mais tarde, lembramos o quanto aquela pessoa estava certa e que talvez tivesse sido bom aceitar sua dica? É natural rejeitar alguns desses conselhos, mas o fato é que, quanto mais cedo a gente consegue aceitá-los, mais rapidamente seremos bons alunos na escola da vida e provavelmente economizaremos muita energia. Com o passar dos anos, a própria vida se encarrega de dar sinais importantes, mostrando que não vale ser teimoso sobre algumas situações, ou, às vezes, pode ser um colega de trabalho, um filho ou um desconhecido que se torna o mensageiro dessas dicas, mas o que importa é avaliar o quanto vale insistir tanto em uma escolha ou em um caminho se a vida está lhe mostrando que não é "pecado" voltar atrás, mudar de ideia e/ou seguir um novo caminho. Seja forte, arrisque. Nada substitui a experiência. positivo, operante! Quer trocar ideias com Andrea Tavares? umoutrolhar@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


7ªEdição

maçãazul

ESTÁ CHEGANDO O EVENTO DE NEGÓCIOS QUE FAZ A DIFERENÇA.

A Sun Glasses Business Point está preparando ainda mais novidades para a sua 7ª edição. Um evento único e exclusivo do setor de ÓTICA do país, ganha a cada edição, mais importância no cenário nacional. As maiores e mais importantes marcas estarão reunidas em 5 dias de puro negócio e lazer em um dos melhores resorts do Brasil. É claro que você e a sua empresa não podem ficar de fora deste importante evento, para fazermos juntos um ano ainda mais especial. Marque na sua agenda, pois com certeza você terá um encontro com os grandes negócios do setor.

17 a 21 de agosto 2014

ORGANIZAÇÃO


o espaço da indústria

Lorem ipsum dolor amet, Aço, brim, veludosit e titânio: as quatro primeiras peças consectetur adipiscing elit. publicitárias da campanha Ray-Ban District 1937 Duis vulputate condimentum nisl , eu condimentum mi semper eu. Integer a blandit metus, et fringilla velit. In velit orci, imperdiet et t ortor eu, faucibus porttitor justo. Nam lectus augue, consectetur ac tortor et, porttitor tristique neque. Nulla vel tempor enim, sed commodo massa. Etiam scelerisque scelerisque lorem, id dignissim sapien posuere eget. Donec ac laoreet elit, at auctor risus. Vivamus rhoncus leodos et leo tempor, egetdaaliquam felis A série District 1937, um investimentos Luxottica para a Ray-Ban neste ano, com suscipit. Indeaclássicos lorem malesuada, aliquam quam at, tincio lançamento da marca em versões inéditas de matérias-primas ou conceitos velit. Proin98), nonganhou, neque non leode lobortis sagittis. Pel- em Nova York, em maio (vejadunt Vitrine página além uma balada e tanto lentesque urna nibh, malesuada et lacinia non, ornare (veja Aconteceu página 14), uma campanha publicitária queidmantém o conceito atual e nisl. o Maecenas bibendum mauris ut augue luctus placetambém slogan “Never hide” (do inglês, “Não se esconda”). rat. In eleifend magna ac sem aliquet eleifend. PellentesCada imagem refere-se a um dos temas do “District 1937”: “smooth as velvet” quecomo et euismod sapien. Quisque dictum (“forte sit ametcomo lorem (“suave o veludo”); “strong as titanium” o titânio”); Nunc suscipit lectus eu bibendum. “cutssed likeporta. steel” (“cortes como oeuaço”) e “rugged as denim” (“resistente como o brim”). Maecenas tristique elit sed felis aliquam porttitor. Suspendisse arcu tellus, ullamcorper imperdiet mi eget, pellentesque tincidunt lorem. Praesent quis lacus vitae sem gravida porta. Vivamus suscipit imperdiet lectus vel tin-

Divulgação

foco

Ray-Ban lança a campanha do

District 1937

Essilor incentiva o segundo par A empresa de lentes oftálmicas lançou uma campanha inédita para o consumidor final com duração até 30 de setembro e investimentos de R$ 15,5 milhões em ações de marketing para estimular a venda do segundo par de óculos. Trata-se da Promoção Crizal, em que, na compra do primeiro par de lentes Crizal, o cliente ganha 50% de desconto na aquisição do segundo par, em um leque de escolhas composto por lentes multifocais Varilux ou Kodak, Transitions ou Xperio. E caso o primeiro par de lentes tenha sido Transitions Crizal, o desconto será de 60% no segundo par. A condição para a promoção ocorrer é que o valor do primeiro par seja ser igual ou superior ao valor do segundo par. Estima-se que a campanha publicitária deva impactar mais de 130 milhões de pessoas por meio de anúncios em canais de televisão, Promoção Crizal: ação inédita para o consumidor

104

VIEW 140

maio:2014

mídia impressa, redes sociais e portais, além de materiais de ponto de venda. As ópticas interessadas em participar precisam se inscrever em www.promocaocrizal.com.br a fim de gerar seus cupons promocionais. E a Promoção Crizal gerou uma campanha especial para os consultores ópticos: a Goleada Crizal, que premiará com cartões de débito de até R$ 5 mil os profissionais que acumularem mais créditos relativos aos pares de lentes dos produtos participantes. Também é preciso se cadastrar: www.goleadacrizal.com.br.

Shamir

investe em laboratório A corporação israelense de lentes oftálmicas, que instalou sua filial brasileira há cerca de 4 anos, segue consolidando sua atuação no mercado nacional. Recentemente, adquiriu um laboratório no interior de São Paulo destinado a atender exclusivamente os 300 pontos de venda de óptica que integram a Cooperativa de ópticos do estado de São Paulo, mais conhecida como Coopesp. Além disso, a Shamir trabalha para aumentar sua participação na oferta de produtos dos laboratórios brasileiros a adesão mais recente foi do laboratório paulista Technopark.

www.revistaview.com.br


o espaço da indústria

Conexão e d a d i r b e l e C

foco

o e porquê: m co , o d n a u q Quem, onde, dos famosos e es sh a fl ra st o m a VIEW dos à redação ia v n e s lo cu ó s seu desta edição. o ã ç ra o b la e a durante

bmagee58

A atriz norteamericana Ashley Benson: Giorgio Armani (Luxottica) modelo AR 7019K 15398

O jogador de futebol norteamericano, astro do Cleveland Browns, Brandon Magee: Diesel (Marcolin) modelo DL0066

A atriz Jessica Chastain: Chloé (Marchon) modelo CE601S

A cantora e atriz britânica Lily Allen: Fendi (Safilo) modelo FF0042s

A cantora e jurada da versão norte-americana do programa X Factor, Nicole Scherzinger: Valentino (Marchon) modelo V651S

A atriz queniana Lupita Nyong'o, Oscar de melhor atriz coadjuvante por Doze anos de escravidão: Prada (Luxottica) modelo PR 14QV 1AB-1O1

www.revistaview.com.br

A top trans brasileira Lea T: Tom Ford (Marcolin) modelo Carrie TF 268

A atriz norte-americana January Jones, a Betty Francis do seriado Mad men: Fendi (Safilo) modelo FF0025s

maio:2014

VIEW 140

Divulgação

Os apresentadores Angélica e Luciano Huck: ambos de Evoke (Brazilian Lab), respectivamente os modelos Amplidiamond e On the rocks

105


2014

Expo Abióptica 2014

negócios, palestras e celebridades Num ano repleto de expectativas e marcado por importantes eventos, como Copa do Mundo e Eleições, a 12ª edição da Expo Abióptica trouxe excelentes resultados para o segmento óptico. Entre os dias 2 e 5 de abril, recebeu 24.660 visitantes, entre eles, representantes de 27 Estados brasileiros e de 19 países, como Alemanha, Argentina, Bolívia, Canadá, China, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, França, Israel, Irlanda, Itália, México, Paraguai, Peru, Cingapura, Turquia e Uruguai. Em negócios, a exposição movimentou R$ 794 milhões, crescimento de 26% em relação à edição de 2013. O resultado foi alcançado pela união dos profissionais do setor e pela credibilidade conquistada nos últimos anos. Em 2013, o mercado óptico nacional cresceu 15% em comparação a 2012, com faturamento de R$ 22,3 bilhões. Nos últimos 5 anos, entre 2009 e 2013, apresentou crescimento de 89%; para 2014, a expectativa é de que a projeção se mantenha em 15%. Em números absolutos, estima-se um faturamento de R$ 25,3 bilhões no final do ano. De acordo com Bento Alcoforado, diretor presidente da Abióptica, a estimativa de crescimento é fruto da junção de alguns fatores, como os investimentos contínuos do setor em ações de combate à pirataria e à ilegalidade, a adoção de normas de regulamentação, esforços conjuntos entre a indústria e o varejo óptico nacional e campanhas de conscientização quanto às questões que envolvem a saúde ocular do brasileiro.

A estrutura e as atividades oferecidas pela Expo Abióptica contribuíram mais uma vez para o sucesso do evento, que nessa edição contou com: Palestras Matutinas - o Auditório do Expo Center Norte recebeu 319 participantes para os cinco debates sobre Produtos, Inovação, Economia, Varejo e Vendas, com a presença de renomados palestrantes, entre eles: Guto Abranches, âncora do Jornal do Rio, da TV Bandeirantes; Ciro Bottini, um dos mais conhecidos vendedores da televisão brasileira; Alberto Serrentino, consultor especializado em varejo, consumo e distribuição; Joel Oliveira, coordenador da área de armações para óculos do CB49 da ABNT; e Valter Pieracciani, empresário, consultor, pesquisador e escritor. Espaço Saber Abióptica - O espaço ofereceu aos 553 participantes aperfeiçoamento profissional e aprendizado por meio de 25 palestras e 25 workshops sobre os mais variados. Caravanas - Para facilitar a vinda de visitantes, a Abióptica subsidiou 50% do valor do transporte de pequenos grupos. Nessa edição, tivemos 429 integrantes, de 18 caravanas das seguintes localidades: Alfenas, Minas Gerais (MG); Araçatuba, Araras, Barretos, Boituva, Ourinhos, Salto, São João da Barra e Taquarituba, São Paulo (SP); Braço do Norte, Santa Catarina (SC); Cascavel, Curitiba e Londrina, Paraná (PR) e Rio de Janeiro (RJ).


INFORME PUBLICITÁRIO Rota Premiada - A Rota Premiada repetiu o sucesso dos anos anteriores com a participação de 1.139 pessoas, que completaram os cinco pontos do circuito. Agora, todos concorrerão ao sorteio de 5 ultrabooks e uma viagem para a Silmo, evento do setor óptico que acontece em setembro, em Paris. Celebridades - Muitas vezes o sucesso e o glamour de algumas marcas e grifes estão relacionados aos seus garotos propagandas. E no setor óptico não é diferente. Durante a Expo Abióptica essa “parceria” se torna mais evidente e demonstra o amadurecimento do setor. O evento já é conhecido por contar com a presença de personalidades e como todos os anos é responsável por agitar a visita dos profissionais do setor. Na 12ª Edição, celebridades como a apresentadora Sabrina Sato; a cantora Wanessa; os esportistas Anderson Silva, Gustavo Borges, Marcelo Negrão e Emerson Fittipaldi; os atores Caio Castro, Flávia Alessandra, Tatá Werneck e Otaviano Costa, entre outros, movimentaram o evento. A aparição das celebridades também causou furor em relação à moda, já que o estilo de cada personalidade tende a ser seguido pelos fãs e pelos interessados em moda. Novidades para 2015 E a Abióptica não para... Toda a equipe já está reunida para realizar um evento ainda melhor em 2015! Com certeza virão novidades para promover ainda mais o crescimento do setor. Aguarde!


agenda e calendário

feiras, eventos e cursos

calendário

Diops Daegu International Optical Show Daegu, Coréia diops@koisc.org www.diops.co.kr/front/eng/

International Vision Expo West Las Vegas, Estados Unidos inquiry@visionexpowest.com www.visionexpowest.com

Agosto 16 a 18

Setembro 17 a 20

17 a 21 Sunglasses Business Point Club Med Rio das Pedras, Rio de Janeiro, Brasil comercial@savagetpromocoes.com.br

Ajorsul Fair Mercoóptica’2014 Gramado, Brasil ajorsul@ajorsul.com.br www.ajorsulfairmercooptica.com.br

IOFT 2014 Tóquio, Japão ioft-eng@reedexpo.co.jp www.ioft.jp/en/Home

Setembro 18 a 20

Outubro 20 a 22

26 a 29

Vision-X Dubai Dubai, Emirados Árabes visionx@dwtc.com www.vision-x.ae

Novembro 5a7

Silmo Paris, França info@silmo.fr en.silmoparis.com

25 a 27

Hong Kong Optical Fair Wanchai, Hong Kong exhibitions@hktdc.org www.hkopticalfair.com

agenda Formação e reciclagem profissionais Estude Visão

Provar

Atendente em óptica

MBA

(nível fundamental) 18 de julho (sexta-feira): Belo Horizonte

Gestão de franquias

Contatologia prática (nível 2)

Negócios do varejo: estratégia & gestão

26 de julho (sábado): Porto Alegre 51 3225 9114 www.estudevisao.com.br ev@estudevisao.com.br

Julho

Sextas-feiras (14h às 20h) e sábados (8h às 14h) - aulas quinzenais

Setembro

Segundas e terças-feiras (18h40 às 22h40)

Pós-graduação Logística e distribuição Setembro

Terças e quintas-feiras (19h às 23h)

Inteligência de mercado

e u g l u v Di

nte e m a t i u grat ras t s e l a p cursos e na

VIEW

Setembro

Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Varejo e mercado de consumo Setembro

Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Gestão de vendas e negociação Setembro

Segundas e terças-feiras (18h40 às 22h40)

Gestão de negócios e valorização da empresa Setembro

Terças e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Cursos de extensão A inteligência intrapessoal como diferencial competitivo 3 e 4 de junho

Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

Técnicas de negociação e persuasão na prática Envie as informações para a redação Tel. 11 3061 9025 ramal 108 revistaview@revistaview.com.br 108

VIEW 140

maio:2014

19 de julho

Sábado (9h às 18h)

11 3894 5004 cursoslabfinprovar@fia.com.br www.provar.org Material didático e certificado emitido pelo Provar/Fia inclusos www.revistaview.com.br


Fale direto com os anunciantes desta edição

anunciantes Ajorsul

Essilor Solutions

Luxottica do Brasil

Praça Quinze de Novembro 21 cj. 1302 Porto Alegre/RS - 90020-080 51 3221 5259 ajorsul@ajorsul.com.br página 91

Rua Visconde de Ouro Preto 5 3º andar Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7221222 essilorsolutions@essilor.com.br página 39

Rua Ministro Jesuíno Cardoso 52 São Paulo/SP - 04544-050 0800 7039444 sacoakley@oakley.com páginas 7, 8 e 9

BK Frames

Excalibur & Savaget

Luxx Brasil

14350 NW 56 Court sala 115 Miami - Flórida 33054 - Estados Unidos +305 685 0001 revlon@bkframes.com página 81

Rua México 111 sala 1906 Rio de Janeiro/RJ - 20031-145 21 3478 1999 excalibur@savagetpromocoes.com.br página 103

Rua Claudio Soares 72 cj. 1315 São Paulo/SP - 05422-030 11 3037 8888 contato@luxxbrasil.com.br página 15

GO

Marchon Brasil

Rua Diogo Moreira 132 cj. 1201 São Paulo/SP - 05423-010 0800 8889029 sac@kenerson.com.br página 29

Rua Julio Diniz 49 São Paulo/SP - 04547-090 0800 7071516 sao@marchon.com.br páginas 4 e 5

Golden Vision

Mello Optical

Rua Guaraniúva 78 São Paulo/SP - 04547-010 11 3057 2324 comercial@gvog.com.br página 25

Rua Santo Irineu 163 São Paulo/SP - 04127-120 11 2764 3000 melloindustrial@melloindustrial.com.br página 75

Hoya Brasil

Opti-Export

Rua Califórnia 795 São Paulo/SP - 04566-062 11 5531 3886 francisco@delaurentis.com.br página 83

Rua Gotemburgo 190 Rio de Janeiro/RJ - 20941-080 0800 7076575 (RJ) 0800 7022541 (SP) sac@optotal.com.br página 63

5058 NW74 Avenue Miami Miami - Flórida 33166 Estados Unidos +786 478 3370 info@optiexport.com página 111

Desempenho

Johnson & Johnson

Safilo do Brasil

Rua Barão de Itapetininga 255 sala 814 São Paulo/SP - 01042-002 11 3259 7348 informatica@desempenho.com.br página 93

Rua Gerivatiba 207 16º andar São Paulo/SP - 05501-900 0800 7288281 apoiovistakon@conbr.jnj.com página 53

Av. Marginal Projetada 1810 Barueri/SP - 06463-400 0800 7012097 atendimento@safilo.com.br 2ª e 3ª capas e páginas 1, 11 e 13

Clear Rua Miguel Pereira 160 Nova Iguaçu/RJ - 26215-550 0800 2807787 lentesclear@lentesclear.com.br página 85

CMsatisloh Rua Professor Cardoso Fontes 137 Petrópolis/RJ - 25640-036 24 2237 1112 info.br@cmsatisloh.com.br página 57

De Laurentis

JR Adamver Essilor Brasil Rua Visconde de Ouro Preto 5 Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7272007 sacbrasil@essilor.com.br 4ª capa e página 73

110

VIEW 140

maio:2014

Rodovia SC 401 km 7,5 6883 Florianópolis/SC 88050-000 0800 6422001 sac@mormaiisunglasses.com.br página 23

Stepper Brasil Praça Doutor Sales Junior 73 São Paulo/SP - 05451-160 11 3021 1017 info@stepperbrasil.com.br página 17

www.revistaview.com.br


Sul Hotels Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 info@sulhotels.com.br página 109

Oi !

Você Sabia?

Suntech Supplies Rua Maria Soldera Lourençon 52 Itupeva/SP - 13295-000 11 4591 8600 sac@hb.com.br capa

Transitions Rodovia Anhanguera km 106,5 s/nº Sumaré/SP - 13170-970 19 3864 8600 atendimento@transitions.com.br página 45

que oferecemos as melhores marcas de lentes do mundo

USOphthalmic 9990 NW 14th Street sala 105 Doral - Flórida 33172 - Estados Unidos 11 3323 7530 info@usophthalmic.com páginas 55,77 e 99

que temos os melhores preços do mercado !

Vision Line Rua Silva Jardim 3029 sala 13 São José do Rio Preto/SP 15010-060 17 3222 7644 sac@grupovisionline.com.br página 69

que facilitamos sua compra do início ao fim

Ligue: POA (51) 4063 7046 SP (11) 4063 5192 RJ (21) 3958 1314 Chave de acesso: 122246 www.revistaview.com.br

Fale direto com os anunciantes desta edição

anunciantes

Opti Export Co. 7331 NW 66th Street, Miami, FL 33166 786 - 478 - 3370 info@optiexport.com www.optiexport.com


a óptica do artista plástico marcelo cipis

armação do cipis

armação

112

VIEW 140

maio:2014

www.revistaview.com.br


PHOTOS: RYAN MILLER


Profile for Revista VIEW

VIEW 140  

Óculos para a Copa do Mundo em Vitrine.

VIEW 140  

Óculos para a Copa do Mundo em Vitrine.

Advertisement