Issuu on Google+

I M P R E S S O

A cobertura da

Dicas de NY para quem vai à Vision Expo Bulget GO

Transitions Academy em Especial Os preparativos para a Expo

Abióptica 2014

ENVELOPAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELO CORREIO

R$ 9,90


MARCHON BRASIL: 0800 707 1516


s o l u c ó a t e plan

4

138

março:2014

sumário

Editorial A mensagem do publisher Flavio Bitelman

10

6

Diário da redação

8

Jogo Rápido

O que moveu a VIEW durante a produção deste número

As notícias do universo dos óculos

Aconteceu A cobertura dos eventos de óptica no Brasil e no mundo

Especial Transitions Academy

12

Depois de três anos, o evento anual da empresa de lentes fotossensíveis voltou aos domínios de Walt Disney e a VIEW esteve lá para conferir

Ermenegildo Zegna: agora com a Marcolin

26

A óptica no mundo As novidades das maiores corporações ópticas do planeta

30

Hall of Frames Famosos e seus óculos

Marcelo Serrado: Crô de óculos

sucesso

32

Dicas & Estratégias Provar

Varejo & Experiência O colunista Richard Vinic trata da importância de ouvir o cliente

38

O professor do Provar, Marco Couto, fala sobre finanças pessoais

2

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


40

sucesso

Mondo Fashion Mais uma top grife do universo fashion: a francesa Chloé

Azzaro in Love: a nova série especial da marca francesa

Vitrine

Coluna do Miguel

Os lançamentos de produtos da temporada

52

O colunista Miguel Giannini destaca o acetato na história dos óculos

gale ria Um outro olhar As palavras da editora Andrea Tavares

Jimmy Choo: a atriz Nicole Kidman é o novo rosto da grife de sapatos

vis ão 54 Foco As notícias dos fornecedores do mercado

62

Calendário Expo Abióptica

Bulget GO Modelo BG1341 04B

56

serviços Calendário Nova York

A VIEW foi conferir os aprontos para a feira óptica brasileira

A VIEW preparou um guia especial com dicas de Nova York para quem vai à Vision Expo

70

72

Calendário + Agenda

71

Os eventos de óptica no Brasil e no mundo

138

46

51

Anunciantes

Armação do Cipis

O artista plástico Marcelo Cipis traz Nova York na série Cidades da óptica que publicará este ano na VIEW Andrea Tavares

Becaclick

Debora Nascimento

Divulgação

Fernanda Guedes

J. Egberto

Stock.XCHNG março:2014

VIEW 138

3


editorial

Um Brasil que dá certo

publisher Flavio Mendes Bitelman flaviobitelman@revistaview.com.br

editora Andrea Tavares (MTb. 16.030) andreatavares@revistaview.com.br diretora de arte Débora Nascimento deboranascimento@revistaview.com.br gerentes de marketing e comercial Fernanda Ferret fernandaferret@revistaview.com.br

Nem tudo dá errado nesse país. O fato é que ainda há tanto por fazer no Brasil (e tanta coisa ruim para se desfazer) que o brasileiro se acostumou a reclamar e, às vezes, até deixa de ver as coisas boas.

E não é que tudo funcionou? Marquei para as 10h15 do dia de 12 de fevereiro, um mês antes do vencimento da minha carteira. No dia agendado, me dirigi ao local. Havia quatro filas: primeiro atendimento, retorno, entrega do exame médico e retirada da carteira nova. Um rapaz gentil, encarregado da triagem, me encaminhou ao primeiro atendimento. Entreguei os documentos originais e as respectivas cópias, mas faltava o xerox da carteira de motorista. O atendente me orientou a tirar cópia do documento em uma banca de jornal em frente. Voltei em três minutos, o rapaz terminou meu cadastramento e me deu todos os documentos. Em dois minutos, o visor apontava a minha senha para o próximo atendimento. Entreguei tudo ao novo rapaz, que conferiu tudo, deu sequência ao processo no sistema e me cobrou R$ 33 pela nova carteira. Um minuto depois, o marcador chamava novamente a minha senha e lá fui eu para o terceiro atendente. Tiraram as minhas impressões digitais eletro-

nicamente, sem sujar as mãos, e a minha fotografia digital também. Depois de assinada a carteira, o rapaz indicou que eu fizesse o exame médico e retornasse. O exame era fora dali, em uma clínica médica cadastrada pelo Detran. Na entrada, fui checar a lista de endereços. Perguntei ao rapaz da triagem, aquele que havia me atendido primeiro, que clínica médica ele me sugeria. Ele logo respondeu: “não podemos sugerir nenhum local. Temos de ser isentos”. Pedi então que me indicasse o mais próximo, que ficava a duas quadras dali. Levou uns 15 minutos para eu ser atendido pelo médico. Paguei R$ 60 diretamente no local do exame e depois de cinco minutos de exame, sai de lá com o exame médico em mãos, apto a dirigir. Voltei ao Detran e me encaminhei rumo à fila de entrega de exame médico. Mais uma vez, fui muito bem atendido. Recebi um protocolo para retirar a carteira em três dias úteis. Conclusão: renovei minha carteira de motorista em menos de uma hora por menos de R$ 100, sem custos de despachante nem de auto escola e com eficiência de primeiro mundo. É precisamos valorizar as coisas boas que dão certo no país e que elas sirvam de exemplo para outras ações. Boas vendas! Flavio Mendes Bitelman Publisher

flaviobitelman@revistaview.com.br 4

VIEW 138

março:2014

secretária de redação Cristiana Brito cristianabrito@revistaview.com.br gerente administrativa Juliana Vasconcelos administracao@revistaview.com.br

Kriz Knack

Dia desses, precisei renovar minha carteira de motorista. Logo recebi uma cartinha da autoescola que cuidou da minha última carteira de habilitação. Já estava me preparando para ir até lá quando recebo outra carta. Dessa vez, era do Detran, informando que eu poderia fazer minha nova carteira com facilidade, sem precisar recorrer a despachante ou autoescola. A orientação era entrar no site e agendar a ida à unidade mais próxima do Detran.

Nara Monteiro naramonteiro@revistaview.com.br

gerente de circulação Judith Belleza judith@brandmember.com.br projeto do logotipo Kiko Farkas (Máquina Estúdio) projeto gráfico Débora Nascimento projeto editorial Andrea Tavares colaboradores Fernanda Guedes • Graziela Canella Ivani Migliaccio • J. Egberto Kriz Knack • Marcelo Cipis Marco Couto • Marisa Giraldis Miguel Giannini • Pauliane Claro Richard Vinic • Sabrina Duran computer to plate e impressão Ipsis Gráfica e Editora S.A. circulação Nacional tiragem 15 mil exemplares assinaturas 11 3971 4372 assinaturas@revistaview.com.br As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. Nenhuma parte desta edição (textos ou imagens) pode ser utilizada ou reproduzida em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou eletrônico, fotocópia, gravação etc. e tampouco apropriada ou estocada em sistema de banco de dados sem a autorização prévia e por escrito da Jobson Brasil. A revista VIEW é uma publicação da Jobson Brasil Ltda. para o setor óptico-oftálmico. Rua Cônego Eugênio Leite 920 - Pinheiros São Paulo/SP - 05414-001 Tel. 11 3061 9025 Fax 11 3898 1503 revistaview@revistaview.com.br www.revistaview.com.br


ref: AH9156 G22 | Visite seu oftalmologista regularmente.

www.oculosanahickmann.com.br


138

março:2014

diário da redação

o ã ç a d e r a d i diário aqu s ó o an

Olh a ediçã o l l s um uerido #He i a m q com tinha, W 138, n que É a VIE ações r! rm leito de info er seu a a ec chei enriqu alcão d para rio no b da. ☺ rtó a vi e n p e e r ca ópti

Auditório Espaço

rua 2

n

Opto

Shamir

rua 1

Vertygo Younger Fhocus

Op tisol Impr ensa Abió ptica Lou nge

nho Des empe

Essilor

Kristal

Viva

Optview

Wilvale De Rigo

Suntech Supplies

GO

GO

Marchon

Jaguar

Ultra Optics

Alimentação

rua 3

Cops

Marcolin

Martinato

Optitex

Master Glasses

Lougge

Neoglass

nio Pratic flex Mira Xenô

Augen

Pratic

Augen

Miraflex

Vision Line

Vision Line rua 10

Safilo

Magnum

Maxline rua 4

Edmagno

Tooling

CMsatisloh

RBO

Cops

Brevil

Hoya Alp Quik hali silv ne er

Evidence

Stepper

Arteres

Mu

ltfo co

Essilor

Café

Schneider

Mello

idad os

Sol ótica

Opt

Maclens

Essilor

Transitions Fenicia rVisio

Johnson & Johnson

Cecop

Coope

Tecnobrasil

House of Vision

Segment

Dagas

JR Adamver

Tecnobrasil

Bamboo

De Laurentis

Tami

iew

Ótica Revista

Óticas Carol

rua C

rua D

Bausch + Lomb

Vanin

V

Saída rua B

va

Zen

Promosalons

Guardavolumes

Mezanino

Biz Inno

rua A

Espaço saber

Abióptica

Bright Eyes

Entrada

Convergência

condição de garotapropaganda de marca, ela é imbatível no mercado óptico brasileiro. A atriz global Flavia Alessandra, hoje rosto da Bulget, marca do portfólio da GO, e capa desta edição, já tem intimidade com os óculos. Há cerca de uma década, estampou as campanhas da Via Lorran. Anos depois, manteve uma relação de longa data com a Clair Mont, figurando, inclusive, nas capas da VIEW por algumas vezes e hoje é garota-propaganda da Bulget. Seja bem-vinda de volta, Flavia!

Balcão de preenchimento

I-Highlight

Na

Posto médico

#EstrelaDaCapa

Autoatendimento

jovem tcriança

ude

Esc

Blandine

rua 5

ria

A&R

Blandine

rua 6

Luxottica rua 9

Brazilian Lab rua 7

#RodinhasNosPés

rua 8

M

A editora Andrea Tavares mal voltou de Orlando, para onde foi cobrir mais uma edição da Transitions Academy, comandou a produção desta edição e em 26 de fevereiro embarcou para Milão a fim de participar de mais uma Mido ao lado do publisher Flavio Bitelman durante o Carnaval. Na volta, vai ser a hora do mais alto índice de produtividade do ano, já que toda a equipe terá de preparar rapidamente a VIEW 139 e o DIÁRIO VIEW, para entrar em campo na Expo Abióptica 2014, em 2 de abril. E, por falar na feira brasileira, veja os preparativos para o evento, uma prévia da área de exposição e um checklist para o visitante a partir da página 56.

#CidadesDaÓptica

Nova York é a segunda metrópole da série especial Cidades da Óptica, inaugurada na VIEW 137 pelo nosso parceiro de longa data, o artista plástico Marcelo Cipis, que há 14 anos integra a equipe da VIEW, ilustrando religiosamente a última página, batizada de “Armação do Cipis”. E além de a Big Apple figurar na série que traz as criações de Cipis sobre as cidades que recebem as mais importantes feiras do setor no mundo, a gente traz uma matéria especial com dicas da cidade que nunca dorme para quem vai visitar a Vision Expo East, no final de março.

#SeVemos

Prezado leitor, até a próxima edição - aliás, a mais importante do ano, que circula durante a Expo Abióptica 2014. Até muito breve e boa leitura! ☺

www.facebook.com/revistaview

#CurtaESiga...

Torne-se mais um fã da VIEW no Facebook e siga a gente no Twitter. Assim, você poderá interagir em tempo real com a equipe da revista e os demais leitores. Mas se ainda for adepto da comunicação virtual mais formal, mande um @ para a gente.

6

VIEW 138

março:2014

“VÍ-u” VIEW =

www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br revistaview@revistaview.com.br

www.revistaview.com.br


jogo rápido

o que é noticia no mercado

A gerente distrital da área médica, Milena Amaral (@milena1502), fez novos óculos e publicou a novidade nas redes sociais. E em sua página no Facebook, comentou “Óculos novos + Crizal Prevencia + Revista VIEW = Amo muito”. Obrigada, Milena!

€ 2,8

A produção de óculos na Itália em 2012 correspondeu a € 2,8 bilhões em 880 fábricas com 16,2 mil postos de trabalho.

bilhões

Fonte: Anfao, a Associação italiana dos fabricantes de óptica.

anúncios

Você tem comentários, sugestões, críticas ou dúvidas sobre a VIEW? Ou então quer divulgar notícias de lançamento de produtos ou novidades sobre a sua óptica? Faça contato com a editora Andrea Tavares na redação.

Deseja anunciar? Procure uma das gerentes de marketing e comerciais da Jobson Brasil. ma rk

matérias

ng e come eti

Fernanda Ferret Tel. 11 3061 9025 ramal 109 fernandaferret@revistaview.com.br

e

ra

Andrea Tavares Tel. 11 3061 9025 ramal 105 andreatavares@revistaview.com.br

rketing

o edit

ma

assuntos gerais

aç ão

Cristiana Brito Tel. 11 3061 9025 ramal 108 cristianabrito@revistaview.com.br

Nara Monteiro Tel. 11 3061 9025 ramal 104 naramonteiro@revistaview.com.br

de re d ária et

sec r

Está precisando de algum apoio ou esclarecimento e não sabe como fazer? Fale com a secretária de redação.

mercial co

atendimento ao assinante Quer assinar a VIEW? Já é assinante e tem alguma dúvida? Ligue para a nossa Central de atendimento no 11 3971 4372.

al rci

fale com a

@milena1502

Tem perfil no Instagram e tirou uma foto linda e/ou criativa que tem tudo a ver com óculos, visão, óptica ou algo mais relacionado ao mercado? Publique com a hashtag #revistaview e então sua imagem pode ser impressa na VIEW.


aconteceu

o que anda acontecendo por esse mundo afora

Wilvale De Rigo elege Garota Sting Em 5 de fevereiro, a Wilvale De Rigo se juntou ao vlogger (do inglês, palavra que define donos de blogs de vídeos) e exapresentador da MTV, PC Siqueira, garoto-propaganda da Sting, uma das marcas de seu portfólio, para eleger a Garota Sting em evento realizado na Vila Nova Conceição, zona sul de São Paulo. Entre as 35

Hora de votar: ao centro, o fotógrafo Gabriel Wickbold, PC Siqueira e Wilson Escudeiro (Wilvale De Rigo) escolhem a Garota Sting

inscritas, dez foram selecionadas para a final. A vencedora, Bruna Morano, será o rosto feminino da marca ao lado de PC Siqueira em 2014. O tema da campanha, concebida pela agência italiana Auge Headquarter, cujos conceitos foram reproduzidos no Brasil pelo fotógrafo Gabriel Wickbold, é “Taste the look” (do inglês, algo como “saboreie o olhar”) com referências à pop art do artista norte-americano Roy Lichtenstein.

Dez finalistas foram selecionadas para a Garota Sting 2014

PC Siqueira anuncia a vencedora PC Siqueira e a nova Garota Sting, Bruna Morano

O DJ Hub animou a noite PC Siqueira, Bruna Morano e Wilson Escudeiro (Wilvale De Rigo)

10

VIEW 138

março:2014

Divulgação

Ana Luz (Wilvale De Rigo) e PC Siqueira

www.revistaview.com.br


A experiência

Transitions

Depois de três anos, a Transitions retornou aos domínios de Walt Disney para promover a 18ª edição de sua Transitions Academy, evento anual promovido em Orlando, no estado norte-americano da Flórida, realizado este ano de 26 a 29 de janeiro no Disney Contemporary Resort com a presença de 1,3 mil profissionais de visão dos Estados Unidos, do Canadá, do Brasil e dos demais países da América Latina. Mais uma vez, a VIEW esteve lá, com a presença da editora Andrea Tavares. Texto Andrea Tavares Imagens Andrea Tavares e Divulgação

Retorno à Disney World, lançamento de produto com direito à nova tecnologia, consagração de novos laboratórios, treinamento para a vida, noite de gala e muito mais. Esses foram os pontos altos da Transitions Academy de número 18, promovida de 26 a 29 de janeiro. Sim, depois de três anos tendo o Rosen Shingle Creek Resort como sede, a empresa de lentes fotossensíveis retomou seu "ciclo Disney" e escolheu o Disney Contemporary Resort, hotel situado na região do Magic Kingdom é um dos que tem, em seu interior, uma estação de monorail (o charmoso "trenzinho" de trilho único com ares high tech que encurta as distâncias no mundo mágico de Walt Disney). Cerca de 1,3 mil profissionais de óptica norte-americanos, canadenses, brasileiros e latino-americanos marcaram presença nesta edição do evento que teve como tema “Vivencie!” (em português), “Experience it!” (em inglês) e “¡Vivelo!” (em espanhol), isto é, um convite a mergulhar fundo, conhecendo melhor a si mesmo, seus negócios e o mercado. E, como sabiamente afirmou um dos anfitriões do evento, o gerente geral para a América do Norte, Brian Hauser, “a informação não é capaz de transformar as pessoas, mas as experiências sim”. Além disso, experiência é um tema mais que em alta no varejo de hoje, em que os especialistas propõem aos lojistas que proporcionem experiências de compra a seus consumidores, suplantando o até então incensado atendimento de qualidade. Enfim, mais um passo na evolução do mercado, o que requer profissionais cada vez mais qualificados para agradar a seus clientes. Esse é o papel da Transitions Academy, há anos um dos mais importantes eventos de treinamento para o setor ��ptico das Américas - o termo “Academy” 12

VIEW 138

março:2014

(do inglês, “academia”) é comumente usado nos Estados Unidos para designar encontros de profissionais já iniciados que têm por objetivo principal reciclar seus conhecimentos. E, mais que aprender, o contato com empresários de óptica de outros países é oportunidade e tanto para trocar ideias, além da valiosa chance de estreitar laços com colegas de outras regiões do Brasil e compartilhar experiências. Sem dúvida, o relacionamento é um trunfo para lá de estratégico do evento - muitos ópticos e empresários brasileiros se tornaram amigos e vários, inclusive, celebraram novas parcerias por conta da amizade feita ou consolidada durante as edições da Transitions Academy.

A noite de abertura “Rostos” da Transitions durante o evento, o presidente da Transitions para a América Latina, José Alves, e o gerente geral para a América do Norte, Brian Hauser, recepcionaram os convidados, abordaram em linhas gerais o tema do evento, o “Vivencie!”, e anunciaram o lançamento de uma nova família de lentes com direito à nova tecnologia de produto, a Transitions Signature VII com a tecnologia Chromea 7. Alves e Hauser foram mais uma vez acompanhados da


a cobertura de mais uma Transitions Academy

especial

Academy Anfitrião: José Alves (Transitions) dá boas-vindas aos convidados A treinadora Myopia Snellen: a mais bem humorada mestre de cerimônias

Festa: quinteto vocal com as trilhas e os personagens da Disney

impagável mestre de cerimônias, que, nesta edição, incorporou a treinadora Myopia Snellen (em inglês, seu sonoro nome era nada menos que a junção da deficiência visual para longe, a miopia, e o quadro visual oftalmológico, mais conhecido como Escala de Snellen, criado pelo oftalmologista holandês Herman Snellen, nos idos de 1862). E como boa profissional, a coach (do inglês, “treinadora”) era investida de uma personalidade cheia de energia e trajada com roupas esportivas com inscrições que remetiam à Escala de Snellen. Outra novidade foi o lançamento de um aplicativo para smartphones (IOS e Android) destinado aos participantes do evento. Gratuito nas lojas de apps, o “Transitions Academy” continha a agenda, perfis de palestrantes, links para redes sociais, mapas e outras funcionalidades para os frequentadores amantes da vida digital. Por conta disso, a conexão com a internet estava disponível todo o tempo, facilitando a comunicação. Para continuar a noite de forma energética, o show de um quinteto vocal cantando célebres músicas de filmes e programas de tevê da Disney. Além das belas vozes e das emoções despertadas por conta das trilhas sonoras, a emoção maior ainda estava por vir. Era a hora de tirar qualquer dúvida que a Transitions estava de volta aos domínios de Walt e viver mais www.revistaview.com.br

Bússola digital: o aplicativo para os participantes conectados

março:2014

VIEW 138

13


especial

a cobertura de mais uma Transitions Academy

um momento mágico, bem de acordo com a filosofia da corporação Disney de proporcionar instantes para lá de especiais a seus convidados. O show foi “interrompido” por ninguém menos que Mickey, Pateta, Pato Donald, entre outros, que, depois de um breve desfile, dirigiram-se ao salão ao lado para um momento mais mágico ainda: muitos personagens da Disney e da Pixar esperavam os convidados em seus cenários para sessões de fotos. Momentos de emoção para adultos e crianças.

Esperança, passaporte para a felicidade

Emoção para todas as idades: as sessões de fotos com os personagens da Disney e da Pixar

erança e pez: esp s Shane Lo são contagioso ar bem-est

A manhã de segunda-feira, 27 de janeiro, foi aberta com a palestra do psicólogo norte-americano e cientista do Instituto Gallup, Shane Lopez. Fazendo a esperança acontecer foi o tema de Lopez, pesquisador dedicado ao assunto, que afirma que a esperança faz, sim, diferença na vida das pessoas e das empresas. E mais: esperança traz felicidade e felicidade traz saúde. Outra afirmação interessante é que o nível de esperança de uma pessoa é que determina o quão melhor ela pode ser. “Cada um é o super-herói de sua própria vida e, quanto mais tiver consciência disso, mais vai lutar por ela”, salientou Lopez. Consultas em www.hopemonger.com.

Bem-estar, pai da produtividade Melhorando o bem-estar foi o tema da dinâmica que se estendeu pela segunda parte da manhã. Comandada por mais um especialista do Instituto Gallup, que estimulou os participantes a pensarem e a discutirem o tema em grupos. O bem-estar é dividido em cinco elementos essenciais: propósito (amar o que se faz e motivação para alcançar os objetivos), social (ter relacionamentos sólidos), financeiro (manter eficácia e gerenciamento da vida econômica), físico (ter boa saúde e energia para as tarefas do dia a dia) e comunitário (ter senso de compromisso com o lugar onde se vive). A dica foi analisar o estado atual em cada categoria, traçar o que fazer para se aproximar do estado desejado e o estado desejado do “próprio futuro” em si. E a boa notícia é que o bem-estar faz tão bem quanto a esperança: pesquisas comprovam que níveis elevados geram mais produtividade, assiduidade e compromisso no trabalho.

Na prática, as novas lentes Os trabalhos da tarde foram abertos com uma breve apresentação do diretor de pesquisa e desenvolvimento da Transitions, John Ligas, sobre a nova família de lentes, a Transitions Signature VII, e a sua 14

VIEW 138

março:2014

Sucesso para as empresas: especialista do Gallup promoveu dinâmica e reflexões sobre o bem-estar

Muito prazer, Transitions Signature VII: o diretor de pesquisa e desenvolvimento, John Ligas, apresenta o novo produto

tecnologia Chromea 7. A VIEW prefere não detalhar as características e os benefícios das novas lentes, já que o produto será lançado no Brasil dentro de algumas semanas, durante a Expo Abióptica 2014. Seguiu-se, então, o momento de os participantes, divididos em grupos, testarem as novas lentes monitorados pelos cientistas da equipe de pesquisa e desenvolvimento da empresa. Além disso, uma espécie de gincana entremeava as atividades de caráter técnico: foi hora de testar o equilíbrio em um jogo de peças de madeira, identificar as cores de várias flores de acordo com uma tabela Pantone (o guia oficial de tons usado por profissionais) e colorir uma tela cujo desenho não ficava muito evidente, mas, dentro de algumas horas, tudo iria se esclarecer. www.revistaview.com.br


Transitions Academy Awards: hora de celebrar

especial

Noite de pompa e circunstância

As habilidades para a mudança O último dia da Transitions Academy versão 2014 começou com duas sessões simultâneas de treinamento para o público brasileiro, que se dividiu entre O.N.D.A. e Conduzindo mudanças, comandados pela DDI Consulting. A primeira teve como foco o atendimento ao cliente, em que foi apresentado um conjunto de habilidades, conhecido pela sigla “O.N.D.A”, para transformar situações difíceis com clientes em interações positivas, convertendo um cliente insatisfeito em um cliente satisfeito e leal. A segunda abordou a liderança, fornecendo recursos para líderes acelerarem a implementação da mudança, criando um eficaz ambiente de trabalho.

A Transitions Academy Awards, isto é, o jantar de encerramento com a entrega dos prêmios concedidos pela empresa ganhou ares de gala neste ano, além de uma orquestra para harmonizar a noite. Entre um anúncio de vencedores e outro, show do quarteto Martini Pop e apresentação de dança direto do Dancing with the stars, a versão norte-americana do programa Dança dos Famosos. Finalmente, chegou a hora de revelar o laboratório brasileiro campeão do Lab of the Year: o Laboratório Perego, de Araçatuba, interior de São Paulo. O laboratório vencedor da América Latina foi o colombiano Servióptica e o norte-americano, o Optical Prescription Lab (OPL), situado em Pelham, estado do Alabama. Toque final: Dancing with the stars na Academy

Para turbinar as vendas A manhã se encerrou com a apresentação de marketing e vendas da Transitions para todo o público latino-americano, executada pela diretora de marketing, Vanessa Johns, e o diretor comercial, Rafael Piragine. As ações de marketing para o ano foram o foco de Vanessa, que também apresentou o novo filme publicitário da Transitions Signature VII e comentou que, por conta dos atributos das novas lentes, a taxa de conversão de lentes incolores para lentes fotossensíveis pode aumentar e, diante disso, falou dos esforços de marketing para estimular esse movimento. Piragine apresentou os laboratórios finalistas brasileiros (Perego, Stürmer e Unilab) do prêmio Lab of the Year, a ser entregue naquela noite, exibiu um vídeo de cada e convidou todos a participarem da noite de encerramento. Para encerrar esse encontro, revelou-se a pintura final montada com os pequenos quadros coloridos na tarde anterior durante a apresentação das novas lentes.

Martini pop: hits contemporâneos com ares de big band

E, para fechar, o Epcot Os últimos momentos da Transitions Academy 2014 foram curtidos em uma balada no interior do Epcot Center, o parque mais futurista concebido por Walt Disney. Além de uma pista a céu aberto, os convidados puderam desfrutar duas atrações do local, a velocidade Test Track Chevrolet e o simulador espacial Mission Space.

Surpresa revelada: o resultado final que foi montado com pequenos quadros pintados por todos os participantes do Transitions Academy. À frente, Vanessa Johns e Rafael Piragine ao final de sua apresentação

Liderar é cultivar amor Com essa declaração impactante, o consultor e conferencista californiano Steve Farber, autor do livro Greater than yourself (do inglês, algo como “Maior que você mesmo”), apresentou conceitos sobre liderança, o seu tema de estudo. Consultas em www.greaterthanyourself.com. 16

VIEW 138

março:2014

Steve Farber: liderança com amor

www.revistaview.com.br


especial

a cobertura de mais uma Transitions Academy

José Alves, Dave Cole e Brian Hauser (Transitions)

José Alves e Vanessa Johns (Transitions) e Tadeu Alves (Essilor)

Davi Veras (Unilab), José Vicente (Transitions), Angélica Barbosa, Joseverton Ferreira, Wanderson Lima e Elano Pontes (Unilab)

s r a t s

The Os finalistas do Lab of es Year Brasil minutos ant do ulta res do o açã ulg da div

Adriana, Luiz e Sofia Stürmer (Stürmer)

Ana Paula Santana e Cidinha Alves (Óticas Carol, Sorocaba/SP)

18

VIEW 138

março:2014

Gomes, Savio Perego, Habinner Michel, Marco i (Perego) chin Fac mir Ede lo, Tiago Me

Tarcísio Melim (Prime), Diana Reis, Elisangela Pimentel e Oziel Chaves (Lunetterie, Rio de Janeiro)

Bruno, Hilda e Alexandre Mota (Comprol)

www.revistaview.com.br


Marcio e Vania Nutels (Flulook, Maceió), Célia Costa e Marcelo Mendes (Art Lens) e Adolfo Breternitz (Ótica & Cia., Campinas/SP)

Talita Genaro e Fabio Tanaka (Centro Ótico)

Arnaud Ribadeau, Frederic Wale, Maurício Confar e Marcelo Parra (Essilor)

Kleber Pignata (Transitions), Luiz e Adriana Stürmer (Stürmer), Roberta e Otávio Almeida (Ótica Gravataí, Gravataí/RS)

Virginia, Barbara e Henrique Michetti (Optiminas)

Adolfo e Gustavo Breternitz (Ótica & Cia., Campinas/SP)

Djacir Junior (Younger), Eduardo, Assis, Edna e André (Óticas Visão, Fortaleza) e Marcello Moraes (Distrilab)

Joab Chaves (Max’s Ótica, São Paulo)

www.revistaview.com.br

Junior e Mariana Gaida (Optilab) e Arnaud Ribadeau (Essilor)

março:2014

VIEW 138

19


especial

a cobertura de mais uma Transitions Academy

Flavio Fiorito, Alexandre Vencato, Marina Bueno, José Vicente e Kleber Pignata (Transitions)

Ernani Parussolo (Essilor), Stefane Calliari (Repro) e Simone Messer (Ótica Moderna, São Miguel do Oeste/SC)

Cristiane Cardoso e Junio Franco (Visão Classic, Belo Horizonte), Marília Colão e Marco Aurélio dos Santos (JR Adamver)

Leandro Gomes e Luiz Eduardo Freitas (Essilor México)

stars

Marcello Moraes e Carlos Ulysses (Distrilab/CE)

Humberto Ribeiro (Tecnolens), Leonardo Oliveira (Essilor), Marcio Amorim (Tecnolens) e Alexandre Brasil (Essilor)

Marcio Nutels (Flulook, Maceió), Gustavo Breternitz (Ótica & Cia., Campinas/SP), Nilo Freitas (PSA Nilo), Marcelo Mendes (Art Lens) e Marco Del Zotto (Essilor)

Lucas Coelho e Alessandro Costa (Younger) e Francisco Cavalcante (Óticas Visão, Fortaleza)

20

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


especial

a cobertura de mais uma Transitions Academy

Perego, o vencedor do

Lab of the Year Brasil Com mais de 50 treinamentos em ópticas e outras dezenas de ações ao longo do ano, o laboratório paulista se destacou pelo relacionamento com todos os elos do mercado, o que lhe valeu o Lab of the Year versão 2013, promovido anualmente pela Transitions e concedido em 29 de janeiro durante a Transitions Academy, em Orlando. Reportagem e texto Sabrina Duran Fotos Andrea Tavares e Divulgação

Promoções, campanhas, eventos e treinamentos foram responsáveis por tornar o laboratório Perego o vencedor da décima primeira edição brasileira do prêmio. A conclusão é do gerente de vendas e marketing da empresa, Tiago Melo. O Lab of the year leva em conta a capacidade dos laboratórios de promover e divulgar com muita criatividade a marca Transitions por meio de estratégias de marketing, campanhas de incentivo a consultores ópticos e ações de treinamento. O Perego, que é de Araçatuba, interior de São Paulo, concorreu com os laboratórios Stürmer, de Porto Alegre, e Unilab, de Fortaleza. "O Perego é reconhecido pela maioria dos clientes e até por concorrentes como o laboratório que mais incentivos trouxe para as equipes de vendas das lojas por meio das parcerias com a Transitions e a Essilor", afirma Melo.

Ações de sucesso - Entre as razões da vitória do laboratório na premiação, Melo aponta que somente em 2013, a empresa realizou mais de 50 treinamentos em ópticas e cerca de 40 ações com o objetivo de entender a visão de negócios de cada cliente e suas necessidades para, em seguida, montar planos e ações que dessem a essas ópticas resultados palpáveis de treinamento e vendas. "Destaco a Semana da Saúde Visual, ação social em que toda a sociedade foi mobilizada a fim de conscientizar a população sobre a importância de cuidar da saúde visual. Foram feitos testes de visão e daltonismo, entre outros, encaminhamentos para médicos com consultas mais em conta e até gratuitas. Realizaram-se 700 atendimentos e, do total, 70% das pessoas foram orientadas a procurar um oftalmologista", relata Tiago Melo. Outra ação importante foi o Desafio Transitions, no qual os clientes recebiam um alvo de vendas para atingir e ganhar prêmios. Outra parceria com a multinacional foi o Dia Transitions. "Conceito elaborado e exclusivo do Perego com a Transitions, o dia da marca se tornou referência onde é realizado, com ideias, treinamento e objetivos bem definidos. A maioria dos eventos 22

VIEW 138

março:2014

trouxe excelentes resultados para os clientes e o laboratório. Em 2013, o Dia Transitions foi promovido em lojas de nove cidades do interior. E já há vários eventos agendados para este ano".

Entendimento do mercado - O laboratório Perego passou a integrar o programa Transitions Lab Network no final de 2010, com notável intensificação do trabalho no ano seguinte, de acordo com Melo. "A entrada do Perego no programa sinalizou a possibilidade de desenvolver muito a empresa, não apenas em âmbito

Entrega da honraria: Savio Perego, o terceiro da direita para a esquerda, exibe o prêmio conquistado com as equipes do Perego e da Transitions - da esquerda para a direita, Edemir Facchini e Tiago Melo (Perego), Rafael Piragine e Marina Bueno (Transitions), Habinner Michel (Perego), José Alves (Transitions), Marco Gomes (Perego) e Alexandre Vencato (Transitions)

www.revistaview.com.br


Finalistas: Perego, Stürmer e Unilab tiveram seus lugares garantidos na noite de entrega do prêmio

comercial, mas organizacional e, principalmente, no entendimento do mercado, do cliente e do consumidor final. Foi o que ocorreu. A Transitions deu ferramentas, ideias, material e liberdade para aprender e fazer diferente. Hoje, o laboratório trabalha buscando máxima qualidade na produção das lentes e dos serviços, mas, mais que tudo, acredita no potencial de cada membro da equipe e de cada cliente". Entre as metas para o laboratório, estão a divulgação do lançamento da tecnologia digital e um centro de tratamento antirreflexo, ambos previstos para este ano. Além disso, redes sociais e comunicação com o cliente também serão foco de atenção da empresa na tarefa de estreitar as relações com todos os elos do mercado. "Um selo ‘Lab of the Year’ fará parte da comunicação da empresa durante todo o ano", adianta Melo.

É festa: o discurso de agradecimento e a comemoração de Savio Perego

Vitória: Tiago Melo, Marco Gomes e Edemir Facchini celebram

O laboratório - Em 1985, o empresário Oswaldo Perego começou a fabricar lentes multifocais em um espaço criado nos fundos de sua casa. Naquela época, conta Tiago Melo, só se produziam lentes de cristal. Na virada da década, o acrílico começou a ganhar força no mercado óptico nacional, que aos poucos se desenvolvia. Em 1992, a pequena fábrica da Perego tornou-se também um laboratório de surfaçagem, cujo objetivo era atender seus primeiros clientes, algumas poucas ópticas de Araçatuba e cidades próximas. Em 1998, a empresa já contava com vários funcionários dedicados a atender ópticas não apenas de Araçatuba, mas também de outras cidades do país. Naquele ano, Oswaldo Perego morreu. "Uma tristeza muito grande, pois foi em uma época em que poderia começar a desfrutar aquilo que conquistara", diz Melo. Perego, no entanto, já tinha deixado um rumo e uma nova direção para a empresa. Com o tempo, a companhia se tornou referência em surfaçagem especial. Com capacidade para 600 pares por dia, hoje a empresa conta com mais de 200 empregados divididos entre a fábrica, na produção de lentes, e o laboratório, nos serviços de alta escala. "Diariamente, são feitos, em média, 500 serviços de surfaçagem e 300 serviços de montagens. A matriz conta com uma estrutura de 3 mil metros quadrados de área, em um prédio de quatro andares. Em www.revistaview.com.br

Explosão: o momento da revelação do vencedor

maio, será inaugurado um prédio anexo com mais de 2 mil metros quadrados", adianta Tiago Melo. Além do estado de São Paulo, a empresa atende os mercados de Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul, Ceará, Amazonas e Amapá. Além do Transitions Lab Network, o laboratório é integrante do programa Alliance da Essilor. "O Perego possui uma carteira de clientes de regiões diversas em que o poder econômico dos clientes varia muito. Por isso, é importante ter um perfil de trabalho que atenda todos os níveis. O portfólio do laboratório é um dos maiores do país, com produtos e serviços para atender todos os casos", finaliza. março:2014

VIEW 138

23


especial

a cobertura de mais uma Transitions Academy

Os números do Lab of the Year Brasil A VIEW preparou um balanço das edições do prêmio de melhor laboratório brasileiro concedido pela Transitions. Confira a lista de vencedores, o placar das regiões do país e outros números.

11

A versão brasileira do Lab of the Year já está na 11ª edição

e t s e 2003 d

u S

lé s rasi o B para o d o ã s gi io deste êm a re r ess oito pr . O no e um. d io am e st t n e í s -o de o om : for r u d t s n e O ent s do o ce evid ratório dois e o lab abiliza t con

O estado brasileiro de maior poder econômico também é o maior vencedor nas edições do prêmio, com cinco títulos, sendo dois para laboratórios da capital e três para laboratórios em cidades do interior

5 Apenas cinco estados do país foram premiados: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo

Bicampeão 24

VIEW 138

março:2014

2003: PSA Nilo (Belo Horizonte) 2004: Campilentes (Campinas/SP) 2005: Quality Lab (São Paulo) 2006: Rigor (Rio de Janeiro) 2007: Fhocus Lab (São Paulo) 2008: Ceprolab (Fortaleza) 2009: PSA Nilo (Belo Horizonte) 2010: Unilab (Fortaleza) 2011: Art Lens (Goiânia) 2012: Technopark (Barueri/SP) 2013: Perego (Araçatuba/SP)

Os vencedores

São Paulo

Foi o primeiro ano do prêmio

O laboratório mineiro PSA Nilo foi o único a ganhar duas vezes o Lab of the Year (2003 e 2009), mas há outros dois laboratórios que também podem ser considerados bicampeões de certa forma. O Technopark, vencedor de 2012, é uma derivação da Campilentes (que conquistou a honraria em 2004), da mesma forma que o Unilab é do Ceprolab, campeões, respectivamente, em 2008 e 2010. www.revistaview.com.br


um giro pelo universo da óptica

Divulgação

a óptica no mundo

Silhouette Perda do patriarca No ano em que completa 50 anos de existência, a companhia austríaca despediu-se de seu fundador, Arnold Schmied, Sr., que morreu em 31 de janeiro, aos 89 anos, após uma longa doença. Schmied e sua mulher, Anneliese, fundaram a Silhouette em 1964 com o objetivo de fazer dos óculos, então meras próteses corretivas da visão, acessórios de moda e estilo. Em nota à imprensa, o conselho de administração da empresa salientou que “com a morte de Arnold Schmied, Sr., a Silhouette não perdeu apenas uma grande personalidade empreendedora, mas uma pessoa pioneira e visionária que marcou a vida de todos que, com sua coragem, entusiasmo e alegria, será sempre um exemplo. A direção e os funcionários se curvam em sinal de gratidão diante de um grande empresário e pessoa e vão continuar seu trabalho com alegria e entusiasmo, assim como Schmied o faria”. Sediada em Linz, a terceira maior cidade da Áustria, a Silhouette conta com 1,5 mil empregados e tem forte presença mundial tanto no canal óptico quanto nos de varejo de viagem como lojas de aeroportos (os freeshops) e vendas a bordo. Além da marca própria - Silhouette, que se tornou um ícone da óptica -, a empresa também produz e comercializa a coleção de óculos da marca esportiva alemã Adidas.

Essilor Aquisição da Costa Inc. A multinacional francesa divulgou a conclusão da compra de todas as ações disponíveis no mercado da Costa Inc., empresa produtora de óculos solares para performance esportiva. A transação, anunciada em 8 de novembro, foi aprovada pelos acionistas da Costa Inc. em assembleia extraordinária ocorrida em 30 de janeiro e também recebeu o o.k. das autoridades regulatórias. Com isso, as ações da empresa deixaram de ser comercializadas na Nasdaq, a bolsa de valores norte-americana que reúne as empresas de alta tecnologia. Sediada em Daytona Beach, no estado norte-americano da Flórida, a Costa Inc. desenha, fabrica e vende óculos solares sob as marcas Costa e Native e, segundo a Essilor, obteve o mais rápido crescimento entre as empresas do segmento de solares para performance, fechando 2013 com uma receita de quase US$ 100 milhões.

Google Lentes de contato para diabete Depois de impactar o mercado em 2012 com o top da “tecnologia vestível” ao lançar o Google Glass, o gigante da internet anunciou em janeiro o desenvolvimento de lentes de contato inteligentes para portadores de diabetes capazes de monitorar, por meio da lágrima, os níveis de glicose. Em um post no blog do Google (http://goo.gl/IRMIsx) em 16 de janeiro, os criadores do projeto, os cientistas Brian Otis e Babak Parviz, explicaram que estão testando um protótipo dessa lente de contato inteligente que utiliza um minúsculo chip sem fio e um sensor de glicose miniaturizado incorporado entre duas camadas do material da lente. A dupla afirmou que a nova tecnologia já foi encaminhada ao Food and Drug Administration (FDA), o órgão regulador de alimentos e medicações nos Estados Unidos. Depois de aprovada, o Google planeja fechar parceria com alguma empresa especializada que usará a tecnologia para uma lente de contato inteligente desenvolvendo aplicativos a fim de tornarem as medidas dos níveis de glicose disponíveis tanto para o paciente quanto para o médico. O envolvimento de Parvis com o projeto das lentes de contato inteligentes data de vários anos, desde seus dias na Universidade de Washington. Parvis também lidera a equipe de criação do Google Glass.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

26

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


GN221 /TURBOFLEX 360° HINGE

6501 / 6502

THE WORLD’S MOST TWISTABLE & FLEXIBLE GLASSES

WITH EXCLUSIVE 360° HINGE PATENTED

TECHNOLOGY


a óptica no mundo

um giro pelo universo da óptica

Vision-Ease Renovação de Coppertone A empresa norte-americana de lentes oftálmicas anunciou a renovação da licença para a produção das lentes polarizadas sob a marca Coppertone, de propriedade da MSD Consumer Care Inc. Essa é a segunda renovação de contrato, que concede à Vision-Ease o direito de comercializar lentes polarizadas com o nome do célebre protetor solar (e bronzeador, em outras eras) no Canadá, nos Estados Unidos e no México.

Luxottica Aquisição de Glasses.com

Marcolin Agora com Zegna e Agnona A Marcolin e o Ermenegildo Zegna Group anunciaram a assinatura de um contrato de licenciamento de direitos exclusivos para produção e comercialização mundial das coleções de armações de receituário e óculos solares das marcas Ermenegildo Zegna e Agnona. O acordo se estende por dez anos e o lançamento das primeiras coleções está previsto para janeiro. Fundado em 1910 na Itália, o Ermenegildo Zegna Group obteve receita total de € 1,27 bilhão em 2013, é líder em moda masculina de luxo e atualmente é comandado pela quarta geração da família - Gildo Zegna é o diretor geral. A marca tem 543 lojas em mais de 100 países, sendo que 303 são unidades próprias. Agnona é a marca de luxo destinada ao público feminino. Foi fundada em 1953, tem 17 pontos de venda espalhados pelo mundo (dez são próprios). No ano passado, o fashion designer italiano Stefano Pilatti, com passagem por grifes como Saint Laurent, assumiu a direção criativa da marca.

Divulgação

A corporação italiana anunciou no último dia de janeiro a conclusão da compra do Glasses.com da WellPoint Inc., site norte-americano especializado em venda de óculos online. Segundo o CEO (do inglês, "Chief Executive Officer", sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Luxottica, Andrea Guerra, trata-se da aquisição de uma tecnologia que irá beneficiar o setor como um todo e o mercado na América do Norte, região crucial para a Luxottica, com o qual a empresa se mantém fortemente comprometida. Guerra ainda comentou que a compra funcionará "como um ponto de partida para formar uma plataforma digital independente, por meio da qual o mercado norte-americano pode e vai acessar um único domínio, inovando a experiência de compra, aprimorando produtos e serviços disponíveis para os consumidores. A Luxottica investirá em inovações para criar uma melhor experiência online para os lojistas independentes da América do Norte”. O executivo italiano Carlo Privitera, até então responsável pelos serviços da divisão de varejo da Luxottica nos Estados Unidos, comandará o Glasses.com, reportando-se diretamente ao CEO Andrea Guerra. Segundo a Luxottica, o site manterá a sua posição no mercado, atuando de forma independente para venda online de óculos e plataforma digital, independentemente de outras iniciativas de comércio eletrônico e online da corporação italiana.

Fonte: V-Mail, o informativo virtual do Vision Monday, publicação da Jobson Publishing.

28

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


hall of

gente famosa e seus óculos

Frames

Celebridades que desfilam seus óculos diante dos flashes Fotos J. Egberto

A atriz Irene Ravache dá o toque final a seu look com uma armação de receituário para lá de elegante

É lógico que nenhum acessório do vocalista da banda Aerosmith, o norte-americano Steven Tyler, pode ser básico. Isso também vale para seus solares: um modelo de lentes redondas dégradés de estilo flutuante. Criativo e espetaculoso

30

VIEW 138

março:2014

A armação de estilo flutuante da atriz Glória Menezes não passa tão despercebida graças às charmosas lentes escuras na medida certa, perfeitas para ambientes internos

Amante de uma boa armação de receituário, quando pode, a atriz Carolina Ferraz troca as frequentes lentes de contato pelos óculos para corrigir sua miopia


O ator Gabriel Braga Nunes, o Laerte da novela global Em família, escolhe um RayBan Wayfarer de lentes quase transparentes para emoldurar seu rosto

Show de estilo: a atriz e comediante Fabiana Karla mandou bem demais com esse modelo estilo gatinho

Estilosa, a atriz Rosamaria Murtinho fecha com um modelo estilo aviador de lentes claras

O celebrado chef e apresentador de tevê, o francês Claude Troisgros, faz o estilo básico com uma armação de receituário de acetato retangular

www.revistaview.com.br

Tamanho foi o sucesso do mordomo Crô na novela global Fina estampa que ganhou um filme só dele. E, para fazer jus ao momento, o ator Marcelo Serrado, lançou mão de um modelo estilo Wayfarer branco para entrar no clima do personagem durante a noite de estreia no Rio de Janeiro março:2014

VIEW 138

31


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

O sucesso nas finanças

pessoais Em mais um artigo que celebra a parceria entre a VIEW e o Provar, a renomada instituição educacional para o varejo da Universidade de São Paulo (Usp), o professor Marco Couto aborda as finanças pessoais e dá dicas de como administrá-las corretamente. Artigo Marco Couto

Um dos anseios da maioria das pessoas é viver bem e desfrutar de conforto ao lado de seus familiares. Adquirir aquela casa tão sonhada, o carro desejado. Poder proporcionar aos filhos bom estudo em boas escolas. Vestir-se bem, viajar, comer bem e se divertir. Tudo isso é muito desejável e necessário para que alguém se sinta feliz e completo. No entanto, todas essas coisas se conseguem com dinheiro. E dinheiro, com trabalho. Às vezes, muito trabalho e trabalho bem remunerado. Há pessoas que, pensando no conforto e em uma vida tranquila, passam toda sua vida trabalhando e ganhando dinheiro. Acumulam fortunas e bens. Entretanto, não param um só momento para aproveitar aquilo que juntaram. Quando chegam a uma idade mais avançada e já não podem mais trabalhar, percebem que também não têm mais ânimo nem disposição e que lhes resta pouco tempo para usufruir tudo que acumularam. Por outro lado, há pessoas que não se preocupam com o futuro. Como se fossem ter a mesma saúde e vigor para o trabalho sempre. Essas pessoas não se importam em juntar, formar uma poupança ou um patrimônio, pois, no seu íntimo, pensam que a vida lhes será sempre favorável. Entretanto, quando envelhecem, percebem que já não tem mais forças para o trabalho e que as necessidades materiais continuam ali. O dinheiro continua sendo necessário, mas como fazer para comprar os remédios, pagar o aluguel? Só então percebem que dependerão de outras pessoas para sobreviver, pois não acumularam nada.

Viver bem materialmente - Então vem a questão: existe uma maneira de viver bem materialmente, hoje e no futuro? Sem trabalhar demasiadamente e deixar de viver o presente, e assim a vida passar; e sem ser irresponsável a ponto de não acumular nada para a velhice? Trato do assunto neste artigo abordando dois princípios básicos em finanças pessoais, muitas vezes ignorados pelas pessoas: o orçamento doméstico, que é a forma simples de organizar o dinheiro, e o planejamento financeiro, a maneira de obter uma vida material melhor ao longo dos anos. 32

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


coisa que se deve pensar quando se trata com dinheiro? Organizar-se. Ser organizado com as finanças é tarefa mais simples do que se imagina. Basta um pouco de bom senso e determinação: anotar em um caderno ou em uma planilha eletrônica todo o dinheiro que entra e sai durante o mês. O primeiro objetivo é não faltar dinheiro. O que isso quer dizer? O dinheiro que se ganha tem de ser suficiente para custear todos os gastos familiares: alimentação, vestuário, educação dos filhos, moradia, lazer etc. Isso é orçamento doméstico: de um lado, anota-se os ganhos no mês e do outro, os gastos no mesmo período. Simples, não? Se as entradas forem maiores que as saídas, significa que sobrou um saldo, que não irá faltar dinheiro no final do mês e, com isso, o objetivo principal foi atingido. Mas e se a conta não fechar? Quer dizer, os gastos foram maiores do que as entradas. Então, está na hora de cortar gastos. Não há outra maneira de atingir o equilíbrio e chegar ao objetivo. Muitos ficam na esperança de aumentar a renda, adiando o corte de despesas. Mas o verdadeiro princípio diz que é preciso se disciplinar e, para isso, o corte de gastos é inevitável. É sempre doloroso diminuir despesas, cortar aquela saída ao restaurante ou a tão sonhada viagem. Aí que é preciso determinação. Há situações em que o descontrole no orçamento doméstico leva a fazer dívidas. Quando isso ocorre, a primeira providência é quitar os débitos com a economia proveniente do corte de gastos. As dívidas têm o poder de corroer o dinheiro ganho, de tal modo que a renda recebida nunca será suficiente. Uma dívida pode chamar outra dívida. Por isso, a primeira medida é livrar-se delas. Existe dívida saudável? Sim. Dívida boa é aquela que foi planejada, não aquela que www.revistaview.com.br

Stock.XCHNG

O orçamento doméstico - Qual é a primeira

surgiu para cobrir a falta no orçamento. A dívida planejada surge somente quando, após montar o orçamento, percebe-se que há sobras para arcar com uma prestação, que não deve ser alta e nem por muito tempo. Prestações por muito tempo só se aplicam a coisas que podem ser devolvidas ou vendidas, com valor, para saldar a própria dívida, como financiamentos para a compra de um carro, de um terreno ou de uma casa.

Segurança para o futuro - O planejamento financeiro é essencial para construir um presente e um futuro melhores. Isso se dá por meio da poupança. Poupar significa guardar uma parte daquilo que se ganha hoje para ter mais bens amanhã ou para viver uma vida mais tranquila no futuro com uma renda maior. Além de ensinar a ter disciplina com o dinheiro, o ato de poupar gera a sensação de segurança. O objetivo do orçamento doméstico é fazer as contas fechar. Quando se é organizado, haverá sobras todo mês. E se quiser realmente prosperar com um presente e futuro melhores, é preciso aumentar a renda. Maior rendimento mensal significa usufruir mais coisas boas hoje e poupar mais. Mas como melhorar os ganhos? Valorizando o tempo do trabalho por meio do aperfeiçoamento profissional e procurando trabalhos mais bem remunerados. Realizando cursos, compartilhando boas práticas com outros profissionais, sempre adquirindo conhecimento. Além de empenho e dedicação, que são fundamentais. Algum sacrifício será necessário, sem dúvida. Mas com uma boa dose de bom senso, para não se desgastar ou trabalhar em excesso. Mas como fazer esse planejamento financeiro? A partir do orçamento doméstico, é possível saber o valor que sobra todos os meses. Que tal investir esse dinheiro? Investir significa aplicar o dinheiro em algo que depois de um certo tempo trará um valor maior e segurança. A modalidade de aplicação mais segura é a renda fixa março:2014

VIEW 138

33


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

- exemplos são as cadernetas de poupança, os fundos de investimento, os Certificados de depósitos bancários (CDBs) e os títulos públicos federais. Deve-se procurar um banco, que seja confiável, e conversar com o gerente, que prestará a orientação adequada. Depois de um certo tempo com o dinheiro aplicado, o investidor terá uma surpresa agradável. Verá que seu dinheiro se multiplicou. E qual boa surpresa, mais do que imaginava! Essa sensação é muito boa. Muitas vezes, as pessoas não investem seu dinheiro por causa do imediatismo, porque desejam ter logo aquilo que querem. Quando a pessoa investe e percebe o valor que já tem, depois de certo tempo, pode decidir o que fazer com calma e tranquilidade. Já que dispõe de um valor razoável, que tal dar entrada em um terreno, em uma casa própria ou um lance em um consórcio? Agindo dessa forma, certamente se prospera. Respeitando em primeiro lugar o orçamento doméstico, investindo as sobras e, então, usando o dinheiro multiplicado para adquirir o que se deseja.

Modalidade

Vantagens

Desvantagens

Poupança

qualquer valor; não incide IR

menor rentabilidade

Títulos federais, fundos ou CDBs

maior rentabilidade

valor mínimo; incide IR

Depósito mensal (em R$)

Total de anos

Modalidade

Valor acumulado (em R$)

Possível uso

Renda mensal (em R$)

100

10

Poupança

12.947,38

Entrada de carro

100

10

Renda fixa

16.757,96

Entrada de carro

100

35

Poupança

55.154,02

Previdência privada

364,10

100

35

Renda fixa

154.031,68

Previdência privada

1.016,85

200

5

Poupança

12.465,68

Entrada de carro

200

5

Renda fixa

14.141,22

Entrada de carro

200

10

Poupança

25.894,76

Entrada de casa

200

10

Renda fixa

33.515,92

Entrada de casa

200

35

Poupança

110.308,03

Previdência privada

728,21

200

35

Renda fixa

308.063,36

Previdência privada

2.033,71

500

5

Poupança

31.164,20

Entrada de casa

500

5

Renda fixa

35.353,06

Entrada de casa

500

10

Poupança

64.736,90

Entrada de casa

500

10

Renda fixa

83.789,81

Entrada de casa

500

35

Poupança

275.770,09

Previdência privada

1.820,52

500

35

Renda fixa

770.158,39

Previdência privada

5.084,27

Observações: 1) Taxas de rendimento anuais utilizadas, líquidas de Imposto de Renda (IR) e da inflação de acordo com o Índice Nacional de Preços Amplos (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): poupança (1,5%), títulos federais, fundos e CDBs (6,5%). 2) Os valores do depósito mensal devem ser corrigidos mensalmente pelo IPCA. 3) Reaplicação do fundo acumulado da previdência privada em renda fixa. 4) Renda mensal pela previdência privada para um período de 25 anos.

Coordenador e professor de cursos de pós-graduação em finanças no Laboratório de Finanças (Labfin) do Provar/Fia, o economista Marco Couto é formado pela Universidade de São Paulo (Usp) e tem mestrado em Administração Contábil pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também atua como consultor de empresas na área econômico-financeira.

34

VIEW 138

março:2014

positivo, operante! Quer conversar mais com o professor Marco Couto sobre finanças pessoais? revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br

Stock.XCHNG

Exemplos de possíveis investimentos


© Johnson & Johnson do Brasil Indústria E Comércio de Produtos Para Saúde Ltda. - FEVEREIRO/2014

SEU CLIENTE NA FINAL DA

WWW.ACUVUENACOPA.COM.BR

Certificado de autorização CAIXA nº 1-2220/2013. Data de última atualização: 21/11/2013.

*Limite de 12 embalagens registradas por participante.

Senofilcon A - 1ACUVUE® OASYS® com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620045, 2ACUVUE® OASYS® para ASTIGMATISMO com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620054, 3ACUVUE® OASYS® com HYDRACLEAR® PLU HYDRACLEAR®: Reg.ANVISA 80148620026, Etafilcon A - 5ACUVUE® 2: Reg.ANVISA 80148620019, 61-DAY ACUVUE® MOIST®: Reg.ANVISA 80148620052, 71-DAY ACUVUE® MOIST® para ASTIGMATISMO: Reg.ANVISA 80148620064, 8 80148620021 e 10ACUVUE® BIFOCAL: Reg.ANVISA 80148620016, Narafilcon A - 111-DAY ACUVUE® TRUEYE® com HYDRACLEAR® 1: Reg.ANVISA 80148620065. Caixas com 306,7,11, 61,2,3,4,5,8,9,10 ou 28 lentes de contato (LC). Indicações: LC Esfé afácica. LC Esféricas Coloridas8: Miopia, hipermetropia (presbiopia em regime de monovisão) afácica ou não afácica. LC Bifocais10: Presbiopia afácica ou não afácica associada ou não à miopia ou à hipermetropia. LC Tóricas2,7: Astigmatismo a As lentes de contato podem ser prescritas, em determinadas condições ou doenças oculares, como lentes de proteção para a córnea, a fim de aliviar o desconforto e servir como uma cobertura de proteção. O médico Oftalmologista informar programação de substituição para a condição específica. O usuário nunca deve tratar qualquer condição, usando lentes de contato ou medicação para os olhos, sem primeiro consultar o médico Oftalmologista. Contraindicações: Qualquer inflam pálpebras. Qualquer doença sistêmica que venha a afetar os olhos ou ser agravada pelo uso de LC; reações alérgicas das superfícies oculares ou anexas. Qualquer infecção ativa da córnea; olhos vermelhos ou irritados. Precauções e Advertência e causar perda da visão. Em caso de desconforto visual, lacrimejamento excessivo, visão alterada, vermelhidão nos olhos ou outros problemas, retirar imediatamente as LC e contatar o Oftalmologista. Usuários de LC devem consultar seu Ofta aberta ou danificada. Reações Adversas: Ardor, coceira ou sensação de pontada nos olhos. Desconforto quando a LC for colocada pela primeira vez. Sensação de que há algo no olho (corpo estranho, área raspada). Lacrimejamento excessi visão embaçada, arco-íris ou halos ao redor de objetos, fotofobia, ou olho seco, podem ocorrer caso as LC sejam usadas continuamente ou por tempo excessivamente longo. Se o usuário relatar algum problema, deve RETIRAR IMEDIATAME dias/6 noites de uso contínuo, inclusive durante o sono. Uso diário1,2,3,4,5,8,9,10 – Períodos inferiores a um dia de uso enquanto acordado. Descartáveis diárias6,7,11 – uso único. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA REFRACIONAL (LC com grau)1,2,4,5,6,7,9,1 À PRESCRIÇÃO MÉDICA (LC colorida plana)8 . Johnson & Johnson Industrial Ltda. Rod. Pres. Dutra, Km 154 - S. J. dos Campos, SP. CNPJ: 59.748.988/0001-14. Resp. Téc.: Evelise S. Godoy – CRQ No. 04345341. Mais informações sobre uso e cu Relacionamento com o Consumidor: 0800-7274040, acesse www.acuvue.com.br ou consulte o Guia de Instruções ao Usuário. A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.


COPA DO MUNDO DA FIFA 2014

TM

ACUVUE® VAI SORTEAR PACOTES PARA A GRANDE FINAL DA COPA DO MUNDO DA FIFA 2014TM! E SUA LOJA TEM MUITO A GANHAR COM ISSO!

CADASTRANDO AS EMBALAGENS DE ACUVUE® EM WWW.ACUVUENACOPA.COM.BR SEU CLIENTE JÁ ESTÁ CONCORRENDO. QUANTO MAIS CAIXAS SEU CLIENTE CADASTRAR, MAIS CHANCES ELE TEM DE GANHAR*.

US (Bandage): Reg.ANVISA 80148620058, Galyfilcon A - 4ACUVUE® ADVANCE® com 8 ACUVUE® 2 COLOURS: Reg.ANVISA 80148620013, 9ACUVUE® CLEAR: Reg.ANVISA éricas1,4,5,6,9,11: Miopia, hipermetropia (presbiopia em regime de monovisão) afácica ou não afácico ou não afácico associado ou não à miopia ou à hipermetropia. LC Terapêuticas3: ará se o usuário apresenta essa condição, podendo prescrever medicações adicionais ou mação, infecção, doença ocular, lesão ou anormalidade que afete a córnea, conjuntiva ou as: Problemas oculares, incluindo úlceras de córnea, podem se desenvolver rapidamente almologista regularmente. Não usar o produto se a embalagem estéril de plástico estiver ivo, secreções oculares incomuns ou vermelhidão dos olhos. Acuidade visual deficiente, ENTE AS LENTES e contatar o Oftalmologista. Posologia: Uso estendido1,2,3,5,8,10 – Um a 7 ,10,11 , VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA (LC terapêutica plana)3, UTILIZAÇÃO SUJEITA uidados de manutenção e segurança, fale com seu Oftalmologista, ligue para Central de


38

VIEW 138

André Penteado

Richard Vinic fala sobre varejo

Richard Vinic é palestrante, consultor, professor e apaixonado pelo mundo das compras

Débora Nascimento

richard vinic

varejo & experiência

março:2014

“Eu quis dizer, você não quis escutar...” O momento é de importantes transformações nas relações entre empresas e consumidores. Quando se falava em comunicação há algumas décadas, parecia que tudo se tratava de uma via de mão única e, agora, com as redes sociais, é fácil reconhecer que essa via é de mão dupla. É simples, basta ver o poder de influência de ambientes como Facebook, Twitter e blogs corporativos, sem falar em um canal de reclamações independente, o site “Reclame Aqui” (www.reclameaqui.com.br). Após a abertura do mercado e o lançamento do Código de Defesa do Consumidor, no início dos anos 90, a maior competitividade empresarial nos mais diferentes setores determinou a entrada do mercado na era do serviço. Apenas o produto não estabeleceria mais tanta diferença em relação à concorrência, obrigando as empresas a zelarem mais pelas relações com seus consumidores. Foi a era da estruturação as Centrais de atendimento ao cliente, quando as empresas se propuseram a entender, atender e resolver os mais diferentes problemas indicados pelos consumidores a fim de evitar arranhões em sua imagem. Passadas mais de duas décadas do início desse movimento, há uma massa de consumidores mais informada que, quando procura uma empresa, espera, ao menos, ser ouvida. Ouvir o cliente não se trata apenas de manter um canal de contato: é estar disponível e ter empatia, saber acolher a angústia, as dúvidas e os questionamentos. Esse canal de contato existe, mas falta a vontade de entender o que o consumidor tem a dizer. É preciso deixar os preconceitos de lado e acreditar que o cliente, independentemente da linguagem que utilize e da maneira como traz sua dúvida, pode contribuir com importantes melhorias para a empresa.

Versos de um dos hits do Paralamas do Sucesso (Meu erro, de 1984) caem bem nesse contexto (“eu quis dizer você não quis escutar, agora não peça, não me faça promessas”...). É de chamar a atenção o descaso com que o cliente é tratado ao contatar uma empresa para resolver um problema ou esclarecer uma dúvida. Acredito que problemas podem ocorrer, mas o que não pode mais se repetir é a falta de acolhimento ao cliente, a escuta interessada e legítima. Atualmente, estabelecer diferença em relação à concorrência é ainda mais difícil de se obter e poucas empresas entenderam a força de ouvir, aprender, mostrar interesse pelo cliente. Não proponho nenhuma revolução na gestão de seu negócio, mas sugiro que você fortaleça o seu canal com o cliente, que, independentemente do motivo pelo qual o procura, seja para comprar, reclamar, tirar dúvidas, que se esforce para ouvir o que ele tem a dizer. Não se preocupe com a forma, o tom ou a linguagem, mas escute o que realmente está por trás de suas palavras. Empresas vencedoras aprendem a escutar seus clientes e, com isso, percebem importantes oportunidades de evolução. positivo, operante! Está a fim de falar mais sobre varejo com Richard Vinic? Faça contato varejoexperiencia@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


mondo fashion

a tradução do universo fashion

A grife fundada por Gaby Aghion em 1952 transformou o estilo e o negócio de moda franceses ao introduzir o comércio de roupas prontas (o tão conhecido prêt-à-porter) e ao apostar em novos talentos, desde estilistas como Karl Lagerfeld até as jovens Stella McCartney modelo CE641S 290 e Phoebe Philo. Texto Graziela Canella Concepção Andrea Tavares

Chloé Egípcia com elegância francesa

Gaby Aghion: a costureira da família foi a sua primeira inspiração para a moda

40

VIEW 138

março:2014

Gabrielle Hanoka nasceu em 1921, na cidade de Alexandria, Egito. Teve uma educação francesa, graças à boa condição financeira e cultural de sua família. Por iniciativa de sua mãe, uma costureira frequentava a casa para confeccionar roupas para a família, com base nas revistas de moda parisienses. Esse convívio viria a ser a primeira semente inspiradora para Gabrielle, que, aos 18 anos, rumou à capital francesa para estudar. Seis anos mais tarde, em 1945, Gaby casou com Raymond Aghion, e os dois mudaram definitivamente para Paris - mais precisamente, para o lado esquerdo do Rio Sena, em meio a intelectuais, artistas e rebeldes, pano de fundo perfeito para o surgimento da Chloé.

www.revistaview.com.br


Revolução em Paris Gaby Aghion desenhou sua primeira coleção de moda feminina em 1952 e cuidou de cada detalhe da produção, de pregar botões a sair para fazer as vendas. Seu conceito pioneiro confrontava a formalidade quase desconfortável do guarda-roupa feminino na década de 50, valorizando a praticidade, a qualidade, a leveza e a elegância, com roupas prontas de tecidos finos e silhueta suave. A própria Gaby criou um novo termo para descrever seu estilo, o “luxury prêt-à-porter” (do inglês e do francês, algo como “pronta entrega luxuosa”), pois, até então, a ideia de luxo era associada à alta costura, feita sob medida. Naquele ano, associou-se a um amigo, o empresário Jacques Lenoir, para fundar a marca Chloé. Seu desfile de estreia foi em 1956, no famoso Café de Flore, reduto de artistas e existencialistas. Logo, os grandes costureiros seguiram o exemplo - no mesmo ano, Givenchy lançou sua primeira linha de prêt-à-porter. ra o nvite pa 1958: co Café de Flore, o n le sfi e se d e artista reduto d listas, os a ci existen os da época descolad

1960: look da coleção de inverno

A era Lagerfeld Ao longo das primeiras décadas de sua fundação, a marca cresceu e contribuiu para definir o prêt-à-porter e a moda parisiense. Além de lançar um novo estilo - moderno, mas cheio de delicadeza - também lançou nomes de jovens e talentosos estilistas que se destacam até hoje. Em 1966, aos 28 anos, Karl Lagerfeld assumiu a direção criativa da Chloé e atraiu uma clientela célebre, incluindo a ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Jacqueline Kennedy, a diva do canto lírico Maria Callas e as estrelas Brigitte Bardot e Grace Kelly. A primeira loja própria foi inaugurada em 1971, na rua Gribeauval, em Paris. Na mesma década, a grife fez sucesso com suas saias longas e delicadas blusas de gaze e lançou seu primeiro perfume.

Clássico: croqui e criação pronta na passarela, por Karl Lagerfeld, para a primavera de 1972

Estreia: campanha do primeiro perfume da grife, já sob a batuta de Karl Lagerfeld, que afirma no anúncio que uma mulher não veste o seu perfume, mas entra nele

março:2014

VIEW 138

41


Expansão e novos estilistas O conglomerado suíço de luxo Richemont, que detém atualmente o comando de marcas como Cartier, Van Cleef & Arpels, Dunhill, Lancel e Montblanc, além da loja virtual de luxo Net-a-Porter, comprou a Chloé em 1985, impulsionando a notoriedade mundial da grife francesa. Em 1997, o grupo apostou no rejuvenescimento da marca com a contratação da jovem britânica Stella McCartney, até então conhecida apenas como filha do ex-Beatle sir Paul McCartney. Karl Lagerfeld chegou a sugerir que havia sido substituído por um grande nome na música, não na moda, mas logo a recém-graduada da Central Saint Martins, em Londres, provou seu talento com um estilo cheio de sensualidade, leveza e criatividade, sem contar um profundo conhecimento de modelagem e alfaiataria. Até hoje, as estampas de abacaxis da coleção do verão de 2001 são uma forte referência na história da Chloé. Stella afastou-se da grife francesa para inaugurar sua marca própria em 2001, deixando a direção criativa da casa com seu braço direito, a também britânica Phoebe Philo, que lançou a primeira linha de bolsas, sapatos e acessórios de couro. Suas criações - com destaque para a bolsa Paddington e seu inconfundível cadeado, um hit de vendas - atraíram jovens celebridades como as atrizes Kirsten Dunst e Natalie Portman. Em 2004, chegou a segunda marca, See By Chloé, linha mais acessível de vestuário feminino. Quatro anos mais tarde, Phoebe Philo passou o bastão para a também britânica Hannah MacGibbon. Enquanto Phoebe tinha como fonte a estética dos anos 60, Hannah olhou para a década de 70, investindo em tons de nude, cintura alta e capas em silhuetas sofisticadas, elegantes e fluidas.

Bolsa Paddington: hit criado por Phoebe Philo, lançado em 2003

Também em 2001: desfile da coleção de verão, capitaneada por Stella McCartney

Sucesso em 2001: croqui da blusa azul com estampa de abacaxi, criada por Stella McCartney

A Chloé hoje Desde 2011, a marca tem a direção artística da estilista britânica Clare Waight Keller, que assina linhas de moda feminina e infantil, moda praia, lingerie, acessórios, jeans, óculos e perfumes. Está presente em 65 países, com lojas em cidades como Paris, Tóquio, Hong Kong, Los Angeles, Nova York, Dubai e Londres. No Brasil, é comercializada na boutique multimarcas NK Store, que até recebeu a exposição em homenagem aos 60 anos da marca. A gestão da Chloé ainda está nas mãos da Compagnie Financière Richemont SA, terceiro maior grupo de luxo do mundo, que reportou faturamento de mais de € 10 bilhões em 2013.

42

VIEW 138

março:2014

Circuito fashion: a fachada da loja no Soho, região de Nova York que concentra top grifes e marcas descoladas, e o interior da principal loja de Paris, na luxuosa Rue Saint Honoré


a tradução do universo fashion

modelo CE626S 603

mondo fashion

Da passarela para as ópticas As criações fluidas e femininas da Chloé e as inspirações dos desfiles da marca francesa a cada temporada são determinantes no desenvolvimento das armações de receituário e dos óculos solares da marca, a cargo da Marchon desde 2012. A nova coleção aposta em desenhos clássicos, com silhuetas e cores suaves.

modelo CE109SL 729

modelo CE2624 002

modelo CE2625 001

modelo CE2626 102

Temas pop: a banana ilustrada por Andy Warhol para a capa do antológico disco do The Velvet Underground de 1967 foi inspiração para a marca

Clássico: o vestido Violin, criado por Karl Lagerfeld em 1983

Ícones :: Simplicidade e elegância, com roupas prontas leves e confortáveis que confrontaram a sisudez dos anos 50 :: De 1958 a 1987, coleções inspiradas na Pop art e na Op art, inclusive na capa do antológico disco da banda The Velvet Underground, de 1967, que estampava uma banana, criação do mago da Pop art, o norteamericano Andy Warhol :: A bolsa Paddington, de Phoebe Philo :: O vestido Violino, de Lagerfeld :: A combinação de short com capa invernal, de Hannah McGibbon

Clássico recente: capa de Hannah MacGibbon para o inverno de 2009, relançada na comemoração de 60 anos Em Nova York, a atriz Chloë Sevigny com criação de Lagerfeld para a Chloé em 1983, o vestido Violin

março:2014

VIEW 138

43


mondo fashion

a tradução do universo fashion

Andrea Tavares

2012: flashes da exposição Attitudes, em Paris

Homenagem ao legado de Gaby O ano de 2012, quando se comemorou as seis décadas de fundação da Chloé, foi marcado pelo lançamento de uma edição limitada dos 16 maiores hits da marca, criados por estilistas como a própria Gaby Aghion, Karl Lagerfeld, Stella McCartney, Phoebe Philo e Hannah MacGibbon, vendida com exclusividade na top loja de departamentos norte-americana Barneys. Ilustrações das peças e roupas do acervo da Chloé também integraram uma exposição que rodou o mundo, batizada de “Attitudes” (do inglês, “Atitudes”). Em 2013, aos 92 anos, Gaby Aghion compareceu pessoalmente a uma homenagem a seu legado, em Paris, ocasião em que foi condecorada como Cavaleira da Legião de Honra da França pelo ministro da cultura, Aurélie Filippetti. Nas palavras do ministro, Gaby tirou a moda do pedestal elitista e a tornou acessível com a criação do prêt-à-porter.

2006: sandália plataforma e blusa bordada da era Phoebe Philo

1978: o vestido Galaxy, criação de Karl Lagerfeld

2012: Gaby Aghion e Karl Lagerfeld no lançamento da exposição que celebrou as seis décadas da grife no Palais de Tokyo, em Paris

Olhar do amor: Gaby Aghion retratada pelo marido, Raymond

Pronúncia De acordo com seu idioma natal, o francês, o “É” de “Chloé” torna-se fechado: “clô-Ê”. Mas a pronúncia em inglês também é muito difundida entre os fashionistas: “CLÔU-i”. Abrasileirando, o nome da grife é falado como se lê: “clô-É”.

44

VIEW 138

março:2014

www: Chloé virtual www.chloe.com www.facebook.com/chloe.fashion.bags.perfume www.twitter.com/chloefashion www.youtube.com/chloe www.pinterest.com/chloefashion

www.revistaview.com.br


EXTRAESCURAS

AS LENTES MAIS ESCURAS DA TRANSITIONS Conheça o último lançamento da linha de lentes adaptáveis de uso diário Transitions. As lentes Transitions® EXTRActive™ foram criadas especialmente para proporcionar o maior nível de escurecimento dentre todas as lentes Transitions. Elas têm uma ativação moderada atrás do para-brisa do carro e, em ambientes internos, uma leve tonalidade para proporcionar maior conforto visual. Ambientes Dentro Sob a luz internos do carro forte do sol

Ajude seu cliente a ver o melhor da vida.

Transitions e o “Swirl” são marcas registradas e Transitions EXTRActive e Transitions Lentes Adaptáveis são marcas da Transitions Optical, Inc.©2014. Transitions Optical, Inc. O desempenho fotossensível é influenciado pela temperatura, pela exposição aos raios UV e pelo material das lentes. Fotos meramente ilustrativas.

Transitions.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

modelo 8003745433 modelo 8003763833

Divulgação

modelo 8003600233

modelo 8003763733

modelo 8004045433

modelo 8003657833 modelo 8004063933

Secret

Filosofia

11 4591 8600

A marca traz novas armações de receituário que se definem por formas clássicas e cores vibrantes em contraste com o preto, nas hastes ou na parte interna dos modelos.

O estilo de vida do surfe, o espírito jovem e a busca pela qualidade inspiraram a Suntech Supplies na concepção da marca Secret, que foi criada em 2003. Com coleções de armações de receituário e óculos solares femininas e masculinas, a marca está presente em mais de 2 mil pontos de venda em todo o pais.

modelo 8003663633

46

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


vitrine

o que há de novo no mercado

Azzaro 21 2227 2218 A marca francesa lança uma edição especial e limitada de óculos solares, intitulada Azzaro in Love (do inglês, “Azzaro apaixonada”), com corações adornados por cristais Swarovski nas hastes. A coleção inclui dois modelos de estilo aviador, um com frontal de metal e outro de acetato, com variedade de cores.

Filosofia A marca foi criada pelo tunisiano Loris Azzaro em 1962, em Paris, e marcou a história da moda com decotes em forma de 8, drapeados e bordados de contas, cuja influência se reflete nas coleções de óculos, distribuídas no Brasil pela Arkótica.

Divulgação

modelo Azzaro in Love

Evoke 11 3034 3690

modelo The Code

Filosofia

The Code O novo modelo da Evoke incorpora a união entre o estilo urbano e a cultura de praia. O desenho é anatômico e inovador, proporcionando leveza e conforto em qualquer situação. As cores são sofisticadas, com combinações de acetato no interior e no exterior dos óculos e versões de lentes dégradés ou espelhadas. E, como um modelo da Evoke que se preze, o The Code também conta com uma assinatura exclusiva no interior das hastes, isto é, uma frase em inglês que “respira” o DNA da peça. Para este modelo, é “Restricted zone” (isto é, “zona restrita”). 48

VIEW 138

março:2014

Lançada há 13 anos pelos irmãos Demian e Fabiano Moraru, a Evoke tem em seu DNA o apelo jovem, busca pela inovação, qualidade de matéria-prima e uma série de parcerias criativas com talentos da música, do design, da moda e da arte. A marca tem distribuição pela Brazilian Lab.

www.revistaview.com.br


Vem aí a Expo Abióptica 2014! A Expo Abióptica 2014, maior evento óptico da América Latina, a acontece entre os dias 2 e 5 de abril, no Expo Center Norte e tem como o objetivos promover lançamentos e ampliar o relacionamento entre os r representantes do segmento, desde a indústria até o ponto de venda e o consumidor final. C Como nas edições anteriores, a infraestrutura do evento dará aos v visitantes todo conforto e segurança. O local conta com guarda-volumes, ááreas de descanso, telefones públicos, instalações para deficientes e eestacionamento para mais de 3 mil veículos. A Além disso, o Expo Center Norte possui toda a estrutura necessária para a segurança dos visitantes e expositores, como pronto atendimento n na entrada do pavilhão, enfermeiros, ambulância, equipe própria de ssegurança e de combate a incêndio. É importante ressaltar que as iniciativas de sucesso da Expo Abióptica c continuam com destaque este ano:

• CREDENCIAMENTO C – Os visitantes receberão a credencial na entrada Pavilhão Vermelho. O acesso é gratuito. Importante: procure fazer sua do Pa inscrição inscriç antecipadamente. Isso reduzirá filas e tempo de espera. •CAEX •CAE – O Centro de Apoio ao Expositor oferece serviços, informações e atendimento emergencial aos expositores. aten •ROT •ROTA PREMIADA – O visitante receberá uma cartela, na qual deverá colar selos de pontos específicos traçados pela organização. Ao final do evento os participantes concorrem a prêmios. particip POINT – A Abióptica oferece um espaço de uso de Internet livre e gratuito •CYBER P visitantes. aos visitan CRIANÇA – Local reservado para crianças menores de 12 anos que conta •ESPAÇO C recreadores e brinquedos. com recrea •ÁREA DE A ALIMENTAÇÃO – Alimentação diversificada aos participantes do evento. •CARAVA V N VA •CARAVANAS – A Abióptica subsidiará a viagem dos grupos de cidades com distâncias d de até 1.000 km da capital paulista para a Expo Abióptica 2014.

•HOTÉIS CREDENCIADOS – Os hotéis credenciados oferecem tarifas especiais aos visitantes da Expo Abióptica 2014.

Mais informações e inscrições:

expoabioptica.com.br 2014 abioptica.com.br

INFORME PUBLICITÁRIO

•TRANSFER GRATUITO – Os visitantes terão transporte gratuito de ida e volta para o Expo Cent Center Norte, partindo dos hotéis credenciados e da estação Tietê do Metrô.


estrondoso

o óptico mais famoso do país

miguel giannini

Da crítica severa ao sucesso

coluna do miguel

Kriz Knack

dicas do óptico mais famoso do país

positivo, operante! Quer conversar sobre esses e outros assuntos com Miguel Gianinni? Faça contato colunadomiguel@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br

Fernanda Guedes

Você já pensou como ocorreu a evolução de uma armação de receituário desde a sua criação até os dias de hoje? Uma peça tão criticada em sua origem, por ser feia e pesada, conseguiu sete séculos depois, transformar-se em um acessório determinante, seguindo todas as grandes mudanças da sociedade. Na Idade Média, óculos demonstravam o início da velhice e atendiam apenas homens com mais de 40 anos, quando a visão começava a apresentar dificuldades para perto. Nesse período da história, o pai representava a reserva moral e financeira da família e tudo o que os artesãos criavam eram direcionados a eles, provedores da casa. Os primeiros modelos eram presos sobre as narinas ou seguras por uma haste lateral. Tudo muito básico. Apenas no século 17, um inglês anônimo teve a ideia de montar uma peça com hastes fixas sobre as orelhas. À medida que a população das grandes capitais crescia, aumentavam as vendas de óculos para perto e também para longe, porque, nobres e burgueses, minimamente informados, já compravam peças para os filhos pequenos e adolescentes portadores de miopia. Obter um par de óculos não devia ser muito fácil, já que a armação era manufaturada por artesãos e as lentes compradas em Veneza, única cidade europeia com autorização do Papa para comercializar produtos de cristal. Os artesãos tentavam agradar aos clientes, criando os mais diversos modelos de armações, de acordo com os conceitos da época. Mas não saiam muito dos formatos redondos e ovalados, queridinhos dos nobres e dos ricos fazendeiros. O metal era praticamente o único material usado pelos “fazedores de óculos”. Mas não qualquer metal. Ouro e prata, provavelmente originários da América do Sul, eram a carga mais preciosa dos navios europeus que aqui aportavam para suprir o mercado, vindo do mar Mediterrâneo. E como tudo chega ao fim, no século 19 criou-se a resina que aos poucos substituiu os metais nobres. Mas não só eles. O uso do marfim na fabricação de bolas de bilhar extrapolava o bom senso. O abate indiscriminado de elefantes em países da África chamou a atenção dos norte-americanos. Após anos de pesquisas, das quais os ingleses também participaram, foi criada essa resina que, anos mais tarde, chamou-se de plástico, cujo uso chegou às fabricantes de armações de óculos e hoje permeia a vida de todos nós. Viva o acetato!

março:2014

VIEW 138

51


as impressões de Andrea Tavares

Viva as relações André Penteado

andrea tavares

um outro olhar

editora da view e maníaca por óculos

saudáveis Eu já estava com o conteúdo desta coluna definido na minha mente, quando esbarrei com um texto sensacional, que trata da importância de ter relacionamentos saudáveis e traz dicas de como estabelecê-los - por relacionamento, quero dizer qualquer tipo de relação com nossos semelhantes. Diante de tão belas palavras, optei por deixar aquele tal conteúdo predefinido para outro momento e compartilhar essas ideias com você, querido leitor.

1. Adeus à negatividade. A vida é curta demais para passar tempo com quem suga a sua felicidade. Seu tempo é valioso, portanto, desfrute-o com pessoas agradáveis e motivadas. Relações foram feitas para somar na sua vida e não para prejudicá-lo. Escolha amigos que você admira e tem orgulho de conhecer, que amam e respeitam você - são aquelas pessoas que fazem o seu dia um pouco mais brilhante, simplesmente por estar nela. Libertar-se de pessoas negativas liberta-o para que você seja você - e ser você é a única maneira de viver verdadeiramente.

2. A prática do desapego. Pode ser uma triste verdade, mas há pessoas que só vão estar por perto enquanto você tiver algo de que elas precisam. Quando esse propósito acabar, elas irão embora. A boa notícia é que, se você resistir, irá eliminar essas pessoas e ficar com quem pode contar. Então, quando alguém se afastar de você, deixe-o ir. Seu destino não está conectado a quem vai embora. No entanto, isso não significa que essas pessoas são más, mas que o papel delas em sua vida acabou.

3. A chance justa. Cada pessoa tem a sua história e passou por situações que a fez mudar, forçando-a a crescer. Cada rosto pelo qual você passa na rua tem uma história tão complexa e intensa quanto a sua. Ninguém é tão desinteressante assim: se você der uma chance, todo mundo tem algo surpreendente para oferecer. Portanto, aprecie a possibilidade de estabelecer novas relações e deixe as antigas, aquelas que não funcionam mais, 52

VIEW 138

março:2014

parte

1

irem embora naturalmente. Confie em seu julgamento. Abrace novas relações, sabendo que está entrando em território desconhecido. Esteja pronto para aprender, esteja pronto para novos desafios.

4. Gentileza e respeito. Trate todas as pessoas com gentileza e respeito, mesmo aquelas que são rudes com você - não porque são boas, mas porque você é. Ninguém deve ser respeitado só porque ocupa uma determinada posição e por isso merece respeito. O caminho é tratar todos da mesma forma respeitosa que você trata (ou trataria) o seu avô e com a mesma paciência que o mesmo nível de paciência que você tem (ou teria) com um irmão bebê.

5. Aceitação. Aceite as pessoas como elas são. Na maioria dos casos, é impossível mudá-las - e não é simpático tampouco saudável tentar. Poupe-se do estresse desnecessário: em vez de tentar mudar os outros, dê-lhes apoio e bons exemplos.

6. A imperfeição perfeita. Tenha coragem de seguir em frente sendo você, o impressionante e incrível você. E quando alguém rir por achá-lo diferente, ria de volta porque, provavelmente, essas pessoas são todas iguais. Gaste mais tempo com aqueles que fazem você sorrir e menos tempo com quem faz você se sentir pressionado para impressionar. Seja seu eu imperfeitamente perfeito. Ninguém é perfeito para todos, selecione aquelas poucas pessoas que realmente se dedicam a conhecêlo e amá-lo como você realmente é. E para essas seletas pessoas, seja o seu eu imperfeitamente perfeito, motivo pelo qual elas gostam de você. Traduzir essas mágicas reflexões do inglês para nossa língua pátria e adaptar o texto foi um exercício muito além do linguístico. Eu me vi em algumas dessas situações e me senti aliviada e estimulada com belas palavras. E, por falar em exercício, o ato de adotar esses conceitos de relações saudáveis requer uma prática constante. As emoções precisam e devem ser exercitadas. Volto na próxima edição com mais dicas. Até lá e, enquanto isso, pratique. Viva as relações saudáveis! positivo, operante! Quer trocar ideias com Andrea Tavares? umoutrolhar@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


EDUCATION: WEDNESDAY, MARCH 26– SUNDAY, MARCH 30, 2014 EXHIBITION: FRIDAY, MARCH 28– SUNDAY, MARCH 30, 2014 Javits Center | New York, NY


foco

o espaço da indústria

Floresta de neon: Nicole Kidman para Jimmy Choo

Jimmy Choo segue com Nicole Kidman

Conexão e d a d i r b e l e C

Hollywood, a norte-americana Nicole Kidman, como rosto de sua campanha, inclusive da linha de óculos, intitulada Neon Jungle (do inglês, algo como “floresta de neon”). A atriz posou para as lentes do fotógrafo norueguês Sølve Sundsbø nessa campanha que remete a uma selva moderna, em que o neon e as folhagens se sobrepõem criando uma atmosfera enérgica e vibrante. Além de Sundsbø, a equipe de produção foi composta pelo stylist Ludivine Poiblanc, o cabeleireiro Shay Ashual e a maquiadora Val Garland. Nas fotos da coleção de óculos, Nicole usa a armação de receituário JC 95 e o modelo solar Sophia.

mo e porquê: co , o d n a u q e, d n Quem, o e es dos famosos sh a fl ra st o m W a VIE iados à redação seus óculos env . ão desta edição ç ra o b la e a te n dura

A atriz Anne Hattaway: Carrera (Safilo)

A modelo Cara Delevingne: Fendi (Safilo) modelo 0041s

54

VIEW 138

março:2014

A atriz Salma Hayek: Gucci (Safilo) modelo Black Bamboo

Divulgação

A modelo Yasmin Brunet: Ray-Ban (Luxottica) modelo Clubmaster 3507 137/40

www.revistaview.com.br


calendário

os preparativos para a feira brasileira

Contagem regressiva para a

Expo

A 12ª edição da feira brasileira de óptica bate às portas e, por conta da Copa do Mundo, que começará em 12 de junho, foi adiantada em três semanas e ocorrerá de 2 a 5 de abril, mais uma vez nos domínios do Expo Center Norte, Vila Guilherme, zona norte de São Paulo. Diante disso, já está mais que na hora de preparar a visita à Expo Abióptica 2014. Veja o que a entidade organizadora, a Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica), está preparando, além de uma série de dicas que a VIEW preparou para o óptico aproveitar bem o evento.

Apesar de um ano com um calendário para lá de atípico, com Copa do Mundo sediada no Brasil e eleições presidenciais, e de um segundo semestre de pouco fôlego para o varejo óptico, quando muitos lojistas encerraram 2013 com níveis de estoque bem acima do planejado, a organizadora do evento, a Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica), prepara uma feira focada em sua trajetória de ascensão, retomada há duas edições. As grandes corporações da óptica mundial têm presença confirmada, o que já deve garantir bons números de público - afinal, uma feira torna-se cada vez mais convidativa à medida que consegue reunir “debaixo do mesmo teto” a maioria dos fornecedores-chave de seu mercado. A edição do ano passado foi considerada por muitos expositores como a melhor de todos os tempos. Os números ficaram em 28.343 visitantes, negócios estimados em R$ 630 milhões, 90 empresas expositoras e número de visitantes estrangeiros multiplicado por três em relação a 2012. Para este ano, o mapa da feira foi renovado, isto é, foi colocado em prática o tradicional acordo de cavalheiros que prevê que tudo seja “zerado” de três em três anos, a fim de garantir oportunidade a novos expo56

VIEW 138

março:2014

sitores ou permitir que empresas expositoras escolham novas áreas. A questão é que os disputados 10 mil metros quadrados de área líquida não permitiram tantas mudanças quanto em outras edições, até porque a arquitetura dos pavilhões Azul, Vermelho e Verde não é muita propícia à “dança” de lugares, especialmente dos estandes maiores, ocupados pelas grandes corporações. E por falar em espaços, uma das novidades é que o mezanino abrigará não apenas a praça de alimentação, os estandes de serviços e a área de treinamento. Este ano, cinco empresas ocupam estandes no “andar de cima” da feira - Bamboo, Bausch + Lomb, Optidados, Optisol e Solótica - e, até a data de fechamento desta edição, de acordo com o mapa fornecido pela Abióptica com data de 12 de fevereiro, ainda havia outros dois espaços disponíveis (todos com 48 metros quadrados cada). Quanto às facilidades do evento, estão confirmadas a Rota Premiada, o Espaço Jovem Criança, o Guarda-Volumes e o Cyber Point.


Abióptica Hora de se preparar Passagens, hospedagem, crachá, deslocamento pela cidade nos dias da feira... Uma série de detalhes que merece atenção e que podem ser resolvidos com facilidade, principalmente se resolvidos com antecedência.

Passagens e hospedagem A Abióptica mantém parceria com a agência de turismo LT Travel a fim de garantir vantagens especiais aos visitantes. Para valores e disponibilidades, os contatos devem ser feitos em 11 3125 2911 ou lttravel@lttravel.com.br. Em www.expoabioptica.com.br/site/passagens.asp, é possível checar a disponibilidade dos hotéis de acordo com as datas desejadas.

www.expoabioptica.com.br O site do evento dispõe de vários serviços para facilitar a vida dos visitantes. Um deles é o pré-cadastro, em que se pode solicitar a credencial com antecedência. Um e-mail confirma a inscrição virtual e a credencial é retirada no dia do evento nos totens de entrada ou nos guichês de credenciamento. Vale lembrar que é preciso apresentar um documento original (com foto) para obter o crachá. É prudente realizar o cadastramento online com antecedência, a fim de evitar filas na entrada da feira.

Caravanas Ópticos que moram em cidades distantes até 1,5 mil quilômetros de São Paulo podem desfrutar do serviço de caravanas oferecido pela Abióptica, que proporciona subsídio de 50% no transporte para a feira, seja de ônibus, microônibus ou van. Inscrições em www.expoabioptica.com.br/site/caravanas.asp.

Transfer gratuito Haverá transporte gratuito de ida e volta no trajeto Metrô Tietê - Expo Center Norte. Quem se hospedar nos hotéis credenciados também contará com transfer grátis de ida e volta à feira.

março:2014 VIEW 138

57


calendário

os preparativos para a feira brasileira

Passaporte para o sucesso Na edição anterior, a VIEW trouxe um guia com dicas de São Paulo e referências básicas sobre a feira. Nesta edição, a gente reuniu dicas de como maximizar a sua participação no evento. Até porque participar de uma feira é um investimento como qualquer outro e, dessa forma, precisa ser muito bem aproveitado.

Conforto, elegância e óculos Beleza é fundamental, mas não há bom humor que resista a bolhas nos pés. Para passar dias caminhando pelos pavilhões e participando de eventos, é bom vestir roupas e sapatos elegantes, mas confortáveis. Não vão faltar festas e jantares à noite para desfilar a bordo de saltos nas alturas e looks mais elaborados. Seja qual for a roupa ou a ocasião, use óculos sempre. Se possível, tenha a postos uma pequena coleção de peças para trocar sempre que puder, tanto modelos solares como de receituário - mesmo que seja sem grau. Afinal, existe melhor maneira de valorizar o produto com que se trabalha, que é o motivo número um para todos estarem ali?

Primeira impressão é tudo Capriche no marketing pessoal: barba feita, cabelos alinhados, sorriso no rosto e cartão de visitas à mão são cuidados fundamentais. Esteja bem informado para engatar bons papos. A Expo Abióptica é o melhor lugar para fazer novos contatos. Então, o negócio é caprichar na impressão - não apenas pessoal, mas também do cartão - e não esquecer de conferir os dados: nome, cargo, empresa, endereço completo, telefones de contato e e-mail.

Compartilhar é a palavra de ordem Não adianta ir de quarta-feira a sábado à Expo Abióptica e participar de todos os eventos paralelos, como palestras e seminários, ver todas as novidades de óculos e depois não dividir a experiência com ninguém. Leve sua equipe ou parte dela para a feira. Para lojistas de outros estados, os valores para transporte e hospedagem são maiores e nem sempre é viável convidar toda a equipe - nesse caso, uma boa ideia é premiar um ou dois funcionários que tenham se destacado nas vendas com uma viagem para visitar a feira. É certo que todos voltarão ao trabalho com novas ideias na bagagem e muito pique para melhorar o atendimento na óptica. Mas, mesmo assim, o que vale, na volta, é dividir as informações com quem ficou por meio de reuniões e treinamentos.

Tem um tempinho na sua agenda? Saber otimizar o tempo é uma arte. A maioria dos expositores recebe tão bem seus clientes que é comum esquecer da vida e passar horas no mesmo estande comendo, bebendo e jogando conversa fora - deixando, assim, de ver outros produtos e conhecer as novidades. É bom programar, de antemão, todas as visitas, compras e contatos do dia, lembrando de atualizar a agenda de contatos com os números de celulares de quem você planeja encontrar.

A elegância da pontualidade Reuniões programadas, visitas marcadas, enfim, agenda prontinha. Mas, para você ter uma ótima feira de fato, precisa colocar seus compromissos em prática da melhor forma possível, isto é, adotando a pontualidade como princípio. Caso perceba que os próximos horários estão “enrolados”, avise os contatos de suas próximas reuniões sobre o atraso e reajuste a agenda.

Silêncio vale ouro Lembre-se de desligar seu celular ou colocá-lo no modo silencioso ao participar de treinamentos ou reuniões. E, durante esses períodos, só atenda telefonemas de fato importantes e seja o mais breve possível. 58

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


calendário

os preparativos para a feira brasileira

Expositor

Setor

Rua

Expositor

Alphaline

Vermelho

C5

Cecop

A&R

Vermelho

D6

CMsatisloh

Setor

Rua

Azul

D1

Vermelho

C4

Arteres

Azul

C3

Convergência

Azul

B1

Augen

Verde

A9

CooperVision

Azul

D3

Bamboo

Mezanino

-

Cops

Verde

A8

Bausch + Lomb

Mezanino

-

Dagas

Azul

A3

Biz

I-Highlight

A2

De Laurentis

Azul

A3

Blandine

Vermelho

D6

Desempenho

Azul

C3 - C4

Vermelho + Verde

D6

Edmagno

Vermelho

A6

Brevil

Vermelho

A6

Escuderia

Vermelho

D5 - D6

Bright Eyes

I-Highlight

A2

Essilor

Azul

B3

Evidence

Azul

A3

Fenicia

Azul

D3

Fhocus

Azul

D2

Vermelho

B4 - B5

Azul

A3

Hoya

Vermelho

A5

Innova

I-Highlight

A2

Jaguar

Azul

D3

Johnson & Johnson

Azul

C2

Auditório

GO House of Vision

Espaço

VIEW 138

rua 2

n

Transitions Fenicia Vertygo Younger Fhocus

tiso Op

Viva Jaguar

Ultra Optics

o

dos

a

tida Op

Mu

março:2014

Opto

Shamir

rua 1 60

Johnson & Johnson

Cecop Posto médico

rua D

Tecnobrasil

Coo perV isio

rua C

Kristal

Arteres

ltfo

co

Essilor

Evidence

Stepper

Essilor

Café

Alimenta

Schneider

Des emp enh

Ótica Revista

iew Convergência

Maclens

Dagas

JR Adamver

House of Vision

Segment

De Laurentis

Tami

Tecnobrasil

Bamboo

Mello

Promosalons

Vanin

V

Saída rua B

Zen

Óticas Carol

lót ic

I

Entrada

Bausch + Lomb

So

va nno

rua A

Mezanino

Biz Bright Eyes

Guardavolumes

Espaço saber

Abióptica

Essilor

Balcão de preenchimento

I-Highlight

Autoatendimento

jovem tcriança

l Imp rens a Abió ptica Lou nge

Brazilian Lab

Wilvale De Rigo

GO

Marchon

C

RBO

rua 3

rua 4 www.revistaview.com.br


Expositor

Setor

Rua

JR Adamver

Azul

B2

Kristal

Azul

B3

Lougge

Vermelho

C6

Quiksilver

Verde

B8

RBO

Maclens

Azul

A3

Safilo

Vermelho

B6

Magnum

Vermelho

D5

Schneider

Azul + Vermelho

A4

Marchon

Azul + Vermelho

C4

Segment

Vermelho

A3

Marcolin

Vermelho

A7

Shamir

Azul

D1

Verde

A8

Solótica

Mezanino

-

Vermelho + Verde

B7 - B8

Stepper

Vermelho

D4

Suntech Supplies

Mello

Azul

C3

Tami

Miraflex

Verde

A9

Tecnobrasil

Multfoco

Azul

C2

Tooling

Neoglass

Vermelho

C7

Transitions

Azul

C3

Optidados

Mezanino

-

Ultra Optics

Azul

D3

Optisol

Mezanino

-

Vanin

Azul

A2

Optitex

Vermelho

B6

Vertygo

Azul

D3

Azul

D2

VIEW

Azul

B1 B9

Luxottica

Martinato Master Glasses Maxline

Opto

Expositor

Rua

Pratic

Verde

A10

Promosalons

Azul

A1

Azul

B5

Vermelho

D4

Azul

B3

Vermelho

A4 - A5

Azul

A2

Azul

C1

Vermelho

C6

Vermelho

A5

Vision Line

Verde

Ótica Revista

Azul

A1

Viva

Azul

C3

Óticas Carol

Azul

A1

Wilvale De Rigo

Vermelho

A4

Xenônio

Verde

A10

Younger

Azul

D3

I-Highlight

A2

Optview

ação

Zen

Mapa fornecido pela Abióptica e elaborado em 12 de fevereiro.

Optview

Edmagno

Hoya

Brevil

Cops

Cops

Marcolin

Martinato

flex ônio Pratic Mira Xen

Augen

Pratic

Augen

Miraflex

Vision Line

Vision Line rua 10

Qui ks

ilve

r

Suntech Supplies

Alp hal

ine

GO

Safilo Tooling

CMsatisloh

a

Setor

Magnum

Maxline rua 5

ri a ude

c Es

Blandine

Master Glasses

Optitex Lougge A&R

Blandine

rua 6

Luxottica rua 9

Neoglass Brazilian Lab rua 7

rua 8 março:2014 VIEW 138

61


calendário

dicas da Big Apple para quem vai à Vision Expo

Apesar de a International Vision Expo East deste ano começar apenas uma semana antes da brasileiríssima Abióptica, o evento merece ser prestigiado por conta da diversidade de expositores e da extensa programação educativa. Além do mais, a cidade por si só já é um bom motivo para viajar.

e logo ali Cursos e negócios A 28ª edição da International Vision Expo East ocorre de 28 a 30 de março, no Jacob K. Javits Convention Center. Organizado pela Reed Exhibitions em parceria com a associação de óptica dos Estados Unidos, o The Vision Council, o evento tem uma programação de cursos que começa dois dias antes da abertura da feira, no dia 26. Serão, ao todo, 325 horas de cursos e conferências ao longo de cinco dias, que englobam todas as principais novidades nos segmentos de saúde, tecnologia, varejo e negócios. Uma das principais novidades nesse segmento será o Fórum Global de lentes de contato, com duração de dois dias, resultado de uma parceria firmada entre a feira e uma

Pesquisa e texto Graziela Canella

importante entidade do Reino Unido, a British Contact Lens Association (isto é, Associação britânica de lentes de contato). O pavilhão Galleria ganhou uma expansão chamada Galleria on Main, que reúne uma seleção de marcas sofisticadas da óptica internacional. Além disso, para aprimorar o contato entre expositores e visitantes, os pavilhões Medical & Scientific e Lens & Lens Processing Technology terão à sua volta áreas destinadas à educação. A exemplo dos últimos dois anos, a Vision Expo East tem apostado cada vez mais em programas de educação, treinamento de profissionais e parcerias com afiliados, tendo em vista que essas iniciativas resultam dire-

tamente em recordes de participação e impulsionam as oportunidades de negócios para expositores e visitantes. Em 2013, o evento reuniu cerca de 15,5 mil profissionais de mais de 90 países. O número de expositores foi o maior já registrado - 575 empresas e mais de 5 mil marcas e produtos - gerando em uma expansão do espaço ocupado pelos sete pavilhões e a implementação de novas áreas, como Made in America, Boutiques on Main, International Pavillion e Vision Monday’s Eye2 Zone. A programação nos estandes teve mais de 600 atividades especiais, incluindo promoções, descontos e demonstrações de novos produtos.

International Vision Expo East 2014 Jacob K. Javits Convention Center 655 West 34th street, Nova York Sexta-feira e sábado (28 e 29 de março): 9h30 às 18h Domingo (30 de março): 9h30 às 17h Palestras e cursos ocorrem de 26 a 30 de março 62

VIEW 138

março:2014


Na Vision Expo East Como chegar O centro de exposições Javits Center fica na 11th Avenue, entre as ruas 34th e 39th. A estação de metrô mais próxima é a 34th Street/Penn Station, que fica a cerca de 20 minutos a pé. Há também o ônibus M34, que percorre toda a 34th Street e tem parada na 11th Avenue. Para usar o transporte público (www.mta.info), é necessário comprar o Metrocard, que custa US$ 1, e fazer as recargas de acordo com a utilização. Por exemplo, uma viagem custa US$ 2,50, mas, ao comprar US$ 5 de crédito na modalidade Pay-perride, o usuário paga US$ 2,38 pelo trajeto. Já quem pretende explorar a cidade e usar o transporte público com frequência, deve optar pela modalidade 7-Day unlimited, que permite o uso contínuo por uma semana, sem limite de viagens, por US$ 30 (o que corresponde ao custo de 12 trajetos avulsos). Outra alternativa é optar pelos ônibus executivos gratuitos oferecidos pela organização da Vision Expo, que percorrem uma rede de mais de 30 hotéis em intervalos de 15 minutos a 20 minutos. No dia 30, o evento disponibiliza também ônibus em direção aos aeroportos LaGuardia, John F. Kennedy e Newark Liberty. Horários e itinerários disponíveis no site oficial da feira, na área Travel & Entertainment. Os famosos táxis amarelos de Nova York (www.nyc.gov) também são uma boa alternativa. As tarifas iniciais são US$ 2,50, mais adicional de US$ 0,50 a cada 1/5 de milha (cerca de 4 quarteirões), mais US$ 0,50 para noite ou US$ 1 em horários de pico. Corridas saindo das estações Grand Central, Penn Station ou Port Authority até o Javits Center variam entre US$ 7 e US$ 17, dependendo do trânsito. Do aeroporto internacional JFK até Manhattan, o valor fixo é US$ 52. Todos aceitam dinheiro e cartão de crédito. Não é possível agendar com antecedência - para isso, é recomendável optar por serviços de carros particulares como Wiro (www.wirolimo.com) ou Dial 7 (www.dial7.com), que são um pouco mais caros, mas ainda assim razoáveis em comparação com os táxis comuns do Brasil.

Planeje a visita Tanto o site oficial do evento quanto o aplicativo da Vision Expo East para smartphones permitem que cada visitante faça um planejamento de cada dia de visita à feira. No link My show planner, é possível criar rapidamente um perfil de usuário e ter acesso a mapa dos pavilhões, expositores, descontos especiais, programação de cursos e, a partir dessas informações, montar uma agenda programada para não esquecer nenhum detalhe.

Na web www.visionexpoeast.com www.facebook.com/visionexpo www.twitter.com/visionexpo www.flickr.com/photos/visionexpo www.youtube.com/user/IntlVisionExpo LinkedIn: International Vision Expo & Conference (official group)

março:2014 VIEW 138

63


calendário

Onde ir

Lá do alto: a cidade vista do observatório do Empire State Building

Para visitantes de primeira viagem e conhecedores de Nova York, alguns pontos turísticos são tão clássicos que até nem são citados em roteiros, mas sempre valem a visita.

Empire State Impossível imaginar a vista de Nova York sem a silhueta da torre do Empire State. O prédio mais alto da cidade quando construído, em 1931, oferece uma vista impressionante e ainda um toque de nostalgia de cenário de filmes românticos como Tarde demais para esquecer. 350 Fifth Avenue (entre a 33th e a 34th Street), tel. 212 7363100 www.esbnyc.com Segunda-feira a domingo (8h às 2h) US$ 19 a US$ 25 (mais US$ 17 para chegar ao observatório do 102º andar)

Central Park Verdadeiro oásis urbano, o Central Park é um refúgio de calmaria no coração da metrópole e tem muito a ser explorado como a área de mais de 150 metros quadrados de trilhas quase selvagens, no lado oeste, conhecida como The Ramble. 59th Street a 110th Street, tel. 212 3106600 www.centralparknyc.org Segunda-feira a domingo (6h às 1h)

64

VIEW 138

março:2014

The Metropolitan Museum of Art Inaugurado em 1880, o museu ocupa mais de 50 mil metros quadrados do Central Park, com uma fachada neoclássica imponente e acervo à altura. Itens de arte egípcia, grega e romana dividem espaço com pinturas clássicas e exposições de arte contemporânea. 1000 Fifth Avenue, tel. 212 5357710 www.metmuseum.org Domingo a quinta-feira (10h às 17h30), sexta-feira e sábado (10h às 21h) US$ 12 a US$ 25

Brooklyn Bridge Além da vista de cartão postal com Manhattan ao fundo, a ponte também é uma aula de história e arquitetura, sem contar as inovações na engenharia da época em que foi fundada, em 1883, como a suspensão por cabos de aço. Uma boa pedida para apreciar a vista é atravessar a ponte a pé. Acesso pela Cadman Plaza East, perto da Prospect Street www.nyc.gov


Onde comer

Motorino Novaiorquinos adoram uma pizza e no Motorino a iguaria passa no teste de qualquer especialista, com pizzas de tamanho individual feitas no forno à lenha, à moda napolitana. A clássica Margherita, com pedaços de muçarela de búfala derretidos sobre molho de tomate levemente adocicado, é pedida obrigatória. 349 East 12th Street, tel. 212 7772644 www.motorinopizza.com Segunda a quinta-feira (11h às 0h), sexta e sábado (13h às 1h), domingo (11h às 0h) US$ 16 (preço da médio da pizza)

RedFarm Ed Schoenfeld, que trabalhou como garçom de um sofisticado restaurante chinês nos anos 60, conseguiu reinventar a culinária oriental com qualidade e originalidade. Entre os destaques do cardápio estão os bolinhos Pac-Man, noodles de pato e bacalhau com legumes ao molho de ostras. 529 Hudson Street, tel. 212 7929700 www.redfarmnyc.com Segunda a sexta-feira (17h às 23h45), sábado e domingo (11h às 14h30 e 17h às 23h45) US$ 20 (preço médio do prato principal)

Katz’s Delicatessen Mais do que uma tradição da comunidade judaica, essa delicatéssen faz parte da história da cidade, com fotos de célebres frequentadores espalhadas pelas paredes. Seu carro-chefe é o sanduíche de pastrami, com uma quantidade generosa de fatias finas no recheio. 205 East Houston Street, tel. 212 2542246 www.katzdeli.com Segunda e terça-feira (8h às 21h45), domingo, quarta e quinta-feira (8h às 22h45), sexta e sábado (8h às 2h45) US$ 15 (preço da médio do sanduíche) handieats

Buvette A recente empreitada da chef Jody Williams é esse pequeno restaurante de comida francesa tradicional. Os clássicos coq au vin, steak tartare cortado rusticamente na faca, a costeleta de cordeiro e o ratatouille com torradas de alho se destacam, mas há quem pare por ali apenas para apreciar uma taça de vinho com fatias de queijo. 42 Grove Street, tel. 212 2553590 www.ilovebuvette.com Segunda a sexta-feira (8h às 2h), sábado e domingo (11h às 2h) US$ 16 (preço médio do prato principal)

nbcmiami

www.revistaview.com.br

março:2014 VIEW 138

65


calendário

dicas da Big Apple para quem vai à Vision Expo

O que fazer Algumas das melhores exposições em cartaz na cidade durante a Vision Expo East:

Mostra City as Canvas: Howard the Duck, do street artist porto-riquenho Lee Quiñones

City as Canvas Antes considerado vandalismo, o grafite passou a ser valorizado como arte urbana e a ganhar as galerias mais conservadoras. Uma exposição em cartaz no Museum of the City of New York, porém, reúne trabalhos dos criadores do grafite nas décadas de 70 e 80, colecionados por Martin Wong, quando a atividade ainda era ilícita. Museum of the City of New York 1220 Fifth Avenue, tel. 212 5341672 www.mcny.org Segunda-feira a domingo (10h às 18h) US$ 6 a US$ 10

Ladies and gentlemen... The Beatles! Perto da comemoração dos 50 anos do quarteto de Liverpool, um acervo cedido pelo Grammy Museum mostra videos, fotos, gravações e memorabilia do grupo de Paul McCartney, John Lennon, Ringo Starr e George Harrison. New York Public Library for the Performing Arts 40 Lincoln Center Plaza, tel. 212 8701630 www.nypl.org Segunda e quinta-feira (12h às 20h), terça, quarta, sexta-feira e sábado (12h às 18h) notfadeawaygallery

66

VIEW 138

março:2014

Elegance in an Age of Crisis A primeira metade do século 20 foi marcada por crises, guerras e todo tipo sofrimento para a humanidade, mas também foi uma era de inúmeras revoluções no mundo da moda. Essa mostra no museu do conceituado Fashion Institute of Technology reúne figurinos e costumes típicos da época da Grande Depressão, nos anos 30. The Museum at FIT Seventh Ave, esquina com 27th Street, tel. 212 2174558 www.fitnyc.edu/museum Terça a sexta-feira (12h às 20h), sábado (10h às 17h)


Onde comprar É praticamente impossível ir a Nova York e não comprar. A cidade é uma meca do consumo cheia de contrastes, com grandes lojas de departamentos e aparelhos de alta tecnologia lado a lado com charmosos brechós e lojas de discos de vinil. Other Music Bem em frente ao prédio em que funcionava uma megastore da Tower Records, uma loja de discos de vinil resiste há duas décadas, com funcionários que são verdadeiras enciclopédias de música e prateleiras recheadas de clássicos, além de raros achados de bandas independentes e experimentais.

New York Vintage Brechó favorito dos editoriais de moda, a loja concentra desde peças do século 19 até excentricidades de estilistas como a genial Vivienne Westwood. Ali é possível alugar roupas de grifes de luxo e garimpar clássicos como um colete de metal de Paco Rabanne e um sutiã bordado com pedras que foi de Josephine Baker - que até Lady Gaga já pegou emprestado.

chrisquartly

crains

117 West 25th Street, tel. 212 6471107 www.newyorkvintage.com Segunda a sexta-feira (12h às 19h), sábado (10h às 17h)

15 East 4th Street, tel. 212 4778150 www.othermusic.com Segunda a sexta-feira (11h às 21h), sábado (12h às 20h), domingo (12h às 19h)

Barneys New York A loja de departamentos que contém a maior concentração de grifes conceituais e difíceis de encontrar nas multimarcas tradicionais, como Dries Van Note, Comme des Garçons e Azzedine Alaïa, também oferece marcas mais tradicionais e igualmente especiais, como Emilio Pucci, Hermès, Goyard e Manolo Blahnik. Visita imprescindível para quem aprecia moda.

peachesandblush

660 Madison Ave, tel. 212 8268900 www.barneys.com Segunda a sexta-feira (10h às 20h), sábado (10h às 19h), domingo (11h às 18h)

Nordstrom Rack O endereço concentra todos os itens em liquidação da top loja de departamentos Nordstrom, com reduções de 50% até 60%. Vá com tempo: são mais de 3 mil pares de jeans premium, 8 mil bolsas e 25 mil pares de sapatos. 60 East 14th Street, tel. 212 2202080 www.nordstromrack.com Segunda-feira a sábado (10h às 22h), domingo (11h às 20h) www.revistaview.com.br

Cursive Dentro das estações de metrô há lojas que passam despercebidas pelos usuários apressados a caminho da plataforma. Uma delas é a simpática papelaria de Douglas Duncan e Michael Schultz, verdadeiros garimpadores de cartões de papéis luxuosos e designers independentes. Grand Central Terminal, 87 East 42nd Street, tel. 212 8675550 www.cursivenewyork.com Segunda a quinta-feira (8h às 21h), sexta-feira (8h às 20h), sábado (10h às 19h) e domingo (11h às 18h) março:2014 VIEW 138

67


calendário

dicas da Big Apple para quem vai à Vision Expo

Dicas Clima As temperaturas costumam se elevar um pouco no final de março, com a chegada da primavera, mas ainda assim é bom se prevenir para temperaturas de cerca de 10ºC e chuvas. O ideal é levar roupas confortáveis e coordenáveis, sem exageros, e acessórios como lenços e capas de chuva.

Gorjetas É costume dar gorjetas de 15% a 20% do valor consumido em restaurantes, bares e também em táxis. No hotel, também é normal dar gorjeta ao carregador de malas.

Táxis A disponibilidade de táxis amarelos em algumas áreas é grande, mas vale observar um detalhe simples antes de sinalizar aleatoriamente a todo carro que passar: o número do táxi iluminado significa que o carro está livre, porém, quando as luzes laterais desse número estão acesas, ele está fora de serviço. Quando está tudo apagado, já está ocupado por um passageiro. Também é bom lembrar que os táxis são obrigados a levar um passageiro para qualquer lugar e a recusa de um motorista pode valer queixa no número 311, da prefeitura.

Celular e internet É bom contatar a operadora de celular no Brasil a fim de negociar tarifas fixas de roaming internacional, para evitar surpresas. A boa notícia, porém, é que há internet grátis disponível em quase toda a cidade, inclusive nos parques, o que possibilita manter o uso de smartphones quase todo o tempo em modo wi-fi. Isso permite até mesmo o uso contínuo de aplicativos úteis para viagem, como mapas da cidade e itinerários de metrô.

Bússola do terceiro milênio Portadores de iPhones e iPads desfrutam de vários aplicativos para seus aparelhos - e vários deles são grátis. O guia Time Out também está disponível nesse formato e o melhor: seu GPS funciona mesmo quando não há conexão à internet - é só clicar em “locate me” ou aceitar que o dispositivo busque a sua localização e rapidamente aparecem na tela as atrações daquela região. Além disso, há várias opções com mapas, atrações, guias e jornais da cidade (uma dica é o NYCWay, gratuito). Basta buscar na loja de aplicativos do telefone as palavras “New York”, “NYC” ou “NYCity”. Também vale fazer o download gratuitamente do Weather Channel, em que é possível checar as temperaturas hora a hora, diária, das próximas 36 horas e de dez dias à frente. Vale lembrar que para tirar o melhor de vários desses aplicativos, o melhor é dispor de conexão à internet, especialmente o do tempo.

Quanto custa • US$ 80: valor médio de um jantar para duas pessoas, com entrada e sobremesa • US$ 8: refeição no McDonalds • US$ 2: garrafa de água (300ml) • US$ 5: valor médio de um capucino • US$ 3: cerveja (500ml) • US$ 15: valor médio de uma corrida de táxi na região central

68

VIEW 138

março:2014


agenda e calendário

feiras, eventos e cursos

calendário Março 26 a 29

International Vision Expo East Nova Iorque, Estados Unidos inquiry@vision.reedexpo.com www.visionexpoeast.com

Expóptica Madri, Espanha expooptica@ifema.es www.expooptica.ifema.es

Abril 2a5

26 a 30

Rommedica Bucareste, Romênia rommedica@romexpo.ro www.rommedica.ro/home

11 a 13

4a6

Expo Abióptica Expo Center Norte, São Paulo, Brasil contato@expoabioptica.com.br www.expoabioptica.com.br

Optrafair Londres, Inglaterra info@fmo.co.uk www.optrafair.co.uk

Wenzhou Int’l Optics Fair Wenzhou, China optics@donnor.com www.opticsfair.com

Diops Daegu International Optical Show Daegu, Coréia diops@koisc.org www.diops.co.kr/front/eng/

International Vision Expo West Las Vegas, Estados Unidos inquiry@visionexpowest.com www.visionexpowest.com

Maio 8 a 10

Agosto 16 a 18

Setembro 17 a 20

20 a 22

17 a 21 Sunglasses Business Point Club Med Rio das Pedras, Rio de Janeiro, Brasil comercial@savagetpromocoes.com.br

Optatec Frankfurt, Alemanha info@schall-messen.de www.optatec-messe.com/en/optatec Ajorsul Fair Mercoóptica’2014 Gramado, Brasil ajorsul@ajorsul.com.br www.ajorsulfairmercooptica.com.br

IOFT 2014 Tóquio, Japão ioft-eng@reedexpo.co.jp www.ioft.jp/en/Home

Setembro 18 a 20

Outubro 20 a 22

26 a 29

Vision-X Dubai Dubai, Emirados Árabes visionx@dwtc.com www.vision-x.ae

Novembro 5a7

Silmo Paris, França info@silmo.fr en.silmoparis.com

25 a 27

Hong Kong Optical Fair Wanchai, Hong Kong exhibitions@hktdc.org www.hkopticalfair.com

agenda Formação e reciclagem profissionais Estude Visão

Provar

Atendente em óptica

MBA

(nível fundamental) 28 de março (sexta-feira): Porto Alegre 16 de maio (sexta-feira): São Paulo 18 de julho (sexta-feira): Belo Horizonte

Negócios do varejo: estratégia & gestão Março Segundas e terças-feiras (18h40 às 22h40)

Atendente em óptica (nível intermediário) 11 de abril (sexta-feira): Santa Rosa/RS

Contatologia prática (nível 1) 22 de março (sábado): Porto Alegre

Pós-graduação Varejo e mercado de consumo Abril Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Gestão de vendas e negociação Abril

Segundas-feiras (18h40 às 22h40)

Terças-feiras (18h40 às 22h40)

Cursos de extensão O varejo no Brasil e no mundo: cenários e tendências

Contatologia prática (nível 2) 26 de julho (sábado): Porto Alegre

Março

O consumo na classe C: um mundo particular a ser compreendido Abril

51 3225 9114 www.estudevisao.com.br ev@estudevisao.com.br 70

VIEW 138

março:2014

Terça-feira (9h às 18h) Segunda-feira (9h às 18h) e terça-feira (9h às 13h)

GPP: como constituir uma área de prevenção de perdas Maio Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

no varejo

11 3894 5004 cursoslabfinprovar@fia.com.br www.provar.org Material didático e certificado emitido pelo Provar/Fia inclusos www.revistaview.com.br


Abióptica

Essilor Brasil

Óticas Diniz

Av. Santo Amaro 1386 1º andar São Paulo/SP - 04506-001 11 3045 2090 abioptica@abioptica.com.br página 50

Rua Visconde de Ouro Preto 5 Rio de Janeiro/RJ 22250-180 0800 7272007 sacbrasil@essilor.com.br 4ª capa

Avenida Nova Cantareira 2491 São Paulo/SP - 02341-000 11 2249 8181 expansão-sprj@oticasdiniz.com.br página 55

Appletree Rua Visconde de Pirajá 4 sala 606 Rio de Janeiro/RJ - 22410-000 21 2523 1099 appletree@appletreeoptical.com.br páginas 7 e 11

Reed Exhibitions GO Rua Diogo Moreira 132 cj. 1201 São Paulo/SP 05423-010 0800 8889029 sac@kenerson.com.br capa e páginas 5 e 25

383 Main Avenue Norwalk/CT - 06851 Estados Unidos +203 840 5436 inquiry@vision.reedexpo.com página 53

Aspex Eyewear 2755 SW 32nd Avenue Hollywood/FL - 33023 Estados Unidos +954 989 7405 pdufour@aspexeyewear.com página 27

Stepper Brasil Golden Vision Rua Guaraniúva 78 São Paulo/SP - 04547-010 11 3057 2324 comercial@gvog.com.br páginas 17 e 27

Aurora Eco Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 reservas@auroraeco.com.br página 69

Sul Hotels Johnson & Johnson Rua Gerivatiba 207 16º andar São Paulo/SP - 05501-900 0800 7288281 apoiovistakon@conbr.jnj.com páginas 36 e 37

Clear Rua Miguel Pereira 160 Nova Iguaçu/RJ - 26215-550 0800 2807787 lentesclear@lentesclear.com.br página 47

Rua Claudio Soares 72 cj. 1315 São Paulo/SP - 05422-030 11 3037 8888 contato@luxxbrasil.com.br página 21

www.revistaview.com.br

Rua Maria Soldera Lourençon 52 Itupeva/SP - 13295-000 11 4591 8600 sac@hb.com.br página 15

Transitions Marchon Brasil Rua Julio Diniz 49 São Paulo/SP - 04547-090 0800 7071516 sao@marchon.com.br 2ª capa e página 1

Desempenho Rua Barão de Itapetininga 255 sala 814 São Paulo/SP - 01042-002 11 3259 7348 informatica@desempenho.com.br página 49

Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 info@sulhotels.com.br página 59

Suntech Supplies Luxx Brasil

CMsatisloh Rua Professor Cardoso Fontes 137 Petrópolis/RJ - 25640-036 24 2237 1112 info.br@cmsatisloh.com.br página 35

Praça Doutor Sales Junior 73 São Paulo/SP - 05451-160 11 3021 1017 info@stepperbrasil.com.br página 9

Fale direto com os anunciantes desta edição

anunciantes

Rodovia Anhanguera km 106,5 s/nº Sumaré/SP - 13170-970 19 3864 8600 atendimento@transitions.com.br página 45

Vision Line Mello Optical Rua Santo Irineu 163 São Paulo/SP - 04127-120 11 2764 3000 melloindustrial@melloindustrial.com.br página 39

Rua Silva Jardim 3029 sala 13 São José do Rio Preto/SP 15010-060 17 3222 7644 sac@grupovisionline.com.br página 29

março:2014

VIEW 138

71


a óptica do artista plástico marcelo cipis

armação do cipis

armação

72

VIEW 138

março:2014

www.revistaview.com.br


www.facebook.com/revistaview www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br



View Magazine (Edição 138)