Issuu on Google+

I M P R E S S O

ENVELOPAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELO CORREIO

R$ 9,90

Mídias sociais, crise ou oportunidade em

Dicas & Estratégias

Os hábitos do consumidor norte-americano em Economia

& Mercado Ana Hickm ann Eyewear GO

Em Especial, a cobertura da

Sunglasses Business Point


setembro:outubro

sumário

planeta ó c u lo s

6

Editorial

Olho Vivo: a nova campanha da Abióptica

A mensagem do publisher Flavio Bitelman

8

Diário da redação

12

O que moveu a VIEW durante a produção deste número

Especial Sunglasses Business Point

As notícias do universo dos óculos

16

Com muito sol e bons negócios, a cobertura de mais uma edição da feira de Angra

22

Jogo Rápido

Aconteceu

G-Star Raw: noite especial em Nova York lançou os óculos da marca de jeans pela Marchon

A cobertura dos eventos de óptica no Brasil e no mundo

Óculos na maçã: as novas lojasconceito da Sunglass Hut e da Mykita

28

A Óptica no Mundo As novidades das maiores corporações ópticas do planeta

su cesso

2

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Isis Valverde: fã dos redondinhos

32

36

Hall of Frames Famosos e seus óculos

Espaço do Eric O colunista Eric Gozlan traz o segundo capítulo da série sobre a receita dos óculos

38

Varejo & Experiência

Dicas & Estratégias Provar

O colunista Richard Vinic apresenta a era da simplicidade

O foco da professora Cynthia Polzer são as mídias sociais

40 www.revistaview.com.br


su cesso

42

Mondo Marca Montblanc, a tradição da marca da estrela branca

Vitrine

50

Smith: a marca de DNA esportivo chega ao Brasil com a Safilo

Os lançamentos de produtos da temporada

59

galeria

Coluna do Miguel

Cabelos e óculos, duas paixões femininas, pelo colunista Miguel Giannini

Crianças e esportes: os novos investimentos de Miguel Giannini em sua loja

61

64

Atitude

Um outro olhar

Iniciativas e ações do varejo

66

Economia & Mercado

As palavras da editora Andrea Tavares

mer c a

Uma pesquisa sobre os hábitos do consumidor de óptica nos Estados Unidos

d o visão

serviç os

85

72

Calendário Ajorsul Os preparativos para a feira gaúcha

96

Foco

PC Siqueira: a Sting ganha um rosto brasileiro

As notícias dos fornecedores do mercado

90

modelo AH9156 G22

Ana Hickmann Eyewear GO

Calendário + Agenda Os eventos de óptica no Brasil e no mundo

Armação do Cipis

Anunciantes

A visão lúdica e bem humorada do artista plástico Marcelo Cipis sobre o universo da óptica Andrea Tavares

Divulgação

J. Egberto

93

Mauro Nakata

Paty Chequetti


CJ HOBGOOD

PHOTO: TREVOR MORAN


CENTRAL DE ATENDIMENTO - 11.2291-6570

BLACKOUT IN THE

DDAYTIME DA YTI YT TIM IME ME M AT T E B L A C K L O W D O W N W I T H B L A C K O U T L E N S E S • S M I T H O P T I C S . C O M


editorial

Não são só

publisher Flavio Mendes Bitelman flaviobitelman@revistaview.com.br

os R$ 0,20

editora

Em junho, a população tomou as ruas de várias cidades do país. Com o não se via há m uito, as pessoas resolveram reivindicar seus direitos. E, curiosam ente, o estopim foi o aum ento das passagens de ônibus, que passaria a pesar m ais R$ 0,20 no bolso de muitos brasileiros.

Nos países europeus, além de a população ter direito a consultas gratuitas (de qualidade), também tem direito a um par de óculos inteiramente grátis a cada um ano ou dois anos (dependendo do país) - há um teto estabelecido para o valor composto pela armação de receituário e as lentes, valor esse aceitável para um produto de perfil médio. Na França, por exemplo, esse montante gira em torno de € 300, o que dá, pela cotação média atual da moeda europeia, pouco mais de R$ 900. Já imaginou se todas as crianças, logo no primeiro ano do ensino fundamental, fossem submetidas a um completo exame de visão e por que não auditivo? - para

setembro:outubro 2013

gerentes de m arketing e com ercial Fernanda Ferret fernandaferret@revistaview.com.br Nara Monteiro naramonteiro@revistaview.com.br

secretária de redação Cristiana Brito cristianabrito@revistaview.com.br

gerente adm inistrativa Juliana Vasconcelos administracao@revistaview.com.br

gerente de circulação Judith Belleza judith@brandmember.com.br

projeto do logotipo Kiko Farkas (Máquina Estúdio)

projeto gráfico Débora Nascimento

projeto editorial Andrea Tavares

colaboradores Cynthia Polzer • Eric Gozlan Fabrizio Del Ducca • Fernanda Guedes Graziela Canella • Ivani Migliaccio J. Egberto • Jennifer Zupnick Laís Clemente • Marc Ferrara Marcelo Cipis • Marisa Giraldis Mauro Nakata • Miguel Giannini Paty Chequetti • Pauliane Claro Richard Vinic

Creio que um sólido primeiro passo seria unir as associações de todo o universo da visão, a fim de terem solidez para pressionar o governo federal por meio do Ministério da Saúde tornando esse desejo realidade. É hora de deixar de lado os conflitos internos e unir-se em prol da qualidade visual do brasileiro. Uma etapa importante seria promover uma passeata pela visão na Avenida Paulista, por exemplo, reunindo profissionais do ramo e população para pedir consultas gratuitas de qualidade, além de armações e lentes para todos.

com puter to plate e im pressão

Esse movimento seria um passo e tanto para o Brasil caminhar rumo ao primeiro mundo, até porque os impostos que já são altíssimos e é hora de o Estado começar a retornar benefícios de volta à população.

Flavio Mendes Bitelman Publisher flaviobitelman@revistaview.com.br

VIEW 134

Débora Nascimento deboranascimento@revistaview.com.br

Estados Unidos não. Mas, em compensação, além de as empresas norte-americanas oferecerem seguro de saúde (que por lá é chamado de “managed care”) que inclui atendimento visual, também oferecem seguro que paga integralmente os óculos (armação e lentes) até um determinado valor.

Boas vendas!

6

diretora de arte

Kriz Knack

Mas os tais R$ 0,20 foram apenas a porta de entrada para muitas outras e justas reivindicações. Depois de algumas manifestações de massa, várias classes profissionais decidiram ir para a rua reclamando por causas específicas. Creio que os profissionais da visão, que militam em todas as frentes do negócio (dos saber se terão eventuais dificuldades de aprendizado oftalmologistas, passando pelos por conta da (falta de) visão e/ou audição? E mais: se tiópticos, aos optometristas e aos vessem teriam o direito a um par de óculos sem pagar executivos do mercado) podenada por isso, o que lhes daria uma melhor condição riam liderar um grande movimende acompanhar as aulas? E se todos os adultos tamto. Afinal, se as pessoas pedem bém fossem agraciados com consultas grátis e pudespor mais qualidade nos transporsem atualizar sua receita de óculos a cada ano ou dois tes públicos, por exemplo, por anos? Seria uma maravilha! que não lutar por um país de primeiro mundo em termos visuais? No Canadá, a medicina também é socializada, já nos

Andrea Tavares (MTb. 16.030) andreatavares@revistaview.com.br

Ipsis Gráfica e Editora S.A.

circulação Nacional

tiragem 15 mil exemplares

assinaturas 11 3971 4372 assinaturas@revistaview.com.br As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. Nenhuma parte desta edição (textos ou imagens) pode ser utilizada ou reproduzida em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou eletrônico, fotocópia, gravação etc. e tampouco apropriada ou estocada em sistema de banco de dados sem a autorização prévia e por escrito da Jobson Brasil. A revista VIEW é uma publicação da Jobson Brasil Ltda. para o setor óptico-oftálmico. Rua Cônego Eugênio Leite 920 - Pinheiros São Paulo/SP - 05414-001 Tel. 11 3061 9025 Fax 11 3898 1503 revistaview@revistaview.com.br www.revistaview.com.br

www.revistaview.com.br


diário da redação

dezembro 2009 setembro:outubro

o ã ç a d e r a d is uma o a i r m á í i a d s itor! Ei e s para l o d i r ue rmaçõe

lá, q s info O a ! o m l i l t e ó óptica. H e a d n a o d a h che pen s VIEW re cer seu desem ertura de mai enrique número, a cob Point (a feira iness s Neste u o B s e glass ábitos d n h u s S o , a ) a um e Angr americano ao d a c i t óp este norteE r ! o s d i i a m m consu e muito nta o que s o l u c ró (DR) co nquanto o compra ã ç a d e da Re a a dia i d o Diário s s a gente o n m o o c u o m ent ição. Ve esfrute! ☺ d movim e a t s ade. D íamos e produz tura de qualid i nessa le

#RodinhasNosPés2013 Um mês depois de começar o roteiro de viagens da equipe da VIEW no segundo semestre - quando a editora da VIEW, Andrea Tavares, e a gerente comercial, Fernanda Ferret, estiveram no Clubmed Rio das Pedras para participar da feira de Angra - todo o time tira as malas do armário e se divide para cobrir dois eventos, o salão francês Silmo e a feira gaúcha Ajorsul, que ocorrerão simultaneamente, de 26 a 29 de setembro. Andrea e o publisher Flavio Bitelman seguem para Paris, a fim de cobrir o Silmo, enquanto as gerentes comerciais Fernanda Ferret e Nara Monteiro e a secretária da redação, Cristiana Brito, dirigem-se para a serra gaúcha, a fim de participar de mais uma Ajorsul, em Gramado.

#CurtaESiga... Torne-se mais um fã da VIEW no Facebook e siga a gente no Twitter. Assim, você poderá interagir em tempo real com a equipe da revista e os demais leitores. Mas se ainda for adepto da comunicação virtual mais formal, mande um @ para a gente.

#DaGringa

Toda vez que a gente prepara uma nova edição da VIEW, um dos nossos objetivos, além de priorizar a informação de qualidade, é trazer a você um retrato do mercado naquele determinado momento do Planeta Óculos. E esse raio-x inclui também noticiar o que ocorre lá fora, compartilhando informações de valor que podem ser estratégicas também para o nosso mercado. Por isso, você encontra a seção A óptica no mundo em todas as edições e, com frequência, trazemos matérias sobre o mercado estrangeiro. Entre outras vantagens, é uma forma e tanto de saber quais direções o mercado e o mundo estão tomando. Nesta edição, a gente traz em Economia & Mercado uma pesquisa realizada pelos nossos parceiros do país de Barack Obama, a Jobson Publishing, sobre os hábitos de consumo na óptica por lá.

#REVISTAVIEW Tendo como inspiração a conexão do real com o virtual da seção “Enquanto isso na Web...” do DIÁRIO VIEW, lançamos a seção #REVISTAVIEW, que fica na página do Fale com a VIEW, em Jogo Rápido, exibindo foto publicada no Instagram com a hashtag (em inglês, o sinal de jogo da velha que vem na frente dos assuntos para classificálos nas redes sociais, cuja pronúncia é algo como “RÉ-chi-té-gui”) #revistaview. E logo que a revista começou a circular, o Facebook passou também a usar esse recurso. Com isso, a partir de agora, a gente vai monitorar a nossa hashtag nas redes sociais e, a cada edição, escolheremos a melhor imagem para publicá-la (com o devido crédito). Participe!

www.facebook.com /revistaview www.twitter.com /revistaview www.revistaview.com .br revistaview@revistaview.com .br 8

VIEW 134

setembro:outubro 2013

VIEW

” = “VÍ-u

#AtéBreve Ficam os por aqui, querido leitor. A gente se vê na próxim a edição, a VIEW 135, com a cobertura para lá de com pleta da feira parisiense e da Ajorsul Mercoóptica Fair. Até lá e um a boa leitura! E, com o diz o povo da óptica, “#SeVem os”! ☺

www.revistaview.com.br


W E I V A I O GU Em 2014, o GUIA VIEW chega à sua 15ª edição. Já são 15 anos que a VIEW traz a mais completa e atualizada fonte de informações de produtos e serviços do mercado óptico brasileiro, cuja edição 2014 circulará com a VIEW 136. Em breve, nas ópticas de todo o país

Você, fornecedor, m arque presença

O GUIA VIEW 2014 seguirá o bem-sucedido formato

Todas as ópticas do Brasil, os

dos últimos anos, que prioriza a facilidade das

assinantes e os profissionais do

consultas. Rapidamente, podem-se encontrar

setor receberão o GUIA

todos os fornecedores do mercado, conhecer

gratuitamente, com tiragem de

melhor o perfil dos produtos e ainda localizar os

18 mil exemplares e validade

dados por nome, categoria ou grife/marca. Sem

de um ano. Aproveite a

falar nas marcações das lentes progressivas

oportunidade de exibir os seus

disponíveis no mercado nacional

produtos em uma vitrine superqualificada como o GUIA VIEW 2014. Anuncie:

www.facebook.com /revistaview

revistaview@revistaview.com.br

www.twitter.com /revistaview

ou 11 3061 9025 ramal 108

www.revistaview.com .br revistaview@revistaview.com .br


! 5 1 é 2014 Garanta os seus contatos em 2014 Quer ter certeza de que todo o mercado vai poder falar com a sua empresa no próximo ano? Então, atualize os seus dados! Principalmente, se suas informações sofreram alguma alteração em relação à edição anterior do GUIA VIEW. Entre em contato com a redação para atualizá-los. De qualquer forma, você receberá no e-mail registrado na última edição do GUIA um cadastro a ser preenchido. Mas também pode falar direto com a redação, com Cristiana Brito, no 11 3061 9025 (ramal 108) cristianabrito@revistaview.com.br


jogo rápido

o que é noticia no mercado

À prova de paparazzi Pesquisadores japoneses desenvolvem óculos que im pedem a visualização de rostos em câm eras digitais.

Privacidade: tudo para se esquivar dos paparazzi, inclusive usar óculos de aparência estranha. A inovação vem do Japão

A cada ano, as câmeras digitais vão ficando cada vez menores (e onipresentes, no bolso de qualquer pessoa com um celular). Não é à toa que tem tanta gente por aí com receio dos resultados de uma exposição excessiva de sua imagem na rede. Foi para ajudar a preservar a imagem de seus usuários que os pesquisadores japoneses Isao Echizen, professor do Instituto nacional de informática de Tóquio e Seiichi Gohshi, professor na Universidade de Kogakuin, desenvolveram óculos que tornam o rosto irreconhecível em fotos. A ideia parece complexa, mas a invenção é bem simples:

as lentes são equipadas com 11 luzes, colocadas em pontos estratégicos do rosto humano. As luzes emitem raios infravermelhos que não são visíveis a olho nu, somente pelas lentes das câmeras. Ao tirar uma foto, o que se vê é um borrão de luz nas regiões usadas para a identificação de pessoas, concentradas principalmente na áreas dos olhos e do nariz. A invenção ainda não é muito prática, já que um fio a conecta a uma bateria, que deve ser carregada pelo usuário todo o tempo. A criação é de 2012, mas Echizen revelou que já está trabalhando em uma versão da invenção feita com materiais transparentes e que não precise de bateria.

Por m eio de seu braço social, a Fundação Abióptica, a Associação brasileira da indústria óptica (Abióptica) lançou em setem bro a cam panha Olho Vivo, desenvolvida para conscientizar a população sobre os perigos de usar óculos sem qualidade e a im portância de consultar o especialista da visão. A cam panha será veiculada nas m ídias im pressa e online. Tam bém foram criadas várias peças publicitá-

12

VIEW 134

setembro:outubro 2013

rias para ponto de venda, que podem ser solicitadas na entidade (m arketing@abioptica.com .br ou com ercial@abioptica.com .br. Além disso, o consum idor pode consultar o site www.olhovivo.info, que traz todos os elem entos da cam panha, inclusive orientações sobre qualidade visual e óculos de qualidade e até um espaço para denunciar casos de pirataria.

www.revistaview.com.br

Divulgação

Olho vivo, a campanha da Abióptica


ray-ban.com


jogo rápido

o que é noticia no mercado

R$

Estilo e conforto visual: em foto estilosa, Suzana Furquim (@suzanafurquim ) revela que está am ando as lentes polarizadas de seu Ray-Ban Wayfarer

foi o total gasto pelos brasileiros com produtos piratas em 2012

23,8 b ilh õ e s

Fonte: Fórum nacional contra a pirataria

Deseja anunciar? Procure uma das gerentes de marketing e comerciais da Jobson Brasil. m

anúncios

Você tem comentários, sugestões, críticas ou dúvidas sobre a VIEW? Ou então quer divulgar notícias de lançamento de produtos ou novidades sobre a sua óptica? Faça contato com a editora Andrea Tavares na redação.

Fernanda Ferret Tel. 11 3061 9025 ramal 109 fernandaferret@revistaview.com.br

Andrea Tavares Tel. 11 3061 9025 ramal 105 andreatavares@revistaview.com.br

ra

edi

to

arketing e

VIEW

m atérias

assuntos gerais

Mido 2009: em Nova Iorque, durante a Vision Expo ast, os líderes italianos anunciaram as mudanças do de algum maior evento de óptica do planetaEstá paraprecisando o próximo ano

sec

m aç ã o

Cristiana Brito Tel. 11 3061 9025 ram al 108 cristianabrito@revistaview.com .br

Nara Monteiro Tel. 11 3061 9025 ramal 104 naramonteiro@revistaview.com.br

ed

r

apoio ou esclarecimento e não sabe como fazer? d á r ia e r Fale com a secretária de redação. et

m ercial co

atendim ento ao assinante Quer assinar a VIEW? Já é assinante e tem alguma dúvida? Ligue para a nossa Central de atendimento no 11 3971 4372.

ketin g e ar

m erc ial co

fale com a

@suzanafurquim

Tem perfil no Instagram ou no Facebook e tirou uma foto linda e/ou criativa que tem tudo a ver com óculos, visão, óptica ou algo mais relacionado ao mercado? Publique com a hashtag #revistaview e então sua imagem pode ser publicada na VIEW.


aconteceu o que anda acontecendo por esse mundo afora

Carol em convenção A versão 2013 da convenção das Óticas Carol ocorreu de 22 a 25 de agosto no Clubm ed Rio das Pedras, em Mangaratiba, litoral fluminense, imediatamente após a Sunglasses Business Point. A rede, que contabiliza hoje 570 lojas, além de outros 100 pontos de venda em fase de instalação, reuniu na quinta edição de seu evento cerca de 900 pessoas, entre franqueados, funcionários e fornecedores. Dois palestrantes foram destaque do evento: o professor do MBA da Fundação Getúlio Vargas e autor do livro Venda muito mais (publicado pela Editora Gente), Claudio Tomanini, e o técnico da seleção brasileira de futebol, Luiz Felipe Scolari. Outro ponto alto ficou por conta do workshop sobre maquiagem e óculos com o maquiador Fernando Torquatto. A feira de fornecedores contou com 26 empresas e a festa de encerramento, na noite de 24 de agosto, foi marcada pelas premiações às franquia de melhor performance e o show do cantor Latino.

O presidente da Carol, Ronaldo Pereira, comanda o evento O diretor de expansão, Tom Lyra

Francesco Santachiara (Luxottica)

Leonardo Riekstins (GO) Gabriel Sasaki (Safilo)

Na festa de encerramento, a homenagem aos franqueados de maior desempenho

O palestrante Claudio Tomanini

O técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari

Divulgação

O cantor Latino fechou a noite

16

VIEW 134

setembro:outubro 2013


ref: AH6194S G22 | Visite seu oftalmologista regularmente. www.oculosanahickmann.com.br


aconteceu o que anda acontecendo por esse mundo afora

Ana Hickmann: inspiração Oriente

Divulgação

A apresentadora e ex-m odelo Ana Hickm ann, que assina sua coleção de óculos com a GO, recebeu a im prensa na m anhã de 29 de agosto no restaurante Dalva & Dito, na região dos Jardins, em São Paulo para apresentar sua nova coleção, cujo tem a é o Expresso Oriente.

Ana Hickmann entre Marina Fernandes e Leonardo Riekstins (GO)

Foernges lança Oliver Peoples A rede gaúcha prom oveu em 6 de agosto um coquetel para clientes e am igos em sua Maison, localizada no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, para lançar a m ais nova coleção de seu portfólio: a Oliver Peoples, m arca californiana distribuída no Brasil pela OptiClass.

Guilherme e Bruno Foernges (Óptica Foernge) com Carlos Guilherme (OptiClass)

18

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br

Rômulo Valente

A família Foernges: Salete, Bruno e Guilherme


C A R R E R AW O R L D . C O M

C A R R E R A

6 0 0 0 / 6 0 0 2


aconteceu o que anda acontecendo por esse mundo afora

Festa de óculos em Nova York Durante a sem ana de m oda novaiorquina, a m arca holandesa de jeans G-Star Raw prom oveu um a badalada noite, com a presença de várias celebridades, no The High Line Hotel, para lançar sua nova cam panha, estrelada pelo guitarrista e com positor da banda britânica Kasabian, Sergio P izzorno, e a bailarina norte-am ericana Keenan Kam pa, e tam bém apresentar sua coleção de óculos, recém -lançada em parceria com a Marchon.

ow do reality sh Celebridade xt top model, America’s ne y Alexander Miss Ja

O DJ Paul Se vig música na no ny comandou a ite da marca holandesa de jeans em No va Yo

rk

Nash andesa Kate A cantora irl

son Beckford O modelo Ty

Theo Wargo/Getty Images

a da nova campanh no, Os rostos da Sergio Pizzor ico ús m o w, pa G-Star Ra Keenan Kam e a bailarina

O cantor norteamericano de R&B, Ne-Yo

20

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


Absurda no cinema A Absurda, m arca da Optical Designs, levou o treinam ento para o cinem a e escolheu as salas de exibição para apresentar sua nova série de workshops, batizada de “Cinema Absurda”, cujo prim eiro tem a é A moda e o design no varejo. A prim eira sessão ocorreu em 13 de agosto em São Paulo, m ais precisam ente no Cinem ark do Shopping Metrô Santa Cruz, zona sul da cidade, com a presença de consultores ópticos e lojistas. O beat boxer Fernandinho Beat Box foi um dos convidados especiais da m anhã Absurda.

Thiago Grava (Optical Designs)

www.revistaview.com.br

Maria Thereza Mello (Ótica Lunette) saúda seus convidados

Maria Thereza e Vicente Mello celebram as três décadas de Lunette

Divulgação

Em 29 de agosto, a Ótica Lunette, sediada no Alto da Lapa, zona oeste de São Paulo, com em orou seus 30 anos de existência em um a noite especial com clientes e am igos.

Martin Acevedo, o Índio (Optical Designs)

Maria Thereza Mello entre o restaurateur e apresentador de tevê Olivier Anquier e a atriz Adriana Alves

setembro:outubro 2013 VIEW 134

Beto Mellão

Três décadas de Lunette

Fernandinho Beat Box, convidado da manhã de cinema da Absurda

21


especial

tudo sobre a versão 2013 2009 da do Sunglasses salão francês Business de óptica Point

Mais solar, impossível Texto Andrea Tavares Fotos Andrea Tavares e Divulgação

Colírio para os olhos e para as vitrines: belas imagens e bons negócios no evento mais solar da óptica brasileira. Afinal, é um privilégio e tanto poder trabalhar em um cenário tão especial como o do Club Med Rio das Pedras, em Mangaratiba, em mais uma Sunglasses Business Point, organizada pela Excalibur Savaget Promoções. A sexta edição foi realizada de 18 a 22 de agosto em condições climáticas para lá de favoráveis - além das belas noites de lua cheia com baladas programadas para todas as noites. Desde que voltou a ser realizada em agosto, no ano passado, e retomou a fórmula original com menor número de expositores, resgatando o DNA da exclusividade, além de aprimorando a programação e a infraestrutura, a feira amadureceu rapidamente e tem se mostrado uma interessante alternativa de bons negócios para empresas expositoras e lojistas de todo o país. Neste ano foram 27 expositores, divididos em duas áreas de exposição, sendo que uma delas foi totalmente renovada para esta edição, ganhando ares de sofisticação, além de um lounge na área externa. O total de público foi levemente inferior quando se compara com a edição do ano passado. Mesmo assim, a maioria esmagadora dos expositores não tinha do que reclamar e, ao final da feira, registrou e celebrou bons resultados. Comentava-se por lá que boa parte do varejo brasileiro não teve um excepcional primeiro semestre em termos de vendas e, por isso, alguns convidados optaram por declinar da feira. Além disso, grandes fornecedores promoveram eventos internacionais algumas semanas antes e tiveram várias redes brasileiras como convidadas, que aproveitaram o momento para reforçar seus estoques. O fato é que cada vez mais uma feira de negócios bem-sucedida é aquela que envolve um riquíssimo e dedicado trabalho de preparação, o tal do pré-feira. Isso vale para todos os atores do negócio: começa pelo organizador do evento, que precisa cuidar bem de todos os detalhes para receber bem e investir muito na qualidade do público convidado e assegurar-se da sua presença; passa pelo expositor, que deve cuidar para que seus lançamentos estejam prontos ou cheguem a tempo, pensar em atrativas estratégias comerciais, pré-agendar seus atendimentos etc. e também pelo visitante, que, para maximizar sua participação, deve preparar suas ações de compra, analisando seus estoques e a necessidade de alterar algum aspecto do mix de produtos, avaliando a necessidade de estabelecer novas parcerias comerciais, resgatar outras e manter também investir nas que estão dando certo. O encontro já está marcado para o próximo ano. A sétima edição da Sunglasses Business Point ocorrerá de 17 a 21 de agosto.

22

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


De 18 a 22 de agosto, parte da óptica brasileira esteve reunida no Club Med Rio das Pedras, em Mangaratiba, litoral flum inense, para m ais um a Sunglasses Business Point. Com 27 expositores e cerca de 200 varejistas, a sexta edição fica m arcada pelo saldo positivo dos negócios, am adurecim ento do evento e dias de m uito sol, fazendo da feira de Angra definitivam ente a m ais solar da óptica nacional.

O ritmo das noites Safilo em noite Sm ith A Safilo promoveu um luau na primeira noite de feira para criar o clima do seu principal lançamento na feira: a coleção de óculos esportivos Smith Optics. O show foi da banda Gullivera.

Expositores Arkótica Biz

Filipe Pontes: fazendo rir com as imitações dos atores Tony Ramos e José Wilker

Brazilian Lab Brevil Design Essilor Fasano Fenícia GO Invicta JR Adamver Lenço Mágico Luxx Magnum Marchon Marcolin Master Glasses Mello Optinew Optisol Optview Óticas Carol Safilo Stepper Tecnobrasil Vanin Wilvale De Rigo Wilson

Encanta Marisa: animado tributo à cantora encerrou o evento

Batuque digital: o projeto que mixa samba a música eletrônica com muita maestria sacudiu a segunda noite

Tributo a Marisa Monte O grupo Encanta Marisa, liderado pela vocalista Roberta Espinosa, encantou os convidados com o repertório inteiramente dedicado a uma das musas da música brasileira. A noite de encerramento foi patrocinada pela Safilo.

GO: risadas e batuque A noite que foi capitaneada pela Atitude, marca do portfólio da GO, começou com o show do comediante Filipe Pontes, o Plim Plínio do global Zorra Total, e foi coroada com a energia do sensacional Batuque Digital.

setembro:outubro 2013 VIEW 134

23


especial

tudo sobre a versão 2013 da Sunglasses Business Point

da A equipe Marcolin

Saskia Stepper (Stepper) entre Cesar e Ricardo Tavano (Stepper Brasil)

Luis Gustavo Maia (Masson e Óptica Confiança, Porto Alegre) entre Wilson Escudeiro e Fábio Monzillo (Wilvale De Rigo)

e Luca Pacheco n) Marcelo anna (Marcho Dalla Z

Eliane Gonçales e Joyci Lin (GO) Gustavo Martins, Fabiano Moraru e Nelson Alvarenga (Brazilian Lab)

Diego Ossiama, Boni Bezerra, Rui Lima, Ricardo Giovanneti, Marina Abreu, Gabriel Sasaki, Mario Kesegi e Renata Pereira (Safilo)

Luciano Szaf ir, o novo rosto Azzaro, posa da com Alexandre e Roberto Katz (Arkótica )


especial

tudo sobre a versão 2013 da Sunglasses Business Point

Cesar Bierrenbach, Kako e Adolfo Breternitz (Brevil Design)

Celso Ideriha (Fenícia) e Marcelo Dias (Morel) rava, Thiago G rélio u Marco A arez Santos, Ju aniel D Rezena, an Iv Teixeira, Eric Cavilha e R (J Teixeira r) Adamve

Odino Ciambelli, Norton Labes, Angelo Carneiro e Daves Davoli (Luxx)

Leandro Es cu e Antonio deiro Chaves (Wilvale D e Ri Junio Macedgo), Fernando Ca o e rdoso (Centro Belo Horiz Visão, on Wilson Escu te) e (Wilvale D deiro e Rigo)

sa e Laís Sou o Leopold s e Guimarã lasses) G (Master

Ricardo Oscar, Gislene Oliveira e Michel Diasi (Mello)

Tom Crespo e Paulo Osório (Optinew) Carla de Barros e Thyrso De Philippis (Biz)


a óptica no mundo um giro pelo universo da óptica

A óptica morde a maçã Nos últimos dois meses, Nova York foi brindada com novos top projetos de varejo óptico. O primeiro é a estreia da grife alemã de design óptico Mykita nos Estados Unidos, com seu primeiro ponto de venda na cidade que nunca dorme. Já a Sunglass Hut, com presença maciça no país e um dos carros-chefe da divisão de varejo da corporação italiana Luxottica, inaugurou no começo de setembro sua loja-conceito no Times Square, a região da cidade com maior circulação de público.

Divulgação

Experiência inovadora: a nova loja da Sunglass Hut no coração de Nova York tem até vitrine com sistema digital 24 horas para provar e comprar óculos

Sunglass Hut Times Square. O ponto de Nova York que melhor traduz uma de suas descrições (“a cidade que nunca dorme”) recebeu no início de setembro a loja mais high tech da Sunglass Hut, localizada no número 1540 da Broadway (esquina com a 45 th Street). Tudo tecnologicamente pensado para proporcionar a mais sedutora experiência de compra aos consumidores. No meio da loja, há uma área batizada de “Sunglass Bar” (do inglês, “bar de óculos solares”), onde os consumidores podem provar os óculos à vontade e compartilhar fotos em seus perfis de

redes sociais. Além disso, o clima high tech fica por conta de um telão gigante de led, que “anima” o ambiente em uma orquestração com os sistemas de iluminação e música. Mas as atrações não param por aí. Fica do lado de fora da loja, que tem área de 130 metros quadrados e estoque de cerca de 1,6 mil óculos solares, o maior e mais tecnológico chamariz: a Eye Candy, sistema 24 horas instalado na vitrine para que os consumidores provem os óculos digitalmente e possam comprá-los por meia de uma tela touch screen. continua

28

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


a óptica no mundo um giro pelo universo da óptica

Mykita: a primeira loja nos Estados Unidos fica no Soho, em Nova York, e é a oitava da grife de design óptico no mundo

A óptica morde a maçã Mykita A marca alemã chega aos Estados Unidos ao abrir uma loja no descolado bairro do Soho (no número 109 da Crosby Street). Esse é seu oitavo ponto de venda pelo mundo: são quatro na Europa (Berlim, Paris, Viena e Zurich), dois na América Latina (Monterrey, México, e Cartagena, Colômbia) e um na Ásia (Tóquio). O projeto arquitetônico segue o mesmo conceito das lojas da rede com elementos como a parede branca com fundo iluminado que expõe os óculos e móveis com rodinhas que, além de servirem de “estoque ambulante”, também fazem as vezes de balcões de atendimento. Um toque final à arquitetura dessa loja é a iluminação noturna da tubulação de metal aparente no teto - hoje apenas algo decorativo (no passado, tratava-se do sistema anti-incêndio do local) e que remete à origem industrial do imóvel. Tratando de aspectos técnicos, o ponto de venda conta com um laboratório equipado com tecnologia de ponta montado em parceria com a Carl Zeiss Vision. Os consumidores são atendidos por consultores ópticos optométricos que elaboram “perfis ópticos” customizados para cada cliente e fazem a adaptação exata da armação e das lentes ao rosto dos usuários.

Divulgação

Especialização: consultores desenvolvem perfis ópticos customizados dos clientes em mais um ponto de venda com a tradicional parede branca de fundo iluminado que expõe os óculos, marca registrada das lojas Mykita

30

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


hall of gente famosa e seus óculos

Frames

Celebridades que desfilam seus óculos diante dos flashes Fotos J. Egberto

A armação semiflutuante prata foi uma boa escolha para o secretário de segurança do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, por conta do cabelo grisalho e dos olhos claros

O estilo aviador também é a preferência do ator Márcio Garcia para os solares

32

VIEW 134 setembro:outubro

Muito boa a escolha do ator Rafael Zulu com os solares de linhas urbanas e frontal chapado

A atriz Juliana Knust aposta em solares fashion mais delicados, com acetato e linhas mais leves. Tudo a ver com seu estilo


A funkeira carioca Valeska Popozuda engrossa as fileiras dos amantes do aviador Ray-Ban

A VIEW já mostrou algumas vezes que o integrante dos Titãs, o cantor Branco Mello, é fã de armações de receituário marcantes. Os mais rigorosos podem se ressentir que esta da foto encobre suas sobrancelhas, mas, de forma geral, o estilo Wayfarer de grau lhe caiu muito bem

Cheia de estilo. Bem mais fina que a sua personagem Suelen, da top novela global Avenida Brasil, Ísis Valverde arrasa nos solares redondinhos de linhas robustas e marcantes

A empresária Vera Loyola, ícone-mor da sociedade emergente que eclodiu na década de 90 no Rio de Janeiro, emoldura seu rosto com belos solares Miu Miu

www.revistaview.com.br

A atriz norteamericana Heather Graham capricha nos solares de acetato rosado e proporções avantajadas


eric gozlan

espaço do eric

tecnologia com Eric Gozlan

A receita, o

ponto de partida o óptico francês está estabelecido em Curitiba com a óptica eric Gozlan Lunettes

O colunista eric Gozlan conclui a série que apresenta a importância da receita como fonte de informações valiosas sobre o cliente e seus futuros óculos, ponto de partida e tanto para um atendimento de qualidade, capaz de conquistar a confiança até do cliente mais difícil. Muito mais que fornecer o grau, a receita é uma fonte de informações muito mais valiosas a respeito do cliente e de seus futuros óculos. Comece seu atendimento sempre pela receita. É obvio, mas muito eficiente, porque, pelo fato de conter o nome do cliente e o do especialis-

Dica 3: o grau prescrito Se você faz parte do time de profissionais que “transforma” o grau diretamente em defeito visual para então traduzi-lo em marca ou tipo de lente, está passando muito longe de fazer uma venda de valor agregado. O grau prescrito pelo oftalmologista deve refletir o modo de vida do dono da receita e não apenas o defeito visual. Não importa que ele seja presbita, míope, hipermetrope ou astigmata: a prescrição do grau é fonte para obter todas as informações do dia a dia do cliente. O míope, por exemplo, não enxerga de longe, mas em que condições irá usar seus óculos: o dia inteiro ou apenas para ir ao cinema? Vai praticar esporte com a mesma armação ou precisará de mais um par? Um presbita, certamente, vai necessitar de lentes multifocais para seu dia a dia, mas e se esse mesmo presbita adora ler deitado na cama? Será que óculos com lentes multifocais serão confortáveis para ele? As condições que usará os óculos, a prática de esportes (ou não), se fica predominantemente em ambientes ensolarados (ou não), a necessidade de mais de um par e eventuais incômodos visuais são questões que irão orientar seu atendi36

VIEW 134

setembro:outubro 2013

p

e ar t

2

ta, abre as portas para que o consultor óptico estabeleça com mais facilidade uma relação de confiança com o cliente. Na edição anterior, apresentei as duas primeiras dicas (o nome do cliente mais a data da receita emitida) e agora trago duas novas dicas. mento em função do grau prescrito sobre as diversas soluções possíveis e complementares. Quem se limita apenas a ler o grau para definir em seguida uma marca ou um tipo de lente, reduz as possibilidade para corrigir com perfeição o defeito visual do seu cliente. O grau também influencia o tipo de armação: quanto mais alto, menor deverá ser a armação, a fim de preservar a estética e o conforto.

Dica 4: as observações Muitas vezes, o médico faz algumas anotações no final da receita que poderão ser úteis para a escolha das lentes. É uma forma de economizar tempo para escolher entre as diversas marcas de lentes ou ao explicar um tratamento, afinal, o médico já os recomendou. Boas vendas!

positivo, operante! Quer conversar sobre esses e outros assuntos técnicos com Eric Gozlan? Faça contato espacodoeric@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


dicas & estratégias

desempenho profissional em jogo

Crise ou oportunidade

nas mídias

sociais?

Cada vez mais a credibilidade de uma empresa está nas mãos dos consumidores e, em tempos de redes sociais, um comentário negativo tem muito mais repercussão quando comparado à propaganda boca a boca. A professora do Provar, Cynthia Polzer, analisa essa questão e traz dicas de como gerar oportunidades na crise. Artigo Cynthia Polzer Ilustração Paty Chequetti

Uma premissa bem conhecida do marketing determina que um cliente satisfeito compartilha sua experiência positiva com três pessoas, enquanto o insatisfeito divide sua frustração com, em média, dez pessoas. Mas essa máxima mudou. Ou melhor, a matemática dessa máxima mudou: agora, com as mídias sociais, o consumidor divulga seu descontentamento em canais como Facebook, Twitter, ReclameAqui e tantos outros, atingindo um número muito maior de pessoas, prejudicando a imagem da empresa e afastando possíveis compradores. Por aqui, a reclamação pode chegar a ainda mais pessoas. Segundo um estudo da empresa de pesquisa de mercado TNS, o brasileiro é extremamente engajado e mantém uma média de 230 amigos, enquanto a média global é de 120 amigos.

Nova realidade - Por que o consumidor reclama nas mídias sociais? Esse é um reflexo da baixa eficiência do serviço de atendimento tradicional (como telefone e e-mail) e, principalmente, do poder das mídias sociais, que amplificam o alcance das reclamações a amigos, conhecidos e, em alguns casos, à imprensa. Há inúmeros casos de reclamações que tiveram as redes sociais como ponto de partida e alcançaram também jornais, revistas, sites e 38

VIEW 134

setembro:outubro 2013

programas de notícias em canais abertos de tevê. Um dos mais conhecidos é o episódio com o consumidor Oswaldo Borelli, que teve problemas técnicos com sua geladeira Brastemp recém-comprada (leia os detalhes em http://goo.gl/70FgFC). Após três meses tentando resolver a questão, produziu um vídeo contando sua saga, postou no YouTube e compartilhou no Twitter, colocando a empresa entre os quatro assuntos mais comentados do mundo nessa rede. Com tamanha repercussão, que atingiu também veículos tradicionais como as revistas Exame e Época Negócios e sites como Uol, Terra e IG, o problema foi solucionado pela empresa cinco dias após a publicação do vídeo.

O que se pode aprender com esse caso? • O consumidor está a apenas um clique das empresas. • As mídias sociais amplificam a voz do cliente, cuja reclamação alcança um número cada vez maior de pessoas. • Não dá mais para uma empresa tentar se esconder atrás do seu tradicional serviço de atendimento ao cliente por telefone e não ter presença nas mídias sociais. • É preciso estar atento àquilo que falam da empresa, produtos ou serviços. • O novo consumidor não é apenas o jovem antenado.

Crítica = oportunidade - Diante disso, como evitar a propaganda negativa? O caminho é atender bem os clientes com produtos e serviços de qualidade. Além disso, é importante não apenas ouvir as reclamações, mas fazer algo com essa informação. As críticas devem ser encaradas como oportunidades para melhorar produtos e serviços. As empresas devem utilizar as mídias sociais a seu www.revistaview.com.br


• •

favor, identificando as oportunidades e revertendo as críticas. Algumas dicas podem ser úteis: • Monitorar as mídias sociais, procurando menções à empresa em sites como Facebook, Twitter, ReclameAqui etc. • Tratar o caso de maneira privada, solicitando um e-mail ou telefone para contato e buscar a solução conversando diretamente com o consumidor. Divulgar o problema ao público apenas quando tudo estiver solucionado e o cliente reconquistado. Responder com rapidez, ainda que seja para pedir mais informações ou dizer que está analisando o caso. Nada de ofender o consumidor. Ironias e insultos pessoais podem criar uma revolta contra a empresa, mesmo que o cliente não tenha razão na reclamação. Demonstrar interesse em resolver. O consumidor pode ficar ainda mais insatisfeito se notar que a empresa fez pouco caso de seu problema. Assumir o erro. Se houve alguma falha, admitir publicamente o erro e comunicar a solução encontrada depois de conversar com o consumidor.

É importante que as empresas estejam cada vez mais atentas às mídias sociais e adotem uma postura de diálogo, abrindo mão do controle e construindo um relacionamento legítimo, baseado na transparência.

A professora Cynthia Polzer é formada em Comunicação social com ênfase em marketing pela Universidade Anhembi Morumbi e especialista em Gestão estratégica de comunicação organizacional e relações públicas pela Escola de Comunicações e Artes (Eca) da Universidade de São Paulo (USP). Atua como palestrante e consultora estratégica de redes sociais, novas mídias e comunicação. positivo, operante! Quer conversar mais sobre crise e oportunidade nas mídias sociais com a professora Cynthia Polzer? Escreva para revistaview@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br


Richard Vinic fala sobre varejo

Simples assim! André Penteado

Richard Vinic

varejo & experiência

Richard Vinic é palestrante, consultor, professor e apaixonado pelo m undo das com pras

Aos poucos, a simplicidade vem ganhando espaço no meio empresarial brasileiro. Em uma de suas recentes edições, a revista Exame tratou do tema A era da simplicidade em matéria de capa, trazendo alguns exemplos de corporações brasileiras que aderiram a esse conceito. Observando o atual fluxo dos processos nas empresas, alguns pesquisadores identificaram que os funcionários ficam reféns dos processos estabelecidos e trabalham para esses processos, quando deveria ser o contrário, isto é, o processo servindo para a realização das atividades. Vale refletir como é complexo para o cliente realizar a troca de um produto, solicitar um cartão de relacionamento de algumas empresas de varejo ou até mesmo fazer alguma solicitação ou reclamação. A conclusão a que se pode chegar é que determinados setores criam processos complexos para se proteger. A gigante norte-americana Apple e a rede sueca de móveis Ikea são boas representantes desse conceito. Na Apple, a simplicidade já começa pelos produtos. A concepção do iPhone evidencia isso, a começar do único botão para acessar todas as funções do aparelho. Outro aspecto é que, a cada lançamento de um modelo de celular, a empresa não cria novos nomes: todos são iPhone, o que muda apenas é a numeração do aparelho. Simples assim! Já no caso da Ikea (um exemplo de operação similar no Brasil é a Tok & Stok), desde a definição de seu posicionamento, estratégias de marketing e comunicação, fica visível como a busca pela simplicidade é um direcionador estratégico. A sua meta é ser uma opção de varejo em que o cliente encontre móveis e acessórios para casa com valores acessíveis e sem abrir mão do design, o chamado conceito de “design democrático”. Passa por aí a meta de oferecer uma experiência de compra ao cliente, mas, para que o compromisso de entregar toda essa proposta de valor seja atendido, o cliente é “convidado” a fazer sua parte, transportando tudo o que compra e fazendo ele mesmo a montagem das peças. De novo, simples assim! Esses dois exemplos são um convite para você exercer um olhar critico sobre a sua óptica. A fim de facilitar o relacionamento e estreitar laços, verifique se é possível simplificar alguns procedimentos a que os clientes são submetidos nos diferentes contatos que fazem com a loja. Ao conversar com a equipe, possivelmente você vai perceber novas oportunidades de aderir a esse conceito. Ser simples não é ser simplista, mas eliminar barreiras, facilitar as coisas, tornando as atividades mais práticas e, consequentemente, a vida do seu cliente. Simples assim!

Mauro Nakata

positivo, operante! Está a fim de falar mais sobre varejo com Richard Vinic? Faça contato varejoexperiencia@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

40

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


mondo marca

a tradução do universo das marcas

A fabricante alem ã de canetas-tinteiro que revolucionou a escrita no início do século 20 é hoje sinônim o de elegância, status e bom gosto, com equilíbrio entre o trabalho artesanal, a tecnologia e o acabam ento de joalheria. Tudo para fazer modelo MB0400 001 instrumentos de escrita perfeitos. Texto Graziela Canella Concepção Andrea Tavares

O produto antes do nom e

O começo de tudo: a pioneira Rouge et Noir, da Simplo

Em 1906, o comerciante da cidade alemã de Hamburgo, Alfred Nehemias, e o engenheiro berlinense August Eberstein retornaram de uma viagem aos Estados Unidos fascinados por uma novidade: a caneta-tinteiro. Com o desenvolvimento da indústria e dos transportes, instrumentos de escrita portáteis eram necessários, mas até então era difícil imaginar que uma caneta pudesse ter seu próprio compartimento de tinta embutido, dispensando os tinteiros da época. A invenção, porém, ainda precisava ser aperfeiçoada. De volta a Hamburgo, a dupla se associou a um empresário do ramo de papelaria, Claus-Johannes Voss, para iniciar a produção de uma versão alemã das canetas-tinteiro. Ainda com o nome Simplo Filler Pen Co., a empresa apresentou em 1908 seu primeiro modelo, chamado Rouge et Noir (do francês, “vermelho e preto”, já que a caneta era preta com um detalhe vermelho na extremidade da tampa). O nome foi inspirado no título da obra literária do escritor francês Stendhal (O vermelho e o negro) e a promessa era a de uma caneta com escrita sem manchas e vazamentos. O nome Montblanc só surgiu em 1909, quando a Simplo lançou um novo design, que incorporou várias melhorias ao modelo Rouge et Noir. A referência à montanha mais alta da Europa era uma analogia ao avanço na tecnologia e na técnica artesanal que a novidade representava. O desenho na tampa da caneta, uma espécie de estrela branca de seis pontas arredondadas, que representa a neve sobre o pico da montanha, antecipava o que viria a ser o emblema da marca. Em 1913, a caneta já era um best seller na Alemanha e em outros países, e a empresa passou a se chamar Montblanc Simplo GmbH.

Primeira casa: fachada antiga da sede em Hamburgo

42

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


4810: a altura do Mont Blanc gravada na pena

Obra-prim a O grande avanço tecnológico na história da Montblanc ocorreu em 1924, com o lançamento da Montblanc Meisterstück (do alemão, “obraprima”). Produzido em resina de alta qualidade na cor preta e decorado com três anéis de metal banhados a ouro, o modelo fez jus ao nome e permanece um clássico até hoje, ganhando espaço permanente no acervo de design do Museu de Arte Moderna (MoMA), em Nova York. Em 1929, seu bico de ouro ganhou a gravação “4810”, em referência à altura em metros do Mont Blanc. Já o número “149” designa a classificação do tamanho da pena, de 27 milímetros. Outra inovação importante neste ano foi a instituição da garantia vitalícia, assegurando que uma peça passe de pai para filho por várias gerações. Nobreza: modelo Meisterstück de platina

Casal real: edição limitada Wedding Pen Monaco, usada pelo Príncipe Albert 2º e sua noiva Charlene Wittstock

Patrono das artes: a Montblanc Max Reinhardt, produtor e diretor de teatro austríaco

A chegada ao varejo Somente em 1919, a empresa inaugurou sua primeira butique própria, em Hamburgo, com venda exclusiva de canetas e outros produtos como papéis, lápis e tinta, em formato precursor das lojas-conceito de marcas de luxo. Logo também foram inaugurados pontos de venda em outras cidades da Alemanha, além de Londres, Paris e Barcelona. Nesse período, a publicidade norte-americana inspirou a empresa a lançar campanhas inovadoras - como a pintura de canetas gigantes nas laterais de aviões e até um painel na fachada de um prédio na capital francesa. No final dos anos 20, os produtos Montblanc já eram comercializados em mais de 60 países. Outra expansão na linha de produtos se deu em 1935, com a abertura de uma oficina perto de Offenbach, na Alemanha, que fabricava pequenos artigos de couro como estojos e cadernos.

Versão esferográfica: linha Escritores com o autor norteamericano William Faulkner

Desenvolvim ento e apoio às artes Depois da Segunda Guerra Mundial, nos anos 40, a empresa recebeu apoio do ministério da Fazenda alemão para reconstruir suas fábricas e escritórios, tal era sua importância para o país. A década seguinte foi dedicada à pesquisa e ao aprimoramento da qualidade das matérias primas, especialmente plásticos que se tornaram mais resistentes e passaram a ter um brilho mais duradouro. Nos anos 60, além do sucesso da Meisterstück, a Montblanc passou a dedicar-se ao lançamento de novos designs, mais leves e esguios. Em 1977, a marca foi adquirida pelo grupo inglês Dunhill, tornou-se nome consolidado no mercado de luxo e, em 1986, lançou o slogan “Montblanc, the art of writing” (isto é, “a arte da escrita”), reafirmando seu compromisso com o apoio às artes, à literatura, à dança e à música. Desde então, lançou inúmeras edições limitadas em homenagem a escritores e personalidades consideradas “patronos das artes” em seu tempo. Até hoje, a empresa realiza doações a festivais, exposições, concursos e instituições como o Museu Contemporâneo de Hamburgo. A década de 90 começou com a inauguração da primeira loja em Hong Kong, em 1992; três anos depois, São Paulo foi escolhida para sediar a primeira loja das Américas, antes mesmo dos Estados Unidos, na esquina das ruas Oscar Freire e Haddock Lobo, ponto nobre da região dos Jardins. Em 1997, ingressou no segmento de relógios de luxo, e foi adquirida pelo conglomerado de luxo suíço Richemont, detentora de marcas como Cartier e Piaget. E = mc2: Edição limitada Albert Einstein

Literatura: edição limitada em homenagem ao escritor italiano Carlo-Collodi, o criador do Pinóquio

Edição Escritores de 2013: tributo ao escritor francês Honoré de Balzac


mondo marca

a tradução do universo das marcas

O segredo do sucesso

Power pen: em 1963, o chanceler da Alemanha Ocidental Konrad Adenauer e o presidente John Kennedy, em assinatura de acordo com uma Montblanc

O processo de fabricação rigoroso e a fórmula da resina utilizada para obter um corpo lustroso - cuja composição é mantida em segredo - são alguns dos processos que garantem a qualidade e a exclusividade das canetas Montblanc. As 60 etapas de produção de uma única peça podem levar um mês de muito trabalho manual que resultam em uma escrita de precisão absoluta. Se as duas metades da pena cortadas com lâminas de diamante não forem perfeitamente alinhadas, a escrita é comprometida. Além disso, cada peça é rastreada por um sistema intitulado Quo Vadis (do latim, “para onde vais?”), por meio da gravação de numerações a laser que permitem registrar a identificação do cliente no momento da compra e ainda rastrear canetas em pontos de venda não autorizados. No centro financeiro de Wall Street, em Nova York, as canetas Montblanc foram apelidadas de “power pen” (do inglês, algo como “caneta poderosa”), já que são usadas na assinatura de acordos importantes. O preço dos modelos, com diversos revestimentos como ouro, aço inoxidável, fibra de carbono, além de diamantes, rubis, esmeraldas e safiras, varia de € 300 até € 125 mil, valor atribuído a um modelo cravejado com 4.810 brilhantes.

Pronúncianta da

. Por co “Mon-BLÔ do meio cesa, o “t” origem fran ção “-anc” e a termina ce re a p sa e d observação “ã”. Outra s a n e p a ra vi a marca: é a grafia d importante c”, em uma “Montblan a. única palavr

Embaixador: o astro norte-americano Nicolas Cage na inauguração de uma loja da marca em Xangai Casa da caneta: atual sede da Montblanc, na cidade alemã de Hamburgo

www: Montblanc virtual A Montblanc de hoje Depois da comemoração de seu centenário, em 2006, a Montblanc expandiu as linhas de produtos e aproximou-se do público feminino, com o lançamento de joias, perfumes, carteiras, bolsas, óculos e também modelos de canetas mais delicados. Nomeou embaixadores conhecidos do público, como o ator norte-americano Nicolas Cage e a cantora lírica britânica Katherine Jenkins. Atualmente, soma mais de 380 lojas próprias e 9 mil pontos de vendas em 90 países, incluindo cerca de 200 joalherias credenciadas e nove lojas próprias no Brasil – em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Campinas e Brasília. Estima-se que o país tenha em torno de 400 mil usuários das canetas Montblanc. Mesmo com um portfólio de mais de 3 mil itens, a marca tem mais de 45% de seu faturamento na venda dos instrumentos de escrita, seguida por relógios (30%) e acessórios de couro (20%). Ainda sob comando do conglomerado Richemont S.A., registrou faturamento de € 672 milhões e lucro de € 109 milhões em 2010. 44

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.montblanc.com www.facebook.com/montblanc www.twitter.com/montblanc_world www.youtube.com/user/montblanc


mondo marca

modelo MB0419 01B

Tributo: Montblanc Heritage Collection 1912

Tradição e tecnologia

Joias para os olhos

Em setembro, a Montblanc lançou no Brasil o modelo Heritage Collection 1912, tributo a um período de inovações promovidas pela marca na escrita e na tecnologia. Para seu desenvolvimento, os mestres-artesãos da Montblanc exploraram novas possibilidades de engenharia e design para construir um mecanismo que controla dois movimentos complexos da pena - retrátil e por enchimento de pistão - com o simples movimento de puxar o cone. De resina preta e tampa de madrepérola, com detalhes polidos folhados a platina, o modelo é inspirado na pioneira caneta-tinteiro Simplo Safety Filler.

Em abril de 2001, a Montblanc anunciou acordo com a italiana Marcolin para criação, produção e distribuição de sua linha de óculos, composta por modelos de receituário e solares - a licença foi renovada em 2010. A marca inspira uma coleção luxuosa com variedade de estilos, elegância discreta e atenção aos detalhes. Além dessas características, detalhes clássicos das canetas também surgem em algumas hastes de óculos, como o trio de anéis dourados da Meisterstück e a estrela branca.

modelo MB0415 20F

modelo MB0396 028

Ícones • A estrela branca de pontas arredondadas, que rem ete ao pico dos alpes franceses, o Mont Blanc • A caneta Meisterstück • O slogan “The art of writing” • A garantia perm anente • As edições lim itadas em tributo a escritores e patronos da arte

modelo MB0409 16A modelo MB0416 25F

modelo MB0406 98J

46

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


Varilux S series®, Varilux S 4D®, Varilux S fit®, Varilux S design® e Varilux S design short® são marcas registradas da Essilor International.

NOVA GAMA DE LENTES VARILUX. EQUILÍBRIO EM MOVIMENTO COM AMPLO CAMPO DE VISÃO.

Até hoje nenhuma lente multifocal havia sido capaz de eliminar o efeito de flutuação sem prejudicar a amplitude dos campos de visão. Varilux S series rompe esta barreira com uma nova concepção em lentes multifocais. As novas tecnologias Nanoptix e SynchronEyes, presentes em toda a linha Varilux S series, proporcionam equilíbrio em movimento com amplos campos de visão. A versão Varilux S 4D valoriza a experiência de compra de óculos pois explora um parâmetro inédito de personalização medido pelo Visioffice: o olho dominante, que aprimora o tempo de resposta visual, proporcionando ao usuário foco imediato. É a visão absoluta que os usuários de lentes multifocais sempre buscaram.

VISÃO ABSOLUTA. SAC 0800 727 2007 | www.varilux.com.br


NOVAS LENTES DE CONTATO

1-DAY ACUVUE ® TRUEYE

®

O QUE VAI ROLAR HOJE, SKATE? CINEMA? BALADA? ENCARE O SEU DIA A DIA COM AS LENTES DE CONTATO 1-DAY ACUVUE® TRUEYE®. LIBERDADE DE MOVIMENTO COM CONFORTO, PRATICIDADE E A SENSAÇÃO DE ESTAR SEM LENTES DE CONTATO.

SAÚDE COM CONFORTO

SENSAÇÃO DE ESTAR SEM LENTES DE CONTATO. AGENTE HIDRATANTE QUE AJUDA A PREVENIR A SENSAÇÃO DE RESSECAMENTO1,3

SAÚDE COM PRATICIDADE

MAIS FRESCOR E PRATICIDADE SEM ESTOJINHOS E SOLUÇÕES DE LIMPEZA2

SAÚDE PREVENTIVA

PRÓXIMO A 100% DE UVB E MAIS DE 96% DE UVA3

SAÚDE QUE SE VÊ

CLINICAMENTE COMPARÁVEL À SAÚDE OCULAR DE ESTAR SEM LENTES DE CONTATO1,4

C O N S U LT E S E U O F TA L M O L O G I S TA E E X P E R I M E N T E

PARA MAIS INFORMAÇÕES, LIGUE PARA 0800-7274040. Senofilcon A - 1ACUVUE® OASYS® com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620045, 2ACUVUE® OASYS® para ASTIGMATISMO com HYDRACLEAR® PLUS: Reg.ANVISA 80148620054, 3ACUVUE® OASYS® com HYDRAC Reg.ANVISA 80148620052, 71-DAY ACUVUE® MOIST para ASTIGMATISMO: Reg.ANVISA 80148620064, 8ACUVUE® 2 COLOURS: Reg.ANVISA 80148620013, 9ACUVUE® CLEAR: Reg.ANVISA 80148620021 e 10ACUVUE® BIFO hipermetropia (presbiopia em regime de monovisão) afácica ou não afácica. LC Esféricas Coloridas8: Miopia, hipermetropia (presbiopia em regime de monovisão) afácica ou não afácica. LC Bifocais10: Presbiopia afácica ou não a condições ou doenças oculares, como lentes de proteção para a córnea, a fim de aliviar o desconforto e servir como uma cobertura de proteção. O médico Oftalmologista informará se o usuário apresenta essa condição, pode o médico Oftalmologista. Contra-Indicações: Qualquer inflamação, infecção, doença ocular, lesão ou anormalidade que afete a córnea, conjuntiva ou pálpebras. Qualquer doença sistêmica que venha a afetar os olhos ou se podem se desenvolver rapidamente e causar perda da visão. Em caso de desconforto visual, lacrimejamento excessivo, visão alterada, vermelhidão nos olhos ou outros problemas, retirar imediatamente as LC e contatar o Of nos olhos. Desconforto quando a LC for colocada pela primeira vez. Sensação de que há algo no olho (corpo estranho, área raspada). Lacrimejamento excessivo, secreções oculares incomuns ou vermelhidão dos olhos. Acui problema, deve RETIRAR IMEDIATAMENTE AS LENTES e contatar o Oftalmologista. Posologia: Uso prolongado1,2,3,5,8,10– Um a 7 dias/6 noites de uso contínuo, inclusive durante o sono. Uso diário1,2,3,4,5,8,9,10 – Períodos inferiores a À PRESCRIÇÃO MÉDICA (LC colorida plana). Johnson & Johnson Industrial Ltda. Rod. Pres. Dutra, Km 154 - S. J. dos Campos, SP. CNPJ: 59.748.988/0001-14. Resp. Téc.: Evelise S. Godoy – CRQ No. 04345341. Mais informaçõ Usuário. A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

1. CHAMBERLAIN, P.; MORGAN, P. et al. Comfort and physiological response of neophytes with a daily disposable silicone hydorgel contact lens. Presentation at BCLA Conference 2009. 2. MEYLER, J.; VEYSAND, J. Do new daily disposable lenses improve patient comfort? Optician. 2006; 6046(231): 34-6


ACLEAR® PLUS (Bandage): Reg.ANVISA 80148620058, Galyfilcon A - 4ACUVUE® ADVANCE® com HYDRACLEAR®: Reg.ANVISA 80148620026, Etafilcon A - 5ACUVUE® 2: Reg.ANVISA 80148620019, 61-DAY ACUVUE® MOIST®: OCAL: Reg.ANVISA 80148620016, Narafilcon A - 111-DAY ACUVUE® TRUEYE® com HYDRACLEAR® 1: Reg.ANVISA 80148620065. Caixas com 306,7, 61,2,3,4,5,8,9,10 ou 28 lentes de contato (LC). Indicações: LC Esféricas1,4,5,6,9,11: Miopia, afácica associada ou não a miopia ou hipermetropia. LC Tóricas2,7: Astigmatismo afácico ou não afácico associado ou não a miopia ou hipermetropia. LC Terapêuticas3: As lentes de contato podem ser prescritas, em determinadas endo prescrever medicações adicionais ou programação de substituição para a condição específica. O usuário nunca deve tratar qualquer condição, usando lentes de contato ou medicação para os olhos, sem primeiro consultar er agravada pelo uso de LC; reações alérgicas das superfícies oculares ou anexas. Qualquer infecção ativa da córnea; olhos vermelhos ou irritados. Precauções e Advertências: Problemas oculares, incluindo úlceras de córnea, ftalmologista. Usuários de LC devem consultar seu Oftalmologista regularmente. Não usar o produto se a embalagem estéril de plástico estiver aberta ou danificada. Reações Adversas: Ardor, coceira ou sensação de pontada idade visual deficiente, visão embaçada, arco-íris ou halos ao redor de objetos, fotofobia, ou olho seco, podem ocorrer caso as LC sejam usadas continuamente ou por tempo excessivamente longo. Se o usuário relatar algum a um dia de uso enquanto acordado. Descartáveis diárias6,7,11 – uso único. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA REFRACIONAL (LC com grau), VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA (LC terapêutica plana), UTILIZAÇÃO SUJEITA ões sobre uso e cuidados de manutenção e segurança, fale com seu Oftalmologista, ligue para Central de Relacionamento com o Consumidor: 0800-7274040, acesse www.acuvue.com.br ou consulte o Guia de Instruções ao

-6. 3. RUSTON, D.; MOODY, K. A daily disposable designed for healthy contact lens wear. Optician. 01.10.09: 34-37CLMTruEye. 4. BRENNAN, N. Beyond Flux: Total Corneal Oxygen Consumption as an Index of Corneal Oxygenation During Contact Lens Wear. Optometry and Vision, Vol. 82, No. 6, June 2005

© Johnson & Johnson do Brasil Indústria E Comércio de Produtos Para Saúde Ltda. SETEMBRO/2013


vitrine o que há de novo no mercado

Mormaii

Flexxxa II

48 3216 2000 A inspiração vintage e o formato gatinho são fortes referências da coleção, que ganham roupagem moderna com cores, transparências, detalhes irreverentes e grafismos.

modelo Flexxxa II 436 473 33

O clássico desenho aviador do modelo unissex ganha novas versões, com estilo moderno e cores ousadas nas lentes.

Guará

Filosofia Marca de destaque no segmento de eyewear esportivo nacional, a Mormaii nasceu do desenvolvimento de roupas de neoprene para a prática do surfe. Tudo começou em 1975, em Garopaba, litoral de Santa Catarina, por iniciativa do gaúcho Marco Aurélio Raymundo, o Morongo, para driblar as baixas temperaturas das águas do litoral catarinense.

modelo Guará 435 505 96

Nunki

modelo Nunki 434 443 36 modelo Speranto Fit 438 737 93

Para um visual mais agressivo, uma referência aos esportes radicais, o modelo tem formato máscara em versão urbana e atual.

Snapper

Novidade na linha Tween - destinada ao público adolescente, de meninos entre 9 e 12 anos - o modelo propõe composições de cores divertidas e atraentes.

modelo Snapper 437 180 33

Divulgação

Modelo unissex nascido na plataforma 3.0, que possibilita conforto e ajuste perfeito ao rosto ainda que com design de linhas retas, que remetem ao estilo streetwear (do inglês, “moda de rua”). Destaque da coleção, conta ainda com um estojo exclusivo que inclui opção extra de hastes intercambiáveis de tons contrastantes.

Modelo esportivo de linhas suaves que integra a linha Xperio de óculos solares com as lentes polarizadas da Essilor.

Falcon modelo Falcon 429 556 11

Speranto Fit

Com nome inspirado no lobo-guará, o novo modelo resgata o design clássico da Mormaii.

50

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


OS OLHOS QUE SUAS CLIENTES SEMPRE SONHARAM...

...E O CONFORTO QUE ELAS PRECISAM POR ATÉ 16 HORAS . 1,2,3

FreshLook e OPTI-FREE PureMoist* a combinação completa para usuários de lentes de contato. ®

®

Para adquirir as lentes de contato coloridas FreshLook , os produtos ALCON Vision Care e materiais de merchandising, contate hoje seu representante de vendas Alcon . ®

®

®

www.freshlook.com.br Para informações sobre soluções Opti-Free :

Para informações sobre lentes de contato:

®

Referências: 1. Data on file, Alcon Research Ltd. 2. Lally J, Ketelson H, Borazjani R, et al. A new lens care solution provides moisture and comfort with today’s CLs. Optician. 2011. Available at http:// business.highbeam.com/410120/article-1G1-252396346/new-lens-care-solution-provides-moistureand-comfort. Accessed June 1, 2011. 3. Davis J, Ketelson HA, Shows A, Meadows DL. A lens care solution designed for wetting silicone hydrogel materials. Poster presented at: ARVO; May 2010; Fort Lauderdale, FL. As lentes de contato, mesmo se usadas por razões estéticas, são dispositivos médicos que só devem ser usadas sob a supervisão de um oftalmologista. Sérios problemas de saúde nos olhos podem ocorrer como resultado de compartilhamento de lentes de contato. Veja as instruções do produto para o uso completo, cuidados e informações de segurança. Registro Anvisa: FreshLook ColorBlends 10006850027, FreshLook Colors 10006850027 e FreshLook One Day 80153480055 e Opti-Free PureMoist* 80147540182 © 2013 Novartis Junho/2013. ®

®

®

®

®


vitrine o que há de novo no mercado

modelo Wood Series 04 Premium Collection black

Evoke 690 11 3034 3

modelo Wood Series 01 Premium Collection black

a tão compost Evoke, até en ora a ag d a d h o o an g W A linha s solares, o el d o m r o te p a de “Wood exclusivamen uário, batizad it ce re sonalidade ão rs a sua ve n”. Com per o ti ec ll o C ium duzidas Series Prem peças são pro as , hastes de ão aç ic e sofist l de metal e ta n o fr m co te, ui cinco artesanalmen A linha incl a. ad ic if rt bre ce opções de madeira no com quatro m u a d ca s, aro olas flex e modelos de s, além de m te as h as n eira tons de mad alérgico. silicone anti e d as et plaqu

modelo Wood Series 02 Premium Collection gold

produção brasileiro e te en 01 lm ta n to ada em 20 Com desig ca foi fund ar m a a, n é e alia no Moraru artesanal it ian e Fabia em D ela s p ão a m sc ir u pelos Lab. A b a Brazilian guras el fi p a m íd co u ib distr parcerias as e te an nst oda e da inovação co a arte, da m d , n ig ra es d do de lançado renomadas ca o papel ar m à m re fe música con as. ci ên d n de te

Cam panha Para a campanha publicitária da Jimmy Choo nesta temporada, a atriz Nicole Kidman mudou o visual e apareceu com cabelo estilo chanel, em tom escuro. As fotos foram feitas pelo sueco Mikael Jansson, inspiradas em protagonistas sedutoras do cinema noir e nas musas do mestre Alfred Hitchcock.

modelo Flash pink

52

VIEW 134

setembro:outubro 2013

0800 7012097

modelo Wood Series 03 Premium Collection gun

Jimmy Choo

Divulgação

F ilo so fia

modelo Flash blue

Inspirado na fragrância de mesmo nome, a série de óculos Flash, da Jimmy Choo, se destaca pelo brilho dos cristais Swarovski, as lentes dégradés e um ousado efeito de glitter no frontal. A ideia é fazer jus ao nome, criando efeitos de luz ao refletir a luz do sol ou de flashes dos paparazzi, em situações mais glamourosas. Filosofia Fundada pelo designer malasiano Jimmy Choo em parceria com a ex-editora de acessórios da Vogue britânica, Tamara Mellon, a marca de sapatos tem sede no Reino Unido e tornou-se mundialmente famosa especialmente por conta da obsessão da personagem Carrie Bradshaw (interpretada por Sarah Jessica Parker), do seriado norte-americano Sex and the city, pelos modelos da grife. Atualmente, a grife tem direção criativa de Sandra Choi e sua linha de óculos é produzida e distribuída mundialmente pela Safilo. www.revistaview.com.br


S ORT EAJ UDA, MAS . . .

I NVE S TI RÉOQUERE S OL VE .

L i gueF á c i l : www. es s i l or s ol ut i ons . c om. br

S er v i ç oéonos s onegóc i o. S omosmui t os ér i osni s t o.


vitrine o que há de novo no mercado

modelo MMDiva DXW ADV

Max Mara 0800 701 2097 Na comissão de frente da nova coleção de óculos da grife italiana está o modelo MM Diva, inspirado no design chic e estruturado das roupas da Max Mara nesta temporada. O estilo oversized (termo em inglês para looks de proporções avantajadas), de linhas marcantes, está disponível em cores clássicas e naturais como havana, blond, cinza e preto. Filosofia Considerada a primeira grife de prêt-à-porter da Itália, a Max Mara foi fundada por Achille Maramotti em 1951 - quando as célebres Gucci e Prada ainda se dedicavam apenas a artigos de couro. Conhecida pelo estilo clássico e sofisticado de suas roupas, que parecem feitas sob medida, tem por filosofia manter o nome da marca em destaque, e não o de seus estilistas - apesar de já ter contado com nomes como Karl Lagerfeld, Giambattista Valli e Narciso Rodriguez em sua equipe de estilo. A licença de sua coleção de óculos é da Safilo.

Cam panha Apesar de incorporar uma verdadeira diva nos anúncios da Max Mara, na “vida real” sua protagonista faz o estilo “girl next door" (ao pé da letra, “garota da porta ao lado”, expressão em inglês para definir uma mulher normal, como a que mora na casa ao lado). Atriz dedicada e mãe em tempo integral, a norte-americana Jennifer Garner é estrela das campanhas de roupas e acessórios da marca italiana nesta temporada, clicada pelo renomado fotógrafo italiano Mario Sorrenti em uma região de galpões industriais do bairro de Chinatown, em Nova York.

Crizal Prevencia 0800 7272007 Finalista na categoria de lentes oftálmicas do Silmo D’Or 2013, a Crizal Prevencia é a primeira lente anti-reflexo transparente que oferece proteção seletiva contra a luz azul-violeta nociva e os raios ultravioleta. Presente em ambientes internos, a luz azul-violeta é emitida por lâmpadas fluorescentes, lâmpadas de LED brancas e equipamentos como computadores, tevês, tablets e smartphones e pode causar desconforto e danos à visão em longo prazo. Tecnologia As lentes Crizal Prevencia bloqueiam os raios ultravioleta e filtram a luz azulvioleta nociva de forma seletiva, graças à tecnologia Light Scan, que permite a entrada da luz essencial que ajuda a regular o relógio biológico e o ciclo de sono do corpo, prevenindo o envelhecimento precoce e reduzindo a mortalidade das células da retina. Além disso, conta também com as propriedades Crizal contra reflexos, arranhões e manchas.

Filosofia Fabricada e distribuída pela Essilor desde 1993, a gama de lentes com tecnologia anti-reflexo Crizal oferece maior transparência e nitidez. Disponíveis em diversas categorias, as lentes Crizal ainda repelem água e poeira e proporcionam proteção até 25% maior contra os raios ultravioleta. 54

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


vitrine o que há de novo no mercado

modelo Nevermind 9010549316 modelo Nevermind 9010562533 modelo Seattle 9010219616

HB Hot Buttered 11 4591 8600 modelo Seattle 9010262433

modelo 9301800233

Entre os principais lançamentos da HB estão os modelos masculinos criados em tributo ao movimento grunge, estilo musical alternativo que nasceu na cidade norte-americana de Seattle e foi trilha sonora de várias “tribos” da década de 90, incluindo a do surfe. Nomes como Nevermind, o icônico álbum da banda Nirvana, batizam armações de receituário e óculos solares. Além dessa linha, a HB também apresenta novas armações de receituário esportivas, leves e resistentes, ideais para adeptos dos esportes radicais. Filosofia

Divulgação

modelo 9301950433

Uma das mais conhecidas marcas do surfwear mundial, a HB Hot Buttered foi criada em 1971 pelo surfista australiano Terry Fitzgerald, que começou com a produção de pranchas que se adequassem ao seu estilo inovador e arrojado sobre as ondas. Com linhas de roupas e acessórios, a marca concentra a produção de suas coleções de óculos no Brasil, em parceria com a Suntech Supplies, que exporta para mais de 20 países.

Varilux Comfort f360º New Edition 0800 7272007 As lentes Varilux Comfort agora oferecem novas opções de personalização com o lançamento da Varilux Comfort f 360º New Edition. Com a tecnologia Fit, antes disponível somente nas lentes do topo da linha Varilux, agora a categoria Varilux Comfort também conta com medidas personalizadas e performance para diferentes armações e fisiologias, a partir da medição da distância exata do centro de rotação do olho (CRO) do usuário. O resultado é uma visão mais nítida e precisa em todos os campos, especialmente para perto. Filosofia A linha Varilux Comfort integra a gama de produtos com o nome Varilux, criação de Bernard Maitenaz, que lançou a primeira lente multifocal da Essilor, em 1959. Democrática e de fácil adaptação, a categoria Varilux Comfort atingiu o marco de 100 milhões de pares de lentes vendidas em 2009.

56

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


Divulgação

modelo Hemline Scarlet Fade Sienna

Smith 0800 7012097 A Safilo começa a comercializar no Brasil a Smith Optics, marca que é referência no segmento de óculos para prática de esportes ao ar livre nos Estados Unidos e opção para quem busca modelos esportivos com desempenho, apelo jovem e variedade de estilos para os públicos feminino e masculino em um amplo leque de cores e lentes de alta tecnologia.

modelo Hemline Apple

modelo Mastermind Black n Blue Blue Sol

modelo Tiptoe Blue Lagoon

A tecnologia das lentes dos óculos da Smith

Filosofia A história da Smith teve início no estado norteamericano de Idaho, nos anos 60, quando o ortodontista Bob Smith começou a desenvolver máscaras feitas com lentes térmicas e espuma, iniciativa pioneira que permitia a respiração e a circulação do ar. Desde então, a marca mantém a constante busca pela inovação - ao longo de 45 anos, foi a primeira marca a lançar máscaras com lentes intercambiáveis e a integrar capacetes com goggles (termo em inglês que denomina as máscaras de neve ou motociclismo, por exemplo). Adquirida pela Safilo no início da década de 2000, atualmente oferece uma linha diversificada que inclui óculos para sol, neve, esportes de velocidade e outros itens, além de armações de receituário e até óculos de proteção balística, fornecidos para o exército dos Estados Unidos.

www.revistaview.com.br


www.facebook.com/revistaview www.twitter.com/revistaview www.revistaview.com.br


coluna do miguel

miguel giannini

dicas do óptico mais famoso do país

Cabelos e óculos, duas paixões

femininas

o óptico mais famoso do país

positivo, operante! Quer conversar sobre esses e outros assuntos com Miguel Gianinni? Faça contato colunadomiguel@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001

www.revistaview.com.br

Fernanda Guedes

Pelo olhar da psicologia, cabelos representam a sensualidade feminina. Mesmo sem ter consciência dessa premissa, a maioria das brasileiras é ligadíssima em cores, volumes, estilos e comprimentos. Nunca houve tantos salões de cabeleireiro, sem falar no frequente lançamento de centenas de produtos específicos para cabelos. Mas eu e muitos de vocês não podemos nos queixar: as mulheres também adoram óculos e, a cada ano, novos contingentes de jovens - e outros nem tanto - procuram o modelo de receituário ou de sol que vai fazer toda diferença. O que sempre recomendo a todas as clientes é observar as características dos seus cabelos. Cabeleiras volumosas lisas ou crespas, por exemplo, devem ser levemente afastadas do rosto a fim de que olhos e óculos consigam ter a presença que merecem, evitando visuais que provoquem sombras em qualquer parte do rosto. Cortes com franja curta requerem muito cuidado com a cor do cabelo: se forem escuros e as sobrancelhas grossas, o ideal é uma armação colorida ou metálica dourada ou prateada servindo como “ponto de luz” sobre os olhos. O importante é sempre destacar os olhos em vez da armação. No caso dos franjões, cores também são interessantes, mas é importante cuidar para que a franja não cubra um dos olhos, o que pode forçar a visão do olho descoberto. O uso de spray específico ou pomada pode afastar as mechas alguns centímetros e manter a visão livre de interferências externas. Os lisos e longos podem ser cuidados da mesma forma, levemente afastados, deixando livre a parte superior do rosto. Apesar de ocuparem praticamente o mesmo espaço no rosto, cabelos e óculos podem conviver muito bem juntos. É só observar algumas regrinhas básicas. E assim continuarão fazendo muitas mulheres felizes.

setembro:outubro 2013 VIEW 134

59


iniciativas e idéias do varejo

atitude

Crianças e esportes, os novos focos de Miguel Giannini O público infantil e os praticantes de esporte que precisam usar óculos são os alvos dessa nova iniciativa do óptico que é também colunista da VIEW. Um dos destaques é a área destinada às crianças, que agora podem desfilar seus óculos em uma passarela exclusiva.

A hora e a vez das crianças: passarela e área exclusiva

O terceiro andar do casarão de estilo neoclássico no tradicional bairro paulistano do Bexiga, que sedia a Miguel Giannini Óculos, a loja do óptico Miguel Giannini, ganhou espaços especiais e exclusivos de atendimento, após uma renovação do espaço, em junho. A óptica em si, onde Giannini e sua equipe atendem, está instalada no primeiro andar, enquanto o Museu dos Óculos Gioconda Giannini fica no segundo andar. São três novos ambientes em uma área de 90 metros quadrados. O primeiro é destinado às crianças, com poltroninhas, pufes, mesas para jogos e desenho, além de uma passarela de três metros de comprimento, decorada com espelhos e

Divulgação

Atendimento especializado: Miguel Giannini em ação com o público infantil

www.revistaview.com.br

setembro:outubro 2013 VIEW 134

61


atitude

iniciativas e ideias do varejo

iluminação colorida, para desfiles e fotos da criançada. A segunda área de atendimento reúne coleções de óculos para todas as modalidades esportivas, principalmente óculos de natação e máscaras para mergulho de silicone aderente prontas para receber lentes de grau, produto exclusivo de Giannini. Uma sala para atendimento privado, com acesso restrito por elevador, é o ambiente que completa a expansão.

Vip: a sala para atendimento privado

Nicho esportivo: produtos exclusivos para os praticantes de esportes que precisam de correção visual

Carol: ação com blogueira

Caçadora de looks Carol: tudo para despertar o desejo do consumidor

62

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br

Divulgação

Chama-se Caçadora de looks a ação da Óticas Carol, que contratou a blogueira de moda e beleza Claudinha Stocco para literalmente caçar looks pelas ruas de São Paulo e harmonizálos ou contrastá-los com armações de receituário e óculos solares vendidos nas lojas da rede. Em seis episódios - que podem ser conferidos no canal da Carol no youtube (http://goo.gl/98Vqk5) -, a blogueira sugere modelos e dá dicas de como usar e abusar dos óculos para mudar ou até mesmo para obter um visual mais elaborado.


LANÇAMENTO 0 1 13 0 3 7 . 8 8 8 8

@l u x x b r a s i l

/ l u x x b r a s i l


editora da VIEW e m aníaca por óculos

64

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Kriz Knack

andrea tavares

um outro olhar as impressões de andrea tavares

A visão de volta Setembro chega ao fim e ficará registrado na minha vasta memória, entre outras ocorrências, como o mês em que consegui resgatar minha visão. Ainda nos anos 60, nasci com uma visão de águia. Até os 20 e poucos anos, enxergava tudo com precisão absoluta e a uma distância admirável. Até por isso e pela minha essência escorpiana, desenvolvi minha capacidade de observação. O mundo era um grande cenário que eu registrava com as “lentes dos meus olhos”. Mas a carreira de jornalista começava e, em 1990, despedi-me (com muita felicidade) do tormento das máquinas de escrever para ingressar no universo da informática. Mesmo em era pré-PC, achava aquele computador jurássico com monitor de fósforo verde o máximo da modernidade. Até que, meses depois, percebi que algo estava muito errado quando as luzes da sala de cinema se apagaram e o filme começou a ser exibido. Minha visão tinha deixado de ser um primor. Rapidamente, não bastava apertar os olhos para conseguir enxergar. A miopia chegou com -1.5D e avançou em progressão geométrica. Em menos de um ano, já batia os quase -4.0D. Não gostava de usar óculos, até porque não havia a oferta de hoje e tive de me conformar com um modelo redondinho de acetato roxo seguindo o estilinho do líder do Paralamas do Sucesso, Herbert Vianna - na época, era o que havia de mais top nas ópticas brasileiras. Isso me fez uma escrava das lentes de contato que, na época, não eram dotadas da super tecnologia de hoje. Eis que, em 1992, a possibilidade de operar a miopia com médicos mais que renomados gratuitamente fez brilhar meus olhos. Encarei a ceratotomia radial, o jeito mais primitivo de corrigir cirurgicamente a miopia e, por conta disso, minhas córneas têm risquinhos e marquinhas - ou, usando, o termo mais radical, cicatrizes - que são só delas, como uma tatuagem. Por anos, tive uma vida visual ótima. Já neste século, com o mundo bem mais amigável em termos de estilo para os usuários de óculos e eu há alguns anos já militando na óptica, o uso contínuo de computador trouxe de volta o fantasma da visão borrada. Logo ficou claro que o astigmatismo (que se tratava apenas de um resíduo mínimo após a cirurgia de miopia) começava a dar as caras, acompanhado da hipermetropia. Por um lado, era tudo que eu precisava para investir na minha coleção de óculos, que hoje deve bater a casa de uma centena de peças (sem contar os solares).

Mas, por outro lado, os anos passaram e a deficiência foi aumentando. Em 2010, saí do consultório do especialista com a sensação de que teria de me conformar com a visão não tão perfeita, mesmo de óculos. O acentuado astigmatismo deixava o meu mundo todo borrado... Mas o pior é que, pouco mais de um ano depois, comecei a ter dificuldade de escrever. A tela do computador, tão minha amiga, tinha se tornado minha algoz; as letras, de pretas passaram ao cinza, e os pixels pareciam mais separados do que deviam. Até que o publisher da VIEW, Flavio Bitelman, voltou de uma feira internacional com uma novidade: os óculos com “regulagem” instantânea de grau dotados de um botãozinho de cada lado que, ao ser girado, faz um líquido no interior da lente equacionar o melhor grau, uma inovação chamada Adlens. Provei e, ao girar o botãozinho até o final, consegui enxergar perfeitamente, mas não dei muita bola. Deixei-os na gaveta por uns meses até o dia que a visão borrada me fez lembrar daqueles óculos lá guardados. Passei a usá-los para trabalhar até que chegou a hora de voltar ao especialista. Mal entrei no consultório, mostrei os tais óculos e disse-lhe que queria lentes para enxergar daquele jeito. Sim, os +3,75D tanto no olho esquerdo como direito, sem qualquer correção para o astigmatismo, trouxeram de volta a minha acuidade visual. Final feliz: agora eu comemoro a precisão e o conforto visual com minhas novas armações, vendo o mundo de um jeito bem mais feliz! ☺ positivo, operante! Quer trocar ideias com Andrea Tavares? umoutrolhar@revistaview.com.br Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP 05414-001 www.revistaview.com.br


WWW.ARNETTE.COM


economia & mercado

raio-x da experiência de consumo de óculos nos Estados Unidos

Como o norte-americano

compra óculos Pelo sexto ano consecutivo, a Jobson Optical Group realiza a pesquisa Padrões de consumo de óculos e exames visuais, resultando em interessantes dados sobre a compra de óculos. Independentemente do país, as informações são um grande balizador para quem apreciá-las como fonte de dados para novos projetos.

A hora da verdade: a compra

66%

De primeira: 66% compraram seus óculos na primeira óptica em que entraram

Tempo médio de compra dos óculos 4% 7% 9%

17%

28%

Tradução, adequação e texto Andrea Tavares Arte Débora Nascim ento

35% Quando o assunto é comprar óculos, o consumidor médio norte-americano é objetivo e decide-se rápido. É o que revelou a sexta edição da pesquisa Padrões de consumo de óculos e exames visuais realizada em março pela Jobson Publishing com mais de 6 mil usuários de óculos. Mais de dois terços da população (exatos 66%) comprou na primeira loja que entrou em busca de novos óculos ou na mesma óptica ou clínica onde fez seu exame de vista. Vale ressaltar que no país de Barack Obama as práticas comerciais e profissionais são bem mais abertas (porém, muito bem regulamentadas e conduzidas com seriedade), isto é, além de a optometria ser uma profissão reconhecida há muito, optometristas e oftalmologistas podem comercializar óculos

66

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Menos de 15 minutos

1 hora a 2 horas

16 a 29 minutos

2 horas ou mais

30 minutos a 59 minutos

Não sabem

72%

Tempo médio: 72% escolheram sua armação e lentes em menos de uma hora www.revistaview.com.br


A compra do segundo par

82% x 18%

90%

O segundo par: oito entre dez, isto é, 82% compraram apenas um par de óculos da última vez que foram à óptica. Apenas 18% compraram dois óculos ou mais

80%

82%

70% 60% 50% 40% 30% 20% 10%

18%

0% Um par de óculos

28%

Aproveitou algum tipo de promoção na loja

Não sabe/Não lembra

10%

Atraídos pela promoção: 28% aproveitaram algum tipo de promoção na loja na hora de comprar seus óculos

62%

Não

28%

Sim

0%

2 pares de óculos ou mais

10%

20%

30%

40%

50%

60%

70%

Promoções mais utilizadas

48%

Outros Pague um, leve dois: apenas 22% optaram pelo estilo de promoção “Pague um, leve dois”

22%

Desconto da Associação norteamericana de aposentados

6%

Pague um e leve grátis um par de solares com lentes prescritivas

6%

Exame grátis mediante compra dos óculos Pague um, leve dois 0%

15% 22% 20%

40%

60%

setembro:outubro 2013 VIEW 134

67


economia & mercado

raio-x da experiência de consumo de óculos nos Estados Unidos

O que escolheu primeiro? em suas lojas e/ou clínicas e ópticas estão habilitadas a manter uma clínica para exames de visão. O estudo foi conduzido entre 6.775 pessoas durante o mês de março recrutadas por email, que preencheram online um questionário de cerca de 20 perguntas sobre quatro diferentes aspectos: visão global do ato de comprar óculos, apoio na decisão da compra (seja do consultor óptico ou de um acompanhante), atitude em relação ao material de ponto de venda e uso do seguro saúde. A condição para que participassem era usar armações de receituário e/ou óculos solares com lentes prescritivas. Veja nesta e nas próximas páginas os pontos altos desse estudo que tem por objetivo promover anualmente um raio-x da experiência de consumo de óculos nos Estados Unidos.

4% Armação Lente

32%

52%

Estilo combo (armação+lente) Não sabe

12%

52% Estética: 52% escolheram, primeiro a armação e, depois, as lentes

64%

Conhecimento de causa: 64% sabiam em que óptica iriam comprar seus óculos antes mesmo de começarem a procurar por novos óculos

O que é mais importante: armação ou lentes? 45% 40% 35%

40%

38%

30%

40%

25% 20%

20%

15% 10% 5%

1%

0% Importância igual

68

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Armação

Lente

Armação ou lente: 40% afirmaram que a decisão pela armação e a lente tem a mesma importância

Não sabe

www.revistaview.com.br


economia & mercado

raio-x da experiência de consumo de óculos nos Estados Unidos

O apoio na decisão de compra

Qualidade do atendimento 2%

O atendim ento nas ópticas dos Estados Unidos está bem cotado pelo consum idor. Um total de 84% considerou-o excelente ou bom

84% 44%

55%

14%

Mais da metade avalia como muito importante ou importante a consultoria profissional para a sua decisão final

35%

49%

Om bro am igo: 44% tiveram a seu lado um fam iliar ou um am igo na hora de escolher seus óculos

Exelente

Razoável

Bom

Medíocre

Entre os que foram acompanhados à óptica, 40% consideram que a opinião desse familiar ou amigo tem um peso muito importante em sua decisão. Já 47% consideram que a opinião de seu acompanhante é apenas importante

40% x 47%

Marketing: o material de ponto de venda

44% x 30% 86%

Quando o assunto é material de ponto de venda, enquanto 44% o avaliaram como extremamente ou muito útil na hora de escolher suas novas armações na loja, esse percentual fica em 30% na hora de decidir pelas lentes

Bem inform ados: 86% revelaram que dispunham de inform ações suficientes ao com prar seus óculos

Quanta informação você tem na hora de comprar seus óculos

5% 7%

Não sabe Informação insuficiente Informação na medida certa Muita informação

86% 2%

0%

Seguro-saúde

20%

40%

60%

80%

100%

Uso do seguro-saúde

1% Não usou 7% Não sabe

O plano de saúde tem um peso e tanto nos Estados Unidos: 69% o empregaram tanto para fazer seu exame de vista quanto para comprar óculos (armações de grau e lentes ou óculos solares)

69% 70

VIEW 134

setembro:outubro 2013

69%

Exame e óculos Óculo de grau/ Óculos solares

6% Exame 17% 0%

10%

20%

30%

40%

50%

60%

70%

80%

Fonte: a pesquisa Padrões de consumo de óculos e exames visuais versão 2013 da Jobson Optical Group.


foco

o espaço da indústria

Uma visita ilustrada

à Suntech Supplies A equipe da VIEW fez um tour pela fábrica da Suntech Supplies em Itupeva, cidade a 80 quilômetros da capital paulista, para conhecer as linhas de produção das marcas HB Hot Buttered e Secret. Texto Andrea Tavares Fotos Andrea Tavares e Divulgação

Já foi o tempo que o Brasil contava com um considerável polo produtor de óptica. Principalmente de óculos. A abertura às importações no início da década de 90 e a “explosão produtiva” da China instauraram uma nova dinâmica no mercado, cujas empresas passaram a considerar cada vez mais atraente a possibilidade de operar como importadoras, deixando a fabricação de lado. Hoje, mais de uma década mais tarde, com o Brasil figurando como uma promissora terra de oportunidades no cenário mundial, começa-se a fazer o caminho de volta. Mais que pensar em preço, produzir em solo nacional pode representar a velocidade e a qualidade que os negócios cada vez mais exigem para que se trabalhe com a saúde financeira em dia. Um ponto desfavorável de toda essa questão é que a escassez de fábricas deixa o varejo, a outra ponta do negócio, pouco íntimo dos processos produtivos. Afinal, entender os ciclos pelos quais um par de óculos passou até chegar à óptica, prontinho para ser vendido, sempre agrega e traz novas percepções ao trabalho. Foi exatamente por isso que a VIEW mais uma vez em suas páginas compartilha esse assunto. Dessa vez, a gente escolheu por reproduzir os destaques dessa visita de forma ilustrada, isto é, investindo em boas imagens para descrever os melhores momentos desse dia passado na unidade produtiva da Suntech Supplies, fundada há 13 anos e comandada pela família Cornaviera. Aliás, um ponto que vale sempre ser lembrado é que a Suntech Supplies tem a licença mundial para a fabricação dos óculos da HB Hot Buttered. Portanto, em qualquer lugar do mundo que se vá e alguém estiver usando um HB autêntico, esse exemplar tem o Brasil como berço.

Pesquisa e desenvolvimento Após a pesquisa de tendências, as criações pensadas em “caráter estético” ganham uma extensa análise de viabilidade técnica. As inspirações são traduzidas em informações técnicas a fim de que cada modelo lançado alcance os padrões de qualidade da empresa, cujo processo produtivo é certificado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A Suntech Supplies é a única indústria óptica do país a contar com essa certificação técnica.

72

VIEW 134

setembro:outubro 2013

A percepção física Depois de todas as questões técnicas pensadas e resolvidas, uma máquina de estereolitografia (ainda mais precisa que uma impressora 3D) “imprime” a peça, que será mais uma vez averiguada para, então, partir-se para o próximo passo.


Hora de fabricar O protótipo aprovado em termos técnicos, comerciais e de design é o sinal verde para a encomenda dos moldes, que vêm da Itália ou da China.

Império do injetado Por ser uma fábrica que opera exclusivamente com a produção de óculos injetados, a Suntech tem o grilamid como matéria-prima essencial. Exatamente para caracterizar essa vocação, a empresa rebatizou-o com um nome exclusivo: Polytech. A matériaprima chega em grãozinhos, que são aquecidos a 250 graus na máquina injetora a fim de se materializarem em óculos minutos depois.

A colocação da charneira O operador embute a dobradiça na máquina por um processo de descarga elétrica, a uma temperatura de 200 graus.

Laboratório das cores Com os conceitos da nova coleção definidos pela área de pesquisa e desenvolvimento, o profissional das cores entra em ação para desenvolver os tons da estação. Em uma balança de precisão, vai combinando pigmentos para chegar aos tons desejados que, aprovados, têm suas formulações enviadas para o fornecedor das tintas, que irá fabricálos em larga escala e com exclusividade.

www.revistaview.com.br

setembro:outubro 2013 VIEW 134

73


foco

o espaço da indústria

Seção de pintura: o momento arte da produção Há vários processos para pintar e criar efeitos coloridos nos óculos. Uma delas é a pintura com aerógrafo, realizada manualmente. Um recurso interessante é a tela de metal com uma trama cortada a laser, que é colocada na frente do modelo durante a pintura. Com isso, cada peça ganha um trabalho único de cor.

Na sequência, outros pintores aplicam as demais cores necessárias. Cada peça passa por, pelo menos, três funcionários do setor. Pintura concluída, a peça vai receber uma aplicação de verniz, a fim de ganhar brilho e resistência.

A impressão nos óculos Na Suntech, há três métodos de gerar efeitos coloridos nos modelos: impressão por tampografia, impressão digital e impressão a laser (na foto, cada armação é um processo).

O corte das lentes Produzir as armações é apenas uma parte do processo. Há ainda as lentes, especialmente no caso dos óculos solares. A “lapidação”, isto é, o acabamento das bordas da lente para que se ajuste perfeitamente aos aros dos óculos é um processo essencial para garantir qualidade óptica. São duas ferramentas nesse processo: a primeira realiza o corte da lente no tamanho do frontal, enquanto a segunda entra em cena para fazer o acabamento do corte com a máxima precisão.

Preocupação ecológica Um aspecto muito interessante e que vale destaque na visita à Suntech Supplies é a preocupação com o ambiente. Entre outros processos, a água usada na produção é tratada antes de ser descartada. As sobras de grilamid - ou melhor, do Polytech, são usadas na fabricação de protetores de charneiras para evitar que fiquem sujas durante o processo de pintura.

74

VIEW 134

setembro:outubro 2013


foco

o espaço da indústria

Para saborear o olhar: referências à pop art de Roy Lichtenstein e às comidinhas de rua

Making of: PC Siqueira nos bastidores da campanha

Sting ganha rosto brasileiro

Da mesma forma que Police em 2012 com o trio eletrônico Dexterz, o mercado brasileiro ganhou este ano uma campanha exclusiva para a Sting, ambas marcas do portfólio da Wilvale De Rigo. O escolhido da vez é o vlogger (do inglês, palavra que define donos de blogs de vídeos) e apresentador da MTV, PC Siqueira, que obteve repercussão na mídia e alcançou o status de celebridade em 2010 com o canal Maspoxavida no Youtube (goo.gl/vh7PDU). O tema da campanha, concebida pela agência italiana Auge Headquarter, cujos conceitos foram reproduzidos no Brasil pelo fotógrafo Gabriel Wickbold, é “Taste the look” (do inglês, algo como “saboreie o olhar”) com referências à pop art do artista norte-americano Roy Lichtenstein em ilustrações de street food (do inglês, “comida de rua”, promovida à tendência entre os modernos, que elevaram os tira-gostos vendidos em ambientes externos a iguarias cobiçadas entre os descolados).

Essilor dá carros

Chama-se Toma lá, dá carro a nova campanha da Essilor destinada aos consultores ópticos brasileiros. Serão seis carros (entregues na forma de certificados de barra de ouro), 300 iPods Shuffle, 40 iPads e 60 iPhones. Vencem aqueles que acumularem mais créditos nas vendas das lentes Essilor e Brasilor. A promoção começou em 1º de setembro e se estende até 31 de dezembro e é dividida em quatro etapas (uma em cada mês), com a concessão de parte dos prêmios em cada uma delas. Para participar, é preciso se cadastrar no site da promoção (www.tomaladacarroessilor.com.br) e inserir os códigos de barra dos produtos vendidos.

76

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br

Divulgação

em nova promoção


foco

o espaço da indústria

Making of: o restaurante Bar des Arts foi o cenário da primeira campanha de Flávia Alessandra

Flávia Alessandra

para Bulget Resultado: a versão final da campanha

A linha feminina da Bulget tem um novo rosto: a atriz global Flávia Alessandra, que foi fotografada no começo de agosto para sua primeira campanha da marca que integra o portfólio da GO no Bar Des Arts, restaurante no bairro do Itaim Bibi, zona sul de São Paulo. A região francesa da Provença é a inspiração da temporada, destacando a face encantadora e romântica do estilo de vida francês. Na mesma semana, o ator Edson Celulari, garotopropaganda da linha masculina, também foi clicado para a nova campanha em um casarão paulistano. A Bulget sempre mantém celebridades como rostos de suas campanhas, tanto para a versão feminina quanto para a masculina. Antes de Flavia Alessandra, as atrizes Guilhermina Guinle e Daniela Escobar ocuparam o posto. No flanco masculino, Edson Celulari está há anos cativo na posição, que já foi de Fábio Assunção.

78

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Divulgação

Edson Celulari: rosto “cativo” para a linha masculina da Bulget

www.revistaview.com.br


foco

o espaço da indústria

Ana Hickmann trabalhada no Oriente Orient Express: algumas das versões finais da nova campanha de Ana Hickmann que estamparão os materiais de ponto de venda para o varejo

As referências do Oriente Médio, especialmente da cidade turca de Istambul, são o tema da nova campanha da marca de Ana Hickmann, cuja coleção de óculos é comercializada pela GO. Batizada de Orient Express por conta do serviço de trens de luxo, cujo nome pode ser traduzido para o português como “Expresso do Oriente”, que foi criado no final do século 19 e o primeiro da Europa a oferecer vagões-dormitório e vagões-restaurante em seus serviços no trajeto entre Paris e Constantinopla (hoje, Istambul), a campanha foi produzida no final de julho, com fotos de Valério Trabanco em duas locações diferentes de São Paulo: a estação da Luz e o restaurante Chakras, localizado nos Jardins.

Acuvue no ar: filme também procura aumentar a conscientização do mercado consumidor

Benetton

para Luxx

A sensação de estar sem lentes de contato é o mote do anúncio para tevê da Acuvue Trueye, o mais recente lançamento da divisão Vision Care da Johnson & Johnson, que está sendo veiculado nos intervalos dos principais programas da TV Globo na praça de Curitiba, de agosto a novembro. Mais que promover o lançamento, o filme, desenvolvido pela agência Audaz Comunicação e Design, tem por objetivos aumentar a conscientização do público e incentivar o uso correto das lentes de contato, mostrando a protagonista desde a consulta com o especialista até vários momentos de uso. O anúncio também está disponível no canal da Acuvue no Youtube (http://goo.gl/awK1q2).

80

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Divulgação

J&J produz novo f ilme para tevê

Está assinado: a partir de 1º de janeiro, a Luxx passa a comercializar em território nacional a coleção de armações de receituário e óculos solares da United Colors of Benetton, produzida pela corporação italiana Allison. Até então, a Benetton operava sob condições especiais no Brasil: a licença para criação, fabricação e comercialização da coleção da marca no país pertencia à Tecnol. Com a compra da Tecnol pela Luxottica no final de 2011, houve a possibilidade de estender a licença da Allison para Benetton também para o Brasil. A parceria entre as duas empresas iniciada com a marca italiana que tem a polêmica em seu DNA deve render novos frutos no decorrer de 2014, com a adição de outras grifes do portfólio da Allison à linha de produtos da Luxx.

Luxx: Benetton muda de mãos no Brasil


GLAM 103

EYES YOU CAN TRUST CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800-701 -2097


foco

o espaço da indústria

Conexão celebridade O cantor Roberto Carlos: Evoke (Brazilian Lab) modelo Emerson Fittipaldi Signature Series

A atriz norteamericana Olivia Palermo: Givenchy (Wilvale De Rigo) modelo SGV781

ê: Quem, onde, quando, como e porqu a VIEW mostra flashes dos famosos e seus óculos enviados à redação durante a elaboração desta edição.

A vocalista da banda britânica, The Saturdays, Frankie Sandford: Swarovski (Marcolin) modelo SK0022

A cantora Katy Perry: Tommy Hilfiger (Safilo) modelo TH 1187S

O cantor Naldo Benny: DSquared² (Marcolin) modelo DQ0110 01B

O presidente do Barcelona, o espanhol Sandro Rosell: Black Fin (Pramaor Italiana Investimenti) modelo Sensation Black

A celebridade Paris Hilton: Tom Ford (Marcolin) modelo Angelina (FT0317)

A top inglesa Cara Delevigne: Carrera (Safilo) modelo 5001

A atriz Jessica Alba: Carrera (Safilo)

A atriz e modelo britânica Rosie Huntington-Whiteley: Givenchy (Wilvale De Rigo) SGV828

82

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


EXTRAESCURAS

AS LENTES MAIS ESCURAS DA TRANSITIONS Conheça o último lançamento da linha de lentes adaptáveis de uso diário Transitions. As lentes Transitions® EXTRActive™ foram criadas especialmente para proporcionar o maior nível de escurecimento dentre todas as lentes Transitions. Elas têm uma ativação moderada atrás do para-brisa do carro e, em ambientes internos, uma leve tonalidade para proporcionar maior conforto visual. Ambientes Dentro Sob a luz internos do carro forte do sol

Ajude seu cliente a ver o melhor da vida.

Transitions e o “Swirl” são marcas registradas e Transitions EXTRActive e Transitions Lentes Adaptáveis são marcas da Transitions Optical, Inc.©2013. Transitions Optical, Inc. O desempenho fotossensível é influenciado pela temperatura, pela exposição aos raios UV e pelo material das lentes. Fotos meramente ilustrativas.

Transitions.com.br


Junte-se à AbiópticA. A Abióptica é a mais representativa instituição do segmento óptico brasileiro. São mais de 100 empresas associadas, representando mais de 90% do mercado das marcas comercializadas no País. Com intensa atuação, nosso principal objetivo é a união da indústria e varejo, fortalecendo a defesa dos interesses do setor. Resultado disso é a adesão do varejo dentro do Conselho da Abióptica, com a garantia da participação efetiva nos rumos da Associação e da óptica nacional. Como você pode ver, bons motivos não faltam para você se associar. Para mais informações acesse www.abioptica.com.br


os preparativos para a Ajorsul 2013

calendário

Encontro marcado

em

Gramado

Tudo pronto para a 24ª edição da Ajorsul Fair Mercoóptica, a feira de óculos, joias e relógios da serra gaúcha, que ocorre este ano de 26 a 28 de setembro, no centro de eventos Serra Park. O evento é promovido pela Associação do Comércio de Joias, Relógios e Ópticas do Rio Grande Sul (Ajorsul) e o Sindióptica local.

Este ano, são mais de 180 expositores - desse total, 75 são de óptica.

www.revistaview.com.br

Divulgação

Segundo o presidente da Ajorsul, Claudemir Bernardo, a previsão é que o volume de vendas supere a edição passada. E a fórmula adotada em 2012, de expansão do horário de realização do evento (de oito horas para dez horas diárias, passando a funcionar das 10h às 20h) foi bem-sucedida e será colocada em prática novamente este ano. setembro:outubro 2013 VIEW 134

85


calendário os preparativos para a Ajorsul 2013

Setorização e tendências - Um dos destaques da feira este ano é a setorização dos espaços, com a criação da Ajorsul Tech, área dedicada exclusivamente à apresentação de novas tecnologias para máquinas e equipamentos tanto em óptica, como em joias e relojoaria. Na programação, também está marcada para o dia 27 (sexta-feira), às 18h30, o evento Preview Design de Joias e Bijuterias 2014, com lançamento de catálogo e palestra da consultora de estilo Regina Machado. O evento é uma iniciativa do Instituto brasileiro de gemas e metais preciosos), com patrocínio do Sebrae e apoio da Agência brasileira de promoção de exportação e investimentos (Apex Brasil).

Serviços Transfer gratuito de ônibus Porto Alegre – Serra gaúcha – Porto Alegre Diariam ente, em horários pré-definidos*

Aeroporto Salgado Filho - Serra Gaúcha 25 de setem bro (quarta-feira), às 12h e às 18h 26 de setem bro (quinta-feira), às 8h30, às 10h e às 11h30 27 de setem bro (sexta-feira), às 9h e às 10h 28 de setem bro (sábado), às 9h

Serra Park - Aeroporto Salgado Filho 26 e 27 de setem bro (quinta e sexta-feira), às 20h e às 21h 28 de setem bro (sábado), às 20h

Hotéis serra gaúcha - Aeroporto Salgado Filho 29 de setem bro (dom ingo), às 4h, 7h30, às 12h e 17h

Transfer durante a feira (gratuito) Hotéis conveniados - Serra Park: 9h às 13h, a cada 30 m inutos

* Horários extras poderão ser adquiridos com a agência (Liga Turism o) diretam ente no Aeroporto Salgado Filho ou no Serra Park.

86

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Divulgação

Serra Park - Hotéis conveniados: 18h às 21h, a cada 30 m inutos


calendário os preparativos para a Ajorsul 2013

MULTFOCO

HOYA BRASIL

SUNTECH SUPPLIES WILVALE DE RIGO

ARKÓTICA

BLANDINE

LAURO

LABORATÓRIO

JR ADAMVER ALPHALINE OPTISOL

BRAZILIAN LAB

Obs.: informações fornecidas pela Ajorsul em 10 de setembro.

88

VIEW 134

setembro:outubro 2013


agenda e calendário feiras, eventos e cursos

calendário

International Vision Expo West Las Vegas, Estados Unidos inquiry@visionexpowest.com www.visionexpowest.com

Hong Kong Optical Fair Wanchai, Hong Kong exhibitions@hktdc.org www.hkopticalfair.com

Outubro 2a5

Novem bro 6a8

9 a 11 IOFT 2013 Tóquio, Japão ioft-eng@reedexpo.co.jp www.ioft.jp/en/home

agenda

Form ação e reciclagem

profissionais

Provar

Ajorsul Educar

MBA Gestão de franquias

Vendas

Maio Sextas-feiras (14h às 20h) e sábados (8h às 14h) Aulas quinzenais

8 a 16 de outubro Terças e quartas-feiras (9h às 12h ou 19h às 22h)

Óptica Pós-graduação Varejo e mercado de consumo Outubro

Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Gestão de negócios e valorização da em presa Abril

29 de outubro a 19 de novembro Terças e quartas-feiras (9h às 12h ou 19h às 22h) 51 3221 5229 educar@ajorsul.com.br

Terças e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Gestão estratégica de marcas Abril Quartas e quintas-feiras (18h40 às 22h40)

Estude Visão Atendente em óptica (nível interm ediário)

Cursos de extensão P lanejam ento de comunicação aplicado às mídias sociais 8 e 9 de outubro Terça-feira (9h às 18h) e quarta-feira (9h às 13h)

Branding multissensorial no varejo: estética,

25 a 27 de outubro (sexta-feira a domingo) em São Paulo 22 a 24 de novembro (sexta-feira a domingo) em Porto Alegre 51 3225 9114 www.estudevisao.com.br ev@estudevisao.com.br

em oção e design na estratégia da m arca 22 e 23 de outubro Segunda-feira (9h às 18h) e terça-feira (9h às 13h)

O varejo no Brasil e no mundo: cenários e tendências 11 de novembro Segunda-feira (9h às 18h) 11 3894 5004 cursoslabfinprovar@fia.com.br www.provar.org Material didático e certificado emitido pelo Provar/Fia inclusos

Senac

D ivu lgu e e t n e m a t i u grat as r t s e l a p e c ursos n a VIEW

Técnicas de vendas I (conhecim entos básicos em óptica) 19 e 26 de outubro (sábado) 8h30 às 17h30 11 3336 2000 tiradentes@sp.senac.br 90

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Envie as informações para a redação Tel. 11 3061 9025 ramal 108 revistaview@revistaview.com.br www.revistaview.com.br


Abióptica

Auroraeco

Essilor Brasil

Av. Santo Amaro 1386 1º andar São Paulo/SP - 04506-001 11 3045 2090 abioptica@abioptica.com.br páginas 84 e 92

Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 reservas@auroraeco.com.br páginas 34 e 35

Rua Visconde de Ouro Preto 5 2º, 3º e 4º andares Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7272007 sacbrasil@essilor.com.br 4ª capa e página 47

Alcon

Crisótica

Av. Professor Vicente Ráo 90 prédio 122 1º andar São Paulo/SP - 04636-000 0800 7752422 (lentes de contato) 0800 7077993 (soluções) csbrasil@alconlabs.com página 51

Rua Pablo Picasso 18 Curitiba/PR - 81330-310 41 3567 7979 eliseu@fwb.com.br página 93

Anfao Via Petitti 16 Milão - 20149 Itália +39 02 3267 3673 info@anfao.it página 71

Essilor Solutions Rua Visconde de Ouro Preto 5 2º, 3º e 4º andares Rio de Janeiro/RJ - 22250-180 0800 7221222 essilorsolutions@essilor.com.br página 53

Desempenho Rua Barão de Itapetininga 255 sala 814 São Paulo/SP - 01042-002 11 3259 7348 informatica@desempenho.com.br página 89

Excalibur & Savaget Rua México 11 sala 1906 Rio de Janeiro/RJ - 20031-145 21 3478 1999 excalibur@savagetpromocoes.com.br página 60

Fabrique suas próprias lentes!

Fale direto com os anunciantes desta edição

anunciantes

VS e Multifocais Fotossensíveis e Incolores

Entregue o óculos ao seu cliente no mesmo dia! QUALQUER LENTES ACABADA EM

10 MINUTOS

Express System Imagens meramente ilustrativas.

Até 50 pares/dia! • Lentes prontas sem o processo de surfaçagem de blocos. • Sistema preciso sem margem de erro ou oscilação nas lentes. • Qualquer pessoa pode operar o equipamento. • Alta tecnologia com baixo investimento e retorno rápido. O primeiro sistema de confecções de lentes a conseguir dois selos COLTS Seals de certificação internacinal de qualidade óptica. www.revistaview.com.br

DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO

www.fwb.com.br 41 3049 4909

PRODUZ: • Esférico: -6.00 até +6.00 • Cilíndrico: -0.25 até -2.50 • Adição: +1.00 até +3.00 Base digital otimizada automaticamente. novembro 2009 VIEW 100 93


anunciantes

GO

Luxx Brasil

Stepper Brasil

Rua Diogo Moreira 132 cj. 1201 São Paulo/SP - 05423-010 0800 8889029 sac@kenerson.com.br capa e página 17

Rua Claudio Soares 72 cj. 1315 São Paulo/SP - 05422-030 11 3037 8888 sac@luxxbrasil.com.br página 63

Praça São Marcos 624 São Paulo/SP - 05455-050 11 3021 1017 info@stepperbrasil.com.br página 45

Marchon Brasil Hoya Brasil Rua Gotemburgo 190 Rio de Janeiro/RJ - 20941-080 0800 7076575 (RJ) 0800 7022541 (SP) sac@optotal.com.br página 37

Johnson & Johnson Rua Gerivatiba 207 1 6º andar São Paulo/SP - 05501-900 0800 7288281 sacvision@conbr.jnj.com páginas 48 e 49

JR Adamver Rodovia SC 401 km 7,5 6883 Florianópolis/SC - 88050-000 0800 6422001 sac@mormaiisunglasses.com.br páginas 25 e 31

KRB Brasil Avenida Vinte e Dois 1511 Rio Claro/SP - 13500-510 19 3533 7597 sac@krbbrasil.com.br página 57

Look Vision Rua Bento Coelho da Silveira 186 São Paulo/SP - 04330-080 11 5565 4233 lookvision@lookvision.com.br página 39

Luxottica do Brasil Rua Ministro Jesuíno Cardoso 52 São Paulo/SP - 04544-050 0800 7039444 servicos@br.luxottica.br páginas 13 e 65

94

VIEW 134

setembro:outubro 2013

Rua Julio Diniz 49 São Paulo/SP - 04547-090 0800 7071516 sao@marchon.com.br 2ª capa e página 1

Marcolin do Brasil Rua Vigário João José Rodrigues 905 Jundiaí/SP - 13201-001 0800 7715557 info@marcolinbr.com.br páginas 7 e 9

Master Glasses Rua Martins de Oliveira quadra A lotes 39 e 40 Lauro de Freitas/BA - 42700-000 71 3379 8900 sacsudeste@masterglasses.com.br página 79

Mello Industrial Rua Santo Irineu 163 São Paulo/SP - 04127-120 11 2764 3000 melloindustrial@melloindustrial.com.br página 77

Óticas Carol Rua Gomes de Carvalho 1069 15º andar São Paulo/SP - 04547-004 11 3528 9300 www.franquiacarol.com.br página 69

Óticas Diniz Avenida Nova Cantareira 2491 São Paulo/SP - 02341-000 11 2249 8181 expansão-sprj@oticasdiniz.com.br página 91

Safilo do Brasil Av. Marginal Projetada 1810 Barueri/SP - 06463-400 0800 7012097 atendimento@safilo.com.br 3ª capa e páginas 4, 5, 19, 29 e 81

Sul Hotels Rua Cônego Eugênio Leite 920 São Paulo/SP - 05414-001 11 3086 1731 info@sulhotels.com.br página 95

Suntech Supplies Rua Maria Soldera Lourençon 52 Itupeva/SP - 13295-000 11 4591 8600 sac@hb.com.br página 27

Transitions Rodovia Anhanguera km 106,5 s/nº Sumaré/SP - 13170-970 19 3864 8600 atendimento@transitions.com.br página 83

Vision Line Rua Silva Jardim 3029 sala 13 São José do Rio Preto/SP - 15010-060 17 3222 7644 sac@grupovisionline.com.br página 75

Wilvale De Rigo Av. General Charles de Gaulle 311 São Paulo/SP - 05124-000 11 3839 1900 wilvale@wilvale.com.br página 15

Younger Optics Rua Alfredo Achcar 970 prédio 10 Vinhedo/SP - 13280-000 0800 9425700 pedidos@youngeroptics.com.br páginas 41, 55 e 87

www.revistaview.com.br


armação do cipis

armação a óptica do artista plástico marcelo cipis

96

VIEW 134

setembro:outubro 2013

www.revistaview.com.br


JONATHAN CLANCY MUSICIAN *

CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800-701 -2097


NOVO

Essilor®, Crizal® Prevencia™, Orma®, FPS-O™ são marcas registradas da Essilor International SA.

PROTEÇÃO EFICAZ CONTRA A LUZ AZUL-VIOLETA NOCIVA.

CONHEÇA A LENTE TRANSPARENTE QUE OFERECE A PROTEÇÃO MAIS COMPLETA PARA A SAÚDE OCULAR.

A luz azul-violeta é a luz mais prejudicial para as células da retina. Ela pode causar danos aos olhos a longo prazo, como a degeneração macular.

2

1 PREVINE O ENVELHECIMENTO PRECOCE DOS OLHOS AO FILTRAR SELETIVAMENTE AS LUZES NOCIVAS: UV E AZUL-VIOLETA • Reduzindo a taxa de morte de células da retina em 25%(1). • É a mais completa proteção UV em lentes transparentes*(2).

25

SUA TECNOLOGIA ANTIRREFLEXO SELETIVA PERMITE A PASSAGEM DA LUZ ESSENCIAL, inclusive a azul-turquesa, preservando a percepção das cores e do bem-estar geral, regulando o relógio biológico.

3 OFERECE MÁXIMA NITIDEZ DE VISÃO REDUZINDO:

Reflexos Arranhões Manchas

Poeira

Água

*

TM

(1) As lentes Crizal Prevencia bloqueiam 20% da luz azul-violeta nociva, reduzindo a morte das células retinianas em 25%. A redução da luz azul-violeta pode variar ligeiramente dependendo do material da lente. Em testes in vitro realizados pela Essilor no Institut de la Vision em Paris, células do epitélio pigmentar da retina (EPR) foram expostas à luz azul-violeta, reproduzindo a exposição fisiológica à luz do sol do olho aos 40 anos. (2) Índice de referência desenvolvido pelo departamento de Pesquisas e Desenvolvimento da Essilor International certificando a proteção UV global de uma lente. O índice FPS-O de 25 significa que os olhos estão 25 vezes mais bem protegidos com as lentes Crizal do que sem lente alguma. FPS-O de 25 para as lentes Crizal nos materiais Essilor Stylis, Essilor Airwear, Xperio, Transitions e FPS-O de 10 no material Orma transparente. Medições realizadas consideram apenas a performance da lente. As lentes Essilor Crizal® Prevencia™ são destinadas à correção de ametropias e presbiopia, oferecendo proteção seletiva contra os raios nocivos da luz azul e UV. A Essilor declara que as informações fornecidas são informações gerais para fins de prevenção e conscientização da população.


View Magazine (Edição 134)