Issuu on Google+

CORRENDO A CARREIRA em

MOÇAMBIQUE

Edição 5 . Inhaminga . Moçambique

abril . Maio | 2013

Em um dos meu relatórios, pedi oração aos irmãos por uma conferência que iria reunir jovens de 3 vilarejos mais afastados. Graças a Deus tudo correu muito bem, Deus tocou muitos jovens e foi plantada uma semente no coração de cada um deles. Todas as coisas saíram conforme o planejado, sem nenhum tipo de problema. Porém, fiquei sabendo disso não por ter presenciado, mas, pelo testemunho de outros irmãos que foram a conferência.

EVANGELISMO

A grade curricular do curso bíblico de seis meses inclui 5 dias de evangelismo prático para todos os alunos. É um tempo muito especial em que todos os professores e alunos da escola saem para diferentes vilas, acampam em tendas ou dormem embaixo de mosqueteiros sob a luz da lua e das estrelas, vivem e comem com o povo. Durante esse tempo a comunidade é profundamente afetada pelo ministério intenso e próximo, o relacionamento entre professores e Infelizmente no dia em que iriaCONTRIBUIÇÕES alunos se aprofunda e os alunos são mos sair para conferência, acordei BANCO DO BRASIL com um dos meus pés muito inchado profundamente tocados por verem AGÊNCIA 6572 6572--2 que algo tão simples e barato pode e com uma pequena ferida. Estava CONTA POUPANÇA 6757 6757--1 doendo muito. Então os “enfermeiros” ter resultados tão significativos e que VARIAÇÃO 51 eles mesmos podem reproduzir essa aqui da missão (leia-se: pessoas que CPF 338.285.818 338.285.818–– 54 tem alguma experiência com doenças atividade em suas vilas e aldeias com no mato) disseram que poderia ser um recursos locais. Meu grupo foi para CONTATO uma vila chamada Penembe, mas tipo de ferida um pouco perigosa e VIICTORPORTO@GMAIL.COM além da saída de 5 dias, esse mês fizeque causava muita dor até sarar totalmente. Como a conferência era no mos outro evangelismo de 1 dia na vila Inhaminga, 31 de maio de 2013 meio da mata e só iria um carro, che- de Tumba. gamos à conclusão que seria melhor ueridos amigos, tenho muito o eu ficar por que se aquilo piorasse, TUMBA que escrever e contar para vocês teria que mover muitas pessoas da desejo de ir até Tumba surgiu neste relatório. Os dias passam muito conferência para me levar ao hospital. quando um dos meus alunos charápido por aqui, são muitas pessoas, Mas, graças a Deus a ferida no meu pé mado Branco, que vive lá, expressou o muito trabalho, muitas coisas que não era aquela temida ferida que sus- desejo que tinha que seu pai se connunca vi antes, muitas coisas interes- peitavam, logo depois de dois dias vertesse. Todas às vezes em que nos reuníamos nos grupos menores ele santes acontecendo. meu pé já tinha voltado ao normal. Temos outra conferência marcada pedia pelo seu Pai. Sendo assim decidimos que iriamos até lá visitar TumNão posso contar cada coisa no para os dias 7 á 9 em Nhansonswe e seu mínimo detalhe, por que se fosse nos dias 21 á 23 de junho em um outro ba e visitar o Pai dele. Foi um experiência muito boa, mais do que o evanassim esse relatório seria GIGANTE. vilarejo chamado Masanza. Jovens de gelismo pude ter um bom tempo com Já se passam 5 meses desde que che- várias vilas foram convidados a parti- os alunos pois como Tumba é muito guei aqui, nem acredito! Durante todo cipar. Essas conferências em pequelonge (15km) e fomos caminhando esse tempo, Deus tem sido muito fiel e nos vilarejos são muito importantes, sendo assim tivemos muito tempo pabondoso comigo, me agraciado em por que são lugares em que não existe ra conversar. Lá foi bom, mas verdadeiramente lá é um lugar que precisa todas as coisas. Ele tem sido meu sus- um apoio externo muito grande e de muita ajuda. As pessoas tem o cotento em todos os aspectos. Louvado onde há uma muita necessidade. ração muito duro e fechado para o seja o Senhor. evangelho naquele lugar. E

Q

O


O pai de Branco que é curandeiro, durante toda a conversa ficou muito resistente, e não teve os olhos abertos para a sua situação. Mesmo assim, continuamos orando por ele.

PENEMBE

O

evangelismo em Penembe foi um momento muito precioso. Foram 5 dias de grande aprendizado. A vila de Penembe é muito grande em extensão territorial, existe muitas florestas fechadas e muitos animais, mas, poucas pessoas morando. Por causa disso as casas são muito distantes uma das outras, em alguns trechos tínhamos que andar cerca de 40 minutos de uma casa a outra. Diferente de Tumba, as pessoas nessa vila tinham o coração bem aberto para o evangelho. Foi um tempo em que pessoas converteram a Jesus, abandonaram as práticas do curandeirismo, pessoas foram fortalecidas no espírito, outros foram curados e muitas outras coisas aconteceram. Nosso acampamento parecia um pronto-socorro, todo o tempo chegava pessoas para receberem oração por cura e libertação. Também tivemos a oportunidade de passar pela primeira vez o filme com a história de Jesus para aquelas pessoas. Foi ótimo! Estávamos trabalhando junto com a única igreja da vila, tivemos um bom tempo com a liderança, aconselhando e dando direções e um tempo de muitos ensinamentos com os membros da igreja. Muitos homens nessa vila são polígamos. Visitamos um curandeiro que tem 3 esposas e seus filhos e netos já somam mais de 50. Nesta casa o curandeiro negou completamente o Senhor, declarou ser ele mesmo o próprio Satanás, disse que não se impor-

tava nem um pouco em passar o resto de sua vida no inferno. Conversamos e pregamos muito para ele, mas ele estava completamente cego. Porém, mesmo ele negando dessa maneira nos pediu para pregar o evangelho para a família dele, pois não queria a família no mesmo caminho que ele. Sendo assim juntamos toda a família e pregamos o evangelho. Foi um caso bem diferente. Enquanto pregamos para a família, ele ao fundo consumia as suas drogas. Mas graças sejam dadas ao Senhor que operou grande salvação naquela família. Pelo mesmo, 5 filhos foram realmente tocados pelo Senhor e corresponderam a isso com Fé e Arrependimento. Depois disso eles sempre compareciam a igreja para o momento de ensino e se mostravam muito interessados em conhecer mais a Deus. Glórias a Jesus. omo a vila tinha poucas pessoas (cerca de 30 casas), um grupo ficou ali e outros aproveitaram o tempo e foram a uma outra vila mais adiante. Essa vila é chamada Nhamatica, que em Português significa Hiena. Muitos dizem que essa vila é amaldiçoada, por que há alguns anos atrás uma Hiena atacou muitas pessoas daquele lugar e por causa disso muitos fugiram dali. A situação desse lugar é deplorável.

C

E Existem muitas pessoas no lugar, e a maioria delas é polígama e alcoólatra, trocam suas roupas e até mesmo sua comida por bebidas. Nesta vila não há escola, não há nenhuma igreja e muitas pessoas nunca sequer ouviram falar o nome Jesus. Aqui na África ainda existem muitos lugares onde realmente o evangelho não chegou. O trabalho ali nesta vila foi bom para conhecermos o local, mas ao mesmo tempo foi muito rápido e então estamos planejando voltar para lá no próximo mês, faremos evangelismo e mostraremos o filme com a história de Jesus.

Igreja em Penembe


BATALHA ESPIRITUAL

E

sse mês vivemos uma verdadeira batalha espiritual. Durante uma viagem de uma equipe da Afrika Wa Yesu até a vila de Ndoro há alguns meses atrás, a equipe encontrou uma senhora chamada Querida, que tinha muitos demônios. Na época a equipe teve um trabalho muito grande para ver aquela mulher liberta dos demônios. Quando a equipe saiu de lá, deixou a mulher em um bom estado. Porém, enquanto o Espírito do Senhor não entrar na casa, o espírito mau volta e traz 7 piores do que ele. E foi exatamente isso que aconteceu. De alguma maneira essa Senhora chegou até aqui base da missão, e estava sendo muito mais atormentada por demônios do que antes. Foi uma guerra. Passávamos de 3 a 4 horas seguidas expulsando os demônios dela. E quando ela retornava a consciência, conversávamos, pregávamos o evangelho e procurávamos saber o motivo daqueles constantes ataques demoníacos. Ela chegou a confessar várias práticas do curandeirismos e etc. Tissaça de Gêmeos: A Tissaça é uma celebração feita na primeira vez em que a criança recém nascida sai de sua casa. Todos se reúnem para dançar e orar pela criança.

CÉLULA JOVENS

T

oda semana, além da reunião de jovens no sábado de manhã, Jansen, Dora e eu nos reunimos em grupos menores com os Jovens da igreja, Dora com as meninas e eu e Jansen com os rapazes. Tem sido um tempo muito prazeroso, e de muita edificação, muito bom mesmo! T Temos percebido alguns jovens com muita sede por Deus e por sua palavra. No meu grupo temos cerca de 10 rapazes. É um momento em que eles não ficam apenas sentados ouvindo, ouvindo e ouvindo, mas, cada um tem a oportunidade de falar sua opinião sobre qualquer assunto e depois conversamos para chegarmos à conclusão sobre qual é o verdadeiro desejo de Deus. Isso os tem incentivado a ler a bíblia todos os dias e orar pedindo revelação ao Senhor. Também aproveitamos o tempo para termos conversas mais íntimas, onde os jovens podem abrir seus corações, confessar pecados e receber aconselhamentos. Realmente tem sido um tempo muito precioso e de muito crescimento. Fico mais empolgado com essa reunião do que com a reunião maior no sábado. 1. 2.

Ensino em Penembe. Na foto, eu, e o aluno Torismo traduzindo. Equipe, alunos e Jovens de Penembe.

I Isso seguiu por mais ou menos 3 semanas, ela sendo atacada todos os dias por demônios e nós todos os dias orando, expulsando e pregando o evangelho para ela. E Ela e toda a família tem um passado de muito envolvimento com ocultismo. Essa situação é bem difícil, não compreendo bem aquilo que acontece no mundo espiritual. Isso me causa muitas perguntas e em alguns momentos certa frustração por não ver a libertação dessa mulher. Não sei se ela tem algum controle ou não dessa situação, se ela permite os demônios agirem na vida dela para chamar atenção, se algumas vezes ela finge, se os demônios se escondem... não sei.


Mas, enfim, são infinitas perguntas com poucas respostas! Ainda continuamos perseverando na oração e trabalhando com ela para que ela possa ser totalmente liberta e verdadeiramente ter um encontro com Jesus.

ESCOLA

E

sse mês tive uma triste surpresa. Após entregar uma prova corrigida para a turma. Dois alunos chegaram até mim dizendo que eu tinha corrigido uma questão errada. Quando olhei a prova dos dois, logo percebi que eles tinha acrescentado algo a resposta deles. Olhei a prova e disse que conversaria com eles no final da aula. Terminada a aula, os chamei para conversar e comecei a falar sobre como Deus não estava interessado nas notas que tiravam ou no desempenho deles na sala de aula, e sim na transformação do caráter deles, disse que a prova era só uma maneira de saber se estavam assimilando o conteúdo ou não, e a outra maneira de saber isso era olhando as atitudes deles, e que agindo daquela maneira eles mostraram que não estavam aprendendo muita coisa. Falei muitas coisas para eles até que, no meio da conversa os dois começaram a chorar arrependidos e pedir perdão pelo erro.

Naquele momento, fiquei um pouco frustrado com isso. Pensei: “será que todo meu trabalho tem sido em vão?!” Porém, conversei com o Senhor e resolvemos a situação, rs. A obra é do Espírito Santo. Sabemos que a nossa alma sem Jesus é terrível. Nossa alma precisa ser quebrantada diariamente pelo Espírito Santo. Todos os dias nós temos oportunidades de contar pequenas mentirinhas, aparentemente inofensivas, para que, mesmo que falsamente, possamos nos dar bem em cima de outros. Com isso, peço que vocês orem pela transformação no caráter de cada aluno aqui. Que grande desastre é alguém cheio de conhecimento, mas com um caráter deformado. A palavra não pode ser armazenada em nossa mente e não transformar as nossas vidas. Peço que orem pelo liberar de uma Palavra cortante e pontual.

IGREJA EM 3 DE FEVEREIRO A A igreja em 3 de fevereiro tem caminhado a cada dia. O trabalho às vezes parece de “formiguinha”, mas começamos a ver alguma vida brotando. A frequência dos irmãos tanto nas reuniões de ensino, quanto no culto, tem sido muito boa. Eles demostram muito interesse em aprender a Palavra. Estamos incentivando-os a se visitarem e terem relacionamento não só com Deus, mas também uns com os outros. Ainda continuamos com o assunto do evangelho, mas em breve, vamos começar um ensino sobre comunhão e vida da igreja.

namentos. Mas, por causa da situação de muitas denominações aqui em Moçambique ser péssima, o número de membros aqui tem crescido bastante. O pastor Edson é muito dedicado ao trabalho de cuidar das ovelhas e faz questão de acompanhar tudo que acontece com os membros da igreja, procura sempre ser bíblico e ungido em suas pregações. Porém são muitas pessoas para ele pastorear. Tenho ajudado com o que posso e também temos expectativa em 3 alunos aqui da escola bíblica que são de 3 de fevereiro. Contamos muito com o apoio deles quando concluírem o curso. Apesar dos Hoje a igreja tem por volta de 80 moldes institucionais e denominacionais pessoas. Sabemos que ir uma vez ao cul- limitarem um pouco o funcionamento to no domingo não é viver igreja, e nem daquilo que eu acredito que seja a igreja, que um bom número de pessoas significa aos poucos Deus vai nos direcionado qualidade. A vida da igreja acontece du- para aquilo que Ele chama de Igreja. rante toda a semana em nossos relacioDeus os abençoe. Obrigado a cada amigo que tem me ajudado de inúmeras maneiras. Deus é fiel para suprir todas as nossas necessidades para que façamos aquilo que Ele nos chama para fazer, e Ele usa pessoas como vocês para tornar isso possível. Obrigado por fazer parte daquilo que o Senhor está fazendo na sua Igreja que está em Moçambique. No amor de Cristo, Victor Porto N


Enquanto isso em Moçambique...