Page 1

JC

02

05 de Abril de 2013 www.jeitocatarinense.com.br

Editorial

O

prefeito Roberto Carlos começa a percorrer o caminho certo, que é descentralizar o município. Não se sabe por quais motivos Navegantes ficou décadas dependendo apenas das decisões tomadas no centro da cidade. Ali pelos lados da Praça Central, do Largo da Matriz, da Avenida João Sacavem, da Rua João Emílio e algumas travessas espalhas pelas redondezas. Lembra do “bar do Careca”, pois bem, até ali foram tomadas importantes decisões políticas! Só que nos últimos anos, com a chegada do boom econômico, o mapa geográfico e político provocaram uma reviravolta. Hoje, a cidade vive do Porto, cuja base administrativa está do lado de lá da Avenida Portuária; o Aeroporto fica no bairro São Domingos; as indústrias se instalaram em Machado, Volta Grande e Pedreiras. O cultivo de arroz, da banana, vem dos sempre esquecidos bairros de Escalvados, Escalvadinho, Escalvândia. Sítios e fazenda e os futuros condomínios fechados ficarão em Garuva e Garuvinha. O bairro do Gravatá é o “point” turístico, enquanto que Nossa Senhora das Graças, São Paulo, Porto das Balsas, Vila Esperança (Invasão), entre outros, concentram a massa populacional, que decide eleições. Esse assunto pode causar desconforto, revolta e melindrar classe abastada, o que é normal. Mas é a realidade. O governo municipal está correto em querer aplicar R$ 23 milhões em obras de drenagem e pavimentação de 29 ruas no bairro São Paulo e 32 ruas no bairro Nossa Senhora das Graças. Há necessidade urgente dessas comunidades terem drenagem pluvial, pavimentação, sinalização e construção de passeios públicos. Terem infra-estrutura de valorização de seus imóveis, meios de acolher o comércio varejista. Ali se concentra a maior parte dos consumidores. Certo a intenção de buscar recursos dos governos federal e estadual para

JC

Fale Conosco: 47 3342 3003

a pavimentação completa da Estrada Geral de Pedreiras, completando a Rua Francisco Schimidt, ligando a BR 470 ao bairro do Gravatá. O que causará impacto positivo no turismo para toda a região. A construção de um condomínio de Armazéns Gerais, nas proximidades do quilometro 3 da BR 470, no bairro São Domingos é interessante. Um Ginásio de Esportes, em Machados. Os “abandonados” bairros do outro lado da BR 101 – Porto Escalvados, Escalvados, Escalvadinhos, Núcleo Hugo de Almeida (Carvão), Escalvândia, Garuva e Garuvinha, terão em breve a recompensa merecida. Com a construção da Ferrovia do Frango e da duplicação da BR 470, essa região será supervalorizada. Tem tudo para se transformar em bairros de luxo de Navegantes. Com construções de condomínios fechados, de áreas para sítios e fazendas. A chamada área nobre. Quem tem terras nessa região, que as preserve. Estudos estão sendo feitos por grandes construtoras e empreendedoras. O cenário está aberto para Navegantes se tornar uma das cidades mais valorizadas do Estado. Independente do crescimento assustador do índice de criminalidade, da “invasão” de pessoas oriundas do Norte do Paraná, que aqui aportam atrás de emprego. Só um detalhe não pode passar desapercebido. Todos esses investimentos terão que ser realizados com lisura. Com planejamento, independente de partido político, de interesses imediatistas visando campanhas eleitoreiras. O “Jeito Catarinense” lembra, até com insistência, que Roberto Carlos de Souza está no cargo de prefeito e com a faca e o queijo nas mãos. Se pensar no progresso de Navegantes¸ sem se deixar influenciar por corregilionários, empreiteiros ou familiares, apaga tudo o que possa ter feito de negativo e se consagra.

EXPEDIENTE O JC circula em Navegantes, Penha, Ilhota, Piçarras, Luis Alves e Itajaí. Com a tiragem semanal de 5 mil exemplares. É publicado e distribuido gratuitamente. Conselho Editorial: Aparecida de Souza Trindade, Victor Hugo Alves e Sérgio Trindade. Editor Responsável: Sérgio Trindade - DRT/17310

ADMINISTRAÇÃO: 47 8800 0000 victorhugo@jeitocatarinense.com.br

REDAÇÃO: 47 9994 0443 sergio.trindade@jeitocatarinense.com.br

COMERCIAL: 47 9994 0443 cida@jeitocatarinense.com.br

DIAGRAMAÇÃO: Publicidade & Editora Reguse - 47 9281 8662 alan.reguse@jeitocatarinense.com.br

Os artigos, colunas e espaços assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. Endereço: Rua Perciliana, 1291 - Centro -Navegantes/SC

www.jeitocatarinense.com.br

Uniforme Nosso correspondente Marsupial está arisco. Jura que descobriu o motivo dos alunos da rede municipal ainda não terem recebido o uniforme escolar. Faz charme, mas acaba abrindo o bico. É que o prefeito Roberto Carlos está sem tempo para reunir os escolares e distribuir pessoalmente os uniformes. Com repórteres e fotógrafos avisados previamente do dia, local e horário da “honraria”. Será que o nosso correspondente não está delirando? Se a notícia for verdadeira, só resta a secretária de Educação pedir as contas.

Sugestão O prefeito Roberto Carlos (parece que nesta 18ª edição ele está sendo a vítima!) deveria visitar todos os bairros de Navegantes. A idéia: prefeitura itinerante. Cada dia ele levaria sua administração para um bairro, onde ficaria a disposição dos munícipes para saber das necessidades e ouvir sugestões. Sem esse negócio de sub-prefeitura. Sub-prefeito é igual goleiro reserva. Não é escalado nem em jogo-treino.

Ciclovia Louvável a idéia de se construir uma ciclovia na Avenida Beira Mar. O custo não é nada astronômico. Só não pode ser igual à ciclovia da Avenida João Sacavem. Aliás, não dá para entender o local determinado para estacionamento dos carros. É pista de rolamento, estacionamento e ciclovia. Dizem que teve um ministro português aqui na terrinha, que viu, analisou, não entendeu, e levou a idéia para a “Santa Terrinha”.

Reclamação O “Jeito Catarinense” tem recebido reclamações de populares revoltados com o estado de conservação das calçadas (calçadas!!!). Será que não tem nenhum órgão municipal que cuide desse setor? Realmente esse assunto merece atenção especial, acredito que da Secretaria de Obras. Ou será que o estado das calçadas não atrai votos.

Parabéns Rosângela Camilo e Creusa Mendes realizaram um ótimo trabalho no comando da Casa do Coelho. A criançada aprovou e deu a nota 10. Que a Prefeitura saiba valorizar o espaço e sempre contando com pessoas competentes, comunicativas e esclarecidas. Aliás, é sempre bom ressaltar que a crônica sobre “O coelhinho e o leão” publicada na última edição do Jeito Catarinense (página 3), foi escrita pela dupla. Infelizmente foi esquecido de se dar o crédito.

Penha

O Balneário de Penha tem se destacado na área de turismo. Além de suas 19 praias, Penha tem como cartão postal o Parque Beto Carrero, A Prefeitura também tem procurado obter recursos governamentais para investir em infra-estrutura. Itajaí e Balneário Piçarras também estão preocupados em melhorar o turismo. Nada melhor do que acertar no outono/inverno para curtir a próxima temporada de verão. Um exemplo a ser seguido.

Dentista

Seria bom o secretário de Saúde de Navegantes dar uma olhadinha para o setor de odontologia da Prefeitura. Tem gente esperando mais de dois meses para ser atendida. Se for caso de tratamento de canal, o buraco é mais em baixo. E não é só dentista que falta nas unidades de saúde. Falta a assistente no consultório.

yjc002_04  
yjc002_04  
Advertisement