Page 1

Olá! @vickfernandez | vickfb@gmail.com

Designer de Moda, Doutoranda em Design Pesquisadora | moda e tecnologia

Doutoranda (2017) e Mestre em Design pela UFPE (2014), graduada em Design de Moda pela FBV (2008), capacitação em educação de excelência em Hamk University of Applied Sciences, na Finlândia (2014). Atualmente investiga a relação entre Tecnologia, Inovação e Moda, como foco em Wearables, e desenvolveu pesquisas sobre processos de Fabricação Digital no contexto de Fab Lab. Consultora na área de Design de Moda, desenvolveu pesquisas de tendências e comportamento, nacional e internacionalmente. Possui experiência de mais de 10 anos na área acadêmica e atuou profissionalmente em diversas empresas desenvolvendo produtos de moda, produção e consultoria.


Sistema atual (?)

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Sistema atual (?) ...de um lado o “LUXO DOS ATELIÊS”

...do outro a VELOCIDADE e o BAIXO-CUSTO

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019

Fonte: Zoe Romano


150 bilhões de peças de vestuário

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


150 bilhões de peças de vestuário 14 milhões de toneladas de roupas

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


150 bilhões de peças de vestuário 14 milhões de toneladas de roupas 36 kg por pessoa 84%

das roupas indesejadas nos Estados Unidos em 2012 foram para um aterro ou um incinerador. Fonte: Agência de Proteção Ambiental (EPA) Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


89% dos custos ambientais e econĂ´micos do produto sĂŁo responsabilidade do

PROJETO. Fonte: TED UAL

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


VocĂŞs sabiam?


“morte anunciada”

de um sistema [insustentável]

Tecnologias como a fabricação digital, inteligência artificial, internet das coisas, mostram-se com forte capacidade de atender e subsidiar as demandas dos “novos usuários", possibilitando, por exemplo, o surgimento de processos e produtos personalizados,

compartilhamento, hibridização de produtos/serviços, desenvolvimento e uso de novos materiais, racionalização, produção por demanda, além de estimular a co-criação. Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019

Fonte: Venus Of the Rags | TATE


educação | Para que realidade estamos capacitando? designers – criadores| Estão criando algo novo? manufatura | Como estamos produzindo peças de vestuário? comunicação | Imprensa, blogs... Que valores estão promovendo? varejo | Modelos ultrapassados para consumidores fluídos, funcionam? “Anti_Fashion Manifesto” Lidewij Edelkoort, 2015

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Contexto

Moda X Tecnologia


DESENVOLVIMENTO DEMOGRÁFICO

SOCIEDADE DA REDE SUSTENTABILIDADE SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

FOCO NA SAÚDE

POLARIZAÇÃO

IMATERIALIZAÇÃO

GLOBALIZAÇÃO

DEMOCRATIZAÇÃO ACELERAÇÃO E COMPLEXIDADE

COMERCIALIZAÇÃO

INDIVIDUALIZAÇÃO CRESCIMENTO ECONÔMICO

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Copenhagen Institute for Futures Studies (2018)


Indústria 4.0; 3º e/ou 4º REVOLUÇÃO industrial... re· vo· lu· ção

(latim revolutio, -onis) • Mudança brusca e violenta na estrutura econômica, social ou política de um Estado; • Reforma, transformação, mudança completa; • Perturbação moral, indignação, agitação; • Náusea, repulsa, nojo; • Modificação em qualquer ramo do pensamento humano.

Fonte: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (2008-2013)

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


não estamos falando do que “há

de novo”, mas sobre como dar o próximo passo para o futuro da Moda...

A AEG - “The Next Black” (2014)


<<PASSADO Produto Fechado Coleção de Produtos Produção em série Varejo Capital de risco

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


<<PASSADO FUTURO>> Produto Fechado Coleção de Produtos Produção em série Varejo Capital de risco

Plataforma Open Catálogo de Produtos Produção por demanda Venda direta Crowdfunding

>>>

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Processos de Fabricação Digital!

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Definição | Fabricação Digital ...a manufatura digital é qualquer processo no qual algo é fabricado digitalmente, usando o computador para controlar máquinas de manufatura por controle numérico. As linhas de um desenho CAD, por exemplo, podem ser usadas para gerar a trajetória de uma máquina de corte e assim obter esse mesmo desenho cortado em um material físico...

“Processos que utilizam ferramentas CONTROLADAS por COMPUTADOR ... é um conjunto evolutivo de recursos para transformar dados em coisas e as coisas em dados.” Fonte: Gershenfeld, 2012

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Processos de fabricação digital Aditivos Subtrativos Formativos

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Processos de fabricação digital FORMATIVOS | são aquelas em que as máquinas trabalham deformando um material de base sem adicionar ou subtrair nenhum material. Esse é o caso da dobragem de chapas metálicas, dobra de tubos e outros processos similares, onde a forma do material original é alterada. Projeto: lou moria manufactures minimalist vacuum forming shoe

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Processo de vacum forming


Processos de fabricação digital SUBTRATIVOS | aqueles em que os objetos são criados subtraindo o material em um bloco original maior que o objeto em questão. São todos os processos de corte, gravação e fresagem. Estes incluem máquinas de corte a laser, corte plasma, corte a jato de água, corte de vinil, fresamento numérico e outros. A geometria dos objetos criados por subtração depende da capacidade e área de trabalho de cada máquina, dependendo pode-se subtrair material em 2D (corte) ou em 3D (fresadora).

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Subtrativo | Corte a Laser


Subtrativo | Corte a Laser


“O futuro da moda está em reavaliar os processos de criação, produção e comercialização. Misturando a fabricação digital e os softwares aos processos tradicionais” Iris Van Herpen

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Processos de fabricação digital ADITIVOS | aqueles em que podemos fabricar o objeto do zero, onde as máquinas vão adicionando material por camadas sucessivas muito finas, uma sobre a outra. Os processos aditivos incluem todas as máquinas de Prototipagem Rápida, com métodos como impressão 3D, estereolitografia (SLA), sinterização seletiva a laser (SLS), modelagem de objetos laminados (LOM) e muito mais. Todos os processos aditivos têm em comum o fato de permitirem fazer modelos e objetos de geometria muito complexa de maneira muito rápida.

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


“É importante que o designer de moda conheça e entenda como as roupas são feitas. Um designer deve conhecer, por exemplo, várias possibilidades de confecção de bolsos ou de colarinhos, ou de dispor uma costura. Você só pode quebrar as regras se conhecê-las, e assim criar efeitos inovadores” SORGER e UDALE (2009)

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Processos | Impressão 3D Inicialmente as impressoras 3D, utilizavam a estereolitografia — método aditivo de construção que usa uma combinação de resina e laser para que a impressão aconteça (3D PRINTED COMPANY, 2014) — que é a tecnologia precursora da impressão 3D atual. Atualmente, a técnica de impressão por extrusão, que derrete o filamento de polímeros como Acrilonitrila Butadieno Estireno (ABS) e Ácido Polilático (PLA), é a mais utilizada para produção de peças tridimensionais.

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Processos | Impressão 3D Entre as facilidades da modernidade, está a impressora 3D, que, nos 30 anos da sua existência, já sofreu grandes modificações, criando desde casas até roupas sem nenhuma costura. O futuro aponta para uma moda mais tecnológica e interativa com o usuário, incluindo-o no processo de produção. As impressoras 3D entregam uma tecnologia que pode ser revolucionária para essa produção industrial.

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Processos | Impressão 3D O desenvolvimento dessa tecnologia possibilitou um barateamento expressivo na última década (3D PRINTING IND.) — que permite imprimir peças diminuindo os resíduos de produção, um dos maiores fatores de contribuição para uma marca ser considerada sustentável. A ausência de materiais tóxicos e o não desperdício de matéria-prima durante a fabricação do produto incluem a impressão tridimensional como uma forma eco-friendly de prototipação e produção industrial, a remoção de resíduos pode ser feita apenas com pinça e escova para poeira. Ainda o PLA (Ácido Polilático) é um polímero biodegradável, produzido a partir do ácido láctico fermentado a partir de culturas, liberando menos fumaça ao atingir o seu ponto de fusão e degrada-se facilmente em água e dióxido de carbono.

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Processos | Impressão 3D A modularização é uma estratégia para um design eficiente, possibilitando o trabalho do designer através do uso de softwares de medidas para os clientes — com as bases modulares que os usuários poderão interagir de acordo com a sua necessidade (ELLEN MACARTHUR FOUNDATION).

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Processos | Impressão 3D Peças de vestuário e outros tipos podem ser criados a partir do CAD (Computer Aided Design), que possibilita a modelagem em 3D (UDALE, 2009), ou qualquer outro software de modelagem 3D, depois o projeto pode ser impresso no material mais adequado para a utilização. Esse novo processo de confecção, além de novas formas estéticas, proporciona perspectivas de criação para roupas inteligentes (Wearables) evidenciando que a tecnologia de impressão 3D se tornou uma ferramenta importante para os designers de moda ao permitir quase qualquer tipo de complexidades geométricas que se pode imaginar.

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


Francis Bitonti


Iris Van Herpen & Julia Koerner


Noa Raviv


O site D.dress permite através de um aplicativo que se desenhe um vestido, transformando-o em um modelo 3D e gerando um arquivo de corte para fazer o vestido real. Utiliza a triangulação como base para a construção. (Jenna Frizel & Mary Huang)

Fonte: http://www.continuumfashion.com/D.php


Processos | Impressão 3D Uma nova relação com a moda é proposta: a negação da impossibilidade. Modelagens, novas formas, novas matérias-primas, mais sustentáveis e com menos desperdício, são exemplos dos já existentes resultados com o uso da impressora 3D, promovendo uma moda bilateral. Com o avanço da tecnologia, a moda pôde explorar meios que não pareciam possíveis: o não uso de linhas e agulhas para a construção de uma peça de roupa, a proveniência de uma nova matéria prima, que não o tecido para a costura, e a personalização imediata de uma peça pelo comprador em nível industrial são exemplos disso. Assim, essas inovações se tornam uma aliada da criatividade do designer e estão intimamente ligadas à característica vanguardista da moda.

Prof. Paulo Medeiros | UFPE Design | 2019


WEARABLES, o que é isso?

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Um pouco de ficção... Ficção,

será?


The Avengers (2012)

The Fifth Element 2263 (1997)

Elysium 2154 (2013)

Tron (1982 -2010)

Back to the Future (1985 â&#x20AC;&#x201C; 1990)

The Matrix (1999)

O Congresso Futurista (2013)

Minority Report 2054 (2002) Mad Max: Fury Road (2015) Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019

Altered Carbon


Cenários Futuros | ficção científica

Fim do planeta terra Espaço

Catástrofes ambientais

Dois mundos Cidades futurísticas

Superpopulação

Realidade virtual

Guerras | entre “classes”

Transferência de consciência

Guerras | interestelares Cidades | naves espaciais

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Para sobreviver a esses cenários... Órtese | Próteses | Tecnologias Assistivas Wearables Ciborgue | Biônicos | androides

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Para sobreviver a esses cenários... Órtese | Próteses | Tecnologias Assistivas Artefatos de uso externo Artefato artificial que substitui membros ou órgãos Artefato ou software que ampliam a independência

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Para sobreviver a esses cenários... Órtese | Próteses | Tecnologias Assistivas Wearables Ciborgue | Biônicos | androides

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Para sobreviver a esses cenários... Biônicos | Androides | Cyborg Se aproximas muito do real e são movidos por impulsos nervosos Apresentam características próximas dos humanos Diferentes tipos de relações entre tecnologia e organismos humanos

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


calma a caminhada ĂŠ longa

A tecnologia [hardware e software] evoluem com muito mais rapidez do que materiais bio-compatĂ­veis


Wearable | Fashiontech | Smart Clothes Refere-se a qualquer coisa que combine moda e tecnologia [wearable computing ou e-textiles]. (Olsson, 2012) Wearable computer está incluído no espaço pessoal do usuário, controlado pelo usuário, e tem a constância da operação e da interação, sempre ligado e sempre acessível. (Steve Mann, 1987)

Refere-se a roupas e acessórios pessoais que incorporam tecnologias avançadas de informática e eletrônica. Uma das principais características é a sua capacidade de se conectar à Internet.

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


Source: Beecham Research Ltd. & Wearable Technologies AG, 2013


Têxtil Vestuário

Militar Espaço

Saúde

Acessório Pele

Esportes

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019

Fashion


Ekso

Militar Espaรงo

VR | Realidade Virtual GPS | Rastreamento e monitoramento Exoesqueleto | aumento da capacidade


Tattoo sensor

Freestyle Libre

Saúde

Monitoramento Acompanhamento Reabilitação

Mimo Baby

Monitor

Valedo Google Contact Lens

VitalPatch


Esportes

Monitoramento GPS | Rastreamento BIG DATA | desempenho


Fashion

Cibercute

Hussein Chalayan 2007


Para refletir... Para que realidade estamos capacitando? Estão criando algo novo? Como estamos produzindo peças de vestuário? Imprensa, blogs... Que valores estão promovendo? Modelos ultrapassados para consumidores fluídos, funcionam?

Profa. Victoria Fernandez | UFPE Design | 2019


OBRIGADA! @vickfernandez | vickfb@gmail.com Sugestão de leitura Entre o Digital e o Manual: o papel do designer contemporâneo. In: 13º Congresso Brasileiro Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2018, Joinville. Moda para Próxima Economia: reflexão sobre a reinvenção do sistema de moda. In: Congresso Internacional de Moda y Diseño, 2018, Madrid. 4º CIMODE, 2018. Pesquisa Experimental de Aplicação de Corte a Laser em Superfícies Têxteis: um relato sobre os procedimentos de pesquisa do Projeto Fabricação Digital + Moda. In: 13º Colóquio de Moda - 10ª edição Internacional, 2017, Bauru. SHIPIBO: Relato de Experiência do Desenvolvimento de uma Coleção com uso de Fabricação Digital Associada à Tipologias Artesanais. In: 13º Colóquio de Moda - 10ª edição Internacional, 2017, Bauru. Produtos de Moda sem Costura: Explorando Possibilidades. In: 12º Colóquio de Moda, 9º Edição Internacional, 2016, João Pessoa. Moda e Fabricação Digital: desenvolvimento de coleção utilizando a impressora 3D. In: 13º Colóquio de Moda - 10ª edição Internacional, 2017, Bauru. Moda e Fabricação Digital em um Contexto Fab Lab: equipamentos, métodos e processos para o desenvolvimento de produtos. In: P&D 2016 Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2016, Belo Horizonte.

Profile for Vick Fernandez

Moda e Tecnologia | Fabricação Digital e Wearables  

Uma breve apresentação dos processos de fabricação digital aplicados a projetos de moda e uma introdução ao que são os wearables! Sugestão...

Moda e Tecnologia | Fabricação Digital e Wearables  

Uma breve apresentação dos processos de fabricação digital aplicados a projetos de moda e uma introdução ao que são os wearables! Sugestão...

Advertisement