Page 15

O

fato de quase meio milhão de pessoas (exatas 499.303) demandarem os serviços da EFCJ – Estrada de Ferro Campos do Jordão em 2015 tem uma explicação simples, mas contundente: o nível de qualidade ofertado para turistas e a população de Pindamonhangaba, está correspondendo às expectativas dos usuários. Sob a gestão da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, desde 2011 essa marca vem evoluindo positivamente ano a ano, do patamar médio de 330 mil passageiros em 2013 e 2014 a 473 mil em 2014 e quase 500 mil em 2015, para orgulho dos atuais 255 funcionários da estrada de ferro.

Equipes trabalham na recuperação da rodovia centenária modernidade, presteza e retomando a confiança dos usuários. Já foram R$ 28 milhões, a partir de 2011, destinados a ações administrativas e recomposição total da infraestrutura de 100 anos. Vale citar desde a recuperação do quadro funcional – passando por treinamento e capacitação de pessoal; renovação de convênios e termos de cooperação; implantação de novas paradas; além da recuperação de estações antigas; obras de acessibilidade, paisagismo, identidade visual e manutenção de todo o sistema.

Por meio de aporte financeiro do Governo do Estado de São Paulo e uma administração focada na viabilidade do empreendimento para o futuro, o patrimônio cente- Com tudo isso foi possível resganário da EFCJ vem ganhando tar a função pioneira da EFCJ:

atender a população para o transporte das regiões rurais do município e incrementar sua vocação enquanto complexo turístico que oferece a operação de trens e equipamentos de lazer, como parques, teleférico, pedalinho e um centro de memória ferroviária. Atualmente, os serviços cedidos ao longo de 47 km de linha incluem o Trem de Subúrbio, Trem Turístico de Piracuama, Trem do Mirante, Bonde Turístico, Bonde Turístico Urbano, Maria Fumaça e Trem de Serra, englobando as cidades de Pindamonhangaba, Santo Antonio do Pinhal e Campos do Jordão.

nova estação suzano Com investimento de R$ 46,2 milhões, o governador Geraldo Alckmin entregou em fevereiro a primeira etapa das obras de reconstrução da Estação Suzano, que atende a Linha 11Coral (Luz – Estudantes), da CPTM. Nesta fase, das 14 escadas rolantes já instaladas, 6 entrarão em operação, e dos 4 elevadores implantados, 3 estarão operacionais. Os demais equipamentos integram a segunda etapa da obra, quando a estação ganhará uma segunda plataforma e o maior bicicletário administrado pela CPTM, com 536 vagas. A estação conta com dois acessos: um pela rua Dr. Prudente de Moraes e outra pela av. Major Pinheiro Fróes. Cada acesso dispõe de duas escadas rolantes, uma fixa e um elevador.A população também já poderá fazer uso da passarela de transposição à via férrea, em área não-paga, iluminada e aberta 24 horas.

Linhas - Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo  
Linhas - Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo  
Advertisement