Issuu on Google+

Copa do Mundo

Conheça a opinião do garcense que jogou em três mundiais Maio / Junho de 2014 Ano V - Nº 27 - R$ 7,00

Bosque e 2ª Mata

Dia das Mães

Uma homenagem às mães especiais

O que resta de floresta nativa na cidade

DIAG LAB LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS Excelência e tecnologia em exames laboratoriais


Completa linha da marca KARSTEN.

Jogos de panela das linhas RAMOS, TRAMONTINA, NIGRO E FORTALEZA com SUPER DESCONTOS. Aproveite para presentear. Promoção para as linhas antiaderente, alumínio e esmaltada!

E muitas outras opções para a mamãe.

DIA DAS MÃES FELIZ É NA TOTAL UTILIDADES!

Av. Dr. Labieno da Costa Machado, 2378 a 2384 - Próximo à Rotatória da Garça - Fone (14) 3406-1011


22

Editorial

Nota Maxi: Garça ganhou o seu primeiro Rotakids, clube de serviços voltado para crianças

24

Social: Fizemos um giro pelos bares da cidade e encontramos muita gente bonita

A

falta de áreas verdes nos centros urbanos é uma das preocupações atuais em quase todos os municípios. O Censo de 2010 mostrou essa carência ao informar que um terço dos domicílios urbanos não têm árvores em suas proximidades. São quase 15 milhões de moradias, que abrigam cerca de 50 milhões de brasileiros. Segundo o levantamento, por incrível que pareça, a região Norte é a mais carente em áreas verdes urbanas e é no Sudeste que as cidades possuem mais árvores. Em Garça, temos uma pequena área de mata nativa dentro da cidade. Esse bolsão verde é formado pelo Bosque Municipal e pela 2ª Mata, uma reserva particular. Nós conversamos com a Engenheira Florestal, com a Veterinária e com o diretor da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, sobre essa área. Os alunos da ETEC Monsenhor Antônio Magliano fizeram um projeto ambiental, que já foi premiado duas vezes, sobre a importância dessas reservas dentro da área urbana da cidade. Com relação a Copa do Mundo, o garcense e ex-goleiro da Seleção Brasileira, Waldir Peres, fala sobre o mundial e o que o futebol representa em sua vida.

26 28 29

Agenda: Confira as atrações culturais que acontecem em maio e junho

06

Saúde da Voz: A fonoaudióloga Mariane Z. M. Teixeira fala sobre a rouquidão Aprendizado: Você sabe o que é Dislexia, Disortografia, Disgrafia e Discalculia?

30 32

10 6 8

Educação Especial: Programa de Enriquecimento Instrumental será ministrado em Marília

Clínica Médica: MED CENTER: há 13 anos uma das mais completas clínicas da região

Capa: Laboratório Diaglab inaugura nova unidade em Garça Perfil: às vésperas da Copa, conversamos com Waldir Peres, garcense que participou de três mundiais

10 12 14 16

Onde está você?: Encontramos, em Santos, o radialista Marcelo Guimarães

Imóveis: Rozário & Frausino Imóveis comemora sete anos de atividades

20

Especial 1: Nossa homenagem às Mães Especiais

Nossa reportagem de Capa mostra a DiagLab Laboratório de Análises Clínicas e sua nova unidade na cidade. Tem especial do Dia das Mães, uma receita de dar água na boca, Nota Maxi, Social. Onde Está Você?, e muito mais. Então, boa leitura!

Especial 2: Bosque Municipal e 2ª Mata: resquícios de Mata Atlântica dentro de Garça

18

Terceira Idade: Residencial Família Lourenço terá casas exclusivas para idosos

20

Sabores de Garça: Aprenda a fazer um delicioso Strudell de maçã

ISNN 2176-5758 CNPJ: 10.955.909/0001-57 R. Coronel Joaquim Piza, 441 Fone: (14) 3471-3895 CEP: 17.400-000 - Garça - SP Publicação de propriedade de e-mail: contato@viamaxi.com.br Via Maxi Comunicação Ltda. www.viamaxi.com.br

26

Jornalista Responsável Ana Lucia Molina Bez - MTb 23.861 Fotografia e Arte Carlos Nogaroto - MTb 29.693 Controle de Qualidade Isabela Molina Bez Farias

Departamento Comercial comercial@viamaxi.com.br

Impressão e Acabamento Grafilar www.grafilar.com.br/


Lista de Casamento Faça a sua na DE GARÇA

Saque Fácil Empréstimo Pessoal O Saque Fácil Pernambucanas é um empréstimo pessoal que oferece tranquilidade para você e sua família. Sempre que precisar, podemos ajudar com parcelas que cabemno seu bolso.

05 903687853 015 CAMILA M OLIVEIRA 0001 0018 25 00

1

Basta apresentar o seu Cartão Pernarnhucanas na Pernambucanas de Garça para solicitar seu empréstimo. Tudo bem rápido e parcelado em até 12 VEZES com uma das melhores táxas do mercado*.

*Crédito sujeito a aprovação no ato da solicitação do empréstimo. Verifique a taxa de juros vigente no dia, no crediário da loja.

Praça Ruy Barbosa, 373 - Centro - Garça - SP 14 3471-0425


CAPA

Diag Lab inaugura nova unidade em Garça Muito mais conforto, segurança e agilidade no atendimento

Q

uem precisa de exames laboratoriais sabe da importância de ter um conjunto de fatores que garantam o diagnóstico correto e seguro, a rapidez do resultado e a certeza de que será bem atendido. Foi pensando também na comodidade de seus pacientes que o Diag Lab Laboratório de Análises Clínicas inaugurou a sua unidade II, anexa a Policlínica, na avenida Rafael Paes de Barros, nº 801, Bairro Willians. A nova unidade do laboratório trará ainda mais comodidade aos pacientes da Policlínica e a grande parte da população de Garça que mora próximo ao local. “Montamos um posto de coleta bem equipado para disponibilizar conforto e comodidade aos pacientes, facilitando, também, aos médicos, resultados rápidos e eficazes para um melhor diagnóstico. Nossa unidade na Policlínica tem a proposta de facilitar a coleta para pacientes que residem naquelas proximidades, desta forma, evitar o transtorno de seu deslocamento, que em muitos casos, é incômodo aos pacientes”, explicou Dr. Omar Mohamed Farhat, biomédico, que, juntamente com Cirurgião Geral e Gastroenterologista, Dr. Ernani Beluzzi, é sócio do Diag Lab. O Diag Lab, desde a sua implantação em Garça, em junho de 2013, é composto por equipamentos auto-

6 - via maxi

matizados em todos os seus setores, proporcionando melhor qualidade nas análises e resultados mais eficazes. “O avanço da tecnologia médica e seus impactos na assistência a saúde, exigem laboratórios que apresentem fatores de motivação para melhor assistência à saúde. Com isso, os aparelhos automatizados que temos no Diag Lab têm a proposta de garantir mais velocidade na entrega dos resultados, minimização de erros, melhor utilização da capacidade instalada, segurança na manipulação das amostras, padronização dos processos e rastreabilidade, com o controle total das amostras”, comentou Dr. Omar. A unidade I está localizada na rua Presidente Kennedy, nº 10, bairro Willians, em um ponto privilegiado da cidade, há apenas 200 metros da UPA. Possui ampla e confortável sala de espera e todos os outros setores divididos. O processo de segurança e discrição do diagnóstico começam na recepção e vai até o laudo final do exame. Os dados do paciente são colocados num sistema de identificação com código de barras, que evitam qualquer possibilidade de troca de materiais. “Os nossos equipamentos possuem a mais alta tecnologia em todos os estágios da análise, com monitoramento e segurança sobre todos os resultados, além de controle de qualidade”, finalizou.

COMPLETA COBERTURA DE EXAMES A tecnologia aplicada garante mais rapidez nos diagnósticos, nas confirmações de patologias e nos exames de rotina. Exames mais complexos recebem total atenção, assim tendo laudos mais ágeis, possibilitando uma intervenção médica, aumentando as chances de tratamento do paciente. A coleta de sangue é feita por meio de sistema a vácuo, que proporciona menos danos ao paciente, mais higiene, rapidez e permite, ainda, que várias características celulares possam ser analisadas simultaneamente, evitando a necessidade de novas coletas. O Diag Lab realiza todos os tipos de exames de sangue, que englobam toda parte de patologia clínica nos seguintes setores: Hematologia, Bioquímica, Urianálise, Imunologia, Parasitologia, Coagulação sanguínea, Hormônios, Teste de paternidade (DNA), Sexagem Fetal (realizado em mulheres grávidas, a partir da 8ª semana de gestação, e que, por meio da coleta de sangue, torna possível saber qual é o sexo do bebê). ATENDIMENTO O Diag Lab Laboratório de Análises Clínicas atende particulares e a todos os convênios.


EQUIPE DIAG LAB O excelente atendimento durante todo o processo, até a entrega dos resultados, o sorriso e a cordialidade humanizam o atendimento no Diag Lab e fortalecem a relação de confiança entre o laboratório e seus pacientes. “Nossa equipe de colaboradores é altamente qualificada e recebe treinamentos constantes, mesmo antes de assumir suas atividades na empresa. Vale ressaltar que contamos com funcionários com enorme bagagem na área de saúde”, ressaltou Dr. Omar. COLETA DOMICILIAR Pensando sempre na comodidade dos pacientes, o Diag Lab possui o serviço de coleta de materiais para exames em domicilio. A coleta domiciliar é ideal para idosos, pessoas com problemas de locomoção e pessoas em processo de recuperação de cirurgia. Os agendamentos são feitos com hora marcada, e as coletas são feitas com a mesma qualidade e segurança encontrada nas unidades do Diag Lab, sem custos adicionais ao paciente. Agendamento pelo telefone (14) 3406-5179. CONTROLE DE QUALIDADE O que também garante a qualidade e a confiabilidade dos exames, é o rigoroso processo diário de controle das amostras realizado internamente, em duas etapas, pelos profissionais do Diag Lab. O laboratório é classificado como excelência em seus requisitos. Para manter este importante status, que atesta a credibilidade do laboratório, as análises são avaliadas por profissionais altamente classificados fora do ambiente do Diag Lab.

DEPOIMENTOS

Armando Hamze - Clínico Geral e Médico Anestesista. “Para

nós médicos que sempre necessitamos de segurança em nossos diagnósticos, ter a disposição um laboratório que emprega alta tecnologia associada a boa capacitação dos profissionais são fundamentais, para rotina do nosso trabalho que é um fator determinante para o tratamento rápido e eficaz dos nossos pacientes”.

Alex Lobo - empresário das academias Work Body, parceiras da Diag Lab. “A avaliação física

de nossos alunos antes do início de suas atividades em nossas academias é fundamental na orientação sobre qual atividade será adequada para seu estado de saúde e seus anseios. Resolvemos aperfeiçoar esta avaliação, incluindo a ela, de forma gratuita, também a realização de um hemograma. Por isso, estamos contentes em sermos parceiros do Diag Lab, porque veio de encontro a nossa busca pela excelência de nossos serviços”.

Atende convênios e particulares Unidade I - Rua Presidente Kennedy, nº 10, Bairro Willians (200 metros da UPA). Fone: (14) 3406-5179. Avenida Rafael Paes de Barros, nº 801 Bairro Willians Fone: (14) 3406-3954 (anexo a Policlínica Avenida)

7 - via maxi


PERFIL

Waldir Peres

E

le participou de três copas: 74, na Alemanha, 78, na Argentina e 82, na Espanha. É considerado um dos mais importantes goleiros do futebol brasileiro. Começou a jogar profissionalmente aos 16 anos, no Garça. Passou pela Ponte Preta, pelo São Paulo, América do Rio, Guarani, Corinthians, Portuguesa, Santa Cruz e, novamente, pela Ponte Preta. Foram oito times em 22 anos de carreira. Em abril, Waldir Peres passou por Garça e bateu um papo com a Via Maxi. Confira alguns trechos:

Via Maxi: O que Garça foi para você? Waldir Peres: Eu nasci aqui. Fiz o grupo escolar aqui em Lácio e estudei no Hilmar Machado até o primeiro normal. Praticamente, passei a minha juventude aqui. Embora, enquanto todo mundo ia pro bailinho e eu não por que tinha que jogar no domingo, para mim foi muito importante, pois foi o começo da minha vida. Foi por causa do apoio de todo mundo da cidade que consegui dar uma alavancada na minha carreira e ir pra Ponte Preta. VM: Valdir, esse troféu é do que? WP: Esse troféu é do Plínio Dias, marido da dona Beth. Foi o jogador que jogou no Garça, na minha época. Ele era o “paisão”. A gente chamava ele de “Véio”. Foi uma pessoa maravilhosa, uma pessoa que me incentivou muito. Essa é a minha homenagem em respeito a ele. VM: Enéias, qual é a historia desse troféu? Enéias: Esse troféu foi de um amistoso entre Garça e José Bonifácio. A esposa do seu Plínio que estregou para mim, falando “o melhor lugar para ficar o troféu é com você”. Ele estava com o Plínio, porque ele era o capitão do time e, depois que ele faleceu, a esposa dele doou para mim. O troféu vai ficar aqui. Vai ser uma relíquia da loja e isso aqui é para fazer uma homenagem. VM: O estádio do Garça está interditado. O que você acha disso? Vale a pena hoje investir? WP: Hoje, investir é difícil. Teria que analisar qual é a condição do Garça, se tem muitos problemas financeiros que ficaram para trás. Para formar um time hoje e inscrever na federação, são necessários 800 mil reais. Tem que ter o estádio para 5, 10 mil pessoas, com toda a segurança de bombeiro. Se não houver um trabalho dentro da cidade, para que a cidade esteja envolvida e que apoie de todas as maneiras, fica difícil.

8 - via maxi


SERVIÇOS E ACESSÓRIOS PARA O SEU CONFORTO E SEGURANÇA Waldir Peres reencontra amigos em Garça e exibe a camisa usada na Copa de 1982, que, atualmente faz parte do acervo do empresário Enéias VM: O você acha da Copa ser realizada no Brasil? WP: É um evento que mexe com o público. É uma coisa grandiosa. Embora o nosso país esteja meio conturbado em relação à Copa, o evento é sensacional. O mundo inteiro vai estar aqui, com os olhos em cima do Brasil. O futebol é uma paixão mundial e todos os países vêm com a torcida fantasiada, pintada. É realmente um dos maiores eventos do mundo. VM: O que você acha das manifestações contra a Copa do Mundo? VP: Eu falo conturbado pela relação que o nosso governo tem com o nosso país hoje. É inadmissível o gasto geral com tudo isso aí e a nossa saúde, nossa segurança, nosso ensino estarem do jeito que estão. Quanto ao evento ser realizado no Brasil, maravilha! Só precisaria estar mais estruturado. Realmente, falta muito coisa por parte do nosso governo. VM: Você acha que o Brasil tem chances de ganhar a Copa? WP: O Brasil só perde pra ele mesmo. Se jogar futebol, se não houver problemas, é uma das favoritas. Agora tem a Alemanha, Itália, Argentina, França e Inglaterra, que possuem tradição. São varias seleções já vividas em Copas, com conquistas maravilhosas. VM: Você arriscaria uma final? WP: Acho que o Brasil deva estar na final. A Argentina também é uma bela candidata. A Itália é um time de chegada e a Espanha vem sendo a

melhor equipe do mundo. São seleções que, realmente, podem surpreender a gente. VM: Você comentou que, na Copa, o Brasil só perde para o Brasil. E se pudéssemos colocar a Seleção de 82 para jogar com atual? Quem ganharia? WP: Eu sou contra esse tipo de comparação, mas não sou contra a sua pergunta, porque 82 foi um momento e, hoje, já é outro. Só que, por exemplo, na atual seleção, se você me perguntar quem pode decidir a Copa, vou falar: Neymar. Na de 82, eu diria: Falcão, Zico, Éder... Eram muito mais jogadores que definiam o jogo. Eu acho que cada uma tem o seu momento especial. São jogadores diferentes, times diferentes, épocas diferentes. O futebol mudou muito. A preparação física surpreendeu. É uma ciência! E, cada vez mais, se aplicam novas técnicas, melhor condicionamento físico. VM: Gostaria de deixar algum recado para Garça, por que muita gente vai ler a sua entrevista. WP: Olha, eu realmente fico muito feliz, sempre, nas entrevistas que dou, lembro-me de Garça. Fiz muitos amigos aqui. Tive muito apoio, quando fui para a Ponte, quando eu fui para o São Paulo, quando eu vinha passear aqui na cidade. Isso, para mim, foi muito importante. Tive muitos “técnicos” aqui. Fiz Tiro de Guerra aqui. Estudei aqui. Frequentei o Cine São Miguel. Arrumei um monte de namoradas. A cidade foi, realmente, um marco na minha vida.

(14) 3471-0515 Rua Deputado Manoel Joaquim Fernandes, 122 Centro - Garça - SP


ONDE ESTÁ VOCÊ? Téo com a mulher, Ana Luíza, e os quatro filhos: Gabriella, Carolina, Marina e Felipe.

Onde está você, Marcelo de Oliveira Guimarães?

O

radialista Marcelo de Oliveira Guimarães, mais conhecido em Garça como Téo, há 34 anos mora fora da cidade. Ele é filho de Lineu Guimarães (falecido) e Maria Nelly de Oliveira Guimarães, irmão de Mariângela, Lineu e Sílvia. Téo, tem uma empresa de comunicação em Santos. Ele é casado, há 26 anos, com Ana Luíza e tem quatro filhos: Gabriella, Carolina, Marina e Felipe. A Via Maxi o convidou para fazer parte da editoria Onde está você?, desta edição e ele gostou muito de compartilhar um pouco da sua vida conosco. Acompanhe os principais trechos da entrevista que teve direito até uma poesia de amor a Garça

10 - via maxi

Via Maxi: Como e quando iniciou a sua carreira no rádio? Téo: Comecei a trabalhar aos 14 anos de idade, numa lanchonete, depois fui trabalhar numa loja de eletrodomésticos. Quando estava na CCE, Comissão Central de Esportes, conheci o Nílson Bastos que, naquela época era o diretor da Rádio Clube de Garça, e me convidou para fazer um teste. Fui aprovado e passei a trabalhar como locutor da rádio, onde aprendi grande parte do que eu sei hoje. Apresentava programas musicais, noticiários e cheguei a criar um programa para valorizar a música brasileira, que se chamava, “Brasil terra da gente”. VM: Você tem uma bonita carreira

profissional, por quais empresas já passou? T: Saí de Garça e fui para São Paulo, onde trabalhei numa empresa de fertilizantes e só depois de nove meses voltei a fazer o que mais gosto, quando fui contratado pela Rádio Cultura FM de Santos, que era a maior audiência da Baixada Santista, trabalhei também na Rádio Guarujá FM, Rádio Antena Um de São Paulo, TV SBT, como locutor de chamadas por doze anos, depois fui contratado pela Rede Bandeirantes de Televisão, também como locutor de chamadas, onde fiquei por dois anos e voltei para o SBT como locutor de especiais e substituto nas chamadas, também gravei muitos programas para a TV a cabo, para


VM: Hoje em dia, como é a sua rotina de trabalho? T: Mantenho um estúdio profissional para as gravações, aqui em Santos, onde moro desde o final de 1.980. Minha vida é cuidar da minha família, trabalhar, me exercitar e aproveitar a vida agora, até porque não sabemos o dia de amanhã. Minha rotina de trabalho é bem mais tranquila na maior parte do tempo, pois tenho um contrato com o SBT e também gravo para quem contrata a minha empresa. Acordo por volta das nove da manhã e começo meu dia de produção, meu estúdio é na minha própria casa e isso facilita bastante, graças a internet. VM: Conte-nos uma passagem inesquecível da sua vida profissional T: Meu primeiro momento profissional inesquecível, foi meu primeiro dia de trabalho, muito nervoso, inseguro, acabei errando a hora certa e fiz muita gente sair correndo para o trabalho achando que estava atrasada. Teve também, a transmissão do Carnaval de rua e de Clubes, as entrevistas com artistas famosos e depois, já como profissional do SBT, ir para a frente das câmeras como apresentador da Copa do Mundo de 1.994 e apresentador no Jornalismo do SBT. VM: Do que sente saudades de Garça? T: Sinto saudade dos meus parentes e amigos de toda uma vida, mas sinto saudade da minha infância lúdica, onde brincar na rua, com brinquedos que a gente mesmo fazia era a coisa mais natural do mundo. VM: Do que nunca se esqueceu daqui? T: Das ruas, praças, escolas e clubes da minha cidade. Quando estou chegando em Garça, sinto o cheiro da cidade, me emociono quando passo pelo trevo e digo, agora estou em GARÇA, começo a relembrar tudo e vou falando para os meus filhos, sobre cada lugar que passo e reconheço por alguma razão, como as casas que eu morei, as ruas que brincava de carrinho de rolimã, de bicicleta e não posso deixar de lembrar do campo de aviação, que frequen-

tava com meu Pai, do Bosque e seus bichos e árvores, do lago e especialmente das pessoas de Garça. Por incrível que pareça, uma das coisas que eu não me esqueço e era muito pequeno na época, foi de um comício, que eu vi, do Martinho Funchal de Barros, era o tempo da ditadura e eu não entendia nada do que estava acontecendo, mas achava interessante a maneira como ele falava e a quantidade de gente que estava ali para escutá-lo.

Dia Mães Um novo conceito de ver o mundo PROMOÇÃO VÁLIDA DE 16/04 ATÉ 10/05

o Discovery Channel, People and Arts, Animal Planet e outros como narrador e voice over.

PROMOÇÃO das

VM: Quando pretende visitar a terrinha? T: Com certeza, em novembro estarei aí. Mas se der, irei também em junho ou julho. VM: O que você acha de Garça hoje? T: A Cidade cresceu! Agora tem um parque industrial muito forte, já não é mais dependente da lavoura do café. Acho Garça uma Cidade muito bonita, limpa, e arborizada. VM: Fique a vontade para deixar algum recado T: Meu recado é para todos os Garcenses. Parabéns a todos vocês que contribuem para que Garça seja uma cidade bonita, tranquila e segura, e a todos que levam o nome da nossa cidade para outros cantos do país e do mundo. Obrigado pela oportunidade de demonstrar todo o meu amor por Garça. Eu posso ter saído de Garça, mas a “grande ave”, como diz uma amiga, nunca sairá de dentro de mim e já faz parte também da vida da minha mulher e de meus filhos. Sei que além de suas ruas, praças, árvores e casas, existe um outro mundo Sei que o olhar puro de uma criança pode amenizar a alma do mais terrível carrasco Sei que a alegria de poucas horas pode se transformar em felicidade eterna Sei que um adeus nem sempre traduz o que a palavra verdadeiramente significa E que apesar de tudo, a verdade é que eu te amo muito, minha querida Garça.

COMPRE NA ÓTICA ROGER E GANHE UM VALE RODÍZIO NA CHURRASCARIA CHIMARRÃO GRILL Fone: (14) 3407-4779 Rua Cel. Joaquim Piza, 259 - Garça - SP rogerlisboa1@live.com

Um grande abraço a todos os Garcenses, com muito orgulho. Parabéns pelos 85 anos!

www.facebook.com/pages/OTICA-ROGER/


Rozario & Frausino Imóveis comemora sete anos de grande sucesso

C

omemorando a realização de sonhos e objetivos sempre permanentes – a de bem servir a seus clientes – a Rozario & Frausino Imóveis representa expressividade e projeção no contexto imobiliário garcense. São sete anos de atividades consubstanciadas em profissionalismo, qualidade e plena seriedade, traçando um marcante perfil no atendimento a seus clientes da cidade e macrorregião. Seus proprietários, Fabiano Chaves Rozario, arquiteto, e Fabiano Tamura, advogado, se aliam a Frausino, especialista em loteamentos e vendas. Com o conhecimento específico e técnico por conta de sua formação, Fabiano supre todas as necessidades avaliativas dos imóveis, observando suas estruturas, qualidade de acabamento e designer, designando um perfil altamente representativo do bem disponibilizado para a

12 - via maxi

Na primeira imagem, o arquiteto, Fabiano Chaves Rozario, e o corretor Frausino. Na fotografia seguinte, o advogado, Fabiano Tamura. venda, compra ou locação. Fabrício Tamura, com sua qualificação e competência jurídica, supervisiona os clientes da Rozario&Frausino Imóveis, dando-lhes total suporte e segurança quanto às conformidades e retidão alusiva às documentações envolvidas em todos os negócios. Coordenando os loteamentos no setor de vendas, Frausino agrega sua longa experiência no ramo, orienta os clientes da Rozario&Frausino Imóveis, oferecendo-lhes sempre o melhor preço de mercado e amplas possibilidades de negociação com

pagamentos a longo prazo e, oferecendo investimentos em áreas de excelente localização e infraestrutura. Desta forma, aliando-se qualidade, competência e vontade de sempre servir o melhor, o “time” da Rozario&Frausino Imóveis está pronto a oferecer sempre um atendimento personalizado, com seus escritórios à Rua Vital Soares, nº 121. Querendo comprar, vender ou alugar, Fabricio Tamura, Fabiano C. Rozario e Frausino estão totalmente à disposição. Negócios certos e confiáveis Rozario&Frausino Imóveis!


Toda Mãe merece um presente da Íntima!

Pijamas

Há treze anos cuidando da sua intimidade


ESPECIAL

MÃES ESPECIAIS

E

moção, carinho, dedicação e amor: estes são alguns dos sentimentos que unem as mães de crianças especiais. São mulheres que ganharam da vida uma missão que as desafia diariamente e que exige muita força para não desanimar. Mas um dia, pelo menos um dia, mesmo que de alguma forma diferente, cada uma dessas mães deve ter se pergun-

tado, o que deu errado no nascimento do seu filho e o porque dele ser especial? A explicação pode estar na ciência, ou na fé, ou mesmo nas crenças populares. Nós, também, em busca de respostas, encontramos o texto abaixo, onde um autor desconhecido dá a sua explicação. O texto nos emocionou e para a nossa equipe, isso já foi o suficiente.

“Você alguma vez já pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais? Eu já... Uma vez visualizei Deus pairando sobre a terra, selecionando seu instrumento de propagação com um grande carinho e compassivamente. Enquanto observava, Ele instruía seus anjos a tomarem nota em um grande livro: - Para Beth, um menino. Anjo da Guarda, Matheus. - Para Miriam, uma menina. Anjo da Guarda, Cecília. - Para Regina, gêmeos. Anjo da Guarda Geraldo, ele já está acostumado. Finalmente, Ele passa um nome para o anjo, sorri e diz: dê a ela uma criança com deficiência. O anjo, cheio de curiosidade, pergunta: porque ela, Senhor? Ela é tão alegre! - Exatamente por isso, diz Ele. Como eu poderia dar uma criança a uma mãe que não sabe o valor de um sorriso? Seria cruel... - Mas será que ela vai ter paciência? - Eu não quero que ela tenha muita paciência - disse Deus porque aí ela se afogará no mar da autopiedade e desespero. Logo que o choque e o ressentimento passarem, ela saberá como conduzir-se. Eu a estava observando hoje. Ela tem aquele forte sentimento de independência. Retrucou o Anjo: - Ela terá que ensinar a criança a viver no seu mundo e não será fácil. Além do mais, Senhor, acho que ela nem acredita na Sua existência. Deus sorri, e diz: - Não tem importância. Eu posso dar um jeito nisso. Ela é perfeita. Possui o egoísmo no ponto certo. O Anjo engasgou. - Egoísmo? E isso é, por acaso, virtude? Deus acenou que sim e acrescentou: - Se ela não conseguir se separar da criança de vez em quando, ela não sobreviverá. Sim, esta é uma mulher que abençoarei com uma criança menos perfeita. Ela ainda não faz ideia, mas ela será, também, muito invejada. Sabe, ela nunca irá admitir uma palavra não dita, nunca considerará um passo como uma coisa comum. Quando sua criança falar “mamãe” pela primeira vez, ela pressentirá que está presenciando um milagre. Quando ela descrever uma árvore com um pôr-do-sol para seu filho cego, ela verá como poucos já conseguiram ver a minha obra... eu permitirei ver claramente coisas como ignorância, crueldade, preconceito e a ajudarei superar tudo. Eu estarei a seu lado a cada minuto de sua vida, porque ela estará trabalhando junto comigo. - Bom - disse o Anjo - e quem o Senhor está pensando mandar como Anjo da Guarda? Deus sorriu; - Dê a ela um espelho. É o suficiente Autor desconhecido

14 - via maxi


Uma homenagem às Mães especiais A Via Maxi, nesta edição cuja a circulação coincide com as comemorações do Dia das Mães, resolveu fazer uma homenagem à essas heroínas do cotidiano. Em nossa pesquisa para o levantamento das personagens desta pauta, encontramos a Cristiane e a Alice. São mulheres que receberam da vida uma missão especial e que elas desempenham com amor e satisfação. Desta forma simples, queremos estender o nosso carinho e admiração a todas as mães.

Cristiane Furlaneto Barros é mãe de três filhos, Maria Gabriela, 20, Samuel, 16, e Maria Vitória, 11. Cristiane não trabalha fora, pois os cuidados com a filha caçula são constantes. Maria Vitória nasceu com Hidrocefalia, proveniente de uma Mielomeningocele, um defeito congênito em que a espinha dorsal e o canal espinhal não se fecham antes do nascimento. “Eu sempre digo que a Vitória é um milagre. Ela teve muitos milagres em sua vida. Dez horas após o parto, minha filha foi submetida a uma cirurgia muito delicada para colocar a medula para dentro de seu corpo e fechar a espinha dorsal. Era apenas um bebê e já tinha 50 pontos em seu corpinho. Depois de oito dias, fez outra cirurgia para colocar uma válvula de derivação, para retirar o acúmulo de

água da cabeça. Foram sofrimentos em etapas: se ela sobreviver, se responder ao tratamento, se, se e se. Hoje ela é uma criança feliz, vive sorrindo, é a alegria de todos em casa. Quando está bem, todos nós estamos bem. Eu acredito também que os anjos existem e vivem entre nós, porque a Vitória tem vários anjos em seu caminho, desde o pai e os irmãos, ao motorista e a cuidadora da escola. Foi muito difícil no começo. Eu cheguei a me afastar um pouco de Deus e fiquei muito descrente. Também parei de ir a festas de aniversário, porque eu via as crianças correndo e eu me perguntava o porquê de tudo o estávamos passando. Eu encontrei as respostas nos livros espíritas que li. Hoje creio que nada é por acaso e que ela me escolheu e eu a aceitei”.

A manicure Alice Helena Beghini Barrio Nuevo, aos 32 anos teve o seu único filho, Rodrigo, que hoje está com 26 anos de idade. Esse moço lindo e boa gente nasceu com um problema genético hereditário chamado Microcefalia Vera, uma condição neurológica em que o tamanho da cabeça é menor do que o tamanho típico para a idade. Alice trabalha em casa e se dedica ao máximo a Rodrigo. “Neste mundo de hoje é muito preocupante deixá-lo sair sozinho, mas, na medida do possível, o deixamos fazer algumas atividades longe dos nossos olhos”. A manicure conta que, quando foi diagnosticado o problema em seu

filho, ela estava sozinha no quarto da maternidade, e levou um choque. A busca por informações sobre a doença foi importante para que ela soubesse como lidar com a nova realidade em que se transformara a sua vida. “Meu marido e minha família me ajudaram e ajudam até hoje, mas a maior força que recebo vem do Rodrigo. Ele é tudo pra mim e eu sou tudo para ele. Ele é carinhoso, amigo e muito prestativo, não esquece os horários dos seus remédios e nem os da minha mãe. Eu o amo muito e, se Deus me deu essa luz, vou levá-la com muito amor até o fim dos meus dias. Eu venci e não foi fácil. Sou mais especial que ele (risos)”.

15 - via maxi


MEIO AMBIENTE

A área do Bosque Municipal de Garça, Dr. Belyrio Guimarães Brandão, foi doada ao município pela família Guimarães Brandão. Já a 2ª Mata, pertence aos proprietários da Fazenda União. Uma lei municipal (lei 2941 de 1994), passou para o município a responsabilidade da manutenção e do reflorestamento da 2ª Mata. O documento, com validade de 10 anos, é prorrogado automaticamente em comum acordo entre as partes. Segundo o diretor da SAMA, Rubens Bottino Júnior, devido à importância da mata para o equilíbrio do ecossistema de Garça, não há interesse do município em devolvê-la aos seus proprietários.

Bosque Municipal e Segunda Mata

O

Bosque Municipal e a 2ª Mata são o que restam de Mata Nativa dentro da área urbana de Garça, correspondendo apenas 9,43% de todo o município (545km²). As primeiras derrubadas de árvores, segundo a história da cidade, foram feitas no início da década de 20, por Navarro J. Cintra, integrante do grupo formado por Labieno da Costa Machado, um dos fundadores da cidade. O grupo, logo que chegou nessas terras, constatou que o solo

16 - via maxi

era fértil e o local era composto por densa floresta. Assim, na cabeceira do Ribeirão da Garça, eles iniciaram o plantio agrícola. O povoado surgiu logo em seguida em volta da sede da fazenda. De lá pra cá a cidade cresceu e construções e propriedades rurais ocuparam o que, antes, era só mata. Em nome do desenvolvimento, pouco restou da vegetação natural. O Bosque e a 2ª Mata fazem parte do complexo da Mata Atlântica, o ecossistema florestal mais ameaçado do país, com menos de 9% de sua área original. Segundo um estudo publicado na revista científica eletrônica da Faculdade de Engenharia Florestal da FAEF, em 12 de agosto de 2008, existem 51 espécies arbustivo-arbóreas, de 26 famílias diferentes, de extrema importância para a preservação do nosso ecossistema. Já outro levantamento, desta vez realizado pelo Laboratório de Estudos de Recuperação de Florestas, da ESALQ-USP, de Piracicaba, apontou que, em nossa pequena floresta nativa, existem 84 espécies arbóreas. Algumas, de acordo com a Engenheira Florestal, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Garça (SAMA), Maria Ângela de Castro Panzieri, são espécies ameaçadas de extinção.

OS ANIMAIS VISITANTES Cotias, quatis, saguis, gambás e teiús vivem soltos no bosque e na 2ª Mata. Eles encontram fartura de alimento, água e condições apropriadas de vida na pequena área de floresta dentro da cidade. Do final do ano passado pra cá, um bando com, aproximadamente 40 Quatis, deixou a área do bosque e vive livremente na 2ª mata. Por ser um animal de fácil convivência urbana e que sente forte atração pelo lixo doméstico, é visto diariamente revirando as lixeiras dos trailers de lanche do lago. A prefeitura começou a implantar gaiolas de proteção das lixeiras, mas, parece que só dificultam, um pouco, o que já virou rotina para os pequenos animais. Aves de várias espécies vivem ou visitam a mata em busca de alimentos e um local seguro para a procriação. Sabiá, Melro, Azulão, Garça, Tucano e Urutau são algumas das espécies vistas com frequência. Até as Jacupembas fazem ninho e tem filhotes entre as árvores. Segundo a Médica Veterinária do Bosque, Patrícia Helena Nogueira de Almeida, já foram vistas pegadas de jaguatirica e Irara dentro da área do Bosque, animais carnívoros que não vivem ali, mas que encontram transito livre durante a noite. Um grande problema do Bosque, segundo a veterinária, é o abandono de animais domésticos pela população, como jabutis e maritacas. Gatos deixados no local também causam um grave problema para o ambiente. As fêmeas criam as ninhadas no meio da mata. Os animais crescem ariscos e não permitem a aproximação dos funcionários. “São animais


domesticáveis que estão voltando a uma origem de não depender mais da espécie humana para sobreviver. Isso gera um outro tipo de comportamento. Eles não avançam nas pessoas, porque sentem medo de gente, mas, impedem que a gente cuide deles. Só conseguimos castrar 10 fêmeas apenas”, explicou a veterinária. MELHORIAS Três viveiros para abrigar as aves existentes no Bosque estão em fase final de construção. Os velhos estão com ferrugem e fora das medidas adequadas para animais em cativeiro. “Estamos pensando no bem estar dos animais existentes. Aumentar o espaço irá proporcionar qualidade de vida a eles”, salientou a Médica Veterinária do Bosque, Patrícia Helena Nogueira de Almeida. Além das aves, o local possui várias outras espécies de animais em cativeiro, como jacaré, lobo do mato, macacos e onças. Quanto à vinda de novas espécies, o diretor da SAMA, Rubens Bottino Júnior, disse que a prefeitura só trará novos animais a partir do momento que o local oferecer condições adequadas para abrigá-los. O diretor disse ainda que pretende, até o final do ano, asfaltar o estacionamento e as vias de passagem dos visitantes. Outros projetos para aumentar a visitação, em parceria com as secretarias de Educação e Cultura, são estudados para serem colocados em prática em breve, como, por exemplo, apresentações artísticas, motivando a conscientização ambiental. O Bosque recebe em média de 80 a 100 pessoas por final de semana. Em feriados prolongados, o público aumenta para, aproximadamente, 200 visitantes, a maioria de fora da cidade. Um público considerado pe-

queno para o potencial do Bosque e a expectativa da prefeitura. A CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL ESTIMULADA NA ESCOLA A pouca visitação, os animais abandonados, o lixo e aparelhos domésticos jogados nas dependências do bosque refletem a falta de consciência ecológica de boa parte da população. Mas este não é um problema isolado do município, é uma realidade brasileira. Mas os bons exemplos existem e devem ser referenciados. Neste caso, os alunos do Segundo Ano do Ensino Médio da ETEC Monsenhor Antônio Magliano, já foram premiados duas vezes pelo Centro Paula Souza, devido ao Projeto ABP (Doroti Q. K. Toyohara) Bosque Municipal – Uma fonte de redução de CO2 da atmosfera. O projeto é desenvolvido há 20 anos pela professora Ana Maria Prande, a Dona Geo, e seus alunos. As sugestões apontadas pelos alunos já foram, inclusive, aplicadas na área do Bosque Municipal. “Quando nós fomos apresentá-lo em uma feira de ciências em São Paulo, nós tínhamos acabado de conseguir desativar o restaurante do Bosque, onde, por intermédio da Câmara de Vereadores, conseguimos que a nossa sugestão de transformar o local em uma escola ambiental fosse aplicada. Nós trabalhamos com uma mata que está ao lado da nossa escola, então esse entrosamento incentivou muito o Paula Souza a levar o projeto para outras cidades que também possuem reservas”, explicou Dona Geo. O projeto conscientiza os alunos para a preservação das matas. “Nós aprendemos que o Bosque, além de diminuir a poluição audiovisual da redondeza, também contribui para a

diminuição de CO2 no ar. Isso, sem dúvida, faz com que o ambiente fique mais agradável a todos”, enfatizou o aluno Rodrigo Said, 16 anos. Simony Alves de Oliveira, acredita que as autoridades deveriam ouvir mais os alunos. “Temos boas ideias para a preservação da nossa mata, mas não temos voz ativa. A Prefeitura e a Câmara de Vereadores poderiam nos ouvir, temos certeza de poderíamos contribuir muito mais para com a nossa cidade”. Leonardo Lopes Garcia Guimarães critica o desinteresse da população para com o Bosque. “Eu acho que falta interesse e conscientização da população, tanto que, quando tinha o restaurante as pessoas frequentavam o local, mas poucos vinham para ver as árvores e saber quanto elas são fundamentais para o ecossistema. As pessoas desconhecem a importância do Bosque. Este projeto não deveria ser só no âmbito escolar, deveria se estender para o município”. Entre as sugestões apresentadas pelos alunos estão: a colocação de placa na entrada do Bosque Municipal informando sobre as árvores mais importantes e representativas de toda área conservada; colocação de mais trilhas e orientadores; mais palestras socioambientais; criação da Muda Solidária; reaproveitamento da água de chuva; obras de arte recicladas dentro do espaço; segurança reforçada; criação de estufa de árvores com risco de extinção e construção de um mirante no centro do Bosque para monitoramento. Outras sugestões dos alunos e todo o conteúdo do Projeto ABP (Doroti Q. K. Toyohara) Bosque Municipal – Uma fonte de redução de CO2 da atmosfera, estão disponíveis no endereço: http://donageo.wordpress.com/

17 - via maxi


TERCEIRA IDADE

Residencial Família Lourenço Projeto pioneiro na região, de casas exclusivas para idosos, será construído em Garça

E

nvelhecer com qualidade de vida está na moda. Diversas estatísticas apontam que o envelhecimento é uma tendência nos países de primeiro mundo, devido, entre os outros fatores, ao aumento da expectativa de vida e a diminuição da taxa de fecundidade. No Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2025 o país ocupará o sexto lugar em número de idosos, com uma população estimada em 35 milhões de pessoas com mais de 60 anos. O número de idosos no país cresceu 55% entre 2001 e 2011, de acordo com o último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), passou de 15,5 para 23,5 milhões de pessoas em dez anos. Ainda segundo a pesquisa, 14,4% dos idosos brasileiros vivem sozinhos, sem parentes, parceiros, filhos, ou agregados. A realidade

18 - via maxi

é que, antigamente, os filhos se transformavam no arrimos de família e cuidavam dos seus pais, hoje em dia, precisam trabalhar e estudar mais e, muitas vezes, não possuem tempo e nem condições para cuidar dos idosos que exigem atenção diária. Foi estudando os números e acompanhando a evolução dos fatos que o empresário e engenheiro garcense, José Lourenço, resolveu lançar em Garça um empreendimento pioneiro na região: o Residencial Família Lourenço, exclusivamente projetado para pessoas da terceira idade. “O ser humano, por natureza, é um ser gregário, que, por pertencer a um grupo comunitário, tem a agradável sensação de paz, bem estar e se sente protegido pelo grupo. Pessoas que, pelas circunstâncias que a vida lhes impôs, voltaram a viver em condição próxima ao do celibatário, poderão encontrar em um conjunto residencial voltado à con-

vivência de pessoas de idades próximas entre si, razões para uma vida mais motivada”, explicou José Lourenço. O conceito de residencial ao qual propõe o empresário é o de fornecer moradias confortáveis e seguras para as pessoas que queiram manter a sua independência. Todo o projeto foi pensado para atender a essa parcela da população que precisa de ambientes adaptados à sua realidade e que querem preservar, ou reconquistar, a sua qualidade de vida. “O residencial irá proporcionar comodidade ao inquilino, contribuir para o convívio social entre os mesmos, sem as formalidades de um asilo. Irá também proporcionar a vida próximo à natureza, onde haja árvores para a sombra, ou frutas de época. Dar opções para lazer e também para exercícios físicos, seja ao ar livre, ou em academia que será construída dentro das dependências do residencial”.


Anteprojeto da arquiteta e urbanista Ana Laura Rezende

INFRAESTRUTURA

O Residencial Família Lourenço será construído em um amplo terreno de 80 mil m², próximo a Vila Mariana, em Garça, onde serão construídas casas de 40 e 60 m² cada, de um, ou dois dormitórios, banheiro, sala e uma pequena cozinha, totalmente adaptados para garantir segurança, conforto e acessibilidade aos moradores, com instalações adequadas para atender, também, pessoas com dificuldade de locomoção e que necessitam de cadeiras e rodas, ou andadores e bengalas.

As construções não terão escadas e, entre outras coisas, vão possuir barras de apoio, portas mais largas, pisos antiderrapantes e banheiro adaptado. Ainda com relação à segurança, o residencial terá muros reforçados e com cerca elétrica, portaria 24 horas e câmeras de circuito interno com monitoramento constante. Nas áreas em comum, haverá piscina com escada de alvenaria e corrimão, pisos antideslizantes e sem brilho, jardins, salão de festas, restaurante, estacionamento, saúna feminina e masculina, centro

ecumênico e uma ambulância à disposição dos moradores. Para a comodidade dos inquilinos que não querem, ou não podem fazer as atividades domésticas, o residencial contará com um bloco de serviços, que, além do refeitório, contará com funcionários e lavanderia à disposição dos moradores para desempenhar os serviços rotineiros de uma casa, como arrumação e lavagem de roupas. O término das obras está previsto para três anos e as reservas das casas para aluguel começam seis meses antes da inauguração.

19 - via maxi


SABORES DE GARÇA

MASSA 250 gramas de farinha de trigo 1 ovo 50 gramas de margarina sem sal 75 ml de água quente (mais ou menos meio copo americano) 1 gema para dourar a massa Açúcar de confeiteiro para decorar. RECHEIO 6 maças bem picadinhas 1 xícara de uvas passas 1 colher de sopa rasa de canela em pó 1 xícara de chá de açúcar

Strudel de Maçã

D

Por Glorinha Cantu e suas filhas, Angélica e Fernanda ona Glorinha é dessas mães dedicadas, que, como toda descendente de italianos, adora reunir os filhos em volta da mesa repleta de quitutes. A receita que ela vai nos ensinar, não é um prato típico da Itália, mas é massa, e massa todo mundo gosta. Ela aprendeu esta receita com uma família de amigos, quando morava em São Paulo e, de lá pra cá, o prato está entre os favoritos da casa. “Meus filhos

20 - via maxi

adoram o Strudel de Maça. Eu também gosto muito, principalmente, porque a massa é bem versátil, podendo ser usada com outros recheios de frutas, como banana e pera, e também combina bem com recheios salgados, como frango e calabresa, enfim, basta usar a criatividade e ter um pouco de paciência para deixar a massa tão fina quanto uma folha de papel de seda. Espero que gostem”. Vamos à receita.

MODO DE PREPARO Coloque a farinha em cima de uma superfície lisa e faça um buraco no centro. Derreta a margarina na água e despejea no centro da farinha. Acrescente o ovo e bata bem até que a massa fique lisa e não grude nas mãos. Forme uma bola com a massa e coloque-a em um local polvilhado com farinha de trigo. Aqueça uma panela maior que a massa e emborque por cima, deixando-a repousar por 10 minutos. Coloque a massa sobre um pano levemente polvilhado com farinha de trigo e estenda-a com o rolo até ficar com uma espessura de papel de seda. Cubra a massa com as maçãs, coloque as uvas passas e o açúcar misturado com a canela. Enrole o Strudel, formando um tubo de várias camadas, sem tocar na massa com as mãos. Igual a um rocambole. Coloque-o em uma assadeira untada e enfarinhada e pincele uma gema por cima para dourar. Leve ao forno moderado durante mais ou menos 1 hora. Depois de assado e frio, polvilhe-o com açúcar de confeiteiro para decorar.


NOTA MAXI

SERVIR BRINCANDO

E

les ainda são crianças, no máximo pré adolescentes, mas já começam a trilhar o caminho da solidariedade e do companheirismo. Conceitos estimulados pelo Rotary Internacional e que, de alguns anos pra cá, tem seus olhos voltados para fidelização dos futuros rotarianos, incentivando a criação de RotaKids em todo o mundo. Garça ganhou no dia 31 de março o seu primeiro clube voltado para crianças entre 6 e 12 anos de idade. A diretoria tomou posse em uma cerimônia simples, mas repleta de carinho de seus familiares, de outros rotarianos, do governador do Distrito 4510, Ricardo de Maio Bermejo, da presidente do Rotary Club Garça Azul, Deyse Serapião Grejo e da Coordenadora Distrital do Rotakids, Cláudia Orlandi. A criação do RotaKids Garça Azul, foi uma iniciativa das integrantes do Rotary Club Garça Azul, que se tornou o clube padrinho das crianças e orienta as ações que serão desenvolvidas pela garotada.

22 - via maxi

O conselho diretor é formado por João Luiz Serapião Marquelli - Presidente; Maria Eduarda Bueno Serapião - Vice Presidente e Tesoureira; Isabela Grejo Contieiro - Secretária e Fundação Rotária; Lívia de Almeida Batista - Protocolo e Serviços a Comunidade; Caio Molina Bez Nogaroto - Diretor de Imagem Pública, Serviços de Comunicação e Serviços Profissionais; Sofia Alvares Pedro Teato - Serviços de Recreação; Gabriela Peron de Oliveira - Comissão de Comunicação; Marcelo Pilli - Comissão de Comunidade; Ana Luiza Turci H. Braga - Comissão de Meio Ambiente e também pelas mascotes, Isabella Peron de Oliveira e Ana Clara Bueno Serapião Em seu discurso de posse, o novo presidente manifestou a alegria em fazer parte do primeiro Rotakids da cidade. “Eu quero, por meio do trabalho voluntário, ajudar a minha comunidade. Conto com a colaboração de todos”, disse João Luiz. Durante as reuniões, que em Garça serão realizadas semanalmente, os jovens estudam

projetos de cidadania, assistem a palestras dos mais variados temas, realizam companheirismo, criam amizades, enfatizam valores como a importância da família, preservação da natureza, solidariedade, compaixão e liderança construtiva, sempre com o ideal do Rotary de servir. Segundo Deyse Serapião, a participação no Rotakids está aberta a todos os interessados, independentemente de terem familiares rotarianos ou não. A presidente enfatiza ainda a importância das crianças participarem, desde cedo, do Rotary. “Entre os objetivos do Rotakids, eu ressalto ainda o respeito aos direitos de cada um, o reconhecimento do mérito de todas as profissões e a sedimentação de que a ética deve estar presente em todas as realizações pessoais. O amor ao meio ambiente e a necessidade de sua preservação movem a primeira ação das crianças. O primeiro projeto do Rotakids Garça Azul será o Eco Rotakids, quando faremos a limpeza em volta do lago”, finalizou Deyse Serapião Grejo.


KZM Garça Agência de Viagens e Turismo Ltda. Rua Coronel Joaquim Piza, 490 - Centro 17400-000 - Garça - SP (14) 3406-4600 / (14) 99102-6408

PENSOU EM VIAGEM? PENSE KZM TURISMO! VIAGENS INTERNACIONAIS

ESPETÁCULOS

RESERVAS

PASSAGENS AÉREAS

CRUZEIROS

PROGRAMAÇÃO 2014 VIAGENS EM GRUPO 07/06/2014 - 08/06/2014 – São Paulo Cultural Teatro – Peça “Elis A Musical” – (Excursão Rodoviária) 24/07/2014 - 27/07/2014 – Buenos Aires. – (Aéreo). 14/08/2014 - 17/08/2014 – Foz do Iguaçu Cataratas e compras. (Rodoviário) 22/08/2014 - 05/09/2014 – Itália – Um sonho de viagem Visitando: Roma – Assis – Florença – Veneza – Milão 11/10/2014 - 18/10/2014 – Fortaleza – 7 noites/ 8 dias Sol, praia e muita diversão – Restam poucos lugares (Aéreo) 26/11/2014 - 03/12/2014 – Black Friday – NEW YORK Compras (Aéreo - voo direto)

www.kzmturismo.com.br

PRODUTOS KZM TURISMO: -Pacotes de viagens -Passagens aéreas - Nacionais e Internacionais -Passagens de trens internacionais -Reservas em Hotéis -Aluguel de carros – Nacional e internacional -Reservas de ingressos (shows, teatros, museus ...) -Câmbio Turismo – Cartão pré-pago e em espécie (Dólar, Euro e outras moedas) -Cartão de assistência em viagens – (Seguro viagem) -Cruzeiros – Nacionais e internacionais -Viagens individuais e em grupos -Excursões -Receptivos nacionais e internacionais -Assessoria para passaportes e vistos

viagens@kzmturismo.com.br

www.facebook.com/kzmturismo


SOCIAL

F

im de semana com feriado prolongado é tudo de bom. Nesta Páscoa muita gente aproveitou para sair de casa e encontrar amigos e familiares para um bom bate papo nos bares, restaurantes e lanchonetes da cidade. A Via Maxi fez giro pela cidade. Confira as fotos:

Renata e Leandro

Carol e Guilherme

Tonon e Ana Paula

André e Juliane

Gisele e Fátima

Otávio e Daniele

Dr. Emílio, Giuseppe e Amanda

Mara, Maria Luíza e Ricardo

Sílvia e Zé Renato, Gisela e Waltinho

Cândida e Guto

24 - via maxi


Tonho e Camila

Maria do Carmo, Márcia, Rafael e Nicolau

Gabriela, Marina, Jady e Márcia

Nicolau, Márcio e Eliana

2º Encontro da Família Bottino O final de semana foi de muita festa e histórias pra contar para os membros da família Bottino. Mais de 200 pessoas, de várias cidades do país, se reuniram em Garça, na Fazenda Santa Cecília, dos anfitriões Mara Bottino e Flávio Peres.

Pais, filhos, primos, tios e avós... Quatro gerações reunidas neste 2º Encontro da Família Bottino. Essa história começou com a chegada do casal Maria Nina e Filomeno Bottino de uma das províncias da Itália, para a cidade paulista de Araraquara e em

seguida Jaboticabal. Eles tiveram 14 filhos, dos quais, Felício, Luiz, Ermínio e Jovita, escolheram Garça para se fixar e criar seus filhos. Parabéns a família Bottino. Uma bela festa de confraternização e união dos preciosos laços familiares.


PROGRAME-SE

Se você quiser divulgar o seu evento em nossa agenda, entre em contato pelo telefone: (14) 3471-3895, ou pelo e-mail: contato@viamaxi. com.br. A publicação é gratuita. O conteúdo, horários e datas da programação são de inteira responsabilidade dos organizadores dos eventos. 01 a 30/04 - Sugestão de Leitura: Família/Saga/Mãe - Biblioteca Municipal - Durante o ano, a Biblioteca fará sugestões de livros para leituras seguindo um tema a cada mês. Horário regular de funcionamento. 04/05 - 20h - Banda Sinfônica Municipal de Bauru - Teatro Municipal - Informações: Secretaria Municipal de Cultura (14) 3471-0210 05 a 19/05 - VI Bibliotrocas: Feira de Trocas de Livros - Biblioteca Municipal 05/05 - 09h - Grupo EMCAixe - Concha Acústica Lago Artificial 06/05 - 19h30 - Grupo EMCAixe - Escola Municipal de Cultura ArtísticaEMCA – 19h30 09/05 - 20h - Noite de contos: “E por falar em mulher...” com o Grupo Pirlimpimpim Contadores de Histórias - Sala Audiovisual Biblioteca Municipal 10/05 - 10h - VIVAPRAÇAVIVA – Edição Centro - Praça Rui Barbosa 10/04 - das 17 às 22h - Circuito SESC

de Artes - Música, Teatro, Dança e performances - Entrada Franca - Lago Artificial de Garça 13 a 21/05 - das 9 às 18h - Exposição Memória Garcense - Retratos da Cidade - Exposição de Gravuras retratando a cidade - Galeria de Artes Edith Nogueira e Museu 13/05 e 15/05 - 15 e 19h30 - Festival do Minuto - Sala Audiovisual Biblioteca Municipal - Entrada Franca - Agendamento de turmas pelo telefone (14) 3471-0210 19/05 - Exposição Acervo Escritores Garcenses “Canto da Terra” - Exposição de livros em comemoração ao aniversário do município - Entrada franca - Biblioteca Municipal - Horário de funcionamento 23/05 - 20h30 - Show com Angela RoRo, pelo Circuito Cultural Paulista - Teatro Municipal - Entrada franca - Informações: Secretaria Municipal de Cultura (14) 3471-0210 26/05 - 18 às 22h - Oficina Pontos MIS: “Luz, Câmera... Ação, Terror

ou Comédia?” - Conhecendo os Gêneros cinematográficos, com Suzy Capó - a partir de 12 anos - 30 vagas - Sala Audiovisual Biblioteca Municipal - Entrada franca - Pré-inscrição tel (14) 3471-0210 27/05 - 19h30 - Pontos Mis - Sessão Cinema - Programa 25 - Sala Audiovisual Biblioteca Municipal - Entrada Franca - Agendamento de turmas para outros horários (14) 3471-0210 07 e 08/06 - Festa Junina no Lago Festa tradicional com comidas típicas, apresentações musicais e quadrilhas - Horários: sábado, das 18 às 24h; domingo, das 12 às 21h - Concha Acústica Lago Artificial 16/06 - Show com Verônica Ferriani, pelo Circuito Cultural Paulista - Teatro Municipal 17/06 - 19h30 - Pontos Mis - Sessão Cinema - Programa 27 - Sala Audiovisual Biblioteca Municipal - Agendamento de turmas para outros horários (14) 3471-0210

1ª CAVALGADA E ENCONTRO DE VAQUEIROS DE GARÇA

18 DE MAIO 26 - via maxi


Nesta edição, Viva Maxi traz a Fonoaudióloga Mariane Zulian de Marqui Teixeira que, fala sobre os cuidados necessários para manter a sua voz sempre bem. E você sabe o que são os DIS? A psicopedagoga Munah Regina Sakr Gaion esclarece o que é Dislexia, Disortografia, Disgrafia e Discalculia. Também vamos informar sobre um curso que será ministrado em Marília sobre o PEI – Programa de Enriquecimento Instrumental, que desde os anos 50 vem provocando uma reflexão sobre o sistema educacional no mundo. Saiba mais sobre como funciona este método científico que comprova que o cérebro é modificável, e que todas as pessoas, independente de idade, condição social e deficiências, podem aprender. Para finalizar, Viva Maxi mostra a Med Center, que há 13anos é uma das mais completas clínicas de Garça. Obrigada, mais uma vez, aos nossos parceiros e a você leitor. Envie-nos as suas sugestões pelo e-mail: contato@ viamaxi.com.br, ou pelo telefone: (14) 3471-3895. Boa leitura e até a próxima edição.

O ESPAÇO ONDE SAÚDE, BELEZA E BEM ESTAR SE ENCONTRAM

Fone: 3471-1821 Rua São João, 55 - Labienópolis - Garça - SP


SAÚDE DA VOZ

Voz é emoção e expressão! Fique atento à sua voz! Por Dra. Mariane Zulian de Marqui Teixeira

E

stima-se que 5% a 8% da população tenham alguma dificuldade vocal que possa atrapalhar a comunicação, como voz rouca, esforço e/ou cansaço ao falar. A ocorrência desses problemas aumenta em profissionais que utilizam muito a voz durante a jornada de trabalho, como os professores (a maior população de risco), entre outros, podendo atingir alarmantes índices de 25%, em algumas condições de trabalho. Além disso, a rouquidão, embora seja sintoma de uma alteração benigna, como edema, nódulos ou cistos, pode também sinalizar a presença de um tumor. Desta forma, consulte um especialista se sua voz estiver alterada por mais de quinze dias. Segundo levantamento realizado com professores da rede pública de São Paulo, 60% deles apresentam problemas como rouquidão, perda da voz e cansaço ao falar. Essas enfermidades vocais relacionadas ao trabalho, levam a constantes afastamentos e licenças e têm grande impacto social, econômico e profissional, além de afetar a qualidade do ensino levam também a um prejuízo de mais de cem milhões de reais ao ano no país. Outro dado que merece destaque é que o Brasil ocupa o segundo lugar na incidência de câncer de laringe, perdendo somente para a Espanha, o que, na maioria das vezes, é causado pelo uso excessivo de fumo e álcool. A rouquidão pode acompanhar problemas de vias aéreas como rinite, sinusite, amidalite, faringite e bronquite. Porém, é transitória e não deve durar mais do que duas semanas. É importante que a população fique alerta e procure ajuda especiali-

28 - via maxi

zada, caso apresente rouquidão por mais de 15 dias. O fonoaudiólogo é o profissional capacitado a fazer o diagnóstico da disfonia e tratar o problema, reeducando a voz do indivíduo e tornando-a eficiente para sua socialização e para o desempenho da sua profissão.

A rouquidão constante não é normal

Diversos sinais indiretos podem indicar problemas de voz. Alguns deles são familiares, mas podem ser reduzidos quando indicados precocemente e tratados adequadamente. Observe sua própria voz: Você fica sempre rouco? Fala gritando o tempo todo? Você fala junto com os outros? Suas veias saltam no pescoço quando você fala? Você fica sem ar no final de uma frase? Fala sem parar para respirar ou engolir? Sente a garganta seca, ardendo, queimando ou tem pigarros constantes? Acorda com a voz rouca? Chega no final do dia sem voz? Os outros pedem para você falar mais baixo?

O QUE FAZER PARA CUIDAR DA VOZ? FAZ BEM: Dormir adequadamente; Falar mantendo a boa postura corporal; Boa alimentação; Hidratação - ingerir 2 litros de água diariamente; Articular bastante ao falar. EVITE: Falar demais e/ou com esforço; Falar muito após ingerir leite e derivados; Falar excessivamente durante quadros gripais ou crises alérgicas; Praticar exercícios físicos falando; Falar em ambientes ruidosos ou abertos, gritar ou rir alto; Cantar inadequada ou abusivamente; Ambientes secos ou empoeirados; Tossir ou pigarrear excessivamente; Mudanças bruscas de temperatura; Utilizar álcool em excesso; fumo, drogas.

Dra Mariane Zulian de Marqui Teixeira, Fonoaudióloga Mestre em Pediatria, integra a equipe do CIOF no hospital da Unimar, é também Pós Graduada em Desordens da Voz, pela Arizona State University, Estados Unidos da América, onde obteve larga experiência com a avaliação e tratamento das Disfonias, bem como com Laboratório Computadorizado de Voz, o qual atualmente constitui um importante apoio no trabalho realizado nos casos de Disfonias, utilizado na avaliação vocal assim como durante as terapias oferece um retorno visual da voz, possibilitando o paciente monitorar sua própria voz. Também é Especialista em Patologias da Comunicação-USC, Mestre em Pediatria- FMB Unesp, Pósgraduada em Voice Disorders-Arizona State University-EUA Atende em dois endereços: Medicare - Especialidades Integradas Rua Coronel Joaquim Piza, 370 – Centro - Garça - Fone: (14) 3406-1163 CIOF - Centro integrado de Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia Rua Santa Helena, 12 - Bairro Maria Izabel - Marília Fone: (14) 3432-1603


Disgrafia

Não se pode confundi-la ou compará-la com disortografia, pois a disgrafia tem características próprias. A criança com disgrafia apresenta uma escrita ilegível decorrente de dificuldades no ato motor de escrever, alterações na coordenação motora fina, ritmo, e velocidade do movimento, sugerindo um transtorno práxico motor (psicomotricidade fina e visual alteradas).

Discalculia

Como entender os DIS? Dislexia, Disortografia, Disgrafia, Discalculia Por Munah Regina Sakr Gaion

Dislexia

Incapacidade de processar o conceito de codificar e decodificar a unidade sonora em unidades gráficas (forma de grafemas), com capacidade cognitiva preservada (nível de inteligência normal). Os disléxicos têm capacidade para aprender todas as funções sociais e até altas habilidades, desde que, bem diagnosticado e que seja trabalhado em suas áreas corticais favoráveis e com estratégias e intervenções adequadas. Essas intervenções devem valorizar suas funções viso motoras, imagens com significado e significante associados a ritmo e memória visual, auxiliando sua memória auditiva, para que desenvolvam a capacidade por outras rotas (sabido que sua rota fonológica é prejudicada).

Disortografia

Definimos como disortografia, os erros na transformação do som no símbolo gráfico que lhe corresponde. Nem sempre a disortografia faz parte da dislexia e pode surgir nos transtornos ligados à falha na alfabetização, na dificuldade de atenção

A Discalculia do desenvolvimento é uma dificuldade em aprender matemática, com falhas para adquirir adequada proficiência neste domínio cognitivo, a despeito de inteligência normal, oportunidade escolar, estabilidade emocional e motivação. Não é causada por nenhuma deficiência mental, déficits auditivos e nem pela má escolarização. As crianças que apresentam esse tipo de dificuldade realmente não conseguem entender o que está sendo pedido nos problemas propostos pela professora. Não conseguem descobrir a operação pedida no problema: somar, diminuir, multiplicar ou dividir. Além disso, é muito difícil para elas entenderem as relações de quantidade, ordem, espaço, distância e tamanho.

Conclusão:

O pré-diagnóstico no âmbito escolar é excelente para o aluno, escola, pais e para a sociedade, assim, devemos estar sempre atentos, investigando precocemente, desde seus primeiros momentos em berçários, creches e escolas infantis, pois a detecção de falhas ou inabilidade no seu desenvolvimento neuropsicomotor será precioso para atendê-la melhor, oferecendo-lhe oportunidade de uma boa intervenção, caso descubra-se precocemente esta falha ou dificuldade. Todos devem participar desse novo olhar: professores, direção de escola, pais, psicopedagogos e outros profissionais envolvidos direta ou indiretamente na alfabetização. Munah Regina Sark Gaion é graduada em Pedagogia com Habilitação em Deficiência Auditiva, Magistério das Matérias Pedagógicas, Administração Escolar e Educação Infantil, pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Campus de Marília. Possui pós-graduação Lato Sensu em Psicopedagogia Institucional e Clínica. Aperfeiçoamento na área de Educação Especial – DM; pós-graduação Lato Sensu em Educação Inclusiva e Especial; pós-graduação em Intérprete de Língua Brasileira de Sinais. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Especial, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, inclusão, aprendizagem/ dificuldades de aprendizagem, leitura/escrita e Libras.

29 - via maxi

APRENDIZADO

sustentada aos sons, na memória auditiva de curto prazo (Déficit de Atenção) e também nas dificuldades visuais que podem interferir na escrita.


EDUCAÇÃO ESPECIAL

Marília recebe curso de Formação de Mediadores de PEI

O

do PEI - Programa de Enriquecimento Instrumental, surgiu da necessidade de fazer que o aprendizado fosse possível de acontecer em crianças que nunca antes tinham sido submetidas a estímulos educacionais. Após a Segunda Guerra Mundial, o professor e psicólogo romeno, Reuven Feuerstein, foi convidado pela ONU, para avaliar as crianças, vitimas do holocausto, nascidas e crescidas nos campos de concentração e que seriam realocadas na fundação do estado de Israel. A ideia era aplicar testes nas crianças para decidir como iriam ser montados os sistemas de ensino e os programas sociais. Exaluno de Jean Piaget, Feuerstein percebeu que não poderia aplicar teste de QI (Quociente de inteligência), naquelas crianças. Ele iniciou então, os estudos da teoria que comprova que o cérebro é modificável e que todas as pessoas podem aprender, independentemente de idade ou condição social, ou deficiência. O método PEI se concentra na figura do mediador, que interage com o aluno na troca de informações e significados, trabalhando com a hipótese de aumento do potencial de aprendizagem, utilizando uma metodologia que estimula as funções cognitivas do indivíduo, promove o pensamento reflexivo e eleva o grau de abstração e de concentração. Desde os anos 50, o programa vem provocando uma reflexão sobre o sistema educacional em mais de 40 países, inclusive no

30 - via maxi

Domitila Miranda é Mestre em Psicologia da Educação e membro do Centro Brasileiro de Modificabilidade

Brasil, capacitando professores para entender o que acontece na cabeça do aluno, se ele é ansioso e se é impulsivo, por exemplo. Para a psicóloga Joana Domitila Miranda, membro do CBM - Centro Brasileiro de Modificabilidade, responsável pelo curso extensivo para formação de mediadores PEI 1, que será ministrado em Marília, “o PEI desenvolve no educador, a competência de olhar para o individuo como universo inteiro e complexo”. O curso extensivo Formação de Mediadores de PEI 1 - Enriquecimento da Prática Pedagó-

gica, que acontecerá em Marília, no segundo semestre deste ano, é voltado para pessoas que buscam novas alternativas para a Educação e para prática profissional, que possuam o objetivo de promover ações que potencializem os processos cognitivos ou minimizem as dificuldades de aprendizagem enfrentadas pelos seus alunos, pacientes, ou colaboradores, sejam estes, crianças, jovens, adolescentes, adultos ou idosos. Informações no Colégio Coopem de Marília, pelo fone: (14) 3454-7404, ou no CBM, fone: (11) 3541-1385, e-mail: cbmpei@ cbmpei.com.br.


21 anos

CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL

O Escritório SISADCON de Contabilidade e Gestão Empresarial, com seus 21 anos de experiência na prestação de serviço contábil e de apoio administrativo, trás a você que tem uma idéia inovadora, deseja transformar um hobby em um negócio, pretende adquirir ou construir uma empresa, tornar-se um empreendedor individual, fundar uma associação, ONG ou cooperativa, a parceria adequada, para ajuda-lo na completa orientação para formalização do negócio, assessoramento na escolha do regime tributário mais vantajoso dentro de um planejamento com bases sólidas e total atendimento as legislações vigentes em nosso país.

DIRF

SEFIP

CAGED RAIS

Fonte: Contimatic Mais - Edição 111

SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA? «Consulte um profissional ou escritório contábil habilitado pelo CRC»

Rua Tiradente, 56 - Centro Garça/SP

Tel (14) 3406-30 40 - 99665-0070 www.sisadcon.com.br


CLÍNICA MÉDICA

MED CENTER: há 13 anos uma das mais completas clínicas da região

F

undada em abril de 2001 pela Dra. Miriam Rosa Ferraz José, ginecologista e obstetra, a MED CENTER sempre teve como meta oferecer à população de Garça, excelência no atendimento em diversas áreas da Medicina. Voltada ao atendimento multidisciplinar, a MED CENTER é composta por profissionais capacitados e comprometidos com a saúde dos pacientes, justificando o seu “slogan” – Sua saúde é nossa especialidade! Atualmente a equipe é formada por 10 profissionais nas áreas de ginecologia e obstetrícia, homeopatia, pediatria, otorrinolaringologia, clínica médica, dermatologia, nutrição e fonoaudiologia. “Nosso quadro clínico é formado por profissionais especializados, que acreditam em Garça e querem proporcionar o melhor atendimento à população da cidade e da região”, definiu a Dra. Miriam. Ainda segundo ela, o compromisso dos profissionais da clínica vai além do atendimento médico. “Oferecer o diagnóstico e o trata-

32 - via maxi

mento adequado é nossa obrigação, portanto, nós também temos por meta sempre proporcionar o bem estar aos nossos pacientes e seus familiares. Sabemos que, para muitos, a locomoção de Garça para Marília, muitas vezes é um transtorno, por isso, oferecemos várias especialidades para suprir esta demanda. Oferecemos também atendimento domiciliar para os pacientes acamados e, ou, com dificuldades de locomoção”. Com o objetivo de estar sempre atualizada quanto aos novos tratamentos e condutas médicas, a MED CENTER possui equipamentos modernos em cada uma das áreas de atuação e os profissionais estão sempre participando de Congressos Médicos. “Para mencionar apenas alguns exemplos, nós temos o serviço de otorrinolaringologia que oferece todos os procedimentos necessários para as doenças do ouvido, nariz e garganta, e também a avaliação de audiometria, impedanciometria, exames que estudam a audição do paciente e se há a necessidade do uso de aparelhos que melhorem a audição do mesmo. Na área de der-

matologia, as doenças e as lesões da pele são estudadas pelo exame clínico e por biópsia, devido ao atual aumento das doenças da pele e de sua complexidade, como no Vitiligo ou no Melanoma, onde são necessários um diagnóstico mais rápido e preciso”. Explica a médica. Temos uma nutricionista que realiza a avaliação nutricional, com aparelhos modernos para analisar a composição corporal (massa magra/ massa gorda/hidratação/metabolismo basal), por meio da Bioimpedância, Plicometria e assim direcionar o melhor programa alimentar específico para cada caso: obesos, desnutridos, dislipidêmicos, diabéticos, hipertensos, crianças, adolescentes, idosos e gestantes, promovendo melhor condição de vida para esses pacientes. “O câncer de colo de útero é a segunda causa de morte por câncer em mulheres no Brasil, a prevenção normalmente é feita pelo exame do Papanicolau (citologia oncológica) que dá o diagnóstico de 90% das doenças do colo uterino; na MED CENTER, além do Papanicolau, o estudo é feito por colposcópio e videocol-


CORPO CLÍNICO

Dra. Miriam Rosa Ferraz José Ginecologista, Obstetra, Colposcopista e Homeopata - CRM 86.453

Dra. Geny Oba Ogawa - Pediatria, Puericultura CRM 54.062

Dra. Aline Cristina Dra. Daiane Cadamuro e Silva Paes - Ginecologista, Obstetra - Ginecologista, Obstetra CRM 138.198 - CRM 141.425 poscópio que aumentam em até 25 vezes a região estudada, permitindo uma precisão de 99 % no diagnóstico, podendo ser avaliado, além do colo uterino, a vagina, vulva e ânus, onde as doenças estão se tornando mais frequentes hoje em dia, devido ao HPV e às mudanças dos hábitos sexuais. Na clínica, a paciente pode observar o seu exame e perguntar sobre ele, ao mesmo tempo em que é realizado, devido ao sistema de vídeo e captura de imagem”, finalizou ela. Além do câncer no colo uterino também devemos lembrar que o câncer de mama é a primeira causa de morte por câncer, em mulheres no Brasil; e a melhor maneira de prevenção é o auto exame das mamas e os exames complementares de mamografia e ultrassom mamário. A Dra. Miriam é professora (Assistente de ensino) na Faculdade de Medicina de Marília, assim como as ginecologistas Daiane e Aline, e atuam nas áreas de ginecologia e obstetrícia,

principalmente em gestação de Alto Risco (gestantes que cursam com hipertensão arterial, diabetes gestacional, diabetes tipo I e II, hipertireoidismo, hipotireoidismo, abortos de repetição, trombofilia, incompetência istmocervical, trabalho de parto prematuro, obesidade e outras patologias menos frequentes), onde a FAMEMA é referência na região. Os médicos Diogo e Mariana atendem clínica médica no consultório e no domicilio dos pacientes com dificuldade de locomoção, para maior comodidade aos pacientes e seus familiares, tanto nos horários de atendimento da clínica, como à noite e aos finais de semana. Sabemos que estes pacientes apresentam maior predisposição à doenças pulmonares e circulatórias. Pensando em quem precisa de atendimento médico, a MED CENTER atende em horário diferenciado, diariamente das 8h30 às 19h, e duas vezes por semana o atendimento se estende até às 23h.

Dr. Mário Rovaris Sampaio Otorrinolaringologia – CRM 40.232

Renata Portellinha Marino - Nutricionista CRN 3:11.172

Centro Auditivo Phonak e Lilian F. Herrera Bueno - Fonoaudióloga CRF 12202/Sp

Dr. Diogo Pazzini Bomfim - Clínica Médica e Consulta Domiciliar – CRM 150.149

Dra. Raquel Pachione S. Pelli - Dermatologia – CRM 1456134

Dra. Mariana Barbosa Araújo - Clínica Médica e Consulta Domiciliar – CRM 156.265

A MED CENTER atende a convênios e particulares. A Clínica está localizada a Rua Maria Helena, 68, Bairro Willians, Garça/SP. Fone: (14) 3471-4999.

O Colposcópio é um equipamento de última geração para diagnósticos de câncer de colo de útero

33 - via maxi


O TAMANHO DOS SEUS SONHOS NÃO PODE SER LIMITADO PELO ESPAÇO DO AMBIENTE

PROJETO MÓVEIS

Av. Labieno da Costa Machado, 2103 Garça -SP - (14) 3406-4608 italinea.com.br I facebook.com/italinea.oficial I youtube.com/italineaoficial


Mommy! Mommy1 I love you, Mommy! Maman! Maman! Je t' aime! ¡Madre! ¡Madrecita! ¡Yo te quiero! Mãe! Mãe! Mãe, eu te amo!

fiskgarca@hotmail.com

facebook.com/fisk.garca.5


Via Maxi 27 Ed