Issuu on Google+

NWS#07Ago|Set|Out‘09 http://www.vhm.pt/news.htm

foi a empresa escoA VHM lhida para a Coordenação e

Gestão de Obra e Coordenação de Segurança em Obra do novo Hotel Intercontinental do Porto, pela Solitaire – Empreendimentos Hoteleiros, SA.

HOTEL INTERCONTINENTAL VHM EM NOVO HOTEL 5*****

Situado no Palácio das Cardosas, obra do séc. XIX, o edifício hoteleiro terá 8 pisos, dois dos quais no subsolo. Será provido de um total de 105 unidades de alojamento, das quais 89 serão quartos duplos e 16 suites. Terá ainda valências associadas tais como área de congressos, Business Center, Spa e ginásio. A unidade, com um total de 11.000m2, constituirá um investimento estimado em 11.300,00 euros, provendo a cidade do Porto com uma unidade hoteleira de cinco estrelas, num dos locais mais emblemáticos da cidade. A obra teve início em Agosto de 2009 com as demolições interiores necessárias à adaptação do edifício às novas funções e será concluída em 15 meses. GESTÃO E COORDENAÇÃO DE OBRA / COORDENAÇÃO DE SEGURANÇA

DOLCE VITA BRAGA EM FASE CRUCIAL

TRECHO II DA VIA DO CÁVADO E ARRUAMENTOS ENVOLVENTES AO DVB JÁ INICIADOS

conclusão dos trabalhos A pós de betão armado e alve-

narias, o Dolce Vita Braga encontra-se numa fase de execução do “envelope” com as adjudicações de fachadas envidraçadas, fachadas opacas e clarabóias, assim como com a conclusão da cobertura e impermeabilizações. Encontram-se igualmente em curso a execução das empreitadas de hidráulica , incluindo drenagem pluvial através do sistema PLUVIA. O objectivo estabelecido pela VHM - enquanto Coordenação e Gestão de Obra - e da Chamartín é o de conseguir “fechar” o edifício antes do Inverno. Estão prementes as adjudicações das empreitadas de instalações especiais, Electricidade Geral, Segurança e AVAC.

A comercialização tem evoluído positivamente, nomeadamente, no que se refere às lojas “âncora”.

O OBJECTIVO É O DE CONSEGUIR “FECHAR” O EDIFÍCIO ANTES DO INVERNO. Simultâneamente decorrem, com a Gestão e Coordenação da VHM, os trabalhos de movimentação de terras e obras de arte do Trecho II da Via do Cávado - Braga. Esta obra, orçada num total de 9.472.209,25 euros, divididos entre movimentação de terras, obras de arte, pavimentação e perfuração, terá um prazo de execução de 9 meses.   Durante este período serão construídos 1,2km de Variante (perfil 4 vias + separador central) , 2,7km de arruamentos envolventes ao Dolce Vita e 7 Obras de Arte.


NWS#07Ago|Set|Out‘09

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

1ª FASE DA ESCOLA QTA NOVO MIMO DE LEIRIA DAS FLORES TERMINA ABRE AO PÚBLICO EMPREITADA DE FUNDAÇÕES ESPECIAIS, TRABALHOS ACESSÓRIOS E PREPARATÓRIOS, DO PARQUE ESCOLAR

MUSEU DA IMAGEM EM MOVIMENTO, DE LEIRIA, TEVE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DA VHM

proposto pelo ParO projecto que Escolar visa dotar a Es-

dia 23 de Outubro, S exta-feira abriram ao público as novas

cola Secundária da Quinta das Flores em Coimbra de condições de funcionamento e conforto compatíveis com os tempos presentes e futuros, bem como a integração no seu campus do novo conservatório para o ensino de música. O projecto contempla não só a requalificação do património exis-

tente como a instalação complementar de valências específicas da escola em edificado novo - bem como a implementação do ensino da música. O projecto pressupõe a generosa e frutuosa cohabitação entre o ensino secundário e o ensino da música.   O projecto, da autoria do conceituado Arq. José Paulo dos San tos caracteriza-se por ser um edifício que se desenvolve em comprimento, ‘suspenso’ do chão, que permite permeabilidade visual para o campus, contendo zonas comuns nos dois primeiros pisos (de um total de três) tendo adossado três corpos a sul que se desenvolvem essencialmente por dois pisos à excepção do auditório público que, dada a sua característica se desenvolve com a mesma volumetria mas com um só piso, previsto para usufruto do público exterior ao campus.   O âmbito da primeira empreitada incluiu os trabalhos de demolição

do edifício administrativo existente, desvio das redes enterradas de drenagem, bem como os trabalhos de escavação e movimentação de terras e execução de fundações especiais, tendo sido executados, de igual modo, todos os trabalhos preparatórios e acessórios para manter o funcionamento da Escola Secundária Quinta das Flores. Estes trabalhos abrangeram desde a colocação de

monoblocos provisórios, bem como toda a execução de infraestruturas provisórias para albergar os serviços administrativos do estabelecimento de ensino.   A obra teve o seu início em 04 de Maio de 2009, tendo a empreitada terminado no dia 15 de Agosto de 2009, dentro do prazo contratualizado. Durante este período foram exec u ta d a s d e s m a ta ç õ e s e m 9.000m2, foram escavados ou movimentados 25.0000m3 de terreno, executados 9.100 metros lineares de estacas de fundação e criados 1000m2 de passadiços provisórios para uso dos utentes da escola.   A VHM prestou serviços de Coordenação, Gestão e Fiscalização de Obra, assim como Coordenação de Segurança em Obra, tendo já iniciado os mesmos serviços para a 2ª fase desta empreitada.    

instalações do m|i|mo - Museu da Imagem em Movimento, na cerca do Castelo de Leiria.

O edifício integra, em espaço completamente remodelado, uma exposição permanente, de carácter museológico, dedicada à evolução da Cinematografia. Integra ainda o Centro de Documentação e Informação,

a Oficina do Olhar e uma sala de exposições temporárias, para além das valências de carácter administrativo e directivo, serviço educativo, de investigação e inventário, laboratório de conservação e restauro, biblioteca, cafetaria e loja. A VHM prestou serviços de Coordenação e Gestão de Obra e de Coordenação e segurança em Obra.


Ago|Set|Out’09 GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

REQUALIFICAÇÃO DO BARRO DA CRUZ PICADA - ÉVORA Municipal de Évora A Câmara assinou um acordo de co-

laboração com o Instituto Nacional de Habitação (INH) para requalificação do Bairro da Cruz da Picada em Évora. Trata-se do culminar de um processo que se iniciou em 2004, no qual a empresa municipal Habévora e a C. M. de Évora asseguraram o financiamento das obras de requalificação do bairro.

A empreitada, a cargo da Construtora Abrantina, S.A., inclui a impermeabilização de coberturas, reparação de fissuras em paredes exteriores, pintura exterior, pintura interior das partes comuns, substituição das caixilharias de madeira para alumínio e o fecho dos vãos de alguns lotes. A empreitada durará 20 meses, durante os quais a VHM prestará todos os serviços de Gestão e Coordenação de Obra. São abrangidos nesta intervenção, um total de 48 lotes, 479 fracções habitacionais e 72 não habitacionais, orçamentada em 3.1541,82 euros.

NWS#07

GEST. E COORD. DE OBRA / COORD. SEG. /PROJ.

E’LECLERC DE SANTARÉM ABERTO AO PÚBLICO E.Leclerc Portugal O Grupo inaugurou no início de Se-

tembro a 23ª superfície comercial, a qual representou um inve st i m e n to s u p e r i o r a 1 0 milhões de euros. Trata-se da terceira inauguração, num total de 4 projectadas para o corrente ano. A u n i d a d e , co m ce rca d e 2.000m2 de loja alimentar, inte-

gra 1.000m2 de área não alimentar distribuídos por 17 lojas em galeria comercial. O E.Leclerc de Santarém dispõe de 300 lugares de estacionamento e é complementado por uma bomba de serviço com posto GPL, uma estação de lavagem e um projectado centro de assistência e manutenção automóvel. A VHM, autora dos projectos de arquitectura e especialidade, prestou ainda serviços de Gestão e Coordenação de Obra, assim como Coordenação de Segurança em Obra, durante todo o decurso da mesma

adaptado de http://www.oribatejo.pt

COORDENAÇÃO DE PROJECTO

HOTEL QUINTA DO FURÃO OBRAS DE REMODELAÇÃO E AMPLIAÇÃO DE UNIDADE HOTELEIRA, NA MADEIRA, CONTAM COM A COORDENAÇÃO DE PROJECTOS DA VHM

e ampliação do A remodelação Hotel Quinta do Furão será

A REABERTURA DO HOTEL SERÁ EFECTIVADA CERCA DE 9 MESES APÓS O INÍCIO DOS TRABALHOS

No primeiro será aumentada a capacidade do hotel em 20 quartos, dos 45 existentes (39 duplos, 4 júnior suites e 2 villas.

e exterior aquecidas, ginásio, sala de jogos e biblioteca.

alicerçada em dois novos corpos a serem edificados.

Num segundo corpo será edificado o SPA, uma valência essencial em unidades modernas, a juntar às já existentes piscinas interior

A VHM assegura, nesta fase, todos os serviços de coordenação dos projectos, quer de estrutura e especialidades (a cargo da Ductos), quer de arquitectura (da autoria do Arq. Tiago Cardoso Olivei-

ra, da Baixa Atelier). A partir de Setembro de 2009 e até Janeiro de 2010 serão desenvolvidos os projectos de arquitectura e especialidades, estando o início dos trabalhos previsto para Abril de 2010. A reabertura do hotel será efectivada cerca de 9 meses após o início dos trabalhos, cujo valor total se prevê rondar os 2.850.000,00 euros.


NWS#07Ago|Set|Out‘09 PROJECTO

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

PASSADIÇO GRANDE HOTEL MAIA, GERÊS

MODELO VIVACI MAIA

passadiço entre o Grande Hotel Maia as Casas Amarelas - Termas & SPA.

Novembro, o futuro supermercado da cadeia Modelo está inserido no novo Centro Comercial Vivaci, na cidade da Maia.

encontra-se a elaborar A VHM o projecto de arquitectura do

Vencendo um vão de 17m o passadiço possibilita aos utilizadores do Hotel o acesso directo às Casas Amarelas. O volume, revestido a painéis em chapa com cor cinza

VIVACI MAIA TEM NOVA LOJA MODELO COM COORDENAÇÃO E GESTÃO DE OBRA E COORDENAÇÃO DE SEGURANÇA VHM

antracite, é marcado pontualmente por vãos em vidro espelhado com controlo térmico, conseguindo-se deste modo o conforto térmico no interior do passadiço.

inauguração prevista C om para o próximo dia 18 de

Com uma área de 42m2 a solução integra-se com os dois edifícios utilizando uma linguagem arquitectónica distinta.

A loja alimentar tem uma área bruta de cerca de 2800 m2 e resulta de um investimento do grupo Sonae de aproximadamente 1,2

PROJECTO

milhões de euros. No mesmo espaço, a VHM acumula a prestação de serviços de Gestão e Coordenação de Obra e Coordenação de Segurança em obra, nas lojas Worten, Cafetaria Bom Bocado e Área Saúde, pertencentes ao grupo Sonae e com um investimento total a rondar os 490.000,00 euros.

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

AMPLIAÇÃO VHM PORTO BAIRRO DE FRANCOS VHM AMPLIA INSTALAÇÕES NO EDIFÍCIO ‘LES PALACES’, PORTO, PARA AS VÁRIAS ÁREAS DE PROJECTO

VHM COORDENA 3.500.000,00 EUROS EM EMPREITADAS DE REQUALIFICAÇÃO DE HABITAÇÃO SOCIAL, NO PORTO

VHM expandiu as suas instalações proporcionando às equipas projectistas na zona norte (Porto) um novo espaço de trabalho. Com uma área de cerca de 200m2 o novo espaço nasce da remodelação de uma loja na Rua Júlio Dinis no Porto.

da requalificação N odaâmbito habitação social, levada

A

a cabo pela GOP – Gestão de Obras Publicas/ DomusSocial, EM, da C.M. Porto estão em execução as duas empreitadas relativas às 2ª e 3ª fases do Bairro de Francos.

ESTAS TERÃO UM CUSTO TOTAL DE 1.734.958,78 EUROS E 1.698.678,09 EUROS

A loja transformada em espaço de trabalho pretendeu responder a dois requisitos, por um lado a salvaguarda da privacidade dos postos de trabalho e por outro o desenho de uma montra que se assume como cartão de visita para o espaço público. Nesta linha de raciocínio cria-se uma montra "espelho", que reflectindo a envolvente recria num padrão "pixelizado" a árvore implantada em frente à loja.

nete, organizados num jogo volumétrico que dinamiza toda a fachada.

A VHM é responsável pela Gestão, Coordenação e Fiscalização de Obra, assim como a Coordenação de Segurança em Obra, em ambas as Empreitadas de Beneficiação Exterior em edifícios Municipais do Bairro de Francos. Estas terão um custo total de 1.734.958,78 euros e 1.698.678,09 euros respectivamente.

Num segundo plano lêm-se dois espaços - sala de reuniões e gabi-

As áreas de trabalho desenvolvem-se em dois "open space".

Os prazos de execução das empreitadas são 7 meses a 2.ª Fase

e 8 meses a 3.ª fase. O alvo das empreitadas são as fachadas, caixilharias, caixa de escadas e a cobertura. Serão também realizadas intervenções ao nível das colunas montantes de água, assim como nas infraestruturas eléctricas nas zonas comuns. Será efectuada a aplicação de reboco delgado armado, em toda a envolvente exterior dos edifícios e zonas comuns de escadas em superfícies de betão e rebocos. Será também executada a revisão das coberturas, substituição de revestimento existente (telhas) e elementos estruturais da cobertura em mau estado de conservação, colocação de subtelha e ripado.


Ago|Set|Out‘09 PROJECTO | COORDENAÇÃO DE PROJECTO

NOVO HOTEL NO MOSTEIRO DE SALZEDAS NOVO HOTEL DE CHARME TEM COORDENAÇÃO DE PROJECTOS E PROJECTOS DE ESPECIALIDADES DA VHM

em Tarouca um V ainovonascer hotel de charme.

T1’s, 6 T0’s, 1 suite master, 2 suites e 2 quartos duplos.

Situado no mosteiro cistercense de Salzedas, terá como envolvente um conjunto arquitectónico muito interessante, com génese contemporânea da origem de Portugal.

Para além das unidade habitacionais, o hotel terá valências variadas como lagar e sala de provas, biblioteca, piscina e solário, ginásio, centro de equitação e um restaurante com 60 lugares.

Em fase de estudo prévio, tratase de uma unidade provida de 6

NWS#07

lagiorgi para, nesta fase, executar todos os projectos de especialides, assim como desenvolver os trabalhos de Coordenação de Projectos. Depois do Hotel Vilagiorgi e do Hotel Quinta do Furão, este projecto marca o sucesso já registado e o futuro de uma parceria que se espera ser duradoura.

A VHM foi escolhida pelo grupo Vi-

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

presta serviços de ANTIGA ESCO- A VHM Gestão e Coordenação de assim como Coordenação LA ARTÍSTICA Obra, de Segurança, na empreitada de e Ampliação das SOARES DOS Remodelação futuras instalações da escola de Hotelaria e Turismo do Porto. REIS SERÁ NOVA ESCOLA Projecto do Arq. Carlos Prata, da obra de transforDE HOTELARIA trata-se mação da antiga Escola Secundária Artistica Soares dos DO PORTO Reis , no Porto, na tão aguardada Escola de Hotelaria e Turismo do Porto.

A intervenção prevê, para além dos espaços habituais a uma escola, como salas de aula, instalações desportivas e auditórios, etc, uma ala dedicada à instação de um Hotel. O Valor da Intervenção está previsto em 7.693.996,19 euros e tem a gestão a cargo da Parque Escolar, E.P.E - Direcção de Projectos Especiais, passando posteriormente a gestão da infraestrutura para a alçada do Turismo de Portugal.

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

CENTRO SOCIAL DA FONTE DA MOURA REABERTO VHM NA GESTÃO, COORDENAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRA Centro Social Fonte da Moura retomou a sua actividade, de Centro de Dia e de Creche/Pré-Escolar em início de Setembro.

O

A VHM foi responsável pela Gestão, Coordenação e Fiscalização de Obra, assim como a Coordenação de Segurança. Este empreendimento foi promovido pela GOP - Gestão de

Obras Publicas EEM/ DomusSocial, da C. M. Porto com um custo total de cerca de 650.000,00 euros e prazo de 8 meses. Esta intervenção foi adjudicada à NVE – Engenharias, SA e teve por objectivo requalificar o equipamento tanto interior como nos espaços exteriores. Foram criados novos espaços de forma a melhorar as condições de funcionamento do Centro de Dia, Creche e Pré-escolar, assim como dos seus colaboradores, adaptando esta infra-estrutura social à nova legislação vigente e com capacidade para 35 utentes na creche, 60 utentes na área pré-escolar, 40 utentes no Centro de Dia e providenciar Apoio Domiciliário, nomeadamente com refeições a 40 utentes.

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

CRECHE FUNDAÇÃO PÃO DE AÇÚCAR IPSS DO GRUPO AUCHAN ENTREGA COORDENAÇÃO DE OBRA À VHM VHM encontra-se a coordenar e fiscalizar os trabalhos da creche e jardim de infância da Fundação Pão de Açúcar.

A

Esta Instituição Particular de Solidariedade Social, ligada ao grupo Auchan Portugal pretende construir 5 creches, nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, ao abrigo do Programa de Alargamento da Rede de Equipa-

mentos Sociais (PARES). O objectivo da construção destes equipamentos é reflectir a preocupação da Fundação Pão de Açúcar - Auchan em contribuir para a melhoria da conciliação da vida profissional, pessoal e familiar dos colaborado-res do grupo. Este equipamento tem a capacidade para receber 140 crianças e destinam-se não só aos filhos dos colaboradores do grupo Auchan, mas também a crianças residentes no respectivo concelho ou cujos pais aí trabalhem. A Total de Área Bruta de Construção é de 1.355,00 m2 e representa um investimento na construção de 1.200.000,00 euros em 3,5 meses de duração da empreitada.


NWS#07Ago|Set|Out‘09

GEST. E COORD. DE OBRA / COORD. SEG. /PROJ.

INAUGURADO E.LECLERC DE CASCAIS E.LECLERC INVESTE 17 MILHÕES DE EUROS EM NOVA SUPERFÍCIE COMERCIAL E.Leclerc Portugal O grupo abriu uma nova superfície comercial em São Domingos de Rana, Cascais.

O novo espaço resulta de um investimento de 17 milhões de euros numa área de implantação de 25.062m2. Será provida de uma loja alimentar de 1.999m2, loja não alimentar de 1.999m2, ambas in-

seridas numa galeria comercial com 16 lojas e 10 restaurantes e servidas por 575 lugares de estacionamento. O espaço tem 1.510m2 de armazéns. A VHM, autora dos projectos de arquitectura e especialidades, prestou ainda serviços de Coordenação e Gestão de Obra e Coordenação de Segurança em Obra. adaptado de http://www.diario.iol.pt

PROJECTO

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

E.LECLERC MARINHA GRANDE

EDIFÍCIOS SPACE E EXPLORER

VHM É AUTORA DE PROJECTO DE ARQUITECTURA DE NOVO E.LECLERC

NO PARQUE DAS NAÇÕES - LISBOA, EDIFÍCIO DA BOUYGUES INICIA FASE DE ACABAMENTOS

termina agora o proA VHM jecto de execução do novo

mentos, a área de vendas, a circulação principal e a zona comercial e de escritórios.

na fase de E ncontram-se acabamentos, no Parque das

Localiza-se numa zona de grande expansão, integrando-se numa área que congrega várias distribuições para vias estruturantes da malha urbana da cidade, sendo por isto uma localização estratégica.

O edifício desenvolve-se uma área de implantação de 6500m2 e área bruta de 8200 m2.

E'Leclerc da Marinha Grande.

O edifício materializa-se num volume maciço, resultado da “cinta” em muros de gabião que o envolvem. Distinguem-se três ele-

Os espaços exteriores serão arborizados e ajardinados aproveitando de alguma forma as potencialidades da área onde se insere o empreendimento, de forma a amenizar o volume construído e enquadrar o edifício com toda a envolvente.

O edifício Espace possui uma área total de 10.000 m2 , distribuída em Nações, os edifícios de escritórios 5 pisos acima do solo, destinados Space e Explorer, autoria do arqui- a serviços e 2 caves com capacitecto Sua Kay. dade para 250 lugares de estacionamento privativo. O edifício Explorer possui uma área total de 4.800 m2 , em 4 pisos As áreas de escritórios possuem acima do solo, destinados a aproximadamente 2.000 m2 por comércio, serviços e a uma creche piso. e 2 caves, com 108 lugares de estacionamento privativo. A VHM presta serviços , para a Bouygues, de Coordenação e As áreas de escritórios possuem Gestão de Obra, numa empreitada cerca 1.000 m2 por piso, apre- com conclusão prevista para Julho de 2010. sentando-se em openspace.

adaptado de http://www.oje.pt


Ago|Set|Out‘09 PROJECTO

COORDENAÇÃO SEGURANÇA

PT INOVAÇÃO REMODELA GALERIA COORDENAÇÃO DE SEGURANÇA DA VHM

encontra-se a prestar A VHM serviços de Coordenação

de Segurança em Obra, à PT Inovação, S.A., na Remodelação da Galeria de Comunicação entre os Edifícios 01 e 02, do campus da PT Inovação em Aveiro.

Este espaço alberga um pequeno mas interessante núcleo museológico, com equipamento de telecomunicações, o qual tem a particularidade de se encontrar completamente operacional e em uso laboratorial. Trata-se de uma obra integrada na intervenção alargada em vários edifícios do campus, que inclui ainda construções de raiz. A empreitada tem o valor estimado de 157.000,00 euros e a duração de seis semanas.

NOVA CARA PARA EDIFÍCIO 0 - PTI

PROJECTO VHM PARA REABILITAÇÃO DE ALÇADOS

principal do CamO edifício pus da PT Inovação em

Aveiro, conhecido como Edifício 0, aguarda obras de reabilitação até ao final do corrente ano. O espaço do piso de entrada foi já intervencionado durante 2008

NWS#07

(obra com Coordenação e Gestão da VHM). Em consonância com a proposta de Masterplan, apresentada pela VHM e aprovada, a PTI decidiu incumbir a VHM da elaboração do projecto de reabilitação dos alçados dos edifícios do campus. A proposta da VHM para as fachadas, tem não só uma componente estética, como um aturado estudo de eficiência ambiental do edifício.

adaptado de http://www.oribatejo.pt

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA

PT INOVAÇÃO TEM NOVA CANTINA campus da PT Inovação SA,

O em Aveiro, está dotado, desde inícios de Outubro, de um novo edifício de cantina. Parte integrante de uma visão de reabilitação e reestruturação do campus, o projecto, de autoria do Arq. João Lopo Prata, desenvolve-se em dois pisos com implantação triangular, encontrando-se o triângulo do piso superior rotacionado em relação ao piso inferior. Esta interessante solução arquitectónica resulta em espaços inesperados e perspectivas aceleradas pelo não paralelismo dos

alçados. No piso térreo foi desenhada uma sala de refeições e cozinha industrial de grande capacidade por forma a prover às necessidades dos funcionários da PTI. No piso 1 foi construída ainda uma sala multifuncional, prevista para área de reuniões e exposições (com capacidade de subdivisão) e copa de apoio. A empreitada, com um total de 950m2, orçada em cerca de 990.000,00 euros, foi executada em 8 meses pela Graviner SA. A VHM prestou serviços de Coordenação, Gestão e Fiscalização de Obra, com a presença de técnicos de Construção Civil, Arquitectura, Instalações Eléctricas e Telecomunicações, assim como Instalações Mecânicas. Ainda prestou serviço na área de Coordenação de Segurança em Obra e Controlo Ambiental.

Municipal de Évora A Câmara assinou um acordo de co-

laboração com o Instituto Nacional de Habitação (INH) para requalificação do Bairro da Cruz da Picada em Évora. Trata-se do culminar de um processo que se iniciou em 2004, no qual a empresa municipal Habévora e a C. M. de Évora asseguraram o financiamento das obras de requalificação do bairro.


Sede R. Júlio Dinis, 242 P2 sala 205 4050-318 Porto T. 226 079 110 F. 226 008 707

Centro Estádio Cidade de Coimbra, 92 R. D. Manuel I 3030-320 Coimbra T. 239 708 790 F. 239 708 792

Sul Parque das Nações Rua do Pólo SUl, 1.01.1.1 1900-273 Lisboa T. 217 957 216 F. 217 957 218

www.vhm.pt vhm.geral@vhm.pt

vhm.coimbra@vhm.pt

vhm.lisboa@vhm.pt

Os textos aqui presentes constituem recolhas e adaptações de informações já publicadas, não sendo por isso, a VHM, responsável pelos dados divulgados. Sempre que possível será referida a fonte e a origem das imagens aqui expostas.

NWS#07

GESTÃO E COORD. DE OBRA / COORD. SEGURANÇA .

MODELO DE PESO DA RÉGUA GESTÃO E COORDENAÇÃO DE OBRA VHM EM NOVO HIPERMERCADO MODELO

NOVOS COLABORADORES

Fernando Costa Eng. Téc. Civil Delegação Centro

Catarina Couceiro Lic. Saúde Ambiental Delegação Centro

Modelo de Peso da O Novo Régua encontra-se em

construção, com a Gestão e Coordenação de Obra a cargo da VHM. Este investimento representa um total de 3.272.035,65 euros numa empreitada com duração de 3,5 meses.

O Modelo de Peso da Régua, com um total de 5779,40 m2 de área edificada, contará com a loja alimentar, de 1998m2 e ainda com uma variada oferta de áreas comerciais complementares. Uma loja não alimentar com 499m2 (Worten), uma área de parafarmácia com 100m2 (Área

Saúde), uma loja textil com 500m2 (Modalfa) e uma cafetaria com 45,5m2 (Bom Bocado). O Modelo será servido por uma área de estacionamento, com 6200 m2, com 263 lugares. A inauguração prevê-se para 19 de Novembro de 2009.

VHM NA FORMAÇÃO PME

Simão Leite Eng. Civil Delegação Norte

Sílvia Costa Lic. Ciências Ambiente Delegação Norte

disponibilizou, no âmA VHM bito do Programa “Formação

PME”, ao longo do 2º Semestre de 2009, um conjunto de formações a todos os seus colaboradores. As formações abrangeram diversas áreas, de acordo com as necessidades detectadas pelos próprios colaboradores e Administração da empresa. O Plano de Formação contemplou as seguintes áreas: Novo Código dos Contratos Públicos Curso de Suporte Básico de Vida Regime Jurídico da Urbanização e Edificação Microsoft Project 2007 Microsoft Office 2007 (Word e Excel) Mediação de Conflitos em Obra

Ludovico Franco Eng. Civil Delegação Norte

Liderança e Trabalho em Equipa Gestão Ambiental em Obra (16h) Esta iniciativa foi recebida com grande entusiasmo e adesão por todos os colaboradores. A VHM considera que esta aposta na formação dos seus colaboradores é fundamental e que terá

repercussões bastante positivas. Permitirá dotar o seu corpo técnico de conhecimentos técnicos adequados face às exigências actuais do mercado e sobretudo dos seus Clientes, contribuindo de forma qualitativa na melhoria contínua da prestação dos seus serviços.


Newsletter 07