Page 57

tista ligado à cena metal. Va l n o i r é apenas um pseudónimo, que tem a vantagem de se assemelhar a um nome. Assim, escuso de me sentir ridículo, quando tenho de o usar em público.

rio e está cheio de clichés. Esta inspiração tem de vir de qualquer outro lado: do cinema, da arte contemporânea, de selos. Também vou buscar inspiração às minhas viagens. Costumo ir visitar os cantos mais estranhos da Europa, como Abkhazia e a Transnístria, ou seja, tudo o que o bloco soviético produziu de mais bizarro. Quando e como começaste a desenhar? Como todas as pessoas que seguiram um caminho semelhante ao meu, comecei muito cedo, ainda era um miúdo. Tive todos os caprichos das crianças: entre os 7 e os 9 anos, queria ser designer automóvel, dos 10 aos 14 anos, senti-me atraído pela banda desenhada. Depois o metal – principalmente o Black Metal – entrou na minha vida e tornou-se a minha principal obsessão. Desde essa altura, todos os meus pensamentos, atos, opções, testemunhavam do meu fervor pelo Black Metal. Nessa altura, pus de parte quase todo o meu trabalho gráfico, até me dedicar novamente a ele, quando iniciei os meus estudos e fui capaz de fazer uma síntese de tudo isto. Chamas-te verdadeiramente Valnoir? Ou é apenas um pseudónimo, como Lautrec ? Se é verdadeiro, calha mesmo bem, para um ar-

E, a propósito, foste tu que escolheste a música extrema? Ou foi ela que te escolheu a ti? Não, foi uma escolha minha. Tratava-se de fazer coexistir num mesmo mundo, as minhas duas obsessões: o grafismo e a música. E quase consigo viver dos meus trabalhos, embora com dificuldade. Portanto, posso considerar-me um homem feliz. Tanto mais que vivo no país que tem a melhor comida do mundo. Aliás, a comida está a tornar-se a minha terceira obsessão, mas, de momento, ainda não sei como a fazer coexistir com o grafismo E a música extrema. Quais foram os mais belos momentos da tua

Versus Magazine #31 Junho/Agosto 2014  
Versus Magazine #31 Junho/Agosto 2014  

DOWNLOAD: www.mediafire.com/download/c12c7566sv2t687/Versus%2331.pdf#31.pdf

Advertisement