Page 1

Colégio Santa Maria São Paulo, 11 de Março de 2011 Stefano Calçada – 5º A

O filho dos meus padrinhos se chama Stefano, hoje com 19 anos. Meus

pais,

diziam

que

quando se

namoravam,

tivessem

um

sempre menino,

colocariam esse nome. O Stefano dos meus padrinhos, sempre foi uma pessoa boa, alegre e sorridente, e hoje meus pais dizem que fizeram a escolha certa, pois falam que sou assim também. Meu nome é de origem Grega e significa Coroado. Às vezes, minha mãe me chama de Te, já na escola meu apelido é Ste, mas meu pai nunca gostou que eu tivesse apelido. Meu nome é composto: Stefano Frederico. O último é de origem Germânica antiga, que significa ‘’Paz governante’,’ aceita o que não pode mudar e não põe ninguém em evidência. Gosto muito do meu nome e nunca pensei em mudá-lo, porque não tenho outro nome a escolher. Além disso, os significados dos dois nomes são fortes e o desejo de todo mundo: ter paz e ser coroado!


Colégio Santa Maria São Paulo, 25 de fevereiro de 2011 Aline - 5ºA

Nasci no dia 28 de dezembro de 2000 e, uns dias antes, ganhei o nome Aline Iglesias Quartim de Moraes. Pesquisei com minha mãe a história do meu nome e ela me disse que foi ela quem o escolheu. Minha mãe estava lendo uma revista de nomes, quando o nome Aline chamou a atenção dela. Achou Aline um nome delicado e docinho. Eu também gosto do meu nome pelos mesmos motivos. Além disso, o seu significado é ALINHAVAR , que quer dizer unir as coisas, objetos ou até pessoas. Sabe outra coisa legal do nome Aline? É fácil de falar e de escrever, só tem cinco letras. Nunca vou querer trocar de nome. Gosto muito dele! Ana Beatriz 5ºA

Minha Identidade


Eu me chamo Ana Beatriz Perluiz Leite, nasci em 2001, tenho 9 anos. Minha mãe já tinha na cabeça Ana Beatriz, quando engravidou de mim. Ela se perguntava: “Será que é menino ou menina?” Se fosse um menino ia me chamar Lucas. Gosto do meu nome, não queria trocar porque o significado é bem bonito e porque tem vários apelidos: Bia, o principal, Aninha e Beatriz, adoro meus apelidos! Meu nome é composto assim: Ana vem do Hebraico e Beatriz vem do Latim. O significado de Ana é “cheia de Graça” e Beatriz “aquela que faz os outros felizes”. Essa é história do meu nome do qual tenho muito orgulho!

Aluna: Ana Clara M. Santoro 5º A

Ana Clara é meu nome, porque minha mãe gosta muito do nome Ana. Antes dos meus pais o escolherem, pensaram em vários outros nomes como: Ana Elize, Ana Angélica.... Meu nome foi dado, quando ainda estava na barriga da minha mãe, em 2000. Adoro Ana Clara, porque sempre quis ter Ana em meu nome e eu nunca teria coragem de mudá-lo, afinal, meus pais o decidiram com muito amor e carinho.


Ana Clara vem do Latim e significa amável e justa. Também é sinônimo de “pronta para se aventurar, muito cheio de energia, possui uma personalidade ativa e decidida”. Não vê graça numa vida sem desafios. Ana Clara é um nome especial e sempre me acompanhará!

Aluna: Eduarda B. Nascimento 5º A

MEU NOME Muitos acham que é Maria Eduarda, mas não, é só Eduarda. Quem escolheu foi meu pai e meu irmão, aliás, já estava na lista dos nomes preferidos de meu pai. Gosto muito de Eduarda, porque é um nome forte e bonito. Meus apelidos são: Duddy, Duda, Duka, Toco, Baixinha, além de outros mais pessoais. Na minha família só têm nomes fortes: Leonardo, Manoel, Mônica, então não houve dúvidas, será Eduarda. Quando soube do seu significado achei-o lindo e me senti muito importante: guardiã das riquezas, de origem anglo-saxão. Essa é a história do meu nome!!


André Guimarães Lauria

Minha Identidade Nasci no dia dois de outubro de 2001, meus pais resolveram dar para mim o nome André, porque minha avó materna, Maria Lúcia, gostava desse nome. André é um nome grego “homem” “masculino” e tudo que era atribuído ao sexo masculino, como “valente”, forte’ e “guerreiro’ Gosto do meu nome. E não quero mudá-lo, porque é a única lembrança que eu tenho da minha avó. Meu apelido é Deco. O significado do meu nome é “corajoso”, “viril’. Se o meu nome não fosse Andre seria Rafael, porque meu bisavô adorava esse nome. Minha mãe deu Pedro para meu irmão e André para mim, porque os santos Pedro e André eram irmãos. Enfim não importa que nome você tenha o que importa é ter um nome, que você se orgulhe, como eu..

Aluna: Bárbara- 5ºA

Meu nome, minha identidade


Barbie? Nada! O meu nome é Bárbara. Foi assim que meus pais me registraram no dia 31 de agosto de 2001 . Bárbara é o nome que meus pais mais gostam, é um nome forte, bonito e que tem a origem latina, por isso eles o escolheram. As “Bárbaras” são pessoas determinadas, sabem o que querem e com sua determinação sempre conseguem o que desejam. Acho o meu nome bem bonito não quero mudá-lo

pois gosto dele e tem um significado

importante e é muito harmonioso. Tenho muitos apelidos, por exemplo: Bá, Baba, Babi e Bebe. Poucas vezes encontrei pessoas com este nome. E é esta a história do meu nome!!!

Aluna: Bruna Andrez

5 ºA

No dia 14 de junho de 2001 me deram o nome de Bruna, mas antes disso...


Quando a minha mãe “Ana Laura” e meu pai “ Roberto” sentaram e começaram a escolher meu nome, surgiram várias ideias, a primeira foi : Marina , a segunda foi Laura e a terceira, a definitiva, Bruna. A pergunta mais obvia é: você gosta do seu nome? Qual é o seu nome? E como eu responderia, meu nome é Bruna e eu o amo. Quando cresci ganhei alguns apelidos, por exemplo: Bru, Bubu, Bruninha e Brubru. Fiquei mais feliz quando soube o seu significado: morena, escura e se relaciona a uma pessoa calma, gentil, diplomática, bondosa e organizada. Apesar de não ser ambiciosa ela consegue tudo o que deseja, mas sempre pela persuasão e nunca pela força. É de origem italiana. Tenho orgulho do meu nome!

Aluna: Carolina silva

5ºA

Meu nome, minha vida! Caroline?...Nada. Ficou Carolina mesmo, ganhei esse nome em quatro de junho de 2001. Já gostando

dele

significado:

procurei

“Pessoa

em

dois

charmosa,

lugares

o

amável

e

expressiva e um tanto de curiosa. Tem certa dificuldade na concentração e como gosta de compartilhar com os outros, é o tipo de pessoa que não


consegue guardar suas ideias só para si. Sempre de bom astral, é daquelas que adoram festas e não conseguem parar a sua mania de falar”. E o segundo explicação dizia: “Nome de origem germânica que significa mulher livre. Sabe expressar seus pensamentos com clareza, se orgulha porque todo mundo a compreende, seu lema é mente equilibrada, vida equilibrada. Quisera outros, ocupar seu oposto, faz que o Sol brilhe em dias nublados, por onde quer que vá deixa o seu selo, desfruta da amizade do seu melhor amigo.” Tenho vários apelidos: Ca, Cacá, Carol, Carolzinha.. Gosto muito do meu nome! Nunca vou trocá-lo, porque até tem um doce chamado Carolina que eu adoro!

Aluna: Eduarda-5º A

MEU NOME Meu nome é Eduarda, nasci no dia cinco de agosto de 2001. Minha mãe queria um nome que tivesse também um apelido fácil e carinhoso. Assim, ela poderá me chamar de Duda, quando não quiser me chamar de Eduarda. Meu irmão colaborou para esta escolha, que finalizou em Eduarda .


Gosto quando me chamam de Dudinha e adoro meu nome, não pretendo mudá-lo. O significado dele é inteligência e poder. Odeio que falem o meu nome errado! Pensam que é Maria Eduarda, mas não é.

Aluno: Gabriel Kisters - 5ºA A história do meu nome O meu nome é Gabriel. Gosto muito dele, porque o significado é: um anjo chamado Gabriel, é bíblico. Nasci no dia 04/12/2000 e um pouco antes de nascer, meu irmão Pedro sempre falava: “Vai ser menino e se chamará Gabriel”. Eu nunca irei mudá-lo, porque foi meu irmão quem o escolheu com muito amor e carinho. Tenho um apelido: Gabi, geralmente são os amigos do meu irmão que me chamam assim. Conhecer mais a história do meu nome deixou-me bastante feliz e orgulhoso de ser Gabriel!

Aluno: Gabriel Peralta 5ºA

POR QUE GABRIEL?


Meu nome surgiu, quando estava na barriga da minha mãe e me viam como um anjo. Então se lembraram do anjo Gabriel. Quando nasci minha mãe olhou para mim e falou o significado, ouvi e, como um momento mágico, parei de chorar. Gosto muito de ser Gabriel, porque é de um anjo, que segundo a bíblia anunciou o nascimento de Jesus a Maria. É de origem latina, bíblico. O Corinthians, meu time de coração, teve um goleiro chamado Marcelo. Então, queria ter esse nome. Agora isso não importa. Estou contente com meu nome. Já tive dois apelidos: Pera e Peraltinha. Esse nome me acompanhará por toda a vida! Aluna: Giovanna Resende

- 5ºA

MINHA IDENTIDADE Joana? Nada meu nome é Giovanna, nasci dia 23/02/2001. Meus pais estavam indecisos entre os nomes Gabriela, Julia e Giovanna, então tiraram na sorte . Eu não tenho nenhum irmão e nem quero ter, porque minha mãe não teria tempo de ficar tanto comigo.


Eu gosto do meu nome e uma coisa que eu nunca vou fazer é mudá-lo, pois é muito bonito e não tenho razões para isso. O significado é: Graça Divina . Tenho um apelido dado pelo meu primo, quando ele era pequeno não sabia falar Giovanna e me chamava de Nanna .Também há: Gi , Gig. Giovanna Resende de França Camargo é o meu nome completo, Resende por parte de mãe, França e Camargo por parte de pai. Já encontrei muitas Giovannas. È claro, quem não quer um nome bonito como esse?....

Aluna: Giuliana de O. Pinheiro - 5º ano A

Qual é meu nome? Meu nome não é Juliana, como muita gente pensa. É Giuliana desde que eu nasci. Alguns acham estranho, mas eu não, eu adoro ele e nunca mudarei. Meus pais me deram esse nome, porque queriam que começasse com G para combinar com o da minha irmã e que fosse italiano, porque tenho descendentes. Chamam-me de Gigi, Giuli e eu amo! O meu nome é a versão italiana de Juliana, que vem do latim, e significa cheia de juventude. Descendente de Julio e Julia, ou nascida em Julho. Alguns falam que significa a deusa da Terra, mãe de Titãs e dos Ciclopes. Puxa!


Conhecer a história do meu nome deixou-me bastante orgulhosa dele!

Aluno: Hani Serhan

- 5°A

HANI, SOU EU Eu, Hani Serhan, nasci em São Paulo, no dia cinco de outubro de 2000. Os meus pais tiveram a ideia de dar o nome que tenho, com grande carinho, em memória ao meu avô, pai da minha mãe. Tudo começou, quando colocaram o nome do meu irmão mais velho Fuad, que foi em homenagem ao meu avô pai do meu pai. Daí minha mãe disse: “Se meu segundo filho nascer homem, vou colocar o nome dele em homenagem ao meu pai”, e assim aconteceu. Sempre vou gostar do meu nome, pois meus pais o escolheram com muito amor e carinho. Também nunca iria ter coragem de dizer o contrário e diferente. Não tenho apelido, adoro que me chamem pelo nome, acho muito bonito e diferente. O significado do meu nome de origem árabe é felicidade. Dessa história nasceu um garoto lindo maravilhoso, educado e respeitando sempre o próximo, independendo de cor raça ou religião

Aluna: Isabela-5ºA

A HISTÓRIA DO MEU NOME


O meu nome é Isabela, porque minha mãe acha-o bonito. Minha mãe foi quem o escolheu e meu pai, o da minha irmã. Gosto do meu nome e não quero mudá-lo, embora tenha outros nomes bonitos também. Tenho alguns apelidos: Isa, Isabelinha, Bela, Belinha, Isinha... Isabela tem um significado muito lindo e bom: Fiel, carinhosa e de muita sensualidade, busca estar sempre demonstrando seu amor a todo instante e espera que a pessoa amada faça o mesmo. Super protetora e muito prática, alguém pronta ajudar na resolução dos problemas das pessoas mais próximas. Mas tem uma forte tendência de se irritar quando não aceitam sua ajuda ou mesmo seus conselhos. Muito preocupada com dinheiro, coisa que Isabelas gostam muito! Possesividade, dependência e teimosa são aspectos dos quais deve fugir. Nossa! Saber o significado do nome ajuda a gente a entender muita coisa! Bom conhecer! Aluna: Isabella Perroni 5°A

Meus pais estavam em dúvida entre Isabella e Carolina, mas eles queriam muito mesmo era Carolina.


Minha irmã tinha uma menina na classe chamada Carolina, que ela não gostava. E, então, foi Isabella. Gosto do meu nome, porque é Italiano, sou descendente de italiano e acho ele bonito. O significado e a origem do meu nome são: Fiel, carinhosa e de muita sensualidade, busca estar sempre demonstrando seu amor a todo instante e espera quer a pessoa amada faça o mesmo. Super protetora e muito prática, alguém pronto a ajudar na solução dos problemas das pessoas mais próximas. Mas tem uma forte tendência a se irritar, quando não aceitam sua ajuda

ou

mesmo

seus

conselhos.

Muito

preocupada com o dinheiro, coisa que você gosta

muito!

Possevidade,

dependência

e

teimosia são aspectos que devo fugir . Enfim esse nome é muito especial para mim, pois foi minha irmã que o escolheu. Assim, estamos mais unidas ainda!

Aluno: Marcelo Henrique -5ºA

O nome Marcelo Henrique foi escolhido, porque minha mãe sempre gostou de nomes compostos. Meus irmãos também possuem nomes compostos. Marcelo tem origem do latim.


Gosto muito do meu nome, porque ele tem muito a ver com a minha personalidade: sensível, carinhoso, verdadeiro. Marcelo é muito ligado à família e emotivo. Exagerado nos cuidados com as pessoas e muito carinhoso. Tenho o apelido de Ma, Marcelão, Marcelinho e de Mané, porque quando meu irmão nasceu a primeira palavra que ele disse para mim foi essa. Aluna: Mariana Malosti Iuksz 5°A

Todos têm um nome e eu também, chamo-me Mariana. Quando estava na barriga da minha mãe não sabiam se eu era menino ou menina, então pensaram em vários nomes: primeiro foi Amanda, mas só minha mãe queria. Daí, pensaram em Ana Clara, mas meu pai achava que ia ficar muito comprido. Se fosse menino seria Guilherme. Então, só na maternidade escolheram meu nome. Na verdade, foi minha mãe que o escolheu, porque o achava bonito e simples. Os apelidos que tenho são: Ma ou Mari. Para mim tanto faz. Este nome é a junção de Maria com Ana. Meu nome é de origem latina. Gosto dele, mas preferia Rafaela ou Alessandra, porque os acho mais bonitos.


Sou muito ligada à família e sou emotiva. Minha marca é a disciplina, lealdade e a eficiência. Mentalidade: Inteligência equilibrada. Emocional: Acordo e paz. O meu sobrenome materno é Malosti, vem da Itália e o paterno é Iuksz, da Hungria. Gosto deles, porque são diferentes. Enfim, estou feliz com Mariana, pois é um nome bem feminino, delicado e para mim, é muito especial.

Aluno: Matheus - 5ºA

Matias? Nada ficou Matheus mesmo. É de origem Hebraica. O significado do nome é enviado de Deus. Minha mãe escolheu esse nome, pois ela o achava bonito, forte e de personalidade. Antes de escolher Matheus havia pensado em Igor. No sétimo mês de gestação, ela mudou de ideia, pois achava um nome muito curto. Por ser curto achou que não teria uma personalidade forte.


Gosto muito do meu nome e jamais trocaria por outro. Minha mãe me chama de Ma, mas na escola meu apelido é Mat. Enfim, o nome é muito importante, se uma pessoa não o tivesse não ia ter como chamá-la, nem tampouco uma identidade.

Aluno: Miguel Ribeiro Amarante 5°A

Meu nome é Miguel Ribeiro Amarante. Este nome é de um dos sete anjos mensageiros do senhor. Vem do Hebraico e significa “semelhante a Deus”. Meu pai selecionou Miguel, porque ele acha, que é um nome forte e bonito. A minha mãe disse, que se eu fosse menina, eu me chamaria Maria Clara. Adoro o meu nome e não o trocaria por nada neste mundo. Tenho dois apelidos em família: o meu tio me chama de Nego e minha mãe me chama de Chico. A importância do nome para uma pessoa é a sua identificação, é o modo como é conhecida no mundo. Por isso, é necessário pensar bem ao escolher e decidir os nomes de nossos filhos.


Aluno: Paulo Henrique - 5°A

MINHA IDENTIDADE Chamo-me PAULO HENRIQUE e queria que vocês soubessem um pouco mais da história do meu nome. Minha mãe Patricia, quando estava grávida de mim, junto com meu pai Marcio passeavam em Campos de Jordão, dentro de um bonde. Tentavam escolher o nome que iriam me dar. Eles pararam para conversar com o maquinista. Quando iam sair, ele disse que seu nome era Paulo Henrique. Meus pais gostaram do nome e o colocaram em mim. Sinceramente, gosto do meu nome e não desejo mudá-lo nunca. Porque o amo do mesmo jeito que os meu pais o amaram. Na escola me chamam de PH. O significado de Paulo é pessoa de estatura baixa e Henrique príncipe poderoso.

Aluno: Paulo André – 5º A

Q

Quando eu nasci, meus pais queriam um nome composto para mim.


Como eles gostam de nomes Bíblicos, escolheram os nomes de dois apóstolos: Paulo e André, e o juntaram. Jesus escolheu 12 discípulos. Paulo e André estavam entre eles. Gosto muito do meu nome. Geralmente, as pessoas me chamam de Paulo André, mas há algumas pessoas da minha família que me deram um apelido: Paul. O nome Paulo indica uma pessoa com muita disposição, e o nome André indica uma pessoa boa em informática, pedagogia e circo. Gosto muito do meu nome e não quero mudá-lo. Enfim, o nome é muito importante para uma pessoa, porque sem ele, não há identidade. Aluno: Pedro Painçal

5°A

MINHA IDENTIDADE Chamo- me Pedro Painçal Rodrigues. O motivo de meus pais me darem esse nome foi porque meu bisavô materno se chamava Pedro. Pedro foi o meu irmão quem escolheu. Painçal e Rodrigues vieram da família do meu pai. A origem do Painçal e do Rodrigues é de Portugal, porque meus avós são de lá. Gosto bastante do meu nome, se pudesse trocar nunca o faria. Meus amigos só me chamam de Painçal. O significado de Pedro é pedra e indica uma pessoa simples, mas que procura a realização intelectual, espiritual e é disciplinada. Fiquei orgulhoso do meu nome!


Aluno: Rafael -

5 ºA

Nasci em 10 de setembro de 2001. Quando minha mãe estava grávida, ela pensou que eu era uma menina. Meu irmão ficou bravo e falou: ”Esse bebê não é menina, é um menino, e vai se chamar Rafael!” Meu irmão Felipe quis esse nome, porque Rafael era seu melhor amigo. Quando minha mãe descobriu que era um menino, ela resolveu aceitar o nome que Felipe escolheu. Procurei no dicionário de nomes próprios o significado de Rafael. Descobri que vem do hebraico e significa “curado por Deus.” Gosto muito do meu nome! Os meus apelidos são: Rafa, Rafinha, Coelho e Elias. Os meus amigos me chamam de Coelho, não ligo, acho legal. Coelho é o sobrenome de solteira da minha mãe. Quando ela tinha a minha idade seus amigos a chamam de Coelho, mas ela não gostava nem um pouco. Se eu tivesse escolhido meu nome seria Pedro, porque eu o adoro! E assim é a história do Rafael.


Aluno: Renan A. S. Ferraz

Nasci em dois mil e um, no mês de janeiro, aos vinte e dois, à meia noite e vinte minutos. Meus pais olharam no livro de mil nomes, porque

achavam

difícil

dar

nome

para

filho.

Decidiram por Renan. O meu pai gostava de Rafael, mas minha mãe não o queria, ela preferia Tobias . Quando eu nasci, a enfermeira fez uma costeleta no meu cabelo e ia de quarto em quarto falando que o Elvis não tinha morrido. Minha mãe ficava pensando: “Devolve logo, o meu filho.” Meu segundo nome é Augusto, porque meu pai se chama Luis Augusto Sigaud Ferraz . Um dos significados do meu nome é “foca”, em Francês, é nascido em Deus. Adoro o meu nome, porque foram os meus pais que o escolheram.

Aluno: Francesco – 5º E


Primeiro, meu pai è de descendência Italiana, então, ele pegou nomes e foi falando, até que minha mãe escolheu o nome Francesco com muito carinho, pois quando ela estava na 2ª Série havia um garoto muito esperto na sua sala, que se chamava Francesco. Meu nome è Francesco tenho 9 anos, moro em São Paulo, sou um garoto muito esperto, inteligente, responsável, muito feliz e adoro assistir TV. Eu adoro meu nome simplesmente, porque minha mãe e meu pai que o escolheram. Não quero trocar meu nome, ele me traz muitas lembranças da minha vida, alegre ou triste tudo que aconteceu lembro-me, quando falo meu nome. Sei que tenho dois apelidos: Fran e Cesco. O significado do meu nome é “homem livre”, isso quer dizer que, escolho para onde eu vou, para o lado bom farei coisas boas, como emprestar, doar e ajudar os deficientes e os necessitados.

Aluna: Giovanna Scabio – 5º E

O SIGNIFICADO DOS NOMES Meu nome é Giovanna. Ele é de origem Italiana. Eu não gostaria de mudá-lo porque eu o acho lindo!


Meus pais o escolheram, quando conheceram uma mulher, que tinha uma filha chamada Giovanna. Ela ficava falando Giovanna tantas vezes, daí tiveram a ideia de colocarem esse nome em mim. Tenho muitos apelidos carinhosos: Gigi, Gi, Gijoca, Princesa, Gica... O significado de Giovanna é Deus é gracioso! Esse nome tem tudo a ver comigo!

Aluna: Mariana Yumi – 5º E

HISTÓRIA DO MEU NOME A origem do meu nome Mariana é do Latim. É a junção de Maria e Ana. Tenho dois nomes Mariana e Yumi. Vou falar sobre o Yumi, que é Japonês e, quer dizer, arco/arquearia, simbolicamente significa mulher exoticamente bela, útil beleza. Este nome, normalmente, é dado a meninas com olhos especialmente bonitos.


Meu nome foi escolhido pelos meus pais da seguinte forma: papai queria que o nome dos filhos fossem compostos, como os descendentes de orientais usam aqui no Brasil: um nome brasileiro e um japonês. Minha mãe ficou de escolher o nome brasileiro. Ela decidiu por Mariana e ao meu pai coube o nome japonês, que é Yumi. E esses são os meus dois nomes! Adoro Mariana Yumi, porque são lindos e me deram com muito carinho.

Aluna: Luana Gurgel – 5º E

LUANA, O MEU NOME Todo mundo tem um nome e a variedade não é pequena. Eu por exemplo me chamo Luana que se refere a Lua. Amo meu nome e nunquinha mesmo o mudaria. Possuo vários apelidos, como: Lua, Luazinha, filhota, Pequena, Lu, Lulu, Filhotica, Printpesa e Preguiça, como minha empregada me chama.


Minha mãe tinha pensado em Letícia, mas achou Luana mais bonito. Até que as pessoas podiam ter como nome a sua primeira palavra, mas não me daria muito bem, porque me chamaria peixe. Gosto da minha primeira palavra, porque meu signo é aquário e peixe pode viver no aquário. Aluna: Ana Luísa – 5º E

A HISTÓRIA DO MEU NOME Meu nome é Ana Luísa há nove anos. Já conheço o significado dele: Ana quer dizer “Cheia de graça” e Luísa “Lutadora”. Eu gosto do meu nome e não quero mudá–lo, afinal meus pais o escolheram com muito carinho. Antes de nascer, quando ainda estava na barriga da minha mãe, achavam que eu era um menino. Minha mãe fez vários exames e todos falavam que eu seria um menino. Seria o Pedro. Aí descobriram que era menina, e então me deram o nome de Ana Luísa. Antes de decidirem meu nome, minha mãe pensou em várias opções: Maria Eduarda, Maria Fernanda e Yasmin. Mas meu pai não gostou de nenhuma, então pensaram em Luísa e minha mãe quis colocar Ana junto.


Meus pais escolheram esse nome porque minha avó se chama Annette que quer dizer “Aninha”, e meu pai se chama Luís. Acho que o nome é muito importante na vida de alguém, como você se sentiria se fosse chamado de “Ei, pessoa! Psiu!”?

Produção de Texto  

Produção de texto de alunos