Page 58

} CARLOS JÚLIO

O HORÁRIO ELEITORAL EM TEMPO INTEGRAL ou ser sincero, caro leitor. Algo me incomoda, e muito. Ao analisar o desempenho da administração pública, identifico gestores que instituíram o horário eleitoral em tempo integral. Depois de vencer um pleito, iniciam imediatamente a campanha para a eleição seguinte. Perseveram nos comícios e esgotam recursos e energias em escandaloso proselitismo. Infelizmente, essa parece ser uma tendência mundial, constituída em parte por conta da revolução digital, que instaurou renhidas disputas por espaços e audiências. Todos desejam ser ouvidos o tempo todo. No caso do Brasil, há um elemento peculiar adicional. Lula foi instruído na atividade sindical. Aprendeu a fazer sua pregação pelo palanque A campanha interminável, obviae não abandonou esse costume mente, também exige dinheiro. nos oito anos em que ocupou a Por isso, muitos gestores cedem presidência do país. à tentação e acabam por estabeleComo poderoso indutor de com- cer parcerias criminosas. portamentos, acabou por consoli- Sofremos, assim, com máfias que dar um tipo nocivo de campanha promovem mensalões, cartéis, sem fim, que mistura a causa ide- desvios de verbas e fraudes em licitações. ológica e o interesse eleitoral Hoje, até nas pequenas cidades, Logicamente, esse Estado perduvemos gestores que investem lário pouco devolve à população. alto em solenidades de inaugura- Da rua esburacada à estatal mal ção, mesmo de obras inacabadas gerida, experimentamos os horou irrelevantes. rores da falta de planejamento e Procuram desesperadamente os de zelo com a coisa pública. programas de TV e de rádio e, to- Confira você mesmo: quem faz dos os dias, difundem propagan- marketing demais certamente das nos meios cibernéticos, especialmente nas redes sociais. Se reservam tempo excessivo à publicidade, falta-lhes tempo para cuidar do básico: ouvir a sociedade, eleger prioridades, planejar, executar, aperfeiçoar e preservar.

VR173_Neurônio+R.indd 58

Carlos Júlio é consultor, palestrante, escritor e pesquisador no campo da administração de negócios DIVULGAÇÃO

V

não encontra tempo para planificar aprimoramentos em estradas, escolas e hospitais. Neste ano, sejamos enfim mais criteriosos, analisemos com rigor os candidatos e exijamos deles mais atenção aos interesses da coletividade do que aos seus próprios. Vamos conceder apoio àqueles de competência comprovada e que realmente estejam empenhados em usar seus saberes para melhorar a cidade, o estado e o país. O voto funciona. Mas precisamos urgentemente desenvolver estratégias para multiplicá-lo. Que sejamos muitos a dizer: basta!

4/25/14 5:48 PM

Revista VERO | Mai/2014  

Alphaville | Atitude | Comportamento | Gente | Miami | AES Eletropaulo | Clóvis de Barros Filho | Luiz Felipe Pondé | Flávio Gikovate | Carl...

Revista VERO | Mai/2014  

Alphaville | Atitude | Comportamento | Gente | Miami | AES Eletropaulo | Clóvis de Barros Filho | Luiz Felipe Pondé | Flávio Gikovate | Carl...

Advertisement