Page 1

Módulo 1: Montagem e Manutenção

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

AULA 8


MEMÓRIA RAM 

A memória principal de um computador baseado na Arquitetura de Von-Neumann é constituída por RAM. É nesta memória que são carregados os programas em execução e os respectivos dados do utilizador. Uma vez que se trata de memória volátil, os seus dados são perdidos quando o computador é desligado. Para evitar perdas de dados, é necessário salvar a informação para suporte não volátil (o HD).

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

A velocidade de funcionamento de uma memória é medida em Hz ou MHz. Este valor está relacionado com a quantidade de blocos de dados que podem ser transferidos durante um segundo.


EXECUTAR UMA MÚSICA NO PC

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


MEMÓRIAS ANTIGAS Módulos de 30 vias Na era dos processadores 286 e 386, eram comuns os módulos SIPP e SIMM de 30 vias. Surgiram no final dos anos 80. Inicialmente tinham “perninhas” para encaixe no seu soquete, por isso ficou popularizado no Brasil o termo “pente de memória”. Pouco tempo depois foi criado um novo tipo de soquete que dispensava o uso das perninhas, tornando a fabricação do módulo mais simples. Eram os módulos SIMM de 30 vias, comuns entre 1990 e 1994. 

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


MEMÓRIAS ANTIGAS EDO e FPM (1994 e 1997) Placas mãe equipadas com processadores 386, 486 e nas primeiras placas para o processador Pentium 

SDRAM

(1997 e 2002) Para processadores Pentium, Pentium MMX, Pentium II, Pentium III, Celeron, K6-2 e similares. Substituída pela DDR

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

RDRAM (1997-2001) Caiu em desuso por ser muito cara, e foi substituída pelas memórias DDR. 


MEMÓRIAS DDR

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

A velocidade de uma memória é dada pelo número de acessos (leituras ou escritas) realizados por segundo. No caso das memórias DDR, existem modelos chamados DDR200, DDR266, DDR333 e DDR400. Uma memória DDR400, por exemplo, realiza 400 milhões de acessos por segundo.


DDR200 = PC1600 DDR266 = PC2100 DDR333 = PC2700 DDR400 = PC3200

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Os módulos de memória DDR possuem 64 bits, ou seja, 8 bytes. Uma memória DDR400, por exemplo, faz em um segundo, 400 milhões de transferências, cada uma delas com 8 bytes. Portanto transfere 400.000.000x8 bytes, ou seja, 3200 MB/s. Por isso também chamamos os módulos DDR400 de PC3200. Os tipos de memória DDR são portanto os seguintes:


Tipo de memória

Clock

DDR200

100 MHz

DDR266

133 MHz

DDR333

166 MHz

DDR400

200 MHz

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Uma memória DDR400, não opera na verdade com 400 MHz, e sim, com 200 MHz. Ocorre que ao contrário das memórias mais antigas, as memórias DDR fazem dois acessos de cada vez. Por isso uma memória DDR400, mesmo operando a 200 MHz, é indicada como tendo “400 MHz”. O mesmo ocorre para os outros tipos de DDR. É importante conhecer o clock real das memórias, pois este é o valor que deve ser configurado na placa mãe. Por exemplo, uma memória DDR333 deve ser configurada como 166 MHz.


MEMÓRIAS DDR MAIS VELOZES

DDR433

ou PC3500 DDR466 ou PC3700 DDR500 ou PC4000 DDR533 ou PC4200 DDR550 ou PC4400

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Muitos fabricantes produzem memórias DDR superiores à DDR400. Em geral são caras e destinadas a computadores nos quais é feito overclock. Podemos citar alguns exemplos:


OPERAR COM VELOCIDADE MENOR Uma memória DDR é capaz de operar com velocidade menor que a sua própria velocidade. Por exemplo: Memórias

Esta característica é importante porque ao criarem memórias mais velozes, os fabricantes muitas vezes param de fabricar os modelos mais antigos. Se você tem, por exemplo, uma placa mãe que exige memórias DDR266, e se não estiver encontrando à venda memórias DDR266, poderá instalar memórias DDR333 ou DDR400. Em casos como esse, as memórias normalmente irão operar com a velocidade mais baixa. Por exemplo, memórias DDR400 irão operar como sendo DDR266.

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

DDR266 podem operar como DDR200 Memórias DDR333 podem operar como DDR266 ou DDR200 Memórias DDR400 podem operar como DDR333, DDR266 ou DDR200


DDR2 A nova tecnologia veio com a promessa de aumentar o desempenho, diminuir o consumo elétrico e o aquecimento, aumentar a densidade e minimizar a interferência eletromagnética (ruído). Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


MÓDULOS DDR 2

Clock dos chips

Clock real

Dados por segundos

Nome do módulo

Taxa de transferência

DDR2-400

100 MHz

200 MHz

400 Milhões

PC2-3200

3200 MB/s

DDR2-533

133 MHz

266 MHz

533 Milhões

PC2-4200 PC2-4300

4266 MB/s

DDR2-667

166 MHz

333 MHz

667 Milhões

PC2-5300 PC2-5400

5333 MB/s

DDR2-800

200 MHz

400 MHz

800 Milhões

PC2-6400

6400 MB/s

DDR2-1066

266 MHz

533 MHz

1066 Milhões

PC2-8500 PC2-8600

8533 MB/s

DDR2-1300

325 MHz

650 MHz

1300 Milhões

PC2-10400

10400 MB/s

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Nome padrão


DDR 3

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

DDR3 é uma melhoria sobre a tecnologia precedente DDR2. O primeiro benefício da DDR3 é a taxa de transferência duas vezes maior que a taxa da DDR2, de modo que permite taxas de barramento maiores, como também picos de transferência mais altos do que as memórias anteriores.


VANTAGENS DDR 3 O principal benefício da DDR3 vem da alta taxa de transferência.  Consome cerca de 30% menos energia, se comparado aos módulos DDR2. 

Clock de memória

Velocidade de clock

Nome do módulo

Pico de taxa de transferência

DDR3-800

100 MHz

400 MHz

PC3-6400

6400 MB/s

DDR3-1066

133 MHz

533 MHz

PC3-8500

8533 MB/s

DDR3-1333

166 MHz

667 MHz

PC3-10600

10667 MB/s

DDR3-1600

200 MHz

800 MHz

PC3-12800

12800 MB/s

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Nome padrão


MEMÓRIA ROM

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

A memória ROM (acrónimo para a expressão inglesa Read-Only Memory) é um tipo de memória que permite apenas a leitura, ou seja, as suas informações são gravadas pelo fabricante uma única vez e após isso não podem ser alteradas ou apagadas, somente acessadas. São memórias cujo conteúdo é gravado permanentemente.

A memória ROM está presente em qualquer dispositivo digital, como por exemplo um relógio. Sempre que um computador é iniciado, ele necessita de informações existentes em algum lugar para carregar suas funções básicas e/ou principais de uma forma que elas sempre sejam acessíveis e não se apaguem ao interromper a alimentação. Satélites, controles remotos, impressoras, celulares, todos os aparelhos digitais comportam uma ROM para realizarem suas tarefas básicas.


VALORES DE MEMÓRIAS D D R

D D R 3

PC2700 333

Kingston

R$ 100,00

512MB

PC3200 400

Kingston

R$ 80,00

1GB

PC2100 266

Kingston

R$ 168,00

1GB

PC2700 333

Kingston

R$ 156,00

1GB

PC3200 400

Kingston

R$ 114,00

1GB

PC4200 533

Kingston

R$ 89,00

1GB

PC5300 667

Kingston

R$ 87,00

1GB

PC6400 800

Kingston

R$ 89,00

2GB

PC4200 533

Kingston

R$ 156,00

2GB

PC5300 667

Kingston

R$ 134,00

2GB

PC6400 800

Kingston

R$ 156,00

1GB

PC8500 1066

Kingston

R$ 150,00

1GB

PC10666 1333

Kingston

R$ 140,00

2GB

PC8500 1066

Kingston

R$ 160,00

2GB

PC10666 1333

Kingston

R$ 175,00

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

D D R 2

512MB


MARCAS DE MEMÓRIAS http://www.kingston.com/brasil/

http://www.samsung.com

http://www.corsair.com/

http://www.crucial.com/

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

http://www.rambus.com/us/


Diferentes tipos de RAM. De cima pra baixo: DIP, SIPP, SIMM 30 pinos, SIMM 72 pinos, DIMM (168-pinos), DDR DIMM (184-pinos). SĂŠrgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


FORMATOS DE MEMÓRIAS SIMM - mais antiga  DIMM - usada atualmente  RIMM - mais rápida, porém mais cara. 

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


INFORMAÇÕES EM MANUAIS 

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

ECC significa Error Correction Code ou Código de Correção de Erros, um opcional da memória que permite a recuperação de dados que se corrompem. Para isso, para cada dado armazenado ela armazena um dado de controle extra que torna esta recuperação possível. Já a característica "registered" é a existência de um circuito adicional no módulo de memória chamado buffer, que faz com que os circuitos de memória RAM consumam menos corrente do barramento de memória, fazendo com que mais circuitos de memória possam ser instalados, aumentando a capacidade máxima de memória que a placa-mãe aceita. Existem módulos ECC, módulos registered e módulos com as duas características ao mesmo tempo. Memórias com estas características normalmente são usadas em servidores e estações de trabalho de alto desempenho. EXISTEM DESKTOPS DOMÉSTICOS QUE ACEITAM ECC REGISTRADA: depende da motherboard (placa-mãe).


LATÊNCIA DO CAS (CL) 

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

Como mencionamos, a latência do CAS (CL) é o parâmetro mais famoso da memória. Ele indica a quantidade de pulsos de clock que a memória leva para retornar um dado solicitado. Uma memória com CL=3 demora três pulsos de clock para entregar um dado, enquanto que uma memória com CL=5 demora cinco pulsos de clock para realizar a mesma operação. Dessa maneira dois módulos trabalhando com o mesmo clock o que tiver a menor latência do CAS será o mais rápido.


SIGLAS SIPP (single inline pin package)  DIP (Dual In-line Package)  EDO (Extended Data Out)  FPM (Fast Page Mode)  SIMM (Single In-line Memory Module)  DIMM (Dual In-line Memory Module)  DDR (double data rate)  RAM (Random Access Memory)  ROM (Read-Only Memory)  PROMs (Programmable Read-Only Memory)  EPROMs (Erasable Programmable Read-Only Memory) 

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br


FONTES DE INFORMAÇÃO

Sérgio F. M. Garcia - www.serinfo.com.br

www.dicasdosergio.com.br

Aula 8 - Módulo 1  

Aula 8 do módulo 1