Page 1

Edição 15

Gramado e Canela

Aproveite as delícias do frio com todo estilo

Táxis acessíveis

A Copa em Sampa

Um desafio para a metrópole

Diversão, lazer, arte, gastronomia e futebol, muito futebol!

e mais

> O moderno e o tradicional da gastronomia portuguesa > ExpoAmbiental apresenta a Casa Sustentável


sumário

Onde fica? Um desafio para testar os seus conhecimentos

Fique ligado Notas e notícias sobre a metrópole

Lá fora A diversidade ao redor do mundo

Paulistanos É agora José!

capa

A Copa em Sampa

24

A cidade prepara uma festa para assistir aos jogos da Copa

Bandeira Livre O encanto de Gramado e Canela

São Paulo: um mundo todo As melhores opções da capital Mundial da Gastronomia

Qualidade de vida

14

ExpoAmbiental apresenta Casa Água

Bandeira Livre Com uma excelente estrutura turística, Gramado e Canela se credenciam como opções para as férias de julho

São Paulo tem A paixão das crianças pelo Zoo

CAPA A Copa em Sampa

Marcha a ré Ford T – O mundo sobre rodas

São Paulo: um mundo todo O tradicional e o moderno se completam na exuberante e esplêndida cozinha de Portugal

Agenda

20

22

Apresentada na ExpoAmbiental Casa Aqua combina saúde e conforto

08 10 12 14 20 22 23 24 28

O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

29

Suplemento Taxista

33

Os desafios dos táxis acessíveis

Qualidade de vida

06

Mundo Táxi Mais informações e serviços para o taxista

Horizonte vertical Histórias de uma São Paulo que ninguém vê

48 58


EXPEDIENTE

O melhor caminho da informação

Diretoria

Adilson Souza de Araújo Davi Francisco da Silva Fábio Martucci Fornerón Isabella Basto Poernbacher (editora@portodasletras.com.br)

Edição 15

A Copa em Sampa

À

s vésperas da Copa do Mundo, o Banco Central definiu o horário especial de funcionamento dos bancos nos dias de jogos da Seleção Brasileira na África; prova incontestável de que realmente somos o país do futebol. Dentro de poucos dias estaremos todos sentados defronte às TVs e telões com os corações pulsando no mesmo ritmo: a nação brasileira realmente entra em campo. E, o melhor, sem o sentimento de culpa que, em certos momentos, nos foi imputado por sermos, dentre outros adjetivos “pejorativos”, um país tropical. Aliás, abençoado país que, apesar do Carnaval e da Copa a cada quatro (não falhamos uma sequer!) consegue índices de crescimento e desenvolvimento tão interessantes quanto temos visto. Não se trata de discurso ufanista, mas de celebrar a alegria de ser e de viver, valorizando e estimulando nossas raízes e pontecialidades. Com esse espírito, a TÁXI! mostra a São Paulo que se preparou para oferecer um

Redação

variado leque de atrações para quem quer assistir a Copa da África. Apresentamos também a São Paulo que está se organizando para que a nossa Copa, a de 2014, seja uma festa contagiante e que demonstre nossa capacidade de realização. Nesse sentido, a matéria sobre o Programa Bem Receber Copa apresenta uma importante iniciativa do Ministério do Turismo, destinada a preparar os profissionais ligados ao turismo, dentre os quais, os taxistas têm um relevo especial, como verdadeiros embaixadores da cidade. Contudo, temos problemas a resolver, pois uma cidade como São Paulo, com mais de 10 milhões de habitantes, não pode continuar sem contar com um serviço de táxis acessíveis que ofereça condições adequadas de trabalho para os profissionais e seus usuários, conforme texto desenvolvido sobre o tema . Para fechar o breve menu de degustação dessa edição, recomendamos ainda a leitura da matéria sobre a gastronomia portuguesa que, sem dúvida, vai estimular seus sentidos e dar água na boca.

Boa viagem e boa leitura. Os Editores

Projeto Editorial Xavier Bartaburu Projeto Gráfico Eli sumida Reportagem Aline Lemes, Caio Tosi, Camila Silva, Pedro Junqueira Martins Fotografia Davi Francisco da Silva Ilustrações Vinicius Savron Designers estagiários Rodrigo Souza e Vinicius Savron Revisão Naira Uehara

Publicidade Diretor Fábio Martucci Fornerón

Assessoria jurídica

Paulo Henrique Ribeiro Floriano

Comercial

Suporte Administrativo Ana Maria S. Araújo Silva Assinaturas e mailling (assinatura@portodasletras.com.br) Parma

Tiragem

20.000 exemplares Distribuição Gratuita

Comentários e sugestões sobre a Revista Táxi! e sua cidade

Assiduidade

Prezada Mara,

Como assídua passageira dos taxis de SP, conheço e revista e acho muito interessante. Uma boa opção de leitura para quem precisa enfrentar o trânsito maluco da cidade.

Trabalhamos para levar aos nossos leitores o melhor em informação e serviços. Apaixonados pela cidade temos o objetivo de superar os congestionamentos e oferecer uma leitura leve, útil e agradável. Grato por sua participação.

Mara Lourenço

A redação

tÁxi! EDIÇÃO 15

MTB 19.069

Edição de Arte Vanessa Pereira do Nascimento

Impressão

ESPAÇO DO LEITOR

4

Edição Waldir Martins

edição 15, é uma publicação da Editora Porto das Letras Ltda. Redação, publicidade, administração e correspondência: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, São Paulo (SP). Telefone (11) 3392-1524, Fax (11) 3392-5208. E-mail revistataxi@portodasletras.com.br. Proibida a reprodução parcial ou total dos textos e das imagens desta publicação, exceto as imagens sob a licença do Creative Commons. As opiniões dos entrevistados publicadas nesta edição não expressam a opinião da revista. Os anúncios veiculados nessa revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes.


onde ? fica? Um desafio para testar os

seus conhecimentos

Promoção Vá ao Teatro - A Revista Táxi! quer que você vá ao teatro

Davi Francisco da Silva

Os primeiros 10 leitores que identificarem a localização da foto abaixo ganharão um par de ingressos para o teatro. Sua resposta deverá ser enviada para o e-mail: redacao@portodasletras.com.br. O resultado sairá na próxima edição junto com os nomes dos ganhadores.

Idas e vindas do amor

O

jovem casal nu, criado por William Zadig em 1920, representa o romance entre uma índia e um francês e faz referência ao poema Um Beijo, do poeta Olavo Bilac. Considerado “imoral”, este beijo eterno já teve que mudar seu local de instalação na cidade por três vezes. Após sua inauguração em Sete de Setembro de 1922, a obra foi levada a um depósito por ser “uma aberração em espaço público”. Já na década de 50, a rejeição aconteceu em uma praça do Cambuci. Vinte e quatro horas após a instalação o casal voltou ao depósito, graças ao protesto de grupos de senhoras contra o “ataque ao pudor” provocado pelo monumento. Após uma terceira tentativa frustrada de colocar a obra na cidade, na entrada do túnel da Nove de Julho, o amor da índia e do francês foi adotado por estudantes e instalado em seu local atual.

Promoção Vá ao Teatro Praça Marechal Deodoro é a resposta para o desafio apresentado na edição nº 14 da Revista TÁXI!. O Índio e o Tamanduá, de autoria de Ricardo Cipicchia é um importante exemplo da obra do artista, que primava por difundir a cultura brasileira.

Veja o nome dos ganhadores da 14ª edição a seguir:

6

tÁxi! EDIÇÃO 15

1. Wellington Wira

6. Vania Montagner

2. Markus S. Machado

7. Pedro P. Gouvea

3. Clilsar H. dos Santos

8. Sthefani Conceiçao

4. Fernanda Junqueira

9. Vera L. de Souza

5. Carolina Veronezi

10. Márcia Martins


Fique ligado

Notas e notícias sobre a metrópole

afloresm - Flickr

sustentabilidade

Divulgação

Energia que vem do sol

A

Se o potencial do sol for bem aproveitado, a organização estima que podemos reduzir a emissão de seis bilhões de toneladas de CO2 por ano.

csizijo - sxc

energia solar pode representar entre 20 e 25% da energia mundial produzida até 2050, de acordo com a expectativa da Agência Internacional de Energia. Existem dois tipos de energia solar: as fotovoltaicas (PV), captadas por placa e a energia solar concentrada (CSP), captada no alto de uma torre. Cada uma delas seria responsável por cerca de 11% da produção mundial.

educação

Financiamento de graduação fica mais barato

A

partir de 2011, o Fies (Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) terá mudanças significativas e benéficas para os estudantes universitários. Juros reduzidos para 3,4% ao ano e carência de 18 meses após a formatura para iniciar o pagamento das mensalidades representam um alívio no bolso de estudantes de universidades privadas. Outra mudança benéfica é a possibilidade de solicitar o financiamento em qualquer período do ano, e não apenas em meses que antecedem as férias, como é feito atualmente. Entretanto, para ingressar no Fies, o candidato deverá prestar o Exame do Ensino Médio (ENEM). As mudanças começam a vigorar no próximo ano e só serão válidas para quem ainda não entrou no curso. 8

tÁxi! EDIÇÃO 15

comportamento

Relação motorizada

T

odo mundo adora aquela sensação de “cheiro de carro novo”. A aquisição de automóveis provoca um efeito de lua de mel duradouro nos proprietários. Mas para as mulheres, este “affair” com o veículo é mais longo: o encanto das motoristas pode durar até 14 meses. Já os homens namoram seus possantes por cerca de três meses.

A pesquisa realizada pelo site LeaseTrader.com também indica quais são os comportamentos mais comuns do período pós lua de mel. Deixar o parceiro dirigir, comer no carro e retocar a maquiagem são indícios de que o romance com o carro acabou. Já os homens começam a transportar equipamentos esportivos e limpam o possante com menos frequência.


C

om o avanço da tecnologia, os arquivos no computador estão cada vez maiores. Para isso existem ferramentas que permitem a COMPACTAÇÃO dos seus arquivos, para usar menos espaço de armazenamento em disco.

Os compactadores são aplicações que transformam os dados dos arquivos em um formato que somente elas entendem. E depois, quando for usar o arquivo de fato, fazem a descompactação, voltando ao formato original. Alguns permitem a compactação nativamente, mas existem vários compactadores gratuitos na Internet. E uma dica é o 7-ZIP, que pode ser encontrado em www.7-zip.org e suporta vários formatos de outros compactadores como ZIP, CAB, LZH e RAR.

Divulgação

Site legal

N

essa onda de Copa do Mundo, os álbuns de figurinha voltaram a todo vapor, uma verdadeira febre. Mas, controlar as figurinhas, especialmente as repetidas, para trocar com os amigos, dá algum trabalho. O site www.TROCAFIGURINHAS.com pode ser uma dica interessante. Você cria um usuário e senha, escolhe os álbuns que coleciona e passa a controlar virtualmente

as figurinhas, inclusive as repetidas. Funciona ainda como uma rede social, podendo conhecer novas pessoas para trocar figurinhas pelo correio.

Novidade

O usuário armazena os produtos em locais específicos na geladeira, que identifica quando o estoque vai acabando e faz o pedido direto pela Internet. No dia seguinte, os produtos chegam frescos na porta do consumidor, e o valor é debitado automaticamente no cartão de crédito.

inh r cam melho

rma o da info

O melhor caminho da informação

DO YOU SPEAK ENGLISH?

Segmento taxista investe na profissionalização

o Principa es para novidad

VRE IRA LI BANDEarque em ha e

O CIRCUITO DAS ÁGUAS PAULISTA

ron Desemb o de No so Fernandlhe no paraí mergu

Turismo rural e de aventura no interior de São Paulo

O

E MAIS

13

ção

Edição 14

A TAXIST ENTO ras mostramista do to tax SUPLEM is monta segmen

divulgação

ma tendência da Tecnologia é permitir acesso à Internet a partir de vários equipamentos diferentes. Alguns fabricantes, por exemplo, já estão produzindo geladeiras com acesso à Internet, que se conectam a serviços de entrega como o AMAZON FRESH.

O melhor caminho da informação Edição

O

U

Anuncie!

Conceito

A cada edição, São Paulo acontece nas páginas da

O consultor Fernando Lemos dá dicas e orientações para que você possa aproveitar o melhor da tecnologia

REVISTA

www.twitter.com/tecnoparatodos

OS DESAFIOS DA E, TENTABILIDADE DSUS JESTA AÇÕES A QUE PODEM CONTR M ! IBUIR PARA ULOUMA MELHO SUA R QUALIDADE DE VIDA ÃO PA UM A DE STODA A ALEGRIDAA DE RRA S TE SAMB AZ O SAMB

TR CULO ÓDROMO RES ESPETÁ IO DOS MA

o Paulo os de Sã da cidade 456 an antes canta os r nos restaur imento dos ma > Veja como preparar n Nasc um tradicional frango > Milto ias dos frutos xadrez > Inspeção de segur líc ança pode melhorar > As de até o trânsito

E MAIS

Fone: (11)3392-1524 publicidade@portodasletras.com.br


Lá fora

Notas e notícias ao redor do mundo

estados unidos

Loiras ou morenas? Americanos preferem as ecológicas

U

Ana Cotta - Flickr

ma pesquisa realizada no Dia Mundial da Terra mostra que americanas com hábitos sustentáveis têm mais chance de conseguir um namorado. Dos 1025 entrevistados, 54% responderam que não se relacionariam com mulheres que jogam lixo em qualquer lugar. Para eles, não vale a pena namorar alguém que: não recicla

(25%), deixam as luzes acesas (23%) e dirigem veículos com alto consumo de combustível (21%). Ter uma namorada ecologicamente correta traz benefícios também para o relacionamento social do casal: 25% dos “eco-lovers” acreditam que quem se preocupa com o meio ambiente tem amigos mais interessantes.

alemanha

japão

Um milhão de carros elétricos nas ruas alemãs

Problema dos carros elétricos resolvido

U

frankh - Flickr

pcfishhk - Flickr

m dos maiores problemas apresentados pelos veículos elétricos é a autonomia, já que a bateria dos carros exige um tempo de recarga. Para viabilizar o projeto de ter metade da nova frota movida à eletricidade no ano de 2050, os japoneses desenvolveram uma bateria que pode ser recarregada em apenas três minutos. Em menos de cinco minutos, o sistema da empresa JFE Engineering carrega metade da bateria. A recarga rápida permite ao motorista percorrer até 90km, distância geralmente suficiente para as viagens de um dia normal. A comercialização do sistema, ainda sem nome divulgado, está prevista para o fim do ano, mas exigirá um investimento de US$ 63 mil dólares por estação, considerado baixo pelas autoridades.

A

Alemanha quer acompanhar a moda de incentivo ao uso de carros ecologicamente corretos. De acordo com o ambicioso projeto da chanceler Angela Merkel, o país terá um milhão de veículos movidos pela energia elétrica até 2020. Para acompanhar essa tendência, as montadoras alemãs estão aderindo à moda. A Volkswagen, por exemplo, lançou o protótipo do modelo E-Up!. Com uma autonomia de 150km, o modelo tem seu lançamento previsto para 2013. 10

tÁxi! EDIÇÃO 15


>`]Qc`O\R]][SZV]` ROQcZW\t`WOXO^]\SaO3\bx]\x]^S`QObS[^] dtRW`Sb]O]<OY][PW 2WUO_cSdWcSabSO\Â&#x2030;\QW]\O@SdWabO BtfWSUO\VSRSRSaQ]\b]S[ b]R]a]a\]aa]a^`Ob]auZOQO`bS

</9=;07D7:/=:Ã&#x2039;;>7/@C/>3?C3B7B/%!&"#'' </9=;07>7<637@=A/D0@75/237@=4/@7/:7;/ #"!&"'&'& </9=;07;=@C;07/D57=D/<<75@=<167#&'>7A= !%"!##' EEE</9=;071=;0@


Paulistanos

Por Camila Silva

É agora Dagmar! A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José?

Fotos: Divulgação

preocupação exagerada, não foi bem sucedido: “Eu tinha 14 anos e fui ser voluntária num hospital que tratava de arrancar dentes de pessoas. Terminava por dar remédio a mais, porque achava que as pessoas tinham mais dor. Claro que fui mandada embora.”

Valorizar a autonomia O envolvimento com as crianças e adolescentes da sua comunidade foi uma etapa natural. Em pouco tempo já acompanhava diversas crianças e adolescentes que estavam sob risco pessoal e social. “Eu já tinha crianças ameaçadas de morte, porque tinham roubado alguma coisa na favela, tal, e eu as escondia na minha casa”, relembra.

Levi Mendes Junior

A Casa do Zezinho atende a 1.200 crianças e jovens, moradores da região do Parque Santo Antônio, Zona Sul de São Paulo.

D

agmar Rivieri Garroux discorda dos versos de Carlos Drummond de Andrade e escolheu a educação como a ferramenta capaz de transformar a pergunta final do famoso poema, em uma vibrante exclamação: “É agora José!” Pedagoga e presidente da Casa do Zezinho, uma instituição sem fins lucrativos que trabalha para garantir o desenvolvimento de jovens e crianças da região do Parque Santo Antônio, Zona Sul da cidade de São Paulo, Dagmar tem a ação social presente desde muito cedo na sua vida.

Atitude que vem do berço “Sempre fui uma pessoa que pertenceu a uma família do mundo. A nossa casa sempre foi uma casa com muita gente. A minha mãe pegava mendigo na rua, colocava dentro de casa para cuidar e depois o alfabetizava.” Tal pensamento e iniciativa pela transformação social marcaram a trajetória da pedagoga e definiram sua opção pelo trabalho social. Aos 14 anos, Garroux decidiu iniciar o seu primeiro trabalho voluntário, que, por sua 12

tÁxi! EDIÇÃO 15

Foi então que, no ano de 1994, Garroux decidiu procurar uma casa maior, porque a sua já estava com diversas crianças sob seus cuidados. “Aí eu falei para o meu marido: olha, eu vou trabalhar só com crianças de baixa renda e vou trabalhar na educação. Chamei cinco amigas minhas, e elas toparam também. Aí começou a Casa do Zezinho”, relata. Privilegiando uma pedagogia que valoriza a autonomia, a casa rapidamente se tornou referência na comunidade, oferecendo um espaço de convivência diferenciado, onde todos os envolvidos buscam sempre realizar um trabalho focado no desenvolvimento humano e na cidadania.

Uma casa da comunidade Atualmente a Casa do Zezinho atende a 1.200 jovens e crianças de seis a 21 anos de idade e oferece atividades como complementação pedagógica, orientação em saúde, atendimento odontológico, psicológico, acupuntura, naturologia e iridologia, convênios médico e oftalmológico, atendimento às famílias, entre outras, com o objetivo final de formar um cidadão consciente e confiante em suas potencialidades. Um dos maiores orgulhos de Garroux é ver a gratidão e participação dos Zezinhos na casa, mesmo depois da conquista da sua autonomia: “Uma coisa que eu acho bonita: quando um Zezinho está trabalhando, ele vira associado. Ser Zezinho é uma filosofia de vida”, finaliza.


Gramado e Canela Bandeira Livre Igreja de São Pedo - Gramado - Construída em pedra basáltica, a igreja possui uma torre com 46 metros de altura e exibe vitrais artísticos com imagens sacras

Além de uma fascinante beleza natural, as cidades serranas de Gramado e Canela contam com uma das melhores estruturas hoteleiras do país e oferecem um mundo de atrações para os visitantes, com suas flores, chocolates e vinhos. Por Waldir Martins

As delícias da Serra Quem pensa em aposentar as malas e esperar pelos meses de dezembro e janeiro para viajar está cometendo um grande equívoco, uma vez que já está aberta a alta temporada na Serra Gaúcha. Localizadas na região das hortênsias, Gramado e Canela formam um dos principais roteiros para quem busca desfrutar os prazeres do frio e conhecer as maravilhas do Rio Grande do Sul. Gramado - Uma festa de cultura e gastronomia A preferência dos turistas pelas duas cidades tem motivos bastante convincentes: o clima romântico, o encanto da arquitetura europeia, o frio aconchegante, a gastronomia farta – com seus pratos típicos como sopas, fondues e cafés coloniais - além do cultivo de flores e os eventos culturais, como festivais de música e o tradicional Festival de Cinema de Gramado. Esse conjunto de atrações, de tão apreciado pelos turistas, fizeram de Gramado o terceiro principal destino turístico do país.

Mobilidade antiga

Localizada a 131 km da capital, Porto Alegre, a região começou a receber imigrantes europeus, principalmente alemães e italianos, no começo do século XIX, que buscavam condições climáticas semelhantes às encontradas no Velho Mundo. Desde então, a colonização e arquitetura germânica são as responsáveis pelo primeiro suspiro de admiração do visitante. Conhecida pela arquitetura bávara, a construção dos domicílios utiliza uma técnica prática e móvel. “O estilo enxaimel de algumas casas foi trazido pelos alemães para facilitar as mudanças. Isto é, quando fossem de um lugar a outro poderiam levar as suas residências junto, pois eram feitas de madeiras e encaixes, sem pregos, com os tijolos ligados por uma mistura de barro e esterco, facilmente retirados quando se queria mudar”, explica Rosa Helena, gerente de comunicação da Prefeitura de Gramado.


Han Von Baron

A cascata do Caracol, formada por uma queda com 130 metros de queda, é apreciada tanto para um tranqüilo passeio de teleférico como para uma caminhada que culmina com uma escadaria de mais de 900 degraus

Natureza exuberante A hortênsia, flor que caracteriza a região, é a primeira a recepcionar o visitante margeando toda a estrada que liga as duas cidades. Nesse caminho também é possível realizar uma parada para se desfrutar da bela paisagem do Vale do Quilombo. Um cenário exuberante tanto nos dias de sol, quanto nos dias de cerração, fenômeno típico da serra. Construído no ano de 1953, após um grande incêndio que devastou a mata nativa, o Lago Negro, com suas águas verde-escuras, teve seu nome derivado das árvores plantadas a sua volta, trazidas da região da Floresta Negra, na Alemanha. No entorno de sua lâmina de água, os visitantes encontram uma pista de cooper sombreada por pinheiros. O passeio de pedalinho para apreciar as hortênsias e as azaléias que colorem o parque o ano inteiro é uma festa para crianças e adultos. Festival de Cinema As temperaturas, constantemente abaixo de zero, não conseguem esfriar o badalado Festival de Cinema de Gramado. Durante a primeira

quinzena de agosto, a cidade se torna a capital nacional do cinema e sedia o principal evento cinematográfico do país desde 1973.

Para quem busca a região entre os meses de novembro e dezembro, vai encontrar no Natal Luz um clima de emoção, luzes e vozes.

Para quem busca a região entre os meses de novembro e dezembro, vai encontrar no Natal Luz um clima de emoção, luzes e vozes. Uma excelente alternativa para vivenciar o cenário clássico do período de festas, dentro do clima tropical. Recheado de apresentações de corais, exposições e paradas, o evento se transformou na maior festa natalina do país. Mas para quem não aguenta esperar até o fim do ano para ver o bom velhinho, há um endereço certo para fazer uma visita: a Aldeia do Papai Noel. Localizada no centro da cidade a curiosa aldeia funciona durante o ano todo e oferece diversas atrações aos visitantes. Canela- Tradição na arte de bem receber

Magia para crianças de todas as idades Em Gramado é possível ainda conhecer todas as cidades do mundo, desde o Brasil até a Casa do Papai Noel, na Lapônia, norte da Finlândia. Conhecido como Minimundo, esse parque, criado em 1981, faz com que o público viaje por entre as maquetes de réplicas de moinhos, praças, rios, lagos, ferrovias, castelos e casas de diversos cantos do planeta.

O nome da cidade tem sua origem em uma árvore, chamada Caneleira, que ficava na atual Praça João Corrêa. A Caneleira era o ponto de encontro e pousada dos tropeiros que, na época, chegavam ao pequeno povoado formado por famílias de fazendeiros, imigrantes alemães e italianos e seus descendentes. Vizinha de Gramado, a cidade de Canela, aparentemente, pode até ficar na sombra da tÁxi! EDIÇÃO 15

15


Conhecida como a “Catedral de Pedra”, a igreja matriz de Canela possui estilo gótico e atualmente é um dos pontos turísticos mais visitados do Rio Grande do Sul

16

tÁxi! EDIÇÃO 15


Essencialmente rural, a cidade oferece encantadores roteiros ecológicos e culturais, além dos traços góticos da Catedral da Pedra e as fantásticas fábricas de chocolate. Cartão-Postal da cidade Ao falar de Canela, a primeira imagem que vem à cabeça de um visitante é a Cascata do Caracol. A cachoeira, de impressionante beleza, é uma das mais visitadas do país, com seus 131 metros de queda livre e que dá nome ao parque ecológico da região: o Parque do Caracol. A sua infraestrutura conta com locais para fazer churrasco, restaurantes, passeio de trem e um mirante, onde o público não precisa se preocupar com escadas, uma vez que o trajeto de 30 metros é feito por um elevador. Nos arredores do parque também é possível encontrar um teleférico, que conduz os visitantes a outro mirante que oferece uma excelente visão da cascata e do Vale da Lageana.

Nos trilhos do trem Símbolo da Revolução Industrial, o trem a vapor também causou transformações para a cidade de Canela. Desde que chegou ao município, em 1924, os vagões das locomotivas proporcionaram para o município a condição de cidade de veraneio. A importância do trem para a região pode ser visitada no parque do Mundo a Vapor. Composto com miniaturas únicas, reproduzidas artesanalmente, o parque surpreende desde a fachada, que exibe uma réplica, tamanho natural, de um acidente ocorrido em Paris, no ano de 1835. Chocolate A importância do chocolate para o turismo da região pode ser dimensionada pelo grande número de fábricas artesanais e lojas especializadas instaladas nas duas cidades. Nos tradicionais cafés coloniais, o visitante pode saborear os mais variados tipos de fondues, que começam com queijo e batatas e seguem com carne de frango, boi e porco, terminando com

os de chocolate, servidos com frutas diversas, como morango, banana, uva, mamão e cereja. A cidade de Gramado oferece ainda duas outras atrações: o Museu do Chocolate, instalado no interior da primeira fábrica de chocolate caseiro do país, e o Reino do Chocolate, primeiro parque temático sobre chocolate no Brasil, inspirado no Museu de Chocolate de Colônia, na Alemanha.

A importância do chocolate para o turismo da região pode ser dimensionada pelo enorme número de fábricas artesanais e lojas especializadas instaladas nas duas cidades.

Han Von Baron

cidade mais procurada do Estado. Mas o município de 30 mil habitantes e 270 km2 não fica atrás nos quesitos beleza, atrações e aconchego.

Embarcações particulares de diferentes tipos e tamanhos, em sua maioria veleiros, se integram à paisagem da ilha

tÁxi! EDIÇÃO 15

17


REVISTA

O melhor caminho da informação

pelo e-mail:

assinatura@portodasletras.com.br

Edição

rma o da info

13

ção

em arqueNoronha e Desemb o de so Fernandlhe no paraí mergu

AD E , AJEST SUA M O PAULO! E SÃ A ALEGRIA DE UMA D A B RR S DA TE SAM AZ TODA

O melhor caminho da informação

O

E MAIS

Parque das Sequóias Godofredo Raymundo, 1.747 Tel.: (54) 3282.1373 www.sequoias.com.br

Belvedere – Vale do Quilombo Av.das Hortênsias

Igreja São Pedro Av. Borges de Medeiros, 2659 Tel.: (54) 3286.1187

E

LIVR DEIRA

BAN

Pórtico (Entrada Via Nova Petrópolis)

Mini Mundo Rua Horácio Cardoso, 291 Tel.: (54) 3286.1334 www.minimundo.com.br

A TAXIST ENTO ras mostramista do to tax SUPLEM is monta segmen o Principa es para novidad

Canela

Pórtico (Entrada Via Taquara) Estrada RS - 115 Tel.: (54) 3286.8171

assinatura

inh r cam

Gramado Estrada RS - 235 Tel.: (54) 3286.2803

Solicite sua

lho O me

O que fazer?

O SAMB

Edição 14

TR CULO ÓDROMO RES ESPETÁ IO DOS MA

o Paulo os de Sã da cidade 456 an urantes nta os s resta to caSPEA DO YOU imen ma K r no n Nasc tos dos ENGL ISH? > Milto ias s fru do líc Segme > As de na profinto taxista investe ssionalização

O CIRCUITO DAS ÁGUAS PAULISTA

Turismo rural e de aventura no interior de São Paulo

OS DESAFIOS DA SUSTENTABILID ADE

Estação Sonho Vivo RS 466 no Parque do Caracol Tel.: (54) 3278.3014 Parque do Caracol RS 466 Tel.: (54) 3278.3035 Catedral de Pedra Praça da Matriz, 69 Tel.: (54) 3282.1132 www.catedraldepedra.com.br

Rua Coberta Rua Madre Verônica

Teleférico Estrada Caracol Ferradura Tel.: (54) 3504.1405 www.canelateleferico.com.br

Parque Knorr - Aldeia do Papai Noel Rua Bela Vista, 353 Tel.: (54) 3286.7332 / 3286.7164 9129.3431 - www.papainoel.com

Mundo a Vapor Av Dom Luiz Guanella, 1.201 Tel.: (54) 3282.1125 www.mundoavapor.com.br

AÇÕES QUE PODEM CONTRIBUIR PARA UMA MELHOR QUALI DADE DE VIDA

Veja como preparar um tradicional frango E MAIS >> Inspeç xadrez ão de segurança pode melhorar até

o trânsito

10 edições R$ 65,00 a vista ou em 3x de R$ 27,00

Como chegar De avião - O aeroporto mais próximo fica em Porto Alegre, a 135 quilômetros de Gramado e 141 quilômetros de Canela

De Carro - Vindo de Porto Alegre, as opções de acesso são as seguintes: Via Gravataí/Taquara - BR-101 (até Gravataí), RS-020 (até Taquara) e RS-115 Via Novo Hamburgo - BR-290 BR-116 (até Novo Hamburgo), RS-239 (até Taquara) e RS-115 Via Nova Petrópolis - BR-116 (até Nova Petrópolis) e RS-235 Vindo de Caxias do Sul, o acesso é pela RS-122

De ônibus - As empresas Itapemirim (http://www.itapemirim.com.br / 0800-723-2121) e Penha (http://www.viacaopenha.com.br) têm ônibus partindo de diversas capitais do país com destino a Porto Alegre.

www.portodasletras.com.br 18

tÁxi! EDIÇÃO 15

A viação Citral (http://www.citral.tur.br / 0800-979-1441) faz a linha Porto AlegreGramado e Porto alegre - Canela


Fotos: Mauro Holanda

Universalmente conhecido e apreciado, o bacalhau é o carro-chefe da culinária lusa

São Paulo:

um mundo todo Por Camila Silva

Encantos dos Sete Mares O tradicional e o moderno se misturam na exuberante e esplêndida cozinha de Portugal

D

urante a Idade Moderna, por volta do ano de 1435, os portugueses se lançaram ao mar. Impulsionados por este espírito aventureiro, os nossos irmãos lusos viveram tempos dourados, de grandes descobertas e conquistas, que terminaram também por constituir sua deliciosa gastronomia. ”Devemos aos portugueses o reconhecimento por terem sido os primeiros a introduzir, na alimentação, este peixe precioso, universalmente conhecido e apreciado”, afirmou Auguste Escoffier, em 1903, se referindo ao bacalhau. O famoso chef francês é considerado o pai da culinária de luxo e referência quando o assunto é alta gastronomia. 20

tÁxi! EDIÇÃO 15

Criação e diversidade se põem à mesa Apesar de contar apenas com produtos locais como o bacalhau, azeite e ovos, a cozinha portuguesa é muito variada e apresenta um grande número de receitas. “Sem muitas opções de ingredientes, os portugueses tiveram que inventar. Na falta de carne para preparar um cozido saboroso, o pão velho e o peixe seco conservado em sal se transformavam em um prato tão saboroso quanto aquele feito com um peixe fresco”, ensina Joyce Galvão, docente do curso de graduação do Centro Especializado em Gastronomia. Leitão recheado à moda da Beira-Alta, arroz de pato, açorda à Alentejana, atum de São

João e espeto de boi no pau de louro são alguns exemplos dos maravilhosos pratos lusos. “Portugal é um país belíssimo e encantador, dono de uma cultura muito tradicional. A Gastronomia, vasta e esplêndida, infelizmente é pouco conhecida do brasileiro, apesar de nossa proximidade em termos de colonização”, continua Galvão, relatando sobre a sua experiência na Europa.

O falado doce português “Já passei por muitos restaurantes e percebo que as sobremesas portuguesas são as mais bem aceitas. Uma vez que você prova, nunca mais irá esquecer”, revela Evandro da Silva, um


Divulgação

“Com poucos ingredientes os portugueses inventaram mil receitas” - Chef Joyce Galvão Pato com ameixas, criação de Ilda Vinagre, do Restaurante A Bela Sintra

fiel aficionado pela gastronomia portuguesa e que hoje comanda os fogões do Bacalhoeiro, um tradicional endereço no Tatuapé, para quem deseja o melhor da cozinha de além-mar.

A sobremesa toucinho do céu combina prazer com sofisticação

Arroz doce, papo de anjo, beijinho, fios de ovos e toucinhos do céu são alguns dos principais e mais famosos doces lusitanos. Mas o Pastelzinho de Belém, sem dúvida, é a pedida favorita dos brasileiros. A saborosa iguaria, feita com nata de leite e massa folheada, faz tanto sucesso que já fez parte até do cardápio da rede de fast-food árabe Habib’s.

Camarões à Bela Sintra

Onipresente na cozinha lusitana, o azeite é um dos componentes do belo Pato com framboesa

“Acredito que a fama venha justamente de toda a história em torno da produção desses doces. Os conventos, provavelmente no século XIX, dominavam essa doçaria. Impedidos de ‘trabalhar’ e fechados pelos grandes governantes da época, os religiosos, sem outra maneira de subsistência, passaram a produzir e vender doces”, finaliza a chef Joyce Galvão.

As maravilhas do azeite Apontado como marca registrada na cozinha portuguesa, o azeite está presente em todos os pratos: como condimento nas sopas de legumes, nas migas à moda da beira (prato à base de pão e carne de porco), no bacalhau assado e mesmo na doçaria (em bolos e diversas “broas de azeite”). As batatas cozidas e outros pratos, como peixes grelhados, geralmente são servidos com bastante azeite, vinagre, salsa e cebola. É impossível resistir.

Onde Comer

{

A Bela Sintra

Restaurante Bacalhoeiro

Rua Bela Cintra, 2325

Rua Azevedo Soares, 1580

Centro

Tatuapé

(0xx)11 3891-1090

Fone: 2293-1010

www.abelasintra.com.br

www.bacalhoeiro.com.br

tÁxi! EDIÇÃO 15

21


Qualidade

de vida por Pedro Junqueira

Feira Ambiental lança Casa Sustentável Casa Aqua Ambiental 2010 aplica os princípios de sustentabilidade na construção de casas com padrão econômico Fotos: Divulgação

Construída com materiais sustentáveis a Casa Áqua apresenta um custo bastante acessível

O

s consumidores preocupados com a preservação do meio ambiente e que buscam alternativas para construir ou comprar uma casa capaz de atender as crescentes exigências por um mundo sustentável e ecologicamente correto, agora já contam com uma importante alternativa: a casa Aqua Ambiental. Desenvolvida pela Fundação Vanzolini/USP, detentora da certificação da Alta Qualidade Ambiental – AQUA, em parceria com a empresa Inovatech Engenharia e a rede de Home Centers Leroy Merlin, o novo modelo é totalmente construído com materiais que minimizam o impacto ambiental: tijolos feitos de terra e cimento, telhas de celulose reciclada e paredes construídas a partir de embalagens de leite e tubos de pasta de dentes.

Viabilidade econômica Apresentada na feira Ambiental Expo 2010 - Feira Internacional de Equipamentos e

Instalada na Feria ExpoAmbiental a Casa Aqua atraiu a atenção dos visitantes por aliar qualidade de vida e conforto

Soluções para o Meio Ambiente, realizada no mês de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, a nova casa possui um tamanho original de 40m2 e, segundo Luiz Henrique Ferreira, diretor da Inovatech, oferece um custo bastante razoável. “Apresentando um custo de R$ 1 mil por metro quadrado, o projeto da Casa Aqua demonstra que a preocupação com a sustentabilidade e certificação de um projeto não implica em altos custos. Se for bem executado, o valor da construção sustentável pode ser similar ao de uma edificação convencional”, explica.

Conforto com mais saúde Responsável pelo processo AQUA na Fundação Vanzolini, o Prof. Manuel Carlos Reis Martins pondera que, além dos custos acessíveis e da efetiva redução no consumo de água e energia, a Casa Aqua oferece diversas outras vantagens: “A habitação certificada é mais saudável e confortável, pois apresenta controle de ruído, iluminação natural, proteção 22

tÁxi! EDIÇÃO 15

contra ofuscamento dos usuários pelo sol, conforto olfativo, conforto térmico, aumento da salubridade dos ambientes e redução do número de manutenções”.

Um lar sustentável Preocupado em oferecer alternativas para os consumidores nesse novo segmento de mercado, Marco Gala, diretor de marketing da Leroy Merlin, apresenta algumas dicas para quem deseja construir ou reformar um lar sustentável. “Além de lâmpadas economizadoras e iluminação das áreas comuns com sensores de presença, os equipamentos devem ter o Selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica); as áreas externas dos empreendimentos devem conter locais para coleta de resíduos e sistema de reutilização de água de chuva; nos banheiros, no lugar das válvulas de descargas convencionais, utilizar caixas acopladas que gastam de 3 a 6 litros por fluxo, alcançando uma redução de até 75% no consumo de água”, conclui.


São Paulo tem

Por Camila Silva

Haja disposição Os pais podem até se cansar, mas não adianta: as crianças adoram o Zoológico

O calor escaldante, que leva os animais a ficarem escondidos em suas tocas ou nas piscinas particulares, parece não afetar as crianças. Curiosas, elas correm por todos os lados a procura dos animais. Yasmin Lino é um exemplo. Acompanhada pela mãe, Patrícia Lino, e pelos amigos e vizinhos de Taboão da Serra, a menina de sete anos não para de correr e falar um segundo.

Fascínio Animal Mesmo com uma variada gama de espécies, não é à toa que o Rei Leão garante o seu reinado. De 3.200 animais, divididos entre aves, répteis, mamíferos, anfíbios, nativos da mata e felinos, o leão é a atração que exerce o maior fascínio em todos os públicos: “Olha mãe” e “Ele mexeu o rabo”, “agora está andando” são

alguns dos comentários, ditos entre olhares de surpresa e sorrisos.

Fotos: Camila Silva

G

ente por todos os lados. Esta é a primeira visão do visitante ao passar pela catraca do Zoológico de São Paulo durante um domingo ensolarado. A alegria e agitação do público se contrastam com a tranquilidade transmitida pelo verde da Mata Atlântica e pelos lagos no bairro da Água Funda.

Além da magnitude do leão, outros aspectos que entusiasmam o público são as cores e a exibição dos bichos. “O que eu mais gostei foi o macaco, porque eles ficam pulando por aí. Também gostei do pássaro cor de rosa.”, afirmou Yasmin, que se referia á exuberância dos Flamingos e aos shows do Macaco Gibão.

Cultura, lazer e natureza Em uma cidade tão grande e industrializada como São Paulo, o Zoológico quer promover a integração e a educação ambiental com o meio ambiente. Segundo Patrícia Lino, a proposta do Zoo vai muito além da natureza: “É cultura. É novidade, educação, cultura, natureza. Está tudo englobado. É uma cultura porque a própria escola traz, para que eles aprendam o que é um determinado bicho”. A cultura, enfatizada por Lino, pode ser conferida na Exposição “O Pulo do Sapo”, que mostra a variedade de anfíbios. Já o Espaço Abaré faz com que os visitantes entrem em conO Macaco Gibão das mãos brancas: movimentos rápidos e precisos que fazem a alegria dos pequenos visitantes

Depois de um dia intenso, Yasmin Lino não consegue parar de admirar o rei do Zoo

tato direto com a cultura indígena, tão enraizada na cultura brasileira. Localizada em uma oca, os visitantes conferem artefatos e vídeos do povo que ainda habita a mata Atlântica.

FUNDAÇÃO PARQUE ZOOLÓGICO DE SÃO PAULO Avenida Miguel Stéfano, 4241 Água Funda Ingressos: de R$ 4,50 à R$ 15. Fone: (11) 5073-0811 Fax: (11) 5058-0564 Horário de Funcionamento: 9h às 17 h - de terça a domingo tÁxi! EDIÇÃO 15

23


Davi Francisco da Silva

A Copa em Sampa A cidade se prepara para a Copa do Mundo e oferece uma variedade imensa de atrações para quem deseja curtir os jogos e o clima da disputa nos mais diferentes ambientes e situações Por Waldir Martins

Osvaldinho da Cuíca se apresenta no Sesc Vila Mariana

Grupo Parampará faz “contação” de histórias no Sesc Consolação


Evento mais esperado em todo planeta, a Copa do Mundo de Futebol está mudando completamente a rotina da cidade que, literalmente, passa a respirar em verde e amarelo. São promoções, eventos, shows e uma infinidade de produtos que a indústria e o comércio passam a oferecer aos paulistanos. Utilizando o futebol como seu principal ingrediente, bares, shoppings, casas de espetáculo e centros culturais desenvolveram um roteiro diversificado de atrações para oferecer aos consumidores durante o período da Copa. Um trio de Jazz apresenta temas relacionados ao futebol para clientes do Studio Michel Vidal

Cabelos, jazz, futebol e temakis Um exemplo da criatividade daquilo que a Copa do Mundo está colocando à disposição dos paulistanos é dado pelo Studio Michel Vidal. Localizado no bairro de Moema, o Studio irá oferecer, nos dias de jogos, um trio de Jazz que executará músicas relacionadas ao futebol, enquanto um sushiman estará preparando temakis para os clientes. Embalado pelo clima da Copa, a ideia do cabeleireiro é conquistar a preferência da clientela da zona sul de São Paulo, que tenha interesse em um atendimento diferenciado. “Não basta ter talento (para conquistar os clientes), é preciso dedicar uma atenção exclusiva para cada um que entra no ateliê”, declara Vidal.

A bola em jogo com sabor Mais tradicionais, os bares da cidade também se multiplicam no esforço de atrair os “torcedores” na hora dos jogos. Além do costumeiro telão, os estabelecimentos também inovam ao oferecer shows, brindes e rodadas de chopp em dobro, no estilo “o cliente pede uma e ganha a segunda”. Na Água Doce Cachaçaria da Vila Madalena, a casa oferece caipirinhas grátis para quem comprar camisetas comemorativas da Copa. Na unidade da rede localizada em Moema, todas as cartelas

de chopp compradas antecipadamente valerão o dobro durante a transmissão dos jogos.

para oferecer atrações diferenciadas para os pequenos e seus pais.

Edu Passarelli, sócio do bar Melograno, que é uma atração da Vila Madalena graças a sua carta de cervejas importadas do mundo todo, destaca a oportunidade que a Copa do Mundo oferece para o seu negócio. “Investimos 12 mil reais na compra de novos televisores e um telão para a casa. Acreditamos no retorno deste investimento durante a Copa e, posteriormente, usaremos os equipamentos para outros eventos”.

O Frei Caneca, que tradicionalmente oferece atrações para o público infantil, criou a Torcida do Snoopy onde as crianças, além de participarem de atividades como “Chute a Gol” e “Casinha do Snoopy”, com a exibição de desenhos do personagem, irão receber lâminas para colorir e realizar jogos e brincadeiras.

Também localizado em Moema, o Memphis Rock Bar está apostando em uma atração diferente para atrair clientes e também garantir sucesso de público: teatro de improviso. Toda quinta-feira, durante uma hora, o grupo de teatro Sustentáculos estará realizando jogos teatrais com temas sobre a Copa do Mundo, que serão indicados pela plateia. No final de cada apresentação será sorteado um kit com ingressos para o Cinemark e garrafas de vinho.

Uma festa também para as crianças Apontados como um dos grupos que mais têm influência na decisão de compra dos adultos, as crianças também contam com uma variada agenda para participar dos jogos da Copa. Os Shoppings Light, Frei Caneca, e Bourbon estão entre aqueles que aproveitam a oportunidade

Segundo Simone Castelli, gerente de marketing do Frei Caneca, a Copa do Mundo representa um excelente momento para desenvolver atividades diferenciadas com a garotada. “O interesse natural pelo tema permite que elas usem ainda mais a criatividade e trabalhem no desenvolvimento de habilidades manuais. Por isso focamos no preparo de desenhos temáticos, interação com jogos, filmes, entre outras atrações”, declara. Mais focado no universo adulto, mas sem perder o foco nas crianças, o Bourbon Shopping estará realizando a exposição “Bola da Copa”, que trará modelos de todas as bolas utilizadas nos jogos das Copas do Mundo de 1970 a 2010. A mostra, que será realizada no piso Pompéia, promete agradar os fãs de futebol e até mesmo quem não tem a mínima afinidade com o esporte. tÁxi! EDIÇÃO 15

25


Em várias unidades do Sesc os visitantes poderão participar de exposições, shows musicais, teatro infantil e diversas outras atividades tendo como tema central o futebol

Só criança gosta de figurinhas? O tradicional álbum de figurinhas da Copa, que teve sua primeira edição na Copa de 1950, disputada no Brasil, mais uma vez virou uma verdadeira febre envolvendo jovens, adultos e crianças. Produzido pela editora Panini, os álbuns alcançaram um sucesso tão grande que passaram até a ser vendidos pela internet. Em São Paulo, crianças e adultos disputam os cromos em bancas repletas de colecionadores. O publicitário Caio Ribeiro, de 32anos, que começou sua coleção na copa de 1990, hoje acompanha seu filho Ricardo Caio Ribeiro, de 12 anos, para comprar os desejados cromos perto da Praça da Árvore. “Na verdade esses álbuns contam boa parte da minha história e acho muito legal continuar isso com o Ricardo”, diz o publicitário. Para atender a essa enorme demanda, foram criados na cidade ao menos dois pontos oficiais de troca: o Museu do Futebol, instalado no Estádio do Pacaembu e o Shopping Light, no centro da cidade. No Museu, os interessados contam com um espaço destinado à troca de cromos que funciona todos os sábados, das 12h às 17h, ao lado da bilheteria. No Shopping Light, os aficionados por essa “nova velha” mania podem reunir-se também aos sábados, às 15 horas, e aos domingos, às 14 horas, no 5º piso do empreendimento. O Museu do Futebol leva os visitantes para conhecer detalhes e curiosidades sobre todas as Copas

26

tÁxi! EDIÇÃO 15

A Copa no Museu Além do espaço para troca de figurinhas, o Museu do Futebol inaugurou no início do mês de junho a exposição Copas do Mundo de A a Z,


Roteiro

Os bares da cidade se preparam para oferecer as mais diferentes atrações, desde o costumeiro telão, até chopp grátis, apresentações teatrais e distribuição de brindes

Michel Vida Studio Barão de Santa Branca, 55 - Moema Tel.: (11) 5531-0800 http://mvidalstudio.blogspot.com

Água Doce Cachaçaria Av. Macuco Nº 655 - Moema Tel.: ( 11 ) 5056-1615 spmoema@aguadoce.com.br

São Paulo - Vila Madalena Rua Aspicuelta, 444 Tel.: ( 11 ) 3031-7363 vilamadalena@aguadoce.com.br

Bar Melograno Rua: Aspicuelta, 436 - Vila Madalena Tel.: ( 11) 3031 2921 www.melograno.com.br

Memphis Rock Bar que estará em cartaz até o dia 31 de outubro. Organizada sob a curadoria do jornalista Marcelo Duarte, a mostra conta com 26 salas, cada uma delas representada por uma letra do alfabeto, onde, em um trajeto semelhante ao de um labirinto, os visitantes realizam uma viagem pela história das copas, através de vídeos, imagens, músicas e objetos. De acordo com Clara Azevedo, diretora executiva do Museu do Futebol, essa exposição não trata apenas de assuntos comuns ligados às Copas do Mundo. “Não temos a pretensão de elencar os fatos mais importantes ocorridos nos mundiais, e sim proporcionar aos visitantes pequenas experiências a partir de histórias e personagens curiosos.”

Futebol e cultura: uma tabelinha de craques Tradicional centro difusor de cultura, a rede Sesc também entrou no jogo da Copa e está oferecendo uma série de atrações em algumas de suas unidades. A exposição “Gigantes das Copas – De 1950 a 1986”, criada pelas artistas Gigi Manfrinato e Sandra Lee, estará em cartaz no Sesc Consolação no período de 09 de junho até 31 de julho e presta uma homenagem ao chamado “futebol arte”, tendo como representantes personagens como Pelé, Zizinho, Puskas, Didi, Garrincha, Eusébio, Tostão, Beckenbauer, Kempes, Paolo Rossi e Maradona. Ainda no Sesc Consolação, aos sábados, as crianças poderão participar da “Contação de histórias”, com o Grupo Parampará, com textos

de grandes autores como Ruth Rocha, Walcyr Carrasco e Jorge Amado, cujo tema será o futebol.

Av. dos Imarés, 295 - Moema

Futebol e música é uma mistura que dá Samba

www.memphis.com.br

Para quem aprecia boa música e quer manter o clima da Copa, o Sesc Vila Mariana montou uma programação com importantes representantes da MPB, que realizam show durante todo o mês de junho. Entre os convidados merecem destaque nomes como Moraes Moreira, Max de Castro e Simoninha, Osvaldinho da Cuíca e João Macacão.

Rua Frei Caneca, 569 - Consolação

Cada um dos shows conta de um modo diferente a intensa relação que a MPB e a cultura brasileira tem com o futebol. No show “Jogando por música”, Moraes apresenta composições suas como ‘Espírito Esportivo’, ‘Sangue, Swing e Cintura’, e ‘Brasil Campeão’, entre outras.

Tel.: (11) 542-9767 / 535-8890

Shopping Frei Caneca Tel.: (11) 3472 2000 www.freicanecashopping.com/paulista

Shopping Bourbon Rua Turiassu, 2100 – Pompéia Tel.: (11) 3874-5050 www.bourbonshopping.com.br

Shopping Light Rua Xavier de Toledo, 23 – Centro Tel.: (11) 3154-3292 www.shoppinglight.com.br

Também com repertório dedicado ao tema, Max de Castro e Simoninha trazem para o palco um pouco da tradicional irreverência dos gramados e apresentam músicas como ‘Fio Maravilha’ e ‘Zagueiro’ de Jorge Ben; ‘Aquele Gol’ de Simoninha e ‘Aqui é o País do Futebol’ de Milton Nascimento e Fernando Brant.

Museu do Futebol

Nomes consagrados do samba paulista, os veteranos artistas Osvaldinho da Cuíca e João Macacão colocam no palco as suas emoções ao narrar suas memórias no show “Jogando por música: impressões da Copa de 70”.

Tel.: (11) 3234-3000 www.sescsp.org.br

Agora é preparar o coração, escolher o melhor roteiro e desfrutar o melhor de Sampa até comemorar o Hexa!

Tel.: (11) 5080-3000 www.sescsp.org.br

Praça Charles Miller, S/N - Estádio do Pacaembu - Tel.: (11) 3664-3848 www.museudofutebol.org.br

Sesc Consolação Rua Dr. Vila Nova, 245 - Vila Buarque

Sesc Vila Mariana Rua Pelotas, 141 - Vila Mariana

tÁxi! EDIÇÃO 15

27


Marcha Uma viagem ao passado do

a ré transporte urbano

O Revolucionário Carro Universal Conheça o Ford T, o veículo que “colocou o mundo sobre rodas” Por Caio Tosi

C

hamado carinhosamente de “Fordinho” ou “Ford Bigode”, o tradicionalíssimo Ford T inaugurou um novo momento na indústria automobilística mundial quando, em outubro de 1913, na fábrica localizada em Highland Park, no estado de Michigan/EUA, um grupo de 140 operários realizou a montagem do modelo em “apenas” cinco horas e cinquenta minutos. Até então, o tempo necessário para produzir cada unidade ultrapassava doze horas. Apenas sete anos depois, em 1920, a Ford já era capaz de produzir uma unidade do modelo T por minuto. Era o começo de novos tempos.

RTPeat - creative commons

Ao introduzir a linha de montagem no processo de produção do Ford T e disponibilizar o modelo com um valor acessível à maioria dos trabalhadores norte-americanos, Henry Ford, patriarca da montadora norte-americana, garantiu a efetiva popularização da sua marca. “O charme do Ford T era que qualquer um podia dirigir”, comenta Mateus Polizel, vicepresidente do Clube do Fordinho de São Paulo e proprietário de duas raridades da época.

Simplicidade e baixo custo A manutenção muito simples e barata foi outro fator que contribuiu para transformar o Ford T no carro mais bem aceito no mercado de sua época. “Ainda hoje, se comparado com a manutenção de vários carros modernos que rodam por aí, o custo de manutenção é muito baixo”, afirma o colecionador.

Padronização Quem ia comprar um Modelo T já sabia que o lugar do motorista seria no lado esquerdo e também que o carro seria preto. “O cliente pode escolher qualquer cor para o carro, desde que ela seja preta”, defendia Henry Ford. Mas a eleição da cor não estava diretamente relacionada a qualquer sentido estético ou místico. A padronização era motivada por um fator 28

tÁxi! EDIÇÃO 15

Exposição de Fordinhos na Radcliffe Square, em Oxford, Inglaterra

muito específico: o processo de secagem da cor preta era mais rápido e isso garantia uma maior produtividade e custos menores. E o sucesso foi estupendo. O Ford T vendeu mais de 15 milhões de unidades entre 1908 e 1927. No ano de 1999, o modelo foi eleito o Carro do Século, desbancando 700 candidatos em um painel composto por 133 especialistas e jornalistas de todo o mundo.

História nas ruas do Brasil Até o ano de 1925 foram vendidas no

Brasil 24 250 unidades, o que correspondia a 60% do mercado nacional, um recorde de vendas que só foi superado pelo modelo Corcel, também da Ford, no ano de 1969. Atualmente ainda existem aproximadamente 750 raridades circulando pelo país. Grande parte dos proprietários se reúne no Clube do Fordinho, um clube físico e virtual que agrega apaixonados do Brasil, Grécia, Holanda e Suíça. “A nossa paixão é ver o Fordinho andando”, afirma Polizel.


O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

eventos em junho Confira a agenda dos principais eventos da cidade que é tudo de bom! Programe-se para aproveitar o melhor de São Paulo. Para mais informações, acesse o site: visitesaopaulo.com

1

terça quarta

2 a 13 de junho 1º FESTIVAL GASTRONÔMICO GLS DE SÃO PAULO Local: Estabelecimentos da área gastronômica

sábado

4 a 6 de junho OCUPAÇÃO CULTURAL - CENTRO HISTÓRICO DE SÃO PAULO Local: Região entre a Praça da Sé, Largo São Bento, Praça Patriarca, Largo São Francisco, e Pátio do Colégio

7 a 10 de junho 26ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ALIMENTAÇÃO FORA DO LAR Local: Expo Center Norte

quarta

8 a 11 de junho 26ª FEIRA INTERNACIONAL DE EMBALAGENS E PROCESSOS PARA AS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS E BEBIDAS Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

sexta sábado

10 de junho VIII FÓRUM BRASILEIRO DE RELAÇÕES COM O CLIENTE - FBRC Local: Hotel Holiday Inn Parque Anhembi

terça

9

7 a 12 de junho XXIII REUNIÃO ANUAL DA ABEU - FEIRA DO LIVRO Local: Editora UNESP

8 a 14 de junho SÃO PAULO FASHION WEEK - VERÃO 2010/2011 Local: Bienal do Ibirapuera

11 12

10 e 11 de junho I SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE INTERVENÇÕES BREVES E USO DE DROGAS Local: Universidade Federal de São Paulo

13

domingo segunda

6 a 9 de junho WATER LOSS 2010 Local: Maksoud Plaza Hotel

7

10

quinta

6 de junho 14ª PARADA DO ORGULHO LGBT DE SÃO PAULO Local: Avenida Paulista

5

8

terça

3 a 6 de junho 7º CONGRESSO PAULISTA DE INFECTOLOGIA Local: Palácio de Convenções Anhembi

4

6

domingo segunda

2 3

quinta sexta

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro

10 a 12 de junho 23º CONGRESSO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO Local: Centro de Convenções Frei Caneca

14 15

14 de junho XII JANTAR DO MEIO AMBIENTE PRÊMIO AEA DE MEIO AMBIENTE Local: Espaço Rosa Rosarum

tÁxi! EDIÇÃO 15

29


eventos em junho quarta

quinta

16 a 19 de junho IV Congresso Brasileiro de Nutrição e Câncer / Ganepão 2010 / II International Conference of Nutritional Oncology Local: Centro Fecomercio de Eventos

domingo

17 a 19 de junho 9º SALÃO SÃO PAULO DE TURISMO/ 10º CONGRESSO DO TURISMO PAULISTA Local: Centro de Eventos São Luis

quarta

19 a 22 de junho 2º FEIRA INTERNACIONAL DE ARTIGOS E DECORAÇÃO DE NATAL Local: Expo Center Norte – Pavilhão Vermelho

sexta

25 e 26 de junho III WORKSHOP BRASILEIRO SOBRE HEPATOPATIAS E HIV Local: Hotel Maksoud Plaza

22 23

27

segunda

28

quarta

tÁxi! EDIÇÃO 15

23 a 29 de junho 2ª EXPOSIÇÃO DE EQUIPAMENTOS, PRÉIMPRESSÃO, IMPRESSÃO E ACABAMENTO Local: Transamerica Expo Center

25

domingo

terça

21 a 24 de junho 39º ENCONTRO DA MODA Local: Expo Center Norte Pavilhão Verde

26

sábado

30

20

24

quinta

19 a 22 de junho 4º FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA PARQUES TEMÁTICOS, BUFFETS E FESTAS INFANTIS Local: Expo Center Norte

19

21

segunda

terça

17 18

sexta

sábado

16

30 de junho III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE COMBUSTÍVEIS E ADITIVOS Local: Milenium Centro de Convenções

29 30

29 de junho a 4 de julho 9ª FEIRA MEGA ARTESANAL Local: Centro de Exposições Imigrantes

30 de junho a 3 de julho INTERNATIONAL CONGRESS OF THE BASIC INCOME EARTH NETWORK Local: USP - Universidade de São Paulo


eventos em julho 1

quinta sexta sábado

1 a 3 de julho 5º CONGRESSO INTERNACIONAL DE FARMÁCIA E COSMÉTICOS Local: Palácio das Convenções do Anhembi

2 3

domingo

4

segunda

5

terça

6

quarta

7

quinta sexta sábado

5 a 8 de julho 42ª FEIRA INTERNACIONAL DE CALÇADOS, ACESSÓRIOS DE MODA, MÁQUINAS E COMPONENTES Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

8

10 11

segunda

12

terça

13 7 a 11 de julho 3rd WORLD CHILDREN, CADETS AND JUNIORS CHAMPIONSHIPS WUKF Local: Ginásio do Ibirapuera

5 a 9 de julho 36º ENCONTRO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE ADMINISTRAÇÃO Local: Memorial da América Latina

9

domingo

quarta

1 a 3 de julho 20ª SEMANA RACINE / 20ª EXPO FARMA 2010 Local: Expo Center Norte

8 a 10 de julho BRASIL PREVENT 2010 Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

14

quinta

15

sexta

16

sábado

17

domingo

18

16 a 18 de julho 13º FESTIVAL DO JAPÃO Local: Centro de Exposições Imigrantes

tÁxi! EDIÇÃO 15

31


eventos em julho segunda

terça

19

20 a 23 de julho FIPAN 2010 - FEIRA INTERNACIONAL DA PANIFICAÇÃO, CONFEITARIA E DO VAREJO INDEPENDENTE E ALIMENTOS Local: Expo Center Norte

20 21

quarta

quinta

21 e 22 de julho IV CONGRESSO BRASILEIRO DE MÉTODOS NÃO DESTRUTIVOS (MND) / II NO-DIG EDIÇÃO LATINO-AMERICANA Local: Centro Fecomercio de Eventos

24

sábado 28 a 30 de julho VII CONFERÊNCIA DA REDE GLOBAL DE CENTROS COLABORADORES DA OMS PARA ENFERMAGEM E OBSTETRÍCIA Local: Sheraton WTC São Paulo Hotel

quarta

29 de julho a 1º de agosto São Paulo Running Show 2010 Local: Bienal do Ibirapuera

sábado

29 de julho a 1º de agosto SOBECC - 7° Simpósio de Internacional de Esterilização e Controle de Infecção Hospitalar Local: Palácio das Convenções do Anhembi

27 28

30 de julho a 1º de agosto 40ª BRAZILIAN FESTIVAL TAEKWONDO Local: Ginásio do Corinthians

29

quinta

sexta

22 a 25 de julho EXPO BRASIL CHOCOLATE 2010 Local: Centro de Eventos São Luis

25 26

segunda

terça

22 23

sexta

domingo

22 a 24 de julho II CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA E TÉCNICAS MINIMAMENTE INVASIVAS DA COLUNA VERTEBRAL / VII SIMINCO - SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVAS DO HOSPITAL ABREU SODRÉ / V JORNADA DE COLUNA DO IOT HC FMUSP Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

30

30 de julho a 1º de agosto World Forum for Hospital Sterile Supply -WFHSS Local: Palácio das Convenções do Anhembi

31

31 de julho a 1º de agosto VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE VENTILAÇÃO MECÂNICA EM NEONATOLOGIA E PEDIATRIA Local: Hospital Israelita Albert Einstein

Agenda de eventos: O São Paulo Convention & Visitors Bureau é uma Fundação sem fins lucrativos mantida pela iniciativa privada, sua missão é promover, captar, gerar e incrementar eventos que aumentem o fluxo de visitantes a São Paulo. As datas e locais dos eventos podem ser alterados, consulte sempre a agenda de eventos no site do São Paulo Convention & Visitors Bureau: visitesaopaulo.com - atendimento@spcvb.com.br 32

tÁxi! EDIÇÃO 15

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro


> Táxi Cultura: Estação Ciência é opção de cultura, lazer e aprendizagem

O desafio dos Acessíves Motoristas, frotas e prefeitura buscam alternativas

> Mundo Táxi: Programa Bem Receber Ministério do Turismo projeta capacitar mais de 300 mil profissionais


Administre

seu negócio

Valorize seus propósitos “Sem propósito, não existiríamos. Foi o propósito que nos criou. O propósito nos conecta, nos impele, nos guia e nos motiva. O propósito nos define.” Por Fabiano Caxito

N

ão por acaso essa frase, extraída do filme Matrix, é adotada como referência por consultores e psicólogos do mundo todo, pois ela contém o segredo do sucesso de muitos profissionais bem sucedidos. Conhecer o propósito da sua vida, seja ela pessoal ou profissional, ajuda a direcionar escolhas e a tomar decisões adequadas em momentos cruciais. Distinguir quais são os valores que nos motivam é fundamental tanto

na escolha da carreira como em sua condução. Profissionais bem-sucedidos geralmente gostam do que fazem e sabem como incluir seus valores em qualquer área de atuação.

Qual é sua motivação? É importante, portanto, aprendermos a conhecer melhor o que, lá no fundo, nos motiva. Algumas pessoas dão mais importância à família, outras ao sucesso e outras ao dinheiro e aos bens materiais. E você? Quais valores o guiam? O que o define como profissional? Para identificar sua predileção pessoal e o

seu real propósito de vida, você deve ser absolutamente sincero consigo mesmo. Se você dá importância ao dinheiro, não vale dizer que é a família só por que isso é socialmente aceitável. Lembre-se de que valor nenhum é certo ou errado, o importante é que ele faça sentido para você.

Coloque sua predileção a seu serviço Depois que identificar o seu propósito, será mais fácil usá-lo como base para direcionar o seu negócio. Se seu principal valor é a amizade, você poderá dar preferência a cultivar uma carteira de clientes com os quais possa estabelecer vínculos. Existem motoristas que, com apenas um cliente, conseguem cobrir todos os gastos de manutenção do carro e até da família. Se a sua predileção é por um modo de vida mais sofisticado, poderá investir para oferecer um atendimento vip aos seus clientes, disponibilizando serviços exclusivos, como, por exemplo, GPS, TV Digital e DVD. Nesse contexto, poderá alcançar bons resultados se atuar junto a executivos e seus familiares, ou divulgar seu trabalho em grandes empresas. O fundamental é que você possa articular o seu desejo de realização pessoal com as questões práticas voltadas para sua trajetória profissional. Nada poderia ser pior para uma pessoa que tem como valor básico dispor de autonomia e liberdade de agenda, ter que trabalhar trancada em um escritório. O que define a realização de um profissional não é apenas aquele estereótipo que chamamos de sucesso, embora isso também seja bastante importante. O que conta de fato é a paixão e a determinação com que você se dedica ao seu negócio: o seu prazer em realizar. Fabiano Caxito é autor do livro “Não deixo a vida me levar, a vida levo eu!” (Ed. Saraiva) Coordena os cursos de especialização em Logística das Operações Comerciais, Comércio Exterior e Gestão em Vendas da Universidade Cidade de São Paulo.

34

EDIÇÃO 15


O NOVO LOGAN TEM TUDO PRA SER SEU TÁXI: ECONOMIA, ROBUSTEZ E MUITO ESPAÇO.

LOGAN EXPRESSION 1.6 FLEX 2011

25.955

VO

N PAI

EL D E INSTRU

ME

R$

N

S TO

NO

!0!24)2$%

O TÁXI COM PACOTE CONFIANÇA:

s!2 #/.$)#)/.!$/ s$)2%£²/()$2­5,)#! s42!6!3%6)$2/3 $)!.4%)2/3%,³42)#/3

NO

NO

s2%6)3²/02%£/&%#(!$/ s"!)8/#534/$%-!.54%.£²/

VO A

CABAMENTO I

NT

ER

s0/24! -!,!3$%,)42/3 s-!)/2%30!£/).4%2./$!#!4%'/2)!

www.renault.com.br Rede Renault. Mais de 160 concessionárias no Brasil. SAC: 0800 055 56 15

&AZMAISPELOSEUNEGØCIO recomenda

ITAVEMA FRANCEs)NDIANØPOLIS  GRAND BRASIL s6ILA'UILHERME 

RPOINTs)PIRANGA  AR MOTORSs3ANTO!MARO 

ARMANDOs3ÎO"ERNARDODO#AMPO  DA VINCI RENAULT s,APA 

VÁ ATÉ UMA CONCESSIONÁRIA RENAULT E CONHEÇA O CARRO DE SUAS PRÓXIMAS CORRIDAS. ,OGAN%XPRESSION6(I 4ORQUE PINTURASØLIDA COMAR CONDICIONADO DIRE ÎOHIDRÉULICA TRAVASEVIDROSDIANTEIROSELÏTRICOS ÌVISTAPOR2 COMISEN ÎODEIMPOSTOS)#-3 )0)E)#-3 34 6ÉLIDOPARAASREGIÜES3ULE3UDESTE EXCETO0ARANÉ0RE OCONFORME TABELA#ASOOCORRAALTERA ÎODEPRE O OVALORSERÉREPASSADONOMOMENTODOFATURAMENTODOVEÓCULO)MAGEMMERAMENTEILUSTRATIVA!LGUNSITENSMOSTRADOSEOUMENCIONADOSSÎOOPCIONAISEOUREFEREM SEAVERSÜESESPECÓFICAS0RESERVEAVIDA#INTOSDESEGURAN A EMCONJUNTOCOMAIRBAGSPODEMSALVARVIDAS0ARAMAISINFORMA ÜES CONSULTESUACONCESSIONÉRIA2ENAULT


De olho na

manutenção Por Antônio Carlos Bento

Injeção eletrônica: quando e por que fazer a limpeza do sistema? Muito se fala a respeito da limpeza do sistema de injeção eletrônica, mas pouco se explica quando e por que esse procedimento deve ser efetuado

C

onstituído de sensores, atuadores, unidade de comando e bomba de combustível, o sistema de injeção eletrônica é responsável pela regulagem da quantidade de combustível ideal para o volume de ar admitido, gerando a perfeita relação entre esses dois componentes. A mistura combustível /ar deve estar equilibrada para garantir melhor rendimento e economia de combustível, bem como menor emissão de gases poluentes do veículo. Quando o carro apresentar dificuldade para dar a partida, perda de potência em aceleração, marcha lenta irregular e aumento de consumo de combustível, é aconselhável levá-lo a uma oficina de sua confiança para checar o funcionamento do sistema e identificar a solução apropriada: limpeza nos bicos injetores ou substituição desses componentes.

Cuidado com o combustível e a falta de manutenção O consumidor deve ficar alerta para algumas situações e práticas que possam afetar o funcionamento do sistema de injeção

36

EDIÇÃO 15

eletrônica. Entre elas, combustível adulterado (gasolina ou álcool), falta de manutenção preventiva no veículo e o não cumprimento dos períodos de troca de óleo prescritos pelo fabricante do veículo no Manual do Proprietário. Como os vapores do óleo lubrificante são direcionados do cárter para o coletor de admissão através do sistema de ventilação positiva e então queimados pelo motor, quando a troca não é feita regularmente começam a se formar resíduos em vários pontos do motor, inclusive nos bicos injetores. O combustível adulterado também gera acúmulo de impurezas no sistema de injeção.

Alguns hábitos prejudiciais É importante ressaltar também que o motorista deve evitar dar bombeadas no acelerador

Quando fazer a limpeza • Dificuldade para dar partida • Perda de potência • Marcha lenta irregular • Aumento do consumo de combustível

ao desligar o motor ou mesmo fazer o carro pegar no tranco. Esses hábitos provocam excesso de combustível dentro da câmara de combustão que, aos poucos, podem danificar o catalisador, responsável pela redução dos gases do escapamento lançados na atmosfera.


Por Daniel Pulino

Espaço Previdência

Por que investir em previdência? Deixar de consumir algo que deseja hoje, para pagar contribuições devidas ao INSS e/ou um plano de previdência privada, pode fazer a diferença no futuro da sua família

P

odemos dizer, simplesmente, que as pessoas tomam essa decisão para se precaver quanto ao futuro. É sempre em busca de segurança contra situações de risco que alguém resolve investir em previdência. Aliás, qualquer previdência, pública ou privada, não deixa de ser uma espécie de seguro. O que isso quer dizer? É simples. Assim como não temos como afastar a possibilidade de batermos nosso carro ou de ele vir a ser roubado, podemos nos precaver para deixar de sofrer prejuízos, contratando um seguro cuja indenização seja equivalente ao que teríamos de gastar com o conserto do carro ou com a compra de um carro novo.

Cuidado com os riscos Do mesmo modo, se não podemos evitar a ocorrência de riscos como o desemprego, doenças, invalidez, velhice e morte, temos ao menos a possibilidade de minimizar as suas indesejáveis consequências, ao investir em previdência, evitando a perda ou o achatamento de nossa renda. Essa precaução é tão importante que a legislação brasileira determina que todo trabalhador tem o dever de contribuir para a previdência pública, seja ele empregado com carteira assinada ou mesmo profissional liberal, autônomo, empresário, empregado doméstico, entre outros. Aliás, é o cumprimento desse dever de contribuir para a previdência pública 38

EDIÇÃO 15

que possibilitará o reconhecimento do direito de todos esses trabalhadores (ou seus dependentes) às aposentadorias (por invalidez, por velhice, por tempo de contribuição ou aposentadoria especial), auxílios (auxíliodoença, auxílio-acidente, saláriomaternidade, auxílio-reclusão) ou pensão por morte, pelo INSS.

Diversificar investimentos Mas os riscos contra os quais nos prevenimos podem ser mais numerosos do que aqueles que tradicionalmente pensamos ao falar em previdência (morte, doença, velhice, nascimento de um filho, falta de trabalho), que são, sem dúvida, os mais básicos. Muitas vezes, dependendo das circunstâncias de vida de cada um, podemos querer buscar proteção também para outras situações, como, por exemplo, diversificar nossos investimentos em vista de uma poupança futura; fugir da mordida anual do imposto de renda; tornar mais fácil a divisão do patrimônio que deixamos a nossos entes queridos, ou ainda garantir a conclusão dos estudos de nossos filhos. Para buscarmos proteção, tanto para aqueles riscos mais básicos, quanto para uma ou mais dessas outras necessidades a que acabamos de nos referir, teremos que realizar investimentos em previdência privada, coisa que, fica combinado, vamos deixar para nosso próximo encontro. Até lá! Daniel Pulino é professor de direito previdenciario da PUC/SP


Volante

seguro Por Camila Silva

s iv

a

OA

aZ

da d

i re ç ã o

en def

Cuidado: Sono a bordo! Insistir na luta contra o sono pode acarretar graves acidentes

Perfil de pessoas mais propensas ao sono no volante: • Jovens com menos de 26 anos; • Trabalhadores em turnos variados

de horário ou que ultrapassam jornada de 60 horas semanais; • Motoristas profissionais; • Portadores de doenças do sono

não diagnosticadas ou não tratadas, como a síndrome da apnéia obstrutiva do sono, que apresentam risco sete vezes maior de acidentes por dormir ao volante; • Indivíduos que viajam e passam

muitas horas ao volante.

40

EDIÇÃO 15

N

ão adianta lutar contra ele. Resistir à tentação de dormir é muito difícil, ainda mais quando conduzimos um veículo por um caminho monótono, como estradas e vias retas. O horário também influencia. Após o almoço e durante a madrugada, estamos mais propensos à sonolência: “São horários em que o organismo tem uma pressão biológica para dormir, pois o organismo trabalha em um ritmo que chama o sono.”, explica Rosa Hasan, coordenadora do Departamento de Sono da Academia Brasileira de Neurologia. De acordo com o artigo de Ilene Rosen, publicado no Journal of Clinical Sleep Medicine, uma pessoa sem dormir a 24 horas tem a mesma reação de um indivíduo com concentração de 0,10 g/l de álcool no sangue, número cinco vezes maior que o admitido pela Lei Seca. “A gente percebe que os riscos são muito grandes. É a mesma coisa que dirigir alcoolizado. A pes-

soa que está com uma privação importante de sono funciona como um bêbado ou até pior”, continua Hasan.

O que fazer nessa situação? “A melhor coisa que a pessoa pode fazer quando ela detecta que está sonolenta é parar e descansar. A pessoa não precisa estar dormindo, nem chegar a dormir. Só o fato de estar sonolenta já diminui muito a capacidade de concentração e reflexo.”, afirmou a especialista em neurologia. Já para os profissionais, como caminhoneiros e taxistas, Hasan recomenda o hábito de fazer pausas durante o dia. Respeitar as necessidades básicas diárias de sono e consumir café são outras ações que devem fazer parte do cotidiano destes profissionais. Em especial para os que trabalham à noite, ela recomenda a rotina de sempre dormir durante o dia, ainda que o indivíduo esteja de folga.


Elizabeth Lee / Divulgação Estação Ciência

Cientificamente interessante

A Estação Ciência é uma ótima opção de cultura, lazer e muita aprendizagem Por Aline Lemes Tudo deveria se tornar o mais simples possível, mas não simplificado”, dizia Albert Einstein, o criador da famosa Teoria da Relatividade e um dos cientistas mais importantes na história. Seguindo a ideia de Einstein, matérias como Astronomia, Meteorologia, Física, Geologia, Biologia, Informática, Tecnologia e Matemática se tornam mais simples e fáceis depois de uma visita à Estação Ciência. Em exposições, os mais de 400 mil visitantes anuais aprendem, de forma lúdica e interativa, como acontecem os tsunamis, conhecem mitos indígenas e descobrem as espécies que habitam o litoral brasileiro e o Rio Amazonas. Um dos destaques da Estação é o espaço dedicado ao corpo humano, onde crianças de todas as idades podem manipular os principais órgãos de bonecos em exposição. É possível também visualizar modelos da nossa anatomia, como a musculatura e o esqueleto humano e acompanhar o desen42

EDIÇÃO 15

volvimento dos bebês através de fotos intrauterinas. Para esclarecer as dúvidas dos visitantes, a Estação Ciência conta com uma equipe de estagiários para ajudar e dar mais detalhes sobre a exposição, tornando-a ainda mais educativa e próxima do público. Mas se o seu filho mal pode esperar pela visita à Estação, o site do centro oferece uma série de atividades interativas para deixá-lo com mais sede de conhecimento.

Onde Fica? Estação Ciência Rua Guaicurus, 1394 - Lapa Telefone (11) 3673-7022 Site: http://www.eciencia.usp.br Ingressos: R$ 4,00 Horário de funcionamento 3ª a 6ª feira, das 8h às 18h sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h.

Estrutura • Acessibilidade a deficientes físicos e cadeirantes; • Cafeteria com grande variedade de opções para lanches; • Auditório com 190 lugares, camarim e sala de controle totalmente equipada; • Duas salas multiuso para cursos, treinamentos e reuniões; • Sala de apoio ao visitante; • Mezanino para eventos e exposições temporárias; • Venda de materiais educativos e lembranças da Estação Ciência na bilheteria; • Proximidade de estacionamentos, estação de trem e terminal de ônibus.


O desafio dos táxis acessíveis A cidade de São Paulo, com uma população de mais de 10 milhões de habitantes, conta com apenas 35 táxis para enfrentar o problema da acessibilidade Por Pedro Junqueira

“E

Fotos: Davi Francisco da Silva

conomicamente não vale a pena. A pessoa precisa gostar e ter determinação. Eu gosto porque eu aprendo muito com os passageiros”, afirmou o taxista Mario Jorge Garcia, que controla o volante de um táxi adaptado para transportar cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. Essa modalidade de prestação de serviço, voltada exclusivamente para pessoas que têm dificuldade de locomoção, é recente. Foi inaugurada em março de 2009 e, de acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Transportes, a capital conta hoje com apenas 35 táxis acessíveis. O taxista Cláudio Alexandre Clemente, outro dos 35 “motoristas acessíveis” da cidade, explica a relevância de criar um serviço voltado para este público: “Dez por cento da população da cidade tem problema de mobilidade. É um serviço novo e extremamente necessário”, afirma.

Uma rotina nada acessível Diminuir as distâncias para esse um milhão de paulistanos pode ser um trabalho gratificante. No entanto, servir a este público não é tarefa muito simples para os profissionais que atuam nesse segmento. Uma das principais queixas se refere ao investimento realizado na adaptação do carro e o retorno financeiro resultante da atividade. Em média, os táxis acessíveis realizam quatro viagens por dia. Contudo, os motoristas acreditam que esse número que poderia ser muito maior, se o serviço pudesse contar com uma distribuição de pontos em locais estratégicos e fosse realizado um trabalho de divulgação mais eficaz, pela prefeitura e também pelas empresas de frota.

As dificuldades do embarque e desembarque Os pontos permitidos para parada são apontados pelos motoristas como uma grave 44

EDIÇÃO 15


dificuldade que enfrentam no seu dia a dia. “Há a necessidade de ter esse serviço em um ponto de hospital, na AACD, no Hospital das Clínicas, em clínicas de reabilitação. E não temos esse acesso. Essa é nossa principal dificuldade”, afirma Clemente. Após consulta, a SMTP informou que o Secretário Alexandre de Moraes solicitou a criação de 15 a 20 pontos fixos para os táxis acessíveis, em locais como Aeroporto de Congonhas, Praça da Sé, AACD, APAE, hospitais, centros de compras e alimentação e shoppings centers. Haverá sorteio e a divisão dos 80 alvarás por esses pontos, que terão tele-

46

EDIÇÃO 15

fones e coordenadores, para que os usuários tenham facilidade de comunicação e acesso aos principais locais da cidade.

A busca por alternativas Para Garcia, a iniciativa é bastante válida, mas a definição dos novos pontos deve atender a demanda existente. “É preciso que os pontos sejam colocados nos locais onde realmente são necessários. Na AACD tem um ponto de táxi convencional, quando a maior procura seria para os acessíveis. No HC circulam uma média de quatro mil cadeirantes por dia e não tem ponto acessível. É preciso pensar nisso”, enfatiza. A gestão das chamadas dos rádios táxis é apontada pelo motorista como outro item que precisa ser rapidamente melhorado para garantir uma melhor qualidade na prestação de serviços. “A pessoa que faz o atendimento não considera a localização dos carros e das chamadas e às vezes temos que cruzar a cidade para atender aos passageiros. Ontem eu estava na São Carlos do Pinhal e havia três chamadas: uma para a Barata Ribeiro, outra para Rua Estela e outra para o Brooklyn. Acabei fazendo a do Brooklyn, que era a mais distante”, finaliza Garcia.

Onde Encontrar: Alô Táxi Fone: 3229-7688 / 3228-1400 / 3326-0505 ASSOCIAÇÃO DOS TAXISTAS AUTONOMOS - FUJI TÁXI Fone: 5073-3600 /5077-3999 ASSOCIAÇÃO DELTA COMUM RÁDIO TÁXI Fone: 5072-4499 ASSOCIAÇÃO SUPER TÁXI DOS TAXISTAS AUTONOMOS Fone: 3982-6414 METROPOLE SP RÁDIO TÁXI LTDA. - ME Fone: 5575-6681 /5083-2791


Mundo

Táxi

Salão do Turismo Programa Bem Receber - Copa aposta na qualificação para fortalecer a indústria do turismo e conferir condição de roteiro internacional

N

Fotos: Adilson Souza de Araújo

o último mês de maio, a diversidade cultural brasileira pode ser vista em São Paulo com a realização da 5ª edição do Salão do Turismo. O evento, que atraiu milhares de profissionais em busca de novas oportunidades de negócios, marcou também o lançamento do Programa Bem Receber - Copa, do Ministério do Turismo. Durante o encontro, o Ministro do Turismo Luiz Barretto ressaltou a importância do programa, que pretende qualificar os mais de 300 mil profissionais que trabalham diretamente no receptivo nacional e justificou o aumento do turismo interno nos últimos anos. “Os brasileiros estão colocando a viagem na sua prateleira de consumo. Hoje, cada vez mais brasileiros viajam de avião. Todo avião que você pega tem uma família, uma pessoa que pela primeira vez viaja de avião. Isso que é bom. Acho que a indústria tem que ficar atenta para esta nova classe média, que é exigente e quer preço e qualidade. Temos um grande desafio: ter cada vez mais produtos turísticos para esta nova classe média”, declarou o Ministro. A escolha do Brasil para sediar eventos esportivos mundiais como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 também foram apontadas por Barretto como responsáveis pelo processo de qualificação do setor. “Acho que o Brasil vive um bom momento econômico e tem uma boa imagem no exterior. Mas ainda temos [que enfrentar] os desafios da qualificação e da infraestrutura. Este momento é uma grande chance de tornar o Brasil mais conhecido”.

Um programa para atender quem trabalha Também presente ao evento, Regina Cavalcante, diretora do Departamento de Qualificação e Certificação do Ministério, falou do programa como 48

EDIÇÃO 15


uma etapa fundamental para a consolidação da indústria do turismo: “O Bem Receber é voltado para profissionais atuantes no mercado, então é uma capacitação do aperfeiçoamento das suas competências e também de alguns conceitos”. Segundo Cavalcante, recepcionistas, garçons, motoristas de táxis e de vans, balconistas de bares e lojas dentre outros são o público-alvo do projeto, que deverá investir cerca de R$ 440 milhões nas 12 cidades sede da Copa de 2014.

Projetos para o Mundial de 2014 Durante sua fala, o Ministro Barretto fez ainda um alerta sobre a importância estratégica do Programa para uma importante parcela da população brasileira: “Estou falando de pessoas que estão aproveitando a oportunidade da Copa para toda a vida. Certamente elas vão fazer o inglês. Elas irão aprimorar as noções básicas para falar fluentemente o espanhol, se qualificar e ter mais condições de enfrentar o mercado de trabalho. Essas pessoas poderão ter condições de almejar uma vida melhor”.

A importância dos embaixadores da cidade Profissionais de ponta da indústria do turismo, os taxistas são apontados pelo Ministro Luiz Barretto como um elo fundamental nessa cadeira de negócios. “É importante que os taxistas sejam a porta de entrada de diálogo com o turista. Nesse contexto, o Bem Receber também pode ser uma oportunidade para o taxista. Tenho certeza de que a categoria ajudará muito e será uma grande bandeira do Brasil nos próximos anos”, finalizou.

Entrevista “Copa do Mundo não deixa nada se você não construir” Durante a abertura do 5º Salão do Turismo, Regina Cavalcante, Diretora do Departamento de Qualificação e Certificação do Ministério do Turismo e responsável pelas ações do Programa Bem Receber, conversou com a Revista TÁXI! sobre os principais desafios que o Brasil deve enfrentar, para poder ocupar um lugar de destaque no turismo internacional. Acompanhe. Táxi!: Qual a Importância do Programa Bem Receber - Copa? Sempre defendi a tese de que a falta de capacitação dos profissionais do turismo é uma barreira tão grande para a promoção do Brasil no mercado internacional, quanto a falta de recursos. E a formação profissional, um ponto chave para a consolidação do setor de turismo no país.

T!: Como você avalia as ações do Programa Bem Receber que estão atualmente em curso? Eu nem chamo de Programa, eu chamo de estratégia. Esta é uma grande oportunidade, mas tem que ter um bom plano de mobilização do profissional do turismo e mesmo dos outros 50

EDIÇÃO 15

profissionais que estão inseridos nessa cadeia. É um esforço muito grande para este país que é continental.

T!: Este é o momento para o Brasil consolidar sua indústria do turismo? Se conseguirmos atravessar essa turbulência do começo, tenho certeza de que este será o legado que a Copa do Mundo irá deixar. Porque Copa do Mundo não deixa nada se você não construir. Ao país sede a Fifa não oferece nada, só impõe condições. O país é quem constrói sua estratégia para aparecer no mundo. T!: Qual a relevância de São Paulo dentro deste contexto? Estamos trabalhando com São Paulo e sabemos que a cidade não está tão distante de um padrão internacional como, por exemplo,

a cidade Cuiabá, que também é uma das sede da Copa. Se conseguirmos implantar um modelo de formação e capacitação que dê certo em São Paulo, poderemos replicar esse modelo para muitas outras situações.

T!: Como o Ministério pretende implantar esse processo de formação junto aos taxistas? Ainda estamos buscando formas de como abordar a categoria e desenvolver esse trabalho. Para mobilizar um profissional com o perfil do taxista, com jornada de trabalho de mais de 12 horas, é importante proporcionar um estímulo extra. Temos depoimentos de motoristas que chegam em casa e mal conseguem apertar o controle remoto da TV. Mas tenho certeza que vamos encontrar alternativas. Estou cheia de esperança.


Mundo

Táxi

Divulgação

Divulgação

Cadeirinhas infantis são obrigatórias, mas não para os taxistas

A Policiamento de trânsito

O

Governador Alberto Goldman anunciou, no dia 18 de maio, a recriação do CPTran - Comando do Policiamento de Trânsito. Com a medida, as ruas e avenidas de São Paulo passaram a contar com cerca de 300 policiais a mais na fiscalização do trânsito. No total serão 1.634 policiais e mais 190 veículos destinados quase que exclusivamente ao objetivo de reduzir o caos nas ruas da capital. Hoje, a Polícia Militar já conta com 1.328 homens atuando na fiscalização do trânsito, mas eles não são vinculados a nenhum órgão

52

EDIÇÃO 15

específico da corporação, o efetivo fica disperso por várias unidades. Criado em 1974, o CPTran foi desativado em 2002 pelo então secretário de Estado da Segurança Pública, Marco Vinicio Petrelluzzi. A extinção tinha por objetivo aumentar a tropa responsável pela repressão da criminalidade. Além de atuarem como fiscais, o novo efetivo pode combater outros crimes como qualquer policial militar. Segundo o Governador, a implantação do CPTran visa também “combater a criminalidade no trânsito”.

partir do dia 09 de junho, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina que crianças de até sete anos e meio deverão usar o modelo de cadeirinhas próprio para a sua idade, quando transportadas em veículos particulares. Os taxistas podem ficar tranquilos, pois junto ao transporte coletivo e escolar a regra não se aplica, pois não há como prever quando e qual será o tamanho do passageiro infantil. ”A exigência desses equipamentos no táxi seria inviável, porque o profissional teria que transportar em seu veículo os três tipos de dispositivo de retenção (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação), uma vez que não saberiam se iriam transportar um bebê, uma criança de 1 a 4 anos e de 4 a 7 e meio, e os equipamentos nem caberiam no veículo”, informou a Assessoria do DENATRAN.


Divulgação

BB Seguros faz parceria com Mapfre

O

acordo entre a seguradora do Banco do Brasil e a empresa espanhola Mapfre Seguros vai criar a segunda maior seguradora de risco do país. Durante 20 anos, as seguradoras vão atender grupos de veículos, pessoas e ramos elementares. Juntas, elas responderão por 16,4% do mercado.

O BB anunciou ainda a compra da Brasilveículos Companhia de Seguros, por R$ 340 milhões. O Banco, que detinha 40% das ações ordinárias da empresa, adquiriu os outros 60% até então pertencentes à SulAmérica Seguros. Além da área de seguros, o BB continua no ramo de financiamento de automóveis.

Divulgação

Divulgação

Propagandas de automóveis terão alertas educativos

A Aeroportos brasileiros receberão cinco bilhões

S

egundo estudos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), os 16 aeroportos das cidadessede da Copa do Mundo deverão receber investimentos de R$ 5,34 bilhões até 2014. Porém, segundo as autoridades, os investimentos não são motivados apenas para garantir a realização da Copa do Mundo de 2014 ou as Olimpíadas de 2016, mas dar suporte ao aumento no número de passageiros. Enquanto a

quantidade de passageiros caía no mundo, entre janeiro e novembro de 2009, os aeroportos brasileiros recebiam 11,6% mais viajantes em relação ao mesmo período de2008. Os aeroportos do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Recife (PE) e Salvador (BA) respondem hoje por 83% do tráfego aéreo nacional.

lertas como “Aprecie com moderação” e “Fumar faz mal à saúde”, presentes em anúncios publicitários de cervejas e cigarros, também vão fazer parte de anúncios de carros e autopeças. A exigência foi sancionada pelo presidente Lula. Em poucas semanas, frases sobre o limite de velocidade, uso do cinto de segurança e outros temas relacionados à direção defensiva aparecerão em comerciais de automóveis e acessórios, como baterias, pneus e amortecedores. A nova regra será válida para campanhas veiculadas na TV, rádio, jornais e revistas. O objetivo da medida é levar aos consumidores expressões que alertem sobre a importância do uso do cinto de segurança, respeito à velocidade e uso de capacete, no caso de motociclistas, entre outras. EDIÇÃO 15

53


O melhor caminho da informação

Edição 05 Ago/Set 2008

O melhor caminho da informação

SÃO PAULO Edição 06 Outubro 2008

TURISMO NA CIDADE DOS EVENTOS

Mundo

Táxi

BIXIGA

Diversidade e cultura

PARQUES TEMÁTICOS > O Brás dita moda na cidade

SUPLEMENTO TAXISTA

Cidade ganha táxis adaptados

E MAIS

A estação CIDADE INACESSÍVEL VENHA ESSA para a próxima > Deixe suaCURTIR pele perfeita Como os paulistanos podem construir PRAIA PAULISTA!

uma cidade melhor

SUPLEMENTO TAXISTA

Inspeções Veiculares: veja o que muda na cidade

E MAIS

> Dieta saudável com alimentos ricos em água > Viviane Senna – Construir cidadania

Operação Água Branca continua no papel

E corridas! Ao oferecer a revista TÁXI! ao seu cliente, você estará abrindo as portas das melhores opções de lazer, cultura, turismo, produtos e serviços da cidade. Ele poderá aproveitar melhor a viagem e você ganhar mais.

não recebeu nenhuma nova área verde como contrapartida para minimizar os efeitos resultantes desse crescimento. O plano “Operação Urbana Água Branca”, que previa intervenções viárias, a construção de uma praça com área verde entre o Parque da Água Branca e o Terminal Barra Funda, além da redução no número de enchentes, ainda não saiu do papel. Devido às novas instalações residenciais e comerciais, problemas como trânsito e enchentes ficaram ainda maiores.

Divulgação

Mostre o que a cidade tem de melhor: você poderá fazer boas

m quinze anos muita coisa muda. Nesse período, a região da Água Branca recebeu o Shopping Bourbon, o Hipermercado Sondas e 17 novas torres residenciais. Porém, o sistema viário dos bairros Pompeia, Perdizes e Barra Funda continuam os mesmos. Como resultado, os problemas se avolumam. Segundo os moradores, a região, mesmo com o forte adensamento populacional ocorrido nos últimos anos,

Confira as mudanças que já deveriam fazer parte do cotidiano da região: • Praça entre o Parque da Água Branca e o Terminal Barra Funda • Praça do Memorial da América Latina (saída sul do Terminal Barra Funda) • Ligação entre as Avenidas Fco. Matarazzo e Dr. Auro Soares de Moura Andrade • Extensão da Rua D. Germaine Burchard e alargamento dos passeios e reformulação da Rua Tagipuru • Alargamento de passeios e reformulação paisagística da Av. Dr. Auro Soares de Moura Andrade e da Rua Joaquim Ferreira • Reconfiguração da rotatória, alargamento dos passeios e paisagismo do entroncamento das Ruas Tagipuru, Adolpho Pinto e Dr. Fuad Nautel • Alargamento da Rua Pedro Machado e construção de vias laterais e retorno sob o Viaduto Pompeia • Realinhamento das Ruas Carlos Vicari e Menfis e Av. Sta. Marina

54

EDIÇÃO 15


Perfil Taxista O taxista e o caderninho Organização é a palavra que determina o sucesso do “boa praça” Alberto Vicente Gomes Por Camila Silva

A

o conversar com o taxista Alberto Vicente Gomes, a primeira impressão que formamos foi a de que Alberto não trabalha para o dinheiro. O dinheiro é que trabalha para ele: “Não pode trabalhar no desespero. Se você sai desesperadamente para fazer dinheiro, aí é que você não faz nada. Eu tenho uma meta, um valor X a fazer. Se eu não faço dentro do período, então é só amanhã”.

Ao adotar esta postura, Gomes consegue encontrar um espaço para melhorar a sua qualidade de vida. Fazendo o dia se estender até às 20hs, ele ainda encontra tempo para manter as atividades físicas em dia. “Eu pratico uma nataçãozinha. Um dia sim, um dia não, eu gosto de nadar. ”

Tudo na ponta do lápis O taxista pode até não ser

Davi Francisco da Silva

Organização é a palavra chave para esse profissional que valoriza a qualidade de vida

graduado. Mas no quesito economia e organização, Alberto é um verdadeiro mestre: “Eu gosto de anotar. Eu anoto tudo. Qual é a finalidade desta anotação? É que se um dia eu entrar num compromisso, eu sei se posso arcar uma despesa ou não ”. No caderninho, que o acompanha nas corridas, o taxista detalha todos os seus gastos desde janeiro de 2003.

Para os colegas de profissão, ele dá a dica: “Tem que fazer economia. Como não pago diária (de frota), esse dinheiro eu tenho que guardar. Não pode ser mão aberta, comprar tudo o que quer”. Com suas economias, Gomes aproveita para investir em cultura e lazer.

Viajar é preciso “Comecei a tirar férias quando a minha esposa ainda trabalhava. Ela me dizia: ‘Eu quero viajar, não quero ficar em casa’”. A partir da exigência da mulher, Alberto começou a descobrir mais o país. “Eu conheço Petrópolis, Florianópolis, Blumenau, Lages”. Do alto de seus 59 anos, o taxista apresenta uma disposição de um menino. Enquanto a maioria das pessoas quer descansar nas férias, o taxista procura aproveitar o máximo possível: “Lages, que foi agora a última vez, foi um passeio que eu rodei, em dez dias, 2100 km aproximadamente. Foi um passeio muito agradável e pudemos realizar sem nos cansar”, declarou. Viajar, para ele é um fator que alivia o estresse e também lhe traz bagagem cultural e amigos: “O bacana disso tudo é que você está fora do seu ambiente normal, está em outros ares. Conhece novos costumes, né? Sempre você faz amizade e tem comidinha na hora certa. É uma beleza. É só love”, finaliza o sorridente motorista.

56

EDIÇÃO 15


CLASSIFICADOS UNIVERSAL AUTO CENTER

www.autocenteruniversal.com • Mecânica • Injeção • Suspensão • Alinhamento • Balanceamento • Cambagem • Caster • Rodas • Pneus • Troca de Óleo • Lava Rápido

PNEUS NOVOS KUMHO 175 70 FATE R14 R$ 190,00 KUMHO 175 65 R14 R$ 190,00 CONTINENTAL 195 65 R15 R$ 260,00 ROTALLA 195 60 R15 R$ 320,00 GT 205 70 R15 R$ 330,00 RADIAL 205 55 R16 R$ 320,00

Preços especiais para taxistas!

Aceitamos Cartões:

Tel: 5584-9472 / 3876-3677 / 5581-4377 Rua Ouvidor Peleja, 912 Vila Gumercindo

Anuncie nos classificados

(11) 3392-1524 publicidade@portodasletras.com.br


Horizonte vertical

Por Ivan Fornerón

Sempre há coisas inesperadas no caminho de qualquer um, o que torna a vida muito mais interessante. E com eles não foi diferente.

AMORES NA LIXEIRA

P

edro e Letícia trabalhavam no banco há mais de dois anos e sempre se deram bem, tanto quanto seja possível uma amizade sem segundas intenções entre um homem e uma mulher. Cada um mantinha seu relacionamento: Pedro namorava já há 3 anos, enquanto Letícia estava noiva há um ano e meio. Saíam com os amigos do banco, amigos em comum, quase toda sexta-feira, mas nem esses encontros nem a rotina diária do trabalho os aproximavam mais do que a condição de simples colegas. Foi uma coincidência que os aproximou: terminaram, por razões diversas, seus relacionamentos exatamente no mesmo dia, e foi sobre isso que conver-

saram numa dessas sextas-feiras em que o grupo de amigos do banco costumava se reunir. A partir daí começaram a trocar e-mails e descobriram uma afinidade que não imaginavam ter um com o outro. Não fosse pelo caráter agitado de Pedro que o fazia parecer inconstante, e pela timidez excessiva de Letícia que a tornava mais reservada do que realmente era, certamente o relacionamento de ambos teria passado do universo virtual dos e-mails e ganhado a realidade de um namoro logo nos primeiros meses em que começaram a se corresponder. Mas sempre há coisas inesperadas no caminho de qualquer um, o que torna a vida muito mais interessante. E com eles não foi diferente. Numa dessas sextas-feiras em que se reuniam entre os colegas do banco, Letícia simplesmente evitou qualquer contato com Pedro, nem mesmo respondia a qualquer pergunta que ele lhe fazia. Esse silêncio de Letícia foi tamanho que, nos dias que se sucederam, Pedro acabou

por fazer o mesmo, sem entender coisa alguma, e também a troca de e-mails entre os dois cessou por completo. No banco eram quase mudos e invisíveis um para o outro, falavam apenas coisas que o trabalho exigia. Meses se passaram e o desconforto entre os dois crescia. Pedro até tentou ficar com outras pessoas, mas Letícia não saía da sua cabeça. Ela, por sua vez, uma mudez de pedra, cada vez mais fechada em si mesma, não dava nenhum sinal de conciliação. O que começou no mês de maio só terminou em dezembro, mês em que Pedro fazia uma faxina geral em seu computador, principalmente em sua caixa de e-mails. Além do seu trabalho no banco, Pedro mantinha um blog sobre aviação e aeromodelismo, coisas que venerava, e muitas respostas, principalmente as que exigiam alguma pesquisa e investigação, eram deixadas pra depois. Pois foi nessa limpeza de fim de ano que Pedro encontrou uma mensagem de Letícia que ele havia deletado para a lixeira por confundi-la com um dos muitos comentários que recebia em seu blog. Ao ler a mensagem, tímida como Letícia, viu que terminava com uma pergunta que pedia um ‘sim’ ou um ‘não’, e que se não houvesse resposta seria entendida como um ‘não’ e um ‘silêncio definitivo’, Pedro entendeu na hora, feito um soco no estômago, o motivo daquela mudez corrosiva de meses. Quase chorou de nervoso, mas riu de tanto alívio. O fim? Basta dizer que passaram o Natal juntos, e estão cada vez mais juntos, pelo menos até agora. Ele é de peixes, ela, de escorpião, portanto, outros silêncios virão e outros e-mails deletados também.


É o seguro de automóveis que está com você em qualquer situação, hora ou lugar e ainda sorteia R$ 35 mil todo mês com a Promoção BB Seguro Auto Premiável¹.

Contratação do seguro considerando as isenções de tributos do seu táxi. Assistência 24 Horas completa, com mais de 20 serviços, ao taxista e ao passageiro em caso de acidente, com muita agilidade na liberação do veículo, porque tempo é dinheiro. Descontos especiais em diversos serviços para você e seu veículo nas maiores redes do País. Acesse bbseguroauto.com.br e confira os benefícios exclusivos para sua região. Cobertura grátis para o taxímetro e para o luminoso em caso de sinistro de perda parcial. Desconto de 25% na Franquia ou Carro Reserva grátis em caso de sinistros de perda parcial com veículos de passeio nacionais, na escolha de uma das oficinas participantes desta promoção.

BB Seguro Auto e Taxista. Uma parceria que faz diferença.

Opção de contratação da garantia adicional de Diárias por Indisponibilidade do táxi por 15 ou 30 dias, e da cobertura para o Kit Gás, entre outras. E mais: nova linha de crédito especial FAT Taxistas. Adquira seu táxi 0km com as melhores taxas, em até 60 meses, incluindo o financiamento do seguro².

(1) Promoção BB Seguro Auto Premiável por tempo limitado. Confira o regulamento no site bb.com.br/seguros. Sorteios realizados por meio de títulos de capitalização da Brasilcap Capitalização S/A CNPJ: 15.138.043/0001-05. O valor do prêmio, R$ 35.000,00, é líquido de imposto de renda, pago ao contemplado em dinheiro. (2) Crédito Fat Taxista: acesse bb.com.br ou fale com um gerente do Banco do Brasil e consulte o regulamento completo. | Central de Atendimento: 0800 729 0400; Serviço de Atendimento ao Cliente BB Seguro Auto: 0800 729 0300; Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC): 0800 729 0722; Ouvidoria BB: 0800 729 5678; Deficiente Auditivo ou de Fala: 0800 729 0088; bb.com.br/seguros CNPJ: 01.356.570/0001-81 Susep VD/VM: 15414.002837/2004-31 Susep mensal: 15414.002838/2004-85

Revista Táxi  

15º Edição

Advertisement