Page 1

por

Eveline Carvalho Cunha

Autora de Arte de Bem Viver! http://evelinecarvalhocunha.blogspot.com

valores positivos no seu modo de ver, viver e conviver.

Vivemos num mundo de conflitos. A nossa sociedade ainda está fundada sobre uma cisão básica entre o sentir e o pensar, entre a razão e as emoções. A primazia da razão apresenta-se nos nossos dias com feições diversas, mas de forma evidente na educação, que privilegia o saber científico e a preparação profissional como meio de alcançar somente as vantagens económicas, o poder e o “status”, cultivando assim o individualismo.

Neste sentido, torna-se necessário repensar a maneira de educar as crianças e os jovens, sendo que se deve mudar de uma educação pautada pela transmissão de conhecimentos apenas racionais, com o objectivo de obtenção de notas e diplomas, para uma formação de pessoas conscientes da realidade em que vivem, críticas e comprometidas com uma acção transformadora que vise uma humanidade melhor. Mesmo vivendo numa época de mudanças aceleradas em todos os campos (tecnológico, moral e político), os jovens estão à procura de elementos e de experiências que os ajudem a encontrar o sentido da sua própria existência e a construir um projecto de vida. A Arte (artes visuais e plásticas, música, teatro, dança, entre outras) surge na

De acordo com Mesquista (2003), o momento conturbado que presenciamos é sintoma de uma sociedade que não criou apreço pelos valores e acabou por formar adultos sem See One Art formação das crianças e dos (www.seeoneart.com) referenciais de jovens, como um instrumento cidadania e de respeito pelo próximo. Educar de desenvolvimento das suas habilidades para os valores, segundo o autor, é mais do que intelectuais, criativas e sociais, e como forma de meramente falar e conceituar os valores de expressão e ressignificação1 de sentimentos e forma expositiva - a verdadeira educação para emoções. os valores é antes aquela que cria espaços e condições para que o educando possa experimentar, identificar e incorporar os 1 dar novo significado a


A Arte é uma manifestação humana ancestral, um modo singular de conhecimento, de interpretação e intervenção na realidade que não se deixa substituir por nenhum outro (Barbosa e Sales, 1990). Enquanto experiência fundamental de liberdade de expressão, de memória e de desenvolvimento da cultura, a produção artística tem a peculiaridade de transcender o tempo histórico, por meio de transgressões e rupturas, de projecções e criações imaginárias. Assim, a Arte é profundamente humanizadora, até mesmo, quando devolve ao ser humano imagens da sua própria desumanização. Para Duarte (2003), a finalidade da ArteEducação é o de desenvolver uma atitude mais harmoniosa e equilibrada perante o mundo em que os sentimentos, a imaginação e a razão se integram para que o educando, através do contacto, da análise e da experiência com as diversas modalidades da expressão artística, possa elaborar os seus próprios sentidos em relação ao mundo que o rodeia. A expressão artística é um canal para confrontar e organizar concretamente as emoções e o pensamento. O pensar é um processo múltiplo e alternante e não é constituído exclusivamente pela palavra. Os procedimentos cognitivos inerentes a uma actividade artística não são nem mais, nem menos importantes do que aqueles desenvolvidos numa actividade científica - só é possível ao ser humano acumular conhecimentos graças à sua faculdade de simbolizar e a actividade artística é importante por estar directamente ligada à função simbólica. O cultivo da criatividade é outro benefício da Arte. Entende-se por criatividade o processo de

Art IS Education! (http://www.flickr.com/photos/artiseducation/)

"Na minha opinião, existem dois tipos principais de justificações para o ensino da arte. O primeiro tipo sublinha as consequências instrumentais da arte no trabalho e utiliza as necessidades concretas dos estudantes ou da sociedade como base principal para confirmar os seus objectivos. Este tipo de justificação denomina-se contextualista.

O segundo tipo de justificação destaca o tipo de contribuição à experiência e ao conhecimento humanos que só a arte pode oferecer; acentua o que a arte tem de próprio e único. Este tipo de justificação denomina-se essencialista ."

Elliot W. Eisner, in Educating artistic vision

11


identificar os desafios, buscar soluções, formular hipóteses, testar e experimentar essas mesmas hipóteses, e finalmente comunicar os resultados. O jovem criativo reflecte sobre si mesmo e sobre o mundo, e age de forma a encontrar novas soluções para os desafios da vida, tornando-se protagonista da sua própria história. É importante que os educadores, pais e terapeutas tenham o compromisso de mediar as experiências dos adolescentes nas actividades artísticas, para que eles possam vivenciar, eleger e incorporar valores positivos e éticos no seu modo de viver e conviver.

Art IS Education! (http://www.flickr.com/photos/artiseducation/)

Depende de mim, de si e de todos nós acreditar na edução como fonte de transformações positivas para as futuras gerações!

Conviver com as diversas formas de Arte e com as diversas linguagens artísticas (música, artes plásticas e visuais, artes céninas, dança,…)

Resgatar o saber artístico acumulado pela humanidade e expresso na produção artística dos diversos estilos e períodos da história da Arte Experimentar a expressão de emoções, sentimentos e ideias pessoais por meio das diversas linguagens oferecidas pela Arte Descobrir e aprimorar as suas potencialidades na Arte

Ampliar a percepção, a imaginação e a capacidade de expressão criativa Valorizar a Arte como forma de conhecimento, interpretação e transformação da realidade e reconhecer a transcendência da Arte como linguagem universal Valorizar a arte como forma de crescimento pessoal, como experiência lúdica e humanizadora Oportunidades para os jovens no ensino-aprendizagem da Arte, segundo Torres, Coelho e Silva (2003)

Arte & Educação Para os Valores  

Vivemos num mundo de conflitos. A nossa sociedade ainda está fundada sobre uma cisão básica entre o sentir e o pensar, entre a razão e as em...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you