Page 83

— Eu só quero ficar sozinha, — eu murmurei, mas ela passou seu braço sobre meus ombros e começou a andar ao meu lado. Eu não me afastei. Eu não podia. Mesmo que a ansiedade da espera e a preocupação para ela voltar tenha ido, haveria uma próxima vez. Sempre haveria uma próxima vez, e eu não queria me bater sobre mandá-la embora agora como eu tinha feito antes que eu saí com James. — Você não deve ficar sozinha agora, — disse ela, e havia algo embaixo de suas palavras que eu não entendia. Ela estava certa, porém. Se eu tivesse meu caminho, eu nunca estaria sozinha de novo, mas eu já não tinha nenhuma garantia. Se acontecesse o pior se o conselho não descobrisse uma maneira de parar Calliope e prender Cronus mais uma vez - então eu poderia ter Milo, mas eu seria um joguete de Cronus para a eternidade. E eu preferiria que Milo morresse e passar o resto da eternidade alheio no Submundo do que ser submetido ao mesmo destino. Minha mãe me levou para o quarto dela, e quando ela entrou, os ramos de da armação de sua cama floriram com flores magenta. Sentei-me na borda de seu colchão e inalei. Elas cheiravam a verão. — Me desculpe que eu não lhe disse sobre seu pai mais cedo, — disse ela, esfregando minhas costas, e eu me deixei relaxar sob o toque dela. Depois de anos de querer saber quando seu último momento seria, eu já não conseguia ficar zangada com ela. — Está tudo bem, — eu disse, mas não estava. — Por que você não me contou? — Porque eu egoisticamente queria mantê-la para mim mesma. — Estabelecendo-se atrás de mim, ela passou os dedos pelo meu cabelo e começou a trançá-lo. — Eu amava a nossa vida juntas. Eu sentia falta do conselho, mas tê-la mais do que compensava. Eu não tinha sido tão feliz desdeEla parou, e eu olhei para minhas mãos. Ela não precisava terminar para eu saber o que ela ia dizer. — Desde que você teve Persephone, — eu murmurei. — Sim. Desde que eu tive Persephone. — Ela desfez a trança que ela tinha feito naqueles poucos segundos e começou novamente. — Eu te criei como uma mortal, porque eu acreditava naquele tipo de vida, longe desta existência grandiosa, iria dar-lhe a melhor chance possível de passar nos testes. Mas ao longo do caminho, eu descobri o quanto eu era mais feliz quando era só nós duas, perdidas no mar da humanidade. E se eu permitisse Walter em nossas vidas, aquilo teria quebrado. — Mas se Walter é imortal, e você é imortal, então por que eu não era? — Disse. Parecia uma questão sem importância, tão pequena no esquema das coisas, mas eu precisava dessa coisa pequena e sem importância no momento. — Porque eu tive você em minha forma mortal. — Ela começou em uma trança menor, tecendo-a juntamente com a maior. — Isso era parte do meu pacto com o conselho. Semideuses - e você sempre foi uma semideusa, querida - não são imortais, mas eles podem ganhar a imortalidade, como podem os mortais. 83

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement