Page 169

— Ela vai conseguir, — disse Persephone. — Vá em frente sem nós. Nós vamos tirar Nicholas daqui. — Obrigada, — eu disse, e Persephone dispensou a minha gratidão. — Eles são minha família também. Agora vá. Um choque de metal contra metal agitou o ar à nossa volta, e as outras meninas acalmaram. Eu tomei uma respiração profunda. Hora de ser uma líder. — Todas vocês sabem o que o que fazer, — eu disse com tanta confiança que eu poderia reunir. — Peguem uma arma infundida com nevoeiro, e vão dar-lhes o inferno. Anna soltou um grito e, agarrando um bastão, ela riscou para fora do quarto e subiu a escada estreita que levava ao resto do castelo. Uma a uma, as outras meninas seguiram, segurando espadas e bastões e outras armas que não consegui identificar. Esperei na porta até que seus gritos diminuíram. As chances delas terem sucesso eram pequenas, mas desde que a sua distração me desse tempo suficiente para resgatar Milo e Henry, então, pelo menos, os nossos esforços não seriam desperdiçados. — Parece que elas estão se divertindo, — disse Nicholas pesadamente. Ele sorriu. Vários de seus dentes estavam faltando. — Tenha esse bloqueio desfeito. Eu quero me juntar a eles. — Sim, claro, — eu disse, e eu limpei a faca brilhando com dentes em forma do gancho perverso restante. — Você tem sorte de estar vivo. Persephone me deu uma olhada. — Ele tem o direito de lutar por sua família, assim como você tem. Agora, pare de falar e vá buscar o seu filho. Reprimindo uma resposta, eu balancei a cabeça, e um segundo depois o berçário de Milo substituiu a oficina em torno de mim. Trovão ecoou pelo ar. O conselho tinha de estar perto. — Milo, — gaguejei, correndo em direção ao berço. Ele estava vazio. É claro que Henry não iria deixá-lo fora de sua vista durante a batalha, mas algo dentro de mim secou. Eu esperava tirar Milo de lá e deixá-lo em segurança com Adonis antes de encontrar Henry, mas claramente não ia acontecer. Virei-me para sair a pé, mas ao invés disso eu bati de cara em um corpo quente e caí no chão. Meu coração quase parou. Calliope esperava isso? Ela estava deitada aqui em espera enquanto Cronus distraia todos os outros? Segurei a faca com dentes em forma de gancho, totalmente preparada para usá-la. — Kate? Não Calliope. Ava. — Onde ele está? — Eu disse, lutando com meus pés. Ela bloqueou o meu caminho para fora, as bochechas pálidas e os olhos arregalados. Claramente ela não tinha me esperado. Bom. Isso significava que Calliope provavelmente também não. — Milo? — Disse ela. — Ele está com Henry. — E onde é isso? Ava mordeu o lábio. — Eu não posso te dizer. Calliope vai te matar.

169

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement