Page 161

— disse Persephone. — Cronus e Calliope não podem me machucar, e eu poderia ser útil. Minha mãe balançou a cabeça. — Eu preciso de você aqui com Kate, para se certificar de que ela não faça nada estúpido. Persephone revirou os olhos. — É claro que ela vai fazer algo estúpido. Ela é Kate. — Eu estou contando com você para não deixar isso acontecer. Depois de um rápido aperto de mão e repreensão da minha mãe para ser boa, suas despedidas tinham acabado. Os olhos de Persephone estavam secos. Como isso pode ser tão fácil para ela? James tocou meu ombro, e eu virei para abraçá-lo. — Se você morrer, eu vou ficar tão chateada com você, — eu disse. — Então vamos esperar que isso não aconteça. Se você for para a batalha, eu vou ficar chateado com você, — disse James. — Então vamos esperar que isso não aconteça — eu imitei. — Você precisa de um elevador para o Olimpo? Ele bufou. — Boa tentativa. Sua mãe tem passagem. — Sem hesitar, ele apertou os lábios para o canto da minha boca. Um quase-beijo cheio de perguntas que eu não podia responder e promessas que nenhum de nós poderia cumprir. — Não se esqueça, eu tenho que ser o seu primeiro caso, e eu estou te segurando a isso. — É melhor, — eu disse, e com isso, ele me deixou ir para um último abraço com a minha mãe. O nó na garganta cresceu insuportável, mas eu me recusei a chorar. Eu não queria que os últimos momentos que tivéssemos fossem cheios de choramingos e soluços. Nem ela nem James disseram nada. Eles sorriram, nenhum traço de medo ou ansiedade em qualquer um dos seus rostos sem idade, e James ofereceu à minha mãe o braço. Ela o pegou sem dizer nada, e juntos eles desapareceram até que não havia mais nada, só a brisa. — Vamos, vamos pegar um chá antes de você cair, — disse Persephone. Ela pegou meu cotovelo, e eu não discuti. Se Cronus abatesse todos que eu amava, Persephone seria a única família que me restava. Não era exatamente um prêmio de consolação gratificante, mas eu não queria dar-lhe alguma razão para me odiar. Por mais que eu quisesse me certificar de que não viria ao fato de ser apenas nós duas, eu não podia. Não cabia a mim, e eu não poderia mudar o resultado da batalha por pura força de vontade e pensamento. Eu poderia fazer algo para ajudar, porém, se eu pudesse pensar em algo que valeria a pena o risco. Algo que Persephone tinha dito cutucou o fundo da minha mente, mas antes que eu pudesse me concentrar totalmente, ela abriu a porta. — Adonis! O que eu disse sobre a alimentar o cão com manteiga de amendoim? Adonis, namorado – marido? – de Persephone levantou do chão, e eu fiquei boquiaberta com o cachorro aos seus pés.

161

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement