Page 157

Ele sorriu. — Porque o olhar no seu rosto é impagável. Honestamente, Kate, o que você acha que eu ia fazer? Deixá-la nas pedras? Estremeci. — Você não faria isso. — Eu não poderia, — ele corrigiu. — Uma vez que você aprender a usar os portais, você não será capaz também. Eu abri minha boca para responder, mas o murmúrio de vozes baixas chamou a minha atenção, e eu me virei em direção ao palácio. Nas sombras, uma multidão se formou, que fervilhando o jardim e em direção ao rio, do outro lado da caverna. — O que é isso? Quem são eles? — Os mortos, — disse James. — As almas perdidas, aqueles que precisam de orientação. Ninguém está aqui para ajudar, então eles estão presos até que você e Henry retornem. Eu encarei. Tinha de haver milhares deles. Eu esperava alguns, sabendo que Henry não estava aqui para ajudar, mas não isto. É claro que havia muitos, no entanto. Com os números que Cronus tinha abatido, eu deveria ter ficado surpresa que não havia mais. — Nós precisamos ajudá-los. — Não agora, querida, — disse minha mãe, esfregando minhas costas. — Eles têm a eternidade. Temos um lugar para estar. — E onde é isso? — Disse. — Estamos indo visitar sua irmã, — disse ela, e toda a minha indignação derreteu. Ela tinha ficado eras sem ver Persephone antes de enfrentá-la no ano anterior. Outra visita tão cedo só podia significar uma coisa: que ela estava dizendo seu adeus. — Mãe, — eu botei pra fora, minha voz embargada. — Você não pode me deixar. Você prometeu. — Quem disse alguma coisa sobre deixar você, querida? — Disse ela, escovando meu cabelo dos meus olhos. Nós duas sabíamos a verdade, no entanto. Não importa quantas conversas estimulantes Walter deu, não importa quantas vezes ela me garantiu que ela não ia a lugar nenhum, ela sabia que era uma possibilidade. E desta vez não haveria retorno milagroso. Agarrei a mão dela. — Poderíamos ficar aqui enquanto os outros lutam. Eles não vão sentir sua falta. E podemos chegar a uma outra maneira de ajudá-los. Ela me deu um sorriso triste. — Querida, você sabe que o conselho precisa de todos eles agora. Eu tenho uma responsabilidade para com eles, e eu não posso ir embora. — E quanto a sua responsabilidade por mim? — Meu rosto ficou quente como meus olhos ardiam com as lágrimas. — Você prometeu que nunca me deixaria de novo. — Eu não vou. Eu estou lutando por aquilo em que acredito, — disse ela. — Não tenho nenhuma intenção de morrer hoje, Kate. — Mas você pode. 157

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement