Page 142

minha mente inquieta, mas aquela voz não ofereceu respostas. Por que ele tinha ido, sabendo o que isso poderia significar? Ele tinha feito isso apenas para proteger Milo? Eu tinha tudo resolvido, mais ou menos - eu não tinha previsto a interrupção de Calliope, mas Henry não poderia ter conhecimento que ela iria também. Ele deveria ter ficado para trás. Ele teria sido muito mais útil como uma arma que Cronus e Calliope não sabiam. Ele podia ter sido o peso que fazia pender a balança para longe deles e para o conselho em vez disso, e ele tinha desistido disso para se entregar à Calliope. Eu queria estar chateada. Eu queria ficar furiosa, rasgar o quarto até não sobrar nada. Não iria adiantar muita coisa, porém, e o melhor que eu podia fazer era exatamente o que James tinha me pedido: concentrar meus esforços em pensar em algo que o Conselho não tinha. Certo. Não era o orgulho a mesma coisa que tinha quase me perdido para Henry e minha mãe e da imortalidade, em primeiro lugar? Mas os membros do conselho não eram exatamente uns anjos também. Eles podiam fazer muito bem o queriam, e se eles poderiam enganar, eu também poderia. Orgulho foi então, junto com um lado de ira para uma boa medida. Se houvesse uma maneira de sair dessa, eu iria encontrar. Depois de uma noite agitada e um dia ainda mais irregular, o pôr do sol sobre chegou a Grécia, e finalmente era hora. Quando o conselho desapareceu da sala do trono para lutar contra um inimigo que eles não tinham uma oração de derrotar, eu fechei os olhos e deslizei na minha visão. Ava estava esperando por mim no berçário, exatamente onde ela havia dito que estaria. Milo não estava em seu berço, no entanto. Os braços de Ava estavam vazios, e Cronus não estava de pé nas sombras balançando-o também. Henry deve tê-lo pegado. Espiando ansiosamente para fora da porta, Ava apertou os lábios, esquecida que eu estava esperando. Olhei por cima do ombro e segui seu olhar para uma janela no corredor. Através dela eu vi uma meia dúzia de pequenas formas atacando um nevoeiro opaco. Batalha da noite havia começado. — Kate? — Disse Ava, virando tão de repente que eu não tive tempo para sair do seu caminho. Ela caminhou através de mim. — Você está aqui? Eu não me incomodei em responder. Ela não seria capaz de me ouvir, por isso era inútil. Ela olhou para o berçário vazio, e seus ombros caíram. — Sinto muito. Eu sei que você não quer ouvir isso, mas é verdade. Eu juro que eu não sabia o que Calliope estava planejando. Era isso? Outra rodada de desculpas? Eu bufei e fechei os olhos, pronta para voltar ao Olimpo. Eu vim. Eu tinha escutado. Eu não ia perder meu tempo com isso por mais tempo. — Eu sei que a última coisa que você quer fazer é confiar em mim, — ecoou Ava enquanto eu escorregava de volta ao Olimpo. — Mas eu preciso te mostrar uma coisa. 142

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement