Page 123

Walter deveria saber, também. Enquanto eu não passasse o resto da eternidade no fundo do mar, iria valer a pena. Ajude-nos, eu murmurei, apontando para a mão que segurava James. A água era tão escura que eu não podia mais vê-lo. — É claro, — disse Phillip, e ele olhou na direção que deve ter sido para cima. Uma corrente forte chamou a nós três, levando-nos em direção à superfície em uma velocidade formidável. Assim que o céu azul tornou-se visível através da água, a maré nos arrastou para o lado, e eu arranhava meu caminho em direção à superfície. Só mais alguns centímetros. — Sua parada, eu acredito, — disse Phillip. — Esteja segura. Eu balancei a cabeça e murmurei meu agradecimento. Eu podia ver James através da água agora, e ele estava sorrindo para seu tio e dando-lhe um aceno estúpido. Imaginei. Tínhamos quase nos afogado, e ele estava sorrindo. Finalmente, chegamos à superfície, e eu cuspi uma quantidade impossível de água do mar. De alguma forma os meus pés encontraram a areia movediça, e eu fiquei trêmula, meus joelhos batendo juntos. Mas nós fomos para fora do oceano e ainda tinha alguns minutos sobrando antes de Cronus me esperar. Essa foi a parte mais importante. Algo brilhou na borda da minha visão, e eu olhei ao redor, meu coração batendo descontroladamente. Por uma fração de segundo, eu pensei que eu vi uma figura de cabelos escuros aparecendo nos penhascos, mas eu pisquei, e foi embora. Respirações profundas. Estávamos fora do oceano, e eu não tinha mais nada para ter pânico. A menos que um Titã imortal determinado a destruir tudo que eu amava contasse. Ondas de frio lambiam minhas canelas, e James estava ao meu lado, tremendo como uma folha. — Tudo bem, — ele murmurou. — Eu admito que - que pedir-lhe para fazer isso sem praticar primeiro foi um - um erro. — Não me diga, — eu disse com uma voz que tremia tanto quanto a dele. Ficamos a poucos metros da costa da ilha de Cronus, e o palácio se erguia acima de nós, uma sombra gigante contra o céu brilhante. — Você está bem? — Eu vou viver, — disse ele ironicamente. — Pelo menos até chegarmos lá dentro. — Como passaremos através da barreira? — Eu não podia vê-lo, mas eu podia sentir, vibrando em meus ossos como um campo de força. Se Cronus não conseguia penetrá-la, pelo menos não o suficiente para sair - apesar de seu alcance, agora alargado até o Cairo - em seguida, como iríamos? — Nós andamos, — disse James. — A barreira é destinada a manter Cronus preso, não nós. Walter ainda insistiu que não a modificássemos para incluir Calliope. Até que percebemos que ela tinha você, é claro. — Você quer dizer- — eu hesitei. Eu deveria ter tentado mais escapar. De alguma forma, eu poderia ter encontrado uma maneira. Phillip poderia ter me pegado no oceano e me trazido para a segurança, ou-

123

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03  

Advertisement