Page 11

— Cronus estava me fazendo uma oferta interessante, — eu disse, soando mais corajosa do que eu sentia. — Acontece que ele não vai me alimentar para os peixes como você quer. Seus lábios se torceram em um grunhido, mas antes que pudesse dizer uma palavra, Ava passou correndo por ela carregando uma cesta grande cheia de cobertores e outras coisas que eu não poderia distinguir à luz das velas. — Sinto muito, — disse ela, o rosto corado. — Já era hora, — retrucou Calliope, e ela se concentrou em mim novamente, — eu teria cuidado se fosse você, Kate. Eu tenho um novo brinquedo, e eu estive ansiosa para experimentá-lo em você. — O novo brinquedo? — Eu disse entre dentes. Calliope deslizou para o lado da minha cama. — Eu não lhe disse? Nicholas generosamente doou seu tempo e conhecimento para forjar uma arma que vai me deixar matar um deus. Seu timing não poderia ser melhor. Meu sangue gelou. Nicholas, o marido de Ava, havia sido sequestrado no solstício de inverno durante a batalha. Até agora, ninguém disse uma palavra para mim sobre ele. — Isso é impossível, — eu soltei. Nada além de Cronus poderia matar um imortal. — É mesmo? — Disse Calliope com um sorriso malicioso. — Você está disposta a apostar a vida do seu doce querido pequeno sobre isso? Meu coração caiu. Ela ia matar o meu bebê? — Ava? — Eu disse, minha língua pesada na minha boca. Mordendo o lábio, Ava colocou a cesta no chão ao pé da cama. — Sinto muito. O quarto girou em torno de mim. Isto era apenas mais um jogo. Calliope estava tentando me assustar, usando as pessoas que eu mais amava contra mim, e desta vez a minha suposta melhor amiga estava jogando junto. E se não era um jogo, entretanto? Calliope tinha jurado que tiraria a coisa que eu mais amava, e no momento eu pensei que ela quis dizer Henry e o resto da minha família. Mas ela falava do bebê. Ela estava prestes a obter tudo o que ela queria de mim, não havia motivo para ela mentir. E a maneira como Ava não podia sequer olhar para mim... Minha garganta inchou até que eu mal podia respirar. — Saia. Ava piscou. — Mas alguém tem de estar com você. — Eu prefiro ter Calliope aqui do que você, sua vadia traidora, — eu cuspi. — Saia. Seus olhos lacrimejaram, e para minha satisfação, ela fugiu, deixando-me sozinha com Cronus e Calliope. Ava merecia isso. Ela sabia o que isso significaria, que Calliope tinha a intenção de matar o meu bebê. E se Calliope realmente forçou Nicholas a forjar uma arma, se Ava havia distraído o conselho nos últimos nove meses, para dar-lhe tempo suficiente.

11

Profile for Valentina

Aimee carter goddess 03  

Aimee carter goddess 03