Page 1

PANFLETO | 6

Seguem as minhas tabelas. A conclusão é sua.

Será que as empresas estão indo embora de Guarulhos?

Gráfico 1 - Número de estabelecimentos em Guarulhos de 2011 a abril de 2018. 2017 e 2018 foram calculados com base nos números do Ministério do Trabalho. Fonte: PDET.

Muito se discute sobre o número de empresas que deixam Guarulhos e essa discussão tem razão de ser. No entanto, essa correlação nem sempre faz jus à quantidade de postos de trabalho gerados ou perdidos, pois, conforme podemos perceber no gráfico Total Guarulhos (página 2), há avanço de 4,1% no número de estabelecimentos da cidade no período 2014/2015 e diminuição de 4,4% na quantidade de trabalhadores no mesmo período. O total de unidades na cidade cresce de 2012 a 2015 e depois oscila, no entanto, a massa de trabalhadores cai de 2014 a 2017 e depois apresenta alguma recuperação nos quatro primeiros meses de abril de 2018.


GERAL

Gráfico 2 - Evolução do número de estabelecimentos e de massa de trabalhadores em Guarulhos de 2011 a abril de 2018. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

Dos estabelecimentos que não existiam na cidade em 2011 e que estão operantes em 2018 temos: Grupo CNAE 2.0

Número de Estabelecitrabalhamentos dores

Atividades de Apoio à Educação

1

98

Fabricação de Partes para Calçados, de Qualquer Material

1

18

Resseguros

1

1

Fabricação de Caminhões e ônibus

1

1.218

Gestão de Ativos Intangíveis Não financeiros

3

23

Design e Decoração de Interiores

8

8

Tabela 1 – Estabelecimentos que não existiam em Guarulhos em 2011. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos

Embora haja atividades que possivelmente estão alocadas em unidades diferentes de sua discriminação CNAE — observem-se os grupos sem sede, mas com trabalhadores —, na soma, a extinção desses estabelecimentos na tabela 2 representaram a demissão de 871 trabalhadores.

2 Junho 2018 - Tomo 6

Dos estabelecimentos que existiam em Guarulhos no início da década e que não existem mais (até abril de 2018) temos: Grupo CNAE 2.0

Número de Estabelecitrabalhamentos dores

Serviços Domésticos

0

2

Apoio à Gestão de Saúde

0

631

Atividades de Apoio à Extração de Minerais, Exceto Petróleo e Gás Natural

0

0

Operadoras de TV por Assinatura

0

0

Fabricação de Equipamentos de Comunicação

0

0

Transporte Ferroviário e Metro ferroviário

0

0

Atividades de Gravação de Som

0

0

Produção de Lavouras Temporárias

0

5

Extração de Minerais Não metálicos

0

0

Serviços Coletivos (Admin. Pública)

0

0

Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica

0

0

Reprodução de Materiais Gravados

0

0

Pesquisa e Desenvolvimento Experimental em Ciências

0

0

Atividades Ligadas ao Patrimônio Cultural e Ambiental

0

19

Atividades de Exploração de Jogos de Azar e Apostas

0

0

Tabela 2 - Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos


GERAL ATIVIDADES QUE MAIS CONTRATARAM NA DÉCADA Número de trabalhadores CONTRATADOS

Número de trabalhadores TOTAL

Atividades de teleatendimento

6.243

6.283

Comércio varejista não especializado

3.087

14.801

Restaurantes e outros serviços de alimentação e bebidas

2.167

8.965

Administração do estado e da política econômica e social

1.907

22.816

Serviços combinados para apoio a edifícios

1.825

4.349

Educação infantil e ensino fundamental

1.569

5.028

Fabricação de caminhões e ônibus

1.218

1.218

Atividades de assistência psicossocial e à saúde a portadores de distúrbios psíquicos, deficiência mental e dependência química

1.079

1.080

Serviços de escritório e apoio administrativo

1.063

1.987

986

1.029

Grupo CNAE 2.0

Publicidade Tabela 3 - Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

Como exercício, façamos um gráfico com o comportamento da evolução dos grupos que mais contrataram e o número de seus estabelecimentos de 2011 a abril de 2018. Assinalando que esses grupos representam 21% dos empregos formais na cidade e 11% do número dos estabelecimentos.

Pode-se notar a harmonia entre a evolução de postos de trabalho e de estabelecimentos nos setores que contrataram ao longo da década em vez da discrepância vista no gráfico 2. Pode-se inferir que nesta crise está havendo a manutenção de estabelecimentos na cidade mesmo com prejuízo de postos de trabalho, ou poucos trabalhadores.

3

Gráfico 3 - Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

E ENTAO GUARULHOS


SETOR IBGE 2

Indústria de Transformação A indústria de transformação que vinha de quedas anteriores a 2011 teve seu ponto de intersecção, considerando o número de estabelecimentos e massa trabalhadora, em 2012. Assim, no período 2011/2013, perdeu 1,4% do número de estabelecimentos na cidade (39 unidades). Na década, apresenta 3% de redução de suas unidades de trabalho. No estoque de empregos, a coisa é mais séria, pois no período 2011/2013, a perda de postos de trabalho foi de 4,9% e na década, até abril de 2018, totaliza menos 23,5% trabalhadores do que em 2011. O ponto a ser destacado é a correlação do número de estabelecimentos e emprego formal, uma vez que unidades são desativadas, mas a diminuição de postos de trabalhos tem números muito mais negativos, indicando a possibi-

lidade do enxugamento no quadro de trabalhadores nas empresas ser o principal vilão da crise do emprego no país para além do fechamento sumário ou migração das empresas para outros municípios. Das atividades que não existiam na cidade na Indústria de Transformação, vimos na tabela 1 Fabricação de Caminhões e ônibus e Fabricação de Partes para Calçados, de Qualquer Material. Durante a década, tivemos uma unidade de Fabricação de óleos e Gorduras Vegetais e Animais que durou apenas 2012 e Torrefação e Moagem de Café que durou dois anos, 2013 e 2014, mas nos deixou. O gráfico da evolução estabelecimentos e número de trabalhadores da Indústria de Transformação difere, na dinâmica, dos gráficos 2 e 3.

Gráfico 4 - Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

A média de trabalhadores na Indústria de Transformação em 2011 era de 41 empregados por unidade de trabalho e em 2018 é de 32. Foram 27.128 postos de trabalho perdidos na década e 104 estabelecimentos que foram de-

4 Junho 2018 - Tomo 6

sativados nesse período. Abaixo a tabela 4 ordenada por grupos da indústria que encerraram mais de 9 unidades de trabalho na cidade e seu efeito sobre o números de postos de empregados de 2011 a abril de 2018.


SETOR IBGE 2 Saldo de Unidades fechadas

CNAE 2.0 Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios

Saldo de trabalhadores demitidos

-71

-456

Fabricação de Produtos de Metal não Especificados Anteriormente

-22

-1.905

Fabricação de Produtos de Material Plástico

-19

-1.633

Serviços de Pré-Impressão e Acabamentos Gráficos

-18

-37

Fabricação de Máquinas e Equipamentos de Uso Geral

-18

-802

Fabricação de Tintas, Vernizes, Esmaltes, Lacas e Produtos Afins

-14

-675

Fabricação de Produtos de Borracha

-13

-2.218

Laticínios

-13

-53

Edição de Livros, Jornais, Revistas e Outras Atividades de Edição

-12

-97

Produção de Tubos de Aço, Exceto Tubos sem Costura

-10

-2.181

Fabricação de Peças e Acessórios para Veículos Automotores

-10

-4.692

Tabela 4 – Número de estabelecimentos encerrados na indústria de transformação no período 2011 a abril de 2018. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

A concentração de empregados em cada unidade de trabalho da Indústria, pela tabela 4, mostra que cada estabelecimento que deixa de funcionar nesse setor causa danos muito grandes à economia da cidade. Observando a tabela 5, com grupos que aumentaram seu número de estabelecimentos pelo menos em 10 unidades na cidade, segue a tese de que a explicação do número

de estabelecimentos da Indústria não decair tal qual o número de trabalhadores, consiste no fato das empresas estarem mantendo suas portas abertas com o mínimo de trabalhadores possível. O problema, então, pode ser atribuído à economia, às medidas que não são tomadas para reverter esse quadro pelas autoridades competentes, etc, para tornar o país competitivo lá fora. Saldo de Unidades abertas

Saldo de Trabalhadores contratados/demitidos

Manutenção e Reparação de Máquinas e Equipamentos

57

565

Serviços de Catering, Bufê e Outros Serviços de Comida Preparada

46

527

Fabricação de Outros Produtos Alimentícios

18

789

Fabricação de Estruturas Metálicas e Obras de Caldeiraria Pesada

13

-70

Fabricação de Móveis

12

-520

Instalação de Máquinas e Equipamentos

11

97

Fabricação de Instrumentos e Materiais para Uso Médico e Odontológico e de Artigos ópticos

10

209

CNAE 2.0

Tabela 5 – Atividades que mais abriram unidades de trabalho na Indústria de Transformação de 2011 a abril de 2018 na cidade de Guarulhos. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

PANFLETO Seja um patrocinador! Dúvidas e sugestões devem ser encaminhadas para eentaoguarulhos@gmail.com

PANFLETO E então Guarulhos é uma publicação eletrônica independente de dados estatísticos elaborados pelo escritor e matemático Valdir Lira. Permitida e reprodução desde que citada a fonte.

Acompanhe nossas redes sociais @eentaoguarulhos @eentaoguarulhos

5 E ENTAO GUARULHOS


SETOR IBGE 6

Serviços

Gráfico 5 – Evolução dos estabelecimentos e número de trabalhadores no setor de Serviços em Guarulhos de 2011 a abril de 2018. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

O número de trabalhadores e de unidades de trabalho no setor de Serviços em Guarulhos cresciam juntos até 2014, com o crescimento maior de trabalhadores em relação ao de estabelecimentos. Em 2015, a dinâmica se inverte e temos evolução menor do número de trabalhadores em relação às unidades de trabalho.

Na tabela 6, dos grupos com mais estabelecimentos na cidade, observamos que Transporte Rodoviário de Carga, embora tenha criado 341 unidades em pouco mais de 7 anos, nesse período, apresenta saldo negativo de trabalhadores. Há outros dois com o mesmo problema, na sétima e décima posições.

CNAE 2.0

Saldo de Unidades Abertas

Saldo de Trabalhadores contratados/ demitidos

Transporte Rodoviário de Carga

341

-287

Restaurantes e Outros Serviços de Alimentação e Bebidas

284

2.167

Atividades de Atenção Ambulatorial Executadas por Médicos e Odontólogos

105

402

Serviços Combinados para Apoio a Edifícios

107

1.825

Outras Atividades de Ensino

111

766

Serviços de Escritório e Apoio Administrativo

140

1.063

Outras Atividades de Serviços Prestados Principalmente às Empresas

63

-532

Atividades de Contabilidade, Consultoria e Auditoria Contábil e Tributária

77

546

41

1.569

151

-770

Educação Infantil e Ensino Fundamental Transporte Rodoviário de Passageiros

Tabela 6 – Saldo de unidades abertas no setor de Serviços com respectivos saldos de trabalhadores no período 2011 a abril de 2018. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

6 Junho 2018 - Tomo 6


IBGE 6 E 5 Saldo de Trabalhadores contratados/ demitidos

Saldo de Unidades fechadas

CNAE 2.0 Grupo Atividades de Organizações Associativas não Especificadas Anteriormente

-30

-890

Serviços Domésticos

-29

-27

Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas não Especificadas Anteriormente

-20

64

Locação de Mão-De-Obra Temporária

-16

-6.200

Outras Atividades de Prestação de Serviços de Informação

-15

-361

Atividades de Recreação e Lazer

-10

-195

Atividades de Organizações Associativas Patronais, Empresariais e Profissionais

-9

-147

Atividades Fotográficas e Similares

-9

-24

Tratamento de Dados, Hospedagem na Internet e Outras Atividades Relacionadas

-8

6

Atividades de Malote e de Entrega

-7

-127

Tabela 7 – Grupos que mais fecharam as portas de 2011 a abril de 2018 no setor de Serviços em Guarulhos. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

Comércio Saldo de Unidades abertas

CNAE 2.0 Grupo Comércio Varejista Não especializado

Saldo de Trabalhadores contratados/ demitidos

132

3.087

Comércio Varejista de Produtos Alimentícios, Bebidas e Fumo

90

763

Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos, Perfumaria e Cosméticos e Artigos Médicos, ópticos e Ortopédicos

87

634

Comércio Varejista de Material de Construção

67

-733

Manutenção e Reparação de Veículos Automotores

51

-168

Comércio Atacadista de Produtos de Consumo Não alimentar

45

946

Comércio Atacadista de Máquinas, Aparelhos e Equipamentos, Exceto de Tecnologias de Informação e Comunicação

25

172

Comércio Atacadista de Madeira, Ferragens, Ferramentas, Material Elétrico e Material de Construção

21

215

Comércio Varejista de Produtos Novos não Especificados Anteriormente e de Produtos Usados

17

-186

Comércio Varejista de Combustíveis para Veículos Automotores

14

81

Tabela 8 – Grupos que mais abriram novas unidades de trabalho no setor de Comércio em Guarulhos no período 2011 a abril de 2018. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

Se há mais unidades de trabalho e menos gente trabalhando, logo, os quadros de trabalhadores nos estabelecimentos da cidade, aparentemente, pela direção que este estudo toma, estão enxutos. Podemos ainda afirmar que muitos comerciantes são exército de um homem (mulher) só. Na minha vizinhança, conheço pelo menos uma dúzia. Para elaborar esse trabalho, foram extraídas algumas dezenas de tabelas, organizadas e formatadas, exibem um panorama bastante claro da cidade. Antes de se comentar que as empresas estão deixando a cidade, há que se observar que não é apenas isso. Conforme visto

nos setores anteriores, aparentemente, unidades de trabalho há de sobra na cidade e mesmo que tenhamos tomado várias pancadas com a saída de empresas em Guarulhos, as que ficam trabalham, aparentemente, como podem e, como todos os residentes, e outros que vêm de fora para trabalhar no município, esperamos pelo aquecimento da economia que não se fará sozinho. Não é de hoje e é ser redundante afirmar que os pesados impostos e o elefante da burocracia emperram não só o nosso município, mas o Brasil todo, impactando nos paradoxos vistos nessa publicação que está longe de esgotar o assunto. E ENTAO GUARULHOS

7


IBGE SETOR 5

Gráfico 6 – Evolução do número de estabelecimentos e de funcionários no setor de Comércio de 2011 a abril de 2018 em Guarulhos. Fonte: Ministério do Trabalho. Elaboração: E então Guarulhos.

Aparentemente, o setor de Comércio tem a mesma tendência do setor de Serviços. Embora a evolução de ambos siga com graus diferentes. Os

8 Junho 2018 - Tomo 6

anos de 2014 e 2015 foram traumáticos para ambos os setores, que declinaram quase da mesma forma. Na indústria, que vinha de queda desde o

começo da década, isso é menos perceptível no gráfico. E isto era o que eu tinha para apresentar nesta edição. Até a próxima!

Panfleto eeg 06  

Estatísticas sobre abertura e fechamento de novos estabelecimentos comerciais em Guarulhos na década de 2000. Empregos em abril de 2018 em G...

Panfleto eeg 06  

Estatísticas sobre abertura e fechamento de novos estabelecimentos comerciais em Guarulhos na década de 2000. Empregos em abril de 2018 em G...

Advertisement